Redação. Observe a charge abaixo:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Redação. Observe a charge abaixo:"

Transcrição

1 Redação Observe a charge abaixo: A charge faz uma reflexão importante acerca das manifestações iniciadas em junho e das reivindicações dos manifestantes e, desse modo dialoga com os demais textos da prova de Língua Portuguesa. Dentre as diversas análises acerca do movimento, verificou-se que, se as demonstrações de insatisfação partiram de um aumento nas tarifas de ônibus, certamente elas não se restringiram apenas a esse aspecto. Pensando nisso, escreva um texto dissertativo-argumentativo em que você deixe claro seu posicionamento acerca da seguinte questão: As manifestações têm conseguido atingir os objetivos a que se propuseram ou vêm perdendo a consistência por causa da falta de um direcionamento claro das reivindicações? Seu texto deverá ter entre 20 e 30 linhas; ser redigido em prosa e à caneta azul ou preta. Textos com menos de 15 linhas serão automaticamente desclassificados. 3

2 TEXTO 1 Língua Portuguesa Bicho de sete cabeça por Suzana Singer A multidão que tomou as ruas das capitais do país deixou desnorteados não apenas os políticos e intelectuais mas também a imprensa. Com uma força inesperada, o movimento conseguiu dobrar prefeitos e governadores, levou a presidente a desfiar promessas, e impôs, por um bom tempo, o tom da cobertura. Se os primeiros protestos, menores, mas ruidosos, foram descritos com as cores do vandalismo, o discurso mudou depois de uma enxurrada de críticas nas redes sociais. O que se via, principalmente na televisão, era uma preocupação obsessiva em sublinhar que as passeatas são "pacíficas" e que apenas um "pequeno grupo" aparece no final de cada ato para depredar, pichar e saquear. Mesmo assim, os repórteres sentiram nas ruas a animosidade fomentada no mundo virtual. Jornalistas da Rede Globo foram hostilizados, carros da Record e do SBT foram queimados, repórteres não conseguiam entrar ao vivo do meio das passeatas. No "Jornal Nacional" daquela semana, William Bonner precisou dizer que o "trabalho da imprensa é exatamente para dar voz às reivindicações de todos os manifestantes" e lamentou que "minorias (...) tentem intimidar o trabalho da imprensa, que está fazendo um serviço de utilidade pública". Não é mais verdade que os manifestantes precisem da mídia para lhes dar voz. Isso mudou com a internet, mas Bonner tem razão em falar de "utilidade pública". Cabe ao jornalismo explicar aos 192 milhões de brasileiros que não foram às ruas o que está acontecendo no país, com a maior objetividade possível. Não é tarefa simples. Como resumir manifestações com reivindicações caleidoscópicas? Como analisar esse mal-estar urbano que ninguém percebeu que existia? Quem entrevistar, se são milhares e não há líderes? Esse tsunami popular entrará para a história ou ficará restrito à vitória dos 20 centavos? Enquanto não se decifra a insatisfação que tomou o asfalto, a cobertura se reveza em um "morde-assopra", dependendo do grau de vandalismo dos protestos. A Folha fez uma capa em tom triunfalista, que anunciava que "PROTESTOS DE RUA DERRUBAM TARIFAS", escrito assim, tudo em letras maiúsculas. No dia seguinte, o destaque era a violência se espalhando pelo país. A vida era bem mais fácil no século passado, quando os simpáticos caras-pintadas queriam derrubar Fernando Collor de Mello. Como hoje, os estudantes rechaçavam a participação de partidos políticos, mas, na época, havia uma bandeira clara e digerível (o impeachment de um presidente envolvido em denúncias de corrupção). Não tinham inventado a web e o clima com a imprensa era de congraçamento. Nos atos, nada de vandalismo. "Uma explosão de cor tomou ontem o coração de São Paulo e de dezenas de cidades em todo o território brasileiro", comemorava o editorial "O alerta das ruas", de 26 de agosto de 1992, que falava da "indignação dos [adolescentes] que não perderam a capacidade de se revoltar com o espetáculo de afronta ao interesse público." As revoltas urbanas de hoje são mais difíceis de classificar e, se for o caso, de abraçar. Porque, como bem definiu Gilberto Gil, elas mesclam a festa com o banditismo. É a "rave-arrastão". Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/colunas/suzanasinger/2013 /06/ bicho-de-sete-cabecas. shtml>. Acesso em: 23 jun [texto adaptado] QUESTÃO 1) Dentre os diversos elementos constitutivos do texto, o título é aquele responsável por sintetizar a discussão contida no texto. Em relação ao texto em questão, é correto afirmar que o título Bicho de sete cabeças faz referência: A) às incertezas quanto aos rumos do movimento. B) à ausência de um líder coordenando o movimento. C) às várias reivindicações do movimento. 4

3 D) à relação estabelecida entre o movimento atual e aquele dos caras-pintadas, de E) às diferenças entre os preços de tarifas de ônibus em todo o Brasil. QUESTÃO 2) Uma das colocações do texto, dá conta de que a imprensa não recebe a mesma simpatia recebida durante os protestos pelo impeachment do ex-presidente Collor. Constituem-se como exemplos disso os seguintes trechos extraídos do texto, EXCETO: A) [...] repórteres sentiram nas ruas a animosidade fomentada no mundo virtual. B) Jornalistas da Rede Globo foram hostilizados [...]. C) [...]carros da Record e do SBT foram queimados [...]. D) Não é mais verdade que os manifestantes precisem da mídia para lhes dar voz. E) [...] repórteres não conseguiam entrar ao vivo do meio das passeatas. QUESTÃO 3) Ao longo do texto, a jornalista faz algumas comparações entre o movimento ocorrido em 1992 e o que se verificou em junho de É possível perceber que a jornalista demonstra preferência por aquele de 1992 no seguinte trecho: A) "lamentou que [...] minorias (...) tentem intimidar o trabalho da imprensa, que está fazendo um serviço de utilidade pública ". B) A vida era bem mais fácil no século passado, quando os simpáticos caras-pintadas queriam derrubar Fernando Collor de Mello. C) Como hoje, os estudantes rechaçavam a participação de partidos políticos [...]. D) Enquanto não se decifra a insatisfação que tomou o asfalto, a cobertura se reveza em um morde-assopra [...]. E) A Folha fez uma capa em tom triunfalista, que anunciava que PROTESTOS DE RUA DERRUBAM TARIFAS [...]. QUESTÃO 4) Todas as alternativas que se seguem demonstram o clima de incerteza por parte da imprensa com relação ao movimento que se iniciou como um protesto contra os altos preços das passagens no transporte coletivo urbano de São Paulo, EXCETO: A) A multidão que tomou as ruas das capitais do país deixou desnorteados não apenas os políticos e intelectuais mas também a imprensa. B) Como resumir manifestações com reivindicações caleidoscópicas? C) Como analisar esse mal-estar urbano que ninguém percebeu que existia? D) Esse tsunami popular entrará para a história ou ficará restrito à vitória dos 20 centavos? E) Se os primeiros protestos, menores, mas ruidosos, foram descritos com as cores do vandalismo, o discurso mudou depois de uma enxurrada de críticas nas redes sociais. QUESTÃO 5) Em 1992, a imprensa teve um papel fundamental desde o início das manifestações até o impeachment do expresidente Fernando Collor. Tempos depois, muitos atribuíam à imprensa a responsabilidade pelo que aconteceu naquela época, considerando-a o quarto poder. Hoje, porém, conforme o texto, a imprensa não exerce com a mesma intensidade o papel de liderança que exercia naquela época. Embora não explicite claramente, a jornalista atribui isso: A) à invenção da web. B) ao clima de congraçamento com a imprensa. C) à incerteza quanto aos rumos do movimento. D) à ausência de lideranças bem definidas. E) ao vandalismo. TEXTO 2 É abuso demais por Ferreira Gullar Não sou a favor de vandalismo, mas entendo que as pessoas tenham ido para as ruas protestar contra o aumento das tarifas de transporte coletivo. Não têm que quebrar casas comerciais, agências bancárias, nem muito menos vidraças de igrejas e instituições culturais. É burrice e põe a opinião pública contra os manifestantes. É baderna, coisa de quem não sabe o que está fazendo. Mas não há dúvida de 5

