PERFIL DOS FABRICANTES DE TELHAS DE AÇO E STEEL DECK

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PERFIL DOS FABRICANTES DE TELHAS DE AÇO E STEEL DECK"

Transcrição

1 PERFIL DOS FABRICANTES DE TELHAS DE AÇO E STEEL DECK Resumo Executivo Pesquisa 2014

2 APRESENTAÇÃO Para melhor conhecimento do mercado brasileiro de coberturas em aço e fôrma colaborante steel deck, o CBCA Centro Brasileiro da Construção em Aço e a ABCEM Associação Brasileira da Construção Metálica apresentam nesta publicação o resumo dos resultados da pesquisa Perfil dos Fabricantes de Telhas de Aço e Steel Deck Nesta segunda edição da pesquisa, realizada novamente com o apoio da Criactive, foram atualizadas as informações da pesquisa anterior, com o objetivo de traçar um panorama atual do segmento e acompanhar a evolução de suas capacidades. Agradecemos às empresas fabricantes que aderiram a essa pesquisa, e assim colaboraram para obtermos significativas informações, que, com certeza, contribuirão para direcionar o trabalho e ações do setor. Criado em maio de 2002, tendo o Instituto Aço Brasil como gestor, tem como missão promover e ampliar a participação da construção em aço no mercado nacional. Fundada em 1974, é a entidade que congrega e representa as empresas e os profissionais da cadeia de fornecimento da construção em aço no Brasil, com foco na defesa e no crescimento do setor. 2

3 TAMANHO DO MERCADO BRASILEIRO DE COBERTURAS O mercado brasileiro de coberturas é composto por vários tipos de telhas: aço, alumínio, cerâmica, concreto, fibrocimento, entre outros. Pesquisa exclusiva da Criactive aponta que: O tamanho total do mercado de coberturas em 2013 foi de 628 milhões m 2.»» O segmento residencial representa 72,6% desse mercado: 455,9 milhões m 2.»» O segmento comercial representa 20,7% desse mercado: 130 milhões m 2.»» O segmento industrial representa 6,7% desse mercado: 42,1 milhões m 2. 6,7% Industrial 20,7% 72,6% Comercial Residencial PARTICIPAÇÃO DAS TELHAS DE AÇO Em 2013, as telhas de aço representaram 16,5% do mercado brasileiro de coberturas, com cerca de 104 milhões m 2 desse mercado, que equivalem a 60% do segmento industrial e comercial. Considerando uma taxa de aço de 5kg/m 2, pode-se estimar que o consumo de aço para telhas ficou próximo de 520 mil toneladas. PARTICIPAÇÃO DAS TELHAS DE AÇO NO MERCADO BRASILEIRO 16,5% 3

4 A PESQUISA A primeira pesquisa com os fabricantes de telhas de aço e de steel deck foi realizada em 2013 (ano base 2012) e contou com a participação de 39 empresas. A pesquisa de 2014 (ano base 2013) contou com um universo de 50 empresas, representando um aumento da participação de 22% em relação ao ano anterior. Devido ao expressivo aumento do número de participantes na pesquisa de 2013 e à substancial variação nos resultados, não estão inclusas neste trabalho análises comparativas com os dados obtidos em As próximas páginas apresentam os resultados da pesquisa 2014 com o universo de fabricantes tanto de telhas de aço como de fôrmas colaborantes steel deck, em que foram atualizadas as informações sobre a localização das empresas, volume de produção, capacidade produtiva instalada, tipos de revestimentos do aço, tipos de certificações, número de funcionários, faixa de faturamento e expectativa de crescimento. 4

5 LOCALIZAÇÃO DAS EMPRESAS FABRICANTES Os fabricantes de telhas de aço e de steel deck estão presentes em todas as regiões do país, com a maioria das empresas localizada na região sudeste (58%), seguida pela região sul (26%). O estado de São Paulo é o que concentra o maior número de fabricantes (42%). ESTADO INDÚSTRIAS NORTE 2,0% AM 2,0% NORDESTE 2,0% PE 2,0% CENTRO-OESTE 12,0% GO 6,0% MT 4,0% DF 2,0% SUDESTE 58,0% SP 42,0% MG 10,0% RJ 4,0% ES 2,0% SUL 26,0% RS 16,0% PR 6,0% SC 4,0% TOTAL 100,0% 26% Sul 2% Norte 58% Sudeste 2% Nordeste 12% Centro-Oeste 5

6 PRODUÇÃO DE TELHAS E STEEL DECK Em 2013, a produção total de telhas de aço foi de toneladas. A produção total de steel deck foi de toneladas. Do universo das empresas que produzem tanto telhas de aço como steel deck, 60,9% concentram-se na faixa de produção de até 5 mil toneladas por ano. O infográfico apresenta a classificação dessas empresas por faixa de produção. 10,9% Até 500 t 6,5% De 501 a t 43,5% De a t 10,9% De a t 15,2% De a t 8,7% De a t 4,3% Acima de t Nota: Quatro empresas não informaram o volume da produção em 2013, por considerarem esta informação como confidencial. 6

7 FABRICAÇÃO POR TIPO DE TELHAS Foi levantada a fabricação por tipos de telhas de aço, em relação ao total da produção em As telhas trapezoidais e/ou onduladas foram responsáveis por 75,2% da produção total. FABRICAÇÃO POR TIPO DE TELHAS Telha trapezoidal e/ou ondulada 75,2% Telha termoisolante 16,3% Telha zipada 7,3% Outras tipologias 1,2% TOTAL 100,0% 75,2% TELHA TRAPEZOIDAL E/OU ONDULADA 16,3% TELHA TERMOISOLANTE 7,3% TELHA ZIPADA 1,2% OUTRAS TIPOLOGIAS 7

8 TIPOS DE ACABAMENTOS/ REVESTIMENTOS DO AÇO Considerando a produção de 2013, foi levantada a participação dos diferentes tipos de revestimentos/acabamentos utilizados na fabricação dos produtos. O galvalume sem pintura representou 47,8% do total da produção. TIPOS DE REVESTIMENTOS/ACABAMENTOS Galvalume sem pintura 47,8% Galvanizado zinco puro sem pintura 26,5% Pré-pintado 24,2% Pós-pintado 1,5% TOTAL 100,0% 26,5% Galvanizado zinco puro sem pintura 24,2% Pré-pintado 1,5% Pós-pintado 47,8% Galvalume sem pintura 8

