ESTRATÉGIA BANCÁRIA PARA ALCANÇAR CLIENTES DE BAIXA RENDA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESTRATÉGIA BANCÁRIA PARA ALCANÇAR CLIENTES DE BAIXA RENDA"

Transcrição

1 ESTRATÉGIA BANCÁRIA PARA ALCANÇAR CLIENTES DE BAIXA RENDA

2 ESTRATÉGIA BANCÁRIA PARA ALCANÇAR CLIENTES DE BAIXA RENDA Preparado pelos Profs. Antonio Bonassa e Paulo Faria, da ESPM-SP. Recomendado para as disciplinas de: Estratégia Empresarial, Marketing e Estratégia de Produto. Este caso foi escrito inteiramente a partir da experiência dos autores e pesquisa bibliográfica mencionadas no tópico Referências. Não é intenção dos autores avaliar ou julgar o movimento estratégico do setor em questão. Este texto é destinado exclusivamente ao estudo e à discussão acadêmica, sendo vedada a sua utilização ou reprodução em qualquer outra forma. A violação aos direitos autorais sujeitará o infrator às penalidades da lei. Direitos Reservados ESPM. Agosto 2011

3 RESUMO Nos últimos anos os bancos brasileiros vêm descobrindo o verdadeiro potencial dos consumidores de baixa renda. Para explorar as oportunidades existentes nesse segmento, as instituições financeiras vêm desenvolvendo produtos, serviços e canais de acesso exclusivos para o público. Entre as estratégias adotadas está o desenvolvimento de parcerias com redes de varejo. Este caso relata o crescimento das classes emergentes, bem como analisa as principais parcerias desenvolvidas pelos bancos de varejo visando à conquista dos clientes emergentes. PALAVRAS-CHAVE Produtos bancários, baixa renda, correspondentes bancários, aliança entre bancos e varejo Central de Cases 3

4 SUMÁRIO 1. Introdução Correspondentes Bancários Foco nas Classes Emergentes Caixa Aqui Aliança entre Bancos e Redes de Varejo Vantagem para as Instituições Financeiras Produtos e Serviços Financeiros para o Público de Baixa Renda Vantagem para as Instituições de Varejo Banco Postal Questões Estratégicas Referências Bibliográficas...11 Central de Cases 4

5 Introdução Nas últimas décadas os bancos brasileiros vêm descobrindo o verdadeiro potencial dos consumidores de baixa renda. Para explorar as oportunidades existentes neste segmento, os bancos vêm desenvolvendo produtos, serviços e canais de acesso exclusivos para esses consumidores. Motivos para isso não faltam. Estudos recentes indicam o forte crescimento do potencial de consumo desses clientes. Além disso, as principais oportunidades de crescimento nos segmentos de média e alta renda já vêm sendo explorada pelos bancos, havendo a necessidade de expansão dos mercados para melhoria dos resultados. Neste trabalho serão analisadas algumas das estratégias comerciais que os bancos de varejo vêm desenvolvendo para alcançar os consumidores de baixa renda. Correspondentes Bancários Nos últimos anos vem ocorrendo crescimento extraordinário da rede bancária brasileira. Este crescimento não acontece através das tradicionais agências ou postos de atendimento bancário (PABs.), mas por intermédio de lojas de varejo dos mais diversos ramos de atividade, as quais atuam como correspondentes bancários (CBs). Para o Banco Central do Brasil, os CBs são empresas contratadas por instituições financeiras para prestação de serviços de atendimento a clientes e usuários dessas instituições. Entre os CBs encontram-se as casas lotéricas, redes de supermercados, drogarias, lojas de móveis e até as agências do Correio. Algumas instituições destacam-se na exploração deste canal de atendimento. Seguem-se, abaixo, as principais: Instituição Quantidade de Instalações Bradesco CEF Aymoré Banco do Brasil HSBC Figura 1 Principais Instituições Quantidade de CBs (1) As operações realizadas nos CBs são compatíveis com o que já existe nesses estabelecimentos. Trata-se de uma forma simples e mais barata de levar produtos e serviços bancários a lugares que não teriam condições de receber uma agência. O governo brasileiro é um dos responsáveis por esse movimento, tendo aprimorado a regulamentação de funcionamento dos CBs. Seus principais objetivos foram: i) ampliar acesso ao sistema bancário para habitantes de locais ainda não atendidos pelas instituições financeiras, como as pequenas cidades do interior; ii) expandir oferta de produtos e serviços bancários aos segmentos de baixa renda da sociedade. (1)Fonte: Banco Central do Brasil, (maio / 2011) Foco nas Classes Emergentes Por muitos anos o mercado de baixa renda foi relegado a segundo plano na estratégia empresarial. Empresas e profissionais destinavam sua atenção às classes média e alta, acreditando que os segmentos de baixa renda não apresentavam potencial de compra, não se interessavam por inovações tecnológicas, não eram relevantes para o crescimento de longo prazo e que não existiam profissionais gabaritados para esse mercado (PRAHALAD, 2005). A globalização e o avanço das tecnologias têm contribuído para o aumento de renda dos países emergentes, com forte migração de famílias provenientes das classes mais baixas para as camadas com maior potencial de consumo. Central de Cases 5

6 Recente pesquisa realizada pela Cetelem BGN, empresa ligada ao banco francês BNP Paribas, apontou forte crescimento da classe C no País, enquanto as classes D/E decresceram de maneira expressiva, conforme abaixo indicado (http://www.cetelem.com.br/portal/sobre_cetelem/observador.shtml): Figura 2: Pesquisa Cetelem BGN sobre Classes Sociais Essas mudanças apresentam oportunidades a muitas empresas. Especificamente, as instituições financeiras perceberam a necessidade de expandir o mercado potencial e a lucratividade a partir da maior atuação com os clientes de baixa renda. Segundo pesquisa realizada pelo Ibope em 2009, e disponível no site da instituição, apenas 51% da população brasileira possui os produtos bancários mais tradicionais, a conta-corrente e/ou conta poupança. A penetração destes produtos por classes sociais é apresentada na tabela abaixo: draredirect?temp=6&proj=portalibope&pub=t&nome=impressao&db=caldb&docid= F8D60A6E9555D FC004C4094: Faixa de Renda Penetração dos Produtos Conta-Corrente e Poupança Classes A e B 78% Classe C 51% Classes D e E 30% Figura 3: Pesquisa Ibope sobre penetração de produtos por classes sociais De acordo com a pesquisa, os bancos brasileiros apresentam maior atuação com as classes mais abastadas da sociedade, havendo oportunidades de expansão nas demais classes sociais. No entanto, tirar proveito dessas oportunidades apresenta desafios adicionais aos bancos brasileiros, como a dificuldade de acesso a esses segmentos. Primeiramente, a rede tradicional de atendimento dos bancos não é adequada aos clientes de baixa renda, devido aos elevados custos comerciais das agências tradicionais (manutenção das agências e atendimento personalizado ao cliente). Como os consumidores que formam esse segmento dispõem de menor renda, o lucro proporcionado por cliente também é menor, dificultando o modelo convencional de atendimento bancário. Além disso, muitas vezes esses consumidores encontram-se nas periferias das grandes metrópoles ou mesmo nas pequenas cidades do interior do País, locais onde os bancos de varejo não possuem agências nem postos de atendimento bancário (PABs). Central de Cases 6