4 que o interesse público há muito foi posto de lado. De São Paulo não posso falar, pois não conheço bem a situação real de lá. Ouço dizer que é péssima; que, nos ônibus, nas horas críticas, não cabem as pessoas, e que levam horas para chegar ao destino, seja para o local de trabalho, seja na volta para casa. No Rio não é muito diferente. Se na hora de ir para o trabalho é aquele sufoco, já altas horas da noite, quando o número de passageiros é mínimo, os ônibus desaparecem. As empresas de transporte coletivo não estão nem aí para a população, para servir aos cidadãos. Seu único interesse é ganhar dinheiro, e o povo que se dane. Todo mundo sabe que, se no ponto só estiverem idosos - que não pagam passagem -, os ônibus não param, passam direto. E fazem isso porque o patrão manda e, se não fizerem, sofrem represálias. E o metrô aqui do Rio? Nunca vi igual. Sei que é caríssimo - dizem que é o mais caro do planeta - e serve pessimamente aos cidadãos. No mundo, não há nenhum que se lhe compare. Tenho carro, gosto de dirigir, mas raramente saio com ele, mesmo porque, se vou ao centro da cidade, não há onde estacionar e, quando há, é por um preço que mais vale tomar um táxi e pagar a corrida; sai mais em conta. Sucede, porém, que uma vez ou outra, se vou para certos lugares, pego o metrô. Idoso não paga, não entra na fila para comprar passagem. Como sou idoso e há uma estação de metrô bem perto de minha casa, me valho dele, melhor dizendo, me valia. Sim, porque não o faço mais. Nunca vi metrô igual. E olhe que viajei nos metrôs de Nova York, Paris, Roma, Berlim, Buenos Aires e Moscou. Ruim como o nosso, ao que eu saiba, não existe outro. Mas isso não é de hoje. O trem do metrô para no meio do caminho a cada viagem. Nas poucas vezes em que andei nele aconteceu isso. E veja que, como disse, raramente o faço. Mas Maria, minha empregada, que mora perto da Pavuna, anda nele todos os dias e já muitas vezes teve que completar a viagem a pé, caminhando pelos trilhos. Em que metrô do mundo acontece isso? E não fica só nisso. Outro dia, como necessitava ir a Ipanema, num local próximo à praça General Osório, decidi tomar o metrô. Como não sou habituado a usá-lo, não sabia que a estação daquela praça estava desativada. Só soube quando, já em viagem, uma voz deu essa informação, e mais: deveríamos todos descer na estação seguinte, para fazer um transbordo. Como assim, me perguntei, por que não vamos até a estação Corte do Cantagalo, uma antes da General Osório? Seria o lógico, mas não é: descemos na estação Siqueira Campos, passamos para a outra plataforma -por onde trafegam os trens em direção contrária- e lá ficamos esperando não se sabia o quê. Bem, depois de muito, veio uma composição vazia, parou, ficou um tempo fechada, abriram-se as portas e nós entramos para irmos até a estação Corte do Cantagalo. Lá, descemos todos, e aqueles que iam para a General Osório pegariam um ônibus que os levaria até lá. Começou a chover e o ônibus não chegava nunca, tomei um táxi e me safei daquele inferno. Aliás, se no inferno houver metrô, deve ser administrado pela mesma empresa que administra o do Rio de Janeiro. Ultimamente, ando desapontado com a passividade do povo brasileiro diante desse e de tantos outros abusos, mas as manifestações destas últimas semanas parecem indicar que ele acordou. É o que espero. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/colunas/ferreiragullar/2013 /06/ e-abuso-demais.shtml>. Acesso em: 23 jun QUESTÃO 6) O título do texto 2 - É abuso demais faz referência A) aos atos de vandalismo praticados por manifestantes. B) às manifestações, que ele classifica como baderna. C) ao fato de o interesse público ter sido posto de lado há muito pelos governantes. D) ao preço das passagens dos ônibus em São Paulo. E) ao clamor popular por mudanças na esfera política. 6

5 QUESTÃO 7) O texto 2 concorda com o texto 1 ao demonstrar discordância do movimento que se instaurou com relação A) ao vandalismo. B) aos problemas do transporte público. C) ao papel da imprensa. D) aos problemas do metrô carioca. E) à inércia do povo brasileiro. QUESTÃO 8) Verifica-se uma situação de derivação regressiva na palavra destacada em: A) O trem do metrô para no meio do caminho a cada viagem. B) Como sou idoso e há uma estação de metrô bem perto de minha casa, me valho dele, melhor dizendo, me valia. C) Tenho carro, gosto de dirigir, mas raramente saio com ele, mesmo porque, se vou ao centro da cidade, não há onde estacionar e, quando há, é por um preço que mais vale tomar um táxi e pagar a corrida; sai mais em conta. D) E o metrô aqui do Rio? E) Não sou a favor de vandalismo, mas entendo que as pessoas tenham ido para as ruas protestar contra o aumento das tarifas de transporte coletivo. QUESTÃO 9) Verifica-se que, ao longo do texto, o autor emprega um tom mais informal em sua argumentação. Dentre os trechos destacados, qual melhor expressa isso? A) Mas não há dúvida de que o interesse público há muito foi posto de lado. B) Outro dia, como necessitava ir a Ipanema, num local próximo à praça General Osório, decidi tomar o metrô. C) Ultimamente, ando desapontado com a passividade do povo brasileiro diante desse e de tantos outros abusos [...]. D) As empresas de transporte coletivo não estão nem aí para a população, para servir aos cidadãos. E) Sim, porque não o faço mais. QUESTÃO 10) Em qual das alternativas que se seguem o o destacado exerce uma função diferente dos demais? A) É baderna, coisa de quem não sabe o que está fazendo. B) Se na hora de ir para o trabalho é aquele sufoco [...]. C) E o metrô aqui do Rio? D) No mundo, não há nenhum que se lhe compare. E) Começou a chover e o ônibus não chegava nunca [...]. Text 1 Inglês Literacy in Brazil The statistics for educational exclusion in Brazil are staggering. Of a total population of about 184 million (of whom 62% are aged under 29) there are 65 million 10 young people and 5 adults aged 15 or over who have not completed primary education. Of these 65 million: 33 million are 7 functionally illiterate and have not even completed 4th grade; 14.6 million are completely illiterate. 1 In the 15 to 24 year age bracket - an important age-group that will provide the future critical mass of the country -19 million people have not finished primary education and 6 almost three million are 8 completely illiterate. 11 These numbers illustrate the need to rescue the idea of education as a right of all young people and adults who have been excluded from the education system. 9 Although Brazil has made significant progress in the field of education, especially in adult and youth education, the Brazilian government 13 recognises there is still much to do, particularly in confronting a range of interrelated illiteracies: in education, culture, politics and citizenship. The Ministry of Education organises its action strategy by giving priority to 4 the articulation between social and educational inclusion and literacy. In addition to being a right, the articulation 12 between literacy and programmes of social inclusion is strategic and re-defines the 7

6 horizons of citizenship. Links within the federal sphere and also with local state and municipal programmes and links between literacy and the income transfer programme (Bolsa Família) permit an important focus on those living in extreme poverty. 2 The literacy and adult and youth education agendas form the structural base of inclusion. 3 The articulation with vocational courses expresses the role of literacy as the gateway to inclusion and citizenship. Disponível em: <http://www.nrdc.org.uk/content.asp?categoryid=1033>. Acesso em: 8 set (Adaptado). QUESTION 11) De acordo com o texto, é CORRETO afirmar sobre a alfabetização no Brasil: A) cerca de 3 milhões de jovens entre 15 e 24 anos são considerados analfabetos. B) 19 milhões de jovens entre 15 e 24 anos formam a futura massa crítica do país. C) 62% da população brasileira não terminou a educação básica (primário). D) apenas 33 milhões de brasileiros conseguem completar a 4ª série. E) Apenas 19 milhões conseguem terminar a 4 a série. QUESTION 12) Com base em aspectos linguísticos do texto, é CORRETO afirmar: A) na sentença the articulation between literacy and programmes of social inclusion is strategic (ref. 4), os termos grifados exercem a função de adjetivos B) na sentença adults aged 15 or over who have not completed primary education (ref. 5), podese substituir o termo who por that. C) em almost three million are completely illiterate (ref. 6), o termo almost tem o mesmo sentido de more than. D) as expressões functionally illiterate (ref. 7) e completely illiterate (ref. 8) expressam ideias semelhantes. E) a palavra between (ref. 12) é um exemplo de adjetivo. QUESTION 13) Ainda com relação à estrutura linguística do texto, é CORRETO afirmar: A) the words illiteracies, citizenship, functionally and primary are formed by the process of suffixation. B) in the sentence Although Brazil has made significant progress in the field of education (ref. 9), the emphasized word expresses certainty and completeness. C) the sequence young people and adults who have been excluded from the education system (ref. 10) means that these young people and adults do not have access to education. D) the sentence These numbers illustrate the need to rescue the idea of education as a right (ref. 11), in the singular form, would be: This number illustrates the needs to rescue the idea of education as a right. E) the word organises ( ref. 13) is an example of plural in English. QUESTION 14) Assinale a pergunta CORRETA para a seguinte afirmação: 14.6 million are completely illiterate. A) Why are they completely illiterate? B) Who are the illiterate in Brazil? C) How much Brazilians are illiterate? D) How many are the Brazilians illiterate? E) How many Brazilians are completely illiterate? Matemática QUESTÃO 15) O custo y de uma empresa de cosméticos, para produzir um tipo de perfume varia com a quantidade de perfume produzido conforme o gráfico: 8

