Sincor-SP mobiliza corretores de seguros para audiência pública sobre o Simples Nacional

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sincor-SP mobiliza corretores de seguros para audiência pública sobre o Simples Nacional"

Transcrição

1 UMA PUBLICAÇÃO MENSAL DO SINCOR-SP 388 OUTUBRO 2013 Entrevista José Adalberto Ferrara, presidente da Tokio Marine Seguradora, participa de reunião dos diretores executivos e regionais do Sincor-SP e responde perguntas da categoria. Pág. 10 JORNAL DOS CORRETORES DE SEGUROS Sincor-SP mobiliza corretores de seguros para audiência pública sobre o Simples Nacional Uma das ações da entidade foi permitir o transporte de corretores em diversas regiões do Estado de São Paulo, levando um número significativo de profissionais para o debate. Págs. 16 e 17

2 EXISTEM MUITAS OPÇÕES DE SEGUROS, MAS APENAS UM PROFISSIONAL SABE QUAL É A MELHOR. Corretor de Seguros, o seguro mais seguro.

3 palavra do presidente JCS OUTUBRO As mentiras que podem levar o mercado de seguros ao declínio Correm pelo mercado comentários maliciosos que podem prejudicar a costura do acordo que levará a classe ao topo. Eu já disse várias vezes que o comércio eletrônico de seguros tanto pode nos levar, rapidamente, ao ápice, como nos mandar direto à decadência com a mesma velocidade. Por isso, chegou o momento de o mercado de seguros tomar uma decisão: afinal, vamos rumo ao topo ou à ruína? Para contribuir com a pavimentação da estrada que nos levará ao cume, o Sincor-SP lançou o Autocálculo, que compreende um sistema online de venda de seguros que reduz o tempo médio de cotação, que, atualmente, é de pouco mais de uma hora. Com isso, o corretor ganhará um período maior para se dedicar, por exemplo, ao trabalho de conscientizar as pessoas sobre a importância de fazer seguro. O que poderíamos dizer sobre a possibilidade de milhares de corretores de seguros utilizarem o Autocálculo para intensificar a postura de consultor em praticamente todas as localidades deste imenso Brasil? De súbito, eles multiplicariam o seu potencial de crescimento. Não há dúvidas: seria a chegada do sucesso. Contudo, nossa ida rumo ao topo depende de um amplo entendimento em torno da adoção do Autocálculo. Infelizmente, é aí que os rumores infames estão trabalhando duro. No ouvido de pessoas importantes rondam comentários inverossímeis que danificam a costura do necessário acordo. Por isso, precisamos combater essas intrigas, denunciando as mentiras; contrapondo-as com a verdade: Mentira número 1 - O corretor de seguros não saberá utilizar o Autocálculo. Certamente, vai definir a venda pelo menor preço. A verdade que vai contra este embuste é simples: de acordo com a nossa proposta, o corretor vai limitar o uso do Autocálculo às atuais companhias seguradoras com as quais é parceiro. Assim, ele terá de defender, com os argumentos costumeiros, os produtos em que já confia. A decisão do cliente, portanto, não será por uma questão de preço. Mentira número 2 - Não devemos nos preocupar com a internet, pois existem poucas empresas fazendo isso. Eis a verdade que pode desativar essa armadilha: existe espaço para outra organização no setor de busca de informação além do Google? Outros setores da internet estão ocupados de forma semelhante, tais como pesquisa de preços (Buscapé); compartilhamento de vídeos (Youtube) e por aí afora. Por isso, mesmo um grupo pequeno de empresas pode, sim, fazer um grande barulho, consolidando o atual modelo de comércio online de seguros, que tira do internauta o direito de contar com o perfil consultor do corretor e o induz a considerar só o preço. Mentira número 3 - O Autocálculo não pode ser utilizado por um número considerável de corretores, pois o mercado pode perder o controle das transformações. Eis a verdade: o uso do Autocálculo será feito dentro de uma ética rigorosa, controlada pelo Sincor-SP, em comum acordo com as seguradoras. Se o atual modelo de comércio de seguros via internet se propagar sem o respaldo de uma entidade representativa, o mercado mergulhará definitivamente na guerra de preços, tal como ocorreu no Reino Unido. Além disso, um grande número de corretores terá de abandonar os seus negócios, fazendo com que o mercado perca a capilaridade da rede de distribuição de seguros. Se isso acontecer, quem vai esclarecer para o consumidor sobre seguros e serviços, novos e antigos, nos locais mais remotos do Brasil? Os sites de internet? Certamente que não. Esta é a nossa visão da decadência. Neste cenário, somente as empresas de tecnologia vão prosperar, ttodos nós perderemos: corretores, seguradoras e segurados. E não é isso o que queremos. Mário Sérgio de Almeida Santos

4 4 JCS OUTUBRO 2013 sumário 3 4 PALAVRA DO PRESIDENTE SUMÁRIO / EXPEDIENTE As mentiras que podem colocar o mercado de seguros no inferno 5 NEGÓCIOS A escolha do sócio pode ser decisiva para a longevidade da empresa 6 Seguro de Pessoas Auxílio Funeral promove crescimento no Seguro de Pessoas Eventos naturais atingem diretamente o mercado Mudanças Climáticas segurador 7 Ranking Sincor-SP divulga Ranking das Seguradoras do 1º semestre 8 Informação Legal Corretor: fique atento às exigências da Susep 10 Entrevista Adalberto Ferrara defende união do mercado para crescimento do PIB nacional 11 autoreguladora Autorização das atividades da autorreguladora dos corretores é publicada no Diário Oficial 12 Comissões Corretor de Seguros do Futuro analisa novos meios de divulgação da classe 14 FÓRUNS Corretor de Seguros Empresário indica como melhorar desempenho REGIONAIS Araraquara, Barretos, Mogi das Cruzes e Sorocaba divulgam corretor de seguros 23 Sincor-SP Vem Até Você Ações do Sincor-SP são apresentadas em seis regiões do Estado Entidades Conhecimento Estante ESCADA ACIMA / ESCADA ABAIXO Presidente da Liberty diz que 86% da população consumirá seguros em 2022 Carreiras que brilham: O protetor! O corretor de seguros: Inovações para a virada do milênio Valor 1000 estima em 15% o crescimento da indústria de seguros em milhões de brasileiros estão expostos a riscos de enchentes, mas apenas 3% dos segurados no País têm apólice para se defender do sinistro (Swiss Re) 28 Sincor-SP na mídia Seguro do carro é mais caro em Itaquera LUTO Primeiro editor do JCS morre aos 77 anos MARKETING Sincor-SP veicula mensagem em rádio e em outdoors como ações de divulgação da categoria 29 Agenda Novembro 2013 Dados Econômicos CAPA Corretores de seguros marcam presença em audiência pública para reivindicar a inclusão da categoria no Simples Nacional 18 Comemoração Regionais promovem Encor Especial em comemoração ao Dia do Corretor de Seguros 30 Outra Leitura Charge: Zeca / Artigo: Emilia Guan expediente JORNAL DOS CORRETORES DE SEGUROS Uma publicação mensal do Sincor-SP. Editora Responsável: Elaine Lisbôa MTB: Telefone: (11) Redação: Camila Correia e Thamires Costa Assessoria Editorial: DIZ Comunicações Revisora: Ana Maria Broadbridge MTB /SP Conselho Editorial: Cássia Maria Del Papa, Diniz Nunes Caetano, Francisco Celso Latini (Tico) e Pedro Barbato Filho. Publicidade: (11) Direção de Arte: ÓPERA Comunicação DIRETORIA EXECUTIVA: Presidente: Mário Sérgio de Almeida Santos 1ª Vice-presidente: Cássia Maria Del Papa 2ª Vice-presidente: Leilane Aparecida F. Strongren 1º Secretário: Carlos Alberto Pelais 2º Secretário: Carlos Rapozo 1º Tesoureiro: Orlando Filipe de Gouveia 2º Tesoureiro: Flavio Bevilaqua Bosisio Suplentes da Diretoria Executiva: Jorge Teixeira Barbosa, Celso Lopes, Cláudia Regina S. Camargo, Artur Cicone Jr., Francisco Orlando Chiomento, Juraci Alves Efetivos do Conselho Fiscal: Júlio César Pasquinelli, Mauro Antonio Laranja, Júlio César Salles Murat Suplentes do Conselho Fiscal: Lacir Marcondes de Melo, Diniz Nunes Caetano Delegados Fenacor: Efetivo: Nelson Martins Fontana Suplentes de Delegados Fenacor: Manuel Dantas Matos, Umile Ritacco Diretores Regionais: ABCDMR: Arnaldo Odlevati Jr ARAÇATUBA: José Antonio Veschi ARARAQUARA: José Roberto Placco Rodriguez ASSIS: Wagner Luiz Martins BARRETOS: André Mendes Camillo BAURU: Fernando Antonio Kauffman Alvarez CAMPINAS: Carlos Aparecido Cunha FERNANDÓPOLIS: Odeir Carlos Vilar FRANCA: Paulo Batista de Alcântara GUARULHOS: Luiz Carlos Ruivo JUNDIAÍ: Simone Cristina Favaro Martins MARÍLIA: Marco Antonio Mariano MOGI DA CRUZES: Wilton José Nogueira NOVA ALTA PAULISTA: Waldir Baessa OSASCO: Eduardo Minc PIRACICABA: Carlos Alberto Caporalli PRESIDENTE PRUDENTE: Mário Alves da Cruz RIBEIRÃO PRETO: Vicente de Oliveira Tozzo SANTOS: Flávio Meleiro SÃO CARLOS: Antonio Carlos João SÃO JOÃO DA BOA VISTA: Silvia Helena Rinaldi Lara SÃO JOSÉ DO RIO PRETO: Antonio Roberto Mantovan SÃO JOSÉ DOS CAMPOS: Lauro Benedito de Almeida Oliveira SOROCABA: Gilson Domingues de Morais Filho TAUBATÉ: Francisco Sérgio Casimiro ZONA CENTRAL: Braz Romildo Fernandes ZONA LESTE: Marcos Abarca ZONA NORTE: Carlos Alberto B. de Lima ZONA OESTE: Eduardo Vidal Pileggi ZONA SUL: Francisco Vieira Nunes da Silva Gerência-geral Sincor-SP: Albano Ribeiro Neto VEJA A RELAÇÃO COMPLETA DA DIRETORIA NO SITE DO SINCOR-SP. SINDICATO DOS CORRETORES DE SEGUROS, EMPRESAS CORRETORAS DE SEGUROS, RESSEGUROS, DE SAÚDE, DE, DE CAPITALIZAÇÃO E PREVIDÊNCIA PRIVADA NO ESTADO DE SÃO PAULO. Rua Líbero Badaró, º andar - São Paulo - Centro - CEP: Tel.: (11) Ouvidoria: Milton D Amelio Telefone: (11)

