MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE RONDÔNIA ÍNDICE. 2 QUADRO DE CARGOS (Requisitos, Referências Iniciais, Vencimentos Básicos e Vagas por Município)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE RONDÔNIA ÍNDICE. 2 QUADRO DE CARGOS (Requisitos, Referências Iniciais, Vencimentos Básicos e Vagas por Município)"

Transcrição

1 FUNDAÇÃO CESGRANRIO

2 MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE RONDÔNIA ÍNDICE 1 APRESENTAÇÃO 3 2 QUADRO DE CARGOS (Requisitos, Referências Iniciais, Vencimentos Básicos e Vagas por Município) 3 3 VAGAS DESTINADAS AOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA 9 4 REMUNERAÇÃO E VANTAGENS 9 5 INFORMAÇÕES SOBRE OS CARGOS 9 6 CONDIÇÕES E PRÉ-REQUISITOS PARA INSCRIÇÃO E INVESTIDURA NO CARGO 9 7 PERÍODO, HORÁRIO E LOCAIS DE INSCRIÇÃO 10 8 RECOLHIMENTO DA TAXA E PROCEDIMENTOS DE INSCRIÇÃO 10 9 CONFIRMAÇÃO DE INSCRIÇÃO ESTRUTURA DO CONCURSO PÚBLICO NORMAS E PROCEDIMENTOS RELATIVOS À CONTINUIDADE DO CONCURSO PÚBLICO RECURSOS E PEDIDOS DE REVISÃO NOMEAÇÃO, QUALIFICAÇÃO E POSSE INFORMAÇÕES GERAIS 17 ANEXO I ATRIBUIÇÕES GERAIS DOS CARGOS 18 ANEXO II LOCAIS DE INSCRIÇÃO (Agências da ECT) 20 ANEXO III CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS E BIBLIOGRAFIAS 21 ANEXO IV CRONOGRAMA DE EVENTOS BÁSICOS 31

3 MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE RONDÔNIA EDITAL 049/ APRESENTAÇÃO O Ministério Público do Estado de Rondônia torna público que realizará Concurso Público para o preenchimento de vagas de seu Quadro Permanente para os cargos constantes no item 2 mediante as condições contidas neste Edital. O desenvolvimento das provas objetivas (para todos os cargos), da prova de títulos (para os cargos de Nível Superior) e da prova de digitação (para os cargos de Oficial de Diligências e de Técnico Administrativo) deste Concurso Público será realizado sob a responsabilidade técnica e operacional da FUNDAÇÃO CESGRANRIO, sendo de competência do Ministério Público do Estado de Rondônia os exames médicos e os demais procedimentos pré-admissionais. 2 - QUADRO DE CARGOS (Requisitos, Referências Iniciais, Vencimentos Básicos e Vagas por Município) 2.1 RELAÇÃO DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR - NS Cargo Escolaridade 3º Grau Completo Curso Superior Referência Inicial Vencimento Básico* Analista Contábil Bacharel em Ciências Contábeis Analista em Administração Bacharel em Administração de Empresas Analista em Assistência Social Bacharel em Serviço Social Analista em Auditoria Bacharel em Ciências Contábeis Analista em Biblioteconomia Bacharel em Biblioteconomia Analista em Biologia Bacharel em Biologia Analista em Bioquímica Bacharel em Bioquímica Analista em Economia Bacharel em Economia NS-01 R$ 1.233,64 Analista em Estatística Analista em Jornalismo Analista em Psicologia Analista em Redação Analista de Redes e Comunicação de Dados Analista de Sistemas Analista de Suporte Computacional Analista em Agronomia Analista em Arquitetura Analista em Engenharia Civil Analista em Engenharia Elétrica Analista em Engenharia Florestal Analista em Engenharia Sanitária Analista em Geologia Analista Programador Bacharel em Estatística Bacharel em Comunicação Social Bacharel em Psicologia Bacharel em Letras * O Vencimento Básico será acrescido de Auxílio-Alimentação Bacharel em Ciências da Computação ou área afim Bacharel em Ciências da Computação ou área afim Bacharel em Ciências da Computação ou área afim Bacharel em Agronomia Bacharel em Arquitetura Bacharel em Engenharia Civil Bacharel em Engenharia Elétrica Bacharel em Engenharia Florestal Bacharel em Engenharia Sanitária Bacharel em Geologia Bacharel em Ciências da Computação ou área afim 3 NS-13 R$ 2.092,12

4 2.1.1 VAGAS DE NÍVEL SUPERIOR POR MUNICÍPIO MUNICÍPIO CARGO VAGAS ARIQUEMES ANALISTA DE REDE E COMUNICAÇÃO DE DADOS 1 (2ª Entrância) ANALISTA DE SUPORTE COMPUTACIONAL 1 CACOAL ANALISTA DE REDE E COMUNICAÇÃO DE DADOS 1 (2ª Entrância) ANALISTA DE SUPORTE COMPUTACIONAL 1 ANALISTA DE REDE E COMUNICAÇÃO DE DADOS 1 ANALISTA DE SUPORTE COMPUTACIONAL 2 JI-PARANÁ ANALISTA EM BIOLOGIA 1 (2ª Entrância) ANALISTA EM ENGENHARIA CIVIL 1 ANALISTA EM ENGENHARIA ELÉTRICA 1 ANALISTA EM ENGENHARIA FLORESTAL 1 ANALISTA EM ENGENHARIA SANITÁRIA 1 ANALISTA EM PSICOLOGIA 1 ANALISTA CONTÁBIL 2 ANALISTA DE REDE E COMUNICAÇÃO DE DADOS 6 ANALISTA DE SISTEMAS 15 ANALISTA DE SUPORTE COMPUTACIONAL 10 ANALISTA EM ADMINISTRAÇÃO 2 PORTO VELHO ANALISTA EM AGRONOMIA 2 (Procuradorias e 3ª Entrância) ANALISTA EM ARQUITETURA 2 ANALISTA EM ASSISTÊNCIA SOCIAL 2 ANALISTA EM AUDITORIA 2 ANALISTA EM BIBLIOTECONOMIA 2 ANALISTA EM BIOLOGIA 1 ANALISTA EM BIOQUÍMICA 2 ANALISTA EM ECONOMIA 2 ANALISTA EM ENGENHARIA CIVIL 2 ANALISTA EM ENGENHARIA ELÉTRICA 1 ANALISTA EM ENGENHARIA FLORESTAL 1 ANALISTA EM ENGENHARIA SANITÁRIA 1 ANALISTA EM ESTATÍSTICA 1 ANALISTA EM GEOLOGIA 2 ANALISTA EM JORNALISMO 1 ANALISTA EM PSICOLOGIA 2 ANALISTA EM REDAÇÃO 4 ANALISTA PROGRAMADOR 15 VILHENA ANALISTA DE REDE E COMUNICAÇÃO DE DADOS 1 (2ª Entrância) ANALISTA DE SUPORTE COMPUTACIONAL 1 Observação: O candidato deverá comprovar, por ocasião da convocação para a posse, inscrição no Conselho ou Órgão de Classe, quando houver. 4

5 2.2 RELAÇÃO DE CARGOS DE NÍVEL INTERMEDIÁRIO NI Oficial de Diligências Técnico em Contabilidade Técnico Administrativo Técnico em Informática Grau de Escolaridade 2º Grau completo (Ensino Médio) Para o cargo Oficial de Diligências Carteira Nacional de Habilitação CNH, para condução de carros e motos Vencimento Básico Inicial NI-01 = R$ 564,32, acrescido de Auxílio-Alimentação VAGAS DE NÍVEL INTERMEDIÁRIO POR MUNICÍPIO MUNICÍPIO CARGO VAGAS ALTA FLORESTA D OESTE OFICIAL DE DILIGÊNCIAS 01 (1ª Entrância) TÉCNICO ADMINISTRATIVO 03 ALVORADA D OESTE OFICIAL DE DILIGÊNCIAS 01 (1ª Entrância) TÉCNICO ADMINISTRATIVO 05 ARIQUEMES OFICIAL DE DILIGÊNCIAS 02 (2ª Entrância) TÉCNICO ADMINISTRATIVO 06 TÉCNICO EM INFORMÁTICA 04 BURITIS OFICIAL DE DILIGÊNCIAS 01 (1ª Entrância) TÉCNICO ADMINISTRATIVO 05 CACOAL OFICIAL DE DILIGÊNCIAS 02 (2ª Entrância) TÉCNICO ADMINISTRATIVO 06 TÉCNICO DE INFORMÁTICA 04 CEREJEIRAS (1ª Entrância) TÉCNICO ADMINISTRATIVO 04 COLORADO DO OESTE OFICIAL DE DILIGÊNCIAS 01 (2ª Entrância) TÉCNICO ADMINISTRATIVO 04 COSTA MARQUES OFICIAL DE DILIGÊNCIAS 01 (1ª Entrância) TÉCNICO ADMINISTRATIVO 05 ESPIGÃO D OESTE OFICIAL DE DILIGÊNCIAS 01 (1ª Entrância) TÉCNICO ADMINISTRATIVO 04 GUAJARÁ-MIRIM OFICIAL DE DILIGÊNCIAS 01 (2ª Entrância) TÉCNICO ADMINISTRATIVO 04 JARU OFICIAL DE DILIGÊNCIAS 01 (2ª Entrância) TÉCNICO ADMINISTRATIVO 04 JI-PARANÁ OFICIAL DE DILIGÊNCIAS 03 (2ª Entrância) TÉCNICO ADMINISTRATIVO 06 TÉCNICO EM INFORMÁTICA 04 MACHADINHO D OESTE OFICIAL DE DILIGÊNCIAS 01 (1ª Entrância) TÉCNICO ADMINISTRATIVO 04 NOVA BRASILÂNDIA D OESTE OFICIAL DE DILIGÊNCIAS 01 (1ª Entrância) TÉCNICO ADMINISTRATIVO 04 OURO PRETO DO OESTE (2ª Entrância) TÉCNICO ADMINISTRATIVO 04 5

6 PIMENTA BUENO OFICIAL DE DILIGÊNCIAS 01 (2ª Entrância) TÉCNICO ADMINISTRATIVO 06 TÉCNICO DE INFORMÁTICA 03 PORTO VELHO OFICIAL DE DILIGÊNCIAS 8 (Procuradorias e TÉCNICO ADMINISTRATIVO 58 3ª Entrância) TÉCNICO EM CONTABILIDADE 4 TÉCNICO EM INFORMÁTICA 31 PRESIDENTE MÉDICI OFICIAL DE DILIGÊNCIAS 01 (1ª Entrância) TÉCNICO ADMINISTRATIVO 04 ROLIM DE MOURA TÉCNICO ADMINISTRATIVO 04 (2ª Entrância) SANTA LUZIA D OESTE OFICIAL DE DILIGÊNCIAS 01 (1ª Entrância) TÉCNICO ADMINISTRATIVO 05 SÃO MIGUEL DO GUAPORÉ OFICIAL DE DILIGÊNCIAS 01 (1ª Entrância) TÉCNICO ADMINISTRATIVO 05 VILHENA OFICIAL DE DILIGÊNCIAS 01 (2ª Entrância) TÉCNICO ADMINISTRATIVO 06 TÉCNICO DE INFORMÁTICA 04 Observação: O candidato deverá comprovar, por ocasião da convocação para a posse, inscrição no Conselho ou Órgão de Classe, quando houver RELAÇÃO DE CARGOS DE NÍVEL AUXILIAR NA Auxiliar Administrativo Motorista Auxiliar de Copa e Cozinha Telefonista Auxiliar de Enfermagem Vigilante Auxiliar de Manutenção Zelador Grau de Escolaridade = 1º Grau completo (Ensino Fundamental) Para o cargo de Motorista Carteira Nacional de Habilitação CNH, categoria D, mínima Vencimento Básico Inicial NA-01 = R$ 428,53, acrescido de Auxílio-Alimentação VAGAS DE NÍVEL AUXILIAR POR MUNICÍPIO MUNICÍPIO CARGO VAGAS ALTA FLORESTA D OESTE AUXILIAR ADMINISTRATIVO 04 (1ª Entrância) ZELADOR 01 ALVORADA D OESTE AUXILIAR ADMINISTRATIVO 04 (1ª Entrância) ZELADOR 01 AUXILIAR ADMINISTRATIVO 06 AUXILIAR DE COPA E COZINHA 01 ARIQUEMES AUXILIAR DE MANUTENÇÃO 02 (2ª Entrância) MOTORISTA 02 TELEFONISTA 02 VIGILANTE 02 ZELADOR 03 6

7 BURITIS AUXILIAR ADMINISTRATIVO 04 (1ª Entrância) ZELADOR 01 AUXILIAR ADMINISTRATIVO 06 AUXILIAR DE COPA E COZINHA 01 CACOAL AUXILIAR DE MANUTENÇÃO 02 (2ª Entrância) MOTORISTA 02 TELEFONISTA 02 ZELADOR 03 CEREJEIRAS AUXILIAR ADMINISTRATIVO 04 (1ª Entrância) ZELADOR 01 COLORADO DO OESTE AUXILIAR ADMINISTRATIVO 04 (2ª Entrância) AUXILIAR DE COPA E COZINHA 01 COSTA MARQUES AUXILIAR ADMINISTRATIVO 03 (1ª Entrância) ZELADOR 01 ESPIGÃO D OESTE AUXILIAR ADMINISTRATIVO 04 (1ª Entrância) ZELADOR 01 AUXILIAR ADMINISTRATIVO 05 GUAJARÁ-MIRIM AUXILIAR DE COPA E COZINHA 01 (2ª Entrância) VIGILANTE 04 ZELADOR 01 AUXILIAR ADMINISTRATIVO 04 JARU AUXILIAR DE COPA E COZINHA 01 (2ª Entrância) VIGILANTE 04 ZELADOR 02 AUXILIAR ADMINISTRATIVO 05 AUXILIAR DE COPA E COZINHA 01 AUXILIAR DE MANUTENÇÃO 02 JI-PARANÁ AUXILIAR DE ENFERMAGEM 02 (2ª Entrância) MOTORISTA 02 TELEFONISTA 03 VIGILANTE 02 ZELADOR 03 MACHADINHO D OESTE AUXILIAR ADMINISTRATIVO 04 (1ª Entrância) ZELADOR 01 NOVA BRASILÂNDIA D OESTE AUXILIAR ADMINISTRATIVO 04 (1ª Entrância) ZELADOR 01 AUXILIAR ADMINISTRATIVO 04 OURO PRETO DO OESTE AUXILIAR DE COPA E COZINHA 01 (2ª Entrância) VIGILANTE 04 ZELADOR 02 7

