ANEXO I ESPECIFICAÇÕES CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS COM VISTAS À CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CORRESPONDENTE NO PAÍS PARA A FINANCEIRA BRASÍLIA.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANEXO I ESPECIFICAÇÕES CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS COM VISTAS À CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CORRESPONDENTE NO PAÍS PARA A FINANCEIRA BRASÍLIA."

Transcrição

1 ANEXO I ESPECIFICAÇÕES CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS COM VISTAS À CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CORRESPONDENTE NO PAÍS PARA A FINANCEIRA BRASÍLIA. 1. OBJETO O Credenciamento de empresas regularmente constituídas, objetivando futuras contratações para o desempenho das funções de Correspondente no País, com vistas a prestação dos serviços de recepção e encaminhamento de propostas de empréstimo e de financiamento, nos termos previstos na Resolução do Conselho Monetário Nacional, Resolução BACEN n 3.110, de 31 de julho de 2003, alterada pela Resolução BACEN n 3.156, de 17 de dezembro de 2003 e conforme especificações contidas neste Termo. 2. DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS A SEREM PRESTADOS 2.1 Conforme estabelecido no Item 1. Objeto, deste Termo de referência, os serviços a serem executados pelo Correspondente compreendem: I. Recepção e encaminhamento de propostas de empréstimos, de financiamento e documentos correlatos, nos termos do Artigo 1º, inciso V da resolução do Conselho Monetário Nacional CMN nº de 31/07/2003; II. Formalizar e digitalizar (quando for o caso) as propostas de empréstimos nas Cédulas de Crédito Bancário - CCBs e nos documentos correlatos; III. Encaminhar diariamente toda a documentação relativa às operações de crédito coletadas, protocoladas, à loja da Financeira Brasília, ao final de todos os dias úteis (de segunda a sexta-feira), das 09 às 16 horas do mesmo dia em que ocorrer o evento. a)na hipótese de eventuais ocorrências que venham a impedir o recolhimento dos documentos à loja da Financeira, nos dias e horários determinados, bem como dos documentos referentes as propostas firmadas nos finais de semana e feriados, ou em horário posterior ao estabelecido no Parágrafo anterior, o recolhimento será realizado, no primeiro dia útil posterior à data do evento. b)toda documentação deverá ser encaminhada em malotes com condicionamento adequado, protocoladas em relatório consolidado com 2 (duas) vias impressas, relacionando os documentos enviados na forma prevista no subitem , deste Anexo. c) A relação a que se refere este item deverá estar assinada por um empregado da contratada responsável pelo transporte da documentação, e deverá conter campo para assinatura do empregado da Financeira, que fará a conferência dos documentos impressos com a relação. i. Havendo divergência entre a relação e os documentos apresentados, o empregado da Financeira responsável pela conferência poderá, conforme o caso, recusar o recebimento dos documentos e devolver todo o movimento ao Correspondente para regularização. d) O ponto centralizador, para recebimento da documentação relativas às operações de crédito coletadas, será a loja da Financeira Brasília localizada no SETOR BANCÁRIO SUL, QUADRA 01, BLOCO E, SOBRELOJA, EDIFÍCIO BRASÍLIA- Brasília, DF. IV. Manter uma central para captura, análise, processamento, guarda e distribuição de documentos; V. Outros serviços de controle, inclusive processamento de dados das operações pactuadas, nos termos do Artigo 1º, inciso IX da Resolução do CMN nº 3.110/ Para a execução dos serviços, o Correspondente deverá prover: I. De todos os equipamentos de logística necessários;

2 II. Recursos humanos (inclusive treinamento); III. Equipamentos de informática; IV. Guarda e sigilo de documentos e informações; V. Veículos automotores suficientes; VI. Material de expediente e mobiliário; VII. Meios necessário para a simulação das propostas de empréstimos e preenchimento das CCBs e Fichas de cadastro, conforme modelo fornecido pela Financeira Brasília; VIII. Meios para troca de mensagens eletrônicas ( ) com a Financeira, de forma online, através da internet; Todas as despesas relativas a prestação do serviço de correspondente no país, insumos, equipamentos e recursos tecnológicos e de logística necessários para a execução do serviço, inclusive redes de comunicação via internet, correrão por conta da contratada. 2.3 Para análise das propostas de empréstimo, devem ser enviadas a Cédula de Crédito Bancária e a Ficha de Cadastro, devidamente preenchida com os dados e proposta de crédito do cliente e assinada conforme o documento de identidade do mesmo, acompanhadas, obrigatoriamente, dos documentos correlatos listados abaixo: I. Cópias dos documentos de identificação do cliente: Documento de identidade (Carteira de identidade, identidade funcional expedida por órgão de classe, ou carteira nacional de habilitação, com foto e dentro do prazo de vencimento), CPF e Comprovante de Residência; II. Último Contracheque; III. Documento de margem consignável; IV. Autorização de averbação; V. Demais documentos conforme exigência do convênio ou do produto, informados no Manual de Produtos da Financeira Brasília, Regras Operacionais, fornecido pela Financeira Brasília, ápos a contratação do correspondente É de total responsabilidade do Correspondente contratado a conferência das cópias dos documentos apresentados pelos clientes com o documento original, registrando na cópia legível, o carimbo e assinatura do empregado responsável pela conferência dos originais O Correspondente será responsabilizado pela ocorrência de fraude ou contestação nas operações contratadas, em função de falha na conferência da documentação, sem prejuízo das demais sanções previstas na lei e no contrato de prestação dos serviços A efetivação das propostas ocorrerá somente após a conferência do movimento físico (contratos e demais documentos) a serem entregues pelo Correspondente nas condições estabelecidas nesta cláusula. 2.4 O retorno ao Correspondente, sobre cada proposta de crédito encaminhada, indicando aprovação, reprovação, solicitação de informações adicionais, e ainda registro de comentários ou pareceres, será feito através de sistema ou A análise do crédito solicitado, bem como, a aprovação ou reprovação das propostas coletadas, será feita única e exclusivamente pela Financeira Brasília (CENAC -Central de Análise de Crédito), conforme critérios estabelecidos em seus normativos internos, política de crédito e normas de operacionalização dos seus produtos e serviços, observando ainda as instruções das regulamentações externas, às quais estão sujeitas as operações bancárias. 2.6 Compete, somente, a Financeira Brasília a análise das propostas de crédito, porém cabe ao Correspondente os cálculos referentes aos valores que compõe as operações de crédito, conforme métodos, fórmulas e demais critérios adotados pela Financeira Brasília, observando a precisão inclusive dos centésimos da unidade Para realização dos cálculos de que trata este item, a Financeira Brasília disponibilizará periodicamente ao Correspondente a Tabela de Coeficientes, onde constarão os índices necessários para cálculo.

3 2.6.2 Os valores referentes às operações de crédito serão obtidos mediante multiplicação dos índices disponíveis na Tabela de Coeficientes, pelo valor do empréstimo A Tabela de Coeficientes conterá índices para realização dos cálculos a partir do valor líquido das operações (valor total financiado abatido de IOF, tarifa e seguro prestamista, os dois últimos quando for o caso) A Tabela de Coeficientes terá vigência pré-estabelecida, poderá ser substituída pela Financeira Brasília a qualquer momento, sempre que houver mudança em alguma forma de cálculo, taxas, índices ou alíquotas A Tabela de Coeficientes será encaminhada pela Financeira em planilha eletrônica no formato.xls (Microsoft Excel), ou em PDF, através de Os planos e taxas de juros disponíveis para contratação dos empréstimos serão informados periodicamente pela Financeira ao Correspondente, para cada produto, na própria Tabela de Coeficientes, ou em documento próprio. 2.7 Para a coleta de propostas do produto Consignado, o Correspondente deverá observar as informações contidas no Manual de Produtos da Financeira Brasília Regras Operacionais, correspondente a cada convênio, que será fornecida pela Financeira Brasília após a contratação. 2.8 O Correspondente deverá fornecer aos beneficiários 1 (uma) via NÃO NEGOCIÁVEL da Cédula de Crédito Bancário e demais documentos pertinentes à operação pactuada. 2.9 Sem prejuízo às demais condições estabelecidas no Edital e anexos, o Correspondente deverá prestar quaisquer tipo de informações ou esclarecimentos, solicitados pelos clientes, referentes aos serviços objeto do Edital É vedado aos Correspondentes contratados: I. Efetuar adiantamento por conta de recursos a serem liberados pela instituição contratante; II. Emitir, a seu favor, carnês ou títulos relativos às operações intermediadas; III. Cobrar, por iniciativa própria, qualquer tarifa relacionada com a prestação dos serviços a que se refere o contrato; IV. Prestar qualquer tipo de garantia nas operações a que se refere o contrato O Correspondente deverá gerar dois relatórios gerenciais, um analítico e outro consolidado, para controle das propostas encaminhadas e conferência do movimento diário, esses relatórios deverão conter as informações descritas nos itens abaixo: O relatório analítico deverá ser enviado quinzenalmente junto com a nota fiscal de prestação dos serviços, na forma descrita no subitem 7.7 deste anexo, constando as seguintes informações: I. Data da emissão; II. Período de apuração (data inicial e final); III. Data da proposta; IV. Nome e CPF do cliente; V. Código do convênio; VI. Valor do empréstimo; VII. Taxa de juros; VIII. Quantidade de parcelas; IX. Valor das prestações;