7 Para superar esses desafios, alguns bancos têm desenvolvido modelos comerciais que viabilizam o alcance desses clientes sem a necessidade de elevados investimentos em infraestrutura, utilizando os CBs. Os principais exemplos incluem a Caixa Econômica Federal (CEF), com sua rede de lojas lotéricas; o Bradesco, que vem trabalhando no Banco Postal em parceria com os Correios, além das diversas redes de varejo que atuam como CBs em aliança com instituições financeiras. Caixa Aqui A CEF utiliza as lotéricas para oferecer alguns de seus produtos e serviços, mesmo em locais de difícil acesso, onde não existiriam agências bancárias. Essas lojas lotéricas funcionam como CBs da instituição financeira. Para viabilizar o funcionamento, a CEF implantou a rede Caixa Aqui nas lojas, conectadas em tempo real ao banco. Entre os produtos e serviços disponíveis no Caixa Aqui estão: Abertura de conta corrente e/ou de poupança; Depósitos e saques em conta-corrente e poupança; Consulta de saldos e extratos; Recebimento de benefícios sociais, como Bolsa Família, FGTS, Seguro- Desemprego, entre outros; Pagamento de contas de água, luz, telefone, tributos, carnês, entre outros; Pagamento de prestação habitacional; Em algumas lojas lotéricas, o cliente pode solicitar outros produtos financei ros, como cartão de crédito e empréstimo por consignação para aposentados e pensionistas do INSS e empregados de empresas conveniadas. Aliança entre Bancos e Redes de Varejo Nos últimos anos os grandes bancos brasileiros intensificaram a busca por parcerias estratégicas com redes de varejo para oferta de produtos e serviços financeiros. O principal objetivo dessa estratégia é financeiro. Os bancos buscam ampliar sua base de clientes e seus canais de distribuição para os produtos e serviços. O Itaú, por exemplo, desde 2004 mantém parceria com o Grupo Pão de Açúcar, no qual estabeleceu uma estrutura específica de administração, a Financeira Itaú CBD (FIC). Por meio dessa parceria o banco atinge clientes das bandeiras Extra, Ponto Frio, Extra Eletro, Pão de Açúcar, CompreBem, e Sendas. Outras parcerias relevantes do Itaú incluem a LuizaCred e a Fai. A LuizaCred é a joint venture criada em 2001 entre a rede varejista Magazine Luiza e o Unibanco. Em 2009, após fusão do Itaú com o Unibanco, o Itaú fez novo acordo com a rede de varejo estendendo o prazo de parceria até A Fai é a financeira das Lojas Americanas. A parceria com o Itaú foi firmada em Recentemente as instituições anunciaram a revisão do contrato, com extensão do prazo de parceria para Por parte do Bradesco, o banco lançou em 2004 aliança estratégica com a Casas Bahia para financiamento dos clientes da rede. O banco também desenvolveu parcerias menores com varejistas como Luigi Bertolli e Lojas Colombo. Além disso, adquiriu o banco Ibi em 2009, da rede C&A, estabelecendo parceria para venda exclusiva de produtos financeiros por 20 anos nas lojas da rede de varejo. Central de Cases 7

8 Vantagens para as Instituições Financeiras Esse tipo de estratégia representa importante forma de ampliação da base de clientes e dos canais de distribuição e atendimento bancário. Muitas vezes o público das redes de varejo ainda não é abordado pelos bancos, seja pela inexistência de agências bancárias próximas aos consumidores, ou mesmo pela dificuldade de alcance das agências convencionais, normalmente estruturadas para abordar clientes com média e alta renda. A aliança com o varejo permite que os bancos atuem nesses desafios. Primeiramente, as redes varejistas possuem lojas distribuídas nas principais cidades do País, atendendo os consumidores das mais diversas classes sociais. Através da parceria, o banco expande seus canais de atuação para distribuição de seus produtos e serviços. Além disso, o ambiente da rede varejista é mais adequado, ou menos intimidador, ao cliente de baixa renda. Na maioria dos casos, a oferta é realizada dentro da própria loja de varejo, em um ambiente mais simples, colorido e informal do que nas agências bancárias, fator que tende a diminuir a resistência do consumidor. Por último, com a parceria, os bancos têm acesso a dados comportamentais dos clientes, permitindo a oferta de produtos e serviços mais adequados ao perfil do consumidor. Produtos e Serviços Financeiros para o Público de Baixa Renda Os produtos e serviços financeiros que podem ser oferecidos ao público de baixa renda incluem conta-corrente, conta poupança, empréstimos pessoais, cartão de crédito, cartão emitido pela rede varejista e diferentes modalidades de seguros. O consumidor se direciona à rede de varejo para aquisição dos mais diversos produtos, desde vestuário até eletrodomésticos e eletroeletrônicos. Muitas vezes esse cliente não possui capacidade de pagamento do produto à vista, havendo necessidade de financiamento da compra em prestações para viabilizar a transação. Um produto que viabiliza essa compra é o cartão de marca própria da rede varejista, conhecido como cartão private label, emitido por redes de supermercados, lojas de departamento, vestuários e farmácias. Diferentemente dos cartões de crédito tradicionais, emitidos em parceria com empresas que possuem enorme rede de aceitação, como MasterCard e Visa, os cartões de marca própria normalmente são aceitos apenas nas lojas da rede varejista emissora do cartão. O objetivo é disponibilizar pequena linha de crédito para viabilizar a compra do cliente. O cartão de marca própria apresenta uma vantagem à rede varejista, a fidelização do consumidor. Desde a concessão do cartão, até a utilização durante as compras e pagamento das faturas, tudo ocorre dentro da própria rede de lojas. A maior dificuldade é a inadimplência, uma vez que os clientes abordados muitas vezes não possuem o hábito de trabalhar com crédito, além de poderem apresentar baixa renda mensal. Para se proteger contra a inadimplência, muitas vezes é disponibilizada pequena linha de crédito inicial ao consumidor, com o objetivo de conhecer o hábito de pagamento. Esta linha de crédito é ampliada quando o cliente apresenta comportamento adequado de crédito, pagando as faturas mensais das compras realizadas. O conhecimento desse perfil de crédito é valioso para uma instituição financeira, que tem na oferta de opções de crédito alguns de seus produtos mais rentáveis. Além disso, esse cartão de marca própria viabiliza o registro do histórico de consumo do cliente no estabelecimento: o quanto ele compra, quais são suas preferências e hábitos, qual a frequência, entre outras informações. Central de Cases 8

