Introdução à Astrofotografia Sérgio D. Cabau Jr NASE-Brasil

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Introdução à Astrofotografia Sérgio D. Cabau Jr NASE-Brasil"

Transcrição

1 Introdução à Astrofotografia Sérgio D. Cabau Jr NASE-Brasil Introdução A astrofotografía remonta desde os primórdios da humanidade quando a máxima tecnologia que o ser humano possuia eram apenas os próprios olhos, e tentavam a seu alcance registrar o que viam. Há inúmeros registros em cavernas em diferentes locais do planeta que evidenciam a importância da astronomia para cada povo antigo. Com o avanço da história e da ciência surgiu Galileu Galilei, o primeiro astrônomo que apontou um instrumento óptico para o céu e registrou suas observações em uma belíssima obra intitulado Sidereus Nuncius Entretanto, a primeira astrofotografía registrada ocorreu somente em 1839 através do químico americano e também astrônomo amador Jonh Willian Draper. Seu primeiro objeto a ser fotografado foi a Lua, ele utilizou diversos filmes até conseguir o primeiro registro bem sucedido em Hoje Draper é considerado oficialmente o primeiro astrofotógrafo do mundo.

2 Métodos 1- Câmera em um tripé Hoje com as câmeras digitais a astrofotografia tornou-se um campo de fácil acesso. Com uma câmera digital semi-profissional ou profissional onde os principais requisitos são: amplo controle de ISO e exposição. Desta forma, já é possível registrar imagens que são imperceptíveis ao olho nu. É importante resaltar que quanto maior o ISO da câmera maior será a sensibilidade a luz. E quanto mais tempo a câmera ficar com o obturador aberto (tempo de exposição) maior será a quantidade de informações registradas. Entretanto, como qualquer método existem detalhes que devem ser considerados. Nosso planeta gira e caso o tempo de exposição seja muito alto ao invés de inúmeros detalhes serão registrados riscos, os chamados `` startrail. Além de uma grande quantidade de ruidos que serão registrados (devido a nuvens, poluição atmosférica ou luminosa etc). Para o éxito da imagem neste método o astrofotógrafo deve possuir uma tabela com a relação ISO x tempo de exposição. Para achar a relação ideal para realizar a foto. Astrofotografia com tripé fixo e câmera Nikon D90. ISO 3200 e 20 segundos de exposição. (Constelação de Escorpião e parte da Via Láctea).Créditos da imagem: Sérgio Cabau Jr e Ronaldo Oliveira

3 2- Piggyback ou fotografía a cavalo Esse método consiste em utilizar o corpo de um telescópio com suporte para câmera e devidamente dotado de um sistema de acompanhamento da rotação da Terra. A utilização dessa técnica possibilita uma maior exposição da câmera, sem a preocupação de registrar os startrail. Comum no método com câmera fixa. Piggyback em um telescópio na montagem equatorial. Créditos da imagem: Via Láctea através do método piggyback. Créditos da imagen: Fabio Carvalho

4 3- Afocal Esse método consiste em posicionar uma câmera compacta ou profissional (ao invés do olho) diretamente na ocular do telescópio. Esse tipo de astrofotografía pode ser realizada manualmente ou com adaptadores. Em ambos os casos o mais importante é ter paciência pois, o foco muitas vezes torna-se difícil e o controle de branco para objetos muito brilhantes como a Lua é uma tarefa árdua. Algumas técnicas que podem auxiliar no ajuste do foco é deslizar a focalizadora até conseguir uma imagem nítida no visor da câmera. Caso o objeto (Lua por exemplo) apareça muito brilhante, desloque a câmera de tal modo que ela capte apenas parte da luz da ocular. Ajustes de ISO e controle de branco também podem ajudar. Não há uma regra, tudo irá variar de acordo com a câmera, ocular e telescópio utlizados. Deve haver muita paciência e a tentativa e erro é fundamental. Método manual. Créditos da imagem: Sérgio Cabau Jr Método com adaptador. Créditos da imagem: Lua em método afocal. Créditos da imagem: Sérgio Cabau Jr

5 4- Focal Trata-se de um método em que uma camera semi-profissional, profissional (desde que sua objetiva possa ser retirada), até mesmo webcams ou câmeras avançadas são posicionadas diretamente no telescópio. O instrumento óptico passa a ser a objetiva da câmera. São recomendadas os seguintes equipamentos: Câmeras de corpo: Nikon D90, Nikon D7000, Canon 60D Webcam: Philips SPC900NC Câmeras avançadas: DMK21AF04, DBK21AF04,SkyNyx,Point Grey Flea 3, QHY5-II, ASI 120 MC e ASI 120 MM. Acoplamento focal da câmera ASI 120MC. Crédito da imagen: Sérgio Cabau Jr A utilização de programas como Sharpcap, Fire Capture ou software de fábrica de câmeras de corpo (Nikon, Sony, Canon etc) são importantes para o controle a imagen a ser capturada. Na realidade será realizada uma determinada sequência de frames cujas configurações estarão de acordo com o objeto desejado. Basicamente há os padrões de controle de Gama, Gain e Exposição. Via de regra quanto mais brilhante for o objeto menor serão esses padrões. Após a realização dos frames, um excelente software para empilhamento é o AS!2. Para tratamento de ruído os programas mais adequados são Registrax e posteriormente PhotoShop.

6 Saturno. Telescópio Meade 16. Câmera: ASI 120MC frames Empilhamento: AS!2. Tratamento de ruido: Registrax e Photoshop. 31/07/2013 Brotas/ SP Brasil Foto: Sérgio Cabau Jr Nebulosa de Órion M42. Telescópio Meade 16. Câmera Nikon D90. Frame único. ISO Tempo de exposição: 30 segundos. 19/02/2013 Brotas/SP Brasil Foto: Sérgio Cabau Jr e Ronaldo Oliveira BIBLIOGRAFIA Ré,Pedro,(2002).Fotografar o céu,platáno,edições Técnicas Almeida,Guilherme(2004). Telescópios,Platáno.Edições Técnicas Covington,M.A (1999). Astrophotography for the amateur.cambridge University Press.