7 De acordo com a função expressa no gráfico, é CORRETO dizer que: A) Quando a empresa não produz, ela não gasta B) Para produzir três litros de perfume, a empresa gasta R$ 76,00 C) Para produzir dois litros de perfume, a empresa gasta R$ 54,00 D) Se a empresa gastar R$ 170,00, ela produzirá cinco litros de perfume E) Para fabricar o terceiro litro de perfume, ela gasta menos do que para fabricar o quinto litro. A) 18,5 B) 20,5 C) 22,5 D) 24,5 E) 26,5 QUESTÃO 19) Sejam as retas r: x y 4 =0, s: x + y = 0 e t: y = 2, representadas no gráfico cartesiano a seguir. QUESTÃO 16) Em uma pesquisa realizada, constatou-se que a população (p) de determinada bactéria cresce segundo a equação, em que t representa o tempo em horas. Para se atingir uma população de 400 bactérias, o tempo necessário é: A) 2 horas B) 4 horas C) 5 horas D) 6 horas E) 8 horas QUESTÃO 17) Um inspetor visita diariamente 6 setores de uma indústria. A fim de evitar que os operários saibam quando ele os irá inspecionar, o inspetor varia a ordem de suas visitas. Fazendo isto, essas visitas poderão ocorrer de: A) 720 maneiras diferentes B) 360 maneiras diferentes C) 36 maneiras diferentes D) 12 maneiras diferentes E) 6 maneiras diferentes QUESTÃO 18) Na figura, a diferença entre as áreas dos quadrados ABCD e EFGC é 56 m 2. Se BE = 4 m, a área do triângulo CDE em m 2 vale: Se estas retas formam o triângulo de vértices A, B e C, a área desse triângulo, em unidades de área é: A) 6 B) 8 C) 12 D) 14 E) 16 Geografia QUESTÃO 20) As teses dos neoconservadores voltaram a aparecer em plena luz do dia com o regresso dos republicanos à Casa Branca, em 2000, depois de uma controvertida vitória eleitoral de George W. Bush (o filho). Sob a influência de neoconservadores como o vicepresidente Dick Cheney, o novo presidente se recusou a assinar o Protocolo de Kyoto em defesa do meio ambiente e rompeu vários tratados internacionais. (Igor fuser. Geopolítica o mundo em conflito, Adaptado.) Com o fim da Guerra Fria e com o avanço do processo de globalização, um conjunto de transformações vem ocorrendo nas estruturas de 9

8 poder mundial, dentre as quais, é INCORRETO afirmar: A) A globalização eliminou as fronteiras para o capital e criou um integração econômica entre as nações do mundo, mas aprofundou as desigualdades entre ricos e pobres com criação de barreiras que não são apenas simbólicas, são cada vez mais, também físicas, entre territórios nacionais e dentro de territórios de uma mesma nação. B) Ao contrário dos defensores da redução dos gastos militares após o fim da Guerra Fria, a linha dura-americana propunha a ampliação do aparato militar e do recurso à guerra como principais instrumentos de política externa do governo Bush. C) o G-8 é o grupo formado pelas sete economias mais ricas do mundo desenvolvido: Estados Unidos, Japão, Alemanha, França, Itália, Reino Unido e Canadá, acrescido da Rússia. Teve um papel importante na discussão de medidas para o enfretamento da recente crise econômica mundial. D) o G-20 é o grupo das nações mais pobres do mundo, que exibem os piores indicadores econômicos e sociais. Tem tido um papel fundamental no debate de temas como o endividamento externo, a concentração mundial da riqueza e a fome. E) a OMC (Organização Mundial do Comércio), formada por cerca de 150 nações, tem tido um papel fundamental na supervisão dos acordos comerciais, na defesa do livre-comércio e na mediação de conflitos comerciais entre os países signatários. QUESTÃO 21) Em 1896, pessoas morreram, no Japão, em consequência de uma tsunami, isto é, uma onda gigante com mais de 10m de altura. Em 1992, outra tsunami arrasou parte do litoral pacífico da Nicarágua. Em 1998, o fenômeno se repetiu em Papua-Nova Guiné. Esses três eventos têm, em comum, o fato de terem ocorrido em regiões do Círculo de Fogo do Pacífico, onde há forte atividade sísmica. Pode-se dizer que a formação dessas ondas, está diretamente relacionada à (ao): A) Existência das regiões dorsais mesooceânicas; B) Convergência de placas tectônicas; C) Formação de epicentros no interior da litosfera; D) Preenchimento por sedimentos das fossas oceânicas; E) Desenvolvimento de processos erosivos do assoalho oceânico. QUESTÃO 22) De acordo com o professor Jurandir Luciano Sanches Ross, a partir de 1996 o relevo brasileiro passa a ter a seguinte divisão: A) 20 unidades, sendo 10 planaltos, 6 planícies e 4 depressões. B) 28 unidades, sendo 11 planaltos, 11 planícies e 6 depressões. C) 20 unidades, sendo 6 planaltos, 6 planícies e 8 depressões. D) 28 unidades, sendo 11 planaltos, 10 planícies e 7 depressões. E) 28 unidades, sendo 11 planaltos, 6 planícies e 11 depressões. QUESTÃO 23) Os fluxogramas 1 e 2 sintetizam dois modelos distintos de relações entre cidades em uma rede urbana b A partir da análise destes fluxogramas, afirmase: I. O fluxograma 1 apresenta a forma clássica de rede urbana, composta por uma hierarquia rígida entre as cidades, em que são estabelecidos níveis de relações que vão da metrópole até as cidades locais e pequenas vilas. II. O fluxograma 2 apresenta um modelo de rede urbana do período de substituição de 10

9 importações, em que as cidades locais ganham de hegemonia no comando dos fluxos de troca e na organização da produção de bens e serviços. III. O fluxograma 1 apresenta um modelo típico do período atual com as cidades regionais subordinadas às metrópoles, configurando o modelo de flexibilidade dos fluxos de globalização da economia mundial. IV. O fluxograma 2 apresenta uma recente e mais flexível hierarquia urbana, composta a partir dos avanços técnicos dos transportes e comunicações incluindo-se também maior mobilidade locacional das empresas. Com relação a estas afirmativas, conclui-se: A) Apenas I e III são corretas. B) Apenas I e IV são corretas. C) Apenas II é correta. D) Apenas II e IV são corretas. E) Apenas III é correta. História QUESTÃO 24) Por Baixa Idade Média, entende-se o período entre os séculos XI e XV da era cristã, marcado pela dissolução do modo de produção feudal. Assinale a alternativa diretamente relacionada com a crise e a desagregação do sistema feudal: A) Condenação do modo de produção feudal pela Igreja Católica Apostólica Romana. B) Declínio do comércio a longa distância, florescimento da pequena indústria e enfraquecimento do poder central dos monarcas. C) Equilíbrio entre o ritmo da produção e do consumo. D) Exigências senhoriais sobrecarregando os camponeses e a substituição de obrigações antigas por contratos de arrendamento da terra e por pagamento em dinheiro. E) Predomínio do modo assalariado de trabalho acarretando, em curto prazo, mudanças profundas na Europa Oriental. moderno foi proclamada. Quando nos referimos ao contexto revolucionário, lembramos dos acontecimentos como República Jacobina, o Comitê de Salvação Pública, o tribunal revolucionário e a guilhotina. O principal líder jacobino foi: A) Robespierre B) Trotsky C) Lênin D) Washington E) Napoleão QUESTÃO 26) Pode-se dizer que o reconhecimento da independência brasileira por Portugal foi devido: A) à mediação da França e dos Estados Unidos e à atribuição do título de Imperador Perpétuo do Brasil a D. João VI. B) à mediação da Espanha e à renovação dos acordos comerciais de 1810 com a Inglaterra. C) à mediação de Lord Strangford e ao fechamento das Cortes Portuguesas. D) à mediação da Inglaterra e à transferência para o Brasil da dívida contraída por Portugual no Reino Unido. E) à mediação da Santa Aliança e ao pagamento à Inglaterra de indenização pelas invasões napoleônicas. QUESTÃO 27) Em 1992, o ex-governador de Alagoas e então Presidente da República do Brasil foi afastado do poder devido à denúncias de corrupção e, em seu lugar, assumiu o Vice- Presidente que era Itamar Franco. No governo Itamar foi colocado em prática um plano econômico de estabilização da economia brasileira. Esse plano ficou conhecido como: A) Plano Real B) Plano Collor C) Plano Cruzado D) Plano Bresser E) Plano Verão QUESTÃO 25) Foi no governo da Revolução Francesa que a primeira constituição genuinamente democrática por um Estado 11

10 Química QUESTÃO 28) Óleo de soja praticamente não se dissolve em água. A partir dessa informação, qual das deduções é mais cabível? A) As moléculas de óleo são menores do que as de água. B) Os elementos químicos presentes nas moléculas de óleo são totalmente diferentes dos presentes nas de água C) As moléculas do óleo de soja devem ser apolares. D) Óleo de soja possui moléculas extremamente polares. E) O número de átomos nas moléculas de óleo deve ser 3. QUESTÃO 29) O produto de solubilidade (k ps ) do oxalato de cálcio (CaC 2 O 4 ) em uma determinada temperatura é 1,6 x Nessa mesma temperatura, qual será a solubilidade em mol/l deste sal em água pura? A) 4 x 10-4 mol/l. B) 4 x 10-5 mol/l. C) 8 x 10-4 mol/l. D) 8 x 10-3 mol/l. E) 1,6 x 10-9 mol/l. QUESTÃO 30) Após 60 dias, uma amostra com 1,6g de estrôncio-90 se reduz a 50mg. Qual a meia vida desse radionuclídeo? A) 4 dias. B) 8 dias. C) 10 dias. D) 12 dias. E) 16 dias. QUESTÃO 31) A acetona é um solvente usado para remover esmalte das unhas. O nome dessa substância de acordo com as regras sistemáticas da IUPAC é propanona. Pode-se afirmar, EXCETO: A) A propanona apresenta o grupo carbonila. B) A propanona apresenta 3 carbonos primários. C) A propanona é uma cetona não ramificada. D) A fórmula molecular da propanona é C 3 H 6 O. E) A interação intermolecular entre moléculas de propanona é chamada de interação dipolodipolo. Biologia QUESTÃO 32) O fósforo e o Nitrogênio são elementos que tem parte de seus ciclos biogeoquímicos interligados pelo fato de: A) Serem fixados por animais e plantas a partir da atmosfera. B) Estarem presentes nos compartimentos terrestre, aquático e atmosférico do ciclo biogeoquímico. C) Serem abundantes nas fezes animais. D) Ambos acontecerem na forma gasosa E) Serem facilmente nitrificáveis. QUESTÃO 33) Para oxigenar nossos tecidos, dependemos da respiração que leva o ar até o interior de nossos pulmões ocorrendo lá a absorção do oxigênio. Este elemento é levado pelo sangue a todas as partes do nosso organismo por meio da: A) circulação venosa B) circulação pulmonar C) pequena circulação D) circulação sistêmica E) circulação periférica QUESTÃO 34) As aves granívoras apresentam no seu sistema digestório, papo, pró-ventrículo e moela. As funções destas estruturas sobre os alimentos ingeridos são: A) física, química e de armazenamento B) química, armazenamento e física C) química, física e de armazenamento D) armazenamento, física e química E) armazenamento, química e física QUESTÃO 35) A estrutura denominada de Estipe é: A) Uma raiz aérea; B) Um caule subterrâneo; C) Uma folha subterrânea; 12