8 AUXILIAR ADMINISTRATIVO 05 PIMENTA BUENO AUXILIAR DE COPA E COZINHA 01 (2ª Entrância) AUXILIAR DE MANUTENÇÃO 02 VIGILANTE 04 ZELADOR 03 AUXILIAR ADMINISTRATIVO 35 AUXILIAR DE COPA E COZINHA 07 AUXILIAR DE ENFERMAGEM 03 PORTO VELHO AUXILIAR DE MANUTENÇÃO 10 (Procuradorias e MOTORISTA 09 3ª Entrância) TELEFONISTA 07 VIGILANTE 34 ZELADOR 15 PRESIDENTE MÉDICI AUXILIAR ADMINISTRATIVO 04 (1ª Entrância) AUXILIAR DE COPA E COZINHA 01 ZELADOR 02 AUXILIAR ADMINISTRATIVO 04 ROLIM DE MOURA AUXILIAR DE COPA E COZINHA 01 (2ª Entrância) VIGILANTE 04 ZELADOR 03 SANTA LUZIA D OESTE AUXILIAR ADMINISTRATIVO 03 (1ª Entrância) ZELADOR 01 SÃO MIGUEL DO GUAPORÉ AUXILIAR ADMINISTRATIVO 04 (1ª Entrância) ZELADOR 01 AUXILIAR ADMINISTRATIVO 05 VILHENA AUXILIAR DE COPA E COZINHA 01 (2ª Entrância) AUXILIAR DE MANUTENÇÃO 02 VIGILANTE 02 ZELADOR 03 Observação: O candidato deverá comprovar, por ocasião da convocação para a posse, inscrição no Conselho ou Órgão de Classe, quando houver. 2.4 As atribuições gerais dos cargos estão especificadas no Anexo I. 2.5 O município no qual o candidato efetuar sua inscrição corresponderá àquele em que prestará provas e pelo qual estará concorrendo às vagas do cargo de sua opção O candidato, no ato da inscrição, somente poderá optar por um dos cargos/municípios oferecidos, devendo efetuar uma única inscrição, posto que as provas poderão ser realizadas no mesmo dia e horário As vagas serão preenchidas com estrita observância da ordem classificatória por cargo e município em que o candidato se inscreveu. 2.8 Os valores das taxas de inscrição deste Concurso Público obedecem, em reais, à tabela seguinte: Cargo de Opção Valor da Taxa de Inscrição Nivel Superior NS R$ 56,00 Nível Intermediário NI R$ 32,00 Nível Auxiliar NA R$ 29,00 8

9 3 VAGAS DESTINADAS AOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA Serão destinadas aos candidatos portadores de deficiência, nos termos da Lei nº 7.853, de 24/10/89, do Decreto nº 3.298, de 20/12/99, e do Decreto Estadual nº 5.464, de 21/02/92, em seu Artigo 14 Parágrafo Único, as seguintes vagas: Analista de Sistemas em Porto Velho: 2; Analista de Suporte Computacional em Porto Velho: 1; Analista Programador em Porto Velho: 2; Oficial de Diligências em Porto Velho: 1; Técnico Administrativo em Alvorada do Oeste: 1, em Ariquemes: 1, em Buritis: 1, em Cacoal: 1, em Costa Marques: 1, em Ji-Paraná: 1, em Pimenta Bueno: 1, em Porto Velho: 6, em Santa Luzia do Oeste; 1, em São Miguel do Guaporé: 1 e em Vilhena: 1; Técnico em Informática em Porto Velho: 3; Auxiliar Administrativo em Ariquemes: 1, em Cacoal: 1, em Guajará Mirim: 1, em Ji-Paraná: 1, em Pimenta Bueno: 1, em Porto Velho: 4 e em Vilhena: 1; Auxiliar de Copa e Cozinha em Porto Velho: 1; Auxiliar de Manutenção em Porto Velho: 1; Telefonista em Porto Velho: 1 e Zelador em Porto Velho: No ato da inscrição, o candidato portador de deficiência deverá declarar, no campo próprio do Requerimento de Inscrição, sua intenção de concorrer às vagas reservada aos deficientes, mencionando a deficiência da qual é portador, e, se necessário, requerer condições especiais de provas (ledor, prova ampliada, transcrição ou sala de mais fácil acesso). 3.3 O candidato portador de deficiência que solicitar condições especiais de provas e/ou optar por concorrer às vagas reservadas aos deficientes, deverá enviar correspondência, via SEDEX, para o Departamento de Concursos da FUNDAÇÃO CESGRANRIO (mencionando Concurso Público MP/RO), situado à Rua Santa Alexandrina, 1011, Rio Comprido, Rio de Janeiro, RJ CEP , impreterivelmente, até o dia 21/01/2005, confirmando sua pretensão, e anexando laudo médico atestando a espécie e o grau ou nível da deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doenças CID, bem como a provável causa da deficiência. Caso o candidato não envie o laudo médico com as especificações solicitadas, não será considerado como deficiente apto para concorrer às vagas reservadas, nem terá disponibilizadas as condições especiais, mesmo que tenha assinalado tal(is) opção(ões) no Requerimento de Inscrição. 3.4 O candidato que declarar falsamente a deficiência será excluído, se confirmada tal situação, em qualquer fase deste Concurso Público, sujeitando-se às conseqüências legais pertinentes. 3.5 Os candidatos portadores de deficiência que, se classificados, vierem a ser convocados para os procedimentos pré-admissionais, serão submetidos, no exame de saúde, à perícia específica destinada a verificar a existência da deficiência declarada e a compatibilidade da mesma com o exercício das atribuições do cargo. 3.6 Os candidatos portadores de deficiência participarão deste Concurso Público em igualdade de condições com os demais inscritos no que diz respeito à avaliação das provas. 3.7 Na falta de candidatos aprovados para as vagas reservadas aos portadores de deficiência, essas serão preenchidas pelos demais candidatos, observando-se a ordem de classificação para o cargo/município. 3.8 Os candidatos que, no ato da inscrição, se declararem portadores de deficiência, se classificados nas provas, além de figurarem na lista de classificação do cargo/município, terão seus nomes publicados em relação à parte, observada a respectiva ordem de classificação. 3.9 Os portadores de deficiência que não optarem, no momento da inscrição, por disputar as vagas reservadas aos deficientes ou não cumprirem o disposto no subitem 3.3 deixarão de concorrer às mesmas. 4 REMUNERAÇÃO E VANTAGENS 4.1 A remuneração inicial de cada cargo está indicada nos subitens 2.1, 2.2 e O servidor fará jus aos benefícios em vigor na época de sua admissão e às demais vantagens eventualmente oferecidas pelo Ministério Público do Estado de Rondônia. 5 - INFORMAÇÕES SOBRE OS CARGOS A jornada de trabalho é de 40 (quarenta) horas semanais para todos os cargos, salvo quando disposto diversamente em lei ou regulamento próprio A relação de trabalho será disciplinada pelo Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis do Estado de Rondônia, instituído pela Lei Complementar Estadual nº 68, de 09/12/92, e suas alterações e Lei Complementar Estadual nº 303, de 26/07/04, que institui a Reorganização do Quadro Administrativo do Ministério Público do Estado de Rondônia, além das normas internas deste Ministério Público. 6 CONDIÇÕES E PRÉ-REQUISITOS PARA INSCRIÇÃO E INVESTIDURA NO CARGO a) ter, no mínimo, 18 (dezoito) anos completos até a data da posse; b) ser brasileiro nato ou naturalizado, ou cidadão português que tenha adquirido a igualdade de direitos e obrigações civis e o gozo dos direitos políticos (nos termos do Decreto nº70436, de , e da Constituição Federal, Artigo 12, Parágrafo 1º); c) ter cumprido o serviço militar ou dele ter sido dispensado, se do sexo masculino; d) encontrar-se em situação regular com as obrigações eleitorais; e) ter escolaridade compatível com o cargo conforme o disposto no Quadro de Cargos (item 2); f) encontrar-se em pleno exercício de seus direitos civis e políticos; g) comprovar, na data da posse, não possuir filiação a partido político. 9

10 6.2 - Documentação exigida para inscrição: a) documento oficial de identidade (que contenha retrato do candidato) e xerox, que ficará retida; b) Requerimento de Inscrição fornecido no local, completa e corretamente preenchido e assinado; c) declaração constante do Requerimento de Inscrição, firmada pelo candidato, de que conhece e está de acordo com as exigências contidas neste Edital; d) comprovante do pagamento da taxa de inscrição Condições Gerais: a) no ato da inscrição, o candidato optará pelo cargo/município para o qual prestará provas, respeitando-se as exigências estabelecidas neste Edital. Só será aceita 1 (uma) única inscrição por candidato. Caso não haja especificação correta do cargo (opção em branco ou múltipla) no Requerimento de Inscrição, o candidato será ELIMINADO. Em havendo mais de uma inscrição, prevalecerá a de data mais recente ou, caso haja coincidência de datas, o candidato será ELIMINADO; b) a inscrição no presente Concurso Público implica o pleno conhecimento e a tácita aceitação das condições estabelecidas neste Edital e demais instrumentos reguladores, dos quais o candidato não poderá alegar desconhecimento; c) a não-integralização dos procedimentos de inscrição (pagamento de taxa de inscrição, entrega do Requerimento próprio, devidamente preenchido e assinado, e xerox do documento de identidade) implica a DESISTÊNCIA do candidato e sua conseqüente ELIMINAÇÃO do Concurso Público; d) não serão aceitas inscrições condicionais e/ou extemporâneas, por via postal ou por fax, admitindo-se, contudo, inscrições através de Procuração. O original da Procuração e as cópias dos documentos oficiais de identidade do candidato e do procurador ficarão retidos. Nesta hipótese, o candidato sujeitar-se-á às conseqüências de eventuais erros de seu Procurador quando do preenchimento do respectivo Requerimento de Inscrição. Deverá ser apresentada uma Procuração para cada candidato; e) será vedada a admissão de ex-servidor público demitido ou destituído em decorrência de processo administrativo disciplinar ou condenado por sentença judicial com trânsito em julgado na qual conste expressamente a perda do cargo, da função pública ou do mandato eletivo Roteiro do Candidato: por ocasião da inscrição, será entregue ao candidato um Roteiro contendo: Edital completo, atribuições gerais dos cargos, locais de inscrição, conteúdos programáticos, bibliografias e cronograma de eventos básicos. Cumpre salientar que os interessados poderão ter conhecimento do conteúdo do Roteiro do Candidato, nos locais de inscrição, antes de efetivarem o pagamento da taxa de inscrição Todas as despesas decorrentes da participação em qualquer fase deste Concurso Público, inclusive deslocamentos para os locais de inscrição e realização das provas, serão de inteira responsabilidade dos candidatos. 7 - PERÍODO, HORÁRIO E LOCAIS DE INSCRIÇÃO Período: de 22/12/2004 a 21/01/ Horário: o de atendimento das Agências dos Correios inscritoras Locais: nas Agências dos Correios, constantes do Anexo II, ou via Internet (vide subitem 8.2). 8 - RECOLHIMENTO DA TAXA E PROCEDIMENTOS DE INSCRIÇÃO 8.1 INSCRIÇÕES NAS AGÊNCIAS DA EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS - ECT O recolhimento da taxa de inscrição, expressa em reais, no subitem 2.8, deverá ser efetuado, em espécie ou cheque do próprio candidato, nas Agências dos Correios constantes do Anexo II. Caso o cheque seja devolvido, por qualquer motivo, a inscrição será, automaticamente, CANCELADA Uma vez paga, a taxa de inscrição não será devolvida sob nenhuma hipótese Não serão aceitos quaisquer pedidos de alteração de cargo/município Ao término dos procedimentos de inscrição, o candidato deve exigir o Comprovante de Entrega do Requerimento de Inscrição (canhoto do Requerimento), devidamente rubricado e etiquetado, bem como o Manual do Candidato. 8.2 INSCRIÇÕES VIA INTERNET Para inscrição via Internet, o candidato deverá adotar os seguintes procedimentos: a) estar ciente de todas as informações sobre este Concurso Público disponíveis na página da FUNDAÇÃO CESGRANRIO (http://www.cesgranrio.org.br) ou através do Roteiro do Candidato disponível na página citada para download; b) cadastrar-se, no período entre 0 (ZERO) hora do dia 22 de dezembro de 2004 e 23:59 horas do dia 21 de janeiro de 2005, observado o horário oficial de Brasília, Distrito Federal, através do formulário específico disponível na página citada; c) imprimir o boleto bancário, que deverá ser pago, em qualquer banco, impreterivelmente, até a data de vencimento constante no mesmo. O pagamento após a data de vencimento implicará o cancelamento da inscrição. O banco confirmará o seu pagamento junto à FUNDAÇÃO CESGRANRIO. ATENÇÃO: a inscrição via Internet só será efetivada após a confirmação do pagamento feito por meio do boleto bancário. O recolhimento da taxa de inscrição, conforme especificado no subitem 8.1.1, é exclusivo para os candidatos inscritos nas Agências dos Correios; d) verificar a Confirmação de Inscrição, a partir de 02/03/2005, na página da FUNDAÇÃO CESGRANRIO citada no item a acima e imprimi-la; e) em caso de repetição de inscrição, só será aceita a última A FUNDAÇÃO CESGRANRIO não se responsabiliza por solicitações de inscrição via Internet NÃO- RECEBIDAS, por quaisquer motivos, sejam os de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação, congestionamento das linhas de comunicação, bem como outros fatores de ordem técnica que impossibilitem a transferência de dados por procedimento indevido dos usuários Os candidatos inscritos via Internet não deverão enviar cópia de documento de identidade, sendo de responsabilidade exclusiva dos candidatos os dados cadastrais informados no ato de inscrição. 10