4 X. Valor do IOF; XI. Valor do seguro prestamista e tarifa, quando houver; XII. Data de vencimento da 1ª prestação; XIII. Campo para assinatura do responsável da empresa e da Financeira Brasília O relatório consolidado deverá agregar as informações listadas abaixo sobre o movimento diário e deverá ser enviado na forma proposta no subitem 2.1.III., deste anexo e seus subitens. I. Data da emissão; II. Período de apuração (data inicial e final); III. Quantidade total de propostas; IV. Valor total dos empréstimos. V. Campo para assinatura do responsável da empresa e da Financeira Brasília Os serviços prestados pelo Correspondente contratado serão referentes a operações de crédito do seguintes produtos do portfólio da Financeira: I. CONSIGNADO BRASÍLIA:Trata-se de empréstimos com consignação em folha de pagamento nos termos das leis nº 1.046/50, 8.112/90, e decretos nº 4.961/04 e /06 (Governo do Distrito Federal GDF), concedidos aos servidores públicos federais e estaduais de Goiás, excetuando-se os servidores do GDF. a) O crédito é liberado em conta bancária de servidores (ativos e inativos), por meio de TED s ou transferência eletrônica, quando for o caso. b) É regulamentado pelas legislações e normativos que tratem de empréstimos e consignações em folha de pagamento inerentes a cada órgão conveniado. Órgãos já conveniados: Estado de Goiás, Senado Federal, Câmara dos Deputados, ECT, TJDFT, MPF, STM, Infraero e TRF 1º Região. c) Para liberação do crédito, além das documentações descritas no item 2.3 deste anexo, o cliente deve apresentar documento autorizando a averbação das parcelas, assinado pelo cliente e pelo responsável na entidade conveniada, conforme a exigibilidade de cada convênio. II. CREDCH CRÉDITO PESSOAL COM GARANTIA DE CHEQUE PRÉ-DATADO:é uma linha de crédito pessoal com garantia de cheque pré-datado, destinada às pessoas físicas, servidores públicos ativos e inativos de órgãos Federais, Estaduais e Municipais, empregados de empresas privadas há pelo menos 01 (um) ano, não correntistas do BRB, sem restrições financeiras, titulares de conta corrente com cheque especial em outra instituição financeira há pelo menos 12 meses. III. CONSIP - CRÉDITO PESSOAL CONSIGNADO INICIATIVA PRIVADA: É uma linha de crédito pessoal consignado, destinada às pessoas físicas, empregadas de empresas privadas, associações, sindicatos ou fundações que tenham firmado convênio de crédito consignado com a Financeira Brasília Fica a critério único e exclusivo da Financeira Brasília a definição, autorização ou alteração, de quais produtos pertencentes ao portfólio da Financeira serão captados por cada Correspondente contratado O Correspondente deve obedecer os limites mínimos e máximo de valores de contratação do crédito, parcelas e prazo, estipulados para cada produto, de acordo com o convênio e regras do produto, descritas no Manual de Produtos Financeira Brasília, Regras Operacionais A Financeira Brasília, a seu exclusivo critério, poderá incluir ou excluir novos produtos, serviços e condições de execução, nos termos da Resolução do Conselho Monetário Nacional nº 3.110, de 31/07/2003 e das alterações introduzidas pelas Resoluções nº 3.156, de 17/12/2003 e nº de 17/12/2008, devendo apenas comunicar a CONTRATADA com antecedência mínima de 48 (quarenta e oito) horas.

5 2.13 O Correspondente realizará todos os contatos com os clientes necessários para coleta, formalização e finalização dos contratos de empréstimos, inclusive comunicação da aprovação ou reprovação do crédito por parte da Financeira Brasília O Correspondente deverá dispor de todos os meios necessários para realizar o atendimento aos clientes em seu ambiente, inclusive: I. Unidade(s) de atendimento; II. Central telefônica; III. Meios de transporte para deslocamento até o local onde os clientes se encontrarem O contato para comunicar aos clientes sobre a aprovação ou reprovação do crédito será realizado pelo Correspondente somente após manifestação formal da Financeira Brasília sobre o resultado da análise do crédito. 3. DA HABILITAÇÃO Para habilitação das empresas canditadas, serão exigidos dos interessados as documentações relativas a habilitação jurídica, regularidade fiscal, qualificação técnica e econômica-financeira, conforme o disposto na lei n 8.666/93 artigos 27 ao Habilitação Jurídica Para comprovação de habilitação jurídica será solicitada a apresentação dos seguintes documentos, relativos à empresa pretendente de cadastro, e aos sócios: I. Cópia da Identidade e do CPF de todos os sócios da empresa; II. Certidão Negativa de Protesto e Execução de todos os sócios da empresa; III. Instrumento de Procuração com outorga de poderes, se for o caso; IV. Registro comercial, no caso de empresa individual; V. Ato constitutivo, estatuto ou contrato social em vigor, bem como suas alterações, devidamente registrado na junta Comercial e/ou órgão competente, em se tratando de sociedades comerciais, e, no caso de sociedades por ações, acompanhado de documentos de eleição de seus administradores; VI. Inscrição do ato constitutivo, no caso de sociedades civis, acompanhada de prova de diretoria em exercício; VII. Decreto de autorização, em se tratando de empresa ou sociedade estrangeira em funcionamento no País, e ato de registro ou autorização para funcionamento expedido pelo órgão competente, quando a atividade assim o exigir. VIII. Alvará de funcionamento da empresa; IX. Cópia Autenticada da escritura ou contrato de locação do imóvel onde a empresa mantém suas atividades; Não serão cadastradas, as empresas que: I. Entre seus dirigentes, acionistas ou quotistas, figurem cônjuges ou companheiros, ou parentes em até o terceiro grau em linha reta, e em linha colateral os irmãos, de empregados ou administradores do Grupo BRB; II. Por si, seus sócios e prepostos, possuírem qualquer litígio administrativo ou judicial, em face da administração pública do Distrito Federal; III. Possuírem títulos protestados; IV. Possuírem restrições à abertura e movimentação de conta-corrente perante as Instituições Financeiras; e V. Tiverem por objeto social atividades ofensivas e/ou incompatíveis com o objeto do presente cadastramento e a imagem da Financeira Brasília. 3.2 Regularidade fiscal I. Prova de inscrição no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica do Ministério da Fazenda

6 CNPJ/MF (Comprovante de Inscrição e de Situação Cadastral); II. Prova de inscrição no cadastro de contribuintes estadual ou municipal, se houver, relativo ao domicílio ou sede da pretendente ao credenciamento, pertinente a seu ramo de atividade e compatível com o objeto contratual; III. Certidão Conjunta Negativa de Débitos relativos aos Tributos Federais e à Dívida Ativa da União; IV. Certidão Negativa de Tributos e Contribuições Estaduais e Municipais, para Empresas sediadas no DF, deverá ser apresentada a CNT/GDF; V. Certidão Negativa de Débito do INSS - CND; VI. Certificado de Regularidade do FGTS CRF. 3.3 A qualificação técnica será comprovada mediante: Apresentação de 1 (um) atestado de capacidade técnica, ou mais, emitido por Pessoa Jurídica de Direito Público ou Privado, que comprove ter o candidato executado os serviços de Correspondente no País, compatível em característica com o objeto deste Edital. Alternativamente, poderá(ão) ser apresentado(s) contrato(s) de correspondente firmado(s), para atestar a capacidade técnica e experiência exigidos neste Edital; 3.4 Da qualificação econômico-financeira A qualificação econômico-financeira será comprovada mediante Balanço Patrimonial e Demonstrações Contábeis do último exercício social, na forma da lei, apresentados por publicação em Diário Oficial, publicação em periódico, ou por cópia registrada ou autorizada na Junta Comercial da sede ou domicílio da empresa Certidão negativa de falência ou concordata, expedida pelo cartório distribuidor da sede do licitante, até 30 (trinta) dias antes da data estabelecida para o recebimento da documentação, conforme descrito no preâmbulo deste Edital Para aprovação da classificação econômico-financeira, a empresa deverá: I. Comprovar boa situação financeira, baseando-se na obtenção de índices de Liquidez Geral (LG), Solvência Geral (SG) e Liquidez Corrente (LC), resultantes da aplicação das fórmulas abaixo, apresentando resultado maior do que 1 (um) em todos os índices aqui mencionados: LG = Ativo Circulante + Realizável a Longo Prazo Passivo Circulante + Exigível a Longo Prazo SG = Ativo Total Passivo Circulante + Exigível a Longo Prazo LC = Ativo Circulante Passivo Circulante II. III. Possuir patrimônio líquido mínimo de R$ ,00 (cem mil reais). Possuir no mínimo 1 (um) ano de constituição. 4. ANÁLISE E JULGAMENTO DAS PROPOSTAS 4.1 As empresas legalmente constituídas e não integrantes do Sistema Financeiro Nacional e que não sejam, de qualquer forma, controladas, ligadas ou participadas por instituições financeiras, deverão apresentar a Ficha de Inscrição Cadastral, constante do Anexo I e a

