Bases Morfológicas do Sistema Cardiovascular, Respiratório e Homeostasia Eixo temático: Bioquimica e Biofísica MÓDULO II

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Bases Morfológicas do Sistema Cardiovascular, Respiratório e Homeostasia Eixo temático: Bioquimica e Biofísica MÓDULO II"

Transcrição

1 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS UNIDADE ACADÊMICO-ADMINISTRATIVA DE MEDICINA (MED) Bases Morfológicas do Sistema Cardiovascular, Respiratório e Homeostasia Eixo temático: Bioquimica e Biofísica MÓDULO II METODOLOGIA PEDAGÓGICA DESENVOLVIDA NA FORMAÇAO TEÓRICO PRÁTICA INTEGRADA O currículo do Curso de Medicina da UCG será desenvolvido a partir de dois Grandes eixos: Eixo teórico-prático integrado Eixo do desenvolvimento pessoal No eixo teórico-prático integrado, a metodologia é baseada nas estratégias que tiveram êxito na metodologia problematizadora, que envolve a aprendizagem baseada em problemas (PBL-problembased learning) e a problematização, e que se materializam em dois momentos: Caso-clínico (tutoria) e Caso-problema (caso do eixo teórico-prático integrado-etpi). O eixo de desenvolvimento pessoal permeia todo o currículo integrando teoria e prática. Nos módulos III e IV desenvolve-se a partir da metodologia dos grupos Balint.As discussões, desenvolvidas a partir de uma situação clínica/problema, têm como metas principais, neste módulo, a aquisição dos conhecimentos das ciências básicas necessárias para a compreensão do processo saúde-doença e desenvolvimento de uma visão holística, ética, com compromisso social. As atividades são desenvolvidas com uma metodologia específica de definição de objetivos de aprendizagem, estudo auto-dirigido e um processo de avaliação contínuo. Nas discussões, os objetivos de aprendizagem da semana devem seguir os objetivos propostos para o módulo. OBJETIVO GERAL Propiciar conhecimentos das áreas básicas como fundamentos para compreensão do processo saúde-doença; Facilitar a integração dos conhecimentos das ciências básicas e clínicas, contemplando os aspectos biológicos, psicossociais e éticos; Desenvolver a habilidade para discussão em Grupo; Desenvolver responsabilidade frente a si mesmo e ao Grupo. OBJETIVOS ESPECÍFICOS Diante dos casos-problema o acadêmico deve ser capaz de: Avaliar criticamente a redação da história clínica, identificando os tópicos da anamnese e elaborando hipóteses diagnósticas. Descrever a macro e micro morfologia do sistema/órgão/tecido envolvido na situação;. Descrever e explicar as bases fisiológicas do sistema/órgão/tecido afetado.. Descrever as bases fisiopatológicas do processo saúde-doença relacionando os sinais e sintomas apresentados pelo paciente ao processo fisiopatológico;. Descrever os aspectos imunológicos envolvidos no caso clínico. Descrever o quadro clínico correspondente à doença discutida;. Descrever os métodos diagnósticos laboratoriais para confirmação das hipóteses diagnósticas. Descrever os métodos para diagnóstico por imagem adequados para o caso cínico.. Descrever sumariamente as possibilidades terapêuticas. Descrever os aspectos psicológicos relacionados ao paciente, à família ou à doença;. Descrever os aspectos epidemiológicos relacionados ao caso clínico. Identificar quando possível o agente etiológico e descrevê-lo quanto à morfologia, taxonomia, ciclo vital e características da resposta imunopatológica suscitada no hospedeiro. Identificar os fatores ambientais (culturais, socioeconômicos) relacionados ao caso; Identificar os aspectos ético-legais envolvidos na situação. Promover atividades teórico-práticas relacionadas ao diagnóstico das condições clínicas e seus diferenciais.

2 4. PRIMEIRO CICLO MÓDULO II SISTEMÁTICA DO MÓDULO II Unidade I Bases Morfofisiológicas dos Sistemas Endócrino e Reprodutor Eixos Temáticos Caso Clínico Bioquímica e Biofísica Citologia e Genética Histologia e Embriologia Anatomia Fisiologia Atividade Integradora UNIDADE II Bases Morfofisiológicas dos Sistemas Cardiovascular, Respiratório e Homeostasia Eixos Temáticos Caso Clínico Bioquímica e Biofísica Citologia e Genética Histologia e Embriologia Anatomia Fisiologia Atividade Integradora UNIDADE III Saúde da Comunidade: Práticas de Saúde, Medidas da Saúde Coletiva e Epidemiologia Descritiva UNIDADE IV Bioestatística UNIDADE V Psicologia e Ciências da Vida UNIDADE VI Teologia UNIDADE VII Caso sobre o Eixo Teórico Prático Integrado II OBJETIVOS DO CICLO Promover introdução ao estudo da Medicina RECORTE TEMÁTICO: POR SISTEMAS Análise de questões fundamentais das ciências biológicas com motivadores clínicos em que se inserem elementos psicológicos e sociais. UNIDADE I

3 Bases Morfofisiológicas dos Sistemas Endócrino e Reprodutor. Abordagem geral do Sistema Endócrino e Reprodutor. Estrutura anatômica, desenvolvimento embrionário dos sistemas, mecanismos básicos de controle. Elementos macros e microscópicos. UNIDADE II Bases Morfofisiológicas dos Sistemas Cardiovascular, Respiratório e Homeostasia. Abordagem geral do Sistema Cardiovascular, Respiratório e Homeostático. Estrutura anatômicas, desenvolvimento embrionário dos sistemas, mecanismos básicos de controle. Elementos macros e microscópicos. UNIDADE III Saúde da Comunidade: Práticas de Saúde, Medidas da Saúde Coletiva e Epidemiologia Descritiva. O trabalho médico na comunidade: programas e estratégias. Organização e planejamento como instrumento de aprendizagem. O Sistema Único de Saúde. A medida da saúde coletiva e a epidemiologia descritiva. UNIDADE IV Bioestatística Compreensão da base quantitativa dos dados na qualificação da pesquisa. Estudos da probabilidade e da amostragem. Medidas de tendência central e de dispersão. Teste parâmetro e representação gráfica. Análise qualitativa dos indicadores quantitativos. UNIDADE V Psicologia e Ciências da Vida. O desenvolvimento da personalidade. A interface da psicologia social, hospitalar e do desenvolvimento e a medicina. Os fatores subjetivos que permeiam o processo de comunicação, as relações interpessoais e as reações do indivíduo perante o adoecer e o morrer. UNIDADE VI Teologia Reflexão sobre as relações entre o fenômeno religioso e o desenvolvimento das ciências da vida e da ecologia, tendo como ponto de partida a tradição teológica cristã latino-americana, e como eixos de referência os valores evangélicos da vida plena, da compaixão e da solidariedade. UNIDADE VII Caso sobre Eixo Teórico / Prático Integrado II (CETPI II) OBJETIVOS DO MÓDULO II A Conhecimentos Compreender os fatores biológicos, sociais e ambientais que se articulam no processo saúde-doença, dentro de uma visão ética; Descrever as bases morfológicas (macro e microscópicas), bioquímicas/biofísicas e fisiológicas dos Sistemas Cardiovascular, Respiratório,

4 Homeostasia, Endócrino e Reprodutor necessárias para a compreensão do processo saúde/doença; Iniciar a compreensão da (o): o interação funcional de tecidos, órgãos e sistemas; o crescimento e desenvolvimento; o comportamento no processo saúde-doença; o socialização e estilo de vida; Desenvolver habilidades e conhecimentos relacionados ao modelo assistencial através das Unidades Básicas de Saúde da Região Noroeste de Goiânia; Manipular os indicadores de saúde através dos Sistemas de Informações em Saúde (SIS) disponíveis; Compreender e relacionar as circunstâncias sob as quais ocorrem, nas comunidades, os agravos: o método epidemiológico descritivo; B Habilidades Lidar com os fundamentos básicos do pensamento crítico e científico; Compreender e aplicar o processo de análise e teste de hipóteses; Definir seus objetivos de aprendizado, levando em conta suas deficiências, aptidões e os objetivos do semestre; Buscar e manusear adequadamente as informações em diferentes meios, incluindo prontuários, registros de produção, notificações etc.; Observar e descrever o sistema de saúde; Identificar os aspectos da interação morfofisiológicos e social da clientela da rede básica; C Atitudes Desenvolver a comunicação e relação interpessoal; Desenvolver habilidades para discussão em grupo; Desenvolver um comportamento ético e respeitoso no relacionamento com professores, colegas, profissionais das Instituições de Ensino e de Saúde; Desenvolver um comportamento ético e respeitoso no relacionamento com pessoas de diferentes microculturas pertencentes a diversas comunidades; Desenvolver habilidades de entrevista com usuários do sistema de saúde; Desenvolver responsabilidade em relação a si mesmo, a seus colegas, à Instituição e à comunidade; Ser ético e crítico nas discussões em equipe; Realizar adequadamente sua autoavaliação, avaliação dos professores e de sua equipe; Iniciar a discussão sobre aspectos psicológicos, sociais, econômicos e éticos; Criar vínculos com as comunidades (famílias e pessoas envolvidas na atenção à saúde) e desenvolver atividades que visam melhorar suas qualidades de vida. Identificar e discutir aspectos éticos; UNIDADES I e II