9 Por estas características, o cartão de marca própria representa uma oportunidade para bancarização do público de menor renda. Esse consumidor da rede de varejo, que teve acesso à linha de crédito e que apresentou bom comportamento no pagamento das faturas, é candidato natural para receber ofertas de outros produtos bancários, incluindo conta-corrente, conta poupança, seguro, empréstimo pessoal, e até os cartões de crédito tradicionais, como os das bandeiras MasterCard e Visa, com ampla rede de aceitação. Vantagens para as Instituições de Varejo A aliança com as instituições financeiras permite oferta de produtos de crédito aos consumidores da rede varejista, viabilizando suas compras. Assim, as vantagens iniciais são a fidelização dos clientes e aumento das vendas. Outra vantagem envolve aspectos financeiros, pois as parcerias oferecem importante fonte de recursos às redes de varejo. O Magazine Luiza, por exemplo, recebeu R$ 250 milhões do Itaú para estender o contrato de exclusividade na parceria até o ano de Este ano, o Itaú e a Lojas Americanas anunciaram a revisão do contrato que criou a Financeira Americanas Itaú (Fai), em Pelo novo acordo, a Lojas Americanas recebeu R$ 10 milhões. Além disso, por um período de cinco anos, o Itaú poderá pagar valores adicionais à varejista, dependendo do desempenho financeiro da aliança. Em 2009 o Bradesco adquiriu o Banco Ibi, da rede C&A. O valor de aquisição foi de cerca de R$ 1,4 bilhão, representando grande entrada de recursos para a rede varejista. Por último, a aliança estratégica permite que cada parte foque em sua área de maior especialidade, administrando cada negócio com maior competência. Com a parceria, a rede de varejo pode concentrar suas atenções no comércio de bens e serviços, sua área de atuação principal. Deve-se ressaltar que a gestão de produtos financeiros é complexa e exige inúmeros componentes para ser bem-sucedida, como pesados investimentos em tecnologia, equipe especializada na administração dos produtos financeiros e carteira de crédito, altos volumes para alcance de escala, elevada disponibilidade de capital, entre outros fatores. Deixar essa parte na gestão dos bancos é conveniente para muitas das redes de varejo. Banco Postal O Banco Postal é o mais recente evento da disputa entre as grandes instituições financeiras para alcance dos segmentos de baixa renda. Esse banco se caracteriza pela utilização da rede de atendimento da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) para prestação de serviços bancários básicos, em todo o território nacional. Para escolher o banco que atuaria em parceria com os Correios nesse canal de venda, foi realizado processo público de seleção em 2001, vencido pelo Bradesco. O prazo dessa concessão se encerra no final de Com a proximidade do encerramento, os Correios realizaram nova licitação para escolha do banco parceiro da instituição, que foi vencida pelo Banco do Brasil em 31/5/2011. Como atual parceiro dos Correios na exploração do Banco Postal, os produtos e serviços oferecidos pelo Bradesco são: i) Conta Fácil (conta-corrente que também é poupança); ii) Empréstimos; iii) Cartão de Crédito; iv) Pagamento de Benefício do INSS; e, v) Recebimentos de Contas, Títulos, Tributos, Taxas e Contribuições da Previdência (GPS). Para explorar esse canal de venda por um prazo de cinco anos, o Banco do Brasil ofereceu R$ 2,3 bilhões para ter acesso a agências dos Correios. A rede de distribuição está espalhada por municípios brasileiros. Central de Cases 9

10 O Banco Postal representa um ativo de muito valor no mercado. Desde o início da parceria, o Bradesco conquistou dez milhões de clientes, dos quais cinco milhões mantêm as contas ativas. Desse montante, 93% têm renda inferior a três salários mínimos e desses, 80% ganham menos do que um salário mínimo. (Istoé Dinheiro 3/6/11). Para o Banco do Brasil, assumir as operações do Banco Postal representa um enorme passo no desafio de ampliar a cobertura de distribuição em todos os municípios brasileiros. A presença física, através do Banco Postal, em pequenas cidades do interior contribuirá com o desenvolvimento de negócios importantes para o banco, como o microcrédito e o financiamento à agricultura familiar, programas que foram definidos como prioritários pelo principal acionista da instituição, o Governo Federal. Nos próximos meses, os bancos farão a transição dos sistemas para que, a partir de janeiro de 2012, o usuário dos Correios encontre o logo do Banco do Brasil quando for pagar uma conta ou solicitar um produto no Banco Postal. Questões para discussão 1. Além dos exemplos apresentados, que outras estratégias podem ser adotadas pelas instituições financeiras para alcance dos clientes de baixa renda? 2. A parceria com os bancos permite ampliação dos produtos e serviços distribuídos nos pontos de venda da rede varejista. Que outras alianças podem ser realizadas por essas redes para ampliar a gama de produtos e serviços distribuídos, aumentando a rentabilidade do canal de vendas? 3. A partir de 2012, que ações o Banco do Brasil deve tomar para conquistar os clientes do Banco Postal, os quais atualmente possuem relacionamento comercial com o Bradesco? 4. Que ações o Bradesco pode tomar para manter e ampliar a base de clientes de baixa renda conquistada durante o período de parceria e gestão do Banco Postal? Como se proteger do inevitável ataque do Banco do Brasil sobre essa base de clientes? Central de Cases 10

11 Referências PRAHALAD, C.K. The Fortune at the bottom of the pyramid. Wharton School Publishing. Upper Saddle River, NJ, &pub=t&nome=impressao&db=caldb&docid=f8d60a6e9555d fc004c economia,257036/bb-assina-termo- com- os- correios-para- oferecer-servicos-pelobanco-postal.shtml Central de Cases 11

Estratégia bancária para alcançar clientes de baixa renda

Estratégia bancária para alcançar clientes de baixa renda Estratégia bancária para alcançar clientes de baixa renda Preparado por Antonio Bonassa e Paulo Faria, da ESPM-SP 1 Recomendado para as disciplinas de: Estratégia Empresarial, Marketing e Estratégia de

Leia mais

Bancarização no Brasil

Bancarização no Brasil Bancarização no Brasil 18 de setembro de 2009 1 Bancarização Mensagem inicial O índice de bancarização no Brasil ainda é muito baixo, com grande potencial a ser explorado Felaban (Federação Latino-Americana

Leia mais

I Congreso LatinoAmericano de Bancarizacion, Micrhofinanzas Y Remesas

I Congreso LatinoAmericano de Bancarizacion, Micrhofinanzas Y Remesas I Congreso LatinoAmericano de Bancarizacion, Micrhofinanzas Y Remesas História da CAIXA O dia 12 de janeiro de 1861 marcou o início da história da CAIXA e de seu compromisso com o povo brasileiro. Foi

Leia mais

PRODUTOS E SERVIÇOS CARTÕES BRADESCO

PRODUTOS E SERVIÇOS CARTÕES BRADESCO L2 6 PRODUTOS E SERVIÇOS CARTÕES BRADESCO Em março, o Bradesco firmou parceria com a American Express Company, pela qual assumiu suas operações de cartões de crédito e atividades correlatas no Brasil,

Leia mais

A ENTRADA DA RECKITT BENCKISER NO MERCADO DE OTC NO BRASIL

A ENTRADA DA RECKITT BENCKISER NO MERCADO DE OTC NO BRASIL A ENTRADA DA RECKITT BENCKISER NO MERCADO DE OTC NO BRASIL www.espm.br/centraldecases A ENTRADA DA RECKITT BENCKISER NO MERCADO DE OTC NO BRASIL Preparado pelos Professores Antonio Carlos Bonassa e Paulo

Leia mais

Financiamento de Veículos Posicionamento

Financiamento de Veículos Posicionamento Financiamento de Veículos Posicionamento Market Share de Produção em % Ranking Novos Financiamentos (3º Trim 14) 15,5% 1º 13,8% 14,5% 2º 2º 3º 1ºT 14 2ºT 14 3ºT 14 Pesados Autos Novos Motos Autos Usados

Leia mais

COMPUTADOR CELULAR/TABLET CAIXA ELETRÔNICO SMART TV. os benefícios da cooperativa estão sempre por perto.

