PROGRAMA DO CURSO Pós-Graduação em Nutrição de Bovinos Leiteiros Uberlândia, MG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROGRAMA DO CURSO Pós-Graduação em Nutrição de Bovinos Leiteiros Uberlândia, MG"

Transcrição

1 Realização: PROGRAMA DO CURSO Pós-Graduação em Nutrição de Bovinos Leiteiros Uberlândia, MG Parceria:

2 Programa do curso Pós-Graduação em Nutrição de Bovinos Leiteiros Uberlândia, MG O curso oferece 18 encontros distribuídos em 19 meses, sendo 3 módulos com aulas às quintas, sextas e sábados e 15 módulos com aulas às sextas e sábados, ambos de 8h às 18h. Carga horária: 436 horas-aula de 50 minutos * Equivalente a 364 horas de 60 minutos, sendo a carga horária mínima exigida pelo MEC de 360 horas de 60 minutos. MÓDULO 1 28 e 29 de maio de 2010 Anatomia Funcional, Fisiologia e Metabolismo do Trato Digestivo de Ruminantes Anatomia da boca e apreensão de alimentos Mastigação Produção de saliva Deglutição Anatomia dos pré-estômagos de ruminantes e pré-ruminantes Anatomia dos intestinos dos bovinos Fisiologia ruminal Colonização do rúmen pela microbiota ruminal e seu metabolismo Absorção dos produtos da fermentação ruminal Mecanismo de homeostase do ph ruminal MÓDULO 2 25 e 26 de junho de 2010 Hudson Costa (ReHAgro/PUC-MG, Doutorando) Alimentos Volumosos e Concentrados Estudo dos principais alimentos forrageiros e concentrados (energéticos/protéicos) utilizados na nutrição de bovinos no Brasil. Discussões de análises química referentes a esses alimentos e análise econômica de um mesmo nutriente porém de fontes diferentes. MÓDULO 3 23 e 24 de julho de 2010 Euler Rabelo (Ph.D, ReHAgro) Alimentos Volumosos e Concentrados Estudo dos principais alimentos concentrados (energéticos/protéicos) utilizados na nutrição de bovinos no Brasil

3 Discussões de análises químicas referentes a esses alimentos e análise econômica de um mesmo nutriente, porém de fontes diferentes MÓDULO 4 19 a 21 de agosto de 2010 Marcelo Cabral (Especialista, ReHAgro) Gestão estratégica de pessoas e equipes Gerência e Liderança Comunicação interpessoal Modelos Mentais e Percepção Ferramentas de Gestão Desenvolvimento Interpessoal Inteligência Emocional Liderança Emocional MÓDULO 5 17 e 18 de setembro de 2010 Ana Luiza Borges (UFMG, Doutora) Hudson Costa (ReHAgro/PUC-MG, Doutorando) Consumo de alimentos Exigências de consumo Fatores que afetam o consumo de alimentos de animais leiteiros e de corte Principais modelos para predição de consumo de matéria seca, proteína e minerais. Proteínas e Metabolismo Metabolismo do nitrogênio no Rúmen Características das principais fontes protéicas na alimentação de animais leiteiros Exigências de proteína degradável e não degradável no rúmen, proteína metabolizável e aminoácidos segundo o NRC 2001 MÓDULO 6 22 e 23 de outubro de 2010 Bolivar Faria (Doutor,ReHAgro/PUC-MG) Marcos Neves (Ph.D., UFLA) Caracterização de carboidratos Aspectos relacionados ao metabolismo de carboidratos no rúmen Exigência de carboidratos para animais leiteiros Exigências de fibra segundo o NRC 2001 Abordagem do metabolismo de minerais e vitaminas do ponto de vista ruminal e metabolismo intermediário associado às principais doenças carenciais e não carenciais Abordagem do metabolismo de minerais e vitaminas do ponto de vista ruminal e metabolismo intermediário associado às principais doenças carenciais e não carenciais

4 MÓDULO 7 19 e 20 de novembro de 2010 Sérgio Rubens (Especialista, ReHAgro) Estudo das principais fontes de lípides na dieta de bovinos e sua composição lipídica (saturado x insaturado) Metabolismo ruminal Processo de biohidrogenação Importância do Ácido Linoléico Conjugado Formulação de Dieta Estudos de casos de dietas MÓDULO 8 17 e 18 de dezembro de 2010 Estudo dos produtos da fermentação ruminal no metabolismo intermediário buscando máxima eficiência produtiva Estudo do uso de aditivos (ionóforos, tamponantes, biotina, niacina, etc.) no desempenho de bovinos de corte e de leite Definição e importância do período de transição Principais alterações hormonais, metabólicas e comportamentais do período de transição Nutrição e manejo de vacas no período de transição visando maiores índices produtivos no pós-parto MÓDULO 9-21 e 22 de janeiro de 2011 Sila Carneiro (PhD, ESALQ) Alimentos volumosos e concentrados Fatores que afetam a escolha do tipo de forragem para pastejo Manejo do risco Aspectos relacionados a produção de pasto de alta qualidade Manejo do pastejo Manejo de gramíneas temperadas: aveia, azevem, centeio e trigo de duplo propósito Silagens pré-secadas de gramíneas temperadas Visita a um sistema de produção de gado em pasto, buscando um link teórico-prático dos conhecimentos adquiridos em sala de aula ao dia a dia de uma fazenda

5 MÓDULO e 19 de fevereiro de 2011 Rogério Carvalho (Doutor, PUC-MG) Estudo das principais doenças metabólicas (cetose, acidose, hipocalcemia, etc) que acometem vacas de leite no peri-parto Uma abordagem de Medicina de Produção MÓDULO e 26 de março de 2011 Sandra Gesteira (Doutora, UFMG) Efeito da nutrição na reprodução Principais metabólitos que podem afetar negativa e positivamente na reprodução Efeito do balanço energético negativo na eficiência reprodutiva Apresentação de trabalhos de conclusão de curso Importância nutricional do fornecimento de colostro e dietas líquidas (leite, sucedâneo e leite de descarte) Desenvolvimento do rúmen (papilas e musculatura do rúmen) e a utilização de concentrados (recomendações da forma e ingredientes utilizados) e volumosos, bem como o uso de probióticos e ionóforos Manejo alimentar de bezerras e novilhas (cuidados no fornecimento dos alimentos, tamanho de cochos), tamanho dos lotes e monitoramento do desenvolvimento MÓDULO de 30 de abril de 2011 Hudson Costa (ReHAgro/PUC-MG, Doutorando) Talita Silva (Mestre, ReHAgro) Manejo nutricional durante as diferentes fases de desenvolvimento de animais leiteiros jovens Sistemas de alimentação e manejo alimentar de animais jovens e sua relação com o desenvolvimento ponderal, reprodutivo e produtivo de primíparas Metodologia de Pesquisa e Discussão de Trabalhos Científicos Discussão relevante à orientação do trabalho de conclusão de curso (monografia) Formulação de dieta Estudo de casos de dietas

