O desempenho do crédito no Brasil

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O desempenho do crédito no Brasil"

Transcrição

1 Projeto e comercialização: Point Comunicação e Marketing - (11) Redação e edição de conteúdo: Editora Contadino / Projeto gráfico e diagramação: Multi Propaganda Acesso fácil requer uso consciente Uma pesquisa da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), realizada na primeira quinzena de fevereiro deste ano, apurou as projeções de 49 instituições financeiras sobre 30 variáveis econômicas, entre elas o crédito. Elas acreditam que o avanço, neste ano, seja semelhante ao de 2006, ou seja, em torno de 20%. Outro levantamento, realizado pela Serasa maior empresa do Brasil em pesquisas, informações e análises econômico-financeiras para apoiar decisões de crédito e negócios reforça o otimismo. Intitulada Perspectiva Empresarial, a pesquisa foi feita entre 8 e 12 de janeiro deste Crédito Pessoal Crédito pessoal é um recurso viável para a realização de sonhos de consumo, especialmente com as quedas graduais das taxas de juros Participação por modalidade (janeiro/2007 em %) 32,5 Setor público Indústria Pessoas físicas Fonte: Banco Central 16,7 2,6 Rural 10,2 Comércio 10,6 22,4 5,0 Outros serviços Habitação ano, com executivos de todo o País. Entre os consultados há a expectativa de continuidade de redução das taxas de juros; elevação da massa salarial; ampliação da oferta de crédito pelo setor bancário, com encargos menores tanto para as pessoas físicas quanto para as jurídicas; e incremento das atividades do setor de construções residenciais. Essa última previsão justifica-se pelas medidas adotadas pelo governo, ainda em 2006, referentes ao setor, entre elas redução do IPI de vários materiais e introdução de financiamentos imobiliários com prestações fixas para imóveis de até R$ 350 mil. O desempenho do crédito no Brasil Principais destaques Volume total (R$ bilhões) 607,0 732,8 Volume total recursos livres (R$ bilhões) 403,7 498,9 Volume total pessoa física (R$ bilhões) 190,7 238,8 Volume total pessoa jurídica (R$ bilhões) 213,0 260,1 Volume total recursos direcionados 203,3 234,0 (R$ bilhões) Taxa Selic meta 18,00 13,25 Taxa média total dos empréstimos 45,9 39,8 (% ao ano) Taxa média pessoa física (% ao ano) 59,3 52,1 Taxa média pessoa jurídica (% ao ano) 31,7 26,2 Prazo médio total (dias) Prazo médio - pessoa física (dias) Prazo médio - pessoa jurídica (dias) Inadimplência total 4,2 5,0 Inadimplência - pessoa física 6,7 7,6 Inadimplência - pessoa jurídica 2,0 2,7 Fonte: Febraban Aumenta o volume de recursos, mas recorrer a empréstimos exige bom planejamento Há uma combinação de fatores que favorece a concessão de crédito pessoal no Brasil: estabilidade econômica, avanço na renda do trabalhador, modalidades relativamente novas caso do crédito consignado, prazos mais longos de pagamento e quedas nas taxas de juros, que, em fevereiro, atingiram a menor média desde 2000, ficando em 39,7%. Eles ajudam a explicar o crescimento de 20,7% no volume de empréstimos do Sistema Financeiro Nacional (SFN) em 2006 em comparação com o ano anterior, que alcançou R$ 732,8 bilhões, de acordo com o Banco Central (BC). No período, foi registrado expressivo crescimento nas modalidades destinadas à pessoa física: o crédito pessoal avançou 25,9% de dezembro de 2005 a dezembro de 2006, os financiamentos imobiliários ampliaram-se 26,8% e os empréstimos para aquisição de veículos avançaram 25,2%. Por outro lado, os juros declinaram: as taxas nas operações de crédito para pessoa física passaram de uma média de 59,3% para 52,1% ao ano, redução de 7,2 pontos percentuais. A queda nas taxas de juros é um importante fator para explicar o crescimento do crédito no Brasil. Além disso, destaca-se também o crescimento do crédito consignado, que é um dos responsáveis por puxar as taxas médias para baixo, afirma o diretor do Banco Schahin, Cláudio Ferro. Os empréstimos com desconto em folha têm boa parte do seu sucesso atrelada à segurança de o pagamento ser descontado diretamente do salário do trabalhador, o que reduz o risco de inadimplência e, conseqüentemente, a taxa de juros. Em fevereiro, segundo o BC, o saldo do crédito consignado avançou 2,4% e manteve sua tendência de ampliação de participação no crédito total, atingindo 54,6% no mês. A expectativa é de que o volume emprestado pelo SFN continue a crescer em O ano já começou com bons indicadores. De acordo com o BC, houve crescimento de 0,7% no volume total de empréstimos em janeiro e de 1,1% em fevereiro. No Banco Schahin, segundo Ferro, a previsão é dobrar o volume de crédito concedido em relação ao ano anterior. Deve ter continuidade, no País, a política de redução, de forma gradual, das taxas de juros. É uma tendência que não tem mais volta e vai permitir ao Brasil, dentro de um ou dois anos, chegar a patamares mais adequados, mantendo as condições bastante favoráveis, diz. Ele aposta na continuidade da expansão significativa do crédito consignado e aponta outros destaques, como o financiamento de automóveis, que também apresentam forte aceleração. Disciplina A Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac) divulgou em março uma queda de 0,02 ponto percentual na taxa de juros ao consumidor em fevereiro, na comparação com o mês anterior Nas operações de crédito para pessoa física, das seis linhas pesquisadas, quatro tiveram redução, uma ficou estável e uma teve alta. A taxa de juros média caiu de 7,4% ao mês (135,53% ao ano), em janeiro último, para 7,38% (135,01%), em fevereiro. Embora essa tendência de queda e a maior oferta de crédito sejam atraentes para os tomadores, alguns cuidados não podem ser dispensados. Afinal, a redução na inadimplência também é importante para que os juros continuem caindo, já que é um dos itens que mais incrementa o custo do empréstimo. No ano passado, a inadimplência no segmento pessoa física foi de 7,6%, o que significa 0,9 pontos percentuais mais do que no ano anterior. No primeiro bimestre de 2007, de acordo com a Serasa, ela aumentou 7,3% em relação ao mesmo período do ano passado. Assim, planejamento antes de tomar os empréstimos e disciplina para honrar o compromisso são fundamentais para o sucesso do negócio. Estudos apontam boas perspectivas para 2007 Estimativa de ampliação da oferta de crédito pelas instituicões deve facilitar ainda mais o acesso a modalidades como o financiamento de veículos