11 IMPORTANTE: Os candidatos portadores de deficiência que optarem pela inscrição via Internet também deverão cumprir as exigências contidas no subitem 3.3. deste Edital. 9 - CONFIRMAÇÃO DE INSCRIÇÃO O CARTÃO DE CONFIRMAÇÃO DE INSCRIÇÃO será enviado, por via postal, pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos para o endereço indicado pelo candidato no Requerimento de Inscrição, sendo IMPRESCINDÍVEL o preenchimento COMPLETO e CORRETO do endereço do candidato, inclusive Código de Endereçamento Postal - CEP. No Cartão, serão colocados, além dos principais dados do candidato, informados por ocasião da respectiva inscrição, seu número de inscrição, cargo/município, data, horário e local de realização das provas É obrigação do candidato conferir, no CARTÃO DE CONFIRMAÇÃO, os seguintes dados: nome; número do documento de identidade, sigla do órgão expedidor e Estado emitente; data de nascimento; sexo; nome do cargo/município e, quando for o caso, a informação de ter optado por concorrer à vaga para deficiente e/ou de haver solicitado condição especial de provas Caso haja inexatidão na informação relativa ao cargo/município de sua opção e/ou em relação à sua eventual opção por vaga para deficiente e/ou condição especial de provas, o candidato deverá dirigir-se, munido do documento de identidade e do Comprovante de Entrega do Requerimento de Inscrição, nos dias 03 ou 04/03/2005, das 10:00 às 16:00 horas, a um dos locais constantes na tabela seguinte. Convém esclarecer que somente será procedida a alteração na hipótese de que o dado expresso pelo candidato em seu Requerimento de Inscrição tenha sido transcrito erroneamente para o CARTÃO DE CONFIRMAÇÃO. Não será admitida troca de cargo/município. Em se reafirmando a solicitação, o candidato tomará ciência, neste mesmo local, da data, horário e local de realização das provas (de forma condicional). Será verificada a procedência da troca solicitada pelo candidato, examinando-se o seu respectivo Requerimento de Inscrição. Na hipótese de o Cartão de Confirmação ter retratado corretamente a opção do candidato, o mesmo será ELIMINADO do Concurso Público. LOCAIS DE ATENDIMENTO COMARCAS ENDEREÇOS Alta Floresta d Oeste Av. Marechal Rondon, 3.102, Princesa Isabel Alvorada d Oeste Rua Vinícius de Morais, 4.328, Bairro C T G Ariquemes Av. Tancredo Neves, 2.700, Setor Institucional Buritis Rua Taguatinga, 1.303, Setor 03 Cacoal Rua Anísio Serrão, 2504, Centro Cerejeiras Av. Brasil, 2140, Centro Colorado do Oeste Av. Paulo de Assis Ribeiro, 4.043, Centro Costa Marques Av. Masud Jorge, 1932, Centro Espigão d Oeste Rua Rio Grande do Sul, 2534, Centro Guajará-Mirim Av. Dr. Mendonça Lima, 919, Centro Jaru Rua Raimundo Catanhede, 1042, Bairro Setor 02 Ji-Paraná Rua 6 de Maio, 565, Bairro Urupá Machadinho d Oeste Rua Rio de Janeiro, 3048, Centro Nova Brasilândia d Oeste Rua Riachuelo, 3292, Setor 14 Ouro Preto do Oeste Rua Café Filho, 111, Bairro União Pimenta Bueno Av. Presidente Dutra, 875, Centro Porto Velho Av. Dom Bosco, 1593, Centro Presidente Médici Av. Jamari, 1.555, Olaria Rolim de Moura Av. João Pessoa, 4525, Centro Santa Luzia d Oeste Av. Tancredo Neves, 2293, Centro São Miguel do Guaporé Av. São Paulo, 1395, Setor 04 Vilhena Av. Luiz Mazzieiro, 4376, Jardim América Os eventuais erros de digitação do nome, número/órgão expedidor ou Estado emitente do documento de identidade, data de nascimento, sexo, etc deverão ser corrigidos, somente, no dia das respectivas provas. 11

12 9.5 - Caso o CARTÃO DE CONFIRMAÇÃO DE INSCRIÇÃO não seja recebido até 02/03/2005, o candidato deverá dirigir-se, ao mesmo local citado no subitem 9.3, munido do documento de identidade e do Comprovante de Entrega do Requerimento de Inscrição, nos dias 03 ou 04/03/2005, das 10:00 às 16:00 horas, para inteirar-se do seu número de inscrição, da data, do horário e local de realização das provas. As informações sobre os respectivos locais de provas estarão disponíveis, também, no endereço eletrônico da FUNDAÇÃO CESGRANRIO (http://www.cesgranrio.org.br) O desconhecimento dos locais de realização das provas implicará a DESISTÊNCIA do candidato e sua conseqüente ELIMINAÇÃO deste Concurso Público Não serão emitidas segundas vias dos CARTÕES DE CONFIRMAÇÃO DE INSCRIÇÃO sob qualquer pretexto ESTRUTURA DO CONCURSO PÚBLICO 10.1 TODOS OS CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR ª ETAPA Constituída de provas objetivas (múltipla escolha) de Língua Portuguesa III (10 questões), de Conhecimentos Gerais (10 questões) e de Conhecimentos Específicos (30 questões), de caráter eliminatório e classificatório, obedecendo à seguinte atribuição de pontos: Língua Portuguesa III 5 questões valendo 1,2 ponto e 5 valendo 1,8, subtotalizando 15,0 pontos. Conhecimentos Gerais - 5 questões valendo 0,8 ponto e 5 valendo 1,2, subtotalizando 10,0 pontos Conhecimentos Específicos 10 questões valendo 2,0 pontos; 10 valendo 2,5; e 10 valendo 3,0, subtotalizando 75,0 pontos. TOTAL 100,0 pontos Após a 1ª Etapa, os candidatos serão classificados por cargo/município, em função do total de pontos obtidos, sendo eliminado o candidato que obtiver aproveitamento inferior a 40%(quarenta por cento) do total de pontos das provas objetivas. Havendo empate na totalização, prevalecerá o maior número de pontos, sucessivamente, nas provas de Conhecimentos Específicos e de Lingua Portuguesa III. Persistindo o empate, preponderará o maior número de acertos nas questões de maior valor, sucessivamente, em Conhecimentos Específicos, em Língua Portuguesa III e em Conhecimentos Gerais. Mantido o empate, terá preferência o candidato mais idoso Após a 1ª Etapa, serão considerados habilitados para a 2ª Etapa os mais bem classificados até o triplo das quantidades de vagas definidas no subitem Os demais candidatos não eliminados poderão ser convocados para as demais Etapas deste Concurso Público, quando de conveniência do Ministério Público do Estado de Rondônia, observada rigorosamente a ordem de classificação e o prazo de validade do Certame ª Etapa Consistirá na pontuação obtida na prova de títulos, de caráter classificatório, conforme definido em A prova de títulos valerá, no máximo, 10 (dez) pontos, ainda que a soma dos valores dos títulos apresentados possa superar esse valor Somente serão aceitos os títulos a seguir relacionados, observados os limites de pontuação. TÍTULOS VALOR UNITÁRIO VALOR MÁXIMO Prévia aprovação em Concurso Público ou Processo Seletivo Público para o cargo de opção. 1,0 ponto 3,0 pontos Experiência, devidamente comprovada, no exercício de atividades inerentes ao cargo de opção. 1,0 ponto por ano 5,0 pontos Curso de aperfeiçoamento, em nível de pós-graduação, com carga horária mínima de 180 horas, na área do cargo de opção. 2,0 pontos 2,0 pontos Curso de especialização, em nível de pós-graduação, com carga mínima de 360 horas, na área do cargo de opção. 3,0 pontos 3,0 pontos Mestrado, em nível de pós-graduação, na área do cargo de opção. 4,0 pontos 4,0 pontos Doutorado, em nível de pós-graduação, na área do cargo de opção. 5,0 pontos 5,0 pontos A comprovação de experiência profissional será feita da seguinte forma: a) mediante apresentação de cópia de CTPS acrescida de declaração do órgão ou empresa ou, no caso de servidor público, de certidão de tempo de serviço, ambas emitidas pelo setor de pessoal ou equivalente; b) para comprovação de experiência profissional no exterior, mediante apresentação de cópia de declaração do órgão ou empresa ou, no caso de servidor público, de certidão de tempo de serviço. Esses documentos somente serão considerados quando traduzidos para a Língua Portuguesa por tradutor juramentado. 12

13 A comprovação de experiência profissional deverá ser acompanhada de declaração do empregador em que conste claramente a descrição dos serviços e o nível de atuação Não será computado, como experiência profissional, o tempo de estágio ou monitoria Todo documento apresentado para fins de comprovação de experiência profissional deverá ser emitido pelo setor de pessoal competente e conter a data de início e de término do trabalho realizado Caso o candidato apresente mais de um comprovante de experiência profissional, relativa ao mesmo período de tempo, só um deles será computado durante a eventual coincidência Os candidatos habilitados à prova de títulos deverão entregar os mesmos, nos dias 04 ou 05/04/2005, das 10 às 16 horas, nos endereços especificados no subitem 9.3 para os municípios de Ariquemes, Cacoal, Ji- Paraná, Porto Velho e Vilhena Os candidatos habilitados que não entregarem os títulos, nas datas acima estipuladas, receberão nota ZERO na 2ª Etapa Não serão aceitos títulos encaminhados via postal, via fax ou via correio eletrônico Os Diplomas ou Declarações comprobatórios da escolaridade exigida como requisito básico para o cargo não serão computados na prova de títulos Na impossibilidade de comparecimento do candidato, serão aceitos os títulos entregues por terceiros, mediante apresentação de documento de identidade original do procurador e de procuração simples do interessado, acompanhados de cópia legível de documento de identidade do candidato Serão de inteira responsabilidade do candidato as informações prestadas por seu procurador no ato de entrega dos títulos, bem como a entrega dos títulos no prazo previsto, arcando o candidato com as conseqüências de eventuais erros de seu representante Para comprovação de conclusão de curso de pós-graduação em qualquer nível serão aceitas declarações ou atestados de conclusão do curso (constando necessariamente as disciplinas cursadas, freqüência, avaliação e carga horária) Os diplomas de conclusão de curso, expedidos em língua estrangeira, somente serão considerados se devidamente revalidados por instituição competente, na forma da legislação em vigor NOTA FINAL DO CONCURSO PÚBLICO A nota final do candidato será obtida pela soma algébrica das notas obtidas nas 1ª e 2ª Etapas. Havendo empate na nota final, será adotada para efeito de desempate na classificação a colocação após a 1ª Etapa Serão indicados como classificados os candidatos listados, em ordem decrescente de pontuação, até o número de vagas disponíveis subitem Os demais candidatos habilitados para a 2ª Etapa serão indicados como aprovados De acordo com as necessidades do Ministério Público do Estado de Rondônia, com a disponibilidade de vagas e com o prazo de validade do Certame, os candidatos classificados e aprovados, obedecida a ordem de classificação, serão convocados para a realização dos exames médicos e procedimentos pré-admissionais, todos de caráter eliminatório OFICIAL DE DILIGÊNCIAS ªETAPA - Constituída de provas objetivas (múltipla escolha) de Língua Portuguesa II (30 questões), de Matemática II (10 questões) e de Conhecimentos Gerais (10 questões), de caráter eliminatório e classificatório, obedecendo à seguinte atribuição de pontos: Língua Portuguesa II 10 questões valendo 2,0 pontos; 10 valendo 2,5 e 10 valendo 3,0, subrtotalizando 75,0 pontos. Matemática II 5 questões valendo 1,2 ponto e 5 valendo 1,8, subtotalizando 15,0 pontos. Conhecimentos Gerais - 5 questões valendo 0,8 ponto e 5 valendo 1,2, subtotalizando 10,0 pontos. TOTAL 100,0 pontos Após a 1ª Etapa, os candidatos serão classificados por município em função do total de pontos obtidos, sendo eliminado o candidato que obtiver aproveitamento inferior a 40%(quarenta por cento) do total de pontos das provas objetivas. Havendo empate na totalização, prevalecerá, o maior número de pontos, sucessivamente, nas provas de Língua Portuguesa II e de Matemática II. Persistindo o empate, preponderará o maior número de acertos nas questões de maior valor, sucessivamente, em Língua Portuguesa II, em Matemática II e em Conhecimentos Gerais. Mantido o empate, terá preferência o candidato mais idoso Os candidatos ao cargo de Oficial de Dligências classificados até o triplo das vagas previstas no subitem serão submetidos à prova prática de digitação, de caráter eliminatório. Esta prova, com duração de 10 (dez) minutos, constará de cópia de um texto, em microcomputador, utilizando-se o Editor de Textos WORD FOR WINDOWS, versão 7.0, obedecidos os seguintes critérios: a) será exigido o mínimo de (um mil e quinhentos) toques líquidos; b) o número de toques líquidos será calculado pela seguinte fórmula: TL = Tb 2Te, onde, TL = 13