6 MÓDULO de 28 de maio de 2011 Hudson Costa (Doutorando, ReHAgro/PUC- MG) Wagner Tompson (Doutor,ReHAgro) Alimentos Volumosos e Concentrados Aspectos agronômicos das culturas de verão e inverno para silagens: milho, sorgo, aveia, azevem e centeio Aspectos agronômicos das culturas de verão para silagens: milho (planta ineira e de grãos úmidos), sorgo. Pastejo de sorgo. MÓDULO e 26 de junho de 2011 Hudson Costa (Doutorando, ReHAgro/PUC- MG) Formulação de Dieta Estudos de casos de dietas Metodologia de Pesquisa e Discussão de Trabalhos Científicos Seminários referentes aos módulos com discussão de trabalhos cientificos referente a cada disciplina MÓDULO e 23 de julho de 2011 Myriam Nobre (Especialista) Robson Vilela (Mestre,ReHAgro) Gestão com foco em resultados nas empresas rurais Contextualização da importância da busca de resultados com maior nível de excelência nas empresas rurais Conceituação de gestão estratégica abordando as etapas de formulação e implementação Aplicação de ferramentas de gestão como o PDCA na solução de problemas e geração de resultados Compreensão dos fundamentos e da aplicação da metodologia de mapeamento, redesenho e gerenciamento de processos Integração de estratégia, processos e pessoas visando a melhoria dos resultados Manejo nutricional durante as fases do ciclo produtivo da vaca de leite Agrupamento de vacas leiteiras Sistemas de alimentação e manejo alimentar de vacas leiteiras

7 MÓDULO a 20 de agosto de 2011 Hudson Costa (Doutorando, ReHAgro/PUC- MG) Robson Vilela (Mestre,ReHAgro) Formulação de dieta Estudos de casos de dietas Nutrição de gado de leite Manejo nutricional durante as fases do ciclo produtivo da vaca de leite Agrupamento de vacas leiteiras Sistemas de alimentação e manejo alimentar de vacas leiteiras Alimentação em situações de estresse térmico Visita a um sistema de produção gado confinado, buscando um link teóricoprático dos conhecimentos adquiridos em sala de aula ao dia a dia de uma fazenda MÓDULO e 17 de setembro de 2011 Felipe Cury (ReHAgro, Especialista) Impacto da gestão financeira e econômica nas empresas rurais Abordagem econômica e financeira de sistemas de produção de rebanhos leiteiros Impacto da nutrição no fluxo de caixa da bovinocultura de leite MÓDULO e 22 de outubro de 2011 Bolivar Nóbrega (Doutor, ReHAgro) Hudson Costa (Doutorando, ReHAgro/PUC-MG) Felipe Cury (ReHAgro, Especialista) Metodologia de Pesquisa e Discussão de Trabalhos Científicos Seminários referentes aos módulos com discussão de trabalhos científicos referente a cada disciplina Formulação de dieta Estudo de casos de dietas

8 Impacto da gestão financeira e econômica nas empresas rurais Abordagem econômica e financeira de sistemas de produção de rebanhos leiteiros Impacto da nutrição no fluxo de caixa da bovinocultura de leite MÓDULO EAD I Myriam Nobre (Especialista) Gestão com foco em resultados nas empresas rurais Contextualização da importância da busca de resultados com maior nível de excelência nas empresas rurais Conceituação de gestão estratégica abordando as etapas de formulação e implementação Aplicação de ferramentas de gestão como o PDCA na solução de problemas e geração de resultados Compreensão dos fundamentos e da aplicação da metodologia de mapeamento, redesenho e gerenciamento de processos Integração de estratégia, processos e pessoas visando a melhoria dos resultados O ReHAgro se reserva o direito de alterar as datas e a ordem dos módulos, sem prejuízo ao conteúdo ministrado, antes do início do curso. Mais informações: (31)

Realização: PROGRAMA DO CURSO Pós-Graduação em Nutrição de Bovinos de Corte Palmas, TO

Realização: PROGRAMA DO CURSO Pós-Graduação em Nutrição de Bovinos de Corte Palmas, TO Realização: PROGRAMA DO CURSO Pós-Graduação em Nutrição de Bovinos de Corte Palmas, TO Parceria: Programa do curso Pós- Graduação em Nutrição de Bovinos de Corte Palmas, TO O curso oferece 16 encontros

Leia mais

O uso de concentrado para vacas leiteiras Contribuindo para eficiência da produção

O uso de concentrado para vacas leiteiras Contribuindo para eficiência da produção Leite relatório de inteligência JANEIRO 2014 O uso de concentrado para vacas leiteiras Contribuindo para eficiência da produção Na busca da eficiência nos processos produtivos na atividade leiteira este

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO DEPARTAMENTO DE ZOOTECNIA BOVINOS LEITEIROS

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO DEPARTAMENTO DE ZOOTECNIA BOVINOS LEITEIROS UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO DEPARTAMENTO DE ZOOTECNIA BOVINOS LEITEIROS Prof. Ricardo Alexandre Silva Pessoa MANEJO DE VACAS SECAS E PERÍODO DE TRANSIÇÃO ponto de vista tecnológico = alimentar

Leia mais

PROGRAMA DO CURSO Pós-Graduação em Gestão do Agronegócio Belo Horizonte, MG

PROGRAMA DO CURSO Pós-Graduação em Gestão do Agronegócio Belo Horizonte, MG Realização: PROGRAMA DO CURSO Pós-Graduação em Gestão do Agronegócio Belo Horizonte, MG Parceria: Programa do curso Pós-Graduação em Gestão do Agronegócio Belo Horizonte, MG O curso oferece 18 encontros

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO E DO MANEJO DE VACAS LEITEIRAS EM PRODUÇÃO

A IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO E DO MANEJO DE VACAS LEITEIRAS EM PRODUÇÃO A IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO E DO MANEJO DE VACAS LEITEIRAS EM PRODUÇÃO 1 Ricardo Dias Signoretti A atual situação econômica da cadeia produtiva do leite exige que os produtores realizem todas as atividades

Leia mais

MANEJO E ALIMENTAÇÃO DE VACAS EM LACTAÇÃO

MANEJO E ALIMENTAÇÃO DE VACAS EM LACTAÇÃO AZ042 Bovinocultura de Leite Aula 09 MANEJO E ALIMENTAÇÃO DE VACAS EM LACTAÇÃO Prof. Rodrigo de Almeida Ciclo de Produção - Curva de Lactação - Consumo de Matéria Seca - Escore de Condição Corporal - Desenvolvimento

