Contendas do Sincorá Floresta Nacional Bahia, BRASIL Plants of Contendas do Sincorá National Forest

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Contendas do Sincorá Floresta Nacional Bahia, BRASIL Plants of Contendas do Sincorá National Forest"

Transcrição

1 Contendas do Sincorá Floresta Nacional Bahia, BRASIL Plants of Contendas do Sincorá National Forest Lucas Cardoso Marinho & Filipe Ribeiro Sá Martins Lucas C. Marinho # 452 version /202 Justicia sp. ACANTHACEAE 2 Ruellia sp. ACANTHACEAE 3 Spondias tuberosa ANACARDIACEAE 4 Annona vepretorum ANNONACEAE 5 Aspidosperma pyrifolium 6 Calotropis procera 7 Mandevilla scabra 8 Syagrus coronata ARECACEAE 9 Egletes viscosa ASTERACEAE 0 Lepidaploa sp. ASTERACEAE Anemopaegma laeve 2 Arrabidaea sp. 3 Handroanthus sp. 4 Cordia trichotoma BORAGINACEAE 5 Varronia leucocephala BORAGINACEAE 6 Aechmea bromeliifolia 7 Neoglaziovia variegata 8 Tillandsia sp. 9 Commiphora leptophloeos BURSERACEAE 20 Arrojadoa rhodantha

2 National Forest Contendas do Sincorá Bahia, BRAZIL Plantas da Floresta Nacional Contendas do Sincorá Lucas Cardoso Marinho & Filipe Ribeiro Sá Martins Lucas C. Marinho # 452 version / Brasiliopuntia bahiensis 22 Brasiliopuntia bahiensis 23 Cereus jamacaru 24 Pereskia bahiensis 25 Pereskia sp. 26 Tacinga palmadora 27 Capparis jacobinae CAPPARACEAE 28 Capparis yco CAPPARACEAE 29 Ipomoea bahiensis 30 Ipomoea longistaminea 3 Ipomoea wrightii 32 Ipomoea sp. 33 Cnidoscolus bahianus 34 Cnidoscolus bahianus 35 Croton argyrophyllus 36 Jatropha mollissima 37 Hydrolea spinosa HYDROLEACEAE 38 Aeschynomene martii 39 Albizia polycephala 40 Apuleia leiocarpa

3 Floresta Nacional Contendas do Sincorá Bahia, BRASIL Plants of National Forest Contendas do Sincorá Lucas Cardoso Marinho & Filipe Ribeiro Sá Martins Lucas C. Marinho # 452 version / Apuleia leiocarpa 42 Bauhinia catingae 43 Calliandra spinosa 44 Chloroleucon foliolosum 45 Coursetia rostrata 46 Crotalaria sp. 47 Diptychandra sp. 48 Erythrina velutina 49 Erythrina velutina 50 Libidibia ferrea 5 Mimosa ophthalmocentra 52 Mimosa ophthalmocentra 53 Platymiscium floribundum 54 Platymiscium floribundum 55 Poincianella sp. 56 Poincianella sp. 57 Pterocarpus villosus 58 Senegalia sp. 59 Senna acuruensis 60 Senna spectabilis

4 National Forest Contendas do Sincorá Bahia, BRAZIL Plantas da Floresta Nacional Contendas do Sincorá Lucas Cardoso Marinho & Filipe Ribeiro Sá Martins Lucas C. Marinho # 452 version / Guazuma ulmifolia 62 Herissantia crispa 63 Melochia tomentosa 64 Pseudobombax simplicifolium 65 Sida galheirensis 66 Bougainvillea glabra NYCTAGINACEAE 67 Cyrtopodium saintlegerianum ORCHIDACEAE 68 Passiflora foetida PASSIFLORACEAE 69 Passiflora setacea PASSIFLORACEAE 70 Plumbago scandens PLUMBAGINACEAE 7 Ziziphus cotinifolia RHAMNACEAE 72 Randia armata RUBIACEAE 73 Zanthoxylum hamadryadicum RUTACEAE 74 Prockia crucis SALICACEAE 75 Manilkara sp. SAPOTACEAE 76 Solanum paniculatum SOLANACEAE 77 Aloysia virgata 78 Lantana fucata 79 Lippia alba 80 Stachytarpheta quadrangula

5 Floresta Nacional Contendas do Sincorá Bahia, BRASIL Plants of National Forest Contendas do Sincorá Lucas Cardoso Marinho & Filipe Ribeiro Sá Martins Lucas C. Marinho # 452 version /202 5 Floresta Nacional Contendas do Sincorá, Bahia, Brasil Vegetação em período de seca Vegetação em período de chuva Estrada que corta a FLONA Área de vegetação em regeneração Nascer do sol na FLONA Pôr do sol na FLONA

REVISTA CAATINGA ISSN 0100-316X UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO (UFERSA) Pro-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação

REVISTA CAATINGA ISSN 0100-316X UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO (UFERSA) Pro-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Revista Caatinga ISSN: 0100-316X caatinga@ufersa.edu.br Universidade Federal Rural do Semi-Árido Brasil Ramalho, Cícera Izabel; Pereira de Andrade, Albericio; Pessoa Félix, Leonardo; Vieira de Lacerda,

Leia mais

DIVERSIDADE FITOGEOGRÁFICA DA CAATINGA EM ÁGUA BRANCA E DELMIRO GOUVEIA ALAGOAS

DIVERSIDADE FITOGEOGRÁFICA DA CAATINGA EM ÁGUA BRANCA E DELMIRO GOUVEIA ALAGOAS DIVERSIDADE FITOGEOGRÁFICA DA CAATINGA EM ÁGUA BRANCA E DELMIRO GOUVEIA ALAGOAS Jilyane Rouse Pauferro da Silva Especialista em Geografia: Análise Ambiental, Universidade Federal de Alagoas-UFAL jilyane_rouse@hotmail.com

Leia mais

A ORIGEM, EVOLUÇÃO E DIVERSIDADE DA VEGETAÇÃO DO BIOMA CAATINGA. Luciano Paganucci de Queiroz Universidade Estadual de Feira de Santana - BA

A ORIGEM, EVOLUÇÃO E DIVERSIDADE DA VEGETAÇÃO DO BIOMA CAATINGA. Luciano Paganucci de Queiroz Universidade Estadual de Feira de Santana - BA A ORIGEM, EVOLUÇÃO E DIVERSIDADE DA VEGETAÇÃO DO BIOMA CAATINGA Luciano Paganucci de Queiroz Universidade Estadual de Feira de Santana - BA ESTRUTURA DA PALESTRA 1 - Caracterização do bioma e principais

Leia mais

Palavras-chave: Riqueza florística, ecossistemas ribeirinhos, região semiárida

Palavras-chave: Riqueza florística, ecossistemas ribeirinhos, região semiárida 1 ANÁLISE DO PERFIL FLORÍSTICO EM UM ECOSSISTEMA CILIAR NA CAATINGA: SUBSÍDIOS PARA A CONSERVAÇÃO E A SUSTENTABILIDADE DOS RECURSOS NATURAIS NO SEMIÁRIDO PARAIBANO Azenate Campos Gomes - Graduanda UFCG/CDSA/UATEC