11 D) Uma raiz subterrânea; E) Um caule aéreo. QUESTÃO 36) Observe as figuras abaixo. B) Apenas as afirmativas I e II são corretas. C) Apenas as afirmativas II e III são corretas. D) Apenas as afirmativas I e III são corretas. E) Todas as afirmativas são corretas. QUESTÃO 38) O acoplamento de engrenagens por correia C, como o que é encontrado nas bicicletas e em automóveis, entre outros, pode ser esquematicamente representado por: A clonagem gênica é possível graças a técnicas moleculares específicas. No exemplo acima, a introdução de um gene exógeno no rato ilustra o uso de: A) eletroforese B) PCR C) enzimas de restrição D) exame de DNA E) cariotipagem Física QUESTÃO 37) A figura a seguir mostra o gráfico da velocidade de um móvel em função do tempo Considerando-se que a correia em movimento não deslize em relação às rodas A e B, enquanto elas giram, é correto afirmar que: A) a velocidade angular das duas rodas é a mesma. B) o módulo da aceleração centrípeta dos pontos periféricos de ambas as rodas tem o mesmo valor. C) a frequência do movimento de cada polia é inversamente proporcional ao seu raio. D) as duas rodas executam o mesmo número de voltas no mesmo intervalo de tempo. E) o módulo da velocidade escalar dos pontos periféricos das rodas é diferente do módulo da velocidade da correia. QUESTÃO 39) A afirmativa que descreve corretamente características de lentes, quando usadas imersas no ar atmosférico, é: Sobre esse movimento são feitas as seguintes afirmações: I - O movimento é uniforme no intervalo de tempo de 3s a 4s. II O movimento é acelerado de 2s a 3s. III O deslocamento do móvel de 0 a 2s é igual a 50m. Podemos afirmar que: A) Apenas a afirmativa I é correta. A) Lentes esféricas que apresentam bordas com espessura menor do que a espessura da parte central podem ser usadas para corrigir a miopia. B) Uma lente esférica biconvexa é divergente. C) Uma lente esférica bicôncava é convergente. D) Lentes esféricas que apresentam bordas com espessura maior do que a espessura da parte central são divergentes. E) As imagens que um objeto perpendicular ao eixo principal de uma lente divergente pode formar são reais, direitas e menores do que o objeto. 13

12 QUESTÃO 40) A figura a seguir representa uma associação de resistores onde a tensão é de 12V. Com base neste circuito podemos afirmar que a intensidade da corrente i 2 é: A) 0 A B) 1 A C) 1,5 A D) 2 A E) 4 A 14

13 GABARITO QUESTÃO 1 C QUESTÃO 21 B QUESTÃO 2 D QUESTÃO 22 E QUESTÃO 3 B QUESTÃO 23 B QUESTÃO 4 E QUESTÃO 24 D QUESTÃO 5 A QUESTÃO 25 A QUESTÃO 6 C QUESTÃO 26 D QUESTÃO 7 A QUESTÃO 27 A QUESTÃO 8 E QUESTÃO 28 C QUESTÃO 9 D QUESTÃO 29 B QUESTÃO 10 A QUESTÃO 30 D QUESTÃO 11 A QUESTÃO 31 B QUESTÃO 12 B QUESTÃO 32 C QUESTÃO 13 C QUESTÃO 33 D QUESTÃO 14 E QUESTÃO 34 E QUESTÃO 15 C QUESTÃO 35 E QUESTÃO 16 B QUESTÃO 36 C QUESTÃO 17 A QUESTÃO 37 B QUESTÃO 18 C QUESTÃO 38 C QUESTÃO 19 E QUESTÃO 39 D QUESTÃO 20 D QUESTÃO 40 D 10/Novembro/2013.

Senador Pedro Taques Discurso Manifestações

Senador Pedro Taques Discurso Manifestações Senador Pedro Taques Discurso Manifestações Senhor presidente, Senhoras senadoras, senhores senadores Amigos das redes sociais que também estão nas ruas Estamos em época de competição de futebol. Nosso

Leia mais

Jornalismo Alternativo e a Internet: Uma Possibilidade Cidadã para a Notícia

Jornalismo Alternativo e a Internet: Uma Possibilidade Cidadã para a Notícia Jornalismo Alternativo e a Internet: Uma Possibilidade Cidadã para a Notícia GARRIDO, Bibiana 1 MAGNONI, Antônio Francisco 2 Universidade Estadual Paulista, Bauru, SP RESUMO Neste breve relato de experiência

Leia mais

Imagem 1 Imagem 2. Fontes: Imagem 1 ROBIN, M. - 100 fotos do século, Evergreen, 1999./ Imagem 2 Le Monde Diplomatique ano 2, nº16 novembro de 2008

Imagem 1 Imagem 2. Fontes: Imagem 1 ROBIN, M. - 100 fotos do século, Evergreen, 1999./ Imagem 2 Le Monde Diplomatique ano 2, nº16 novembro de 2008 Nome: Nº: Turma: Geografia 3º ano Gabarito - Prova Augusto Mar/10 1. Observe as imagens abaixo e faça o que se pede: Imagem 1 Imagem 2 Fontes: Imagem 1 ROBIN, M. - 100 fotos do século, Evergreen, 1999./

Leia mais

A) Ação global. B) Ação Antrópica. C) Ação ambiental. D) Ação tectônic

A) Ação global. B) Ação Antrópica. C) Ação ambiental. D) Ação tectônic Disciplina: Geografia Roteiro de Recuperação Ano / Série: 6º Professor (a): Gabriel Data: / / 2013 Matéria da recuperação. Superficie da Terra. Litosfera, solo e relevo 1- Analise a imagem. www.trabanca.com-acesso:

Leia mais

GABARITO PRÉ-VESTIBULAR

GABARITO PRÉ-VESTIBULAR LINGUAGENS 01. C 02. D 03. C 04. B 05. C 06. C 07. * 08. B 09. A 10. D 11. B 12. A 13. D 14. B 15. D LÍNGUA ESTRANGEIRA 16. D 17. A 18. D 19. B 20. B 21. D MATEMÁTICA 22. D 23. C De acordo com as informações,

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE GEOGRAFIA

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE GEOGRAFIA COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE GEOGRAFIA Aluno(a): Nº Ano: 9º Turma: Data: / /2012 Nota: Professor(a): Edvaldo Valor da Prova: 65 pontos Orientações gerais: 1)

Leia mais

Guerra fria (o espaço mundial)

Guerra fria (o espaço mundial) Guerra fria (o espaço mundial) Com a queda dos impérios coloniais, duas grandes potências se originavam deixando o mundo com uma nova ordem tanto na parte política quanto na econômica, era os Estados Unidos

Leia mais

1º - Foi um movimento liderado pela BURGUESIA contra o regime absolutista. 2º - Abriu espaço para o avanço do CAPITALISMO.

1º - Foi um movimento liderado pela BURGUESIA contra o regime absolutista. 2º - Abriu espaço para o avanço do CAPITALISMO. APRESENTAÇÃO Aula 08 3B REVOLUÇÃO FRANCESA Prof. Alexandre Cardoso REVOLUÇÃO FRANCESA Marco inicial da Idade Contemporânea ( de 1789 até os dias atuais) 1º - Foi um movimento liderado pela BURGUESIA contra

Leia mais

Tópico 02: Movimento Circular Uniforme; Aceleração Centrípeta

Tópico 02: Movimento Circular Uniforme; Aceleração Centrípeta Aula 03: Movimento em um Plano Tópico 02: Movimento Circular Uniforme; Aceleração Centrípeta Caro aluno, olá! Neste tópico, você vai aprender sobre um tipo particular de movimento plano, o movimento circular

Leia mais

CONTEÚDOS DAS AVALIAÇÕES 6º ANOS. - Flexão dos substantivos e dos adjetivos: gênero e número (p. 126 a 132) - Encontros vocálicos (p.