Leia mais

bovinos de corte A resposta para o X da sua questão está aqui.

bovinos de corte A resposta para o X da sua questão está aqui. bovinos de corte A resposta para o da sua questão está aqui. índice Linha Campo Linha PSAI Linha Branca Linha Araguaia Núcleos Rações Linha Phós Aditivos 6 11 12 16 17 21 24 26 2 A Premix está comprometida

Leia mais

2011 Evialis. Todos os direitos reservados uma marca

2011 Evialis. Todos os direitos reservados uma marca Comprometida com a busca constante por soluções e inovações tecnológicas em nutrição animal que melhorem produção e rentabilidade nas produções rurais, a Socil anuncia uma grande novidade. uma marca A

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO MANEJO NO PERÍODO SECO

A IMPORTÂNCIA DO MANEJO NO PERÍODO SECO A IMPORTÂNCIA DO MANEJO NO PERÍODO SECO Ricardo Dias Signoretti 1 Na prática, o período seco e transição (pré-parto) constituem-se num desafio aos técnicos e produtores de leite, que devem ficar atentos

Leia mais

Alimentação da vaca leiteira

Alimentação da vaca leiteira Alimentação da vaca leiteira A exploração leiteira consiste em atividade de converter recursos alimentares em leite, cujo valor agregado é superior a matéria-prima original. Recursos alimentares: Volumosos

Leia mais

A Importância do Fósforo na Dieta de Vacas de Leite

A Importância do Fósforo na Dieta de Vacas de Leite A Importância do Fósforo na Dieta de Vacas de Leite As pressões de mercado exigem uma eficiência cada vez maior no uso dos fatores de produção e no controle dos custos da atividade leiteira. A garantia

Leia mais

Universidade Federal do Paraná Departamento de Zootecnia Centro de Pesquisa em Forragicultura (CPFOR)

Universidade Federal do Paraná Departamento de Zootecnia Centro de Pesquisa em Forragicultura (CPFOR) Universidade Federal do Paraná Departamento de Zootecnia Centro de Pesquisa em Forragicultura (CPFOR) EXCESSO DE PICAGEM NA SILAGEM DE MILHO: DESEMPENHO E SAÚDE DAS VACAS Elinton Weinert Carneiro Méd.

Leia mais

Anatomia e fisiologia do sistema digestivo

Anatomia e fisiologia do sistema digestivo Anatomia e fisiologia do sistema digestivo Professor: Aparecido Porto da Costa Disciplina: Caprinovinocultura e Bovinocultura E-mail: aparecidoport@hotmail.com Introdução Classificação do hábito alimentar

Leia mais

Impacto da nutrição na qualidade da carne e do leite. Marcone Costa Zootecnista - DSc Ass. Téc. Nutrição Animal

Impacto da nutrição na qualidade da carne e do leite. Marcone Costa Zootecnista - DSc Ass. Téc. Nutrição Animal Impacto da nutrição na qualidade da carne e do leite Marcone Costa Zootecnista - DSc Ass. Téc. Nutrição Animal 1 Introdução: Brasil exportador - carne e leite ; Saltos de produtividade; Ganhos em escala;

Leia mais

FAZENDA SANTA LUZIA. Maurício Silveira Coelho HISTÓRICO

FAZENDA SANTA LUZIA. Maurício Silveira Coelho HISTÓRICO FAZENDA SANTA LUZIA Maurício Silveira Coelho Medico Veterinário CRMV MG 2352 Fazenda Santa Luzia PASSOS/MG E-mail mauricio@josecaboverde.com.br HISTÓRICO Proprietário: José Coelho Vítor e filhos Localização:

Leia mais

USO DE CONCENTRADOS PARA VACAS LEITEIRAS

USO DE CONCENTRADOS PARA VACAS LEITEIRAS USO DE CONCENTRADOS PARA VACAS LEITEIRAS Ivan Pedro de O. Gomes, Med.Vet., D.Sc. Professor do Departamento de Zootecnia CAV/UDESC. e-mail: a2ipog@cav.udesc.br A alimentação constitui-se no principal componente

Leia mais

PRÁTICAS DE MANEJO PARA CORRETA CRIAÇÃO DE BEZERRAS LEITEIRAS

PRÁTICAS DE MANEJO PARA CORRETA CRIAÇÃO DE BEZERRAS LEITEIRAS PRÁTICAS DE MANEJO PARA CORRETA CRIAÇÃO DE BEZERRAS LEITEIRAS Ricardo Dias Signoretti 1 Em sistemas de produção de bovinos leiteiros a criação de bezerras na fase compreendida do nascimento ao desaleitamento,

Leia mais

Nutrição e Manejo de Vacas de leite no pré-parto

Nutrição e Manejo de Vacas de leite no pré-parto FCA-UNESP-FMVZ Empresa Júnior de Nutrição de Ruminantes NUTRIR Departamento de Melhoramento e Nutrição Animal-DMNA Site: www.gruponutrir.com.br diretorianutrir@gmail.com Nutrição e Manejo de Vacas de leite

Leia mais

Uso de lipídeos em dietas de ruminantes

Uso de lipídeos em dietas de ruminantes Uso de lipídeos em dietas de ruminantes Sérgio Raposo de Medeiros 1 1 Pesquisador Embrapa Gado de Corte, Campo Grande, MS. A evolução das espécies ruminantes ocorreu associada à ingestão de forragens que

Leia mais

Anatomia e Fisiologia Animal Sistema Digestivo - RUMINANTES

Anatomia e Fisiologia Animal Sistema Digestivo - RUMINANTES Anatomia e Fisiologia Animal Sistema Digestivo - RUMINANTES Ruminantes: Animais que mastigam e regurgitam o alimento ingerido Dividido em 2 subordens: 1-) Ruminantia: veado, alce, rena, antílope, girafa,

Leia mais

MANEJO NUTRICIONAL DE EQUINOS. Prof. Dr. Alexandre A. de O. Gobesso

MANEJO NUTRICIONAL DE EQUINOS. Prof. Dr. Alexandre A. de O. Gobesso MANEJO NUTRICIONAL DE EQUINOS Prof. Dr. Alexandre A. de O. Gobesso 1 2 3 4 5 6 Características Anatômicas Características Fisiológicas mastigação e salivação eructação e regurgitação velocidade de trânsito

