SINOPSE DE CLIPPING SEMANAL SINDISIDER SEMANA DE 14 A 18 DE OUTUBRO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SINOPSE DE CLIPPING SEMANAL SINDISIDER SEMANA DE 14 A 18 DE OUTUBRO"

Transcrição

1 SINOPSE DE CLIPPING SEMANAL SINDISIDER SEMANA DE 14 A 18 DE OUTUBRO Esta semana, destaque para a notícia Maiores eventos do segmento metalomecânico são palco de negócios, sobre as negociações realizadas durante os eventos VII Corte e Conformação de Metais (CCM) e II Brazil Welding Show (BWS). O texto, que cita o SINDISIDER como fonte, foi divulgado pela assessoria de imprensa das feiras. Além disso, foram publicadas duas reproduções da notícia Brasil impõe sobretaxa a chapa grossa de aço de China e mais três países, da agência Reuters, resultado de solicitação de imprensa atendida pela SD&PRESS Consultoria. Os eventos VII Corte e Conformação de Metais (CCM) e II Brazil Welding Show (BWS) foram realizados no Expo Center Norte, em São Paulo, de 1 a 4 de outubro, sendo que o primeiro teve o apoio do SINDISIDER. Na matéria, a entidade é mencionada como fonte, com os dados do setor de siderurgia obtidos através de press release divulgado pela SD&PRESS Consultoria. O texto foi publicado nos portais ABIMAQ, Brand Press, Dzaí, JorNow, Vergg, Press Releases Brasil e Hard Soft. Já a reportagem da agência Reuters sobre a ação antidumping imposta pelo Brasil à China, África do Sul, Coreia do Sul e Ucrânia, foi reproduzida nos portais SINDIFER e Grupo Anel. A medida tem o objetivo de aplicar, por até cinco anos, penas contra importações de chapas grossas de aço originárias desses países. Em matérias do mercado siderúrgico, a agência Reuters abordou esta semana a queda de 1,1% produção diária de aço na China. O índice, que faz referência aos primeiros 10 dias de outubro, ante ao período de 21 a 30 de setembro, foi divulgado pela Associação de Ferro e Aço da China (Cisa), na quinta-feira. Boa leitura!

2 1 SINDISIDER MAIORES EVENTOS DO SEGMENTO METALOMECÂNICO SÃO PALCO DE NEGÓCIOS Entidade que reúne 170 siderúrgicas no mundo, a Worldsteel prevê que o consumo global de aço deve crescer 3,1% neste ano e 3,6% em 2014, após avançar 2% em Para o Brasil, a previsão é de alta de 3,2% em Dados do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Produtos Siderúrgicos (Sindisider) apontaram que o setor de distribuição de aço registrou em agosto um aumento histórico de 9,6% nas vendas do produto em relação ao mês anterior, passando de 386,8 mil toneladas para 424,1 mil toneladas. No segmento de importação de máquinas, embora a atividade industrial no primeiro semestre tenha ficado aquém do esperado - com crescimento de apenas 0,8% no primeiro semestre de a expectativa é de que os negócios do último trimestre contribuam para que a indústria pelo menos mantenha o patamar do ano passado no âmbito de importação de máquinas, repetindo o faturamento de US$ 2 bilhões e evitando uma retração como a ocorrida entre 2011 e 2012, segundo a Associação Brasileira dos Importadores de Máquinas e Equipamentos Industriais (Abimei). Para fabricantes e distribuidores de máquinas, entre os principais fatores que têm interferido no desenvolvimento do setor de Corte e Conformação neste ano estão a importação de produtos acabados pelo setor automotivo, a desindustrialização, a queda da confiança dos empresários na economia brasileira com o consequente engavetamento de projetos, e os atrasos na área de infraestrutura. Ainda assim, integrantes dos diversos elos da cadeia de processamento de metais planos e tubos puderam realizaram negócios, ampliando a confiança em um cenário mais promissor neste segundo semestre e para Essa posição foi observada ao longo da VII Corte e Conformação de Metais (CCM) e II Brazil Welding Show (BWS), dois dos mais importantes eventos brasileiros na área metalomecânica, promovidos

3 pela Aranda Eventos, que ocuparam três pavilhões do Expo Center Norte, em São Paulo, de 1 a 4 de outubro. Participante da CCM em 2009 e 2011, o CEO da Messer Cuuting, Ralf Dippold, avalia a feira em 2013 de maneira positiva. Fizemos contatos qualificados, lançamos uma máquina, divulgamos produtos, reforçamos a marca, nos relacionamos com clientes atuais e captamos cerca de 200 leads com potencial para futuro negócios, elenca o executivo. Nos primeiros dias pós-feira, assinamos contratos com valor acima de R$ 4 milhões. Vamos fechar, no mínimo, mais R$ 8 milhões em contratos decorrentes do evento, nos próximos dois meses. Estaremos presentes na próxima edição porque esta é a principal feira do segmento de corte térmico, revela Doppold. Mesmo com a segunda metade mais positiva, a expectativa inicial para o ano não deve ser atingida está totalmente abaixo de nossas expectativas, afirma o executivo. Subsidiária da argentina Baw e sediada em Caxias do Sul (RS), a Baw Brasil comercializou algumas unidades da máquina de corte a plasma lançada no evento CCM, com tecnologia exclusiva na América Latina. O equipamento possibilita perfurações na metade da espessura de uma chapa com alta qualidade. Apenas empresas nos Estados Unidos e Japão possuem algo tão avançado, relata o gerente comercial Gilnei Pinzon. Além das vendas, o evento nos proporcionou 20 novas oportunidades de negócios, completa. Segundo Nelson Biondi Jr., presidente da Koike Aronson Biondi, o diferencial da Corte e Conformação de Metais está em seu público. Recebemos profissionais direcionados à realização de negócios. Em quatro dias, a edição gerou contratos da ordem de R$ 1 milhão, diferente de outros eventos. Captamos cerca de 200 leads, entre clientes ativos, possibilidade de reativações e novos compradores potenciais. Vemos isso como algo positivo após um ano de grande flutuação entre o primeiro semestre, mais confiante, e o segundo, em que passamos por uma fusão, resume o executivo. Para a Camasi, que esteve presente pela segunda vez na Corte & Conformação de Metais, esta é a feira mais importante do mercado. Por esta razão, o evento foi escolhido para fechar uma parceria com a T&H Lemont, fabricante americana de equipamentos tubulares. Enquanto outros eventos são apenas vitrines, na Corte encontramos um público seletivo e interessado, conta o diretor da empresa, Carlos Camolezi. Fechamos dois negócios durante a feira que já vinham sendo trabalhados e

4 outro que foi uma venda concretizada no próprio evento, um feito inédito. Além disso, fizemos contatos com visitantes dos segmentos que já atendemos, como linha branca, automobilística e construção civil e alguns do setor agrícola, em que pretendemos atuar devido ao recente anúncio de incentivos por parte do Governo, que enxergamos como uma grande oportunidade de negócios, declara Camolezi. Participante desde a segunda edição, a Oxipira teve as expectativas alcançadas. Diante da perspectiva de crescimento muito pequena para a metalurgia de modo geral em 2013, encontramos um público qualificado, conseguimos comercializar 12 equipamentos e captar mais de 150 leads ao longo do evento, conta o diretor comercial Julio Banov. O executivo acredita em um 2014 cauteloso. Por isso, a empresa vislumbra uma nova frente para expandir seus negócios. Pretendemos passar a exportar no próximo ano, anuncia Banov. Para Amarildo Zaccharias, diretor administrativo financeiro da Caldlaser, a quinta participação na Corte e Conformação de Metais foi positiva para a realização de contatos, entre clientes novos e inativos que podem voltar a contratar. Somos prestadores de serviço, especialmente, para os setores de agronegócio, alimentício, de embalagens e também bens de consumo. Decorrentes desta edição, a expectativa é de concluir dez novos bons contratos, relata Zaccharias. Outro prestador de serviços de corte a laser, dobra, caldeiraria e pintura, a brasileira Campinas Corte Laser fez a sua primeira participação no evento Corte e Conformação. Entendemos que estar aqui é importante para reforçar a marca nacionalmente e, inclusive, para empresas da nossa região que não nos conheciam, conta o superintendente geral, Fernando Alves. Pretendemos estar na próxima edição porque identificamos grande presença de um público que nos interessa, das áreas de processo. Saímos daqui com dez potenciais contratos, adianta Alves. Para Ismael Sales, gerente comercial da WA Cardanha, especializada em usinagem e caldeiraria, a primeira participação em eventos da empresa, que tem menos de um ano, foi um sucesso. Em orçamentos, foram 50 nos quatro dias. Em vendas, próximo a R$ 300 mil. Esses indicadores já comprovam que vale o investimento de estar na Corte e Conformação e, por isso, pretendemos estar aqui na próxima edição, afirma Sales. Na feira Brazil Welding Show, a percepção da qualificação dos visitantes e perspectivas de negócios também foi positiva. Essa é a nossa segunda participação. Há dois anos,

5 já observamos que o público era orientado ao nosso negócio. Em 2013, o perfil de interessados em nossos produtos se manteve, conta Renato Tamburus, gerente de novos produtos da Alumaq, empresa nacional de 38 anos. Para os clientes, a expectativa é por lançamento. Junto a novos contatos, conseguimos divulgar a empresa e gerar leads. No ano de 2013, observamos maior interesse de mercados novos - como farmacêutico, sanitário e químico - para desenvolver negócios, revela Tamburus. Após visitar a primeira edição da Brazil Welding Show percebi que o evento tinha potencial por ser apoiado pela Messe Essen, e resolvemos participar em A qualidade do público é direcionada, o que gera oportunidades de negócios diretas e muito boas, conta Éder Gomes, diretor administrativo da CIG Soldas. "Tivemos alguns pedidos, além de perspectiva de grandes negócios. Dos negócios realizados, podemos dizer que aproximadamente 65% foram de novos clientes e 35% dos já clientes que nos visitaram. Diante de um mercado visto como estagnado, a CIG cresceu devido a uma política mais agressiva nas vendas e novos produtos. Somados estes negócios ao nosso posicionamento, devemos registrar um crescimento de aproximadamente 25% em relação a 2012, prevê Gomes. Além da Sindisider e Abimei, a Corte e Conformação de Metais teve o apoio de outras entidades do setor, como Abeaço (Associação Brasileira da Embalagem de Aço) e Abimaq (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e adaquipamentos). A Brazil Welding Show foi promovida pela Aranda Eventos em parceria com a tradicional organizadora alemã de feiras Messe Essen, e contou com um congresso técnico internacional na área de soldagem e processos correlatos, apoiado pela DVS (German Welding Society, ou Sociedade Alemã de Soldagem). As próximas edições da Corte e Conformação de Metais (CCM) e da Brazil Welding Show (BWS) ocorrerão em 2015, pela terceira vez, simultaneamente. O objetivo é facilitar o encontro entre os componentes dos diversos elos da cadeia de processamento de metais planos e tubos. Mais informações sobre os eventos podem ser obtidas pelo site

6 Link:

7 MAIORES EVENTOS DO SEGMENTO METALOMECÂNICO SÃO PALCO DE NEGÓCIOS Entidade que reúne 170 siderúrgicas no mundo, a Worldsteel prevê que o consumo global de aço deve crescer 3,1% neste ano e 3,6% em 2014, após avançar 2% em Para o Brasil, a previsão é de alta de 3,2% em Dados do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Produtos Siderúrgicos (Sindisider) apontaram que o setor de distribuição de aço registrou em agosto um aumento histórico de 9,6% nas vendas do produto em relação ao mês anterior, passando de 386,8 mil toneladas para 424,1 mil toneladas. No segmento de importação de máquinas, embora a atividade industrial no primeiro semestre tenha ficado aquém do esperado - com crescimento de apenas 0,8% no primeiro semestre de a expectativa é de que os negócios do último trimestre contribuam para que a indústria pelo menos mantenha o patamar do ano passado no âmbito de importação de máquinas, repetindo o faturamento de US$ 2 bilhões e evitando uma retração como a ocorrida entre 2011 e 2012, segundo a Associação Brasileira dos Importadores de Máquinas e Equipamentos Industriais (Abimei). Para fabricantes e distribuidores de máquinas, entre os principais fatores que têm interferido no desenvolvimento do setor de Corte e Conformação neste ano estão a importação de produtos acabados pelo setor automotivo, a desindustrialização, a queda da confiança dos empresários na economia brasileira com o consequente engavetamento de projetos, e os atrasos na área de infraestrutura. Ainda assim, integrantes dos diversos elos da cadeia de processamento de metais planos e tubos puderam realizaram negócios, ampliando a confiança em um cenário mais promissor neste segundo semestre e para Essa posição foi observada ao longo da VII Corte e Conformação de Metais (CCM) e II Brazil Welding Show (BWS), dois dos mais importantes eventos brasileiros na área metalomecânica, promovidos pela Aranda Eventos, que ocuparam três pavilhões do Expo Center Norte, em São Paulo, de 1 a 4 de outubro. Participante da CCM em 2009 e 2011, o CEO da Messer Cuuting, Ralf Dippold, avalia a feira em 2013 de maneira positiva. Fizemos contatos qualificados, lançamos uma

8 máquina, divulgamos produtos, reforçamos a marca, nos relacionamos com clientes atuais e captamos cerca de 200 leads com potencial para futuro negócios, elenca o executivo. Nos primeiros dias pós-feira, assinamos contratos com valor acima de R$ 4 milhões. Vamos fechar, no mínimo, mais R$ 8 milhões em contratos decorrentes do evento, nos próximos dois meses. Estaremos presentes na próxima edição porque esta é a principal feira do segmento de corte térmico, revela Doppold. Mesmo com a segunda metade mais positiva, a expectativa inicial para o ano não deve ser atingida está totalmente abaixo de nossas expectativas, afirma o executivo. Subsidiária da argentina Baw e sediada em Caxias do Sul (RS), a Baw Brasil comercializou algumas unidades da máquina de corte a plasma lançada no evento CCM, com tecnologia exclusiva na América Latina. O equipamento possibilita perfurações na metade da espessura de uma chapa com alta qualidade. Apenas empresas nos Estados Unidos e Japão possuem algo tão avançado, relata o gerente comercial Gilnei Pinzon. Além das vendas, o evento nos proporcionou 20 novas oportunidades de negócios, completa. Segundo Nelson Biondi Jr., presidente da Koike Aronson Biondi, o diferencial da Corte e Conformação de Metais está em seu público. Recebemos profissionais direcionados à realização de negócios. Em quatro dias, a edição gerou contratos da ordem de R$ 1 milhão, diferente de outros eventos. Captamos cerca de 200 leads, entre clientes ativos, possibilidade de reativações e novos compradores potenciais. Vemos isso como algo positivo após um ano de grande flutuação entre o primeiro semestre, mais confiante, e o segundo, em que passamos por uma fusão, resume o executivo. Para a Camasi, que esteve presente pela segunda vez na Corte & Conformação de Metais, esta é a feira mais importante do mercado. Por esta razão, o evento foi escolhido para fechar uma parceria com a T&H Lemont, fabricante americana de equipamentos tubulares. Enquanto outros eventos são apenas vitrines, na Corte encontramos um público seletivo e interessado, conta o diretor da empresa, Carlos Camolezi. Fechamos dois negócios durante a feira que já vinham sendo trabalhados e outro que foi uma venda concretizada no próprio evento, um feito inédito. Além disso, fizemos contatos com visitantes dos segmentos que já atendemos, como linha branca, automobilística e construção civil e alguns do setor agrícola, em que pretendemos atuar devido ao recente anúncio de incentivos por parte do Governo, que enxergamos como uma grande oportunidade de negócios, declara Camolezi.

