Mônica Maria Tassigny, UNIFOR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Mônica Maria Tassigny, UNIFOR"

Transcrição

1

2

3

4

5 Mônica Maria Tassigny, UNIFOR

6

7 EDITORIAL O tempo passa... escoa em nossas mãos. E novamente chegou o Natal! Chegamos à última edição da ANIMA de 2014 com saudades do ano velho e com muitas esperanças para o ano que vem. Com grande satisfação a ANIMA traz em sua 28ª. edição os melhores trabalhados apresentados ao VI Seminário de Pesquisa da Estácio e II Jornada de Iniciação Científica da Universidade Estácio de SÁ, evento que tem como objetivo promover a visibilidade e a interdisciplinaridade do conhecimento científico. Foram selecionados os melhores resumos para publicação em formato - Artigo Completo. A escolha dos trabalhos se deu mediante processo avaliativo apoiado por docentes das diversas áreas de conhecimento na Estácio. Nesta edição publicamos 15 (quinze) estudos desenvolvidos na área ambiental, gestão, jurídica, saúde e tecnologia. Assim, na área ambiental são apresentados três estudos, quais sejam: Acúmulo de resíduos sólidos nas margens do Rio Cotia (SP), Descarte adequado de medicamentos: alternativa possível e aplicação de informações, Sensoriamento remoto aplicado na conservação do solo. Na área Jurídica são apresentados os estudos: Aplicação de medidas cautelares alternativas à prisão preventiva nos crimes de tráfico de drogas, A constituição do campo assistencial no Brasil, Direito fundamental à saúde x direito econômico das empresas de saúde suplementar, Legitimidade e parâmetros para efetivação de políticas afirmativas de promoção da igualdade étnico-racial no Brasil, O poder moderador e sua repercussão sobre o poder executivo, O processo administrativo disciplinar nas entidades paraestatais, Representações sobre formação de mediadores judiciais em Niterói.

8 Da área da Saúde são três estudos: Avaliação do índice de resto-ingesta em uma unidade de alimentação e nutrição (UAN) localizada na cidade de Antônio Carlos/SC, Células tronco e terapias regenerativas e, por último, o artigo Enfermagem na ATI UNESA Petrópolis). As áreas de Tecnologia e Gestão contribuem com o conhecimento apresentado nos estudos: Caracterização mecânica de blocos cerâmicos utilizados em alvenaria na região norte do estado do Rio de Janeiro e A influência do esquematismo da indústria cultural na internet. Desejamos a todos boas festas e uma leitura muito proveitosa.

9 Sumário 11 ACÚMULO DE RESÍDUOS SÓLIDOS NAS MARGENS DO RIO COTIA (SP) - SILVA, Geni Ferreira; TIZZATTO, Elisangela G.; FERREIRA, Marcos Roberto; SANTOS, Michael Jackson Alves; MAJER, Alessandra Pereira. 17 DESCARTE ADEQUADO DE MEDICAMENTOS: ALTERNATIVA POSSÍVEL E APLICAÇÃO DE INFORMAÇÕES SANTOS, Amanda Pereira; SOUZA, Dorenilde Santos; SOUZA, Eliene Rodrigues; BROUWER, Mônica da Silva Fernandes; MAJER Alessandra Pereira. 23 SENSORIAMENTO REMOTO APLICADO NA CONSERVAÇÃO DO SOLO MIRANDA, Ciomara de Sousa; NADAI, Karla Bethânia L.; PARANHOS FILHO, Antônio Conceição. 29 CARACTERIZAÇÃO MECÂNICA DE BLOCOS CERÂMICOS UTILIZADOS EM ALVENARIA NA REGIÃO NORTE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - ALMEIDA, B. G. B; AZEVEDO, T. M; SÁ, T. V; SANTOS, A. L. H. A; ALMEIDA, L.L.P. 35 A APLICAÇÃO DE MEDIDAS CAUTELARES ALTERNATIVAS À PRISÃO PREVENTIVA NOS CRIMES DE TRÁFICO DE DROGAS VARGAS, Róbson. 43 A CONSTITUIÇÃO DO CAMPO ASSISTENCIAL NO BRASIL BRAGA, Virna Ligia Fernandes. 49 DIREITO FUNDAMENTAL À SAÚDE X DIREITO ECONÔMICA DAS EMPRESAS DE SAÚDE SUPLEMENTAR ALVES, Osair; MARTINS, Marianne Rios de Souza. 55 LEGITIMIDADE E PARÂMETROS PARA A EFETIVAÇÃO DE POLÍTICAS AFIRMATIVAS DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE ÉTNICO-RACIAL NO BRASIL: AS CONTRIBUIÇÕES DO DIÁLOGO ENTRE CONSTITUIÇÃO E DIREITO INTERNACIONAL CAMPINHO, Bernardo Brasil. 63 O PODER MODERADOR E SUA REPERCUSSÃO SOBRE O PODER EXECUTIVO OLIMPIO, Telmo; MARQUES, Allan; BOLONHA, Carlos. 69 O PROCESSO ADMINISTRATIVO DISCIPLINAR NAS ENTIDADES PARAESTATAIS OLIVEIRA, Jahson Costa; MARTINS, Marianne Rios. 75 REPRESENTAÇÕES SOBRE FORMAÇÃO DE MEDIADORES JUDICIAIS EM NITERÓI ALMEIDA, G. G. S. L. de. 81 RESTO-INGESTA EM UMA UNIDADE DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO (UAN) LOCALIZADA NA CIDADE DE ANTÔNIO CARLOS/SC AQUINO, Gabriela Rodrigues Varela; ZIMMERMANN, R. S.; CLEMENTE, Isaura Hammerschmitt; ACIOLY, P. L. 87 CÉLULAS TRONCO E TERAPIAS REGENERATIVAS CARVALHO, Husten da Silva; SOUZA, Luciana Borges Oliveira; LUZ, Flávia Cristina Oliveira; XAVIER, Eveliney Vicente de Alencar; SANTOS, João Paulo Bello; MAXIMIANO, Elizabeth; MATTOS, Adriana. 99 ENFERMAGEM NA UTI UNESA PETRÓPOLIS MOTA, Gisele Luzia M. G.; DÁVILA, Érica V. W.; LARA, Christianne Reis de Souza; MONTEIRO, Ana Cláudia M. 105 A INFLUÊNCIA DO ESQUEMATISMO DA INDÚSTRIA CULTURAL NA INTERNET FLORES, Bárbara de Almeida; TÁVORA, Getúlio.

10

11 ACÚMULO DE RESÍDUOS SÓLIDOS NAS MARGENS DO RIO COTIA (SP) ACCUMULATION OF SOLID WASTE IN THE BANKS OF COTIA RIVER Geni Ferreira da Silva, Elisangela G. Tizzatto, Marcos Roberto Ferreira, Michael Jackson Alves dos Santos, Alessandra, P. Majer RESUMO As matas ciliares são ambientes de grande importância ecológica, contribuindo com a manutenção da qualidade da água e dificultando o despejo de lixo em seu curso. Por este motivo é observado um acúmulo de resíduos nestas áreas, problema que vem se agravando na extensão do Rio Cotia. Neste contexto, este estudo visou avaliar, qualificar e quantificar os resíduos observados às margens do rio Cotia, identificando sua provável fonte de origem e testando o efeito das características da comunidade vizinha neste acúmulo. Para tanto, três áreas da margem com diferentes perfis de ocupação (próximo à área de conservação X área doméstica X área doméstica/industrial) foram avaliadas. Foram encontrados itens, com massa de 246,801 kg, destes, a maior parte dos resíduos (64,14%) correspondeu a itens associados à construção civil, sendo seguida por plástico (29,38%) e papel (3,32%). Na comparação entre os pontos somente foi observada uma distinção na abundância, com a área residencial apresentando um maior número total de resíduos (p=0,012). A avaliação da fonte mais provável destes resíduos indica tanto um efeito associado aos moradores locais como o descarte ilegal por parte de caçambeiros associados à construção civil em áreas mais nobres. ABSTRACT Riparian forests are ecologically important environments, contributing to the maintenance of water quality and hampering the garbage dump in their course. For this reason it is observed an accumulation of waste in these areas, a serious problem in Rio Cotia. This study aimed to evaluate, qualify and quantify residues observed on the banks of river Cotia, identifying its probable source of origin and testing the effect of the surrounding community. To this end, three areas with different margin occupation profiles were evaluated. 1,562 items were found, with 246,801 kg of mass, of whom the majority of the residues (64.14%) corresponded to items associated with construction, followed by plastics (29.38%) and paper (3.32%). Comparing the points, only a distinction in abundance was observed, with the residential area presenting a greater total number of residues. The assessment of the most likely source of these residues indicates both an effect associated with local residents as the illegal disposal associated with construction in richer areas. Palavras-Chave: Resíduos Sólidos, Degradação ambiental, impacto ambiental, prevenção e controle, sensibilização pública. Keywords: Solid Waste, Environmental degradation, environmental impact, prevention and control, public awareness. 1. Faculdade Estácio Europanamericana de Humanidades e Tecnologias, 2. Faculdade Estácio Cotia, 3. Centro Universitário Estácio Radial de São Paulo - Autor para correspondência A mata existente à beira dos cursos fluviais e das nascentes de água é denominada mata ciliar e, corresponde a um ambiente de grande importância como habitat e fonte de alimentos para a fauna aquática e terrestre, sendo fundamental para a conservação da biodiversidade (LEITE & PEREIRA, 1996). Sua preservação é também de suma importância por proporcionar a diminuição dos processos de erosão e assoreamento no leito e margem dos rios, o aumento da infiltração das águas provenientes das chuvas para o abastecimento dos lençóis freáticos e a regularização da vazão das águas superficiais pela redução da sua velocidade de escoamento. Além disso, a presença dos componentes deste tipo de Anima, Fortaleza, ano 14, no. 28, p , out./ dez

12 Geni Silva, Elisangela Tizzatto, Marcos Ferreira, Michael Santos, Alessandra Majer formação resulta num efeito filtro, inclusive no que diz respeito ao acúmulo de resíduos sólidos, dificultando o despejo de lixo e esgoto nos cursos de água e também retendo e removendo parte dos resíduos carregados por estes (KOBIYAMA et al., 1998). O acúmulo de resíduos sólidos representa um problema sério em ambientes aquáticos, o que inclui suas margens, já que podem resultar em alterações físicas do ambiente, efeitos diretos e indiretos sobre a fauna e flora, além de impactos estéticos acentuados (e.g. MASCARENHAS et al., 2004; MANZANO, 2009; COLABUONO et al., 2010). Este tipo de lixo é definido como qualquer resíduo nesta categoria (e.g. plástico, vidro, borracha, metal, tecido, isopor, matéria orgânica e madeira antropogênica) descartado, depositado ou abandonado nos ambientes aquáticos, por qualquer fonte (COE & ROGERS, 2000). Dentre esta variedade de matérias-primas, os itens de plástico, isopor e nylon geralmente constituem a maior fração destes resíduos (ARAÚJO & COSTA, 2006), o que em muito se deve às suas características intrínsecas, como baixa densidade (que facilita sua flutuação, e consequente dispersão), acumulação lenta, persistência, aporte crescente com o tempo, e ampla disseminação do uso (GREGORY, 1999). Em ambientes naturais distintos, assim como as margens de rios, dados relacionados ao grau de divergência entre o estado atual do ambiente e o seu ideal, são capazes de expressar sua saúde ecossistêmica (ARAÚJO & COSTA, 2008) sendo aplicáveis como importantes ferramentas de gerenciamento, inclusive em situações de disposição inadequada de resíduos sólidos. Neste contexto o presente trabalho visou: (1) avaliar os resíduos sólidos encontrados nas margens do rio Cotia no que diz respeito à matéria-prima principal e a provável fonte de origem; (2) quantificar, de acordo com a matéria-prima principal a abundância e massa destes resíduos; e (3) testar se as características da comunidade vizinha influenciam no tipo e quantidade de resíduo acumulado. Três áreas da margem do Rio Cotia (SP) foram consideradas como pontos de amostragem. A primeira logo abaixo da represa do Morro Grande (área com menor impacto), a segunda no bairro Jardim Sandra (ocupação residencial), e a terceira próxima ao km 27 da Rodovia Raposo Tavares (marginada por casas e empresas). Em cada uma destas, em uma área relativamente homogênea de 24 metros, foram dispostos 12 transectos perpendiculares à linha d água com largura de 2 metros e extensão de 5 metros. Cinco destes transectos foram aleatoriamente selecionados para a amostragem, nos quais todos os itens maiores que 2,5 cm foram catalogados e pesados. Somente no terceiro ponto foram amostrados somente quatro transectos, em função da menor área disponível. Para fins de catalogação, os itens amostrados foram divididos em nove tipos de resíduos sólidos (plástico, tecido, vidro & cerâmica, metal, papel & papelão, borracha, madeira, outros e resíduos de composição mista) e também classificados quando Anima, Fortaleza, ano 14, no. 28, p , out./ dez

13 Geni Silva, Elisangela Tizzatto, Marcos Ferreira, Michael Santos, Alessandra Majer ao seu uso. A comparação relativa à quantidade de resíduo acumulado foi realizada por meio de uma ANOVA multifatorial, seguida por um teste a posteriori HSD de Tukey. Considerando o estado inicial da área de estudo, foram encontrados itens, com massa de 246,8 kg. Destes, a maior parte dos resíduos, 64%, correspondeu a itens associados à construção civil (n = 1.002, 229 kg). A segunda categoria mais abundante foi o plástico (29%, n = 459, kg), com a terceira e quarta destas categorias sendo papel (3%, n = 52, 2,6210kg) e metal (1%, n =18, 0,934 kg), respectivamente. Considerando a comparação entre os pontos de amostragem, foi observado que a menor quantidade de resíduos se deu no primeiro ponto, próximo à reserva do Morro Grande. Neste ponto o resíduo mais observado foi o plástico, com itens como garrafas do tipo pet, saco de lixo, sacolas de supermercado e fragmentos plásticos diversos. Neste caso, a fonte principal de resíduos parece associada às oferendas religiosas disposta nas margens desse ponto. Já a maior quantidade de resíduos foi encontrada no Jardim Sandra, onde os itens mais frequentes no primeiro ponto também foram comumente identificados, porém também sendo observados sacos de areia e pedra, além de outros itens associados à construção civil. Neste caso, a primeira parte dos resíduos pode ser parcialmente associada à ocupação doméstica do entorno, com observações de queima de objetos como moveis velhos e lixo em geral. Porém, outra fonte de contribuição importante foi a utilização da área para o descarte ilegal de entulho por parte dos caçambeiros. Já no ponto próximo a Raposo Tavares o resíduo mais observado foi o plástico, com itens como garrafa pet, saco de lixo e fragmento plástico também sendo os mais frequentes. Resíduos associados à construção civil também foram observados, porém, neste caso, a fonte destes parece associada a obras realizada na ponte que sustenta a rodovia e que se localiza na lateral da área de amostragem. Em termos de massa total, não foi observada uma diferença no acúmulo observado entre os três pontos de amostragem (GL = 2, F = 1,41 e p = 0,29; Fig. 1A). Porém, considerando a abundância de resíduos esta diferença foi evidenciada com maior número de itens no Jardim Sandra, bairro de ocupação principalmente residencial (GL = 2, F = 6,4 e p = 0,012; Fig. 1B). Os demais pontos não diferiram quanto à abundância. Os resultados apresentados neste trabalho correspondem a um diagnóstico inicial a respeito dos resíduos acumulados às margens do Rio Cotia, visando um futuro monitoramento e contínua avaliação. Entretanto, apesar de iniciais, os dados coletados até o momento permitem identificar dois Anima, Fortaleza, ano 14, no. 28, p , out./ dez

14 Geni Silva, Elisangela Tizzatto, Marcos Ferreira, Michael Santos, Alessandra Majer principais tipos de resíduos sólidos como mais relevantes, que por sua vez identificam diferentes fontes. No caso dos resíduos associados à construção civil suas características indicam uma fonte externa ao ponto de amostragem, que aparentemente recebe os itens gerados em bairros mais nobres da região. Desta maneira, os impactos associados a este descarte, são sentidos pela população local do Jardim Sandra, cuja paisagem, o tráfego de pedestres/veículos e drenagem urbana são comprometidas, além de ocorrer a atração de resíduos não inertes e vetores de doenças (MORAIS, 2006). Figura 1 Comparação entre valores médios de (A) massa total de resíduos e (B) número total de resíduos entre os pontos de amostragem. Ponto 1 - próximo à reserva do Morro Grande, Ponto 2 Jardim Sandra, Ponto 3 - próximo à rodovia Raposo Tavares. Ao mesmo tempo, a perda da qualidade ambiental destas áreas, resulta gradualmente em seu abandono por parte da maioria dos moradores, uma relação de aversão frente ao recurso natural vizinho. Esta por sua vez, tem uma consequência clara que é a acentuação da degradação ambiental, já que a própria população acaba contribuindo com o descarte inadequado naqueles pontos que ela já considerada como perdidos. Este cenário não é raro atualmente e os resultados mostram que já está ocorrendo no Rio Cotia. Para a recuperação da qualidade do rio e de suas margens é essencial o restabelecimento do elo afetivo entre este e a população local, visando que estes indivíduos contribuam não só para a melhoria das condições na área, mas também para sua manutenção. Uma das ferramentas utilizadas para alterar este panorama é a comunicação ambiental, onde a partir do mapeamento das fontes e influências associadas a um problema ambiental específico, as informações sobre aquele assunto conscientizam este publico e assim, contribuem com a formação de cidadãos ambientalmente educados (JOHN, 2000). Nessa perspectiva podese dizer que o domínio da informação está diretamente ligado ao poder de interferir e reorientar as relações humanas e da sociedade com a natureza (RAMOS, 1995). O presente projeto visa justamente isso. O diagnóstico aqui apresentado é somente a primeira Anima, Fortaleza, ano 14, no. 28, p , out./ dez

15 Geni Silva, Elisangela Tizzatto, Marcos Ferreira, Michael Santos, Alessandra Majer etapa deste trabalho, que já inclui o monitoramento sazonal do acúmulo de resíduos, e será expandido para avaliar também a qualidade da água e biodiversidade, visando gerar informações que possam alimentar uma campanha de comunicação ambiental específica para o rio Cotia e recuperar a relação afetiva entre este e a população local. ARAÚJO, M. C. B., COSTA, M., The significance of solid wastes land-based sources for a tourist beach. Pan American Journal of Aquatic Sciences, 1, ARAÚJO, M. C. B.; COSTA, M. Environmental quality indicators for recreational beaches classification. Journal of Coastal Research, 24, COE, J.M.; ROGERS, D.B. Marine Debris: sources, impacts and solutions. 431 p., Springer- Verlag, Nova York, United States of America. ISBN: COLABUONO, F. I.; TANIGUCHI, S.; MONTONE, R. C., Polychlorinated biphenyls and organochlorine pesticides in plastics ingested by seabirds. Marine Pollution Bulletin 60, GREGORY, M. R., Plastics and South Pacific Island shores: environmental implications. Ocean & Coastal Management, 42 (6-7), JOHN, L. Imprensa, Meio Ambiente e Cidadania. Santa Maria. Ciência e Ambiente. Vol.1, n. 1, p , jul KOBIYAMA, M.; GENZ, F.; MENDIONDO, E.M. Geo-Bio-Hidrologia. In: Fórum Geo-Bio- Hidrologia: Estudo em vertente e microbacias hidrográficas (1:1998: Curitiba) Anais, Curitiba: Curso de Pós-Graduação em Solos-UFPR, p LEITE, H. G. & PEREIRA, R. Considerações sobre o Manejo Sustentável de Matas Ciliares. São Paulo: FOREST, MANZANO, A. B. Distribuição, taxa de entrada, composição química e identificação de fontes de grânulos plásticos na Enseada de Santos, SP, Brasil. Dissertação de Mestrado, Instituto Oceanográfico USP, p MASCARENHAS, R., SANTOS, R.; ZEPPELINI, D., Plastic debris ingestion by sea turtle in Paraíba, Brazil. Marine Pollution Bulletin 49, MORAIS, G. M. D. Diagnóstico da Deposição Clandestina de Resíduos de Construção e Demolição em Bairros Periféricos de Uberlândia: subsídios para uma gestão sustentável. Uberlândia, Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) Escola de Engenharia, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, RAMOS, L. F. A. Meio Ambiente e Meios de Comunicação. São Paulo: ANNABLUME, p Anima, Fortaleza, ano 14, no. 28, p , out./ dez

16 Anima, Fortaleza, ano 14, no. 28, p , out./ dez

17 DESCARTE ADEQUADO DE MEDICAMENTOS: ALTERNATIVA POSSÍVEL E APLICAÇÃO DE INFORMAÇÕES PROPER DISPOSAL OF DRUG RESIDUES Amanda Pereira Santos 1, Dorenilde Santos de Souza 1, Eliene Rodrigues de Souza 1, Mônica da Silva Fernandes Brouwer 1, Alessandra Pereira Majer1, 2, 3* RESUMO Grande parte da população brasileira possui medicamentos em sua residência, porém estes não são geralmente descartados adequadamente nos casos de sobra ou vencimento, resultando em impactos ambientais negativos. Visando minimizar esta questão, este trabalho visou revitalizar o Ecoponto da Faculdade Estácio Cotia, realizando também uma avaliação qualiquantitativa destes resíduos. Desta maneira, a estrutura recebeu uma nova pintura, capa para as lixeiras e sinalização, incluindo além da coleta de comprimidos, líquidos e medicamentos pastosos/pó, também caixa para perfuro-cortantes. Quanto a avaliação dos itens descartados, foram descartados mais de 769 resíduos, sendo mais frequentes os comprimidos. A maior parte destes resíduos foi descartada de forma avulsa, sem rótulo ou com o rótulo danificado, porém nos demais foi possível determinar que 100% e 74% dos comprimidos e líquidos, respectivamente, se encontravam vencidos. Já considerando a classe terapêutica principal, foram observados tipos diversificados, sendo mais frequentes anti-hipertensivos, anticoncepcionais, antiinflamatórios e antibióticos. Apesar da inexistência de informações sobre os possíveis impactos negativos associados a algumas destas substâncias, de modo geral são associados ao descarte inadequado de anticoncepcionais disfunções endócrinas em animais aquáticos e seres humanos, enquanto que para antibióticos a resistência microbiana é fato registrado, o que demonstra a importância deste tipo de iniciativa. ABSTRACT Most people have drugs at their homes, but do not properly discard them in the case of leftovers or expiration date overdue. In order to minimize this problem, this study aimed to revitalize the residue disposal point at Faculdade Estácio Cotia also conducting a qualitative/quantitative assessment of these wastes. Thus, the structure received a new paint, cover for bins and signage. More than 769 residues were discarded so far, mainly pills. Most of this waste was disposed unlabeled, for the rest were determined that 100% and 74% of the tablets and liquid, respectively, were expired. When considering the main therapeutic class the more frequent were anti-hypertensives, contraceptives, antiinflammatories and antibiotics. Despite the lack of information about the possible negative impacts of these substances, the improper disposal of contraceptives is associated to endocrine dysfunctions in humans and aquatic animals, whereas microbial resistance to antibiotics is registered, which demonstrates the importance of this type of initiative. 1. Faculdade Estácio Cotia 2. Faculdade Estácio Europanamericana de Humanidades e Tecnologias 3. Centro Universitário Estácio Radial de São Paulo Autor para correspondência Palavras-Chave: Contaminação ambiental: prevenção e controle, sensibilização pública e educação ambiental. Keywords: Environmental contamination: prevention and control, public awareness and environmental education. Anima, Fortaleza, ano 14, no. 28, p , out./ dez

18 Amanda Santos, Dorenilde Souza, Eliene Souza, Mônica Brouwer, Alessandra Majer A organização mundial da saúde (OMS) define medicamento como qualquer substância química num produto farmacêutico usada para modificar ou explorar sistemas fisiológicos ou estados patológicos em benefício do recebedor. Entretanto, no mundo todo se tem identificado a presença de fármacos, tanto nas aguas como no solo. Essa contaminação ambiental resulta do descarte indevido e da excreção de metabólitos, que por sua vez não são eliminados no processo de tratamento de esgotos (BARCELOS et al., 2011). Estes, porém, apresentam efeitos negativos claros em diversas espécies. Os estrógenos sintéticos, por exemplo, se constituem classe de fármacos intensamente discutida considerando os possíveis efeitos adversos, por interferirem no desenvolvimento e reprodução de organismos aquáticos, além de estarem relacionados ao desenvolvimento de vários tipos de cânceres em humanos. Estudo envolvendo peixes jovens da espécie Rutilus rutilus, que foram expostos a estrogênios sintéticos além de outros perturbadores endócrinos, evidenciou uma feminização dos peixes machos (ALVARENGA & NICOLETTI 2010). Também, bactérias presentes em ambientes contaminados por antibióticos podem adquirir resistência a essas substancias, visto que tais organismos têm material genético com alta capacidade de mutação. Ainda a contaminação dos animais e do homem, pelos resíduos, acontece por via oral, respiratória e cutânea, lembrando também que diversas das espécies afetadas são, por sua vez, fonte de alimento (UEDA, 2009). No Brasil, analises em amostras de efluentes de rios do estado do Rio de Janeiro, detectaram 9 de 13 compostos farmacêuticos investigados, dentre eles reguladores de peso, anti inflamatórios, analgésicos e outras drogas de uso humano e veterinário. O monitoramento de fármacos residuais no meio ambiente vem despertando grande interesse no desenvolvimento de método de remoção adequados, devido ao fato de muitas dessas substâncias serem frequentemente encontradas em águas naturais e interferirem significativamente na fisiologia, no metabolismo e no comportamento das espécies (BELISÁRIO et al., 2009). Um ponto importante de entrada destas substâncias no ambiente são as sobras, que por sua vez apresentam várias causas. Dentre elas estão a dispensação de medicamento em quantidade além da necessária para o tratamento, as amostras-grátis distribuídas pelos laboratórios farmacêuticos como forma de propaganda, compra desnecessária de medicamentos pela população e o gerenciamento inadequado de medicamentos por parte de farmácias e demais estabelecimentos de saúde (EICKHOFF et al., 2009). Mas a destinação final dos resíduos de origem farmacêutica pelo consumidor final é a que apresenta maior lacuna na legislação. Desta forma é um tema relevante para a saúde pública, em virtude das diferentes propriedades farmacológicas dos medicamentos que, inevitavelmente, se tornarão resíduos (BARCELOS et al., 2011). Considerando este cenário, o presente trabalho teve como objetivos: (1) a revitalização do ecoponto previamente implantado na Faculdade Estácio Cotia, adequando Anima, Fortaleza, ano 14, no. 28, p , out./ dez

19 Amanda Santos, Dorenilde Souza, Eliene Souza, Mônica Brouwer, Alessandra Majer a estrutura para o descarte de medicamentos na instituição e permitindo assim a destinação final correta destes resíduos por alunos e funcionários e (2) a quantificação dos medicamentos descartados e identificação de suas substâncias com ação biológica. A revitalização da área correspondente ao ecoponto existente na instituição consistiu na avaliação da estrutura para disposição de resíduos, idealizando um melhor cumprimento de sua função frente aos itens a serem coletados. O mesmo se deu considerando sua localização dentro da instituição, visando uma maior visibilidade e facilidade de acesso. conjunto com diferentes medicamentos. A estrutura agora conta com uma metragem de 92,3cm de altura, 1,55m de comprimento e 38,7cm de profundidade, e se divide em lixeiras destinadas ao recolhimento específico de: medicamentos líquidos, sólidos, pomadas e a caixa para perfuro cortantes. A localização do Ecoponto também foi considerada, sendo, entretanto, determinada que a posição original era a mais adequada. Esta se localiza em frente à entrada principal do prédio, apresentando, portanto, excelente acesso e visibilidade ao público da instituição. Para a adequada identificação da estrutura foi adicionado um cartaz informativo. Os resíduos descartados foram quantificados e classificados quanto à validade e ação biológica/terapêutica, sendo estas relacionadas com os impactos ambientais descritos na literatura. A revitalização do Ecoponto incluiu a reforma da estrutura metálica que suporta as lixeiras destinadas ao recebimento dos resíduos, envolvendo esta a pintura e adição de porção específica para disposição de caixa de papelão voltada ao descarte de perfuro cortantes, que no primeiro ano do Ecoponto foram descartados em Dos medicamentos recebidos pelo Ecoponto a maior parte correspondeu a itens de administração oral (comprimidos ou líquidos), o que concorda com a observação relatada por uma Instituição de ensino com programa semelhante. Este programa desenvolvido pela Faculdade de Farmácia da UFRGS realiza campanha de descarte de medicamentos vencidos (ROCHA et al., 2009) e neste caso mais de 70% dos resíduos entram nesta categoria. Este fato é atribuído a facilidade de acesso e praticidade em termos de consumo associada a este tipo de medicamento. Considerando os comprimidos, que foram os resíduos mais frequentes, até o momento foram contabilizados 723 comprimidos, sendo 547 destes descartados de modo avulso (fora da embalagem e da cartela) o que impossibilitou sua identificação Anima, Fortaleza, ano 14, no. 28, p , out./ dez

20 Amanda Santos, Dorenilde Souza, Eliene Souza, Mônica Brouwer, Alessandra Majer quanto aos demais parâmetros avaliados. Do total que pode ser contabilizado, 100% dos comprimidos se apresentaram fora do período de validade. Já para líquidos, foram descartadas 39 itens, com 74,4% estando vencidas e 7,7% destas sem rótulo ou com rótulo ilegível, o que impossibilitou a determinação deste parâmetro. Já considerando a classe terapêutica principal, para comprimidos foram observadas substâncias com dez tipos de ações distintos, sendo mais frequentes anti-hipertensivos (28,9%), anticoncepcionais (11,9%), anti-inflamatórios (11,3%) e antibióticos (10,7%). Para os medicamentos líquidos, a quantificação do volume foi dificultada em função das diferenças em termos de tamanho e formato de embalagens, porém foram mais frequentes compostos antialérgicos, analgésicos, antiasmáticos, antitussígenos e descongestionantes nasais. Apesar da inexistência de informações sobre os possíveis impactos negativos associados a algumas destas substâncias, de modo geral são associados ao descarte inadequado de anticoncepcionais disfunções endócrinas em animais aquáticos e seres humanos (BELISÁRIO, 2009), enquanto que para anti-inflamatórios e antibióticos a resistência microbiana é fato registrado (BILA & DEZOTTI, 2003). A simples instalação e revitalização do ecoponto na instituição já permitiu observar a adesão de vários alunos e funcionários da faculdade quanto á destinação adequada de seus medicamentos em desuso, demonstrando a importância da disponibilização de uma estrutura para descarte como o ecoponto. Apesar disso, são ainda raros projetos similares, especialmente aqueles desenvolvidos dentro de instituições de ensino superior. Porém, projetos com objetivos similares são desenvolvidos por algumas prefeituras brasileiras ou mesmo outros países. Em Curitiba, por exemplo, postos de recolhimento de medicamentos estão presentes em pontos de ônibus. Já em Portugal, assim como em outros países desenvolvidos, existe um sistema integrado de gestão de resíduos de embalagem e de medicamentos instalados em drogarias e pontos de fácil acesso para os consumidores (ALVARENGA & NICOLETTI, 2010). A importância deste tipo de iniciativa fica clara quando se analisa os compostos presentes nestes itens, assim como seus impactos conhecidos. Por outro lado, a falta de informação sobre os possíveis efeitos de inúmeras substâncias, tanto sobre a espécie humana como sobre outras existentes no ambiente, mostra o quão pouco se sabe sobre o assunto atualmente, e quão importante é a destinação correta destes resíduos. Por outro lado, a falta de campanhas que visem a educação da população em relação a este tema resulta na continuidade do descarte inadequado, fato cujos impactos negativos somente se acentuarão com o crescimento populacional humano. Considerando este fato, a próxima etapa do presente projeto incluirá a elaboração e aplicação da campanha de comunicação ambiental, por meio da qual serão disponibilizados exemplos destes fatos para a população da instituição. Com isso, se espera uma potencialização do descarte observado Anima, Fortaleza, ano 14, no. 28, p , out./ dez

Uso da terra na Área de Preservação Permanente do rio Paraíba do Sul no trecho entre Pinheiral e Barra do Piraí, RJ

Uso da terra na Área de Preservação Permanente do rio Paraíba do Sul no trecho entre Pinheiral e Barra do Piraí, RJ Uso da terra na Área de Preservação Permanente do rio Paraíba do Sul no trecho entre Pinheiral e Barra do Piraí, RJ Stephanie Freitas Couto de Magalhães Samara Salamene Tom Adnet Moura Viviane Costa Elias

Leia mais

Especialização em Direito Ambiental. 3. As principais funções das matas ciliares são:

Especialização em Direito Ambiental. 3. As principais funções das matas ciliares são: Pedro da Cunha Barbosa. Especialização em Direito Ambiental. Área do conhecimento jurídico que estuda as relações entre o homem e a natureza, é um ramo do direito diferenciado em suas especificidades e,

Leia mais

EPB0733 USO E OCUPAÇÃO DO SOLO NAS ÁREAS DE APP DA SUB- BACIA DO RIBEIRÃO DA PEDRA NEGRA, TAUBATÉ/SP, POR MEIO DE GEOTECNOLOGIAS

EPB0733 USO E OCUPAÇÃO DO SOLO NAS ÁREAS DE APP DA SUB- BACIA DO RIBEIRÃO DA PEDRA NEGRA, TAUBATÉ/SP, POR MEIO DE GEOTECNOLOGIAS XV Encontro de Iniciação Científica XI Mostra de Pós-graduação V Seminário de Extensão II Seminário de Docência Universitária 18 a 22 de outubro de 2010 DESAFIOS DO SABER PARA UMA NOVA SOCIEDADE EPB0733

Leia mais

Diagnóstico Ambiental do Município de Alta Floresta - MT

Diagnóstico Ambiental do Município de Alta Floresta - MT Diagnóstico Ambiental do Município de Alta Floresta - MT Paula Bernasconi Ricardo Abad Laurent Micol Maio de 2008 Introdução O município de Alta Floresta está localizado na região norte do estado de Mato

Leia mais

"Protegendo as nascentes do Pantanal"

Protegendo as nascentes do Pantanal "Protegendo as nascentes do Pantanal" Diagnóstico da Paisagem: Região das Cabeceiras do Rio Paraguai Apresentação O ciclo de garimpo mecanizado (ocorrido nas décadas de 80 e 90), sucedido pelo avanço das

Leia mais

Mapeamento, Identificação e Monitoramento das Áreas de Proteção Permanente ao longo do Ribeirão Anicuns no Município de Goiânia - Go

Mapeamento, Identificação e Monitoramento das Áreas de Proteção Permanente ao longo do Ribeirão Anicuns no Município de Goiânia - Go Mapeamento, Identificação e Monitoramento das Áreas de Proteção Permanente ao longo do Ribeirão Anicuns no Município de Goiânia - Go Daniel Mathias Caixeta 1 1 Centro Federal de Educação Tecnológica de

Leia mais

O emprego do Geoprocessamento na Análise Espacial da Bacia Hidrográfica do Córrego Guariroba, Campo Grande MS

O emprego do Geoprocessamento na Análise Espacial da Bacia Hidrográfica do Córrego Guariroba, Campo Grande MS O emprego do Geoprocessamento na Análise Espacial da Bacia Hidrográfica do Córrego Guariroba, Campo Grande MS Raony Moreira Gomes Yamaciro Geógrafo raony.shiro@gmail.com Abstract. The present study aimed

Leia mais

Endereço: Rua Max de Vasconcelos, n 270, Parque Leopoldina Campos dos Goytacazes RJ Telefone: (22) 9829-6934 mail: ramonfisicacefet@yahoo.com.

Endereço: Rua Max de Vasconcelos, n 270, Parque Leopoldina Campos dos Goytacazes RJ Telefone: (22) 9829-6934 mail: ramonfisicacefet@yahoo.com. IDENTIFICAÇÃO DOS PONTOS DE ACÚMULO DE RDC (RESÍDUO DE DEMOLIÇÃO E CONSTRUÇÃO) EM ÁREAS DE RISCO AMBIENTAL NA CIDADE DE CAMPOS DOS GOYTACAZES: AVALIAÇÃO DOS RISCOS E PROPOSIÇÃO DE MEDIDAS MITIGADORAS.

Leia mais

DIAGNOSTICOS DE MATA CILIAR E RESERVA LEGAL EM PROPRIEDADES RURAIS NA SUB-BACIA DO TAIAÇUPEBA NO MUNICÍPIO DE SUZANO-SP.

DIAGNOSTICOS DE MATA CILIAR E RESERVA LEGAL EM PROPRIEDADES RURAIS NA SUB-BACIA DO TAIAÇUPEBA NO MUNICÍPIO DE SUZANO-SP. REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE ENGENHARIA FLORESTAL PERIODICIDADE SEMESTRAL EDIÇÃO NÚMERO 5 JANEIRO DE 2005 - ISSN 1678-3867 --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Figura 1 Classificação Supervisionada. Fonte: o próprio autor

Figura 1 Classificação Supervisionada. Fonte: o próprio autor ANÁLISE DAS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO JUQUERY ATRÁVES DE TÉCNICAS DE GEOPROCESSAMENTO E IMAGENS DE SENSORIAMENTO REMOTO 1. INTRODUÇÃO Ultimamente tem-se visto uma grande

Leia mais

ANÁLISE AMBIENTAL DE UMA BACIA HIDROGRÁFICA NO MUNICÍPIO DE VERÍSSIMO - MG: ELABORAÇÃO DO MAPA DE USO E OCUPAÇÃO DO SOLO

ANÁLISE AMBIENTAL DE UMA BACIA HIDROGRÁFICA NO MUNICÍPIO DE VERÍSSIMO - MG: ELABORAÇÃO DO MAPA DE USO E OCUPAÇÃO DO SOLO ANÁLISE AMBIENTAL DE UMA BACIA HIDROGRÁFICA NO MUNICÍPIO DE VERÍSSIMO - MG: ELABORAÇÃO DO MAPA DE USO E OCUPAÇÃO DO SOLO Kedson Palhares Gonçalves - kedsonp_gonçalves@hotmail.com Instituto Federal do Triângulo

Leia mais

SENSORIAMENTO REMOTO E SIG APLICADO NO USO E OCUPAÇÃO DO SOLO NA BACIA DO RIO SÃO LAMBERTO NO NORTE DE MINAS GERAIS

SENSORIAMENTO REMOTO E SIG APLICADO NO USO E OCUPAÇÃO DO SOLO NA BACIA DO RIO SÃO LAMBERTO NO NORTE DE MINAS GERAIS SENSORIAMENTO REMOTO E SIG APLICADO NO USO E OCUPAÇÃO DO SOLO NA BACIA DO RIO SÃO LAMBERTO NO NORTE DE MINAS GERAIS FERNANDES, Marianne Durães 1 Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES mari170191@yahoo.com.br

Leia mais

MUDANÇAS NO CÓDIGO FLORESTAL E SUAS IMPLICAÇÕES NOS RIOS SEMIÁRIDOS: ESTUDO NO RIO JAGUARIBE CEARÁ - BRASIL

MUDANÇAS NO CÓDIGO FLORESTAL E SUAS IMPLICAÇÕES NOS RIOS SEMIÁRIDOS: ESTUDO NO RIO JAGUARIBE CEARÁ - BRASIL MUDANÇAS NO CÓDIGO FLORESTAL E SUAS IMPLICAÇÕES NOS RIOS Andrade, J.H.R. 1 ; Maia, C.E. 2 ; Cavalcante, A.A. 3 ; Sousa, D.M.M. 4 ; 1 UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMIÁRIDO - UFERSA Email:hamilton.meioambiente@yahoo.com.br;

Leia mais

Monocultura do eucalipto e o conflito ambiental na Bacia do Canabrava, no Norte de Minas Gerais.

Monocultura do eucalipto e o conflito ambiental na Bacia do Canabrava, no Norte de Minas Gerais. Monocultura do eucalipto e o conflito ambiental na Bacia do Canabrava, no Norte de Minas Gerais. Bruno Alves Nobre Bolsista da FAPEMIG bruno.nobre13@gmail.com Marcos Esdras Leite Professor Dr. Dep. de

Leia mais

DELIMITAÇÃO DAS ÁREAS DE PROTEÇÃO PERMANENTE DA BACIA HIDROGRÁFICA DO JI-PARANÁ

DELIMITAÇÃO DAS ÁREAS DE PROTEÇÃO PERMANENTE DA BACIA HIDROGRÁFICA DO JI-PARANÁ DELIMITAÇÃO DAS ÁREAS DE PROTEÇÃO PERMANENTE DA BACIA HIDROGRÁFICA DO JI-PARANÁ JULIA S. MELLO 1 ; DANIEL de C. VICTORIA 2 Nº 10505 RESUMO Sistemas de Informação Geográfica (SIG) são importantes ferramentas

Leia mais

USO E COBERTURA DAS TERRAS NA ÁREA DE ENTORNO DO RESERVATÓRIO DA USINA HIDRELÉTRICA DE TOMBOS (MG)

USO E COBERTURA DAS TERRAS NA ÁREA DE ENTORNO DO RESERVATÓRIO DA USINA HIDRELÉTRICA DE TOMBOS (MG) USO E COBERTURA DAS TERRAS NA ÁREA DE ENTORNO DO Calderano Filho, B. 1 ; Carvalho Junior, W. 2 ; Prado, R.B. 3 ; Calderano, S.B. 4 ; 1 EMBRAPA - CNPS Email:braz.calderano@embrapa.br; 2 EMBRAPA- CNPS Email:waldir.carvalho@embrapa.br;

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA FERRAMENTA DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE POMBAL

A IMPORTÂNCIA DA FERRAMENTA DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE POMBAL A IMPORTÂNCIA DA FERRAMENTA DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE POMBAL Erica Bento SARMENTO 1 Diêgo Lima CRISPIM 2 Jucielio Calado ALVES 3 Alan Del Carlos Gomes

Leia mais

LAUDO PERICIAL. São quesitos a serem respondidos ao Ministério Público de Minas Gerais, ofício Nº 136 / 2007, de 17 de Abril de 2007:

LAUDO PERICIAL. São quesitos a serem respondidos ao Ministério Público de Minas Gerais, ofício Nº 136 / 2007, de 17 de Abril de 2007: LAUDO PERICIAL A Empresa Universalis Consultoria, Projetos e Serviços Ltda, atendendo solicitação da Prefeitura Municipal de Timóteo, Secretaria Municipal de Obras e Habitação / Divisão de Meio Ambiente,

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DAS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANETE (APP s)

A IMPORTÂNCIA DAS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANETE (APP s) A IMPORTÂNCIA DAS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANETE (APP s) Richard Antonio Souza Mesquita Tocantins - FACTO Murilo Ribeiro Brito Tocantins FACTO Adelzon Aires Marinho Tocantins FACTO Prof: Dr. Cid Tacaoca

Leia mais

CICLO DE PALESTRAS E DEBATES

CICLO DE PALESTRAS E DEBATES CICLO DE PALESTRAS E DEBATES PLC PROGRAMA Nº 30/11 NOVO PRODUTOR CÓDIGO FLORESTAL DE ÁGUA Ã NO GUARIROBA Á COMISSÃO DE AGRICULTURA E REFORMA AGRÁRIA DO SENADO FEDERAL Devanir Garcia dos Santos Gerente

Leia mais

TERRACEAMENTO EM SISTEMAS CONSERVACIONISTAS

TERRACEAMENTO EM SISTEMAS CONSERVACIONISTAS Julho 2004 TERRACEAMENTO EM SISTEMAS CONSERVACIONISTAS José Eloir Denardin Rainoldo Alberto Kochhann Neroli Pedro Cogo Ildegardis Bertol QUESTÃO São necessárias práticas complementares à Cobertura de Solo

Leia mais

Produção de Mapas de Uso do solo utilizando dados CBERS-2B, como estágio intermerdiário para estudos de processos erosivos laminares.

Produção de Mapas de Uso do solo utilizando dados CBERS-2B, como estágio intermerdiário para estudos de processos erosivos laminares. Produção de Mapas de Uso do solo utilizando dados CBERS-2B, como estágio intermerdiário para estudos de processos erosivos laminares. Nome do Autor 1: Wagner Santos de Almeida Universidade de Brasília,

Leia mais

TERMO DE REFERENCIA PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO DE CONTROLE AMBIENTAL RCA PARA LICENCIAMENTO DE ÁREAS DE LAZER DE MÉDIO PORTE

TERMO DE REFERENCIA PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO DE CONTROLE AMBIENTAL RCA PARA LICENCIAMENTO DE ÁREAS DE LAZER DE MÉDIO PORTE TERMO DE REFERENCIA PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO DE CONTROLE AMBIENTAL RCA PARA LICENCIAMENTO DE ÁREAS DE LAZER DE MÉDIO PORTE Este Termo de Referência visa orientar na elaboração de PROJETO DE CONTROLE

Leia mais

ESTUDO DA SITUAÇÃO ATUAL DE CONSCIENTIZAÇÃO DA POPULAÇÃO DE SANTOS A RESPEITO DO DESCARTE DE MEDICAMENTOS

ESTUDO DA SITUAÇÃO ATUAL DE CONSCIENTIZAÇÃO DA POPULAÇÃO DE SANTOS A RESPEITO DO DESCARTE DE MEDICAMENTOS Revista Ceciliana Jun 4(1): 24-28, 2012 ISSN 2175-7224 - 2011/2012 - Universidade Santa Cecília Disponível online em http://www.unisanta.br/revistaceciliana ESTUDO DA SITUAÇÃO ATUAL DE CONSCIENTIZAÇÃO

Leia mais

USO DE GEOPROCESSAMENTO NA DELIMITAÇÃO DE CONFLITOS DE USO E OCUPAÇÃO DO SOLO NA ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE DO RIO VERÊ, MUNICÍPIO DE VERÊ PR.

USO DE GEOPROCESSAMENTO NA DELIMITAÇÃO DE CONFLITOS DE USO E OCUPAÇÃO DO SOLO NA ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE DO RIO VERÊ, MUNICÍPIO DE VERÊ PR. USO DE GEOPROCESSAMENTO NA DELIMITAÇÃO DE CONFLITOS DE USO E OCUPAÇÃO DO SOLO NA ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE DO RIO VERÊ, MUNICÍPIO DE VERÊ PR. Ivan Rodrigo Dal-Berti, Marcio Pigosso, Wanessa Suelen

Leia mais

MODELAGEM DA PRODUÇÃO DE SEDIMENTOS USANDO CENÁRIO AMBIENTAL ALTERNATIVO NA REGIÃO NO NOROESTE DO RIO DE JANEIRO - BRAZIL

MODELAGEM DA PRODUÇÃO DE SEDIMENTOS USANDO CENÁRIO AMBIENTAL ALTERNATIVO NA REGIÃO NO NOROESTE DO RIO DE JANEIRO - BRAZIL MODELAGEM DA PRODUÇÃO DE SEDIMENTOS USANDO CENÁRIO AMBIENTAL ALTERNATIVO NA REGIÃO NO NOROESTE DO RIO DE JANEIRO - BRAZIL SEDIMENT YIELD MODELING USING AN ALTERNATIVE ENVIRONMENTAL SCENARIO IN NORTHWESTERN

Leia mais

AVALIAÇÃO DA ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE DA MICROBACIA SANGA ITÁ, MUNICÍPIO DE QUATRO PONTES, PARANÁ

AVALIAÇÃO DA ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE DA MICROBACIA SANGA ITÁ, MUNICÍPIO DE QUATRO PONTES, PARANÁ AVALIAÇÃO DA ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE DA MICROBACIA SANGA ITÁ, MUNICÍPIO DE QUATRO PONTES, PARANÁ Mônica A. Muller, Aline Uhlein, Deise D. Castagnara, Diego A. V. Gambaro, Pedro C. S. da Silva (Orientador/UNIOESTE),

Leia mais

PLANEJAMENTO AMBIENTAL DOS RECURSOS HÍDRICOS NA BACIA DO RIBEIRÃO ANHUMAS, MUNICÍPIO DE ANHUMAS SP.

PLANEJAMENTO AMBIENTAL DOS RECURSOS HÍDRICOS NA BACIA DO RIBEIRÃO ANHUMAS, MUNICÍPIO DE ANHUMAS SP. 213 PLANEJAMENTO AMBIENTAL DOS RECURSOS HÍDRICOS NA BACIA DO RIBEIRÃO ANHUMAS, MUNICÍPIO DE ANHUMAS SP. Bruno Magro Rodrigues 1, Ana Paula de Lima Costa 1, Marcos Norberto Boin 2. 1 Discente do curso de

Leia mais

EDITAL DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE PARQUE AMBIENTAL: JANELAS PARA O RIO

EDITAL DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE PARQUE AMBIENTAL: JANELAS PARA O RIO EDITAL DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE PARQUE AMBIENTAL: JANELAS PARA O RIO A AGÊNCIA PERNAMBUCANA DE ÁGUAS E CLIMA APAC, de acordo com o Plano Hidroambiental da Bacia do Rio Capibaribe, está recebendo manifestações

Leia mais

Análise da cobertura do solo em áreas de preservação permanente (APP) nos corpos d água do município de São Luís do Paraitinga

Análise da cobertura do solo em áreas de preservação permanente (APP) nos corpos d água do município de São Luís do Paraitinga Análise da cobertura do solo em áreas de preservação permanente (APP) nos corpos d água do município de São Luís do Paraitinga Rita de Cassya Almeida Sousa 1, José Luís Stech 1 1 Instituto Nacional de

Leia mais

IMPACTOS AMBIENTAIS ORIUNDOS DA IMPLANTAÇÃO DE LOTEAMENTOS: O CASO DO NOVA ITUIUTABA II E IV.

IMPACTOS AMBIENTAIS ORIUNDOS DA IMPLANTAÇÃO DE LOTEAMENTOS: O CASO DO NOVA ITUIUTABA II E IV. IMPACTOS AMBIENTAIS ORIUNDOS DA IMPLANTAÇÃO DE Silva, J.V.F. 1 ; Miyazaki, L.C.P. 2 ; 1 UFU/FACIP Email:joaovictorfs14@yahoo.com; 2 UFU/FACIP Email:lecpgeo@gmail.com; RESUMO: O objetivo deste trabalho

Leia mais

AVALIAÇÃO DE RISCO DE ALAGAMENTO NO SETOR HABITACIONAL VICENTE PIRES.

AVALIAÇÃO DE RISCO DE ALAGAMENTO NO SETOR HABITACIONAL VICENTE PIRES. AVALIAÇÃO DE RISCO DE ALAGAMENTO NO SETOR HABITACIONAL VICENTE PIRES. Taynara Messias Pereira da Cunha Universidade Católica de Brasília, graduanda em Engenharia Ambiental. Com experiência em resíduos

Leia mais

Diagnóstico da Área de Preservação Permanente (APP) do Açude Grande no Município de Cajazeiras PB.

Diagnóstico da Área de Preservação Permanente (APP) do Açude Grande no Município de Cajazeiras PB. Diagnóstico da Área de Preservação Permanente (APP) do Açude Grande no Município de Cajazeiras PB. Itallo Harlan Reinaldo Alves Gomes (1) ; Jessily Medeiros Quaresma (2) ; Francisco José (3) ; Laedy Cecília

Leia mais

Diagnóstico Ambiental Município de Apiacás MT

Diagnóstico Ambiental Município de Apiacás MT Diagnóstico Ambiental Município de Apiacás MT 2011 Diagnóstico Ambiental do Município de Apiacás MT Carolina de Oliveira Jordão Vinícius Freitas Silgueiro Leandro Ribeiro Teixeira Ricardo Abad Meireles

Leia mais

Portaria n.º 558, de 19 de novembro de 2013.

Portaria n.º 558, de 19 de novembro de 2013. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 558, de 19 de novembro de 2013. O PRESIDENTE

Leia mais

ESTUDO DE EROSÃO DOS SOLOS NA ÁREA DO MÉDIO ALTO CURSO DO RIO GRANDE, REGIÃO SERRANA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

ESTUDO DE EROSÃO DOS SOLOS NA ÁREA DO MÉDIO ALTO CURSO DO RIO GRANDE, REGIÃO SERRANA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ESTUDO DE EROSÃO DOS SOLOS NA ÁREA DO MÉDIO ALTO CURSO DO Calderano Filho, B. 1 ; Carvalho Júnior, W. 2 ; Calderano, S.B. 3 ; Guerra, A.J.T. 4 ; Polivanov, H. 5 ; 1 EMBRAPA_CNPS Email:bccalder@gmail.com;

Leia mais

10997 - Estudo e monitoramento de voçoroca em assentamento rural. Study and monitoring of gully in rural settlements.

10997 - Estudo e monitoramento de voçoroca em assentamento rural. Study and monitoring of gully in rural settlements. 10997 - Estudo e monitoramento de voçoroca em assentamento rural. Study and monitoring of gully in rural settlements. POLIZEL, R. H. P. 1 ; MANCIO, D. 2 ; CARDOSO, I. M. 3 ; MENDONÇA, E. S. 4 1 rafael.polizel@ufv.br;

Leia mais

ANÁLISE E MAPEAMENTO DO USO E OCUPAÇÃO DO SOLO NAS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE NO MUNICÍPIO DE ALFENAS MG.

ANÁLISE E MAPEAMENTO DO USO E OCUPAÇÃO DO SOLO NAS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE NO MUNICÍPIO DE ALFENAS MG. VI Seminário Latino Americano de Geografia Física II Seminário Ibero Americano de Geografia Física Universidade de Coimbra, Maio de 2010 ANÁLISE E MAPEAMENTO DO USO E OCUPAÇÃO DO SOLO NAS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO

Leia mais

Programa Produtor de Água Pagamento por Serviços Ambientais

Programa Produtor de Água Pagamento por Serviços Ambientais Programa Produtor de Água Pagamento por Serviços Ambientais Comitê Médio M Paraíba do Sul AGEVAP Jan/2013 Os serviços dos ecossistemas são os benefícios que as pessoas obtêm dos ecossistemas. Serviços

Leia mais

ambientes de topografia mais irregular são mais vulneráveis a qualquer tipo de interferência. Nestes, de acordo com Bastos e Freitas (2002), a

ambientes de topografia mais irregular são mais vulneráveis a qualquer tipo de interferência. Nestes, de acordo com Bastos e Freitas (2002), a 1. INTRODUÇÃO Muitas e intensas transformações ambientais são resultantes das relações entre o homem e o meio em que ele vive, as quais se desenvolvem num processo histórico. Como reflexos dos desequilíbrios

Leia mais

GEOPROCESSAMENTO APLICADO AO DIAGNÓSTICO DAS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE DO RIBEIRÃO DAS ALAGOAS, CONCEIÇÃO DAS ALAGOAS - MG

GEOPROCESSAMENTO APLICADO AO DIAGNÓSTICO DAS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE DO RIBEIRÃO DAS ALAGOAS, CONCEIÇÃO DAS ALAGOAS - MG Goiânia/GO 19 a 22/11/2012 GEOPROCESSAMENTO APLICADO AO DIAGNÓSTICO DAS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE DO RIBEIRÃO DAS ALAGOAS, CONCEIÇÃO DAS ALAGOAS - MG Hygor Evangelista Siqueira Gestor Ambiental,

Leia mais

Mobilização - construir parcerias e articulações integradas às dimensões ambientais: social, cultural e econômica.

Mobilização - construir parcerias e articulações integradas às dimensões ambientais: social, cultural e econômica. MISSÃO Desenvolver e implantar projetos que tenham como foco a geração de benefícios para o Planeta, provocando modificações conscientes, tanto no campo das ciências, quanto das atividades humanas. PRINCÍPIOS

Leia mais

Mesquita, M. 1 ; Silva Neto, J.C.A. 2 ; Aleixo, N.C.R. 3 ; Email:natachaaleixo@yahoo.com.br;

Mesquita, M. 1 ; Silva Neto, J.C.A. 2 ; Aleixo, N.C.R. 3 ; Email:natachaaleixo@yahoo.com.br; SISTEMA DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA APLICADAS À ANÁLISE DA Mesquita, M. 1 ; Silva Neto, J.C.A. 2 ; Aleixo, N.C.R. 3 ; 1 UEA Email:nsacj@hotmail.com; 2 UEA Email:joaokandido@yahoo.com.br; 3 UEA Email:natachaaleixo@yahoo.com.br;

Leia mais

ANÁLISE DE VULNERABILIDADE À EROSÃO NA MICROBACIA DO RIO BRUMADO (BA) COM EMPREGO DE GEOTECNOLOGIAS

ANÁLISE DE VULNERABILIDADE À EROSÃO NA MICROBACIA DO RIO BRUMADO (BA) COM EMPREGO DE GEOTECNOLOGIAS ANÁLISE DE VULNERABILIDADE À EROSÃO NA MICROBACIA DO RIO BRUMADO (BA) COM EMPREGO DE GEOTECNOLOGIAS Passos, N.O. (UFBA) ; Melo, D.H.C.T.B. (UFBA) RESUMO Apresenta-se os principais resultados obtidos na

Leia mais

ADEQUAÇÃO DE ÁREAS DE VEGETAÇÃO RIPÁRIA EM FUNÇÃO DA LEGISLAÇÃO AMBIENTAL

ADEQUAÇÃO DE ÁREAS DE VEGETAÇÃO RIPÁRIA EM FUNÇÃO DA LEGISLAÇÃO AMBIENTAL ADEQUAÇÃO DE ÁREAS DE VEGETAÇÃO RIPÁRIA EM FUNÇÃO DA LEGISLAÇÃO AMBIENTAL Katiuscia Fernandes Moreira 1, Sérgio Campos 1, Mariana Di Siervo 1, Fernanda Caetano Ferreira Santos 1, Milena Montanholi Mileski

Leia mais

Impactos Ambientais Prof. Hannah Amaral

Impactos Ambientais Prof. Hannah Amaral Impactos Ambientais Prof. Hannah Amaral O QUE É IMPACTO AMBIENTAL Art. 1o da Resolução CONAMA n.1/86 Considera-se Impacto Ambiental qualquer alteração das propriedades físicas, químicas e biológicas do

Leia mais

METODOLOGIA DE MAPEAMENTO E INTERPRETAÇÃO DE TRILHA: TRILHA DO MIRANTE (PARANAPIACABA) Marcos Timóteo Rodrigues de Sousa * ABSTRACT

METODOLOGIA DE MAPEAMENTO E INTERPRETAÇÃO DE TRILHA: TRILHA DO MIRANTE (PARANAPIACABA) Marcos Timóteo Rodrigues de Sousa * ABSTRACT Science in Health 2010 mai-ago; 1(2): 111-6 METODOLOGIA DE MAPEAMENTO E INTERPRETAÇÃO DE TRILHA: TRILHA DO MIRANTE (PARANAPIACABA) METHOD OF MAPPING AND INTERPRETATION OF TRAIL: TRILHA DO MIRANTE (PARANAPIACABA)

Leia mais

ENCONTRO E PROSA PARA MELHORIA DE PASTAGENS: SISTEMAS SILVIPASTORIS

ENCONTRO E PROSA PARA MELHORIA DE PASTAGENS: SISTEMAS SILVIPASTORIS ENCONTRO E PROSA PARA MELHORIA DE PASTAGENS: SISTEMAS SILVIPASTORIS 10 DE DEZEMBRO DE 2013 REALIZAÇÃO: CATI SECRETARIA DE AGRICULTURA E ABASTECIMENTO E SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE GOVERNO DO ESTADO DE

Leia mais

MAPEAMENTO FLORESTAL

MAPEAMENTO FLORESTAL MAPEAMENTO FLORESTAL ELISEU ROSSATO TONIOLO Eng. Florestal Especialista em Geoprocessamento OBJETIVO Mapear e caracterizar a vegetação visando subsidiar o diagnóstico florestal FUNDAMENTOS É uma ferramenta

Leia mais

Figura 1: Localização geográfica da área de estudo com a composição colorida do sensor TM (R3, G2 e B1).

Figura 1: Localização geográfica da área de estudo com a composição colorida do sensor TM (R3, G2 e B1). MUDANÇA DA PAISAGEM AMAZÔNICA NA ÁREA DO PROJETO DE ASSENTAMENTO DIRIGIDO SANTA LUZIA, EM CRUZEIRO DO SUL, AC Rafael C. DELGADO 1, Leonardo P. de SOUZA 1, Ian W. R. da SILVA 1, Evaldo de P. LIMA 2, Ricardo

Leia mais

QUANTIFICAÇÃO E QUALIFICAÇÃO DA PRODUÇÃO DE ÁGUA NA BACIA HIDROGRAFICA DO PIRACICABA

QUANTIFICAÇÃO E QUALIFICAÇÃO DA PRODUÇÃO DE ÁGUA NA BACIA HIDROGRAFICA DO PIRACICABA QUANTIFICAÇÃO E QUALIFICAÇÃO DA PRODUÇÃO DE ÁGUA NA BACIA HIDROGRAFICA DO PIRACICABA - MONITORAMENTO DA EVOLUÇÃO DAS CARACTERÍSTICAS HIDROLÓGICAS DE UMA MICROBACIA HIDROGRÁFICA, EXTREMA, MINAS GERAIS -

Leia mais

2. METODOLOGIA DE TRABALHO

2. METODOLOGIA DE TRABALHO TRAÇADO DE ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE (APP) UTILIZANDO FERRAMENTAS DE GEOPROCESSAMENTO COMO TÉCNICA AUXILIAR NA RECUPERAÇÃO AMBIENTAL DE ÁREAS DEGRADADAS Autores: Adriana Gomes de Souza Pesquisadora

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO HEMERÓBICA DAS UNIDADES DE PAISAGEM DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO CARÁ-CARÁ, PONTA GROSSA PR

CLASSIFICAÇÃO HEMERÓBICA DAS UNIDADES DE PAISAGEM DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO CARÁ-CARÁ, PONTA GROSSA PR V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 2007 CLASSIFICAÇÃO HEMERÓBICA DAS UNIDADES DE PAISAGEM DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO CARÁ-CARÁ, PONTA GROSSA PR Andreza

Leia mais

AS DUAS FACES DE UM CARTÃO POSTAL: A PRAIA DE PONTA NEGRA (NATAL-RN), SOB A ÓTICA DE SEUS USUÁRIOS.

AS DUAS FACES DE UM CARTÃO POSTAL: A PRAIA DE PONTA NEGRA (NATAL-RN), SOB A ÓTICA DE SEUS USUÁRIOS. AS DUAS FACES DE UM CARTÃO POSTAL: A PRAIA DE PONTA NEGRA (NATAL-RN), SOB A ÓTICA DE SEUS USUÁRIOS. Maria Christina B. de Araújo 1 ; Adailza da Silva Santiago 2 ; Simone Pessoa Soares 3 E-mail: mcbaraujo@yahoo.com.br

Leia mais

ANÁLISE DE MÉTODOS DE CLASSIFICAÇÃO SUPERVISIONADA APLICADA AO DESMATAMENTO NO MUNICÍPIO DE MARABÁ UTILIZANDO IMAGENS CCD - CBERS

ANÁLISE DE MÉTODOS DE CLASSIFICAÇÃO SUPERVISIONADA APLICADA AO DESMATAMENTO NO MUNICÍPIO DE MARABÁ UTILIZANDO IMAGENS CCD - CBERS V Co ló qu i o B ra si l ei ro d e Ci ên ci a s Geo d ési ca s ISSN 1981-6251, p. 910-914 ANÁLISE DE MÉTODOS DE CLASSIFICAÇÃO SUPERVISIONADA APLICADA AO DESMATAMENTO NO MUNICÍPIO DE MARABÁ UTILIZANDO IMAGENS

Leia mais

Bruno Rafael de Barros Pereira 1 Venerando Eustáquio Amaro 1,2 Arnóbio Silva de Souza 1 André Giskard Aquino 1 Dalton Rosemberg Valentim da Silva 1

Bruno Rafael de Barros Pereira 1 Venerando Eustáquio Amaro 1,2 Arnóbio Silva de Souza 1 André Giskard Aquino 1 Dalton Rosemberg Valentim da Silva 1 Análise de dados orbitais multitemporais para avaliação de linha de costa nas áreas adjacentes ao município de Areia Branca/RN, com enfoque na região próxima ao estuário do Rio Apodí-Mossoró. Bruno Rafael

Leia mais

DINÂMICA DA PAISAGEM NA FOZ DO RIO SÃO FRANCISCO A PARTIR DE IMAGENS LANDSAT E CBERS. ALMEIDA, J. A. P. de 1 ; GOMES, L. J. 2

DINÂMICA DA PAISAGEM NA FOZ DO RIO SÃO FRANCISCO A PARTIR DE IMAGENS LANDSAT E CBERS. ALMEIDA, J. A. P. de 1 ; GOMES, L. J. 2 DINÂMICA DA PAISAGEM NA FOZ DO RIO SÃO FRANCISCO A PARTIR DE IMAGENS LANDSAT E CBERS ALMEIDA, J. A. P. de 1 ; GOMES, L. J. 2 RESUMO: Nos últimos anos, uma série de impactos ambientais tem sido relatados

Leia mais

15- Representação Cartográfica - Estudos Temáticos a partir de imagens de Sensoriamento Remoto

15- Representação Cartográfica - Estudos Temáticos a partir de imagens de Sensoriamento Remoto 15- Representação Cartográfica - Estudos Temáticos a partir de imagens de Sensoriamento Remoto O Sensoriamento Remoto é uma técnica que utiliza sensores, na captação e registro da energia refletida e emitida

Leia mais

Projeto de Revitalização da Microbacia do Rio Abóboras Bacia Hidrográfica São Lamberto

Projeto de Revitalização da Microbacia do Rio Abóboras Bacia Hidrográfica São Lamberto Projeto de Revitalização da Microbacia do Rio Abóboras Bacia Hidrográfica São Lamberto Autores: Emílio Rodrigues Versiani Junior 1 Geraldo Aristides Rabelo Nuzzi Andréa Rodrigues Fróes Resumo O Projeto

Leia mais

Painel 3 - Sustentabilidade: o produtor rural como gestor do território

Painel 3 - Sustentabilidade: o produtor rural como gestor do território SEMINÁRIO VALOR ECONÔMICO AGRICULTURA COMO INSTRUMENTO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO Painel 3 - Sustentabilidade: o produtor rural como gestor do território Gestão da propriedade e governança do território

Leia mais

RESÍDUOS SÓLIDOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL: Diagnóstico do Cenário atual de Três Lagoas MS.

RESÍDUOS SÓLIDOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL: Diagnóstico do Cenário atual de Três Lagoas MS. RESÍDUOS SÓLIDOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL: Diagnóstico do Cenário atual de Três Lagoas MS. Ana Cláudia Santos da Silva Graduanda em Engenharia Ambiental e Sanitária Faculdades Integradas de Três Lagoas - AEMS

Leia mais

Cálculo da área de drenagem e perímetro de sub-bacias do rio Araguaia delimitadas por MDE utilizando imagens ASTER

Cálculo da área de drenagem e perímetro de sub-bacias do rio Araguaia delimitadas por MDE utilizando imagens ASTER Cálculo da área de drenagem e perímetro de sub-bacias do rio Araguaia delimitadas por MDE utilizando imagens ASTER Murilo R. D. Cardoso Universidade Federal de Goiás, Instituto de Estudos Sócio-Ambientais/GO

Leia mais

RELATÓRIO TECNICO DE IMPACTO AMBIENTAL GERADO PELO LIXÃO DA CIDADE DE ALEGRE

RELATÓRIO TECNICO DE IMPACTO AMBIENTAL GERADO PELO LIXÃO DA CIDADE DE ALEGRE EEEFM PROFESSOR PEDRO SIMÃO ALEGRE-ES RELATÓRIO TECNICO DE IMPACTO AMBIENTAL GERADO PELO LIXÃO DA CIDADE DE ALEGRE CURSO: TECNICO EM MEIO AMBIENTE 3 MODULO ALUNOS João Batista de Souza Graciliano Lordeiro

Leia mais

EXPANSÃO DA SOJA PARA A PORÇÃO NORTE DO BIOMA CERRADO NO ESTADO DO PIAUÍ

EXPANSÃO DA SOJA PARA A PORÇÃO NORTE DO BIOMA CERRADO NO ESTADO DO PIAUÍ EXPANSÃO DA SOJA PARA A PORÇÃO NORTE DO BIOMA CERRADO NO ESTADO DO PIAUÍ Resumo Patrícia Ladeira Pinheiro¹ Gabriel Pereira² (patricia.ladeira@gmail.com; pereira@ufsj.edu.br) Graduanda em Geografia - UFSJ

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE AS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE ANTES E APÓS A CONSTRUÇÃO DE RESERVATÓRIO DE ÁGUA PARA GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE AS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE ANTES E APÓS A CONSTRUÇÃO DE RESERVATÓRIO DE ÁGUA PARA GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE AS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE ANTES E APÓS A CONSTRUÇÃO DE RESERVATÓRIO DE ÁGUA PARA GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA Wellington Nunes de Oliveira Universidade Federal de Goiás,

Leia mais

Sensoriamento remoto e SIG

Sensoriamento remoto e SIG Multidisciplinar Sensoriamento remoto e SIG aplicados ao novo Código Florestal Allan Arnesen Frederico Genofre Marcelo Curtarelli Matheus Ferreira CAPÍTULO 3 Mapeamento de APP e Reserva Legal APP de corpos

Leia mais

ESTUDO DA GERAÇÃO E DISPOSIÇÃO DOS RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL NO BAIRRO DA LIBERDADE EM CAMPINA GRANDE-PB

ESTUDO DA GERAÇÃO E DISPOSIÇÃO DOS RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL NO BAIRRO DA LIBERDADE EM CAMPINA GRANDE-PB ESTUDO DA GERAÇÃO E DISPOSIÇÃO DOS RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL NO BAIRRO DA LIBERDADE EM CAMPINA GRANDE-PB Autoria: Rosa do Carmo de Oliveira Lima¹ (Orientadora) - Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas

Leia mais

6As áreas de abastecimento representam uma possível fonte de poluição ao meio

6As áreas de abastecimento representam uma possível fonte de poluição ao meio ÁREA DE ABASTECIMENTO E ARMAZENAMENTO DE COMBUSTÍVEL 6As áreas de abastecimento representam uma possível fonte de poluição ao meio ambiente e seu manuseio e armazenagem também apresentam considerável grau

Leia mais

MAPEAMENTO DAS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PAJEÚ-PE. Carlos Tiago Amâncio Rodrigues¹, André Quintão de Almeida²

MAPEAMENTO DAS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PAJEÚ-PE. Carlos Tiago Amâncio Rodrigues¹, André Quintão de Almeida² MAPEAMENTO DAS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PAJEÚ-PE Carlos Tiago Amâncio Rodrigues¹, André Quintão de Almeida² ¹Graduando em Agronomia, UAST, UFRPE,Serra Talhada-PE, tiagoamancio@hotmail.com

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE TÉCNICAS DE GEOPROCESSAMENTO COMO FERRAMENTA PARA DELIMITAÇÃO DE ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE NO MUNICÌPIO DE BRASÓPOLIS MG.

UTILIZAÇÃO DE TÉCNICAS DE GEOPROCESSAMENTO COMO FERRAMENTA PARA DELIMITAÇÃO DE ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE NO MUNICÌPIO DE BRASÓPOLIS MG. UTILIZAÇÃO DE TÉCNICAS DE GEOPROCESSAMENTO COMO FERRAMENTA PARA DELIMITAÇÃO DE ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE NO MUNICÌPIO DE BRASÓPOLIS MG. PEDRO HENRIQUE BAÊTA ANGELINI 1, ROSÂNGELA ALVES TRISTÃO BORÉM

Leia mais

Qualidade da água da Bacia Hidrográfica do bairro da Gávea / RJ

Qualidade da água da Bacia Hidrográfica do bairro da Gávea / RJ Qualidade da água da Bacia Hidrográfica do bairro da Gávea / RJ Mariana de Faria Gardingo (PUC Rio) mariana_gardingo@yahoo.com.br Maíra Leão Silveira (PUC Rio) mleaosilveira@hotmail.com Fernanda Figueiredo

Leia mais

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA COLETA SELETIVA NA FAP

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA COLETA SELETIVA NA FAP PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA COLETA SELETIVA NA FAP SILVA V. L. da 1 ; SOUZA T. R. 1 ; RIBEIRO J. S. G. 1 ; CARDOSO C. F. 1 ; SILVA, C. V. da 2. 1 Discentes do Curso de Ciências Biológicas FAP 2

Leia mais

VARIABILIDADE ESPAÇO TEMPORAL DO IVDN NO MUNICIPIO DE ÁGUAS BELAS-PE COM BASE EM IMAGENS TM LANDSAT 5

VARIABILIDADE ESPAÇO TEMPORAL DO IVDN NO MUNICIPIO DE ÁGUAS BELAS-PE COM BASE EM IMAGENS TM LANDSAT 5 VARIABILIDADE ESPAÇO TEMPORAL DO IVDN NO MUNICIPIO DE ÁGUAS BELAS-PE COM BASE EM IMAGENS TM LANDSAT 5 Maurílio Neemias dos Santos 1, Heliofábio Barros Gomes 1,, Yasmim Uchoa da Silva 1, Sâmara dos Santos

Leia mais

AVALIAÇÃO DO USO DA TERRA NO PROJETO DE ASSENTAMENTO CHE GUEVARA, MIMOSO DO SUL, ESPÍRITO SANTO

AVALIAÇÃO DO USO DA TERRA NO PROJETO DE ASSENTAMENTO CHE GUEVARA, MIMOSO DO SUL, ESPÍRITO SANTO AVALIAÇÃO DO USO DA TERRA NO PROJETO DE ASSENTAMENTO CHE GUEVARA, MIMOSO DO SUL, ESPÍRITO SANTO Natália Aragão de Figueredo 1, Paulo Henrique Dias Barbosa 2, Thiago Dannemann Vargas 3, João Luiz Lani 4

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE RECICLADOS DE CERÂMICA VERMELHA

UTILIZAÇÃO DE RECICLADOS DE CERÂMICA VERMELHA UTILIZAÇÃO DE RECICLADOS DE CERÂMICA VERMELHA OLIVEIRA, André, S.¹ Discente da Faculdade de Ciências Sociais e Agrárias de Itapeva- FAIT SANTOS, Ivan, R.² Docente da Faculdade de Ciências Sociais e Agrárias

Leia mais

Licenciamento Ambiental no Estado de São Paulo

Licenciamento Ambiental no Estado de São Paulo Licenciamento Ambiental no Estado de São Paulo Aspectos relacionados com a Legislação Florestal / Mineração LEI FEDERAL 12651/12 Engª Amb. Adriana Maira Rocha Goulart Divisão de Apoio e Gestão dos Recursos

Leia mais

Impacto das Alterações do Código Florestal: Quais Políticas de Conservação no Pós Código?

Impacto das Alterações do Código Florestal: Quais Políticas de Conservação no Pós Código? Impacto das Alterações do Código Florestal: Quais Políticas de Conservação no Pós Código? Dr. Sergius Gandolfi IV Simpósio sobre RAD - Ibt 16/11/2011-14h- Capital (SP) Biólogo, Laboratório de Ecologia

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO PROCESSO DE LIMPEZA URBANA

EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO PROCESSO DE LIMPEZA URBANA 2º Forum Internacional de Resíduos Sólidos julho2009 EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO PROCESSO DE LIMPEZA URBANA Autores: Letícia de Oliveira Silveira, Licenciado em Ciências Biológicas pela Universidade Luterana

Leia mais

Novo Código Florestal: as Falhas do Cadastro Ambiental Rural e os Possíveis Meios de Burla

Novo Código Florestal: as Falhas do Cadastro Ambiental Rural e os Possíveis Meios de Burla Novo Código Florestal: as Falhas do Cadastro Ambiental Rural e os Possíveis Meios de Burla Joelson de Souza Passos Estudante de Graduação Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) Brasil Resumo O código

Leia mais

RESUMO DO PLANO DE MANEJO FLORESTAL

RESUMO DO PLANO DE MANEJO FLORESTAL RESUMO DO PLANO DE MANEJO FLORESTAL Introdução Este documento é um resumo dos programas e procedimentos da International Paper para a gestão do seu processo florestal, sendo revisado anualmente. I N T

Leia mais

GERAÇÃO DE CARTA IMAGEM DO MUNICÍPIO DE PATO BRANCO-PR

GERAÇÃO DE CARTA IMAGEM DO MUNICÍPIO DE PATO BRANCO-PR GERAÇÃO DE CARTA IMAGEM DO MUNICÍPIO DE PATO BRANCO-PR Ana Laura Reichert CENTENARO 1, Danielli BATISTELLA 1 Gabriela SUZIN 1, Morgana Gabriela RAYMUNDI 1 1 Universidade Tecnológica Federal do Paraná,

Leia mais

Ferramentas de sensoriamento remoto e SIG aplicadas ao novo Código Florestal

Ferramentas de sensoriamento remoto e SIG aplicadas ao novo Código Florestal 1/38 Ferramentas de sensoriamento remoto e SIG aplicadas ao novo Código Florestal Cota de Reserva Ambiental (CRA) Eng. Allan Saddi Arnesen Eng. Frederico Genofre Eng. Matheus Ferreira Eng. Marcelo Pedroso

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA ELABORACÃO DE RELATÓRIO DE CONTROLE AMBIENTAL (RCA) REFERENTE À ATIVIDADE DE LEVANTAMENTO SÍSMICO

TERMO DE REFERÊNCIA ELABORACÃO DE RELATÓRIO DE CONTROLE AMBIENTAL (RCA) REFERENTE À ATIVIDADE DE LEVANTAMENTO SÍSMICO Governo do Estado do Rio Grande do Norte Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos TERMO DE REFERÊNCIA ELABORACÃO DE RELATÓRIO DE CONTROLE AMBIENTAL (RCA) REFERENTE À ATIVIDADE DE LEVANTAMENTO

Leia mais

Legislação Territorial Agenda 21. Alunos: Allan Gomes Murian Rafael Di Cicco Clauber Rogério da Costa Leandro Benicio de Souza

Legislação Territorial Agenda 21. Alunos: Allan Gomes Murian Rafael Di Cicco Clauber Rogério da Costa Leandro Benicio de Souza Legislação Territorial Agenda 21 Alunos: Allan Gomes Murian Rafael Di Cicco Clauber Rogério da Costa Leandro Benicio de Souza O que é Agenda 21? Agenda 21 é um conjunto de resoluções tomadas Eco-92, que

Leia mais

ERMAC 2010: I ENCONTRO REGIONAL DE MATEMÁTICA APLICADA E COMPUTACIONAL 11-13 de Novembro de 2010, São João del-rei, MG; pg 251-257 251

ERMAC 2010: I ENCONTRO REGIONAL DE MATEMÁTICA APLICADA E COMPUTACIONAL 11-13 de Novembro de 2010, São João del-rei, MG; pg 251-257 251 ERMAC 2010: I ENCONTRO REGIONAL DE MATEMÁTICA APLICADA E COMPUTACIONAL 11 13 de Novembro de 2010, São João delrei, MG; pg 251 257 251 ANÁLISE DO USO E OCUPAÇÃO DO SOLO DA CIDADE DE VITÓRIAES USANDO A COMPOSIÇÃO

Leia mais

RECURSOS HÍDRICOS E A ECOLOGIA DA PAISAGEM Por Antônio Francisco Evangelista de Souza

RECURSOS HÍDRICOS E A ECOLOGIA DA PAISAGEM Por Antônio Francisco Evangelista de Souza RECURSOS HÍDRICOS E A ECOLOGIA DA PAISAGEM Por Antônio Francisco Evangelista de Souza Introdução: A cidade é uma estrutura espacial, onde todos os elementos estão em constante interação. Em conseqüência

Leia mais

AVALIAÇÃO DE DRENAGEM NA BACIA DO RIO VERRUGA EM VITÓRIA DA CONQUISTA

AVALIAÇÃO DE DRENAGEM NA BACIA DO RIO VERRUGA EM VITÓRIA DA CONQUISTA Porto Alegre/RS 23 a 26/11/2015 AVALIAÇÃO DE DRENAGEM NA BACIA DO RIO VERRUGA EM VITÓRIA DA CONQUISTA UERITON DA COSTA FIGUEIREDO FILHO (*), ORLEANE SOUZA DE BRITO 2, LEONARDO GOMES MARTINS 3, ENDEL DE

Leia mais

MAPEAMENTO DOS PONTOS DE DISPOSIÇÃO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL E DEMOLIÇÃO IRREGULARES NA CIDADE DE JUIZ DE FORA

MAPEAMENTO DOS PONTOS DE DISPOSIÇÃO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL E DEMOLIÇÃO IRREGULARES NA CIDADE DE JUIZ DE FORA 9 MAPEAMENTO DOS PONTOS DE DISPOSIÇÃO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL E DEMOLIÇÃO IRREGULARES NA CIDADE DE JUIZ DE FORA Lydia Dalamura Gomes Marciléia Darc Campos Cristiane Campos Toledo 3 Trabalho científico

Leia mais

DELIMITAÇÃO DAS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE EM TOPO DE MORRO. ESTUDO DE CASO: SUB-BACIA DO RIO CANOAS, MONTES CLAROS - MG

DELIMITAÇÃO DAS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE EM TOPO DE MORRO. ESTUDO DE CASO: SUB-BACIA DO RIO CANOAS, MONTES CLAROS - MG DELIMITAÇÃO DAS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE EM TOPO DE MORRO. ESTUDO DE CASO: SUB-BACIA DO RIO CANOAS, MONTES CLAROS - MG Felipe Aquino Lima 1, Diego Brito de Oliveira 2, Rodrigo Praes de Almeida 3,

Leia mais

ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE (APP) NOS PRINCIPAIS CORPOS HÍDRICOS DO MUNICÍPIO DE JAGUARI/RS, UMA ANÁLISE QUANTO A GESTÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS

ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE (APP) NOS PRINCIPAIS CORPOS HÍDRICOS DO MUNICÍPIO DE JAGUARI/RS, UMA ANÁLISE QUANTO A GESTÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS Eixo Temático: Inovação e Sustentabilidade ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE (APP) NOS PRINCIPAIS CORPOS HÍDRICOS DO MUNICÍPIO DE JAGUARI/RS, UMA ANÁLISE QUANTO A GESTÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS PERMANENT PRESERVATION

Leia mais

PROGRAMA DE AÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DA BACIA DO RIO TAQUARI

PROGRAMA DE AÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DA BACIA DO RIO TAQUARI Manutenção e recuperação da capacidade produtiva da região do Médio e Baixo Apoiar o desenvolvimento de atividades produtivas com espécies adaptadas a região (fauna e flora) Identificar as potencialidades

Leia mais

É a alteração no meio ambiente ou em algum de seus componentes por determinada ação ou atividade humana.

É a alteração no meio ambiente ou em algum de seus componentes por determinada ação ou atividade humana. 7. IMPACTOS AMBIENTAIS E MEDIDAS MITIGADORAS RECOMENDADAS 7.1. AVALIAÇÃO GERAL O que é Impacto Ambiental? É a alteração no meio ambiente ou em algum de seus componentes por determinada ação ou atividade

Leia mais

DESMATAMENTO DA MATA CILIAR DO RIO SANTO ESTEVÃO EM WANDERLÂNDIA-TO

DESMATAMENTO DA MATA CILIAR DO RIO SANTO ESTEVÃO EM WANDERLÂNDIA-TO DESMATAMENTO DA MATA CILIAR DO RIO SANTO ESTEVÃO EM WANDERLÂNDIA-TO Trabalho de pesquisa em andamento Sidinei Esteves de Oliveira de Jesus Universidade Federal do Tocantins pissarra1@yahoo.com.br INTRODUÇÃO

Leia mais

LICENCIAMENTO AMBIENTAL. Autorização para supressão de vegetação nativa e intervenções em Áreas de Preservação Permanente - APP

LICENCIAMENTO AMBIENTAL. Autorização para supressão de vegetação nativa e intervenções em Áreas de Preservação Permanente - APP LICENCIAMENTO AMBIENTAL Autorização para supressão de vegetação nativa e intervenções em Áreas de Preservação Permanente - APP Engª Adriana Maira Rocha Goulart Gerente Divisão de Apoio e Gestão dos Recursos

Leia mais

PRESERVANDO NASCENTES E MANANCIAIS

PRESERVANDO NASCENTES E MANANCIAIS PRESERVANDO NASCENTES E MANANCIAIS A água é um recurso natural insubstituível para a manutenção da vida saudável e bem estar do homem, além de garantir auto-suficiência econômica da propriedade rural.

Leia mais

ANÁLISE DO USO DO SOLO EM ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE NO ALTO CURSO DA BACIA DO RIO COTEGIPE, FRANCISCO BELTRÃO - PR

ANÁLISE DO USO DO SOLO EM ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE NO ALTO CURSO DA BACIA DO RIO COTEGIPE, FRANCISCO BELTRÃO - PR ANÁLISE DO USO DO SOLO EM ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE NO ALTO CURSO DA BACIA DO RIO COTEGIPE, FRANCISCO BELTRÃO - PR Lucas Ricardo Hoenig Universidade Estadual do Oeste do Paraná UNIOESTE Campus de

Leia mais

GEOPROCESSAMENTO COMO INSTRUMENTO DE ANÁLISE NOS IMPACTOS AMBIENTAIS: MINERADORA CAMPO GRANDE TERENOS/MS.

GEOPROCESSAMENTO COMO INSTRUMENTO DE ANÁLISE NOS IMPACTOS AMBIENTAIS: MINERADORA CAMPO GRANDE TERENOS/MS. GEOPROCESSAMENTO COMO INSTRUMENTO DE ANÁLISE NOS IMPACTOS AMBIENTAIS: MINERADORA CAMPO GRANDE TERENOS/MS. CÁSSIO SILVEIRA BARUFFI(1) Acadêmico de Engenharia Sanitária e Ambiental, Universidade Católica

Leia mais

Município de Colíder MT

Município de Colíder MT Diagnóstico da Cobertura e Uso do Solo e das Áreas de Preservação Permanente Município de Colíder MT Paula Bernasconi Ricardo Abad Laurent Micol Julho de 2008 Introdução O município de Colíder está localizado

Leia mais

Grupo: Irmandade Bruna Hinojosa de Sousa Marina Schiave Rodrigues Raquel Bressanini Thaís Foffano Rocha

Grupo: Irmandade Bruna Hinojosa de Sousa Marina Schiave Rodrigues Raquel Bressanini Thaís Foffano Rocha Projeto de Engenharia Ambiental Sensoriamento remoto e Sistema de Informação Geográfica Grupo: Irmandade Bruna Hinojosa de Sousa Marina Schiave Rodrigues Raquel Bressanini Thaís Foffano Rocha Sensoriamento

Leia mais

Marciel Lohmann (Autor) Luciane Strassbuger (Co-autora) Patricia Nascimento Móta (Co-autora) Roberto Cassol (Orientador) UFSM Santa Maria, RS.

Marciel Lohmann (Autor) Luciane Strassbuger (Co-autora) Patricia Nascimento Móta (Co-autora) Roberto Cassol (Orientador) UFSM Santa Maria, RS. !"$#% &' ()*+, -. /) /'0 1,2 ')3+0 /(' 45 06 ' 7 0 ' /(- /) 8 '( )* 9:; Marciel Lohmann (Autor) Luciane Strassbuger (Co-autora) Patricia Nascimento Móta (Co-autora) Roberto Cassol (Orientador) UFSM Santa

Leia mais