7 Autorização de Consulta SISBACEN Anexo III do Edital de Credenciamento, devidamente preenchidas, acompanhadas dos documentos descritos no item 3 deste Termo, relativos à empresa pretendente de cadastro, e aos sócios, atendidas às condições abaixo: I. Organizados de forma a não conter folhas soltas; II. Em 01 (uma) via; III. Original e/ou por qualquer processo de cópia autenticada, por cartório ou empregado da Financeira Brasília; IV. Quando for o caso, por meio de publicação no órgão de Imprensa Oficial que se refira à jurisdição legal da sede da empresa, ou ainda, emitidas pela internet; V. No caso de documentos emitidos via internet, estarão sujeitos a verificação e autenticação digital, sob pena de não ser credenciado, caso seja constatado a desconformidade do documento; 4.2 A Ficha de Inscrição, o Anexo III do Edital e os documentos referentes ao item 3 deverão ser entregues na loja da Financeira Brasília, SETOR BANCÁRIO SUL, QUADRA 01, BLOCO E, SOBRELOJA, EDIFÍCIO BRASÍLIA- Brasília, DF, no horário de 09:00 às 16:00hs, durante o período de validade do Edital. 4.3 A Financeira Brasília reserva a si o direito de efetuar pesquisa da empresa junto aos Órgãos cadastrais, tais como: SERASA, SPC, etc., para verificar a existência de títulos protestados. 4.4 Não estando previsto o prazo de validade, na(s) certidão(ões) e declaração(ões) apresentada(s), nos termos do subitem 3.2, considerar-se-á(ão) válida(s) por 180 (cento e oitenta) dias contados de sua expedição. 4.5 A Financeira Brasília poderá, a seu exclusivo critério, realizar visita às empresas interessadas, a fim de confirmar os dados constantes da Ficha Cadastral, bem como dos documentos apresentados. 4.6 A Financeira designará uma Comissão de Julgamento, para gerenciamento das fases a seguir: Primeira fase: a primeira fase consistirá na entrega da Ficha de Inscrição Cadastral e apresentação da documentação pela empresa interessada à Financeira Brasília nos termos dos subitens 4.1. e Segunda fase: a segunda fase consistirá na análise, pelos membros da Comissão Julgadora da Financeira Brasília, da documentação apresentada pela empresa, podendo: I. Conceder à empresa, cuja documentação se apresentar incompleta ou irregular, o prazo de 10 dias para plena regularização, o qual poderá ser prorrogado, a critério exclusivo da Financeira Brasília, mediante solicitação expressa e justificada; II. Julgar o pedido de inscrição ou renovação cadastral, como segue, divulgando o seu resultado na forma prevista no subitem III. Indeferir o pedido da empresa, quando esta não apresentar qualquer um dos documentos exigidos ou os apresentar em desacordo com o aludido no Edital; IV. Habilitar, ao cadastro ou renovação, as empresas que atenderem integralmente às exigências estabelecidas neste Edital; V. Indeferir o pedido de inscrição ou renovação cadastral, na hipótese de a empresa não regularizar, na íntegra, sua documentação, no prazo estipulado pela Financeira Terceira fase: Deferido o pedido de inscrição ou renovação cadastral pela Financeira Brasília, esta certificará a empresa do respectivo cadastro aprovado, o qual terá validade de 1 (um) ano Será lavrada ata circunstanciada da análise e/ou julgamento cadastral, assinada pelos membros da Comissão de Julgamento Cadastral As empresas cadastradas, nos termos deste item, farão parte do cadastro específico da

8 Financeira Brasília, para possível contratação futura, para exercício das funções de Correspondente O cadastramento, de que trata o presente Edital, não obriga a Financeira a firmar as contratações que dele poderá advir Serão anotadas, no respectivo processo de registro Cadastral, todas as ocorrências verificadas e/ou eventuais penalidades aplicadas, no decorrer da vigência do Registro Cadastral e/ou vigência do contrato firmado, se for o caso Expirado o prazo de validade do Registro Cadastral, a empresa deverá requerer a renovação do mesmo, apresentando, para tanto, nova Ficha Cadastral e a documentação exigida à época, conforme item 3 deste anexo, sob pena de: I. cancelamento do Registro Cadastral; II. rescisão do contrato, se for o caso, com as conseqüências previstas no respectivo instrumento contratual A empresa será informada do julgamento cadastral, por meio de comunicação formal a ela dirigida e, nos casos de deferimento, por meio de Publicação no Diário Oficial do Distrito Federal de Resultado de Credenciamento Quarta fase: Consiste na análise para a contratação das empresas consideradas Credenciadas, petencentes ao cadastro específico da Financeira Brasília para futuras contratações, baseada na área de atuação de interesse da Financeira As obrigações das Empresas aprovadas nesta fase serão consignadas em Contrato, conforme Minuta constante do Anexo V do Edital, procedendo-se às adaptações cabíveis ao presente Credenciamento, que guardará rigorosa conformidade com suas disposições e anexos Para a formalização do Contrato, as empresas credenciadas deverão entregar a Financeira Brasília, em até 3 dias úteis após a comunicação pela Financeira, cópias autenticadas dos documentos constantes nos subitens 3.1 e 3.2, na forma estabelecida nos subitens 4.1 e 4.2, se os fornecidos à etapa de credenciamento estiverem vencidos A forma de execução dos serviços a serem contratados, nos termos destas instruções, encontra-se consubstanciada na Minuta de Contrato, constante do Anexo V do Edital e no Manual de produtos da Financeira Brasília, Regras Operacionais Somente serão contratadas aquelas empresas que estiverem regularmente credenciadas, na forma do Edital e atendidas as necessidades de cobertura geográfica julgadas pela pela Financeira Brasília na quarta fase A Financeira Brasília poderá contratar quantas empresas julgar necessário para atuar na mesma região, inclusive dentro do mesmo raio de abrangência e segmento de mercado; A vigência do Contrato será de seis meses, a contar da assinatura do contrato, podendo ser estendida até o limite legal, conforme critérios estabelecidos na Minuta de Contrato, constante do Anexo do Edital; Para início das atividades, a empresa contratada deverá prover-se de toda estrutura física, lógica e elétrica, conforme especificações deste projeto; 4.7 DO CADASTRAMENTO DE EMPRESAS PARTICIPANTES DE REDES As Empresas participantes de Redes (filiais), interessadas no cadastramento, deverão encaminhar a Ficha de Inscrição Cadastral, conforme o previsto nos subitens 4.1 e 4.2, deste anexo, obedecendo a seguinte instrução: I - uma ficha contendo os dados da matriz da empresa; II - uma ficha para cada filial candidata a ser cadastrada A Financeira analisará a documentação apresentada pela REDE, contemplando matriz e filiais, em conformidade com o previsto nos itens 3 e 4, deste anexo, para o credenciamento Com relação ao atendimento dos subitens 3.3 e 3.4 deste anexo, relativos a filial, caberá análise única e exclusiva da Financeira Brasília, atendidas todos os critérios de habilitação para a matriz da empresa candidata.

9 5. VIGÊNCIA CONTRATUAL A vigência inicial da contratação é de 6 (seis) meses, a contar da assinatura do contrato, podendo a duração estender-se pelo prazo de até 60 (sessenta) meses após o ínicio da vigência do contrato, nos termos do art. 57, inciso II, da Lei n 8.666/ O presente Contrato poderá ter o seu vencimento antecipado, a critério único e exclusivo da Financeira Brasília, caso ocorra o cumprimento da meta de produção global estipulada pela Financeira Brasília, antes do término do período estabelecido neste item. 5.2 Caso não ocorra o cumprimento da meta de produção global estipulada pela Financeira Brasília, durante o período estabelecido neste item, a critério único e exclusivo da Financeira Brasília e havendo interesse do Correspondente, o Contrato poderá ser prorrogado por períodos iguais e sucessivos, até que ocorra o cumprimento da referida meta, limitado sua duração total a 60 (sessenta) meses, conforme prevê a Lei 8.666/ A meta de produção global de que trata esta cláusula fica estabelecida como a contratação do valor principal de R$ ,00 (quinhentos milhões de reais) em empréstimos. 5.4 A meta de produção estabelecida no Parágrafo anterior refere-se a um valor global estabelecido pela Financeira Brasília para todos os seus Correspondentes contratados para executar o serviço de coleta de propostas de crédito. A apuração do cumprimento será feita única e exclusivamente pela Financeira Brasília, cumulativamente, considerando de forma conjunta as operações de crédito coletadas por todos os Correspondentes contratados pela Financeira Brasília. 5.5 O valor da meta de produção global estabelecido nesta cláusula pode ser alterado unilateralmente pela Financeira Brasília a qualquer momento, devido a mudança relevante de cenário, razões operacionais ou administrativas, ou ainda a critério único e exclusivo da Financeira Brasília, mediante comunicação prévia a todos os Correspondentes contratados por ela para prestação dos serviços objeto deste contrato, que compartilham a mesma meta. 5.6 O presente Contrato poderá ter o seu vencimento antecipado ou não prorrogado na forma prevista no item 5.1 deste anexo, a critério único e exclusivo da Financeira Brasília, caso não ocorra o cumprimento da meta individual de produção estipulada e divulgada periodicamente pela Financeira Brasília através de documento específico, em qualquer um dos períodos de vigência da referida meta. 5.7 A meta individual de produção dos Correpondentes Contratados será obtida dividindo-se a meta global de R$ ,00 (quinhentos milhões), ou sua adaptação na forma estipulada no subitem 5.5, pelo número de Correspondentes contratados na data de sua divulgação, considerando-se aceita como referência para auferição do alcance da meta pelo Correspondente, uma média de alcance mensal obtida pela divisão da meta individual do Correspondente pelo número de meses restantes para o fim legal de contrato. 6. SIGILO 6.1 A contratada deve comprometer-se a manter informações confidenciais no mais estrito sigilo. Se compromete não copiar, não usar em seu próprio benefício, nem revelar ou mostrar a terceiros, nem publicar tais Informações, no território brasileiro ou no exterior. Só os representantes e prepostos devidamente autorizados entre as partes, cuja avaliação das informações confidências seja necessária e apropriada, para os propósitos especificados em contrato, terão acesso às mesmas. 6.2 Com respeito aos sócios, diretores, empregados, agentes e representantes da contratada, esta, deverá obter de todas essas pessoas um acordo de sigilo, obrigando-as a respeitar os mesmos pactos de sigilo aqui contidos. 6.3 A contratada concorda em notificar imediatamente a Financeira Brasília, por escrito,