9 Participante desde a segunda edição, a Oxipira teve as expectativas alcançadas. Diante da perspectiva de crescimento muito pequena para a metalurgia de modo geral em 2013, encontramos um público qualificado, conseguimos comercializar 12 equipamentos e captar mais de 150 leads ao longo do evento, conta o diretor comercial Julio Banov. O executivo acredita em um 2014 cauteloso. Por isso, a empresa vislumbra uma nova frente para expandir seus negócios. Pretendemos passar a exportar no próximo ano, anuncia Banov. Para Amarildo Zaccharias, diretor administrativo financeiro da Caldlaser, a quinta participação na Corte e Conformação de Metais foi positiva para a realização de contatos, entre clientes novos e inativos que podem voltar a contratar. Somos prestadores de serviço, especialmente, para os setores de agronegócio, alimentício, de embalagens e também bens de consumo. Decorrentes desta edição, a expectativa é de concluir dez novos bons contratos, relata Zaccharias. Outro prestador de serviços de corte a laser, dobra, caldeiraria e pintura, a brasileira Campinas Corte Laser fez a sua primeira participação no evento Corte e Conformação. Entendemos que estar aqui é importante para reforçar a marca nacionalmente e, inclusive, para empresas da nossa região que não nos conheciam, conta o superintendente geral, Fernando Alves. Pretendemos estar na próxima edição porque identificamos grande presença de um público que nos interessa, das áreas de processo. Saímos daqui com dez potenciais contratos, adianta Alves. Para Ismael Sales, gerente comercial da WA Cardanha, especializada em usinagem e caldeiraria, a primeira participação em eventos da empresa, que tem menos de um ano, foi um sucesso. Em orçamentos, foram 50 nos quatro dias. Em vendas, próximo a R$ 300 mil. Esses indicadores já comprovam que vale o investimento de estar na Corte e Conformação e, por isso, pretendemos estar aqui na próxima edição, afirma Sales. Na feira Brazil Welding Show, a percepção da qualificação dos visitantes e perspectivas de negócios também foi positiva. Essa é a nossa segunda participação. Há dois anos, já observamos que o público era orientado ao nosso negócio. Em 2013, o perfil de interessados em nossos produtos se manteve, conta Renato Tamburus, gerente de novos produtos da Alumaq, empresa nacional de 38 anos. Para os clientes, a expectativa é por lançamento. Junto a novos contatos, conseguimos divulgar a empresa e gerar leads. No ano de 2013, observamos maior interesse de mercados

10 novos - como farmacêutico, sanitário e químico - para desenvolver negócios, revela Tamburus. Após visitar a primeira edição da Brazil Welding Show percebi que o evento tinha potencial por ser apoiado pela Messe Essen, e resolvemos participar em A qualidade do público é direcionada, o que gera oportunidades de negócios diretas e muito boas, conta Éder Gomes, diretor administrativo da CIG Soldas. "Tivemos alguns pedidos, além de perspectiva de grandes negócios. Dos negócios realizados, podemos dizer que aproximadamente 65% foram de novos clientes e 35% dos já clientes que nos visitaram. Diante de um mercado visto como estagnado, a CIG cresceu devido a uma política mais agressiva nas vendas e novos produtos. Somados estes negócios ao nosso posicionamento, devemos registrar um crescimento de aproximadamente 25% em relação a 2012, prevê Gomes. Além da Sindisider e Abimei, a Corte e Conformação de Metais teve o apoio de outras entidades do setor, como Abeaço (Associação Brasileira da Embalagem de Aço) e Abimaq (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e adaquipamentos). A Brazil Welding Show foi promovida pela Aranda Eventos em parceria com a tradicional organizadora alemã de feiras Messe Essen, e contou com um congresso técnico internacional na área de soldagem e processos correlatos, apoiado pela DVS (German Welding Society, ou Sociedade Alemã de Soldagem). As próximas edições da Corte e Conformação de Metais (CCM) e da Brazil Welding Show (BWS) ocorrerão em 2015, pela terceira vez, simultaneamente. O objetivo é facilitar o encontro entre os componentes dos diversos elos da cadeia de processamento de metais planos e tubos. Mais informações sobre os eventos podem ser obtidas pelo site Link: releases/tecnologia/redes/33344/maiores-eventos-do-segmento-metalomecanico- sao-palco-de-negocios.html

11 MAIORES EVENTOS DO SEGMENTO METALOMECÂNICO SÃO PALCO DE NEGÓCIOS Corte e conformação de metais e brazil welding show contratos e oportunidades mesmo diante de um cenário conservador para 2013 Entidade que reúne 170 siderúrgicas no mundo, a Worldsteel prevê que o consumo global de aço deve crescer 3,1% neste ano e 3,6% em 2014, após avançar 2% em Para o Brasil, a previsão é de alta de 3,2% em Dados do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Produtos Siderúrgicos (Sindisider) apontaram que o setor de distribuição de aço registrou em agosto um aumento histórico de 9,6% nas vendas do produto em relação ao mês anterior, passando de 386,8 mil toneladas para 424,1 mil toneladas. No segmento de importação de máquinas, embora a atividade industrial no primeiro semestre tenha ficado aquém do esperado - com crescimento de apenas 0,8% no primeiro semestre de a expectativa é de que os negócios do último trimestre contribuam para que a indústria pelo menos mantenha o patamar do ano passado no âmbito de importação de máquinas, repetindo o faturamento de US$ 2 bilhões e evitando uma retração como a ocorrida entre 2011 e 2012, segundo a Associação Brasileira dos Importadores de Máquinas e Equipamentos Industriais (Abimei). Para fabricantes e distribuidores de máquinas, entre os principais fatores que têm interferido no desenvolvimento do setor de Corte e Conformação neste ano estão a importação de produtos acabados pelo setor automotivo, a desindustrialização, a queda da confiança dos empresários na economia brasileira com o consequente engavetamento de projetos, e os atrasos na área de infraestrutura. Ainda assim, integrantes dos diversos elos da cadeia de processamento de metais planos e tubos puderam realizaram negócios, ampliando a confiança em um cenário mais promissor neste segundo semestre e para Essa posição foi observada ao longo da VII Corte e Conformação de Metais (CCM) e II Brazil Welding Show (BWS), dois dos mais importantes eventos brasileiros na área metalomecânica, promovidos

12 pela Aranda Eventos, que ocuparam três pavilhões do Expo Center Norte, em São Paulo, de 1 a 4 de outubro. Participante da CCM em 2009 e 2011, o CEO da Messer Cuuting, Ralf Dippold, avalia a feira em 2013 de maneira positiva. Fizemos contatos qualificados, lançamos uma máquina, divulgamos produtos, reforçamos a marca, nos relacionamos com clientes atuais e captamos cerca de 200 leads com potencial para futuro negócios, elenca o executivo. Nos primeiros dias pós-feira, assinamos contratos com valor acima de R$ 4 milhões. Vamos fechar, no mínimo, mais R$ 8 milhões em contratos decorrentes do evento, nos próximos dois meses. Estaremos presentes na próxima edição porque esta é a principal feira do segmento de corte térmico, revela Doppold. Mesmo com a segunda metade mais positiva, a expectativa inicial para o ano não deve ser atingida está totalmente abaixo de nossas expectativas, afirma o executivo. Subsidiária da argentina Baw e sediada em Caxias do Sul (RS), a Baw Brasil comercializou algumas unidades da máquina de corte a plasma lançada no evento CCM, com tecnologia exclusiva na América Latina. O equipamento possibilita perfurações na metade da espessura de uma chapa com alta qualidade. Apenas empresas nos Estados Unidos e Japão possuem algo tão avançado, relata o gerente comercial Gilnei Pinzon. Além das vendas, o evento nos proporcionou 20 novas oportunidades de negócios, completa. Segundo Nelson Biondi Jr., presidente da Koike Aronson Biondi, o diferencial da Corte e Conformação de Metais está em seu público. Recebemos profissionais direcionados à realização de negócios. Em quatro dias, a edição gerou contratos da ordem de R$ 1 milhão, diferente de outros eventos. Captamos cerca de 200 leads, entre clientes ativos, possibilidade de reativações e novos compradores potenciais. Vemos isso como algo positivo após um ano de grande flutuação entre o primeiro semestre, mais confiante, e o segundo, em que passamos por uma fusão, resume o executivo. Para a Camasi, que esteve presente pela segunda vez na Corte & Conformação de Metais, esta é a feira mais importante do mercado. Por esta razão, o evento foi escolhido para fechar uma parceria com a T&H Lemont, fabricante americana de equipamentos tubulares. Enquanto outros eventos são apenas vitrines, na Corte encontramos um público seletivo e interessado, conta o diretor da empresa, Carlos Camolezi. Fechamos dois negócios durante a feira que já vinham sendo trabalhados e

13 outro que foi uma venda concretizada no próprio evento, um feito inédito. Além disso, fizemos contatos com visitantes dos segmentos que já atendemos, como linha branca, automobilística e construção civil e alguns do setor agrícola, em que pretendemos atuar devido ao recente anúncio de incentivos por parte do Governo, que enxergamos como uma grande oportunidade de negócios, declara Camolezi. Participante desde a segunda edição, a Oxipira teve as expectativas alcançadas. Diante da perspectiva de crescimento muito pequena para a metalurgia de modo geral em 2013, encontramos um público qualificado, conseguimos comercializar 12 equipamentos e captar mais de 150 leads ao longo do evento, conta o diretor comercial Julio Banov. O executivo acredita em um 2014 cauteloso. Por isso, a empresa vislumbra uma nova frente para expandir seus negócios. Pretendemos passar a exportar no próximo ano, anuncia Banov. Para Amarildo Zaccharias, diretor administrativo financeiro da Caldlaser, a quinta participação na Corte e Conformação de Metais foi positiva para a realização de contatos, entre clientes novos e inativos que podem voltar a contratar. Somos prestadores de serviço, especialmente, para os setores de agronegócio, alimentício, de embalagens e também bens de consumo. Decorrentes desta edição, a expectativa é de concluir dez novos bons contratos, relata Zaccharias. Outro prestador de serviços de corte a laser, dobra, caldeiraria e pintura, a brasileira Campinas Corte Laser fez a sua primeira participação no evento Corte e Conformação. Entendemos que estar aqui é importante para reforçar a marca nacionalmente e, inclusive, para empresas da nossa região que não nos conheciam, conta o superintendente geral, Fernando Alves. Pretendemos estar na próxima edição porque identificamos grande presença de um público que nos interessa, das áreas de processo. Saímos daqui com dez potenciais contratos, adianta Alves. Para Ismael Sales, gerente comercial da WA Cardanha, especializada em usinagem e caldeiraria, a primeira participação em eventos da empresa, que tem menos de um ano, foi um sucesso. Em orçamentos, foram 50 nos quatro dias. Em vendas, próximo a R$ 300 mil. Esses indicadores já comprovam que vale o investimento de estar na Corte e Conformação e, por isso, pretendemos estar aqui na próxima edição, afirma Sales. Na feira Brazil Welding Show, a percepção da qualificação dos visitantes e perspectivas de negócios também foi positiva. Essa é a nossa segunda participação. Há dois anos,

14 já observamos que o público era orientado ao nosso negócio. Em 2013, o perfil de interessados em nossos produtos se manteve, conta Renato Tamburus, gerente de novos produtos da Alumaq, empresa nacional de 38 anos. Para os clientes, a expectativa é por lançamento. Junto a novos contatos, conseguimos divulgar a empresa e gerar leads. No ano de 2013, observamos maior interesse de mercados novos - como farmacêutico, sanitário e químico - para desenvolver negócios, revela Tamburus. Após visitar a primeira edição da Brazil Welding Show percebi que o evento tinha potencial por ser apoiado pela Messe Essen, e resolvemos participar em A qualidade do público é direcionada, o que gera oportunidades de negócios diretas e muito boas, conta Éder Gomes, diretor administrativo da CIG Soldas. "Tivemos alguns pedidos, além de perspectiva de grandes negócios. Dos negócios realizados, podemos dizer que aproximadamente 65% foram de novos clientes e 35% dos já clientes que nos visitaram. Diante de um mercado visto como estagnado, a CIG cresceu devido a uma política mais agressiva nas vendas e novos produtos. Somados estes negócios ao nosso posicionamento, devemos registrar um crescimento de aproximadamente 25% em relação a 2012, prevê Gomes. Além da Sindisider e Abimei, a Corte e Conformação de Metais teve o apoio de outras entidades do setor, como Abeaço (Associação Brasileira da Embalagem de Aço) e Abimaq (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e adaquipamentos). A Brazil Welding Show foi promovida pela Aranda Eventos em parceria com a tradicional organizadora alemã de feiras Messe Essen, e contou com um congresso técnico internacional na área de soldagem e processos correlatos, apoiado pela DVS (German Welding Society, ou Sociedade Alemã de Soldagem). As próximas edições da Corte e Conformação de Metais (CCM) e da Brazil Welding Show (BWS) ocorrerão em 2015, pela terceira vez, simultaneamente. O objetivo é facilitar o encontro entre os componentes dos diversos elos da cadeia de processamento de metais planos e tubos. Mais informações sobre os eventos podem ser obtidas pelo site Link:

15 MAIORES EVENTOS DO SEGMENTO METALOMECÂNICO SÃO PALCO DE NEGÓCIOS Corte e conformação de metais e brazil welding show contratos e oportunidades mesmo diante de um cenário conservador para 2013 Entidade que reúne 170 siderúrgicas no mundo, a Worldsteel prevê que o consumo global de aço deve crescer 3,1% neste ano e 3,6% em 2014, após avançar 2% em Para o Brasil, a previsão é de alta de 3,2% em Dados do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Produtos Siderúrgicos (Sindisider) apontaram que o setor de distribuição de aço registrou em agosto um aumento histórico de 9,6% nas vendas do produto em relação ao mês anterior, passando de 386,8 mil toneladas para 424,1 mil toneladas. No segmento de importação de máquinas, embora a atividade industrial no primeiro semestre tenha ficado aquém do esperado - com crescimento de apenas 0,8% no primeiro semestre de a expectativa é de que os negócios do último trimestre contribuam para que a indústria pelo menos mantenha o patamar do ano passado no âmbito de importação de máquinas, repetindo o faturamento de US$ 2 bilhões e evitando uma retração como a ocorrida entre 2011 e 2012, segundo a Associação Brasileira dos Importadores de Máquinas e Equipamentos Industriais (Abimei). Para fabricantes e distribuidores de máquinas, entre os principais fatores que têm interferido no desenvolvimento do setor de Corte e Conformação neste ano estão a importação de produtos acabados pelo setor automotivo, a desindustrialização, a queda da confiança dos empresários na economia brasileira com o consequente engavetamento de projetos, e os atrasos na área de infraestrutura. Ainda assim, integrantes dos diversos elos da cadeia de processamento de metais planos e tubos puderam realizaram negócios, ampliando a confiança em um cenário mais promissor neste segundo semestre e para Essa posição foi observada ao longo da VII Corte e Conformação de Metais (CCM) e II Brazil Welding Show (BWS),