2 B a n c o s Parceiros na concretização dos sonhos Diversas linhas de crédito estão disponíveis para aquisição de bens ou ganho de fôlego financeiro As taxas, condições e os prazos de pagamento das diversas modalidades de crédito variam de banco para banco. Assim, os interessados em contratar um financiamento, seja para a aquisição de casa própria, veículo ou material de construção, seja para sanar dificuldades financeiras, devem fazer comparações e projeções para não comprometer demais a renda. Confira as principais linhas oferecidas por alguns bancos. ABN AMRO Real No último mês de 2006, a carteira de crédito do banco para pessoas físicas atingiu R$ 21,7 bilhões. No crédito pessoal, as taxas vão de 2,45% a 6,50% ao mês, com prazos de pagamento de dois a 36 meses e valores a partir de R$ 200 e sem limite máximo (de acordo com a renda). Empréstimos consignados têm taxas de 1,12% a 4% ao mês, prazos de três a 36 meses e valores entre R$ 200 e R$ 50 mil. No caso de pensionistas e aposentados do INSS só mudam as taxas, que ficam entre 1,79% e 2,78%. No CDC Veículos elas vão de 1,93% a 3,20% e os prazos são de até 48 meses (valores sob consulta). O crédito imobiliário, cuja carteira atingiu R$ 2,0 bilhões em dezembro último, tem taxas de 9% a 13% ao ano, mais TR, prazos de até 20 anos, e valor mínimo de R$ 46 mil e máximo limitado a 25% da renda familiar bruta. No financiamento de veículos, o Real atua por intermédio da Aymoré. 1,79% Taxa de juros mínima oferecida pelo Banco Real nos empréstimos consignados para aposentados e pensionistas do INSS Banco do Brasil O total de empréstimos para pessoas físicas em 2006 foi de R$ 12,3 bilhões. O BB Crediário, para financiamento de bens, serviços e tributos, tem juros de 2,41% ao mês. As taxas da linha para a compra de material de construção ficam entre 1,90% e 2,41% ao mês. As duas modalidades têm prazos de dois a 48 meses e valores entre R$ 100 e R$ 20 mil. O BB Crédito Consignação cobra de 0,95% a 2,95% ao mês, tem prazos entre dois e 48 meses e valores de R$ 100 a R$ 150 mil no caso de empresas conveniadas. Para aposentados e pensionistas do INSS as taxas são de 0,95% a 2,30% e o prazo de dois a 36 meses. O crédito para compra de veículos cobra entre 1,89% a 3,26% ao mês, tem prazos entre dois e 48 meses e valores de R$ 2 mil a R$ 100 mil. O Banco do Brasil começou a trabalhar com crédito imobiliário em um projeto-piloto no Instituições financeiras dispõem de um leque amplo de alternativas de crédito, desenhadas de acordo com cada necessidade ou perfil de cliente Distrito Federal, mas em breve vai estender a linha para todo o País. As taxas vão variar de 10,49% a 12% ao ano, mais TR, e o cliente poderá financiar até 80% do valor do imóvel, por prazos de até 180 meses. Bradesco Os empréstimos para pessoas físicas em 2006 totalizaram R$ 39,6 bilhões, volume que deverá ter um acréscimo de 30% em Só no crédito habitacional, o banco movimentou R$ 2,1 bilhões no ano passado e a expectativa é atingir R$ 3 bilhões este ano. O crédito pessoal tem taxa de 4,83% e prazos entre um e 24 meses. No consignado para aposentados e pensionistas do INSS incidem taxas de 1,20% ao mês, para pagamento entre um e quatro meses; 1,75% para cinco a seis meses; 2,30% para sete a 12 meses; e 2,78% para 13 a 36 meses. No Crédito Direto ao Consumidor para compras de veículos novos a até sete anos de uso, a taxa fica entre 1,65% e 1,81%, e os prazos entre um e 60 meses. O financiamento de imóveis pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH) segue as regras do programa: pode atingir até 80% do valor total de compra, tem prazo máximo de 240 meses e taxas diferenciadas. As prestações fixas têm reajuste de 13,5 % ao ano para financiamento em até 120 meses, e de 14% acima desse prazo. Em parcelas variáveis, financiamentos para imóveis de até R$ 120 mil têm taxas de 8%, e acima de R$ 120 mil, de 12%. CEF Em 2006, o volume de crédito a pessoas físicas da Caixa Econômica Federal foi de R$ 19,2 bilhões; para 2007, a previsão é de R$ 25,3 bilhões. Em habitação, foram R$ 14,2 bilhões, com previsão de R$ 17,4 bilhões para este ano. Já o crédito pessoal tem taxas entre 2,45% e 5,12% ao mês, prazos de até 36 meses e valores entre R$ 190 e R$ 20 mil. As taxas do empréstimo consignado ficam entre 1,30% e 3,80% e os prazos em até 72 meses. O valor máximo é calculado de acordo com a renda. No financiamento de veículos as taxas ficam entre 1,89% e 3,56%, o prazo é de até 36 meses e os valores vão de R$ 1 mil a R$ 35 mil. Os empréstimos para compra de imóveis com recursos do FGTS, destinados a famílias com renda de até R$ 4,9 mil e imóveis com preços até R$ 100 mil, têm taxas entre 6% ao ano mais TR e 10,16% mais TR. Os empréstimos com recursos da caderneta de poupança vão de 9,56% ao ano mais TR a 13,34% sem TR, uma linha nova aberta no ano passado. Os prazos de pagamento vão de 60 a 240 meses. 2,56% Taxa mínima da CitiFinancial no empréstimo com a garantia do veículo, que também cobre automóveis já financiados CitiFinancial A empresa, do Citigroup, oferece várias modalidades de crédito. No empréstimo pessoal, as taxas variam de 7,99% a 13,99% e os prazos de um a 36 meses. O valor máximo é de até três vezes a renda. Já o empréstimo pessoal sem comprovação de renda tem prazos de um a nove meses, com valor máximo de R$ 500. No empréstimo consignado, as taxas partem de 1,75%, os prazos variam de um a 36 meses e o valor é de até três vezes a renda. Já na mesma modalidade para aposentados e pensionistas do INSS, as taxas vão de 1,75% a 2,72% e o prazo até 36 meses. A empresa também oferece empréstimo com a garantia do veículo (o produto também cobre veículos já financiados), com taxas entre 2,56% e 4,49%. O prazo de pagamento vai até 36 meses e o valor pode chegar a 80% do valor dos veículos pela tabela Molicar. HSBC A instituição não divulga o montante emprestado em 2006 nem a previsão para O crédito pessoal tem taxas entre 3,9% e 6,3% ao mês, prazos entre seis e 60 meses, e valor mínimo de R$ 50 e máximo de R$ 50 mil. O crédito consignado para pensionistas e aposentados do INSS cobra 1,48% ao mês, tem prazos de um a 36 meses e coloca à disposição entre R$ 200 e R$ 20 mil. O crédito para compra de veículos não pode exceder o percentual de 70% do valor total do bem, tem taxas entre 1,43% e 1,9% ao mês, prazos entre seis e 60 meses e financia valores entre R$ 1 mil e R$ 130 mil. No caso do financiamento de imóveis, as taxas variam entre 8% e 13% ao ano, valores entre R$ 15 mil e R$ 500 mil e prazos entre 12 e 240 meses. Itaú O montante de empréstimos para pessoas físicas fechou em R$ 40,4 bilhões em 2006, dos quais R$ 2,4 bilhões foram destinados ao crédito imobiliário. O crédito pessoal tem taxas a partir de 5,5%, prazos entre sete dias e um ano, e valores entre R$ 80 e R$ 15 mil. O crédito para aposentados e pensionistas do INSS tem taxas a partir de 5,42%, prazos entre dois meses e três anos e valores de R$ 80 a R$ 15 mil. Para veículos, as taxas são de 1,98% a 2,50% ao mês, prazos de um a 60 meses e valores variáveis, de acordo com a renda. O crédito imobiliário pelo SFH tem três faixas de juros. Para imóveis entre R$ 40 mil e R$ 100 mil, é de 8% ao ano do primeiro ao 36º mês e de 12% nos restantes; de R$ 100 mil a R$ 350 mil, o percentual é único: 12%; e a partir de R$ 350 mil, a taxa é de 12,5%. O prazo máximo para o pagamento é de 20 anos. 3,40% Taxa mínima de juros da Cred Mais Fácil, na Nossa Caixa, incidente nas operações destinadas a servidores públicos Nossa Caixa Os empréstimos para pessoas físicas totalizaram R$ 4,6 bilhões em Entre as linhas de crédito pessoal, a Cred Mais Fácil tem juros de 4,25% para prazos de dois a 12 meses, e 4,95% para 13 a 24 meses, no caso de correntistas há um ano. Os restantes pagam taxas de 6,95%. Para funcionários públicos, as taxas são de 3,40%, de dois a 12 meses; 3,80%, de 13 a 24; e 4,20%, de 25 a 36. O valor mínimo é R$ 200 e o máximo R$ 10 mil. O crédito consignado está disponível para servidores públicos estaduais e municipais (taxas entre 1,65% a 2,95% e prazos até 72 meses) e funcionários de empresas privadas conveniadas (2,65% a 3,60%, até 36 meses). O crédito imobiliário financia até R$ 245 mil. As taxas de juros dos planos com reajuste variam entre 7% (para valores até R$ 40 mil) e 12% (acima de R$ 50 mil). Santander Banespa O valor total de empréstimos em 2006 foi de R$ 12,3 bilhões, crescimento de 32% em relação a As taxas de juros do crédito pessoal ficam entre 3,5% e 5,8% ao mês, o valor máximo da operação depende da capacidade de pagamento, e o prazo é de 24 meses, para clientes, e de 48 meses, para quem recebe salário pela conta corrente. O Supercrédito INSS, modalidade de empréstimo consignado destinada a aposentados e pensionistas, tem taxas de juros entre 1,64% e 2,76% ao mês, e prazo de até 36 meses. As opções de crédito imobiliário incluem o Supercasa Própria e o Supercasa 20. Ambos financiam até 80% do preço total do imóvel e têm prazo de pagamento de 20 anos. O primeiro tem duas faixas: entre R$ 40 mil e 120 mil, as taxas de juros são de 7,95% mais TR (três anos) e 12% mais TR (restante); a segunda tem juros de 10,95% mais TR (10 anos), e 8,95% mais TR (restante). O Supercasa 20 diferencia-se pelas prestações prefixadas. Ele financia imóveis a partir de R$ 40 mil e tem taxa de juros de 14% ao ano. 2,10% Taxa mínima de juros para as operações de financiamento de veículos oferecidas pelo Banco Schahin Schahin Em 2006, destinou R$ 650 milhões às operações de crédito pessoal e, este ano, prevê que o volume alcance R$ 1,3 bilhão. Para a modalidade, o banco oferece taxas que vão de 3,0% a 12,0% (de acordo com a análise do cliente e produto), prazos de seis a 36 meses e valor mínimo de R$ 500. Já para crédito consignado, as taxas oscilam entre 1,5% e 3,2%. O valor mínimo do empréstimo é R$ 500 e os prazos de pagamento vão de seis a 72 meses. Para aposentados e pensionistas do INSS a taxa máxima é de 2,72% e prazo máximo é de 36 meses. Já o financiamento de veículos oferece taxas de 2,10% a 3,70% e prazos de pagamento de nove a 48 meses. O valor mínimo emprestado para essa modalidade é R$ 500 e o limite está condicionado à análise do cliente e do produto. Sudameris Na modalidade Crédito Pessoal, as taxas variam de 1,95% a 6,50% ao mês, o prazo vai até 36 meses e o valor mínimo é de R$ 200 e máximo sujeito à aprovação. Há também as modalidades Crédito Pessoal Antecipação da Restituição de IR, Crédito Pessoal Antecipação do 13 Salário e Crédito Pessoal Automático. Além disso, o banco oferece o CDC Veículos Real e Sudameris, um financiamento com taxas a partir de 1,93%, prazo de até 48 meses e valores sujeitos à aprovação; o CDC Reforma Rápida Real e Sudameris, com taxas a partir de 3,5%, prazo até 24 meses e valores sujeitos à aprovação; e CDC Socioambiental Real e Sudameris, com taxas a partir de 2,35%, prazos de até 24 (PF) e 36 (PJ) meses e valores sujeitos à aprovação.