10 qualquer má utilização, revelação não autorizada, esbulho ou apropriação indébita das informações confidenciais que lhe foram reveladas, ou qualquer violação deste acordo que chegue ao seu conhecimento. 7 DO PAGAMENTO 7.1 A Financeira pagará à Contratada, a título de remuneração pelos serviços prestados, objeto deste Contrato, os valores correspondentes ao percentual estabelecido para cada produto, convênio e prazo, definidos na Tabela de Remuneração dos Correspondentes, instituída pela Financeira, vigente na data da execução dos serviços. 7.2 Ao receber a Tabela de remuneração dos Correspondentes, a Contratada deverá declarar ter pleno e total conhecimento do conteúdo, e estar de acordo com as condições nela estabelecidas, em recibo próprio emitido pela Financeira Brasília, que será enviado em conjunto com a Tabela, e deverá devolvê-lo assinado à esta Financeira. 7.3 Para efeito de remuneração, serão consideradas apenas as propostas de crédito captadas que sejam efetivamente contratadas. Os critérios de aprovação são estabelecidos única e exclusivamente pela Financeira Brasília, segundo normativos internos que estabelecem política de crédito e normas para operacionalização dos seus produtos e serviços, e regulamentações externas às quais estão sujeitas as operações bancárias. 7.4 O Correspondente contratado fará jus ao pagamento de uma remuneração quinzenal que será paga, contra apresentação da competente Nota Fiscal/Fatura de Prestação de Serviços, a partir do primeiro dia útil após o dia 15 (quinze) de cada mês (com referência ao serviço prestado na primeira quinzena do mesmo mês) e a partir do primeiro dia útil de cada mês (com referência ao serviço prestado na segunda quinzena do mês anterior), mediante comprovação da regularidade fiscal da CONTRATADA, conforme o disposto no subitem abaixo. 7.5 A regularidade fiscal para pagamento das notas será comprovada pela apresentação das seguintes certidões: a) Certidão Conjunta Negativa de Débitos relativos aos Tributos Federais e à Dívida Ativa da União; b) Certidão Negativa de Tributos e Contribuições Estaduais e Municipais, para Empresas sediadas no DF, deverá ser apresentada a CNT/GDF; c) Certidão Negativa de Débitos Relativos às Contribuições Previdenciárias e às de Terceiros (CND do INSS); d) Certificado de Regularidade do FGTS CRF. e) Cópia da Guia da Previdência Social (GPS) quitada, referente ao mês da prestação dos serviços; f) Cópia da Guia de Recolhimento do FGTS quitada, referente ao mês da prestação dos serviços; g) Relatório Analítico da Folha de Pagamento; h) RE - Relatório de Empregados; e i ) Comprovante de entrega da RAIS - Relatório Anual de Informação Social; 7.6 Todos os tributos e encargos incidentes sobre a remuneração prevista neste Contrato serão de inteira responsabilidade da CONTRATADA, nada podendo ser imputado a Financeira Brasília a esse respeito. 7.7 A Nota Fiscal/Fatura de Prestação de Serviços, as documentações relacionadas no subitem 7.5 e o relatório analítico ( descrito no subitem ) deverão ser enviados a loja da Financeira Brasília, localizada no SETOR BANCÁRIO SUL, QUADRA 01, BLOCO E, SOBRELOJA, EDIFÍCIO BRASÍLIA- Brasília, DF. 8 OBSERVAÇÕES FINAIS

11 8.1 Além das especificações contidas neste projeto básico, serão acrescidos ao edital de licitação os parâmetros estabelecidos para atendimento da legislação vigente. 8.2 Divulgação da Atividade de Correspondente: a obrigatoriedade de divulgação, pela empresa contratada, em painel afixado em local visível ao público, de informação que explicite, de forma inequívoca, a sua condição de simples prestadora de serviços à instituição contratante (Artigo 4, VII, da Resolução CMN 3110/03). BRB- CRÉDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A DIRETORIA FINANCEIRA E ADMINISTRATIVA -DIFAD DEPARTAMENTO FINANCEIRO E ADMINISTRATIVO DEFAD DEPARTAMENTO DE MERCADO - DEMEC GERÊNCIA DE GESTÃO GERGE

EDITAL DE CADASTRAMENTO FINANCEIRA BRB 2008/001

EDITAL DE CADASTRAMENTO FINANCEIRA BRB 2008/001 OBJETO: CADASTRAMENTO DE EMPRESAS OBJETIVANDO FUTURAS CONTRATAÇÕES DE PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS DE CORRESPONDENTES. 1 PREÂMBULO 1.1 A BRB CRÉDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A ( FINANCEIRA BRB ) torna

Leia mais

ANEXO V. Serviços prestados pelo Correspondente 1. DA DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS PRESTADOS PELO CORRESPONDENTE

ANEXO V. Serviços prestados pelo Correspondente 1. DA DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS PRESTADOS PELO CORRESPONDENTE CREDENCIAMENTO BRB 2009/001 DIOPE/SUCOR ANEXO DO CONTRATO DIRAD/DESEG 200 / ANEXO V Serviços prestados pelo Correspondente 1. DA DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS PRESTADOS PELO CORRESPONDENTE 1.1. Conforme estabelecido

Leia mais

IMPORTANTE!!! OBJETO: CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS PARA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CORRESPONDENTE NÃO BANCÁRIO DO BRB.

IMPORTANTE!!! OBJETO: CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS PARA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CORRESPONDENTE NÃO BANCÁRIO DO BRB. EDITAL DE CREDENCIAMENTO BRB - 2007/001 IMPORTANTE!!! É de responsabilidade do licitante o acompanhamento das alterações do Edital. O BRB não se responsabiliza pelo problemas de conexão e/ou falha na comunicação

Leia mais

INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL

INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL 1. DA ENTREGA DA DOCUMENTAÇÃO 1.1. Os interessados em se inscrever e/ou renovar o Registro Cadastral junto ao GRB deverão encaminhar a documentação a seguir estabelecida,

Leia mais

Edital de Credenciamento 003/2012

Edital de Credenciamento 003/2012 1/5 Edital de Credenciamento 003/2012 1 DO OBJETO: 1.1. O presente Termo tem por objetivo o credenciamento de Instituições Financeiras autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil, para prestação

Leia mais

INFORMAÇÕES AOS FORNECEDORES SEJA NOSSO FORNECEDOR REGULAMENTO PARA EMISSÃO DO CRC COCEL (parte integrante do site www.cocel.com.

INFORMAÇÕES AOS FORNECEDORES SEJA NOSSO FORNECEDOR REGULAMENTO PARA EMISSÃO DO CRC COCEL (parte integrante do site www.cocel.com. 1/7 INFORMAÇÕES AOS FORNECEDORES SEJA NOSSO FORNECEDOR REGULAMENTO PARA EMISSÃO DO CRC COCEL (parte integrante do site www.cocel.com.br) INFORMAÇÕES I. O interessado na inscrição no Cadastro de Fornecedores

Leia mais

EMPRESA MUNICIPAL DE OBRAS E URBANIZAÇÃO

EMPRESA MUNICIPAL DE OBRAS E URBANIZAÇÃO 1 FUNDAMENTAÇÃO Este Manual contem regras para Cadastramento com fins de Licitação, nos termos da Lei 8.666/93 e alterações posteriores. e está disponível no site www.aracaju.se.gov.br/emurb. REGRAS PARA

Leia mais

REVISÃO 21 RELAÇÃO DE DOCUMENTOS - RENOVAÇÃO QUALIFICAÇÃO TÉCNICA PASTA AMARELA

REVISÃO 21 RELAÇÃO DE DOCUMENTOS - RENOVAÇÃO QUALIFICAÇÃO TÉCNICA PASTA AMARELA REVISÃO 21 RELAÇÃO DE DOCUMENTOS - RENOVAÇÃO QUALIFICAÇÃO TÉCNICA PASTA AMARELA 1. Na renovação a empresa deverá informar, por escrito, se houve ou não alteração dos documentos de Qualificação Técnica

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014 EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014 O Município de Vale do Sol, RS, através do Prefeito Municipal. Sr. Clécio Halmenschlager, comunica aos interessados que está procedendo ao CREDENCIAMENTO de pessoas

Leia mais

RESOLUÇÃO 942 / 99. Assunto: Aprovação das "NORMAS PARA CADASTRAMENTO DE EMPRESAS DE CONSULTORIA", e revogação da Resolução nº 823/94, de 13.4.94.

RESOLUÇÃO 942 / 99. Assunto: Aprovação das NORMAS PARA CADASTRAMENTO DE EMPRESAS DE CONSULTORIA, e revogação da Resolução nº 823/94, de 13.4.94. RESOLUÇÃO 942 / 99 Assunto: Aprovação das "NORMAS PARA CADASTRAMENTO DE EMPRESAS DE CONSULTORIA", e revogação da Resolução nº 823/94, de 13.4.94. Referência: INFORMAÇÃO PADRONIZADA SD/CCE - 01 /99, de

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS PARA REGISTRO CADASTRAL DE FORNECEDORES. 1.2. Aprovado o pedido será concedido o CERTIFICADO DE REGISTRO CADASTRAL- Anexo A-4.

CONDIÇÕES GERAIS PARA REGISTRO CADASTRAL DE FORNECEDORES. 1.2. Aprovado o pedido será concedido o CERTIFICADO DE REGISTRO CADASTRAL- Anexo A-4. 1/9 CONDIÇÕES GERAIS PARA REGISTRO CADASTRAL DE FORNECEDORES A inscrição no Cadastro de Fornecedores da CET é regulada pelas presentes Condições Gerais, nos termos da Seção III - DOS REGISTROS CADASTRAIS

Leia mais

CADASTRO DE FORNECEDORES (MATERIAL/SERVIÇOS)

CADASTRO DE FORNECEDORES (MATERIAL/SERVIÇOS) CADASTRO DE FORNECEDORES (MATERIAL/SERVIÇOS) ÍNDICE RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA CADASTRO DE FORNECEDORES DE MATERIAL/SERVIÇOS PÁGINA 2 FICHA DE INFORMAÇÕES PARA CADASTRO DE FORNECEDORES PÁGINA 4 DECLARAÇÃO

Leia mais

PROCESSO 005/2010 EDITAL DE CREDENCIAMENTO 001/2010

PROCESSO 005/2010 EDITAL DE CREDENCIAMENTO 001/2010 INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES DO MUNICÍPIO DE SÃO SEBASTIÃO DO PARAÍSO, Regime Próprio de Previdência Social dos Servidores Públicos Municipais de São Sebastião do Paraíso, autarquia municipal,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MATO RICO ESTADO DO PARANÁ CNPJ - 95.684.510/0001-31 COMISSÃO MUNICIPAL DE LICITAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE MATO RICO ESTADO DO PARANÁ CNPJ - 95.684.510/0001-31 COMISSÃO MUNICIPAL DE LICITAÇÃO DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA REGISTRO CADASTRAL (Conf. Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993) I - Para a habilitação jurídica: a) Cédula de identidade e registro comercial na repartição competente, para