16 dois dos mais importantes eventos brasileiros na área metalomecânica, promovidos pela Aranda Eventos, que ocuparam três pavilhões do Expo Center Norte, em São Paulo, de 1 a 4 de outubro. Participante da CCM em 2009 e 2011, o CEO da Messer Cuuting, Ralf Dippold, avalia a feira em 2013 de maneira positiva. Fizemos contatos qualificados, lançamos uma máquina, divulgamos produtos, reforçamos a marca, nos relacionamos com clientes atuais e captamos cerca de 200 leads com potencial para futuro negócios, elenca o executivo. Nos primeiros dias pós-feira, assinamos contratos com valor acima de R$ 4 milhões. Vamos fechar, no mínimo, mais R$ 8 milhões em contratos decorrentes do evento, nos próximos dois meses. Estaremos presentes na próxima edição porque esta é a principal feira do segmento de corte térmico, revela Doppold. Mesmo com a segunda metade mais positiva, a expectativa inicial para o ano não deve ser atingida está totalmente abaixo de nossas expectativas, afirma o executivo. Subsidiária da argentina Baw e sediada em Caxias do Sul (RS), a Baw Brasil comercializou algumas unidades da máquina de corte a plasma lançada no evento CCM, com tecnologia exclusiva na América Latina. O equipamento possibilita perfurações na metade da espessura de uma chapa com alta qualidade. Apenas empresas nos Estados Unidos e Japão possuem algo tão avançado, relata o gerente comercial Gilnei Pinzon. Além das vendas, o evento nos proporcionou 20 novas oportunidades de negócios, completa. Segundo Nelson Biondi Jr., presidente da Koike Aronson Biondi, o diferencial da Corte e Conformação de Metais está em seu público. Recebemos profissionais direcionados à realização de negócios. Em quatro dias, a edição gerou contratos da ordem de R$ 1 milhão, diferente de outros eventos. Captamos cerca de 200 leads, entre clientes ativos, possibilidade de reativações e novos compradores potenciais. Vemos isso como algo positivo após um ano de grande flutuação entre o primeiro semestre, mais confiante, e o segundo, em que passamos por uma fusão, resume o executivo. Para a Camasi, que esteve presente pela segunda vez na Corte & Conformação de Metais, esta é a feira mais importante do mercado. Por esta razão, o evento foi escolhido para fechar uma parceria com a T&H Lemont, fabricante americana de equipamentos tubulares. Enquanto outros eventos são apenas vitrines, na Corte encontramos um público seletivo e interessado, conta o diretor da empresa, Carlos

17 Camolezi. Fechamos dois negócios durante a feira que já vinham sendo trabalhados e outro que foi uma venda concretizada no próprio evento, um feito inédito. Além disso, fizemos contatos com visitantes dos segmentos que já atendemos, como linha branca, automobilística e construção civil e alguns do setor agrícola, em que pretendemos atuar devido ao recente anúncio de incentivos por parte do Governo, que enxergamos como uma grande oportunidade de negócios, declara Camolezi. Participante desde a segunda edição, a Oxipira teve as expectativas alcançadas. Diante da perspectiva de crescimento muito pequena para a metalurgia de modo geral em 2013, encontramos um público qualificado, conseguimos comercializar 12 equipamentos e captar mais de 150 leads ao longo do evento, conta o diretor comercial Julio Banov. O executivo acredita em um 2014 cauteloso. Por isso, a empresa vislumbra uma nova frente para expandir seus negócios. Pretendemos passar a exportar no próximo ano, anuncia Banov. Para Amarildo Zaccharias, diretor administrativo financeiro da Caldlaser, a quinta participação na Corte e Conformação de Metais foi positiva para a realização de contatos, entre clientes novos e inativos que podem voltar a contratar. Somos prestadores de serviço, especialmente, para os setores de agronegócio, alimentício, de embalagens e também bens de consumo. Decorrentes desta edição, a expectativa é de concluir dez novos bons contratos, relata Zaccharias. Outro prestador de serviços de corte a laser, dobra, caldeiraria e pintura, a brasileira Campinas Corte Laser fez a sua primeira participação no evento Corte e Conformação. Entendemos que estar aqui é importante para reforçar a marca nacionalmente e, inclusive, para empresas da nossa região que não nos conheciam, conta o superintendente geral, Fernando Alves. Pretendemos estar na próxima edição porque identificamos grande presença de um público que nos interessa, das áreas de processo. Saímos daqui com dez potenciais contratos, adianta Alves. Para Ismael Sales, gerente comercial da WA Cardanha, especializada em usinagem e caldeiraria, a primeira participação em eventos da empresa, que tem menos de um ano, foi um sucesso. Em orçamentos, foram 50 nos quatro dias. Em vendas, próximo a R$ 300 mil. Esses indicadores já comprovam que vale o investimento de estar na Corte e Conformação e, por isso, pretendemos estar aqui na próxima edição, afirma Sales.

18 Na feira Brazil Welding Show, a percepção da qualificação dos visitantes e perspectivas de negócios também foi positiva. Essa é a nossa segunda participação. Há dois anos, já observamos que o público era orientado ao nosso negócio. Em 2013, o perfil de interessados em nossos produtos se manteve, conta Renato Tamburus, gerente de novos produtos da Alumaq, empresa nacional de 38 anos. Para os clientes, a expectativa é por lançamento. Junto a novos contatos, conseguimos divulgar a empresa e gerar leads. No ano de 2013, observamos maior interesse de mercados novos - como farmacêutico, sanitário e químico - para desenvolver negócios, revela Tamburus. Após visitar a primeira edição da Brazil Welding Show percebi que o evento tinha potencial por ser apoiado pela Messe Essen, e resolvemos participar em A qualidade do público é direcionada, o que gera oportunidades de negócios diretas e muito boas, conta Éder Gomes, diretor administrativo da CIG Soldas. "Tivemos alguns pedidos, além de perspectiva de grandes negócios. Dos negócios realizados, podemos dizer que aproximadamente 65% foram de novos clientes e 35% dos já clientes que nos visitaram. Diante de um mercado visto como estagnado, a CIG cresceu devido a uma política mais agressiva nas vendas e novos produtos. Somados estes negócios ao nosso posicionamento, devemos registrar um crescimento de aproximadamente 25% em relação a 2012, prevê Gomes. Além da Sindisider e Abimei, a Corte e Conformação de Metais teve o apoio de outras entidades do setor, como Abeaço (Associação Brasileira da Embalagem de Aço) e Abimaq (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e adaquipamentos). A Brazil Welding Show foi promovida pela Aranda Eventos em parceria com a tradicional organizadora alemã de feiras Messe Essen, e contou com um congresso técnico internacional na área de soldagem e processos correlatos, apoiado pela DVS (German Welding Society, ou Sociedade Alemã de Soldagem). As próximas edições da Corte e Conformação de Metais (CCM) e da Brazil Welding Show (BWS) ocorrerão em 2015, pela terceira vez, simultaneamente. O objetivo é facilitar o encontro entre os componentes dos diversos elos da cadeia de processamento de metais planos e tubos. Mais informações sobre os eventos podem ser obtidas pelo site

19 Link:http://www.jornow.com.br/jornow/noticia.php?idempresa=1322&num_release= &ori=P

20 MAIORES EVENTOS DO SEGMENTO METALOMECÂNICO SÃO PALCO DE NEGÓCIOS Corte e conformação de metais e brazil welding show contratos e oportunidades mesmo diante de um cenário conservador para 2013 Entidade que reúne 170 siderúrgicas no mundo, a Worldsteel prevê que o consumo global de aço deve crescer 3,1% neste ano e 3,6% em 2014, após avançar 2% em Para o Brasil, a previsão é de alta de 3,2% em Dados do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Produtos Siderúrgicos (Sindisider) apontaram que o setor de distribuição de aço registrou em agosto um aumento histórico de 9,6% nas vendas do produto em relação ao mês anterior, passando de 386,8 mil toneladas para 424,1 mil toneladas. No segmento de importação de máquinas, embora a atividade industrial no primeiro semestre tenha ficado aquém do esperado - com crescimento de apenas 0,8% no primeiro semestre de a expectativa é de que os negócios do último trimestre contribuam para que a indústria pelo menos mantenha o patamar do ano passado no âmbito de importação de máquinas, repetindo o faturamento de US$ 2 bilhões e evitando uma retração como a ocorrida entre 2011 e 2012, segundo a Associação Brasileira dos Importadores de Máquinas e Equipamentos Industriais (Abimei). Para fabricantes e distribuidores de máquinas, entre os principais fatores que têm interferido no desenvolvimento do setor de Corte e Conformação neste ano estão a importação de produtos acabados pelo setor automotivo, a desindustrialização, a queda da confiança dos empresários na economia brasileira com o consequente engavetamento de projetos, e os atrasos na área de infraestrutura. Ainda assim, integrantes dos diversos elos da cadeia de processamento de metais planos e tubos puderam realizaram negócios, ampliando a confiança em um cenário mais promissor neste segundo semestre e para Essa posição foi observada ao longo da VII Corte e Conformação de Metais (CCM) e II Brazil Welding Show (BWS), dois dos mais importantes eventos brasileiros na área metalomecânica, promovidos

21 pela Aranda Eventos, que ocuparam três pavilhões do Expo Center Norte, em São Paulo, de 1 a 4 de outubro. Participante da CCM em 2009 e 2011, o CEO da Messer Cuuting, Ralf Dippold, avalia a feira em 2013 de maneira positiva. Fizemos contatos qualificados, lançamos uma máquina, divulgamos produtos, reforçamos a marca, nos relacionamos com clientes atuais e captamos cerca de 200 leads com potencial para futuro negócios, elenca o executivo. Nos primeiros dias pós-feira, assinamos contratos com valor acima de R$ 4 milhões. Vamos fechar, no mínimo, mais R$ 8 milhões em contratos decorrentes do evento, nos próximos dois meses. Estaremos presentes na próxima edição porque esta é a principal feira do segmento de corte térmico, revela Doppold. Mesmo com a segunda metade mais positiva, a expectativa inicial para o ano não deve ser atingida está totalmente abaixo de nossas expectativas, afirma o executivo. Subsidiária da argentina Baw e sediada em Caxias do Sul (RS), a Baw Brasil comercializou algumas unidades da máquina de corte a plasma lançada no evento CCM, com tecnologia exclusiva na América Latina. O equipamento possibilita perfurações na metade da espessura de uma chapa com alta qualidade. Apenas empresas nos Estados Unidos e Japão possuem algo tão avançado, relata o gerente comercial Gilnei Pinzon. Além das vendas, o evento nos proporcionou 20 novas oportunidades de negócios, completa. Segundo Nelson Biondi Jr., presidente da Koike Aronson Biondi, o diferencial da Corte e Conformação de Metais está em seu público. Recebemos profissionais direcionados à realização de negócios. Em quatro dias, a edição gerou contratos da ordem de R$ 1 milhão, diferente de outros eventos. Captamos cerca de 200 leads, entre clientes ativos, possibilidade de reativações e novos compradores potenciais. Vemos isso como algo positivo após um ano de grande flutuação entre o primeiro semestre, mais confiante, e o segundo, em que passamos por uma fusão, resume o executivo. Para a Camasi, que esteve presente pela segunda vez na Corte & Conformação de Metais, esta é a feira mais importante do mercado. Por esta razão, o evento foi escolhido para fechar uma parceria com a T&H Lemont, fabricante americana de equipamentos tubulares. Enquanto outros eventos são apenas vitrines, na Corte encontramos um público seletivo e interessado, conta o diretor da empresa, Carlos Camolezi. Fechamos dois negócios durante a feira que já vinham sendo trabalhados e

22 outro que foi uma venda concretizada no próprio evento, um feito inédito. Além disso, fizemos contatos com visitantes dos segmentos que já atendemos, como linha branca, automobilística e construção civil e alguns do setor agrícola, em que pretendemos atuar devido ao recente anúncio de incentivos por parte do Governo, que enxergamos como uma grande oportunidade de negócios, declara Camolezi. Participante desde a segunda edição, a Oxipira teve as expectativas alcançadas. Diante da perspectiva de crescimento muito pequena para a metalurgia de modo geral em 2013, encontramos um público qualificado, conseguimos comercializar 12 equipamentos e captar mais de 150 leads ao longo do evento, conta o diretor comercial Julio Banov. O executivo acredita em um 2014 cauteloso. Por isso, a empresa vislumbra uma nova frente para expandir seus negócios. Pretendemos passar a exportar no próximo ano, anuncia Banov. Para Amarildo Zaccharias, diretor administrativo financeiro da Caldlaser, a quinta participação na Corte e Conformação de Metais foi positiva para a realização de contatos, entre clientes novos e inativos que podem voltar a contratar. Somos prestadores de serviço, especialmente, para os setores de agronegócio, alimentício, de embalagens e também bens de consumo. Decorrentes desta edição, a expectativa é de concluir dez novos bons contratos, relata Zaccharias. Outro prestador de serviços de corte a laser, dobra, caldeiraria e pintura, a brasileira Campinas Corte Laser fez a sua primeira participação no evento Corte e Conformação. Entendemos que estar aqui é importante para reforçar a marca nacionalmente e, inclusive, para empresas da nossa região que não nos conheciam, conta o superintendente geral, Fernando Alves. Pretendemos estar na próxima edição porque identificamos grande presença de um público que nos interessa, das áreas de processo. Saímos daqui com dez potenciais contratos, adianta Alves. Para Ismael Sales, gerente comercial da WA Cardanha, especializada em usinagem e caldeiraria, a primeira participação em eventos da empresa, que tem menos de um ano, foi um sucesso. Em orçamentos, foram 50 nos quatro dias. Em vendas, próximo a R$ 300 mil. Esses indicadores já comprovam que vale o investimento de estar na Corte e Conformação e, por isso, pretendemos estar aqui na próxima edição, afirma Sales. Na feira Brazil Welding Show, a percepção da qualificação dos visitantes e perspectivas de negócios também foi positiva. Essa é a nossa segunda participação. Há dois anos,

23 já observamos que o público era orientado ao nosso negócio. Em 2013, o perfil de interessados em nossos produtos se manteve, conta Renato Tamburus, gerente de novos produtos da Alumaq, empresa nacional de 38 anos. Para os clientes, a expectativa é por lançamento. Junto a novos contatos, conseguimos divulgar a empresa e gerar leads. No ano de 2013, observamos maior interesse de mercados novos - como farmacêutico, sanitário e químico - para desenvolver negócios, revela Tamburus. Após visitar a primeira edição da Brazil Welding Show percebi que o evento tinha potencial por ser apoiado pela Messe Essen, e resolvemos participar em A qualidade do público é direcionada, o que gera oportunidades de negócios diretas e muito boas, conta Éder Gomes, diretor administrativo da CIG Soldas. "Tivemos alguns pedidos, além de perspectiva de grandes negócios. Dos negócios realizados, podemos dizer que aproximadamente 65% foram de novos clientes e 35% dos já clientes que nos visitaram. Diante de um mercado visto como estagnado, a CIG cresceu devido a uma política mais agressiva nas vendas e novos produtos. Somados estes negócios ao nosso posicionamento, devemos registrar um crescimento de aproximadamente 25% em relação a 2012, prevê Gomes. Além da Sindisider e Abimei, a Corte e Conformação de Metais teve o apoio de outras entidades do setor, como Abeaço (Associação Brasileira da Embalagem de Aço) e Abimaq (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e adaquipamentos). A Brazil Welding Show foi promovida pela Aranda Eventos em parceria com a tradicional organizadora alemã de feiras Messe Essen, e contou com um congresso técnico internacional na área de soldagem e processos correlatos, apoiado pela DVS (German Welding Society, ou Sociedade Alemã de Soldagem). As próximas edições da Corte e Conformação de Metais (CCM) e da Brazil Welding Show (BWS) ocorrerão em 2015, pela terceira vez, simultaneamente. O objetivo é facilitar o encontro entre os componentes dos diversos elos da cadeia de processamento de metais planos e tubos. Mais informações sobre os eventos podem ser obtidas pelo site Link:

24 MAIORES EVENTOS DO SEGMENTO METALOMECÂNICO SÃO PALCO DE NEGÓCIOS Entidade que reúne 170 siderúrgicas no mundo, a Worldsteel prevê que o consumo global de aço deve crescer 3,1% neste ano e 3,6% em 2014, após avançar 2% em Para o Brasil, a previsão é de alta de 3,2% em Dados do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Produtos Siderúrgicos (Sindisider) apontaram que o setor de distribuição de aço registrou em agosto um aumento histórico de 9,6% nas vendas do produto em relação ao mês anterior, passando de 386,8 mil toneladas para 424,1 mil toneladas. No segmento de importação de máquinas, embora a atividade industrial no primeiro semestre tenha ficado aquém do esperado - com crescimento de apenas 0,8% no primeiro semestre de a expectativa é de que os negócios do último trimestre contribuam para que a indústria pelo menos mantenha o patamar do ano passado no âmbito de importação de máquinas, repetindo o faturamento de US$ 2 bilhões e evitando uma retração como a ocorrida entre 2011 e 2012, segundo a Associação Brasileira dos Importadores de Máquinas e Equipamentos Industriais (Abimei). Para fabricantes e distribuidores de máquinas, entre os principais fatores que têm interferido no desenvolvimento do setor de Corte e Conformação neste ano estão a importação de produtos acabados pelo setor automotivo, a desindustrialização, a queda da confiança dos empresários na economia brasileira com o consequente engavetamento de projetos, e os atrasos na área de infraestrutura. Ainda assim, integrantes dos diversos elos da cadeia de processamento de metais planos e tubos puderam realizaram negócios, ampliando a confiança em um cenário mais promissor neste segundo semestre e para Essa posição foi observada ao longo da VII Corte e Conformação de Metais (CCM) e II Brazil Welding Show (BWS), dois dos mais importantes eventos brasileiros na área metalomecânica, promovidos pela Aranda Eventos, que ocuparam três pavilhões do Expo Center Norte, em São Paulo, de 1 a 4 de outubro.

25 Participante da CCM em 2009 e 2011, o CEO da Messer Cuuting, Ralf Dippold, avalia a feira em 2013 de maneira positiva. Fizemos contatos qualificados, lançamos uma máquina, divulgamos produtos, reforçamos a marca, nos relacionamos com clientes atuais e captamos cerca de 200 leads com potencial para futuro negócios, elenca o executivo. Nos primeiros dias pós-feira, assinamos contratos com valor acima de R$ 4 milhões. Vamos fechar, no mínimo, mais R$ 8 milhões em contratos decorrentes do evento, nos próximos dois meses. Estaremos presentes na próxima edição porque esta é a principal feira do segmento de corte térmico, revela Doppold. Mesmo com a segunda metade mais positiva, a expectativa inicial para o ano não deve ser atingida está totalmente abaixo de nossas expectativas, afirma o executivo. Subsidiária da argentina Baw e sediada em Caxias do Sul (RS), a Baw Brasil comercializou algumas unidades da máquina de corte a plasma lançada no evento CCM, com tecnologia exclusiva na América Latina. O equipamento possibilita perfurações na metade da espessura de uma chapa com alta qualidade. Apenas empresas nos Estados Unidos e Japão possuem algo tão avançado, relata o gerente comercial Gilnei Pinzon. Além das vendas, o evento nos proporcionou 20 novas oportunidades de negócios, completa. Segundo Nelson Biondi Jr., presidente da Koike Aronson Biondi, o diferencial da Corte e Conformação de Metais está em seu público. Recebemos profissionais direcionados à realização de negócios. Em quatro dias, a edição gerou contratos da ordem de R$ 1 milhão, diferente de outros eventos. Captamos cerca de 200 leads, entre clientes ativos, possibilidade de reativações e novos compradores potenciais. Vemos isso como algo positivo após um ano de grande flutuação entre o primeiro semestre, mais confiante, e o segundo, em que passamos por uma fusão, resume o executivo. Para a Camasi, que esteve presente pela segunda vez na Corte & Conformação de Metais, esta é a feira mais importante do mercado. Por esta razão, o evento foi escolhido para fechar uma parceria com a T&H Lemont, fabricante americana de equipamentos tubulares. Enquanto outros eventos são apenas vitrines, na Corte encontramos um público seletivo e interessado, conta o diretor da empresa, Carlos Camolezi. Fechamos dois negócios durante a feira que já vinham sendo trabalhados e outro que foi uma venda concretizada no próprio evento, um feito inédito. Além disso, fizemos contatos com visitantes dos segmentos que já atendemos, como linha branca, automobilística e construção civil e alguns do setor agrícola, em que pretendemos

26 atuar devido ao recente anúncio de incentivos por parte do Governo, que enxergamos como uma grande oportunidade de negócios, declara Camolezi. Participante desde a segunda edição, a Oxipira teve as expectativas alcançadas. Diante da perspectiva de crescimento muito pequena para a metalurgia de modo geral em 2013, encontramos um público qualificado, conseguimos comercializar 12 equipamentos e captar mais de 150 leads ao longo do evento, conta o diretor comercial Julio Banov. O executivo acredita em um 2014 cauteloso. Por isso, a empresa vislumbra uma nova frente para expandir seus negócios. Pretendemos passar a exportar no próximo ano, anuncia Banov. Para Amarildo Zaccharias, diretor administrativo financeiro da Caldlaser, a quinta participação na Corte e Conformação de Metais foi positiva para a realização de contatos, entre clientes novos e inativos que podem voltar a contratar. Somos prestadores de serviço, especialmente, para os setores de agronegócio, alimentício, de embalagens e também bens de consumo. Decorrentes desta edição, a expectativa é de concluir dez novos bons contratos, relata Zaccharias. Outro prestador de serviços de corte a laser, dobra, caldeiraria e pintura, a brasileira Campinas Corte Laser fez a sua primeira participação no evento Corte e Conformação. Entendemos que estar aqui é importante para reforçar a marca nacionalmente e, inclusive, para empresas da nossa região que não nos conheciam, conta o superintendente geral, Fernando Alves. Pretendemos estar na próxima edição porque identificamos grande presença de um público que nos interessa, das áreas de processo. Saímos daqui com dez potenciais contratos, adianta Alves. Para Ismael Sales, gerente comercial da WA Cardanha, especializada em usinagem e caldeiraria, a primeira participação em eventos da empresa, que tem menos de um ano, foi um sucesso. Em orçamentos, foram 50 nos quatro dias. Em vendas, próximo a R$ 300 mil. Esses indicadores já comprovam que vale o investimento de estar na Corte e Conformação e, por isso, pretendemos estar aqui na próxima edição, afirma Sales. Na feira Brazil Welding Show, a percepção da qualificação dos visitantes e perspectivas de negócios também foi positiva. Essa é a nossa segunda participação. Há dois anos, já observamos que o público era orientado ao nosso negócio. Em 2013, o perfil de interessados em nossos produtos se manteve, conta Renato Tamburus, gerente de novos produtos da Alumaq, empresa nacional de 38 anos. Para os clientes, a

27 expectativa é por lançamento. Junto a novos contatos, conseguimos divulgar a empresa e gerar leads. No ano de 2013, observamos maior interesse de mercados novos - como farmacêutico, sanitário e químico - para desenvolver negócios, revela Tamburus. Após visitar a primeira edição da Brazil Welding Show percebi que o evento tinha potencial por ser apoiado pela Messe Essen, e resolvemos participar em A qualidade do público é direcionada, o que gera oportunidades de negócios diretas e muito boas, conta Éder Gomes, diretor administrativo da CIG Soldas. "Tivemos alguns pedidos, além de perspectiva de grandes negócios. Dos negócios realizados, podemos dizer que aproximadamente 65% foram de novos clientes e 35% dos já clientes que nos visitaram. Diante de um mercado visto como estagnado, a CIG cresceu devido a uma política mais agressiva nas vendas e novos produtos. Somados estes negócios ao nosso posicionamento, devemos registrar um crescimento de aproximadamente 25% em relação a 2012, prevê Gomes. Além da Sindisider e Abimei, a Corte e Conformação de Metais teve o apoio de outras entidades do setor, como Abeaço (Associação Brasileira da Embalagem de Aço) e Abimaq (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e adaquipamentos). A Brazil Welding Show foi promovida pela Aranda Eventos em parceria com a tradicional organizadora alemã de feiras Messe Essen, e contou com um congresso técnico internacional na área de soldagem e processos correlatos, apoiado pela DVS (German Welding Society, ou Sociedade Alemã de Soldagem). As próximas edições da Corte e Conformação de Metais (CCM) e da Brazil Welding Show (BWS) ocorrerão em 2015, pela terceira vez, simultaneamente. O objetivo é facilitar o encontro entre os componentes dos diversos elos da cadeia de processamento de metais planos e tubos. Mais informações sobre os eventos podem ser obtidas pelo site Link:

28 MAIORES EVENTOS DO SEGMENTO METALOMECÂNICO SÃO PALCO DE NEGÓCIOS Entidade que reúne 170 siderúrgicas no mundo, a Worldsteel prevê que o consumo global de aço deve crescer 3,1% neste ano e 3,6% em 2014, após avançar 2% em Para o Brasil, a previsão é de alta de 3,2% em Dados do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Produtos Siderúrgicos (Sindisider) apontaram que o setor de distribuição de aço registrou em agosto um aumento histórico de 9,6% nas vendas do produto em relação ao mês anterior, passando de 386,8 mil toneladas para 424,1 mil toneladas. No segmento de importação de máquinas, embora a atividade industrial no primeiro semestre tenha ficado aquém do esperado - com crescimento de apenas 0,8% no primeiro semestre de a expectativa é de que os negócios do último trimestre contribuam para que a indústria pelo menos mantenha o patamar do ano passado no âmbito de importação de máquinas, repetindo o faturamento de US$ 2 bilhões e evitando uma retração como a ocorrida entre 2011 e 2012, segundo a Associação Brasileira dos Importadores de Máquinas e Equipamentos Industriais (Abimei). Para fabricantes e distribuidores de máquinas, entre os principais fatores que têm interferido no desenvolvimento do setor de Corte e Conformação neste ano estão a importação de produtos acabados pelo setor automotivo, a desindustrialização, a queda da confiança dos empresários na economia brasileira com o consequente engavetamento de projetos, e os atrasos na área de infraestrutura. Ainda assim, integrantes dos diversos elos da cadeia de processamento de metais planos e tubos puderam realizaram negócios, ampliando a confiança em um cenário mais promissor neste segundo semestre e para Essa posição foi observada ao longo da VII Corte e Conformação de Metais (CCM) e II Brazil Welding Show (BWS), dois dos mais importantes eventos brasileiros na área metalomecânica, promovidos pela Aranda Eventos, que ocuparam três pavilhões do Expo Center Norte, em São Paulo, de 1 a 4 de outubro.

29 Participante da CCM em 2009 e 2011, o CEO da Messer Cuuting, Ralf Dippold, avalia a feira em 2013 de maneira positiva. Fizemos contatos qualificados, lançamos uma máquina, divulgamos produtos, reforçamos a marca, nos relacionamos com clientes atuais e captamos cerca de 200 leads com potencial para futuro negócios, elenca o executivo. Nos primeiros dias pós-feira, assinamos contratos com valor acima de R$ 4 milhões. Vamos fechar, no mínimo, mais R$ 8 milhões em contratos decorrentes do evento, nos próximos dois meses. Estaremos presentes na próxima edição porque esta é a principal feira do segmento de corte térmico, revela Doppold. Mesmo com a segunda metade mais positiva, a expectativa inicial para o ano não deve ser atingida está totalmente abaixo de nossas expectativas, afirma o executivo. Subsidiária da argentina Baw e sediada em Caxias do Sul (RS), a Baw Brasil comercializou algumas unidades da máquina de corte a plasma lançada no evento CCM, com tecnologia exclusiva na América Latina. O equipamento possibilita perfurações na metade da espessura de uma chapa com alta qualidade. Apenas empresas nos Estados Unidos e Japão possuem algo tão avançado, relata o gerente comercial Gilnei Pinzon. Além das vendas, o evento nos proporcionou 20 novas oportunidades de negócios, completa. Segundo Nelson Biondi Jr., presidente da Koike Aronson Biondi, o diferencial da Corte e Conformação de Metais está em seu público. Recebemos profissionais direcionados à realização de negócios. Em quatro dias, a edição gerou contratos da ordem de R$ 1 milhão, diferente de outros eventos. Captamos cerca de 200 leads, entre clientes ativos, possibilidade de reativações e novos compradores potenciais. Vemos isso como algo positivo após um ano de grande flutuação entre o primeiro semestre, mais confiante, e o segundo, em que passamos por uma fusão, resume o executivo. Para a Camasi, que esteve presente pela segunda vez na Corte & Conformação de Metais, esta é a feira mais importante do mercado. Por esta razão, o evento foi escolhido para fechar uma parceria com a T&H Lemont, fabricante americana de equipamentos tubulares. Enquanto outros eventos são apenas vitrines, na Corte encontramos um público seletivo e interessado, conta o diretor da empresa, Carlos Camolezi. Fechamos dois negócios durante a feira que já vinham sendo trabalhados e outro que foi uma venda concretizada no próprio evento, um feito inédito. Além disso, fizemos contatos com visitantes dos segmentos que já atendemos, como linha branca, automobilística e construção civil e alguns do setor agrícola, em que pretendemos

30 atuar devido ao recente anúncio de incentivos por parte do Governo, que enxergamos como uma grande oportunidade de negócios, declara Camolezi. Participante desde a segunda edição, a Oxipira teve as expectativas alcançadas. Diante da perspectiva de crescimento muito pequena para a metalurgia de modo geral em 2013, encontramos um público qualificado, conseguimos comercializar 12 equipamentos e captar mais de 150 leads ao longo do evento, conta o diretor comercial Julio Banov. O executivo acredita em um 2014 cauteloso. Por isso, a empresa vislumbra uma nova frente para expandir seus negócios. Pretendemos passar a exportar no próximo ano, anuncia Banov. Para Amarildo Zaccharias, diretor administrativo financeiro da Caldlaser, a quinta participação na Corte e Conformação de Metais foi positiva para a realização de contatos, entre clientes novos e inativos que podem voltar a contratar. Somos prestadores de serviço, especialmente, para os setores de agronegócio, alimentício, de embalagens e também bens de consumo. Decorrentes desta edição, a expectativa é de concluir dez novos bons contratos, relata Zaccharias. Outro prestador de serviços de corte a laser, dobra, caldeiraria e pintura, a brasileira Campinas Corte Laser fez a sua primeira participação no evento Corte e Conformação. Entendemos que estar aqui é importante para reforçar a marca nacionalmente e, inclusive, para empresas da nossa região que não nos conheciam, conta o superintendente geral, Fernando Alves. Pretendemos estar na próxima edição porque identificamos grande presença de um público que nos interessa, das áreas de processo. Saímos daqui com dez potenciais contratos, adianta Alves. Para Ismael Sales, gerente comercial da WA Cardanha, especializada em usinagem e caldeiraria, a primeira participação em eventos da empresa, que tem menos de um ano, foi um sucesso. Em orçamentos, foram 50 nos quatro dias. Em vendas, próximo a R$ 300 mil. Esses indicadores já comprovam que vale o investimento de estar na Corte e Conformação e, por isso, pretendemos estar aqui na próxima edição, afirma Sales. Na feira Brazil Welding Show, a percepção da qualificação dos visitantes e perspectivas de negócios também foi positiva. Essa é a nossa segunda participação. Há dois anos, já observamos que o público era orientado ao nosso negócio. Em 2013, o perfil de interessados em nossos produtos se manteve, conta Renato Tamburus, gerente de novos produtos da Alumaq, empresa nacional de 38 anos. Para os clientes, a