Astrofotografia do sistema solar e objetos de fundo de céu

Astrofotografia do sistema solar e objetos de fundo de céu Astrofotografia do sistema solar e objetos de fundo de céu Jackson Rodrigues ALVES¹, Fabiana Almeida PINTO¹, Kamyla Espíndola Gibram REIS 2, Mayler MARTINS³ ¹Estudante de Licenciatura em Física, Bolsista

Leia mais

ASTROFOTOGRAFIA E PROCESSAMENTO BÁSICO DE IMAGENS ASTROPHOTOGRAPHY AND BASIC IMAGE PROCESSING

ASTROFOTOGRAFIA E PROCESSAMENTO BÁSICO DE IMAGENS ASTROPHOTOGRAPHY AND BASIC IMAGE PROCESSING II Simpósio Nacional de Educação em Astronomia II SNEA 2012 São Paulo, SP 113 ASTROFOTOGRAFIA E PROCESSAMENTO BÁSICO DE IMAGENS ASTROPHOTOGRAPHY AND BASIC IMAGE PROCESSING Leandro Almeida 1, Jéssica Santos

Leia mais

Astrofotografia com camera fixa

Astrofotografia com camera fixa Astrofotografia com camera fixa José Carlos Diniz - dinizfam@uninet.com.br Ao escrever sobre este tema pretendemos estimular o uso da astrofotografia, desmistificando e apresentando de forma simples e

Leia mais

PROCESSAMENTO DE IMAGEM LRGB DO PLANETA JUPITER

PROCESSAMENTO DE IMAGEM LRGB DO PLANETA JUPITER PROCESSAMENTO DE IMAGEM LRGB DO PLANETA JUPITER Rose C. R. ELIAS 1 ; Gustavo S. ARAUJO 2 ; Mayler MARTINS 3 ¹ Aluna do Curso Técnico de Informática Integrado ao ensino médio do IFMG campus Bambuí e bolsista

Leia mais

Astrofotografia do sistema solar

Astrofotografia do sistema solar Astrofotografia do sistema solar Jéssica de SOUZA ALVES 1 ; Mayler MARTINS 2 1 Estudante do curso Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio, Bolsista de Iniciação Científica Júnior (PIBICJr) FAPEMIG.

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 2º BIMESTRE 6º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ

CIÊNCIAS PROVA 2º BIMESTRE 6º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 2º BIMESTRE 6º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ Prova elaborada

Leia mais

Diâmetro da imagem da Lua = Distância focal / 110. Tabela 1- Diâmetro do disco lunar e campo coberto (filme de 35 mm) em função da distância focal.

Diâmetro da imagem da Lua = Distância focal / 110. Tabela 1- Diâmetro do disco lunar e campo coberto (filme de 35 mm) em função da distância focal. Fotografar a Lua Pedro Ré http://www.astrosurf.com/re A Lua é um dos objectos celestes mais fáceis de fotografar. É relativamente simples obter boas fotografias lunares recorrendo a equipamento pouco sofisticado.

Leia mais

A câmera fotográfica. 1) Definição 2) Tipos de câmeras 3) Estrutura e funcionamento

A câmera fotográfica. 1) Definição 2) Tipos de câmeras 3) Estrutura e funcionamento A câmera fotográfica 1) Definição 2) Tipos de câmeras 3) Estrutura e funcionamento Definição Câmera fotográfica é uma câmara escura projetada segundo características específicas (quanto a ótica, mecânica

Leia mais

Introdução à Fotografia Digital

Introdução à Fotografia Digital Introdução à Fotografia Digital Aula 1 Fundamentos, Câmeras, Obje3vas Disponível em www.ecoclics.com/wp- content/pdf/aula_ifd_1.pdf Roteiro da Aula Apresentações Programação do curso Câmeras Objetivas

Leia mais

Sistema Solar. Sistema de Ensino CNEC. 4 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades de Ciências Nome:

Sistema Solar. Sistema de Ensino CNEC. 4 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades de Ciências Nome: 4 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades de Ciências Nome: Sistema Solar 1 o Mercúrio 5 o Júpiter 2 o Vênus 6 o Saturno 3 o Terra 7 o Urano 4 o Marte 8 o Netuno Com certeza você já deve ter ouvido

Leia mais

Instrumentos e Técnicas de Observação. Associação de Astrónomos Amadores da Madeira Marco Joaquim

Instrumentos e Técnicas de Observação. Associação de Astrónomos Amadores da Madeira Marco Joaquim Instrumentos e Técnicas de Observação Associação de Astrónomos Amadores da Madeira Marco Joaquim Quais os instrumentos a utilizar. Quais as suas principais características. Dados importantes para a sua

Leia mais

CÂMERAS. fotográficas

CÂMERAS. fotográficas CÂMERAS fotográficas Quanto ao suporte: Digital Analógico Como classificar e diferenciar os tipos de Câmeras? Quanto a automação: Automáticas Semi-automáticas Auto e manual Quanto ao visor: Visor direto

Leia mais

FOTOGRAFAR O CÉU (PARTE I)

FOTOGRAFAR O CÉU (PARTE I) FOTOGRAFAR O CÉU (PARTE I) Pedro Ré http://www.astrosurf.com/re Fotografar o céu é uma ambição natural de muitas pessoas, entre as quais se contam os entusiastas de fotografia e de astronomia, os amantes

Leia mais

O OBTURADOR 1. FUNCIONAMENTO:

O OBTURADOR 1. FUNCIONAMENTO: Esse anexo é um complemento do material didático exclusivo do Curso de Fotografia Digital - A fotografia sob uma nova óptica e função, com Célio Ricardo, constituindo uma parte que completa o total de

Leia mais

EVIDENCIANDO AS ÓRBITAS DAS LUAS GALILEANAS ATRAVÉS DA ASTROFOTOGRAFIA

EVIDENCIANDO AS ÓRBITAS DAS LUAS GALILEANAS ATRAVÉS DA ASTROFOTOGRAFIA Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia São Paulo Campus Itapetininga EVIDENCIANDO AS ÓRBITAS DAS LUAS GALILEANAS ATRAVÉS DA ASTROFOTOGRAFIA Informações E astrofotografias Rodrigo Felipe Raffa