Leia mais

RESOLUÇÃO CONJUNTA CGM/SMAS/SMA Nº 019 DE 29 ABRIL DE 2005

RESOLUÇÃO CONJUNTA CGM/SMAS/SMA Nº 019 DE 29 ABRIL DE 2005 RESOLUÇÃO CONJUNTA CGM/SMAS/SMA Nº 019 DE 29 ABRIL DE 2005 Dispõe sobre os procedimentos para cadastramento de Fundações Privadas ou Associações pela Comissão de Cadastramento de ONGs e Associações, de

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014 ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014 O Município de Boa Vista do Buricá, comunica aos interessados

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG CNPJ/MF 17.281.106/0001 03 Rua Mar de Espanha, 453 / Sto. Antônio Belo Horizonte (MG)

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG CNPJ/MF 17.281.106/0001 03 Rua Mar de Espanha, 453 / Sto. Antônio Belo Horizonte (MG) COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG CNPJ/MF 17.281.106/0001 03 Rua Mar de Espanha, 453 / Sto. Antônio Belo Horizonte (MG) NORMAS DE CREDENCIAMENTO PARA INSTITUIÇÕES BANCÁRIAS 1. DA FINALIDADE

Leia mais

INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF

INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF Ref: Aviso de Edital ADG nº 003/2014 publicado em 28/10/2014. 1 1. OBJETO A

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA DE ÁGUA E ESGOTO AV. HUGO ALESSI Nº 50 B. NDUSTRIAL - FONE: (0**34) 3242-3579/3242-5026 ARAGUARI MG

SUPERINTENDÊNCIA DE ÁGUA E ESGOTO AV. HUGO ALESSI Nº 50 B. NDUSTRIAL - FONE: (0**34) 3242-3579/3242-5026 ARAGUARI MG SUPERINTENDENCIA DE AGUA E ESGOTO DE ARAGUARI DEPARTAMENTO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS COMISSÃO ESPECIAL DE CADASTRO/SETOR DE CADASTRO INSTRUÇÕES GERAIS 1. OBJETIVO Estabelecer normas e procedimentos para

Leia mais

1.1 O recebimento dos envelopes dar-se-á até às 14:00h do dia 09 de março de 2010, pela Comissão Permanente de Licitação, no endereço acima citado.

1.1 O recebimento dos envelopes dar-se-á até às 14:00h do dia 09 de março de 2010, pela Comissão Permanente de Licitação, no endereço acima citado. EDITAL DE CARTA CONVITE N 02/2010 CRM-PR OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA PARA O DESENVOLVIMENTO E SUPERVISÃO DE PROJETO DE TELEMEDICINA, VIDEOCONFERÊNCIA E EDUCAÇÃO CONTINUADA PARA

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008. EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado:

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008. EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado: SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008 EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado: Prezado (a) Senhor (a), O Projeto de Cooperação para Apoio às Políticas e à Participação

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 004/2012

PROCESSO SELETIVO Nº 004/2012 PROCESSO SELETIVO Nº 004/2012 O Instituto de Gestão e Humanização IGH, torna público para conhecimento dos interessados, que fará realizar Processo Seletivo objetivando a contratação de serviços de Coleta,

Leia mais

EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE ÁREAS (LOJAS / TERRENOS)

EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE ÁREAS (LOJAS / TERRENOS) EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE ÁREAS (LOJAS / TERRENOS) ÍNDICE: RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA CADASTRO DE EMPRESAS INTERESSADAS NA EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE TERRENOS, LOJAS E ESPAÇOS DE PROPRIEDADE DA COMPANHIA DO

Leia mais

EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº 001/2014

EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº 001/2014 EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº 001/2014 O Presidente do Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo, no uso de suas atribuições legais e de conformidade com a Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e suas

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 043/2010-CPJ

RESOLUÇÃO Nº 043/2010-CPJ RESOLUÇÃO Nº 043/2010-CPJ O COLÉGIO DE PROCURADORES DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MATO GROSSO, no uso de suas atribuições legais, tendo em vista o disposto no artigo 29-A da Lei nº 8.229, de 07 de dezembro de

Leia mais

Resolução nº 07914. Súmula: Regulamenta os procedimentos de Inscrição, Renovação e Suspensão no Cadastro de Licitantes do Estado/CLE.

Resolução nº 07914. Súmula: Regulamenta os procedimentos de Inscrição, Renovação e Suspensão no Cadastro de Licitantes do Estado/CLE. Resolução nº 07914 Súmula: Regulamenta os procedimentos de Inscrição, Renovação e Suspensão no Cadastro de Licitantes do Estado/CLE. A Secretária de Estado da Administração e da Previdência, no uso das

Leia mais

MUNICÍPIO DE PORTO FERREIRA Estado de São Paulo DIVISÃO DE SUPRIMENTOS Seção de Licitações e Contratos

MUNICÍPIO DE PORTO FERREIRA Estado de São Paulo DIVISÃO DE SUPRIMENTOS Seção de Licitações e Contratos INSTRUÇÕES GERAIS PARA OBTENÇÃO DO C.R.C. (CERTIFICADO DE REGISTRO CADASTRAL), CONFORME DISPOSTO NA LEI Nº 8.666/93 1. CADASTRAMENTO 1.1 PROCEDIMENTO 1.1.1 A empresa interessada em obter o Certificado

Leia mais

Quais são as 4 principais certidões indispensável para participar em uma licitação?

Quais são as 4 principais certidões indispensável para participar em uma licitação? Quais são as 4 principais certidões indispensável para participar em uma licitação? As certidões indispensáveis à participação nas licitações, conforme previsto no artigo 27 da Lei 8.666/93, são: certidão

Leia mais

EDITAL Nº. 01/2014 DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS A SEREM FINANCIADOS PELO FUNDO DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA DO MUNICÍPIO DE MARABÁ-PARÁ.

EDITAL Nº. 01/2014 DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS A SEREM FINANCIADOS PELO FUNDO DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA DO MUNICÍPIO DE MARABÁ-PARÁ. PREÃMBULO 1994 EDITAL Nº. 01/2014 DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS A SEREM FINANCIADOS PELO FUNDO DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA DO MUNICÍPIO DE MARABÁ-PARÁ. A Prefeitura Municipal de Marabá, por intermédio

Leia mais

ABRIGO DO MARINHEIRO DEPARTAMENTO DE SERVIÇOS SOCIAIS PESQUISA DE PREÇOS (ESPECIFICAÇÕES E INSTRUÇÕES)

ABRIGO DO MARINHEIRO DEPARTAMENTO DE SERVIÇOS SOCIAIS PESQUISA DE PREÇOS (ESPECIFICAÇÕES E INSTRUÇÕES) ABRIGO DO MARINHEIRO DEPARTAMENTO DE SERVIÇOS SOCIAIS PESQUISA DE PREÇOS (ESPECIFICAÇÕES E INSTRUÇÕES) REFORMA DAS INSTALAÇÕES DE ATENDIMENTO AO PÚBLICO DO DEPARTAMENTO DE SERVIÇOS SOCIAIS DO ABRIGO DO

Leia mais

LEI Nº 599/2011. Artigo 1 - As consignação Pública direta e indireta do Município de Novo São Joaquim são disciplinadas por esta Lei.

LEI Nº 599/2011. Artigo 1 - As consignação Pública direta e indireta do Município de Novo São Joaquim são disciplinadas por esta Lei. LEI Nº 599/2011 DISPÕE SOBRE AS CONSIGNAÇÕES EM FOLHA DE PAGAMENTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS E DA OUTRAS PROVIDÊNCIAS. LEONARDO FARIAS ZAMPA, Prefeito Municipal de Novo São Joaquim MT faz saber

Leia mais

Câmara Municipal de Itatiba

Câmara Municipal de Itatiba DOCUMENTOS PARA EFETUAR CADASTRO PARA EMISSÃO DO CERTIFICADO DE REGISTRO CADASTRAL "CRC" INFORMAÇÕES PARA CADASTRO DE FORNECEDORES Razão Social: Endereço: Bairro: Cidade: CEP: CNPJ: Inscrição Estadual:

Leia mais

AVISO DE CADASTRAMENTO DE INTERESSADOS EM PARTICIPAR DE PESQUISAS DE SATISFAÇÃO JUNTO AOS PROFISSIONAIS INSCRITOS NO COREN/SP

AVISO DE CADASTRAMENTO DE INTERESSADOS EM PARTICIPAR DE PESQUISAS DE SATISFAÇÃO JUNTO AOS PROFISSIONAIS INSCRITOS NO COREN/SP AVISO DE CADASTRAMENTO DE INTERESSADOS EM PARTICIPAR DE PESQUISAS DE SATISFAÇÃO JUNTO AOS PROFISSIONAIS INSCRITOS NO COREN/SP 1. PREÂMBULO 1.1. O Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo, doravante

Leia mais

a.1.4) Em caso de Associação Civil, a aceitação de novos associados, na forma do estatuto;

a.1.4) Em caso de Associação Civil, a aceitação de novos associados, na forma do estatuto; CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 002/2014 QUALIFICAÇÃO DE ENTIDADES PRIVADAS SEM FINS LUCRATIVOS COMO ORGANIZAÇÃO SOCIAL NA ÁREA DE SAÚDE O Município de Fontoura Xavier, Estado do Rio Grande do Sul, pessoa jurídica

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA UTILIZAÇÃO DO FGTS (Check list) Modalidade: AQUISIÇÃO À VISTA (DAMP 1)

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA UTILIZAÇÃO DO FGTS (Check list) Modalidade: AQUISIÇÃO À VISTA (DAMP 1) (I) DO COMPRADOR ( ) Ficha Cadastral do Proponente (Original, preenchida, datada e assinada) ( ) Documento de Identidade de todos os compradores e seus respectivos cônjuges, se for o caso ( ) CPF de todos

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 098/2006-CAD/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 098/2006-CAD/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 098/2006-CAD/UNICENTRO Celebra Termo de Convênio firmado entre a UNICENTRO e o Banco UNIBANCO. O REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO: Faço saber que o Conselho de Administração,

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 023/2009

CARTA CONVITE Nº 023/2009 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

Art. 2 o Esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação. Reitoria da Universidade Estadual de Ponta Grossa.