31 expectativa é por lançamento. Junto a novos contatos, conseguimos divulgar a empresa e gerar leads. No ano de 2013, observamos maior interesse de mercados novos - como farmacêutico, sanitário e químico - para desenvolver negócios, revela Tamburus. Após visitar a primeira edição da Brazil Welding Show percebi que o evento tinha potencial por ser apoiado pela Messe Essen, e resolvemos participar em A qualidade do público é direcionada, o que gera oportunidades de negócios diretas e muito boas, conta Éder Gomes, diretor administrativo da CIG Soldas. "Tivemos alguns pedidos, além de perspectiva de grandes negócios. Dos negócios realizados, podemos dizer que aproximadamente 65% foram de novos clientes e 35% dos já clientes que nos visitaram. Diante de um mercado visto como estagnado, a CIG cresceu devido a uma política mais agressiva nas vendas e novos produtos. Somados estes negócios ao nosso posicionamento, devemos registrar um crescimento de aproximadamente 25% em relação a 2012, prevê Gomes. Além da Sindisider e Abimei, a Corte e Conformação de Metais teve o apoio de outras entidades do setor, como Abeaço (Associação Brasileira da Embalagem de Aço) e Abimaq (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e adaquipamentos). A Brazil Welding Show foi promovida pela Aranda Eventos em parceria com a tradicional organizadora alemã de feiras Messe Essen, e contou com um congresso técnico internacional na área de soldagem e processos correlatos, apoiado pela DVS (German Welding Society, ou Sociedade Alemã de Soldagem). As próximas edições da Corte e Conformação de Metais (CCM) e da Brazil Welding Show (BWS) ocorrerão em 2015, pela terceira vez, simultaneamente. O objetivo é facilitar o encontro entre os componentes dos diversos elos da cadeia de processamento de metais planos e tubos. Mais informações sobre os eventos podem ser obtidas pelo site Link:

32 2 INDA BRASIL IMPÕE SOBRETAXA A CHAPA GROSSA DE AÇO DE CHINA O governo brasileiro decidiu aplicar por até cinco anos penas antidumping contra importações de chapas grossas de aço originárias da China, África do Sul, Coreia do Sul e Ucrânia, atendendo em parte a um pleito da Usiminas. As sobretaxas aplicadas, que variam de 135,08 dólares por tonelada a 261,79 dólares por tonelada, valem para importações de todos os produtores dos países citados. A pena no caso das siderúrgicas da China, maior produtor mundial de aço, é de 211,56 dólares por tonelada. A penalidade envolve o produto "laminado plano de baixo carbono e baixa liga (...) de espessura igual ou superior a 4,75 milímetros, podendo variar em função da resistência, e largura igual ou superior a 600 milímetros, independentemente do comprimento (chapas grossas)", segundo texto da Câmara de Comércio Exterior (Camex) publicado no Diário Oficial da União. A resolução, porém, cita que as penalidades não se aplicam para determinados tipos de chapas grossas, como as de aço carbono com requisitos para atender a testes de resistências à corrosão ácida e às voltadas para produção de alguns tipos de tubulações. A decisão foi tomada após pedido da Usiminas, maior produtora de aços planos do Brasil, ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior em dezembro de O pedido de abertura de investigação incluiu produtos originários também de Austrália e Rússia. Segundo o presidente do Instituto Nacional dos Distribuidores de Aço (Inda), Carlos Loureiro, a medida da Camex envolve cerca de 10 por cento do consumo aparente de chapa grossa do país. Loureiro afirmou que a decisão ocorre no momento em que o governo anunciou a retirada da elevação do Imposto de Importação, implementada no ano passado.

33 "A medida é altamente saneadora para o que poderia acontecer na hora que o imposto de importação caia de 25 para 12 por cento novamente este mês", disse o presidente do Inda. "Que está havendo dumping em chapa grossa é uma realidade. É o produto com maior ociosidade. Na China tem 40 por cento de ociosidade", acrescentou. A Usiminas encerrou o primeiro semestre com vendas de 627 mil toneladas de chapa grossa, uma queda ante as 762 mil do mesmo período de O produto foi responsável por 20 por cento das vendas de aço da empresa no período. A companhia afirmou em comunicado que recebeu a decisão da Camex "de forma positiva". "A empresa considera que a medida é um passo importante para garantir maior isonomia competitiva ao mercado de aço, reforçando o compromisso do governo com o fortalecimento do setor industrial brasileiro", acrescentou. Link:

34 BRASIL IMPÕE SOBRETAXA A CHAPA GROSSA DE AÇO DE CHINA E MAIS TRÊS PAÍSES O governo brasileiro decidiu aplicar por até cinco anos penas antidumping contra importações de chapas grossas de aço originárias da China, África do Sul, Coreia do Sul e Ucrânia, atendendo em parte a um pleito da Usiminas. As sobretaxas aplicadas, que variam de 135,08 dólares por tonelada a 261,79 dólares por tonelada, valem para importações de todos os produtores dos países citados. A pena no caso das siderúrgicas da China, maior produtor mundial de aço, é de 211,56 dólares por tonelada. A penalidade envolve o produto "laminado plano de baixo carbono e baixa liga (...) de espessura igual ou superior a 4,75 milímetros, podendo variar em função da resistência, e largura igual ou superior a 600 milímetros, independentemente do comprimento (chapas grossas)", segundo texto da Câmara de Comércio Exterior (Camex) publicado no Diário Oficial da União. A resolução, porém, cita que as penalidades não se aplicam para determinados tipos de chapas grossas, como as de aço carbono com requisitos para atender a testes de resistências à corrosão ácida e às voltadas para produção de alguns tipos de tubulações. A decisão foi tomada após pedido da Usiminas, maior produtora de aços planos do Brasil, ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior em dezembro de O pedido de abertura de investigação incluiu produtos originários também de Austrália e Rússia. Segundo o presidente do Instituto Nacional dos Distribuidores de Aço (Inda), Carlos Loureiro, a medida da Camex envolve cerca de 10 por cento do consumo aparente de chapa grossa do país.

35 Loureiro afirmou que a decisão ocorre no momento em que o governo anunciou a retirada da elevação do Imposto de Importação, implementada no ano passado. "A medida é altamente saneadora para o que poderia acontecer na hora que o imposto de importação caia de 25 para 12 por cento novamente este mês", disse o presidente do Inda. "Que está havendo dumping em chapa grossa é uma realidade. É o produto com maior ociosidade. Na China tem 40 por cento de ociosidade", acrescentou. A Usiminas encerrou o primeiro semestre com vendas de 627 mil toneladas de chapa grossa, uma queda ante as 762 mil do mesmo período de O produto foi responsável por 20 por cento das vendas de aço da empresa no período. A companhia afirmou em comunicado que recebeu a decisão da Camex "de forma positiva". "A empresa considera que a medida é um passo importante para garantir maior isonomia competitiva ao mercado de aço, reforçando o compromisso do governo com o fortalecimento do setor industrial brasileiro", acrescentou. Link:

36 3 SETOR SIDERÚRGICAS CONSOLIDAM RECUPERAÇÃO As ações de siderúrgicas brasileiras traçam um movimento de alta desde a divulgação dos resultados do segundo trimestre, que mostraram ao mercado os efeitos positivos de reajustes de preços, corte de custos e da desvalorização do real frente ao dólar. Agora, os papéis tentam antecipar um terceiro trimestre ainda melhor. Quatro importantes casas de análise - BTG Pactual, Goldman Sachs, Credit Suisse e Citigroup - divulgaram relatórios recentemente para ajustar para cima as expectativas para os balanços de siderúrgicas no período de julho a setembro. De forma geral, os especialistas esperam que as companhias tenham Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) mais forte no trimestre, ajudadas pelo câmbio, pelo aumento dos preços de venda e por medidas tributárias. Segundo o BTG Pactual, há um mês as próprias companhias eram mais conservadoras em seus comentários. O banco de investimento aponta que a Usiminas passou a projetar Ebitda de R$ 500 milhões para o terceiro trimestre, ante a sinalização de R$ 400 milhões dada em setembro. As ações de siderúrgicas mostraram a maior surpresa positiva entre os papéis do Ibovespa no pregão seguinte à divulgação de resultados do segundo trimestre, com alta média de 2,4%, segundo estudo feito pela equipe de análise da Votorantim Corretora. Desde então, os papéis seguem recuperando as perdas no ano.

37 As ações preferenciais da Usiminas recuavam 39% de janeiro até a data de divulgação do balanço referente aos meses de abril a junho, em 26 de julho. De lá para cá, avançam 49%. A mesma dinâmica repete-se com os papéis da CSN e da Gerdau. No ano, o desempenho das ações do setor siderúrgico ainda é negativo. Mas, em outubro, os papéis já acumulam altas entre 6,3% (preferenciais da Gerdau) e 12,2% (CSN). O balanço do terceiro trimestre da Usiminas será divulgado no dia 30, e o da Gerdau, dia 31. A CSN ainda não informou a data de apresentação de seus resultados. O Credit Suisse elevou, na sexta-feira, o preço-alvo das ações preferenciais da Gerdau, de R$ 18 para R$ 20, e de Usiminas, de R$ 10 para R$ 13, ao mesmo tempo em que reforçou a recomendação de compra. A revisão reflete o aumento da projeção do dólar - de R$ 2,20 para R$ 2,30 em 2013, e de R$ 2,30 para R$ 2,40 em e reajustes aos preços de aços planos e longos. Já a CSN teve o preço-alvo reduzido de R$ 12 para R$ 11 pelo Credit. "O benefício da atual depreciação do real é compensado por estimativas de queda nas vendas de minério de ferro nos próximos anos", justifica a equipe liderada por Ivano Westin. A Usiminas pode ser o destaque do trimestre, afirmam analistas. A companhia é a preferida do BTG, por conta de sua alavancagem operacional em um ambiente de recuperação de preços. Isto significa que, para a siderúrgica mineira, um aumento da receita bruta vai gerar um crescimento do resultado operacional em um percentual maior que o restante do setor. Além disso, a expectativa é que um forte volume de vendas e o controle de custos permitam à companhia interromper a sequência de seis trimestres de prejuízos consecutivos. Mas a postura ainda é prudente para o setor. O Citi alerta para os elevados múltiplos e a contínua fraqueza de preços no mercado internacional. Para o BTG, a principal preocupação é o excesso de capacidade global, que reduz o poder de preço do setor. O Credit diz que o câmbio pode ser decisivo para a atratividade das empresas. O Goldman Sachs destaca que a ação da Usiminas está barata em relação aos pares e sugere a compra. Já o Citi mantém a sugestão neutra: "A Usiminas tem um forte momento positivo de ganhos, mas enfrenta a tendência de fraqueza na demanda doméstica e a grande dependência de recursos do governo", afirmam os analistas Alexander Hacking e Thiago Ojea.

38 O Credit espera o melhor trimestre para a Usiminas em três anos. Vale destacar que, após ter reduzido o prejuízo em 75% no segundo trimestre, na comparação anual, para R$ 22 milhões, o terceiro trimestre pode ser a primeira vez em que a Usiminas lucrará desde o quarto trimestre de O Ebitda da Usiminas é esperado em R$ 489,3 milhões no terceiro trimestre, segundo a média de projeções de Credit, Citi e Goldman. Em relação a igual período do ano passado, quando era de R$ 150 milhões, o avanço seria de 226%. O Goldman Sachs elevou a estimativa de Ebitda para a Usiminas em 2014 em 11,6%, para R$ 2,56 bilhões. Segundo o banco, a companhia pode adicionar até R$ 975 milhões por meio de ajustes de preços - inclusive para montadoras -, a ampliação da produção de minério e as medidas antidumping contra as importações de certos tipos de laminados de aço, com origem na China, África do Sul, Coreia do Sul e Ucrânia, que serão sobretaxados. A Gerdau divide opiniões. O Citi a considera a preferida no setor, pois a relação entre a geração de fluxo de caixa livre e o preço da ação se mostra a mais atraente do setor. Já o BTG é mais cauteloso e afirma que as expectativas do mercado estão muito altas. O Credit espera o melhor resultado para a Gerdau desde o segundo trimestre de O negócio brasileiro da companhia tende a compensar o ambiente desfavorável de preços nos Estados Unidos e um período sazonalmente mais fraco na Espanha. O Citi concorda e estima o Ebitda da companhia em R$ 1,34 bilhão no trimestre, 30% acima de um ano antes. "Ao mesmo tempo, a CSN está voltando ao bom caminho", dizem Edmo Chagas, Antonio Heluany e João Pedro Salgado, do BTG. Um acordo para a Transnordestina permitirá à companhia diluir sua participação no projeto e, ao dividir o controle com o governo, deixar de consolidar a dívida da ferrovia em seu balanço. Além disso, a usina de aços longos está próxima de iniciar sua produção e o fluxo de caixa será beneficiado pela compra de minério de ferro a baixos preços. "Os riscos ainda existem nos ativos da ThyssenKrupp, assim como na Namisa (mineradora de ferro), mas continuamos a ver a percepção de risco diminuir", afirmam os analistas do BTG. O Citi projeta o Ebitda da CSN em R$ 1,36 bilhão de julho a setembro, 26% acima de um ano antes. A divisão de aço deve apresentar resultados melhores, por conta do aumento dos preços do aço e da diminuição de paradas operacionais. A área de

39 minério de ferro também mostrará melhores volumes, na comparação trimestral, impulsionada pela compra da commodity de terceiros, dizem os analistas. Link:

40 ANGLO PREVÊ 1º EMBARQUE NO 2º SEMESTRE DE 2014 A Anglo American, responsável pelo projeto Minas-Rio, reafirmou ontem, o cronograma para início das operações e primeiro embarque no Porto do Açu para o segundo semestre de A recente aquisição do porto pelo fundo americano EIG, concluída na última semana, não altera o projeto, segundo a empresa. Com 74% de avanço físico, o mineroduto alcançou a marca de 415 quilômetros de tubos instalados, de um total de 525 km, entre Conceição do Mato Dentro, no Médio Espinhaço, e o Porto do Açu. Quando concluído, o projeto passará por 32 municípios nos estados de Minas Gerais e Rio de Janeiro. A Anglo possui 49% da LLX-Minas Rio, subsidiária da LLX responsável pelo terminal de exportação de minério no Porto de Açu, onde também será instalada a planta de filtragem antes do embarque. Na confirmação da venda, o fundo EIG informou possuir interesse em projetos de minérios de ferro em Minas Gerais. No Estado, ficam localizadas a mina e a planta de beneficiamento da Anglo American. Segundo a mineradora, o projeto continua 100% com a empresa. A companhia informou já ter obtido 80% das licenças necessárias para a obra e estima a conclusão do projeto até abril de Orçado em US$ 8,8 bilhões, o projeto foi adquirido do empresário Eike Batista em 2008, por US$ 5,5 bilhões. O prazo de conclusão do projeto foi adiado duas vezes, em 2009 e 2012, após alterações no plano de investimentos da companhia. Em janeiro, a empresa comunicou uma baixa contábil de US$ 4 bilhões referente à operação. Atualmente, o Minas-Rio é o maior projeto da empresa no mundo. A estimativa é que o mineroduto possa transportar 26,5 milhões de toneladas de minério de ferro por ano. De acordo com o gerente geral de obras, Alberto Vieira, o projeto representa um "modal logístico de alta confiabilidade, baixo custo operacional e de menor impacto ambiental". O projeto consiste em um sistema de dutos que liga as instalações da mina à planta de beneficiamento, em Alvorada de Minas, munícipio vizinho a Conceição do Mato

