Prova objetiva. Graduação. Vestibular 2007 Graduação - Rio de Janeiro. Informações gerais. Dados do Candidato

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Prova objetiva. Graduação. Vestibular 2007 Graduação - Rio de Janeiro. Informações gerais. Dados do Candidato"

Transcrição

1 Vestibular 2007 Graduação - Rio de Janeiro Administração, Ciências Econômicas, Ciências Sociais e Direito Graduação Prova objetiva Dados do Candidato Nome do candidato Número de inscrição Assinatura do candidato Informações gerais Você receberá do fiscal o material descrito a seguir: a) uma folha destinada às respostas das questões formuladas na prova; b) este caderno com o enunciado das 80 questões, sem repetição ou falha. Verifique se o material está em ordem, se seu nome e seu número de inscrição são os que aparecem na folha de respostas; caso contrário, notifique imediatamente o fiscal. Ao receber a folha de respostas, é obrigação do candidato: a) conferir seu nome e número de inscrição; b) ler atentamente as instruções na folha de respostas; c) assinar o verso da folha de respostas. As questões são identificadas pelo número que se situa acima do seu enunciado. Reserve os 20 (vinte) minutos finais para marcar a folha de respostas. O rascunho no caderno de questões não será levado em consideração. Quando terminar, entregue o caderno de questões e a folha de respostas ao fiscal. O tempo disponível para esta prova será de 4 (quatro) horas.

2

3 Prova objetiva Língua Portuguesa Texto I Ética dos advogados e ensino jurídico Diante da crescente evidência de envolvimento de advogados com traficantes, é razoável e até necessário que a OAB reveja seus mecanismos de controle do exercício da profissão. Que acione com mais vigor sua Comissão de Ética, como quer seu presidente, Roberto Busato. Mas serão essas comissões suficientes? Ou estão elas também aprisionadas pela armadilha tradicional a dificuldade estrutural de qualquer corporação em controlar a si mesma? Dificuldade não exclusiva dos advogados, mas de qualquer corporação: médicos, juízes e políticos, por exemplo. Aliás, foi justamente a evidência de que as corregedorias judiciais eram insuficientes para controlar o comportamento ético-disciplinar dos magistrados que levou o ministro Cézar Peluso, ao defender a constitucionalidade do Conselho Nacional de Justiça, a ressaltar: "(...) os atuais instrumentos orgânicos de controle ético-disciplinar dos juízes, porque praticamente circunscritos às corregedorias, não são de todo eficientes, sobretudo nos graus superiores de jurisdição (...)". A tarefa é difícil. Exige mais do que controles internos corporativos. Nessa perspectiva, surgiu proposta de tornar obrigatória a disciplina Ética Profissional nas faculdades de Direito. A proposta, aparentemente adequada, deve ser vista com cuidado. Mais importante do que ensinar ética é praticar um comportamento ético. Isso quer dizer que uma escola de Direito só tem legitimidade para ensinar ética se tiver antes implantado a prática cotidiana da ética entre professores, alunos e funcionários. Tiver antes implantado a educação como prática da ética, parafraseando o grande educador Paulo Freyre, quando pregava a educação como prática da liberdade. Infelizmente, em grande número de faculdades de Direito existem práticas antiéticas de muitos alunos e até de alguns professores. Práticas que, nesta crise de perda de indignação do brasileiro, de tão corriqueiras, parecem até normais. Dou exemplo de duas: a cola na prova e o plágio no trabalho de curso. Qual a política efetiva que as escolas têm para controlar a cola? Que punições ou reeducação as escolas têm para o aluno que é pego colando? No nível institucional, provavelmente nenhuma. Tudo fica ao arbítrio do professor cansado, sem formação didática renovada, mal pago, a dar aula a um número excessivo de alunos empacotados numa sala, em situação que a boa didática jamais recomendaria. A ele cabe decidir se o aluno vai perder a questão, perder a prova, ou apenas laisser passer. Isso é suficiente? Difícil dizer. As estratégias para violação se sofisticaram. A cola tradicional, olhar e copiar a prova do aluno ao lado, insinuante, quase provocativa, que se autoconvida, dá lugar a "métodos" mais sofisticados, celulares e outros meios eletrônicos. Tudo facilitado pelo fato de que a prova pede mais a memorização da doutrina alheia do que o raciocínio original do aluno. O plágio em trabalhos escritos está em ascensão. Culpa do Google, da familiaridade das novas gerações de alunos com a tecnologia de busca na internet, e da facilidade de se atribuir a autoria de um texto. Essa situação é agravada pelo fato de que os trabalhos de disciplinas e de conclusão de curso são, sobretudo, pesquisas bibliográficas, estruturadas pelo que o professor Luciano de Oliveira chama de ideologia da "manualização". Assim como a maioria dos manuais de Direito são apenas uma colagem de autores, textos, doutrinas e jurisprudência sem necessariamente maior arte, assim também são os trabalhos de classe e de conclusão de curso A pesquisa dos alunos começa e termina nos manuais de sempre. Incluir, pois, um curso de ética profissional no currículo pode nos levar a um paradoxo. O currículo ensinando ética, e o aluno praticando a antiética, ao usar a tecnologia para plagiar autores e colar nas provas e trabalhos do curso. Em outras palavras: não vamos resolver o grave problema do comportamento antiético de alguns advogados tornando obrigatório o ensino de uma nova disciplina Ética Profissional num ambiente marcado pela cola e plágio. Temos o mesmo problema nas disciplinas de ética profissional nos cursos de formação dos juízes. Não raramente, essas disciplinas se transformam em discussões filosóficas ou dogmáticas europeizadas. Raramente se estruturam a partir da análise crítica dos problemas éticos disciplinares que existem em seus próprios tribunais. Soluções existem. Há escolas privadas, no Brasil e no exterior, onde os alunos assinam, além do contrato de prestação de serviços educacionais com a faculdade, um código de ética que se obriga a respeitar. Algumas escolas já têm Conselhos de Ética, nos quais a cola e o plágio são discutidos e julgados por alunos, professores e funcionários: as sanções vão desde a advertência até a expulsão, passando pela perda da bolsa. Razões pragmáticas favorecem uma postura mais rigorosa. O aluno que cola pode apresentar um currículo igual ou melhor do que aquele que se esforçou sozinho. Isso é concorrência desleal num mundo em que é cada vez mais difícil obter emprego. Em algumas escolas, os alunos estão se conscientizando e contribuindo para o controle ético de seus colegas. Sem falar que está em jogo o próprio nome e reputação da escola o que também começa a ser percebido pelos alunos. De uma maneira ou de outra, o mercado empregador acaba descobrindo quais as escolas que facilitam a aprovação do aluno e quais as que exigem um comportamento mais ético profissionalmente. 1 (Joaquim Falcão. Correio Braziliense, 20/7/06) A respeito da leitura do texto I, não é correto inferir que: (A) as instituições de ensino em geral devem mudar sua prática de permissividade à cola a fim de garantir uma real educação ética dos alunos. (B) a criação de conselhos de ética nas instituições de ensino amplia a discussão em relação à cola para além da decisão exclusiva do professor. (C) a fim de garantir maior reconhecimento no mercado de trabalho, cabe aos alunos também zelar pela reputação das instituições em que estudam. (D) de nada adianta a introdução de uma nova disciplina para se ensinar ética se, na prática, esta não for instituída. (E) no rol das indignações do brasileiro, a cola e o plágio acabam vistos como falhas éticas aceitáveis. 2 Os vocábulos métodos (L.49) e manualização (L.60) foram postos, no texto I, entre aspas. Assinale a alternativa com comentário pertinente a esse respeito. (A) Em métodos, as aspas indicam alteração de sentido; em manualização, uma palavra importada. (B) Em métodos, as aspas indicam ironia; em manualização, uma citação. (C) Em métodos, as aspas indicam alteração de sentido e ironia; em manualização, um neologismo. (D) Em métodos, as aspas indicam ênfase; em manualização, uma ironia. (E) Em métodos, as aspas indicam orientação para pausa maior na leitura; em manualização, alteração de sentido [ 3 ]

4 Graduação FGV-Rio Vestibular O texto I deve ser classificado como: (A) narrativo. (B) descritivo. (C) dissertativo expositivo. (D) dissertativo-argumentativo. (E) epistolar. 4 Que acione com mais vigor sua Comissão de Ética, como quer seu presidente, Roberto Busato. (L.4-5) A palavra grifada no trecho acima introduz idéia de: (A) causa. (B) comparação. (C) concessão. (D) conformidade. (E) conseqüência. 5 Em antiéticas (L.32), grafou-se corretamente o vocábulo formado com o prefixo anti-. Assinale a alternativa em que isso não tenha ocorrido. (A) antiinflamatório (B) anti-marxista (C) anti-higiênico (D) antiaéreo (E) anti-rábica 6 Isso (L.25) e (n)esta (L.33) são pronomes demonstrativos que exercem no texto, respectivamente, função: (A) anafórica e dêitica. (B) anafórica e catafórica. (C) catafórica e anafórica. (D) dêitica e anafórica. (E) dêitica e catafórica. 7 Assinale a alternativa em que a correspondência entre a ocorrência de dois-pontos e o que esse sinal de pontuação introduz tenha sido feita adequadamente. (A) linha 9 explicação (B) linha 15 explicitação (C) linha 35 enumeração (D) linha 70 exemplificação (E) linha 85 exemplificação 8 Em seus mecanismos de controle do exercício da profissão (L.3-4), de controle, do exercício e da profissão exercem, respectivamente, função sintática de: (A) adjunto adnominal complemento nominal adjunto adnominal. (B) adjunto adnominal complemento nominal complemento nominal. (C) complemento nominal adjunto adnominal complemento nominal. (D) complemento nominal adjunto adnominal adjunto adnominal. (E) adjunto adnominal adjunto adnominal adjunto adnominal. Texto II XII Para Érico Veríssimo O dia abriu seu pára-sol bordado De nuvens e de verde ramaria. E estava até um fumo, que subia, Mi-nu-ci-o-sa-men-te desenhado. Depois surgiu, no céu azul arqueado, A Lua a Lua! em pleno meio-dia. Na rua, um menininho que seguia Parou, ficou a olhá-la admirado... Pus meus sapatos na janela alta, Sobre o rebordo... Céu é que lhes falta Pra suportarem a existência rude! E eles sonham, imóveis, deslumbrados, Que são dois velhos barcos, encalhados Sobre a margem tranqüila de um açude... (Mário Quintana. In: A rua dos cataventos, 1940) Em relação à forma, o texto II pode ser classificado como: (A) barcarola. (B) écloga. (C) ode. (D) elegia. (E) soneto. 10 Assinale a afirmativa correta a respeito do texto II. (A) Composto por versos dodecassílabos, com rimas alternadas e emparelhadas, o poema de Quintana se insere no contexto da segunda fase do Modernismo. (B) Composto por versos decassílabos, com rimas opostas e emparelhadas, o poema de Quintana, apesar de apresentar forma clássica, se insere no contexto da segunda fase do Modernismo. (C) Composto por versos decassílabos, com rimas alternadas e emparelhadas, o poema de Quintana revela uma temática própria do universo romântico, embora composto um século depois desse movimento. (D) Composto por versos dodecassílabos e brancos, o poema de Quintana apura o lado prosaico da vida cotidiana e apresenta uma de suas fortes características: a simplicidade. (E) Composto por versos em redondilha maior, o poema de Quintana, tipicamente modernista, apresenta alto grau de experimentalismo semântico. 11 A respeito da opção por grafar o vocábulo minuciosamente separando-se suas sílabas no verso 4 do texto II, é correto afirmar que esse recurso: (A) permite manter a regularidade métrica do poema. (B) constitui somente uma orientação para a leitura do poema. (C) possibilita que a forma reforce o conteúdo. (D) aumenta o tamanho do verso para mantê-lo em harmonia visual com os demais. (E) caracteriza um caso de licença poética, uma vez que a separação silábica está incorreta segundo a norma culta. 12 Na terceira estrofe, há: (A) seis orações. (C) quatro orações. (E) duas orações. (B) cinco orações. (D) três orações. [ 4 ]