Art. 2 o Esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação. Reitoria da Universidade Estadual de Ponta Grossa. RESOLUÇÃO CA N o 220 DE 9 DE JUNHO DE 2014. Aprova a assinatura do Convênio a ser celebrado entre a Universidade Estadual de Ponta Grossa e a Barigui S/A- Crédito, Financiamento e Investimentos. O CONSELHO

Leia mais

Câmara Municipal De Natividade Da Serra

Câmara Municipal De Natividade Da Serra DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA A INCRIÇÃO NO REGISTRO CADASTRAL (Em conformidade com os artigos 28 a 31 da Lei Federal Nº 8.666/93 e demais alterações posteriores): PESSOA JURÍDICA 1 - Documentação Relativa

Leia mais

NORMA DE PRÉ-QUALIFICAÇÃO DE OPERADOR PORTUÁRIO

NORMA DE PRÉ-QUALIFICAÇÃO DE OPERADOR PORTUÁRIO NORMA DE PRÉ-QUALIFICAÇÃO DE OPERADOR PORTUÁRIO ÍNDICE 1. DO OBJETO 2. DAS DEFINIÇÕES 3. DA COMPETÊNCIA DA ADMINISTRAÇÃO 4. DA ATIVIDADE DO OPERADOR PORTUÁRIO 5. DA SOLICITAÇÃO 6. DAS CONDIÇÕES GERAIS

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 002/2010

CARTA CONVITE Nº 002/2010 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE SERVIÇOS DO VALE DO RIO PARDO - CISVALE

CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE SERVIÇOS DO VALE DO RIO PARDO - CISVALE HABILITAÇÃO JURÍDICA Documentos para Credenciamento - Registro comercial no caso de empresa individual; - Ato Constitutivo, Estatuto ou Contrato Social em vigor, devidamente registrado em se tratando de

Leia mais

2.1 Podem participar do presente credenciamento, todos os interessados que preencham as condições exigidas no presente Edital;

2.1 Podem participar do presente credenciamento, todos os interessados que preencham as condições exigidas no presente Edital; 1 CREDENCIAMENTO 001/2011 O FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MARIANA FUNPREV, por meio de sua Gestora, torna público para conhecimento dos interessados, que fará realizar CREDENCIAMENTO

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA 1ª REGIÃO

CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA 1ª REGIÃO 1 CARTA CONVITE n.º 001/2011 São Paulo, 20 de outubro de 2011. O CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA - 1ª REGIÃO, nos termos da autorização constante no Processo Administrativo em epígrafe, vem, por intermédio

Leia mais

NORMA DE PRÉ-QUALIFICAÇÃO PARA OPERADOR PORTUÁRIO NOS PORTOS DE SALVADOR E ARATU

NORMA DE PRÉ-QUALIFICAÇÃO PARA OPERADOR PORTUÁRIO NOS PORTOS DE SALVADOR E ARATU NORMA DE PRÉ-QUALIFICAÇÃO PARA OPERADOR PORTUÁRIO NOS PORTOS DE SALVADOR E ARATU SALVADOR BA APROVADA NA REUNIÃO DE 16/02/2006 S U M Á R I O 1 - Objetivo 2 - Âmbito de aplicação 3 - Competências 4 - Definições

Leia mais

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL EXTRAORDINÁRIA DOS JOGOS INDÍGENAS EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015/SEJI

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL EXTRAORDINÁRIA DOS JOGOS INDÍGENAS EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015/SEJI PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL EXTRAORDINÁRIA DOS JOGOS INDÍGENAS EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015/SEJI EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE INTERESSADOS NA OPERAÇÃO E GESTÃO

Leia mais

FICHA DE REGISTRO CADASTRAL DE FORNECEDORES. Endereço da Matriz : Rua/Av.:... N.º...

FICHA DE REGISTRO CADASTRAL DE FORNECEDORES. Endereço da Matriz : Rua/Av.:... N.º... FICHA DE REGISTRO CADASTRAL DE FORNECEDORES SETOR DE COMPRAS E LICITAÇÕES Requeremos por meio desta, junto ao Setor de Compras e Licitações Registro n.º EMPRESA Inscrição ( ) Revalidação ( ) Razão Social:...

Leia mais

PROGRAMA BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA Primeira edição do Prêmio "Publicações em língua estrangeira de Arte Contemporânea"

PROGRAMA BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA Primeira edição do Prêmio Publicações em língua estrangeira de Arte Contemporânea PROGRAMA BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA Primeira edição do Prêmio "Publicações em língua estrangeira de Arte Contemporânea" EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA PREÂMBULO A Fundação Bienal de São Paulo convoca interessados

Leia mais

CADASTRO DE FORNECEDORES E RENOVAÇÃO CADASTRAL DME DISTRIBUIÇÃO S/A - DMED DOS PROCEDIMENTOS

CADASTRO DE FORNECEDORES E RENOVAÇÃO CADASTRAL DME DISTRIBUIÇÃO S/A - DMED DOS PROCEDIMENTOS CADASTRO DE FORNECEDORES E RENOVAÇÃO CADASTRAL DME DISTRIBUIÇÃO S/A - DMED DOS PROCEDIMENTOS A Supervisão de Suprimentos é a responsável pelo cadastramento dos fornecedores, bem como pela renovação cadastral

Leia mais

REGULAMENTO DOS EMPRÉSTIMOS FORLUZ

REGULAMENTO DOS EMPRÉSTIMOS FORLUZ Aprovado pelo Comitê de Investimentos da Forluz na 330ª reunião de 14/09/2011 e na 331ª reunião de 23/09/2011. Válido para empréstimos solicitados a partir de 01/10/2011. REGULAMENTO DOS EMPRÉSTIMOS FORLUZ

Leia mais

Relação de Documentos OBRIGATÓRIOS a ser encaminhada pela UTE para o Agente Financeiro UTE CÓDIGO DA PROPOSTA - -

Relação de Documentos OBRIGATÓRIOS a ser encaminhada pela UTE para o Agente Financeiro UTE CÓDIGO DA PROPOSTA - - UTE INFORMAÇÕES PARA CONTATO: NOME: TELEFONES: ( ) EMAIL: AGENTE FINANCEIRO DE ENCAMINHAMENTO DA PROPOSTA: ( ) BANCO DO BRASIL ( ) BANCO DO NORDESTE ( ) CAIXA ECONÔMICA FEDERAL LINHA DE FINANCIAMENTO:

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS CIRCULAR SUSEP N.º 510, DE 22 DE JANEIRO DE 2015.

SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS CIRCULAR SUSEP N.º 510, DE 22 DE JANEIRO DE 2015. SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS CIRCULAR SUSEP N.º 510, DE 22 DE JANEIRO DE 2015. Dispõe sobre o registro de corretor de seguros, de capitalização e de previdência, pessoa física e pessoa jurídica,

Leia mais

D E C R E T A: Art. 3º. Para obtenção do CRC será necessária a apresentação das seguintes documentações:

D E C R E T A: Art. 3º. Para obtenção do CRC será necessária a apresentação das seguintes documentações: Decreto nº 015, de 16 de outubro de 2015. Regulamenta o Certificado de Registro Cadastral- CRC para fornecedores e/ou prestadores de serviços, previsto no artigo 34 da Lei Federal nº 8.666/93, e dá providências

Leia mais

Memorial Técnico para Elaboração de Proposta Comercial

Memorial Técnico para Elaboração de Proposta Comercial I MEMORIAL TÉCNICO DO XXVII CBP: 1. Objeto da Concorrência: 1.1. Selecionar a(s) Montadora(s) prestadora(s) de serviços de montagem para as diversas fases BLOCOS para a implantação do XXVII CBP no Transamérica

Leia mais

EDITAL Nº 03/2007 CHAMAMENTO PARA CREDENCIAMENTO DE LABORATÓRIOS DE ANÁLISES CLÍNICAS.

EDITAL Nº 03/2007 CHAMAMENTO PARA CREDENCIAMENTO DE LABORATÓRIOS DE ANÁLISES CLÍNICAS. EDITAL Nº 03/2007 CHAMAMENTO PARA CREDENCIAMENTO DE LABORATÓRIOS DE ANÁLISES CLÍNICAS. O MUNICÍPIO DE PALMAS, no Estado do Tocantins, através da Secretaria Municipal de Saúde, pela COMISSÃO ESPECIAL DE

Leia mais

Consignação Manual do Correspondente Consignação

Consignação Manual do Correspondente Consignação Manual do Correspondente Consignação Banestes S.A. - Banco do Estado do Espírito Santo GCONS - Gerência de Consignação SUMÁRIO 1. Conceito...3 2. Apresentação...3 3. Informações Gerais...3 3.1. Condições

Leia mais

Conselho Regional de Odontologia do Paraná

Conselho Regional de Odontologia do Paraná EDITAL PARA CREDENCIAMENTO DE EMPRESA PARA GERENCIAMENTO DE PAGAMENTO ELETRONICO CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 002/2014 1. DA CONVOCAÇÃO O CONSELHO REGIONAL DE ODONTOLOGIA DO PARANÁ, no uso de suas atribuições

Leia mais

CARTA TÉCNICA CERTIFICADO DE ENTIDADE BENEFICENTE DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CEBAS ÁREA: EDUCAÇÃO

CARTA TÉCNICA CERTIFICADO DE ENTIDADE BENEFICENTE DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CEBAS ÁREA: EDUCAÇÃO CARTA TÉCNICA CERTIFICADO DE ENTIDADE BENEFICENTE DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CEBAS ÁREA: EDUCAÇÃO ENTIDADES ABRANGIDAS: Entidades que prestam serviços preponderantemente na área da educação podem requerer a

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA 1 REGULAMENTA O FUNDO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO DE ALTO BELA VISTA GERAINVEST, REVOGA DECRETO 1883 E DA OUTRAS PROVIDENCIAS O Prefeito Municipal de Alto Bela Vista, Estado de Santa Catarina, no uso

Leia mais

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2010. SESSÃO DE ABERTURA: Local: Rua Pamplona 1200 7º andar Horário: 10:30 horas do dia 08 de março de 2.