14 toques líquidos; Tb = toques brutos; Te = toques errados; c) será considerado como toque bruto cada acionamento da tecla feito pelo candidato para letra, algarismo, acento, pontuação, sinal ou espaço; d) será computado como toque errado: cada letra, algarismo, acento, espaço, pontuação ou sinal trocado, omitido, acrescido; cada intervalo entre as pautas a mais ou a menos e cada separação incorreta de sílabas ou de algarismos Os candidatos serão julgados indicados na prova prática de digitação quando alcançarem, pelo menos, o mínimo exigido de toques líquidos. Somente os indicados poderão ser convocados no presente Concurso Público A prova de digitação será aplicada em municípios-pólo conforme distribuição adiante especificada. MUNICÍPIO-PÓLO CACOAL JI-PARANÁ PORTO VELHO VILHENA MUNICÍPIOS DE INSCRIÇÃO ABRANGIDOS Alta Floresta d Oeste, Cacoal, Espigão d Oeste, Nova Brasilândia d Oeste, Pimenta Bueno, Rolim de Moura e Santa Luzia d Oeste Alvorada d Oeste, Costa Marques, Jaru, Ji-Paraná, Ouro Preto do Oeste, Presidente Médici e São Miguel do Guaporé Ariquemes, Buritis, Guajará-Mirim, Machadinho d Oeste e Porto Velho Cerejeiras, Colorado do Oeste e Vilhena Os candidatos habilitados à prova de digitação serão informados dos locais e horários de aplicação da mesma, a partir de 31/03/2005, através do endereço eletrônico da FUNDAÇÃO CESGRANRIO (www.cesgranrio.org.br) TÉCNICO ADMINISTRATIVO ª ETAPA Constituída de provas objetivas (múltipla escolha) de Língua Portuguesa II (20 questões), de Matemática II (10 questões), de Noções de Informática (10 questões) e de Conhecimentos Gerais (10 questões), de caráter eliminatório e classificatório, obedecendo à seguinte atribuição de pontos: Língua Portuguesa II 10 questões valendo 2,5 pontos; e 10 valendo 3,5, subtotalizando 60,0 pontos. Matemática II 5 questões valendo 1,2 ponto e 5 valendo 1,8, subtotalizando 15,0 pontos. Noções de Informática 5 questões valendo 1,2 ponto e 5 valendo 1,8, subtotalizando 15,0 pontos. Conhecimentos Gerais - 5 questões valendo 0,8 ponto e 5 valendo 1,2, subtotalizando 10,0 pontos TOTAL 100,0 pontos Após a 1ª Etapa, os candidatos serão classificados por município, em função do total de pontos obtidos, sendo eliminado o candidato que obtiver aproveitamento inferior a 40% (quarenta por cento) do total de pontos das provas objetivas. Havendo empate na totalização, prevalecerá o maior número de pontos, sucessivamente, nas provas de Língua Portuguesa II, de Matemática II e de Noções de Informática. Persistindo o empate, preponderará o maior número de acertos nas questões de maior valor, sucessivamente, em Língua Portuguesa II, em Matemática II, em Noções de Informática e em Conhecimentos Gerais. Mantido o empate, terá preferência o candidato mais idoso Os candidatos ao cargo de Técnico Administrativo classificados até o triplo das vagas previstas no subitem serão submetidos à prova prática de digitação, de caráter eliminatório. Esta prova, com duração de 10 (dez) minutos, constará de cópia de um texto, em microcomputador, utilizando-se o Editor de Textos WORD FOR WINDOWS, versão 7.0, obedecidos os seguintes critérios: a) será exigido o mínimo de (um mil e quinhentos) toques líquidos; b) o número de toques líquidos será calculado pela seguinte fórmula: TL = Tb 2Te, onde, TL = toques líquidos; Tb = toques brutos; Te = toques errados; c) será considerado como toque bruto cada acionamento da tecla feito pelo candidato para letra, algarismo, acento, pontuação, sinal ou espaço; d) será computado como toque errado: cada letra, algarismo, acento, espaço, pontuação ou sinal trocado, omitido, acrescido; cada intervalo entre as pautas a mais ou a menos e cada separação incorreta de sílabas ou de algarismos Os candidatos serão julgados indicados na prova prática de digitação quando alcançarem, pelo menos, o mínimo exigido de toques líquidos. Somente os indicados poderão ser convocados no presente Concurso Público A prova de digitação será aplicada em municípios-pólo conforme distribuição adiante especificada. MUNICÍPIO-PÓLO CACOAL JI-PARANÁ PORTO VELHO VILHENA MUNICÍPIOS DE INSCRIÇÃO ABRANGIDOS Alta Floresta d Oeste, Cacoal, Espigão d Oeste, Nova Brasilândia d Oeste, Pimenta Bueno, Rolim de Moura e Santa Luzia d Oeste Alvorada d Oeste, Costa Marques, Jaru, Ji-Paraná, Ouro Preto do Oeste, Presidente Médici e São Miguel do Guaporé Ariquemes, Buritis, Guajará-Mirim, Machadinho d Oeste e Porto Velho Cerejeiras, Colorado do Oeste e Vilhena 14

15 Os candidatos habilitados à prova de digitação serão informados dos locais e horários de aplicação da mesma, a partir de 31/03/2005, através do endereço eletrônico da FUNDAÇÃO CESGRANRIO (www.cesgranrio.org.br) TÉCNICO EM CONTABILIDADE E EM TÉCNICO EM INFORMÁTICA ETAPA ÚNICA Constituída de provas objetivas (múltipla escolha) de Língua Portuguesa II (10 questões), de Conhecimentos Gerais (10 questões) e de Conhecimentos Específicos (30 questões), de caráter eliminatório e classificatório, obedecendo à seguinte atribuição de pontos: Língua Portuguesa II 5 questões valendo 1,2 ponto e 5 valendo 1,8, subtotalizando 15,0 pontos. Conhecimentos Gerais - 5 questões valendo 0,8 ponto e 5 valendo 1,2, subtotalizando 10,0 pontos Conhecimentos Específicos 10 questões valendo 2,0 pontos; 10 valendo 2,5; e 10 valendo 3,0, subtotalizando 75,0 pontos. TOTAL 100,0 pontos Após a Etapa Única, os candidatos serão classificados por cargo/município, em função do total de pontos obtidos, sendo eliminado o candidato que obtiver aproveitamento inferior a 40%(quarenta por cento) do total de pontos das provas objetivas. Havendo empate na totalização, prevalecerá o maior número de pontos, sucessivamente, nas provas de Conhecimentos Específicos e de Lingua Portuguesa II. Persistindo o empate, preponderará o maior número de acertos nas questões de maior valor, sucessivamente, em Conhecimentos Específicos, em Língua Portuguesa II e em Conhecimentos Gerais. Mantido o empate, terá preferência o candidato mais idoso AUXILIAR DE ENFERMAGEM ETAPA ÚNICA Constituída de provas objetivas (múltipla escolha) de Língua Portuguesa I (10 questões), de Conhecimentos Gerais (10 questões) e de Conhecimentos Específicos (30 questões), de caráter eliminatório e classificatório, obedecendo à seguinte atribuição de pontos: Língua Portuguesa I 5 questões valendo 1,2 ponto e 5 valendo 1,8, subtotalizando 15,0 pontos. Conhecimentos Gerais - 5 questões valendo 0,8 ponto e 5 valendo 1,2, subtotalizando 10,0 pontos Conhecimentos Específicos 10 questões valendo 2,0 pontos; 10 valendo 2,5; e 10 valendo 3,0, subtotalizando 75,0 pontos. TOTAL 100,0 pontos Após a Etapa Única, os candidatos serão classificados por cargo, em função do total de pontos obtidos, sendo eliminado o candidato que obtiver aproveitamento inferior a 40%(quarenta por cento) do total de pontos das provas objetivas. Havendo empate na totalização, prevalecerá o maior número de pontos, sucessivamente, nas provas de Conhecimentos Específicos e de Lingua Portuguesa I. Persistindo o empate, preponderará o maior número de acertos nas questões de maior valor, sucessivamente, em Conhecimentos Específicos, em Língua Portuguesa I e em Conhecimentos Gerais. Mantido o empate, terá preferência o candidato mais idoso DEMAIS CARGOS DE NÍVEL AUXILIAR ETAPA ÚNICA - Constituída de provas objetivas (múltipla escolha) de Língua Portuguesa I (30 questões), de Matemática I (10 questões) e de Conhecimentos Gerais (10 questões) de caráter eliminatório e classificatório, obedecendo à seguinte atribuição de pontos: Língua Portuguesa I 10 questões valendo 2,0 pontos; 10 valendo 2,5 e 10 valendo 3,0, subtotalizando 75,0 pontos. Matemática I 5 questões valendo 1,2 ponto e 5 valendo 1,8, subtotalizando 15,0 pontos. Conhecimentos Gerais - 5 questões valendo 0,8 ponto e 5 valendo 1,2, subtotalizando 10,0 pontos TOTAL 100,0 pontos Após a Etapa Única, os candidatos serão classificados por cargo/município em função do total de pontos obtidos, sendo eliminado o candidato que obtiver aproveitamento inferior a 40%(quarenta por cento) do total de pontos das provas objetivas. Havendo empate na totalização, prevalecerá o maior número de pontos, sucessivamente, nas provas de Língua Portuguesa I e de Matemática I. Persistindo o empate, preponderará o maior número de acertos nas questões de maior valor, sucessivamente, em Língua Portuguesa I, em Matemática I e em Conhecimentos Gerais. Mantido o empate, terá preferência o candidato mais idoso CRITÉRIO INICIAL DE DESEMPATE PARA TODOS OS CARGOS (Níveis Superior, Intermediário e Auxiliar) De acordo com o Artigo 23 da Lei Estadual nº 303, de 26/07/04: Nos Concursos Públicos a serem realizados para preenchimento dos cargos de provimento efetivo do quadro administrativo do Ministério Público do Estado de Rondônia, os seus atuais servidores ocupantes de cargos de provimento efetivo ou em comissão, assim como aqueles que estiverem a sua disposição, terão preferência em caso de empate com outros candidados nas mesmas condições. 15

16 Os candidatos não eliminados neste Concurso Público poderão ser aproveitados por outros órgãos do Poder Executivo do Estado de Rondônia para fins de nomeação mediante a observância dos seguintes requisitos: a) obediência à estrita ordem de classificação; b) anuência do candidato e c) expressa anuência do Ministério Público do Estado de Rondônia NORMAS E PROCEDIMENTOS RELATIVOS À CONTINUIDADE DO CONCURSO PÚBLICO As provas objetivas terão por base conteúdos programáticos e bibliografias específicos que serão entregues aos candidatos no ato da inscrição (Anexo III do Roteiro do Candidato) As provas objetivas serão realizadas, em data, horário e local informados ao candidato pelos Cartões de Confirmação de Inscrição referidos no item Somente será admitido na sala de provas o candidato que estiver munido de Cédula Oficial de Identidade ou Carteira expedida por Órgãos ou Conselhos de Classe ou Carteira de Trabalho e Previdência Social ou Carteira de Motorista (modelo novo, com foto) ou de Certificado de Reservista (documentação que, necessariamente, deverá conter fotografia do candidato). Como o documento não ficará retido, será exigida a apresentação do original, não sendo aceitas cópias, ainda que autenticadas O candidato deverá chegar ao local das provas com uma hora de antecedência do início das mesmas, munido de CARTÃO DE CONFIRMAÇÃO DE INSCRIÇÃO (se houver recebido), caneta esferográfica de tinta na cor preta, lápis preto grafite nº 2, borracha macia e apontador Não será admitido o ingresso na sala de provas, do candidato que se apresentar após o horário estabelecido para o início das mesmas Não haverá segunda chamada, seja qual for o motivo alegado para justificar o atraso ou a ausência do candidato, nem será permitida a realização de provas fora do local previsto no CARTÃO DE CONFIRMAÇÃO DE INSCRIÇÃO ou nas listas de alocação divulgadas pelo Ministério Público do Estado de Rondônia O candidato só poderá ausentar-se do recinto das provas após 30 (trinta) minutos contados a partir do efetivo início das mesmas O candidato, por razões de segurança, não poderá levar o Caderno de Questões As questões das provas objetivas estarão à disposição dos candidatos, no segundo dia útil seguinte ao de realização das mesmas, na página da FUNDAÇÃO CESGRANRIO (http://www.cesgranrio.org.br) Ao final das provas objetivas, os 3 (três) últimos candidatos deverão permanecer na sala, sendo liberados somente quando todos as tiverem concluído ou o período para realização das mesmas tenha terminado O candidato deverá assinalar suas respostas, na folha própria (Cartão-Resposta), a lápis preto grafite nº 2 ou a caneta esferográfica de tinta na cor preta e assinar no local específico com caneta esferográfica Não serão computadas questões não assinaladas e questões que contenham mais de uma resposta, emendas ou rasuras, ainda que legíveis O candidato será sumariamente eliminado deste Concurso Público se: lançar mão de meios ilícitos para execução das provas; perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos, incorrendo em comportamento indevido ou descortês para com qualquer dos aplicadores, seus auxiliares ou autoridades; atrasar-se ou não comparecer a qualquer das provas, exames ou avaliações; afastar-se do local das provas sem o acompanhamento de um fiscal, antes de ter concluído as mesmas; deixar de assinar a Lista de Presença e o respectivo Cartão-Resposta; ausentarse da sala portando o Caderno de Questões e/ou o Cartão-Resposta; descumprir as instruções contidas nas capas das provas; for surpreendido, durante as provas, em qualquer tipo de comunicação com outro candidato ou se utilizando de máquinas de calcular ou similares, livros, códigos, manuais, impressos ou anotações, ou, após as provas, for constatado por meio eletrônico, estatístico, visual ou grafológico, ter-se utilizado de processos ilícitos na realização das mesmas São vedados o porte/ou o uso de armas, aparelhos sonoros, fonográficos, de comunicação ou de registro, eletrônicos ou não, tais como: agendas, relógios não convencionais, telefones celulares, pagers, microcomputadores portáteis ou similares Os resultados das provas objetivas serão distribuídos à Imprensa para divulgação, estando também à disposição dos candidatos na Sede do Ministério Público do Estado de Rondônia ou no endereço eletrônico da FUNDAÇÃO CESGRANRIO (http://www.cesgranrio.org.br) As provas objetivas serão constituídas por questões do tipo múltipla escolha, com 5 (cinco) alternativas (A, B, C, D e E) e uma única resposta correta, estando os valores das questões impressos nas capas das provas RECURSOS E PEDIDOS DE REVISÃO Os gabaritos das provas objetivas serão divulgados pela Imprensa no segundo dia útil seguinte ao de realização das provas, estando também disponíveis na Sede do Ministério Público do Estado de Rondônia e no endereço eletrônico da FUNDAÇÃO CESGRANRIO (http://www.cesgranrio.org.br). 16