5 BASES MORFOFISIOLÓGICAS DOS SISTEMAS CARDIOVASCULAR, RESPIRATÓRIO, ENDÓCRINO E REPRODUTOR, E HOMEOSTASIA OBJETIVOS GERAIS Desenvolver o aprendizado do conhecimento das bases anatômicas (macro e microscópicas), bioquímicas, fisiológicas e comportamentais do processo saúde/doença em relação aos sistemas estudados; Inter-relacionar os fatores biológicos, psicológicos e sociais envolvidos nas situações de doença apresentadas; Desenvolver habilidades para o trabalho na equipe de saúde. OBJETIVOS ESPECÍFICOS Identificar e descrever as estruturas anatômicas; Descrever o desenvolvimento embrionário dos sistemas; Identificar vísceras e relacioná-las com o eixo esquelético e segmentos corpóreos; Descrever a estrutura microscópica dos componentes dos sistemas; Enumerar os elementos bioquímicos/biofísicos relacionados aos processos fisiológicos; Descrever os processos bioquímicos/biofísicos básicos da homeostasia; Descrever os mecanismos bioquímicos/biofísicos e fisiológicos específicos envolvidos nas células do sistema; Descrever os mecanismos básicos do controle das atividades viscerais; Relacionar os principais sinais e sintomas aos processos fisiopatológicos do sistema nas situações de doença apresentadas; Descrever os mecanismos e os fatores biopsicossociais envolvidos; Compreender a importância da tecnologia da informação para planejamento em saúde; Deduzir, aplicar e interpretar os resultados dos principais indicadores de saúde; Descrever o complexo saúde-doença nas variantes de tempo, lugar e pessoa; Iniciar a discussão ética; Mostrar responsabilidade frente a si mesmo, aos colegas e à instituição. UNIDADE II - BASES MORFOFISIOLÓGICAS DO SISTEMAS CARDIOVASCULAR, RESPIRATÓRIO E HOMEOSTASIA semanas 9 a 17 Eixo Temático: BIOQUÍMICA E BIOFÍSICA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E OBJETIVOS ESPECÍFICOS 1- Hemoglobina e Mioglobina Estrutura e Funções - Descrever as principais características estruturais e funcionais da mioglobina e hemoglobina; - Definir as características funcionais do grupo heme; - Identificar os locais de ligação do oxigênio, dióxido de carbono, íons hidrogênio e BPG na molécula de hemoglobina; - Explicar a cinética de ligação da hemoglobina e da mioglobina com o oxigênio (curva de saturação); - Analisar os efeitos do CO2, O2, ph e BPG sobre a afinidade da hemoglobina pelo oxigênio; - Analisar as alterações funcionais das hemoglobinopatias mais freqüentes. Aula prática: Eletroforese e Quantificação de Hemoglobinas 2- Biossíntese e Degradação do Heme - Identificar as enzimas envolvidas na biossíntese do heme;

6 - Identificar os principais precursores na biossíntese do heme; - Descrever as principais etapas regulatórias da biossíntese do heme; - Identificar os principais inibidores da biossíntese do heme; - Identificar uroporfirinas e coproporfirinas; - Descrever o catabolismo do heme; - Identificar as características estruturais dos pigmentos biliares; - Identificar as características de solubilidade dos pigmentos biliares; - Identificar o sitema hepático de conjugação da bilirrubina; - Identificar os principais quadros de icterícia. Aula prática: Dosagem de Bilirrubina 3- Respiração celular I Ciclo de Krebs -Explicar a importância metabólica do ciclo de Krebs; - Explicar os objetivos do ciclo de Krebs; - Identificar as enzimas e os intermediários do ciclo de Krebs; - Reconhecer as etapas regulatórias do ciclo de Krebs; - Descrever a energética do ciclo de Krebs; - Identificar os diferentes compartimentos mitocondriais; - Localizar na mitocôndria, as enzimas do ciclo de Krebs e da cadeia respiratória. Aula prática: Ação da Succinato desidrogenase 4- Respiração celular II Cadeia respiratória - Definir reações de oxido-redução; - Definir mudança de energia livre em reações redox; - Identificar os componentes mitocondriais da cadeia respiratória; - Identificar os principais inibidores da cadeia respiratória; - Definir fosforilação oxidativa; - Explicar o acoplamento da fosforilação oxidativa ao transporte de elétrons; - Explicar o mecanismo de acoplamento quimiosmótico da fosforilação oxidativa; - Identificar os principais desacopladores da cadeia respiratória. Aula prática: Dosagem de Creatina Quinase (CK) 5- Biossíntese de Ácidos graxos e triacilgliceróis - Identificar a localização celular da biossíntese de ácidos graxos; - Identificar os principais precursores da biossíntese de ácidos graxos; - Identificar os sistemas enzimáticos envolvidos na biossíntese de ácidos graxos; - Analisar a estequiometria da síntese de ácidos graxos; - Descrever os principais inibidores da síntese de ácidos graxos; - Descrever as principais etapas regulatórias da biossíntese de ácidos graxos; - Identificar as etapas de biossíntese dos triacilgliceróis; - Identificar os principais locais de síntese dos triacilgliceróis; - Identificar as etapas regulatórias da biossíntese de triacilgliceróis. Aula prática: Dosagem de Triacilgliceróis 6- Metabolismo do Colesterol - Descrever as principais características estruturais do colesterol; - Descrever a importância biológica do colesterol; - Identificar os precursores da biossíntese do coleterol; - Identificar os principais locais de síntese do colesterol; - Identificar os intermediários da biossíntese do colesterol; - Descrever os sistemas enzimáticos envolvidos na biossíntese do colesterol; - Reconhecer os mecanismos regulatórios da biossíntese do colesterol; - Descrever os principais destinos do colesterol no organismo. Aula prática: Dosagem do Colesterol total 7- Metabolismo de Lipoproteínas - Descrever as principais frações de lipoproteínas transportadoras de lipídiosl; - Descrever a importância das VLDL, IDL, HDL e Quilomícrons no transporte e metabolismo dos lipídios; - Descrever a importância das LDL no transporte e metabolismo do colesterol;