5 Prova objetiva 13 No verso 13, Que são dois velhos barcos classifica-se como uma oração subordinada: (A) substantiva objetiva direta. (B) substantiva subjetiva. (C) substantiva predicativa. (D) substantiva apositiva. (E) adjetiva explicativa. 14 Assinale a alternativa com vocábulos que sigam as mesmas regras de formação de plural que pára-sol (verso 1) e meio-dia (verso 5), respectivamente. (A) porta-mala peso-pena (B) sem-terra segunda-feira (C) pingue-pongue luso-brasileiro (D) guarda-roupa decreto-lei (E) guarda-chuva sexta-feira 15 (Veríssimo) Mantendo-se a mesma pessoa do discurso, assinale a alternativa com a correta transposição da fala do segundo quadrinho para a forma negativa. (A) Não imagines isso com cor. (B) Não imagina isso com cor. (C) Não imagine isso com cor. (D) Não imaginai isso com cor. (E) Não imaginas isso com cor. Matemática 16 Se 16 x 128, o valor de x é: (A) 7 4 (C) 5 2 (E) (B) 5 3 (D) 7 5 Certa pista utilizada nas corridas de Fórmula 1 tem comprimento de 5409m. Durante os treinos, um piloto fez a volta no tempo de 1:30:143 (1 minuto, 30 segundos e 143 milésimos de segundo). A velocidade média do piloto nessa volta foi de, aproximadamente: (A) 175km/h. (B) 190km/h. (C) 202km/h. (D) 216km/h. (E) 228km/h. 18 As raízes da equação x 2 12x + c 0 são os números inteiros x 1 e x 2. Sabendo que x 1 0 e x 2 0, o número de valores possíveis de c é: (A) 6. (B) 7. (C) 8. (D) 10. (E) Pedro comprou dois aparelhos de ar condicionado e, com isso, seu consumo de energia elétrica, de setembro para outubro, cresceu em 40%. Se a conta de outubro registra um consumo de 210kWh, a conta de setembro registrava um consumo de: (A) 126kWh. (B) 138kWh. (C) 150kWh. (D) 166kWh. (E) 180kWh. 20 Em uma progressão aritmética, o primeiro termo é 4, e o último é 184. Se um dos termos dessa PA é 100, o menor número de termos que essa progressão pode ter é: (A) 12. (B) 16. (C) 20. (D) 32. (E) Em certa loja, as panelas são anunciadas de acordo com sua capacidade. Uma panela dessa loja, com a etiqueta "4 litros", tem 20cm de diâmetro. A altura dessa panela é, aproximadamente: (A) 7cm. (B) 9cm. (C) 11cm. (D) 13cm. (E) 15cm. 22 Se a b, a única solução da equação (A) (C) (E) 23 ab a b 2 a ab a(a+b) ab (B) (D) ab ab 2 b ab x xa 2 é: xb x De um retângulo de lados 20cm e 14cm, foram retirados dois quadrados iguais, como mostra a figura a seguir: Se o perímetro da figura acima é de 92cm, sua área é igual a: (A) 152cm 2. (B) 182cm 2. (C) 208cm 2. (D) 230cm 2. (E) 248cm No plano cartesiano, a reta r é definida por r {(t + 6; 3t + 1) t R}, e a reta s tem equação 2x y = 7. A abscissa do ponto de interseção dessas retas é: (A) 10. (B) 12. (C) 14. (D) 15. (E) 16. [ 5 ]

6 Graduação FGV-Rio Vestibular Um antigo problema chinês: No alto de um bambu vertical está presa uma corda. A parte da corda em contato com o solo mede 3 chih (uma antiga unidade de medida usada na China). Quando a corda é esticada, sua extremidade toca o solo a uma distância de 8 chih do pé do bambu. O comprimento do bambu é, aproximadamente: (A) 8,6 chih. (B) 9,2 chih. (C) 9,8 chih. (D) 10,5 chih. (E) 11,3 chih. 26 No início do século passado, o dr. Afrânio Corrêa possuía um terreno no centro da cidade com a forma do triângulo retângulo ABC que se vê na figura a seguir. Em seu testamento, para contemplar igualmente seus dois filhos, o proprietário determinou que o terreno fosse dividido em duas partes de mesma área por meio de uma cerca paralela ao cateto BC, e que a parte com a forma de um trapézio fosse do filho mais velho. Com a morte do dr. Afrânio, seus advogados mandaram medir o comprimento do lado AB do terreno e receberam a resposta: 156m. Deveriam, então, mandar construir a cerca PQ, paralela ao lado BC, de forma que os dois terrenos tivessem mesma área, mas, para isso, precisariam conhecer a medida AP = x. Sabe-se que o testamento foi cumprido. O valor de x é, aproximadamente: (A) 100m. (B) 105m. (C) 110m. (D) 115m. (E) 120m. 27 O muro de uma barragem tem a forma da figura a seguir. De um lado, uma rampa de 100m de comprimento faz ângulo de 20 com o plano horizontal. Do outro lado, uma rampa de comprimento x faz ângulo de 40 com o plano horizontal. Dados: I. sen 20 0,342, cos 20 0,940 e tan 20 0,364 II. sen(a + b) sen(a) cos(b) + sen(b) cos(a) O valor de x é, aproximadamente: (A) 53m. (B) 57m. (C) 61m. (D) 65m. (E) 70m. 28 Em uma adição de 15 números, as parcelas foram colocadas em ordem crescente. Ocorreu que a primeira parcela era igual a 23, a última era igual a 97, e cada uma das outras era igual à média aritmética das duas parcelas vizinhas. O resultado dessa adição foi: (A) 780. (B) 810. (C) 840. (D) 860. (E) Em uma sala, há quatro casais marido-mulher. Escolhendo ao acaso três dessas pessoas, a probabilidade de que esse grupo contenha um casal marido-mulher é: (A) 1 1 (B) 4 3 (C) 2 5 (D) 3 7 (E) Considere a função de variável real Se f( 2) = 5 e f(3) 5, então a + b é igual a: (A) 3. (B) 4. (C) 5. (D) 6. (E) 7. História 31 b f(x) =ax+ x para x 0. Na primeira viagem de Vasco da Gama à Índia os lucros atingiram a 6.000%! Pouco surpreende que outros navios tenham empreendido a mesma perigosa e lucrativa viagem. O comércio se intensificou aos saltos. Se Veneza comprava libras de pimenta por ano ao sultão do Egito, agora, um único navio, em sua viagem de regresso a Portugal, transportava um carregamento de libras! Não mais importava que a antiga rota para o Oriente tivesse sido conquistada pelos turcos; não mais importava que os venezianos cobrassem preços exorbitantes; o caminho para o Oriente, via cabo da Boa Esperança, rompeu com o monopólio veneziano. (Texto adaptado de Leo Huberman. História da Riqueza do Homem.) A partir da leitura do texto acima, assinale a afirmativa correta quanto aos efeitos e significados do estabelecimento do novo caminho marítimo para as Índias, por Vasco da Gama, em finais do século XV. (A) Houve a gradual transferência do eixo comercial europeu do Mar Mediterrâneo para as águas atlânticas e do oceano Índico, beneficiando, em especial, negociantes a serviço das monarquias ibéricas. (B) Garantiu o enfraquecimento do controle turco sobre regiões do Oriente Próximo, viabilizando a retomada de Constantinopla pelos venezianos e do acesso às rotas comerciais terrestres que partiam dessa cidade. (C) Os lucros auferidos pela primeira viagem de Vasco da Gama não foram alcançados, nos mesmos níveis, pelos que investiram na nova rota, a qual, ao fim, não conseguiu suplantar em importância as transações via Mar Mediterrâneo. (D) O estabelecimento da nova rota para as Índias e os lucros vultosos então conseguidos causaram, por parte de negociantes portugueses, o abandono da exploração comercial de feitorias na costa ocidental africana. (E) A expedição de Cabral, em 1500, originalmente destinada às Índias, ao ter possibilitado a descoberta do Brasil, ocasionou, de imediato, o redirecionamento dos interesses portugueses para a exploração das novas terras americanas. [ 6 ]

7 Prova objetiva 32 Europa em 1914 e Primeira Guerra Mundial Europa após a Primeira Guerra Mundial (1921) 34 Adquirida a terra para uma fazenda, o trabalho primeiro era acostumar o gado ao novo pasto, o que exigia algum tempo e bastante gente; depois ficava tudo entregue ao vaqueiro. (...) Após quatro ou cinco anos de serviço, começava o vaqueiro a ser pago; de quatro crias cabia-lhe uma; podia assim fundar fazenda por sua conta. (Texto adaptado de Capistrano de Abreu. Capítulos de História Colonial.) O texto acima apresenta algumas das características da atividade pecuarista no Brasil colonial. A respeito dessa atividade, assinale a afirmativa incorreta. (A) Esteve associada a outras atividades econômicas, como a lavoura canavieira do litoral nordestino e a extração aurífera das Minas Gerais, sendo voltada para o comércio interno. (B) Contribuiu para a abertura de caminhos e para a ocupação de áreas interiores, alargando, consideravelmente, as fronteiras territoriais das possessões portuguesas na América. (C) Possuiu regimes de trabalho adequados à própria dinâmica da atividade criatória, destacando-se a figura do vaqueiro, passível de transformar-se em dono de seu próprio rebanho. (D) Ocupou, na maioria das vezes, áreas contíguas a rios e ribeirões, fosse pela fonte de água, fosse pela existência de depósitos de sal, estabelecendo rotas do gado e áreas de concentração de fazendas, como o caso do vale do Rio São Francisco. (E) Apresentou baixa lucratividade e, ao concorrer com a lavoura canavieira pela ocupação de terras nos sertões nordestinos, levou a Coroa portuguesa a baixar sérias restrições à sua expansão. 35 A partir da análise comparativa dos mapas e de seus conhecimentos sobre a Primeira Guerra Mundial ( ), assinale a afirmativa incorreta. (A) Os países ibéricos, em termos de fronteiras territoriais, não sofreram transformações causadas por esse conflito ou por seus efeitos imediatos. (B) A ocorrência da Revolução Russa, em 1917, episódio associado aos efeitos da Primeira Guerra Mundial naquela região, ocasionou o surgimento da URSS. (C) O fim do Império Otomano viabilizou o fortalecimento político e militar do governo turco, garantindo sua maior influência em regiões do Oriente Médio. (D) A criação das repúblicas da Iugoslávia e da Checoslováquia reordenou o mapa político dos Bálcãs e também o equilíbrio de forças entre os governos da região. (E) A dissolução do Império Austro-húngaro causou, para a monarquia austríaca, perdas territoriais e a diminuição de sua interferência nas questões balcânicas. 33 Assinale o item incorreto quanto à identificação das idéias e práticas mercantilistas adotadas por governos europeus, entre os séculos XVI e XVIII. (A) o metalismo (B) a defesa do princípio da balança comercial estável (C) a valorização da conquista de áreas coloniais (D) a condenação da usura (E) o estímulo à produção manufatureira (Capa da Revista O Imigrante, São Paulo, 1908) A capa de revista representa um dos materiais utilizados para estimular e propagandear a imigração estrangeira, no Brasil, no início do século XX. A respeito dessa experiência, analise as afirmativas a seguir: I. Esteve associada à expansão da lavoura cafeeira em terras do Estado de São Paulo, desde finais do século XIX, tendo sido promovida na qualidade de solução para substituir a mão-de-obra escrava. II. Grande parte dos cafeicultores e negociantes paulistas defendeu a vinda de imigrantes de origem européia, fosse por sua experiência em trabalhos agrícolas, fosse pelo apoio à tese do embranquecimento da população brasileira. III. Parte dos imigrantes europeus que se direcionaram para São Paulo acabou por se estabelecer na capital, que então se expandia com os lucros dos negócios do café e das atividades industriais em crescimento. (A) se apenas a afirmativa I estiver correta. (B) se apenas as afirmativas I e II estiverem corretas. (C) se apenas as afirmativas I e III estiverem corretas. [ 7 ]