COMPUTADOR CELULAR/TABLET CAIXA ELETRÔNICO SMART TV. os benefícios da cooperativa estão sempre por perto. Com o os benefícios da cooperativa estão sempre por perto. Veja o que o cooperado pode fazer usando o celular, o computador e os caixas eletrônicos. Com o SicoobNet, o associado tem acesso a conta de onde

Leia mais

CORRESPONDENTES. Uma Inovação Brasileira

CORRESPONDENTES. Uma Inovação Brasileira CORRESPONDENTES Uma Inovação Brasileira JUNHO - 2007 Brasil Desafio das dimensões continentais ÁREA Brasil Desafio das dimensões continentais DENSIDADE DEMOGRÁFICA Brasil Desafio das dimensões continentais

Leia mais

Canais Alternativos de Atendimento

Canais Alternativos de Atendimento Canais Alternativos de Atendimento PAGAMENTO DE CONTAS RECEBIMENTO DE BENEFÍCIOS TRANSFERÊNCIA DE DINHEIRO Posso fazer essas operações bancárias nos Canais Alternativos de Atendimento? Veja aqui como fazer

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 3.485, DE 2012 (Do Sr. Marco Tebaldi)

PROJETO DE LEI N.º 3.485, DE 2012 (Do Sr. Marco Tebaldi) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 3.485, DE 2012 (Do Sr. Marco Tebaldi) Dispõe sobre a instalação do sistema de segurança de portas giratórias com detector de metais nas casas lotéricas e agências

Leia mais

PROMOÇÃO DE CRÉDITO: COMO AMPLIAR AS VENDAS E GARANTIR QUALIDADE OPORTUNIDADES NO MERCADO DE SEGUROS SP, 10.11.2010.

PROMOÇÃO DE CRÉDITO: COMO AMPLIAR AS VENDAS E GARANTIR QUALIDADE OPORTUNIDADES NO MERCADO DE SEGUROS SP, 10.11.2010. PROMOÇÃO DE CRÉDITO: COMO AMPLIAR AS VENDAS E GARANTIR QUALIDADE OPORTUNIDADES NO MERCADO DE SEGUROS SP, 10.11.2010 Eugênio Velasques 2020 2030 2040 2050 2010 Evolução da População 300 250 200 150 5 vezes

Leia mais

Orbitall. Autora: Carolina Fernandes Corrêa Leite. Orientadora: Profa. Ms. Ana Maria Santiago Jorge de Melo. Universidade Presbiteriana Mackenzie

Orbitall. Autora: Carolina Fernandes Corrêa Leite. Orientadora: Profa. Ms. Ana Maria Santiago Jorge de Melo. Universidade Presbiteriana Mackenzie Orbitall Autora: Carolina Fernandes Corrêa Leite Orientadora: Profa. Ms. Ana Maria Santiago Jorge de Melo Universidade Presbiteriana Mackenzie Introdução O setor de cartões de crédito tem crescido a taxas

Leia mais

CLIENTES VALORES PERMANENTES

CLIENTES VALORES PERMANENTES CLIENTES VALORES PERMANENTES Nos últimos cinco anos, a base de correntistas passou de 12 milhões para 16 milhões, um aumento de quase 35%. A filosofia de manter portas abertas para todos os usuários do

Leia mais

Sr (ª). Prefeito (a),

Sr (ª). Prefeito (a), Sr (ª). Prefeito (a), O Banco do Brasil é um dos principais parceiros dos Governos Federal, Estaduais e Municipais na implantação de políticas públicas, projetos e programas impulsionadores do desenvolvimento.

Leia mais

opções de crédito para sua empresa

opções de crédito para sua empresa para sua empresa sumário introdução... 3 cartão bndes... 6 Introdução... 7 Custos operacionais... 8 Recebimentos... 9 Distribuidores... 9 Exemplos de operação...10 Revendedor compra com o Cartão BNDES

Leia mais

PRODUTOS BANCÁRIOS POUPANÇA

PRODUTOS BANCÁRIOS POUPANÇA POUPANÇA Popular: Rural ou Habitacional Juros Menor Saldo Período Rentabilidade: Mensal PF e PJ (sem fins lucrativos) Trimestral PJ (demais) Dias 29, 30, 31 Aniversário 1 Possui Cobertura do FGC CEF: Garantido

Leia mais

Cartões Private Label

Cartões Private Label Cartões Private Label Quando implementar? Como ativar? Por que ir além? Walter Rabello Quando Implementar Como Ativar Por que Ir além O que é Private Label? Para quem trabalha no mercado de cartões: Cartão

Leia mais

PROTEÇÃO ITAÚ MICROCRÉDITO

PROTEÇÃO ITAÚ MICROCRÉDITO PROTEÇÃO ITAÚ MICROCRÉDITO Prêmio Antonio Carlos de Almeida Braga Inovação em seguros edição 2012 CONTEÚDO 1 Introdução... 2 2 Objetivo... 3 3 Desenvolvimento do trabalho... 4 Parceria entre as duas áreas

Leia mais

Produtos Bancários CAIXA. Item 5- Correspondentes Bancários

Produtos Bancários CAIXA. Item 5- Correspondentes Bancários Produtos Bancários CAIXA Item 5- Correspondentes Bancários Produtos Bancários CAIXA Item 5- Correspondentes Bancários Evolução na prestação de serviços efetuada pelos bancos Avanço tecnológico nas últimas

Leia mais

Empréstimo. Pagamento em até 30 meses; Sem taxa de abertura de crédito; Parcelas debitadas em conta; Limites analisados pela renda.

Empréstimo. Pagamento em até 30 meses; Sem taxa de abertura de crédito; Parcelas debitadas em conta; Limites analisados pela renda. Produtos Conta Corrente Com isenção de tarifas de manutenção, dez folhas cheques, quatro extratos mensais, emissão de extratos on-line, tarifas reduzidas, só na Credlíder. Conta Poupança A Poupança Credlider

Leia mais

Mercado de Crédito Consignado. Agosto 2014

Mercado de Crédito Consignado. Agosto 2014 Mercado de Crédito Consignado Agosto 2014 EMPRÉSTIMO CONSIGNADO EM FOLHA DE PAGAMENTO O empréstimo consignado é o melhor produto financeiro de crédito do país e seu desenvolvimento só foi possível por

Leia mais

MICROFINANÇAS. Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil

MICROFINANÇAS. Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil MICROFINANÇAS Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil

Leia mais

1.8. Cartões emitidos para pagamento de benefícios ou repasse de programas sociais devem ser considerados?

1.8. Cartões emitidos para pagamento de benefícios ou repasse de programas sociais devem ser considerados? PAGAMENTOS DE VAREJO E CANAIS DE ATENDIMENTO Perguntas freqüentes 1. Arquivo ESTATCRT.TXT Informações relativas aos cartões com função saque e e-money 1.1. Devo informar os saques efetuados sobre linhas

Leia mais

Seminário GVcev Produtos Financeiros no Varejo

Seminário GVcev Produtos Financeiros no Varejo Seminário GVcev Produtos Financeiros no Varejo O Papel das Financeiras no Mercado Brasileiro Carlos Vilani Mercado Anos 1994 90 Plano Real 96 06 Bancos atuando fortemente na captação de curto prazo Crédito

Leia mais

V ce- icep - r persidênc esid ia ên de cia Ne de góc ios Negó ciovi s N EG V INEG Mar M c ar o/2 ço 014 /2014

V ce- icep - r persidênc esid ia ên de cia Ne de góc ios Negó ciovi s N EG V INEG Mar M c ar o/2 ço 014 /2014 Vice-Presidência Vice-presidência de de Negócios Negócios VINEG VINEG Março/2014 AGENDA Visão Geral dos Correios Visão Estratégica dos Correios Serviços Financeiros Março/2014 125 mil empregados 16 mil