7 - Descrever as características estruturais e funcionais dos receptores de LDL colesterol; - Explicar o controle clínico dos níveis de colesterol sob o ponto de vista bioquímico; - Definir hipercolesterolemia familiar; - Identificar os principais destinos metabólicos do colesterol. Aula prática: Dosagem de HDL 8- Homeostasia Equilíbrio interno Integração Metabólica - Reconhecer as principais vias catabólicas envolvidas na formação de ATP, bem como suas interligações; - Identificar os principais mecanismos envolvidos na regulação metabólica; - Descrever o perfil metabólico característico do cérebro, músculo, tecido adiposo, rim e fígado; - Descrever as principais adaptações metabólicas verificadas no jejum e no estado pósabsortivo; - Descrever as principais adaptações metabólicas verificadas durante o exercício físico; - Reconhecer os principais mecanismos bioquímicos responsáveis pela homeostase calórica. EMENTA Desenvolvimento de conteúdos e práticas relacionadas com a bioquímica e biofísica dos sistemas endócrino e reprodutor. Desenvolvimento de conteúdos e práticas relacionadas com a bioquímica e a biofísica dos sistemas cardiovascular, respiratório e homeostasia. Desenvolvimento do conteúdo de forma interdisciplinar com os demais eixos temáticos da Unidade I e com as outras Unidades do respectivo Módulo. BIBLIOGRAFIA BIOQUÍMICA Bibliografia Básica DEVLIN, T.M. Manual de Bioquímica com Correlações Clínicas. Tradução da 6ª ed. São Paulo: Blücher; CHAMPE, P. C. et al. Bioquímica Ilustrada. 3ª ed. Rio de Janeiro: Art Méd; STRYER, L. Bioquímica. 6ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; Bibliografia complementar LEHNINGER, A.L., NELSON, D.L. & COX, M.M. Princípios de Bioquímica. 2ª ed. São Paulo: Sarvier; MARZOCCO, A. & TORRES, B.B. Bioquímica Básica. 3ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara; 2007 Outras Sugestões MONTGOMERY, R., CONWAY, T.W. & SPECTOR, A.A. Bioquímica: uma abordagem dirigida por casos. 5ª ed. São Paulo: Artes Médicas Ltda, MOTTA, V. T. Bioquímica Clínica para o Laboratório: princípios e interpretações. 4ª ed. São Paulo: EDUCS, VOET, D., VOET, J G. PRATT, C.W. Fundamentos de Bioquímica. Editora Artmed, NEPOMUCENO, M F & RUGGIERO, A.C. Manual de Bioquímica: roteiros de análises bioquímicas qualitativas, TECMEDD, BRACHT, E. L. I. Métodos de Laboratório em Bioquímica. São Paulo: Manole, GAW, A. C. et al. Bioquímica Clínica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001 LIMA, A. O. et al. Métodos de Laboratório Aplicados à Clínica: técnica e interpretação. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, O caso do Eixo Teórico Prático Integrado (ETPI) é o momento onde se concretizam as orientações pedagógicas da metodologia problematizadora. Teorização dos cinco elementos do Arco de Maguerez (contextualização, pontos-chave, teorização, hipóteses de soluções e aplicação à realidade) a partir de um caso-problema capturado por acadêmicos na Comunidade Escola (Distrito Sanitário da Região Noroeste de Goiânia) para o desenvolvimento e vivência da metodologia problematizadora freireana. O eixo de desenvolvimento pessoal, que permeia todo o currículo, é o segmento responsável pelo alinhavo das questões sócio-históricas, psicológicas, éticas, relacionais e teológicas com o conhecimento sobre o processo saúde/doença.

8 Este eixo é constituído por um conjunto de atividades, inseridas em programas, visando: Formação do aluno como pessoa e como cidadão Reflexão e revisão permanentes dos preceitos éticos e humanísticos que determinam as atitudes do homem enquanto ser social em suas relações Aquisições cumulativas no processo de ensino-aprendizagem. Os objetivos gerais: Incorporar à formação médica a dimensão psicossocial e espititual da pessoa, enfatizando a relação multiprofissional e interdisciplinar da equipe de saúde, usuários e comunidade; Desenvolver a consciência sobre a amplitude da relação médico-paciente; Promover reflexão sobre as responsabilidades da prática médica e sobre o significado emocional, psicológico, social e espiritual da saúde e da doença para os indivíduos nos diferentes ciclos de vida. Os objetivos específicos: Dimensão das competências políticas a) Ser agente de transformação social ao contribuir para a promoção de condições de vida saudável para a comunidade e para os indivíduos. b) Reconhecer a saúde como direito de todo cidadão e dever do Estado c) Atuar na elaboração das políticas de saúde e em sua execução, reconhecendo o papel social do médico d) Lidar criticamente com o mercado de trabalho e políticas de saúde e) Gerenciar os recursos tecnológicos disponíveis considerando a relação custo-benefício e levando em conta as necessidades da população Dimensão das relações interpessoais a) Comunicar-se de maneira simples e eficaz com o paciente considerando seu universo cultural (situação clínica, procedimentos necessários, transmissão de más noticias), com a família e com os colegas b) Ter disposição para a prática educativa do paciente e da comunidade c) Integrar e/ou liderar equipes multiprofissionais com compromisso, responsabilidade, empatia, gerenciamento eficaz d) Manter postura ética e humanística em relação ao paciente, à família e à comunidade Dimensão das atitudes pessoais a) Cuidar da própria saúde física e mental e buscar seu bem-estar como cidadão e como médico b) Reconhecer e respeitar as diversidades culturais c) Compreender as diferentes dimensões do humano - ética, econômica, política, estética e espiritual - e incorporá-las em sua prática profissional d) Saber trabalhar em equipe e tomar decisões com autonomia e discernimento Bibliografia ROUQUAYROL, M.Z. & ALMEIDA FILHO, N. Epidemiologia & saúde. 6ª ed. Rio de Janeiro: MEDSI Editora Médica e Científica Ltda; FORATINI, O.P. Ecologia, Epidemiologia e Sociedade. São Paulo: EDUSP / Artes Médicas; PEREIRA, M. G. Epidemiologia Teoria e Prática. 2ª Reimpressão. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; JEKEL, J.F., KATZ, D.L., ELMORE, J.G. Epidemiologia, Bioestatística e Medicina Preventiva. Rio de Janeiro: Livraria e Editora Revinter Ltda; ALMEIDA FILHO, N. & ROUQUAYROL, M.Z. Introdução à epidemiologia moderna. 2ª ed. Belo Horizonte/Salvador/Rio de Janeiro: COOPMED/APCE/ABRASCO; Outras sugestões CAMPOS, G.W.S., MINAYO, M.C.S., AKERMAN, M., JÚNIOR, M.D. & CARVALHO, Y.M. Tratado de Saúde Coletiva. São Paulo: Hucitec; Rio de Janeiro: Ed. Fiocruz CARVALHO, D.M. Grandes sistemas nacionais de informação em saúde: revisão e discussão da situação atual. Informe epidemiológico do SUS, VI (4) CENEPI / FNS.

9 Out/dez/1997. FRANCO, L.J. Fundamentos de Epidemiologia. 1ª Edição. São Paulo: Manole GORDIS. Epidemiologia. 2ª Edição. São Paulo: Revinter KATZ, D.L. Epidemiologia, Bioestatística e Medicina Preventiva. Rio de Janeiro: Livraria e Editora Revinter Ltda LAURENTI, R. & JORGE, M.H.P.M. O atestado de óbito. São Paulo: Centro da OMS para classificação das doenças PINHEIRO, R., CECCIM, R.B. & MATTOS, R.A. Ensino Trabalho Cidadania: Novas marcas ao ensinar integralidade no SUS. Rio de Janeiro: IMS/UERJ/CEPESQ/ABRASCO PINHEIRO, R., CECCIM, R.B. & MATTOS, R.A. Ensinar Saúde: a integralidade e o SUS nos cursos de graduação na área da saúde. Rio de Janeiro: IMS/UERJ/CEPESQ/ABRASCO Referências bibliográficas citadas nas diferentes unidades/eixos temáticos do respectivo Módulo. Artigos científicos segundo medicina baseada em evidências. Sites Institucionais das áreas da educação e da saúde, nacionais e internacionais. Monografias, dissertações e teses defendidas e aprovadas em Instituições de Ensino Superior reconhecidas pelo MEC. BERBEL, N.A.N. A problematização e a aprendizagem baseada em problemas: diferentes termos ou diferentes caminhos? Interface - Comunicação, saúde e educação, 2 (2): ; CYRINO, E.G. TORALLES-PEREIRA, M.L. Trabalhando com estratégias de ensino aprendizado por descoberta na área da saúde: a problematização e a aprendizagem baseada em problemas. Cadernos de Saúde Pública, 20 (3): ; Projeto do Curso de Medicina da PUC-Goias Manual do modulo Bibliografia Projeto do Curso de Medicina da PUC-Goias 1. Branco R.(org.) A Relação com o paciente: teoria, ensino e prática. 1ª ed. Rio de Janeiro, RJ: Guanabara Koogan, Guimarães K.B.S.(org.) Saúde Mental do Médico e do Estudante de Medicina. 1ª ed. (Coleção temas de psicologia e educação médica). São Paulo, SP: Casa do Psicólogo, Pitta A.M.F. Hospital: dor e morte como ofício. 3ª ed. São Paulo, SP: HUCITEC, Bibliografia Complementar: 1. Balint M. O médico, seu paciente e a doença. 2ª ed. São Paulo, SP: Editora Atheneu, Barbosa G.A. (org.) A Saúde dos Médicos no Brasil. 1ª ed. Brasília, DF: Conselho Federal de Medicina, (disponível no site Portal Médico CFM) 3. Mello Fº J. (org.). Identidade Médica: implicações históricas e antropológicas. 1ª ed. (Coleção temas de psicologia e educação médica). São Paulo, SP: Casa do Psicólogo, Sites de Interesse: Associação Brasileira de Medicina Psicossomática Associação Brasileira de Qualidade de Vida Conselho Federal de Medicina Portal Médico Doctor s Health Advisory Service International Doctors Health Conference The International Balint Federation: American Academy on Communication in Healthcare:

de Saúde Coletiva e Epidemiologia Descritiva

de Saúde Coletiva e Epidemiologia Descritiva MED 1021 Unidade III- Saúde da Comunidade: Práticas de Saúde, Medidas de Saúde Coletiva e Epidemiologia Descritiva O trabalho médico na comunidade saudável: programas e estratégias voltadas para a promoção