9 CAPACIDADE PRODUTIVA INSTALADA Dentro do universo pesquisado das empresas que produzem tanto telhas de aço como steel deck, a capacidade produtiva instalada em 2013 foi de toneladas. 4,3% Até 500 t 4,3% De 501 a t 29,8% De a t 8,5% De a t 29,8% De a t 10,6% De a t 12,8% Acima de t Nota: Três empresas não informaram a capacidade produtiva instalada em 2013, por considerarem esta informação como confidencial. 9

10 CAPACIDADE PRODUTIVA X VOLUME DE PRODUÇÃ0 Considerando as 46 empresas que informaram o volume de produção e a capacidade produtiva em 2013, tem-se a seguinte taxa de ocupação: NÍVEL DE UTILIZAÇÃO DA CAPACIDADE EM 2013: 53,5% 10

11 TIPOS DE CERTIFICAÇÕES Na pesquisa deste ano, constatou-se que 70% das empresas possuem algum tipo de certificado, sendo que 65,1% delas estão certificadas no sistema de gestão da qualidade ISO TIPOS DE CERTIFICAÇÕES % ISO 9001 Gestão da Qualidade 65,1% Marca Conformidade ABNT 25,6% ISO Gestão Ambiental 7,0% OHSAS Gestão da Segurança e Saúde 2,3% TOTAL 100,0% 30% Não possui certificado 70% Possui certificado 11

12 NÚMERO DE FUNCIONÁRIOS As empresas produtoras tanto de telhas de aço como de steel deck informaram o número de funcionários em 2013, de acordo com a classificação por porte da empresa. Levando em consideração a média do número de funcionários por esta classificação, estima-se que as empresas pesquisadas mantém aproximadamente 9,5 mil funcionários. O quadro mostra a classificação das empresas por porte (produção/capacidade) e as respectivas faixas por número de funcionários. O gráfico apresenta o percentual consolidado em relação ao número de funcionários mantidos pelas empresas. NÚMERO DE FUNCIONÁRIOS PARTICIPAÇÃO % PRODUÇÃO % CAPACIDADE % Microempresa (até 9 func.) 4,00% 0,30% 2,90% Pequeno Porte (de 10 a 99 func.) 46,00% 38,80% 40,00% Médio Porte (100 a 499 func.) 42,00% 45,50% 43,20% Grande Porte (acima de 500 func.) 8,00% 15,30% 13,90% TOTAL 100,00% 100,00% 100,00% 42% Médio Porte 8% Grande Porte 46% Pequeno Porte 4% Microempresa 12

13 FATURAMENTO BRUTO ANUAL O quadro e o gráfico mostram o percentual consolidado em relação ao faturamento bruto anual em 2013, de acordo com o porte das empresas que produzem tanto telhas como steel deck. FATURAMENTO BRUTO ANUAL Microempresa 6,0% (até R$ ,00) Pequeno Porte 44,0% (R$ ,00 até R$ ,00) Médio Porte 36,0% (de R$ ,00 até R$ ,00) Médio/Grande Porte 6,0% (de ,00 até ,00) Grande Porte 8,0% (acima de R$ ,00) TOTAL 100,0% 6,0% Médio/ Grande Porte 36,0% Médio Porte 8,0% Grande Porte 44,0% Pequeno Porte 6,0% Microempresa 13

14 EXPECTATIVA DE CRESCIMENTO As empresas participantes da pesquisa foram estimuladas a informar suas expectativas de crescimento para o ano de Dessas empresas, 92% das empresas projetam crescer. EXPECTATIVA DE CRESCIMENTO Nenhum crescimento 8,0% Até 5% 40,0% De 5,1% a 10,0% 42,0% De 10,1% a 15,0% 8,0% De 15,1% a 20,0% 2,0% TOTAL 100,0% 40% Até 5% 8,0% Nenhum crescimento 2,0% DE 15,1% A 20,0% 42% De 5,1% a 10,0% 8,0% De 10,1% a 15,0% 14

15 CONCLUSÃO O segmento de telhas de aço e fôrma colaborante steel deck tem evidenciado sua capacidade para atender a demanda em todo o território nacional. As empresas participantes da pesquisa de 2014 produziram cerca de 415 mil toneladas de telhas de aço no ano de 2013, alcançando uma participação majoritária nos segmentos comercial e industrial (60%) do mercado brasileiro de coberturas e apontando que há um grande potencial para uma atuação e crescimento no mercado habitacional. A participação do steel deck tem mostrado a sua importância no setor da construção, apontando também para um futuro otimista. Os dados apresentados nesta publicação demonstram que, mesmo diante de um cenário macroeconômico nacional pouco favorável, o segmento permanece otimista: 92% das empresas esperam crescer em O segmento expressa também a preocupação com a qualidade e conformidade com seus processos de produção: 70% das empresas mantém algum tipo de certificação. Esperamos que as informações qualificadas desta publicação possam servir de suporte não só para futuras estratégias e ações, mas também para as oportunidades que surgem para esse segmento desenvolver-se de forma consistente e sustentável. PERFIL DOS FABRICANTES DE TELHAS DE AÇO E STEEL DECK 2014 INICIATIVA REALIZAÇÃO DA PESQUISA PRODUÇÃO DO RESUMO Este projeto, pesquisa e publicação é uma iniciativa do CBCA Centro Brasileiro da Construção em Aço e da ABCEM Associação Brasileira da Construção Metálica. Criactive Assessoria Comercial O Nome da Rosa Editora Outubro de

PERFIL DOS FABRICANTES DE TELHAS DE AÇO E STEEL DECK. Resumo Executivo Pesquisa 2013

PERFIL DOS FABRICANTES DE TELHAS DE AÇO E STEEL DECK. Resumo Executivo Pesquisa 2013 PERFIL DOS FABRICANTES DE TELHAS DE AÇO E STEEL DECK Resumo Executivo Pesquisa 2013 APRESENTAÇÃO O CBCA Centro Brasileiro da Construção em Aço e a ABCEM Associação Brasileira da Construção Metálica apresentam

Leia mais

PERFIL DOS FABRICANTES DE ESTRUTURAS DE AÇO. Resumo Executivo Pesquisa 2013

PERFIL DOS FABRICANTES DE ESTRUTURAS DE AÇO. Resumo Executivo Pesquisa 2013 PERFIL DOS FABRICANTES DE ESTRUTURAS DE AÇO Resumo Executivo Pesquisa 2013 APRESENTAÇÃO Em ação conjunta para o melhor conhecimento das capacidades do mercado brasileiro da construção em aço, o CBCA Centro