17 Admitir-se-á um único recurso para cada candidato, relativamente ao conteúdo das questões objetivas e aos gabaritos divulgados, desde que devidamente fundamentado e apresentado no prazo máximo de 4 (quatro) dias úteis contados da realização das provas objetivas. O recurso, em formulário específico, deverá ser dirigido à Banca Examinadora e poderá ser entregue, no dia das provas, à Coordenação, nos locais de realização de provas, ou dentro do prazo anteriormente citado, no horário das 09:00 às 15:00 horas, encaminhado pelos faxes (0xx ou 0xx ) Os originais dos recursos enviados pelos faxes deverão, obrigatoriamente, ser encaminhados via SEDEX para o Departamento de Concursos da FUNDAÇÃO CESGRANRIO (mencionando Concurso Público MP/RO), situado à Rua Santa Alexandrina, 1011, Rio Comprido, Rio de Janeiro, RJ CEP , até 10/03/ O(s) ponto(s) relativo(s) à(s) questão(ões) eventualmente anulada(s) será(ão) atribuído(s) a todos os candidatos presentes A decisão dos recursos será dada a conhecer na data de 31/03/2005 de forma coletiva e apenas quanto aos pedidos deferidos A Banca Examinadora da entidade promotora do presente Concurso Público constitui última instância recursal, sendo soberana em suas decisões, sendo vedada a admissão de eventuais recursos adicionais Os eventuais pedidos de revisão dos resultados das provas de digitação ou de títulos deverão ser encaminhados, no horário das 09:00 às 15:00 horas, nos dias 27 ou 28/04/2005, pelos faxes (0xx ou 0xx ) Os originais dos pedidos de revisão enviados pelos faxes deverão, obrigatoriamente, ser encaminhados via SEDEX para o Departamento de Concursos da FUNDAÇÃO CESGRANRIO (mencionando Concurso Público MP/RO), situado à Rua Santa Alexandrina, 1011, Rio Comprido, Rio de Janeiro, RJ CEP , até 28/04/ A decisão dos pedidos de revisão será dada a conhecer na data de 10/05/2005 de forma coletiva e apenas quanto aos pedidos deferidos NOMEAÇÃO, QUALIFICAÇÃO E POSSE Após o término das provas deste Concurso Público conduzidas pela FUNDAÇÃO CESGRANRIO, os candidatos aprovados poderão, dentro do juízo de conveniência e oportunidade do Ministério Público do Estado de Rondônia, ser nomeados na forma da legislação vigente A posse ocorrerá no prazo de 30 (trinta) dias após a publicação do ato de nomeação no Diário da Justiça do Estado de Rondônia. Não ocorrendo a posse no prazo legal, o ato de nomeação será tornado sem efeito Após a nomeação e até a data da posse, o candidato aprovado deverá comprovar: I) o preenchimento dos requisitos estabelecidos no subitem 6.1. deste Edital; II) gozar de boa saúde física e mental comprovada mediante exame médico determinado pelo Ministério Público do Estado de Rondônia. Deverá apresentar, ainda: a) declaração negativa de acumulação de cargo público; b) comprovante escolar, original e cópia sem autenticação; c) declaração de bens na forma da Lei nº 8.730/93; d) declaração de não ter sofrido, no exercício de função pública, as penalidades que o incompatibilizem para nova investidura em cargo público federal em decorrência de processo administrativo disciplinar ou ter sido condenado por sentença judicial com trânsito em julgado na qual conste expressamente a perda do cargo, função pública ou mandato eletivo Não ocorrerá a posse, se o candidato: a) for considerado INAPTO no exame médico; b) deixar de atender às exigências regulamentares do Processo de Qualificação; ou c) deixar de cumprir os prazos estabelecidos para a Qualificação Será excluído deste Concurso Público o candidato que, na data da posse, não comprovar o atendimento a todos os requisitos fixados no Quadro de Cargos O candidato convocado para a posse que não comparecer nos prazos determinados será considerado desistente, ficando automaticamente excluído do Concurso Público, convocando-se o candidato seguinte na lista de classificação INFORMAÇÕES GERAIS 14.1 São partes integrantes do presente Edital as informações específicas sobre as atribuições gerais dos cargos, os locais de inscrição, os conteúdos programáticos, as bibliografias e o cronograma de eventos básicos deste Concurso Público constantes no Roteiro do Candidato A homologação do resultado final deste Concurso Público far-se-á por ocasião de sua conclusão pelo Ministério Público do Estado de Rondônia, divulgado por Edital publicado no Diário Oficial da União e no Diário de Justiça do Estado de Rondônia Este Concurso Público terá validade de 2 (dois) anos, a contar da data de sua homologação, podendo ser prorrogado por igual período, a critério do Ministério Público do Estado de Rondônia Não será fornecido ao candidato qualquer documento comprobatório de classificação neste Concurso Público, valendo para esse fim a homologação divulgada no Diário Oficial da União e no Diário de Justiça do Estado de Rondônia. 17

18 Não serão concedidas vistas ou recontagens de pontos de provas, exames, avaliações ou pareceres, qualquer que seja a alegação do candidato A aprovação do candidato neste Concurso Público não implica a obrigatoriedade da sua nomeação, cabendo ao Ministério Público do Estado de Rondônia, dentro de sua conveniência e oportunidade, aproveitar ou não os candidatos aprovados A inexatidão de declarações e/ou a irregularidade de documentos, ainda que verificadas posteriormente, importarão insubsistência de inscrição, nulidade da aprovação ou habilitação e perda dos direitos decorrentes, sem prejuízo das cominações legais aplicáveis Não serão aceitos protocolos de requerimentos para expedição de quaisquer documentos exigidos neste Certame. Quando da exigência de cópias, as mesmas deverão estar acompanhadas dos originais para confronto Os candidatos aprovados se comprometem a manter atualizados seus endereços junto ao setor competente do Ministério Público do Estado de Rondônia e se responsabilizam por prejuízos decorrentes da não-atualização As ocorrências não previstas neste Edital serão resolvidas conjuntamente pela FUNDAÇÃO CESGRANRIO e pela Comissão do Concurso Público do Ministério Público do Estado de Rondônia Todas as convocações, avisos e resultados serão publicados no Diário da Justiça do Estado de Rondônia e em listas afixadas no Ministério Público do Estado de Rondônia. Porto Velho, 10 de dezembro de 2004 José Carlos Vitachi Procurador-Geral de Justiça ANEXO I ATRIBUIÇÕES GERAIS DOS CARGOS ATIVIDADES DE NÍVEL SUPERIOR 1. Analista Contábil - Organizar e dirigir os trabalhos inerentes à contabilidade da Instituição, planejando, supervisionando, orientando sua execução e participando dos mesmos, de acordo com as exigências legais e administrativas, para apurar os elementos necessários à elaboração orçamentária e ao controle da situação patrimonial e financeira da Instituição. 2. Analista de Rede e Comunicação de Dados Exercer atividades de instalação e configuração de redes entre computadores, viabilizar meios de proteção, detecção e extinção de vírus, utilizar ferramentas de backup, configurar intranet, promover a segurança da rede, analisar protocolos, configurar roteadores e switchs, gerenciar servidor de correio eletrônico, além de instalar e configurar hardware-software. 3. Analista de Sistemas - Analisar e estabelecer a utilização de sistemas de processamento automático de dados, estudando as necessidades, possibilidades e métodos referentes aos mesmos, para assegurar a exatidão e rapidez dos diversos tratamentos de informações. 4. Analista de Suporte Computacional Promover a instalação, configuração e manutenção de hardware e software relacionados aos serviços de infra-estrutura de tecnologia da informação e executar o suporte aos usuários de Windows e Office. 5. Analista em Administração Prestar assessoria no planejamento, organização e supervisão dos serviços técnicos-administrativos, da utilização dos recursos humanos, materiais e financeiros, relações públicas e outros, estabelecendo princípios, normas e funções, para assegurar correta aplicação, produtividade e eficiência dos referidos serviços. 6. Analista em Agronomia - Executar análises técnicas e perícias na área de sua especialidade, contribuindo para os processos investigatórios de competência do Ministério Público. 7. Analista em Arquitetura - Executar análises técnicas e perícias na área de sua especialidade, contribuindo para os processos investigatórios de competência do Ministério Público, e realizar o acompanhamento e fiscalização de obras de interesse da Instituição. 8. Analista em Assistência Social - Prestar serviços de âmbito social a indivíduos e grupos, identificando e analisando problemas e necessidades materiais, psíquicas e de outra ordem e aplicando métodos e processos básicos do serviço social, para prevenir ou eliminar desajustes de natureza biopsicossocial e promover a integração ou reintegração dessas pessoas à sociedade. 18

19 9. Analista em Auditoria - Realizar trabalhos de auditoria operacional, financeira e contábil na Instituição, efetuando investigações em documentos, saldos e contas, bens, valores e nas diversas operações realizadas para certificar a real situação orçamentária, patrimonial e financeira da Instituição. 10. Analista em Biblioteconomia Promover assessoria na organização, no planejamento, na ampliação e conservação do acervo bibliográfico do Ministério Público, na documentação e nos arquivos. 11. Analista em Biologia - Executar análises técnicas e perícias na área de sua especialidade, contribuindo para os processos investigatórios de competência do Ministério Público. 12. Analista em Bioquímica - Executar análises técnicas e perícias na área de sua especialidade, contribuindo para os processos investigatórios de competência do Ministério Público. 13. Analista em Economia - Executar tarefas relativas ao orçamento financeiro da Instituição, planejando, analisando e conciliando programas e outros assuntos atinentes aos mesmos, para promover a eficiente utilização de recursos e contenção de custos. 14. Analista em Engenharia Civil Executar análises técnicas e perícias na área de sua especialidade, contribuindo para os processos investigatórios de competência do Ministério Público, e realizar o acompanhamento e fiscalização de obras de interesse da Instituição. 15. Analista em Engenharia Elétrica - Executar análises técnicas e perícias na área de sua especialidade, contribuindo para os processos investigatórios de competência do Ministério Público, e realizar o acompanhamento e fiscalização de obras de interesse da Instituição. 16. Analista em Engenharia Florestal - Executar análises técnicas e perícias na área de sua especialidade, contribuindo para os processos investigatórios de competência do Ministério Público. 17. Analista em Engenharia Sanitária - Executar análises técnicas e perícias na área de sua especialidade, contribuindo para os processos investigatórios de competência do Ministério Público, e realizar o acompanhamento e fiscalização de obras de interesse da Instituição. 18. Analista em Estatística - Desempenhar tarefas no campo da estatística, como pesquisa sobre os fundamentos desta ciência, suas aplicações práticas e execução de investigações estatísticas, coleta e análise, interpretando os dados estatísticos, para renovar os métodos estatísticos ou melhorar os já existentes e estabelecer correlações entre os fenômenos de natureza diversa com o objetivo de possibilitar o seu tratamento científico. 19. Analista em Geologia - Executar análises técnicas e perícias na área de sua especialidade, contribuindo para os processos investigatórios de competência do Ministério Público. 20. Analista em Jornalismo - Exercer atividades referentes a assessoria de imprensa, planejando, organizando e controlando essas atividades e avaliando resultados, a fim de contribuir para melhor divulgação da Instituição, de suas atividades e de sua função social. 21. Analista em Psicologia - Exercer atividades no campo da psicologia aplicada ao trabalho, como orientação, aconselhamento e treinamento profissional, realizando a identificação e análise de funções, tarefas e operações típicas das ocupações, organizando e aplicando testes e provas, realizando entrevistas, sondagem de aptidões e de capacidade profissional e no acompanhamento e avaliação de desempenho de pessoal, para assegurar ao indivíduo maior satisfação no trabalho. 22. Analista em Redação - Executar a revisão e preparação do material que será publicado em um jornal, revista, periódico de informação técnica outras publicações, atentando para as normas lingüísticas, clareza, estilo e conteúdo das matérias, para garantir a autenticidade e correção dos textos elaborados. 23. Analista Programador Desenvolver e implantar sistemas informatizados, especificando programas e codificando aplicativos, dimensionando requisitos e funcionalidade dentro das necessidades do Ministério Público. ATIVIDADES DE NÍVEL INTERMEDIÁRIO 1. Oficial de Diligências - Executar citações, notificações, intimações e outras tarefas similares nos cartórios do Ministério Público, baseando-se em diretrizes específicas para cumprir determinações judiciais. 2. Técnico Administrativo - Executar os serviços administrativos, tais como classificação de documentos e correspondências, transcrição de dados, lançamentos, prestação de informações, organização de arquivos e fichários, elaboração de minutas de cartas e outros textos, condução da rotina de processos, atendendo com independência as necessidades administrativas. 3. Técnico em Contabilidade - Auxiliar na execução de trabalhos inerentes à contabilidade, organizando os referidos trabalhos e realizando tarefas pertinentes, para apurar os elementos necessários ao controle e apresentação da situação patrimonial, orçamentária e financeira da Instituição. 4. Técnico em Informática - Realizar a manutenção preventiva e corretiva em terminais de computadores e impressoras nas unidades, além de instalar física e logicamente rede de dados. Auxiliar nas atividades relativas à área de informática, como instalação e configuração de programas e aplicativos. 19

20 ATIVIDADES DE NÍVEL AUXILIAR 1. Auxiliar Administrativo Realizar atividades de apoio nos setores administrativos e nos órgãos institucionais do Ministério Público, consistentes em serviços administrativos auxiliares, de recepção, protocolo, cadastro manual e eletrônico e encaminhamento de documentos. 2. Auxiliar de Copa e Cozinha Realizar atividades inerentes à copa e cozinha, além de serviços de garçom. 3. Auxiliar de Enfermagem Atuar junto ao Setor de Proteção e Saúde do Ministério Público para auxiliar no bom atendimento de seus usuários, atendendo às necessidades dos portadores de doenças de pouca gravidade, atuando sob a supervisão de profissional médico ou enfermeiro. 4. Auxiliar de Manutenção Executar atividades relacionadas às áreas de manutenção preventiva e corretiva de máquinas e equipamentos do patrimônio da Instituição, nas instalações elétricas, hidráulicas, telefônica e lógica das sedes do Ministério Público.funções de copa e cozinha, além de serviços de garçom. 5. Motorista - Conduzir veículo que lhe for distribuído pelo Ministério Público, efetuando o transporte de pessoas e/ou materiais em conformidade com as normas vigentes e as determinações da autoridade competente. 6. Telefonista Operar equipamentos de telefonia, atender, transferir, cadastrar e completar chamadas telefônicas locais, nacionais e internacionais, de interesse do Ministério Público. 7. Vigilante - Exercer a vigilância armada, ou não, das instalações do Ministério Público do Estado de Rondônia, de modo a prover a segurança dos membros, servidores e usuários, assim como preservar os bens e patrimônio da Instituição. 8. Zelador Executar atividades relacionadas a limpeza e higienização das instalações prediais, internas e externas, do Ministério Público. ANEXO II LOCAIS DE INSCRIÇÃO (Agências da ECT) MUNICÍPIO ENDEREÇO Alta Floresta d Oeste Centro Av. Mato Grosso, Alvorada d Oeste Centro Rua Guimarães Rosa, Ariquemes Centro Av. Tancredo Neves, Buritis Centro Rua Barretos, 1690, setor 3. Cacoal Centro Av. São Paulo, 2775 e Av. Sete de Setembro, Cerejeiras Centro Rua Nova Zelândia, Colorado do Oeste Centro Av. Rio Negro, Costa Marques Centro Av. Limoeiro, Espigão d Oeste Centro Rua Rio Grande do Sul, Guajará-Mirim Centro Av. Presidente Dutra, 576. Jaru Centro Av. Dom Pedro I, Ji-Paraná Centro Av. Marechal Rondon, 501 e Av. Marechal Rondon, Machadinho d Oeste Centro Av. São Paulo, Nova Brasilândia d Oeste Centro Av. Rui Barbosa, 3015 Ouro Preto do Oeste Centro Av. Santos Dumont, s/nº e Rua Ana Nery, 873. Pimenta Bueno Centro Av. Presidente Dutra, 780. Porto Velho Centro Av. Presidente Dutra, 2701; Av. Sete de Setembro, 830; Rua Martins Costa, 249; Embratel Rua Dom Pedro II, 3000; Jardim Eldorado Rua Jatuarana, 4051; Nossa Senhora das Graças Av. Nações Unidas, 294; Nova Porto Velho Rua Amazonas, 3206; Pedrinhas Rua Padre Ângelo Cerri, s/nº; São Sebastião - Av. dos Imigrantes, 2137; Tancredo Neves Rua José Amador dos Reis, 3606; Ulisses Guimarães Centro Rua Afonso Riveros, Presidente Médici Centro Rua Nova Brasília, Rolim de Moura Centro Av. 25 de Agosto, 4698 e Rua Jaguaribe, Santa Luzia d Oeste Centro Av. Dom Pedro I, São Miguel do Guaporé Centro Av. Capitão Sílvio, 691. Vilhena Centro Av. Major Amarante, 4638 e Rua Rony de Castro Pereira,