Leia mais

Infecções Respiratórias na comunidade e no paciente hospitalizado

Infecções Respiratórias na comunidade e no paciente hospitalizado MED 1400- Clinica I Eixo temático: Ambulatório de Moléstias Infecciosas Estudo da semiologia, etiopatogenia, fisiopatologia, quadro clínico, diagnóstico, tratamento e prevenção das principais doenças infecciosas

Leia mais

MED 1400- Clinica I. Eixo temático : Ambulatório de Hematologia

MED 1400- Clinica I. Eixo temático : Ambulatório de Hematologia MED 1400- Clinica I Eixo temático : Ambulatório de Hematologia Estudo da semiologia, etiopatogenia, fisiopatologia, quadro clínico, diagnóstico, tratamento e prevenção das principais doenças hematológicas.

Leia mais

MÓDULO X METODOLOGIA PEDAGÓGICA DESENVOLVIDA NA FORMAÇAO TEÓRICO PRÁTICA INTEGRADA

MÓDULO X METODOLOGIA PEDAGÓGICA DESENVOLVIDA NA FORMAÇAO TEÓRICO PRÁTICA INTEGRADA CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS UNIDADE ACADÊMICO-ADMINISTRATIVA DE MEDICINA (MED) Saúde da Criança e do Adolescente II Eixo temático: Ambulatório do Adolescente MÓDULO X METODOLOGIA PEDAGÓGICA DESENVOLVIDA NA

Leia mais

2º CICLO MÓDULO IV OBJETIVOS DO CICLO

2º CICLO MÓDULO IV OBJETIVOS DO CICLO CURSO DE MEDICINA O currículo do Curso de Medicina da UCG será desenvolvido a partir de dois grandes eixos:?eixo teórico-prático integrado Eixo do desenvolvimento pessoal No eixo teórico-prático integrado,

Leia mais

Bases Morfofisiológicas do Sistema Digestório e do Trato Urinário Eixo temático: Bioquimica e Biofísica MÓDULO I

Bases Morfofisiológicas do Sistema Digestório e do Trato Urinário Eixo temático: Bioquimica e Biofísica MÓDULO I CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS UNIDADE ACADÊMICO-ADMINISTRATIVA DE MEDICINA (MED) Bases Morfofisiológicas do Sistema Digestório e do Trato Urinário Eixo temático: Bioquimica e Biofísica MÓDULO I METODOLOGIA PEDAGÓGICA

Leia mais

Discussão de imagens de exames complementares de casos específicos, escolhidos pelo acadêmico ou pelo professor.

Discussão de imagens de exames complementares de casos específicos, escolhidos pelo acadêmico ou pelo professor. MED 1730 Imagem CONTEUDOS Discussão de imagens de exames complementares de casos específicos, escolhidos pelo acadêmico ou pelo professor. História do radiodiagnóstico - Anatomia topográfica e métodos

Leia mais

Exercícios de estudo de caso controle, de estudo de coorte e ensaio clínico. Leitura de artigos Apresentação em grupo de um artigo científico

Exercícios de estudo de caso controle, de estudo de coorte e ensaio clínico. Leitura de artigos Apresentação em grupo de um artigo científico UNIDADE III EPIDEMIOLOGIA ANALÍTICA EMENTA Método científico e os fundamentos dos principais desenhos de estudo no campo da epidemiologia. Realização de leitura crítica de publicações científicas. Exercício

Leia mais

Atividade de integração do Eixo de desenvolvimento pessoal

Atividade de integração do Eixo de desenvolvimento pessoal CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS UNIDADE ACADÊMICO-ADMINISTRATIVA DE MEDICINA (MED) Atividade de integração do Eixo de desenvolvimento pessoal METODOLOGIA PEDAGÓGICA DESENVOLVIDA NA FORMAÇAO TEÓRICO PRÁTICA INTEGRADA

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO (Prograd) EDITAL N 18/2010 - Prograd SELEÇÃO PÚBLICA DE PESSOAL DOCENTE UNIDADE III: Saúde da Mulher Ementa: Estudo sobre o controle neuroendócrino da fisiologia

Leia mais

Clinica Cirurgica II Eixo temático Urologia

Clinica Cirurgica II Eixo temático Urologia Clinica Cirurgica II Eixo temático Urologia O currículo do Curso de Medicina da PUG-Goiás é desenvolvido a partir de dois grandes eixos: Eixo Teórico-Prático Integrado Eixo do Desenvolvimento Pessoal Os

Leia mais

O currículo do Curso de Medicina da UCG é desenvolvido a partir de dois grandes eixos:

O currículo do Curso de Medicina da UCG é desenvolvido a partir de dois grandes eixos: O currículo do Curso de Medicina da UCG é desenvolvido a partir de dois grandes eixos: Eixo Teórico-Prático Integrado Eixo do Desenvolvimento Pessoal Os eixos Teórico-Prático Integrado e de Desenvolvimento

Leia mais

Bases de técnica cirúrgicas

Bases de técnica cirúrgicas UNIDADE III Bases de técnica cirúrgicas grandes eixos: O currículo do Curso de Medicina da UCG será desenvolvido a partir de dois - Eixo teórico-prático integrado - Eixo do desenvolvimento pessoal No eixo

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO (Prograd) EDITAL N 18/2010 - Prograd SELEÇÃO PÚBLICA DE PESSOAL DOCENTE

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO (Prograd) EDITAL N 18/2010 - Prograd SELEÇÃO PÚBLICA DE PESSOAL DOCENTE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO (Prograd) EDITAL N 18/2010 - Prograd SELEÇÃO PÚBLICA DE PESSOAL DOCENTE MED 1000 BASES MORFOFISIOLÓGICAS DO SISTEMA DIGESTÓRIO E TRATO URINÁRIO EIXOS TEMATICO: TUTORIA OBJETIVOS

Leia mais

CURSO DE DE MEDICINA. 1º CICLO - MÓDULO II Sub turmas 1 e 2

CURSO DE DE MEDICINA. 1º CICLO - MÓDULO II Sub turmas 1 e 2 SOCIEDADE GOIANA DE CULTURA IN SCIENTIA ET FIDE CURSO DE DE MEDICINA 1º CICLO - MÓDULO II Sub turmas 1 e 2 2009/1 SOCIEDADE GOIANA DE CULTURA Manual do estudante de Medicina do 1o Ciclo - Módulo II 2009-1

Leia mais

Seminário: Investigação clínica, laboratorial e de imagem em nefrologia Seminário: Nefropatia diabética Seminário: IRC clínica

Seminário: Investigação clínica, laboratorial e de imagem em nefrologia Seminário: Nefropatia diabética Seminário: IRC clínica MED 1410 Clinica II Eixo temático: Ambulatório de Nefro Estudo da semiologia, etiopatogenia, fisiopatologia, quadro clínico, diagnóstico, tratamento e prevenção das principais doenças do sistema urinário.