3

4 C r é d i to C o n s i g na d o Popularização do salário como garantia Em 2006, modalidade representou 54,3% do total movimentado pelo crédito pessoal O volume de recursos movimentado pelos empréstimos consignados desde o seu lançamento, em setembro de 2003, até dezembro de 2006, chegou a R$ 48,2 bilhões, de acordo com o relatório Operações de Crédito do Sistema Financeiro, divulgado pelo Banco Central. Isso significa que, de dezembro de 2005 ao final do ano passado, a carteira evoluiu nada menos do que 52%. O documento também aponta queda de 2,9 pontos percentuais na média da taxa de juros anual cobrada pelas instituições financeiras para a modalidade. Em dezembro de 2006 ela atingiu 33,4%; no mesmo mês de 2005 havia sido de 36,4%. Do valor total de empréstimos apurado em dezembro último, R$ 42,2 bilhões foram movimentados por funcionários públicos ativos e inativos e aposentados e pensionistas do INSS, e cerca de R$ 6,0 bilhões por trabalhadores da iniciativa privada. Essa participação maior do primeiro grupo 87,6% do volume acompanhou o ritmo dos anos anteriores: em 2005, ela havia sido de 88% e em 2004 de 85,2%. Participação Ainda de acordo com a análise do Banco Central, o total de recursos envolvido no crédito consignado representa 54,3% do volume de crédito pessoal no ano, que foi de R$ 88,650 bilhões. Em 2005, a participação da modalidade no total havia sido de 44,8%, e, em 2004, de 34,8%. Os primeiros meses deste ano repetiram a tendência de alta da demanda. De acordo com a Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi), a carteira de crédito consignado atingiu, em fevereiro último, R$ 50,0 bilhões, expansão de 49% em relação ao mesmo mês de Facilidades O crescimento contínuo dos volumes movimentados pelos empréstimos consignados é fácil de entender. A modalidade possibilita que trabalhadores com registro em carteira e aposentados e pensionistas do INSS contratem empréstimos, financiamentos e operações de arrendamento (leasing) com taxas de juros menores do que as fixadas em outras operações. Isso é possível porque o valor das prestações é descontado diretamente da folha de salário ou das contribuições 54,3% Participação do crédito consignado no volume de crédito pessoal movimentado no ano passado sociais (caso de aposentados e pensionistas), o que representa uma garantia de quitação para as instituições financeiras que oferecem a modalidade. Também por essa razão, a obtenção de crédito consignado é menos burocrática. A restrição concentra-se no percentual da renda que o trabalhador pode dispor para fazer o pagamento. O assalariado poderá comprometer até 30% de seu salário líquido com a quitação das prestações ou 40% do rendimento bruto. Além disso, todos os contratos têm prestações fixas, para simplificar os descontos em folha de salários e evitar o endividamento excessivo do empregado que lança mão dessa modalidade de crédito. Trabalhadores com carteira assinada e aposentados e pensionistas do INSS têm à disposição um crédito sem burocracia e com taxas menores de juros Norma aperfeiçoa transações para aposentados O crédito consignado destinado a aposentados e pensionistas ganhou ainda mais transparência e segurança a partir de maio do ano passado com a publicação da Instrução Normativa (IN) n 5, do INSS, que alterou a Instrução Normativa até então em vigor (n 121, de julho de 2005). Ela estabelece a obrigatoriedade de as instituições financeiras informarem previamente ao beneficiado o valor total financiado, as taxas (mensal e anual) de juros, os acréscimos e o número e a periodicidade das prestações, entre outros dados. Também proíbe a contratação do empréstimo por telefone e a cobrança de Taxa de Abertura de Crédito (TAC). Ainda de acordo com a IN, as prestações não podem ultrapassar 30% do valor da aposentadoria ou pensão recebida, incluído o limite do cartão de crédito fornecido por algumas instituições financeiras. O prazo máximo para quitação do empréstimo é de 36 meses, e o beneficiário não está obrigado a obter o crédito no banco pelo qual recebe o pagamento o que se constitui mais uma facilidade dessa modalidade de crédito, além do fato de oferecer taxas mais reduzidas de juros. Crédito consignado 2006 (R$ milhões) Trabalhadores Públicos* Privados Total Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro** Novembro** Dezembro** * Inclui empréstimos para funcionários públicos ativos e inativos, e aposentados e pensionistas do INSS. ** Dados preliminares. Fonte: Banco Central do Brasil Modalidade possibilita a realização de sonhos de consumo Ganho de fôlego financeiro também motiva a contratação Aposentados e pensionistas do INSS têm taxas mais atraentes Acesso ampliado para compra de imóveis e veículos Em 2006, os créditos imobiliários do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) totalizaram R$ 9,5 bilhões, aumento de 95,5% em relação ao ano anterior, segundo levantamento da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip). Esse volume de recursos possibilitou o financiamento de unidades, o que superou as previsões feitas pelo setor no início do período, de que seria encerrado com R$ 8,5 bilhões, aplicados em menos de 100 mil unidades. O avanço também se manteve nos primeiros meses deste ano. Em fevereiro, os agentes do SBPE que operam com recursos das cadernetas de 95,5% Crescimento do volume de créditos imobiliários do SBPE em 2006, em comparação com o ano anterior poupança atingiram R$ 889 milhões, crescimento de 85,8% em relação ao mesmo mês de 2005, e de 26,2% em comparação a janeiro de Automóveis No setor de automóveis, as operações de crédito também cresceram. De acordo com o Banco Central, entre dezembro de 2005 e dezembro de 2006, o volume movimentado passou de R$ 50,7 bilhões para R$ 63,5 bilhões, ou seja, aumento de 25,5%. O bom desempenho deve-se, entre outros fatores, ao alto nível de oferta do setor automobilístico, ao alongamento dos planos de financiamento e à relativa estabilidade econômica.

5 C a rt õ e s O passaporte ideal para o consumo Plásticos atraem os brasileiros, e em 2006 País foi o terceiro maior emissor do mundo No ano passado, quando completaram 50 anos de existência no Brasil, os cartões de crédito posicionavam o País como terceiro maior emissor do mundo. De fato, o volume de plásticos em circulação impressiona, assim como seu crescimento acelerado. De acordo com dados divulgados pela Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), ao final de 2006 existiam 379 milhões de unidades, incluindo os de crédito (78 milhões), débito (189 milhões) e lojas (112 milhões), usados em 4,3 bilhões de transações, que movimentaram R$ 244,3 bilhões. Os números são bem superiores aos de 2005, que fechou com as marcas de 338 milhões de cartões em circulação, 3,7 bilhões de transações e R$ 203,2 bilhões movimentados aumentos, respectivamente, de 12,%, 18% e 20%. Desde 2000, ano que foi encerrado com 119 milhões de cartões em circulação, o crescimento de emissões, até 2006, foi de mais de 218%. Praticidade As facilidades explicam o sucesso do dinheiro de plástico. Para os lojistas, são excelentes aliados para evitar prejuízos, como os ocasionados por cheques devolvidos, por exemplo. Para os consumidores, são instrumentos de crédito rápido e sem burocracia, seguros e práticos, já que possibilitam ganhar prazo de até 40 dias para pagar e, assim, planejar a quitação das compras de acordo com a conveniência e disponibilidade financeira. Essas vantagens levam os cartões de crédito a reinarem também nas compras feitas pela Internet. Segundo levantamento do Credicard Itaú, entre meados de 2005 e meados de 2006, eles foram utilizados para pagar as compras por cerca de metade dos 9,1 milhões de consumidores on-line do Brasil, o que representou o pagamento de 85% de todas as transações. Além disso, uma pesquisa feita pelo Instituto Ipsos e publicada em 2006 pelo jornal Meio & Mensagem mostrou que, entre entrevistados, apenas 0,94% afirmaram ter tido algum tipo de problema relacionado a fraudes com cartão de crédito ou qualquer outra transação bancária na Internet. Evolução do número de cartões, transações e recursos movimentados Total Crédito Débito Loja Número de cartões (milhões) Variação (%) 28% 21% 21% 25% 22% 12% Número de transações (bilhões) 1,3 1,6 1,9 2,2 2,9 3,7 4,3 Variação (%) 25% 19% 19% 30% 25% 18% Valor transações R$ (bilhões) 69,2 92,5 108,0 132,0 164,1 203,2 244,3 Variação (%) 34% 17% 22% 24% 24% 20% Número de cartões (milhões) Variação (%) 31% 11% 9% 17% 29% 15% Número de transações (bilhões) 0,7 0,8 1,0 1,1 1,4 1,7 2,0 Variação (%) 18% 15% 14% 23% 23% 19% Valor transações R$ (bilhões) 48,4 63,6 73,0 88,0 101,3 123,0 150,1 Variação (%) 31% 15% 20% 15% 21% 22% Número de cartões (milhões) Variação (%) 33% 29% 28% 31% 24% 11% Número de transações (bilhões) 0,2 0,4 0,5 0,7 1,1 1,4 1,6 Variação (%) 67% 39% 33% 48% 32% 16% Valor transações R$ (bilhões) 10,6 16,7 21,8 28,8 44,2 58,2 68,5 Variação (%) 58% 31% 32% 53% 32% 18% Número de cartões (milhões) Variação (%) 19% 18% 20% 21% 15% 14% Número de transações (bilhões) 0,3 0,3 0,4 0,4 0,5 0,6 0,7 Variação (%) 9% 5% 12% 19% 18% 17% Valor transações R$ (bilhões) 10,2 12,2 13,2 15,2 18,6 22,0 25,7 Variação (%) 20% 8% 15% 22% 18% 17% Fonte: Abecs Vantagens não descartam os cuidados Embora seja fácil, rápido e seguro comprar e pagar com cartões, os consumidores devem adotar alguns cuidados para evitar transtornos, como os decorrentes de furtos, roubo ou clonagem e, ainda, o de perder o controle dos gastos e se endividar além da conta. A Fundação Procon oferece algumas dicas para isso: Leia atentamente as cláusulas antes de assinar o contrato de adesão. Nelas devem constar a data de vencimento e o valor da anuidade, que variam de cartão para cartão. Alguns cartões cobram juros a partir da data da compra. Por isso, é aconselhável perguntar sobre a incidência de juros antes de usar esse tipo de cartão. Os cartões adicionais podem ser cobrados e os custos são de responsabilidade do titular. Certifique-se sobre isso antes de solicitar cartões extras. Não existe preço diferenciado para pagamento à vista ou com cartão de crédito. Por isso, recuse qualquer proposta nesse sentido. Antes de optar pela forma de pagamento da fatura integral ou parcelada com juros, avalie as vantagens e desvantagens calculando os juros do período para o saldo devedor, já que incidirão sobre o valor que for financiado. Nunca assine comprovantes em branco na hora da compra se o preenchimento for manual. Exija que o decalque seja feito na sua frente e verifique se todas as vias estão preenchidas e se o carbono foi rasgado. No final, confira se o cartão não foi trocado ao ser devolvido. Em caso de perda, extravio ou furto, comunique a ocorrência imediatamente à administradora do cartão.