Leia mais

Custo Unitário do Nutriente (CUN) = A (B 100 x C 100),

Custo Unitário do Nutriente (CUN) = A (B 100 x C 100), CÁLCULO DE UM SUPLEMENTO PARA BUBALINOS DE CORTE Para se calcular um suplemento é necessário o conhecimento prévio de quatro fatores: o o o o Composição nutricional da pastagem Consumo da pastagem Identificação

Leia mais

ESTRATÉGIAS DE ALIMENTAÇÃO DE VACAS LEITEIRAS DE ALTA PRODUÇÃO NO PERÍODO DE TRANSIÇÃO

ESTRATÉGIAS DE ALIMENTAÇÃO DE VACAS LEITEIRAS DE ALTA PRODUÇÃO NO PERÍODO DE TRANSIÇÃO ESTRATÉGIAS DE ALIMENTAÇÃO DE VACAS LEITEIRAS DE ALTA PRODUÇÃO NO PERÍODO DE TRANSIÇÃO PERÍODO DE TRANSIÇÃO (3 semanas pré-parto a 3 semanas pós-parto) aperíodo de tempo onde a vaca passa por grandes alterações

Leia mais

Utilização de dietas de alto concentrado em confinamentos

Utilização de dietas de alto concentrado em confinamentos Utilização de dietas de alto concentrado em confinamentos FMVZ Unesp Botucatu João Ricardo Ronchesel Henrique Della Rosa Utilização de dietas de alto concentrado em confinamentos Evolução do manejo nutricional

Leia mais

ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO DE EQUINOS

ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO DE EQUINOS ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO DE EQUINOS Prof. Dr. João Ricardo Dittrich Universidade Federal do Paraná Departamento de Zootecnia ROTEIRO Particularidades anatômicas e fisiológicas. Características ambientais.

Leia mais

EMENTÁRIO. Princípios de Conservação de Alimentos 6(4-2) I e II. MBI130 e TAL472*.

EMENTÁRIO. Princípios de Conservação de Alimentos 6(4-2) I e II. MBI130 e TAL472*. EMENTÁRIO As disciplinas ministradas pela Universidade Federal de Viçosa são identificadas por um código composto por três letras maiúsculas, referentes a cada Departamento, seguidas de um número de três

Leia mais

Nutrição completa para equinos. Linha Equinos. Rações Suplementos Minerais

Nutrição completa para equinos. Linha Equinos. Rações Suplementos Minerais Nutrição completa para equinos Linha Equinos Rações Suplementos Minerais Confiança, Tecnologia, Qualidade e Resultado Estes são os ingredientes que fazem a diferença dos produtos Fanton. Há mais de 25

Leia mais

Nestlé EM CAMPO. Período de transição. Eficiência e qualidade na produção leiteira

Nestlé EM CAMPO. Período de transição. Eficiência e qualidade na produção leiteira Nestlé EM CAMPO Eficiência e qualidade na produção leiteira Período de transição Cuidados no pré e pós-parto garantem a boa condição reprodutiva e produtiva Ano 2 Número 12 Nov./Dez. 2015 Nestlé EM CAMPO

Leia mais

PROGRAMA DA DISCIPLINA

PROGRAMA DA DISCIPLINA Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias Departamento de Zootecnia Código da Disciplina: ZOO 05453 Disciplina: Bovinocultura de Leite PROGRAMA DA DISCIPLINA CAMPUS: Alegre CURSO:

Leia mais

Palestrante: Nelson Backes Supervisor Técnico Comercial Tortuga Cia Zootécnica Agrária Teutônia 21 de maio de 2010

Palestrante: Nelson Backes Supervisor Técnico Comercial Tortuga Cia Zootécnica Agrária Teutônia 21 de maio de 2010 Palestrante: Nelson Backes Supervisor Técnico Comercial Tortuga Cia Zootécnica Agrária Teutônia 21 de maio de 2010 Introdução Fase monogástrica da Terneira; Base nutricional é o leite; Imunidade passiva;

Leia mais

Programa de extensão universitária mais leite

Programa de extensão universitária mais leite Programa de extensão universitária mais leite Renato SOARES OLIVEIRA¹; Samuel PIASSI TELES²; Rafael BASTOS TEIXEIRA³; Cassia MARIA SILVA NORONHA 4 ; Alan Dhan COSTA LIMA 5 ; Arnaldo Júnior VALERIANO RESENDE

Leia mais

ÍNDICE MITSUISAL A SUA NOVA OPÇÃO COM QUALIDADE

ÍNDICE MITSUISAL A SUA NOVA OPÇÃO COM QUALIDADE ÍNDICE Suplementos minerais pronto para uso Mitsuisal 40 - Bovinos de corte Mitsuisal 60 - Bovinos de corte Mitsuisal 65 - Bovinos de corte Mitsuisal 80 - Bovinos de corte Mitsuisal 88 - Bovinos de corte

Leia mais

EDITAL. Publicado em 04 de março de 2015 MATRÍCULA PARA ALUNOS ESPECIAIS 2015/1

EDITAL. Publicado em 04 de março de 2015 MATRÍCULA PARA ALUNOS ESPECIAIS 2015/1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE AGRONOMIA, MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA ANIMAL EDITAL Publicado em 04 de março de 2015 MATRÍCULA

Leia mais

SIMPOSIO DE GADO LEITEIRO RIBEIRÃO PRETO SP AGO/2013

SIMPOSIO DE GADO LEITEIRO RIBEIRÃO PRETO SP AGO/2013 SIMPOSIO DE GADO LEITEIRO RIBEIRÃO PRETO SP AGO/2013 MAURICIO SILVEIRA COELHO 35 9133 1825 mauricio@grupocaboverde.com.br WWW.GRUPOCABOVERDE.COM.BR FAZENDA SANTA LUZIA - HISTÓRICO Proprietário: José Coelho

Leia mais

IMPORTÂNCIA DA NUTRIÇÃO NO DESEMPENHO DAS AVES POEDEIRAS

IMPORTÂNCIA DA NUTRIÇÃO NO DESEMPENHO DAS AVES POEDEIRAS IMPORTÂNCIA DA NUTRIÇÃO NO DESEMPENHO DAS AVES POEDEIRAS ALEXANDRE DA SILVA SECHINATO Médico veterinário Pesquisador Tortuga Cia Zootecnica Agrária INTRODUÇÃO Ovo é um excelente alimento Alimento completo

Leia mais

Proteína: digestibilidade e sua importância na produção. Fabrizio Oristanio (Biruleibe)

Proteína: digestibilidade e sua importância na produção. Fabrizio Oristanio (Biruleibe) Proteína: digestibilidade e sua importância na produção Fabrizio Oristanio (Biruleibe) Introdução Evolução das estimativas protéicas a partir da década de 80 Método fatorial Manutenção Produção Sistemas

Leia mais

Linha completa de suplementos minerais e proteinados da Guabi.