Leia mais

Unidade II Eixo temático: Cirurgia Vascular

Unidade II Eixo temático: Cirurgia Vascular CONTEÚDO PROGRAMÁTICO PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO (Prograd) EDITAL N 18/2010 - Prograd SELEÇÃO PÚBLICA DE PESSOAL DOCENTE Unidade II Eixo temático: Cirurgia Vascular Ementa: Revisão da anatomia, estudo da

Leia mais

CURSO: ENFERMAGEM. Objetivos Específicos 1- Estudar a evolução histórica do cuidado e a inserção da Enfermagem quanto às

CURSO: ENFERMAGEM. Objetivos Específicos 1- Estudar a evolução histórica do cuidado e a inserção da Enfermagem quanto às CURSO: ENFERMAGEM Missão Formar para atuar em Enfermeiros qualificados todos os níveis de complexidade da assistência ao ser humano em sua integralidade, no contexto do Sistema Único de Saúde e do sistema

Leia mais

FISIOPATOLOGIA E PROPEDÊUTICA DO ADULTO Eixo Temático: Enfermaria

FISIOPATOLOGIA E PROPEDÊUTICA DO ADULTO Eixo Temático: Enfermaria UNIDADE I FISIOPATOLOGIA E PROPEDÊUTICA DO ADULTO Eixo Temático: Enfermaria grandes eixos: O currículo do Curso de Medicina da UCG será desenvolvido a partir de dois - Eixo teórico-prático integrado -

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1º PERÍODO

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1º PERÍODO CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1º PERÍODO Biologia Geral, Citologia e Genética Estudo da célula, seus componentes e relação com as funções

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA

DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA 1. PERFIL DO FORMANDO EGRESSO/PROFISSIONAL Médico, com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva. Capacitado a atuar, pautado

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA: BIOQUÍMICA

PROGRAMA DE DISCIPLINA: BIOQUÍMICA PROGRAMA DE DISCIPLINA: BIOQUÍMICA Departamento de Ciências Fisiológicas Carga horária total: 188h Ano letivo: 2012 - Série: 1º ano - Curso de Medicina Coordenador: Professor Doutor Wagner Ricardo Montor

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ENFERMAGEM (Currículo iniciado em 2010)

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ENFERMAGEM (Currículo iniciado em 2010) EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ENFERMAGEM (Currículo iniciado em 2010) ANATOMIA HUMANA CH 102 (2372) Estudo morfológico dos órgãos e sistemas que constituem o organismo humano, com ênfase para os

Leia mais

IVAS: Síndrome IVAS virais. Otite externa. Otite média. Sinusite. Amigdalite. PNM e broncoespasmos (AIDPI) Doenças exantemáticas.

IVAS: Síndrome IVAS virais. Otite externa. Otite média. Sinusite. Amigdalite. PNM e broncoespasmos (AIDPI) Doenças exantemáticas. MED 1420- Saúde da criança e do adolescente Eixo temático: Ambulatório Saúde da criança Estudo da semiologia, etiopatogenia, fisiopatologia, quadro clínico, diagnóstico, tratamento e prevenção dos principais

Leia mais

FACULDADE SANTO AGOSTINHO - FSA DIRETORIA DE ENSINO COORDENAÇÃO DE NUTRIÇÃO

FACULDADE SANTO AGOSTINHO - FSA DIRETORIA DE ENSINO COORDENAÇÃO DE NUTRIÇÃO FACULDADE SANTO AGOSTINHO - FSA DIRETORIA DE ENSINO COORDENAÇÃO DE NUTRIÇÃO PROGRAMA DE DISCIPLINA I-IDENTIFICAÇÃO 1. CURSO: NUTRIÇÃO 2. DISCIPLINA: NUTRIÇÃO E METABOLISMO 3. SEMESTRE DO CURSO: 4º 4. PROFESSOR(A):

Leia mais

METODOLOGIAS ATIVAS COMO ESTRATÉGIAS DE ENSINO: EXPERIÊNCIA DA TERAPIA OCUPACIONAL NA UFS

METODOLOGIAS ATIVAS COMO ESTRATÉGIAS DE ENSINO: EXPERIÊNCIA DA TERAPIA OCUPACIONAL NA UFS METODOLOGIAS ATIVAS COMO ESTRATÉGIAS DE ENSINO: EXPERIÊNCIA DA TERAPIA OCUPACIONAL NA UFS INTRODUÇÃO Érika Hiratuka Andrezza Marques Duque Francisco Leal de Andrade Maria Natália Santos Silva Sandra Aiache

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE PSICOLOGIA Ementário/abordagem temática/bibliografia básica (3) e complementar (5) Morfofisiologia e Comportamento Humano Ementa: Estudo anátomo funcional

Leia mais

Disciplina: FISIOLOGIA CELULAR CONTROLE DA HOMEOSTASE, COMUNICAÇÃO E INTEGRAÇÃO DO CORPO HUMANO (10h)

Disciplina: FISIOLOGIA CELULAR CONTROLE DA HOMEOSTASE, COMUNICAÇÃO E INTEGRAÇÃO DO CORPO HUMANO (10h) Ementário: Disciplina: FISIOLOGIA CELULAR CONTROLE DA HOMEOSTASE, COMUNICAÇÃO E INTEGRAÇÃO DO CORPO HUMANO (10h) Ementa: Organização Celular. Funcionamento. Homeostasia. Diferenciação celular. Fisiologia

Leia mais

Avaliar, sistematizar e decidir as condutas mais adequadas, baseadas em evidências científicas;

Avaliar, sistematizar e decidir as condutas mais adequadas, baseadas em evidências científicas; CURSO: FISIOTERAPIA Missão O curso de Fisioterapia da Universidade Estácio de Sá, através de uma estrutura embasada em princípios contemporâneos, tem por missão a formação de um fisioterapeuta generalista,

Leia mais

III Princípios Gerais da Formação Médica

III Princípios Gerais da Formação Médica I Motivação Aprovação da Lei 12.871 de 22/10/2013; Necessidade de ter diretrizes curriculares em sintonia com o programa Mais Médicos; A oportunidade de atualizar e aprimorar as diretrizes de 2001; Acompanhar

Leia mais

IV Colóquio Internacional Educação e Contemporaneidade ISSN 1982-3657

IV Colóquio Internacional Educação e Contemporaneidade ISSN 1982-3657 TEMAS DE BIOLOGIA MAIS FREQUENTES NO PROCESSO SELETIVO SERIADO (PSS) DA UFPB E OS CONTEÚDOS DE ENSINO DE BIOLOGIA, SEGUNDO OS ORIENTADORES CURRICULARES Alessandro Tomaz Barbosa 1, Marsílvio Gonçalves Pereira

Leia mais

Cré d. Cód Sem Módulo Ementa Créd

Cré d. Cód Sem Módulo Ementa Créd Conselho Universitário - CONSUNI Câmara de Ensino Curso de Graduação em Odontologia da UNIPLAC Quadro de Equivalência para Fins de Aproveitamento de Estudos entre duas Estruturas Curriculares Modulares

Leia mais

QUADRO DE EQUIVALÊNCIA, SUBSTITUTAS E CONTIDAS FACULDADE DE ENFERMAGEM CCV 1º PERÍODO CURRÍCULO 2009

QUADRO DE EQUIVALÊNCIA, SUBSTITUTAS E CONTIDAS FACULDADE DE ENFERMAGEM CCV 1º PERÍODO CURRÍCULO 2009 QUADRO D QUIVALÊNIA, SUBSTITUTAS ONTIDAS FAULDAD D NFRMAGM V 1º PRÍODO URRÍULO 2009 DISIPLINA A DISIPLINA B ódigo Disciplina /H urso Disciplina H ódigo urso 01264 Anatomia 51T 17P nfermagem Anatomia 51T

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR 2014/1. 60 h. 104 h. 146 h. 72 h 2º SEMESTRE. Carga horária

ESTRUTURA CURRICULAR 2014/1. 60 h. 104 h. 146 h. 72 h 2º SEMESTRE. Carga horária MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI FACULDADE DE MEDICINA DE DIAMANTINA - FAMED CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA ESTRUTURA CURRICULAR 2014/1 MED001 MED002 MED003

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA - Bacharelado (Currículo iniciado 2012)

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA - Bacharelado (Currículo iniciado 2012) EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA - Bacharelado (Currículo iniciado 2012) ANÁLISE BIOMECÂNICA DO MOVIMENTO (1504) C/H 68 Análise anátomo-funcional do movimento humano com ênfase no

Leia mais

Competências e Habilidades Específicas:

Competências e Habilidades Específicas: DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM 1. PERFIL DO FORMANDO EGRESSO/PROFISSIONAL Enfermeiro, com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva. Profissional qualificado