5 CONSÓRCIO negócios JCS OUTUBRO A escolha do sócio pode ser decisiva para a longevidade da empresa De acordo com um levantamento do Sebrae, publicado no último mês de julho, a taxa de sobrevivência das empresas brasileiras até o segundo ano de vida subiu de 73,6% para 75,6%. A performance é considerada boa, se comparada a países como Itália, Portugal e Holanda que, conforme a entidade, exibem, respectivamente, como índices de sobrevivência: 67,9%, 51,1% e 50%. Segundo um estudo do próprio Sebrae, publicado em 2008, a maior parte dos fechamentos das empresas é motivada por problemas do mercado, tais como falta de clientes, inadimplência, concorrência, etc. Contudo, para uma expressiva parcela de 9% dos empreendimentos, o encerramento das atividades é motivado pelo desentendimento entre os sócios. Sobre este assunto, a 2ª vice-presidente do Sincor-SP, Leilane Aparecida Figueiredo Strongren, comenta que as sociedades nas empresas corretoras de seguros, muitas vezes, começam sem qualquer planejamento e, por isso, podem alcançar o mesmo destino. Algumas corretoras firmam parceria sem realizar uma análise e, por isso, acabam por disputar processos na justiça, revela. De acordo com Leilane, é necessário ter um contrato social, um acordo entre as partes. É preciso alinhar os interesses e estabelecer previamente quanto cada um vai investir e quanto cada um vai receber, para que, mais tarde, não haja disputas e preocupações desnecessárias, completa. Segundo alguns especialistas, a dica mais importante para se formar uma sociedade é a complementaridade, onde o sócio a ser escolhido venha a atender alguma necessidade da empresa, que pode ser financeira, técnica ou estratégica. Além disso, confiança é fundamental para uma união de sócios. Seguro é como qualquer coisa na vida: é muito melhor quando é feito por um especialista. Tudo na vida é muito melhor quando é feito por quem entende do assunto. E na hora de fazer um seguro, não poderia ser diferente. Corretor MAPFRE é mais seguro. 12 de outubro, Dia do Corretor. Homenagem da MAPFRE aos seus 17 mil corretores por todo o Brasil. RESIDENCIAL INVESTIMENTOS GARANTIASCONSÓRCIO SEGURANÇA VIAGEM CAMINHÃO RESIDENCIAL FUTURO TRANSPARÊNCIA PROTEÇÃO CELULAR RESIDENCIAL CAPITALIZAÇÃO BENEFICIÁRIOS FUTURO SEGUROS CONSÓRCIO ACIDENTES PESSOAIS INVESTIMENTOS SEGUROS FUNERAL PREVIDÊNCIA AGRÍCOLAS CELULAR FUTURO TRANQUILIDADE SEGURANÇA MOTO VOCÊ PROTEÇÃO MUTIFLEX PESSOAS TRANQUILIDADE CRÉDITO ALUGUEL PESSOAS BENEFICIÁRIOSCAMINHÃO CAMINHÃO SEGURANÇA CONSÓRCIO SAÚDE VOCÊ ACIDENTES PESSOAIS MULHER TRANQUILIDADE PROTEÇÃO CAMINHÃO TRANQUILIDADE CELULAR ASSISTÊNCIA ASSISTÊNCIA TRANQUILIDADE FUTURO SAÚDE RESIDENCIAL CAMINHÃO CAMINHÃO PREVIDÊNCIA RESIDENCIAL ALUGUEL VIAGEM GARANTIAS ASSISTÊNCIA PARCERIA TRANQUILIDADE PREVIDÊNCIAPREVIDÊNCIA SAÚDE PESSOASFAMÍLIA TRANSPARÊNCIA TRANQUILIDADE PREVIDÊNCIA CONSÓRCIO RESIDENCIAL RESIDENCIAL PREVIDÊNCIA CONSÓRCIO RESIDENCIAL RESIDENCIAL PREVIDÊNCIA CONSÓRCIO RESIDENCIAL RESIDENCIAL RESIDENCIAL RESIDENCIAL PREVIDÊNCIA TRANQUILIDADE FUNERAL MOTO PREVIDÊNCIA MOTO FUTURO CRÉDITO CAMINHÃO CONSÓRCIOS EM VIAGEM AMIGOSPREVIDÊNCIA CRÉDITO FUTURO INVESTIMENTOS GRUPO AGRÍCOLAS PREVIDÊNCIA RESIDENCIAL PREVIDÊNCIA CAMINHÃO CAMINHÃO CAMINHÃO PREVIDÊNCIA RESIDENCIAL PREVIDÊNCIAPREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA INVESTIMENTOS TRANSPARÊNCIA CONSÓRCIO TRANSPARÊNCIA FUTURO CONSÓRCIOS CELULAR CONSÓRCIO TRANSPARÊNCIA RESIDENCIAL AGRÍCOLAS PREVIDÊNCIA PESSOAS PESSOAS RESIDENCIAL RESIDENCIAL PREVIDÊNCIAPREVIDÊNCIA CONSÓRCIO RESIDENCIAL RESIDENCIAL RESIDENCIAL AGRÍCOLAS PREVIDÊNCIA RESIDENCIAL RESIDENCIAL RESIDENCIAL FAMÍLIA MOTO SAÚDE CONSÓRCIO RESIDENCIAL RESIDENCIAL AGRÍCOLAS PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA FUTURO MOTO PESSOAS TRANQUILIDADE SEGURANCA RESIDENCIAL ERONÁUTICO PESSOAS PREVIDÊNCIA PESSOAS PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA RESIDENCIAL PREVIDÊNCIAPREVIDÊNCIA RESIDENCIAL CONSÓRCIO PREVIDÊNCIA RESIDENCIAL PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA RESIDENCIAL PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA RESIDENCIAL PREVIDÊNCIA RESIDENCIAL VID VID PREVIDÊNCIA RESIDENCIAL

6 6 JCS OUTUBRO 2013 seguro de pessoas mudanças climáticas Auxílio Funeral promove crescimento no Seguro de Pessoas Segundo a Susep, a situação econômica do País está sendo a grande responsável pelo atual ritmo de crescimento do Seguro de Pessoas, que engloba os ramos Educacional, Prestamista e Vida nos formatos Individual e em Grupo. Conforme a entidade, isto estaria ocorrendo especialmente por causa da ascensão das classes C e D, que puderam dedicar parte da renda para o planejamento financeiro. Um dos destaques no estudo da superintendência foi o Seguro Funeral, que arrecadou entre janeiro e julho desse ano, R$ 135,7 milhões em prêmios diretos. No mesmo período de 2012, esse valor foi de R$ 87,2 milhões. Ao todo, no ano passado, a carteira movimentou R$ 160,9 milhões. Somente em julho deste ano, o Seguro Funeral obteve alta de nada menos que 29,41%, movimentando R$ 18 milhões em prêmios, conforme números da FenaPrevi. De acordo com a entidade, em abril, o ramo já havia apresentado um pico de 115,71% de aumento, registrando R$ 26,8 milhões em volume de prêmios. Outros ramos Segundo levantamento da FenaPrevi, o Seguro de Pessoas movimentou R$ 2,1 bilhões no mês de julho, o que representou um crescimento de cerca de 19% em relação a junho. De acordo com o estudo, o mercado segurador pagou no mesmo mês R$ 567,3 milhões em indenizações, o que representou uma alta de 7,95% em relação ao mesmo período do ano passado. O estudo da federação também diz que o Seguro Educacional demonstrou boa performance, ao oferecer pagamento de mensalidade da escola nos casos de morte, invalidez e desemprego da pessoa responsável pelo aluno. Esta foi a carteira com maior crescimento relativo em julho: 106,74%, que permitiu uma arrecadação de R$ 3,8 milhões em prêmios. O Seguro Viagem, que cobre extravio de bagagem, acidentes e despesas médicas, também apresentou um aumento expressivo, de 102,06%, registrando R$ 13,3 milhões em prêmios pagos. Conforme a pesquisa, o ramo de Vida chegou a arrecadar R$ 859 milhões em julho, o que representou uma alta de 14,69% em comparação ao mesmo mês do ano passado. Ainda de acordo com a FenaPrevi, o Seguro Prestamista, proteção financeira que garante o pagamento de financiamentos, apresentou em julho 31,65% de crescimento, com total de prêmios em R$ 628,8 milhões. Eventos naturais atingem diretamente o mercado segurador Os prejuízos com eventos naturais como secas, alagamentos e vendavais vêm atingindo o mercado de seguros diretamente, o que impacta no surgimento de novos produtos e também em novos desafios para vencer as perdas financeiras. Diante deste cenário, a CNseg, a Academia Brasileira de Ciências (ABC) e a Associação de Genebra realizaram o seminário Mudanças climáticas e desastres naturais no Brasil: desafios e oportunidades para o setor de seguros, no dia 26 de setembro. Durante o evento, que aconteceu na Academia Brasileira de Ciências, no Rio de Janeiro, foram abordadas as causas das catástrofes no País e os benefícios das coberturas aos sinistros. Os presentes também discutiram as parcerias entre seguradoras e o Governo Federal para verificar ações de prevenção e reparação associadas aos eventos climáticos. De acordo com um levantamento do banco britânico Lloyd s, o Brasil está sujeito a pagar cerca de US$ 12,68 bilhões por ano em sinistros não segurados oriundos de catástrofes naturais. A pesquisa também apontou que os custos para remediar danos causados por esses eventos são menores em países onde o seguro é mais comercializado. O estudo ainda mostrou que em 2003, no Brasil, os gastos com reconstrução após catástrofes chegaram a US$ 65 milhões. Conforme o levantamento, as despesas saltaram para US$ 1,5 bilhão em Por outro lado, sabe-se que um aumento de 1% na comercialização de seguros geraria uma redução de 13% em sinistros não segurados. A precificação correta dos riscos foi defendida pelo vice-presidente da FenSeg, Carlos Alberto Trindade, durante o seminário. Para o executivo, as seguradoras precisam de uma ferramenta que calcule os prejuízos causados pelos eventos naturais, ajudando a estabelecer o valor dos prêmios e preparando as companhias para a indenização de sinistros. Para a diretora executiva da CNseg, Solange Beatriz Palheiro Mendes, o mercado segurador tem de estar preparado para atender as novas demandas. As catástrofes climáticas afetam diretamente as operações de seguros. Portanto, o mercado deve estar atento não só aos desafios para minimizar as perdas financeiras, mas também para oferecer produtos inovadores, declara.

7 ranking JCS OUTUBRO 2013 Sincor-SP divulga Ranking das Seguradoras do 1º semestre 7 Grupos (2013) Valores Part. (%) Grupos (2012) Valores Part. (%) Desde o final do mês de outubro, o Sincor- -SP disponibilizou em seu portal na internet o Ranking das Seguradoras referente ao primeiro semestre deste ano. De acordo com o levantamento, o faturamento das companhias alcançou o montante de R$ 49,7 bilhões, com variação de 17% em relação a 2012, superando as taxas de inflação do período. A liderança ficou com o grupo Bradesco, com participação de 20,7%, seguido do grupo BB-Mapfre, com 13,4%. As companhias permaneceram praticamente nas mesmas posições observadas em 2012, com exceção da Liberty Seguros, que perdeu o 9º lugar para o novo grupo formado pela Marítima-Yasuda, comenta Francisco Galiza, consultor econômico do Sincor-SP responsável pelas análises. O ramo Automóvel (sem DPVAT) alcançou o faturamento total de R$ 13,9 bilhões, com alta de 22%. A liderança ficou com a Porto Seguro, com aproximadamente 25% do setor. Com receita total de R$ 5,4 bilhões, o ramo Patrimonial cresceu 14%, com três grupos seguradores tendo o domínio de 43% do segmento (Itaú, BB-Mapfre e Bradesco Seguros). No segmento de Pessoas (sem VGBL), o faturamento cresceu 18% com relação ao primeiro semestre de 2012, com R$ 14,3 bilhões, e o de Riscos Financeiros aumentou 32%, chegando a quase R$ 0,9 bilhão. As primeiras dez seguradoras registradas no ranking do ramo de Transportes faturaram quase 75% do total do setor, índice que permaneceu estável em relação ao mesmo período do ano passado o valor alcançado foi de quase R$ 1,3 bilhão. Em Saúde, a receita foi de R$ 10,7 bilhões, o que significou aumento de 13%, cuja receita ficou concentrada em duas companhias: Bradesco e SulAmérica. O DPVAT cresceu 14% no primeiro semestre deste ano e alcançou faturamento líquido total de R$ 2,4 bilhões. Já os demais ramos encerraram o semestre com R$ 3,2 bilhões, com alta de 21%. Para acessar todos os dados do Ranking das Seguradoras, basta clicar no menu lateral Pesquisas e Estatísticas, no site do Sincor-SP Bradesco BB-Mapfre SulAmérica Porto Seguro Itaú Zurich Allianz Caixa Seguros Marítima-Yasuda Tokio Marine Liberty HDI Unimed Cardif-Luiza HSBC Metlife ACE Chubb Icatu Generali Mongeral Assurant Notredame Prudential RSA Nobre Capemisa Tempo Alfa AIG Fairfax J. Malucelli Mitsui Sumitomo Virginia Mutual Swiss Re Safra Confiança Panamericana Argo QBE Berkley Excelsior Banestes Fator Previdência do Sul Coface American Life Investprev Austral BTG Pactual Pottencial Sinaf Conapp Sabemi XL Euler-Hermes Federal Credito e Caucion Cesce Centauro Crédito à Exportação MBM Aliança da Bahia Usebens Gente Essor Cosesp Sancor Kyoei do Brasil TOTAL DPVAT TOTAL ,72% 13,43% 10,69% 9,82% 7,38% 5,58% 4,23% 3,26% 2,40% 2,26% 2,23% 2,23% 1,35% 1,31% 1,24% 0,97% 0,88% 0,80% 0,77% 0,73% 0,55% 0,55% 0,46% 0,46% 0,44% 0,37% 0,32% 0,32% 0,31% 0,30% 0,29% 0,29% 0,26% 0,26% 0,23% 0,17% 0,16% 0,16% 0,13% 0,12% 0,11% 0,11% 0,11% 0,10% 0,10% 0,10% 0,10% 0,09% 0,08% 0,08% 0,07% 0,07% 0,07% 0,06% 0,06% 0,04% 0,04% 0,04% 0,03% 0,03% 0,02% 0,02% 0,02% 0,02% 0,01% 0,01% 0,00% 0,00% 0,00% 0,00% 100% Bradesco BB-Mapfre SulAmérica Porto Seguro Itaú Zurich Allianz Caixa Seguros Liberty Tokio Marine HDI Marítima Unimed Cardif-Luiza Icatu HSBC ACE Chubb Metlife Mongeral RSA Assurant Notredame Yasuda Mitsui Sumitomo Prudential Alfa Generali Virginia Capemisa Tempo Nobre Chartis J. Malucelli Mutual Fairfax Safra Confiança Excelsior Previdência do Sul Berkley Swiss Re Fator Cesce Coface QBE Banestes Panamericana Investprev Austral American Life Sabemi Sinaf Federal Argo Pottencial Euler-Hermes Credito e Caucion Conapp MBM Centauro Aliança da Bahia Crédito à Exportação Gente Usebens XL Cosesp Kyoei do Brasil TOTAL DPVAT TOTAL ,07% 12,54% 11,99% 9,77% 7,94% 5,05% 4,21% 2,77% 2,45% 2,09% 2,06% 1,87% 1,28% 1,15% 1,15% 1,09% 1,00% 0,89% 0,88% 0,57% 0,53% 0,52% 0,50% 0,49% 0,42% 0,40% 0,40% 0,39% 0,39% 0,38% 0,36% 0,32% 0,25% 0,23% 0,22% 0,20% 0,18% 0,17% 0,14% 0,14% 0,12% 0,11% 0,11% 0,11% 0,11% 0,10% 0,10% 0,08% 0,07% 0,07% 0,07% 0,07% 0,06% 0,04% 0,04% 0,04% 0,04% 0,03% 0,03% 0,02% 0,02% 0,02% 0,02% 0,01% 0,01% 0,00% 0,00% 0,00% 100%