PREFEITURA DE CARUARU CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº. 002/2006 - PMC

PREFEITURA DE CARUARU CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº. 002/2006 - PMC PREFEITURA DE CARUARU CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº. 002/2006 - PMC A Prefeitura Municipal de Caruaru/PE divulga a realização do CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS para o provimento dos cargos de Professor

Leia mais

ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL DO GUAPORÉ

ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL DO GUAPORÉ ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL DO GUAPORÉ ASSESSOR JURIDICO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO N. 001/2013 A PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL DO GUAPORÉ, ESTADO DO RONDÔNIA,

Leia mais

BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL - BNDES EDITAL Nº 01/2007 SELEÇÃO PÚBLICA ÍNDICE 1 APRESENTAÇÃO 3 2 CARACTERÍSTICAS DOS CARGOS 3

BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL - BNDES EDITAL Nº 01/2007 SELEÇÃO PÚBLICA ÍNDICE 1 APRESENTAÇÃO 3 2 CARACTERÍSTICAS DOS CARGOS 3 BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL - BNDES EDITAL Nº 01/2007 SELEÇÃO PÚBLICA ÍNDICE 1 APRESENTAÇÃO 3 2 CARACTERÍSTICAS DOS CARGOS 3 3 REQUISITOS PARA ADMISSÃO 4 4 INSCRIÇÕES 4 5 PERÍODO,

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DOS ESTADOS DE RONDÔNIA E ACRE -CRF-RO/AC

CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DOS ESTADOS DE RONDÔNIA E ACRE -CRF-RO/AC Edital nº02/2008 DO PROCESSO SELETIVO 02/2008 CRF/RO-AC DE 07 DE NOVEMBRO DE 2008 ABERTURA. A Presidente do Conselho Regional de Farmácia dos Estados de Rondônia e Acre, no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES Nº 001/2015

PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES Nº 001/2015 PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES Nº 001/2015 A Comissão Organizadora do Processo Seletivo, designada através da Portaria nº 096/2015, no uso de suas atribuições

Leia mais

Atenção: Recomenda-se a leitura atenta de todo o Edital antes de realizar a inscrição.

Atenção: Recomenda-se a leitura atenta de todo o Edital antes de realizar a inscrição. EDITAL DE INSCRIÇÃO PARA CURSO DE ESPECIALIAZAÇÃO EM CANCEROLOGIA CLÍNICA HOSPITAL BENEFICÊNCIA PORTUGUESA E CENTRO DE ONCOLOGIA DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO PARA ANO DE 2014. Atenção: Recomenda-se a leitura

Leia mais

BNDES O BANCO DO DESENVOLVIMENTO DE TODOS OS BRASILEIROS SELEÇÃO PÚBLICA MANUAL DO CANDIDATO

BNDES O BANCO DO DESENVOLVIMENTO DE TODOS OS BRASILEIROS SELEÇÃO PÚBLICA MANUAL DO CANDIDATO BNDES O BANCO DO DESENVOLVIMENTO DE TODOS OS BRASILEIROS SELEÇÃO PÚBLICA EDITAL Nº 01/2008 MANUAL DO CANDIDATO FUNDAÇÃO CESGRANRIO BNDES O BANCO DO DESENVOLVIMENTO DE TODOS OS BRASILEIROS Ministério do

Leia mais

ROTEIRO DO CANDIDATO

ROTEIRO DO CANDIDATO CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 01/2008 ROTEIRO DO CANDIDATO FUNDAÇÃO CESGRANRIO ÍNDICE 1 DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 3 2 DOS CARGOS 3 3 DOS REQUISITOS PARA INVESTIDURA NO CARGO 6 4 DAS INSCRIÇÕES 7 5 DAS

Leia mais

EDITAL Nº 028/2009-PRORH CONCURSO PÚBLICO

EDITAL Nº 028/2009-PRORH CONCURSO PÚBLICO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS EDITAL Nº 028/2009-PRORH CONCURSO PÚBLICO A Pró-Reitora de Recursos H umanos da Universidade Federal de Juiz

Leia mais

ICETEC - INSTITUTO DE CIÊNCIA EDUC. E TECNOLOGIA DE VOTUPORANGA Faculdade de Ciências Gerenciais em Votuporanga Portaria nº 279, de 19/12/2012

ICETEC - INSTITUTO DE CIÊNCIA EDUC. E TECNOLOGIA DE VOTUPORANGA Faculdade de Ciências Gerenciais em Votuporanga Portaria nº 279, de 19/12/2012 EDITAL DE 31 de Dezembro de 2012. PROCESSO SELETIVO O Prof. José Augusto Peres, Diretor Geral da Faculdade Futura/ Faculdade de Ciências Gerenciais, no uso de suas atribuições legais e de acordo com a

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO. EDITAL DE SELEÇÃO PARA TRANSFERÊNCIA Ano letivo de 2015

FACULDADE DE DIREITO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO. EDITAL DE SELEÇÃO PARA TRANSFERÊNCIA Ano letivo de 2015 EDITAL DE SELEÇÃO PARA TRANSFERÊNCIA Ano letivo de 2015 O Diretor da Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo torna público, para conhecimento dos interessados, que estarão abertas, no período de

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO CLASSIFICATÓRIO/2016 MEDICINA

EDITAL PROCESSO SELETIVO CLASSIFICATÓRIO/2016 MEDICINA EDITAL PROCESSO SELETIVO CLASSIFICATÓRIO/2016 MEDICINA De ordem do Magnífico Reitor do Centro Universitário Lusíada - UNILUS, Dr. Nelson Teixeira, torno público que as provas do Processo Seletivo Classificatório

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 1º SEMESTRE DE 2016

PROCESSO SELETIVO 1º SEMESTRE DE 2016 Edital de 10 de Setembro de 2014. PROCESSO SELETIVO 1º SEMESTRE DE 2016 O Prof. ARTHUR SPERANDÉO DE MACEDO, Diretor Geral da Faculdade Futura/ Faculdade de Ciências Gerenciais, no uso de suas atribuições

Leia mais

EDITAL Nº. 71/2013 PROCESSO SELETIVO 2014/1

EDITAL Nº. 71/2013 PROCESSO SELETIVO 2014/1 EDITAL Nº. 71/2013 PROCESSO SELETIVO 2014/1 O Diretor Superintendente das Faculdades Alves Faria ALFA, no uso de suas atribuições regimentais e em acordo com a Lei nº. 9394/1996 das Diretrizes e Bases

Leia mais

EDITAL Nº. 76/2013 PROCESSO SELETIVO 2014/1

EDITAL Nº. 76/2013 PROCESSO SELETIVO 2014/1 EDITAL Nº. 76/2013 PROCESSO SELETIVO 2014/1 O Diretor Superintendente da Faculdade Autônoma de Direito FADISP, no uso de suas atribuições regimentais e em acordo com a Lei nº. 9394/1996 das Diretrizes

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DO 1º SEMESTRE DE

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DO 1º SEMESTRE DE FACULDADE DO FUTURO EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DO 1º SEMESTRE DE 2016 O Diretor da Faculdade do Futuro, Flávio José Ribeiro de Almeida, torna público o presente EDITAL que regerá o Processo Seletivo do

Leia mais

EDITAL Nº 21/2013. 1.1- Profissional/Carga Horária/Número de Vagas/Requisitos para a contração /Vencimentos. n.º de Vagas. Reserva Vagas PNE *

EDITAL Nº 21/2013. 1.1- Profissional/Carga Horária/Número de Vagas/Requisitos para a contração /Vencimentos. n.º de Vagas. Reserva Vagas PNE * EDITAL Nº 21/2013 RICARDO PINHEIRO SANTANA, Prefeito do Município de Assis, no uso de suas atribuições legais, TORNA PÚBLICO o presente Edital de Abertura do Concurso Público nº 01/2013 para preenchimento

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM EMPREGOS DE NÍVEL SUPERIOR COMPLETO EDITAL Nº 02/2011

PROCESSO SELETIVO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM EMPREGOS DE NÍVEL SUPERIOR COMPLETO EDITAL Nº 02/2011 PROCESSO SELETIVO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM EMPREGOS DE NÍVEL SUPERIOR COMPLETO EDITAL Nº 02/2011 A Fundação de Educação Tecnológica e Cultural da Paraíba FUNETEC/PB, pessoa jurídica

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2016. Programa de Treinamento Médico em Oftalmologia - DayHORC

PROCESSO SELETIVO 2016. Programa de Treinamento Médico em Oftalmologia - DayHORC PROCESSO SELETIVO 2016 Programa de Treinamento Médico em Oftalmologia - DayHORC O DayHORC, através de sua Comissão do Programa de Treinamento Médico em Oftalmologia (CPTMO/DayHORC), no uso de suas atribuições,

Leia mais

EMPRESA DE PESQUISA ENERGÉTICA CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 001/2005 - EPE

EMPRESA DE PESQUISA ENERGÉTICA CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 001/2005 - EPE EMPRESA DE PESQUISA ENERGÉTICA CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 001/2005 - EPE A EPE - Empresa de Pesquisa Energética torna pública a realização de Concurso Público para provimento de vagas e formação de cadastro

Leia mais

3. As inscrições ficarão abertas no período de 11/11/2013 a 20/01/2014, às16 horas, exclusivamente no site do IBCC: www.ibcc.org.br.

3. As inscrições ficarão abertas no período de 11/11/2013 a 20/01/2014, às16 horas, exclusivamente no site do IBCC: www.ibcc.org.br. São Paulo, 01 de novembro de 2013. Instituto Brasileiro de Controle do Câncer - IBCC Edital Imagem 2013 O Centro de Estudos Prof. Dr. Sampaio Góes Junior do Instituto Brasileiro de Controle do Câncer torna

Leia mais

EDITAL N.º 102/2009 (*) retificado

EDITAL N.º 102/2009 (*) retificado Ministério da Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ UNIFEI Reitoria EDITAL N.º 102/2009 (*) retificado O Reitor da Universidade Federal de Itajubá - UNIFEI, no uso de suas atribuições e nos termos da

Leia mais

2.6. Da inscrição A inscrição poderá ser realizada:

2.6. Da inscrição A inscrição poderá ser realizada: EDITAL Nº 016/2015 Regulamento do processo seletivo inicial para os Cursos de Tecnologia da Faculdade SATC em 2015.2 A Associação Beneficente da Indústria Carbonífera de Santa Catarina - SATC, mantenedora

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA DE JUNDIAÍ

FACULDADE DE MEDICINA DE JUNDIAÍ EDITAL FMJ- 073/2006, de 27/11/2006 CONCURSO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA 2007 O Prof. Dr. NELSON LOURENÇO MAIA FILHO, Diretor da Faculdade de Medicina de Jundiaí, Autarquia municipal de Jundiaí, Estado de São

Leia mais

EDITAL N. 002/2013/FMS PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE MEDICOS PROC- 311/2013

EDITAL N. 002/2013/FMS PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE MEDICOS PROC- 311/2013 EDITAL N. 002/2013/FMS PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE MEDICOS PROC- 311/2013 O, pessoa jurídica de direito público, inscrito no CNPJ sob o nº. 15.845.340/0001-90, estabelecido com sua

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE QUELUZ

PREFEITURA MUNICIPAL DE QUELUZ PREFEITURA MUNICIPAL DE QUELUZ Ladeira Laurindo José da Silva, 40 Queluz/SP CEP: 12.800-000 Tel.: (12) 3147.1405 / 3147.1396 Processo Seletivo Simplificado Edital nº 02/2013 Processo seletivo para preenchimento,

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SÃO CARLOS PROCURADORIA JURÍDICA

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SÃO CARLOS PROCURADORIA JURÍDICA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SÃO CARLOS PROCURADORIA JURÍDICA EDITAL DE PRORROGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES PROCESSO SELETIVO Nº 03/2015 CONCESSÃO DE BOLSA-ESTÁGIO A Fundação Educacional São Carlos FESC torna pública,

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO Vagas para ingresso nos Cursos Superiores Tecnológicos Primeiro Semestre de 2010

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO Vagas para ingresso nos Cursos Superiores Tecnológicos Primeiro Semestre de 2010 EDITAL DO PROCESSO SELETIVO Vagas para ingresso nos Cursos Superiores Tecnológicos Primeiro Semestre de 2010 O Diretor-Geral da Faculdade de Tecnologia Termomecanica, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

1. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

1. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS O Diretor Geral da Faculdade ISAEBRASIL, credenciada pela Portaria MEC n. 439 de 29 de abril de 2015, por sua Comissão de Vestibular, instituída em caráter permanente pela Portaria ISAE n.º 02/2015 de

Leia mais

Edital de convocação para o CONCURSO VESTIBULAR. UERJ Turismo 2010

Edital de convocação para o CONCURSO VESTIBULAR. UERJ Turismo 2010 Edital de convocação para o CONCURSO VESTIBULAR UERJ Turismo 2010 A Universidade do Estado do Rio de Janeiro torna público o presente Edital, com normas, rotinas e procedimentos relativos ao Concurso Vestibular

Leia mais

EDITAL nº 04, de 10 de novembro de 2015

EDITAL nº 04, de 10 de novembro de 2015 EDITAL nº 04, de 10 de novembro de 2015 A Escola Técnica Estadual PARQUE DA JUVENTUDE, município de São Paulo, atendendo o disposto no 3º do Artigo 62 do Regimento Comum das Escolas Técnicas Estaduais

Leia mais

FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS SANTA MARCELINA M U R I A É MG EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA O ANO LETIVO DE 2016

FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS SANTA MARCELINA M U R I A É MG EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA O ANO LETIVO DE 2016 FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS SANTA MARCELINA M U R I A É MG EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA O ANO LETIVO DE 2016 A Diretora da FACULDADE DE FILOSOFIA CIÊNCIAS E LETRAS SANTA MARCELINA - FASM,