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM RECURSOS GENÉTICOS VEGETAIS CARLOS ANDRE CIRQUEIRA QUEIROZ CARACTERIZAÇÃO DA VEGETAÇÃO CILIAR

Leia mais

Catálogo de pólen da Mata Atlântica. Espécies que ocorrem nas áreas de restauração da SPVS

Catálogo de pólen da Mata Atlântica. Espécies que ocorrem nas áreas de restauração da SPVS Catálogo de pólen da Mata Atlântica Espécies que ocorrem nas áreas de restauração da SPVS 1 Catálogo de pólen da Mata Atlântica Espécies que ocorrem nas áreas de restauração da SPVS Edição: Caroline Ribeiro

Leia mais

FLORISTIC AND PHYTOSOCIOLOGY COMPOSITION OF A CAATINGA FRAGMENT IN MONTEIRO, PB ABSTRACT

FLORISTIC AND PHYTOSOCIOLOGY COMPOSITION OF A CAATINGA FRAGMENT IN MONTEIRO, PB ABSTRACT COMPOSIÇÃO FLORÍSTICA E FITOSSOCIOLÓGICA DE UM FRAGMENTO DE CAATINGA EM MONTEIRO, PB L. R. Pereira Júnior¹; A. P. de Andrade 2 ; K. D. Araújo 3 ¹Centro de Ciências Universidade Federal do Ceará 2 Centro

Leia mais

ISSN 1808-9992 Julh, 2008 o. Levantamento Florístico da Reserva Legal do Projeto Salitre, Juazeiro-BA

ISSN 1808-9992 Julh, 2008 o. Levantamento Florístico da Reserva Legal do Projeto Salitre, Juazeiro-BA on line ISSN 1808-9992 Julh, 2008 o 209 Levantamento Florístico da Reserva Legal do Projeto Salitre, Juazeiro-BA ISSN 1808-9992 Julho, 2008 Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Semi-Árido

Leia mais

FLORA VASCULAR DE UMA ÁREA DE CAATINGA NO ESTADO DA PARAÍBA - NORDESTE DO BRASIL 1

FLORA VASCULAR DE UMA ÁREA DE CAATINGA NO ESTADO DA PARAÍBA - NORDESTE DO BRASIL 1 Universidade Federal Rural do Semiárido PróReitoria de Pesquisa e PósGraduação http://periodicos.ufersa.edu.br/index.php/sistema ISSN 0100316X (impresso) ISSN 19832125 (online) FLORA VASCULAR DE UMA ÁREA

Leia mais

ESTRUTURA E FLORÍSTICA DE UM TRECHO DE MATA CILIAR DO RIO CARINHANHA NO EXTREMO NORTE DE MINAS GERAIS, BRASIL. Rubens Manoel dos SANTOS

ESTRUTURA E FLORÍSTICA DE UM TRECHO DE MATA CILIAR DO RIO CARINHANHA NO EXTREMO NORTE DE MINAS GERAIS, BRASIL. Rubens Manoel dos SANTOS REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE ENGENHARIA FLORESTAL PERIODICIDADE SEMESTRAL EDIÇÃO NÚMERO 5 JANEIRO DE 2005 - ISSN 1678-3867 ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

LEVANTAMENTO DA FLORA APICOLA EM DUAS ÁREAS PRODUTORAS DE MEL NO ESTADO DO PIAUÍ

LEVANTAMENTO DA FLORA APICOLA EM DUAS ÁREAS PRODUTORAS DE MEL NO ESTADO DO PIAUÍ LEVANTAMENTO DA FLORA APICOLA EM DUAS ÁREAS PRODUTORAS DE MEL NO ESTADO DO PIAUÍ Genilson Alves dos Reis e Silva 1 ; Ethyênne Moraes Bastos 2 ; Juliana Alves dos Reis Sobreira 3. 1. Biólogo, Mestre em

Leia mais

LEVANTAMENTO FLORÍSTICO PRELIMINAR DA SERRA DA FORMIGA EM CAICÓ RN

LEVANTAMENTO FLORÍSTICO PRELIMINAR DA SERRA DA FORMIGA EM CAICÓ RN LEVANTAMENTO FLORÍSTICO PRELIMINAR DA SERRA DA FORMIGA EM CAICÓ RN Resumo expandido - Proteção da Biodiversidade Neusiene Medeiros da Silva¹, (neusienegeo@yahoo.com), Manoel Cirício Pereira Neto¹, Ubirajara

Leia mais

FLORESTAS ESTACIONAIS INTERIORANAS DO NORDESTE O BREJO NOVO

FLORESTAS ESTACIONAIS INTERIORANAS DO NORDESTE O BREJO NOVO FLORESTAS ESTACIONAIS INTERIORANAS DO NORDESTE O BREJO NOVO G.E.L.Macedo 1. 1-Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia-UESB, Departamento de Ciências Biológicas-DCB, Av. José Moreira sobrinho, s/n, 45200-000,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF Centro de Referência para Recuperação de Áreas Degradadas CRAD Inventário, Monitoramento e Resgate da Flora em Áreas de Influência Direta e Indireta

Leia mais

Passeio 1: Espécies de Árvores Raras

Passeio 1: Espécies de Árvores Raras Passeio 1: Espécies de Árvores Raras É um passeio de 9 300 m de distância horizontal e de 340 m de subidas, o que equivale a um total de aprox. 13 km de caminhada horizontal. Conte com 3 horas de caminhada

Leia mais

FLORA DA REGIÃO DO SERTÃO NORDESTINO

FLORA DA REGIÃO DO SERTÃO NORDESTINO FLORA DA REGIÃO DO SERTÃO NORDESTINO Na região do sertão nordestino o clima é árido e semi-árido, e o que predomina é a caatinga, tanto na seca quanto no período de chuvas. Esse bioma se destaca pela biodiversidade,

Leia mais

ANTÔNIO LUIZ DÓRIA NETO FLORÍSTICA E FITOSSOCIOLOGIA DE UMA ÁREA DE CAATINGA EM PORTO DA FOLHA

ANTÔNIO LUIZ DÓRIA NETO FLORÍSTICA E FITOSSOCIOLOGIA DE UMA ÁREA DE CAATINGA EM PORTO DA FOLHA ANTÔNIO LUIZ DÓRIA NETO FLORÍSTICA E FITOSSOCIOLOGIA DE UMA ÁREA DE CAATINGA EM PORTO DA FOLHA Monografia apresentada ao Núcleo de Engenharia Florestal da Universidade Federal de Sergipe, como requisito

Leia mais

Plants of the Restinga of Jaconé-Saquarema Region

Plants of the Restinga of Jaconé-Saquarema Region [800] Version 0/206 Thunbergia alata ACANTHACEAE 2 Schinus terebinthifolius 6 Aspidosperma pyricollum APOCYNACEAE 7 Oxypetalum banksii 2 6 Jacaranda jasminoides 7 Tabebuia cassinoides 3 ANACARDIACEAE APOCYNACEAE