8 8 JCS OUTUBRO 2013 informação legal Corretor: fique atento às exigências da Susep Corretor poderá ser suspenso caso não informe à Susep mudança de endereço A Susep disponibilizou em seu site um manual sobre as exigências e os indeferimentos mais frequentes em relação ao sistema de cadastro do corretor de seguros, pessoa física e jurídica. Na lista, há informações simples para preenchimento de dados pessoais, como: CPF, endereço e estado civil. No tocante à pessoa jurídica, destacamos os seguintes itens abaixo: Objeto: Especificar no objeto social os ramos de atuação da sociedade; Não pode constar no objeto social atividade típica de seguradora, entidade de previdência complementar ou de sociedade de capitalização; Alterar o Contrato Social (ou Estatuto Social) contemplando a mudança de ramos e a comprovação de habilitação do corretor responsável técnico para atuar como corretor na nova categoria. Administração Técnica: Alterar o Contrato Social, contemplando a mudança de ramos e a comprovação de habilitação do corretor responsável técnico para atuar como corretor na nova categoria. O Contrato Social não contém cláusula prevendo que o administrador técnico seja corretor de seguros habilitado e registrado na Susep ( Único, Artigo 10-A da Circular Susep 429/12). A sociedade deverá manter durante toda a vigência do contrato, na administração técnica, um sócio corretor de seguros habilitado e registrado na Susep (Artigo 12 da Resolução CNSP 249/2012 C/C 1º, Artigo 9º da Circular Susep 429/12). Alterar o vínculo do (a) sócio (a) para Responsável Técnico. Registro do Contrato ou Estatuto Social O Contrato Social deve estar devidamente arquivado na junta comercial ou no registro civil de pessoas jurídicas (ART. 3º, 2º C/C Alínea B, inciso II, artigo 10-A da Circular Susep 429/12). Alteração Contratual Alterar o Contrato Social, contemplando a mudança (mudança de endereço, mudança de categoria, mudança de nome/denominação), e registrá-lo na junta comercial ou no registro civil de pessoas jurídicas. A alteração contratual deve estar devidamente arquivada na junta comercial ou no registro civil de pessoas jurídicas ( único, artigo 10 da Circular Susep 429/12). Esta coluna é elaborada com base nas dúvidas e solicitações de corretores de seguros associados ao Sincor-SP. Mande seus questionamentos para o Aprovada recentemente pelo Conselho Nacional de Seguros Privados, a Resolução 293/13 discorre sobre sanções administrativas nas atividades do mercado de seguros, visando punir com suspensão do exercício da profissão ou multa, aplicadas pela Susep. As mudanças foram oficializadas pela Resolução 293/11, sancionada no dia 5 de setembro e publicada no dia 24 do mesmo mês no Diário Oficial da União. Na alteração consta a suspensão do corretor de seguros que trocar de endereço, ramo ou realizar qualquer outra mudança na atividade e não informar corretamente à Susep. A suspensão será mantida enquanto o profissional não atualizar seus atos constitutivos. Uma diferente norma prevista estabelece que a multa seja aplicada à pessoa natural ou jurídica responsável pela infração, sendo presidente, administrador, contador, atuário, analista ou corretor. Quando não for possível identificar ou atribuir dolo ou culpa a uma pessoa natural, considera-se como agente responsável, a sociedade supervisionada. Outras alterações de interesse do corretor: Art. 8º. Acrescer parágrafo único ao artigo 109 da Resolução CNSP No 243, de 2011, que passa a vigorar com a seguinte redação: Art Parágrafo único. Para as sociedades seguradoras ou de capitalização, os resseguradores locais, admitidos ou eventuais, as entidades abertas de previdência complementar e as empresas em regime especial, poderá a Susep, na forma da regulamentação específica, promover ordinariamente a intimação por meio de equipamento de transmissão remota de documento disponibilizado no sítio eletrônico oficial na rede mundial de computadores. Art. 10. Acrescer o 2º e renumerar o parágrafo único do artigo 131 da Resolução CNSP Nº 243, de 2011, que passa a vigorar com a seguinte redação: Art º Da revisão do processo não poderá resultar agravamento da sanção. 2º O pedido de revisão deverá ser formulado em peça própria, instruído com os documentos necessários à sua apreciação, ficando a Susep autorizada a editar normas complementares ao estabelecimento do pedido de revisão.

9

10 10 JCS OUTUBRO 2013 entrevista Adalberto Ferrara defende união do mercado para crescimento do PIB nacional Há apenas três meses à frente da presidência da Tokio Marine Seguradora, José Adalberto Ferrara já conta com um grande desafio: fazer com que o índice combinado da companhia fique abaixo de 100%, além de fomentar o mercado segurador com a intenção de crescer a sua representação dentro do PIB nacional. As informações foram discutidas pelo presidente e sua diretoria executiva no dia 4 de outubro, durante a reunião de diretores executivos e regionais do Sincor-SP, que aconteceu em São João da Boa Vista. Ferrara apresentou aos profissionais os resultados da seguradora, explicou a importância do corretor de seguros como parte insubstituível nos negócios da Tokio Marine e respondeu a diversas perguntas dos diretores do Sincor-SP. O encontro contou ainda com a participação do diretor executivo de Massificados da seguradora, Marcelo Goldman, do diretor executivo técnico Corporate, Luis Felipe Smith, do diretor executivo Comercial, Valmir Marques Rodrigues, e do diretor Comercial Nacional Varejo, João Melo e Silva. Como iniciou sua carreira no mercado de seguros e na Tokio Marine especificamente? Trabalhei 23 anos em bancos e, nos últimos 13, me dediquei ao mercado segurador. Ingressei na Tokio Marine há quatro anos, na área de tecnologia, logo depois atuei na área operacional e em sinistros. Há três meses, assumi o cargo de diretor presidente da companhia, e o motivo principal desse acontecimento é o desafio do novo, de conquistar o sucesso em outros territórios, e não somente na área em que dediquei boa parte da minha vida. Chegar a essa posição foi uma decorrência natural destes anos todos de muita dedicação e comprometimento. A Tokio Marine possui 134 anos de história, fundada em 1879, tendo 27% de participação no mercado de seguros do Japão. É o 10º maior grupo segurador do mundo, com prêmios emitidos em 2012 na ordem de R$ 77 bilhões, com presença em 38 países e 48 mil colaboradores. Para mim, é um orgulho fazer parte dessa grande equipe. Qual a visão da seguradora em relação ao Brasil? A seguradora no Brasil possui 54 anos, conta com 54 sucursais, mais de 1,6 mil colaboradores, 15 mil corretores parceiros e 7 milhões de clientes. Entre os países, estamos atrás apenas dos EUA (1º lugar) e da Inglaterra (2º lugar), mas ocupamos essa posição bem próxima a eles. Provavelmente, no ano que vem, já iremos ultrapassá-los. Trabalhamos fortemente para que isso aconteça. Apenas no País, nos últimos doze meses, a carteira de Automóvel cresceu 58%, a de Condomínio, 103%, a de Empresarial, 31%, e na de Transportes a companhia ocupa o 1º lugar no Ranking de Transportes Nacional e 2 lugar no Consolidado (Nacional e Internacional). Como é a relação da companhia com os corretores de seguros? A Tokio Marine é uma companhia simples de se lidar. Procuramos trabalhar com ética e transparência na relação com nossos corretores. Como não somos ligados a bancos, o corretor é o nosso único canal de vendas e, por isso, procuramos assumir um papel de ouvinte dentro dessa diretoria. No ano de 2010, tínhamos cerca de seis mil corretores com produção mensal dentro da empresa, hoje subimos para 11 mil profissionais, representando um crescimento muito significativo. Se a seguradora é percebida como uma boa companhia para os corretores, com certeza esses profissionais estarão vendendo nossos produtos e oferecendo nossos serviços aos clientes. Isso é o que define uma boa empresa, e isso está enraizado dentro da Tokio Marine e dentro da própria cultura japonesa. Quais as ações que a seguradora tem realizado para incentivar e ajudar o corretor de seguros na comercialização dos seus produtos? Procuramos sempre melhorar nossos produtos para os segurados, pois fazendo isso o corretor também ganha. Estamos criando novos canais, como o autoatendimento, que é feito através da internet e visa fornecer ao segurado o acompanhamento de todo o processo de regulação de sinistros. O Portal do Corretor permite que o profissional tenha acesso direto à área técnica da Tokio Marine, o que facilita muito os processos, além do Programa Nosso Corretor, que tem como objetivo incentivar as vendas e premiar os corretores que apresentam a melhor produção dentro da companhia. Nos próximos anos, quais são os maiores desafios para a Tokio Marine? Uma das metas da Tokio Marine é fazer com que o índice combinado fique abaixo de 100%, o que é difícil, mas estamos preparados para enfrentar esse desafio. A maioria das seguradoras não consegue manter esse índice abaixo de 100%. Mas acreditamos que já em 2014 nosso índice fique abaixo de 100%. Para isso, pretendemos continuar excedendo as expectativas de satisfação dos três C s, que são Colaboradores, Corretores e Clientes, além de dobrar o prêmio da companhia, chegando a R$ 3 bilhões. Com os resultados desse primeiro semestre, tudo indica que até o final do ano, fecharemos em R$ 2,6 bilhões e que ultrapassaremos a meta ao longo de 2014, então provavelmente iremos atingir esses R$ 3 bilhões até dezembro do ano que vem. Quais as metas que a companhia estabeleceu para os próximos anos? O principal objetivo da companhia no País é crescer acima da média do mercado, como estamos fazendo nos últimos meses, além de fortalecer nossa presença no segmento de Pessoas Jurídicas com grandes riscos e também aumentar a oferta de produtos para Pequenas e Médias Empresas (PMEs). O crescimento do mercado segurador no PIB nacional também está entre nossas metas. Hoje, nossa indústria representa apenas 2% do PIB, totalizando R$ 72 bilhões. Em comparação com países como Japão, por exemplo, que tem 11,8% do PIB do país, estamos muito aquém na representação. Nos últimos cinco anos, a indústria de seguros vem crescendo dois dígitos a cada ano no País, enquanto que o PIB vem crescendo a apenas um dígito. Devemos olhar pelo lado positivo, pois o PIB deste ano deve crescer até 2%, à medida que o nosso mercado deve fechar o ano com um crescimento de 19% a 20%; mas até quando vai haver esse descolamento do PIB? O que precisamos fazer é colaborar para que a receita do mercado nacional cresça e, para isso, o apoio, tanto das seguradoras quanto dos corretores e órgãos reguladores, é indispensável.