CONTEÚDOS DAS AVALIAÇÕES 6º ANOS. - Flexão dos substantivos e dos adjetivos: gênero e número (p. 126 a 132) - Encontros vocálicos (p. 6º ANOS Cap. 4 - Sociedade: história e cultura Cap. 5 - As primeiras sociedades Cap. 7 - Os Egípcios Cap. 8 - Outros povos africanos Percursos: 7- Representação Gráfica do relevo 8- Os gráficos 9- A Terra

Leia mais

Mobilidade Urbana COMO SE FORMAM AS CIDADES? 06/10/2014

Mobilidade Urbana COMO SE FORMAM AS CIDADES? 06/10/2014 Mobilidade Urbana VASCONCELOS, Eduardo Alcântara de. Mobilidade urbana e cidadania. Rio de Janeiro: SENAC NACIONAL, 2012. PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL LUCIANE TASCA COMO SE FORMAM AS CIDADES? Como um

Leia mais

ESTUDO DE CASO MÓDULO XI. Sistema Monetário Internacional. Padrão Ouro 1870 1914

ESTUDO DE CASO MÓDULO XI. Sistema Monetário Internacional. Padrão Ouro 1870 1914 ESTUDO DE CASO MÓDULO XI Sistema Monetário Internacional Padrão Ouro 1870 1914 Durante muito tempo o ouro desempenhou o papel de moeda internacional, principalmente por sua aceitabilidade e confiança.

Leia mais

UNICAMP REVOLUÇÃO FRANCESA HISTÓRIA GEAL

UNICAMP REVOLUÇÃO FRANCESA HISTÓRIA GEAL 1. (Unicamp 94) Num panfleto publicado em 1789, um dos líderes da Revolução Francesa afirmava: "Devemos formular três perguntas: - O que é Terceiro Estado? Tudo. - O que tem ele sido em nosso sistema político?

Leia mais

REVOLUÇÃO FRANCESA. Por: Rodrigo A. Gaspar

REVOLUÇÃO FRANCESA. Por: Rodrigo A. Gaspar REVOLUÇÃO FRANCESA Por: Rodrigo A. Gaspar REVOLUÇÃO FRANCESA Influência dos valores iluministas Superação do Absolutismo monárquico e da sociedade estratificada Serviu de inspiração para outras revoluções,

Leia mais

COMÉRCIO EXTERIOR. Causas da dívida Empréstimos internacionais para projetar e manter grandes obras. Aquisição de tecnologia e maquinário moderno.

COMÉRCIO EXTERIOR. Causas da dívida Empréstimos internacionais para projetar e manter grandes obras. Aquisição de tecnologia e maquinário moderno. 1. ASPECTOS GERAIS Comércio é um conceito que possui como significado prático, trocas, venda e compra de determinado produto. No início do desenvolvimento econômico, o comércio era efetuado através da

Leia mais

Como está a situação da população mundial e que expectativa razoável podemos ter para o futuro?

Como está a situação da população mundial e que expectativa razoável podemos ter para o futuro? População mundial Leia as manchetes abaixo: População mundial superará 9,2 bilhões em 2050, estima ONU BBC Brasil Casais ricos burlam lei do filho único na China BBC Brasil A população mundial atingiu

Leia mais

UMA RESPOSTA ESTRATÉGICA AOS

UMA RESPOSTA ESTRATÉGICA AOS UMA RESPOSTA ESTRATÉGICA AOS DESAFIOS DO CAPITALISMO GLOBAL E DA DEMOCRACIA Luiz Carlos Bresser-Pereira A Reforma Gerencial ou Reforma à Gestão Pública de 95 atingiu basicamente os objetivos a que se propunha

Leia mais

Resolução de Questões- Tropa de Elite ATUALIDADES Questões- AULA 1-4 NILTON MATOS

Resolução de Questões- Tropa de Elite ATUALIDADES Questões- AULA 1-4 NILTON MATOS Resolução de Questões- Tropa de Elite ATUALIDADES Questões- AULA 1-4 NILTON MATOS 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. OBS: EM NEGRITO OS ENUNCIADOS, EM AZUL AS

Leia mais

O homem e o meio ambiente

O homem e o meio ambiente A U A UL LA O homem e o meio ambiente Nesta aula, que inicia nosso aprendizado sobre o meio ambiente, vamos prestar atenção às condições ambientais dos lugares que você conhece. Veremos que em alguns bairros

Leia mais

Diferenças entre o mundo rural e o urbano.

Diferenças entre o mundo rural e o urbano. Oficina Urbanização Esta oficina tem como objetivo analisar uma das principais características do mundo atual; a vida em cidades. Pretendemos compreender a evolução das cidades na história e como se configuram

Leia mais

Neste ano estudaremos a Mecânica, que divide-se em dois tópicos:

Neste ano estudaremos a Mecânica, que divide-se em dois tópicos: CINEMÁTICA ESCALAR A Física objetiva o estudo dos fenômenos físicos por meio de observação, medição e experimentação, permite aos cientistas identificar os princípios e leis que regem estes fenômenos e

Leia mais

Professores: Gilberto / Gustavo / Luciano / Maragato CURSO DOMÍNIO. Comentário: Energia de Capacitor. Comentário: Questão sobre atrito

Professores: Gilberto / Gustavo / Luciano / Maragato CURSO DOMÍNIO. Comentário: Energia de Capacitor. Comentário: Questão sobre atrito Professores: Gilberto / Gustavo / Luciano / Maragato CURSO DOMÍNIO A prova de física exigiu um bom conhecimento dos alunos. Há questões relacionadas principalmente com a investigação e compreensão dos

Leia mais

Atira mais em cima! O pessoal está reunido na casa de Gaspar e

Atira mais em cima! O pessoal está reunido na casa de Gaspar e A U A UL LA Atira mais em cima! O pessoal está reunido na casa de Gaspar e Alberta. O almoço acabou e todos conversam em torno da mesa. - Eu soube que você está interessado em ótica - diz Gaspar a Ernesto.

Leia mais

A Irlanda do Norte, ou Ulster, e a República da Irlanda, ou Eire, situam-se na Ilha da Irlanda. Na Irlanda do Norte, que integra o Reino Unido, vivem

A Irlanda do Norte, ou Ulster, e a República da Irlanda, ou Eire, situam-se na Ilha da Irlanda. Na Irlanda do Norte, que integra o Reino Unido, vivem QUESTÃO IRLANDESA A Irlanda do Norte, ou Ulster, e a República da Irlanda, ou Eire, situam-se na Ilha da Irlanda. Na Irlanda do Norte, que integra o Reino Unido, vivem cerca de 1,8 milhão de habitantes,

Leia mais

HIDROGRAFIA GERAL E DO BRASIL

HIDROGRAFIA GERAL E DO BRASIL HIDROGRAFIA GERAL E DO BRASIL QUESTÃO 01 - A Terra é, dentro do sistema solar, o único astro que tem uma temperatura de superfície que permite à água existir em seus três estados: líquido, sólido e gasoso.

Leia mais

Aula 1. Atividades. V. A cartografia é a arte que tem o interesse de explicar a origem do planeta Terra. Estão corretas: e) II, IV e V.

Aula 1. Atividades. V. A cartografia é a arte que tem o interesse de explicar a origem do planeta Terra. Estão corretas: e) II, IV e V. Aula 1 1. Atividades A palavra cartografia é relativamente nova, sendo utilizada pela primeira vez em 8 de dezembro de 1839. Seu uso aconteceu na carta escrita em Paris, enviada pelo português Visconde

Leia mais

Lista de Óptica ESPELHOS ESFÉRICOS. João Paulo I

Lista de Óptica ESPELHOS ESFÉRICOS. João Paulo I Lista de Óptica ESPELHOS ESFÉRICOS 1) Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas do enunciado abaixo, na ordem em que aparecem. Para que os seguranças possam controlar o movimento dos

Leia mais

EXERCÍCIOS DE REVISÃO PARA A PROVA DE RECUPERAÇÃO - SIMULADO OBS: GABARITO NO FINAL DOS EXERCÍCIOS. QUALQUER DÚVIDA DEIXAR MENSAGEM NO FACEBOOK

EXERCÍCIOS DE REVISÃO PARA A PROVA DE RECUPERAÇÃO - SIMULADO OBS: GABARITO NO FINAL DOS EXERCÍCIOS. QUALQUER DÚVIDA DEIXAR MENSAGEM NO FACEBOOK EXERCÍCIOS DE REVISÃO PARA A PROVA DE RECUPERAÇÃO - SIMULADO OBS: GABARITO NO FINAL DOS EXERCÍCIOS. QUALQUER DÚVIDA DEIXAR MENSAGEM NO FACEBOOK 1. A vegetação varia de local para local baseada, sobretudo,

Leia mais

ONGs republicanas e democráticas em um novo cenário político

ONGs republicanas e democráticas em um novo cenário político ONGs republicanas e democráticas em um novo cenário político Silvio Caccia Bava Silvio Caccia Bava é sociólogo, coordenador executivo do Instituto Pólis e membro do Conselho Nacional de Segurança Alimentar

Leia mais

Apontamentos das obras LeYa em relação ao Currículo em Movimento do DISTRITO FEDERAL. Geografia Leituras e Interação