41 Dentro, seguindo para o terminal de exportação, no Açu, em São João da Barra (RJ). O transporte completo será efetuado em três dias, por meio de bombas de alta pressão. Porto Sudeste - As ações da MMX Mineração, empresa do grupo EBX, de Eike Batista, dispararam ontem na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) após o anúncio da venda de 65% do Porto Sudeste, em Itaguaí, para a trading holandesa Trafigura e para o fundo Mubadala, de Abu Dhabi. Os papéis ordinários (ON, com voto) apresentam valorização de 12,12%, cotados a R$ 1,11. Na máxima, chegaram a subir 18,18%. O Ibovespa, índice de referência do mercado brasileiro, tinha alta de 0,18% por volta das 10h45m, aos pontos. Em comunicado divulgado na noite da última segunda-feira, a empresa informou que os controladores do porto devem investir US$ 400 milhões na empresa, que passará a se chamar PortCo. Os sócios já haviam comunicado que estavam negociando nas últimas semanas. A MMX terá 35% de participação. O porto terá capacidade para 50 milhões de toneladas de minério de ferro e deve começar a operar a partir de Link:http://www.diariodocomercio.com.br/index.php?id=70&conteudoId=145593&edi caoid=1601

42 PRODUÇÃO DIÁRIA DE AÇO DA CHINA SOBE NO FINAL DE SETEMBRO A produção diária média de aço chinesa nos últimos 10 dias de setembro subiu levemente ante o período entre os dias 11 a 20 do mês passado, segundo dados da Associação de Ferro e Aço da China (Cisa), divulgados nesta segunda-feira. O volume produzido somou 2,152 milhões de toneladas ante 2,144 milhões entre 11 a 20 de setembro. O resultado foi o maior desde as 2,181 milhões de toneladas de entre 21 e 30 de junho. O país tem produzido mais de 2 milhões de toneladas de aço por dia, em média, desde meados de fevereiro, apesar de preocupações sobre excesso de oferta e incertezas sobre a demanda. Link:

43 PRODUÇÃO DIÁRIA DE AÇO NA CHINA CAI NO COMEÇO DE OUTUBRO CISA A média diária de produção aço bruto da China caiu para 2,128 milhões de toneladas nos primeiros 10 dias de outubro, uma redução de 1,1 por cento ante o período de 21 a 30 de setembro, segundo dados da Associação de Ferro e Aço da China (Cisa) divulgados nesta quinta-feira. O resultado marca a primeira queda na média diária de produção desde o final de agosto. A Cisa estima a produção total do país com base em seus membros, incluindo mais de 80 grandes siderúrgicas que perfazem cerca de 80 por cento da produção total de aço da China. Os membros da Cisa produziram em média 1,764 milhão de toneladas de aço bruto por dia durante o mesmo período, uma queda de 1,34 por cento ante os 10 dias anteriores. A média de produção do início de outubro foi praticamente igual à média de 2,129 milhões de toneladas produzidas por dia nos primeiros 10 dias de setembro. Link:

EDIÇÃO COMEMORATIVA POST SHOW. A maior feira da indústria de alimentos e bebidas tem UM nome. www.fispaltecnologia.com.br

EDIÇÃO COMEMORATIVA POST SHOW. A maior feira da indústria de alimentos e bebidas tem UM nome. www.fispaltecnologia.com.br EDIÇÃO COMEMORATIVA POST SHOW 2014 A maior feira da indústria de alimentos e bebidas tem UM nome www.fispaltecnologia.com.br Fispal Tecnologia, a 30ª edição! Se tem uma edição da Fispal Tecnologia que

Leia mais

Açotubo anuncia fusão com Incotep e Artex Aços Inoxidáveis

Açotubo anuncia fusão com Incotep e Artex Aços Inoxidáveis Açotubo anuncia fusão com Incotep e Artex Aços Inoxidáveis Ter, 02 de Agosto de 2011 07:13 Com base nos movimentos de mercado e da companhia alinhados ao aquecimento da indústria e economia brasileiras,

Leia mais

Sumário Apoios Dados Gerais Expositores Visitantes Congresso Fenabrave Campanha de Marketing Mídia Espontânea Fotos do evento

Sumário Apoios Dados Gerais Expositores Visitantes Congresso Fenabrave Campanha de Marketing Mídia Espontânea Fotos do evento Sumário Apoios Dados Gerais Expositores Visitantes Congresso Fenabrave Campanha de Marketing Mídia Espontânea Fotos do evento Sumário XXI EDIÇÃO DO CONGRESSO FENABRAVE TERMINA COM PREVISÃO OTIMISTA PARA

Leia mais

Apresentação R$ 480 28 mil visitas

Apresentação R$ 480 28 mil visitas Post Show Report 1. Apresentação 2. A feira 3. Apoio 4. Parceiros de mídia 5. Eventos simultâneos 6. Expositores 7. Visitantes 8. Marketing 9. Acessos ao site 10. Mídias sociais 11. Comunicação 12. Pesquisa

Leia mais

A Feira. Intermach 2013. Serviços para a Indústria. Feira e Congresso Internacional de Tecnologia, Máquinas, Equipamentos, Automação e.

A Feira. Intermach 2013. Serviços para a Indústria. Feira e Congresso Internacional de Tecnologia, Máquinas, Equipamentos, Automação e. Post Show Report Intermach 2013 A Feira Feira e Congresso Internacional de Tecnologia, Máquinas, Equipamentos, Automação e Serviços para a Indústria Metalmecânica 9 a 13 set 2013 Local: Expoville/Joinville

Leia mais

Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30

Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30 1 Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30 Entrevistador- Como o senhor vê a economia mundial e qual o posicionamento do Brasil, após quase um ano da quebra do

Leia mais

Confira no Post Show Report os dados e resultados de 2010 e agende sua participação para 2012. Liliane Bortoluci Show Manager

Confira no Post Show Report os dados e resultados de 2010 e agende sua participação para 2012. Liliane Bortoluci Show Manager Na edição que marcou os 50 anos da Feira Internacional da Mecânica, a maior mostra da industrial da América Latina, a Reed Exhibitions Alcantara Machado trouxe para o Centro de Exposições do Anhembi no

Leia mais

Evento. Estiveram presentes 3.900 pessoas que visitaram os 10 mil metros quadrados de exposição para realização de ótimos negócios!

Evento. Estiveram presentes 3.900 pessoas que visitaram os 10 mil metros quadrados de exposição para realização de ótimos negócios! OVERVIEW 2014 Evento Único evento do Brasil que acompanha os desafios do setor da Distribuição Automotiva, o Congresso & ExpoFenabrave é o maior evento do segmento na América Latina e o segundo maior do

Leia mais

SINOPSE DE CLIPPING SEMANAL SINDISIDER

SINOPSE DE CLIPPING SEMANAL SINDISIDER SINOPSE DE CLIPPING SEMANAL SINDISIDER SEMANA DE 29 DE OUTUBRO A 1º DE NOVEMBRO Um dos destaques desta semana é a reportagem do UOL sobre o recuo de 1% na produção industrial brasileira, entre setembro

Leia mais

O Evento. Enquanto o Congresso e Seminário, com sua rica programação reuniram 168 palestrantes, e contou com a participação de 1.060 congressistas.

O Evento. Enquanto o Congresso e Seminário, com sua rica programação reuniram 168 palestrantes, e contou com a participação de 1.060 congressistas. O Evento O principal evento do setor na América Latina - a ExpoAlumínio - superou todas as expectativas em sua Edição de 2012. Realizado simultaneamente ao V Congresso Internacional do Alumínio e o XI

Leia mais

Imagem Corporativa Marta Telles marta.telles@imagemcorporativa.com.br Tel: (11) 3526-4508. Márcia Avruch marcia.avruch@br.pwc.com Tel.

Imagem Corporativa Marta Telles marta.telles@imagemcorporativa.com.br Tel: (11) 3526-4508. Márcia Avruch marcia.avruch@br.pwc.com Tel. Press Release Date 1º de outubro de 2013 Contato Imagem Corporativa Marta Telles marta.telles@imagemcorporativa.com.br Tel: (11) 3526-4508 Márcia Avruch marcia.avruch@br.pwc.com Tel. (11) 3674-3760 Pages

Leia mais

Máquinas e Equipamentos de Qualidade

Máquinas e Equipamentos de Qualidade Máquinas e Equipamentos de Qualidade 83 A indústria brasileira de máquinas e equipamentos caracteriza-se pelo constante investimento no desenvolvimento tecnológico. A capacidade competitiva e o faturamento

Leia mais

SINOPSE DE CLIPPING SEMANAL SINDISIDER

SINOPSE DE CLIPPING SEMANAL SINDISIDER SINOPSE DE CLIPPING SEMANAL SINDISIDER 4ª SEMANA DE MARÇO A entrevista do presidente Carlos Loureiro para a Reuters sobre a reunião no MDIC continua recebendo destaque da mídia. Reproduções da reportagem

Leia mais

PAÍSES PRESENTES. República Tcheca. Coreia do Sul. Alemanha. Inglaterra. Angola. Equador. Suiça. Israel. Argentina. Espanha. Itália. Taiwan.

PAÍSES PRESENTES. República Tcheca. Coreia do Sul. Alemanha. Inglaterra. Angola. Equador. Suiça. Israel. Argentina. Espanha. Itália. Taiwan. 1 O EVENTO 3 4 PAÍSES PRESENTES Alemanha Coreia do Sul Inglaterra República Tcheca Angola Equador Israel Suiça Argentina Espanha Itália Taiwan Áustria EUA Japão Turquia Brasil Finlândia México Uruguai

Leia mais

ÍNDICE. A Feira. Expositores. Visitantes. Marketing. Comunicação. Galeria de fotos

ÍNDICE. A Feira. Expositores. Visitantes. Marketing. Comunicação. Galeria de fotos POST SHOW REPORT ÍNDICE A Feira Expositores Visitantes Marketing Comunicação Galeria de fotos APOIOS MEDIA PARTNERS O SUCESSO EM 2011 Área total de exposição: 60 mil m² Crescimento de 20% das áreas de

Leia mais

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010 Metodologia Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Através de e-survey - via web Público Alvo: Executivos de empresas associadas e não associadas à AMCHAM Amostra: 500 entrevistas realizadas Campo: 16

Leia mais

Indústria do Esporte. Análise de Faturamento FIFA Copa do Mundo

Indústria do Esporte. Análise de Faturamento FIFA Copa do Mundo Indústria do Esporte Análise de Faturamento FIFA Copa do Mundo Fevereiro 2013 Com a proximidade da Copa do Mundo no Brasil, a BDO RCS fez um levantamento sobre a evolução da receita da FIFA desde a sua

Leia mais

Post Show. 2015 www.fispaltecnologia.com.br

Post Show. 2015 www.fispaltecnologia.com.br Post Show 2015 www.fispaltecnologia.com.br 31ª Fispal Tecnologia registra sucesso em geração de negócios e impressiona expositores A cada edição, a Fispal Tecnologia - Feira Internacional de Processos,

Leia mais

Clipping Farmacêutico

Clipping Farmacêutico Clipping Farmacêutico 18 de Setembro de 2015. Índice - Mercosul fará compra conjunta de remédios - Sem marca definida - Brasileira Eurofarma compra fábrica da Sanofi na Argentina - Cade aprova venda de

Leia mais

TeQ. Tecnologia Química e de Processos. 8 10 de Novembro de 2016 Riocentro Rio de Janeiro teq.events

TeQ. Tecnologia Química e de Processos. 8 10 de Novembro de 2016 Riocentro Rio de Janeiro teq.events TeQ Tecnologia Química e de Processos Feira Internacional de Fornecedores da Indústria Química e de Processos 8 10 de Novembro de 2016 Riocentro Rio de Janeiro teq.events powered by Tecnologia Te Rio de

Leia mais

Importações de aço acima do previsto em 2013

Importações de aço acima do previsto em 2013 Aço AÇO BRASIL DEZEMBRO 5 anos 0 I N F O R M A 23ª 23EDIÇÃO DEZEMBRO 2013 Importações de aço acima do previsto em 2013 As importações de produtos siderúrgicos deverão ser de 3,8 milhões de toneladas em

Leia mais

1. Informações Institucionais

1. Informações Institucionais 1. Informações Institucionais Nossa Empresa Líder mundial em eventos de negócios e consumo, a Reed Exhibitions atua na criação de contatos, conteúdo e comunidades com o poder de transformar negócios Números

Leia mais

AGROINDÚSTRIA. O BNDES e a Agroindústria em 1998 BNDES. ÁREA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS 1 Gerência Setorial 1 INTRODUÇÃO 1.

AGROINDÚSTRIA. O BNDES e a Agroindústria em 1998 BNDES. ÁREA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS 1 Gerência Setorial 1 INTRODUÇÃO 1. AGROINDÚSTRIA BNDES FINAME BNDESPAR ÁREA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS 1 Gerência Setorial 1 O BNDES e a Agroindústria em 1998 INTRODUÇÃO Este informe apresenta os principais dados sobre os desembolsos do BNDES

Leia mais

2013 Inventta Todos os direitos reservados.

2013 Inventta Todos os direitos reservados. Agenda Quem Somos Gerindo a Inovação nas Empresas Estímulos Governamentais à Inovação Resultados da pesquisa FDC/Inventta Conclusões O GRUPO A Inventta é uma consultoria especializada em gestão da inovação,

Leia mais

31 de maio a 03 de junho de 2014 Expo Center Norte pavilhão verde S.Paulo

31 de maio a 03 de junho de 2014 Expo Center Norte pavilhão verde S.Paulo PARALELO A 31 de maio a 03 de junho de 2014 Expo Center Norte pavilhão verde S.Paulo Apoio de Midia Promoção e Organização nasce da necessidade da indústria brasileira mostrar sua variedade de produtos,

Leia mais

Índice. O Evento. Atrações. Campanha de Marketing. Comunicação. Galeria de Fotos

Índice. O Evento. Atrações. Campanha de Marketing. Comunicação. Galeria de Fotos Índice O Evento Atrações Campanha de Marketing Comunicação Galeria de Fotos Apoios Organização e Promoção Apoio Co-apoio: Patrocínios: Patrocinadores TÃO FORTE QUANTO A SUA MARCA O Evento 4ª Feira Internacional

Leia mais

Receita do Network PwC cresce 6% e atinge US$ 34 bilhões no ano fiscal encerrado em junho

Receita do Network PwC cresce 6% e atinge US$ 34 bilhões no ano fiscal encerrado em junho Press release Data Contato EMBARGO 00h01min (horário Brasília) Terça-feira, 7 de outubro de 2014 Márcia Avruch Tel: +55 11 3674 3760 Email: marcia.avruch@br.pwc.com Pages 4 Receita do Network PwC cresce

Leia mais

CONSUMO APARENTE DE AÇO NO BRASIL DEVE VOLTAR AO PATAMAR DE

CONSUMO APARENTE DE AÇO NO BRASIL DEVE VOLTAR AO PATAMAR DE Aço AÇO BRASIL ABRIL I N F O R M A 28ª 28EDIÇÃO ABRIL 2015 CONSUMO APARENTE DE AÇO NO BRASIL DEVE VOLTAR AO PATAMAR DE 2007 O consumo aparente de aço no País deve fechar o ano de 2015 com queda de 7,8%

Leia mais

ÍNDICE. Sumário. Apoios. Media Partners. Dados Gerais. Conferência. Expositores. Visitantes. Campanha de Marketing. Mídia Espontânea.