Leia mais

FLORA DO SEMI- ÁRIDO E AS MUDANÇAS GLOBAIS

FLORA DO SEMI- ÁRIDO E AS MUDANÇAS GLOBAIS FLORA DO SEMI- ÁRIDO E AS MUDANÇAS GLOBAIS Ana Maria Giulietti Universidade Estadual de Feira de Santana PAINEL POLÍTICAS GLOBAIS 51ª Reunião Extraordinária do CONAMA PAÍSES MEGADIVERSOS Brasil 8.514.877

Leia mais

QUANTO VALE AS SEMENTES DA CAATINGA? UMA PROPOSTA METODOLÓGICA 1

QUANTO VALE AS SEMENTES DA CAATINGA? UMA PROPOSTA METODOLÓGICA 1 Universidade Federal Rural do Semiárido Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação http://periodicos.ufersa.edu.br/index.php/sistema ISSN 0100-316X (impresso) ISSN 1983-2125 (online) QUANTO VALE AS SEMENTES

Leia mais

PROPOSTA DE CRIAÇÃO DE UNIDADE DE CONSERVAÇÃO FEDERAL PARQUE NACIONAL DA FURNA FEIA

PROPOSTA DE CRIAÇÃO DE UNIDADE DE CONSERVAÇÃO FEDERAL PARQUE NACIONAL DA FURNA FEIA PROPOSTA DE CRIAÇÃO DE UNIDADE DE CONSERVAÇÃO FEDERAL PARQUE NACIONAL DA FURNA FEIA Municípios de Baraúna e Mossoró no Estado do Rio Grande do Norte 0 PREFÁCIO O Parque Nacional da Furna Feia é uma proposta

Leia mais

UM ESTUDO SOBRE A VEGETAÇÃO NATIVA DO PARQUE ESTADUAL DO PICO DO JABRE, NA SERRA DO TEIXEIRA, PARAÍBA

UM ESTUDO SOBRE A VEGETAÇÃO NATIVA DO PARQUE ESTADUAL DO PICO DO JABRE, NA SERRA DO TEIXEIRA, PARAÍBA UM ESTUDO SOBRE A VEGETAÇÃO NATIVA DO PARQUE ESTADUAL DO PICO DO JABRE, NA SERRA DO TEIXEIRA, PARAÍBA 1 José Ozildo dos Santos; 1 Rosélia Maria de Sousa Santos; 2 Patrício Borges Maracajá RESUMO 1Centro

Leia mais

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO. Texto Arnóbio Cavalcante. Ilustrações Wedscley Melo

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO. Texto Arnóbio Cavalcante. Ilustrações Wedscley Melo MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO Texto Arnóbio Cavalcante Ilustrações Wedscley Melo Instituto Nacional do Semiárido Campina Grande - PB 2015 Governo do Brasil Presidência Dilma Vana Rousseff

Leia mais

PLANTAS APÍCOLAS NATIVAS DA REGIÃO DE CAMPO MOURÃO-PR

PLANTAS APÍCOLAS NATIVAS DA REGIÃO DE CAMPO MOURÃO-PR PLANTAS APÍCOLAS NATIVAS DA REGIÃO DE CAMPO MOURÃO-PR L.S. BRAGA*; S. M. CURTI*; M. K.UMADA*; E.S. SEKINE** *Graduandos de Engenharia Ambiental/UTFPR, Campo Mourão, Brasil **Coordenação de Engenharia Ambiental/UTFPR,

Leia mais

ARQUEOLOGIA BOTÂNICA, UMA METODOLOGIA DE PRESERVAÇÃO E CONSERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO CULTURAL

ARQUEOLOGIA BOTÂNICA, UMA METODOLOGIA DE PRESERVAÇÃO E CONSERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO CULTURAL ARQUEOLOGIA BOTÂNICA, UMA METODOLOGIA DE PRESERVAÇÃO E CONSERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO CULTURAL o caso da Praça Euclides da Cunha Joelmir Marques da Silva 1 RESUMO O jardim moderno foi criado na cidade do Recife

Leia mais

LEVANTAMENTO FLORÍSTICO DE ESPÉCIES NATIVAS E EXÓTICAS NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE, CAMPUS DE CAJAZEIRAS, PARAÍBA, BRASIL

LEVANTAMENTO FLORÍSTICO DE ESPÉCIES NATIVAS E EXÓTICAS NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE, CAMPUS DE CAJAZEIRAS, PARAÍBA, BRASIL LEVANTAMENTO FLORÍSTICO DE ESPÉCIES NATIVAS E EXÓTICAS NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE, CAMPUS DE CAJAZEIRAS, PARAÍBA, BRASIL Mayara dos Santos Pereira 1, Francisca Carla Eugênio da Silva 1,

Leia mais

FLORA APÍCOLA EM JEQUITIBÁ, MUNDO NOVO-BA

FLORA APÍCOLA EM JEQUITIBÁ, MUNDO NOVO-BA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS, AMBIENTAIS E BIOLÓGICAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AGRÁRIAS DISSERTAÇÃO DE MESTRADO FLORA APÍCOLA EM JEQUITIBÁ, MUNDO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA FLORESTAL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS FLORESTAIS Cristiano Cardoso Gomes POTENCIAL UTILITÁRIO

Leia mais

Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte, Rio Grande do Norte - BRASIL FLORA DO PARQUE DA CIDADE NATAL

Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte, Rio Grande do Norte - BRASIL FLORA DO PARQUE DA CIDADE NATAL 1 Ayrthon Weslley Vitorino de Medeiros [ayrthon.medeiros@gmail.com] [fieldguides.fieldmuseum.org] [836] versão 1 11/2016 1 Aphelandra nuda ACANTHACEAE 2Thyrsacanthus ramosissimus ACANTHACEAE 3 Anacardium

Leia mais

PLANTS of the ISLAND of FERNANDO DE NORONHA, PERNAMBUCO, BRAZIL

PLANTS of the ISLAND of FERNANDO DE NORONHA, PERNAMBUCO, BRAZIL Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha and Área de Proteção Ambiental de Fernando de Noronha 1 1 Blechum pyramidatum ACANTHACEAE 2 Trianthema portulacastrum AIZOACEAE 3 Alternanthera tenella AMARANTHACEAE

Leia mais

ANALYSIS OF THE MANAGEMENT OF BIODIVERSITY IN ARBOREAL CAATINGA BEE IN SETTLEMENT PURPOSES RENASCER, SERTÃO OF CARIRI - PB

ANALYSIS OF THE MANAGEMENT OF BIODIVERSITY IN ARBOREAL CAATINGA BEE IN SETTLEMENT PURPOSES RENASCER, SERTÃO OF CARIRI - PB ANÁLISE DA BIODIVERSIDADE ARBÓREA EM MANEJO DA CAATINGA PARA FINS APÍCOLAS NO ASSENTAMENTO RENASCER, SERTÃO DO CARIRI - PB Nielsen Christianni Gomes da Silva 1 ; Fábio dos Santos Santiago 2 ; Gabrielle

Leia mais

LEVANTAMENTO FLORÍSTICO DO PARQUE ESTADUAL MATA SÃO FRANCISCO, MUNICÍPIO DE CORNÉLIO PROCÓPIO (PARANÁ).