6 P l a n e ja m e n to Uso consciente potencializa vantagens Tranqüilidade financeira depende da adoção de cuidados ao lançar mão de crédito O planejamento e uso racional dos produtos financeiros, como crediários, empréstimos e cartões de crédito, têm impacto positivo na qualidade de vida dos indivíduos e na sustentabilidade do planeta. A partir dessa crença, o Instituto Akatu pelo Consumo Consciente desenvolve o projeto O Consumo Consciente do Dinheiro e do Crédito, que tem o apoio dos bancos ABN AMRO Real e Ibi e do Grupo VR, e inclui uma série de publicações sobre o tema. A última delas é fruto de um debate ocorrido em agosto de 2005, do qual participaram economistas, consultores, psicanalistas e publicitários. Em um dos capítulos Planejamento financeiro: o caminho para transformar sonhos em realizações, o consultor Louis Frankenberg afirma que felicidade, saúde e tranqüilidade financeira são os três maiores desejos das pessoas. Ele defende que felicidade é um estado de espírito e que a saúde muitas vezes independe de cada um, mas a tranqüilidade financeira está ligada quase que exclusivamente a um bom planejamento. Suas principais dicas para garantila são manter uma reserva de recursos para enfrentar os imprevistos, assim como seguros de vida e de saúde, contribuir com o INSS e, se possível, ter um plano de previdência complementar. Apesar de essa ser a mais eficiente receita para manter saudável a vida financeira, nem todo mundo consegue aplicá-la. Tanto que, de acordo com a Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP), em novembro último 70% dos consumidores da Região Metropolitana de São Paulo declararam estar endividados o maior índice apurado desde Orientações Para ajudar os consumidores a evitar essa situação, a Serasa distribui gratuitamente em suas agências o guia Saiba como evitar a inadimplência e garantir o seu futuro, que pode ser acessado também pela Internet (www.serasa.com. br). Entre as orientações apresentadas, algumas contribuem para manter a vida financeira o mais saudável possível, e outras para que os inadimplentes saiam do sufoco. Confira: Assuma compromissos financeiros, considerando o seu orçamento doméstico, com a certeza de poder honrá-los. Junte a família e faça um levantamento de todos os gastos, inclusive com o cafezinho. O casal deve decidir conjuntamente onde cortar gastos, quanto guardar e onde pôr o dinheiro. Trace objetivos e metas de curto, médio e longo prazos. Manter um controle rígido sobre as contas e planejar novos gastos são passos fundamentais para assegurar condições de quitar as dívidas contraídas e manter o nome limpo na praça Abandone a onda de consumismo: saia de casa apenas com uma folha de cheque na carteira e com o dinheiro contado. Comece a economizar nas pequenas coisas: utilize racionalmente o telefone celular, habitue-se a apagar as luzes toda vez que sair de um ambiente e prefira lâmpadas menos potentes em alguns cômodos, e pesquise preços antes de comprar qualquer produto, entre outras medidas. Não avance no limite do cheque especial. Tente diminuir gradativamente o endividamento e só comprar à vista. Caso tenha dificuldade para honrar o compromisso no vencimento, negocie com o credor outra forma de pagamento para a dívida vencida. Conheça os prazos de atrasos em pagamentos utilizados pelos credores para cadastrar as pendências financeiras nos bancos de dados de proteção ao crédito. Cheque é uma ordem de pagamento à vista. Ao emiti-lo, lembre-se de que ele poderá ser descontado imediatamente. Cheque pré-datado é uma forma de obter crédito, mas é preciso controlar esses cheques no seu orçamento, anotando os valores e as repectivas datas. Pendências regularizadas, nome limpo Não há necessidade de contratar serviços de terceiros para regularizar uma anotação registrada nos cadastros de proteção ao crédito. Qualquer pessoa inadimplente pode fazer isso e quitar suas dívidas com os fornecedores. E, o melhor: com a ajuda da Serasa. Além de manter em suas agências das capitais e grandes cidades o Serviço Gratuito de Orientação do Cidadão, o órgão expõe, em seu site, os procedimentos que devem ser adotados pelos consumidores que emitiram cheques sem provisão de fundos, têm título protestado ou dívida vencida ou estão envolvidos em ação judicial. Depois de entregar à Serasa os documentos necessários para obter a baixa da anotação, o prazo para que a informação seja excluída do sistema é de cinco dias úteis, como determina a Lei n 8.078/90 (Código de Defesa do Consumidor). Veja como proceder. Anotação de cheques sem fundos Procure a agência do banco indicado como apresentante da ocorrência de cheque sem fundos; Solicite ao banco informações sobre o número, valor e data do cheque que foi apresentado duas vezes, sem que houvesse saldo na conta corrente para pagamento; Verifique nos canhotos de cheques para quem foi emitido o cheque. Procure a pessoa ou a empresa, a fim de regularizar o débito e recuperar o cheque. Com o cheque, prepare uma carta, conforme orientação do gerente da sua conta no banco que informou a ocorrência de cheque sem fundos. Junte o original do cheque recuperado, recolha no banco as taxas pela devolução do cheque e protocole uma cópia dos documentos entregues ao banco para regularização no Banco Central. Para regularização no Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundos (CCF), o correntista deve acompanhar e obter o protocolo da comunicação de regularização do seu banco para o Banco do Brasil, encarregado pelo Banco Central de Processar a atualização do arquivo de CCF. A regularização de cheques sem fundos só ocorrerá na Serasa após o Banco do Brasil enviar o comando específico, por meios magnéticos. Anotação de título protestado Dirija-se ao cartório que registrou o protesto e solicite uma certidão com os dados de quem o protestou; Entre em contato com o autor do protesto, regularize o débito e peça uma carta indicando que a dívida foi regularizada; Reconheça a firma da pessoa ou empresa, retorne ao cartório onde consta o registro do protesto e solicite o seu cancelamento; Após o cancelamento do protesto no cartório, solicite nova certidão e a entregue na Serasa para a baixa da anotação em seus arquivos. Anotação de ação judicial Para regularizar esse tipo de anotação (execução de título judicial e extrajudicial, busca e apreensão de bens, falência e concordata), certifique-se de que o processo já foi julgado em juízo e que se encontra arquivado ou extinto. A certificação é obtida por meio de cópia do despacho do juiz ou de certidão emitida pela Vara Cível onde o processo foi distribuído. De posse da comprovação da existência de embargo à execução, penhora ou extinção do processo, entregue-a na Serasa. Anotação de dívida vencida Para a regularização de pendência bancária ou financeira, procure a instituição ou empresa credora, que enviará comando específico para a Serasa executar a baixa da anotação. Ação de Execução Fiscal Federal Em caso de anotação por Ação de Execução Fiscal Federal, basta apresentar a certidão negativa de débito da Justiça Federal ou entregar um documento que comprove, relativamente à dívida, o respectivo pagamento, acordo ou discussão judicial.

Cartilha do ORÇAMENTO DOMÉSTICO. seja um

Cartilha do ORÇAMENTO DOMÉSTICO. seja um Cartilha do ORÇAMENTO DOMÉSTICO seja um A Boa Vista Serviços é uma empresa genuinamente brasileira, atualizada e inovadora, constituída para a operação do SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito).

Leia mais

GUIA INFORMATIVO - CARTÕES DE CRÉDITO

GUIA INFORMATIVO - CARTÕES DE CRÉDITO 2013 GUIA INFORMATIVO - CARTÕES DE CRÉDITO CARTÕES DE CRÉDITO Definição Cartão de crédito é modalidade de pagamento à vista, objeto de um contrato de adesão entre o consumidor e uma administradora de cartões,

Leia mais

SECRETARIA DA JUSTIÇA E DA DEFESA DA CIDADANIA FUNDAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR DIRETORIA DE ESTUDOS E PESQUISAS

SECRETARIA DA JUSTIÇA E DA DEFESA DA CIDADANIA FUNDAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR DIRETORIA DE ESTUDOS E PESQUISAS Resultados dos estudos sobre a redução de taxas de juros praticadas por bancos públicos e privados. Orientações aos consumidores. Face aos diversos anúncios de redução de juros veiculados na mídia a partir

Leia mais

M = C. (1 + (i. T)) Juros compostos:- Como calcular juros compostos: montante, capital inicial, fórmula, taxa, tempo, etc.