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2010. SESSÃO DE ABERTURA: Local: Rua Pamplona 1200 7º andar Horário: 10:30 horas do dia 08 de março de 2. IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM 03 (TRÊS) DIAS DE ANTECEDENCIA NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP: 01405-001

Leia mais

REGULAMENTO DO CERTIFICADO DE REGULARIDADE EM SEGURANÇA - CRS

REGULAMENTO DO CERTIFICADO DE REGULARIDADE EM SEGURANÇA - CRS REGULAMENTO DO CERTIFICADO DE REGULARIDADE EM SEGURANÇA - CRS Art. 1º - O SESVESP - SINDICATO DAS EMPRESAS DE SEGURANÇA PRIVADA, SEGURANÇA ELETRÔNICA, SERVIÇOS DE ESCOLTA E CURSOS DE FORMAÇÃO DO ESTADO

Leia mais

ACORDO DE COOPERAÇÃO

ACORDO DE COOPERAÇÃO ACORDO DE COOPERAÇÃO DEFINE O ACORDO DE COOPERAÇÃO QUE ENTRE SI CELEBRAM A CAIXA ECONÔMICA FEDERAL E O CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA DO ESPIRITO SANTO - CREA/ES, PARA CONCESSÃO

Leia mais

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES RESOLUÇÃO CFC N.º 1.166/09 Dispõe sobre o Registro Cadastral das Organizações Contábeis. regimentais, O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e RESOLVE: CAPÍTULO I

Leia mais

Serviços Relacionados à Pessoa Jurídica

Serviços Relacionados à Pessoa Jurídica Serviços Relacionados à Pessoa Jurídica Atenção: Documentos apresentados em fotocópia devem ser autenticados em Cartório ou acompanhados dos originais para receberem autenticação do CREA. Documentos obrigatórios

Leia mais

3LEI Nº 438 DE 09 DE SETEMBRO DE 2014

3LEI Nº 438 DE 09 DE SETEMBRO DE 2014 3LEI Nº 438 DE 09 DE SETEMBRO DE 2014 Dispõe sobre a consignação em folha de pagamento de agente político e servidor da administração municipal do executivo e do legislativo e dá outras providências. O

Leia mais

NORMA DE PRÉ - QUALIFICAÇÃO PARA OPERADOR PORTUÁRIO NO PORTO DE ILHÉUS

NORMA DE PRÉ - QUALIFICAÇÃO PARA OPERADOR PORTUÁRIO NO PORTO DE ILHÉUS NORMA DE PRÉ - QUALIFICAÇÃO PARA OPERADOR PORTUÁRIO NO PORTO DE ILHÉUS APROVADA NA REUNIÃO REALIZADA EM 18/02/2011, DO CONSELHO DE AUTORIDADE PORTUÁRIA DO PORTO DE ILHÉUS. SUMÁRIO 1. Objetivo... 3 2. Âmbito

Leia mais

P R E F E I T U R A D E G A S P A R CNPJ 83.102.244/0001-02

P R E F E I T U R A D E G A S P A R CNPJ 83.102.244/0001-02 Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento SELEÇÃO DE EMPRESA DO RAMO DA CONSTRUÇÃO CIVIL INTERESSADA NA PRODUÇÃO DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL NO ÂMBITO DO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA. O MUNICÍPIO

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 014/2013

PROCESSO SELETIVO Nº 014/2013 PROCESSO SELETIVO Nº 014/2013 O Instituto de Gestão e Humanização IGH, torna público para conhecimento dos interessados, que fará realizar Processo Seletivo objetivando a Contratação de Empresa para a

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE BIOLOGIA 3ª REGIÃO RS/SC

CONSELHO REGIONAL DE BIOLOGIA 3ª REGIÃO RS/SC CONSELHO REGIONAL DE BIOLOGIA 3ª REGIÃO CONVITE Nº 05/2013 SERVIÇOS DE ASSESSORIA CONTÁBIL O Conselho Regional de Biologia 3ª Região, através da Comissão Permanente de Licitações, convida V.S.a. a apresentar

Leia mais

IPSM INSTITUTO DE PREVIDENCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE GOIÂNIA EDITAL PARA CREDENCIAMENTO DE INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS ADMINISTRADORES DE ATIVOS

IPSM INSTITUTO DE PREVIDENCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE GOIÂNIA EDITAL PARA CREDENCIAMENTO DE INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS ADMINISTRADORES DE ATIVOS IPSM INSTITUTO DE PREVIDENCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE GOIÂNIA EDITAL PARA CREDENCIAMENTO DE INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS ADMINISTRADORES DE ATIVOS EDITAL N.º 003/2012 IPSM INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS

Leia mais

Comunicado Cetip n 007/2015 16 de janeiro de 2015

Comunicado Cetip n 007/2015 16 de janeiro de 2015 Comunicado Cetip n 007/2015 16 de janeiro de 2015 Assunto: Leilão de Alienação de Direitos Sobre Créditos Acumulados de ICMS Módulo de Negociação por Leilão Cetip Net Plataforma Eletrônica. O diretor-presidente

Leia mais

REGULAMENTO DOS EMPRÉSTIMOS FORLUZ

REGULAMENTO DOS EMPRÉSTIMOS FORLUZ Aprovado pelo Comitê de Investimentos da Forluz em 18 e 25/01/13 (Ata da 401ª e 403ª reunião). Válido para empréstimos solicitados a partir de 01/03/2013. REGULAMENTO DOS EMPRÉSTIMOS FORLUZ CAPÍTULO I

Leia mais

EDITAL DE CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS DE TREINAMENTO

EDITAL DE CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS DE TREINAMENTO 1 EDITAL DE CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS DE TREINAMENTO O SENAR PR SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL - Administração Regional do Paraná, com sede à Rua Marechal Deodoro, 450-16º

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS APLICÁVEIS AO EMPRÉSTIMO CONSIGNADO DESTINADO À RENEGOCIAÇÃO DE DÍVIDAS

CONDIÇÕES GERAIS APLICÁVEIS AO EMPRÉSTIMO CONSIGNADO DESTINADO À RENEGOCIAÇÃO DE DÍVIDAS O BANCO SANTANDER (BRASIL) S.A., com sede na Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, 2041 e 2235, Bloco A, Vila Olímpia, São Paulo/SP, CEP 04543-011, CNPJ/MF sob n.º 90.400.888/0001-42, disponibiliza

Leia mais

EDITAL DE CREDENCIAMENTO

EDITAL DE CREDENCIAMENTO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DE RORAIMA PROGRAMA DE SAÚDE E ASSISTÊNCIA SOCIAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº 01/2008 Regido pela Lei nº 8.666/93.

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 003/2014 TIPO: MENOR PREÇO

CARTA CONVITE Nº 003/2014 TIPO: MENOR PREÇO CARTA CONVITE Nº 003/2014 TIPO: MENOR PREÇO PROCESSO Nº 003/2014 Tipo de Licitação: MENOR PREÇO DATA: 22/08/2014 HORÁRIO: 10h00min LOCAL: Universidade de Brasília Campus Universitário Darcy Ribeiro Edifício

Leia mais

Chamamento Público para o Programa Educação e Cultura nas Escolas Públicas/ Pesquisa-ação em iniciativas educacionais

Chamamento Público para o Programa Educação e Cultura nas Escolas Públicas/ Pesquisa-ação em iniciativas educacionais MINISTÉRIO DA CULTURA SECRETARIA DE POLÍTICAS CULTURAIS - SPC DIRETORIA DE EDUCAÇÃO E COMUNICAÇÃO - DEC CHAMAMENTO PUBLICO N 01/2011 Chamamento Público para o Programa Educação e Cultura nas Escolas Públicas/

Leia mais

FORMULÁRIOS PARA REGISTRO DE AJUDANTE DE DESPACHANTE ADUANEIRO

FORMULÁRIOS PARA REGISTRO DE AJUDANTE DE DESPACHANTE ADUANEIRO FORMULÁRIOS PARA REGISTRO DE AJUDANTE DE DESPACHANTE ADUANEIRO D.O.U. de 05/10/1992 INSTRUÇÃO NORMATIVA DpRF Nº 109, DE 2 DE OUTUBRO DE 1992 O Diretor do Departamento da Receita Federal, no uso de suas

Leia mais

CLÁUSULAS GERAIS DO CONTRATO DE ABERTURA DE CRÉDITO PARCELADO

CLÁUSULAS GERAIS DO CONTRATO DE ABERTURA DE CRÉDITO PARCELADO CLÁUSULAS GERAIS que regem o Contrato de Abertura de Crédito Parcelado, tendo de um lado o BRB - BANCO DE BRASÍLIA S.A., com sede em Brasília, Capital Federal, inscrito no CNPJ/MF sob o número 00.000.208/0001-00,

Leia mais

Estado de Goiás PREFEITURA MUNICIPAL DE ANICUNS Adm. 2013 / 2016 EDITAL 009-2015 CHAMAMENTO PÚBLICO QUALIFICAÇÃO DE ORGANIZAÇÕES SOCIAIS