Apontamentos das obras LeYa em relação ao Currículo em Movimento do DISTRITO FEDERAL. Geografia Leituras e Interação Apontamentos das obras LeYa em relação ao Currículo em Movimento do DISTRITO FEDERAL Geografia Leituras e Interação 2 Caro professor, Este guia foi desenvolvido para ser uma ferramenta útil à análise e

Leia mais

Geografia - Clima e formações vegetais

Geografia - Clima e formações vegetais Geografia - Clima e formações vegetais O MEIO NATURAL Clima e formações vegetais 1. Estado do tempo e clima O que é a atmosfera? A atmosfera é a camada gasosa que envolve a Terra e permite a manutenção

Leia mais

Deriva Continental LITOSFERA

Deriva Continental LITOSFERA LITOSFERA Deriva Continental De acordo com determinadas teorias científicas, a crosta terrestre não é uma camada rochosa inteiriça, e sim, fragmentada. A primeira teoria a defender essa tese ficou conhecida

Leia mais

Enem, fantasias e verdades. Rommel Fernandes

Enem, fantasias e verdades. Rommel Fernandes 2014 Enem, fantasias e verdades. Rommel Fernandes Enem, fantasias e verdades. 3 Eu sou Rommel Fernandes, Diretor de Ensino do Bernoulli, e vou expor um tema interessantíssimo, que envolve o Enem. O exame

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO 2015 ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO 2015 Podemos sempre mais do que imaginamos. Me. Agathe Verhelle Caros Pais e Alunos, A Recuperação de Estudos oportuniza a participação em aulas e atividades sobre temas já estudados,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca Discurso na cerimónia de lançamento

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO AO CURSO DE FORMAÇÃO DE OFICIAL CFO

CONCURSO PÚBLICO AO CURSO DE FORMAÇÃO DE OFICIAL CFO CONCURSO PÚBLICO AO CURSO DE FORMAÇÃO DE OFICIAL CFO Parecer da banca elaboradora referente aos recursos interpostos pelos candidatos sobre as questões de prova QUESTÃO 01 01) De acordo com o texto, assinale

Leia mais

O candidato deverá demonstrar uma visão globalizante do processo transformacional

O candidato deverá demonstrar uma visão globalizante do processo transformacional CIÊNCIAS HUMANAS (HISTÓRIA/ATUALIDADES/GEOGRAFIA) O candidato deverá demonstrar uma visão globalizante do processo transformacional das sociedades através dos tempos, observando os fatores econômico, histórico,

Leia mais

Tensões Separatistas na Bélgica

Tensões Separatistas na Bélgica Tensões Separatistas na Bélgica Resenha Integração Regional Diego Cristóvão Alves de Souza Paes 18 de fevereiro de 2008 Tensões Separatistas na Bélgica Resenha Integração Regional Diego Cristóvão Alves

Leia mais

Ensino Fundamental II

Ensino Fundamental II Ensino Fundamental II Valor do trabalho: 2.0 Nota: Data: /dezembro/2014 Professora: Angela Disciplina: Geografia Nome: n o : Ano: 8º Trabalho de Recuperação Final de Geografia ORIENTAÇÕES: Leia atentamente

Leia mais

REDE DE ENSINO FARIA BRITO COORDENAÇÃO DE ENSINO MÉDIO. 1º Ano

REDE DE ENSINO FARIA BRITO COORDENAÇÃO DE ENSINO MÉDIO. 1º Ano Língua Portuguesa - Perceber as modificações realizadas nas antigas regras de acentuação, fixando as que permanecem inalteradas pelo novo acordo ortográfico; - Conhecer as classes gramaticais; - Apresentar

Leia mais

QUESTÕES DE CARACTERIZAÇÃO E ANÁLISE AMBIENTAL. O 2(g) O 2(aq)

QUESTÕES DE CARACTERIZAÇÃO E ANÁLISE AMBIENTAL. O 2(g) O 2(aq) QUESTÕES DE CARACTERIZAÇÃO E ANÁLISE AMBIENTAL Questão 01 O agente oxidante mais importante em águas naturais é, sem a menor dúvida, o oxigênio molecular dissolvido, O 2. O equilíbrio entre o oxigênio

Leia mais

Nome: SISTEMATIZANDO OS ESTUDOS DE HISTÓRIA. 1- Estes são os artigos tratados na declaração original de 1789:

Nome: SISTEMATIZANDO OS ESTUDOS DE HISTÓRIA. 1- Estes são os artigos tratados na declaração original de 1789: HISTÓRIA OITAVO ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROFESSORA ROSE LIMA Nome: PRIMEIRA PARTE SISTEMATIZANDO OS ESTUDOS DE HISTÓRIA 1- Estes são os artigos tratados na declaração original de 1789: Art.1.º Os homens

Leia mais

RESOLVIDO 1º SIMULADO DISCURSIVO PROVA 02. GEOGRAFIA Horário: das 9h às 12h Dia: 01 de julho.

RESOLVIDO 1º SIMULADO DISCURSIVO PROVA 02. GEOGRAFIA Horário: das 9h às 12h Dia: 01 de julho. RESOLVIDO 2012 1º SIMULADO DISCURSIVO PROVA 02 GEOGRAFIA Horário: das 9h às 12h Dia: 01 de julho. GEOGRAFIA 1ª QUESTÃO As figuras a seguir apresentam os mapas com a atuação das massas de ar no inverno

Leia mais

ATIVIDADES ONLINE 9º ANO 3

ATIVIDADES ONLINE 9º ANO 3 ATIVIDADES ONLINE 9º ANO 3 1) O Conselho de Segurança da ONU pode aprovar deliberações obrigatórias para todos os paísesmembros, inclusive a de intervenção militar, como ilustra a reportagem. Ele é composto

Leia mais

MATRIZ BÁSICA DO REFERENCIAL CURRICULAR DE BETIM 1 CICLO- GEOGRAFIA

MATRIZ BÁSICA DO REFERENCIAL CURRICULAR DE BETIM 1 CICLO- GEOGRAFIA PREFEITURA MUNICIPAL DE BETIM SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SEMED DIVISÃO PEDAGÓGICA 2010 MATRIZ BÁSICA DO REFERENCIAL CURRICULAR DE BETIM 1 CICLO- GEOGRAFIA 06 ANOS 07 ANOS 08 ANOS COMPETÊNCIAS HABILIDADES

Leia mais

Crises na Colônia Portuguesa e a Chegada da Família Real. Prof.ª viviane jordão

Crises na Colônia Portuguesa e a Chegada da Família Real. Prof.ª viviane jordão Crises na Colônia Portuguesa e a Chegada da Família Real Prof.ª viviane jordão INTRODUÇÃO Na segunda metade do século XVIII, novas ideias começaram a se difundir pela América portuguesa. Vindas da Europa,

Leia mais

Física. Resolução. Q uestão 01 - A

Física. Resolução. Q uestão 01 - A Q uestão 01 - A Uma forma de observarmos a velocidade de um móvel em um gráfico d t é analisarmos a inclinação da curva como no exemplo abaixo: A inclinação do gráfico do móvel A é maior do que a inclinação

Leia mais

01- O que é tempo atmosférico? R.: 02- O que é clima? R.:

01- O que é tempo atmosférico? R.: 02- O que é clima? R.: PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - GEOGRAFIA - 6º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================= TEMPO ATMOSFÉRICO

Leia mais

Município D 8.902 545 6,12 Município E 231.977 3.544 1,53 Município F 93.655 1.280 1,37

Município D 8.902 545 6,12 Município E 231.977 3.544 1,53 Município F 93.655 1.280 1,37 01 - Os problemas ambientais estão na ordem do dia dos debates científicos, das agendas políticas, da mídia e das relações econômicas. Até muito recentemente, ao se falar de meio ambiente, as instituições

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 11 Pronunciamento sobre a questão

Leia mais

Mais aplicações das Leis de Newton

Mais aplicações das Leis de Newton Mais aplicações das Leis de Newton Disciplina: Física Geral I Professor: Carlos Alberto Objetivos de aprendizagem Ao estudar este capítulo você aprenderá: A natureza dos diversos tipos de força de atrito

Leia mais

Os natos Beto Junqueyra

Os natos Beto Junqueyra ATIVIDADE III Ensino Fundamental Conteúdo: Atividades de Geografia e História para livro Os Natos Os natos Beto Junqueyra O Ícaro, nome dado ao meio de transporte utilizado pela equipe dos Natos, apresentava

Leia mais

SIMULADO DO ENEM TESTE SEUS CONHECIMENTOS

SIMULADO DO ENEM TESTE SEUS CONHECIMENTOS SIMULADO DO ENEM TESTE SEUS CONHECIMENTOS Simulado do Enem: 1 - Analise as representações cartográficas a seguir: Estas representações são anamorfoses geográficas. Uma anamorfose geográfica representa

Leia mais

EUROPA BRASIL SÉCULO XIX AMÉRICA O BRASIL NO FINAL DO SÉCULO XVIII SÉCULO XVIII FINAL DA IDADE MODERNA

EUROPA BRASIL SÉCULO XIX AMÉRICA O BRASIL NO FINAL DO SÉCULO XVIII SÉCULO XVIII FINAL DA IDADE MODERNA O BRASIL NO FINAL DO SÉCULO XVIII SÉCULO XVIII FINAL DA IDADE MODERNA EUROPA Expansão dos Ideais Iluministas Revolução Francesa Fim do Antigo regime Ascensão da Burguesia ao poder Revolução Industrial