Leia mais

PERFIL DOS FABRICANTES DE ESTRUTURAS DE AÇO

PERFIL DOS FABRICANTES DE ESTRUTURAS DE AÇO PERFIL DOS FABRICANTES DE ESTRUTURAS DE AÇO Resumo Executivo Pesquisa 2014 APRESENTAÇÃO Pelo terceiro ano consecutivo, o CBCA Centro Brasileiro da Construção em Aço e a ABCEM Associação Brasileira da Construção

Leia mais

PERFIL DOS FABRICANTES DE ESTRUTURAS DE AÇO. Resumo Executivo - Pesquisa

PERFIL DOS FABRICANTES DE ESTRUTURAS DE AÇO. Resumo Executivo - Pesquisa PERFIL DOS FABRICANTES DE ESTRUTURAS DE AÇO Resumo Executivo - Pesquisa 1 Apresentação O CBCA Centro Brasileiro da Construção em Aço, no ano em que completa 10 anos de atividades, e a ABCEM Associação

Leia mais

RIO ALÉM DO PETRÓLEO CONHECIMENTO E DESENVOLVIMENTO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Adriana Fontes Mauricio Blanco Valéria Pero. Inovação tecnológica

RIO ALÉM DO PETRÓLEO CONHECIMENTO E DESENVOLVIMENTO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Adriana Fontes Mauricio Blanco Valéria Pero. Inovação tecnológica RIO ALÉM DO PETRÓLEO CONHECIMENTO E DESENVOLVIMENTO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Adriana Fontes Mauricio Blanco Valéria Pero Inovação tecnológica Uma das faces do desenvolvimento econômico pode ser vista

Leia mais

RELATÓRIO DA GERÊNCIA DE MONITORAMENTO PANORAMA DO COOPERATIVISMO BRASILEIRO - ANO 2011

RELATÓRIO DA GERÊNCIA DE MONITORAMENTO PANORAMA DO COOPERATIVISMO BRASILEIRO - ANO 2011 RELATÓRIO DA GERÊNCIA DE MONITORAMENTO PANORAMA DO COOPERATIVISMO BRASILEIRO - ANO 2011 Março 2012 SUMÁRIO I - EVOLUÇÃO DO NÚMERO DE COOPERATIVAS, COOPERADOS E EMPREGADOS, 3 II - ANÁLISE POR RAMO, 8 2.1

Leia mais

TELHAS DE AÇO & STEEL DECK

TELHAS DE AÇO & STEEL DECK TELHAS DE AÇO & STEEL DECK Crédito: Medabil Vinicius Costa Apresentação Este estudo é realizado desde 2014 pelo CBCA Centro Brasileiro da Construção em Aço Desdee 2012 o ICZ o CBCA Instituto de Centro

Leia mais

Departamento Nacional de Aquecimento Solar. Relatório de Pesquisa. Ano de 2014

Departamento Nacional de Aquecimento Solar. Relatório de Pesquisa. Ano de 2014 Departamento Nacional de Aquecimento Solar Relatório de Pesquisa Produção de Coletores Solares para Aquecimento de Água e Reservatórios Térmicos no Brasil Ano de 2014 Maio de 2015 APRESENTAÇÃO O DASOL

Leia mais

FACULDADE BOA VIAGEM (FBV) Gestão de Marketing

FACULDADE BOA VIAGEM (FBV) Gestão de Marketing FACULDADE BOA VIAGEM (FBV) Gestão de Marketing Edson José de Lemos Júnior Ermeson Gomes da Silva Jardson Prado Coriolano da Silva Marcos Antonio Santos Marinho Rosinaldo Ferreira da Cunha RELATÓRIO GERENCIAL

Leia mais

Inovação nas Médias Empresas Brasileiras

Inovação nas Médias Empresas Brasileiras Inovação nas Médias Empresas Brasileiras Prof. Fabian Salum 2012 Com o intuito de auxiliar no desenvolvimento estratégico e na compreensão da importância da inovação como um dos possíveis diferenciais

Leia mais

22 de novembro de 2007. Apresentação dos Resultados 4T07

22 de novembro de 2007. Apresentação dos Resultados 4T07 22 de novembro de 2007 Apresentação dos Resultados 4T07 Aviso Importante Declarações contidas nesta apresentação relativas às perspectivas dos negócios da Companhia, projeções de resultados operacionais

Leia mais

SETOR DE ALIMENTOS: estabelecimentos e empregos formais no Rio de Janeiro

SETOR DE ALIMENTOS: estabelecimentos e empregos formais no Rio de Janeiro NOTA CONJUNTURAL SETOR DE ALIMENTOS: estabelecimentos e empregos formais no Rio de Janeiro OBSERVATÓRIO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, DEZEMBRO DE 2012 18 2012 PANORAMA GERAL

Leia mais

Geração de Emprego Formal no NOTA CONJUNTURAL DO OBSERVATÓRIO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, JULHO DE 2011

Geração de Emprego Formal no NOTA CONJUNTURAL DO OBSERVATÓRIO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, JULHO DE 2011 Geração de Emprego Formal no RIO DE JANEIRO NOTA CONJUNTURAL DO OBSERVATÓRIO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, JULHO DE 211 1 211 O crescimento da economia fluminense nos últimos

Leia mais

Síntese da Pesquisa Realização BERNARDO LEITE CONSULTORIA www.bernardoleite.com.br

Síntese da Pesquisa Realização BERNARDO LEITE CONSULTORIA www.bernardoleite.com.br Síntese da Pesquisa Realização BERNARDO LEITE CONSULTORIA www.bernardoleite.com.br Objetivo da pesquisa: Identificar as práticas na aplicação da Avaliação de Desempenho Período da Pesquisa: 15 de Dezembro

Leia mais

INFORME SARGSUS. Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde

INFORME SARGSUS. Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde INFORME SARGSUS Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde 1 ESFERA MUNICIPAL 1.1 Relatório de Gestão Ano 2013 Até a presente data,

Leia mais

O Desempenho do Investimento Público do Ceará, 2007 2012, uma análise comparativa entre os Estados.