ÍNDICE. Sumário. Apoios. Media Partners. Dados Gerais. Conferência. Expositores. Visitantes. Campanha de Marketing. Mídia Espontânea. ÍNDICE Sumário Apoios Media Partners Dados Gerais Conferência Expositores Visitantes Campanha de Marketing Mídia Espontânea Imagens 2 Sumário O Evento A 7ª Edição da BRASIL OFFSHORE - Feira e Conferência

Leia mais

AUTORIDADES PARTICIPAM DA ABERTURA DA EXPOCAFÉ EM TRÊS PONTAS

AUTORIDADES PARTICIPAM DA ABERTURA DA EXPOCAFÉ EM TRÊS PONTAS AUTORIDADES PARTICIPAM DA ABERTURA DA EXPOCAFÉ EM TRÊS PONTAS Evento reúne toda a cadeia de produção do café em Três Pontas, no Sul de Minas, até o dia 3 de julho Três Pontas, julho de 2015 Com presenças

Leia mais

http://www.investnews.com.br/in_news.aspx?parms=2396439,29,1,1

http://www.investnews.com.br/in_news.aspx?parms=2396439,29,1,1 Página 1 de 5 Usuários cadastrados São Paulo, quinta-feira, 19 de março de 2009. - 12:12 RSS PDA Mobile Loja InvestNews TV Destaques de Administração & Serviços, Caderno C 18/03-01:08 Programa Madeira

Leia mais

Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global

Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global Exportações de açúcar da empresa devem aumentar 86% na safra 2009/2010 A Copersucar completa

Leia mais

Departamento Nacional do SENAI

Departamento Nacional do SENAI Departamento Nacional do SENAI Rede SENAI Ferramentaria Luiz Eduardo Leão Inovação e Tendências Moldes ABM 0º Encontro da Cadeia de Ferramentas, Moldes e Matrizes São Paulo 09 de agosto de 202 Desafio

Leia mais

A costa da África pode ser um foco da indústria no futuro próximo;

A costa da África pode ser um foco da indústria no futuro próximo; Fleury Pissaia * Entre 2011 e 2015, investimento previsto no setor industrial é de R$ 600 bilhões. Desse montante, indústria do petróleo representa 62%. No mesmo período, R$ 750 bilhões serão alocados

Leia mais

INOVAÇÃO. EDUCAÇÃO. GESTÃO EXPANSÃO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

INOVAÇÃO. EDUCAÇÃO. GESTÃO EXPANSÃO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL Linha Direta INOVAÇÃO. EDUCAÇÃO. GESTÃO EXPANSÃO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL Desmistificado, ensino técnico brasileiro passa a ser a possibilidade mais rápida de inserção no mercado de trabalho TECNOLOGIA

Leia mais

21 a 23. novembro 2012. 13h00 20h30 São Paulo - Brasil www.itechfair.com.br

21 a 23. novembro 2012. 13h00 20h30 São Paulo - Brasil www.itechfair.com.br 21 a 23 novembro 2012 13h00 20h30 São Paulo - Brasil www.itechfair.com.br O Grupo Cipa Fiera Milano O Grupo A organização da itech - Feira Internacional de Tecnologia da Informação, é do Grupo Cipa Fiera

Leia mais

Edição 40 (Março/2014)

Edição 40 (Março/2014) Edição 40 (Março/2014) Cenário Econômico: Prévia da inflação oficial acelera por alimentos e transportes (Fonte: Terra) O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) avançou 0,73% em março

Leia mais

5 ECONOMIA MONETÁRIA E FINANCEIRA

5 ECONOMIA MONETÁRIA E FINANCEIRA 5 ECONOMIA MONETÁRIA E FINANCEIRA Os sinais de redução de riscos inflacionários já haviam sido descritos na última Carta de Conjuntura, o que fez com que o Comitê de Política Monetária (Copom) decidisse

Leia mais

2 A 4 ABRIL 2013 Transamerica Expo Center São Paulo Brasil

2 A 4 ABRIL 2013 Transamerica Expo Center São Paulo Brasil SOBRE O EVENTO QUEM VISITA QUEM EXPÕE DEPOIMENTOS COMO PARTICIPAR FEIRA INTERNACIONAL DE LOGÍSTICA, TRANSPORTE DE CARGAS E COMÉRCIO EXTERIOR 2 A 4 ABRIL 2013 Transamerica Expo Center São Paulo Brasil ONDE

Leia mais

Presente ruim e futuro econômico desanimador para a construção civil

Presente ruim e futuro econômico desanimador para a construção civil CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DA CONSTRUÇÃO E DO MOBILIÁRIO RECONHECIDA NOS TERMOS DA LEGISLAÇÃO VIGENTE EM 16 DE SETEMBRO DE 2010 Estudo técnico Edição nº 17 outubro de 2014 Organização:

Leia mais

de frente Na linha Automação e expansão ABAD ENTREVISTA

de frente Na linha Automação e expansão ABAD ENTREVISTA Na linha Como a automação contribuiu para o desenvolvimento das empresas de distribuição e atacadistas? A automação foi fundamental para o crescimento e fortalecimento do setor. Sem o uso intensivo da

Leia mais

Pelo menor, quer estar na melhor?

Pelo menor, quer estar na melhor? Pelo menor, quer estar na melhor? Plásticos em Revista está oferecendo um espaço para seu produto entrar no time de empresas vencedoras: Menor preço: você pode optar pelo formato ideal para o seu bolso.

Leia mais

EMBRAER ANUNCIA PERSPECTIVAS DE LONGO PRAZO PARA AVIAÇÃO Estimativas de demanda mundial abrangem os mercados de jatos comerciais e executivos

EMBRAER ANUNCIA PERSPECTIVAS DE LONGO PRAZO PARA AVIAÇÃO Estimativas de demanda mundial abrangem os mercados de jatos comerciais e executivos EMBRAER ANUNCIA PERSPECTIVAS DE LONGO PRAZO PARA AVIAÇÃO Estimativas de demanda mundial abrangem os mercados de jatos comerciais e executivos São José dos Campos, 7 de novembro de 2008 A Embraer (BOVESPA:

Leia mais

CRESCIMENTO DA INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA E DE AUTOPEÇAS NO BRASIL NOS ÚLTIMOS 10 ANOS

CRESCIMENTO DA INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA E DE AUTOPEÇAS NO BRASIL NOS ÚLTIMOS 10 ANOS CRESCIMENTO DA INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA E DE AUTOPEÇAS NO BRASIL NOS ÚLTIMOS 10 ANOS Iervolino, Fernando 1 RESUMO Nos últimos dez anos a indústria automobilística no Brasil passou por um período de forte

Leia mais

REVISTA ELETROLAR NEWS, a única b2b do segmento, com freqüência de 45 dias e 20.000 exemplares auditados pelo IVC.

REVISTA ELETROLAR NEWS, a única b2b do segmento, com freqüência de 45 dias e 20.000 exemplares auditados pelo IVC. REVISTA ELETROLAR NEWS, a única b2b do segmento, com freqüência de 45 dias e 20.000 exemplares auditados pelo IVC. FEIRA ELETROLAR SHOW, evento anual B2B que reúne a indústria e o varejo, mais de 1.000

Leia mais

MEDICAMENTOS GENÉRICOS

MEDICAMENTOS GENÉRICOS MEDICAMENTO GENÉRICO Uma importante conquista para a saúde pública no Brasil 15 anos 15 anos , 15 ANOS DE BENEFÍCIOS PARA A SOCIEDADE BRASILEIRA. Ao completar 15 anos de existência no país, os medicamentos

Leia mais

mídia kit 2014 PERFIL EDITORIAL Foco na mineração

mídia kit 2014 PERFIL EDITORIAL Foco na mineração PERFIL EDITORIAL IN THE MINE é uma publicação dirigida à indústria de mineração e agregados. É uma revista que associa a tecnologia à experiência de campo dos profissionais envolvidos na atividade. Todo

Leia mais

BNDESPAR INGRESSA NO CAPITAL SOCIAL DA RENOVA ENERGIA

BNDESPAR INGRESSA NO CAPITAL SOCIAL DA RENOVA ENERGIA BNDESPAR INGRESSA NO CAPITAL SOCIAL DA RENOVA ENERGIA Por meio de um investimento estratégico de até R$314,7 milhões, a BNDESPAR ingressa no capital social da Renova Energia. Parceria de Longo Prazo A

Leia mais

Vida Universitária Maio 2007 Ano XVII Nº 172

Vida Universitária Maio 2007 Ano XVII Nº 172 Mercado exige velocidade na atualização profissional Trabalhadores precisam estar capacitados para solucionar problemas, ser criativos e flexíveis e gostar da sua atividade A competição pela colocação

Leia mais

RISCOS E OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA DE BENS DE CONSUMO. Junho de 2012

RISCOS E OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA DE BENS DE CONSUMO. Junho de 2012 RISCOS E OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA DE BENS DE CONSUMO Junho de 2012 Riscos e oportunidades para a indústria de bens de consumo A evolução dos últimos anos, do: Saldo da balança comercial da indústria

Leia mais

Revista Desafios: Balanço e Perspectivas

Revista Desafios: Balanço e Perspectivas Revista Desafios: Balanço e Perspectivas Resumo: Em seu primeiro aniversário, a revista Desafios mostrou-se viável e relevante. O Ipea (em parceria com o PNUD) mostrou que é capaz de editar uma revista

Leia mais

Os serviços de Campanha Digital são oferecidos pelo Portal BRASIL POSTOS COMERCIO DE MAQUINAS E EQUIPAMENTOS LTDA ME. CNPJ : 08.242.

Os serviços de Campanha Digital são oferecidos pelo Portal BRASIL POSTOS COMERCIO DE MAQUINAS E EQUIPAMENTOS LTDA ME. CNPJ : 08.242. 1 2 Apresentação O Portal Brasil Postos é uma plataforma digital desenvolvida para a geração de negócios, relacionamento e informação para o segmento de postos de combustíveis, lubrificação e Lojas de

Leia mais

Vendas e Mercados. Capacidade para atender à crescente demanda do mercado. Vendas Físicas por Região Geográfica (em milhares de toneladas)

Vendas e Mercados. Capacidade para atender à crescente demanda do mercado. Vendas Físicas por Região Geográfica (em milhares de toneladas) Vendas e Mercados Capacidade para atender à crescente demanda do mercado Vendas Físicas por Região Geográfica (em milhares de toneladas) BRASIL 12.144 6.587 5.141 416 2003 12.561 6.630 520 2004 CANADÁ

Leia mais

Eleita em 2014 pela ACSP a agência de marketing digital com maior índice de clientes satisfeitos. A maior agência de marketing para PMEs do Brasil

Eleita em 2014 pela ACSP a agência de marketing digital com maior índice de clientes satisfeitos. A maior agência de marketing para PMEs do Brasil A maior agência de marketing para PMEs do Brasil Mais de 400 clientes. 95% satisfeitos com os resultados Eleita em 2014 pela ACSP a agência de marketing digital com maior índice de clientes satisfeitos.

Leia mais

Vendas de aço no Brasil devem cair mais de 16% em 2015

Vendas de aço no Brasil devem cair mais de 16% em 2015 AÇO BRASIL DEZEMBRO I N F O R M A 31ª 31EDIÇÃO DEZEMBRO 2015 Vendas de aço no Brasil devem cair mais de 16% em 2015 A produção brasileira de aço bruto deve fechar o ano 2,0% menor do que em 2014, totalizando

Leia mais

6ª FNINM. Feira de Negócios da Indústria Nacional de Motopeças. Club Homs - São Paulo

6ª FNINM. Feira de Negócios da Indústria Nacional de Motopeças. Club Homs - São Paulo 6ª FNINM Feira de Negócios da Indústria Nacional de Motopeças Club Homs - São Paulo FNINM Feira de Negócios Indústria Nacional de Motopeças QUEM SOMOS / COMO SURGIU / PÚBLICO O objetivo da feira é valorizar

Leia mais

Milho Período: 11 a 15/05/2015

Milho Período: 11 a 15/05/2015 Milho Período: 11 a 15/05/2015 Câmbio: Média da semana: U$ 1,00 = R$ 3,0203 Nota: A paridade de exportação refere-se ao valor/sc desestivado sobre rodas, o que é abaixo do valor FOB Paranaguá. *Os preços

Leia mais

GE Aviation e o Gripen NG - Manutenção do motor F-414 poderá ser feita no Brasil

GE Aviation e o Gripen NG - Manutenção do motor F-414 poderá ser feita no Brasil GE Aviation e o Gripen NG - Manutenção do motor F-414 poderá ser feita no Brasil Por Roberto Caiafa Na última quinta feira, 30 de outubro, a GE Celma, subsidiária da GE Aviation baseada em Petrópolis (RJ),

Leia mais

Discurso Presidente do Banco Central do Brasil Alexandre Tombini

Discurso Presidente do Banco Central do Brasil Alexandre Tombini Discurso Presidente do Banco Central do Brasil Alexandre Tombini Boa tarde. É com satisfação que estamos aqui hoje para anunciar o lançamento das novas cédulas de 10 e 20 reais, dando sequência ao projeto

Leia mais

Press Release. Voith promove constantes mudanças 2014-12-10

Press Release. Voith promove constantes mudanças 2014-12-10 Press Release Voith promove constantes mudanças 2014-12-10 Reversão da tendência em pedidos recebidos se estabiliza: volume de pedidos aumenta em 7% no ano fiscal de 2013/14 Vendas consolidadas e lucro

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Novembro 2012 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO - PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS- GRADUADOS

Leia mais

PLANO DE COMUNICAÇÃO, PROGRAMAÇÃO PARALELA E SERVIÇOS

PLANO DE COMUNICAÇÃO, PROGRAMAÇÃO PARALELA E SERVIÇOS PLANO DE COMUNICAÇÃO, PROGRAMAÇÃO PARALELA E SERVIÇOS Prezado Expositor, É com muita satisfação que apresentamos o plano de comunicação da primeira edição da JAPAN & ASIAN FOOD SHOW! Para chegar a este

Leia mais

A Infraestrutura no Brasil e a Expansão da Produção dos Bens Minerais

A Infraestrutura no Brasil e a Expansão da Produção dos Bens Minerais A Infraestrutura no Brasil e a Expansão da Produção dos Bens Minerais A Visão da Indústria do Cimento Sergio Maçães Integração de atividades minerais e industriais Mineração: calcário matéria prima básica

Leia mais

Feira Internacional de Frutas e Derivados, Tecnologia de Processamento e Logística 08 10 de Setembro de 2009 - ( 3ª. a 5ª.) Expo Center Norte

Feira Internacional de Frutas e Derivados, Tecnologia de Processamento e Logística 08 10 de Setembro de 2009 - ( 3ª. a 5ª.) Expo Center Norte Feira Internacional de Frutas e Derivados, Tecnologia de Processamento e Logística 08 10 de Setembro de 2009 - ( 3ª. a 5ª.) Expo Center Norte Pavilhão Amarelo São Paulo BEM VINDO A FRUIT & LOG 2009! ABRINDO

Leia mais

CONCORRÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE ASSESSORIA DE IMPRENSA

CONCORRÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE ASSESSORIA DE IMPRENSA CONCORRÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE ASSESSORIA DE IMPRENSA Período de Execução: 2012 www.reedalcantara.com.br BRIEFING Reed Exhibitions PERFIL A Reed Exhibitions A Reed Exhibitions é a principal organizadora

Leia mais

ANÁLISE DE COMPETITIVIDADE EMBALAGENS

ANÁLISE DE COMPETITIVIDADE EMBALAGENS ANÁLISE DE COMPETITIVIDADE EMBALAGENS Jun/15 Análise de Competitividade Embalagens Resumo da Cadeia de Valores Painel de Indicadores de Monitoramento da Competitividade Setorial Percepção empresarial da

Leia mais

Feimafe Informações Gerais

Feimafe Informações Gerais Líder Mundial na Organização de Eventos Qualquer que seja o setor de atuação......criamos contatos, conteúdos e comunidades com o poder de transformar seus negócios. Feimafe Informações Gerais Sumário

Leia mais

Operadora: Gustavo Poppe:

Operadora: Gustavo Poppe: Operadora: Boa tarde senhoras e senhores e obrigada por aguardarem. Sejam bem-vindos à teleconferência da SUZANO PAPEL E CELULOSE para a discussão dos resultados referentes ao segundo trimestre de 2005.