LEVANTAMENTO FLORÍSTICO DO PARQUE ESTADUAL MATA SÃO FRANCISCO, MUNICÍPIO DE CORNÉLIO PROCÓPIO (PARANÁ). LEVANTAMENTO FLORÍSTICO DO PARQUE ESTADUAL MATA SÃO FRANCISCO, MUNICÍPIO DE CORNÉLIO PROCÓPIO (PARANÁ). Daniela Aparecida Estevan, Renata Baldo, Patrícia Tiemi de Paula Leite, Gabriela da Mota Ferreira

Leia mais

LEVANTAMENTO FLORÍSTICO DE UMA ÁREA DE CAATINGA NO SERTÃO ALAGOANO

LEVANTAMENTO FLORÍSTICO DE UMA ÁREA DE CAATINGA NO SERTÃO ALAGOANO LEVANTAMENTO FLORÍSTICO DE UMA ÁREA DE CAATINGA NO SERTÃO ALAGOANO Camila Chagas Correia (1); Ariane Loudemila Silva de Albuquerque (1); Amanda Macêdo Rocha (2) (1) Universidade do Estado da Bahia UNEB

Leia mais

LEVANTAMENTO FLORISTICO EM FRAGMENTO DE MATA NATIVA NA CIDADE DE GARÇA, SÃO PAULO.

LEVANTAMENTO FLORISTICO EM FRAGMENTO DE MATA NATIVA NA CIDADE DE GARÇA, SÃO PAULO. LEVANTAMENTO FLORISTICO EM FRAGMENTO DE MATA NATIVA NA CIDADE DE GARÇA, SÃO PAULO. MELLO, Anderson Rodrigues Engenheiro Florestal Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal Garça - SP. JUNIOR, Edgard

Leia mais

PROJETO MUTIRÃO REFLORESTAMENTO

PROJETO MUTIRÃO REFLORESTAMENTO SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE COORDENADORIA DE CONSERVAÇÃO E RECUPERAÇÃO AMBIENTAL - CRA Gerência de Unidades de Conservação - GUC Gerência de Reflorestamento - GRF Gerência de Manutenção - GMA

Leia mais

POTENCIALIDADES DO BIOMA CAATINGA PARA O ECOTURISMO: O CASO DO PARQUE ESTADUAL DA PEDRA DA BOCA - PB

POTENCIALIDADES DO BIOMA CAATINGA PARA O ECOTURISMO: O CASO DO PARQUE ESTADUAL DA PEDRA DA BOCA - PB POTENCIALIDADES DO BIOMA CAATINGA PARA O ECOTURISMO: O CASO DO PARQUE ESTADUAL DA PEDRA DA BOCA - PB Márcio Balbino Cavalcante Luiz Antonio Cestaro Programa de Pós-Graduação e Pesquisa em Geografia/UFRN

Leia mais

SIMILARIDADE FLORÍSTICA ENTRE FORMAÇÕES DE MATA SECA E MATA DE GALERIA NO PARQUE MUNICIPAL DA SAPUCAIA, MONTES CLAROS-MG

SIMILARIDADE FLORÍSTICA ENTRE FORMAÇÕES DE MATA SECA E MATA DE GALERIA NO PARQUE MUNICIPAL DA SAPUCAIA, MONTES CLAROS-MG REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE ENGENHARIA FLORESTAL - ISSN 1678-3867 P UBLICAÇÃO C IENTÍFICA DA F ACULDADE DE A GRONOMIA E E NGENHARIA F LORESTAL DE G ARÇA/FAEF A NO IV, NÚMERO, 07, FEVEREIRO DE 2006.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF Centro de Referência para Recuperação de Áreas Degradadas CRAD Inventário Florístico em Áreas de Influência Direta e Indireta do Projeto de Integração

Leia mais

Levantamento florístico do componente arbustivo-arbóreo da vegetação ciliar na bacia do rio Taperoá, PB, Brasil

Levantamento florístico do componente arbustivo-arbóreo da vegetação ciliar na bacia do rio Taperoá, PB, Brasil Acta bot. bras. 19(3): 647-656. 2005 Levantamento florístico do componente arbustivo-arbóreo da vegetação ciliar na bacia do rio Taperoá, PB, Brasil Alecksandra Vieira de Lacerda 1,3, Nivaldo Nordi 2,

Leia mais

Revista Caatinga ISSN: 0100-316X caatinga@ufersa.edu.br Universidade Federal Rural do Semi-Árido Brasil

Revista Caatinga ISSN: 0100-316X caatinga@ufersa.edu.br Universidade Federal Rural do Semi-Árido Brasil Revista Caatinga ISSN: 000-36X caatinga@ufersa.edu.br Universidade Federal Rural do Semi-Árido Brasil DANTAS ARAUJO, KALLIANNA; NUNES PARENTE, HENRIQUE; ÉDER-SILVA, ÉRLLENS; RAMALHO, CÍCERA IZABEL; TARGINO

Leia mais

DIVERSIDADE E DENSIDADE DE ESPÉCIES VEGETAIS DA CAATINGA COM

DIVERSIDADE E DENSIDADE DE ESPÉCIES VEGETAIS DA CAATINGA COM DIVERSIDADE E DENSIDADE DE ESPÉCIES VEGETAIS DA CAATINGA COM DIFERENTES GRAUS DE DEGRADAÇÃO NO MUNICÍPIO DE FLORESTA, PERNAMBUCO, BRASIL Maria de Fátima de Araújo Vieira Santos 1,4, Tassiane Novacosque

Leia mais

Anacardiaceae Schinus terebinthifolius Nativa terebinthifolius ou Schinus Terebinthifolia

Anacardiaceae Schinus terebinthifolius Nativa terebinthifolius ou Schinus Terebinthifolia Árvores do campus São Roque Levantamento das espécies de arvores nativas e exóticas existente no Instituto Federal São Paulo (IFSP) no campus São Roque. As espécies abaixo estão dividas por áreas: Área

Leia mais

Cortines, E 1 ; Magalhães, M.A.F. 2 ; Melo, A.L 3 ; Valcarcel, R. 4.

Cortines, E 1 ; Magalhães, M.A.F. 2 ; Melo, A.L 3 ; Valcarcel, R. 4. MONITORAMENTO DA REGENERAÇÃO COMO FORMA DE AVALIAR A AUTO-SUSTENTABILIDADE DA RECUPERAÇÃO DE ECOSSISTEMAS PERTURBADOS E COM EXÍGUOS ATRIBUTOS AMBIENTAIS DE NOVA IGUAÇÚ, RJ. Cortines, E 1 ; Magalhães, M.A.F.

Leia mais

Local Botanical Knowledge About Useful Species in a Semi-Arid Region From Northeastern Brazil

Local Botanical Knowledge About Useful Species in a Semi-Arid Region From Northeastern Brazil Gaia Scientia 2013, 7(1): 80-103 Local Botanical Knowledge About Useful Species in a Semi-Arid Region From Northeastern Brazil Zenneyde Alves Soares Reinaldo Farias Paiva de Lucena João Everthon da Silva

Leia mais

Frutos da Caatinga de Sergipe utilizados na alimentação humana

Frutos da Caatinga de Sergipe utilizados na alimentação humana SCIENTIA PLENA VOL. 8, NUM. 4 2012 www.scientiaplena.org.br Frutos da Caatinga de Sergipe utilizados na alimentação humana T. C. Santos 1 ; J. E. N. Júnior 2 ; A. P. N. Prata 3 1 Departamento de Agronomia,

Leia mais

Fotos de Plantas Incluídas no Herbário

Fotos de Plantas Incluídas no Herbário Fotos de Plantas Incluídas no Herbário Familia: Acanthaceae Barleria cristata Imagem (Maria do Carmo M. Iannaccone) Eranthemum nervosum Imagem (Maria do Carmo M. Iannaccone) Thunbergia erecta Imagem (Sylvia

Leia mais

Guia de Plantas VISITADAS POR ABELHAS NA CAATINGA

Guia de Plantas VISITADAS POR ABELHAS NA CAATINGA Guia de Plantas VISITADAS POR ABELHAS NA CAATINGA Camila Maia-Silva, Cláudia Inês da Silva, Michael Hrncir, Rubens Teixeira de Queiroz e Vera Lucia Imperatriz-Fonseca Camila Maia-Silva, Cláudia Inês da

Leia mais

ARBORIZAÇÃO URBANA EM UM BAIRRO DE SANTA MARIA, RS 1

ARBORIZAÇÃO URBANA EM UM BAIRRO DE SANTA MARIA, RS 1 ARBORIZAÇÃO URBANA EM UM BAIRRO DE SANTA MARIA, RS 1 NEUHAUS, Mauricio 2 ; GIRARDI, Leonita Beatriz 2 ; SCHWAB, Natalia Teixeira 3 ; BACKES, Fernanda Alice Antonello Londero 4 ; BELLÉ, Rogério Antônio

Leia mais

Análise da degradação da caatinga no núcleo de desertificação do Seridó (RN/PB)

Análise da degradação da caatinga no núcleo de desertificação do Seridó (RN/PB) Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental v.13, (Suplemento), p.961 974, 2009 Campina Grande, PB, UAEA/UFCG http://www.agriambi.com.br Protocolo 041.08 25/02/2008 Aprovado em 22/04/2009 Análise

Leia mais

COMPOSIÇÃO FLORÍSTICA DO PARQUE NACIONAL SERRA DA CAPIVARA, PIAUÍ, BRASIL Jesus Rodrigues Lemos 1 RESUMO

COMPOSIÇÃO FLORÍSTICA DO PARQUE NACIONAL SERRA DA CAPIVARA, PIAUÍ, BRASIL Jesus Rodrigues Lemos 1 RESUMO COMPOSIÇÃO FLORÍSTICA DO PARQUE NACIONAL SERRA DA CAPIVARA, PIAUÍ, BRASIL Jesus Rodrigues Lemos 1 RESUMO (Composição florística do Parque Nacional Serra da Capivara, Piauí, Brasil) Dos grandes biomas brasileiros,

Leia mais

III SIMPÓSIO DE MUDANÇAS CLIMÁTICAS E DESERTIFICAÇÃO NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO COMPOSIÇÃO FLORÍSTICA EM PARCELA PERMANENTE EM PROCESSO DE DESERTIFICAÇÃO

III SIMPÓSIO DE MUDANÇAS CLIMÁTICAS E DESERTIFICAÇÃO NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO COMPOSIÇÃO FLORÍSTICA EM PARCELA PERMANENTE EM PROCESSO DE DESERTIFICAÇÃO COMPOSIÇÃO FLORÍSTICA EM PARCELA PERMANENTE EM PROCESSO DE DESERTIFICAÇÃO Ana Caroline Coelho Pereira da Silva (1) ; Marília Mickaele Pinheiro Carvalho (1) ; Juliano Ricardo Fabricante (2) ; José Alves

Leia mais

Editor: Fundo Brasileiro para Biodiversidade - FUNBIO

Editor: Fundo Brasileiro para Biodiversidade - FUNBIO Editor: Fundo Brasileiro para Biodiversidade - FUNBIO Este material foi produzido por Reisla Oliveira, Clemens Schlindwein, Celso Feitosa Martins, Fernando Zanella e José Araújo Duarte Junior como parte

Leia mais

INTRODUÇÃO METODOLOGIA

INTRODUÇÃO METODOLOGIA Pesquisas agronômicas das plantas medicinais nativas regulamentadas pela ANVISA Lin Chau Ming, Gabriela Granghelli Gonçalves, Maria Izabela Ferreira Departamento de Horticultura, Faculdade de Ciências

Leia mais

Projeto - Inventário Florestal de Minas Gerais Project - Forest Inventory of Minas Gerais

Projeto - Inventário Florestal de Minas Gerais Project - Forest Inventory of Minas Gerais Projeto - Inventário Florestal de Minas Gerais Project - Forest Inventory of Minas Gerais Livro Espécies Arbóreas da Flora Nativa Book Tree Species of the Native Flora Capítulo VIII Espécies de ocorrência

Leia mais

AÇAÍ AGROPECUÁRIA E SERVIÇOS LTDA

AÇAÍ AGROPECUÁRIA E SERVIÇOS LTDA COMPANHIA HIDRO ELÉTRICA DO SÃO FRANCISCO - CHESF DIRETORIA DE ENGENHARIA E CONSTRUÇÃO - DE SUPERINTENDÊNCIA DE PLANEJAMENTO DA EXPANSÃO - SPE DEPARTAMENTO DE MEIO AMBIENTE - DMA DIVISÃO DE MEIO AMBIENTE

Leia mais

DEGRADACAO AMBIENTAL EM XINGO: FITOFISIONOMIAS EM AREAS PILOTO A PARTIR DE TÉCNICAS DE SENSORIAMENTO REMOTO

DEGRADACAO AMBIENTAL EM XINGO: FITOFISIONOMIAS EM AREAS PILOTO A PARTIR DE TÉCNICAS DE SENSORIAMENTO REMOTO DEGRADACAO AMBIENTAL EM XINGO: FITOFISIONOMIAS EM AREAS PILOTO A PARTIR DE TÉCNICAS DE SENSORIAMENTO REMOTO Neison Cabral Ferreira Freire 1 Admilson P. Pacheco 2 1 Universidade Federal de Pernambuco UFPE

Leia mais

Vanusa Sousa Almeida 1,2 & Fábio Pedro Souza de Ferreira Bandeira 1

Vanusa Sousa Almeida 1,2 & Fábio Pedro Souza de Ferreira Bandeira 1 http://rodriguesia.jbrj.gov.br O significado cultural do uso de plantas da caatinga pelos quilombolas do Raso da Catarina, município de Jeremoabo, Bahia, Brasil The cultural significance of use of caatinga

Leia mais

JANAÍNA PATRÍCIA DOS SANTOS RIQUEZA E DISTRIBUIÇÃO DE ESPÉCIES ÚTEIS NO SEMI-ÁRIDO DO NORDESTE DO BRASIL

JANAÍNA PATRÍCIA DOS SANTOS RIQUEZA E DISTRIBUIÇÃO DE ESPÉCIES ÚTEIS NO SEMI-ÁRIDO DO NORDESTE DO BRASIL JANAÍNA PATRÍCIA DOS SANTOS RIQUEZA E DISTRIBUIÇÃO DE ESPÉCIES ÚTEIS NO SEMI-ÁRIDO DO NORDESTE DO BRASIL RECIFE Pernambuco Brasil Fevereiro - 2006 JANAÍNA PATRÍCIA DOS SANTOS RIQUEZA E DISTRIBUIÇÃO DE

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FFCLRP - DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENTOMOLOGIA

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FFCLRP - DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENTOMOLOGIA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FFCLRP - DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENTOMOLOGIA Adaptações comportamentais de Melipona subnitida (Apidae, Meliponini) às condições ambientais do semiárido

Leia mais

THYÊGO NUNES ALVES BARRETO DINÂMICA DE ESPÉCIES LENHOSAS EM ÁREA DE CAATINGA, FLORESTA-PE

THYÊGO NUNES ALVES BARRETO DINÂMICA DE ESPÉCIES LENHOSAS EM ÁREA DE CAATINGA, FLORESTA-PE THYÊGO NUNES ALVES BARRETO DINÂMICA DE ESPÉCIES LENHOSAS EM ÁREA DE CAATINGA, FLORESTA-PE RECIFE PE 2013 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

ENRIQUECIMENTO DO SOLO EM QUINTAIS NA TERRA INDÍGENA ARAÇÁ E SUAS APLICAÇÕES

ENRIQUECIMENTO DO SOLO EM QUINTAIS NA TERRA INDÍGENA ARAÇÁ E SUAS APLICAÇÕES ENRIQUECIMENTO DO SOLO EM QUINTAIS NA TERRA INDÍGENA ARAÇÁ E SUAS APLICAÇÕES Rachel Pinho Sonia Alfaia Robert Miller Katell Uguen Leovone Magalhães Marta Ayres Viviane Freitas Ralph Trancoso 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

Diversidade Florística na Mata do Pau-Ferro, Areia, Paraíba

Diversidade Florística na Mata do Pau-Ferro, Areia, Paraíba Diversidade Florística na Mata do Pau-Ferro, Areia, Paraíba Maria Regina de V. Barbosa, Maria de Fátima Agra, Everardo V. S. B. Sampaio, Josevaldo Pessoa da Cunha & Leonaldo Alves de Andrade 8 Resumo A

Leia mais

Núm. 37, pp. 47-61, ISSN 1405-2768; México, 2014 FLORA DE UM INSELBERG NA MESORREGIÃO AGRESTE DO ESTADO DA PARAÍBA-BRASIL

Núm. 37, pp. 47-61, ISSN 1405-2768; México, 2014 FLORA DE UM INSELBERG NA MESORREGIÃO AGRESTE DO ESTADO DA PARAÍBA-BRASIL Núm. 37, pp. 47-61, ISSN 1405-2768; México, 2014 FLORA DE UM INSELBERG NA MESORREGIÃO AGRESTE DO ESTADO DA PARAÍBA-BRASIL FLORA DE UN INSELBERG EN LA MESOREGIÓN AGRESTE DEL ESTADO DE PARAIBA, BRASIL FLORA

Leia mais

Riqueza e importância das plantas medicinais do Rio Grande do Norte

Riqueza e importância das plantas medicinais do Rio Grande do Norte REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 Volume 11 - Número 1-1º Semestre 2011 Riqueza e importância das plantas medicinais do Rio Grande do Norte Renan da Cruz Paulino 1 ; Gabrielly Paula

Leia mais

AVALIAÇÃO SILVICULTURAL DE ESPÉCIES ARBÓREAS NATIVAS REGENERANTES EM UM POVOAMENTO FLORESTAL

AVALIAÇÃO SILVICULTURAL DE ESPÉCIES ARBÓREAS NATIVAS REGENERANTES EM UM POVOAMENTO FLORESTAL AVALIAÇÃO SILVICULTURAL DE ESPÉCIES ARBÓREAS NATIVAS REGENERANTES EM UM POVOAMENTO FLORESTAL Wendy Carniello Ferreira 1, Marciel José Ferreira 2, Rodrigo Couto Santos 3, Danival Vieira de Freitas 4, Christiano

Leia mais

Padrões das síndromes de dispersão de plantas em áreas com diferentes graus de pluviosidade, PE, Brasil

Padrões das síndromes de dispersão de plantas em áreas com diferentes graus de pluviosidade, PE, Brasil Acta bot. bras. 23(4): 1040-1047. 2009 Padrões das síndromes de dispersão de plantas em áreas com diferentes graus de pluviosidade, PE, Brasil Maria Carolina Nunes Alves da Silva 1,2 e Maria Jesus Nogueira

Leia mais

DE CAMPOS DOS GOYTACAZES, RJ TREE COMMUNITY OF AN ALLUVIAL LOWLAND FOREST IN THE MUNICIPALITY OF CAMPOS DOS GOYTACAZES, RJ, BRAZIL

DE CAMPOS DOS GOYTACAZES, RJ TREE COMMUNITY OF AN ALLUVIAL LOWLAND FOREST IN THE MUNICIPALITY OF CAMPOS DOS GOYTACAZES, RJ, BRAZIL Comunidade COMUNIDADE arbórea ARBÓREA de uma floresta DE de baixada UMA FLORESTA aluvial... DE BAIXADA ALUVIAL NO MUNICÍPIO 157 DE CAMPOS DOS GOYTACAZES, RJ Fabrício Alvim Carvalho 1, João Marcelo Alvarenga

Leia mais

ESTRUTURA FITOSSOCIOLÓGICA EM UMA ÁREA DE CAATINGA NO SERIDÓ PARAIBANO PHYTOSOCIOLOGICAL STRUCTURE IN AN AREA IN CAATINGA SERIDÓ PARAIBAN

ESTRUTURA FITOSSOCIOLÓGICA EM UMA ÁREA DE CAATINGA NO SERIDÓ PARAIBANO PHYTOSOCIOLOGICAL STRUCTURE IN AN AREA IN CAATINGA SERIDÓ PARAIBAN Revista Educação Agrícola Superior Associação Brasileira de Educação Agrícola Superior - ABEAS - v.27, n.1, p.25-29, 2012. ISSN - 0101-756X - DOI: http://dx.doi.org/10.12722/0101-756x.v27n01a04 ESTRUTURA

Leia mais

Revista de Biologia e Ciências da Terra ISSN: 1519-5228 revbiocieter@yahoo.com.br Universidade Estadual da Paraíba Brasil

Revista de Biologia e Ciências da Terra ISSN: 1519-5228 revbiocieter@yahoo.com.br Universidade Estadual da Paraíba Brasil Revista de Biologia e Ciências da Terra ISSN: 1519-5228 revbiocieter@yahoo.com.br Universidade Estadual da Paraíba Brasil Brito de Melo Trovão, Dilma Maria; Silva Costa, Silvokleyo da; Silva Barbosa, Aldeni;

Leia mais

ASPECTOS FITOGEOGRÁFICOS, VEGETACIONAIS E ESTADO DE CONSERVAÇÃO DA REGIÃO DE SERRA DAS TORRES, ESPÍRITO SANTO, BRASIL

ASPECTOS FITOGEOGRÁFICOS, VEGETACIONAIS E ESTADO DE CONSERVAÇÃO DA REGIÃO DE SERRA DAS TORRES, ESPÍRITO SANTO, BRASIL ASPECTOS FITOGEOGRÁFICOS, VEGETACIONAIS E ESTADO DE CONSERVAÇÃO DA REGIÃO DE SERRA DAS TORRES, ESPÍRITO SANTO, BRASIL Luiz Fernando Silva Magnago Programa de Pós-Graduação em Botânica Universidade Federal

Leia mais

aula Bioma Caatinga recursos florestais e fauna Ciências da Natureza e Realidade Autores 2ª Edição Franklin Nelson da Cruz Gilvan Luiz Borba

aula Bioma Caatinga recursos florestais e fauna Ciências da Natureza e Realidade Autores 2ª Edição Franklin Nelson da Cruz Gilvan Luiz Borba 2ª Edição DISCIPLINA Ciências da Natureza e Realidade Bioma Caatinga recursos florestais e fauna Autores Franklin Nelson da Cruz Gilvan Luiz Borba Luiz Roberto Diz de Abreu aula 06 CI_NAT_A06_RAAR_250510.indd

Leia mais

Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro 2- vivian.bios@gmail.com 3 Universidade Federal de Mato Grosso do Sul RESUMO

Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro 2- vivian.bios@gmail.com 3 Universidade Federal de Mato Grosso do Sul RESUMO Síndromes de dispersão em remanescente de Floresta Estacional Decidual em Mato Grosso do Sul, Brasil Vivian Almeida Assunção 1,2, Ângela Lúcia Bagnatori Sartori 3, Francismeire Bonadeu 1, Valderes Bento

Leia mais

DIOGO JOSÉ OLIVEIRA PIMENTEL DINÂMICA DA VEGETAÇÃO LENHOSA EM ÁREA DE CAATINGA, FLORESTA-PE

DIOGO JOSÉ OLIVEIRA PIMENTEL DINÂMICA DA VEGETAÇÃO LENHOSA EM ÁREA DE CAATINGA, FLORESTA-PE DIOGO JOSÉ OLIVEIRA PIMENTEL DINÂMICA DA VEGETAÇÃO LENHOSA EM ÁREA DE CAATINGA, FLORESTA-PE Recife-PE 2012 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

Estrutura. Restrições para a restauração florestal. Demandas pela produção de madeira nativa. Limitações de conhecimento sobre silvicultura de nativas

Estrutura. Restrições para a restauração florestal. Demandas pela produção de madeira nativa. Limitações de conhecimento sobre silvicultura de nativas Pedro Brancalion Estrutura Restrições para a restauração florestal Demandas pela produção de madeira nativa Limitações de conhecimento sobre silvicultura de nativas Modelos de restauração voltados para

Leia mais

Levantamento da flora apícola presente em áreas de caatinga do município de Caraúbas RN

Levantamento da flora apícola presente em áreas de caatinga do município de Caraúbas RN Levantamento da flora apícola presente em áreas de caatinga do município de Caraúbas RN Demilson de Sena Benevides 1 Fabíola Gomes de Carvalho 2 Resumo O estudo procura gerar a partir do levantamento da

Leia mais

Plano de A rborização Urbana de João Pessoa 2012

Plano de A rborização Urbana de João Pessoa 2012 PREFEITURA MUNICIPAL DE JOÃO PESSOA SEMAM SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE DIEP DIRETORIA DE ESTUDOS E PESQUISAS AMBIENTAIS!!!! Plano de A rborização Urbana de João Pessoa 2012 JOÃO PESSOA/PB JANEIRO/2012

Leia mais

RESTAURAÇÃO ECOLÓGICA NO CAMPUS FIOCRUZ MATA ATLÂNTICA, RIO DE JANEIRO

RESTAURAÇÃO ECOLÓGICA NO CAMPUS FIOCRUZ MATA ATLÂNTICA, RIO DE JANEIRO RESTAURAÇÃO ECOLÓGICA NO CAMPUS FIOCRUZ MATA ATLÂNTICA, RIO DE JANEIRO Fundação Oswaldo Cruz FIOCRUZ Fundação para Desenvolvimento Científico e Tecnológico em Saúde - FIOTEC Restauração Ecológica no Campus

Leia mais

Interciencia Asociación Interciencia interciencia@ivic.ve ISSN (Versión impresa): 0378-1844 VENEZUELA

Interciencia Asociación Interciencia interciencia@ivic.ve ISSN (Versión impresa): 0378-1844 VENEZUELA Interciencia Asociación Interciencia interciencia@ivic.ve ISSN (Versión impresa): 0378-1844 VENEZUELA 2002 Ulysses Paulino de Albuquerque / Laise de Holanda Cavalcanti Andrade USO DE RECURSOS VEGETAIS

Leia mais

CLASSES DE VEGETAÇÃO

CLASSES DE VEGETAÇÃO CLASSES DE VEGETAÇÃO Nomenclatura Botânica nome comum X nome científico Erva cidreira Cymbopogon citratus Melissa officinalis Lippia alba Forrações O termo forração diz respeito àquelas espécies geralmente

Leia mais

LEVANTAMENTO PRELIMINAR DA VEGETAÇÃO RUDERAL DA CIDADE DE JOÃO PESSOA - PB

LEVANTAMENTO PRELIMINAR DA VEGETAÇÃO RUDERAL DA CIDADE DE JOÃO PESSOA - PB LEVANTAMENTO PRELIMINAR DA VEGETAÇÃO RUDERAL DA CIDADE DE JOÃO PESSOA - PB Roméria Santana da Silva Souza Instituto Federal de Ciência e Tecnologia da Paraíba IFPB romeriasantana2@gmail.com Hermes de Oliveira

Leia mais

QUANTIFICAÇÃO DE BIOMASSA ARBÓREA E ESTOQUE DE CARBONO EM ESPÉCIES DA CAATINGA

QUANTIFICAÇÃO DE BIOMASSA ARBÓREA E ESTOQUE DE CARBONO EM ESPÉCIES DA CAATINGA QUANTIFICAÇÃO DE BIOMASSA ARBÓREA E ESTOQUE DE CARBONO EM ESPÉCIES DA CAATINGA Aline Pereira das Virgens (1) Patrícia Anjos Bittencourt Barreto (2) Alessandro de Paula (2) Paulo Henrique Marques Monroe

Leia mais

LEVANTAMENTO FLORÍSTICO DE DOIS FRAGMENTOS DE MATA ATLÂNTICA DOS MUNICÍPIOS DE AMARGOSA

LEVANTAMENTO FLORÍSTICO DE DOIS FRAGMENTOS DE MATA ATLÂNTICA DOS MUNICÍPIOS DE AMARGOSA LEVANTAMENTO FLORÍSTICO DE DOIS FRAGMENTOS DE MATA ATLÂNTICA DOS MUNICÍPIOS DE AMARGOSA E ELÍSIO MEDRADO, BAHIA, BRASIL MARIA AUXILIADORA DE ANDRADE COSTA1,2& MARIA LENISE SILVA GUEDES1 1Universidade Federal

Leia mais

FITOSSOCIOLOGIA DO COMPONENTE ARBUSTIVO-ARBÓREO DE FLORESTAS

FITOSSOCIOLOGIA DO COMPONENTE ARBUSTIVO-ARBÓREO DE FLORESTAS FITOSSOCIOLOGIA DO COMPONENTE ARBUSTIVO-ARBÓREO DE FLORESTAS SEMIDECÍDUAS COSTEIRAS DA REGIÃO DE EMERENÇAS, ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL DO PAU BRASIL, ARMAÇÃO DOS BÚZIOS, RIO DE JANEIRO, BRASIL Bruno Coutinho

Leia mais

DE MUDAS DE ESPÉCIES FLORESTAIS

DE MUDAS DE ESPÉCIES FLORESTAIS MANUAL DE IDENTIFICAÇÃO DE MUDAS DE ESPÉCIES FLORESTAIS 2ª EDIÇÃO MEIO AMBIENTE Apresentação O Programa de Reflorestamento da Cidade do Rio de Janeiro, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente,

Leia mais

P01 - Portaria QUANTIDADE UNIDADE DENSIDADE

P01 - Portaria QUANTIDADE UNIDADE DENSIDADE P01 - Portaria Nº TIPO NOME CIENTÍFICO NOME POPULAR 1 ARB Lantana camara Lantana 11 UNID 0,15 a 0,40 Dist 0,50 a 1,00m 2 ARB Heliconia psitacorum Heliconia 56 m² 0,20 a 0,40 16/9 md/m² 3 ARB Jatropha multifida

Leia mais

Composição florística de um fragmento de caatinga do município de Itapetim, Pernambuco

Composição florística de um fragmento de caatinga do município de Itapetim, Pernambuco SCIENTIA PLENA VOL. 8, NUM. 4 2012 www.scientiaplena.org.br Composição florística de um fragmento de caatinga do município de Itapetim, Pernambuco E. C. A. Silva 1 ; I. S. Lopes 1 ; J. L. Silva 1 1 Programa

Leia mais

OS VEGETAIS COM POTENCIAL FITOTERÁPICO DO COMPLEXO ALUÍZIO CAMPOS, CAMPINA GRANDE-PB

OS VEGETAIS COM POTENCIAL FITOTERÁPICO DO COMPLEXO ALUÍZIO CAMPOS, CAMPINA GRANDE-PB OS VEGETAIS COM POTENCIAL FITOTERÁPICO DO COMPLEXO ALUÍZIO CAMPOS, CAMPINA GRANDE-PB VEGETABLES WITH POTENTIAL HERBAL COMPLEX ALUÍZIO CAMPOS, CAMPINA GRANDE-PB Helder Neves de ALBUQUERQUE 1, Djalma José

Leia mais

Revista do CERES Volume 1, Número 2 2015 http://www.cerescaico.ufrn.br/ceres/

Revista do CERES Volume 1, Número 2 2015 http://www.cerescaico.ufrn.br/ceres/ Revista do CERES Volume 1, Número 2 2015 http://www.cerescaico.ufrn.br/ceres/ A IMPORTÂNCIA BIOGEOGRÁFICA DAS ÁREAS ALAGADIÇAS NA REGIÃO SEMIÁRIDA: O CASO DO GEOSSISTEMA DA DEPRESSÃO SERTANEJA DOS MUNICÍPIOS

Leia mais

Anexo I. 1 Introdução

Anexo I. 1 Introdução Anexo I Modelo para Elaboração de Projeto de Recuperação de Danos decorrentes da Infração ou Recuperação de Áreas Degradadas para fins de Conversão de Multa (Art. 140, I e II do Decreto nº. 6.514 de 22

Leia mais

ANÁLISE DA VEGETAÇÃO DE UM FRAGMENTO DE CAATINGA NA MICROBACIA HIDROGRÁFICA DO AÇUDE JATOBÁ - PARAÍBA

ANÁLISE DA VEGETAÇÃO DE UM FRAGMENTO DE CAATINGA NA MICROBACIA HIDROGRÁFICA DO AÇUDE JATOBÁ - PARAÍBA UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE SAÚDE E TECNOLOGIA RURAL UNIDADE ACADÊMICA DE ENGENHARIA FLORESTAL CAMPUS DE PATOS - PB ANÁLISE DA VEGETAÇÃO DE UM FRAGMENTO DE CAATINGA NA MICROBACIA HIDROGRÁFICA

Leia mais

Conhecimento botânico tradicional e conservação em uma área de caatinga. 273

Conhecimento botânico tradicional e conservação em uma área de caatinga. 273 Conhecimento botânico tradicional e conservação em uma área de caatinga. 273 CONHECIMENTO O BOTÂNICO TRADICIONAL AL E CONSERVAÇÃ ÇÃO O EM UMA ÁREA DE CAATINGA NO ESTADO DE PERNAMB AMBUCO, NORDESTE DO BRASIL

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA MESTRADO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA AMBIENTAL ADRIANO MELO CORDEIRO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA MESTRADO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA AMBIENTAL ADRIANO MELO CORDEIRO UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA MESTRADO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA AMBIENTAL ADRIANO MELO CORDEIRO ESTRUTURA E DIVERSIDADE DA VEGETAÇÃO DE CAATINGA EM ÁREAS SERRANAS NO TRÓPICO

Leia mais

ECOFOR: Biodiversidade e funcionamento de ecossistemas em áreas alteradas pelo homem nas Florestas Amazônica e Atlântica Simone Vieira NEPAM/UNICAMP

ECOFOR: Biodiversidade e funcionamento de ecossistemas em áreas alteradas pelo homem nas Florestas Amazônica e Atlântica Simone Vieira NEPAM/UNICAMP ECOFOR: Biodiversidade e funcionamento de ecossistemas em áreas alteradas pelo homem nas Florestas Amazônica e Atlântica Simone Vieira NEPAM/UNICAMP i) Impactos das alterações humanas sobre o funcionamento

Leia mais

MOISÉS SILVA DOS SANTOS INFLUÊNCIA DE DIFERENTES NÍVEIS DE USO SOBRE A REGENERAÇÃO NATURAL EM AMBIENTE DE CAATINGA NO MUNICÍPIO DE FLORESTA, PE

MOISÉS SILVA DOS SANTOS INFLUÊNCIA DE DIFERENTES NÍVEIS DE USO SOBRE A REGENERAÇÃO NATURAL EM AMBIENTE DE CAATINGA NO MUNICÍPIO DE FLORESTA, PE MOISÉS SILVA DOS SANTOS INFLUÊNCIA DE DIFERENTES NÍVEIS DE USO SOBRE A REGENERAÇÃO NATURAL EM AMBIENTE DE CAATINGA NO MUNICÍPIO DE FLORESTA, PE RECIFE PE 2013 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL

Leia mais