Leia mais

Crédito ao Consumo. Principais Produtos CORRENTISTAS NÃO CORRENTISTAS CRÉDITO PESSOAL CHEQUE ESPECIAL CRÉDITO IMOBILIÁRIO FINANCIAMENTOS DE VEÍCULOS

Crédito ao Consumo. Principais Produtos CORRENTISTAS NÃO CORRENTISTAS CRÉDITO PESSOAL CHEQUE ESPECIAL CRÉDITO IMOBILIÁRIO FINANCIAMENTOS DE VEÍCULOS 1 Crédito ao Consumo Principais Produtos CRÉDITO PESSOAL CHEQUE ESPECIAL CRÉDITO IMOBILIÁRIO CORRENTISTAS NÃO CORRENTISTAS FINANCIAMENTOS DE VEÍCULOS CARTÕES DE CRÉDITO CRÉDITO CONSIGNADO 2 2 Crédito ao

Leia mais

Financiamento de veículos. Crédito Pessoa Física Principais Produtos

Financiamento de veículos. Crédito Pessoa Física Principais Produtos Financiamento de veículos Crédito Pessoa Física Principais Produtos 115 +11% Carteira de Crédito 124 +3% 127 Crédito ao Consumo Veículos R$ Bilhões Pessoa Física Crédito Consignado 1 32 Cartão de Crédito

Leia mais

André Criação e Atendimento. Edson E-commerce e Atendimento. Juciellen Web Design e Programação. Talita Planejamento e Projeto

André Criação e Atendimento. Edson E-commerce e Atendimento. Juciellen Web Design e Programação. Talita Planejamento e Projeto Integrantes André Criação e Atendimento Edson E-commerce e Atendimento Juciellen Web Design e Programação Talita Planejamento e Projeto Vanessa Criação e Conteúdo Briefing Histórico da Empresa - Características

Leia mais

TREINAMENTO BRADESCARD. Lojas BP

TREINAMENTO BRADESCARD. Lojas BP TREINAMENTO BRADESCARD Lojas BP 1 Cartão BradesCard O BradesCard facilita a realização dos seus clientes de forma prática e flexível. Especializado no Varejo, oferece um portfólio completo de produtos

Leia mais

Produtos e Serviços Financeiros no Varejo

Produtos e Serviços Financeiros no Varejo Seminário GVcev Produtos e Serviços Financeiros no Varejo Produto Private Label fortalecendo a parceria entre varejo e instituições financeiras Marcelo Noronha Agenda Parceria Produto Private Label Bradesco

Leia mais

Especial Lucro dos Bancos

Especial Lucro dos Bancos Boletim Econômico Edição nº 90 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Especial Lucro dos Bancos 1 Tabela dos Lucros em 2014 Ano Banco Período Lucro 2 0 1 4 Itaú Unibanco

Leia mais

A sua oportunidade de mudar de vida está bem aqui.

A sua oportunidade de mudar de vida está bem aqui. A sua oportunidade de mudar de vida está bem aqui. FRANQUIAS MERCADO DE FRANQUIAS. APROVEITE ESSA TENDÊNCIA. O mercado de franquias tem se mostrado cada vez mais um ótimo negócio no Brasil, principalmente

Leia mais

SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE BRASÍLIA PÚBLICA

SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE BRASÍLIA PÚBLICA SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE BRASÍLIA PÚBLICA 2 Caixa, patrimônio dos brasileiros. Caixa 100% pública! O processo de abertura do capital da Caixa Econômica Federal não interessa aos trabalhadores e à população

Leia mais

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO L2 0 0 6 R E L AT Ó R I O A N U A EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO Prêmio de Seguros Participação no Mercado (em %) Mercado 74,2% Fonte: Susep e ANS Base: Nov/2006 Bradesco 25,8%

Leia mais

Com mais de 140 anos de tradição é uma das maiores organizações de serviços bancários e financeiros do mundo.

Com mais de 140 anos de tradição é uma das maiores organizações de serviços bancários e financeiros do mundo. Com mais de 140 anos de tradição é uma das maiores organizações de serviços bancários e financeiros do mundo. Com uma ampla gama de negócios na; Europa, Ásia-Pacífico, Américas, Oriente Médio e África.

Leia mais

PROVA TÉCNICAS BANCÁRIAS BANCO DO BRASIL 2007

PROVA TÉCNICAS BANCÁRIAS BANCO DO BRASIL 2007 PROVA TÉCNICAS BANCÁRIAS BANCO DO BRASIL 2007 RESOLUÇÃO DE QUESTÕES PARTE 05 (ÚLTIMA) FONTE: http://www.cespe.unb.br/concursos/bb12007/ E-BOOK SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL Este e-book é recomendado para

Leia mais

PRODUTOS E SERVIÇOS BANCÁRIOS. Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil

PRODUTOS E SERVIÇOS BANCÁRIOS. Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil PRODUTOS E SERVIÇOS BANCÁRIOS Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários

Leia mais

FINANÇAS A B C D A R$ 24.000,00. B R$ 12.000,00. C R$ 2.000,00. D R$ 0,00.

FINANÇAS A B C D A R$ 24.000,00. B R$ 12.000,00. C R$ 2.000,00. D R$ 0,00. ESPE/Un SERE 2013 Nas questões a seguir, marque, para cada uma, a única opção correta, de acordo com o respectivo comando. Para as devidas marcações, use a Folha de Respostas, único documento válido para

Leia mais

CONSTRUIR DIFERENCIAL COMPETITIVO

CONSTRUIR DIFERENCIAL COMPETITIVO Nosso Foco GERAR RESULTADO Através do aporte de visão estratégica, associada ao conhecimento técnico e operacional do dia-a-dia, em: Meios de pagamentos (cartões private label, híbridos e pré-pagos), No

Leia mais

Cartão BRB Pré-Pago. Como adquirir

Cartão BRB Pré-Pago. Como adquirir Cartão BRB Pré-Pago O Cartão BRB Pré-Pago facilita a sua vida e da sua família. Com ele você tem mais controle dos seus castos, paga pequenas despesas do dia a dia, usa em vários lugares do País e pode

Leia mais

SECRETARIA DA JUSTIÇA E DA DEFESA DA CIDADANIA FUNDAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR DIRETORIA DE ESTUDOS E PESQUISAS

SECRETARIA DA JUSTIÇA E DA DEFESA DA CIDADANIA FUNDAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR DIRETORIA DE ESTUDOS E PESQUISAS Resultados dos estudos sobre a redução de taxas de juros praticadas por bancos públicos e privados. Orientações aos consumidores. Face aos diversos anúncios de redução de juros veiculados na mídia a partir

Leia mais

Produção paulista de roupas diminui 40%

Produção paulista de roupas diminui 40% Boletim 795/2015 Ano VII 20/07/2015 Produção paulista de roupas diminui 40% A desaceleração do varejo fez a produção de roupas do Estado de São Paulo cair cerca de 40% no primeiro semestre deste ano na

Leia mais

Painel da Indústria Financeira - PIF

Painel da Indústria Financeira - PIF Painel da Indústria Financeira - PIF Agenda Desintermediação Bancária nas Operações de Créditos Relacionamento com Instituições não Bancárias As Razões de Uso do Sistema Financeiro, segundo as Empresas:

Leia mais

Mensurar a inclusão financeira Uma abordagem focada no cliente. Caitlin Sanford

Mensurar a inclusão financeira Uma abordagem focada no cliente. Caitlin Sanford Mensurar a inclusão financeira Uma abordagem focada no cliente Caitlin Sanford 2 O caminho em direção a uma mensuração da inclusão financeira Mensurar a EXISTÊNCIA dos serviços financeiros em um país (