O Desempenho do Investimento Público do Ceará, 2007 2012, uma análise comparativa entre os Estados. Enfoque Econômico é uma publicação do IPECE que tem por objetivo fornecer informações de forma imediata sobre políticas econômicas, estudos e pesquisas de interesse da população cearense. Por esse instrumento

Leia mais

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL. ICPN Outubro de 2015

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL. ICPN Outubro de 2015 ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN Outubro de 2015 ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN Outubro de 2015 Sumário Executivo Indicadores de confiança são indicadores

Leia mais

Pesquisa: Inovação nas médias empresas. Prof. Fabian Salum - 2012

Pesquisa: Inovação nas médias empresas. Prof. Fabian Salum - 2012 Pesquisa: Inovação nas médias empresas Prof. Fabian Salum - 2012 Empresas Participantes: De acordo com a classificação de porte de empresas adotada pelo BNDES, todas as empresas participantes da pesquisa

Leia mais

Pesquisa IBOPE Ambiental. Setembro de 2011

Pesquisa IBOPE Ambiental. Setembro de 2011 Pesquisa IBOPE Ambiental Setembro de 2011 Com quem falamos? Metodologia & Amostra Pesquisa quantitativa, com aplicação de questionário estruturado através de entrevistas telefônicas. Objetivo geral Identificar

Leia mais

Pequenas e Médias Empresas no Canadá. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios

Pequenas e Médias Empresas no Canadá. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios Pequenas e Médias Empresas no Canadá Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios De acordo com a nomenclatura usada pelo Ministério da Indústria do Canadá, o porte

Leia mais

PANORAMA DO SETOR. Evolução do setor 2. Crescimento do setor x crescimento da economia 3. Comparativo de índices de preços 4. Comércio Exterior 5

PANORAMA DO SETOR. Evolução do setor 2. Crescimento do setor x crescimento da economia 3. Comparativo de índices de preços 4. Comércio Exterior 5 PANORAMA DO SETOR Evolução do setor 2 Crescimento do setor x crescimento da economia 3 Comparativo de índices de preços 4 Comércio Exterior 5 Perfil Empresarial 8 Mercado Brasileiro 11 Canais de distribuição

Leia mais

PERFIL DO SETOR DA ARQUITETURA E ENGENHARIA CONSULTIVA

PERFIL DO SETOR DA ARQUITETURA E ENGENHARIA CONSULTIVA PERFIL DO SETOR DA ARQUITETURA E ENGENHARIA CONSULTIVA São Paulo 2009 CONTEÚDO 1. PERFIL DO SETOR DA ARQUITETURA E ENGENHARIA CONSULTIVA... 3 1.1 O segmento... 3 1.2 As empresas... 6 1.3 - Postos de trabalho

Leia mais

Medicina. Indicadores das Graduações em Saúde Estação de Trabalho IMS/UERJ do ObservaRH

Medicina. Indicadores das Graduações em Saúde Estação de Trabalho IMS/UERJ do ObservaRH Indicadores das Graduações em Saúde Estação de Trabalho IMS/UERJ do ObservaRH Medicina O início do ensino médico no país foi estabelecido na Bahia e no Rio de Janeiro, em 1808, devido à transferência da

Leia mais

Regiões Metropolitanas do Brasil

Regiões Metropolitanas do Brasil Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia IPPUR/UFRJ CNPQ FAPERJ Regiões Metropolitanas do Brasil Equipe responsável Sol Garson Luiz Cesar de Queiroz Ribeiro Juciano Martins Rodrigues Regiões Metropolitanas

Leia mais

SHOPPING CENTERS Evolução Recente

SHOPPING CENTERS Evolução Recente ÁREA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS 2 - AO2 GERÊNCIA SETORIAL DE COMÉRCIO E SERVIÇOS Data: Maio/98 N o 16 SHOPPING CENTERS Evolução Recente Este informe apresenta a evolução recente da indústria de shopping

Leia mais

Guerra Fiscal e Desenvolvimento Regional. Audiência Pública Senado Federal 18 de outubro de 2011

Guerra Fiscal e Desenvolvimento Regional. Audiência Pública Senado Federal 18 de outubro de 2011 Guerra Fiscal e Desenvolvimento Regional Audiência Pública Senado Federal 18 de outubro de 2011 Quem ganha com a Guerra Fiscal? O país perde Porque grande parte dos incentivos é concedido a importações

Leia mais

Resultados do 2T09. Teleconferência de Resultados

Resultados do 2T09. Teleconferência de Resultados Resultados do 2T09 Teleconferência de Resultados Destaques do 2T09 2 Destaques do 2T09 em linha com a estratégia geral da Companhia Nossas conquistas do 2T09 são refletidas nos resultados da Companhia

Leia mais

ALCANÇANDO MELHORES RESULTADOS ATRAVÉS DA GESTÃO DE PESSOAS

ALCANÇANDO MELHORES RESULTADOS ATRAVÉS DA GESTÃO DE PESSOAS ALCANÇANDO MELHORES RESULTADOS ATRAVÉS DA GESTÃO DE PESSOAS Download da Apresentação www.gptw.com.br publicações e eventos palestras Great Place to Work - livros e vídeos 3 4 4 Great Place to Work - Missão

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL DEZEMBRO/2009 VITÓRIA ES APRESENTAÇÃO DA EMPRESA A HKM foi fundada em 2008 por profissionais com experiência no setor metalmecânico há mais de 20 anos. A HKM foi fundada com

Leia mais

PESQUISA SALARIAL 2011. Março de 2012

PESQUISA SALARIAL 2011. Março de 2012 PESQUISA SALARIAL 2011 Março de 2012 Introdução Histórico Em Setembro de 2010 a ABRADi, associação nacional que congrega as associações regionais de agências digitais por todo o país, contratou a REMUNERAR

Leia mais

PESQUISA SALARIAL 2011. Março de 2012

PESQUISA SALARIAL 2011. Março de 2012 PESQUISA SALARIAL 2011 Março de 2012 Introdução Histórico Em Setembro de 2010 a ABRADi, associação nacional que congrega as associações regionais de agências digitais por todo o país, contratou a REMUNERAR

Leia mais

Falta de mão-de-obra qualificada dificulta aumento da competitividade da indústria

Falta de mão-de-obra qualificada dificulta aumento da competitividade da indústria Sondagem Especial da Confederação Nacional da Indústria CNI O N D A G E M Especial Ano 5, Nº.3 - setembro de 2007 Falta de mão-de-obra qualificada dificulta aumento da competitividade da indústria Mais

Leia mais

CENÁRIO DOS FABRICANTES DE TELHAS DE AÇO E STEEL DECK

CENÁRIO DOS FABRICANTES DE TELHAS DE AÇO E STEEL DECK CENÁRIO DOS FABRICANTES DE TELHAS DE AÇO E STEEL DECK 2017 APRESENTAÇÃO Desde 2013 a Associação Brasileira da Construção Metálica (ABCEM) e o Centro Brasileiro da Construção em Aço (CBCA) realizam pesquisas

Leia mais

Indenizações Pagas Quantidades

Indenizações Pagas Quantidades Natureza da Indenização Jan a Dez 2011 % Jan a Dez 2012 % Jan a Dez 2012 x Jan a Dez 2011 Morte 58.134 16% 60.752 12% 5% Invalidez Permanente 239.738 65% 352.495 69% 47% Despesas Médicas (DAMS) 68.484