Linha completa de suplementos minerais e proteinados da Guabi. 0090_mar10 Linha completa de suplementos minerais e proteinados da Guabi. Campinas/SP - 19. 3729 4477 Sales Oliveira/SP - 16. 3852 0011 Pará de Minas/MG - 37. 3231 7300 Além Paraíba/MG - 32. 3466 5555

Leia mais

Metabolismo de Lipídios PEDRO LEONARDO DE PAULA REZENDE

Metabolismo de Lipídios PEDRO LEONARDO DE PAULA REZENDE Universidade Federal de Goiás Escola de Veterinária Depto. De Produção Animal Pós-Graduação em Ciência Animal Metabolismo de Lipídios PEDRO LEONARDO DE PAULA REZENDE Zootecnista Especialista em Produção

Leia mais

INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO MINERAL E ORGÂNICA NO VALOR NUTRICIONAL DE AVEIA PRETA E AZEVÉM CULTIVADOS EM CONSÓRCIO

INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO MINERAL E ORGÂNICA NO VALOR NUTRICIONAL DE AVEIA PRETA E AZEVÉM CULTIVADOS EM CONSÓRCIO INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO MINERAL E ORGÂNICA NO VALOR NUTRICIONAL DE AVEIA PRETA E AZEVÉM CULTIVADOS EM CONSÓRCIO MARQUES, Anderson Cesar Ramos¹; RIGODANZO, Edson Luiz²; BASSO, Laudenir²; BOTTA, Robson³;

Leia mais

EFEITO DA UTILIZAÇÃO DE PRÓBIÓTICOS EM DIETAS PARA BOVINOS NELORE TERMINADOS EM CONFINAMENTO INTRODUÇÃO

EFEITO DA UTILIZAÇÃO DE PRÓBIÓTICOS EM DIETAS PARA BOVINOS NELORE TERMINADOS EM CONFINAMENTO INTRODUÇÃO EFEITO DA UTILIZAÇÃO DE PRÓBIÓTICOS EM DIETAS PARA BOVINOS NELORE TERMINADOS EM CONFINAMENTO INTRODUÇÃO Aditivos alimentares são utilizados em dietas para bovinos de corte em confinamento com o objetivo

Leia mais

SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA DA PRODUÇÃO DE LEITE EM UMA UNIDADE DE PRODUÇÃO FAMILIAR NO MUNICÍPIO DE MIRAGUAI - RS

SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA DA PRODUÇÃO DE LEITE EM UMA UNIDADE DE PRODUÇÃO FAMILIAR NO MUNICÍPIO DE MIRAGUAI - RS SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA DA PRODUÇÃO DE LEITE EM UMA UNIDADE DE PRODUÇÃO FAMILIAR NO MUNICÍPIO DE MIRAGUAI - RS José Rubens Hermann dos Santos 1 ; Anderson Clayton Rhoden 2, Fabiana Raquel Mühl 3, Neuri

Leia mais

MANEJO NUTRICIONAL DE BOVINOS DE CORTE

MANEJO NUTRICIONAL DE BOVINOS DE CORTE 1. Introdução MANEJO NUTRICIONAL DE BOVINOS DE CORTE Rogério Marchiori Coan 1 O complexo pecuário brasileiro de corte apresenta diversos pontos de ineficiência, destacando-se a produtividade extremamente

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CAMPUS CURITIBANOS BACHARELADO EM CIÊNCIAS RURAIS ALINE PEGORARO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CAMPUS CURITIBANOS BACHARELADO EM CIÊNCIAS RURAIS ALINE PEGORARO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CAMPUS CURITIBANOS BACHARELADO EM CIÊNCIAS RURAIS ALINE PEGORARO PASTA DE SOJA EM SUBSTITUIÇÃO À SILAGEM DE MILHO EM DIETAS PARA VACAS EM LACTAÇÃO: DESEMPENHO E VIABILIDADE

Leia mais

Introdução. Conceitos aplicados a alimentação animal. Produção animal. Marinaldo Divino Ribeiro. Nutrição. Alimento. Alimento. Nutriente.

Introdução. Conceitos aplicados a alimentação animal. Produção animal. Marinaldo Divino Ribeiro. Nutrição. Alimento. Alimento. Nutriente. Conceitos aplicados a alimentação animal Introdução Produção animal Marinaldo Divino Ribeiro EMV Depto de Produção ão Animal - UFBA Genética Sanidade Nutrição Alimento Susbstância que, consumida por um

Leia mais

Amendoim forrageiro - alternativas destinadas ao consumo eqüino

Amendoim forrageiro - alternativas destinadas ao consumo eqüino Amendoim forrageiro - alternativas destinadas ao consumo eqüino Objetivando-se uma criação rentável e tecnicamente planejada, nada mais correto que o produtor venha a preocupar-se com a disponibilidade

Leia mais

Prof. Dr. Alexandre Augusto de Oliveira Gobesso gobesso.fmvz@usp.br Laboratório de Pesquisa em Alimentação e Fisiologia do Exercício VNP/FMVZ/USP

Prof. Dr. Alexandre Augusto de Oliveira Gobesso gobesso.fmvz@usp.br Laboratório de Pesquisa em Alimentação e Fisiologia do Exercício VNP/FMVZ/USP Prof. Dr. Alexandre Augusto de Oliveira Gobesso gobesso.fmvz@usp.br Laboratório de Pesquisa em Alimentação e Fisiologia do Exercício VNP/FMVZ/USP Campus de Pirassununga/SP Nutrição - Reprodução Exigência

Leia mais

Aditivos Ionóforos para a Alimentação de Bovinos INTRODUÇÃO

Aditivos Ionóforos para a Alimentação de Bovinos INTRODUÇÃO Aditivos Ionóforos para a Alimentação de Bovinos INTRODUÇÃO Uma ampla gama de produtos classificados como aditivos está disponível no mercado para o produtor. Portanto, o objetivo deste artigo é fazer

Leia mais

TEÓRICA PRÁTICA TOTAL CRÉDITOS

TEÓRICA PRÁTICA TOTAL CRÉDITOS SEMESTRE / ANO PLANO DE ENSINO 2º / 2010 Unidade: UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ (UFPA) / EMBRAPA AMAZÔNIA ORIENTAL / UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA (UFRA). Curso: PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA ANIMAL

Leia mais

NUTRIÇÃO E ALIMENTAÇÃO ANIMAL 1. HISTÓRICO E IMPORTANCIA DOS ESTUDOS COM NUTRIÇÃO E ALIMENTAÇÃO:

NUTRIÇÃO E ALIMENTAÇÃO ANIMAL 1. HISTÓRICO E IMPORTANCIA DOS ESTUDOS COM NUTRIÇÃO E ALIMENTAÇÃO: NUTRIÇÃO E ALIMENTAÇÃO ANIMAL 1. HISTÓRICO E IMPORTANCIA DOS ESTUDOS COM NUTRIÇÃO E ALIMENTAÇÃO: 1750 Europa com o início do processo da Revolução Industrial houve aumento da população nas cidades, com

Leia mais

Minerais Matsuda. Fós Leite. Lac Gold. Lac Gest. Lac Guardian. Lac Parto. Cocho. Sem tamponante para ração. Tamponado para ração

Minerais Matsuda. Fós Leite. Lac Gold. Lac Gest. Lac Guardian. Lac Parto. Cocho. Sem tamponante para ração. Tamponado para ração Fós eite uplemento mineral pronto para uso para rebanhos de leite. 25 kg = Código 18945 inerais atsuda ac Gest uplemento mineral para mistura para rebanhos de leite que recebem volumoso e/ou concentrado

Leia mais

Treinamento RLM Corte Campo Grande MS

Treinamento RLM Corte Campo Grande MS Treinamento RLM Corte Campo Grande MS Data: 12 e 13 de novembro de 2015 Patrocínio Apoio Introdução Desenvolvido na Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" ESALQ, USP, Piracicaba, este software

Leia mais

Aimportância do trigo pode ser aquilatada pela

Aimportância do trigo pode ser aquilatada pela 199 Trigo não é somente para alimentar o homem Renato Serena Fontaneli Leo de J.A. Del Duca Aimportância do trigo pode ser aquilatada pela posição ocupada como uma das culturas mais importantes para alimentar

Leia mais

Realização: PROGRAMA DO CURSO Gestão da Pecuária de Corte Marabá, PA

Realização: PROGRAMA DO CURSO Gestão da Pecuária de Corte Marabá, PA Realização: PROGRAMA DO CURSO Gestão da Pecuária de Corte Marabá, PA Parceria: Programa do curso Gestão da Pecuária de Corte Marabá, PA O curso Gestão da Pecuária de Corte oferece ao participante conhecimento

Leia mais

O USO DO CREEP FEEDING NA PRODUÇÃO DE GADO DE CORTE

O USO DO CREEP FEEDING NA PRODUÇÃO DE GADO DE CORTE 1 O USO DO CREEP FEEDING NA PRODUÇÃO DE GADO DE CORTE Prof. Dr. Antonio Ferriani Branco PhD em Nutrição e Produção de Ruminantes afbranco@uem.br O SISTEMA VACA-BEZERRO Os fatores que afetam mais significativamente

Leia mais

Efeitos do estresse calórico sobre a produção e reprodução do gado leiteiro

Efeitos do estresse calórico sobre a produção e reprodução do gado leiteiro 1 Núcleo de Pesquisa, Ensino e Extensão em Pecuária www.ufpel.edu.br/nupeec Efeitos do estresse calórico sobre a produção e reprodução do gado leiteiro Marcelo Moreira Antunes Graduando em Medicina Veterinária

Leia mais

Quisque luctus vehicula nunc. Só a DSM tem proteinados com Minerais Tortuga. Por isso ela é única.

Quisque luctus vehicula nunc. Só a DSM tem proteinados com Minerais Tortuga. Por isso ela é única. TORTUGA. TORTUGA. TORTUGA. A MARCA PARA A MARCA RUMINANTES A PARA MARCA RUMINANTES PARA DA DSM. RUMINANTES DA DSM. DA DSM. Ut eget Ut eget elit arcu elit arcu Quisque luctus vehicula nunc Só a DSM tem

Leia mais

sistemas automatizados para alimentação: futuro na nutrição de precisão

sistemas automatizados para alimentação: futuro na nutrição de precisão matéria da capa sistemas automatizados para alimentação: futuro na nutrição de precisão Texto: Sandra G. Coelho Marcelo Ribas Fernanda S. Machado Baltazar R. O. Júnior Fotos: Marcelo Ribas O avanço tecnológico

Leia mais

VANTAGENS E DESVANTAGENS DO ELEVADO VALOR NUTRITIVO DE CEREAIS DE INVERNO NA PRODUÇÃO DE RUMINANTES

VANTAGENS E DESVANTAGENS DO ELEVADO VALOR NUTRITIVO DE CEREAIS DE INVERNO NA PRODUÇÃO DE RUMINANTES VANTAGENS E DESVANTAGENS DO ELEVADO VALOR NUTRITIVO DE CEREAIS DE INVERNO NA PRODUÇÃO DE RUMINANTES Sérgio O. Juchem 1, João Carlos Pinto Oliveira 2, Renato Serena Fontaneli 3 A aveia preta é uma alternativa

Leia mais

FONTES E DOSES DE RESÍDUOS ORGÂNICOS NA RECUPERAÇÃO DE SOLO DEGRADADO SOB PASTAGENS DE Brachiaria brizantha cv. MARANDÚ

FONTES E DOSES DE RESÍDUOS ORGÂNICOS NA RECUPERAÇÃO DE SOLO DEGRADADO SOB PASTAGENS DE Brachiaria brizantha cv. MARANDÚ FONTES E DOSES DE RESÍDUOS ORGÂNICOS NA RECUPERAÇÃO DE SOLO DEGRADADO SOB PASTAGENS DE Brachiaria brizantha cv. MARANDÚ Carlos Augusto Oliveira de ANDRADE 1 ; Rubens Ribeiro da SILVA. 1 Aluno do Curso

Leia mais

NUTRIÇÃO DO CAVALO ATLETA

NUTRIÇÃO DO CAVALO ATLETA NUTRIÇÃO DO CAVALO ATLETA Fernando Queiroz de Almeida Instituto de Veterinária Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro EQUINOS (Equus caballus) Herbívoros não-ruminantes Pastejadores Gramíneas, leguminosas

Leia mais

34 Por que as vacas mastigam o tempo todo?

34 Por que as vacas mastigam o tempo todo? A U A UL LA Por que as vacas mastigam o tempo todo? Nos sítios e fazendas que têm criação de gado, os bois e vacas se espalham pelo pasto e têm hora certa para ir ao cocho receber o trato. O trato pode

Leia mais

EFICIÊNCIA REPRODUTIVA EMPRENHAR A VACA O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL APÓS O PARTO

EFICIÊNCIA REPRODUTIVA EMPRENHAR A VACA O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL APÓS O PARTO TIAGO LEIVA EFICIÊNCIA REPRODUTIVA EMPRENHAR A VACA O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL APÓS O PARTO Cria em gado de corte: o bezerro é o produto comercializado. Gado de leite (alta produção): a vaca precisa parir