Leia mais

Você está prestes a aumentar suas vendas e fortalecer a sua marca através da comunicação com Fabricantes, Importadores, Distribuidores, Lojistas,

Você está prestes a aumentar suas vendas e fortalecer a sua marca através da comunicação com Fabricantes, Importadores, Distribuidores, Lojistas, Você está prestes a aumentar suas vendas e fortalecer a sua marca através da comunicação com Fabricantes, Importadores, Distribuidores, Lojistas, Concessionárias e representantes comerciais de todo país.

Leia mais

OBJETIVOS Conquistar exposição qualificada e grande visibilidade para o lançamento do Xbox One perante a concorrência, cada vez mais acirrada.

OBJETIVOS Conquistar exposição qualificada e grande visibilidade para o lançamento do Xbox One perante a concorrência, cada vez mais acirrada. 2 CONTEXTO O mercado brasileiro de games é o quarto maior do mundo, atrás apenas de Estados Unidos, Japão e México, e apresenta um grande potencial de crescimento. O aumento de renda e acesso ao crédito

Leia mais

Integração Produtiva Brasil/Argentina Setor de Lácteos Cândida Maria Cervieri SECEX/MDIC Brasília, 03 de agosto de 2010

Integração Produtiva Brasil/Argentina Setor de Lácteos Cândida Maria Cervieri SECEX/MDIC Brasília, 03 de agosto de 2010 Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria de Comércio Exterior Integração Produtiva Brasil/Argentina Setor de Lácteos Cândida Maria Cervieri SECEX/MDIC Brasília, 03 de agosto

Leia mais

ANO III 16 a 30 de AGOSTO 2014 13ª EDIÇÃO QUINZENAL

ANO III 16 a 30 de AGOSTO 2014 13ª EDIÇÃO QUINZENAL NOTICIAS EM DESTAQUE Vale investe US$ 941,5 milhões no ES no 1º semestre de 2014 CSN mantém previsão de investimento de R$ 2,8 bilhões em 2014 Ambev investe R$ 180 mi na construção de Centro de Inovação

Leia mais

Câmara Italiana de Comércio e Indústria de Santa Catarina www.brasileitalia.com.br

Câmara Italiana de Comércio e Indústria de Santa Catarina www.brasileitalia.com.br Câmara Italiana de Comércio e Indústria de Santa Catarina www.brasileitalia.com.br O que é o Projeto O Projeto pretende contribuir para promover a imagem de Santa Catarina como destino de investimentos

Leia mais

1 de 6 13/03/12 23:41

1 de 6 13/03/12 23:41 (index.php) Pesquisa (#) Glossário (#) Conheça o GVces (#) Atividades (#) 1 de 6 13/03/12 23:41 Sobre sustentabilidade (#) Nossos sites (#) Contato (index.php?r=site/contact) Página inicial (/index.php)»

Leia mais

SOBRATEMA CONGRESSO 2013 05 a 07 de junho de 2013

SOBRATEMA CONGRESSO 2013 05 a 07 de junho de 2013 SOBRATEMA CONGRESSO 2013 05 a 07 de junho de 2013 O Sobratema Congresso l Edificações & Obras de Infraestrutura vem sendo uma oportunidade ímpar de difundir informações e trocar experiências entre os profissionais,

Leia mais

PROJETO INTERNACIONAL

PROJETO INTERNACIONAL PROJETO INTERNACIONAL EM 10 PASSOS Ubirajara Marques Direitos: Todos os direitos reservados para Center Group International Duração: 1 hora Apresentação: Linguagem simples, para micros e médios empresários

Leia mais

Siderurgia no Brasil

Siderurgia no Brasil www.pwc.com.br Siderurgia no Brasil Um panorama do setor siderúrgico brasileiro SICETEL Sindicato Nacional da Indústria de Trefilação e Laminação de Metais Ferrosos IABR Instituto Aço Brasil 1 Setor de

Leia mais

Mídia Kit 2015. Veículos de comunicação Abendi

Mídia Kit 2015. Veículos de comunicação Abendi Veículos de comunicação Abendi Revista Abendi Apresentação A revista Abendi é o veículo oficial da associação. Publicada bimestralmente, traz informações sobre os diversos setores industriais atrelados

Leia mais

Celulose de Mercado BNDES. ÁREA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS 2 Gerência Setorial 1

Celulose de Mercado BNDES. ÁREA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS 2 Gerência Setorial 1 1 BNDES FINAME BNDESPAR ÁREA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS 2 Gerência Setorial 1 Celulose de Mercado Ao longo de 1999 e parte do ano 2000 os preços da celulose foram crescentes, num cenário de demanda aquecida

Leia mais

Seja um Profissional em Energia Solar

Seja um Profissional em Energia Solar Seja um Profissional em Energia Solar Nós, da Blue Sol, acreditamos no empoderamento de todos os consumidores de energia elétrica no Brasil através da possibilidade de geração própria da energia consumida.

Leia mais

R$ 400 MILHÕES gerados em negócios

R$ 400 MILHÕES gerados em negócios O Evento R$ 400 MILHÕES gerados em negócios A 19º edição da Feicon Batimat confirma sua tradição, força e relevância no setor da Construção. Os 127.762 compradores/visitantes encontraram em 85m² de área,

Leia mais

3º SENARC. Juliano Gruber Presidente do SIERC RS/SC. Seminário Nacional de Refeições para a Coletividade da Região Sul EDITORIAL

3º SENARC. Juliano Gruber Presidente do SIERC RS/SC. Seminário Nacional de Refeições para a Coletividade da Região Sul EDITORIAL Edição 11/2015 3º SENARC Seminário Nacional de Refeições para a Coletividade da Região Sul EDITORIAL CCaros associados do SIERC-RS/SC, parceiros e leitores, é com muita satisfação que neste mês transformamos

Leia mais

Por que investir no Brasil

Por que investir no Brasil Por que investir no Brasil Por que investir em Eventos? Expertise nacional e internacional dos organizadores contribui para o desenvolvimento dos seus negócios, impactando os seus atuais e potenciais clientes

Leia mais

Por uma nova etapa da cooperação econômica Brasil - Japão Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil São Paulo, 11 de Julho de 2014

Por uma nova etapa da cooperação econômica Brasil - Japão Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil São Paulo, 11 de Julho de 2014 1 Por uma nova etapa da cooperação econômica Brasil - Japão Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil São Paulo, 11 de Julho de 2014 Brasil: Fundamentos Macroeconômicos (1) Reservas International

Leia mais

7 Política de investimento direto no Brasil: a internacionalização da economia brasileira

7 Política de investimento direto no Brasil: a internacionalização da economia brasileira 7 Política de investimento direto no Brasil: a internacionalização da economia brasileira Alexandre Petry * A Apex foi criada em 2003, mas funcionava desde 1997 dentro da estrutura do Sebrae. Implementa

Leia mais

Relatório de Clipping BÁSICA COMUNICAÇÕES

Relatório de Clipping BÁSICA COMUNICAÇÕES Relatório de Clipping BÁSICA COMUNICAÇÕES Cliente: Famiglia Zanlorenzi Inserções na mídia: 18 Período: Fevereiro de 2015 VEÍCULO: Portal Supermercado Moderno - Notícias PÁGINA: www.sm.com.br/editorias/ultimas-noticias/consumo-em-alta-fazindustria-reforcar-oferta-de-suco-detox-25731.html

Leia mais

A EDIÇÃO PAULISTA DA ECONOFARMA ESTÁ DE VOLTA. -feira

A EDIÇÃO PAULISTA DA ECONOFARMA ESTÁ DE VOLTA. -feira A EDIÇÃO PAULISTA DA ECONOFARMA ESTÁ DE VOLTA -feira EM 2014, A ECONOFARMA RETORNA COM UM NOVO OLHAR SOBRE O VAREJO FARMACÊUTICO CENÁRIO ATUAL O varejo nacional projeta otimismo de crescimento para os

Leia mais

A Redução do Fluxo de Investimento Estrangeiro Direto e as Implicações para o Brasil

A Redução do Fluxo de Investimento Estrangeiro Direto e as Implicações para o Brasil A Redução do Fluxo de Investimento Estrangeiro Direto e as Implicações para o Brasil Análise Economia e Comércio Bernardo Erhardt de Andrade Guaracy 30 de outubro de 2003 A Redução do Fluxo de Investimento

Leia mais

Índice. 1 Resumo FORIND NE 2 A Feira 3 Eventos Simultâneos 4 Expositores 5 Visitantes 6 Marketing 7 Comunicação 8 Fotos 9 Próxima Edição

Índice. 1 Resumo FORIND NE 2 A Feira 3 Eventos Simultâneos 4 Expositores 5 Visitantes 6 Marketing 7 Comunicação 8 Fotos 9 Próxima Edição Índice 1 Resumo FORIND NE 2 A Feira 3 Eventos Simultâneos 4 Expositores 5 Visitantes 6 Marketing 7 Comunicação 8 Fotos 9 Próxima Edição A FEIRA Resumo 2013 A 5ª edição da FORIND NE bateu recordes de visitação

Leia mais

Especial Lucro dos Bancos

Especial Lucro dos Bancos Boletim Econômico Edição nº 90 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Especial Lucro dos Bancos 1 Tabela dos Lucros em 2014 Ano Banco Período Lucro 2 0 1 4 Itaú Unibanco

Leia mais

Comunicação social Jornalismo, Relações Públicas, Assessoria e Comunicação de Marketing.

Comunicação social Jornalismo, Relações Públicas, Assessoria e Comunicação de Marketing. Comunicação social Comunicação social A Comunicação Social é um campo de conhecimento académico que estuda a comunicação humana e as questões que envolvem a interação entre os sujeitos em sociedade. Os

Leia mais

Melhorias da Infraestrutura

Melhorias da Infraestrutura Melhorias da Infraestrutura Refino Papel e Celulose Energia Fóssil Processos Químicos Processos Industriais Conversão De Resíduos Em Energia www.azz.com/wsi Fornecedora de soluções e serviços completos

Leia mais

Portal Metálica. Copyright 1998-2010 Met@lica - Todos os direitos reservados

Portal Metálica. Copyright 1998-2010 Met@lica - Todos os direitos reservados www.metalica.com.br Portal Metálica Maior portal de conteúdo, fonte de informação e geração de negócios para profissionais e empresas da Arquitetura, Engenharia e Construção Civil no Brasil. Com 14 anos

Leia mais

PromonLogicalis: mais de 10 mil equipamentos gerenciados com CA Nimsoft Monitor

PromonLogicalis: mais de 10 mil equipamentos gerenciados com CA Nimsoft Monitor CUSTOMER SUCCESS STORY PromonLogicalis: mais de 10 mil equipamentos gerenciados com CA Nimsoft Monitor CUSTOMER PROFILE Empresa: PromonLogicalis Indústria: Tecnologia da Informação e Comunicações Funcionários:

Leia mais

nos EUA, e a acentuada queda nos preços das memórias dinâmicas de acesso aleatório (conhecidas como D-Ram). Os PCs e outros equipamentos digitais

nos EUA, e a acentuada queda nos preços das memórias dinâmicas de acesso aleatório (conhecidas como D-Ram). Os PCs e outros equipamentos digitais TOSHIBA CORPORATION De origem japonesa, a Toshiba Corporation atua há mais de 120 anos na produção e venda de produtos eletrônicos dotados de alta tecnologia. Foi fundada em 1875 e desde então atende a

Leia mais

Novos rumos para os produtos ibéricos.

Novos rumos para os produtos ibéricos. Novos rumos para os produtos ibéricos. 28 a 30 de Novembro Centro de Convenções -Ceará-Brasil A sua grande oportunidade de exportar para a região que mais cresce no Brasil. A IBERIA EXPO 2012 é uma iniciativa

Leia mais

Oportunidades de Patrocínio. cloudstackday. 12/02/2015 São Paulo. Auditório István Jancsó Universidade de São Paulo

Oportunidades de Patrocínio. cloudstackday. 12/02/2015 São Paulo. Auditório István Jancsó Universidade de São Paulo Oportunidades de Patrocínio 12/02/2015 São Paulo Auditório István Jancsó Universidade de São Paulo Situação do mercado brasileiro de TI O Brasil vive um déficit de mão-de-obra qualificada, especialmente

Leia mais

5 Case Stara. Cristiano Buss *

5 Case Stara. Cristiano Buss * Cristiano Buss * Fundada em 1960, a Stara é uma fabricante de máquinas agrícolas. De origem familiar, está instalada em Não-Me-Toque, no norte do Estado; Em seis anos, cresceu 11 vezes, com baixo nível

Leia mais

Automóveis nacionais e importados; Comerciais leves; Caminhões e ônibus; Motocicletas; Tratores e máquinas agrícolas; Implementos rodoviários.

Automóveis nacionais e importados; Comerciais leves; Caminhões e ônibus; Motocicletas; Tratores e máquinas agrícolas; Implementos rodoviários. Título APIMEC A FENABRAVE Fundada em 1965 Reúne 48 Associações de Marca Representam mais de 7.600 Concessionárias: 24 Escritórios Regionais. Automóveis nacionais e importados; Comerciais leves; Caminhões

Leia mais

NeoGrid & Ciclo Desenvolvimento

NeoGrid & Ciclo Desenvolvimento Inteligência e Colaboração na Cadeia de Suprimentos e Demanda NeoGrid & Ciclo Desenvolvimento Paulo Viola paulo.viola@neogrid.com Introdução Tema: Inteligência e Colaboração na Cadeia de Suprimentos e

Leia mais