Leia mais

Programa Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes. Disque Denúncia Nacional: DDN 100

Programa Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes. Disque Denúncia Nacional: DDN 100 Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente Programa Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual Contra Crianças

Leia mais

Transporte Escolar nos Estados e no DF. Novembro/2011

Transporte Escolar nos Estados e no DF. Novembro/2011 Transporte Escolar nos Estados e no DF Novembro/2011 UFs onde existe terceirização total ou parcial (amostra de 16 UFs) AC AL AP AM DF GO MT MS PB PI RJ RN RO RR SE TO TERCEIRIZAÇÃO TERCEIRIZAÇÃO TERCEIRIZAÇÃO

Leia mais

Relatório de Atividades ABCR - 2012

Relatório de Atividades ABCR - 2012 Relatório de Atividades ABCR - 2012 O ano de 2012 foi de transição na ABCR, em razão da mudança da gestão da sua Diretoria Executiva, e dos demais órgãos que a compõem. Eleita e empossada no final de março,

Leia mais

INDÚSTRIA DE ALIMENTOS

INDÚSTRIA DE ALIMENTOS DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos INDÚSTRIA DE ALIMENTOS OUTUBRO DE 2015 PRODUTOS INDÚSTRIA DE ALIMENTOS NO BRASIL 2012 EXPORTAÇÕES US$ 43 Bilhões (23%) 23% Ásia 22% União Europeia FATURAMENTO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS INEP

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS INEP MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS INEP Alunos apontam melhorias na graduação Aumenta grau de formação dos professores e estudantes mostram que cursos possibilitam

Leia mais

ANÁLISE DE COMPETITIVIDADE EMBALAGENS

ANÁLISE DE COMPETITIVIDADE EMBALAGENS ANÁLISE DE COMPETITIVIDADE EMBALAGENS Jun/15 Análise de Competitividade Embalagens Resumo da Cadeia de Valores Painel de Indicadores de Monitoramento da Competitividade Setorial Percepção empresarial da

Leia mais

Pendências de Envio do Relatório de Gestão Municipal-2013 aos CMS

Pendências de Envio do Relatório de Gestão Municipal-2013 aos CMS INFORME SARGSUS Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde 1 ESFERA MUNICIPAL 1.1 Relatório de Gestão Ano 2013 Até a presente data,

Leia mais

Telhas Térmicas Dânica

Telhas Térmicas Dânica Telhas Térmicas Dânica Sem dúvida, o melhor produto Dânica: sem dúvida, a melhor solução A telha térmica TermoRoof Dânica é o resultado da união entre resistência, versatilidade e conforto térmico. Leve

Leia mais

A indústria de biodiesel no Brasil: panorama atual e visão de futuro

A indústria de biodiesel no Brasil: panorama atual e visão de futuro - Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais A indústria de biodiesel no Brasil: panorama atual e visão de futuro Leonardo Zilio Assessor Econômico leonardo@abiove.org.br Brasília/DF 26 de

Leia mais

PANORAMA DO SETOR EVOLUÇÃO

PANORAMA DO SETOR EVOLUÇÃO EVOLUÇÃO A Indústria Brasileira de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos apresentou um crescimento médio deflacionado composto de 10% nos últimos 16 anos, tendo passado de um faturamento "ExFactory",

Leia mais

De janeiro a junho de 2013 as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT registraram crescimento de 38% ante mesmo período de 2012.

De janeiro a junho de 2013 as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT registraram crescimento de 38% ante mesmo período de 2012. De janeiro a junho de 2013 as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT registraram crescimento de 38% ante mesmo período de 2012. Os casos de Invalidez Permanente representaram a maioria das indenizações pagas

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos FEIJÃO OUTUBRO DE 2015

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos FEIJÃO OUTUBRO DE 2015 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos FEIJÃO OUTUBRO DE 2015 CALENDÁRIO AGRÍCOLA - FEIJÃO Safra 1ª - Safra das Águas 2ª - Safra da Seca 3ª - Safra de Inverno Principais Regiões Sul, Sudeste,

Leia mais

Telhas Térmicas Dânica

Telhas Térmicas Dânica Telhas Térmicas Dânica O melhor recheio. A melhor economia. CONCRETO? CERÂMICA? PVC? A inovadora telha térmica de aço As telhas térmicas TermoHouse da Dânica aliam tecnologia e estilo colonial a favor

Leia mais

Relatório Gerencial TECNOVA

Relatório Gerencial TECNOVA Relatório Gerencial TECNOVA Departamento de Produtos Financeiros Descentralizados - DPDE Área de Apoio à Ciência, Inovação, Infraestrutura e Tecnologia - ACIT Fevereiro de 2015 Marcelo Nicolas Camargo

Leia mais

Welcome Call em Financeiras. Categoria Setor de Mercado Seguros

Welcome Call em Financeiras. Categoria Setor de Mercado Seguros Categoria Setor de Mercado Seguros 1 Apresentação da empresa e sua contextualização no cenário competitivo A Icatu Seguros é líder entre as seguradoras independentes (não ligadas a bancos de varejo) no

Leia mais

FRANCHISING JAIR PASQUALI

FRANCHISING JAIR PASQUALI FRANCHISING JAIR PASQUALI jair.pasquali@marisolsa.com PARTICIPAÇÃO DOS SEGMENTOS DE VAREJO RECEITA TOTAL DO COMÉRCIO VAREJISTA E DE VEÍCULOS Produtos farmacêuticos 5,7% Tecidos e artigos do vestuário 7,5%

Leia mais

Desenvolvimento e Oportunidades da Agricultura Familiar. Marco Antonio Viana Leite Diretor PAC e Mais Alimentos

Desenvolvimento e Oportunidades da Agricultura Familiar. Marco Antonio Viana Leite Diretor PAC e Mais Alimentos Desenvolvimento e Oportunidades da Agricultura Familiar Marco Antonio Viana Leite Diretor PAC e Mais Alimentos Agricultura Familiar no Mundo São 500 milhões de estabelecimentos da agricultura familiar

Leia mais

Vigilância em saúde para prevenção de surtos de doenças de transmissão hídrica decorrentes dos eventos climáticos extremos

Vigilância em saúde para prevenção de surtos de doenças de transmissão hídrica decorrentes dos eventos climáticos extremos Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis Coordenação Geral de Doenças Transmissíveis Unidade de Vigilância das Doenças de Transmissão

Leia mais

Sua obra coberta de qualidade TELHAS DE AÇO. www.comercialgerdau.com.br

Sua obra coberta de qualidade TELHAS DE AÇO. www.comercialgerdau.com.br Sua obra coberta de qualidade TELHAS DE AÇO www.comercialgerdau.com.br Tipos de revestimentos Galvanizado por imersão a quente: apresenta grande resistência à corrosão atmosférica e atende a obras mais

Leia mais

Também organizamos eventos, seminários, palestras e encontros, de acordo com as possibilidades e necessidades dos nossos associados.