Leia mais

Grupo Citi no Brasil

Grupo Citi no Brasil Crédito Consignado Grupo Citi no Brasil Grupo Citi no Brasil Segmento voltado a pessoas físicas e pequenas empresas, com variada gama de produtos e serviços diferenciados. Atendimento exclusivo a pessoas

Leia mais

Nos últimos anos, o setor de seguros brasileiro vem sofrendo uma. série de transformações. Algumas delas podem ser visualizadas na

Nos últimos anos, o setor de seguros brasileiro vem sofrendo uma. série de transformações. Algumas delas podem ser visualizadas na Visão das Seguradoras: Uma análise da distribuição de seguros no Brasil Francisco Galiza Mestre em Economia (FGV), membro do Conselho Editorial da FUNENSEG, catedrático pela ANSP e sócio da empresa "Rating

Leia mais

Guia de Atendimento Exclusivo

Guia de Atendimento Exclusivo Guia de Atendimento Exclusivo Procons e Entidades de Defesa do Consumidor Ouvidoria_Itaú_Unibanco_:) Relacionamento com o Sistema Nacional de Defesa do Consumidor Serviço de Atendimento aos Procons por

Leia mais

Microcrédito é a designação para diversos tipos de empréstimos dos quais apontamos as seguintes características:

Microcrédito é a designação para diversos tipos de empréstimos dos quais apontamos as seguintes características: O QUE É MICROCRÉDITO Microcrédito é a designação para diversos tipos de empréstimos dos quais apontamos as seguintes características: Apesar de maiores limites determinados pelo governo, comumente percebemos

Leia mais

TABELA DE CAPTAÇÃO DAS TAXAS DE JUROS PARA PESSOA FÍSICA PRATICADAS PELAS INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS EM 02/05/12

TABELA DE CAPTAÇÃO DAS TAXAS DE JUROS PARA PESSOA FÍSICA PRATICADAS PELAS INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS EM 02/05/12 TABELA DE CAPTAÇÃO DAS S DE JUROS PARA PESSOA FÍSICA EM 02/05/12 BANCO DO BRASIL BRADESCO CAIXA ECONÔMICA FEDERAL HSBC MODALIDADES DE CRÉDITO CARTÃO DE CRÉDITO 2,94* 13,56* 2,10* 14,99* 1,90* 2,85** 6,03*

Leia mais

MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL FACULDADE DE VENDA NOVA DO IMIGRANTE FAVENI ATIVIDADE DE ESTUDO DE CASO. Professor Luiz (www.professorluiz.com.

MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL FACULDADE DE VENDA NOVA DO IMIGRANTE FAVENI ATIVIDADE DE ESTUDO DE CASO. Professor Luiz (www.professorluiz.com. MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL FACULDADE DE VENDA NOVA DO IMIGRANTE FAVENI ATIVIDADE DE ESTUDO DE CASO Professor Luiz (www.professorluiz.com.br) Razão social: COMPANHIA BRASILEIRA DE DISTRIBUIÇÃO Atividade

Leia mais

O cooperativismo de crédito e você

O cooperativismo de crédito e você O cooperativismo de crédito e você A Cooperativa de Crédito é uma instituição financeira sem fins lucrativos de propriedade dos associados, controlada de forma democrática por seus membros, e tem o propósito

Leia mais

E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS

E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS Central de Cases E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS www.espm.br/centraldecases Central de Cases E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS Preparado pelo Prof. Vicente Martin Mastrocola, da ESPM SP. Disciplinas

Leia mais

COOPERATIVA DE CRÉDITO

COOPERATIVA DE CRÉDITO 3 COOPERATIVISMO Baseia-se na união de pessoas onde cada membro deve contribuir com uma parcela ou quota parte, colaborando para a melhoria das condições econômicas e sociais de todos que fazem parte dessa

Leia mais

Inclusão bancária: bancos públicos efetivam seu papel social

Inclusão bancária: bancos públicos efetivam seu papel social Inclusão bancária: bancos públicos efetivam seu papel social Inclusão bancária Acesso a produtos e serviços bancários a cidadãos de baixa renda; Serviços bancários + preocupação social. Ações para inclusão

Leia mais

ANOREG/BR ASSOCIAÇÃO DOS NOTÁRIOS E REGISTRADORES DO BRASIL

ANOREG/BR ASSOCIAÇÃO DOS NOTÁRIOS E REGISTRADORES DO BRASIL ANOREG/BR ASSOCIAÇÃO DOS NOTÁRIOS E REGISTRADORES DO BRASIL São Paulo, 16 de dezembro de 2010. A Associação dos Notários e Registradores do Brasil ANOREG BR At.: Sr. Rogério Portugal Bacellar Prezado Senhor,

Leia mais

O QUE É MICROCRÉDITO?

O QUE É MICROCRÉDITO? O QUE É MICROCRÉDITO? Empréstimos de pequeno valor, concedido a pessoas de baixa renda ou em ramo de negócio com baixo volume de recurso, que usualmente não tem acesso ao crédito convencional. CRESCER

Leia mais

Bancos financiam crescentemente a produção

Bancos financiam crescentemente a produção Operações de Crédito do Sistema Financeiro Nota do dia 25 de julho de 2007 Fontes: Bacen, IBGE e CNI Elaboração: Febraban Bancos financiam crescentemente a produção Pessoa Jurídica O crédito destinado

Leia mais

Regulamento do Plano de Vantagens Itaú Mais benefícios para quem mantém relacionamento com o Itaú.

Regulamento do Plano de Vantagens Itaú Mais benefícios para quem mantém relacionamento com o Itaú. Regulamento do Plano de Vantagens Itaú Mais benefícios para quem mantém relacionamento com o Itaú. O Plano de Vantagens Itaú oferece benefícios de acordo com o seu relacionamento e a sua utilização dos

Leia mais

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em janeiro/2015. Estas elevações podem ser atribuídas aos seguintes

Leia mais

Aposentadoria do INSS. O Itaú explica para você como funciona e esclarece suas dúvidas.

Aposentadoria do INSS. O Itaú explica para você como funciona e esclarece suas dúvidas. Aposentadoria do INSS. O Itaú explica para você como funciona e esclarece suas dúvidas. O Itaú quer estar presente em todos os momentos da sua vida. Por isso, criou este material para ajudar você com as

Leia mais

Fortaleza, 4 de novembro de 2013.

Fortaleza, 4 de novembro de 2013. Fortaleza, 4 de novembro de 2013. Discurso do Ministro Alexandre Tombini, Presidente do Banco Central do Brasil, no V Fórum Banco Central sobre Inclusão Financeira Senhoras e senhores, boa tarde a todos.