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2014

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plano de Trabalho Docente 2014 Etec Dr. José Luiz Viana Coutinho Código: 073 Município: Jales - SP EE: Eixo Tecnológico: Recursos Naturais Habilitação

Leia mais

Suplementação de Bovinos de corte

Suplementação de Bovinos de corte Suplementação de Bovinos de corte Leonardo de Oliveira Fernandes Professor da FAZU Pesquisador da EPAMIG leonardo@epamiguberaba.com.br FAZU/EPAMIG Brasil POTENCIAL DAS PASTAGENS 0,6 a 0,8 kg/bovino/dia

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA

FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA MANEJO ALIMENTAR DE CORDEIROS MARIANNA MIETTO MENDES 3 ZOOTECNIA INTRODUÇÃO Mercado; Período de aleitam

Leia mais

Água: Qual a sua importância para ganho de peso em gado de corte?

Água: Qual a sua importância para ganho de peso em gado de corte? Água: Qual a sua importância para ganho de peso em gado de corte? Animais necessitam de oferta abundante de água limpa para: 1. fermentação ruminal e metabolismo; 2. fluxo de alimentos através do trato

Leia mais

AGROECONÔMICA CONSULTORIA MEIO AMBIENTE E PECUÁRIA

AGROECONÔMICA CONSULTORIA MEIO AMBIENTE E PECUÁRIA PASTAGENS: INTENSIDADE DE MANEJO E ADEQUAÇÃO ESTRATÉGICA. O que mais impressiona na nossa pecuária de corte é a possibilidade de um uso bastante conveniente e de baixo custo das pastagens. O Brasil, um

Leia mais

Manejo e estratégias de suplementação para bovinos de corte

Manejo e estratégias de suplementação para bovinos de corte Manejo e estratégias de suplementação para bovinos de corte Fabiano Alvim Barbosa Médico Veterinário Doutor Produção Animal Professor - Escola de Veterinária - UFMG Setembro, 2012 Alta Floresta - MT ASPECTOS

Leia mais

Trato Digestivo do Suíno

Trato Digestivo do Suíno Trato Digestivo do Suíno Monogástrico onívoro com limitada fermentação pós-gástrica Estômago simples, incapaz de utilizar dietas ricas em forragem Incapaz de digerir algumas substâncias presentes em grãos,

Leia mais

Milho: o grão que vale ouro nas dietas de aves... mas que ainda não recebeu a devida importância do setor produtivo

Milho: o grão que vale ouro nas dietas de aves... mas que ainda não recebeu a devida importância do setor produtivo Milho: o grão que vale ouro nas dietas de aves...... mas que ainda não recebeu a devida importância do setor produtivo Gustavo J. M. M. de Lima 1 1 Eng.Agr o., Ph.D., Embrapa Suínos e Aves, gustavo@cnpsa.embrapa.br.

Leia mais

APLICAÇÃO DA PESQUISA OPERACIONAL AVALIAÇÃO DE FORMULAÇÕES DE RAÇÃO PARA BOVINOS EM CONFINAMENTO UTILIZANDO O SOFTWARE LINGO

APLICAÇÃO DA PESQUISA OPERACIONAL AVALIAÇÃO DE FORMULAÇÕES DE RAÇÃO PARA BOVINOS EM CONFINAMENTO UTILIZANDO O SOFTWARE LINGO Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 8 APLICAÇÃO DA PESQUISA OPERACIONAL AVALIAÇÃO DE FORMULAÇÕES DE RAÇÃO PARA BOVINOS EM CONFINAMENTO UTILIZANDO O SOFTWARE

Leia mais

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia.

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Produção e análise físico-química de leite in natura em período de seca na região de Avaré, São Paulo, Brasil Anderson Bacciotti 1, Karina Basso

Leia mais

ARTIGO TÉCNICO Minerthal Pró-águas Suplementação protéica energética no período das águas

ARTIGO TÉCNICO Minerthal Pró-águas Suplementação protéica energética no período das águas ARTIGO TÉCNICO Minerthal Pró-águas Suplementação protéica energética no período das águas A bovinocultura de corte brasileira tem sua produção concentrada em sistemas de pastejo e, portanto, dependente

Leia mais

Manejo de Pastagens e Suplementação na Pecuária. Ari José Fernades Lacôrte Engenheiro Agrônomo MS

Manejo de Pastagens e Suplementação na Pecuária. Ari José Fernades Lacôrte Engenheiro Agrônomo MS 1 Manejo de Pastagens e Suplementação na Pecuária Ari José Fernades Lacôrte Engenheiro Agrônomo MS 2 PECUÁRIA NO MUNDO GRAFICO 1: REBANHO MUNDIAL EM 2.008 78,1 17,8 26,5 29,9 51,2 87,0 96,5 138,90 281,9

Leia mais

Curso RLM 2013 Gado de Corte

Curso RLM 2013 Gado de Corte Curso RLM 2013 Gado de Corte Programa de Formulação de Rações de Lucro Máximo Patrocinador Introdução Desenvolvido na Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" ESALQ, USP, Piracicaba, sob a coordenação

Leia mais

Quadro 1 Ganho de peso de novilhos (g / cab / d) em pastejo de forrageiras de acordo com a época do ano. ... ... ...

Quadro 1 Ganho de peso de novilhos (g / cab / d) em pastejo de forrageiras de acordo com a época do ano. ... ... ... Falar em suplementar bovinos de corte, com grãos, nas águas, normalmente é tido como antieconómico. No entanto, sabendo utilizar tal suplementação, é uma alternativa de manejo interessante que pode contribuir

Leia mais

Manejo nutricional dos ovinos Profa. Fernanda Bovino

Manejo nutricional dos ovinos Profa. Fernanda Bovino Manejo nutricional dos ovinos Profa. Fernanda Bovino Introdução Representa até 60% custos Mais importante para o sucesso Exigências nutricionais Mantença Produção Reprodução Alimentos Nutrientes Energia,

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia

Universidade Federal de Uberlândia Universidade Federal de Uberlândia Relatório Visita técnica Embrapa Gado de Corte-MS Grupo de estudos e pesquisa em forragicultra UFU GEPFOR Guilherme Amorim Soares da Silva Zootecnia Uberlândia 2014 I

Leia mais

A PRODUCAO LEITEIRA NOS

A PRODUCAO LEITEIRA NOS A PRODUCAO LEITEIRA NOS ESTADOS UNIDOS Estatisticas A produção leiteira durante Janeiro de 2012 superou os 7 bilhões de kg, 3.7% acima de Janeiro de 2011. A produção por vaca foi em media 842 kg em Janeiro,