Também organizamos eventos, seminários, palestras e encontros, de acordo com as possibilidades e necessidades dos nossos associados. APRESENTAÇÃO O FDJUR - Fórum de Departamentos Jurídicos tem como objetivo disseminar modelos e ferramentas de gestão para o mercado jurídico empresarial e incentivar os associados ao estudo, desenvolvimento,

Leia mais

SONDAGEM INDUSTRIAL PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2004 RESULTADOS DE RIO BRANCO - ACRE

SONDAGEM INDUSTRIAL PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2004 RESULTADOS DE RIO BRANCO - ACRE O QUE É A SONDAGEM INDUSTRIAL A Sondagem é uma pesquisa qualitativa realizada trimestralmente pela CNI e pelas Federações das s de 19 estados do país (AC, AL, AM, BA, CE, ES, GO, MG, MS, MT, PA, PB, PE,

Leia mais

A PRESENTE PESQUISA ESTÁ ENQUADRADA NA ESTRATÉGIA DO

A PRESENTE PESQUISA ESTÁ ENQUADRADA NA ESTRATÉGIA DO A PRESENTE PESQUISA ESTÁ ENQUADRADA NA ESTRATÉGIA DO SINDICATO APEOC DE CONSTRUIR A ADEQUAÇÃO DO PLANO DE CARREIRA DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO COM BASE NA LEI Nº 11738 DO PISO NACIONAL NA SUA FORMA ORIGINAL

Leia mais

CONSTRUINDO UM EXCELENTE AMBIENTE DE TRABALHO:

CONSTRUINDO UM EXCELENTE AMBIENTE DE TRABALHO: CONSTRUINDO UM EXCELENTE AMBIENTE DE TRABALHO: OS RH S MAIS ADMIRADOS Ruy Shiozawa CEO Great Place to Work 18.Mar.2014 Download da Apresentação www.gptw.com.br publicações e eventos palestras 2 Great Place

Leia mais

Boletim Econômico. Federação Nacional dos Portuários. Sumário

Boletim Econômico. Federação Nacional dos Portuários. Sumário Boletim Econômico Federação Nacional dos Portuários Agosto de 2014 Sumário Indicadores de desenvolvimento brasileiro... 2 Emprego... 2 Reajuste dos salários e do salário mínimo... 3 Desigualdade Social

Leia mais

PRODUTOS PRÉ-PINTADO GALVALUME. A evolução do aço zincado. Composição do Revestimento. Estrutura. Resistência à corrosão.

PRODUTOS PRÉ-PINTADO GALVALUME. A evolução do aço zincado. Composição do Revestimento. Estrutura. Resistência à corrosão. PRODUTOS GALVALUME A evolução do aço zincado A liga AL-Zn do Galvalume CSN é a melhor solução para proteger o aço contra a corrosão, o que sempre representou um grande desa?o. Ela pode ser utilizada em

Leia mais

Fundação de Economia e Estatística Centro de Informações Estatísticas Núcleo de Contabilidade Social

Fundação de Economia e Estatística Centro de Informações Estatísticas Núcleo de Contabilidade Social Fundação de Economia e Estatística Centro de Informações Estatísticas Núcleo de Contabilidade Social COMENTÁRIOS ACERCA DOS NÚMEROS FINAIS DO PIB DO RS E DAS DEMAIS UNIDADES DA FEDERAÇÃO EM 2010 Equipe

Leia mais

Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr

Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr Imagem: Santa Casa de Santos fundada em 1543 Atualização: 26/outubro Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr ópicos Filantró Hospitais e Entidades Filantrópicas - CMB Objetivos do Projeto Governança

Leia mais

Perfil das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação de Londrina e Região. Pedro José Granja Sella

Perfil das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação de Londrina e Região. Pedro José Granja Sella Perfil das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação de Londrina e Região Pedro José Granja Sella Objetivos Conhecer, em dados, o setor de Tecnologia da Informação e Comunicação da Região de Londrina;

Leia mais

MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO A QGEP Participações iniciou o ano de 2011 com uma sólida posição financeira. Concluímos com sucesso a nossa oferta pública inicial de ações em fevereiro, com uma captação líquida

Leia mais

Apresentação da Companhia. Setembro de 2010

Apresentação da Companhia. Setembro de 2010 Apresentação da Companhia Setembro de 2010 Comprovada capacidade de execução Visão geral da Inpar Empreendimentos por segmento (1) Modelo de negócios integrado (incorporação, construção e venda) Comercial

Leia mais

Relatório ABNT Empresas Certificadas - Programas relacionados ao IABr

Relatório ABNT Empresas Certificadas - Programas relacionados ao IABr PROGRAMA: DF Relatório ABNT TELHAS DE AÇO GRAVIA INDÚSTRIA DE PERFILADOS DE AÇO LTDA BRASÍLIA 52.012/10 TELHA DE AÇO REVESTIDO DE SEÇÃO ONDULADA - MODELO: GR- 40 (GALVALUME) pedro@gravia.com ABNT NBR 14513:2008

Leia mais

Projeto 05. Plano de intercâmbio / parceria entre os examinadores de diferentes Estados e Setores

Projeto 05. Plano de intercâmbio / parceria entre os examinadores de diferentes Estados e Setores Projeto 05 Plano de intercâmbio / parceria entre os examinadores de diferentes Estados e Setores Estimular intercâmbio/ parceria entre os examinadores de diferentes estados e setores Desenvolver plano

Leia mais

14ª Avaliação de Perdas no Varejo Brasileiro Supermercados

14ª Avaliação de Perdas no Varejo Brasileiro Supermercados 14ª Avaliação de Perdas no Varejo Brasileiro Supermercados Apresentação Este relatório apresenta os resultados da 14ª Avaliação de Perdas realizada com os principais supermercados do Brasil. As edições

Leia mais

Comunicação por meio de dispositivos móveis ainda tem muito para crescer no país

Comunicação por meio de dispositivos móveis ainda tem muito para crescer no país Comunicação por meio de dispositivos móveis ainda tem muito para crescer no país Atualmente, não dá para falar em mídias digitais sem considerar o mobile. Se por um lado os acessos móveis ganham força,