Leia mais

INTRODUÇÃO À ÓPTICA GEOMÉTRICA 411EE

INTRODUÇÃO À ÓPTICA GEOMÉTRICA 411EE 1 T E O R I A 1. SOMBRA Define se sombra como uma região do espaço desprovida de luz. Uma sombra é produzida quando um objeto opaco impede que raios de luz provenientes de uma fonte luminosa iluminem uma

Leia mais

Fotos Analógicas (Processo químico) e Digitais (Processo eletrônico)

Fotos Analógicas (Processo químico) e Digitais (Processo eletrônico) CÂMERA FOTOGRÁFICA Foto analógica Foto digital Fotos Analógicas (Processo químico) e Digitais (Processo eletrônico) O DIAFRAGMA OBJETO DIAFRAGMA EM IRIS OBJETO IRIS RETINA ABERTURA PUPILA LENTE CRISTANILO

Leia mais

Oficina de fotografia e tratamento de imagem. Facilitadora: Camila Silva Aula: 01

Oficina de fotografia e tratamento de imagem. Facilitadora: Camila Silva Aula: 01 Oficina de fotografia e tratamento de imagem Facilitadora: Camila Silva Aula: 01 Histórico da Fotografia A fotografia surgiu do desejo do homem retratar o mundo a sua volta. Desde os primórdios, com a

Leia mais

São Paulo, SP Brasil Todos os direitos reservados!

São Paulo, SP Brasil Todos os direitos reservados! Sua Câmera fotográfica Digital Mód03Bas_Cs00B01 www.fotomboe.com São Paulo, SP Brasil Todos os direitos reservados! 2014 Vivaldo Armelin Júnior www.fotomboe.com Lembretes A Proposta do curso Chegamos ao

Leia mais

Distância focal DISTÂNCIA FOCAL

Distância focal DISTÂNCIA FOCAL Distância focal DISTÂNCIA FOCAL: Unidade de medida relativa à distância existente entre o centro óptico de uma lente e o plano de foco. A distância focal determina a relação de grandeza de um motivo e

Leia mais

ASTROFOTOGRAFIA Concurso Nacional de Astrofotografias Apostila volume I

ASTROFOTOGRAFIA Concurso Nacional de Astrofotografias Apostila volume I ASTROFOTOGRAFIA Concurso Nacional de Astrofotografias Apostila volume I O princípio da astrofotografia O mundo da astrofotografia é muito divulgado e você provavelmente já fez parte dele. Se você já registrou

Leia mais

COMO CONSTRUIR UM SISTEMA DE DESLOCAÇÃO

COMO CONSTRUIR UM SISTEMA DE DESLOCAÇÃO COMO CONSTRUIR UM SISTEMA DE DESLOCAÇÃO PARA UM TELESCÓPIO MEADE LX 200 Luís Ramalho http://www.astrosurf.com/ramalho Os telescópios Meade LX 200 de 10" são muuuuiiiitoooo pesados! Desde o momento da compra

Leia mais

ASTROFOTOGRAFIA FÁCIL BOTANDO A MÃO NA MASSA

ASTROFOTOGRAFIA FÁCIL BOTANDO A MÃO NA MASSA ASTROFOTOGRAFIA FÁCIL BOTANDO A MÃO NA MASSA José Carlos Diniz Conceito Através Através da Astrofotografia registramos não só a beleza do Cosmos,mas avançamos na compreensão de sua criação. Com Com as

Leia mais

Tecnologias PowerShot G16, PowerShot S120, PowerShot SX170 IS, PowerShot SX510 HS

Tecnologias PowerShot G16, PowerShot S120, PowerShot SX170 IS, PowerShot SX510 HS Tecnologias PowerShot G16, PowerShot S120, PowerShot SX170 IS, PowerShot SX510 HS EMBARGO: 22 Agosto 2013, 06:00 (CEST) Câmara mais fina do mundo 1 com uma objetiva grande angular de 24mm com abertura

Leia mais

Manual de Instruções F60050 - F70060M F80060M - F90060M. www.equifoto.com.br 1

Manual de Instruções F60050 - F70060M F80060M - F90060M. www.equifoto.com.br 1 Manual de Instruções F60050 - F70060M F80060M - F90060M www.equifoto.com.br 1 A) Capa de lente B) Protetor de lente C) Lente objetiva 1) Controle ajuste fino de altitude D) Tubo principal 2) Trava azimutal

Leia mais

Perguntas e Respostas sobre Telescópios. Telescopio Refrator. tub o Bandeja porta oculares Haste de micro ajuste Tripé. Buscador Ajuste de foco

Perguntas e Respostas sobre Telescópios. Telescopio Refrator. tub o Bandeja porta oculares Haste de micro ajuste Tripé. Buscador Ajuste de foco Perguntas e Respostas sobre Telescópios A palavra telescópio é de origem grega e significa ver ao longe (Tele Skopen). Os telescópios têm dois tipos básicos: refratores, regidos pelo princípio físico da

Leia mais

Primeiras Informações

Primeiras Informações Primeiras Informações Para que um trabalho escolar fique com melhor qualidade é importante registrálo, não apenas para ser apresentado aos pais, mas principalmente como arquivo. Guardar o registro de trabalhos

Leia mais

Apontamentos AS OBJECTIVAS

Apontamentos AS OBJECTIVAS As objectivas actuais são constituídas por uma série de lentes, (elementos), montados em grupos, colocadas num tubo chamado barrilete. O facto de se agruparem lentes com caracteristicas diferentes, tem

Leia mais

Eu não nasci de óculos!