11 autorreguladora JCS OUTUBRO Autorização das atividades da autorreguladora dos corretores é publicada no Diário Oficial No dia 15 de outubro, o Diário Oficial da União publicou a Portaria 5.568/2013, que concede autorização para as operações do Ibracor Instituto Brasileiro de Autorregulação do Mercado de Corretagem de Seguros, de Resseguros, de Capitalização e Previdência Complementar Aberta. Segundo o informativo, foram aprovadas as medidas tomadas durante Assembleias Gerais que aconteceram nos meses de junho e julho deste ano, estabelecendo a Constituição da entidade, a definição do local de funcionamento, o Estatuto Social e a posse dos integrantes do Conselho Diretor, do Conselho Fiscal e do Ouvidor, efetivos e suplentes. O Ibracor será um órgão auxiliar da Susep, que irá administrar o cumprimento das normas jurídicas e incentivar a observância dos padrões éticos pelos corretores de seguros para a boa prestação de serviços ao consumidor. Deverá também propor a elaboração, a revisão e atualização de normas expedidas pelo CNSP ou pela Susep, que tratem de assuntos relacionados à supervisão da atividade da categoria; promover estudos e pesquisas, reuniões, cursos, conferências e congressos; aplicar aos infratores as penalidades infligidas pelo Código de Ética; entre outros trabalhos. O Sincor-SP esteve presente nas negociações de todo o trabalho da autorreguladora e indicou corretores de seguros para compor o grupo que irá administrar as atividades da nova entidade, sendo eles: o 1º tesoureiro do Sindicato, Orlando Filipe de Gouveia, que irá assumir o cargo de diretor de fiscalização do Ibracor; o coordenador da Comissão Jurídica, Paulo Jatene Bosisio, que assumirá como suplente do Conselho Diretor; o conselheiro fiscal Mauro Antonio Laranja, que irá compor o Conselho Fiscal da autorreguladora; e o diretor regional de Mogi das Cruzes, Wilton José Nogueira, que assumirá como suplente do Conselho Fiscal. clique que salva vidas. Aperte o cinto com a Allianz. Com apenas alguns cliques, você faz sua parte na proteção de cada vida que atende. Cote Allianz Auto, um dos melhores seguros do mercado segundo os próprios clientes*. allianz.com.br Allianz se Lewis Hamilton, Mercedes AMG PeTrONAs Formula One Team com você de A a Z The F1 FORMULA 1 logo, F1, FORMULA 1, FIA FORMULA ONE WORLD CHAMPIONSHIP, GRAND PRIX and related marks are trade marks of Formula One Licensing BV, a Formula One group company. All rights. *Pesquisa da EscolherSeguro, 2013.

12 12 JCS OUTUBRO 2013 comissões Corretor de Seguros do Futuro analisa novos meios de divulgação da classe Vida, Previdência e Capitalização dissemina a cultura da previdência privada No dia 25 de setembro, a Comissão Corretor de Seguros do Futuro se reuniu na sede do Sincor-SP para analisar novos meios de difusão da categoria a ser realizada pelo o grupo. Tendo em vista a boa repercussão obtida pela internet, principalmente das redes sociais, a comissão pretende usá-las em prol da categoria, aplicando em suas postagens nas mídias o hashtag #corretordofuturo. A ferramenta corresponde a um jogo de palavras-chave que são antecedidas pelo símbolo # que viram hiperlinks dentro da rede, permitindo o acesso do usuário ao grupo que está discutindo um determinado assunto. O coordenador da comissão, Alexandre Mantovani explica que disseminar a perpetuação do profissional é fundamental. O mercado tem espaço para os corretores de seguros crescerem e imprimirem sua marca. Acreditamos que as redes sociais correspondem a uma das principais fontes de propagação da categoria, afirma. Além de Mantovani, o grupo conta com a participação dos integrantes: Alex Sami de Arruda, Cleber José Lemes de Almeida e Mário Freitas de Souza Jr. Ética encaminhará possíveis ações ilegais do mercado à Susep A Comissão de Ética se reuniu na sede do Sincor-SP, no dia 29 de setembro, para avaliar as denúncias dos corretores sobre possíveis ações ilegais que acontecem no mercado de seguros. Durante o encontro, foi decidido marcar de reuniões com as empresas suspeitas. Os casos apresentados serão levados à Susep para apuração. A reunião contou com a participação do coordenador, José Valdecyr Saoncella, dos integrantes da Comissão, Antônio Carlos Corrêa Galvão, Dinorai do Amaral Trindade e Milton D Amélio, e do diretor executivo responsável Flávio Bevilacqua Bosisio. A reunião periódica da Comissão Técnica de Vida, Previdência e Capitalização do Sincor-SP, realizada no dia 3 de setembro, contou com a presença da docente da Unisincor, Joana D Arc Santos Oliveira. Na ocasião, Joana solicitou informações detalhadas do plano de Previdência elaborado pelo grupo, SincorPrevSP, para agregar os dados em suas palestras apresentadas aos corretores de seguros sobre o ramo. Meu papel como coach financeiro é ajudar as pessoas a compreenderem as razões de seus desacertos e limitações econômicas, ensiná-las a superá-los e ajudá-las a conquistar prosperidade através de diversas opções de investimentos, dentre elas, a Previdência Privada, disse a docente. De acordo com a comissão, existe um paradigma de que a Previdência é um produto difícil de trabalhar e que requer informações complexas. A imagem gera desconforto da categoria para comercialização e, até mesmo, para a contratação. O SincorPrevSP veio para simplificar o entendimento do produto e mostrar ao corretor a importância dessa proteção não apenas para o cliente, mas para ele mesmo, explica o coordenador do grupo, David Aparecido do Nascimento. Joana D Arc ainda destacou que o produto não pode ser entendido como um investimento com resultados financeiros imediatos, mas de longo prazo. Costumo dizer em minhas palestras que, com a Previdência, o profissional está buscando proteção, uma reserva financeira para complementar sua renda no momento da aposentadoria, e isto demanda tempo, afirma. O SincorPrevSP foi lançado aos corretores de seguros no mês de abril e oferece vantagens exclusivas aos associados do Sindicato. O produto, desenvolvido pela comissão em parceria com a Mapfre Previdência, permite que o corretor faça a contribuição mínima de R$ 100 e estenda o plano para cônjuges e filhos. A comissão é composta por David Aparecido do Nascimento (coordenador) e pelos membros: Gilberto Januário, Jefferson Claros Nunes, Marcos Ribeiro Cunha, Wagner Martinez Feliciano e Alcides do Amaral Filho.

13 Vender seguros não é apenas oferecer proteção, é a arte de conquistar a confiança e o respeito dos clientes. Parabéns Corretor de Seguros! 12 de outubro Dia do Corretor de Seguros

14 14 JCS OUTUBRO 2013 fóruns Corretor de Seguros Empresário indica como melhorar desempenho Centro 19/09/2013 Fóruns começam a ser gravados e marcam a história do Sindicato Em setembro começaram a ser gravados os fóruns das comissões técnicas do Sincor-SP. O objetivo da entidade com os vídeos é o de produzir DVD s para serem disponibilizados aos corretores de seguros por meio de empréstimos junto à biblioteca do Sindicato e de suas regionais. Até o momento, foram gravados os fóruns Oportunidades de Negócios, I Fórum Jurídico, Fórum de Responsabilidade Civil e Fórum para o Corretor de Seguros Empresário. A iniciativa visa beneficiar a categoria com ricas informações dadas pelas comissões, além de valorizar o trabalho que os grupos têm feito dentro do Sincor-SP. Desde quando fazia parte da antiga Comissão de Legislação apresentei a ideia de produzirmos essas gravações à presidência do Sindicato e agora a vejo se tornar realidade. Com certeza, esses materiais irão auxiliar e muito! a categoria e ainda registrar esse período da nossa história, comenta Nivaldo Mazone, coordenador da comissão Oportunidades de Negócios e idealizador da ação. Zona Norte 26/09/2013 Durante o mês de setembro, a comissão Promeseg e Perfil do Corretor Moderno apresentou o Fórum para o Corretor de Seguros Empresário nas regionais Centro e Zona Norte Segundo Shirtes Pereira, coordenador da comissão, que apresenta o assunto em conjunto com João Carlos Lauer Carvalho e Nilson Moraes, o fórum ajuda a categoria a comparar sua atuação junto ao mercado, identificando aspectos para melhorar a administração dos negócios. Fórum Oportunidades de Negócios 09/09/2013 Corretor de Seguros do Futuro mostra recursos da internet em Ribeirão Preto I Fórum Jurídico 11/09/2013 O fórum A Web e as Redes Sociais, desenvolvido pela comissão Corretor de Seguros do Futuro, foi apresentado aos profissionais da região de Ribeirão Preto no dia 19 de setembro. O grupo abordou algumas formas de aplicabilidade das mídias sociais e o impacto da web quando investido nos negócios. Ferramentas como Facebook, Twitter e Linkedin podem ser úteis a fim de propagar o nome da empresa e investir no network. A rede social não gera cotações, mas fixa a marca do corretor de seguros, que é o mais importante, afirma o coordenador da comissão Alexandre Mantovani, que apresenta o fórum com Alex Sami de Arruda, Cleber José Lemes de Almeida e Mário Freitas de Souza Júnior. Fórum de Responsabilidade Civil 19/09/2013 Fórum para o Corretor de Seguros Empresário 20/09/2013

15

16 16 JCS OUTUBRO 2013 capa Corretores de seguros marcam presença em audiência pública para reivindicar inclusão da categoria no Simples Nacional Cerca de 400 profissionais levantaram faixas e anunciaram a necessidade de mudanças no atual sistema de tributação das micro e pequenas empresas No dia 30 de setembro, o Sincor-SP mobilizou cerca de 400 corretores de seguros para participar de uma audiência pública, realizada no centro de São Paulo, sobre o Estatuto da Micro e Pequena Empresa. No encontro, foram discutidas alterações na lei para viabilizar a inclusão de todas as categorias profissionais no Simples Nacional, tendo como parâmetro um teto de faturamento anual avaliado em 3,6 milhões. São Paulo foi a oitava cidade a sediar a iniciativa, que percorreu capitais como Belém, Recife, Florianópolis, Goiânia, João Pessoa, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte e, por último, Brasília. A fim de obter ampla mobilização, o Sincor-SP disponibilizou ônibus em suas regionais, trazendo para São Paulo corretores dos mais diversos lugares do Estado, que mostraram o anseio da categoria por um sistema de tributação mais justo para todos. Lutamos pela cobrança coerente de impostos, considerando a realidade dos nossos negócios. A nossa categoria reivindica há muito tempo essa inclusão, mas agora não irá mais brigar sozinha. Podemos nos aliar com os mais variados ramos de negócios, a fim de defendermos juntos a uma mesma causa. Organizados desta forma, a vitória virá em breve, enfatiza o presidente do Sincor- SP, Mário Sérgio de Almeida Santos. O ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Guilherme Afif Domingos, que compôs a mesa principal do evento, destacou que o foco da mobilização é lembrar o governo do que diz o artigo 179 da Constituição Federal. O conteúdo do artigo aponta: A União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios dispensarão às microempresas e às empresas de pequeno porte, assim definidas em lei, tratamento jurídico diferenciado, visando incentivá-las pela simplificação de suas obrigações administrativas, tributárias, previdenciárias e creditícias, ou pela eliminação ou redução destas por meio de lei. Afif assim assinalou a importância da lei: A Constituição Federal não diz que podem dispensar, mas, sim, dispensarão. Isto é determinativo. A Constituição, que é a lei maior, nos dá os instrumentos necessários para fazermos essas mudanças. O ministro ainda lembrou que a lei prevê o tratamento jurídico diferenciado, destacando que os desiguais precisam ser tratados desigualmente, de acordo com as suas desigualdades. Por isso, observou que é preciso levar essa determinação a ferro e fogo e fazer valer a constituição. Pensar simples é uma obrigação. Essa é uma obsessão que temos que levar daqui pra frente. Nós não vamos implorar e nem negociar, nós vamos determinar para que se faça, sentenciou. O ministro comentou também que o projeto está baseado em simplificar o Simples, aumentando a renda da micro e pequena empresa através da facilitação ao crédito e do trabalho com o jovem aprendiz. A lei do jovem aprendiz desconsidera as pequenas empresas, sendo que nelas encontramos o melhor ambiente para se aprender, comenta.