Leia mais

BEM-VINDO AO SICOOB. A maior instituição financeira cooperativa do país. www.sicoob.com.br

BEM-VINDO AO SICOOB. A maior instituição financeira cooperativa do país. www.sicoob.com.br BEM-VINDO AO SICOOB. A maior instituição financeira cooperativa do país. www.sicoob.com.br Parabéns! Agora você faz parte de uma cooperativa Sicoob e conta com todos os produtos e serviços de um banco,

Leia mais

Welcome Call em Financeiras. Categoria Setor de Mercado Seguros

Welcome Call em Financeiras. Categoria Setor de Mercado Seguros Categoria Setor de Mercado Seguros 1 Apresentação da empresa e sua contextualização no cenário competitivo A Icatu Seguros é líder entre as seguradoras independentes (não ligadas a bancos de varejo) no

Leia mais

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Crise não afeta lucratividade dos principais bancos no Brasil 1 Lucro dos maiores bancos privados

Leia mais

O C artão d o S ervidor PR P E R F E EI E TUR U A R A MU M N U I N CI C PA P L A L DE D E LOND N R D I R NA N

O C artão d o S ervidor PR P E R F E EI E TUR U A R A MU M N U I N CI C PA P L A L DE D E LOND N R D I R NA N O Cartão do Servidor PREFEITURA MUNICIPAL DE LONDRINA Cartão BMG Card O BMG Card é um cartão de crédito com bandeira MasterCard, direcionado aos Servidores Públicos Estatutários do Governo de Santa Catarina,

Leia mais

Banco Postal. Processo Seletivo 2011

Banco Postal. Processo Seletivo 2011 Banco Postal Audiência Pública P para o Processo Seletivo 2011 2007 Corporate Social Responsibility Requisitos de Participação Ativo Total - 21,6 bilhões de reais. Patrimônio Líquido 2,16 bilhões de reais.

Leia mais

Aposentadoria do INSS. O Itaú explica para você como funciona e esclarece suas dúvidas. C/C Itaú. Quando e como receberei o meu benefício?

Aposentadoria do INSS. O Itaú explica para você como funciona e esclarece suas dúvidas. C/C Itaú. Quando e como receberei o meu benefício? Aposentadoria do INSS. O Itaú explica para você como funciona e esclarece suas dúvidas. O Itaú quer estar presente em todos os momentos da sua vida. Por isso, criamos este material para ajudar você com

Leia mais

CARTÃO DE CRÉDITO CARTÃO DE DÉBITO

CARTÃO DE CRÉDITO CARTÃO DE DÉBITO TIPOS DE CARTÃO CARTÃO DE CRÉDITO Instrumento de pagamento que possibilita ao portador adquirir bens e serviços nos estabelecimentos credenciados mediante um determinado limite de crédito. O cliente poderá

Leia mais

Valor Inovação Gestão de Negócios

Valor Inovação Gestão de Negócios Valor Inovação Gestão de Negócios Valor Inovação Definição de Negócios Assessorar o empresariado brasileiro para o desenvolvimento dos setores comercial, industrial e de serviços. Ser um agente eficiente

Leia mais

PLANO FÁCIL. R$ 6.000,00 a R$ 12.000,00 16,65 18,75 R$ 12.000,01 a R$ 18.000,00 11,10 12,50 Acima de R$ 18.000,00 Isento Isento. Transações Excedentes

PLANO FÁCIL. R$ 6.000,00 a R$ 12.000,00 16,65 18,75 R$ 12.000,01 a R$ 18.000,00 11,10 12,50 Acima de R$ 18.000,00 Isento Isento. Transações Excedentes (1) PLANO FÁCIL Serviços Quantidade Mensal de Transações Fácil 1 Fácil 2 (2) (3) (4) Cheques Cheque Depositado 300 300 Cheque Emitido (exceto Transferência Bancária TB/TBG) Disponível 20 Extrato de Últimos

Leia mais

Estudo: Crédito e Taxas de Juros no Cartão de Crédito

Estudo: Crédito e Taxas de Juros no Cartão de Crédito Estudo: Crédito e Taxas de Juros no Cartão de Crédito 25 de junho de 2010 Sobre este estudo Este estudo foi desenvolvido no início de 2009 e atualizado parcialmente em junho de 2010 2 A operação do cartão

Leia mais

Sistema de Informações de Crédito do Banco Central SCR

Sistema de Informações de Crédito do Banco Central SCR Departamento de Supervisão Indireta e Gestão da Informação Desig Diretoria de Fiscalização Sistema de Informações de Crédito do Banco Central SCR Visão Geral O que é o SCR Experiência em outros países

Leia mais

Sua loja na internet, um mercado com mais de. milhões. de pessoas. em todo o território nacional. www.sec-ecommerce.com.br

Sua loja na internet, um mercado com mais de. milhões. de pessoas. em todo o território nacional. www.sec-ecommerce.com.br Sua loja na internet, um mercado com mais de 80 milhões de pessoas em todo o território nacional www.sec-ecommerce.com.br E-Commerce no Brasil Crescimento consistente Potência mundial em e-commerce. Enquanto

Leia mais

Cooperativismo. Cooperativa de Crédito Mútuo dos Empregados da INFRAERO

Cooperativismo. Cooperativa de Crédito Mútuo dos Empregados da INFRAERO Cooperativismo Cooperativa de Crédito Mútuo dos Empregados da INFRAERO GESTÃO: Samuel José dos Santos Diretor Presidente Marco Antonio da C.Guimarães - Diretor Operacional João Gonçalves dos Santos Diretor

Leia mais

PESQUISA: BANCOS. AMOSTRA: 3770 pessoas usuárias de Iphone. Brasil - pelo pinion

PESQUISA: BANCOS. AMOSTRA: 3770 pessoas usuárias de Iphone. Brasil - pelo pinion PESQUISA: BANCOS AMOSTRA: 3770 pessoas usuárias de Iphone. Brasil - pelo pinion O Brasil ainda apresenta uma gama da população que é considerada desbancarizada (39,5%), nesta pesquisa buscamos entender

Leia mais

Guia do uso consciente do crédito. O crédito está aí para melhorar sua vida, é só se planejar que ele não vai faltar.

Guia do uso consciente do crédito. O crédito está aí para melhorar sua vida, é só se planejar que ele não vai faltar. Guia do uso consciente do crédito O crédito está aí para melhorar sua vida, é só se planejar que ele não vai faltar. Afinal, o que é crédito? O crédito é o meio que permite a compra de mercadorias, serviços

Leia mais

GUIA DE BOLSO CARTÕES DE CRÉDITO CREDICARD CITI - CTA

GUIA DE BOLSO CARTÕES DE CRÉDITO CREDICARD CITI - CTA GUIA DE BOLSO CREDICARD CITI - CTA GUIA DE BOLSO CARTÃO CREDICARD CITI CORPORATE 1 GUIA DE BOLSO CARTÕES DE CRÉDITO CREDICARD CITI - CTA Índice 1. CARTÃO CREDICARD CITI CORPORATE TRAVEL ACCOUNT - CTA 03

Leia mais

A empresa digital: comércio e negócios eletrônicos

A empresa digital: comércio e negócios eletrônicos Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Administração Tecnologia e Sistemas de Informação - 06 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Outubro 2014

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Outubro 2014 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Outubro 2014 A Evolução do Funding e as Letras Imobiliárias Garantidas Filipe Pontual Diretor Executivo da ABECIP O crédito imobiliário

Leia mais

LMA, Solução em Sistemas

LMA, Solução em Sistemas LMA, Solução em Sistemas Ao longo dos anos os sistemas para gestão empresarial se tornaram fundamentais, e por meio dessa ferramenta as empresas aperfeiçoam os processos e os integram para uma gestão mais

Leia mais

Correspondente Bancário: A Expansão do Acesso aos Serviços Financeiros e de Pagamento

Correspondente Bancário: A Expansão do Acesso aos Serviços Financeiros e de Pagamento Correspondente Bancário: A Expansão do Acesso aos Serviços Financeiros e de Pagamento 1 14/março/2014 Agenda Apresentação da MFS Zuum Vivo MasterCard Mercado Alvo Funcionalidades Estratégia de Distribuição