Estado de Goiás PREFEITURA MUNICIPAL DE ANICUNS Adm. 2013 / 2016 EDITAL 009-2015 CHAMAMENTO PÚBLICO QUALIFICAÇÃO DE ORGANIZAÇÕES SOCIAIS EDITAL 009-2015 CHAMAMENTO PÚBLICO QUALIFICAÇÃO DE ORGANIZAÇÕES SOCIAIS A Secretaria Municipal de Educação de Anicuns, pessoa jurídica de direito público, inscrita no CNPJ: 02.262.368/0001-53, por intermédio

Leia mais

AVISO DE CHAMADA PÚBLICA DE APOIO INSTITUCIONAL Nº 01/2015 DO OBJETO

AVISO DE CHAMADA PÚBLICA DE APOIO INSTITUCIONAL Nº 01/2015 DO OBJETO AVISO DE CHAMADA PÚBLICA DE APOIO INSTITUCIONAL Nº 01/2015 DO OBJETO Esta Chamada Pública de Apoio Institucional visa à seleção de projetos a serem apoiados pelo CAU/BR na modalidade de Apoio à Assistência

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS

PERGUNTAS E RESPOSTAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS PERGUNTAS E RESPOSTAS 1. O microempreendedor individual pode participar de compras públicas? Sim, o Microempreendedor (MEI), pode participar de licitações. A Administração deverá

Leia mais

CARTA CONVITE 12/2015 FUnC REPUBLICAÇÃO

CARTA CONVITE 12/2015 FUnC REPUBLICAÇÃO 1 CARTA CONVITE 12/2015 FUnC REPUBLICAÇÃO 1 - PREÂMBULO 1.1 - A Fundação Universidade do Contestado, através do seu Departamento de Compras, situado à Rua Victor Sopelsa, 3000, Bairro Salete, Concórdia,

Leia mais

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 84, incisos IV e VI, da Constituição,

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 84, incisos IV e VI, da Constituição, DECRETO 3.100, de 30 de Junho de 1999. Regulamenta a Lei nº 9.790, de 23 de março de 1999, que dispõe sobre a qualificação de pessoas jurídicas de direito privado, sem fins lucrativos, como Organizações

Leia mais

CIRCULAR SUSEP N 127, de 13 de abril de 2000

CIRCULAR SUSEP N 127, de 13 de abril de 2000 MINISTÉRIO DA FAZENDA Superintendência de Seguros Privados CIRCULAR SUSEP N 127, de 13 de abril de 2000 Dispõe sobre a atividade de corretor de seguros, e dá outras providências. O SUPERINTENDENTE DA SUPERINTENDÊNCIA

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 678, DE 1º DE SETEMBRO DE 2015.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 678, DE 1º DE SETEMBRO DE 2015. AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 678, DE 1º DE SETEMBRO DE 2015. Estabelece os requisitos e os procedimentos atinentes à obtenção e à manutenção de autorização para comercializar

Leia mais

LEI Nº 13.043, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2014 LEI DE CONVERSÃO DA MEDIDA PROVISÓRIA Nº 651 ALTERAÇÕES NA LEGISLAÇÃO TRIBUTÁRIA

LEI Nº 13.043, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2014 LEI DE CONVERSÃO DA MEDIDA PROVISÓRIA Nº 651 ALTERAÇÕES NA LEGISLAÇÃO TRIBUTÁRIA LEI Nº 13.043, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2014 LEI DE CONVERSÃO DA MEDIDA PROVISÓRIA Nº 651 ALTERAÇÕES NA LEGISLAÇÃO TRIBUTÁRIA A Medida Provisória (MP) nº 651/14 promoveu diversas alterações na legislação tributária

Leia mais

CONVITE Nº 14/2010. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 01 / 06 / 2010 às 15 horas

CONVITE Nº 14/2010. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 01 / 06 / 2010 às 15 horas CONVITE Nº 14/2010 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 01 / 06 / 2010 às 15 horas 01. DISPOSIÇÕES INICIAIS 1.1 O Senac Departamento Nacional torna público que, na Seção de Material,

Leia mais

EDITAL DE CREDENCIAMENTO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INSTRUTORIA E CONSULTORIA SEBRAE/RJ Nº 01/2011

EDITAL DE CREDENCIAMENTO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INSTRUTORIA E CONSULTORIA SEBRAE/RJ Nº 01/2011 EDITAL DE CREDENCIAMENTO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INSTRUTORIA E CONSULTORIA SEBRAE/RJ Nº 01/2011 Rio, 01/07/2011 EDITAL SEBRAE/RJ Nº. 01/2011 PREÂMBULO O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas

Leia mais

RO Roteiro Operacional Marinha do Brasil Área responsável: Gerência de Produtos Consignados

RO Roteiro Operacional Marinha do Brasil Área responsável: Gerência de Produtos Consignados MARINHA DO BRASIL RO. 03.03 Versão: 38 Exclusivo para Uso Interno RO Roteiro Operacional Marinha do Brasil Área responsável: Gerência de Produtos Consignados 1. PÚBLICO ALVO E REGRAS BÁSICAS Categorias

Leia mais

Informamos que os documentos exigidos no Termo de Referência deverão ser apresentados, visto que o mesmo é parte integrante do Edital.

Informamos que os documentos exigidos no Termo de Referência deverão ser apresentados, visto que o mesmo é parte integrante do Edital. Senhor Licitante, Informamos que os documentos exigidos no Termo de Referência deverão ser apresentados, visto que o mesmo é parte integrante do Edital. Atenciosamente, Vera Lucia M. de Araujo Pregoeira

Leia mais

Roteiro Operacional Última atualização 20/11/2014

Roteiro Operacional Última atualização 20/11/2014 Roteiro Operacional Última atualização 20/11/2014 1. Público alvo Pessoas Físicas que possua imóvel com documentação regular, bem como: ASSALARIADO e FUNCIONÁRIO PÚBLICO; APOSENTADOS E PENSIONISTAS; SÓCIO

Leia mais

SINDICATO E ORGANIZAÇÃO DAS COOPERATIVAS NO ESTADO DO TOCANTINS OCB/TO

SINDICATO E ORGANIZAÇÃO DAS COOPERATIVAS NO ESTADO DO TOCANTINS OCB/TO SINDICATO E ORGANIZAÇÃO DAS COOPERATIVAS NO ESTADO DO TOCANTINS OCB/TO A OCB/TO é formada por cooperativas singulares, federações e centrais de todos os ramos. Pela Lei 5.764/71, ainda em vigor, todas

Leia mais

EDITAL OBJETO: CABO GIGALAN CATEGORIA 6 U/UTP 23AWGX4PARES - VERMELHO EM CAIXA DE 305 METROS, CONFORME ESPECIFICAÇÃO TECNICA Nº 036/2009.

EDITAL OBJETO: CABO GIGALAN CATEGORIA 6 U/UTP 23AWGX4PARES - VERMELHO EM CAIXA DE 305 METROS, CONFORME ESPECIFICAÇÃO TECNICA Nº 036/2009. EDITAL A SÃO PAULO TRANSPORTE S.A. SPTrans, inscrita no CNPJ-MF sob o n.º 60.498.417/0001-58, comunica que se encontra aberta a licitação, EXCLUSIVAMENTE para participação de microempresas e empresas de

Leia mais

ATO CONVOCATÓRIO 002 2013. OBJETO: Credenciamento de Consultores

ATO CONVOCATÓRIO 002 2013. OBJETO: Credenciamento de Consultores ATO CONVOCATÓRIO 002 2013 OBJETO: Credenciamento de Consultores O INSTITUTO QUALIDADE MINAS, pessoa jurídica de Direito privado sem fins lucrativos, qualificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse

Leia mais

Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Vitória INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº. 002/2009

Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Vitória INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº. 002/2009 Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Vitória INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº. 002/2009 Dispõe sobre consignação em folha de pagamento em favor de terceiros, e dá outras providências.

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA RESOLUÇÃO/SEFAZ N. 2.052, DE 19 DE ABRIL DE 2007.

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA RESOLUÇÃO/SEFAZ N. 2.052, DE 19 DE ABRIL DE 2007. ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA RESOLUÇÃO/SEFAZ N. 2.052, DE 19 DE ABRIL DE 2007. Dispõe sobre o Cadastro de Convenentes da Administração Estadual. O SECRETÁRIO DE ESTADO DE

Leia mais

ATO NORMATIVO Nº 30, DE 14 DE SETEMBRO DE 2009. O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE ALAGOAS, no uso de suas atribuições legais,

ATO NORMATIVO Nº 30, DE 14 DE SETEMBRO DE 2009. O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE ALAGOAS, no uso de suas atribuições legais, TRIBUNAL DE JUSTIÇA ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO E MODERNIZAÇÃO DO PODER JUDICIÁRIO APMP ATO NORMATIVO Nº 30, DE 14 DE SETEMBRO DE 2009. Regulamenta as consignações em folha de pagamento dos servidores do

Leia mais

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM COMUNICADO FDE / DRA Nº 001/2015 OBRIGAÇÕES FISCAIS E SOCIAIS DA APM 2 0 1 5 Página 1 de 9 O objetivo deste texto é informar aos dirigentes das Associações de Pais e Mestres APMs de Escolas Estaduais conveniadas

Leia mais

REGULAMENTO A CONCESSÃO E MANUTENÇÃO DE EMPRÉSTIMO SIMPLES AOS PARTICIPANTES E ASSISTIDOS DO PLANO BENEFÍCIO PREV-RENDA.

REGULAMENTO A CONCESSÃO E MANUTENÇÃO DE EMPRÉSTIMO SIMPLES AOS PARTICIPANTES E ASSISTIDOS DO PLANO BENEFÍCIO PREV-RENDA. REGULAMENTO A CONCESSÃO E MANUTENÇÃO DE EMPRÉSTIMO SIMPLES AOS PARTICIPANTES E ASSISTIDOS DO PLANO BENEFÍCIO PREV-RENDA. Índice Capítulo I Da Carteira de Empréstimo Simples... 3 Capítulo II Dos Recursos

Leia mais