17 JCS OUTUBRO Diretoria do Sincor-SP e corretores de seguros mostram a força da categoria durante encontro A força das pequenas Segundo dados apresentados no evento, em dezembro de 2002 o gasto do brasileiro com máquinas ficava em torno de R$ 80 bilhões. Atualmente, o valor chegou a R$ 200 bilhões. De igual modo, os impostos continuam aumentando. A voracidade do governo é tão grande que, desde 1988, foram editadas no Brasil 292 mil normas tributárias. Nós também precisamos de uma reforma tributária, que seja capaz de diminuir os impostos, além de criar uma legislação que gere mais empregos. Hoje temos 3 milhões de pessoas que já aderiram ao MEI (Microempreendedor Individual) e 70 mil que deixaram de ser MEI para se tornar microempresa, ou seja, cresceram. É o País melhorando o cotidiano das pessoas. Quando a política não melhora a vida da população, ela se transforma em uma grande farsa. Temos a o- brigação de contribuir para construir um País melhor, destacou o deputado federal Antônio Carlos Mendes Thame. Já o diretor superintendente do Sebrae-SP, Bruno Caetano, apontou que a discussão do Simples não se trata apenas do interesse dos empreendedores, mas também do Brasil. Caetano explicou que existem aproximadamente 10 milhões de empreendedores no País, que respondem por quase 2/3 dos empregos no Brasil. Então, quando a pequena empresa vai bem, na verdade é o nosso País que caminha de maneira saudável e coesa, finaliza. A audiência também contou com a participação de Armando Vergílio dos Santos Junior, deputado federal, presidente da Comissão Especial da Câmara dos Deputados e presidente da Fenacor. Ele comentou sobre o longo trajeto até aqui enfrentado pelos corretores de seguros para obterem a aprovação do Simples. A inclusão da categoria das corretoras no Simples foi aprovada em três oportunidades distintas e, de maneira injusta, acabou sendo vetada pela presidência da república. Infelizmente, antes não tínhamos quem fizesse a interlocução dentro do governo, mas hoje conseguimos a força necessária. E o governo não precisa se preocupar. A redução da carga tributária não irá trazer prejuízos. Vergílio explica que a Escola Nacional de Seguros realizou um estudo e constatou que, com a inclusão, aumentará a arrecadação. Do ponto de vista previdenciário, haverá grande progresso pela formalização e adequação de todos os profissionais no sistema. O presidente Mário Sérgio relembra que o Simples foi criado com o objetivo de unificar a arrecadação dos tributos e contribuições das micro e pequenas empresas brasileiras, que na década de 90 correspondiam a 97% do total de estabelecimentos empresariais. Apesar dos avanços das leis voltadas para este segmento, ainda são necessários ajustes e acreditamos que vão acontecer, conclui. A audiência pública do Simples Nacional foi elaborada pela Comissão Especial da Câmara dos Deputados, em parceria com o Sebrae-SP. O evento ainda contou com as presenças do diretor presidente do Sebrae-SP, Luiz Barretto Filho; do deputado federal que atua à frente do projeto no Estado de São Paulo, Guilherme Campos; do deputado federal e redator da proposta, Cláudio Puty; e do presidente da Associação Comercial de São Paulo, Rogério Amato. Presidente Mário Sérgio destaca interesse dos corretores pelo sistema Corretores de seguros aderem ao abaixo-assinado pela inclusão da categoria Sincor-SP leva faixas com mensagens de incentivo 1ª e 2ª vice-presidentes fixam adesivos com a mensagem Corretor de Seguros pelo Simples Nacional

18 18 JCS OUTUBRO 2013 comemoração Regionais promovem Encor Especial em comemoração ao Dia do Corretor de Seguros Ao longo do mês de outubro, o Sincor-SP promoveu em todas as suas regionais um Encor Especial para comemorar o Dia do Corretor de Seguros, que acontece em 12 de outubro. O objetivo foi o de possibilitar a confraternização da categoria e fortalecer os laços entre o Sindicato e seus associados. Assim como descentralizamos as festas de confraternização de final de ano, em 2012, para estimular a participação dos associados em nossos eventos, entendemos que um Encor comemorativo em todo o Estado traria maior interatividade e benefícios para todos. Fizemos isso sem restringir a criatividade dos diretores no momento de definirem suas atividades, disse Mário Sérgio, presidente do Sindicato. Desta maneira, as regionais realizaram os eventos com abordagens diferenciadas, que envolveram palestras e ações comemorativas. Dentro desta nova proposta do Sindicato, várias regionais disponibilizaram a palestra Reconheça e Viva o Melhor de Seus Ciclos, ministrada por Rosana Sá, que é sócia-diretora da empresa de consultoria Cyclos Desenvolvimento Profissional e Gerencial, professora universitária e coach. As fotos de todos os encontros serão divulgadas na próxima edição do JCS. Inovação em São José do Rio Preto Uma das ações mais criativas foi realizada pela regional de São José do Rio Preto, que inovou com a realização do Seguro na Praça, iniciando a agenda dos encontros no dia 5. Na oportunidade, os corretores da região foram estimulados a se encontrar no calçadão da Praça Rui Barbosa tradicional ponto de encontro da cidade. Organizados desta forma, os profissionais fizeram uma apresentação sobre a importância do seguro para toda a comunidade local. O evento proporcionou ao consumidor o conhecimento das proteções imprescindíveis para a segurança pessoal e tranquilidade da família. Além disso, destacou a participação do corretor de seguros em todo o processo. Quando se fala Corretores falam sobre seguros à população local em seguro, as pessoas logo pensam no automóvel, mas poucos sabem, por exemplo, que o seguro de residência tem um custo, em média, três vezes menor e protege um patrimônio com valor muito maior. Para ajudá-las a conhecer esses benefícios, nada melhor do que a orientação dos corretores de seguros, que estiveram unidos nesse propósito, explica o diretor da regional, Antonio Roberto Mantovan. Durante o encontro, foram distribuídos materiais didáticos a respeito da história do seguro, do papel do corretor e dos principais produtos oferecidos. As crianças também participaram da ação. Elas puderam brincar em uma cama elástica e numa piscina de bolinhas, além de comer pipoca e algodão doce. Parte da equipe posa para foto ao lado do mascote do trabalho

19 O P.R.A. Corretor é o Programa de Reconhecimento ao Corretor que além de facilitar suas vendas, ajuda a aumentar os seus rendimentos! Além da Campanha de Incentivo, o P.R.A. Corretor engloba diversas iniciativas que auxiliam você a comercializar os produtos SulAmérica e melhorar o seu relacionamento com os clientes: Atendimento assistência completa 24 horas por dia; Infraestrutura presença nos principais centros do país; Suporte à estratégia diversas ferramentas para consultas, cotações e outras funcionalidades; Sustentação treinamentos e eventos para atualização dos corretores; Incentivo campanhas, bonificações e comissões para aumentar os ganhos. Acesse: Imagens meramente ilustrativas.

20 20 JCS OUTUBRO 2013 regionais do sincor-sp Araraquara, Barretos, Mogi das Cruzes e Sorocaba divulgam corretor de seguros As regionais do Sincor-SP deram continuidade à ação da entidade que aproveita dias comemorativos das cidades para veicular um anúncio com a mensagem Seguro... Só com Corretor de Seguros nos jornais locais. Entre os dias 15 de agosto e 1º de setembro, a mensagem foi divulgada nas regiões de Sorocaba, Araraquara, Barretos e Mogi das Cruzes, nos respectivos jornais: Cruzeiro do Sul, A Tribuna Impressa, O Diário de Barretos e O Diário de Mogi. Araçatuba, Marília e São José do Rio Preto se encontram com seguradora e debatem o mercado As regionais de Araçatuba, Marília e São José do Rio Preto, dirigidas, respectivamente, por José Antonio Veschi, Marco Antônio Mariano e Antonio Roberto Mantovan, realizaram reuniões com a Mapfre Seguradora e os corretores locais entre os dias 5 e 10 de setembro. Em cada encontro, foram discutidas questões a respeito da comercialização dos produtos da companhia, que têm gerado debate na categoria. Os participantes também alinharam o entendimento em relação aos acontecimentos do mercado regional. A união da classe fez toda a diferença neste encontro. Discutimos assuntos que estavam pendentes de respostas e esclarecemos diversas dúvidas com a companhia seguradora. Por esta razão procuro sempre incentivar a participação ativa dos corretores nestas reuniões. Quando agimos com unidade, os resultados são conquistados por toda a categoria, comenta Mantovan. Ribeirão Preto participa de ações de conscientização no trânsito No mês de setembro, a regional Ribeirão Preto, dirigida por Vicente de Oliveira Tozzo, participou de três trabalhos de conscientização no trânsito. No dia 19, a regional realizou uma ação, juntamente com o Programa Teia Viva, para conscientizar os jovens de que bebida e direção não combinam. No dia 21, a unidade do Sincor-SP trabalhou na campanha Pedágio Solidário, promovida durante a Semana Nacional do Trânsito, que acontece em todo Brasil de 18 a 25 de setembro, para conscientizar a população sobre as Leis de Trânsito e as principais causas de acidentes. E, no dia 24, a regional fez uma palestra durante o Programa de Prevenção do Trauma Relacionado ao uso de Álcool na Juventude (PARTY), que tratou sobre educação e prevenção de acidentes de trânsito, apresentada para cabos e soldados da Polícia Militar do Estado de São Paulo. Sorocaba divulga no dia 15/08 no jornal Cruzeiro do Sul Araraquara divulga no dia 22/08 no jornal A Tribuna Impressaz Araçatuba 05/09/2013 encor Barretos incentiva corretores a participar do Portas Abertas Barretos divulga no dia 25/08 no jornal O Diário de Barretos Marília 05/09/2013 Mogi das Cruzes divulga no dia 1º/09 no jornal O Diário de Mogi São José do Rio Preto 10/09/2013 O Encontro dos Corretores de Seguros (Encor) da regional Barretos aconteceu no dia 11 de setembro no formato de um café da manhã com os profissionais locais. Na ocasião, o diretor regional, André Mendes Camillo, deu ênfase ao programa Portas Abertas do Sincor-SP e incentivou os corretores a visitar a Sede da entidade para conhecer melhor a estrutura disponível para atendê-los nas mais diversas esferas. André também discutiu com os participantes as pautas recentes do mercado na região.

Ranking das Seguradoras

Ranking das Seguradoras 2013 Ranking das - 2013 1 2 Ranking das - 2013 Mensagem do Presidente Ambiente favorável ao corretor O Sincor-SP tem a satisfação de apresentar mais uma edição do Ranking das, assinado pelo economista

Leia mais

Ranking das Seguradoras

Ranking das Seguradoras Ranking das Seguradoras 2010 Mensagem do Presidente Não há progresso sem mudanças O processo de mudança continua a cada instante que passa. Não vivemos uma época de mudanças, mas uma mudança de época.

Leia mais

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. 1º Semestre/2010

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. 1º Semestre/2010 RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL 1º Semestre/2010 Este estudo é patrocinado pelo SINCOR-SP (www.sincorsp.org.br) Setembro/2010 Responsável Técnico: Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br 1 SUMÁRIO:

Leia mais

Ranking das Seguradoras

Ranking das Seguradoras 2014 Ranking das - 2014 1 2 Ranking das - 2014 Mensagem do Presidente Crescendo em situação econômica desafiadora Costumo dizer que atuamos em um setor que segue crescendo, até mesmo, em momentos desfavoráveis

Leia mais

Ranking das Seguradoras

Ranking das Seguradoras Ranking das Seguradoras º- semestre 202 Mensagem do Presidente O que mudou em 202. O agrupado de informações sobre um determinado grupo é fundamental para que possamos avaliar o comportamento de cada um

Leia mais

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. Até Outubro/2004

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. Até Outubro/2004 RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL Até Outubro/2004 Este estudo é patrocinado pelo SINCOR-SP (www.sincorsp.org.br) Janeiro/2005 Responsável Técnico: Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Rating de Seguros

Leia mais

Ranking das Seguradoras

Ranking das Seguradoras º Semestre 0 Mensagem do Presidente SUMÁRIO: I) Critérios II) Ranking de Seguros II.) Total (sem VGBL) II.) Automóvel II.) Patrimonial 0 II.) Pessoas (sem VGBL) II.) Riscos Financeiros II.) Transportes

Leia mais

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Emissão entre JAN/2015 a OUT/2015 [Arquivo Resumo_SUSEP_de_201501_a_201510_BRL-DPVAT.pdf] Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro - Emissão entre JAN/2015

Leia mais

RESENHA DO RESULTADO DO MERCADO DE SEGUROS. Faturamento e Rentabilidade dos Segmentos de Seguros, Previdência Privada e Capitalização.