M = C. (1 + (i. T)) Juros compostos:- Como calcular juros compostos: montante, capital inicial, fórmula, taxa, tempo, etc. Material de Estudo para Recuperação 9 ano. Juros Simples O regime de juros será simples quando o percentual de juros incidirem apenas sobre o valor principal. Sobre os juros gerados a cada período não

Leia mais

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito ficaram praticamente estáveis em janeiro/2013 frente a dezembro/2012. Pessoa Física Das seis

Leia mais

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em janeiro/2015. Estas elevações podem ser atribuídas aos seguintes

Leia mais

PESQUISA DE JUROS. As taxas de juros das operações de crédito apresentaram em agosto/2014 comportamentos distintos.

PESQUISA DE JUROS. As taxas de juros das operações de crédito apresentaram em agosto/2014 comportamentos distintos. PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito apresentaram em agosto/2014 comportamentos distintos. Na pessoa física as taxas de juros tiveram uma pequena elevação sendo esta a décima quinta

Leia mais

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em fevereiro/2015. Estas elevações podem ser atribuídas aos seguintes

Leia mais

www.anefac.com.br Rua 7 de abril. 125 - conj. 405 - CEP 01043-000 República - São Paulo-SP - Telefone: 11 2808-320 PESQUISA DE JUROS

www.anefac.com.br Rua 7 de abril. 125 - conj. 405 - CEP 01043-000 República - São Paulo-SP - Telefone: 11 2808-320 PESQUISA DE JUROS PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em maio/2014, sendo esta a décima segunda elevação seguida, quinta elevação no ano. Estas elevações podem ser atribuídas

Leia mais

Taxas de juros das operações de crédito têm terceira elevação no ano, constata ANEFAC

Taxas de juros das operações de crédito têm terceira elevação no ano, constata ANEFAC Taxas de juros das operações de crédito têm terceira elevação no ano, constata ANEFAC Todas as linhas de crédito para pessoas jurídicas subiram. Para pessoas físicas, houve aumento nos juros do comércio,

Leia mais

IMA Institute of Management Accountants PESQUISA DE JUROS

IMA Institute of Management Accountants PESQUISA DE JUROS PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em outubro/2013, sendo esta a sexta elevação no ano. Esta elevação pode ser atribuída à última elevação da Taxa de Juros

Leia mais

cartilha educação financeira

cartilha educação financeira cartilha educação financeira cartilha educação financeira A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO FINANCEIRA A educação financeira é decisiva para o bem-estar presente e futuro das famílias, contudo, ela nem sempre

Leia mais

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em setembro/2013, sendo esta a quinta elevação no ano. Esta elevação

Leia mais

Empréstimo e cartão consignado

Empréstimo e cartão consignado outubro/2014 Empréstimo e cartão consignado direcionados a aposentados e pensionistas Todo aquele que recebe benefícios de aposentadoria ou pensão por morte pagos pela Previdência Social pode obter crédito

Leia mais

Uso consciente do crédito

Uso consciente do crédito Por que ler este guia? Uso consciente do crédito Você evita abrir cartas com medo de cobrança? Nunca se preocupa com as contas que não vencem no mês? Tem pouco ou nenhum investimento? Fica frequentemente

Leia mais

PESQUISA DE JUROS. As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em dezembro/2013 sendo esta a sétima elevação do ano.

PESQUISA DE JUROS. As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em dezembro/2013 sendo esta a sétima elevação do ano. PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em dezembro/2013 sendo esta a sétima elevação do ano. Esta elevação é reflexo da elevação da Taxa Básica de Juros (Selic)

Leia mais

PESQUISA DE JUROS. Estas reduções podem ser atribuídas aos fatores abaixo:

PESQUISA DE JUROS. Estas reduções podem ser atribuídas aos fatores abaixo: PESQUISA DE JUROS Após longo período de elevação das taxas de juros das operações de crédito, as mesmas voltaram a ser reduzidas em setembro/2014 interrompendo quinze elevações seguidas dos juros na pessoa

Leia mais

Seu maior bem é o seu nome. Cuide dele.

Seu maior bem é o seu nome. Cuide dele. Seu maior bem é o seu nome. Cuide dele. Saiba como limpar o nome. E mantê-lo limpo. Todos sabemos como é precioso o nosso nome e que dificuldades aparecem para todo mundo. Em muitos momentos da vida nos

Leia mais

Cartilha do Crédito Consignado

Cartilha do Crédito Consignado Cartilha do Crédito Consignado Guia Prático para o Aposentado e Pensionista do INSS apoio ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE BANCOS Caro aposentado ou pensionista Esta cartilha foi elaborada para o seu bem-estar.

Leia mais

Guia do uso consciente do crédito. O crédito está aí para melhorar sua vida, é só se planejar que ele não vai faltar.

Guia do uso consciente do crédito. O crédito está aí para melhorar sua vida, é só se planejar que ele não vai faltar. Guia do uso consciente do crédito O crédito está aí para melhorar sua vida, é só se planejar que ele não vai faltar. Afinal, o que é crédito? O crédito é o meio que permite a compra de mercadorias, serviços

Leia mais

O melhor crédito para você

O melhor crédito para você 1016324-4 - abr/2012 Quer saber mais sobre como usar melhor o seu dinheiro? No site www.itau.com.br/usoconsciente, você encontra vídeos, testes e informações para uma gestão financeira eficiente. Acesse

Leia mais

VIVA SEM DÍVIDAS. Campanha para proteção e orientação aos consumidores endividados O QUE PARECE SER A SOLUÇÃO, PODE SE TRANSFORMAR NUMA PRISÃO.

VIVA SEM DÍVIDAS. Campanha para proteção e orientação aos consumidores endividados O QUE PARECE SER A SOLUÇÃO, PODE SE TRANSFORMAR NUMA PRISÃO. VIVA SEM DÍVIDAS Campanha para proteção e orientação aos consumidores endividados O QUE PARECE SER A SOLUÇÃO, PODE SE TRANSFORMAR NUMA PRISÃO. Aprenda a cuidar do seu dinheiro já! É muito fácil obter crédito,

Leia mais

seu dinheiro Consórcio ou financiamento? #103 Saiba qual é a melhor opção na hora de comprar um automóvel

seu dinheiro Consórcio ou financiamento? #103 Saiba qual é a melhor opção na hora de comprar um automóvel #103 seu dinheiro a sua revista de finanças pessoais Saiba qual é a melhor opção na hora de comprar um automóvel Consórcio ou financiamento? Poupança com ganho real Investimento volta a superar a inflação

Leia mais

TARIFAS BANCÁRIAS VOCÊ VALORIZA CADA CENTAVO DO SEU DINHEIRO. E A CAIXA TAMBÉM.

TARIFAS BANCÁRIAS VOCÊ VALORIZA CADA CENTAVO DO SEU DINHEIRO. E A CAIXA TAMBÉM. TARIFAS BANCÁRIAS VOCÊ VALORIZA CADA CENTAVO DO SEU DINHEIRO. E A CAIXA TAMBÉM. Por norma do Conselho Monetário Nacional (CMN), foram padronizados os Serviços Prioritários e os serviços isentos para Pessoa

Leia mais

E m p r é s t i m o E cartão consignado direcionados a aposentados E pensionistas

E m p r é s t i m o E cartão consignado direcionados a aposentados E pensionistas Empréstimo e ca rt ã o c o n s i g n a d o d irec io na do s a apos e nta do s e pe ns io nis ta s Todo aquele que recebe benefícios de aposentadoria ou pensão por morte pagos pela Previdência Social,

Leia mais

Mensagem do Administrador

Mensagem do Administrador Educação Financeira Índice 1. Mensagem do administrador... 01 2. O Cartão de crédito... 02 3. Conhecendo sua fatura... 03 4. Até quanto gastar com seu cartão... 07 5. Educação financeira... 08 6. Dicas

Leia mais

Prezado empreendedor,

Prezado empreendedor, Prezado empreendedor, Caderno do Empreendedor Este é o Caderno do Empreendedor, criado para facilitar o dia-a-dia da sua empresa. Com ele você poderá controlar melhor suas despesas, saber quanto está vendendo

Leia mais

Indique o Banrisul - banco 041 - para crédito da restituição do Imposto de Renda e aproveite as vantagens que só cliente Banrisul tem.

