ARQUITETURA DE COMPUTADORES. Rogério Spindula Rosa

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ARQUITETURA DE COMPUTADORES. Rogério Spindula Rosa"

Transcrição

1 ARQUITETURA DE COMPUTADORES 1 Rogério Spindula Rosa

2 2 EXECUÇÃO DE PROGRAMAS

3 PROGRAMA 3

4 4

5 INTRODUÇÃO Hoje é raro escrever um programa diretamente em linguagem de computador em virtude da enorme dificuldade de se organizar as instruções sem erro e dos problemas de entendimento e manutenção do programa. 5

6 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO É uma linguagem criada para instruir um computador a realizar suas tarefas. Um programa completo é frequentemente denominado código. Codificar um algoritimo significa converter suas declarações em um comando ou instrução específico de uma certa linguagem de programação. 6

7 LINGUAGEM DE MÁQUINA O tipo mais primitivo é a linguagem que o computador entende diretamente, isto é, as instruções que podem ser diretamente executadas pela CPU. Um programa em linguagem de máquina é uma sequência de algarismos binários, alguns dos quais representam instruções e outros, os dados a serem manipulados. 7

8 8

9 ASSEMBLY Linguagem que representa as instruções por símbolos, e não por números 0101 ADD (Somar) Não precisa mais guardar os endereços reais de memória onde os dados e as instruções estarão armazenados. (variáveis - NOME, SALARIO) 9

10 Uma instrução de linguagem de máquina do tipo ou E499 Pode ser mais facilmente entendida se representada na forma simbólica: ADD SALARIO 10

11 LINGUAGEM DE MONTAGEM Para se usar linguagem de montagem em um computador, é necessário que haja um meio de converter os símbolos alfabéticos utilizados no programa em código de máquina, de modo a ser compreendido pela UCP. O processo de conversão é chamado de montagem e é realizado por um programa demonimando Montador. O montador lê cada instrução em linguagem de montagem e cria uma instrução equivalente em linguagem de máquina 11

12 LINGUAGEM DE ALTO NÍVEL Linguagens que refletem mais os procedimentos utilizados na solução de um problema, sem a preocupação do tipo de UCP ou de memória onde o programa será executado. Nível afastado da máquina. 12

13 Linguage m Data Observações FORTRAN ª linguagem de alto nível. Desenvolvida para realização de cálculos numéricos ALGOL 1958 Pesquisa e desenvolvimento COBOL ª linguagem desenvolvida para fins comerciais BASIC 1964 Desenvolvida em Universidade, tornou-se conhecida quando do lançamento do IBM-PC, que veio com um interpretador da linguagem, escrito por Bill Gates e Paul Allen. PASCAL ª linguagem estruturada C 1967 Linguagem para programação de sistemas operacionais e compiladores DELPHI 1994 Baseada na linguagem Object Pascal, uma versão do Pascal orientada a objetos. JAVA 1996 Desenvolvida pela SUN, sendo independente da plataforma onde é executada. 13

14 14

15 MONTAGEM É a tradução mais rápida e simples que existe, é realizada por um programa denominado montador (Assembler). A montagem é realizada para traduzir um programa em linguagem de montagem para seu equivalente em linguagem binária, executável. 15

16 FLUXO DO PROCESSO DE MONTAGEM 16

17 FUNÇÕES DO MONTADOR Substituir códigos simbólicos por valores numéricos (binário) Substituir nomes simbólicos de endereços por valores numéricos dos endereços Reservar espaço de memória para o armazenamento das instruções e dados Converter valores constantes para o código binário. Examinar cada instrução. O montador não pode gerar um código de operação de uma instrução que não existe. 17

18 COMPILAÇÃO Quando se pretende converter para a linguagem de máquina um programa escrito em linguagem de mais alto nível que o da liguagem de montagem, então o método utilizado se chama Compilação. 18

19 COMPILAÇÃO Processo de análise de um programa escrito, o programa fonte (código fonte) e sua conversão em um programa equivalente,porém descrito em linguagem binária de máquina, denominado programa objeto (ou códigoobjeto). O programa que realiza esta tarefa é denominado compilador. 19

20 COMPILAÇÃO É um processo semelhante ao de montagem Análise do programa-fonte Criação de tabelas auxiliares Geração do código-objeto em linguagem de máquina 20

21 PROCESSO DE COMPILAÇÃO 21

22 LIGAÇÃO OU LINKEDIÇÃO Quando um programador escreve um programa, ele não se preocupa em codificar determinadas operações, porque o código binário necessário para realizar aquelas tarefas já existe armazenado no sistema 22

23 LIBRARIES - BIBLIOTECAS As rotinas externas ao programa são normalmente organizadas em arquivos, que constituem diretórios específicos para cada um grupo de rotinas. Esses diretórios são denominados Bibliotecas. Uma biblioteca é uma coleção de códigos-objeto, um para cada rotina específica. Quando um programa deseja usar uma dessas rotinas, ele insere uma chamada no seu código (library call). 23

24 COMPILAÇÃO E LINKEDIÇÃO 24

25 INTERPRETAÇÃO O método de interpretação se caracteriza por realizar as fases (compilação, ligação e execução), comando a comando, do programa-fonte. O programa-fonte é diretamente executado (interpretado) por um outro programa (interpretador) e produz um resultado. Não há produtos intermediários, como código-objeto ou código executável. 25

26 INTERPRETAÇÃO Cada comando do código-fonte é lido pelo interpretador, é convertido em código executável e imediatamente executado, antes que o comando seguinte seja lido. 26

27 COMPILAÇÃO X INTERPRETAÇÃO 27

28 COMPILAÇÃO X INTERPRETAÇÃO Uso dos recursos de computação durante o processo de compilação e interpretação 28

ALP Algoritmos e Programação. . Linguagens para Computadores

ALP Algoritmos e Programação. . Linguagens para Computadores ALP Algoritmos e Programação Iniciação aos computadores. Linguagens para Computadores. Compiladores, Interpretadores. Ambientes de Programação 1 Linguagens para Computadores. Linguagem binária: Dispositivos

Leia mais

INTRODUÇÃO ÀS LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO

INTRODUÇÃO ÀS LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO Capítulo 1 INTRODUÇÃO ÀS LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO 1.1 Histórico de Linguagens de Programação Para um computador executar uma dada tarefa é necessário que se informe a ele, de uma maneira clara, como ele

Leia mais

Figura 1 - O computador

Figura 1 - O computador Organização e arquitectura dum computador Índice Índice... 2 1. Introdução... 3 2. Representação da informação no computador... 4 3. Funcionamento básico dum computador... 5 4. Estrutura do processador...

Leia mais

Introdução às Linguagens de Programação

Introdução às Linguagens de Programação Introdução às Linguagens de Programação Histórico de Linguagens de Programação O computador não faz nada sozinho Precisamos informar, de forma clara, como ele deve executar as tarefas Ou seja, o computador

Leia mais

Programação I. Departamento de Engenharia Rural Centro de Ciências Agrárias

Programação I. Departamento de Engenharia Rural Centro de Ciências Agrárias Departamento de Engenharia Rural Centro de Ciências Agrárias Programação I Prof. Bruno Vilela Oliveira bruno@cca.ufes.br http://www.brunovilela.webnode.com.br Programas e Linguagens Para executar uma tarefa

Leia mais

Introdução à Arquitetura de Computadores IFES Campus Serra

Introdução à Arquitetura de Computadores IFES Campus Serra Os computadores atuais possuem seis ou mais níveis de máquinas conforme podemos observar no quadro abaixo Nível de linguagem orientada para problemas Nível de linguagem de montagem Nível de sistema operacional

Leia mais

O que é um programa? Programa é uma lista de instruções que descrevem uma tarefa a ser realizada pelo computador.

O que é um programa? Programa é uma lista de instruções que descrevem uma tarefa a ser realizada pelo computador. O que é um programa? Programa é uma lista de instruções que descrevem uma tarefa a ser realizada pelo computador. Linguagem de Programação Uma linguagem de programação é um método padronizado para expressar

Leia mais

1. NÍVEL CONVENCIONAL DE MÁQUINA

1. NÍVEL CONVENCIONAL DE MÁQUINA 1. NÍVEL CONVENCIONAL DE MÁQUINA Relembrando a nossa matéria de Arquitetura de Computadores, a arquitetura de Computadores se divide em vários níveis como já estudamos anteriormente. Ou seja: o Nível 0

Leia mais

3. O NIVEL DA LINGUAGEM DE MONTAGEM

3. O NIVEL DA LINGUAGEM DE MONTAGEM 3. O NIVEL DA LINGUAGEM DE MONTAGEM Nas aulas anteriores tivemos a oportunidade de discutir dois diferentes níveis presentes na maioria dos computadores atuais. Nesta aula dedica-se a outro nível que também

Leia mais

Fundamentos de Microinformática. Ricardo José Cabeça de Souza 2010 Fundamentos 3

Fundamentos de Microinformática. Ricardo José Cabeça de Souza 2010 Fundamentos 3 Fundamentos de Microinformática Ricardo José Cabeça de Souza 2010 Fundamentos 3 Outros Componentes Porta Paralela Porta Serial Porta PS/2 (Personal System 2) Porta USB (Universal Serial Bus) Porta S-Vídeo

Leia mais

Introdução. Introdução. Introdução. Organização Estruturada de Computadores. Introdução. Máquinas Multiníveis

Introdução. Introdução. Introdução. Organização Estruturada de Computadores. Introdução. Máquinas Multiníveis Ciência da Computação Arq. e Org. de Computadores Máquinas Multiníveis Prof. Sergio Ribeiro Computador digital máquina que resolve problemas executando uma série de instruções. Programa conjunto de instruções

Leia mais

PROJETO LÓGICO DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br

PROJETO LÓGICO DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br - Aula 5 - O NÍVEL DA LINGUAGEM DE MONTAGEM 1. INTRODUÇÃO É relativamente fácil compreender os fundamentos da programação de computadores, sob o ponto de vista da inteligibilidade dos comandos de alto

Leia mais

Programação de Computadores III

Programação de Computadores III Programação de Computadores III Introdução a Linguagens de Programação Professor Leandro Augusto Frata Fernandes laffernandes@ic.uff.br Material disponível em http://www.ic.uff.br/~laffernandes/teaching/2013.1/tcc-00.157

Leia mais

INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO BCC 201 TURMAS 31, 32 E 33 2015-2 AULA TEÓRICA 2 PROF. MARCELO LUIZ SILVA (R E D)

INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO BCC 201 TURMAS 31, 32 E 33 2015-2 AULA TEÓRICA 2 PROF. MARCELO LUIZ SILVA (R E D) Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP Instituto de Ciências Exatas e Biológicas - ICEB Departamento de Computação - DECOM INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO BCC 201 TURMAS 31, 32 E 33 2015-2 1 AULA TEÓRICA 2

Leia mais

Introdução. Hardware X Software. Corpo Humano Parte Física. Capacidade de utilizar o corpo em atividades especificas explorando seus componentes

Introdução. Hardware X Software. Corpo Humano Parte Física. Capacidade de utilizar o corpo em atividades especificas explorando seus componentes Introdução Hardware X Software Corpo Humano Parte Física Componentes 18 Capacidade de utilizar o corpo em atividades especificas explorando seus componentes Hardware Introdução Parte física: placas, periféricos,

Leia mais

Tais operações podem utilizar um (operações unárias) ou dois (operações binárias) valores.

Tais operações podem utilizar um (operações unárias) ou dois (operações binárias) valores. Tais operações podem utilizar um (operações unárias) ou dois (operações binárias) valores. 7.3.1.2 Registradores: São pequenas unidades de memória, implementadas na CPU, com as seguintes características:

Leia mais

ARQUITETURA DE COMPUTADORES - 1866

ARQUITETURA DE COMPUTADORES - 1866 7 Unidade Central de Processamento (UCP): O processador é o componente vital do sistema de computação, responsável pela realização das operações de processamento e de controle, durante a execução de um

Leia mais

Introdução à Arquitetura de Computadores

Introdução à Arquitetura de Computadores 1 Introdução à Arquitetura de Computadores Hardware e software Organização de um computador: Processador: registradores, ALU, unidade de controle Memórias Dispositivos de E/S Barramentos Linguagens de

Leia mais

CAPÍTULO 7 NÍVEL DE LINGUAGEM DE MONTAGEM

CAPÍTULO 7 NÍVEL DE LINGUAGEM DE MONTAGEM CAPÍTULO 7 NÍVEL DE LINGUAGEM DE MONTAGEM 71 Introdução Difere dos níveis inferiores por ser implementado por tradução A tradução é usada quando um processador está disponível para uma mensagem fonte mas

Leia mais

Disciplina: Organização de computadores

Disciplina: Organização de computadores Disciplina: Organização de computadores Professora: Carolina D. G. dos Santos E-mail: profcarolinadgs@gmail.com Página: profcarolinadgs.webnode.com.br Unip / Prof. a Carolina 1 à Computador Conceitos Básicos

Leia mais

Curso Técnico em Redes

Curso Técnico em Redes Curso Técnico em Redes Prof. Airton Ribeiro - 2012 Histórico das Linguagens de Programação O que é? É um método padronizado para expressar instruções para um computador. É um conjunto de regras sintáticas

Leia mais

Introdução à Lógica de Programação

Introdução à Lógica de Programação Introdução à Lógica de Programação Sistemas Numéricos As informações inseridas em um computador são traduzidos em dados, ou seja, em sinais que podem ser manipulados pelo computador. O computador trabalha

Leia mais

COMPILADORES E INTERPRETADORES

COMPILADORES E INTERPRETADORES Aula 16 Arquitetura de Computadores 12/11/2007 Universidade do Contestado UnC/Mafra Curso Sistemas de Informação Prof. Carlos Guerber COMPILADORES E INTERPRETADORES Um compilador transforma o código fonte

Leia mais

Componentes do Computador e. aula 3. Profa. Débora Matos

Componentes do Computador e. aula 3. Profa. Débora Matos Componentes do Computador e modelo de Von Neumann aula 3 Profa. Débora Matos O que difere nos componentes que constituem um computador? Princípios básicos Cada computador tem um conjunto de operações e

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Aula 3 Software Prof.: Edilberto M. Silva http://www.edilms.eti.br SO - Prof. Edilberto Silva Barramento Sistemas Operacionais Interliga os dispositivos de E/S (I/O), memória principal

Leia mais

Conceitos básicos de programação

Conceitos básicos de programação O QUE É UM PROGRAMA? Para executar uma dada tarefa é geralmente necessário entender o sistema onde ela é realizada. Por exemplo, para fazer um bolo temos um sistema composto por: Ingredientes Cozinheiro

Leia mais

FundamentosemInformática

FundamentosemInformática FundamentosemInformática 04 Software Conteúdo Conceito de Software Classificação de Softwares Conceito de Sistema Operacional(S.O.) FunçõesBásicasdeumS.O. um Arquivos Atributos Diretórios 1 -Conceitos

Leia mais

Java. Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br

Java. Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br Java Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br 3. Considere as instruções Java abaixo: int cont1 = 3; int cont2 = 2; int cont3 = 1; cont1 += cont3++; cont1 -= --cont2; cont3 = cont2++; Após a

Leia mais

Unidade Central de Processamento Organização da UCP Execução de instruções em paralelo ("pipeline") Execução de programas

Unidade Central de Processamento Organização da UCP Execução de instruções em paralelo (pipeline) Execução de programas http://www.ic.uff.br/~debora/fac! Dar noções iniciais dos componentes básicos de um sistema de computador, assim também como conceitos fundamentais necessários para a manipulação de informação dentro do

Leia mais

UFRPE Prof. Gustavo Callou gcallou@gmail.com

UFRPE Prof. Gustavo Callou gcallou@gmail.com UFRPE Prof. Gustavo Callou gcallou@gmail.com 1 Algoritmos Representação Exercícios Linguagens de Programação Compilador Interpretador Ambiente de Desenvolvimento Python Característica Para que serve Onde

Leia mais

Software Básico (INF1018)

Software Básico (INF1018) Software Básico (INF1018) http://www.inf.puc-rio.br/~inf1018 Noemi Rodriguez (noemi@inf.puc-rio.br) Ana Lúcia de Moura (amoura@inf.puc-rio.br) 1 Objetivo do curso Entender como funciona um computador típico,

Leia mais

Edeyson Andrade Gomes

Edeyson Andrade Gomes Sistemas Operacionais Conceitos de Arquitetura Edeyson Andrade Gomes www.edeyson.com.br Roteiro da Aula Máquinas de Níveis Revisão de Conceitos de Arquitetura 2 Máquina de Níveis Máquina de níveis Computador

Leia mais

Universidade do Contestado Campus Concórdia. Curso de Sistemas de Informação Prof.: Maico Petry. Noções de Software

Universidade do Contestado Campus Concórdia. Curso de Sistemas de Informação Prof.: Maico Petry. Noções de Software Universidade do Contestado Campus Concórdia Curso de Sistemas de Informação Prof.: Maico Petry Noções de Software DISCIPLINA: Fundamentos em Informática Definição A rigor, tudo o que pode ser armazenado

Leia mais

Introdução ao Processamento de Dados (IPD)

Introdução ao Processamento de Dados (IPD) Universidade Federal de Pelotas Instituto de Física e Matemática Departamento de Informática Introdução ao Processamento de Dados (IPD) Estrutura da Apresentação Conceitos Básicos Processamento de Dados

Leia mais

Aula teórica 3. Tema 3.Computadores e linguagens Linguagens de Programação Compilação e linkagem LP Java. Preparado por eng.

Aula teórica 3. Tema 3.Computadores e linguagens Linguagens de Programação Compilação e linkagem LP Java. Preparado por eng. Aula teórica 3 Tema 3.Computadores e linguagens Linguagens de Programação Compilação e linkagem LP Java Preparado por eng.tatiana Kovalenko Linguagens de Programação Para escrever programas é necessário

Leia mais

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA INTRODUÇÃO À ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA INTRODUÇÃO À ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA INTRODUÇÃO À ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 Objetivos Apresentar o funcionamento do computador Apresentar a função da memória e dos dispositivos

Leia mais

Geração de código intermediário. Novembro 2006

Geração de código intermediário. Novembro 2006 Geração de código intermediário Novembro 2006 Introdução Vamos agora explorar as questões envolvidas na transformação do código fonte em uma possível representação intermediária Como vimos, nas ações semânticas

Leia mais

Introdução a Informática. Prof.: Roberto Franciscatto

Introdução a Informática. Prof.: Roberto Franciscatto Introdução a Informática Prof.: Roberto Franciscatto APRESENTAÇÃO Os computadores chegaram aos diversos níveis das organizações Nestes contexto: Que linguagem entendem? Que produtos podem usar? Dúvidas

Leia mais

3 Revisão de Software

3 Revisão de Software 1 3 Revisão de Software O software é indispensável para a utilização do hardware. Sem o software para utilizar o computador precisaríamos ter um profundo conhecimento do hardware. Alguns softwares são

Leia mais

Parte II Introdução a Linguagens de Programação

Parte II Introdução a Linguagens de Programação Programação de Computadores III Aula 1 Professor Leandro Augusto Frata Fernandes laffernandes@ic.uff.br Material disponível em http://www.ic.uff.br/~laffernandes/teaching/2011.1/tcc-03.063 Roteiro da Aula

Leia mais

RISC - Reduced Instruction Set Computer

RISC - Reduced Instruction Set Computer Arquietura MAC 412- Organizãção de Computadores - Siang W. Song Baseado no livro de Tanenbaum - Structured Computer Organization Arquietura Índice 1 Avaliação da arquitetura CISC (microprogramada) Críticas

Leia mais

Linguagem de Programação I

Linguagem de Programação I Linguagem de ção I Curso de Sistemas de Informação Karla Donato Fook karladf@ifmaedubr DESU / DAI 2015 O que é um programa de computador? 2 1 de computador E_1 E_n Resultado Entrada(s) Processamento Saída(s)

Leia mais

Programação de Computadores

Programação de Computadores Programação de Computadores INTRODUÇÃO AOS ALGORITMOS E À PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES PARTE 1 Renato Dourado Maia Instituto de Ciências Agrárias Universidade Federal de Minas Gerais Programas e Programação

Leia mais

Geração e Otimização de Código

Geração e Otimização de Código Geração e Otimização de Código Representação de código intermediária Código de três endereços, P-código Técnicas para geração de código Otimização de código Prof. Thiago A. S. Pardo 1 Estrutura geral de

Leia mais

Algoritmos e Programação (Prática) Profa. Andreza Leite andreza.leite@univasf.edu.br

Algoritmos e Programação (Prática) Profa. Andreza Leite andreza.leite@univasf.edu.br (Prática) Profa. Andreza Leite andreza.leite@univasf.edu.br Introdução O computador como ferramenta indispensável: Faz parte das nossas vidas; Por si só não faz nada de útil; Grande capacidade de resolução

Leia mais

Introdução à Programação e Algoritmos. Aécio Costa

Introdução à Programação e Algoritmos. Aécio Costa Aécio Costa Programação é a arte de fazer com que o computador faça exatamente o que desejamos que ele faça. O que é um Programa? Uma seqüência de instruções de computador, para a realização de uma determinada

Leia mais

O Processo de Programação

O Processo de Programação Programação de Computadores I Aula 04 O Processo de Programação José Romildo Malaquias Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2011-1 1/23 Algoritmo Um algoritmo é uma seqüência de

Leia mais

Introdução à Programação 2006/07. Computadores e Programação

Introdução à Programação 2006/07. Computadores e Programação Introdução à Programação 2006/07 Computadores e Programação Objectivos da Aula Noção de computador. Organização Interna de um Computador Noção de Sistema Operativo. Representação digital de informação

Leia mais

Programação de Computadores. Turma CI-180-B. Josiney de Souza. josineys@inf.ufpr.br

Programação de Computadores. Turma CI-180-B. Josiney de Souza. josineys@inf.ufpr.br Programação de Computadores Turma CI-180-B Josiney de Souza josineys@inf.ufpr.br Agenda do Dia Aula 2 (06/03/15) Como está organizado um computador Computadores antigos Modelo von-neumann Quais suas partes

Leia mais

1 - Processamento de dados

1 - Processamento de dados Conceitos básicos sobre organização de computadores 2 1 - Processamento de dados O que é processamento? O que é dado? Dado é informação? Processamento é a manipulação das informações coletadas (dados).

Leia mais

16/09/2012. Agenda. Introdução. Introdução. Tipos de Software (Básico) Tipos de Software. Curso Conexão Noções de Informática

16/09/2012. Agenda. Introdução. Introdução. Tipos de Software (Básico) Tipos de Software. Curso Conexão Noções de Informática Curso Conexão Noções de Informática Aula 2 Arquitetura de Computadores (Software) Agenda Introdução; Tipos de Software; Básico; Aplicativo; Livre; Proprietário. Pirataria de Software; Demos, Freewares

Leia mais

UMA BREVE INTRODUÇÃO AO ESTUDO E IMPLEMENTAÇÃO DE COMPILADORES

UMA BREVE INTRODUÇÃO AO ESTUDO E IMPLEMENTAÇÃO DE COMPILADORES UMA BREVE INTRODUÇÃO AO ESTUDO E IMPLEMENTAÇÃO DE COMPILADORES 1 BRANCO; Guido Aparecido Junior, 2 TAMAE, Rodrigo Yoshio 1-Discente do Curso Sistemas de Informação FAEG/Garça 2-Docente do Curso Sistemas

Leia mais

Introdução à Arquitetura de Computadores. Renan Manola Introdução ao Computador 2010/01

Introdução à Arquitetura de Computadores. Renan Manola Introdução ao Computador 2010/01 Introdução à Arquitetura de Computadores Renan Manola Introdução ao Computador 2010/01 Introdução Conceitos (1) Computador Digital É uma máquina que pode resolver problemas executando uma série de instruções

Leia mais

Hardware (Nível 0) Organização. Interface de Máquina (IM) Interface Interna de Microprogramação (IIMP)

Hardware (Nível 0) Organização. Interface de Máquina (IM) Interface Interna de Microprogramação (IIMP) Hardware (Nível 0) Organização O AS/400 isola os usuários das características do hardware através de uma arquitetura de camadas. Vários modelos da família AS/400 de computadores de médio porte estão disponíveis,

Leia mais

Dadas a base e a altura de um triangulo, determinar sua área.

Dadas a base e a altura de um triangulo, determinar sua área. Disciplina Lógica de Programação Visual Ana Rita Dutra dos Santos Especialista em Novas Tecnologias aplicadas a Educação Mestranda em Informática aplicada a Educação ana.santos@qi.edu.br Conceitos Preliminares

Leia mais

O modelo do computador

O modelo do computador O modelo do computador Objetivos: Mostrar como é o funcionamento dos computadores modernos Mostrar as limitações a que estamos sujeitos quando programamos Histórico Os primeiros computadores são da década

Leia mais

Sistemas Operacionais. Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira. Aula 05 Estrutura e arquitetura do SO Parte 1. Cursos de Computação

Sistemas Operacionais. Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira. Aula 05 Estrutura e arquitetura do SO Parte 1. Cursos de Computação Cursos de Computação Sistemas Operacionais Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira Aula 05 Estrutura e arquitetura do SO Parte 1 Referência: MACHADO, F.B. ; MAIA, L.P. Arquitetura de Sistemas Operacionais. 4.ed. LTC,

Leia mais

Linguagens de Programação

Linguagens de Programação 68 Linguagens de Programação Uma linguagem de programação é um vocabulário e um conjunto de regras gramaticais usadas para escrever programas de computador. Esses programas instruem o computador a realizar

Leia mais

Organização e Arquitetura de Computadores I. de Computadores

Organização e Arquitetura de Computadores I. de Computadores Universidade Federal de Campina Grande Unidade Acadêmica de Sistemas e Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Organização e Arquitetura de Computadores I Organização Básica B de Computadores

Leia mais

O Hardware e o Software do Computador

O Hardware e o Software do Computador O Hardware e o Software do Computador Aula 3 Parte 2 Software de Computador Aplicativo Horizontal: tarefas genéricas, para quaisquer organizações Aplicativo Vertical: tarefas específicas, para organizações

Leia mais

Tecnologia da Informação. Visão Geral sobre Informática

Tecnologia da Informação. Visão Geral sobre Informática 9/18/2014 1 Tecnologia da Informação Visão Geral sobre Informática Trabalho compilado da internet Prof. Claudio Passos 9/18/2014 2 PROBLEMAS ADMINISTRATIVOS Volume de Informação Tempo de Resposta Aumento

Leia mais

Lição 1 Introdução à programação de computadores

Lição 1 Introdução à programação de computadores Lição Introdução à programação de computadores Introdução à Programação I Objetivos Ao final desta lição, o estudante será capaz de: Identificar os diferentes componentes de um computador Conhecer linguagens

Leia mais

Capítulo 1 Introdução

Capítulo 1 Introdução Capítulo 1 Introdução Programa: Seqüência de instruções descrevendo como executar uma determinada tarefa. Computador: Conjunto do hardware + Software Os circuitos eletrônicos de um determinado computador

Leia mais

Introdução à Programação de Computadores

Introdução à Programação de Computadores 1. Objetivos Introdução à Programação de Computadores Nesta seção, vamos discutir os componentes básicos de um computador, tanto em relação a hardware como a software. Também veremos uma pequena introdução

Leia mais

Adriano Mauro Cansian 2

Adriano Mauro Cansian 2 Números binários i e Linguagens g de Programação André Proto Adriano Mauro Cansian UNESP - São José do Rio Preto http://adriano.acmesecurity.org/lc (Linguagem Computacional) Neste tópico veremos: A representação

Leia mais

Computadores XXI: Busca e execução Final

Computadores XXI: Busca e execução Final Computadores XXI: Busca e execução Final A6 Texto 6 http://www.bpiropo.com.br/fpc20060123.htm Sítio Fórum PCs /Colunas Coluna: B. Piropo Publicada em 23/01/2006 Autor: B.Piropo Na coluna anterior, < http://www.forumpcs.com.br/viewtopic.php?t=146019

Leia mais

Geração de código. Ivan Ricarte INTRODUÇÃO À COMPILAÇÃO

Geração de código. Ivan Ricarte INTRODUÇÃO À COMPILAÇÃO Geração de código Ivan Ricarte 2008 Sumário Geração de código intermediário Código de três endereços Notação pós-fixa Otimização de código Heurísticas de otimização Geração de código em linguagem simbólica

Leia mais

Programação 1. Rafael Vargas Mesquita. http://www.ci.ifes.edu.br ftp://ftp.ci.ifes.edu.br/informatica/mesquita/

Programação 1. Rafael Vargas Mesquita. http://www.ci.ifes.edu.br ftp://ftp.ci.ifes.edu.br/informatica/mesquita/ Programação 1 Rafael Vargas Mesquita http://www.ci.ifes.edu.br ftp://ftp.ci.ifes.edu.br/informatica/mesquita/ Definições Básicas Lógica de programação é a técnica de desenvolver algoritmos (sequências

Leia mais

MC-102 Aula 01. Instituto de Computação Unicamp

MC-102 Aula 01. Instituto de Computação Unicamp MC-102 Aula 01 Introdução à Programação de Computadores Instituto de Computação Unicamp 2015 Roteiro 1 Por que aprender a programar? 2 Hardware e Software 3 Organização de um ambiente computacional 4 Algoritmos

Leia mais

Usando o simulador MIPS

Usando o simulador MIPS Usando o simulador MIPS O objetivo desta aula prática será a utilização do simulador MipsIt para executar programas escritos em linguagem de máquina do MIPS. 1 Criando um projeto Cada programa a ser executado

Leia mais

IFPE. Disciplina: Sistemas Operacionais. Prof. Anderson Luiz Moreira

IFPE. Disciplina: Sistemas Operacionais. Prof. Anderson Luiz Moreira IFPE Disciplina: Sistemas Operacionais Prof. Anderson Luiz Moreira SERVIÇOS OFERECIDOS PELOS SOS 1 Introdução O SO é formado por um conjunto de rotinas (procedimentos) que oferecem serviços aos usuários

Leia mais

1.1. Organização de um Sistema Computacional

1.1. Organização de um Sistema Computacional 1. INTRODUÇÃO 1.1. Organização de um Sistema Computacional Desde a antiguidade, o homem vem desenvolvendo dispositivos elétricoeletrônicos (hardware) que funciona com base em instruções e que são capazes

Leia mais

Componentes da linguagem C++

Componentes da linguagem C++ Componentes da linguagem C++ C++ é uma linguagem de programação orientada a objetos (OO) que oferece suporte às características OO, além de permitir você realizar outras tarefas, similarmente a outras

Leia mais

Disciplina: Introdução à informática Profª Érica Barcelos

Disciplina: Introdução à informática Profª Érica Barcelos Disciplina: Introdução à informática Profª Érica Barcelos CAPÍTULO 3 1. ARQUITETURA DO COMPUTAÇÃO- SOFTWARE Vimos nos capítulos anteriores que durante muitas décadas vários projetos foram realizados para

Leia mais

Introdução à Programação

Introdução à Programação Introdução à Programação INF 1005 e INF1004 - Programação I Pontifícia Universidade Católica Departamento de Informática 1 Modelo de um Computador 2 1 CPU: Unidade Central de Processamento Principal componente

Leia mais

Organização de Computadores I

Organização de Computadores I Departamento de Ciência da Computação - UFF Objetivos Organização de Computadores I Profa. Débora Christina Muchaluat Saade debora@midiacom.uff.br http://www.ic.uff.br/~debora/orgcomp Dar noções iniciais

Leia mais

Introdução. INF1005 Programação I 33K Prof. Gustavo Moreira gmoreira@inf.puc-rio.br

Introdução. INF1005 Programação I 33K Prof. Gustavo Moreira gmoreira@inf.puc-rio.br Introdução INF1005 Programação I 33K Prof. Gustavo Moreira gmoreira@inf.puc-rio.br introdução Tópicos conceitos básicos o que é um programa um programa na memória decifrando um código referência Capítulo

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: ARQUITETURA DE COMPUTADORES

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: ARQUITETURA DE COMPUTADORES FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: ARQUITETURA DE COMPUTADORES Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos cpgcarlos@yahoo.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Conceito de Computador Um computador digital é

Leia mais

ARQUITETURA DE COMPUTADORES INTRODUÇÃO

ARQUITETURA DE COMPUTADORES INTRODUÇÃO CURSO TÉCNICO DE REDES DE COMPUTADORES Disciplina de Arquitetura de Computadores Juliana Cristina dos Santos ARQUITETURA DE COMPUTADORES INTRODUÇÃO Processamento de Dados Computador máquina capaz de coletar,

Leia mais

A lógica de programação ajuda a facilitar o desenvolvimento dos futuros programas que você desenvolverá.

A lógica de programação ajuda a facilitar o desenvolvimento dos futuros programas que você desenvolverá. INTRODUÇÃO A lógica de programação é extremamente necessária para as pessoas que queiram trabalhar na área de programação, seja em qualquer linguagem de programação, como por exemplo: Pascal, Visual Basic,

Leia mais

ENIAC. Introdução aos Computadores e à Programação (Noções Básicas)

ENIAC. Introdução aos Computadores e à Programação (Noções Básicas) ENIAC Introdução aos Computadores e à ção (Noções Básicas) Introdução aos Computadores e à ção (Noções Básicas) 1 Introdução aos Computadores e à ção (Noções Básicas) 2 O transistor foi inventado em 1947

Leia mais

Sistemas Numéricos bit / Byte BIT BYTE. Prof. Celso Candido ADS / REDES / ENGENHARIA

Sistemas Numéricos bit / Byte BIT BYTE. Prof. Celso Candido ADS / REDES / ENGENHARIA BIT BYTE 1 BIT / BYTE Toda informação introduzida em um computador precisa ser entendida pela máquina para que possa ser corretamente interpretada e processada. O computador armazena e movimenta as informações

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Aula 6 Estrutura de Sistemas Operacionais Prof.: Edilberto M. Silva http://www.edilms.eti.br Baseado no material disponibilizado por: SO - Prof. Edilberto Silva Prof. José Juan Espantoso

Leia mais

BARRAMENTO DO SISTEMA

BARRAMENTO DO SISTEMA BARRAMENTO DO SISTEMA Memória Principal Processador Barramento local Memória cachê/ ponte Barramento de sistema SCSI FireWire Dispositivo gráfico Controlador de vídeo Rede Local Barramento de alta velocidade

Leia mais

Paradigmas e Histórico de

Paradigmas e Histórico de Paradigmas e Histórico de Linguagens de Programação Linguagens de Programação Departamento de Computação Universidade Federal de Sergipe Influências sobre o projeto de linguagens Arquitetura do computador

Leia mais

PRONATEC FUNDAMENTOS DE HARDWARE. Prof. Kilmer Pereira kilmer_pereira@yahoo.com.br

PRONATEC FUNDAMENTOS DE HARDWARE. Prof. Kilmer Pereira kilmer_pereira@yahoo.com.br PRONATEC FUNDAMENTOS DE HARDWARE Prof. Kilmer Pereira kilmer_pereira@yahoo.com.br Processamento de Dados Etapas do Processamento de Dados Dado: inserido no computador Processamento: organização, transformação

Leia mais

Sobre C. Linguagem de Programação C

Sobre C. Linguagem de Programação C Sobre C Linguagem de Programação C As Origens de C Ken Thompson e Dennis Ritchie (da esquerda pra direita), os criadores das linguagens B e C, respec4vamente: 2 As origens de C Nas palavras de D. Ritchie:

Leia mais

Linguagens de programação

Linguagens de programação Prof. André Backes Linguagens de programação Linguagem de Máquina Computador entende apenas pulsos elétricos Presença ou não de pulso 1 ou 0 Tudo no computador deve ser descrito em termos de 1 s ou 0 s

Leia mais

Algoritmos e Programação I

Algoritmos e Programação I Algoritmos e Programação I Introdução a Computação Prof. Fernando Maia da Mota mota.fernandomaia@gmail.com CPCX/UFMS Fernando Maia da Mota 1 Computadores são dispositivos que só sabem fazer um tipo de

Leia mais

Processamento de Dados

Processamento de Dados Processamento de Dados Execução de Programas Os computadores não entendem nada além de comandos, dados e endereços escritos em linguagem binária, também chamada de linguagem de baixo nível. Ela utiliza

Leia mais

ICC Introdução para JavaScript

ICC Introdução para JavaScript ICC Introdução para JavaScript Arquitetura Genérica de um Computador Máquina de Von Neumann Diagrama conhecido como Máquina de Von Neumann (grande nome da informática) A finalidade de um computador é receber,

Leia mais

Máquina Multinível. Um programa pode ser definido como uma seqüência de instruções que descrevem como executar uma determinada tarefa.

Máquina Multinível. Um programa pode ser definido como uma seqüência de instruções que descrevem como executar uma determinada tarefa. Máquina Multinível Um programa pode ser definido como uma seqüência de instruções que descrevem como executar uma determinada tarefa. Uma instrução pode ser definida como um comando para o processador.

Leia mais

INFORMÁTICA BÁSICA. Prof. Rafael Zimmermann

INFORMÁTICA BÁSICA. Prof. Rafael Zimmermann INFORMÁTICA BÁSICA Prof. Rafael Zimmermann 1. INFORMÁTICA É a ciência que estuda o processamento de informações. Nasceu da necessidade do homem processar informações cada vez mais complexas e com maior

Leia mais

Programação Engenharia Informática (11543) 1º ano, 1º semestre Tecnologias e Sistemas de Informação (6619) 1º ano, 1º semestre

Programação Engenharia Informática (11543) 1º ano, 1º semestre Tecnologias e Sistemas de Informação (6619) 1º ano, 1º semestre Programação Engenharia Informática (11543) 1º ano, 1º semestre Tecnologias e Sistemas de Informação (6619) 1º ano, 1º semestre Cap. 01 Fundamentos de Computadores Sumário : Conceitos básicos: computador,

Leia mais

Introdução à Organização e Arquitetura de Computadores. Prof. Leonardo Barreto Campos 1

Introdução à Organização e Arquitetura de Computadores. Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Introdução à Organização e Arquitetura de Computadores Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Sumário Introdução; Evolução dos Computadores; Considerações da Arquitetura de von Neumann; Execução de uma instrução

Leia mais

Organização de Computadores

Organização de Computadores Organização de Computadores SUMÁRIO Arquitetura e organização de computadores Hardware Software SUMÁRIO Arquitetura e organização de computadores Terminologia básica Hardware Software Arquitetura e organização

Leia mais

Linguagem de Montagem 2. Operações e Operandos

Linguagem de Montagem 2. Operações e Operandos Linguagem de Montagem 2 Operações e Operandos Revisão Para executar uma tarefa qualquer, um computador precisa receber instruções precisas sobre o que fazer Esse conjunto de instruções chamamos de algoritmo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Faculdade de Computação Curso de Introdução à Informática Prof: Anilton Joaquim da Silva / Ezequiel Roberto Zorzal

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Faculdade de Computação Curso de Introdução à Informática Prof: Anilton Joaquim da Silva / Ezequiel Roberto Zorzal UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Faculdade de Computação Curso de Introdução à Informática Prof: Anilton Joaquim da Silva / Ezequiel Roberto Zorzal AULA Informática: Aplicações e Benefícios Advocacia

Leia mais

TE11008 Arquitetura e Organização de Computadores Nível da Linguagem de Montagem p. 1

TE11008 Arquitetura e Organização de Computadores Nível da Linguagem de Montagem p. 1 TE11008 Arquitetura e Organização de Computadores Nível da Linguagem de Montagem Ronaldo de Freitas Zampolo LaPS/ENGCOMP/ITEC/UFPA TE11008 Arquitetura e Organização de Computadores Nível da Linguagem de

Leia mais

Compiladores INTRODUÇÃO. www.pedrofreire.com

Compiladores INTRODUÇÃO. www.pedrofreire.com Compiladores INTRODUÇÃO www.pedrofreire.com Este documento tem alguns direitos reservados: Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a Obras Derivadas 2.5 Portugal http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/2.5/pt/

Leia mais