8 Graduação FGV-Rio Vestibular (Storni, Careta, ano 18, n. 897, 29 de agosto de 1905) A charge acima apresenta uma das práticas políticas que caracterizaram o governo republicano no Brasil, entre 1889 e Assinale a opção que a identifica corretamente. (A) política dos governadores (B) política de valorização do café (C) coronelismo (D) política do café-com-leite (E) voto de cabresto 37 Os Estados ocidentais inquietam-se sob os efeitos da metamorfose incipiente. A necessidade é um estimulante do ideal; o ideal, um estimulante da ação. Meio milhão de homens caminha pelas estradas; um milhão mais prepara-se para a caminhada; dez milhões mais sentem as primeiras inquietudes. E tratores abrem sulcos múltiplos nas terras abandonadas. (John Steinbeck. As vinhas da ira, 1939.) Tendo como referência o texto acima, assinale a afirmativa correta quanto aos significados e efeitos da crise de (A) Assistiu-se, nos Estados Unidos, e em diversas sociedades européias, à elevação das taxas de desemprego a níveis que beiravam o colapso social. (B) O impacto da depressão econômica restringiu-se às atividades industriais, pouco atingindo o setor agrícola e terciário. (C) A crise, de natureza financeira, desorganizou países industrialmente mais desenvolvidos, não afetando os que dependiam da agroexportação. (D) Os efeitos desastrosos da crise foram rapidamente contornados, a partir de 1931, pelas políticas de bem-estar social implantadas nos Estados Unidos e na Europa. (E) A crise foi conseqüência, no caso dos Estados Unidos, do desequilíbrio entre o aumento do consumo e a desaceleração da produção industrial e agrícola. 38 Diversos governos de Estados europeus e americanos adotaram, no século XIX, medidas de natureza política e cultural destinadas a valorizar práticas e ideais nacionalistas. Assinale a opção incorreta quanto à identificação dessas propostas. (A) a constituição de línguas nacionais específicas (B) o reconhecimento e a demarcação dos territórios nacionais (C) a valorização do ensino da história pátria (D) a edificação de monumentos comemorativos de datas ou personalidades (E) a tolerância quanto à diversidade de credos religiosos 39 Apesar de o Concílio de Trento não ter definido regras de arquitetura e pintura para as obras da Igreja, suas disposições acabaram influindo na forma das construções, a partir de meados do século XVI. As igrejas deveriam encontrar-se bem iluminadas, a fim de que os crentes pudessem seguir os ofícios pelos seus livros (...) O Concílio insistira na necessidade de pregar para combater a heresia e, portanto, o púlpito deveria ser colocado numa posição proeminente, de tal modo que o pregador pudesse ser convenientemente visto e ouvido. Certos dogmas fundamentais da Igreja deveriam receber uma ênfase especial nas pinturas e imagens encomendadas daí em diante. (Texto adaptado de J. H. Elliot. A Europa dividida: ) O Concílio de Trento ( ) representou uma das principais ações da Igreja Católica, nos quadros do surgimento das reformas protestantes. Tendo como referência esses acontecimentos e as informações do texto acima, analise as afirmativas a seguir: I. Frente às críticas de adeptos do luteranismo e do calvinismo, a Igreja de Roma reviu alguns dogmas fundamentais, adotando maior tolerância quanto aos temas da arte religiosa. II. A criação de ordens religiosas missionárias, como a Companhia de Jesus, esteve associada às decisões da Igreja de expandir a fé católica e evitar a propagação das religiões protestantes, nas regiões européias e americanas. III. A reorganização do Tribunal da Santa Inquisição representou, por parte da Igreja, o reforço dos mecanismos de controle e repressão utilizados, de forma eficaz, no combate ao luteranismo nas regiões germânicas. (A) se apenas a afirmativa II estiver correta. (B) se apenas as afirmativas I e II estiverem corretas. (C) se apenas as afirmativas I e III estiverem corretas. 40 As conseqüências imediatas da conquista e ocupação espanhola nas áreas mais densamente povoadas da civilização ameríndia foram desastrosas. O somatório de doenças epidêmicas, superexploração do trabalho e debilitação física resultante, choque cultural induzido pela remodelação de uma sociedade comunal, acabou por produzir, no século XVI e no início do século XVII, um dos declínios demográficos mais desastrosos jamais registrados pela história mundial. (Texto adaptado de Stanley Stein e Bárbara Stein. A herança colonial na América Latina: ensaios de dependência econômica.) Em relação ao texto acima, analise as afirmativas a seguir: I. Em especial, nas regiões então pertencentes ao Império Asteca e ao Império Inca, áreas densamente povoadas, assistiu-se, durante a segunda metade do século XVI, ao declínio demográfico resultante da conquista e da ocupação espanhola. II. Os colonizadores espanhóis, por meio da mita e da encomienda, estabeleceram regimes de utilização da mão-de- -obra ameríndia responsáveis pela superexploração do trabalho. III. As doenças epidêmicas resultantes dos contatos entre espanhóis e ameríndios, em comparação ao impacto das guerras de conquista, foram fatores de menor importância para o estabelecimento do declínio demográfico. (A) se apenas a afirmativa III estiver correta. (B) se apenas as afirmativas I e II estiverem corretas. (C) se apenas as afirmativas I e III estiverem corretas. [ 8 ]

9 Prova objetiva 41 Nós, Povo da África do Sul, declaramos, para que todos, no nosso país e no mundo, saibam: Que a África do Sul pertence a todos os que nela vivem, negros e brancos, e que nenhum governo é legítimo se não se basear na vontade do povo. (...) Que o nosso país nunca será próspero ou livre enquanto nosso povo não viver fraternalmente no gozo dos mesmos direitos e das mesmas oportunidades. (Preâmbulo da Carta da Liberdade. Junho de 1955) O documento acima, trecho da Carta da Liberdade, de 1955, veio a ser, nos seus princípios, reutilizado por grupos políticos que apoiaram as transformações ocorridas na África do Sul, na década de A respeito dessas mudanças, analise as afirmativas a seguir: I. Assistiu-se à promulgação de uma nova Constituição, à instauração de uma ordem política democrática e à extinção do regime de segregação racial. II. Iniciaram-se reformas políticas que viabilizaram a legalização de partidos antiapartheid e a libertação de líderes como Nelson Mandela. III. Promoveram-se práticas de reparação para as populações negras como o confisco das propriedades das minorias brancas. (A) se apenas a afirmativa II estiver correta. (B) se apenas as afirmativas I e II estiverem corretas. (C) se apenas as afirmativas I e III estiverem corretas. 42 Ao longo da construção e da consolidação do Estado Imperial, no Brasil, entre as décadas de 1820 e 1850, uma série de revoltas, das mais variadas naturezas, explicitaram discordâncias quanto ao projeto de implantação de uma ordem monárquica centralizadora e unitarista. Assinale a alternativa correta quanto à identificação dessas revoltas. (A) Guerra dos Farrapos e Confederação do Equador (B) Confederação do Equador e Revolta da Armada (C) Revolta da Armada e Revolta Praieira (D) Guerra do Contestado e Revolta Praieira (E) Guerra dos Farrapos e Guerra do Contestado 43 No curso do século XIX, os principais conflitos militares, em termos de número de vítimas e impactos sociais, ocorreram no continente americano: a Guerra de Secessão, nos Estados Unidos, entre 1861 e 1865, e a Guerra do Paraguai, envolvendo os governos do Paraguai, da Argentina, do Uruguai e do Brasil, entre 1864 e Assinale a alternativa que identifica corretamente um efeito comum a esses dois episódios. (A) a abolição do regime republicano de governo e o crescimento das influências de militares na vida política (B) a aceleração do crescimento industrial em detrimento da expansão das atividades agroexportadoras (C) a crise do escravismo, fosse por sua abolição, fosse pelo aumento de críticas à sua vigência (D) a corrida armamentista e a implementação do serviço militar obrigatório (E) a adoção de políticas alfandegárias de natureza protecionista associadas ao reforço do intervencionismo estatal 44 Em novembro de 1793, a Convenção estabeleceu um novo calendário para a França o calendário republicano, que substituiu o calendário gregoriano. O ano I do calendário republicano iniciou- -se em 22 de setembro de Cada ano começava no outono, dividindo-se em doze meses de trinta dias cada um e mais cinco dias complementares, dedicados às festas republicanas. Cada mês dividia-se em três grupos de dez dias. O décimo dia de cada grupo era o dia de descanso. Os nomes dos meses lembravam características do clima ou atividades agrícolas de cada época. O calendário republicano foi abolido em (Alceu Luiz Pazzinatto e Maria Helena Valente Senise. História Moderna e Contemporânea.) A adoção de um novo calendário na França, no curso do processo revolucionário, iniciado em 1789, nos permite identificar as características a seguir, à exceção de uma. Assinale-a. (A) A data de início do ano, no novo calendário 22 de setembro de 1792 correspondia ao momento de implantação do regime republicano na França. (B) A criação do calendário republicano representou o esforço de demarcar o início de uma nova era e o fim do que foi chamado de Antigo Regime. (C) O fim da semana de sete dias e a alteração do dia de descanso, o domingo, pelo calendário gregoriano, gerou reações negativas de vários segmentos da população. (D) A abolição do calendário republicano, em 1806, ocasionou diversos protestos populares em função do temor do retorno de práticas do absolutismo monárquico. (E) Os nomes dos meses do novo calendário atendiam ao pressuposto de associá-lo mais diretamente aos ritmos da natureza e das estações climáticas do ano. 45 Relação AgriculturaIndústria (Fonte: Banco de Dados/FGV, in Faro e Silva, 1991.) O gráfico apresenta a relação entre a expansão industrial e agrícola brasileira entre 1950 e A partir de sua análise e das ações governamentais implementadas nesse mesmo período, analise as afirmativas a seguir: I. A diferença de tendências entre o crescimento industrial e o crescimento agrícola aponta para cada vez maior importância do primeiro na geração da riqueza nacional, em meados da década de II. Entre 1956 e 1960, a significativa elevação do crescimento industrial foi o principal efeito do Plano de Metas instaurado durante o governo de Juscelino Kubitschek. III. O descenso nas linhas de crescimento da produção agrícola e industrial, entre os anos de 1963 e 1964, pode ser associado à conjuntura de crise econômica do final do governo de João Goulart. (A) se apenas a afirmativa I estiver correta. (B) se apenas a afirmativa III estiver correta. (C) se apenas as afirmativas I e II estiverem corretas. [ 9 ]

10 Graduação FGV-Rio Vestibular 2007 Geografia 46 A respeito das transformações observadas na cidade do Rio de Janeiro, na segunda metade do século XX, analise as afirmativas a seguir: I. A estrutura interna da cidade, que se articulava em torno de um centro principal, passa a apresentar uma organização policêntrica devido ao deslocamento de funções e atividades para novos locais do território metropolitano. II. A instalação de shopping centers, que desempenham um papel cada vez mais importante na oferta de bens e serviços, exige uma estrutura viária para o acesso dos usuários e muda procedimentos da vida cotidiana. III. A cidade, que se expandiu ao longo dos eixos rodoviários formando uma megalópole, mantém a função industrial e a de prestação de serviços no núcleo central. (A) se apenas a afirmativa I estiver correta. (B) se apenas as afirmativas I e II estiverem corretas. (C) se apenas as afirmativas I e III estiverem corretas. 47 O Fórum Econômico Mundial publicou o Relatório de Competitividade Global 2006/2007. Esse relatório permite a análise das diferentes variáveis que influenciam a competitividade de um país. No ranking dos países mais competitivos, o Brasil ocupou a 66ª posição. Entre as razões para a posição brasileira, não se inclui: (A) a elevada carga tributária. (B) o baixo nível educacional. (C) o excesso de burocracia. (D) o déficit da balança comercial. (E) o crescimento dos gastos públicos. 48 A urbanização vertiginosa da sociedade brasileira, nas últimas décadas do século XX, introduziu no território das cidades um novo significado: as cidades brasileiras, em lugar de progresso e desenvolvimento, passaram a retratar e reproduzir de forma dramática as injustiças e desigualdades da sociedade. (Extraído do Estatuto da Cidade guia para implementação pelos municípios e cidadãos. Brasília 2005.) Essas desigualdades se apresentam no território das cidades brasileiras sob várias formas. Elas podem ser percebidas: I. na diferença entre as áreas centrais e as periferias das regiões metropolitanas. II. na ocupação precária dos mangues em contraposição à alta qualidade dos bairros da orla oceânica. III. na eterna linha, muitas vezes carregada de preconceitos, que divide o morro e o asfalto. IV. na divisão entre a porção legal, rica e com infra-estrutura e a ilegal, com pouco acesso às oportunidades de trabalho, cultura ou lazer. (A) se apenas as afirmativas I e II estiverem corretas. (B) se apenas as afirmativas III e IV estiverem corretas. (C) se apenas as afirmativas I, II e III estiverem corretas. (D) se apenas as afirmativas II, III e IV estiverem corretas. 49 Analise o gráfico a seguir: Comparando a área ocupada pelos diferentes grupos de estabelecimentos e sua contribuição (em %) na produção de gêneros alimentícios, conclui-se que: (A) os pequenos estabelecimentos usam o solo de forma mais intensiva e obtêm maiores rendimentos por hectare. (B) os estabelecimentos médios ocupam a maior área e apresentam maior produtividade por hectare. (C) os pequenos estabelecimentos têm, em relação à área ocupada, uma produção menor que os grandes. (D) os estabelecimentos médios ocupam 1/3 da área e produzem mais de 50% da produção agrícola. (E) a relação entre área ocupada e participação na produção é mais eficiente nos grandes estabelecimentos. 50 Um ecossistema está em equilíbrio quando há uma combinação de fatores como disponibilidade de alimentos, presença de predadores e ocorrência de biodiversidade, ou seja, os níveis populacionais de plantas, insetos ou outros animais não sofrem grandes variações. A respeito das conseqüências ambientais da expansão da agricultura empresarial nas últimas décadas, analise as afirmativas a seguir: I. A introdução de uma planta em um ambiente diferente ao da sua origem a torna vulnerável à ação de insetos e patógenos para os quais ela não tem defesa. II. As grandes áreas de monocultura estimulam a proliferação de plantas invasoras que encontram excelentes condições de desenvolvimento no novo ambiente. III. As áreas monocultoras são ecologicamente estáveis e menos suscetíveis às variações climáticas e aos desequilíbrios ambientais. (A) se apenas a afirmativa II estiver correta. (B) se apenas as afirmativas I e II estiverem corretas. (C) se apenas as afirmativas I e III estiverem corretas. 51 Entre as medidas que promoveriam o modelo de crescimento econômico sustentável, não se inclui: (A) a ampliação do consumo de formas de energia não poluidoras. (B) a manutenção da matriz industrial baseada nos combustíveis fósseis. (C) a reestruturação dos transportes terrestres e dos sistemas de tráfego. (D) a adoção de políticas de gerenciamento e proteção dos recursos hídricos. (E) a previsão e melhor gestão dos impactos das variações climáticas. [ 10 ]