Leia mais

INDÚSTRIA NAVAL NO BRASIL

INDÚSTRIA NAVAL NO BRASIL INDÚSTRIA NAVAL NO BRASIL DÉCADA DE 70 E 80 O BRASIL CHEGOU A SER O 2º PRODUTOR MUNDIAL DE EMBARCAÇÕES EMPREGAVA 40 MIL TRABALHADORES DIRETOS E CERCA DE 160 MIL INDIRETOS DÉCADA DE 90 Abertura indiscriminada

Leia mais

Panorama do emprego no turismo

Panorama do emprego no turismo Panorama do emprego no turismo Por prof. Wilson Abrahão Rabahy 1 Emprego por Atividade e Região Dentre as atividades do Turismo, as que mais se destacam como geradoras de empregos são Alimentação, que

Leia mais

Perfil geral do Porto Digital (atualizado para Dezembro/2010) www.datametrica.com.br faleconosco@datametrica.com.br 81.3316.2600

Perfil geral do Porto Digital (atualizado para Dezembro/2010) www.datametrica.com.br faleconosco@datametrica.com.br 81.3316.2600 Perfil geral do Porto Digital (atualizado para Dezembro/2010) Dados Gerais do Porto Digital 191 Empresas *Empresas de TIC: Empresas de software e serviços de TIC; **Serviços associados: Empresas que prestam

Leia mais

PESSOAL PONTO MIDIAKIT

PESSOAL PONTO MIDIAKIT MIDIAKIT PONTO PESSOAL A PONTO PESSOAL É A PRIMEIRA AGÊNCIA DE MARKETING PESSOAL DO BRASIL QUE TRABALHA ESTRATÉGIAS DA MARCA PESSOAL PARA DIFERENCIAR PESSOAS NO MEIO PROFISSIONAL. 1 MARKETING PESSOAL É

Leia mais

Capacidade dos Portos Brasileiros Soja e Milho

Capacidade dos Portos Brasileiros Soja e Milho CAPACIDADE DOS PORTOS BRASILEIROS Capacidade dos Portos Brasileiros Soja e Milho 1 Novembro 2012 Esse estudo pretende chegar a um volume máximo de soja, milho e derivados, que pode ser exportado, por meio

Leia mais

Demonstrativo da extrema pobreza: Brasil 1990 a 2009

Demonstrativo da extrema pobreza: Brasil 1990 a 2009 Campinas, 29 de fevereiro de 2012 AVANÇOS NO BRASIL Redução significativa da população em situação de pobreza e extrema pobreza, resultado do desenvolvimento econômico e das decisões políticas adotadas.

Leia mais

PROCOMPI Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias. 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília - DF

PROCOMPI Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias. 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília - DF PROCOMPI Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília - DF Dezembro de 2013 OBJETIVO Promover a competitividade das micro e pequenas empresas

Leia mais

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) definiu a classificação do porte, com base no número de empregados de cada estabelecimento.

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) definiu a classificação do porte, com base no número de empregados de cada estabelecimento. QUEM SÃO AS EMPRESAS DE MICRO, PEQUENO E MÉDIO PORTES? Critérios de Classificação: São dois os principais critérios para classificação da empresa por porte. Um é baseado na receita operacional bruta anual,

Leia mais

Esclarecimentos sobre rentabilidade das cotas do Plano SEBRAEPREV

Esclarecimentos sobre rentabilidade das cotas do Plano SEBRAEPREV INVESTIMENTOS Esclarecimentos sobre rentabilidade das cotas do Plano SEBRAEPREV Uma questão de suma importância para a consolidação e perenidade de um Fundo de Pensão é a sua saúde financeira, que garante

Leia mais

PORFOLIO DE SERVIÇOS. www.qualicall.com.br

PORFOLIO DE SERVIÇOS. www.qualicall.com.br PORFOLIO DE SERVIÇOS www.qualicall.com.br Visão O mercado industrial, de serviços e e-business reconhecerão a QUALICALL como uma empresa pequena, coesa e competitiva, porém muito grande na sua base de

Leia mais

Manual de Implantação e Roteiro para Auditoria do Critérios para Auditoria SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA ATUAÇÃO RESPONSÁVEL

Manual de Implantação e Roteiro para Auditoria do Critérios para Auditoria SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA ATUAÇÃO RESPONSÁVEL Manual de Implantação e Roteiro para Auditoria do Critérios para Auditoria SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA ATUAÇÃO RESPONSÁVEL É proibida a reprodução total ou parcial deste documento por quaisquer meios

Leia mais

Pluralidade dos Meios de Comunicação

Pluralidade dos Meios de Comunicação Pluralidade dos Meios de Comunicação Novembro/212 APRESENTAÇÃO A pesquisa Pluralidade dos Meios de Comunicação, desenvolvida pelo Instituto Palavra Aberta entidade criada em fevereiro de 21 pela Abert

Leia mais

MPE INDICADORES Pequenos Negócios no Brasil

MPE INDICADORES Pequenos Negócios no Brasil MPE INDICADORES Pequenos Negócios no Brasil Categorias de pequenos negócios no Brasil MPE Indicadores MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL (MEI) Receita bruta anual de até R$ 60 mil MICROEMPRESA Receita bruta

Leia mais

Telhas Térmicas Dânica

Telhas Térmicas Dânica Telhas Térmicas Dânica O melhor recheio. A melhor economia. CONCRETO? CERÂMICA? PVC? A inovadora telha térmica de aço As telhas térmicas TermoHouse da Dânica aliam tecnologia e estilo colonial a favor

Leia mais

A Ser Humano Consultoria

A Ser Humano Consultoria A Ser Humano Consultoria é uma empresa especializada na gestão estratégica de pessoas. Utilizando programas de assessoramento individual, baseados na avaliação e desenvolvimento de suas competências, buscamos

Leia mais

Pesquisa Perfil das Empresas de Consultoria no Brasil

Pesquisa Perfil das Empresas de Consultoria no Brasil Pesquisa Perfil das Empresas de Consultoria no Brasil 2014 Objetivo Metodologia Perfil da Empresa de Consultoria Características das Empresas Áreas de Atuação Honorários Perspectivas e Percepção de Mercado

Leia mais

Localização das empresas Participação na produção

Localização das empresas Participação na produção ESTRUTURAS DE AÇO Apresentação Desde 2011, o CBCA Centro Brasileiro da Construção em Aço e a ABCEM Associação Brasileira da Construção Metálica desenvolvem pesquisas com fabricantes de estruturas em aço