RESENHA DO RESULTADO DO MERCADO DE SEGUROS. Faturamento e Rentabilidade dos Segmentos de Seguros, Previdência Privada e Capitalização. RESENHA DO RESULTADO DO MERCADO DE SEGUROS Janeiro a Dezembro de 2008 Faturamento e Rentabilidade dos Segmentos de Seguros, Previdência Privada e Capitalização. Dados Realizados em 2008 e Estimados para

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA I TRIMESTRE - 2012

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA I TRIMESTRE - 2012 MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA I TRIMESTRE - 2012 1 INTRODUÇÃO: A SUSEP divulgou os números do Mercado de Seguros e Previdência referente ao I Trimestre de 2011. Esses números são calcados

Leia mais

Ranking das Seguradoras

Ranking das Seguradoras Ranking das Seguradoras 0 Mensagem do Presidente O mercado e a bússola Mais uma vez, temos a satisfação de publicar o ranking das companhias seguradoras, uma vez que um dos grandes desafios do setor é

Leia mais

Mercado Segurador em 2015 - Uma Visão Executiva

Mercado Segurador em 2015 - Uma Visão Executiva Mercado Segurador em 2015 - Uma Visão Executiva Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Maio/2009 Sumário 1) Situação Atual 2) Mercado Segurador em 2015?? (1ª Pesquisa Dezembro/2008) 3) Mercado Segurador

Leia mais

ANÁLISE DOS PRÊMIOS EMITIDOS GRUPOS / UNIDADE DA FEDERAÇÃO I SEMESTRE 2014

ANÁLISE DOS PRÊMIOS EMITIDOS GRUPOS / UNIDADE DA FEDERAÇÃO I SEMESTRE 2014 ANÁLISE DOS PRÊMIOS EMITIDOS GRUPOS / UNIDADE DA FEDERAÇÃO I SEMESTRE 2014 lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 PRÊMIOS EMITIDOS: De acordo com os números divulgados pela SUSEP (07/08/2014)

Leia mais

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Emissão entre JAN/2015 a SET/2015 [Arquivo Resumo_SUSEP_de_201501_a_201509_BRL-DPVAT.pdf] Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro - Emissão entre JAN/2015

Leia mais

O Cenário Atual do Mercado Segurador Brasileiro e suas Perspectivas. www.ratingdeseguros.com.br Francisco Galiza Junho/2010

O Cenário Atual do Mercado Segurador Brasileiro e suas Perspectivas. www.ratingdeseguros.com.br Francisco Galiza Junho/2010 O Cenário Atual do Mercado Segurador Brasileiro e suas Perspectivas www.ratingdeseguros.com.br Francisco Galiza Junho/2010 Sumário 1) Passado: História Econômica do Setor 2) Presente: Situação Atual 3)

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE 2010 X 2009

MERCADO BRASILEIRO DE 2010 X 2009 MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS 2010 X 2009 1 MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS RESULTADOS DE 2010 X 2009 A SUSEP divulgou hoje os números do Mercado de Seguros referente ao Exercício de 2010. Essa divulgação

Leia mais

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Emissão entre JAN/2016 a ABR/2016 [Arquivo Resumo_SUSEP_de_201601_a_201604_BRL-DPVAT.pdf] Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro - Emissão entre JAN/2016

Leia mais

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Emissão entre JAN/2015 a SET/2015 [Arquivo Resumo_SUSEP_de_201501_a_201509_BRL.pdf] Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro - Emissão entre JAN/2015

Leia mais

Uma fonte inédita de informação

Uma fonte inédita de informação Mensagem do Presidente Uma fonte inédita de informação Este trabalho, patrocinado pelo Sincor-SP, corresponde a uma expectativa do setor quanto aos dados relativos às corretoras de seguros, em um momento

Leia mais

(MLRV) SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1

(MLRV) SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: O Seguro de Acidentes Pessoais garante o pagamento de uma indenização aos beneficiários

Leia mais

VIDA EM GRUPO JAN A AGOSTO 2015 1- MERCADO GLOBAL:

VIDA EM GRUPO JAN A AGOSTO 2015 1- MERCADO GLOBAL: VIDA EM GRUPO JAN A AGOSTO 1- MERCADO GLOBAL: O segmento de Vida em Grupo detém o segundo lugar no ranking de vendas do Mercado, representando 10,92% das vendas totais em contra 10,48% do ano passado.

Leia mais

Vencedoras - XI Prêmio Cobertura Francisco Galiza Outubro/2008

Vencedoras - XI Prêmio Cobertura Francisco Galiza Outubro/2008 Vencedoras - XI Prêmio Cobertura Francisco Galiza Outubro/2008 I) Critérios www.ratingdeseguros.com.br 1) Os dados usados serão os números de 2007 e do 1º Semestre de 2008. 2) Os prêmios serão dados nas

Leia mais

PRÊMIO BANDEIRANTE 2015. XVI Edição. Onde o seu voto faz toda a diferença. O que é?

PRÊMIO BANDEIRANTE 2015. XVI Edição. Onde o seu voto faz toda a diferença. O que é? PRÊMIO BANDEIRANTE 2015 XVI Edição Onde o seu voto faz toda a diferença. O que é? Idealizado pelo Sindicato dos Corretores e das Empresas Corretoras de Seguros, de Capitalização e de Previdência Privada

Leia mais

[ESTUDO DO MERCADO SEGURADOR NA ÁREA DE ABRANGÊNCIA DO SINDSEG MG/GO/MT/DF]

[ESTUDO DO MERCADO SEGURADOR NA ÁREA DE ABRANGÊNCIA DO SINDSEG MG/GO/MT/DF] [ESTUDO DO MERCADO SEGURADOR NA ÁREA DE ABRANGÊNCIA DO SINDSEG MG/GO/MT/DF] ESTUDO DE MERCADO REFERENTE AO TOTAL ARRECADADO ENTRE PRÊMIOS E CONTRIBUIÇÕES NO MERCADO Realizado Acumulado - 2009 / 2010 -

Leia mais

(MLRV) SEGURO VIDA EM GRUPO JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1

(MLRV) SEGURO VIDA EM GRUPO JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 SEGURO VIDA EM GRUPO JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: No seguro de vida podem ser contratadas garantias de morte ou invalidez, ambas por acidente

Leia mais

Normas gerais em seguro privado: concorrência e regulação de sinistro (Seminário Nova Lei Geral de Seguros 2012) CADE USP

Normas gerais em seguro privado: concorrência e regulação de sinistro (Seminário Nova Lei Geral de Seguros 2012) CADE USP Normas gerais em seguro privado: concorrência e regulação de sinistro (Seminário Nova Lei Geral de Seguros 2012) A lessandro O c tav iani CADE USP Agenda 1. Análise de voto do CADE BB Mapfre (2012) 2.

Leia mais

A representação institucional do mercado segurador

A representação institucional do mercado segurador A representação institucional do mercado segurador A Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização CNseg é a entidade de representação

Leia mais

Apresentação. Queremos lhe dar as boas-vindas à San Martin Corretora de Seguros um negócio seguro até no nome.

Apresentação. Queremos lhe dar as boas-vindas à San Martin Corretora de Seguros um negócio seguro até no nome. Apresentação Queremos lhe dar as boas-vindas à San Martin Corretora de Seguros um negócio seguro até no nome. História A empresa foi fundada no ano de 1995 na cidade paulista de São José do Rio Preto e

Leia mais

CASTIGLIONE SEGURO VIDA EM GRUPO JAN A SET DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1

CASTIGLIONE SEGURO VIDA EM GRUPO JAN A SET DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 SEGURO VIDA EM GRUPO JAN A SET DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: No seguro de vida podem ser contratadas garantias de morte ou invalidez, ambas por acidente

Leia mais

1- INTRODUÇÃO: 2- RESULTADOS SUSEP JAN A SET 2015:

1- INTRODUÇÃO: 2- RESULTADOS SUSEP JAN A SET 2015: 1- INTRODUÇÃO: A SUSEP liberou no dia 26/10/2015 os números do Mercado de Seguros e Previdência referente ao período de jan a setembro de 2015. Cabe ainda lembrar que esses números se referem ao banco

Leia mais

De fato a situação poderá se complicar em função da situação econômica do País.

De fato a situação poderá se complicar em função da situação econômica do País. 1- INTRODUÇÃO: A SUSEP liberou no dia 21/09/2015 os números do Mercado de Seguros e Previdência referente ao período de jan a julho de 2015. Cabe ainda lembrar que esses números se referem ao banco de

Leia mais

CENÁRIO: NOVA REPRESENTAÇÃO CONFEDERAÇÃO DE SEGUROS E RESPECTIVAS FEDERAÇÕES

CENÁRIO: NOVA REPRESENTAÇÃO CONFEDERAÇÃO DE SEGUROS E RESPECTIVAS FEDERAÇÕES CENÁRIO: NOVA REPRESENTAÇÃO CONFEDERAÇÃO DE SEGUROS E RESPECTIVAS FEDERAÇÕES = 2 DADOS Federação Nacional de Seguros Gerais - Fenseg Fundada em 07 de fevereiro de 2007 Endereço: Rua Senador Dantas, 74

Leia mais

CASTIGLIONE SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A OUTUBRO DE 2015 SUSEP SES

CASTIGLIONE SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A OUTUBRO DE 2015 SUSEP SES SEGURO JAN A OUTUBRO DE 2015 SUSEP SES 1 1- INTRODUÇÃO: O Seguro de Acidentes Pessoais garante o pagamento de uma indenização aos beneficiários em caso de morte acidental, em caso de invalidez permanente

Leia mais

Situação Atual e Perspectivas do Mercado de Distribuição de Seguros no Brasil

Situação Atual e Perspectivas do Mercado de Distribuição de Seguros no Brasil Situação Atual e Perspectivas do Mercado de Distribuição de Seguros no Brasil Janeiro / 2013 kpmg.com/br Realizado em colaboração com Sumário Sumário Executivo...04 Objetivo da Pesquisa...05 Evolução

Leia mais

Situação Atual e Perspectivas do Mercado de Distribuição de Seguros no Brasil

Situação Atual e Perspectivas do Mercado de Distribuição de Seguros no Brasil Situação Atual e Perspectivas do Mercado de Distribuição de Seguros no Brasil Janeiro / 2013 kpmg.com/br Realizado em colaboração com Sumário Sumário Executivo...04 Objetivo da Pesquisa...05 Evolução

Leia mais

Prefeito Empreendedor. Guia de Recomendações Preliminares para o Fomento do Empreendedorismo nos Municípios

Prefeito Empreendedor. Guia de Recomendações Preliminares para o Fomento do Empreendedorismo nos Municípios Prefeito Empreendedor Guia de Recomendações Preliminares para o Fomento do Empreendedorismo nos Municípios Março/2012 Expediente Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior MDIC Fernando

Leia mais

CASTIGLIONE SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A SETEMBRO DE 2015 SUSEP SES

CASTIGLIONE SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A SETEMBRO DE 2015 SUSEP SES SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A SETEMBRO DE 2015 SUSEP SES 1 1- INTRODUÇÃO: O Seguro de Acidentes Pessoais garante o pagamento de uma indenização aos beneficiários em caso de morte acidental, em caso de

Leia mais

ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS GARANTIAS JAN A DEZ 2014 NÚMEROS SUSEP - SES (02/03/2015)

ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS GARANTIAS JAN A DEZ 2014 NÚMEROS SUSEP - SES (02/03/2015) ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS JAN A DEZ 2014 NÚMEROS SUSEP - SES (02/03/2015) lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: Como sabemos a SUSEP, no intuito de aperfeiçoar as avaliações

Leia mais

SEGURO PRESTAMISTA JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES

SEGURO PRESTAMISTA JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES SEGURO PRESTAMISTA JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: As características do seguro prestamista fazem com que o período de vigência seja de acordo

Leia mais

PAINEL OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS DO MERCADO DE SEGUROS MINEIRO. Seguros de Pessoas

PAINEL OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS DO MERCADO DE SEGUROS MINEIRO. Seguros de Pessoas PAINEL OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS DO MERCADO DE SEGUROS MINEIRO Seguros de Pessoas SEGUROS DE PESSOAS Brasil por UF SP e RJ detém 60% do mercado; MG se mantém em 3º no Brasil, com 7,6% de participação;

Leia mais

Entenda o Seguro Garantia Judicial

Entenda o Seguro Garantia Judicial Entenda o Seguro Garantia Judicial Sumário O que é o Seguro Garantia Judicial... 6 O Seguro Garantia Judicial pode ser utilizado como garantia... 7 Estrutura básica... 9 Legislação aplicável... 10 Momentos

Leia mais

Todo início de ano é a mesma coisa: fazemos a

Todo início de ano é a mesma coisa: fazemos a Entre nós www.marinhodespachantes.com Novas oportunidades! de todos nossos clientes, parceiros, amigos e colaboradores em 2012 e renovar nosso contrato de amizade para 2013 Elza Aguiar Presidente Todo

Leia mais

:: SEI / CADE - 0056816 - Parecer ::

:: SEI / CADE - 0056816 - Parecer :: Página 1 de 9 Ministério da Justiça - MJ Conselho Administrativo de Defesa Econômica - CADE SEPN 515 Conjunto D, Lote 4 Ed. Carlos Taurisano, 2º andar - Bairro Asa Norte, Brasília/DF, CEP 70770-504 Telefone:

Leia mais

Entenda os Seguros para Celulares e Equipamentos Eletrônicos e Portáteis: orientações para o Consumidor

Entenda os Seguros para Celulares e Equipamentos Eletrônicos e Portáteis: orientações para o Consumidor Entenda os Seguros para Celulares e Equipamentos Eletrônicos e Portáteis: orientações para o Consumidor Sumário O que você precisa saber sobre os seguros para celulares e equipamentos eletrônicos e portáteis...

Leia mais

SEMINÁRIO NOVA LEI GERAL DE SEGUROS

SEMINÁRIO NOVA LEI GERAL DE SEGUROS SEMINÁRIO NOVA LEI GERAL DE SEGUROS Marco Antonio Rossi Presidente da Fenaprevi Presidente da Bradesco Seguros Agenda Mercado Segurador Nacional Os direitos dos Segurados e Participantes Legislação O Brasil

Leia mais

ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS RISCOS DE ENGENHARIA JAN A MAIO 2014 NÚMEROS SUSEP SES

ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS RISCOS DE ENGENHARIA JAN A MAIO 2014 NÚMEROS SUSEP SES ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS RISCOS DE ENGENHARIA JAN A MAIO 2014 NÚMEROS SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: Como sabemos a SUSEP, no intuito de aperfeiçoar as avaliações

Leia mais

Tecnologia e Inovação: Clientes Especiais. Paulo Sgarbi Agosto 2015

Tecnologia e Inovação: Clientes Especiais. Paulo Sgarbi Agosto 2015 Tecnologia e Inovação: Clientes Especiais. Paulo Sgarbi Agosto 2015 NOSSO CARTÃO DE VISITAS Alemanha > Grupo TALANX - Terceiro maior grupo segurador alemão > 9,8 milhões de veículos segurados Prêmio Emitido

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA 2015 RANKING DE OPERADORAS COM E SEM VGBL E INDICADORES OPERACIONAIS

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA 2015 RANKING DE OPERADORAS COM E SEM VGBL E INDICADORES OPERACIONAIS E PREVIDÊNCIA 2015 RANKING DE OPERADORAS COM E SEM VGBL E INDICADORES OPERACIONAIS 04/02/2016 1 Esse estudo vem apresentar o ranking brasileiro de seguradoras do Execício de 2015 com e sem o produto financeiro

Leia mais

CONHEÇA O NOVO CENTAURO-ON NEWS. MAIS MODERNO E VERSÁTIL, PARA VOCÊ.

CONHEÇA O NOVO CENTAURO-ON NEWS. MAIS MODERNO E VERSÁTIL, PARA VOCÊ. Ano VII Nº 37 Outubro/Dezembro 2015 CONHEÇA O NOVO CENTAURO-ON NEWS. MAIS MODERNO E VERSÁTIL, PARA VOCÊ. LEIA TAMBÉM 2015: Ano de grandes realizações Pág. 02 Seguro Vida Individual: Tranquilidade para

Leia mais

Prêmio Sincor-SP de Jornalismo destaca as melhores reportagens que abordaram o corretor de seguros

Prêmio Sincor-SP de Jornalismo destaca as melhores reportagens que abordaram o corretor de seguros UMA PUBLICAÇÃO MENSAL DO SINCOR-SP 389 NOVEMBRO 2013 Sincor-SP revela resultado da PMC 2013 A Pesquisa para Melhoria Contínua do Mercado de Seguros apresentou a opinião de quase dois mil corretores de

Leia mais

MENSAGEM DO PRESIDENTE Projetando o nosso futuro

MENSAGEM DO PRESIDENTE Projetando o nosso futuro 2015 MENSAGEM DO PRESIDENTE Projetando o nosso futuro É com grande satisfação que apresentamos a Previsão Orçamentária para o exercício de 2015 do Sindicato dos Corretores de Seguros no Estado de São Paulo

Leia mais

BRADESCO SEGURO FIANÇA LOCATÍCIA

BRADESCO SEGURO FIANÇA LOCATÍCIA BRADESCO SEGURO FIANÇA LOCATÍCIA Seguro Fiança Locatícia O que é o Seguro Fiança Locatícia O Mercado Partes envolvidas Coberturas Tipos de Imóveis Processo de Contratação Acesso ao Sistema O que é o Seguro

Leia mais

Entrevista CADERNOS DE SEGURO

Entrevista CADERNOS DE SEGURO Entrevista 6 Marco Antonio Rossi Presidente da Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg) POR Vera de Souza e Lauro Faria

Leia mais

PROMOÇÃO DE CRÉDITO: COMO AMPLIAR AS VENDAS E GARANTIR QUALIDADE OPORTUNIDADES NO MERCADO DE SEGUROS SP, 10.11.2010.

PROMOÇÃO DE CRÉDITO: COMO AMPLIAR AS VENDAS E GARANTIR QUALIDADE OPORTUNIDADES NO MERCADO DE SEGUROS SP, 10.11.2010. PROMOÇÃO DE CRÉDITO: COMO AMPLIAR AS VENDAS E GARANTIR QUALIDADE OPORTUNIDADES NO MERCADO DE SEGUROS SP, 10.11.2010 Eugênio Velasques 2020 2030 2040 2050 2010 Evolução da População 300 250 200 150 5 vezes

Leia mais

Plano de Previdência do Sincor-SP conquista a adesão de mil corretores

Plano de Previdência do Sincor-SP conquista a adesão de mil corretores UMA PUBLICAÇÃO MENSAL DO SINCOR-SP 387 SETEMBRO 2013 Escola Nacional de Seguros conclui processo de aquisição de imóvel no centro de São Paulo Foram comprados nove andares de um prédio na Rua Augusta,

Leia mais

AUTOMÓVEIS JAN A JUNHO 2015

AUTOMÓVEIS JAN A JUNHO 2015 AUTOMÓVEIS JAN A JUNHO 2015 Como sabemos a modalidade de Automóveis ainda é o carro-chefe do segmento de seguros. Desde a renúncia fiscal (IPI), aumento de crédito e taxa de juros mais coerentes, que a

Leia mais

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Previdência

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Previdência Marco Antonio Rossi Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Previdência 1 Brasil Entre as Maiores Economias do Mundo Mercado Brasileiro de Seguros e Previdência O Mundo do Seguro e Previdência Desafios

Leia mais

XII Seminário Internacional de Países Latinos Europa América.

XII Seminário Internacional de Países Latinos Europa América. XII Seminário Internacional de Países Latinos Europa América. La Gestión Contable, Administrativa y Tributaria en las PYMES e Integración Europa-América 23 24 de junio 2006 Santa Cruz de la Sierra (Bolívia)

Leia mais

ESECS-PJ. Estudo Socioeconômico das

ESECS-PJ. Estudo Socioeconômico das ESECS-PJ Estudo Socioeconômico das Empresas Corretoras de Seguros A G O S T O / 2 0 1 3 O Estudo Socioeconômico das Empresas Corretoras de Seguros Pessoa Jurídica (ESECS-PJ) é fruto de um trabalho de

Leia mais

ANÁLISE PRODUTOS 2014 SEGURO GARANTIA I TRIMESTRE DE 2014

ANÁLISE PRODUTOS 2014 SEGURO GARANTIA I TRIMESTRE DE 2014 ANÁLISE PRODUTOS 2014 SEGURO GARANTIA I TRIMESTRE DE 2014 lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: Lamentavelmente esse estudo será restrito ao volume de prêmios não tendo, por

Leia mais

Potencial Econômico dos Clientes dos Corretores de Seguros Independentes do Estado de São Paulo Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.

Potencial Econômico dos Clientes dos Corretores de Seguros Independentes do Estado de São Paulo Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com. Potencial Econômico dos Clientes dos Corretores de Seguros Independentes do Estado de São Paulo Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Julho/2005 1) Introdução O objetivo deste estudo foi avaliar

Leia mais

AUTOMÓVEIS JAN A ABRIL 2015

AUTOMÓVEIS JAN A ABRIL 2015 AUTOMÓVEIS JAN A ABRIL 2015 Como sabemos a modalidade de Automóveis ainda é o carro-chefe do segmento de seguros. Desde a renúncia fiscal (IPI), aumento de crédito e taxa de juros mais coerentes, que a

Leia mais

Vida Segura Empresarial Bradesco:

Vida Segura Empresarial Bradesco: PRÊMIO ANSP 2005 Vida Segura Empresarial Bradesco: A democratização do acesso ao Seguro de Vida chega às Micro e Pequenas Empresas. 1 SUMÁRIO 1. Sinopse 3 2. Introdução 4 3. O desafio de ser o pioneiro

Leia mais

Mercado de Seguros de Pessoas Dados Estatísticos Setembro 2014

Mercado de Seguros de Pessoas Dados Estatísticos Setembro 2014 Mercado de Seguros de Pessoas Dados Estatísticos Setembro 2014 Rua Senador Dantas, nº 74 11º andar Cep 20.031-205 Rio de Janeiro RJ Brasil Tel: +55 21 2510-7914 Fax: +55 21 2510-7930 e-mail: fenaprevi@fenaprevi.org.br

Leia mais

EI, VOCÊ AÍ! Passo a passo para as declarações de renda do MEI - Microempreendedor Individual 2014

EI, VOCÊ AÍ! Passo a passo para as declarações de renda do MEI - Microempreendedor Individual 2014 EI, VOCÊ AÍ! Regularize a situação da sua empresa com as dicas do Sebrae-SP e aproveite todos os benefícios da formalização. Passo a passo para as declarações de renda do MEI - Microempreendedor Individual

Leia mais

WEBINAR SEGURO DPVAT O SEGURO DO TRÂNSITO. Palestrante Vera Cataldo

WEBINAR SEGURO DPVAT O SEGURO DO TRÂNSITO. Palestrante Vera Cataldo 1 WEBINAR SEGURO DPVAT O SEGURO DO TRÂNSITO Palestrante Vera Cataldo Seguro DPVAT Seguro Obrigatório de Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Via Terrestre ou por sua carga, a pessoas transportadas

Leia mais

O MERCADO DE SEGURO DE PESSOAS E PREVIDÊNCIA PARA 2014 NA VISÃO DA FENAPREVI. Osvaldo do Nascimento Presidente da FenaPrevi

O MERCADO DE SEGURO DE PESSOAS E PREVIDÊNCIA PARA 2014 NA VISÃO DA FENAPREVI. Osvaldo do Nascimento Presidente da FenaPrevi O MERCADO DE SEGURO DE PESSOAS E PREVIDÊNCIA PARA 2014 NA VISÃO DA FENAPREVI Osvaldo do Nascimento Presidente da FenaPrevi 1 CENÁRIO INTERNACIONAL 2 CENÁRIO INTERNACIONAL 3 CENÁRIO INTERNACIONAL 4 CENÁRIO

Leia mais

23/02/2010. Tarcísio José Massote de Godoy

23/02/2010. Tarcísio José Massote de Godoy 23/02/2010 Tarcísio José Massote de Godoy Agenda Grupo Segurador Brasil e Mercado Segurador Mundial Mercado de Seguros na América Latina Mercado de Seguros, Previdência e Capitalização Seguros e Previdência

Leia mais

ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS AUTOMÓVEIS JAN A MAIO 2014 NÚMEROS SUSEP SES

ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS AUTOMÓVEIS JAN A MAIO 2014 NÚMEROS SUSEP SES ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS AUTOMÓVEIS JAN A MAIO 2014 NÚMEROS SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: Como sabemos a SUSEP, no intuito de aperfeiçoar as avaliações de

Leia mais

Gestão de Benefícios

Gestão de Benefícios Gestão de Benefícios 2EASY GESTÃO DE BENEFÍCIOS A 2Easy Benefícios é uma unidade de negócios da 2Easy Solutions, reconhecida pelo seu know how em Soluções para Gestão de Pessoas. A 2Easy Benefícios nasceu

Leia mais

Seguros, Previdência e Capitalização

Seguros, Previdência e Capitalização Seguros, Previdência e Capitalização Análise das contas Patrimoniais e do Resultado Ajustado do Grupo Bradesco de Seguros, Previdência e Capitalização: Balanço Patrimonial Mar10 Dez09 Mar09 Ativo Circulante

Leia mais

MUDANÇA NO PROCESSO DE TRANSMISSÃO DE PROPOSTA - AUTOMÓVEL

MUDANÇA NO PROCESSO DE TRANSMISSÃO DE PROPOSTA - AUTOMÓVEL 1 Kit de Cálculo 0111K1 Prezado Corretor, Você está recebendo a nova versão do Kit de Cálculo 0111K1, com novidades importantes. Leia atentamente este Informe Técnico para entender o que muda nos seguros

Leia mais

Aon Risk Solutions. Outubro/2014 FINANCIAL LINES

Aon Risk Solutions. Outubro/2014 FINANCIAL LINES Aon Risk Solutions Outubro/2014 Aon Risk Solutions Aon Corporation Líder mundial em consultoria de seguros, gerenciamento de riscos e benefícios para funcionários e executivos; Maior corretora mundial

Leia mais

Esta é a hora de nos fortalecer como pessoas

Esta é a hora de nos fortalecer como pessoas UMA PUBLICAÇÃO MENSAL DO SINCOR-SP 377 NOVEMBRO 2012 Entrevista Edward Lange, novo CEO da Allianz Seguros, quer estreitar o relacionamento com os corretores de seguros e aproveitará o Sincor-SP para isso.

Leia mais

Pesquisa Conjuntural do Comércio Eletrônico

Pesquisa Conjuntural do Comércio Eletrônico Pesquisa Conjuntural do Comércio Eletrônico Fecomercio-SP/E-bit apresentação A Pesquisa Conjuntural do Comércio Eletrônico para o Estado de São Paulo (Pesquisa Fecomercio-SP/E-bit) é realizada com dados

Leia mais

Empresas de. 5 Capitalização. Melhores Práticas das. 2 Apresentação 4 Introdução 5 Composição do Sistema de Capitalização.

Empresas de. 5 Capitalização. Melhores Práticas das. 2 Apresentação 4 Introdução 5 Composição do Sistema de Capitalização. Melhores Práticas das Empresas de Capitalização 2 Apresentação 4 Introdução 5 Composição do Sistema de Capitalização 5 Capitalização 6 Missão da Capitalização 7 Valores da Capitalização 7 Melhores Práticas

Leia mais

Horário Atividades Descrição Informações Importantes Visitação dos participantes ao Complexo Portuário de SUAPE e Abertura Oficial do CONSEG

Horário Atividades Descrição Informações Importantes Visitação dos participantes ao Complexo Portuário de SUAPE e Abertura Oficial do CONSEG C o n g r e s s o d e S e g u r o s Horário Atividades Descrição Informações Importantes 13h às 22h Visitação dos participantes ao Complexo Portuário de SUAPE e Abertura Oficial do CONSEG Ônibus sairá

Leia mais

INSTITUTO LOJAS RENNER

INSTITUTO LOJAS RENNER 2011 RELATÓRIO DE ATIVIDADES INSTITUTO LOJAS RENNER Instituto Lojas Renner Inserção de mulheres no mercado de trabalho, formação de jovens e desenvolvimento da comunidade fazem parte da essência do Instituto.

Leia mais

SINDICATO DOS CORRETORES DE SEGUROS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

SINDICATO DOS CORRETORES DE SEGUROS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SINDICATO DOS CORRETORES DE SEGUROS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Diretoria PRESIDENTE Ricardo Pansera - Canoas VICE PRESIDENTES Celso Marini Passo Fundo Roseli de Castro Viamão Sérgio Petzhold Porto

Leia mais

Itaú Seguros Princípios para Sustentabilidade em Seguros

Itaú Seguros Princípios para Sustentabilidade em Seguros Itaú Seguros Princípios para Sustentabilidade em Seguros Relatório 2014-2015 Itaú Seguros Perfil Desde 1921, a seguradora do Itaú atua no setor de seguros atendendo a empresas e pessoas físicas, disponibilizando

Leia mais

Recursos do Sistema Gerenciador de Seguros VS IT 2015

Recursos do Sistema Gerenciador de Seguros VS IT 2015 Recursos do Sistema Gerenciador de Seguros IT 2015 1) Cadastros, definições e parametrizações 1.1) Corretoras Prêmio por anos de trabalho da Corretora Tabela de acréscimos sobre a comissão recebida da

Leia mais

Vencedor Estadual Novos Projetos

Vencedor Estadual Novos Projetos COMO MUDAR A PERSPECTIVA DE SUA CIDADE O desenvolvimento acontece com a força dos Pequenos Negócios Vencedores do 8º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor (2013-2014) Vencedor Estadual Novos Projetos Município

Leia mais

Marco Antonio Rossi. FenaPrevi e o Mercado de Seguros e Previdência

Marco Antonio Rossi. FenaPrevi e o Mercado de Seguros e Previdência Marco Antonio Rossi FenaPrevi e o Mercado de Seguros e Previdência 1 Agenda 1. Linha do Tempo 2. Mercado Brasileiro 3. Indicadores de Desenvolvimento 4. Cenários 5. O Agregado de Oportunidades 6. Seguros

Leia mais

PME BRASIL. ACE Brasil

PME BRASIL. ACE Brasil PME BRASIL Grupo ACE Criada em 1.985 Receita de Prêmio Superior a US$ 20 bilhões em 2010 Classificação AAA+ pela Moody s. Ativos de mais de US$ 78 bilhões Atuação em Seguros e Resseguros Presente em mais

Leia mais

1- INTRODUÇÃO: 2- RESULTADOS SUSEP JAN 2015:

1- INTRODUÇÃO: 2- RESULTADOS SUSEP JAN 2015: 1- INTRODUÇÃO: A SUSEP liberou no dia 07/03/2015 os números do Mercado de Seguros e Previdência referente ao mês de janeiro 2015. Cabe ainda lembrar que esses números se referem ao banco de dados SES o

Leia mais

SOMOS UM FIQUE DE OLHO NA PRÓXIMA EDIÇÃO. Unidade de Negócios Centro Norte (SP) realiza apresentação na Funenseg

SOMOS UM FIQUE DE OLHO NA PRÓXIMA EDIÇÃO. Unidade de Negócios Centro Norte (SP) realiza apresentação na Funenseg Assessoria de Comunicação Lojacorr S.A. 7ª Edição, Ano 2014. Comunicação Interna Ana Clara Baptistella Assessoria de Imprensa Prisma Comunicação Diagramação Rafael Martins Email: comunicacao@lojacorr.com.br

Leia mais

LEI 4594 de 1964 - Seguros - Regulamentação da Profissão de Corretor

LEI 4594 de 1964 - Seguros - Regulamentação da Profissão de Corretor LEI 4594 de 1964 - Seguros - Regulamentação da Profissão de Corretor LEI Nº 4.594, DE 29 DEZEMBRO DE 1964 (DOU 05.01.1965) Regula a Profissão de Corretor de Seguros. Nota: Ver Resolução SUSEP nº 81, de

Leia mais

GRUPO MARÍTIMA SEGUROS CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL MUITO BOA

GRUPO MARÍTIMA SEGUROS CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL MUITO BOA GRUPO MARÍTIMA SEGUROS CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL MUITO BOA Exercício 2008 RELATÓRIO FINANCEIRO & CLASSIFICAÇÃO DE RISCO Exercício 2008 GRUPO MARÍTIMA SEGUROS CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL Relatório 1. Institucional

Leia mais

Corretora do Futuro. A sua revista. Abril/2014 Ano 2014/ Ed. nº 6. Revista Corretora do Futuro 1

Corretora do Futuro. A sua revista. Abril/2014 Ano 2014/ Ed. nº 6. Revista Corretora do Futuro 1 Corretora do Futuro A sua revista Abril/2014 Ano 2014/ Ed. nº 6 Revista Corretora do Futuro 1 LOJACORR S.A. Saiba as novidades sobre O Café da Manhã com a Lojacorr S.A. Durante a apresentação do novo Diretor

Leia mais

Resultados do 4T08 e 2008 PSSA3

Resultados do 4T08 e 2008 PSSA3 Resultados do 4T08 e 2008 PSSA3 Questões Onde queremos chegar? Como vamos chegar? Onde estamos? Como estamos indo? 2 Mercado Segurador Brasileiro Expanção Geográfica: Oportunidade de Crescimento Queremos

Leia mais

SUPERSIMPLES ABRE NOVOS HORIZONTES PARA O CORRETOR DE IMÓVEIS

SUPERSIMPLES ABRE NOVOS HORIZONTES PARA O CORRETOR DE IMÓVEIS 1 Lei Complementar nº 147/2014 SUPERSIMPLES ABRE NOVOS HORIZONTES PARA O CORRETOR DE IMÓVEIS Redução drástica dos impostos e burocracia com inclusão no CNPJ 3 APRESENTAÇÃO Simples é uma lei viva, ela

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS, GERAÇÃO DE EMPREGO E INCLUSÃO SOCIAL. XII Seminario del CILEA Bolívia 23 a 25/06/2006

DESENVOLVIMENTO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS, GERAÇÃO DE EMPREGO E INCLUSÃO SOCIAL. XII Seminario del CILEA Bolívia 23 a 25/06/2006 DESENVOLVIMENTO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS, GERAÇÃO DE EMPREGO E INCLUSÃO SOCIAL. XII Seminario del CILEA Bolívia 23 a 25/06/2006 Conteúdo 1. O Sistema SEBRAE; 2. Brasil Caracterização da MPE; 3. MPE

Leia mais

(MLRV) TRANSPORTES INTERNACIONAIS JAN A JUNHO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1

(MLRV) TRANSPORTES INTERNACIONAIS JAN A JUNHO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 TRANSPORTES INTERNACIONAIS JAN A JUNHO DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: Lamentavelmente a SUSEP alterou a estrutura de resultados não mais detalhando os

Leia mais

MICROSSEGUROS E INCLUSÃO SOCIAL

MICROSSEGUROS E INCLUSÃO SOCIAL MICROSSEGUROS E INCLUSÃO SOCIAL Incentivo da autarquia é decisivo para a expansão do mercado segurador no Brasil / pág 5 BALANÇO DO MERCADO SEGURADOR 2013 foi marcado por forte crescimento / pág 6 // ENTREVISTA

Leia mais

4,5,6,7 8,9,10 11,12,13 14,15 16 17,18. Índice. Introdução 3

4,5,6,7 8,9,10 11,12,13 14,15 16 17,18. Índice. Introdução 3 RELATÓRIO ANUAL Índice Introdução 3 Total de Empresas Unidades de Négócios Empresas Instaladas em Inscrição de Empresas no Processo de Seleção Planos de negócios aprovados Recursos Financeiros para Custeio

Leia mais

Suplemento Técnico. Transportes Automóvel

Suplemento Técnico. Transportes Automóvel Suplemento Técnico Uma publicação do 3º Edição - Julho 2013 Transportes Automóvel Ramos de seguros apresentam expressivo crescimento, mas também oferecem dificuldades aos corretores, como alta sinistralidade

Leia mais

4. Intensificar as visitas e reuniões com os colegas das unidades descentralizadas, nas capitais e no interior.

4. Intensificar as visitas e reuniões com os colegas das unidades descentralizadas, nas capitais e no interior. APRESENTAÇÃO A chapa Experiência e trabalho: a luta continua" tem como marca principal a soma. Policiais e dirigentes sindicais experientes juntam esforços com os colegas mais novos, para trabalhar por

Leia mais

CASTIGLIONE (MLRV) SEGURO GARANTIA UM MERCADO NERVOSO

CASTIGLIONE (MLRV) SEGURO GARANTIA UM MERCADO NERVOSO SEGURO GARANTIA UM MERCADO NERVOSO A SUSEP acabou de divulgar os números referentes ao período de janeiro a novembro de 2011. Sem sombra de dúvidas o SES Sistema de Estatísticas da SUSEP é o único instrumento

Leia mais

ENDEREÇO: AV. PAULISTA, 1294, - 16º, 17º, 18º E 21º ANDARES - BELA VISTA

ENDEREÇO: AV. PAULISTA, 1294, - 16º, 17º, 18º E 21º ANDARES - BELA VISTA RELAÇÃO DE SEGURADORAS DPVAT ACE SEGURADORA S.A. CNPJ: 03.502.099/0001-18 CÓDIGO FIP: 06513 ENDEREÇO: AV. PAULISTA, 1294, - 16º, 17º, 18º E 21º ANDARES - BELA VISTA CIDADE: SÃO PAULO - SP - CEP: 01310915

Leia mais

Transcrição da Teleconferência Resultados 2T06 Porto Seguro 14 de Agosto de 2006

Transcrição da Teleconferência Resultados 2T06 Porto Seguro 14 de Agosto de 2006 Operadora: Bom dia a todos. Sejam Bem Vindos à Teleconferência da S.A. para a discussão dos resultados referentes ao segundo trimestre de 2006. Estão presentes no evento os Srs. Casimiro Blanco Gómez,

Leia mais