11 Prova objetiva 52 Os demógrafos, analisando a evolução da população européia após a Revolução Industrial, construíram a teoria da transição demográfica. Hoje, essa teoria passou a ser considerada como base para a compreensão do comportamento da população. A partir do mapa e do gráfico, pode-se concluir que: (A) a realização da transição demográfica está relacionada ao nível de desenvolvimento econômico. (B) os países com baixo nível sanitário são os que apresentam maior crescimento demográfico. (C) a difusão da informação manteve a taxa de mortalidade elevada nos países que estão na fase intermediária da transição demográfica. (D) o crescimento vegetativo dos países que já terminaram a transição demográfica é suficiente para repor a taxa de mortalidade. (E) os países que se encontram na segunda fase da transição estimulam a taxa de natalidade. 53 A demografia favorece os Estados Unidos. Em relação aos fatores demográficos que contribuíram para o desenvolvimento norte-americano, não é correto afirmar que: (A) a chegada maciça de imigrantes, ao longo do século XIX, significou um aumento da força de trabalho. (B) o crescimento vegetativo, durante o século XX, representou um aumento do mercado consumidor. (C) a composição étnica homogênea, devido à imigração seletiva, garantiu a oferta de mão-de-obra necessária ao crescimento da economia. (D) a "migração de cérebros", praticada pelas grandes empresas e universidades, incentivou a pesquisa científica. (E) o elevado número de mulheres no mercado de trabalho, originalidade da sociedade americana, aumentou a população economicamente ativa. 54 O papel que as técnicas alcançaram na produção, a partir da Revolução Industrial, faz desse momento um marco definitivo. É, também, um momento de grande aceleração, ponto de partida para grandes transformações. (Adaptado de Milton Santos. A Natureza do Espaço: Técnica e Tempo. Razão e Emoção.) O desenvolvimento da tecnologia, após a Revolução Industrial, apresenta três estágios. Assinale a alternativa que não apresenta características desses estágios na ordem correta. (A) o estabelecimento de métodos fabris; a introdução da produção em massa; o desenvolvimento de sistemas baseados nos computadores (B) o período da máquina a vapor e do uso do carvão; o uso do dínamo e do motor elétrico; a adoção do computador e da automação (C) o sistema da máquina a vapor e das ferrovias; a fase da energia elétrica e da engenharia pesada; o período da informação e da comunicação (D) o período da mecanização pesada; a fase do motor a explosão e das rodovias; o período da produção fordista de massa (E) o sistema industrial surgido com a máquina a vapor; o da linha de montagem equipado com motores elétricos; o de fluxos contínuos com equipamentos eletrônicos 55 Segundo o Fundo Monetário Internacional (FMI), os Estados Unidos da América e a União Européia representam, cada um, 20% da economia mundial, mas os Estados Unidos exercem, no plano mundial, um papel mais importante. A partir desse texto, analise as afirmativas a seguir: I. As grandes corporações norte-americanas ampliaram seus investimentos diretos no exterior, aproveitando as vantagens comparativas surgidas da atual divisão internacional do trabalho. II. A produção industrial norte-americana é mais competitiva porque o custo da sua mão-de-obra é mais baixo devido aos sistemas de proteção social implantados pelo Estado previdência. III. A maioria das inovações tecnológicas que modificaram o nosso cotidiano, como a difusão e os princípios de regulação da Internet, foi feita por pesquisadores e empresas instaladas nos Estados Unidos. (A) se apenas a afirmativa II for verdadeira. (B) se apenas as afirmativas I e II forem verdadeiras. (C) se apenas as afirmativas I e III forem verdadeiras. (D) se apenas as afirmativas II e III forem verdadeiras. (E) se todas as afirmativas forem verdadeiras. 56 A União Européia enfrenta problemas internos que dificultam sua integração. A respeito dos problemas recentes da União Européia, não é correto afirmar que: (A) a elevada taxa de desemprego, devido à reconversão de alguns setores industriais para se adaptar às inovações tecnológicas, restringe os movimentos migratórios. (B) a adoção do euro como moeda única favorece a integração das economias dos países-membros e desloca o centro de decisão financeira para o eixo ParisLondres. (C) o envelhecimento da população e o aumento crescente dos gastos com a seguridade social exigem reformas que ameaçam as conquistas sociais que caracterizam a sociedade européia. (D) as diferenças de desenvolvimento econômico apresentadas pelos Estados componentes da União Européia foram agravadas com o ingresso dos países do Leste Europeu. (E) as divergências entre os países-membros da União Européia em questões de política externa impedem que ela seja um contrapeso à hegemonia norte-americana. [ 11 ]

12 Graduação FGV-Rio Vestibular Os países de escala continental, como o Brasil, a Rússia, a Índia e a China (BRIC), deverão exercer, por suas dimensões e potencialidades, um papel importante na economia mundial. A respeito desses países, analise as afirmativas a seguir: I. A Rússia realizou uma transição tumultuada para a economia de mercado e enfrentou uma grave crise nos anos 90. As exportações de petróleo e gás têm garantido a estabilidade e a retomada do crescimento econômico. II. A China manteve um regime político fechado e abriu sua economia aos investimentos de capital externo. A industrialização acelerada e a crescente participação no comércio internacional têm garantido elevadas taxas de crescimento. III. A Índia iniciou as reformas necessárias para integrar-se à economia global. A qualificação da mão-de-obra permitiu o rápido crescimento dos serviços relacionados com as tecnologias de ponta. IV. O Brasil tem uma base industrial consolidada e um mercado interno em expansão. O rigor da política de deflação e as deficiências na área da educação reduzem seu potencial de crescimento. (A) se apenas as afirmativas I e III estiverem corretas. (B) se apenas as afirmativas II e IV estiverem corretas. (C) se apenas as afirmativas I, II e III estiverem corretas. (D) se apenas as afirmativas II, III e IV estiverem corretas. 58 O mapa a seguir mostra a rede de megacidades em A respeito dessas megacidades, analise as afirmativas a seguir: I. As megacidades concentram as funções de gestão e atuam como pólos nas redes de decisão, organização e funcionamento da economia mundializada. II. As megacidades constituem os pontos nodais das redes globais, onde se cruzam os fluxos das trocas mundiais: aeroportos, centros financeiros e de pesquisa. III. As megacidades localizam-se nos países desenvolvidos, os mais avançados em termos industriais, financeiros e tecnológicos. (A) se apenas a afirmativa I estiver correta. (B) se apenas a afirmativa III estiver correta. (C) se apenas as afirmativas I e II estiverem corretas. 59 Sabendo que a renda do agricultor é igual ao preço de venda do produto menos o custo de produção somado ao custo do transporte até o mercado, analise o gráfico a seguir: A partir do gráfico, analise as afirmativas a seguir: I. O sistema agrícola a ser praticado é determinado pela distância do mercado. II. As áreas próximas ao mercado devem praticar uma agricultura intensiva. III. O rendimento agrícola é inversamente proporcional à distância do mercado. (A) se apenas a afirmativa I estiver correta. (B) se apenas as afirmativas I e II estiverem corretas. (C) se apenas as afirmativas I e III estiverem corretas. 60 Os países desenvolvidos possuem políticas de proteção e incentivo à sua agricultura. Uma das políticas mais importantes é a concessão de subsídios aos produtores agrícolas. Nos Estados Unidos e na União Européia, os subsídios ultrapassam 20 bilhões de dólares por ano. A respeito das conseqüências dessa política, é correto afirmar que: (A) os subsídios incentivam o aumento da produção, o que acarreta a queda dos preços nos mercados internacionais. (B) os subsídios criam barreiras fiscais, o que dificulta a livre circulação da produção agrícola. (C) os subsídios provocam um nivelamento de preços, o que origina uma concorrência desleal no comércio internacional. (D) os subsídios ampliam o mercado internacional, o que estimula os agricultores dos países subdesenvolvidos. (E) os subsídios aumentam as exportações dos produtos agrícolas, o que provoca uma redução da taxa de lucro dos agricultores. Ciências 61 Cientistas da Embrapa, por exemplo, já trabalham no desenvolvimento de uma vacina contra a diarréia viral, com alfaces. Os cientistas introduziram na planta, por meio de manipulação genética, um antígeno contra o vírus. (Revista O Globo, 12/02/2006) As alfaces tratadas pelo método acima descrito: (A) produzem anticorpos contra o vírus. (B) foram vacinadas contra o vírus. (C) introduzem um antígeno virótico em quem as comer. (D) fornecem anticorpos contra o vírus em quem as comer. (E) fornecem antígenos capazes de atacar o vírus. [ 12 ]

13 Prova objetiva 62 "Sem insetos a vida na terra tenderia a se extinguir." Para apoiar essa afirmativa, feita na revista Scientific American Brasil de abril de 2006, citavam-se dois dados, entre outros: lucro da fábrica de computadores Dell, em 2005: US$ 56 bilhões; contribuição para a economia americana proporcionada por abelhas, besouros e outros insetos: US$ 55 bilhões. Somente os besouros que enterram estrume contribuíram com US$ 380 milhões, no mesmo período. Com relação ao enterro de estrume, analise as afirmativas a seguir: I. Auxilia a adubação de terrenos, tornando-os mais férteis. II. Reduz a emissão de CO 2 e de metano para a atmosfera. III. Promove a diminuição de pragas na lavoura. (A) se somente a afirmativa I estiver correta. (B) se somente a afirmativa II estiver correta. (C) se somente a afirmativa III estiver correta. (D) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas. (E) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas. 63 A explicação mais simples para a herança da cor da pele na espécie humana admite cinco fenótipos básicos (preto, mulato escuro, mulato médio, mulato claro e branco) determinados pela ação de dois pares de genes (A, a e B, b). Dois desses alelos (A e B) seriam mais ativos na produção de melanina que os outros dois (a e b). Um caso interessante ligado ao exposto acima aconteceu com M, uma moça de pele branca que não conseguiu vaga na universidade, mas seu irmão J, que apresenta pele negra, conseguiu graças ao sistema de reserva de vagas. O fato de dois irmãos M e J, um branco e outro negro, apresentarem os mesmos pais é corretamente explicado porque seus pais são: (A) ambos mulatos claros. (B) ambos mulatos médios. (C) ambos mulatos escuros. (D) um mulato claro e outro mulato escuro. (E) um negro e outro branco. 64 Um bloco de peso P é mantido em repouso em três situações diferentes, conforme mostrado nas figuras. Admita que não há atritos, os fios e as roldanas comportem-se como ideais e o ângulo seja de 30. Chamando de T 1, T 2 e T 3 os valores das trações nas figuras 1, 2 e 3 respectivamente, pode-se prever que: (A) T 1 =T 2 =T 3 (B) T 1 =2T 2 =4T 3 (C) T 1 =T 3 =T 2 /2 (D) T 2 =T 3 =T 1 /2 (E) T 2 =T 3 =2T 1 65 No laboratório de um colégio, o professor está fazendo experiências sobre trocas de calor para seus alunos. Ele dispõe de um recipiente, de capacidade térmica desprezível, contendo meio litro de água a 23,6 C. Ao lado do recipiente está um aquecedor contendo vários cubinhos de ferro a 130 C. O professor coloca alguns cubinhos na água de modo que o sistema atinja o equilíbrio térmico em 30 C. Dados numéricos sobre os cubos: I. Densidade do ferro: 8,0g/cm³ II. Calor específico do ferro: 0,10cal/g C III. Aresta do cubo: 2,0cm Quantos cubinhos o professor colocou na água? (A) 2 (B) 3 (C) 5 (D) 8 (E) Espanha proíbe desfile de modelos esqueléticas Os organizadores da Semana da Moda de Madri, realizada no mês de setembro deste ano, rejeitaram a presença na passarela de modelos que se encontravam abaixo do peso. A medida teve como principal meta defender as modelos contra a imposição, estabelecida pela maioria dos estilistas e agências de modelos, de um padrão de magreza excessiva que coloca em risco a saúde dessas jovens. A avaliação das modelos foi baseada no Índice de Massa Corporal (IMC), que é um indicador reconhecido como padrão internacional para um indivíduo adulto verificar, com acuidade, se o seu peso se encontra ou não dentro da faixa considerada ideal e saudável para a sua altura. A fórmula para o cálculo do IMC é: IMC= peso /(altura) 2. No cálculo, o peso deve ser expresso em quilograma (kg) e a altura em metro (m). Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o índice considerado normal é entre 18,5 e 25. Em Madri, as modelos com IMC inferior a18 foram proibidas de desfilar. (Adaptado de O Globo ) Considerando que a percentagem de água no corpo humano é aproximadamente igual a 67% e que 18g de água contêm, aproximadamente, 1 mol de moléculas (6,0 x moléculas) dessa substância, assinale a afirmativa incorreta a respeito de uma modelo de 1,70m de altura e IMC igual a 20. (A) A modelo pesa 57 quilos e oitocentos gramas. (B) O número de moléculas de água existente no corpo da modelo é aproximadamente igual a 1,3 x (C) Se a modelo fosse 30cm mais alta, mas mantendo o mesmo peso, ela apresentaria um IMC inferior ao considerado normal pela OMS. (D) A massa de água existente no corpo da modelo é aproximadamente igual a 38,7kg. (E) O número de mols de moléculas de água existente no corpo da modelo é aproximadamente igual a [ 13 ]