Eu não nasci de óculos! A U A UL LA Eu não nasci de óculos! Enquanto Roberto conversa com Gaspar, Ernesto coloca os óculos de Roberto e exclama: - Puxa, estou enxergando tudo embaralhado. Tudo meio turvo! - É como você tivesse

Leia mais

A câmera As lentes A exposição

A câmera As lentes A exposição A câmera As lentes A exposição 1 Corpo da câmera: a caixa sem as objetivas e os demais acessórios. Objetiva: as lentes intercambiáveis. Diafragma: dispositivo que controla a quantidade de luz que passa

Leia mais

EVIDENCIANDO AS ÓRBITAS DAS LUAS GALILEANAS ATRAVÉS DA ASTROFOTOGRAFIA

EVIDENCIANDO AS ÓRBITAS DAS LUAS GALILEANAS ATRAVÉS DA ASTROFOTOGRAFIA EVIDENCIANDO AS ÓRBITAS DAS LUAS GALILEANAS ATRAVÉS DA ASTROFOTOGRAFIA Gustavo Iachel 1 Resumo: Uma atividade relacionada à observação das luas Galileanas e à astrofotografia amadora é apresentada neste

Leia mais

CURSO DE FOTOGRAFIA DIGITAL

CURSO DE FOTOGRAFIA DIGITAL CURSO DE FOTOGRAFIA DIGITAL formação em imagem www.100iso.pt Módulos 1. Câmaras e Imagens Digitais. 2. Controlar a Exposição. 3. Controlar a Nitidez. 4. Captar Luz e Cor. 5. Compreender as Objectivas.

Leia mais

Remoção da Vinhetagem de Imagens Astronômicas no Adobe Photoshop

Remoção da Vinhetagem de Imagens Astronômicas no Adobe Photoshop Remoção da Vinhetagem de Imagens Astronômicas no Adobe Photoshop Marco Antonio De Bellis - REA/R.Janeiro INTRODUÇÃO. Denomina-se vinhetagem a não uniformidade de iluminação em uma fotografia qualquer,

Leia mais

FOTOMETRIA E EXPOSIÇÃO

FOTOMETRIA E EXPOSIÇÃO GRAPHOS LABORATÓRIO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM JORNALISMO GRÁFICO FOTOMETRIA E EXPOSIÇÃO FOTOGRAFIA BÁSICA: EQUIPAMENTOS Controles básicos da câmera OBTURADOR Tempo de exposição velocidade de disparo AFETA

Leia mais

Fotografia Digital Obtenção da Imagem e Impressão

Fotografia Digital Obtenção da Imagem e Impressão Fotografia Digital Obtenção da Imagem e Impressão 1 Diferenças entre o CCD e o Filme: O filme como já vimos, é uma película de poliéster, coberta em um dos lados por uma gelatina de origem animal com partículas

Leia mais

Técnicas de fotografia e tratamento de imagem FTZOO (BIOB40) Lucas Menezes Silva

Técnicas de fotografia e tratamento de imagem FTZOO (BIOB40) Lucas Menezes Silva Técnicas de fotografia e tratamento de imagem FTZOO (BIOB40) Lucas Menezes Silva Técnicas de fotografia Objetivos Conhecer a fotografia Reconhecer tipos de câmeras Aprender técnicas Conhecer assessórios

Leia mais

Guia para fotografar com pouca luz. Versão 1. Texto e fotografias de Christian Camilo. 2 Christian Camilo Camiloart.com 2015

Guia para fotografar com pouca luz. Versão 1. Texto e fotografias de Christian Camilo. 2 Christian Camilo Camiloart.com 2015 1 Christian Camilo Camiloart.com 2015 1 2 Guia para fotografar com pouca luz Versão 1 Texto e fotografias de Christian Camilo T 2 Christian Camilo Camiloart.com 2015 3 Índice FOTOGRAFANDO EM AMBIENTES

Leia mais

ASTROFOTOGRAFIA FÁCIL BOTANDO A MÃO NA MASSA

ASTROFOTOGRAFIA FÁCIL BOTANDO A MÃO NA MASSA ASTROFOTOGRAFIA FÁCIL BOTANDO A MÃO NA MASSA José Carlos Diniz Piggy-back Precisamos : alinhamento polar e acompanhamento. Teremos : looongo tempo de exposição. Afocal A câmera é usada COM a objetiva

Leia mais

Tecnologias PowerShot G1 X Mark II, PowerShot SX700 HS, IXUS 155 e PowerShot D30

Tecnologias PowerShot G1 X Mark II, PowerShot SX700 HS, IXUS 155 e PowerShot D30 Tecnologias PowerShot G1 X Mark II, PowerShot SX700 HS, IXUS 155 e PowerShot D30 EMBARGO: 12 de fevereiro de 2014, 04:00 (UCT) Este documento explica as novas tecnologias que não se encontram nos modelos

Leia mais

Adaptação de uma webcam para uso astrofotográfico amador

Adaptação de uma webcam para uso astrofotográfico amador 1 Adaptação de uma webcam para uso astrofotográfico amador (Adapting of a webcam for amateur use astrophotographic) Edgard Gomes Duarte 1, Msc. Edson Benício de Carvalho 1, Esp. José Ricardo Peixoto de

Leia mais

EFEMÉRIDES DO MÊS DE OUTUBRO DE 2014

EFEMÉRIDES DO MÊS DE OUTUBRO DE 2014 EFEMÉRIDES DO MÊS DE OUTUBRO DE 2014 POSIÇÃO GEOGRÁFICA: LATITUDE: -8.1º LONGITUDE: -34.9º LATITUDE: 8º 0 48.1 Sul LONGITUDE: 34º 51 3.4 Oeste CALENDÁRIO DO CÉU COM OS HORÁRIOS DE VISIBILIDADE DOS OBJETOS

Leia mais

FOTOGRAFAR O CÉU. Pedro Ré http://www.astrosurf.com/re

FOTOGRAFAR O CÉU. Pedro Ré http://www.astrosurf.com/re FOTOGRAFAR O CÉU Pedro Ré http://www.astrosurf.com/re Fotografar o céu é uma ambição natural de muitas pessoas, entre as quais se contam os entusiastas de fotografia e de astronomia, os amantes da natureza

Leia mais

Olha pro céu! (uma brevissima introdução à astronomia para crianças de todas as idades) Helder da Rocha

Olha pro céu! (uma brevissima introdução à astronomia para crianças de todas as idades) Helder da Rocha Pedra de Sto. Antônio (Fagundes, PB) e constelações de Sagitário e Coroa Austral 20o. Encontro para a Nova Consciência Campina Grande, PB, 2011 Olha pro céu! (uma brevissima introdução à astronomia para

Leia mais

CÂMERAS DE FILME 35mm BINÓCULOS

CÂMERAS DE FILME 35mm BINÓCULOS LEGENDA *. Às vezes a melhor imagem está muito próxima; outras vezes está muito distante. Você pode capturar ambas rapidamente com a ajuda da versátil função zoom. (*O número no ícone pode mudar para cada

Leia mais

stacking focus a técnica de empilhamento de foco Nesta matéria, dividida em duas edições da revista Photos

stacking focus a técnica de empilhamento de foco Nesta matéria, dividida em duas edições da revista Photos stacking focus a técnica de empilhamento de foco Um outro modo de ver o mundo através da macrofotografia texto e fotos Tacio Philip Nesta matéria, dividida em duas edições da revista Photos & Imagens,

Leia mais

LUZ. Esses três elementos combinados permitem que o fotógrafo escolha como a imagem será feita.

LUZ. Esses três elementos combinados permitem que o fotógrafo escolha como a imagem será feita. FOTOGRAFIA LUZ A luz é o elemento primordial de uma imagem. Para ter controle na entrada de luz na câmera, o fotógrafo controla o ISO, a velocidade da cortina e o diafragma da lente. Esses três elementos

Leia mais

10 simples passos que irão mudar a forma como você tira fotos

10 simples passos que irão mudar a forma como você tira fotos VERSÃO FOTOGRAFIA 10 simples passos que irão mudar a forma como você tira fotos Existem várias formas de alterar o resultado final de uma foto, seja através do ISO, da velocidade do obturador, da abertura

Leia mais

Escolha da Objectiva. Quais as principais características das objectivas que servem de base para a escolha das suas lentes?

Escolha da Objectiva. Quais as principais características das objectivas que servem de base para a escolha das suas lentes? Escolha da Objectiva Quais as principais características das objectivas que servem de base para a escolha das suas lentes? As lentes, também conhecidas como objectivas, são a parte mais importante do seu

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL CURSO DE LICENCIATURA EM FISICA COM ENFASE EM FÍSICA AMBIENTAL. Cristiana da Silva Lima

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL CURSO DE LICENCIATURA EM FISICA COM ENFASE EM FÍSICA AMBIENTAL. Cristiana da Silva Lima UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL CURSO DE LICENCIATURA EM FISICA COM ENFASE EM FÍSICA AMBIENTAL Cristiana da Silva Lima ASTRONOMIA E ASTROFOTOGRAFIA DOURADOS-MS 2010 Cristiana da Silva Lima

Leia mais

Astronomia à luz do dia

Astronomia à luz do dia Astronomia à luz do dia (Expresso: 16-05-1998) O Sol revela-nos as suas manchas e a Lua mostra-nos as suas crateras. Vénus e Júpiter estão ao nosso alcance. QUEM nunca observou o Sol através de um telescópio

Leia mais

Eclipse solar observado em Lovania através de uma câmara escura, 1544

Eclipse solar observado em Lovania através de uma câmara escura, 1544 Eclipse solar observado em Lovania através de uma câmara escura, 1544 2 A luz entrava na câmara através de uma pequena abertura (pinhole ou buraco de agulha) projectando a imagem na parede oposta. 3 No

Leia mais

>>> Nos anos 60 foi estabelecida a escala EV, que foi adotada primeiramente pelos fotômetros e depois pelas câmeras com fotômetro incorporado.

>>> Nos anos 60 foi estabelecida a escala EV, que foi adotada primeiramente pelos fotômetros e depois pelas câmeras com fotômetro incorporado. Valor de exposição Em fotografia, rotulou-se valor de exposição, ou EV, o resultado das combinações possíveis entre o par conjugado velocidade de obturação e abertura de diafragma que levam a uma mesma

Leia mais

A CÂMARA DIGITAL A CAPTURA DE UMA IMAGEM NUMA CÂMARA DIGITAL ENVOLVE OS SEGUINTES PROCESSOS:

A CÂMARA DIGITAL A CAPTURA DE UMA IMAGEM NUMA CÂMARA DIGITAL ENVOLVE OS SEGUINTES PROCESSOS: A CÂMARA DIGITAL A CAPTURA DE UMA IMAGEM NUMA CÂMARA DIGITAL ENVOLVE OS SEGUINTES PROCESSOS: EXISTEM TRÊS TIPOS DE SENSORES UTILIZADOS NAS CÂMARAS DIGITAIS: CCD - Charge Coupled Device CMOS - Complimentary

Leia mais

FOTOGRAFIA NA MONTANHA - Dicas

FOTOGRAFIA NA MONTANHA - Dicas FOTOGRAFIA NA MONTANHA - Dicas Tirar fotos não é apenas uma ação de apontar a máquina e apertar o botão (a menos que essa seja sua intenção artística). É necessário saber o que vai retratar e como vai

Leia mais

Galileu, o mensageiro terrestre

Galileu, o mensageiro terrestre Galileu, o mensageiro terrestre Leopoldo Benacchio, Angela Turricchia e Grazia Zini ; Tradução: Sílvia Duarte Considerações iniciais A figura de Galileu, como astrónomo e como iniciador da ciência moderna,

Leia mais

Lista de Óptica ESPELHOS ESFÉRICOS. João Paulo I

Lista de Óptica ESPELHOS ESFÉRICOS. João Paulo I Lista de Óptica ESPELHOS ESFÉRICOS 1) Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas do enunciado abaixo, na ordem em que aparecem. Para que os seguranças possam controlar o movimento dos

Leia mais

TIPOS E MONTAGENS DE TELESCÓPIOS

TIPOS E MONTAGENS DE TELESCÓPIOS TIPOS E MONTAGENS DE TELESCÓPIOS J.R. Kaschny Vitória da Conquista Maio.2011 Luneta Equatorial Gautier: Observatório Central - UFRGS Introdução Telescópios são instrumentos que permitem estender a capacidade

Leia mais

Construção de Plataforma Equatorial de Longa Exposição para Fotografar Objetos Celestes

Construção de Plataforma Equatorial de Longa Exposição para Fotografar Objetos Celestes Construção de Plataforma Equatorial de Longa Exposição para Fotografar Objetos Celestes Autor: Severino Fidelis de Moura Colaboração: Prof. Dr. Francisco A. B. Fidelis de Moura Profa. Dra. Maria Aline

Leia mais

SESC Petrolina 09, 10 e 11 de agosto de 2010. Marcus Ramos UNIVASF

SESC Petrolina 09, 10 e 11 de agosto de 2010. Marcus Ramos UNIVASF SESC Petrolina 09, 10 e 11 de agosto de 2010 Marcus Ramos UNIVASF Engenheiro elétrico (USP/82); Mestre em Sistemas Digitais (USP/91); Professor do curso de Engenharia de Computação da UNIVASF em Juazeiro-BA

Leia mais

Fazer imagens de galáxias com milhões de. Escrito nas estrelas. vida de fotógrafo

Fazer imagens de galáxias com milhões de. Escrito nas estrelas. vida de fotógrafo vida de fotógrafo Fotos: Carlos Fairbairn Acima, foto da Vila Láctea refletida no lago produzida com uma lente 24-70 mm a partir de duas exposições sequenciais, uma para o céu e outra para a paisagem;

Leia mais

8 c o i s a s FOTOGRAFAR. Ana Flor www.anaflor.fot.br

8 c o i s a s FOTOGRAFAR. Ana Flor www.anaflor.fot.br 8 c o i s a s que vocêê precisa saber para FOTOGRAFAR Ana Flor www.anaflor.fot.br Introdução Esta apostila não pretende ser um manual de como ser um ótimo fotógrafo ou como usar sua câmera. Aqui você encontrará

Leia mais

Oficina de fotografia e tratamento de imagem. Facilitadora: Camila Silva Aula: 05

Oficina de fotografia e tratamento de imagem. Facilitadora: Camila Silva Aula: 05 Oficina de fotografia e tratamento de imagem Facilitadora: Camila Silva Aula: 05 Objetivas É uma lente óptica ou conjunto de lentes usada em conjunto com um corpo de câmera e um mecanismo para reproduzir

Leia mais

Conceito Técnico de Fotografia

Conceito Técnico de Fotografia Fotografia Digital Conceito Técnico de Fotografia Fotografar é, por princípio, registrar a luz refletida pelo assunto (entende-se por assunto o que está sendo fotografado). Na câmara digital, como na convencional,

Leia mais

Foco e profundidade de campo

Foco e profundidade de campo Foco e profundidade de campo Foco Quando tiramos uma foto queremos que nosso destaque, no geral, esteja nítido e visível. O foco pode ser manual ou automático. Manualmente você gira o anel da sua lente.

Leia mais

Aprender a fotografar não é difícil quando temos um material de apoio e muita vontade de pesquisar e treinar. Este é somente um ponto de partida!

Aprender a fotografar não é difícil quando temos um material de apoio e muita vontade de pesquisar e treinar. Este é somente um ponto de partida! Introdução e índice Eu sou a Claudia Regina (www.claudiaregina.com) e resolvi criar este pequeno Manual Básico de Fotografia para ajudar quem procura por bom conteúdo para iniciantes, em português. Aprender

Leia mais

UTRAPASSAR OS LIMITES DA PROFUNDIDADE DE CAMPO

UTRAPASSAR OS LIMITES DA PROFUNDIDADE DE CAMPO UTRAPASSAR OS LIMITES DA PROFUNDIDADE DE CAMPO Texto e fotos: Paulo de Oliveira Foto: 1 Chama-se profundidade de campo à zona nítida á frente e para trás do plano de focagem da imagem. Estende-se na proporção

Leia mais

Mini Workshop de Fotografia (+60 ) Marcos Semola. DSF BSM Latin America. 23-27 de Novembro de 2009 Shell CIPA Day

Mini Workshop de Fotografia (+60 ) Marcos Semola. DSF BSM Latin America. 23-27 de Novembro de 2009 Shell CIPA Day Mini Workshop de Fotografia (+60 ) Marcos Semola DSF BSM Latin America 23-27 de Novembro de 2009 Shell CIPA Day Agenda 1. Por que esta palestra? 2. Por que o hobby da fotografia 3. O que você precisa para

Leia mais

CURSO DE FOTOGRAFIA DIGITAL COMPLETO

CURSO DE FOTOGRAFIA DIGITAL COMPLETO CURSO DE FOTOGRAFIA DIGITAL COMPLETO Módulos 1. Câmaras e Imagens Digitais. 2. Controlar a Exposição. 3. Controlar a Nitidez. 4. Captar Luz e Cor. 5. Compreender as Objectivas. 6. Fotografia com o Flash

Leia mais

INTRODUÇÃO À ASTRONOMIA SANDRO FERNANDES

INTRODUÇÃO À ASTRONOMIA SANDRO FERNANDES INTRODUÇÃO À ASTRONOMIA SANDRO FERNANDES O que é a Astronomia? É a ciência que estuda o universo, numa tentativa de perceber a sua estrutura e evolução. Histórico É a ciência mais antiga. Os registros

Leia mais

Tecnologias IXUS 210. Ecrã Táctil LCD PureColor II

Tecnologias IXUS 210. Ecrã Táctil LCD PureColor II Tecnologias IXUS 210 Interface Táctil Avançada A IXUS 210 inclui o ecrã táctil IXUS com a interface de utilizador mais avançada até hoje, proporcionando acesso ao menu principal da câmara, bem como ícones

Leia mais

Tutorial de animação quadro a quadro

Tutorial de animação quadro a quadro Tutorial de animação quadro a quadro quadro a quadro é uma técnica que consiste em utilizar imagens ou fotografias diferentes de um mesmo objeto para simular o seu movimento. Nesse caso, trata-se de relatar

Leia mais

O MELHOR PONTO DE VISTA. Texto e fotos: Paulo de Oliveira

O MELHOR PONTO DE VISTA. Texto e fotos: Paulo de Oliveira O MELHOR PONTO DE VISTA Texto e fotos: Paulo de Oliveira Foto 1 Passei alguns anos a vociferar pelo regulador de mergulho impropérios obscenos contra os malditos construtores de caixas estanques que nunca

Leia mais

Fotografia Digital 1

Fotografia Digital 1 Fotografia Digital 1 Apresentação Constituída em 2007 é referência nacional no ensino da fotografia de paisagem natural 2 Uma das entidades que mais workshops lecciona anualmente em Portugal Cursos de

Leia mais

Glossário de Fotopublicidade

Glossário de Fotopublicidade Glossário de Fotopublicidade Câmera analógica: câmera que captura as imagens em filme/película. Câmera digital: câmera que salva imagens como arquivos digitais em algum tipo de disco de memória em vez

Leia mais

câmera pinhole versão 2.0.4.0 montagem de papel autor Jaroslav Juřica

câmera pinhole versão 2.0.4.0 montagem de papel autor Jaroslav Juřica câmera pinhole versão 2.0.4.0 montagem de papel autor Jaroslav Juřica 2 edição especial http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/3.0/br/ rubikon câmera pinhole / montagem de papel Introdução A Rubikon

Leia mais

EXPERIMENTO N o 6 LENTES CONVERGENTES INTRODUÇÃO

EXPERIMENTO N o 6 LENTES CONVERGENTES INTRODUÇÃO EXPERIMENTO N o 6 LENTES CONVERGENTES INTRODUÇÃO Ao incidir em uma lente convergente, um feixe paralelo de luz, depois de passar pela lente, é concentrado em um ponto denominado foco (representado por

Leia mais

CLIQUE O TEMA "LUZ, CIÊNCIA E ACÃO NA SUA COMUNIDADE ESCOLAR E PARTICIPE DO MAIOR EVENTO CIENTÍFICO DA AMÉRICA LATINA!

CLIQUE O TEMA LUZ, CIÊNCIA E ACÃO NA SUA COMUNIDADE ESCOLAR E PARTICIPE DO MAIOR EVENTO CIENTÍFICO DA AMÉRICA LATINA! CLIQUE O TEMA "LUZ, CIÊNCIA E ACÃO NA SUA COMUNIDADE ESCOLAR E PARTICIPE DO MAIOR EVENTO CIENTÍFICO DA AMÉRICA LATINA! REUNIÃO ANUAL DA SBPC UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS 12 a 18 de julho de 2015

Leia mais

Sensores de câmeras digitais: uma visão geral

Sensores de câmeras digitais: uma visão geral Sensores de câmeras digitais: uma visão geral Mário Jorge Tavares 1 Introdução Muita coisa mudou, para melhor, desde que os filmes negativos e os diapositivos (também conhecidos como slides ou cromos)

Leia mais

EFEMÉRIDES DO MÊS DE AGOSTO DE 2014

EFEMÉRIDES DO MÊS DE AGOSTO DE 2014 EFEMÉRIDES DO MÊS DE AGOSTO DE 2014 POSIÇÃO GEOGRÁFICA: LATITUDE: -8.1º LONGITUDE: -34.9º LATITUDE: 8º 0 48.1 Sul LONGITUDE: 34º 51 3.4 Oeste CALENDÁRIO DO CÉU COM OS HORÁRIOS DE VISIBILIDADE DOS OBJETOS

Leia mais

MONTAGENS EQUATORIAIS TAKAHASHI EM-2 e EM-200

MONTAGENS EQUATORIAIS TAKAHASHI EM-2 e EM-200 MONTAGENS EQUATORIAIS TAKAHASHI EM-2 e EM-200 Pedro Ré http://www.astrosurf.com/re A firma TAKAHASHI foi fundada em 1932 por Kitaro TAKAHASHI. Foi somente após a 2ª guerra mundial (1946) que foram produzidos

Leia mais

Sumário. 1. Imagens de alta resolução com a D800E... 30 2. Abertura e assuntos complexos... 32 3. Graduação Gráfica de cor e ondulado...

Sumário. 1. Imagens de alta resolução com a D800E... 30 2. Abertura e assuntos complexos... 32 3. Graduação Gráfica de cor e ondulado... Guia Técnico Apresentação Este Guia Técnico detalha as principais técnicas usadas para criar duas das fotografias tecnicamente mais avançadas da brochura D800/D800E. Aproveite esta oportunidade para admirar

Leia mais

PRÁTICA 1: MICROSCOPIA DE LUZ

PRÁTICA 1: MICROSCOPIA DE LUZ PRÁTICA 1: MICROSCOPIA DE LUZ INTRODUÇÃO: O microscópio de luz é um aparelho que destina-se a observação de objetos muito pequenos, difíceis de serem examinados em detalhes a olho nu. O tipo de microscópio

Leia mais

Aula 3 - Direção, movimento e ritmo. professor Rafael Hoffmann

Aula 3 - Direção, movimento e ritmo. professor Rafael Hoffmann Aula 3 - Direção, movimento e ritmo professor Rafael Hoffmann Direção Ascenção Intabilidade Direção Direção Todas as formas básicas expressam três direções visuais básicas e significativas: o quadrado,

Leia mais

Afotografia de casamento é uma. O equipamento certo para

Afotografia de casamento é uma. O equipamento certo para Técnica&Prática Fotografia Social O equipamento certo para clicar casamentos Do cartão de memória à câmera: saiba em quais objetivas investir, o tipo de luz ideal e o que não pode ficar de fora da bolsa

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular TÉCNICAS DE FOTOGRAFIA Ano Lectivo 2012/2013

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular TÉCNICAS DE FOTOGRAFIA Ano Lectivo 2012/2013 Programa da Unidade Curricular TÉCNICAS DE FOTOGRAFIA Ano Lectivo 2012/2013 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (1º Ciclo) 2. Curso Comunicação e Multimédia 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade

Leia mais

FOTOGRAFIA O MUNDO FOTOGRAFICO Hoje, as fotografias fazem parte do nosso mundo de uma maneira impressionante. Seja em computadores, smartphones, tablets, câmeras digitais, não importa, aonde olharmos

Leia mais

Binóculos são dois telescópios de baixa potência reunidos em um conjunto. Quais as partes de um binóculo?

Binóculos são dois telescópios de baixa potência reunidos em um conjunto. Quais as partes de um binóculo? Partes de Perguntas e respostas sobre Binóculos Binóculos são dois telescópios de baixa potência reunidos em um conjunto. Quais as partes de um binóculo? Prismas (internos): Aumenta a distância focal permitindo

Leia mais

Manual de implantação

Manual de implantação Manual de implantação O BioPass ID é um serviço online baseado em nuvem que fornece uma poderosa tecnologia multibiométrica (reconhecimento de impressões digitais e face) para os desenvolvedores de qualquer

Leia mais

Fevereiro 2003. Boletim Informativo do OASA - Observatório Astronómico de Santana Açores

Fevereiro 2003. Boletim Informativo do OASA - Observatório Astronómico de Santana Açores Nº 1 Fevereiro 2003 Boletim Informativo do OASA - Observatório Astronómico de Santana Açores A Associação No dia 26, no Cartório Notarial da vila da Povoação e na presença da Comissão Instaladora, foi

Leia mais

XI CURSO DE INTRODUÇÃO À ASTRONOMIA

XI CURSO DE INTRODUÇÃO À ASTRONOMIA Plutão SAR - SOCIEDADE ASTRONÔMICA DO RECIFE XI CURSO DE INTRODUÇÃO À ASTRONOMIA INTRODUÇÃO TEÓRICA E OBSERVACIONAL R 1 Introdução Este curso destina-se a todas as pessoas interessadas por observações

Leia mais

FÍSICA LISTA 3 LENTES E ÓPTICA DA VISÃO LENTES

FÍSICA LISTA 3 LENTES E ÓPTICA DA VISÃO LENTES FÍSICA Prof. Bruno Roberto LISTA 3 LENTES E ÓPTICA DA VISÃO LENTES 1. (Unicamp 2013) Um objeto é disposto em frente a uma lente convergente, conforme a figura abaixo. Os focos principais da lente são indicados

Leia mais

CALENDÁRIO DO CÉU PARA O MÊS DE JUNHO DE 2014

CALENDÁRIO DO CÉU PARA O MÊS DE JUNHO DE 2014 CALENDÁRIO DO CÉU PARA O MÊS DE JUNHO DE 2014 POSIÇÃO GEOGRÁFICA: LATITUDE: -8.1º LONGITUDE: -34.9º LATITUDE: 8º 0 48.1 Sul LONGITUDE: 34º 51 3.4 Oeste CALENDÁRIO DO CÉU COM OS HORÁRIOS DE VISIBILIDADE

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL - CIÊNCIAS 9ºANO- UNIDADE 3 - CAPÍTULO 1

ENSINO FUNDAMENTAL - CIÊNCIAS 9ºANO- UNIDADE 3 - CAPÍTULO 1 ENSINO FUNDAMENTAL - CIÊNCIAS 9ºANO- UNIDADE 3 - CAPÍTULO 1 questão 01. O que é Astrofísica? questão 02. O que são constelações? questão 03. Como era o calendário Lunar? questão 04. Qual era diferença

Leia mais

Fotografia avançada para todos com as novas PowerShot A650 IS e PowerShot A720 IS

Fotografia avançada para todos com as novas PowerShot A650 IS e PowerShot A720 IS Fotografia avançada para todos com as novas PowerShot A650 IS e PowerShot A720 IS Hi-res versions of these and other images can be downloaded from www.canon-erc.com/gen Lisboa, 20 de Agosto de 2007 A Canon

Leia mais

1ª Edição. Vivaldo Armelin Júnior

1ª Edição. Vivaldo Armelin Júnior 1ª Edição 2014 Comparando Editores de Imagem - FotoMBoé - 2014... 2 Introdução Está saindo do forno mais um e-livro grátis oferecido pelo Site FotoMBoé. Neste serão feitas comparações entre os diversos

Leia mais

MONTAGEM DE UM SISTEMA DE PROJEÇÃO DIGITAL PARA DOMO HEMISFÉRICO

MONTAGEM DE UM SISTEMA DE PROJEÇÃO DIGITAL PARA DOMO HEMISFÉRICO MONTAGEM DE UM SISTEMA DE PROJEÇÃO DIGITAL PARA DOMO HEMISFÉRICO FILHO, Valdinei Bueno L.; ASSUNÇÃO, Hildeu Ferreira da; LIMA, Thiago Oliveira; MARTINS, Alessandro. Campus Jataí, Universidade Federal de

Leia mais

CONCURSO Nº 001/2015

CONCURSO Nº 001/2015 CONCURSO Nº 001/2015 1. INTRODUÇÃO 1.1. A FUNDAÇÃO PLANETÁRIO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO torna público que fará realizar CONCURSO para escolha de trabalhos artísticos de fotografia, devidamente descritos

Leia mais

MICROSCÓPIO ESPECULAR VOROCELL. Duvidas freqüentes a respeito do microscópio Vorocell, mitos e verdades.

MICROSCÓPIO ESPECULAR VOROCELL. Duvidas freqüentes a respeito do microscópio Vorocell, mitos e verdades. MICROSCÓPIO ESPECULAR VOROCELL Duvidas freqüentes a respeito do microscópio Vorocell, mitos e verdades. Porque o Microscópio Especular da Eyetec chama-se Vorocell? Vorocell é uma homenagem ao pesquisador

Leia mais

Tecnologias PowerShot SX500 IS e PowerShot SX160 IS

Tecnologias PowerShot SX500 IS e PowerShot SX160 IS Tecnologias PowerShot SX500 IS e PowerShot SX160 IS EMBARGO: 21 Agosto 2012, 15:00 (CEST) Objetiva grande angular de 24mm com zoom ótico de 30x (PowerShot SX500 IS) Desenvolvida segundo os mesmos processos

Leia mais

No manual da webcam, ele descobriu que seu sensor de imagem tem dimensão total útil de 2

No manual da webcam, ele descobriu que seu sensor de imagem tem dimensão total útil de 2 1. (Ufsc 2015) Fotografar é uma arte que se popularizou com os celulares e se intensificou com as redes sociais, pois todos querem postar, publicar os seus registros, suas selfies. Talvez alguns celulares

Leia mais