Indique o Banrisul - banco 041 - para crédito da restituição do Imposto de Renda e aproveite as vantagens que só cliente Banrisul tem. Guia IR 2012 No Banrisul, o leão não assusta. Indique o Banrisul - banco 041 - para crédito da restituição do Imposto de Renda e aproveite as vantagens que só cliente Banrisul tem. O Banrisul antecipa

Leia mais

INFORMAÇÕES BÁSICAS SOBRE CRÉDITO. Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil

INFORMAÇÕES BÁSICAS SOBRE CRÉDITO. Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil INFORMAÇÕES BÁSICAS SOBRE CRÉDITO Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários

Leia mais

Regulamento da MultiConta Prestige

Regulamento da MultiConta Prestige Regulamento da MultiConta Prestige Mais serviços e mais benefícios feitos para quem recebe seu crédito de salário ou aposentadoria no Itaú Personnalité. A MultiConta Prestige oferece um maior número de

Leia mais

Informativo sobre Feirão de imóveis

Informativo sobre Feirão de imóveis Informativo sobre Feirão de imóveis 2013 Realização: PROCON Campinas - DICAS DE AQUISIÇÃO DE IMÓVEIS: 1- Pesquise o preço do imóvel Se for o caso, procure outros imóveis à venda no mesmo prédio, condomínio

Leia mais

Boletim de Serviços Financeiros

Boletim de Serviços Financeiros PRODUTOS DE INFORMAÇ ÃO E INTELIGÊNCIA D E MERC ADOS Boletim de Serviços Financeiros BOLETIM DO SERVIÇO B RASILEIRO DE APOIO À S MICRO E PEQUENAS E MPRESAS WWW.SEBRAE.COM.BR 0800 570 0800 PERÍODO: NOVEMBRO/2014

Leia mais

Orientação Financeira

Orientação Financeira Orientação Financeira AGENDA Objetivo Finanças do brasileiro Planejamento Financeiro Consumo Consciente O que os bancos oferecem Leituras e Sites Sugeridos 3 4 10 20 24 36 3 OBJETIVO Orientar e Estimular

Leia mais

Educação Financeira PASSATEMPOS. O Paraná Banco traz o assunto de forma divertida para você BOM PRA CABEÇA. Diretox Dominox caça-palavra

Educação Financeira PASSATEMPOS. O Paraná Banco traz o assunto de forma divertida para você BOM PRA CABEÇA. Diretox Dominox caça-palavra Educação Financeira O Paraná Banco traz o assunto de forma divertida para você BOM PRA CABEÇA PASSATEMPOS Diretox Dominox caça-palavra 2 O Paraná Banco propõe um desafio consciente a você! O Paraná Banco,

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA DE TAXA DE JUROS NAS MODALIDADES: CRÉDITO PESSOAL, CONSIGNADO E CHEQUE ESPECIAL NA CIDADE DE GOIÂNIA

RELATÓRIO DA PESQUISA DE TAXA DE JUROS NAS MODALIDADES: CRÉDITO PESSOAL, CONSIGNADO E CHEQUE ESPECIAL NA CIDADE DE GOIÂNIA RELATÓRIO DA PESQUISA DE TAXA DE JUROS NAS MODALIDADES: CRÉDITO PESSOAL, CONSIGNADO E CHEQUE ESPECIAL NA CIDADE DE GOIÂNIA Pesquisa realizada pelos técnicos do Procon Goiás, entre os dias 4 e 9 de setembro

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS APLICÁVEIS AO EMPRÉSTIMO CONSIGNADO DESTINADO À RENEGOCIAÇÃO DE DÍVIDAS

CONDIÇÕES GERAIS APLICÁVEIS AO EMPRÉSTIMO CONSIGNADO DESTINADO À RENEGOCIAÇÃO DE DÍVIDAS O BANCO SANTANDER (BRASIL) S.A., com sede na Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, 2041 e 2235, Bloco A, Vila Olímpia, São Paulo/SP, CEP 04543-011, CNPJ/MF sob n.º 90.400.888/0001-42, disponibiliza

Leia mais

Programa CAIXA Melhor Crédito

Programa CAIXA Melhor Crédito Programa CAIXA Melhor Crédito CAIXA REDUZ A PARTIR DE HOJE TAXAS DE JUROS EM ATÉ 88% O Caixa Melhor Crédito trará beneficio imediato para mais de 25 milhões de clientes A Caixa Econômica Federal anunciou

Leia mais

Fique tranqüilo e. pague menos. Dicas para você saber como usar sua conta corrente e economizar no dia-a-dia.

Fique tranqüilo e. pague menos. Dicas para você saber como usar sua conta corrente e economizar no dia-a-dia. Fique tranqüilo e pague menos Dicas para você saber como usar sua conta corrente e economizar no dia-a-dia. Controle seu orçamento Evite gastar mais do que você possui na conta corrente, incluindo seu

Leia mais

ebook Grátis - Limpe seu nome passo a passo

ebook Grátis - Limpe seu nome passo a passo www.consultacpfonline.com.br ebook Grátis - Limpe seu nome passo a passo 2 1 - Cheque sem fundo O que é? O cheque é um título de crédito e também uma ordem de pagamento à vista. É considerado um título

Leia mais

Produtos e Serviços. Convênio. Banco do Brasil S.A. e FENACAT

Produtos e Serviços. Convênio. Banco do Brasil S.A. e FENACAT Produtos e Serviços Convênio Banco do Brasil S.A. e FENACAT 2 Prezadas Associadas, As informações aqui tratadas orientam sobre como obter os benefícios e utilizar os produtos e serviços descritos nesta

Leia mais

TARIFAS BANCÁRIAS. Para abrir uma conta, os bancos exigem um depósito inicial, que varia conforme a instituição.

TARIFAS BANCÁRIAS. Para abrir uma conta, os bancos exigem um depósito inicial, que varia conforme a instituição. TARIFAS BANCÁRIAS A utilização de bancos é praticamente indispensável aos cidadãos. Contas e impostos, salários e seguros-desemprego são exemplos de transferência de dinheiro normalmente intermediada por

Leia mais

Resumo do Regulamento de Utilização do Cartão American Express Business

Resumo do Regulamento de Utilização do Cartão American Express Business Resumo do Regulamento de Utilização do Cartão American Express Business IMPORTANTE: LEIA ESTE SUMÁRIO COM ATENÇÃO Este Sumário apresenta um resumo das principais informações que a Empresa Associada e o

Leia mais

a) Buscar informações no site da Caixa Econômica Federal, http://www.caixa.gov.br/, ou

a) Buscar informações no site da Caixa Econômica Federal, http://www.caixa.gov.br/, ou CASA PRÓPRIA DO SERVIDOR O Governo do Estado do Goiás, em convênio com a Caixa Econômica Federal, disponibiliza aos seus servidores civis e militares, ativos e inativos, bem como aos pensionistas, linhas

Leia mais

CRÉDITO - CONSIGNADO

CRÉDITO - CONSIGNADO infi Instituto FEBRABAN de Educação FORMAÇÃO DE CORRESPONDENTES MÓDULO IIIb CRÉDITO - CONSIGNADO SUMÁRIO Caracterização de Empréstimos... 3 Juros sobre Empréstimos... 4 Conceito de Empréstimo... 4 Tipos

Leia mais

O C artão d o S ervidor PR P E R F E EI E TUR U A R A MU M N U I N CI C PA P L A L DE D E LOND N R D I R NA N

O C artão d o S ervidor PR P E R F E EI E TUR U A R A MU M N U I N CI C PA P L A L DE D E LOND N R D I R NA N O Cartão do Servidor PREFEITURA MUNICIPAL DE LONDRINA Cartão BMG Card O BMG Card é um cartão de crédito com bandeira MasterCard, direcionado aos Servidores Públicos Estatutários do Governo de Santa Catarina,

Leia mais

FINANÇAS A B C D A R$ 24.000,00. B R$ 12.000,00. C R$ 2.000,00. D R$ 0,00.

FINANÇAS A B C D A R$ 24.000,00. B R$ 12.000,00. C R$ 2.000,00. D R$ 0,00. ESPE/Un SERE 2013 Nas questões a seguir, marque, para cada uma, a única opção correta, de acordo com o respectivo comando. Para as devidas marcações, use a Folha de Respostas, único documento válido para

Leia mais

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Crise não afeta lucratividade dos principais bancos no Brasil 1 Lucro dos maiores bancos privados

Leia mais

Produtos e Serviços Revendedores e Transportadores LIQUIGÁS. Convênio. Banco do Brasil e Liquigás

Produtos e Serviços Revendedores e Transportadores LIQUIGÁS. Convênio. Banco do Brasil e Liquigás Produtos e Serviços Revendedores e Transportadores LIQUIGÁS Convênio Banco do Brasil e Liquigás 2 Senhores Revendedores e Transportadores, O convênio firmado com o Banco do Brasil propiciar aos Revendedores

Leia mais

Condições Gerais do Contrato de Concessão de Empréstimo mediante Consignação em Benefícios de Aposentadoria e Pensão do INSS

Condições Gerais do Contrato de Concessão de Empréstimo mediante Consignação em Benefícios de Aposentadoria e Pensão do INSS Condições Gerais do Contrato de Concessão de Empréstimo mediante Consignação em Benefícios de Aposentadoria e Pensão do INSS ESTAS CONDIÇÕES GERAIS REGEM O CONTRATO DE CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMO MEDIANTE

Leia mais

O Feirão DA SUA CASA.

O Feirão DA SUA CASA. O Feirão DA SUA CASA. Tudo o que você queria saber sobre o financiamento da CAIXA para comprar, construir ou reformar sua casa. E tudo sobre o Programa Minha Casa Minha Vida para quem ganha até R$ 4.900,00.