14 Graduação FGV-Rio Vestibular Uma empresa fabricante de diversos utensílios elétricos produz dois tipos de secadores de cabelos. A diferença de potência dos secadores está apenas na disposição interna dos resistores, todos de mesmo valor, conforme mostrado a seguir: Qual é o valor da razão P X /P Y, entre a potência dissipada pelo secador X (P X ) e pelo secador Y (P Y )? (A) 6 (B) 4,5 (C) 3 (D) 2,5 (E) 1,5 68 Estima-se que a necessidade média diária de um estudante seja de aproximadamente 2500 calorias. Ou seja, se você ingere uma quantidade superior a esse limite, há um acúmulo no organismo que é armazenado sob a forma de gordura. Se, por outro lado, a ingestão é de um valor inferior, seu organismo passa a "queimar" as reservas e você emagrece. Desse modo, se você deseja manter o peso, deve controlar sua alimentação diária, consumindo, aproximadamente, cerca de 2500 calorias. Na tabela abaixo, encontram-se os valores calóricos correspondentes a 100 gramas de alguns alimentos em estado natural e que são consumidos, diariamente, por três estudantes: Luísa, Renata e Priscila. Alimentos Calorias Leite 66 Pão 240 Queijo 420 Presunto cozido 430 Manteiga 791 Laranja 35 Banana 77 Considere que as estudantes tenham consumido durante o café-da-manhã as seguintes quantidades de alimentos: I. Renata: 50g de pão, 100g de leite, 10g de queijo e 10g de presunto; II. Priscila: 50g de pão, 200g de laranja, 5g de presunto e 10g de manteiga; III. Luísa: 50g de pão, 50g de leite, 10g de presunto e 20g de banana. Consulte a tabela de calorias fornecida e assinale a afirmativa correta: (A) Renata consumiu a menor quantidade de calorias. (B) Priscila e Luísa consumiram a mesma quantidade de calorias. (C) Luísa consumiu a maior quantidade de calorias. (D) Priscila consumiu a maior quantidade de calorias. (E) Renata e Priscila consumiram a mesma quantidade de calorias Todas as reações químicas de combustão são fenômenos exotérmicos, e o material produzido na queima é mais estável do que o material queimado. O homem, por exemplo, emprega a energia liberada na combustão da gasolina, do gás natural, do óleo diesel e do álcool etílico (etanol) para movimentar engrenagens de motores de meios de transporte. Assinale a afirmativa incorreta a respeito das reações de combustão e dos materiais mencionados neste enunciado. (A) As moléculas das substâncias produzidas na combustão completa dos hidrocarbonetos existentes na gasolina são mais leves do que as moléculas desses hidrocarbonetos. (B) Os hidrocarbonetos existentes na gasolina são compostos orgânicos. (C) O álcool etílico é mais solúvel em gasolina do que em água. (D) A mistura formada por água e óleo diesel é heterogênea. (E) O gás natural, sendo constituído de moléculas mais leves do que as dos hidrocarbonetos existentes na gasolina, é um combustível menos poluente que ela. Inglês On Sept. 20, in all likelihood, Shinzo Abe will be elected president of Japan's ruling Liberal Democratic Party a victory that will guarantee his election, a few days later, as prime minister. Yasuo Fukuda, his closest rival, had been campaigning as the dovish alternative to the hawkish Abe. But then North Korea fired a clutch of missiles into the sea of Japan, shifting the balance decisively in favor of Shinzo Abe, who first transformed himself into a national figure in 2002 by harshly indicting North Korea for its abductions of innocent Japanese citizens in the 1970s. What will the world see when the cameras are finally trained on Abe? The problem is that no one not even the Japanese really knows. That's caused observers to latch onto what little they do know about his ambitions. He's got at least two big goals, and they're both risky. The first is revising the Constitution to eliminate Japan's pacifist postwar military tradition, and the second, which could be a function of the first, is defying China's bid for regional preeminence. A generation ago, the first idea would have struck mainstream Japanese voters as irresponsibly radical; the second even now strikes many as fraught with uncertainty. This summer he shocked many of his compatriots when he responded to the North Korean missile tests by suggesting that it might be time to consider the option of pre-emptive strikes to prevent future launches. But Abe subsequently backtracked, and lately he's adopted a softer tone. Surprises could be in the offing. Rumor has it, for example, that Abe's aides are busily working to set up summit meetings with the leaders of China and South Korea, in a bid for a fresh diplomat start with those neighbors. But no one knows how a Prime Minister Abe would handle himself in a crisis. If you want to get to know Shinzo Abe, wait until the real work begins. 70 (from Asia's Mystery Man in NEWSWEEK, Sept.18, 2006) According to paragraph 1, all the following statements are correct, except (A) Abe's accession to the top job looks assured. (B) Abe's popularity surged when he harshly criticized North Korea for taking away convict Japanese citizens by force. (C) The North Korean assault into the sea of Japan triggered an effective change in the Japanese political scene. (D) Fukuda pulled out of the political race. (E) Unlike Fukuda, Abe carries out a tough-talking campaign. [ 14 ]

15 Prova objetiva 71 The opening question in paragraph 2 refers to Abe's time (A) in pricacy. (B) behind the scenes. (C) in the spotlight. (D) off duty. (E) out of training. 72 In the text, to latch onto (line 13) means (A) to turn down. (B) to overlook. (C) to cling to. (D) to believe in. (E) to look into. 73 From paragraph 3 we infer that Abe aims at (A) berating all neighboring countries. (B) fostering Japan's pacifist postwar military tradition. (C) growing without further structural reform. (D) guaranteeing the old political system. (E) thwarting China's regional ambitions. 74 According to paragraph 3 it seems that (A) Abe's program has struck a chord with a public sick of traditional politicians. (B) most Japanese voters find Abe's policies quite sound. (C) Abe's goals are highly praised by mainstream Japanese voters. (D) a skeptical Japanese public balks at embracing Abe's revolutionary ideas. (E) Japanese voters are closely identified with Abe's reformist policies. 75 In the text fraught with (line 21) may be replaced without any loss of meaning by (A) filled with. (B) devoid of. (C) void of. (D) lacking. (E) null of. 76 According to paragraph 4, at first Abe suggested responding to North Korean missile tests by (A) taking strong measures against North Korea right after the first assault. (B) destroying the North Korean ballistic missiles at once. (C) deciding to become North Korea's closest ally. (D) considering Korea's missile tests as an empty show of power. (E) attacking before being attacked. 77 According to paragraph 4, Abe's first response to the North Korean missile testing made the Japanese public (A) feel aghast. (B) question his patriotism. (C) stand in awe of his courage. (D) praise his boldness. (E) reject him for his complacency. 78 Choose the one item which best completes the following passage with the right alternatives in the correct order: "The territorial dispute the East China Sea is much more worrisome than the customary Sino-Japanese squabble memories of World War II. As both nations maneuver position, the threat of an accident that could draw the two sides open conflict is rising. In July 2004, a Chinese naval vessel came so close to a Japanese research ship that the Japanese ship was forced to veer the way." (from A Risky Game of Chicken in NEWSWEEK, Sept.18,2006) (A) off about at into for (B) out of over in into off (C) in over for into out of (D) of on in to from (E) for over in from into 79 The agentive suffix ER is added to the verb lead to form the noun leader (line 29). It can be added to all the following items, except (A) fight. (B) thresh. (C) etch. (D) examine. (E) execute. 80 (from the Oxford Advanced Learner's Dictionary of Current English) According to paragraphs 4 and 5, we conclude that (A) Abe's hard-charging approach to sensitive issues will certainly prove counterproductive in the end. (B) the Japanese people will only get to know Shinzo Abe when he is in office. (C) there is no evidence so far that Abe might establish diplomatic contact with neighbors. (D) Abe is likely to bend to North Korea. (E) as prime minister, Abe will certainly be responsible for forging a Japanese alliance with his Asian neighbors. [ 15 ]

Vestibular 2007. Caderno de Provas Anteriores

Vestibular 2007. Caderno de Provas Anteriores Vestibular 2007 Caderno de Provas Anteriores Caderno de Provas Anteriores 5 10 15 20 25 30 35 40 45 Língua Portuguesa Texto I Ética dos advogados e ensino jurídico Diante da crescente evidência de envolvimento

Leia mais

Espaço Geográfico (Tempo e Lugar)

Espaço Geográfico (Tempo e Lugar) Espaço Geográfico (Tempo e Lugar) Somos parte de uma sociedade, que (re)produz, consome e vive em uma determinada porção do planeta, que já passou por muitas transformações, trata-se de seu lugar, relacionando-se

Leia mais

DATA: VALOR: 20 PONTOS NOME COMPLETO:

DATA: VALOR: 20 PONTOS NOME COMPLETO: DISCIPLINA: Geografia PROFESSOR(A): Rodrigo/Saulo DATA: VALOR: 20 PONTOS NOTA: NOME COMPLETO: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 2ªEM TURMA: Nº: 01. RELAÇÃO DO CONTEÚDO Demografia (Transição

Leia mais

O CAPITALISMO E A DIVISÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO (DIT)

O CAPITALISMO E A DIVISÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO (DIT) O CAPITALISMO E A DIVISÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO (DIT) O capitalismo teve origem na Europa, entre os séculos XIII e XIV, com o renascimento urbano e comercial e o surgimento de uma nova classe social:

Leia mais

07. Alternativa c. Seja PABC a pirâmide regular, com as medidas indicadas. Tem-se:

07. Alternativa c. Seja PABC a pirâmide regular, com as medidas indicadas. Tem-se: + + = = = + = = = = = = 07. Alternativa c. Seja PABC a pirâmide regular, com as medidas indicadas. Tem-se: (1) PP'A: 4 = cos60º = 1 = () PABC é regular P' é baricentro y = y = () ABC é equilátero + y =

Leia mais

Imperialismo dos EUA na América latina

Imperialismo dos EUA na América latina Imperialismo dos EUA na América latina 1) Histórico EUA: A. As treze colônias, colonizadas efetivamente a partir do século XVII, ficaram independentes em 1776 formando um só país. B. Foram fatores a emancipação

Leia mais

FORMAÇÃO DO TERRITORIO BRASILEIRO. Prof. Israel Frois

FORMAÇÃO DO TERRITORIO BRASILEIRO. Prof. Israel Frois FORMAÇÃO DO TERRITORIO BRASILEIRO Prof. Israel Frois SÉCULO XV Território desconhecido; Era habitado por ameríndios ; Natureza praticamente intocada Riqueza imediata: Pau-Brasil (Mata Atlântica) Seus limites

Leia mais

História. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo

História. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo História baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo 1 PROPOSTA CURRICULAR DA DISCIPLINA DE HISTÓRIA Middle e High School 2 6 th Grade A vida na Grécia antiga: sociedade, vida cotidiana, mitos,

Leia mais

PLANO DE ENSINO DE HISTÓRIA 5ª. SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL 1º BIMESTRE

PLANO DE ENSINO DE HISTÓRIA 5ª. SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL 1º BIMESTRE PLANO DE ENSINO DE HISTÓRIA 5ª. SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL 1º BIMESTRE - Sistemas sociais e culturais de notação de tempo ao longo da história, - As linguagens das fontes históricas; - Os documentos escritos,

Leia mais

Sugestão de avaliação

Sugestão de avaliação Sugestão de avaliação 9 GEOGRAFIA Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao primeiro bimestre escolar ou à Unidade 1 do Livro do Aluno. Avaliação Geografia NOME: TURMA: escola: PROfessOR: DATA:

Leia mais

PUC - Rio - 2012 Rio VESTIBULAR 2012 PROVAS DISCURSIVAS DE HISTÓRIA LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO.