Leia mais

CARGA CURSO DISCIPLINA

CARGA CURSO DISCIPLINA CARGA CURSO DISCIPLINA HORARIA Administração AD ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS MATERIAIS E PATRIMONIAIS II 40 AD CONTABILIDADE E CUSTOS II 40 AD CONTABILIDADE GERENCIAL 40 AD ECONOMIA INDUSTRIAL 40 AD ESTATÍSTICA

Leia mais

Processo Pedagógico de Formação do aluno do curso medico do UNI-BH

Processo Pedagógico de Formação do aluno do curso medico do UNI-BH Processo Pedagógico de Formação do aluno do curso medico do UNI-BH A proposta pedagógica para formação do medico dentro do curso do UNI-BH baseia-se na estruturação em três módulos de conteúdo bem definido

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ENFERMAGEM Atividades Complementares Compreende atividades extracurriculares desenvolvidas conforme opção do aluno, correlacionadas com os objetivos gerais

Leia mais

MEDICINA PROJETO POLÍTICO-PEDAGÓGICO DO CURSO DE MEDICINA (SÍNTESE)

MEDICINA PROJETO POLÍTICO-PEDAGÓGICO DO CURSO DE MEDICINA (SÍNTESE) PROJETO POLÍTICO-PEDAGÓGICO DO CURSO DE (SÍNTESE) Ao longo de mais de cinco décadas, a Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas) estruturou um ambiente acadêmico intelectualmente rico

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PLANO DE ENSINO Unidade Universitária: CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE Curso: EDUCAÇÃO FISICA Núcleo Temático: Disciplina:

Leia mais

Plano de Trabalho Docente - 2015. Ensino Médio. Habilitação Profissional: Técnico em Informática para Internet Integrado ao Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente - 2015. Ensino Médio. Habilitação Profissional: Técnico em Informática para Internet Integrado ao Ensino Médio Plano de Trabalho Docente - 2015 Ensino Médio Código: 0262 ETEC ANHANQUERA Município: Santana de Parnaíba Área de Conhecimento: CIÊNCIAS DA NATUREZA Componente Curricular: BIOLOGIA Série: 1ª Eixo Tecnológico:

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Ementas das Disciplinas CURSO DE GRADUAÇÃO DE FISIOTERAPIA ATIVIDADES COMPLEMENTARES As atividades complementares correspondem a 204 horas realizadas nos diferentes espaços proporcionados

Leia mais

CURSO DE MEDICINA - MATRIZ CURRICULAR 2013

CURSO DE MEDICINA - MATRIZ CURRICULAR 2013 CURSO DE MEDICINA - MATRIZ CURRICULAR 2013 Eixos longitudinais, conteúdos e objetivos cognitivos psicomotores Eixos transversais, objetivos Per. 1º Ano eixo integrador: O CORPO HUMANO CH INT. COMUM. HAB.

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de 21/10/11 - DOU de 24/10/11 PLANO DE CURSO

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de 21/10/11 - DOU de 24/10/11 PLANO DE CURSO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de 21/10/11 - DOU de 24/10/11 Componente Curricular: Citologia e Histologia Código: Pré-requisito: ---- Período

Leia mais

TABELA DE EQUIVALÊNCIA Curso de Odontologia

TABELA DE EQUIVALÊNCIA Curso de Odontologia TABELA DE EQUIVALÊNCIA Curso de Odontologia Disciplina A Disciplina B Código Disciplina C/H Curso Disciplina C/H Código Curso Ano do Currículo 64823 MICROBIOLOGIA GERAL 17/34 ODONTOLOGIA MICROBIOLOGIA

Leia mais

Matriz Curricular. Carga Horária. Unidades Acadêmicas. Período

Matriz Curricular. Carga Horária. Unidades Acadêmicas. Período Matriz Curricular Período 1º Unidades Acadêmicas UAI: Introdução ao Estudo da Odontologia Conhecer a estrutura do indivíduo nas suas bases biomoleculares e celulares quanto às propriedades e interrelações

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: ENFERMAGEM EM ATENÇÃO À SAÚDE MENTAL Código: ENF- 210 Pré-requisito: ENF

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR BACHARELADO EM NUTRIÇÃO

MATRIZ CURRICULAR BACHARELADO EM NUTRIÇÃO MATRIZ CURRICULAR BACHARELADO EM PRIMEIRO PERÍODO / 1 O ANO CIÊNCIAS SOCIAIS, HUMANAS E CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE Sociologia, Antropologia e Filosofia 2-40 Iniciação à Pesquisa em Nutrição 2-40 Leitura

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM FISIOLOGIA DO EXERCÍCIO(ESPECIALIZAÇÃO)

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM FISIOLOGIA DO EXERCÍCIO(ESPECIALIZAÇÃO) CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM FISIOLOGIA DO EXERCÍCIO(ESPECIALIZAÇÃO) APRESENTAÇÃO, Os Cursos de Pós-Graduação da Faculdade La Salle de Manaus estão amparados pelo Art.34 de seu Regimento Interno

Leia mais

-, PROGRAMA DE DISCIPLINAS

-, PROGRAMA DE DISCIPLINAS -, PROGRAMA DE DISCIPLINAS Curso: Enfermagem Habilitação: Disciplina: Biologia: Citologia; Embriologia; Genética, Evolução Ano letivo: 2011 Série: 1 a Carga Horária: 108 h/a Professor (a): Ivanéa Vasques

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO (*) CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO (*) CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO (*) CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO CNE/CES Nº 5, DE 7 DE NOVEMBRO DE 2001. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Nutrição. O Presidente

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: EDUCAÇÃO FÍSICA LICENCIATURA MISSÃO DO CURSO O Curso de Licenciatura em Educação Física do Centro Universitário Estácio Radial de São Paulo busca preencher

Leia mais

UNIDADE II UNIDADE III

UNIDADE II UNIDADE III MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas. UNIFAL-MG Rua Gabriel Monteiro da Silva, 700. Alfenas/MG. CEP 37130-000 Fone: (35) 3299-1000. Fax: (35) 3299-1063 P R O G R A M A D E E N S I N O

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: Enfermagem em Atenção à Saúde Mental Código: ENF- 210 Pré-requisito: ENF

Leia mais

PRÉ-REQUISITOS (ESPECIFICAR CONTEÚDOS E, SE POSSÍVEL, DISCIPLINAS)

PRÉ-REQUISITOS (ESPECIFICAR CONTEÚDOS E, SE POSSÍVEL, DISCIPLINAS) 7.5. Disciplina Clínica Médica 4: Atenção Primária (Atual Medicina Geral de Adultos II (CLM006)) CÓDIGO DA DISCIPLINA ATUAL: CLM006 NOME ATUAL: Medicina Geral de Adultos II NOVO NOME: Clínica Médica 4:

Leia mais

UNIDADE I Bases Morfofisiológicas dos Sistemas Nervoso, Locomotor, Sensorial, Hematológico e de Revestimento.

UNIDADE I Bases Morfofisiológicas dos Sistemas Nervoso, Locomotor, Sensorial, Hematológico e de Revestimento. UNIDADE I Bases Morfofisiológicas dos Sistemas Nervoso, Locomotor, Sensorial, Hematológico e de Revestimento. Abordagem geral dos Sistemas Nervoso, Locomotor, Sensorial, Hematológico e de Revestimento.

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO CNE/CES 1, DE 18 DE FEVEREIRO DE 2003. (*)

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO CNE/CES 1, DE 18 DE FEVEREIRO DE 2003. (*) CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO CNE/CES 1, DE 18 DE FEVEREIRO DE 2003. (*) Institui Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação em Medicina Veterinária.

Leia mais

ASPECTOS SÓCIO POLÍTICO DA SAÚDE Noções básicas de políticas sociais, com ênfase nas do setor saúde.