Leia mais

Bilhete Único. Informações úteis para profissionais do transporte de passageiros por ônibus

Bilhete Único. Informações úteis para profissionais do transporte de passageiros por ônibus Bilhete Único Informações úteis para profissionais do transporte de passageiros por ônibus Nós, da Universidade Corporativa do Transporte (UCT), juntamente com a RioCard, trabalhamos nesta cartilha para

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 37 Discurso na cerimónia de retomada

Leia mais

América: a formação dos estados

América: a formação dos estados América: a formação dos estados O Tratado do Rio de Janeiro foi o último acordo importante sobre os limites territoriais brasileiros que foi assinado em 1909, resolvendo a disputa pela posse do vale do

Leia mais

Poluição do rio Tietê

Poluição do rio Tietê Poluição do rio Tietê Eixo(s) temático(s) Vida e ambiente / Terra e Universo Tema Água e vida; uso dos recursos naturais / a ocupação do espaço e suas consequências / desequilíbrio ambiental / desenvolvimento

Leia mais

A Terra gira... Nesta aula vamos aprender um pouco mais. sobre o movimento que a Terra realiza em torno do seu eixo: o movimento de

A Terra gira... Nesta aula vamos aprender um pouco mais. sobre o movimento que a Terra realiza em torno do seu eixo: o movimento de A U A U L L A A Terra gira... Nesta aula vamos aprender um pouco mais sobre o movimento que a Terra realiza em torno do seu eixo: o movimento de rotação. É esse movimento que dá origem à sucessão dos dias

Leia mais

Teste diagnóstico de Geologia (10.º ano)

Teste diagnóstico de Geologia (10.º ano) Teste diagnóstico de Geologia (10.º ano) 10.º Ano Objetivos Averiguar os conhecimentos prévios dos alunos acerca de alguns dos temas de Geociências que irão ser tratados ao longo do ensino secundário,

Leia mais

A REVOLUÇÃO NA INOVAÇÃO

A REVOLUÇÃO NA INOVAÇÃO A REVOLUÇÃO NA INOVAÇÃO PORQUE INOVAR? TENDÊNCIAS EDUCAÇÃO HABITATS DE INOVAÇÃO: TECNOSINOS LINHA DO TEMPO DA INOVAÇÃO O QUE É INOVAÇÃO & PORQUE INOVAR? INOVAÇÃO É... Inovação é o projeto, desenvolvimento

Leia mais

A formação da monarquia inglesa na Baixa Idade Média, mais precisamente no século XII, na época da Guerra dos Cem anos.

A formação da monarquia inglesa na Baixa Idade Média, mais precisamente no século XII, na época da Guerra dos Cem anos. HISTÓRIA 8º ANO A formação da monarquia inglesa na Baixa Idade Média, mais precisamente no século XII, na época da Guerra dos Cem anos. Por volta do século XIII, o rei João sem terras estabeleceu novos

Leia mais

Unidade 4 Funções da nutrição

Unidade 4 Funções da nutrição Sugestões de atividades Unidade 4 Funções da nutrição 8 CIÊNCIAS Nutrição. As proteínas, encontradas em alimentos como leite, ovos, carne, soja e feijão, são fundamentais para nossa saúde. Justifique essa

Leia mais

Cap. 12- Independência dos EUA

Cap. 12- Independência dos EUA Cap. 12- Independência dos EUA 1. Situação das 13 Colônias até meados do séc. XVIII A. As colônias inglesas da América do Norte (especialmente as do centro e norte) desfrutavam da negligência salutar.

Leia mais

Revolução francesa. Monarquia absolutista*

Revolução francesa. Monarquia absolutista* Revolução francesa No desenrolar dos fatos históricos, alguns deles de tão marcantes, dividem os períodos da humanidade. Atualmente os seres humanos dividem a sua atuação no mundo em cinco partes. Pré-História

Leia mais

Sistema COC de Educação Unidade Portugal

Sistema COC de Educação Unidade Portugal Sistema COC de Educação Unidade Portugal Ribeirão Preto, de de 009. Nome: 3 o ano ( a série) AVALIAÇÃO DE CONTEÚDO DO GRUPO VII 3 o BIMESTRE Eixo temático Culturas nativas Disciplina/Valor Português 4,0

Leia mais

3-5-2010 CURSO DE MAHATMA GANDHI TIS. Sandra Jacinto

3-5-2010 CURSO DE MAHATMA GANDHI TIS. Sandra Jacinto 3-5-2010 CURSO DE TIS MAHATMA GANDHI Sandra Jacinto 1869 Gandhi nasce no dia 2 de outubro, na Índia ocidental( Porbandar). 1891 - Forma-se em direito em Londres volta para a Índia a fim de praticar a advocacia.

Leia mais

Colégio dos Santos Anjos Avenida Iraí, 1330 Planalto Paulista www.colegiosantosanjos.g12.br A Serviço da Vida por Amor

Colégio dos Santos Anjos Avenida Iraí, 1330 Planalto Paulista www.colegiosantosanjos.g12.br A Serviço da Vida por Amor Colégio dos Santos Anjos Avenida Iraí, 1330 Planalto Paulista www.colegiosantosanjos.g12.br A Serviço da Vida por Amor Curso: EF II Ano: 9º ano A/B Componente Curricular: Ciências Naturais Professor: Mario

Leia mais

NAPOLEÃO BONAPARTE. Pode-se dividir seu governo em três partes: Consulado (1799-1804) Império (1804-1815) Governo dos Cem Dias (1815)

NAPOLEÃO BONAPARTE. Pode-se dividir seu governo em três partes: Consulado (1799-1804) Império (1804-1815) Governo dos Cem Dias (1815) NAPOLEÃO BONAPARTE 1 Profª Adriana Moraes Destaca-se política e militarmente no Período Jacobino. DIRETÓRIO Conquistas militares e diplomáticas na Europa defesa do novo governo contra golpes. Golpe 18

Leia mais

A Terra é considerada uma partícula quando o seu movimento em torno do Sol é estudado.

A Terra é considerada uma partícula quando o seu movimento em torno do Sol é estudado. Cinemática Escalar É a parte da Mecânica que estuda o movimento dos corpos sem se preocupar com as causas. Determina a posição, a velocidade e a aceleração de um corpo em cada instante. Ponto Material

Leia mais

Cadeia alimentar 3º ano

Cadeia alimentar 3º ano Cadeia alimentar 3º ano O equilíbrio ecológico depende diretamente da interação, das trocas e das relações que os seres vivos estabelecem entre si e com o ambiente. Os seres respiram, vivem sobre o solo

Leia mais

IBM1018 Física Básica II FFCLRP USP Prof. Antônio Roque Aula 3

IBM1018 Física Básica II FFCLRP USP Prof. Antônio Roque Aula 3 Linhas de Força Mencionamos na aula passada que o físico inglês Michael Faraday (79-867) introduziu o conceito de linha de força para visualizar a interação elétrica entre duas cargas. Para Faraday, as

Leia mais

CONTEÚDOS PARA A 1ª AVALIAÇÃO PARCIAL 1ª ETAPA 2014 ENSINO FUNDAMENTAL II CONTEÚDOS DA 1ª AVALIAÇÃO PARCIAL DE CIÊNCIAS 1ª ETAPA 2014

CONTEÚDOS PARA A 1ª AVALIAÇÃO PARCIAL 1ª ETAPA 2014 ENSINO FUNDAMENTAL II CONTEÚDOS DA 1ª AVALIAÇÃO PARCIAL DE CIÊNCIAS 1ª ETAPA 2014 CONTEÚDOS DA 1ª AVALIAÇÃO PARCIAL DE CIÊNCIAS 1ª ETAPA 2014 6º ANO - 17/ 03/ 2014 - Ecologia (níveis de organização; relações alimentares; cadeia e teia alimentar; relações ecológicas); 7º ANO - 17/ 03/

Leia mais

Padrão de respostas às questões discursivas

Padrão de respostas às questões discursivas Padrão de respostas às questões discursivas A seguir encontram-se as questões das provas discursivas da 2ª ETAPA do Vestibular UFF 2011, acompanhadas das respostas esperadas pelas bancas. GEOGRAFIA - Grupos

Leia mais

Poluição do ar. Segundo o pesquisador Paulo Saldiva, coordenador. Deu no jornal. Nossa aula

Poluição do ar. Segundo o pesquisador Paulo Saldiva, coordenador. Deu no jornal. Nossa aula A UU L AL A Poluição do ar Segundo o pesquisador Paulo Saldiva, coordenador do laboratório de poluição atmosférica experimental da Faculdade de Medicina da USP, a relação entre o nível de poluição e a

Leia mais

Unidade 1.1 Teorias de Comércio Internacional Baseado Livro: Manual de Comércio Exterior (Cap. 2) Causas do Comércio Internacional Os países comerciam por que? São diferentes uns dos outros, isto é apresentam

Leia mais

Questão 1. Questão 2. Resposta. Resposta

Questão 1. Questão 2. Resposta. Resposta Questão 1 Na natureza, muitos animais conseguem guiar-se e até mesmo caçar com eficiência, devido à grande sensibilidade que apresentam para a detecção de ondas, tanto eletromagnéticas quanto mecânicas.