Leia mais

Institucional. Base: Junho/2014

Institucional. Base: Junho/2014 Grupo Seculus Institucional Base: Junho/2014 Estrutura Societária Família Azevedo 50% 50% LATAN Participações e Investimentos S.A. 100% ON 75.896.000 ações 100% PN 75.896.000 ações Quem Somos Nossa história,

Leia mais

COOPERATIVA DE CRÉDITO

COOPERATIVA DE CRÉDITO COOPERATIVISMO Baseia-se na união de pessoas onde cada membro deve contribuir com uma parcela ou quota parte, colaborando para a melhoria das condições econômicas e sociais de todos que fazem parte dessa

Leia mais

Audiência Pública sobre Cartões de Pagamento. Câmara dos Deputados 08 de outubro de 2009

Audiência Pública sobre Cartões de Pagamento. Câmara dos Deputados 08 de outubro de 2009 Audiência Pública sobre Cartões de Pagamento Câmara dos Deputados 08 de outubro de 2009 Agenda Estrutura do Mercado de Cartões Principais Números da Indústria de Cartões no Brasil Situação Atual da Indústria

Leia mais

20 de dezembro de 2010. Perguntas e Respostas

20 de dezembro de 2010. Perguntas e Respostas Perguntas e Respostas Índice 1. Qual é a participação de mercado da ALL no mercado de contêineres? Quantos contêineres ela transporta por ano?... 4 2. Transportar por ferrovia não é mais barato do que

Leia mais

MATERIAL. EXPlICatIvo. Plano BAYER CD

MATERIAL. EXPlICatIvo. Plano BAYER CD MATERIAL EXPlICatIvo Plano BAYER CD 1 Prezado Colaborador! você, que está sendo admitido agora ou ainda não aderiu ao Plano de Previdência oferecido pelo Grupo Bayer, tem a oportunidade de conhecer, nas

Leia mais

A TERCEIRIZAÇÃO NOS BANCOS 5

A TERCEIRIZAÇÃO NOS BANCOS 5 A TERCEIRIZAÇÃO NOS BANCOS 5 Como a maioria das empresas, os bancos terceirizam para cortar custos fixos e preservar suas elevadíssimas margens de lucro e rentabilidade. O lucro líquido dos maiores bancos

Leia mais

Inovação no Seguro Massificado Abril de 2009. Case Lojas Renner Porto Seguro. Claudio Burtet: Gerente Geral de Produtos Financeiros

Inovação no Seguro Massificado Abril de 2009. Case Lojas Renner Porto Seguro. Claudio Burtet: Gerente Geral de Produtos Financeiros Inovação no Seguro Massificado Abril de 2009 Case Lojas Renner Porto Seguro Claudio Burtet: Gerente Geral de Produtos Financeiros 1 Sumário Lojas Renner S.A. Porto Seguro Cia. de Seguros Gerais Case Lojas

Leia mais

CONVITE À APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS INOVAÇÃO EM FINANCIAMENTO

CONVITE À APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS INOVAÇÃO EM FINANCIAMENTO CONVITE À APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS INOVAÇÃO EM FINANCIAMENTO FUNDO COMUM PARA OS PRODUTOS BÁSICOS (FCPB) BUSCA CANDIDATURAS A APOIO PARA ATIVIDADES DE DESENVOLVIMENTO DOS PRODUTOS BÁSICOS Processo de

Leia mais

Este regulamento está em vigor a partir do 11/07/2007 (inclusive) substituindo e cancelando o anterior

Este regulamento está em vigor a partir do 11/07/2007 (inclusive) substituindo e cancelando o anterior Este regulamento está em vigor a partir do 11/07/2007 (inclusive) substituindo e cancelando o anterior REGULAMENTO DE ACÚMULO DE PONTOS NO PROGRAMA BRADESCO COM TRANSFERÊNCIA PARA O PROGRAMA FIDELIDADE

Leia mais

Briefing da entrevista

Briefing da entrevista Briefing da entrevista Membros, as questões a seguir têm o objetivo de orientar a entrevista de obtenção de dados e informações para uso no relatório no plano de convênio de crédito consignado para empresas

Leia mais

Jornal da Globo destaca as Cooperativas financeiras como alternativa para fugir dos juros altos

Jornal da Globo destaca as Cooperativas financeiras como alternativa para fugir dos juros altos cogem news Desde 1974, estimulando a poupança e ajudando a realizar sonhos! Junho de 2015 Jornal da Globo destaca as Cooperativas financeiras como alternativa para fugir dos juros altos Veja o que fazer

Leia mais

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em fevereiro/2015. Estas elevações podem ser atribuídas aos seguintes

Leia mais

TARIFAS BANCÁRIAS VOCÊ VALORIZA CADA CENTAVO DO SEU DINHEIRO. E A CAIXA TAMBÉM.

TARIFAS BANCÁRIAS VOCÊ VALORIZA CADA CENTAVO DO SEU DINHEIRO. E A CAIXA TAMBÉM. TARIFAS BANCÁRIAS VOCÊ VALORIZA CADA CENTAVO DO SEU DINHEIRO. E A CAIXA TAMBÉM. Por norma do Conselho Monetário Nacional (CMN), foram padronizados os Serviços Prioritários e os serviços isentos para Pessoa

Leia mais

A Baixa Renda & O Crédito. (Oportunidades & Riscos)

A Baixa Renda & O Crédito. (Oportunidades & Riscos) A Baixa Renda & O Crédito (Oportunidades & Riscos) Mar / 2006 Histórico A TNS Interscience desenvolve regularmente Estudos Institucionais cujo objetivo é o de identificar tendências que estimulem o pensamento

Leia mais

Fornecedores. Apresentação. www.grupoquantica.com. Nosso desafio é o seu sucesso!

Fornecedores. Apresentação. www.grupoquantica.com. Nosso desafio é o seu sucesso! Fornecedores www.grupoquantica.com Apresentação 2010 A idéia Fundado e idealizado por Cleber Ferreira, Consultor de Marketing e Vendas, autor do livro Desperte o Vendedor Interior com Técnicas de Vendas

Leia mais

Cartilha de Câmbio. Envio e recebimento de pequenos valores

Cartilha de Câmbio. Envio e recebimento de pequenos valores 2009 Cartilha de Câmbio Envio e recebimento de pequenos valores Apresentação O Banco Central do Brasil criou esta cartilha para orientar e esclarecer você, que precisa negociar moeda estrangeira, sobre

Leia mais

LISTA DE DOCUMENTOS PROUNI 2014 PORTARIA NORMATIVA Nº2, 06/01/14

LISTA DE DOCUMENTOS PROUNI 2014 PORTARIA NORMATIVA Nº2, 06/01/14 LISTA DE DOCUMENTOS PROUNI 2014 PORTARIA NORMATIVA Nº2, 06/01/14 DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DE SEU GRUPO FAMILIAR O coordenador do ProUni deverá solicitar, salvo em caso de

Leia mais

Sobre o Grupo Pão de Açúcar. Participe do programa de Trainee 2011 do Grupo Pão de Açúcar!

Sobre o Grupo Pão de Açúcar. Participe do programa de Trainee 2011 do Grupo Pão de Açúcar! Participe do programa de Trainee 2011 do Grupo Pão de Açúcar! Venha fazer parte de uma empresa multiformato, composta por supermercados, hipermercados, lojas de produtos eletrônicos/eletrodoméstios, lojas

Leia mais