Leia mais

Conhecendo os Processos de Cobrança

Conhecendo os Processos de Cobrança Conhecendo os Processos de Cobrança 03 Processos de Cobrança Entenda a Fatura Ferramentas de Suporte Consulta de Extratos 05 09 11 16 Consumo Consciente 02 Processos de Cobrança conheça os processos de

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS CONTRATO DE EMPRÉSTIMO

CONDIÇÕES GERAIS CONTRATO DE EMPRÉSTIMO CONDIÇÕES GERAIS CONTRATO DE EMPRÉSTIMO Estas são as condições gerais do Empréstimo, solicitado e contratado por você. Leia atentamente estas condições gerais, que serão aplicáveis durante todo o período

Leia mais

Sumário Executivo do Contrato dos Cartões de Crédito Private Label Híbrido

Sumário Executivo do Contrato dos Cartões de Crédito Private Label Híbrido BANCO DO BRASIL S.A. Sumário Executivo do Contrato dos Cartões de Crédito Private Label Híbrido Conceito e Características do Cartão de Crédito O cartão de crédito Private Label Híbrido, de uso doméstico

Leia mais

C rédito Imobiliário Assessoria Imobiliária Repasse

C rédito Imobiliário Assessoria Imobiliária Repasse C rédito Imobiliário Assessoria Imobiliária Repasse Informações Gerais e Listas de Documentos ATENÇÃO As regras deste informativo são apenas orientativas e a qualquer momento podem ser alteradas, sem aviso

Leia mais

TABELA DE CAPTAÇÃO DAS TAXAS DE JUROS PARA PESSOA FÍSICA PRATICADAS PELAS INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS EM 02/05/12

TABELA DE CAPTAÇÃO DAS TAXAS DE JUROS PARA PESSOA FÍSICA PRATICADAS PELAS INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS EM 02/05/12 TABELA DE CAPTAÇÃO DAS S DE JUROS PARA PESSOA FÍSICA EM 02/05/12 BANCO DO BRASIL BRADESCO CAIXA ECONÔMICA FEDERAL HSBC MODALIDADES DE CRÉDITO CARTÃO DE CRÉDITO 2,94* 13,56* 2,10* 14,99* 1,90* 2,85** 6,03*

Leia mais

Recupere a saúde financeira e. garanta um futuro tranquilo Reitoria da UNESP, 13/05/2015

Recupere a saúde financeira e. garanta um futuro tranquilo Reitoria da UNESP, 13/05/2015 Recupere a saúde financeira e garanta um futuro tranquilo Reitoria da UNESP, 13/05/2015 Objetivo geral Disseminar conhecimento financeiro e previdenciário dentro e fora da SP-PREVCOM buscando contribuir

Leia mais

CADASTRO POSITIVO CONHEÇA ANTES DE FAZER

CADASTRO POSITIVO CONHEÇA ANTES DE FAZER CADASTRO POSITIVO CONHEÇA ANTES DE FAZER Entenda o que é e como funciona o Cadastro Positivo, antes de optar por aderir ou não. Quanto mais informado, melhor e mais consciente poderá ser a sua opção. Algumas

Leia mais

Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro

Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro (com base na Nota do Banco Central do Brasil de 24-06-2008) Edição de 25 de junho de 2008 Operações de crédito à pessoa física apresentam

Leia mais

Condições Gerais do Aditamento para Parcelamento

Condições Gerais do Aditamento para Parcelamento Condições Gerais do Aditamento para Parcelamento (Versão 05/2014) Estas são as Condições Gerais do Aditamento para Parcelamento, solicitado por você e contratado por meio de digitação de senha ou ligação

Leia mais

CARTILHA DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA

CARTILHA DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA CARTILHA DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA Cartilha de Educação Financeira O objetivo desta apostila é transmitir informações sobre educação financeira e conhecimento como manter o seu credito,assim assim como passar

Leia mais

IMPORTANTE: O SEU CARTÃO DE CRÉDITO É DIFERENTE DOS CARTÕES DE CRÉDITO TRADICIONAIS NO BRASIL.

IMPORTANTE: O SEU CARTÃO DE CRÉDITO É DIFERENTE DOS CARTÕES DE CRÉDITO TRADICIONAIS NO BRASIL. Sumário Executivo do Contrato de Cartão de Crédito Preocupados em manter a total transparência com você, preparamos um resumo do contrato do seu Cartão. Lembre que este é apenas um resumo e não dispensa

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FIDELIDADE BRADESCO PRIME

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FIDELIDADE BRADESCO PRIME Vigência a partir de Fevereiro/2015 REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FIDELIDADE BRADESCO PRIME 1. DISPOSIÇÕES GERAIS 1.1. O Programa de Fidelidade Bradesco Prime, a seguir simplesmente designado Programa de

Leia mais

Condições Gerais do Limite de Crédito para Empréstimo Mediante Consignação em Folha de Pagamento ou benefício do INSS

Condições Gerais do Limite de Crédito para Empréstimo Mediante Consignação em Folha de Pagamento ou benefício do INSS Condições Gerais do Limite de Crédito para Empréstimo Mediante Consignação em Folha de Pagamento ou benefício do INSS Estas são as condições gerais do Limite de Crédito para Empréstimo Mediante Consignação

Leia mais

Planejamento Financeiro

Planejamento Financeiro Planejamento Financeiro Planejamento financeiro é um processo Existe disponibilidade de recursos para isto? racional de administrar sua renda, seus investimentos, De onde virão os recursos para o crescimento

Leia mais

Educação Financeira. Crédito Consignado. Módulo 5: Serviços Bancários

Educação Financeira. Crédito Consignado. Módulo 5: Serviços Bancários Educação Financeira Crédito Consignado Módulo 5: Serviços Bancários Objetivo Conscientizar nossos clientes sobre os serviços bancários e as funções de cada funcionário O conteúdo deste material é baseado

Leia mais

Entenda o Novo Sistema de Pagamentos Brasileiro O Novo SPB O que muda com o novo SPB Saiba o que não muda com o novo SPB Saiba mais

Entenda o Novo Sistema de Pagamentos Brasileiro O Novo SPB O que muda com o novo SPB Saiba o que não muda com o novo SPB Saiba mais * Informações de janeiro/2002 * Sumário Entenda o Novo Sistema de Pagamentos Brasileiro O Novo SPB Benefícios do Novo SPB O que é Porque mudar O que muda O que muda com o novo SPB Transferências só com

Leia mais

$ $ Guia de Empréstimos. Fachesf

$ $ Guia de Empréstimos. Fachesf Guia de Empréstimos Fachesf Sobre os empréstimos da Fachesf Quais as modalidades de empréstimos que a Fachesf oferece? Empréstimo Pós-Fixado (sem comprovação) Empréstimo Educação (com comprovação) Empréstimo

Leia mais

IMPORTANTE: O SEU CARTÃO DE CRÉDITO É DIFERENTE DOS CARTÕES DE CRÉDITO TRADICIONAIS NO BRASIL.

IMPORTANTE: O SEU CARTÃO DE CRÉDITO É DIFERENTE DOS CARTÕES DE CRÉDITO TRADICIONAIS NO BRASIL. Sumário Executivo do Contrato de Cartão de Crédito Preocupados em manter a total transparência com você, preparamos um resumo do contrato do seu Cartão. Lembre que este é apenas um resumo e não dispensa

Leia mais

Especial Lucro dos Bancos

Especial Lucro dos Bancos Boletim Econômico Edição nº 90 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Especial Lucro dos Bancos 1 Tabela dos Lucros em 2014 Ano Banco Período Lucro 2 0 1 4 Itaú Unibanco

Leia mais

Módulo 2 Pr T odít ut U os L e O S erx viços Financeiros

Módulo 2 Pr T odít ut U os L e O S erx viços Financeiros Módulo 2 Produtos TÍTULO e Serviços X Financeiros CRÉDITO PESSOAL Olá! Neste módulo, vamos aprofundar nossos conhecimentos sobre os produtos e serviços financeiros que podemos oferecer aos nossos clientes.

Leia mais

EXERCÍCIOS PROF. SÉRGIO ALTENFELDER

EXERCÍCIOS PROF. SÉRGIO ALTENFELDER 1- Uma dívida no valor de R$ 60.020,54 deve ser paga em sete prestações postecipadas de R$ 10.000,00, a uma determinada taxa de juros. Considerando esta mesma taxa de juros, calcule o saldo devedor imediatamente

Leia mais

manual do portador de cartão

manual do portador de cartão O que você precisa saber sobre a utilização. PREZADO PORTADOR, Muito mais do que uma forma de pagamento prática, ágil e segura, os cartões representam uma facilidade incorporada por milhões de pessoas

Leia mais

Condições Gerais Contrato de Abertura de Crédito em Conta Corrente de Depósito CEP Plus PF

Condições Gerais Contrato de Abertura de Crédito em Conta Corrente de Depósito CEP Plus PF Condições Gerais Contrato de Abertura de Crédito em Conta Corrente de Depósito CEP Plus PF 1. Partes 1.1. Cliente - é o cliente do Personnalité e solicitante da abertura de crédito em conta corrente de

Leia mais

Resumo do Contrato de seu Cartão de Crédito Business Card do HSBC.

Resumo do Contrato de seu Cartão de Crédito Business Card do HSBC. Resumo do Contrato de seu Cartão de Crédito Business Card do HSBC. Leia estas informações importantes para aproveitar todas as vantagens do seu novo cartão de crédito. Resumo do Contrato de seu Cartão

Leia mais

SUPERENDIVIDAMENTO. Saiba planejar seus gastos e evite dívidas.