Leia mais

O IMPACTO DAS NOVAS MEDIDAS DE PAGAMENTO DE MENSALIDADES NA VIDA DOS BOLSISTAS CAPES E CNPQ NO REINO UNIDO

O IMPACTO DAS NOVAS MEDIDAS DE PAGAMENTO DE MENSALIDADES NA VIDA DOS BOLSISTAS CAPES E CNPQ NO REINO UNIDO O IMPACTO DAS NOVAS MEDIDAS DE PAGAMENTO DE MENSALIDADES NA VIDA DOS BOLSISTAS CAPES E CNPQ NO REINO UNIDO Londres, 8 de março de 2013 ABEP-UK Associação de Brasileiros Estudantes de Pós-Graduação e Pesquisadores

Leia mais

01. Com freqüência os meios de comunicação noticiam conflitos na região do Oriente Médio.

01. Com freqüência os meios de comunicação noticiam conflitos na região do Oriente Médio. 01. Com freqüência os meios de comunicação noticiam conflitos na região do Oriente Médio. Sobre essa questão, leia atentamente as afirmativas abaixo: I. Em 11 de setembro de 2001, os EUA sofreram um violento

Leia mais

CICLOS BIOGEOQUÍMICOS

CICLOS BIOGEOQUÍMICOS CICLOS BIOGEOQUÍMICOS O fluxo de energia em um ecossistema é unidirecional e necessita de uma constante renovação de energia, que é garantida pelo Sol. Com a matéria inorgânica que participa dos ecossistemas

Leia mais

Processo Seletivo 2015-1 RV Vestibular de Acesso aos Cursos ENGENHARIA

Processo Seletivo 2015-1 RV Vestibular de Acesso aos Cursos ENGENHARIA Processo Seletivo 2015-1 RV Vestibular de Acesso aos Cursos ENGENHARIA LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES 1 - A duração da prova é de 3 horas, já incluído o tempo de preenchimento do cartão de respostas e

Leia mais

PROVA GEOGRAFIA 1 o TRIMESTRE DE 2010

PROVA GEOGRAFIA 1 o TRIMESTRE DE 2010 PROVA GEOGRAFIA 1 o TRIMESTRE DE 2010 PROF. FERNANDO NOME N o 8 o ANO A compreensão do enunciado faz parte da questão. Não faça perguntas ao examinador. A prova deve ser feita com caneta azul ou preta.

Leia mais

TEMAS DE DISSERTAÇÃO DO ENEM

TEMAS DE DISSERTAÇÃO DO ENEM TEMAS DE DISSERTAÇÃO DO ENEM 1. Enem 2013: temas para treinar para a redação Pivô dos recentes protestos pelo Brasil, questão do transporte urbano está entre assuntos escolhidos. Especialistas dão orientações

Leia mais

PROVA BIMESTRAL História

PROVA BIMESTRAL História 8 o ano o bimestre PROVA BIMESTRAL História Escola: Nome: Turma: n o :. Leia os textos e responda às questões e. Texto Na Grécia Antiga, Aristóteles (384 a.c.-3 a.c.) já defendia a ideia de que o Universo

Leia mais

Guia de Discussão. Como acabar com a. Corrupção? Projeto Democracia Deliberativa e o Papel das Universidades Públicas

Guia de Discussão. Como acabar com a. Corrupção? Projeto Democracia Deliberativa e o Papel das Universidades Públicas Guia de Discussão Como acabar com a Corrupção? Projeto Democracia Deliberativa e o Papel das Universidades Públicas :: Introdução :: Ela está aqui, em toda parte, nos jornais, TV, rádios e tem um efeito

Leia mais

18 a QUESTÃO Valor: 0,25

18 a QUESTÃO Valor: 0,25 6 a A 0 a QUESTÃO FÍSICA 8 a QUESTÃO Valor: 0,25 6 a QUESTÃO Valor: 0,25 Entre as grandezas abaixo, a única conservada nas colisões elásticas, mas não nas inelásticas é o(a): 2Ω 2 V 8Ω 8Ω 2 Ω S R 0 V energia

Leia mais

Colégio FAAT - Ensino Fundamental e Médio

Colégio FAAT - Ensino Fundamental e Médio Língua Portuguesa Cartaz publicitário. Preposição, conjunção e advérbio. Biografia e poema Frase, oração e período. Sujeito e predicado. Artigo de divulgação científica e charge. Tipos de predicado. Complementos

Leia mais

Medidas elétricas I O Amperímetro

Medidas elétricas I O Amperímetro Medidas elétricas I O Amperímetro Na disciplina Laboratório de Ciências vocês conheceram quatro fenômenos provocados pela passagem de corrente elétrica num condutor: a) transferência de energia térmica,

Leia mais

CONSTRUINDO A DEMOCRACIA SOCIAL PARTICIPATIVA

CONSTRUINDO A DEMOCRACIA SOCIAL PARTICIPATIVA CONSTRUINDO A DEMOCRACIA SOCIAL PARTICIPATIVA Clodoaldo Meneguello Cardoso Nesta "I Conferência dos lideres de Grêmio das Escolas Públicas Estaduais da Região Bauru" vamos conversar muito sobre política.

Leia mais

"Desvalorizar o real e abrir mais o País dariam um rumo à indústria"

Desvalorizar o real e abrir mais o País dariam um rumo à indústria Nº EDIÇÃO: 816 30.MAI.13 ENTREVISTAS Edmar Bacha, economista e ex-presidente do BNDES "Desvalorizar o real e abrir mais o País dariam um rumo à indústria" O economista Edmar Bacha, que integrou a equipe

Leia mais

01. Observe as imagens e leia o texto a seguir:

01. Observe as imagens e leia o texto a seguir: SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA UNIDADE DATA: 17/ 04 / 2012 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE GEOGRAFIA 9.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR:

Leia mais

Curso de Direito Atividades de aprofundamento acadêmico nº 04 2S2015

Curso de Direito Atividades de aprofundamento acadêmico nº 04 2S2015 Curso de Direito Atividades de aprofundamento acadêmico nº 04 2S2015 Professor responsável: Ricardo Lorenzi Pupin Aluno: Semestre/turma: Disciplina: Geral Tema da atividade: Arrastões nas praias do Rio

Leia mais

Os movimentos sociais sob o impacto dos protestos. Uma análise sobre o Movimento Passe Livre e o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto

Os movimentos sociais sob o impacto dos protestos. Uma análise sobre o Movimento Passe Livre e o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto Os movimentos sociais sob o impacto dos protestos. Uma análise sobre o Movimento Passe Livre e o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto Resumo O trabalho analisa os protestos de junho de 2013 a junho de

Leia mais

GUIA DO PROFESSOR ATIVIDADE: RAIO DA TERRA

GUIA DO PROFESSOR ATIVIDADE: RAIO DA TERRA GUIA DO PROFESSOR ATIVIDADE: RAIO DA TERRA 1 - RESUMO DA ATIVIDADE Como exemplo de um método de medida, vamos mostrar como há três séculos antes de Cristo, Eratóstenes mediu o raio da Terra, utilizando

Leia mais

DATA: 17/11/2015. 2. (ENEM) Discutindo sobre a intensificação do efeito estufa, Francisco Mendonça afirmava:

DATA: 17/11/2015. 2. (ENEM) Discutindo sobre a intensificação do efeito estufa, Francisco Mendonça afirmava: EXERCÍCIOS REVISÃO QUÍMICA AMBIENTAL (EFEITO ESTUFA, DESTRUIÇÃO DA CAMADA DE OZÔNIO E CHUVA ÁCIDA) e EQUILÍBRIO QUÍMICO DATA: 17/11/2015 PROF. ANA 1. Na década de 70, alguns cientistas descobriram quais

Leia mais

Desenvolvimento e Meio Ambiente: As Estratégias de Mudanças da Agenda 21

Desenvolvimento e Meio Ambiente: As Estratégias de Mudanças da Agenda 21 Desenvolvimento e Meio Ambiente: As Estratégias de Mudanças da Agenda 21 Resenha Desenvolvimento Raíssa Daher 02 de Junho de 2010 Desenvolvimento e Meio Ambiente: As Estratégias de Mudanças da Agenda 21

Leia mais

REVOLUÇÃO FRANCESA MCC

REVOLUÇÃO FRANCESA MCC REVOLUÇÃO FRANCESA MCC REVOLUÇÃO FRANCESA. MOVIMENTO BURGUÊS França antes da revolução TEVE APOIO DO POVO Monarquia absolutista Economia capitalista.(costumes feudais) sociedade estamental. 1º Estado-

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MEC - SETEC INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO PRÓ-REITORIA DE ENSINO - PROEN

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MEC - SETEC INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO PRÓ-REITORIA DE ENSINO - PROEN SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MEC - SETEC INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO PRÓ-REITORIA DE ENSINO - PROEN EDITAL DE RETIFICAÇÃO N 049, DE 05 DE NOVEMBRO DE 2014 O Reitor do Instituto

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS 2D

CADERNO DE EXERCÍCIOS 2D CADERNO DE EXERCÍCIOS 2D Ensino Fundamental Ciências da Natureza II Habilidade da Questão Conteúdo Matriz da EJA/FB 01 Fisiologia Vegetal (Transporte e absorção de H34, H40, H41, H63 substâncias); Fotossíntese

Leia mais