Leia mais

SELEÇÃO PARA ESTAGIÁRIOS

SELEÇÃO PARA ESTAGIÁRIOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS SELEÇÃO PARA ESTAGIÁRIOS NÍVEL SUPERIOR REALIZAÇÃO: Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas U F S C a r EDITAL Nº 011/2012 O Pró-Reitor de Gestão de Pessoas da Universidade

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO EDITAL Nº. 01/2010, REFERENTE À CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO EDITAL Nº. 01/2010, REFERENTE À CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA PROCESSO SELETIVO PÚBLICO EDITAL Nº. 01/2010, REFERENTE À CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA O Diretor Presidente do Departamento Municipal de Eletricidade de Poços de Caldas DME-PC, no uso de suas atribuições, considerando

Leia mais

Prefeitura do Município de Carapicuíba Estado de São Paulo

Prefeitura do Município de Carapicuíba Estado de São Paulo EDITAL Nº 0005/2011 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO A Comissão Permanente de Acompanhamento de Processos Seletivos do Município de Carapicuíba, nomeada pelo Decreto Municipal n.º 3.918 de 30 de setembro

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA AUXILIAR DE LIMPEZA ESF - SORRI BAURU MARÇO 2015

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA AUXILIAR DE LIMPEZA ESF - SORRI BAURU MARÇO 2015 EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA AUXILIAR DE LIMPEZA ESF - SORRI BAURU MARÇO 2015 A SORRI BAURU, por meio de sua Diretoria Executiva, convoca os interessados a participar do processo seletivo para a contratação

Leia mais

Etec de São Sebastião 188 SECRETARIA ACADÊMICA

Etec de São Sebastião 188 SECRETARIA ACADÊMICA EDITAL n.º 002, de 04 de Novembro de 2014. A Escola Técnica Estadual de São Sebastião, município de São Sebastião, atendendo o disposto no 3.º do Artigo 62 do Regimento Comum das Escolas Técnicas Estaduais

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE XANXERÊ SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE XANXERÊ SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE XANXERÊ SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE EDITAL N 001/2014 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO DE EXCEPCIONAL INTERESSE

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA PÓS-GRADUAÇÃO IUA nº. 004 de 06/11/2015

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA PÓS-GRADUAÇÃO IUA nº. 004 de 06/11/2015 O INSTITUTO UNIVERSITÁRIO ATLÂNTICO IUA, em parceria com a UNIVERSIDADE ATLÂNTICA Oeiras-Lisboa/Portugal e a Faculdade Einstein, torna público, para conhecimento dos interessados, que realizará Processo

Leia mais

FACULDADE DOM BOSCO CURITIBA / PARANÁ PROCESSO SELETIVO 2014-2 EDITAL Nº. 001/2014 SG

FACULDADE DOM BOSCO CURITIBA / PARANÁ PROCESSO SELETIVO 2014-2 EDITAL Nº. 001/2014 SG FACULDADE DOM BOSCO CURITIBA / PARANÁ PROCESSO SELETIVO 2014-2 EDITAL Nº. 001/2014 SG O diretor da Faculdade Dom Bosco de Curitiba-PR, mantida por Dom Bosco Ensino Superior Ltda., considerando os termos

Leia mais

REGULAMENTO DE CONCURSOS PÚBLICOS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DE CONCURSOS PÚBLICOS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DE CONCURSOS PÚBLICOS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - Os concursos para seleção de candidatos aos cargos públicos dos órgãos de administração direta e indireta, da Prefeitura

Leia mais

Faculdade de Tecnologia do Amapá Portaria, MEC Nº 1.956, de 06/07/2004. VESTIBULAR 1º SEMESTRE DE 2015/Edital de 07/10/2014

Faculdade de Tecnologia do Amapá Portaria, MEC Nº 1.956, de 06/07/2004. VESTIBULAR 1º SEMESTRE DE 2015/Edital de 07/10/2014 Processo Seletivo 2015.1 - EDITAL N 003-2014/COPEVE A Faculdade de Tecnologia do Amapá - META, situada na Rua Pedro Siqueira, N 333, Jardim Marco Zero Macapá AP, faz saber que estarão abertas as inscrições

Leia mais

CISNE FACULDADE DE QUIXADÁ PROCESSO SELETIVO 2016 EDITAL Nº 04/2015

CISNE FACULDADE DE QUIXADÁ PROCESSO SELETIVO 2016 EDITAL Nº 04/2015 CISNE FACULDADE DE QUIXADÁ PROCESSO SELETIVO 2016 EDITAL Nº 04/2015 O Instituto Educacional e Tecnológico de Quixadá e a CISNE Faculdade de Quixadá, com base no seu Regimento Interno e nas disposições

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARAU EDITAL DE SELEÇÃO Nº 20/2013 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO POR PRAZO DETERMINADO

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARAU EDITAL DE SELEÇÃO Nº 20/2013 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO POR PRAZO DETERMINADO PREFEITURA MUNICIPAL DE MARAU EDITAL DE SELEÇÃO Nº 20/2013 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO POR PRAZO DETERMINADO O Prefeito Municipal de Marau, no uso de suas atribuições, visando a contratação

Leia mais

EDITAL Nº 01/2005 CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DO QUADRO EFETIVO DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO TOCANTINS FUNDAÇÃO CESGRANRIO

EDITAL Nº 01/2005 CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DO QUADRO EFETIVO DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO TOCANTINS FUNDAÇÃO CESGRANRIO EDITAL Nº 01/2005 CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DO QUADRO EFETIVO DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO TOCANTINS FUNDAÇÃO CESGRANRIO ÍNDICE 1 - OBJETIVO 3 2 - QUADRO DE CARGOS, VAGAS, PERFIS, REQUISITOS

Leia mais

CISNE FACULDADE DE QUIXADÁ PROCESSO SELETIVO 2015.2 EDITAL Nº 03/2015

CISNE FACULDADE DE QUIXADÁ PROCESSO SELETIVO 2015.2 EDITAL Nº 03/2015 CISNE FACULDADE DE QUIXADÁ PROCESSO SELETIVO 2015.2 EDITAL Nº 03/2015 O Instituto Educacional e Tecnológico de Quixadá e a CISNE Faculdade de Quixadá, com base no seu Regimento Interno e nas disposições

Leia mais

ETEC JOÃO BELARMINO - AMPARO

ETEC JOÃO BELARMINO - AMPARO ETEC JOÃO BELARMINO - AMPARO VAGAS REMANESCENTES 1º SEMESTRE 2015 ENSINO GRATUITO DE QUALIDADE A ETEC JOÃO BELARMINO DE AMPARO COMUNICA QUE ESTARÃO ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA VAGAS REMANESCENTES DE SEUS

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHÃO EDITAL DO PROCESSO DE SELEÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHÃO EDITAL DO PROCESSO DE SELEÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHÃO EDITAL DO PROCESSO DE SELEÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS A Comissão Especial do Processo de Seleção de Estagiários, criada pelo Decreto n.º 151/2013, de 26 de março

Leia mais

UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO. TERMO ADITIVO PROCESSO SELETIVO 2º/2015- Vagas Remanescentes

UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO. TERMO ADITIVO PROCESSO SELETIVO 2º/2015- Vagas Remanescentes UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO TERMO ADITIVO PROCESSO SELETIVO 2º/2015- Vagas Remanescentes 1 PROVA TRADICIONAL 1.1 Dos Períodos de Inscrição, Horários e Locais: O Processo Seletivo da Universidade Cidade

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO EDITAL Nº. 01/2010, REFERENTE À CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO EDITAL Nº. 01/2010, REFERENTE À CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA PROCESSO SELETIVO PÚBLICO EDITAL Nº. 01/2010, REFERENTE À CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA O Diretor Presidente do Departamento Municipal de Eletricidade de Poços de Caldas DME-PC, no uso de suas atribuições, considerando

Leia mais

Edital nº 13/2014 PROPP-UEMS de 30 de abril de 2014.

Edital nº 13/2014 PROPP-UEMS de 30 de abril de 2014. Edital nº 13/2014 PROPP-UEMS de 30 de abril de 2014. ABERTURA DE INSCRIÇÕES PARA O PROCESSO SELETIVO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM DESENVOLVIMENTO REGIONAL E DE SISTEMAS PRODUTIVOS DA UEMS

Leia mais

Faculdades Unidas de Pesquisa, Ciências e Saúde CNPJ : 08.543.681/0001-46 www.faculdadefapec.com.br

Faculdades Unidas de Pesquisa, Ciências e Saúde CNPJ : 08.543.681/0001-46 www.faculdadefapec.com.br EDITAL 021/2015 DE 15 DE OUTUBRO DE 2015 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2016.1 A Faculdades Unidas de Pesquisa, Ciências e Saúde FAPEC torna público o Edital do Processo Seletivo Vestibular 2016.1, para

Leia mais

Nº de Vagas Oferecidas. Otorrinolaringologia 1 3 Médico com diploma devidamente reconhecido

Nº de Vagas Oferecidas. Otorrinolaringologia 1 3 Médico com diploma devidamente reconhecido 1 EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DE INGRESSO PARA CURSO DA PÓS GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO MÉDICA EM OTORRINOLARINGOLOGIA DA UNIVERSIDADE DE SANTO AMARO PARA O ANO LETIVO DE 2013. A Magnífica Reitora da Universidade

Leia mais

VESTIBULAR CEFET-SC 2008/2. EXAME DE CLASSIFICAÇÃO e. Educação Profissional e Tecnológica, Pública e Gratuita! EDITAL Nº 05/COING/2008

VESTIBULAR CEFET-SC 2008/2. EXAME DE CLASSIFICAÇÃO e. Educação Profissional e Tecnológica, Pública e Gratuita! EDITAL Nº 05/COING/2008 EXAME DE CLASSIFICAÇÃO e VESTIBULAR CEFET-SC 2008/2 Educação Profissional e Tecnológica, Pública e Gratuita! EDITAL Nº 05/COING/2008 EXAME DE CLASSIFICAÇÃO 2008/2 ENSINO MÉDIO E TÉCNICO INTEGRADO AO ENSINO

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO DISTRITO FEDERAL - UDF EDITAL PROCESSO SELETIVO 2016

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO DISTRITO FEDERAL - UDF EDITAL PROCESSO SELETIVO 2016 CENTRO UNIVERSITÁRIO DO DISTRITO FEDERAL - UDF EDITAL PROCESSO SELETIVO 2016 O Centro Universitário do Distrito Federal - UDF, atendendo a Portaria Normativa MEC n o 40, de 12.12.2007, resolve promover

Leia mais

EDITAL Nº. 17/2015 PROCESSO SELETIVO 2016/1

EDITAL Nº. 17/2015 PROCESSO SELETIVO 2016/1 EDITAL Nº. 17/2015 PROCESSO SELETIVO 2016/1 O Diretor Superintendente da Faculdade Autônoma de Direito FADISP, no uso de suas atribuições regimentais e em acordo com a Lei nº. 9394/1996 das Diretrizes

Leia mais

EDITAL Nº. 015/2013 PROCESSO SELETIVO 2013/2 CURSO DE GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO

EDITAL Nº. 015/2013 PROCESSO SELETIVO 2013/2 CURSO DE GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO EDITAL Nº. 015/2013 PROCESSO SELETIVO 2013/2 CURSO DE GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO A Diretoria da Faculdade Alves Faria ALFA, mantida pelo Centro Educacional Alves Faria Ltda., com base em dispositivo

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO SECRETARIA EDITAL Nº 5, DE 29 DE AGOSTO DE 2012 CONVOCAÇÃO PARA AS PROVAS

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO SECRETARIA EDITAL Nº 5, DE 29 DE AGOSTO DE 2012 CONVOCAÇÃO PARA AS PROVAS TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO SECRETARIA EDITAL Nº 5, DE 29 DE AGOSTO DE 2012 CONVOCAÇÃO PARA AS PROVAS O PRESIDENTE DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO convoca os candidatos inscritos no Concurso Público

Leia mais

EDITAL DO VESTIBULAR ESPECIAL EAD/UAB - UNIFEI 2009

EDITAL DO VESTIBULAR ESPECIAL EAD/UAB - UNIFEI 2009 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ EDITAL DO VESTIBULAR ESPECIAL EAD/UAB - UNIFEI 2009 Aprovado pela Câmara de Graduação em 19/09/2008 18ª Reunião Extraordinária O Pró-Reitor de Graduação

Leia mais

EDITAL 01/2015 CONCURSO PARA PROGRAMA DE APRIMORAMENTO EM MEDICINA VETERINÁRIA

EDITAL 01/2015 CONCURSO PARA PROGRAMA DE APRIMORAMENTO EM MEDICINA VETERINÁRIA UNIÃO METROPOLITANA PARA O DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO E CULTURA FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E DA SAÚDE CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA PROGRAMA DE APRIMORAMENTO EM MEDICINA VETERINÁRIA EDITAL 01/2015

Leia mais

GOVERNO MUNICIPAL SÃO LOURENÇO DO OESTE GABINETE DO PREFEITO

GOVERNO MUNICIPAL SÃO LOURENÇO DO OESTE GABINETE DO PREFEITO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 001/2013 ABRE INSCRIÇÕES E BAIXA NORMAS PARA SELEÇÃO DE PROFESSORES EM CARÁTER TEMPORÁRIO E EXCEPCIONAL PARA O ANO LETIVO DE 2013, NA REDE MUNICIPAL DE ENSINO. O PREFEITO

Leia mais

Estado de Goiás Secretaria de Ciência e Tecnologia Superintendência de Educação Superior e Profissional. Edital nº 001 /2009

Estado de Goiás Secretaria de Ciência e Tecnologia Superintendência de Educação Superior e Profissional. Edital nº 001 /2009 Estado de Goiás Secretaria de Ciência e Tecnologia Superintendência de Educação Superior e Profissional Edital nº 001 /2009 Processo Seletivo para Ingresso nos Cursos Técnico de Nível Médio em Agronegócios

Leia mais

2º Processo Seletivo para o 2º semestre de 2015 EDITAL

2º Processo Seletivo para o 2º semestre de 2015 EDITAL 2º Processo Seletivo para o 2º semestre de 2015 EDITAL A Direção-Geral da Faculdade Salesiana Maria Auxiliadora faz saber, através do presente Edital, que estarão abertas, no período de 22/06/15 a 17/07/2015,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MÉDIA E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO DE JANEIRO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MÉDIA E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO DE JANEIRO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MÉDIA E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO DE JANEIRO Edital Nº 43/2014 PROCESSO SELETIVO DISCENTE PARA O CURSO DE GRADUAÇÃO