ASPECTOS SÓCIO POLÍTICO DA SAÚDE Noções básicas de políticas sociais, com ênfase nas do setor saúde. 1º PERÍODO ANATOMIA HUMANA Unidade I - Anatomia sistemática-generalidades - Nomenclatura anatômica. Sistema ósseo. Articular. Muscular. Sistema nervoso. Sistema circulatório. Sistema digestivo. Sistema

Leia mais

CURSO: MEDICINA 1º PERÍODO Nº DE AULAS SEMANAIS AULAS. Anatomia Sistêmica e Aplicada I 04 06 200 166. Histologia 03 03 120 100

CURSO: MEDICINA 1º PERÍODO Nº DE AULAS SEMANAIS AULAS. Anatomia Sistêmica e Aplicada I 04 06 200 166. Histologia 03 03 120 100 CURSO: MEDICINA 1º PERÍODO Anatomia Sistêmica e Aplicada I 04 06 200 166 Histologia 03 03 120 100 Biologia Celular 03-60 50 Bioquímica Celular 04-80 66 Embriologia Aplicada 01 02 60 50 Iniciação á Prática

Leia mais

SELEÇÃO PÚBLICA DE PESSOAL DOCENTE EDITAL N 31/ 2013 PROGRAD

SELEÇÃO PÚBLICA DE PESSOAL DOCENTE EDITAL N 31/ 2013 PROGRAD SELEÇÃO PÚBLICA DE PESSOAL DOCENTE EDITAL N 31/ 2013 PROGRAD A PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS PUC Goiás faz saber a todos os interessados que encontram-se abertas no período de 6/5/2013 a 3/6/2013

Leia mais

Semestre: 1 Quantidade de Módulos:9 Unidade de Ensino:Núcleo de Saúde

Semestre: 1 Quantidade de Módulos:9 Unidade de Ensino:Núcleo de Saúde 212 Módulo: 9º período e Mês Início do Módulo:216/1 Numero da Página: 1 Impresso em:14/12/215 16:4:29 da Disciplina Variação TEO PRA LAB TEO PRA LAB Quantidade de Disciplinas neste Módulo: Total CH H/A:

Leia mais

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2010.2

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2010.2 01 BIOLOGIA EDUCACIONAL Fase: 1ª Carga Horária: 30 h/a Prática: 30 h/a Créditos: 4 A biologia educacional e os fundamentos da educação. As bases biológicas do crescimento e desenvolvimento humano. A dimensão

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIENCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROJETO PRÓ-SAÚDE

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIENCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROJETO PRÓ-SAÚDE UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIENCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROJETO PRÓ-SAÚDE Florianópolis, 09 de novembro de 2007. Da: Coordenadoria do Curso de Graduação em

Leia mais

Estrutura Curricular do Curso de Medicina Habilitação: Bacharel em Medicina Carga Horária: 8220 horas Regime: Semestral Turno de Aplicação: Integral

Estrutura Curricular do Curso de Medicina Habilitação: Bacharel em Medicina Carga Horária: 8220 horas Regime: Semestral Turno de Aplicação: Integral FAHESA - Faculdade de Ciências Humanas, Econômicas e da Saúde de Araguaína. ITPAC - INSTITUTO TOCANTINENSE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS LTDA. Av. Filadélfia, 568 Setor Oeste Araguaína TO CEP 77.816-540 Fone:

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA PROPOSTA DE DIRETRIZES CURRICULARES

CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA PROPOSTA DE DIRETRIZES CURRICULARES CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA PROPOSTA DE DIRETRIZES CURRICULARES 1 1. PERFIL DO FORMANDO EGRESSO/PROFISSIONAL 1.1. Perfil Comum: Farmacêutico, com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva.

Leia mais

FACIDER FACULDADE DE COLIDER. FACIDER atualizado 2014/1 FARMACIA, BACHARELADO ESTUDOS FORMATIVOS Página 1

FACIDER FACULDADE DE COLIDER. FACIDER atualizado 2014/1 FARMACIA, BACHARELADO ESTUDOS FORMATIVOS Página 1 Portaria Credenciamento IES: Portaria 1658 D.O.U. 25/07/01. Portaria Autorização Administração : Portaria 1658 D.O.U. 25/07/01 Portaria Reconhecimento Administração : Portaria 3.519 D.O.U.14/10/05. Portaria

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE FISIOTERAPIA PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE FISIOTERAPIA PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE FISIOTERAPIA PLANO DE ENSINO Disciplina: FISIOTERAPIA NA SAÚDE DO TRABALHADOR Curso: FISIOTERAPIA Carga Horária: 120 h Nº. créditos:

Leia mais

CIENCIAS MOLECULARES E CELULARES

CIENCIAS MOLECULARES E CELULARES CIENCIAS MOLECULARES E CELULARES Profa. Ms Solange A O Neves Curso: Enfermagem 1 Apresentação do docente Professora Ms Solange Aparecida de Oliveira Neves 2 Curso: Enfermagem Disciplina: Ciências Moleculares

Leia mais

RESOLUÇÃO. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no 2º semestre letivo de 2001 para os alunos matriculados no 4º semestre.

RESOLUÇÃO. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no 2º semestre letivo de 2001 para os alunos matriculados no 4º semestre. RESOLUÇÃO CONSEPE 38/2001 ALTERA O CURRÍCULO DO CURSO DE ENFERMAGEM, REGIME SERIADO SEMESTRAL, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso

Leia mais

GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM

GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM CARACTERIZAÇÃO DO CURSO DENOMINAÇÃO: CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DIPLOMA CONFERIDO: BACHAREL NÚMERO DE VAGAS: 100 VAGAS ANUAIS NÚMERO DE ALUNOS POR TURMA: 50 ALUNOS TURNOS

Leia mais

PRÉ REQUISITOS* DA MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENFERMAGEM. 1º Semestre Pré requisito. Estar regularmente matriculado no curso de bacharelado em

PRÉ REQUISITOS* DA MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENFERMAGEM. 1º Semestre Pré requisito. Estar regularmente matriculado no curso de bacharelado em PRÉ REQUISITOS* DA MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENFERMAGEM 1º Semestre Pré requisito bacharelado em Metodologia da Pesquisa aplicada à Saúde Embriologia Humana Biologia Celular Psicologia Sociologia Produção

Leia mais

Faculdade da Alta Paulista

Faculdade da Alta Paulista CURSO DE ENFERMAGEM PLANO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO Área: Estágio de Enfermagem em Saúde do Adulto I e II Campo de Atuação: Santa Casa de Tupã; Instituto de Psiquiatria de Tupã e Hospital São

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DE DISCIPLINA. Enfermagem em Saúde Coletiva da Criança e do Adolescente (1º Semestre / 2013)

PROGRAMAÇÃO DE DISCIPLINA. Enfermagem em Saúde Coletiva da Criança e do Adolescente (1º Semestre / 2013) PROGRAMAÇÃO DE DISCIPLINA Enfermagem em Saúde Coletiva da Criança e do Adolescente (1º Semestre / 2013) Coordenador: Prof ª Aurea Tamami Minagawa Toriyama Carga horária total: 60 horas 30 horas práticas

Leia mais

FP 108501 FUNDAMENTOS DA GINÁSTICA

FP 108501 FUNDAMENTOS DA GINÁSTICA Ementas das Disciplinas de Educação Física Estão relacionadas abaixo, as ementas e a bibliografia dos diferentes eixos curriculares do Curso, identificadas conforme os ciclos de formação: Ciclo de Formação

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1. ª SÉRIE CÓDIGO DISCIPLINAS TEOR PRAT CHA PRÉ-REQUISITO 99-7233-02

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1. ª SÉRIE CÓDIGO DISCIPLINAS TEOR PRAT CHA PRÉ-REQUISITO 99-7233-02 MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Regime: Duração: EDUCAÇÃO FÍSICA LICENCIATURA SERIADO ANUAL - MATUTINO/NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04 (QUATRO) ANOS LETIVOS

Leia mais

CURSO: EDUCAÇÃO FÍSICA (bacharelado)

CURSO: EDUCAÇÃO FÍSICA (bacharelado) CURSO: EDUCAÇÃO FÍSICA (bacharelado) Missão Sua missão é tornar-se referência na formação de profissionais para atuar nos diferentes segmentos humanos e sociais, considerando a atividade física e promoção

Leia mais

FEFUC - FOLDER EXPLICATIVO DE FUNCIONAMENTO DE CURSOS CURSO DE FARMÁCIA 1ª LINHA CONCEITUAL: CARACTERIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DE FARMÁCIA

FEFUC - FOLDER EXPLICATIVO DE FUNCIONAMENTO DE CURSOS CURSO DE FARMÁCIA 1ª LINHA CONCEITUAL: CARACTERIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DE FARMÁCIA 1 FEFUC - FOLDER EXPLICATIVO DE FUNCIONAMENTO DE CURSOS CURSO DE FARMÁCIA 1ª LINHA CONCEITUAL: CARACTERIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DE FARMÁCIA O PROFISSIONAL FARMACÊUTICO O Farmacêutico é um profissional da