Leia mais

O ALOJAMENTO NO TERRITÓRIO DOURO ALLIANCE - EIXO URBANO DO DOURO

O ALOJAMENTO NO TERRITÓRIO DOURO ALLIANCE - EIXO URBANO DO DOURO O ALOJAMENTO NO TERRITÓRIO DOURO ALLIANCE - EIXO URBANO DO DOURO Vila Real, Março de 2012 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 4 CAPITULO I Distribuição do alojamento no Território Douro Alliance... 5 CAPITULO II Estrutura

Leia mais

pesquisa 2015 PERFIL DOS FABRICANTES DE ESTRUTURAS DE AÇO

pesquisa 2015 PERFIL DOS FABRICANTES DE ESTRUTURAS DE AÇO pesquisa 2015 PERFIL DOS FABRICANTES DE APRESENTAÇÃO Desde 2011, o CBCA Centro Brasileiro da Construção em Aço e a ABCEM Associação Brasileira da Construção Metálica desenvolvem pesquisas com fabricantes

Leia mais

PESSOAL PONTO APRESENTAÇÃO

PESSOAL PONTO APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO PONTO PESSOAL A PONTO PESSOAL É A PRIMEIRA AGÊNCIA E REVISTA DIGITAL DE MARKETING PESSOAL DO BRASIL QUE TRABALHA ESTRATÉGIAS PARA DIFERENCIAR PESSOAS NO MEIO PROFISSIONAL. 2010-2015 MARKETING

Leia mais

6º Censo da Reciclagem de PET no Brasil 2009/2010

6º Censo da Reciclagem de PET no Brasil 2009/2010 6º Censo da Reciclagem de PET no Brasil 2009/2010 Reciclagem de PET no Brasil 2009 Censo Por quê? O Censo é a metodologia mais indicada quando a população é pequena e a variabilidade dentro da população

Leia mais

Gráfico 01: Estados brasileiros - Evolução do emprego formal - primeiro semestre de 2014 Variação relativa (%)

Gráfico 01: Estados brasileiros - Evolução do emprego formal - primeiro semestre de 2014 Variação relativa (%) 1,96 1,96 1,76 1,73 1,54 1,47 1,37 0,92 0,85 0,74 0,50 0,46 0,31 Nº 17 / 14 Embora o cenário macroeconômico aponte perda de dinamismo para setores importantes da economia brasileira, os resultados do emprego

Leia mais

Sublimites estaduais de enquadramento para. Nacional 2012/2013. Vamos acabar com essa ideia

Sublimites estaduais de enquadramento para. Nacional 2012/2013. Vamos acabar com essa ideia Sublimites estaduais de enquadramento para o ICMS no Simples Nacional 2012/2013 Vamos acabar com essa ideia 4 CNI APRESENTAÇÃO Os benefícios do Simples Nacional precisam alcançar todas as micro e pequenas

Leia mais

Estudo ABERJE 2012 Comunicação Interna. Comunicação Interna

Estudo ABERJE 2012 Comunicação Interna. Comunicação Interna Estudo ABERJE 2012 JULHO DE 2012 20 2012 ABERJE Pesquisa 2012 Associação Brasileira de Comunicação Empresarial Concepção e planejamento: Prof. Dr. Paulo Nassar Coordenação: Carlos A. Ramello Desenvolvimento:

Leia mais

4» Quadra escolar Maria Nascimento Paiva. 1» Centro de Artes e Esportes Unificados. 2» Unidade Básica de Saúde, Clínica da Família Quadra 308

4» Quadra escolar Maria Nascimento Paiva. 1» Centro de Artes e Esportes Unificados. 2» Unidade Básica de Saúde, Clínica da Família Quadra 308 1 2 8 1» Centro de Artes e Esportes Unificados Rio Branco AC 2» Unidade Básica de Saúde, Clínica da Família Quadra 308 Recanto das Emas DF 3» Creche Ipê Rosa Samambaia DF 4» Quadra escolar Maria Nascimento

Leia mais

II Fórum de Coordenadores de imunizações dos estados e de municípios de capital, 2014

II Fórum de Coordenadores de imunizações dos estados e de municípios de capital, 2014 II Fórum de Coordenadores de imunizações dos estados e de municípios de capital, 2014 Situação e mecanismo para avançar no processo de implantação do SIPNI Carla Magda A. S. Domingues Coordenadora Geral

Leia mais

Projeto GLP Qualidade Compartilhada

Projeto GLP Qualidade Compartilhada Projeto GLP Qualidade Compartilhada Projeto RI Botijões Resistentes à Impacto - AUTORES - EDUARDO ROGERIO DOS SANTOS - DOUGLAS ROBERTO PEREIRA - EDUARDO MORAES DE CAMPOS Categoria: Produção PRÊMIO GLP

Leia mais

Mercado Imobiliário Residencial Brasileiro

Mercado Imobiliário Residencial Brasileiro Mercado Imobiliário Residencial Brasileiro JULHO DE 2011 Unidades residenciais O país encerrou o ano de 2010 com um total de 67,6 milhões de unidades residenciais que se dividem quanto a sua ocupação da

Leia mais

Apresentação do IDConselho Municipal. Apresentação elaborada pela Coordenação Geral de Vigilância Socioassistencial CGVIS Brasília

Apresentação do IDConselho Municipal. Apresentação elaborada pela Coordenação Geral de Vigilância Socioassistencial CGVIS Brasília Apresentação do IDConselho Municipal Apresentação elaborada pela Coordenação Geral de Vigilância Socioassistencial CGVIS Brasília 5.366 Conselhos Municipais que preencheram o Censo SUAS 2014 Dinâmica de

Leia mais

Índice. 3 Resultados da pesquisa. 17 Conclusão. 19 Questionário utilizado na pesquisa

Índice. 3 Resultados da pesquisa. 17 Conclusão. 19 Questionário utilizado na pesquisa Índice 3 Resultados da pesquisa 17 Conclusão 19 Questionário utilizado na pesquisa Esta pesquisa é uma das ações previstas no Plano de Sustentabilidade para a Competitividade da Indústria Catarinense,

Leia mais

Medicina Veterinária

Medicina Veterinária Indicadores das Graduações em Saúde Estação de Trabalho IMS/UERJ do ObservaRH Medicina Veterinária Segundo o Conselho Federal de Medicina Veterinária, o exercício da medicina veterinária se confunde com

Leia mais

Desempenho Recente e Perspectivas para a Agricultura

Desempenho Recente e Perspectivas para a Agricultura Desempenho Recente e Perspectivas para a Agricultura A safra de grãos do país totalizou 133,8 milhões de toneladas em 2009, de acordo com o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) de dezembro,

Leia mais