Leia mais

EDITAL DE VESTIBULAR 1º SEMESTRE 2015

EDITAL DE VESTIBULAR 1º SEMESTRE 2015 EDITAL DE VESTIBULAR 1º SEMESTRE 2015 O Diretor da Instituição de Ensino Superior de Cacoal -FANORTE, com endereço na Rua Antônio de Paula Nunes n 1064 Bairro Centro- Cacoal/RO, CEP: 76963-868, no uso

Leia mais

FACULDADE METROPOLITANA SÃO CARLOS EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2º SEMESTRE DE 2015

FACULDADE METROPOLITANA SÃO CARLOS EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2º SEMESTRE DE 2015 FACULDADE METROPOLITANA SÃO CARLOS EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2º SEMESTRE DE 2015 O Diretor da Faculdade Metropolitana São Carlos, credenciada pela Portaria Ministerial 062 de 22/01/2010, publicada em

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO RESIDÊNCIA MÉDICA COMPLEXO HOSPITALAR OURO VERDE

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO RESIDÊNCIA MÉDICA COMPLEXO HOSPITALAR OURO VERDE O Complexo Hospitalar Ouro Verde - CHOV torna público que realizará processo seletivo para preenchimento de vagas de médicos residentes de 1º ano (R-1), de seu programa de residência em MEDICINA DE FAMÍLIA

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Estado de Sergipe

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Estado de Sergipe SELEÇÃO DE UNIVERSITÁRIOS PARA ESTÁGIO CURSOS SUPERIORES DE INFORMÁTICA EDITAL Nº 01/2011 NTI O Juiz Federal Diretor do Foro da Seção Judiciária de Sergipe, no uso das atribuições legais e regimentais,

Leia mais

1.4. O Manual do Candidato estará disponível para os inscritos exclusivamente no sítio www.suprema.edu.br.

1.4. O Manual do Candidato estará disponível para os inscritos exclusivamente no sítio www.suprema.edu.br. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS 2º SEMESTRE 2015 EDITAL nº 04/2015 A Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora - FCMS/JF SUPREMA torna público que se encontram abertas

Leia mais

2. Dos Cursos da FASF, Códigos, Turnos, Duração, Vagas, Número de Alunos por Turma, Prazo de Integralização e Atos de Legalização

2. Dos Cursos da FASF, Códigos, Turnos, Duração, Vagas, Número de Alunos por Turma, Prazo de Integralização e Atos de Legalização EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DE INGRESSO AOS CURSOS PRESENCIAIS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DO ALTO SÃO FRANCISCO, TURMAS DE AGOSTO 2015. A Diretora da Faculdade de Filosofia,

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DA ESCOLA SUPERIOR DA AMAZÔNIA 2016/1 Edição de Natal. VESTIBULAR TRADICIONAL 2016/1 Edição de Natal EDITAL Nº 029/2015

PROCESSO SELETIVO DA ESCOLA SUPERIOR DA AMAZÔNIA 2016/1 Edição de Natal. VESTIBULAR TRADICIONAL 2016/1 Edição de Natal EDITAL Nº 029/2015 PROCESSO SELETIVO DA ESCOLA SUPERIOR DA AMAZÔNIA 2016/1 Edição de Natal VESTIBULAR TRADICIONAL 2016/1 Edição de Natal EDITAL Nº 029/2015 O Diretor Geral da ESCOLA SUPERIOR DA AMAZÔNIA, credenciada pela

Leia mais

Ministério da Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas

Ministério da Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas EDITAL Nº. 033/12 -PROGEPE CONCURSO PÚBLICO Por delegação de competência do Magnífico Reitor da Universidade Federal do Paraná, conforme Portaria n.º 2590 de 26/09/97, e considerando o disposto no Decreto

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO MÓDULO EDITAL PROCESSO SELETIVO 2015

CENTRO UNIVERSITÁRIO MÓDULO EDITAL PROCESSO SELETIVO 2015 CENTRO UNIVERSITÁRIO MÓDULO EDITAL PROCESSO SELETIVO 2015 O Centro Universitário Módulo, atendendo a Portaria Normativa MEC n o 40, de 12.12.2007, resolve promover Processo Seletivo para ingresso no primeiro

Leia mais

FACULDADE DE ENGENHARIA DE SOROCABA FACENS EDITAL DO PROCESSO SELETIVO / 1º SEMESTRE DE 2016

FACULDADE DE ENGENHARIA DE SOROCABA FACENS EDITAL DO PROCESSO SELETIVO / 1º SEMESTRE DE 2016 1. DA ABERTURA FACULDADE DE ENGENHARIA DE SOROCABA FACENS EDITAL DO PROCESSO SELETIVO / 1º SEMESTRE DE 2016 O Diretor da Faculdade de Engenharia de Sorocaba FACENS, mantida pela Associação Cultural de

Leia mais

EDITAL DO CONCURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM OTORRINOLARINGOLOGIA DO HOSPITAL SOCOR 2014

EDITAL DO CONCURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM OTORRINOLARINGOLOGIA DO HOSPITAL SOCOR 2014 EDITAL DO CONCURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM OTORRINOLARINGOLOGIA DO HOSPITAL SOCOR 2014 Inscrições: 14 de outubro a 14 de novembro de 2013 Informações: Centro de Estudos do Hospital Socor Tel.: (31) 3330.3093

Leia mais

Especialidade Nº de vagas Pré-requisito Duração do Estágio. * Programa de estágio reconhecido pela AMIB Associação de Medicina Intensiva Brasileira.

Especialidade Nº de vagas Pré-requisito Duração do Estágio. * Programa de estágio reconhecido pela AMIB Associação de Medicina Intensiva Brasileira. A Divisão de Ensino do Hospital Ana Costa S. A. realizará Processo Público de Seleção de candidatos para Estágio Médico, para o ano de 2013, nas seguintes áreas: Especialidade Nº de vagas Pré-requisito

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL - PRODIN DIVISÃO DE RECURSOS HUMANOS - DRH

PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL - PRODIN DIVISÃO DE RECURSOS HUMANOS - DRH - PRODIN DIVISÃO DE RECURSOS HUMANOS - DRH PROCESSO SELETIVO EXTERNO PARA AUXILIAR I / AUXILIAR DE TRANSPORTE I/ MOTOBOY EDITAL DRH Nº 23/2014 A PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS divulga e estabelece

Leia mais

1º Processo Seletivo para o 1º semestre de 2016. Edital

1º Processo Seletivo para o 1º semestre de 2016. Edital 1º Processo Seletivo para o 1º semestre de 2016 Edital A Direção Geral da Faculdade Salesiana Maria Auxiliadora faz saber, através do presente Edital, que estarão abertas, no período de 17/09 a 13/11/2015,

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015 2º SEMESTRE

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015 2º SEMESTRE EDITAL DO PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015 2º SEMESTRE A Faculdade de Teologia e Ciências - FATEC torna público o Edital do Processo Seletivo Vestibular 2015 2º Semestre. I - DA DENOMINAÇÃO E RESPECTIVAS

Leia mais

EDITAL Nº 003/2015 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS NO MUNICÍPIO DE MIRAGUAÍ

EDITAL Nº 003/2015 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS NO MUNICÍPIO DE MIRAGUAÍ EDITAL Nº 003/2015 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS NO MUNICÍPIO DE MIRAGUAÍ O Município de Miraguaí - RS, torna público a abertura de inscrições para Processo Seletivo

Leia mais

EDITAL (01/2014) E NORMAS DO CONCURSO DE SELEÇÃO DOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO DA FACULDADE DE MEDICINA DA UNOESTE

EDITAL (01/2014) E NORMAS DO CONCURSO DE SELEÇÃO DOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO DA FACULDADE DE MEDICINA DA UNOESTE EDITAL (01/2014) E NORMAS DO CONCURSO DE SELEÇÃO DOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO DA FACULDADE DE MEDICINA DA UNOESTE A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação da UNOESTE faz saber que fará realizar, nesta

Leia mais

Coordenadoria de Residência Médica Associação Lar São Francisco de Assis na Providência de Deus - OSS. Hospital Regional de Presidente Prudente, SP.

Coordenadoria de Residência Médica Associação Lar São Francisco de Assis na Providência de Deus - OSS. Hospital Regional de Presidente Prudente, SP. EDITAL RM. Nº 01/2009 EDITAL E NORMAS DO CONCURSO DE SELEÇÃO AO PRIMEIRO ANO DE ACESSO DIRETO NAS ÁREAS DE PEDIATRIA, OBSTETRÍCIA E GINECOLOGIA E INFECTOLOGIA DA ASSOCIAÇÃO LAR SÃO FRANCISCO DE ASSIS NA

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO nº. 003 de 20/08/2014.

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO nº. 003 de 20/08/2014. A Fundação Sousândrade de Apoio ao Desenvolvimento da UFMA FSADU, por meio da Gerência de Técnica de Concursos GTEC/CONC/FSADU, em parceria com o Instituto Universitário Atlântico e com o Instituto Politécnico

Leia mais

ESTADO DE RONDÔNIA DIÁRIO DA JUSTIÇA ELETRÔNICO TRIBUNAL DE JUSTIÇA

ESTADO DE RONDÔNIA DIÁRIO DA JUSTIÇA ELETRÔNICO TRIBUNAL DE JUSTIÇA ESTADO DE RONDÔNIA DIÁRIO DA JUSTIÇA ELETRÔNICO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DJE. N. 165/2008 - quinta-feira, 04 de setembro de 2008 Tribunal de Justiça - RO 1 Poder Judiciário N. 165/2008 Data da divulgação: quinta-feira,

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO DISTRITO FEDERAL. TERMO ADITIVO PROCESSO SELETIVO 2º/2015- Vagas Remanescentes

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO DISTRITO FEDERAL. TERMO ADITIVO PROCESSO SELETIVO 2º/2015- Vagas Remanescentes CENTRO UNIVERSITÁRIO DO DISTRITO FEDERAL TERMO ADITIVO PROCESSO SELETIVO 2º/2015- Vagas Remanescentes 1 PROVA TRADICIONAL 1.1 Dos Períodos de Inscrição, Horários e Locais: O Processo Seletivo do Centro

Leia mais

UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO - UNICID EDITAL PROCESSO SELETIVO 2016

UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO - UNICID EDITAL PROCESSO SELETIVO 2016 UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO - UNICID EDITAL PROCESSO SELETIVO 2016 A Universidade Cidade de São Paulo, atendendo a Portaria Normativa MEC n o 40, de 12.12.2007, resolve promover Processo Seletivo

Leia mais

EDITAL n.º 004 de 28/10/2014 ENSINO TÉCNICO INTEGRADO AO ENSINO MÉDIO

EDITAL n.º 004 de 28/10/2014 ENSINO TÉCNICO INTEGRADO AO ENSINO MÉDIO EDITAL n.º 004 de 28/10/2014 ENSINO TÉCNICO INTEGRADO AO ENSINO MÉDIO A Escola Técnica Estadual Polivalente de Americana, atendendo o disposto no 3.º do Artigo 62 do Regimento Comum das Escolas Técnicas

Leia mais

PROCESSO SELETIVO N 001/2014 CONTRATAÇÃO DE JOVENS APRENDIZES

PROCESSO SELETIVO N 001/2014 CONTRATAÇÃO DE JOVENS APRENDIZES PROCESSO SELETIVO N 001/2014 CONTRATAÇÃO DE JOVENS APRENDIZES O Diretor Presidente da COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO DE PASSO FUNDO CODEPAS, no uso de suas atribuições legais, e conforme determina o art.

Leia mais

- As inscrições serão realizadas exclusivamente pela Internet, no site www.fmb.unesp.br:

- As inscrições serão realizadas exclusivamente pela Internet, no site www.fmb.unesp.br: FACULDADE DE MEDICINA EDITAL Nº 008/2014-FM/DTA. Faculdade de Medicina - Campus de Botucatu A FACULDADE DE MEDICINA DE BOTUCATU - UNESP torna público que, no período de 24 a 26 de março de 2014, somente

Leia mais

GRUPO IBMEC EDUCACIONAL S.A. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014.1 e 2014.2

GRUPO IBMEC EDUCACIONAL S.A. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014.1 e 2014.2 1 GRUPO IBMEC EDUCACIONAL S.A. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014.1 e 2014.2 O Diretor Presidente do Grupo Ibmec Educacional SA, mantenedor das Faculdades de Economia e Finanças Ibmec e a Faculdade de Ciências

Leia mais

FACULDADE FIPECAFI PROCESSO SELETIVO 2016

FACULDADE FIPECAFI PROCESSO SELETIVO 2016 FACULDADE FIPECAFI PROCESSO SELETIVO 2016 O Diretor Geral da Faculdade FIPECAFI (doravante também designada Instituição ), no uso de suas atribuições legais e com base na ata de reunião que foi aprovada

Leia mais

EDITAL 014/2014 DE 05 DE NOVEMBRO DE 2014 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.1 - ENGENHARIA CIVIL E VAGAS REMANESCENTES

EDITAL 014/2014 DE 05 DE NOVEMBRO DE 2014 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.1 - ENGENHARIA CIVIL E VAGAS REMANESCENTES EDITAL 014/2014 DE 05 DE NOVEMBRO DE 2014 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.1 - ENGENHARIA CIVIL E VAGAS REMANESCENTES A Faculdade Maria Milza FAMAM torna público o Edital do Processo Seletivo Vestibular

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2016 / 1 Semestre

PROCESSO SELETIVO 2016 / 1 Semestre PROCESSO SELETIVO 2016 / 1 Semestre A Diretora Acadêmica do Centro Universitário Hermínio da Silveira - IBMR, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, na conformidade do que dispõe a Legislação

Leia mais

1) Endereço na INTERNET: www.vestibular.unifei.edu.br

1) Endereço na INTERNET: www.vestibular.unifei.edu.br MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ EDITAL DO SEGUNDO VESTIBULAR 2009 UNIFEI Campus Itajubá Aprovado pela Câmara de Graduação em 10/02/2009 1ª Reunião Ordinária O Pró-Reitor de Graduação

Leia mais

EDITAL Nº 04/2014 EDITAL DE ABERTURA DO VESTIBULAR 2014/2

EDITAL Nº 04/2014 EDITAL DE ABERTURA DO VESTIBULAR 2014/2 EDITAL Nº 04/2014 EDITAL DE ABERTURA DO VESTIBULAR 2014/2 A Comissão Coordenadora do Processo Seletivo das Faculdades Integradas de Vitória FDV, para conhecimento de todos os interessados, torna público

Leia mais