Leia mais

Matriz Curricular Atual

Matriz Curricular Atual Faculdades INTA Centro de Ciências da Saúde Curso de Nutrição Matriz Curricular Atual (Em vigor desde Janeiro de 2012) NIVELAMENTO Nº 0 Português Instrumental 45-45 03-1º SEMESTRE 1. Anatomia Humana I

Leia mais

GUIA DE IMPLEMENTAÇÃO DO CURRICULO ANO 2 - APROFUNDAMENTO

GUIA DE IMPLEMENTAÇÃO DO CURRICULO ANO 2 - APROFUNDAMENTO ESTRUTURA GERAL DOS ROTEIROS DE ESTUDOS QUINZENAL Os roteiros de estudos, cujo foco está destacado nas palavras chaves, estão organizados em três momentos distintos: 1º MOMENTO - FUNDAMENTOS TEÓRICOS -

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM TERAPIA OCUPACIONAL 1 º PERÍODO

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM TERAPIA OCUPACIONAL 1 º PERÍODO EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM TERAPIA OCUPACIONAL 1 º PERÍODO 1) História da Terapia Ocupacional (30 hs) EMENTA: Marcos históricos que antecederam o surgimento formal da profissão de

Leia mais

RESOLUÇÃO. Bragança Paulista, 30 de maio de 2005. Prof. Milton Mayer Presidente

RESOLUÇÃO. Bragança Paulista, 30 de maio de 2005. Prof. Milton Mayer Presidente RESOLUÇÃO CONSEAcc-BP 9/2005 ALTERA AS EMENTAS DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA, DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA. O Presidente do Conselho Acadêmico por Câmpus, do câmpus de Bragança

Leia mais

Curso: Biomedicina PROGRAMA DE APRENDIZAGEM

Curso: Biomedicina PROGRAMA DE APRENDIZAGEM Curso: Biomedicina 1º. Semestre: DISCIPLINA: Anatomia Humana I SUPERINTEDÊNCIA B108508 04 1º 80 Estruturas anatômicas. Posição anatômica: planos, eixos e conceitos. Estruturas aplicadas às situações em

Leia mais

PLANO DE ENSINO. CURSO: Medicina Veterinária PERÍODO: 1º Semestre DISCIPLINA: Bioquímica CARGA HORÁRIA SEMANAL: 03 horas CARGA HORARIA SEMESTRAL: 60 h

PLANO DE ENSINO. CURSO: Medicina Veterinária PERÍODO: 1º Semestre DISCIPLINA: Bioquímica CARGA HORÁRIA SEMANAL: 03 horas CARGA HORARIA SEMESTRAL: 60 h PLANO DE ENSINO CURSO: Medicina Veterinária PERÍODO: 1º Semestre DISCIPLINA: Bioquímica CARGA HORÁRIA SEMANAL: 03 horas CARGA HORARIA SEMESTRAL: 60 h I EMENTA A disciplina fornecerá subsídios para o reconhecimento

Leia mais

Ementas aprovadas nos Departamentos (as disciplinas obrigatórias semestrais estão indicadas; as demais são anuais)

Ementas aprovadas nos Departamentos (as disciplinas obrigatórias semestrais estão indicadas; as demais são anuais) UFPR SETOR DE EDUCAÇÃO CURSO DE PEDAGOGIA EMENTAS DAS DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS Ementas aprovadas nos Departamentos (as disciplinas obrigatórias semestrais estão indicadas; as demais são anuais) 1º ANO

Leia mais

Currículos dos Cursos UFV ENFERMAGEM. COORDENADOR Pedro Paulo do Prado Júnior pedro.prado@ufv.br

Currículos dos Cursos UFV ENFERMAGEM. COORDENADOR Pedro Paulo do Prado Júnior pedro.prado@ufv.br 114 ENFERMAGEM COORDENADOR Pedro Paulo do Prado Júnior pedro.prado@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2013 115 Currículo do Curso de Bacharelado ATUAÇÃO O Curso de Graduação em da UFV apresenta como perfil

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) 2012 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 BIOLOGIA EDUCACIONAL... 4 02 INVESTIGAÇÃO PEDAGÓGICA: DIVERSIDADE CULTURAL NA APRENDIZAGEM... 4 03 METODOLOGIA CIENTÍFICA...

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 8, DE 7 DE MAIO DE 2004. (*)

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 8, DE 7 DE MAIO DE 2004. (*) CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 8, DE 7 DE MAIO DE 2004. (*) Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de graduação em Psicologia. O Presidente

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA BACHAELADO (Currículo de início em 2015)

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA BACHAELADO (Currículo de início em 2015) EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA BACHAELADO (Currículo de início em 2015) ANATOMIA HUMANA C/H 102 Estudo da estrutura e função dos órgãos em seus respectivos sistemas no corpo humano,

Leia mais

Mantenedora FASIPE CENTRO EDUCACIONAL LTDA. Mantida FACULDADE FASIPE MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM

Mantenedora FASIPE CENTRO EDUCACIONAL LTDA. Mantida FACULDADE FASIPE MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM Mantenedora FASIPE CENTRO EDUCACIONAL LTDA. Mantida FACULDADE FASIPE MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM SINOP / MATO GROSSO MATRIZ CURRICULAR ENFERMAGEM 1º SEMESTRE Anatomia Humana I

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE PSICOLOGIA DA FACULDADE ANGLO-AMERICANO

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE PSICOLOGIA DA FACULDADE ANGLO-AMERICANO REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE PSICOLOGIA DA FACULDADE ANGLO-AMERICANO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O Estágio, pela sua natureza, é uma atividade curricular obrigatória,

Leia mais

ANEXO RESOLUÇÃO COFEN Nº 468/2014 ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO NO ACONSELHAMENTO GENÉTICO

ANEXO RESOLUÇÃO COFEN Nº 468/2014 ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO NO ACONSELHAMENTO GENÉTICO ANEXO RESOLUÇÃO COFEN Nº 468/2014 ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO NO ACONSELHAMENTO GENÉTICO I. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para atuação privativa do Enfermeiro em Aconselhamento Genético, no âmbito da equipe

Leia mais

PRÓ-REITORIA ACADÊMICA PLANO DE ENSINO

PRÓ-REITORIA ACADÊMICA PLANO DE ENSINO PRÓ-REITORIA ACADÊMICA PLANO DE ENSINO I DADOS DE IDENTIFICAÇÃO 1. Universidade Federal do Pampa 2. Campus: Uruguaiana 3. Curso: Enfermagem 4. Docente Responsável: Messa Torres 5. Disciplina: Saúde Mental

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: Dr Francisco Nogueira de Lima Código: 059 Município: Casa Branca Eixo Tecnológico: Ambiente, saúde e segurança. Habilitação Profissional: sem habilitação

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA 30-30 02

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA 30-30 02 MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA 1º SEMESTRE 1. Anatomia Humana 30 30 60 04-2. Bioestatística Geral 30-30 02-3. Bioética 30-30 02-4. Biofísica 60-60 04-5. Citologia, Histologia e Embriologia

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO 2010

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO 2010 PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO 2010 Curso: Pedagogia Disciplina: Planejamento e Avaliação da Educação Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 6º 1 - Ementa (sumário resumo) Aspectos históricos

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCB UFV MEDICINA. COORDENADORA Ângela Aparecida Barra angela.barra@ufv.br

Currículos dos Cursos do CCB UFV MEDICINA. COORDENADORA Ângela Aparecida Barra angela.barra@ufv.br 180 Currículos dos Cursos do CCB UFV MEDICINA COORDENADORA Ângela Aparecida Barra angela.barra@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2014 181 Médico ATUAÇÃO O Projeto Pedagógico do Curso de Medicina da UFV

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO FACULDADE DE ENFERMAGEM PROGRAMA DE DISCIPLINA DISCIPLINA: HISTOLOGIA DOS ÓRGÃOS GRADE: RESOLUÇÃO CEPEC Nº 831 SEMESTRE: 2 ANO: 2011 MATRIZ

Leia mais

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Currículo 07/02/2012 19:50

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Currículo 07/02/2012 19:50 7//1 19:5 Centro de Ciências da Saúde Curso: 151 Enfermagem (Matutino) Currículo: 11/1 1 CNA.5.1- Ser Humano e Saúde I Ementa: Organelas celulares. Tecidos básicos. A histologia e anatomia dos sistemas:

Leia mais