SUPERENDIVIDAMENTO. Saiba planejar seus gastos e evite dívidas. SUPERENDIVIDAMENTO Saiba planejar seus gastos e evite dívidas. Nos últimos anos, houve um crescimento significativo de endividados no Brasil. A expansão da oferta de crédito e a falta de controle do orçamento

Leia mais

Securitização De Créditos Imobiliários

Securitização De Créditos Imobiliários Securitização De Créditos Imobiliários Operações Imobiliárias A 1. O que é securitização de créditos imobiliários? Securitização é um processo estruturado, coordenado por uma instituição especializada

Leia mais

Contrato de cartão de crédito

Contrato de cartão de crédito Sumário Executivo do Contrato de Cartão de Crédito Itaucard Programado O Itaucard, sempre preocupado em manter a total transparência com você, preparou um resumo do contrato do seu Cartão. Lembre-se de

Leia mais

Conhecimentos Bancários. Conhecimentos Bancários. Mercado Financeiro. Mercado Financeiro

Conhecimentos Bancários. Conhecimentos Bancários. Mercado Financeiro. Mercado Financeiro Conhecimentos Bancários Mercado Financeiro Órgãos normativo/fiscalizador Conselho Monetário Nacional Banco Central do Brasil Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional Conhecimentos Bancários

Leia mais

DECRETO Nº 3.008, DE 25 DE NOVEMBRO DE 2010.

DECRETO Nº 3.008, DE 25 DE NOVEMBRO DE 2010. DECRETO Nº 3.008, DE 25 DE NOVEMBRO DE 2010. Disciplina as consignações em folha de pagamento no âmbito da Administração Pública Direta, Autárquica e Fundacional do Poder Executivo do Estado de Mato Grosso.

Leia mais

Melhoria do marco regulatório para o crédito. Ministério da Fazenda 20 de Agosto, 2014

Melhoria do marco regulatório para o crédito. Ministério da Fazenda 20 de Agosto, 2014 Melhoria do marco regulatório para o crédito Ministério da Fazenda 20 de Agosto, 2014 1 Objetivo das medidas: melhorar a produtividade e a competitividade da economia Liberação de compulsório e redução

Leia mais

Administrando o Fluxo de Caixa

Administrando o Fluxo de Caixa Administrando o Fluxo de Caixa O contexto econômico do momento interfere no cotidiano das empresas, independente do seu tamanho mercadológico e, principalmente nas questões que afetam diretamente o Fluxo

Leia mais

CONTRATO DE EMPRÉSTIMO COM CRÉDITO PRÉ-APROVADO

CONTRATO DE EMPRÉSTIMO COM CRÉDITO PRÉ-APROVADO PÁGINA 1/7 CONTRATO DE EMPRÉSTIMO Dados do Contratante Nome: CPF: - Carteira de Identidade: Órgão: Matrícula: - Endereço: Bairro: Cidade: UF: CEP: - Estado Civil: Profissão: Empresa: Lotação: Banco: Agência:

Leia mais

Cartão Consignado. Aposentados e Pensionistas do INSS

Cartão Consignado. Aposentados e Pensionistas do INSS Cartão Consignado Aposentados e Pensionistas do INSS Cartão Consignado INSS Regras Vigentes INSS Regras Vigentes Cartão exclusivo para compras (o saque é proibido). Temos que aguardar a manifestação do

Leia mais

Site Tricard A ferramenta de gestão do Cartão Tricard

Site Tricard A ferramenta de gestão do Cartão Tricard Site Tricard A ferramenta de gestão do Cartão Tricard 04 Acessando o Site Tricard Posição de Propostas Acões para sua Loja 09 13 30 Manuais de Treinamento 02 Introdução No Site Transacional Tricard, você

Leia mais

Condições Gerais dos Cartões Personnalité

Condições Gerais dos Cartões Personnalité Condições Gerais dos Cartões Personnalité Veja a seguir as condições gerais do Cartão perfeito para você. Como cliente do Itaú Personnalité, você pode possuir um ou mais dos três cartões abaixo: 1. Cartão

Leia mais

Juros Simples. www.siteadministravel.com.br

Juros Simples. www.siteadministravel.com.br Juros Simples Juros simples é o acréscimo percentual que normalmente é cobrado quando uma dívida não foi pago na data do vencimento. Financiamento de casa própria A casa própria é o sonho de muitas famílias,

Leia mais

IRPF 2015 Imposto de Renda Pessoa Física

IRPF 2015 Imposto de Renda Pessoa Física CIRCULAR Nº 13/2015 São Paulo, 23 de Fevereiro de 2015. IRPF 2015 Imposto de Renda Pessoa Física Ano-Base 2014 Prezado cliente, No dia 03 de fevereiro de 2015 a Receita Federal publicou a Instrução Normativa

Leia mais

CARTÃO DE CRÉDITO HIPERCARD

CARTÃO DE CRÉDITO HIPERCARD CARTÃO DE CRÉDITO HIPERCARD Conheça o Contrato que regula as condições gerais aplicáveis ao seu Cartão. Leia-o atentamente (principalmente as partes em destaque) para conhecer seus direitos e obrigações.

Leia mais

CONTRATO DE CARTÃO DE CRÉDITO

CONTRATO DE CARTÃO DE CRÉDITO CONTRATO DE CARTÃO DE CRÉDITO Sumário Executivo do Contrato de Cartão de Crédito O Hipercard, sempre preocupado em manter a total transparência com você, preparou um resumo do Contrato do seu Cartão. Lembre

Leia mais

BEM-VINDO AO SICOOB. A maior instituição financeira cooperativa do país. www.sicoob.com.br

BEM-VINDO AO SICOOB. A maior instituição financeira cooperativa do país. www.sicoob.com.br BEM-VINDO AO SICOOB. A maior instituição financeira cooperativa do país. www.sicoob.com.br Parabéns! Agora você faz parte de uma cooperativa Sicoob e conta com todos os produtos e serviços de um banco,

Leia mais

Norma de Empréstimos Financeiros

Norma de Empréstimos Financeiros Gestão de Atendimento AFAF D.GA.03 1/11 ÍNDICE 1. Objetivo... 2 2. Responsabilidades... 2 3. Conceitos... 2 4. Critérios... 3 4.1. Modalidades de Empréstimos Financeiros... 3 4.2. Limite de Contratos...

Leia mais

Perguntas Freqüentes

Perguntas Freqüentes Perguntas Freqüentes Dúvidas: 4003-8777 Conhecendo o Crédito Universitário PRAVALER 1. O que é o crédito universitário PRAVALER? O PRAVALER é um crédito universitário que permite você pagar seus estudos,

Leia mais

Empréstimo. Pagamento em até 30 meses; Sem taxa de abertura de crédito; Parcelas debitadas em conta; Limites analisados pela renda.

Empréstimo. Pagamento em até 30 meses; Sem taxa de abertura de crédito; Parcelas debitadas em conta; Limites analisados pela renda. Produtos Conta Corrente Com isenção de tarifas de manutenção, dez folhas cheques, quatro extratos mensais, emissão de extratos on-line, tarifas reduzidas, só na Credlíder. Conta Poupança A Poupança Credlider

Leia mais

A seguir você encontrará um resumo dos seus direitos e deveres e das principais condições e informações a respeito do seu Cartão.

A seguir você encontrará um resumo dos seus direitos e deveres e das principais condições e informações a respeito do seu Cartão. SUMÁRIO EXECUTIVO Resumo do Contrato de Utilização American Express Linha Crédito A seguir você encontrará um resumo dos seus direitos e deveres e das principais condições e informações a respeito do seu

Leia mais

1.8. Cartões emitidos para pagamento de benefícios ou repasse de programas sociais devem ser considerados?

1.8. Cartões emitidos para pagamento de benefícios ou repasse de programas sociais devem ser considerados? PAGAMENTOS DE VAREJO E CANAIS DE ATENDIMENTO Perguntas freqüentes 1. Arquivo ESTATCRT.TXT Informações relativas aos cartões com função saque e e-money 1.1. Devo informar os saques efetuados sobre linhas

Leia mais

CONTRATO DE CARTÃO DE CRÉDITO

CONTRATO DE CARTÃO DE CRÉDITO SUMÁRIO EXECUTIVO DO CONTRATO DE CARTÃO DE CRÉDITO Preocupados em manter a total transparência com você, preparamos um resumo do Contrato do seu Cartão. Lembre que este é apenas um resumo e não dispensa

Leia mais

CONTRATO DE CARTÃO DE CRÉDITO

CONTRATO DE CARTÃO DE CRÉDITO Sumário Executivo do Contrato de Cartão de Crédito A Luizacred, sempre preocupada em manter a total transparência com você, preparou um resumo do Contrato do seu Cartão. Lembre que este é apenas um resumo

Leia mais

A Fundação Procon-SP elaborou este material para ajudar você a entender e usufruir melhor dos serviços bancários.

A Fundação Procon-SP elaborou este material para ajudar você a entender e usufruir melhor dos serviços bancários. junho/2014 SERVIÇOS BACÁRIOS Os serviços prestados pelos bancos estão presentes no dia a dia dos consumidores. Pagamento de contas, depósitos à vista, cadernetas de poupança, recebimento de salário são

Leia mais

Nota para a Imprensa de Política Monetária e Operações de Crédito

Nota para a Imprensa de Política Monetária e Operações de Crédito Nota para a Imprensa de Política Monetária e Operações de Crédito Nova estrutura de dados de crédito Nota Metodológica 1. Introdução Esta Nota tem por objetivo descrever os principais aprimoramentos incorporados

Leia mais

COOPERATIVA DE CRÉDITO

COOPERATIVA DE CRÉDITO 3 COOPERATIVISMO Baseia-se na união de pessoas onde cada membro deve contribuir com uma parcela ou quota parte, colaborando para a melhoria das condições econômicas e sociais de todos que fazem parte dessa

Leia mais