PUC - Rio - 2012 Rio VESTIBULAR 2012 PROVAS DISCURSIVAS DE HISTÓRIA LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. PUC - Rio - 2012 Rio VESTIBULAR 2012 PROVAS DISCURSIVAS DE HISTÓRIA 2 o DIA MANHÃ GRUPO 2 Novembro / 2011 LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: a) este

Leia mais

1) Analise os quadros a seguir:

1) Analise os quadros a seguir: 1) Analise os quadros a seguir: QUADRO 1 QUADRO 2 Marque a alternativa CORRETA: a) O fator responsável para explicar o quadro 1 é o aumento do processo migratório decorrente do processo de globalização.

Leia mais

PROGRAMA DAS DISCIPLINAS

PROGRAMA DAS DISCIPLINAS PROGRAMA DAS DISCIPLINAS PRODUÇÃO DE TEXTO O texto elaborado pelo candidato deve atender à situação de produção apresentada na prova, obedecendo para tanto à tipologia e ao gênero textual solicitados.

Leia mais

Marie Curie Vestibulares Lista 4 Geografia Matheus Ronconi AGROPECUÁRIA, INDÚSTRIA E DISTRIBUIÇÃO TECNOLÓGICA MUNDIAL

Marie Curie Vestibulares Lista 4 Geografia Matheus Ronconi AGROPECUÁRIA, INDÚSTRIA E DISTRIBUIÇÃO TECNOLÓGICA MUNDIAL AGROPECUÁRIA, INDÚSTRIA E DISTRIBUIÇÃO TECNOLÓGICA MUNDIAL 1) (UDESC - 2012) São exemplos da indústria de bens de consumo (ou leve): a) Indústria de autopeças e de alumínio. b) Indústria de automóveis

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL CESAR STANGE EFM.

COLÉGIO ESTADUAL CESAR STANGE EFM. COLÉGIO ESTADUAL CESAR STANGE EFM. PLANO DE TRABALHO DOCENTE - 2012 Professora: Ana Claudia Martins Ribas Disciplina: História - 8º ano -Fundamental 1º BIMESTRE Conteúdos Básicos: -Povos, Movimentos e

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES. História

CADERNO DE ATIVIDADES. História COLÉGIO ARNALDO 2015 CADERNO DE ATIVIDADES História Aluno (a): 4º ano: Turma: Professor (a): Valor: 20 pontos Conteúdo de Recuperação O que é História. Identificar a História como ciência. Reconhecer que

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE GEOGRAFIA

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE GEOGRAFIA COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE GEOGRAFIA Aluno(a): Nº Ano: 9º Turma: Data: / /2012 Nota: Professor(a): Edvaldo Valor da Prova: 65 pontos Orientações gerais: 1)

Leia mais

EXPANSÃO EUROPÉIA E CONQUISTA DA AMÉRICA

EXPANSÃO EUROPÉIA E CONQUISTA DA AMÉRICA EXPANSÃO EUROPÉIA E CONQUISTA DA AMÉRICA EXPANSÃO EUROPEIA E CONQUISTA DA AMÉRICA Nos séculos XV e XVI, Portugal e Espanha tomaram a dianteira marítima e comercial europeia, figurando entre as grandes

Leia mais

Como está a situação da população mundial e que expectativa razoável podemos ter para o futuro?

Como está a situação da população mundial e que expectativa razoável podemos ter para o futuro? População mundial Leia as manchetes abaixo: População mundial superará 9,2 bilhões em 2050, estima ONU BBC Brasil Casais ricos burlam lei do filho único na China BBC Brasil A população mundial atingiu

Leia mais

1º ano. A reconquista ibérica e as grandes navegações Capítulo 10: Item 2 A revolução comercial Capítulo 12: Item 3 O Novo Mundo Capítulo 10: Item 2

1º ano. A reconquista ibérica e as grandes navegações Capítulo 10: Item 2 A revolução comercial Capítulo 12: Item 3 O Novo Mundo Capítulo 10: Item 2 1º ano O absolutismo e o Estado Moderno Capítulo 12: Todos os itens A reconquista ibérica e as grandes navegações Capítulo 10: Item 2 A revolução comercial Capítulo 12: Item 3 O Novo Mundo Capítulo 10:

Leia mais

RESOLUÇÃO: O QUE É GEOGRAFIA

RESOLUÇÃO: O QUE É GEOGRAFIA O QUE É GEOGRAFIA 01. (Ufpe) Vamos supor que um determinado pesquisador escreveu o seguinte texto sobre a Amazônia brasileira. "A Amazônia brasileira, uma das principais regiões do País, está fadada ao

Leia mais

VESTIBULAR 2013 1ª Fase. GEOGRAFIA Grade de Correção. Instruções Gerais: Instruções para a prova de Geografia:

VESTIBULAR 2013 1ª Fase. GEOGRAFIA Grade de Correção. Instruções Gerais: Instruções para a prova de Geografia: Instruções Gerais: VESTIBULAR 2013 1ª Fase GEOGRAFIA Grade de Correção Hoje você deverá responder às questões de Artes e Questões Contemporâneas, História, Geografia e de Raciocínio Lógico-Matemático.

Leia mais

CONTEXTO HISTORICO E GEOPOLITICO ATUAL. Ciências Humanas e suas tecnologias R O C H A

CONTEXTO HISTORICO E GEOPOLITICO ATUAL. Ciências Humanas e suas tecnologias R O C H A CONTEXTO HISTORICO E GEOPOLITICO ATUAL Ciências Humanas e suas tecnologias R O C H A O capitalismo teve origem na Europa, nos séculos XV e XVI, e se expandiu para outros lugares do mundo ( Ásia, África,

Leia mais

GEOGRAFIA. Prof. Marcus

GEOGRAFIA. Prof. Marcus GEOGRAFIA Prof. Marcus Migração e xenofobia Migração Trata-se de um fluxo de pessoas. Existe por diversos motivos, como: Fluxos globais, regiões superpovoadas, desemprego, desorganização, desigualdade,

Leia mais

1. INTRODUÇÃO CONCEITUAL SOBRE O DESENVOLVIMENTO E O CRESCIMENTO ECONÔMICO

1. INTRODUÇÃO CONCEITUAL SOBRE O DESENVOLVIMENTO E O CRESCIMENTO ECONÔMICO 1. INTRODUÇÃO CONCEITUAL SOBRE O DESENVOLVIMENTO E O CRESCIMENTO ECONÔMICO A análise da evolução temporal (ou dinâmica) da economia constitui o objeto de atenção fundamental do desenvolvimento econômico,

Leia mais

Crescimento urbano e industrial dos anos 20 ao Estado Novo

Crescimento urbano e industrial dos anos 20 ao Estado Novo A UA UL LA MÓDULO 7 Crescimento urbano e industrial dos anos 20 ao Estado Novo Nesta aula O café foi o principal produto de exportação durante a República Velha. Os cafeicultores detinham o controle da

Leia mais

3.360 H/AULA (*) CURRÍCULO PLENO/

3.360 H/AULA (*) CURRÍCULO PLENO/ MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Regime: Duração: HISTÓRIA LICENCIATURA PLENA SERIADO ANUAL 3 (TRÊS) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 03 (TRÊS) ANOS LETIVOS - MÁXIMO = 05 (CINCO)

Leia mais

CRISE DO ESCRAVISMO. O Brasil foi o último país da América Latina a abolir a escravidão.

CRISE DO ESCRAVISMO. O Brasil foi o último país da América Latina a abolir a escravidão. CRISE DO ESCRAVISMO A Dinamarca foi o primeiro país Europeu a abolir o tráfico de escravos em 1792. A Grã-Bretanha veio a seguir, abolindo em 1807 e os Estados Unidos em 1808. O Brasil foi o último país

Leia mais

CONTEÚDOS DAS AVALIAÇÕES 6º ANOS. - Flexão dos substantivos e dos adjetivos: gênero e número (p. 126 a 132) - Encontros vocálicos (p.

CONTEÚDOS DAS AVALIAÇÕES 6º ANOS. - Flexão dos substantivos e dos adjetivos: gênero e número (p. 126 a 132) - Encontros vocálicos (p. 6º ANOS Cap. 4 - Sociedade: história e cultura Cap. 5 - As primeiras sociedades Cap. 7 - Os Egípcios Cap. 8 - Outros povos africanos Percursos: 7- Representação Gráfica do relevo 8- Os gráficos 9- A Terra

Leia mais

Matéria da Recuperação. Industrialização Urbanização População

Matéria da Recuperação. Industrialização Urbanização População Disciplina: Geografia Roteiro de Recuperação Ano / Série: 7º Professor (a): Gabriel Data: / / 2013 Matéria da Recuperação Industrialização Urbanização População 1- A função urbana de uma cidade diz respeito

Leia mais

1) d = V t. d = 60. (km) = 4km 60 2) Movimento relativo: s V rel 80 60 = t = (h) = h = 12min

1) d = V t. d = 60. (km) = 4km 60 2) Movimento relativo: s V rel 80 60 = t = (h) = h = 12min OBSERVAÇÃO (para todas as questões de Física): o valor da aceleração da gravidade na superfície da Terra é representado por g. Quando necessário, adote: para g, o valor de 10 m/s 2 ; para a massa específica

Leia mais

UFMG - 2006 3º DIA HISTÓRIA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

UFMG - 2006 3º DIA HISTÓRIA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR UFMG - 2006 3º DIA HISTÓRIA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR História Questão 01 Considerando as transformações que abriram caminho para o surgimento do Mundo Moderno, ANALISE o impacto dessas mudanças

Leia mais

Matemática Matemática Ciências Inglês História Geografia LPG LPG

Matemática Matemática Ciências Inglês História Geografia LPG LPG Joinville, 29 de novembro de 2013. Senhores Pais: Informamos que dia 06/12/2013, sexta feira, a partir das 14h, o boletim on-line estará disponível com notas referentes ao terceiro trimestre (após recuperação

Leia mais

Os E.U.A. nos séculos XVIII e XIX.

Os E.U.A. nos séculos XVIII e XIX. Aula 13 Os E.U.A. nos séculos XVIII e XIX. Nesta aula iremos tratar da formação dos Estados Unidos da América. Primeiramente o processo de independência dos Estados Unidos, em seguida, o processo de expansão

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2011

PROCESSO SELETIVO 2011 PROCESSO SELETIVO 2011 Anos 06/12/2010 INSTRUÇÕES 1. Confira, abaixo, o seu número de inscrição, turma e nome. Assine no local indicado. 2. Aguarde autorização para abrir o caderno de prova. Antes de iniciar

Leia mais

População é o conjunto de habitantes de um determinado lugar em um determinado tempo;

População é o conjunto de habitantes de um determinado lugar em um determinado tempo; INTRODUÇÃO À GEOGRAFIA DA POPULAÇÃO 1 Aspectos teóricos e metodológicos da geografia da população População é o conjunto de habitantes de um determinado lugar em um determinado tempo; A importância de

Leia mais

PROVA BIMESTRAL História

PROVA BIMESTRAL História 8 o ano 3 o bimestre PROVA BIMESTRAL História Escola: Nome: Turma: n o : 1. 25 de janeiro de 1835, ao amanhecer o dia na cidade de Salvador, 600 negros entre libertos e escravos levantaram-se decididos

Leia mais

Questão 1. Resposta A. Resposta B

Questão 1. Resposta A. Resposta B Questão 1 Ao longo do século XX, as cidades norte-americanas se organizaram espacialmente de um modo original: a partir do Central Business District (CBD), elas se estruturaram em circunferências concêntricas

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2ª PROVA PARCIAL DE GEOGRAFIA Aluno(a): Nº Ano: 8º Turma: Data: 04/06/2011 Nota: Professor: Edvaldo Valor da Prova: 40 pontos Assinatura do responsável: Orientações

Leia mais

O continente africano

O continente africano O continente africano ATIVIDADES Questão 04 Observe o mapa 2 MAPA 2 Continente Africano Fonte: . A região do Sahel, representada

Leia mais

ETAPA: SONDAGEM DOS SABERES

ETAPA: SONDAGEM DOS SABERES PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO TÉCNICO EM AGROPECUÁRIA INTEGRADO AO ENSINO MÉDIO 2013.1 (EDITAL Nº 004/2012) ETAPA: SONDAGEM DOS SABERES Instruções: 1. A Sondagem dos Saberes está constituída de 20 (vinte)

Leia mais

1º ano. I. O Surgimento do Estado e a Organização de uma Sociedade de Classes

1º ano. I. O Surgimento do Estado e a Organização de uma Sociedade de Classes Africana: África como berço da humanidade Capítulo 1: Item 1 Européia Capítulo 1: Item 2 Asiática Capítulo 1: Item 2 Americana Capítulo 1: Item 3 Arqueologia Brasileira Capítulo 1: Item 4 A paisagem e

Leia mais

TEMA F.1 O IMPÉRIO PORTUGUÊS E A CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL

TEMA F.1 O IMPÉRIO PORTUGUÊS E A CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL TEMA F.1 O IMPÉRIO PORTUGUÊS E A CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL A partir de meados do séc. XVI, o Império Português do Oriente entrou em crise. Que fatores contribuíram para essa crise? Recuperação das rotas

Leia mais

Universidade Federal do Ceará Coordenadoria de Concursos - CCV Comissão do Vestibular

Universidade Federal do Ceará Coordenadoria de Concursos - CCV Comissão do Vestibular Universidade Federal do Ceará Coordenadoria de Concursos - CCV Comissão do Vestibular Data: 08.11.2009 Duração: 05 horas Conhecimentos Específicos: Matemática: 01 a 05 Redação História: 06 a 10 Coloque,

Leia mais

URBANIZAÇÃO LUGAR É A BASE

URBANIZAÇÃO LUGAR É A BASE URBANIZAÇÃO LUGAR É A BASE. DA REPRODUÇÃO DA VIDA E PODE SER ANALISADO PELA TRÍADE HABITANTE- IDENTIDADE-LUGAR. OBJETIVOS ESPECÍFICOS A. Caracterizar o fenômeno da urbanização como maior intervenção humana

Leia mais

PROCESSO DE METROPOLIZAÇÃO. desigualmente mudando de natureza e de composição, exigindo

PROCESSO DE METROPOLIZAÇÃO. desigualmente mudando de natureza e de composição, exigindo Geografia urbana Costa, 2002 1 PROCESSO DE METROPOLIZAÇÃO! As porções do território ocupadas pelo homem vão desigualmente mudando de natureza e de composição, exigindo uma nova definição. As noções de

Leia mais

EXERCÍCIOS DE REVISÃO PARA A PROVA DE RECUPERAÇÃO - SIMULADO OBS: GABARITO NO FINAL DOS EXERCÍCIOS. QUALQUER DÚVIDA DEIXAR MENSAGEM NO FACEBOOK

EXERCÍCIOS DE REVISÃO PARA A PROVA DE RECUPERAÇÃO - SIMULADO OBS: GABARITO NO FINAL DOS EXERCÍCIOS. QUALQUER DÚVIDA DEIXAR MENSAGEM NO FACEBOOK EXERCÍCIOS DE REVISÃO PARA A PROVA DE RECUPERAÇÃO - SIMULADO OBS: GABARITO NO FINAL DOS EXERCÍCIOS. QUALQUER DÚVIDA DEIXAR MENSAGEM NO FACEBOOK 1. A vegetação varia de local para local baseada, sobretudo,

Leia mais

DATA: /12/2014 VALOR: 20 pontos NOTA: ASSUNTO: Trabalho recuperação final SÉRIE: 9º TURMA: NOME COMPLETO:

DATA: /12/2014 VALOR: 20 pontos NOTA: ASSUNTO: Trabalho recuperação final SÉRIE: 9º TURMA: NOME COMPLETO: DISCIPLINA: GEOGRAFIA PROFESSORES: Marina Monteiro e Fábio Luiz DATA: /12/2014 VALOR: 20 pontos NOTA: ASSUNTO: Trabalho recuperação final SÉRIE: 9º TURMA: NOME COMPLETO: Nº: A PROVA FINAL NÃO SERÁ LIMITADA

Leia mais

O candidato deverá demonstrar uma visão globalizante do processo transformacional

O candidato deverá demonstrar uma visão globalizante do processo transformacional CIÊNCIAS HUMANAS (HISTÓRIA/ATUALIDADES/GEOGRAFIA) O candidato deverá demonstrar uma visão globalizante do processo transformacional das sociedades através dos tempos, observando os fatores econômico, histórico,

Leia mais

01. Com freqüência os meios de comunicação noticiam conflitos na região do Oriente Médio.

01. Com freqüência os meios de comunicação noticiam conflitos na região do Oriente Médio. 01. Com freqüência os meios de comunicação noticiam conflitos na região do Oriente Médio. Sobre essa questão, leia atentamente as afirmativas abaixo: I. Em 11 de setembro de 2001, os EUA sofreram um violento

Leia mais

Apontamentos das obras LeYa em relação ao Currículo em Movimento do DISTRITO FEDERAL. Geografia Leituras e Interação

Apontamentos das obras LeYa em relação ao Currículo em Movimento do DISTRITO FEDERAL. Geografia Leituras e Interação Apontamentos das obras LeYa em relação ao Currículo em Movimento do DISTRITO FEDERAL Geografia Leituras e Interação 2 Caro professor, Este guia foi desenvolvido para ser uma ferramenta útil à análise e

Leia mais

PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA

PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - GEOGRAFIA - 8º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================= 01- Observe a figura

Leia mais

SIMULADO DO ENEM TESTE SEUS CONHECIMENTOS

SIMULADO DO ENEM TESTE SEUS CONHECIMENTOS SIMULADO DO ENEM TESTE SEUS CONHECIMENTOS Simulado do Enem: 1 - Analise as representações cartográficas a seguir: Estas representações são anamorfoses geográficas. Uma anamorfose geográfica representa

Leia mais

GEOGRAFIA / 2º ANO PROF. SÉRGIO RICARDO

GEOGRAFIA / 2º ANO PROF. SÉRGIO RICARDO GEOGRAFIA / 2º ANO PROF. SÉRGIO RICARDO BRASIL 1) Aspectos Gerais: Território: 8 547 403 Km 2. 5 0 maior país do mundo em extensão e população. País continental devido a sua dimensão territorial. Ocupa

Leia mais

1) Caracterize a economia e a história recente da região insular da América Central.

1) Caracterize a economia e a história recente da região insular da América Central. 1) Caracterize a economia e a história recente da região insular da América Central. 2) Considere a tabela para responder à questão: TAXA DE CRESCIMENTO URBANO (em %) África 4,3 Ásia 3,2 América Lat./Caribe

Leia mais

1º ano. 1º Bimestre. Revolução Agrícola Capítulo 1: Item 5 Egito - política, economia, sociedade e cultura - antigo império

1º ano. 1º Bimestre. Revolução Agrícola Capítulo 1: Item 5 Egito - política, economia, sociedade e cultura - antigo império Introdução aos estudos de História - fontes históricas - periodização Pré-história - geral - Brasil As Civilizações da Antiguidade 1º ano Introdução Capítulo 1: Todos os itens Capítulo 2: Todos os itens

Leia mais

Agrupamento de Escolas Agualva-Mira Sintra Planificação anual 2013/2014

Agrupamento de Escolas Agualva-Mira Sintra Planificação anual 2013/2014 Agrupamento de Escolas Agualva-Mira Sintra Planificação anual 2013/2014 Departamento Curricular de Ciências Sociais e Humanas Disciplina de História Ano:8º Temas Conteúdos Conceitos E : Expansão e Mudança

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES

CADERNO DE ATIVIDADES COLÉGIO ARNALDO 2014 CADERNO DE ATIVIDADES GEOGRAFIA ATENÇÃO: Este trabalho deverá ser realizado em casa, trazendo as dúvidas para serem sanadas durante as aulas de plantão. Aluno (a): 5º ano Turma: Professora:

Leia mais

Questão 57. Questão 59. Questão 58. alternativa D. alternativa C

Questão 57. Questão 59. Questão 58. alternativa D. alternativa C OBSERVAÇÃO (para todas as questões de Física): o valor da aceleração da gravidade na superfície da Terra é representada por g. Quando necessário adote: para g, o valor de 10 m/s 2 ; para a massa específica

Leia mais

GEOGRAFIA. Estão corretos apenas os itens. A) I e III. B) I e IV. C) II e IV. D) I, II e III. E) II, III e IV.

GEOGRAFIA. Estão corretos apenas os itens. A) I e III. B) I e IV. C) II e IV. D) I, II e III. E) II, III e IV. GEOGRAFIA 11) Ao ler o mapa do estado do Rio Grande do Sul, podese reconhecer diferentes paisagens que se configuram por apresentarem significativas relações entre os elementos que as compõem. Dentre os

Leia mais

FUNDAMENTAL II: RECUPERAÇÃO 1º SEMESTRE 2015 9º ANO

FUNDAMENTAL II: RECUPERAÇÃO 1º SEMESTRE 2015 9º ANO FUNDAMENTAL II: RECUPERAÇÃO 1º SEMESTRE 2015 9º ANO Disciplina: LÍNGUA PORTUGUESA Turma : 901/902 Prof. :NETINHA GRUPO 1 1. ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO Leia com atenção Páginas: 21,22 Tarefas propostas Páginas:

Leia mais

Construção do Espaço Africano

Construção do Espaço Africano Construção do Espaço Africano Aula 2 Colonização Para melhor entender o espaço africano hoje, é necessário olhar para o passado afim de saber de que forma aconteceu a ocupação africana. E responder: O

Leia mais

Material de divulgação da Editora Moderna

Material de divulgação da Editora Moderna Material de divulgação da Editora Moderna Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA ENSINO MÉDIO ÁREA CURRICULAR: CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS DISCIPLINA: HISTÓRIA SÉRIE 1.ª CH 68 ANO 2012 COMPETÊNCIAS:. Compreender

Leia mais

História. Antigo regime, Estados nacionais e absolutismo

História. Antigo regime, Estados nacionais e absolutismo Antigo regime, Estados nacionais e absolutismo Índice Clique sobre tema desejado: A origem dos Estados Nacionais Contexto Histórico: crise feudal (séc. XIV-XVI) Idade Média Idade Moderna transição Sociedade

Leia mais

Total aulas previstas

Total aulas previstas ESCOLA BÁSICA 2/3 DE MARTIM DE FREITAS Planificação Anual de História do 7º Ano Ano Lectivo 2011/2012 LISTAGEM DE CONTEÚDOS TURMA Tema 1.º Período Unidade Aulas Previas -tas INTRODUÇÃO À HISTÓRIA: DA ORIGEM

Leia mais

HISTÓRIA-2009 2ª FASE 2009

HISTÓRIA-2009 2ª FASE 2009 Questão 01 UFBA - -2009 2ª FASE 2009 Na Época Medieval, tanto no Oriente Médio, quanto no norte da África e na Península Ibérica, muçulmanos e judeus conviviam em relativa paz, fazendo comércio e expressando,

Leia mais

INDUSTRIALIZAÇÃO DO. Prof:krisnamurth

INDUSTRIALIZAÇÃO DO. Prof:krisnamurth INDUSTRIALIZAÇÃO DO BRASIL Prof:krisnamurth / BRASIL, PAÍS EMERGENTE PAÍS INDUSTRIALIZADO, PAÍS DE INDUSTRIALIZAÇÃO TARDIA, PAÍS RICO, MAS DEPENDENTE, PAÍS DESIGUAL, PAÍS DE EXTREMOS NATURAIS E SOCIAIS...

Leia mais

Programas PS-EDUCAMPO/UFES 2015

Programas PS-EDUCAMPO/UFES 2015 Programas PS-EDUCAMPO/UFES 2015 Matemática Conjuntos: caracterização de conjuntos, igualdade, inclusão, reunião, interseção, representação por diagramas e aplicações em soluções de problemas. Conjuntos

Leia mais

Cidade e desigualdades socioespaciais.

Cidade e desigualdades socioespaciais. Centro de Educação Integrada 3º ANO GEOGRAFIA DO BRASIL A Produção do Espaço Geográfico no Brasil nas economias colonial e primário exportadora. Brasil: O Espaço Industrial e impactos ambientais. O espaço

Leia mais

A EVOLUÇÃO DA CULTURA DO CAFÉ E DA CANA-DE-AÇUCAR NO MUNICIPIO DE FRANCA: UM ESTUDO NOS ANOS DE 1990 A 2007

A EVOLUÇÃO DA CULTURA DO CAFÉ E DA CANA-DE-AÇUCAR NO MUNICIPIO DE FRANCA: UM ESTUDO NOS ANOS DE 1990 A 2007 344 A EVOLUÇÃO DA CULTURA DO CAFÉ E DA CANA-DE-AÇUCAR NO MUNICIPIO DE FRANCA: UM ESTUDO NOS ANOS DE 1990 A 2007 Jordanio Batista Maia da Silva (Uni-FACEF) Hélio Braga Filho (Uni-FACEF) 1 INTRODUÇÃO Vivemos

Leia mais

Rei (controla poder moderador) além de indicar o primeiro ministro e dissolve a Câmara de Deputados Monarquia torna-se estável

Rei (controla poder moderador) além de indicar o primeiro ministro e dissolve a Câmara de Deputados Monarquia torna-se estável História do Brasil Professora Agnes (Cursinho Etec Popular de São Roque) Política Interna O SEGUNDO REINADO (1840-1889) * Apogeu da monarquia brasileira. * Centralização política e administrativa. * Pacificação

Leia mais

A estrutura social e as desigualdades

A estrutura social e as desigualdades 3 A estrutura social e as desigualdades Unidade As desigualdades sociais instalaram se no Brasil com a chegada dos portugueses. Os povos indígenas foram vistos pelos europeus como seres exóticos e ainda

Leia mais

A novidade é que o Brasil não é só litoral É muito mais é muito mais que qualquer zona sul Tem gente boa espalhada por este Brasil Que vai fazer

A novidade é que o Brasil não é só litoral É muito mais é muito mais que qualquer zona sul Tem gente boa espalhada por este Brasil Que vai fazer CAUSAS: Acirramento da concorrência comercial entre as potências coloniais; Crise das lavouras de cana; Estagnação da economia portuguesa na segunda metade do século XVII; Necessidade de encontrar metais

Leia mais

TRÁFICO HUMANO E AS MIGRAÇÕES INTERNACIONAIS

TRÁFICO HUMANO E AS MIGRAÇÕES INTERNACIONAIS TRÁFICO HUMANO E AS MIGRAÇÕES INTERNACIONAIS MOVIMENTOS MIGRATÓRIOS INTERNACIONAIS 1. RAZÕES DAS MIGRAÇÕES FATORES ATRATIVOS X FATORES REPULSIVOS - CONDIÇÕES DE VIDA - OFERTAS DE EMPREGO - SEGURANÇA -

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO DE AMORA

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO DE AMORA ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO DE AMORA Ano Letivo 2014/2015 I - AVALIAÇÃO: Escola Secundária com 3º Ciclo do Ensino Básico de Amora 1. Domínios de avaliação, parâmetros e ponderações I Domínio dos Conhecimentos

Leia mais

GABARITO PRÉ-VESTIBULAR

GABARITO PRÉ-VESTIBULAR LINGUAGENS 01. C 02. D 03. C 04. B 05. C 06. C 07. * 08. B 09. A 10. D 11. B 12. A 13. D 14. B 15. D LÍNGUA ESTRANGEIRA 16. D 17. A 18. D 19. B 20. B 21. D MATEMÁTICA 22. D 23. C De acordo com as informações,

Leia mais

Assinale a alternativa que preenche corretamente os parênteses, de cima para baixo.

Assinale a alternativa que preenche corretamente os parênteses, de cima para baixo. CNHECIMENTS GERAIS 01 Analise a veracidade (V) ou falsidade (F) das proposições abaixo, quanto aos efeitos negativos da utilização de combustíveis fósseis sobre o ambiente. ( ) A combustão de gasolina

Leia mais

(Disponível em: http://www.nomismatike.hpg.ig.com.br/grecia/etruria.htm. Acesso em: 3 jun. 2005.)

(Disponível em: http://www.nomismatike.hpg.ig.com.br/grecia/etruria.htm. Acesso em: 3 jun. 2005.) 2 o PROCESSO SELETIVO/2005 1 O DIA GABARITO 1 33 HISTÓRIA QUESTÕES DE 51 A 60 51. Analise o mapa e o texto a seguir: (Disponível em: http://www.nomismatike.hpg.ig.com.br/grecia/etruria.htm. Acesso em:

Leia mais

O MUNDO MENOS SOMBRIO

O MUNDO MENOS SOMBRIO O MUNDO MENOS SOMBRIO Luiz Carlos Bresser-Pereira Jornal de Resenhas n.1, março 2009: 6-7. Resenha de José Luís Fiori, Carlos Medeiros e Franklin Serrano (2008) O Mito do Colapso do Poder Americano, Rio

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA Nome: Nº 2 a. Série Data: / /2015 Professores: Gabriel e Marcelo Nota: (valor: 1,0) 3º bimestre de 2015 A - Introdução Neste bimestre, sua média foi inferior a 6,0 e

Leia mais

1) Em novembro de 1807, a família real portuguesa deixou Lisboa e, em março de 1808, chegou ao Rio de Janeiro. O acontecimento pode ser visto como:

1) Em novembro de 1807, a família real portuguesa deixou Lisboa e, em março de 1808, chegou ao Rio de Janeiro. O acontecimento pode ser visto como: 1) Em novembro de 1807, a família real portuguesa deixou Lisboa e, em março de 1808, chegou ao Rio de Janeiro. O acontecimento pode ser visto como: a) incapacidade dos Braganças de resistirem à pressão

Leia mais

Discurso Presidente do Banco Central do Brasil Alexandre Tombini

Discurso Presidente do Banco Central do Brasil Alexandre Tombini Discurso Presidente do Banco Central do Brasil Alexandre Tombini Boa tarde. É com satisfação que estamos aqui hoje para anunciar o lançamento das novas cédulas de 10 e 20 reais, dando sequência ao projeto

Leia mais

Apontamentos das obras LeYa em relação ao Currículo de Referência da Rede Estadual de Educação de GOIÁs. História Oficina de História

Apontamentos das obras LeYa em relação ao Currículo de Referência da Rede Estadual de Educação de GOIÁs. História Oficina de História Apontamentos das obras LeYa em relação ao Currículo de Referência da Rede Estadual de Educação de GOIÁs História Oficina de História 2 Caro professor, Este guia foi desenvolvido para ser uma ferramenta

Leia mais

O IMPERIALISMO EM CHARGES. Marcos Faber www.historialivre.com marfaber@hotmail.com. 1ª Edição (2011)

O IMPERIALISMO EM CHARGES. Marcos Faber www.historialivre.com marfaber@hotmail.com. 1ª Edição (2011) O IMPERIALISMO EM CHARGES 1ª Edição (2011) Marcos Faber www.historialivre.com marfaber@hotmail.com Imperialismo é a ação das grandes potências mundiais (Inglaterra, França, Alemanha, Itália, EUA, Rússia

Leia mais

CURSOS História e Tecnologia em Design de Moda

CURSOS História e Tecnologia em Design de Moda PROCESSO SELETIVO 2006/1 História CURSOS História e Tecnologia em Design de Moda Só abra este caderno quando o fiscal autorizar. Leia atentamente as instruções abaixo. 1. Este caderno de prova contém dez

Leia mais

Centro Educacional Juscelino Kubitschek

Centro Educacional Juscelino Kubitschek Centro Educacional Juscelino Kubitschek ALUNO: N.º: DATA: / /2011 ENSINO FUNDAMENTAL SÉRIE: 6ª série/7 ano TURMA: TURNO: DISCIPLINA: GEOGRAFIA PROFESSOR: Equipe de Geografia Roteiro e lista de Recuperação

Leia mais

Processo Seletivo 2015-1 RV Vestibular de Acesso aos Cursos ENGENHARIA

Processo Seletivo 2015-1 RV Vestibular de Acesso aos Cursos ENGENHARIA Processo Seletivo 2015-1 RV Vestibular de Acesso aos Cursos ENGENHARIA LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES 1 - A duração da prova é de 3 horas, já incluído o tempo de preenchimento do cartão de respostas e

Leia mais

EXERCÍCIOS ON LINE DE GEOGRAFIA 7º 2º TRI

EXERCÍCIOS ON LINE DE GEOGRAFIA 7º 2º TRI 1. Coloque V para verdadeiro e F para falso: EXERCÍCIOS ON LINE DE GEOGRAFIA 7º 2º TRI ( ) a população economicamente ativa compreende a parcela da população que está trabalhando ou procurando emprego.

Leia mais

UFSC. Resposta: 02 + 04 + 16 = 22. Comentário. Resposta: Comentário

UFSC. Resposta: 02 + 04 + 16 = 22. Comentário. Resposta: Comentário Resposta: 02 + 04 + 16 = 22 Resposta: 01. Incorreta. Na região dos Rios Tigre e Eufrates tivemos o desenvolvimento da Civilização Mesopotâmica, que, mesmo enfrentando guerras, desenvolveu atividades artísticas

Leia mais

COMÉRCIO EXTERIOR. Causas da dívida Empréstimos internacionais para projetar e manter grandes obras. Aquisição de tecnologia e maquinário moderno.

COMÉRCIO EXTERIOR. Causas da dívida Empréstimos internacionais para projetar e manter grandes obras. Aquisição de tecnologia e maquinário moderno. 1. ASPECTOS GERAIS Comércio é um conceito que possui como significado prático, trocas, venda e compra de determinado produto. No início do desenvolvimento econômico, o comércio era efetuado através da

Leia mais

As Megatendências por Setores da Economia CRI Minas 25 de Setembro de 2014

As Megatendências por Setores da Economia CRI Minas 25 de Setembro de 2014 As Megatendências por Setores da Economia CRI Minas 25 de Setembro de 2014 Fortune Top companies: Biggest by Market Value Fortune Top companies: Most profitable VALOR V = Valor percebido pelo cliente (

Leia mais

Colégio Visão. História Prof. Alexandre. Discursiva D4. Analise as seguintes figuras e leia o texto abaixo.

Colégio Visão. História Prof. Alexandre. Discursiva D4. Analise as seguintes figuras e leia o texto abaixo. Colégio Visão História Prof. Alexandre Discursiva D4 Questão 01 - (UFJF MG) Analise as seguintes figuras e leia o texto abaixo. Figura 1: Imperador Napoleão III (left) em Sedan, a 2 de Setembro de 1870,

Leia mais

AULA 10 Sociedade Anônima:

AULA 10 Sociedade Anônima: AULA 10 Sociedade Anônima: Conceito; características; nome empresarial; constituição; capital social; classificação. Capital aberto e capital fechado. Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e Bolsa de Valores.

Leia mais

REVISÃO AMÉRICA ANGLO SAXÔNICA E MÉXICO

REVISÃO AMÉRICA ANGLO SAXÔNICA E MÉXICO REVISÃO AMÉRICA ANGLO SAXÔNICA E MÉXICO DIVISÃO DO CONTINENTE AMERICANO Os países que pertencem a América do Norte são: EUA, Canadá e México. Os países que pertencem a América Anglo Saxônica são: EUA

Leia mais

A COLONIZAÇÃO INGLESA NA AMÉRICA. O processo de formação dos EUA

A COLONIZAÇÃO INGLESA NA AMÉRICA. O processo de formação dos EUA A COLONIZAÇÃO INGLESA NA AMÉRICA O processo de formação dos EUA Inglaterra X Portugal e Espanha A incursão dos ingleses no processo de colonização do continente americano conta com determinadas particularidades

Leia mais

A dinâmica econômica e demográfica dos BRICs

A dinâmica econômica e demográfica dos BRICs A dinâmica econômica e demográfica dos BRICs José Eustáquio Diniz Alves 1 O acrônimo BRIC (tijolo em inglês), formado pelas letras iniciais dos nomes de quatro países de dimensões continentais Brasil,

Leia mais

Vestibular 1ª Fase Resolução das Questões Objetivas

Vestibular 1ª Fase Resolução das Questões Objetivas COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD CONCURSO VESTIBULAR 00 Prova de Matemática Vestibular ª Fase Resolução das Questões Objetivas São apresentadas abaixo possíveis soluções

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2012 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2012 Conteúdos Habilidades Avaliação Disciplina: Geografia Trimestre: 1º PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2012 1. População: - Crescimento populacional - O espaço urbano e o processo de urbanização - Teorias demográficas. 2. Mundo contemporâneo:

Leia mais

NAPOLEÃO BONAPARTE. Pode-se dividir seu governo em três partes: Consulado (1799-1804) Império (1804-1815) Governo dos Cem Dias (1815)

NAPOLEÃO BONAPARTE. Pode-se dividir seu governo em três partes: Consulado (1799-1804) Império (1804-1815) Governo dos Cem Dias (1815) NAPOLEÃO BONAPARTE 1 Profª Adriana Moraes Destaca-se política e militarmente no Período Jacobino. DIRETÓRIO Conquistas militares e diplomáticas na Europa defesa do novo governo contra golpes. Golpe 18

Leia mais