Leia mais

Centro Estadual de Educação Profissional Arlindo Ribeiro

Centro Estadual de Educação Profissional Arlindo Ribeiro 1 Centro Estadual de Educação Profissional Arlindo Ribeiro 1. PRODUÇÃO ANIMAL Carga horária total: 400 h/a - 333 h APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA: a disciplina de produção animal é essencial ao currículo do

Leia mais

Regimento. Programa de Residência Zootécnica como formador de agentes de desenvolvimento. Regimento

Regimento. Programa de Residência Zootécnica como formador de agentes de desenvolvimento. Regimento Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico Regimento Programa de Residência Zootécnica como formador de agentes de desenvolvimento territorial 2013 Embrapa Gado de Leite Juiz de Fora

Leia mais

USO DE ÓLEOS E GORDURAS NAS RAÇÕES

USO DE ÓLEOS E GORDURAS NAS RAÇÕES 1 USO DE ÓLEOS E GORDURAS NAS RAÇÕES 1. INTRODUÇÃO A evolução gradual dos métodos que o homem tem usado para alimentação dos animais tem proporcionado um amplo e melhor conhecimento da ciência aplicada

Leia mais

Manual. do Produtor. de bezerro de corte

Manual. do Produtor. de bezerro de corte Manual do Produtor de bezerro de corte INTRODUÇÃO 02 A etapa de cria na cadeia produtiva da carne bovina é muito importante, e caracterizase como um período fundamental no processo de produção. As técnicas

Leia mais

MANEJO DE BOVINOS DE CORTE Confinamento. Prof : Ricardo Alexandre Silva Pessoa

MANEJO DE BOVINOS DE CORTE Confinamento. Prof : Ricardo Alexandre Silva Pessoa MANEJO DE BOVINOS DE CORTE Confinamento Prof : Ricardo Alexandre Silva Pessoa Julho/2013 1 Confinamento - sistema de criação onde lotes de animais são encerrados em piquetes ou currais com área restrita

Leia mais

Diferimento de pastagens para animais desmamados

Diferimento de pastagens para animais desmamados Diferimento de pastagens para animais desmamados Marco Antonio Alvares Balsalobre Eng. Agrônomo doutor em Ciência Animal e Pastagens Diretor de Produto da Bellman Nutrição Animal LTDA Mirella Colombo Moscardini

Leia mais

ÍNDICE: INTRODUÇÃO: No final são apresentados os níveis de garantia dos nossos produtos. Boa leitura!

ÍNDICE: INTRODUÇÃO: No final são apresentados os níveis de garantia dos nossos produtos. Boa leitura! ÍNDICE: INTRODUÇÃO: Este manual tem a finalidade de orientar os produtores, técnicos e vendedores a respeito da forma correta para a utilização de suplementos minerais, suplementos minerais protéicos,

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ZOOTECNIA. PRÉ-REQUISITO e/ou CO-REQUISITO (CR)

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ZOOTECNIA. PRÉ-REQUISITO e/ou CO-REQUISITO (CR) MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ZOOTECNIA Quadro 1- Matriz curricular do curso de zootecnia DISCIPLINA 1º Período Introdução à Zootecnia Nenhum 24 08 32 NC OB Exercício da Profissão de Zootecnista Nenhum

Leia mais

TESTES DE PRODUTIVIDADE

TESTES DE PRODUTIVIDADE TESTES DE PRODUTIVIDADE INDÚSTRIA DE MEDICAMENTOS VETERINÁRIOS LTDA. PROBIÓTICO SISTEMA DIGESTIVO E FLORA DE RÚMEN Os ruminantes (bovinos, ovinos, caprinos e bubalinos) constituem um grupo de animais com

Leia mais

Departamento de Ciências Econômicas DCECO. Tel.: +55 32 3379-2537 E-mail: infover@ufsj.edu.br

Departamento de Ciências Econômicas DCECO. Tel.: +55 32 3379-2537 E-mail: infover@ufsj.edu.br 2013 InfoVer São João del-rei, fevereiro de 2013 InFover InfoVer Informativo sobre o Mercado de Leite de Vaca do Campo Uma publicação do DCECO- UFSJ Ano VI Nº 55 Agosto de 2013 Universidade Federal de

Leia mais

Nutrição. tica (SND) Disciplina:Nutrição para Enfermagem Curso: Enfermagem Semestre: 4º. Profa. Dra. Andréia Madruga de Oliveira Nutricionista

Nutrição. tica (SND) Disciplina:Nutrição para Enfermagem Curso: Enfermagem Semestre: 4º. Profa. Dra. Andréia Madruga de Oliveira Nutricionista A Enfermagem e o Serviço de Nutrição e Dietética tica (SND) Disciplina:Nutrição para Enfermagem Curso: Enfermagem Semestre: 4º Profa. Dra. Andréia Madruga de Oliveira Nutricionista 1 A enfermagem e o Serviço

Leia mais

Utilização de gordura inerte na dieta de ruminantes

Utilização de gordura inerte na dieta de ruminantes II Semana de Ciência e Tecnologia do IFMG campus Bambuí II Jornada Científica 19 a 23 de Outubro de 2009. Utilização de gordura inerte na dieta de ruminantes Cátia Borges FERREIRA 1 ; Leonardo Almeida

Leia mais

O papel da Nutrição na Saúde dos Peixes. João Manoel Cordeiro Alves Gerente de Produtos Aquacultura Guabi Nutrição Animal

O papel da Nutrição na Saúde dos Peixes. João Manoel Cordeiro Alves Gerente de Produtos Aquacultura Guabi Nutrição Animal O papel da Nutrição na Saúde dos Peixes João Manoel Cordeiro Alves Gerente de Produtos Aquacultura Guabi Nutrição Animal Você éo que você come(u)! Esta éuma visão do passado Vamos prever o futuro? Você

Leia mais

SILAGEM DE MILHO E SORGO: Opção Inteligente

SILAGEM DE MILHO E SORGO: Opção Inteligente SILAGEM DE MILHO E SORGO: Opção Inteligente Marcio Pelegrini Engenheiro Agrônomo, Ms. Tecnologia de Sementes. Consultor de silagem da Santa Helena Sementes. 1 Os avanços tecnológicos cada vez mais presentes

Leia mais

RESUMO SUMMARY 1. INTRODUÇÃO

RESUMO SUMMARY 1. INTRODUÇÃO REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE MEDICINA VETERINÁRIA ISSN 1679-7353 PERIODICIDADE SEMESTRAL EDIÇÃO NÚMERO 2 JANEIRO DE 2004 ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais