Manual. ID DATA Config Versão 3.3

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual. ID DATA Config Versão 3.3"

Transcrição

1 Manual ID DATA Config Versão 3.3

2 Sumário 1. Introdução Pré-Requisitos Atualização Instalação do ID DATA Config Visão Geral do Programa Tela Principal Tela de Pesquisa Login Usuário Padrão Cadastros Cadastrando Empregador Cadastrando Grupo de Trabalhador Cadastrando a Jornada de Trabalho Cadastrando Trabalhador Cadastro de Biometria Cadastrando ID REP Cadastrando Cartão Ferramentas Exportar Marcação Importar Trabalhador Exportar Trabalhador Importar AFD Relatórios PIS Sem Trabalhador Marcações Equipamentos Considerações Gerais Aba Geral Aba Trabalhadores Aba Funções Fechamento de Ponto

3 10.1. Abono de Faltas Marcação Faltante Marcação Indevida Abono Parcial Desfazer tratamentos Relatório de Fechamento de Ponto Gerar Arquivo AFDT ( Arquivo Fonte de Dados Tratados) Gerar Arquivo ACJEF (Arquivo de Controle de Jornada para Efeitos Fiscais). 58 3

4 1. Introdução O ID DATA Config foi desenvolvido para facilitar e agilizar o gerenciamento de múltiplos equipamentos ID REP e o tratamento do ponto. Este software gerenciará múltiplos equipamentos em uma rede local ou remota. Além disso, o ID DATA Config permite coletar as marcações dos equipamentos e armazená-las em uma base de dados. O software possibilita exportar essas marcações para um arquivo texto (*.txt) facilitando a integração com sistemas de ponto disponíveis no mercado. O ID DATA Config oferece a flexibilidade de gerenciar trabalhadores do equipamento via TCT\IP, pendrive e/ou GPRS. Outra utilidade é enviar um empregador cadastrado na base de dados para o equipamento. Se os horários dos equipamentos ID REP apresentarem diferenças, o ID DATA Config permite sincronizar este horário sem a necessidade do operador configurar cada equipamento manualmente. O ID DATA Config possui modulo de tratamento de ponto, para até 25 funcionários. Este modulo possibilita obter as marcações diárias, fazer as justificativas necessárias e obter a quantidade de horas trabalhadas, de acordo com as jornadas, que poderão ser cadastradas de acordo com a necessidade de cada empresa. Após o tratamento das informações, poderá ser visualizado e impresso o relatório individual de ponto. Poderá também ser exportados os arquivos AFDT e ACJEF conforme determina o Ministério do trabalho. 2. Pré-Requisitos Banco de dados: SQLite. Sistemas operacionais: Windows XP, Windows Vista (32/64 bits) e Windows Seven (32/64 bits). Memória: - Computador com 1 GB de RAM para Windows XP; - Computador com 2 GB de RAM para Windows Vista e Seven. Disco rígido: Espaço mínimo em disco rígido 1 GB; Framework Atualização Verifique atualizações através do nosso site: 4

5 3. Instalação do ID DATA Config Abra o instalador Setup.exe Clique no botão avançar (Figura 3.2) Figura 3.1 Iniciando a Instalação Figura 3.2 Prosseguir instalação 5

6 Clique no botão Install. (Figura 3.3) Figura 3.3 Confirmação de instalação Aguarde o progresso de instalação. (Figura 3.4) Figura 3.4 Progresso de Instalação 6

7 Instalação finalizada, clique em Finish para finalizar. (Figura 3.5) Se a opção Launch the program estiver selecionada o programa será executado automaticamente. Figura 3.5 Finalizando instalação 7

8 4. Visão Geral do Programa 4.1. Tela Principal Menu Principal Árvore de Menus Painel de Controle Figura Tela Principal Observação: Os menus que existem na árvore de menus também encontram-se no menu o principal, exceto Equipamentos. 8

9 Cadastros Empregador Área destinada para cadastrar, alterar, excluir e filtrar empregador. Grupo do Trabalhador Área destinada para cadastrar, alterar, excluir e filtrar grupo de trabalhador. O grupo de trabalhado deve ser associado ao um empregador. Trabalhador Área destinada para cadastrar, alterar, excluir e filtrar trabalhador. O trabalhado deve ser associado a um empregador. O operador pode ser associado a um grupo de trabalhador. Além disso, o operador deve escolher pelo menos uma forma de marcação de ponto (código, biometria, cartão e senha). ID REP Área destinada para cadastrar, alterar, excluir e filtrar equipamentos ID REP. Cartão Área destinada para cadastrar, alterar, excluir e filtrar cartão proximidade e\ou barras. Jornada de Trabalho Área destinada para cadastrar, alterar, excluir e filtrar jornada de trabalho. Feriado Área destinada para cadastrar, alterar, excluir e filtrar feriados. Ferramentas Área destinada para exportar as marcações coletadas dos equipamentos de acordo com o período selecionado. O destino da exportação é configurado no cadastro de equipamentos. 9

10 Área destinada para importar trabalhadores de um arquivo texto (*.txt) ou de um arquivo gerado de um equipamento (Users.ubs). Área destinada para exportar trabalhados da base de dados do ID REP Config (Users.ubs) e, posteriormente, serem importados por um equipamento. Área destinada para importar arquivo AFD (criptografado) gerado pelos equipamentos. Área destinada para que operador altere senha do usuário do sistema. Relatórios Área destinada para visualização de marcações, cujo PIS não tem um trabalhador associado. Este relatório facilitará o cadastramento do trabalhado no menu Cadastros Trabalhador. Área destinada para visualizar as marcações coletadas dos equipamentos de acordo com o período selecionado. Equipamentos No menu Equipamentos, é visualizado todos os empregadores cadastrados com seu respectivo CNPJ. Ao clicar em um desses empregadores, então, são mostrados todos os equipamentos que pertencem o trabalhado selecionado. Clicando em um desses equipamentos, é possível realizar as seguintes operações: Alterar os dados do equipamento na base de dados do ID REP Config; 10

11 Enviar um empregador para e equipamento; Verificar o empregador que está cadastrado no equipamento; Enviar trabalhadores para o equipamento; Importar ou exportar trabalhadores do equipamento; Realizar coleta de marcações do equipamento Tela de Pesquisa Nas telas de pesquisa é possível realizar as seguintes operações: alteração, exclusão, inclusão e pesquisa. Botão pesquisar Botão excluir Botão alterar Figura Tela de Pesquisa 11

12 12

13 5. Login 5.1. Usuário Padrão Todo vez que for utilizar o ID DATA Config será solicitado um usuário e uma senha. Se as informações solicitadas não forem preenchidas de forma correta, não será possível acessar o software. O operador e a senha padrão são: - Operador: admin - Senha: Figura Tela de login 6. Cadastros 6.1. Cadastrando Empregador Para adicionar um empregador: - Preencha o campo Razão social. É obrigatório o preenchimento deste campo. - Escolha o tipo de documento (CNPJ ou CPF). - Após escolher o tipo de documento, digite o número do documento. Neste campo serão aceitos somente números e número de documentos válidos. É obrigatório o preenchimento deste campo. - O preenchimento do campo Cei é opcional. Se for preenchido, o campo deve ter valores numéricos e o Cei deve ser válido. 13

14 - Preencha o Campo Endereço. É obrigatório o preenchimento deste campo. Figura Cadastro de Empregador Se a operação for executada com sucesso, será exibida a seguinte mensagem: Figura Cadastro realizado com sucesso 6.2. Cadastrando Grupo de Trabalhador Para adicionar um grupo de trabalhador: - Preencha o campo Descrição. É obrigatório o preenchimento deste campo. - Selecione um empregador clicando no botão:. Ao clicar no botão abrirá uma tela de pesquisa (figura 6.2.2) do empregador. Nesta tela, o operador deve escolher um empregador para o grupo. Esta tela de pesquisa permite filtrar empregador pela razão social ou CNPJ/CPF. 14

15 Botão que abre a tela de pesquisa Figura Cadastrando Grupo de Trabalhador Figura Pesquisa de Empregador Clique em Ok e em seguida Incluir. 15

16 Se a operação for executada com sucesso, será exibida a seguinte mensagem: Figura Cadastro Realizado com Sucesso 6.3. Cadastrando a Jornada de Trabalho **Importante: Este tópico é utilizado apenas na modalidade de tratamento de ponto. Caso esse tópico não se aplique, desconsidere este modulo e siga diretamente para o Cadastro do Trabalhador. Para cadastrar a Jornada do Trabalhador: - Selecione o empregador - Adicione um nome para a jornada no campo descrição - O turno deve ser cadastrado de acordo com a jornada real do trabalhador. - Se na jornada, possuir intervalo, marcar a opção e preencher com o horário do intervalo do trabalhador. Se o intervalo for marcado automaticamente, selecionar a opção Marcação Automática para que o sistema inclua os horários do intervalo automaticamente no calculo das horas. - Início de nova jornada: esse campo será utilizado para casos em que haja jornada noturna que passe das 00:00h, para que o sistema separe as marcações de acordo com o dia que corresponde a jornada. - Hora extra: o ID DATA Config, faz a separação de horas extras a 50 e 100%. Para isso é necessário cadastrar o limite diário para horas extras a 50%. As demais serão automaticamente calculadas em 100%. - Selecione os dias da semana que corresponderão à jornada criada. **Importante: Todas as jornadas criadas terão a tolerância de 5 minutos em cada horário, para mais ou para menos, definidos como padrão. 16

17 6.4. Cadastrando Feriado Para cadastrar um feriado: - Selecione o empregador - Selecione a data para o feriado - Marque a caixa de seleção do campo fixo caso o feriado ocorra sempre na mesma data, ou mantenha desmarcado caso seja um feriado de data variável - Adicione um nome para o feriado no campo descrição 17

18 6.5. Cadastrando Trabalhador Para adicionar trabalhador: - Definir se o trabalhador é administrador. Um trabalhador administrador, quando enviado para o equipamento, pode alterar as configurações do equipamento (exceto alterar a senha do administrador master). - Preencher o campo PIS do trabalhador. Neste campo serão aceitos somente números. O PIS deve ser válido. É obrigatório o preenchimento deste campo. - Selecione um empregador clicando no botão:. Ao clicar no botão abrirá uma tela de pesquisa (figura 6.3.2) do empregador. Nesta tela, o operador deve escolher um empregador para o trabalhador. Esta tela de pesquisa permite filtrar empregador pela razão social ou CNPJ/CPF. É obrigatório o preenchimento deste campo. - O grupo do trabalhador é opcional. Para escolher o grupo de empregador deve clicar no botão:. Ao clicar no botão abrirá uma tela de pesquisa (figura 6.3.3) do grupo do trabalhador. Nesta tela, o operador pode escolher um grupo do trabalhador para o trabalhador. Esta tela de pesquisa permite filtrar grupo pela descrição. Importante: Na tela de pesquisa de grupo do trabalhador serão visualizados somente os grupos que estão associados ao empregador do trabalhador. - Selecionar a forma de marcação de ponto. É obrigatório selecionar pelo menos uma forma de marcação. Existem as seguintes formas de marcação: Código: Se esta forma for selecionada, então o campo código de acesso de ser preenchido com valor numérico maior que zero. Biometria: Se está forma for selecionada, então a biometria deve ser cadastrada (ver o tópico: 6.4.1). Cartão: Se esta forma for selecionada, então o operador deve associar ao trabalhador a um cartão proximidade e\ou barras. Após escolher um cartão proximidade e\ou barras, o operador deve salvar a escolha (ver a figura 6.4.4). Para associar um cartão proximidade e\ou barras, os mesmos devem ser cadastrados antes (ver o tópico 6.6). Senha: Esta forma estará disponível somente quando a forma de marcação por código estiver selecionada. Este campo deve ser preenchido com valor numérico. 18

19 Importante: O cadastro da Jornada de Trabalho é obrigatório, se optar por utilizar o módulo de tratamento de ponto. Nesse momento será associada uma jornada previamente cadastrada. Ao clicar em jornada, na tela de cadastro do trabalhador, uma nova janela irá abrir, com as opções de jornadas cadastradas. (ver figura 6.4.5) Deverá ser selecionada a(s) jornada(s) correspondente ao trabalhador e clicar em confirmar. Ver tópico Figura Figura Figura Figura Figura Incluindo um Trabalhador Figura Pesquisando Empregador 19

20 Figura Pesquisando Grupo de Trabalhador Figura Associando Cartão Figura Cadastro de Jornada 20

21 Se a operação for executada com sucesso, será exibida a seguinte mensagem: Figura Cadastro Realizado com Sucesso 21

22 Cadastro de Biometria Para capturar biometria através de um Hamster ou Fingerprint, siga os seguintes passos: Quando aparecer a tela de apresentação da captura de templates, clique no botão Next. Figura Cadastrando Biometria - Selecione o dedo que deseja cadastrar clicando no marcador azul acima do dedo escolhido (ver a figura ). Figura Selecionando o Dedo O sensor do módulo se ativará e aparecerá a seguinte tela: (ver a figura ) 22

23 - Coloca o dedo escolhido no sensor. Figura Coloque o Dedo no sensor - O sensor irá capturar a biometria e o software pedirá para retirar seu dedo do sensor. Ao retirar o dedo do sensor, o software pedirá que o coloque novamente. Coloque o mesmo dedo novamente no sensor. O software irá capturar uma segunda amostra do dedo e voltará para seguinte tela: (ver a figura ). Figura Confirmando Biometria 23

24 Figura Visualizando dedo cadastrado O dedo cadastrado, agora apresenta um marcador verde. Para concluir a captura clique no botão Next. Aparecerá a seguinte tela: Figura Finalizando cadastro de Biometria Clique no botão Finish. 24

25 6.6. Cadastrando ID REP Para adicionar ID REP: (Figura 6.5.1) - Preencha o campo Descrição. É obrigatório o preenchimento deste campo. Não pode existir um ID REP com a mesma descrição para um mesmo empregador. - Preencha o campo Local. É obrigatório o preenchimento deste campo. - Selecione um empregador clicando no botão:. Ao clicar no botão abrirá uma tela de pesquisa (figura 6.5.2) do empregador. Nesta tela, o operador deve escolher um empregador para o ID REP. Esta tela de pesquisa permite filtrar empregador pela razão social ou CNPJ/CPF. É obrigatório o preenchimento deste campo. - Preencha o campo NFR ( Número de Fabricação, encontrado na lateral do equipamento na plaqueta de identificação). Este campo receberá somente valor numérico. É obrigatório o preenchimento deste campo. - Escolha o módulo biométrico. O ID REP Config trabalha com os seguintes módulos: Nitgen 100, Nitgen 1000, Nitgen 4000, Nitgen 5000 e Virdi 480. Se o equipamento não tem módulo biométrico, então deve ser escolhido a opção Sem biometria. Importante: O módulo biométrico cadastrado no ID REP Config deve ser compatível com o módulo biométrico do equipamento. Se não for, existirá incompatibilidade quando um trabalhador do configurador for transferido para o equipamento via TCP\IP ou pendrive. - Escolher o local do arquivo onde serão gravadas as marcações ao serem exportadas. Este campo é opcional, porém, se não for preenchido não será possível exportar as marcações para este ID REP cadastrado. - Preencher o campo IP. Neste campo é permitido colocar somente IP s válidos e que não estejam sendo utilizados por outro ID REP cadastrado. É obrigatório o preenchimento deste campo. - Preencher o campo Porta comunicação. Por padrão o ID REP preenche o campo com Importante: Não utilizar portas padrões, tais como 80, 8080, 23, etc. 25

26 Figura Figura Cadastrando um ID REP Figura Selecionando o Empregador 26

27 Se a operação for executada com sucesso, será exibida a seguinte mensagem: Figura Inserção concluída 6.7. Cadastrando Cartão Para adicionar cartão proximidade e/ou barras: (Figura 6.6.1) - Preencha o campo Identificação do cartão. Este campo receberá somente valor numérico. É obrigatório o preenchimento deste campo. - Selecione um empregador clicando no botão:. Ao clicar no botão abrirá uma tela de pesquisa (figura 6.6.2) do empregador. Nesta tela, o operador deve escolher um empregador para o cartão proximidade e/ou barras. Esta tela de pesquisa permite filtrar empregador pela razão social ou CNPJ/CPF. É obrigatório o preenchimento deste campo. - Selecione o campo Código de barras e preencha o campo. Este campo receberá somente valor numérico. Não é permitido redundância de código de barras para empregador selecionado. - Selecione o campo Proximidade e preencha o campo. Este campo receberá somente valor numérico. Não é permitido redundância de cartão proximidade para empregador selecionado. Figura Figura Cadastrando Cartão 27

28 Figura Selecionando Empregador Se a operação for executada com sucesso, será exibida a seguinte mensagem: Figura Cadastro concluído 7. Ferramentas 7.1. Exportar Marcação A função Exportar Marcação tem como objetivo exportar as marcações que foram coletadas dos equipamentos para um arquivo texto. Para exportar as marcações: - É necessário filtrar as marcações antes de realizar e exportação. 28

29 - Escolha se o filtro será por empregador ou por ID REP. Importante: Se o filtro for por empregador, então o PIS (que está associado à marcação) deve estar associado a um empregador (ver o tópico 7.3). Caso contrário, a marcação não irá aparecer no filtro. - Escolha o período que deseja filtrar as marcações. - Se existir marcações, então será habilitado o botão Exportar. - Clicar no botão Exportar. Importante: Se o ID REP que gerou a marcação não tiver um arquivo associado, então não será possível exportar as marcações (ver o tópico 6.3). Figura Exportando Marcações 29

30 7.2. Importar Trabalhador O ID DATA Config tem dois modos de importação de dados de trabalhadores via arquivo, que são as seguintes: arquivo texto (*.txt) e via arquivo gerado pelo equipamento (Users.ubs). Para importar trabalhadores via arquivo texto (*.txt): - O operador deve preparar o arquivo no seguinte formato: PIS;NOME;CODIGO_TECLADO;CODIGO_SENHA; TIPO_PROXIMIDADE; CODIGO_PROXIMIDADE; TIPO_BARRAS;CODIGO_BARRAS;TIPO_TEMPLATE;TEMPLATE01;TEMPLATE02;CNPJ_CPF;NFR // PIS = 11 DIGITOS NUMÉRICOS (OBRIGATÓRIO) // NOME = DE 1 ATÉ 52 DIGITOS ALFANUMÉRICOS (OBRIGATÓRIO) // CODIGO_TECLADO = ATÉ 8 DIGITOS NUMERICOS // CODIGO_SENHA = ATÉ 8 DIGITOS NUMERICOS //TIPO PROXIMIDADE = 1 DÍGITO (0 - PADRÃO; 1 - ABATRACK) // CODIGO_PROXIMIDADE = ATÉ 10 DIGITOS NUMERICOS //TIPO BARRAS = 1 DÍGITO (0 - PADRÃO; 1 - PROPRIETÁRIO 1) // CODIGO_BARRAS = ATÉ 20 DIGITOS NUMERICOS // TIPO_TEMPLATE = 1 DIGITO NUMERICO // TEMPLATE01 = ATÉ 808 DIGITOS ALFANUMERICOS // TEMPLATE02 = ATÉ 808 DIGITOS ALFANUMERICOS // CNPJ_CPF = ATÉ 14 DIGITOS NUMERICOS (OBRIGATÓRIO) //NFR (número de fabricação do REP) = 17 DÍGITOS O CNPJ_CPF deve contem apenas os números deve ter no máximo 14 dígitos e o CODIGO_PROXIMIDADE não pode ser maior do que 10 digitos. - Exemplos de formatos válidos: ;bruno de Oliveira;;;0; ;0; ;;;; ; Sem senha e código: ;Marco de Oliveira;;;;;;;;;; ;

31 - Escolher o tipo de arquivo txt: (ver a figura 7.2.1); - Escolher o caminho de arquivo, onde está o arquivo texto. Para escolher o caminho clique no botão: - Clique no botão importar. Figura Selecionando tipo de arquivo Para importar trabalhadores via arquivo Users.ubs (*.ubs): - O operador deve ir ao equipamento e exportar os trabalhadores do equipamento para o arquivo. Para exportar trabalhadores do equipamento pára um dispositivo externo: - Colocar o pedrive na porta USB DADOS ; - Entrar no menu Menu Adminitrador ; - Selecionar a opção USB DADOS ; - Clicar em Exportar Usuários ; - Em seguida, iniciará o processo, conforme ilustra a figura Concluído o processo corretamente, a mensagem OPERAÇÂO Figura Importanto Usuário via Pen drive FINALIZADA RETIRE O PENDRIVE aparecerá no display (ver a figura 7.2.3) 31

32 Figura Operação finalizada - Escolher o tipo de arquivo ubs (ver a figura 7.2.4); - Após colocar o pendrive no computador, apontar para a unidade criada pelo sistema operacional e selecionar o arquivo Users.ubs. Para escolher o caminho clique no botão: - Clique no botão importar. Figura Selecionando tipo de Arquivo 7.3. Exportar Trabalhador O ID DATA Config possibilita exportar os trabalhadores para um arquivo (User.ubs). Após a exportação, o operador poderá importar estes trabalhadores para o equipamento (via pendrive). Para exportar trabalhador: - Selecione a unidade em que será gravado o arquivo que conterá os trabalhadores (Users.ubs); Se a unidade não estiver na lista, então clique no. Este botão irá atualizar a lista de unidades. - Escolha o módulo biométrico do equipamento em que serão importados os trabalhadores. O ID DATA Config trabalha com os seguintes módulos: Nitgen 100, Nitgen 1000, Nitgen 4000, Nitgen

33 e Virdi 480. Se o equipamento não tem módulo biométrico, então deve ser escolhida a opção Sem biometria. - Selecione o empregador que contém os trabalhadores que serão exportados. - Clique no botão Filtrar ; - Clique no botão Exportar Figura Exportando Trabalhador via Pendrive Para Importar Usuários para o equipamento de um dispositivo externo: - Ao importar usuários de um dispositivo externo, pen drive, para o equipamento, é importante ressaltar que caso no equipamento já possua um usuário com um PIS cadastrado com todas as formas de registrar o ponto como Biometria, Cartão Proximidade, Cartão Código de Barras, Código e Senha, e no pen drive o usuário com o mesmo PIS cadastrado tiver, por exemplo, somente Cartão Proximidade para registrar o ponto, será sobrescrito o usuário e a forma de registrar o ponto será apenas com Cartão Proximidade, anulando as outras formas de registrar o ponto. - Coloque o pen drive na porta USB DADOS ; 33

34 - Entre no Menu Administrador ; - Selecionar a opção USB DADOS - Clicar em Importar Usuários ; Em seguida, iniciará o processo, conforme a figura Figura Carregando Usuários via Pen Drive - Concluído o processo corretamente, a mensagem OPERAÇÃO FINALIZADA RETIRE O PENDRIVE aparecerá no display (ver a figura 7.3.3) Importar AFD A finalidade de importar AFD (arquivo de fonte de dados) é gravar os eventos que estão no equipamento para a base de dados do ID DATA Config. Os eventos são: - Registro de inclusão ou alteração da identificação da empresa do ID REP; - Registro de marcação de ponto; - Registro de ajuste do relógio de tempo real do ID REP; - Registro de inclusão ou alteração ou exclusão de empregado do ID REP. Para importar AFD: Figura Inclusão Realizada com Sucesso 34

35 - Ir ao equipamento ID REP e colocar o pendrive na porta USB DADOS ; - Entrar no Menu Administrador ; - Selecionar a opção USB DADOS ; - Clique em Exportar AFD; - Em seguida, iniciará o processo, conforme a figura Figura Exportando AFD - Concluído o processo corretamente, a mensagem OPERAÇÃO FINALIZADARETIRE O PENDRIVE aparecerá no display (ver a figura 7.4.2). Figura Exportação concluída 8. Relatórios 8.1. PIS Sem Trabalhador Cada marcação que é coletada do equipamento e associado a um PIS. Este PIS pode não estar cadastrado na base de dados do ID DATA Config. Sendo assim, o operador poderá cadastrar o PIS com seu respectivo trabalhador (ver o tópico 6.3). Para auxiliar o operador foi desenvolvido relatório o relatório PIS Sem Trabalhador (ver a figura 8.1.2). Para gerar o relatório: - Clique no relatório (ver a figura 8.1.1). 35

36 Figura Gerar Relatório Figura Relatório de PIS sem Trabalhador 8.2. Marcações O relatório de Marcações tem como objetivo visualizar as marcações que foram coletadas dos equipamentos. Para gerar o relatório de marcações: - É necessário filtrar as marcações antes de clicar no botão Relatório. - Escolha se o filtro será por empregador ou por ID REP. 36

37 Importante: Se o filtro for por empregador, então o PIS (que está associado à marcação) deve estar associado a um empregador (ver o tópico 6.3). Caso contrário, a marcação não irá aparecer no filtro. - Escolha o período que deseja filtrar as marcações. - Clicar no botão Relatório. Figura Gerando Relatório de Marcações Figura Relatório de Marcações 37

38 9. Equipamentos O menu Equipamentos contém os empregadores cadastrados. Ao clicar em um empregador você verá todos os equipamentos associados a ele. Neste menu, o operador poderá gerenciar as informações entre o ID DATA Config e o equipamento via TCP\IP. Figura 9.1 Equipamentos associados ao empregador 38

39 9.1. Considerações Gerais Antes de efetuar qualquer tipo de troca de informação entre ID DATA Config e o equipamento, é importante: - Que o IP e a porta cadastrada no ID DATA Config correspondam com o que está cadastrado no equipamento. - Se o NFR do ID REP Config não for compatível com o NFR do equipamento não será possível efetuar qualquer troca de informações entre as duas pontas. Quando o operador clica no botão Conectar ID REP, o ID REP Config verifica se o NFR é compatível o do equipamento. Se não for, então o software abrirá uma tela solicitando a alteração de NFR conforme com a figura Figura NFR precisa ser alterado - O ID DATA Config deve estar conectado com o equipamento. Para realizar a conexão deve clicar no botão Conectar (ver a figura 9.1.2); - Verificar o status de qualquer comando executado no monitor. No monitor será possível verificar se o comando foi executado com êxito ou aconteceu alguma inconsistência. 39

40 Figura Conexão com o equipamento 9.2. Aba Geral Na aba Geral, contém os dados do equipamento. É possível alterar estes dados do equipamento. Para alterar os dados do equipamento: - O software deve estar desconectado com o equipamento. Caso contrário, o botão Alterar estará desabilitado. - Clique no botão Alterar. Abrirá uma tela para alteração de dados (ver a figura 9.2.1). - Após realizar a alteração, clicar no botão Salvar. 40

41 Figura Alterar cadastro do REP Na aba Geral, o operador poderá verificar qual empregador está no equipamento e enviar um empregador que está na base de dados para equipamento. Para verificar um empregador o equipamento: - Clique no botão Verificar (ver a figura 9.1.2). Para enviar um empregador da base de dado para o equipamento: - Clique no botão (ver a figura 9.1.2) Aba Trabalhadores Na aba trabalhadores, é possível enviar trabalhadores ou um grupo de trabalhadores que estão na base de dados para o equipamento, importar trabalhadores que estão no equipamento para a base de dados e excluir trabalhadores que estão no equipamento. Para enviar trabalhadores para equipamento: - O operador pode selecionar um grupo de trabalhadores que deseja enviar para o equipamento. Quando o operador escolher um grupo, então serão listados somente os trabalhadores do grupo desejado. Se não for selecionado um grupo, então serão listados todos os trabalhadores. - Escolher os trabalhadores que serão enviados para o equipamento (ver a figura 9.3.1) 41

42 Seleciona todos os trabalhadores Seleciona trabalhador individualmente. Figura Selecionando Trabalhadores - Clicar no botão - Importante: Não será possível enviar trabalhador para o equipamento se no cadastro do ID REP tem um módulo biométrico e no equipamento outro. Para importar trabalhadores do equipamento: - Clicar no link Importar Todos. - Importante: No momento da importação, o ID DATA Config verificar se o trabalhador a ser importado existe na base de dados. Se existir, então o software irá sobrescrever o trabalhador que está na base de dados, ou seja, sempre vão prevalecer os dados que estão no equipamento. Para excluir trabalhadores do equipamento: - Escolher os trabalhadores que serão excluídos do equipamento (ver a figura 9.3.2) Seleciona todos os trabalhadores Seleciona trabalhador individualmente. Figura Selecionando Trabalhadores - Clicar no link Excluir Selecionados. (ver a figura 9.3.3) 42

43 Figura Aba Geral de Trabalhadores 9.4. Aba Funções Na aba funções é encontramos as seguintes funcionalidades: (É necessário estar conectado ao equipamento) - Ajuste de Data e Hora/sincronização: É possível ajustar a data e hora do equipamento de duas maneiras. Selecionando a Opção Atual, automaticamente o software irá buscar as informações de data e hora no sistema operacional do computador. Se a opção Atual estiver desabilitada, é possível programar um horário e data manualmente. Após selecionado a opção, clicar em Enviar. - Horário de verão: Nessa opção, pode ser configurado a data de inicio e fim do horário de verão. Após ajustado, clicar em Enviar. Pode-se verificar também o horário cadastrado no equipamento clicando em Verificar. 43

44 - Ajuste de timeout de conexão: Nessa opção, pode ser configurado o tempo de timeout de conexão. Após ajustado, clicar em Enviar. Pode-se verificar também o tempo cadastrado no equipamento clicando em Verificar - Alerta de Impressão de Ticket: Essa opção, possibilita a ativação da mensagem Não Puxe quando uma marcação de ponto for efetuada e a emissão do comprovante estiver sendo executada. Pode-se verificar se esta habilitado ou desabilitado essa opção no equipamento clicando em Verificar. Para Habilitar ou Desabilitar, clique em Alterar. - Ajuste da qualidade da Imagem Biométrica: Para verificar a qualidade da imagem biométrica que esta cadastrada no equipamento, clicar em Verificar. Para alterar o percentual, configurar a porcentagem e clicar em Enviar. Uma vez alterado o percentual da qualidade da imagem biométrica, é necessário o recadastramento das biometrias dos trabalhadores. - Coleta de Eventos: Esse campo permite coletar os registros de evento do equipamento e gravar na base de dados do ID REP Config. Os eventos são: - Registro de inclusão ou alteração da identificação da empresa do ID REP; - Registro de marcação de ponto; - Registro de ajuste do relógio de tempo real do ID REP; - Registro de inclusão ou alteração ou exclusão de empregado do ID REP. Para realizar a coleta, clicar em Atualizar, para atualizar a quantidade de eventos registrados no equipamento e em seguida em Coletar, para salvar na base de dados do ID DATA Config. - AFD Arquivo Fonte de Dados: O Arquivo Fonte de Dados AFD, contem os eventos coletados no equipamento. É um arquivo gerado pelo ID DATA Config. para ser importado nos mais diversos softwares de tratamento de ponto encontrados no mercado. Esse arquivo é gerado no padrão da portaria 44

Manual. ID REP Config Versão 1.0

Manual. ID REP Config Versão 1.0 Manual ID REP Config Versão 1.0 Sumário 1. Introdução... 3 2. Pré-Requisitos... 3 2.1. Atualização... 3 3. Instalação do ID REP Config... 4 4. Visão Geral do Programa... 6 4.1. Tela Principal... 6 4.2.

Leia mais

Manual. ID REP Config Versão 1.0

Manual. ID REP Config Versão 1.0 Manual ID REP Config Versão 1.0 Sumário 1. Introdução... 3 2. Pré-Requisitos... 3 3. Instalação do ID REP Config... 4 4. Visão Geral do Programa... 8 4.1. Tela Principal... 8 4.2. Tela de Pesquisa... 12

Leia mais

Manual de Utilização SCI-Ponto

Manual de Utilização SCI-Ponto Manual de Utilização SCI-Ponto Sumário 1. Cadastro de Empregador... 2 2. Cadastro de Locais... 3 3. Cadastro de REPs... 3 4. Cadastro de Horário de Verão... 5 5. Cadastro de Funcionários... 6 6. Exportação

Leia mais

Manual Ponto System CB7 WWW.PONTOSYSTEM.COM.BR. Telefones: (041) 3333-4740

Manual Ponto System CB7 WWW.PONTOSYSTEM.COM.BR. Telefones: (041) 3333-4740 Manual Ponto System CB7 WWW.PONTOSYSTEM.COM.BR Telefones: (041) 3333-4740 1 ÍNDICE Instalação do Sistema... 3 Atualização do Sistema... 4 Acesso ao Sistema... 5 Janela principal... 6 Cadastros Cadastro

Leia mais

ÍNDICE. Futura Ponto (REP)...03. Configurações Iniciais...04. Cadastrar Horário...05. Configurar Hora Extra...07. Cadastrar Departamento...

ÍNDICE. Futura Ponto (REP)...03. Configurações Iniciais...04. Cadastrar Horário...05. Configurar Hora Extra...07. Cadastrar Departamento... Futura Ponto (REP) ÍNDICE Futura Ponto (REP)...03 Configurações Iniciais...04 Cadastrar Horário...05 Configurar Hora Extra...07 Cadastrar Departamento...10 Cadastrar Função...11 Cadastrar Funcionário...12

Leia mais

GUIA PARA HABILITAÇÃO DAS BIOMETRIAS LINEAR (SÉRIE LN) NO SOFTWARE HCS 2010 V9.0 (BETA 3) 11/06/2014

GUIA PARA HABILITAÇÃO DAS BIOMETRIAS LINEAR (SÉRIE LN) NO SOFTWARE HCS 2010 V9.0 (BETA 3) 11/06/2014 GUIA PARA HABILITAÇÃO DAS BIOMETRIAS LINEAR (SÉRIE LN) NO SOFTWARE HCS 2010 V9.0 (BETA 3) 11/06/2014 A partir da versão 9.0 (BETA 3) do Software HCS 2010 é possível monitorar e gerenciar as biometrias

Leia mais

A SOLUÇÃO EM AUTOMAÇÃO COMERCIAL

A SOLUÇÃO EM AUTOMAÇÃO COMERCIAL Futura Ponto (REP) A SOLUÇÃO EM AUTOMAÇÃO COMERCIAL Website: www.futurasistemas.com.br Telefone: (11) 3227-8984/ (11) 3929-8980 ÍNDICE Futura Ponto (REP)...03 Configurações Iniciais...04 Cadastrar Empresa...05

Leia mais

Manual de Operação. Chega de preocupações. O Orion 6 cuida de tudo sozinho. Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda.

Manual de Operação. Chega de preocupações. O Orion 6 cuida de tudo sozinho. Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. Manual de Operação Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. Rua Rio Piquiri, 400 - Jardim Weissópolis Código Postal 83.322-010 Pinhais - Paraná - Brasil Chega de preocupações. O Orion 6 cuida de

Leia mais

Manual Captura S_Line

Manual Captura S_Line Sumário 1. Introdução... 2 2. Configuração Inicial... 2 2.1. Requisitos... 2 2.2. Downloads... 2 2.3. Instalação/Abrir... 3 3. Sistema... 4 3.1. Abrir Usuário... 4 3.2. Nova Senha... 4 3.3. Propriedades

Leia mais

Sistema Futura Ponto. Aparecida Legori Futura Sistemas 27/05/2014

Sistema Futura Ponto. Aparecida Legori Futura Sistemas 27/05/2014 2014 Sistema Futura Ponto Aparecida Legori Futura Sistemas 27/05/2014 Índice Cadastro 1. Departamentos 2. Função 3. Empresa 4. Eventos 5. Feriados 6. Grade Horária 7. Justificativas 8. Funcionários 9.

Leia mais

DIMAS DE MELO PIMENTA Sistemas de Ponto e Acesso Ltda.

DIMAS DE MELO PIMENTA Sistemas de Ponto e Acesso Ltda. Elaborador por: Qualidade de Software Rev. 11.0 Data: 19/12/2011 Índice Apresentação... 3 Requisitos Mínimos... 3 Instalação do Software... 4 Acessando o Programa... 7 Menu Cadastro... 8 Cadastro de Usuários...

Leia mais

SAPEwin Guia Rápido Ver 4.xxx. Informamos que este software esta de acordo com a portaria 1.510 de 21/08/2009 publicada pelo M.T.E.

SAPEwin Guia Rápido Ver 4.xxx. Informamos que este software esta de acordo com a portaria 1.510 de 21/08/2009 publicada pelo M.T.E. SAPEwin Guia Rápido Ver 4.xxx Informamos que este software esta de acordo com a portaria 1.510 de 21/08/2009 publicada pelo M.T.E. Tela de Acesso insira sua Senha Menu Rápido Aba de Cadastro Menu Estender

Leia mais

www.lojatotalseg.com.br

www.lojatotalseg.com.br Manual do Aplicativo de Configurações J INTRODUÇÃO Este manual visa explicar a utilização do software embarcado do equipamento Prisma. De fácil utilização e com suporte a navegadores de internet de todos

Leia mais

Versão 1.0 CARBON SYSTEM. Manual do Software Ponto Legal. Manual do PONTO LEGAL

Versão 1.0 CARBON SYSTEM. Manual do Software Ponto Legal. Manual do PONTO LEGAL Versão 1.0 CARBON SYSTEM Manual do Software Ponto Legal Manual do PONTO LEGAL S O F T W A R E P A R A E M I S S Ã O D O R E L A T Ó R I O E S P E L H O D E P O N T O Manual do Ponto Legal Versão 1.0 Carbon

Leia mais

Este manual foi desenvolvido usando a versão 3.4.81 do Ponto Secullum 3 e a versão 1.0.51 do Ponto Secullum 4.

Este manual foi desenvolvido usando a versão 3.4.81 do Ponto Secullum 3 e a versão 1.0.51 do Ponto Secullum 4. Migrando do Ponto Secullum 3 para o Ponto Secullum 4 A Secullum Sistemas de Ponto e Acesso vem através desse manual esclarecer as duvidas em relação a migração do sistema de Ponto Secullum 3 para o Ponto

Leia mais

Manual SISVI V6 Sistema Integrado ao SISCSV DENATRAN

Manual SISVI V6 Sistema Integrado ao SISCSV DENATRAN Sistema Auto Consulta 2011 Sumário 1. Instalação... 5 1.1. Solicitando Chave de Licença (Serial)... 5 1.2. Registrando o Software com Serial... 6 1.3. Dados de Acesso... 6 1.4. Primeiro Acesso ao Sistema...

Leia mais

Manual do Aplicativo de Configurações

Manual do Aplicativo de Configurações Registrador Eletrônico de Ponto Manual do Aplicativo de Configurações Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. Rua Rio Piquiri, 400 - Jardim Weissópolis Código Postal 83.322-010 Pinhais - Paraná

Leia mais

Manual de operação. BS Ponto Versão 5.1

Manual de operação. BS Ponto Versão 5.1 Manual de operação BS Ponto Versão 5.1 conteúdo 1. Instalação do sistema Instalando o BS Ponto Configurando o BS Ponto 2. Cadastrando usuários Cadastro do usuário Master Alterando a senha Master Cadastro

Leia mais

Manual do Ponto Digital 3.5

Manual do Ponto Digital 3.5 Manual do Ponto Digital 3.5 Índice 1 Conhecendo o sistema (Cadastros) 1.1 Cadastro de Carga Horária 1.2 Cadastro de Funcionários 1.2.1 Selecionando Carga Horária para funcionário 1.2.2 Capturando impressão

Leia mais

Portaria Express 3.0

Portaria Express 3.0 Portaria Express 3.0 A portaria do seu condomínio mais segura e eficiente. Com a preocupação cada vez mais necessária de segurança nos condomínio e empresas, investe-se muito em segurança. Câmeras, cercas,

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

REP idx. Manual de integração com Ponto Secullum 4

REP idx. Manual de integração com Ponto Secullum 4 REP idx Manual de integração com Ponto Secullum 4 Esse manual é fornecido da forma como está e as informações nele contidas estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. As imagens neste manual são unicamente

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Home -------------------------------------------------------------------------------------------------------- 7 2. Cadastros -------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Certificado Digital A1

Certificado Digital A1 Certificado Digital A1 Geração Todos os direitos reservados. Imprensa Oficial do Estado S.A. - 2012 Página 1 de 41 Pré-requisitos para a geração Dispositivos de Certificação Digital Para que o processo

Leia mais

Aplicativo da Manifestação do Destinatário. Manual

Aplicativo da Manifestação do Destinatário. Manual Aplicativo da Manifestação do Destinatário Manual Novembro de 2012 1 Sumário 1 Aplicativo de Manifestação do Destinatário...4 2 Iniciando o aplicativo...4 3 Menus...5 3.1 Manifestação Destinatário...5

Leia mais

Modelo R02 - Volume 4 - Aplicativo Web Embarcado

Modelo R02 - Volume 4 - Aplicativo Web Embarcado Modelo R02 - Volume 4 - Aplicativo Web Embarcado INTRODUÇÃO O equipamento Prisma Super Fácil foi desenvolvido com a finalidade de registrar a frequência dos colaboradores obedecendo às especificações da

Leia mais

SIGEP WEB - Gerenciador de Postagens dos Correios Manual do Usuário

SIGEP WEB - Gerenciador de Postagens dos Correios Manual do Usuário MANUAL DO USUÁRIO 2 ÍNDICE 1. PRÉ REQUISITOS PARA UTILIZAÇÃO DO SIGEP WEB 04 2. PROCEDIMENTOS PARA DOWNLOAD DO SISTEMA 04 3. INSTALANDO O SIGEP WEB 07 4. CONFIGURAÇÕES DO SISTEMA 09 COMPARTILHANDO O BANCO

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 26 de agosto de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Criação de backups importantes... 3 3. Reinstalação do Sisloc... 4 Passo a passo... 4 4. Instalação da base de dados Sisloc...

Leia mais

PHPONTO. PHPONTO Solução em Controle e Apuração de Ponto Eletrônico. Manual de instalação e operação. Manual do Operador. Rev. 1.

PHPONTO. PHPONTO Solução em Controle e Apuração de Ponto Eletrônico. Manual de instalação e operação. Manual do Operador. Rev. 1. PHPONTO Solução em Controle e Apuração de Ponto Eletrônico Manual do Operador Rev. 1.03 1 Parabéns! Estamos felizes em ter você conosco. A partir de agora lhe ajudaremos a cuidar do registro de ponto de

Leia mais

Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda.

Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. +55 41 3661-0100 Rua Rio Piquiri, 400 - Jardim Weissópolis - Pinhais/PR - Brasil CEP: 83322-010 CNPJ: 01.245.055/0001-24 Inscrição Estadual: 90.111.008-53

Leia mais

SIGA Saúde. Sistema Integrado de Gestão da Assistência à Saúde. Manual operacional. Módulo Agenda Agendamento Local

SIGA Saúde. Sistema Integrado de Gestão da Assistência à Saúde. Manual operacional. Módulo Agenda Agendamento Local SIGA Saúde Sistema Integrado de Gestão da Assistência à Saúde Manual operacional Módulo Agenda Agendamento Local Sumário Introdução... 3 Agendamento... 4 Pesquisa de vagas... 5 Perfil de Agenda... 6 Dados

Leia mais

Manual de Referência do Usuário. Programa de Tratamento de Registro de Ponto (PTRP) - JPonto5. Copyright 2012 Tecno Soluções em Informática LTDA

Manual de Referência do Usuário. Programa de Tratamento de Registro de Ponto (PTRP) - JPonto5. Copyright 2012 Tecno Soluções em Informática LTDA Programa de Tratamento de Registro de Ponto (PTRP) - JPonto5 Copyright 2012 Tecno Soluções em Informática LTDA Todos os Direitos Reservados Índice Cadastro de usuários... 8 Elementos da tela.... 8 Cadastrando

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SIGEP WEB

MANUAL DO USUÁRIO SIGEP WEB MANUAL DO USUÁRIO SIGEP WEB Sumário PRÉ- REQUISITOS PARA UTILIZAÇÃO DO SIGEP WEB... 4 PROCEDIMENTOS PARA DOWNLOAD DO SISTEMA... 4 INSTALANDO O SIGEP WEB... 6 INICIANDO O SISTEMA... 6 INICIANDO O SISTEMA...

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. - INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

SISCOF - Manual do Usuário

SISCOF - Manual do Usuário SISCOF - Manual do Usuário SERPRO / SUPDE / DECTA / DE901 SISTEMA DE CONTROLE DE FREQUÊNCIA Versão 1.2 Sumário SISCOF Sistema de Controle de Frequência 1. Login e Senha... 2 1.1 Como Efetuar Login No Sistema...

Leia mais

Obs: É necessário utilizar um computador com sistema operacional Windows 7.

Obs: É necessário utilizar um computador com sistema operacional Windows 7. Instalando os Pré-Requisitos Os arquivos dos 'Pré-Requisitos' estão localizados na pasta Pré-Requisitos do CD HyTracks que você recebeu. Os arquivos também podem ser encontrados no servidor. (www.hytracks.com.br/pre-requisitos.zip).

Leia mais

Revisão: Introdução. - Integração com o AutoManager; 1 Atualização de versão do banco de dados PostgreSQL

Revisão: Introdução. - Integração com o AutoManager; 1 Atualização de versão do banco de dados PostgreSQL Urano Indústria de Balanças e Equipamentos Eletrônicos Ltda. Rua Irmão Pedro 709 Vila Rosa Canoas RS Fone: (51) 3462.8700 Fax: (51) 3477.4441 Características do Software Urano Integra 2.2 Data: 12/05/2014

Leia mais

Modelo R02 - Volume 2 - Operacional

Modelo R02 - Volume 2 - Operacional Modelo R02 - Volume 2 - Operacional INTRODUÇÃO Este manual foi elaborado com a finalidade de exemplificar todas as operações possíveis de serem executadas no equipamento. O equipamento Prisma Super Fácil

Leia mais

Procedimento de Atualização - ONECLICK

Procedimento de Atualização - ONECLICK Procedimento de Atualização - ONECLICK Para começarmos a atualizar o equipamento, precisamos primeiramente realizar o download do programa necessário em sua sala de downloads. Para isso, realize o procedimento

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura Ministério da Cultura MANUAL DO PROPONENTE: ADMINISTRATIVO VERSÃO 1.0 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 08/01/2013 1.0 Criação do documento. Aline Oliveira - MINC 3 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO...

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. 1. Descrição Geral Este manual descreve as operações disponíveis no módulo VTWEB Client, cuja finalidade é gerenciar cadastros de funcionários, realização de pedidos e controle financeiro dos pedidos.

Leia mais

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo em sua oficina. O sistema foi desenvolvido para ser utilizado

Leia mais

Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda.

Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. +55 41 3661-0100 Rua Rio Piquiri, 400 - Jardim Weissópolis - Pinhais/PR - Brasil CEP: 83322-010 CNPJ: 01.245.055/0001-24 Inscrição Estadual: 90.111.008-53

Leia mais

e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica

e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica Página1 e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é Nota Fiscal de Serviço eletrônica

Leia mais

Escritório Virtual Administrativo

Escritório Virtual Administrativo 1 Treinamento Módulos Escritório Virtual Administrativo Sistema Office Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual e módulo Administrativo do sistema Office 2 3 1. Escritório

Leia mais

1- Requisitos mínimos. 2- Instalando o Acesso Full. 3- Iniciando o Acesso Full pela primeira vez

1- Requisitos mínimos. 2- Instalando o Acesso Full. 3- Iniciando o Acesso Full pela primeira vez Manual Conteúdo 1- Requisitos mínimos... 2 2- Instalando o Acesso Full... 2 3- Iniciando o Acesso Full pela primeira vez... 2 4- Conhecendo a barra de navegação padrão do Acesso Full... 3 5- Cadastrando

Leia mais

Resumo das funcionalidades

Resumo das funcionalidades Resumo das funcionalidades Menu MENU Dados Cadastrais Atualizar Cadastro Troca Senha Grupo Usuários Incluir Atualizar Funcionários Incluir Atualizar Atualizar Uso Diário Importar Instruções Processar Status

Leia mais

VISTORIA DO SISTEMA REGIN PREFEITURAS

VISTORIA DO SISTEMA REGIN PREFEITURAS Página 1 / 29 ÍNDICE ÍNDICE... 2 APRESENTAÇÃO... 3 MÓDULO DE ACESSO... 3 CONFIGURAÇÃO MÓDULO VISTORIA... 4 ANÁLISE DOS PROTOCOLOS... 5 CONTROLE DE EXPORTAÇÃO MÓDULO VISTORIA... 8 DISPOSITIVO REGIN PREFEITURA...

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 18 de fevereiro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é

Leia mais

Inner Rep. Manual de Instruções REP - MP084001-01 Rev 14-19/03/2012 PG - 1 -

Inner Rep. Manual de Instruções REP - MP084001-01 Rev 14-19/03/2012 PG - 1 - Inner Rep Manual de Instruções REP - MP084001-01 Rev 14-19/03/2012 PG - 1 - Índice ÍNDICE NOTA AO USUÁRIO... 5 NOTA SOBRE O INNER REP... 7 FIQUE POR DENTRO DA PORTARIA... 8 1 APRESENTAÇÃO... 9 1.1 MODELOS

Leia mais

Caso já seja usuário do SCAW siga as instruções a partir da página X.

Caso já seja usuário do SCAW siga as instruções a partir da página X. Caso já seja usuário do SCAW siga as instruções a partir da página X. Para iniciar o sistema dê um duplo clique no ícone, que se encontra na área de trabalho. 1 Login do sistema. Esta é a tela de login

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Criação de Formulários no Google Drive Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Criação de Formulários no Google Drive Introdução...

Leia mais

Manual de Administração

Manual de Administração Manual de Administração Produto: n-mf Xerox Versão do produto: 4.7 Autor: Bárbara Vieira Souza Versão do documento: 1 Versão do template: Data: 04/04/01 Documento destinado a: Parceiros NDDigital, técnicos

Leia mais

BH PARK Software de Estacionamento

BH PARK Software de Estacionamento BH PARK Software de Estacionamento WWW.ASASSOFTWARES.COM.BR Índice 1 Informações Básicas... 1 1.1 Sair da aplicação... 1 1.2 Travar aplicação... 1 1.3 Licenciando a aplicação... 1 1.4 Contrato de Manutenção...

Leia mais

O serviço de Gateway Remoto é instalado em um computador, onde um ou diversos rádios móveis Hytera podem ser conectados via cabo USB e áudio.

O serviço de Gateway Remoto é instalado em um computador, onde um ou diversos rádios móveis Hytera podem ser conectados via cabo USB e áudio. Visão Geral O Gateway Remoto Hytracks tem por objetivo atuar como uma extensão do Servidor principal, visando atender regiões muito distantes do servidor através de um link IP. O serviço de Gateway Remoto

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Ferramenta de Backup

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Ferramenta de Backup MANUAL DO USUÁRIO Software de Ferramenta de Backup Software Ferramenta de Backup Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Este manual serve como referência para

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0 09 de novembro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

INSTALAÇÃO DO SISTEMA CONTROLGÁS

INSTALAÇÃO DO SISTEMA CONTROLGÁS INSTALAÇÃO DO SISTEMA CONTROLGÁS 1) Clique duas vezes no arquivo ControlGasSetup.exe. Será exibida a tela de boas vindas do instalador: 2) Clique em avançar e aparecerá a tela a seguir: Manual de Instalação

Leia mais

Gerenciador de Imóveis

Gerenciador de Imóveis Gerenciador de Imóveis O Corretor Top é o mais completo sistema de gestão de imóveis do mercado, onde corretores terão acesso à agenda, cadastro de imóveis, carteira de clientes, atendimento, dentre muitas

Leia mais

1. Especificações Técnicas

1. Especificações Técnicas SUMÁRIO 1.Especificações Técnicas...2 2.Passfinger 2040...3 3.Instalação...4 4.Operação...5 4.1.Ligar o REP...5 4.2.Modo de Espera (Idle)...5 4.3.Navegação nos Menus...5 4.4.Escrever texto...6 4.4.1.Modo

Leia mais

SISTEMA DE PRODUTOS E SERVIÇOS CERTIFICADOS. MÓDULO DO CERTIFICADOR MANUAL DE OPERAÇÃO Versão 2.4.6

SISTEMA DE PRODUTOS E SERVIÇOS CERTIFICADOS. MÓDULO DO CERTIFICADOR MANUAL DE OPERAÇÃO Versão 2.4.6 SISTEMA DE PRODUTOS E SERVIÇOS CERTIFICADOS Versão 2.4.6 Sumário Fluxograma básico do processo de envio de remessa... 5 Criar novo certificado... 6 Aprovar certificado... 16 Preparar e enviar remessa...

Leia mais

Em Receber de Arquivo AFD, criada opção para selecionar vários arquivos.

Em Receber de Arquivo AFD, criada opção para selecionar vários arquivos. Página 1 de 14 Versão 1.30.0 08/02/2013 11:00 Criado relatório Funcionários por Funções. Em Receber de Arquivo AFD, criada opção para selecionar vários arquivos. Para equipamentos Henry, criada comunicação

Leia mais

Manual. Pedido Eletrônico

Manual. Pedido Eletrônico Manual Pedido Eletrônico ÍNDICE 1. Download... 3 2. Instalação... 4 3. Sistema de Digitação SantaCruz... 8 3.1. Configuração... 8 4. Utilização do Sistema Digitação SantaCruz... 11 4.1. Atualizar cadastros...11

Leia mais

Madis Rodbel Soluções de Ponto e Acesso Ltda.

Madis Rodbel Soluções de Ponto e Acesso Ltda. Elaborado: Qualidade de Software Versão: 3.00 Data: 11/06/2012 Apresentação O software Ativador REP é um software desenvolvido pela MADIS, para efetuar o controle das ativações do MD REP, MD REP NF, MD

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

DRIVE CONTÁBIL NASAJON

DRIVE CONTÁBIL NASAJON DRIVE CONTÁBIL NASAJON Módulo Gestão de Documentos Versão 1.0 Manual do Usuário 1 Sumário Os Módulos do Gerenciador de NFe: Informações Básicas Primeiro Acesso: Requisitos Acesso ao Drive Contábil Nasajon

Leia mais

CERTIFICADO DIGITAL ARMAZENADO NO COMPUTADOR (A1) Manual do Usuário

CERTIFICADO DIGITAL ARMAZENADO NO COMPUTADOR (A1) Manual do Usuário Certificação Digital CERTIFICADO DIGITAL ARMAZENADO NO COMPUTADOR (A1) Manual do Usuário Guia CD-17 Público Índice 1. Pré-requisitos para a geração do certificado digital A1... 3 2. Glossário... 4 3. Configurando

Leia mais

Sistema de Bilhetagem Eletrônica

Sistema de Bilhetagem Eletrônica GUIA DE REFERÊNCIA SIB Sistema de Bilhetagem Eletrônica Projeto Sistema de Bilhetagem Eletrônica Documento MR (17/Maio/2011) Tabela 1 Histórico das alterações no documento Data Versão Autor Descrição 09/11/2010

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS e OPERACIONAIS. BioGer Server e BioGer Client

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS e OPERACIONAIS. BioGer Server e BioGer Client ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS e OPERACIONAIS BioGer Server e BioGer Client ÍNDICE A) OBJETIVO...3 B) MODELOS...3 C) CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS...5 D) CARACTERÍSTICAS OPERACIONAIS...5 D.1) Características Operacionais

Leia mais

Certificado Digital A1

Certificado Digital A1 Abril/ Certificado Digital A1 Geração Página 1 de 32 Abril/ Pré requisitos para a geração Dispositivos de Certificação Digital Para que o processo de instalação tenha sucesso, é necessário obedecer aos

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL TISS. Manual. Usuário. Versão 1.3 atualizado em 13/06/2013

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL TISS. Manual. Usuário. Versão 1.3 atualizado em 13/06/2013 Manual do Usuário Versão 1.3 atualizado em 13/06/2013 1. CONFIGURAÇÕES E ORIENTAÇÕES PARA ACESSO... 4 2 GUIAS... 11 2.1 DIGITANDO AS GUIAS... 11 2.2 SALVANDO GUIAS... 12 2.3 FINALIZANDO UMA GUIA... 13

Leia mais

2 de maio de 2014. Remote Scan

2 de maio de 2014. Remote Scan 2 de maio de 2014 Remote Scan 2014 Electronics For Imaging. As informações nesta publicação estão cobertas pelos termos dos Avisos de caráter legal deste produto. Conteúdo 3 Conteúdo...5 Acesso ao...5

Leia mais

Este documento consiste em 48 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Janeiro de 2010.

Este documento consiste em 48 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Janeiro de 2010. Manual de Configuração Este documento consiste em 48 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Janeiro de 2010. Impresso no Brasil. Sujeito a alterações técnicas. A reprodução

Leia mais

Principais Novidades Abril/2013 a Junho/2013

Principais Novidades Abril/2013 a Junho/2013 Principais Novidades Abril/2013 a Junho/2013 Sumário 1. Ambiente Group Shopping... 3 2. Alteração na Tela de Contratos e Controle de Edições... 7 3. Propagação de Contratos... 10 4. Configuração de Impressora

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA CONTROLE DE PONTO 1.0 Feito por Amaral Produções de Sistemas

MANUAL DO SISTEMA CONTROLE DE PONTO 1.0 Feito por Amaral Produções de Sistemas MANUAL DO SISTEMA CONTROLE DE PONTO 1.0 Feito por Amaral Produções de Sistemas 1 PRÉ-REQUISITOS Este documento deve ser utilizado em conjunto com o sistema PONTO 1.0. O programa pode ser carregado da Internet

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO. LSoft Ponto Eletrônico

MANUAL DE INSTALAÇÃO. LSoft Ponto Eletrônico MANUAL DE INSTALAÇÃO LSoft Ponto Eletrônico SUPORTE TÉCNICO AO USUÁRIO: Atendimento On-line: www.lsoft.com.br E-Mail: suporte@lsoft.com.br (37) 3237-8900 Versão 1.0-2014. Todos os direitos reservados.

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO FUNCIONAL. Versão 1.3

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO FUNCIONAL. Versão 1.3 MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO FUNCIONAL Versão 1.3 Sumário 1. ACESSO AO SISTEMA... 3 1.1. Primeiro acesso ao sistema... 3 1.2. Como alterar a senha no primeiro acesso... 4

Leia mais

Grifon Alerta. Manual do Usuário

Grifon Alerta. Manual do Usuário Grifon Alerta Manual do Usuário Sumário Sobre a Grifon Brasil... 4 Recortes eletrônicos... 4 Grifon Alerta Cliente... 4 Visão Geral... 4 Instalação... 5 Pré-requisitos... 5 Passo a passo para a instalação...

Leia mais

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge Manual do Usuário Versão 1.1 ExpressoMG 14/10/2015 Sumário 1. Apresentação... 4 1.1 Objetivos do Manual... 4 1.2 Público Alvo...

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SERGIPE Coordenadoria de Modernização, Suporte, Infraestrutura e Sistema

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SERGIPE Coordenadoria de Modernização, Suporte, Infraestrutura e Sistema TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SERGIPE Coordenadoria de Modernização, Suporte, Infraestrutura e Sistema MANUAL DO PROCESSO ELETRÔNICO Processos de Concessão de Benefícios Histórico da Revisão Data Versão

Leia mais

Sistematic Tecnologia e Sistemas de Informação LTDA

Sistematic Tecnologia e Sistemas de Informação LTDA Manual do Usuário SisCommercePDV NFC-e Sistematic Tecnologia e Sistemas de Informação LTDA MANUAL DO USUÁRIO SisCommercePDV Emissor de Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFC-e) *Manual em desenvolvimento

Leia mais

Manual NOV - PDV. Versão 1.0

Manual NOV - PDV. Versão 1.0 Manual NOV - PDV Versão 1.0 Sumário 01 Captura de Nota Fiscal...3 02 Remessa de Entrada...6 03 Remessa de Saída......9 04 Pedido Normal...12 05 Pedido Especial...16 06 Nota Fiscal Avulsa...18 07 Controle

Leia mais

Manual de Administração

Manual de Administração Manual de Administração Produto: NDDigital n-access Versão: 4.2 Versão do Doc.: 1.1 Autor: Lucas Santini Data: 27/04/2011 Aplica-se à: NDDigital n-billing Detalhamento de Alteração do Documento Alterado

Leia mais

Conteúdo BIOTRONIC PLUS

Conteúdo BIOTRONIC PLUS 0 Conteúdo Manual de Instalação...3 RECURSOS DESTE RELÓGIO...5 1 - REGISTRANDO O ACESSO...7 1.1 Acesso através do sensor biométrico:...7 1.2 Acesso através de cartão de código de barras:...7 1.3 Acesso

Leia mais

Manual Sistema AtecSoftware

Manual Sistema AtecSoftware Manual Sistema AtecSoftware ÍNDICE Sistema Janela principal... 3, 4 Cadastros Cadastro de Horários... 5, 6, 7, 8, 9, 10 Cadastro de Funcionários... 11 Feriados... 12,13 Movimentações Movimentações... 14,

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração MG-Soft

Manual de Instalação e Configuração MG-Soft Manual de Instalação e Configuração MG-Soft V 1.5.3 www.pinaculo.com.br (51)3541-0700 Sumário Apresentação... 3 1. Instalando o MG-Soft Server... 3 1.1. Liberar as portas do Firewall... 3 1.2. Autorun...

Leia mais

LASERTECK SOFTECK MANUAL DO USUÁRIO

LASERTECK SOFTECK MANUAL DO USUÁRIO LASERTECK SOFTECK MANUAL DO USUÁRIO 2013 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 REQUISITOS DO SISTEMA... 3 3 INSTALAÇÃO... 3 4 COMO COMEÇAR... 3 5 FORMULÁRIOS DE CADASTRO... 4 6 CADASTRO DE VEÍCULO... 6 7 ALINHAMENTO...

Leia mais

Manual de instalação Priority HIPATH 1100 versão 7.0

Manual de instalação Priority HIPATH 1100 versão 7.0 Manual de instalação Priority HIPATH 1100 versão 7.0 2014 Innova Soluções Tecnológicas Este documento contém 28 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Novembro de 2014. Impresso

Leia mais

1. Apresentação... 2. 1.1. Primeiro acesso... 2. 1.2. Conhecendo a Plataforma... 4. 1.2.1. Seleção da Empresa... 4. 1.2.2. Sair do Sistema...

1. Apresentação... 2. 1.1. Primeiro acesso... 2. 1.2. Conhecendo a Plataforma... 4. 1.2.1. Seleção da Empresa... 4. 1.2.2. Sair do Sistema... 1. Apresentação... 2 1.1. Primeiro acesso... 2 1.2. Conhecendo a Plataforma... 4 1.2.1. Seleção da Empresa... 4 1.2.2. Sair do Sistema... 4 1.2.3. Retornar a tela principal... 5 1.3. Cadastro da Empresa...

Leia mais

e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico

e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico Página1 e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é MDF-e?... 03 2. Safeweb e-nota MDF-e... 04 3. Acesso e-nota

Leia mais

Corregedoria-Geral de Justiça. Serviço Notarial e de Registro. Manual do Sistema SISNOR CARTÓRIO

Corregedoria-Geral de Justiça. Serviço Notarial e de Registro. Manual do Sistema SISNOR CARTÓRIO Corregedoria-Geral de Justiça Serviço Notarial e de Registro Manual do Sistema SISNOR CARTÓRIO Atualizado em 29/04/2015 CONTEÚDO APRESENTAÇÃO... 4 CAPÍTULO 1 DOWNLOAD DO SISNOR CARTÓRIO... 5 CAPÍTULO 2

Leia mais

MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO

MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO Diretoria de Vigilância Epidemiológica/SES/SC 2006 1 Módulo 04 - Exportação e Importação de Dados Manual do SINASC Módulo Exportador Importador Introdução O Sistema SINASC

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura Ministério da Cultura MANUAL DO PROPONENTE: PROPOSTAS VERSÃO 1.1 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 10/11/2011 1.0 Criação do documento. Aline Oliveira - MINC 07/01/2013 1.1 Atualização do

Leia mais

Versão 1.6. Guia do Usuário v.1.0. Tecnologia XyzmoSIGNificant

Versão 1.6. Guia do Usuário v.1.0. Tecnologia XyzmoSIGNificant Versão 1.6 Guia do Usuário v.1.0 Tecnologia XyzmoSIGNificant 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 CAPÍTULO I...4 1. CARACTERÍSTICAS DA SOLUÇÃO... 4 Autenticação... 4 Segurança... 4 Auditável... 4 Perfil de Usuários...

Leia mais

1 - O que é o Conectividade Social? 03. 2 - Qual a configuração mínima para instalar o programa?... 04

1 - O que é o Conectividade Social? 03. 2 - Qual a configuração mínima para instalar o programa?... 04 Conteúdo 1 - O que é o Conectividade Social? 03 2 - Qual a configuração mínima para instalar o programa?... 04 3 - O que é necessário para instalar o Conectividade Social?.... 05 4 - Como faço para executar

Leia mais

Manual do usuário MINIREP

Manual do usuário MINIREP Manual do usuário MINIREP Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida sem permissão da Diponto Ltda. As informações e especificações técnicas podem mudar a qualquer momento sem aviso prévio. Leitura

Leia mais

MANUAL INOVA RECARGA 29/01/2015

MANUAL INOVA RECARGA 29/01/2015 2015 MANUAL INOVA RECARGA 29/01/2015 Manual de Instalação e Utilização do InovaRecarga Para confecção desse manual, foi usado o Sistema Operacional Windows 7 Ultimate 64 Bits. Algumas divergências podem

Leia mais