CAP. 21 REGIÃO NORDESTE. Prof. Clésio Farrapo

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CAP. 21 REGIÃO NORDESTE. Prof. Clésio Farrapo"

Transcrição

1 CAP. 21 REGIÃO NORDESTE Prof. Clésio Farrapo

2

3 1 CARACTERIZAÇÃO FÍSICA DAS SUB-REGIÕES DO NE A Região Nordeste é formada por nove estados: Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco (incluindo o Distrito Estadual de Fernando de Noronha), alagoas, Sergipe e Bahia. Área: km² (18,25% do total do país) População em 2007: hab (27,55% da população do país).

4

5 Zona da Mata Se estende do Rio Grande do Norte ao Sul da Bahia. Situa-se em relevo de planícies e tabuleiros litorâneos, uma faixa que chega a atingir 200 km de largura. Em clima tropical úmido, desenvolvia-se a Mata Atlântica, hoje quase que totalmente devastada por séculos de ocupação. É nessa área que aparece o massapé, um dos solos mais férteis do Brasil rico em matéria orgânica e oriundo da decomposição do calcário.

6 Agreste Se estende do Rio Grande do Norte até o sul da Bahia. É uma faixa de terra situada entre o litoral mais úmido (Zona da Mata) e o Sertão semiárido, correspondendo, em parte, ao espaço ocupado pelo Planalto da Borborema.

7 Sertão Abrange o Ceará e parte dos estados do Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Sergipe, Alagoas, e Bahia. Estende-se pelos Chapadas da Bacia do Parnaíba e pela Depressão Sertaneja do São Francisco. O clima é semiárido (chuvas escassas); há solos pedregosos, vegetação de caatinga e rios intermitentes. Processos de intensa degradação fazem avançar o processo de desertificação (Gilbués PI; Seridó RN; Irauçuba CE; Cabrobó PE).

8

9 Meio-Norte Abrange o maranhao e o piaui. No relevo, encontram-se planicie litoranea, Planaltos e Chapadas da Bacia do Parnaíba e Depressão do Tocantins. O clima tropical predomina, mas também aparece o clima equatorial úmido a Oeste do maranhao e o semiarido, a Leste do piaui. A Floresta Equatorial a Oeste é substituída pela Mata dos Cocais ao Norte; a Leste, predomina a caatinga e ao Sul o cerrado. No litoral aparecem os mangues.

10 Regiões Geoeconômicas do NE para formular estratégias de desenvolvimento regional, a divisao geoeconomica é a mais utilizada pois considera, além dos aspectos geográficos, a situação ecoambiental e antropocultural do NE, dividindo-o em nove regiões geoeconômicas: Litoral-Mata, Pré- Amazônia, Parnaíba, Sertão Setentrional, Agreste Oriental, São Francisco, Agreste Meridional e Cerrado.

11

12 2 OCUPAÇÃO TERRITORIAL Séculos XVI e XVII a produção de cana-deaçúcar desenvolveu-se em áreas litorâneas de PE e BA. Latifúndio monocultor Sistema escravocrata Entre as atividades complementares estavam: Cultivos de subsistência Pecuária (inicialmente na Zona da Mata e foi empurrada para o interior Sertão promovendo a ocupação efetiva dos estados do PI, CE e MA).

13 A economia nordestina entra em declínio entre os XVIII e XIX : Descoberta de minerais preciosos no interior do país. Transferência da capital de Salvador para o Rio de Janeiro (1763). Além destes, outros fatores acentuaram o declínio da produção de açúcar e aumentaram os problemas econômicos e sociais da região. Coronelismo Irregularidade das chuvas.

14

15 3 O NORDESTE ATUAL: ECONOMIA E RECURSOS NATURAIS Nas últimas décadas do séc. XX houve um maior dinamismo na economia nordestina principalmente no setor industrial, agrário e de serviços. Com a criação da SUDENE houve a montagem de importantes e modernos centros industriais. Porém, de forma concentrada (BA, PE e CE principalmente nas capitais) com destaque para as indústrias de transformação e de confecções.

16 A partir da década de 1990 com o processo de desconcentração industrial, os governos estaduais têm investido em infraestrutura e oferecido vantagens para atrair indústrias. Quanto ao setor agrícola, destacam-se duas importantes monoculturas cultivadas na Zona da Mata: a cana-de-açúcar, especialmente em Alagoas e Pernambuco, e o cacau, no Sul da Bahia.

17 No Meio-Norte, além da agricultura tradicional (cana, soja, mandioca, arroz) e do extrativismo vegetal (babaçu, carnaúba), tem crescido as plantações de soja no sul dos estados do MA e PI cultivo que se estende até o sertão, chegando ao oeste da Bahia. No sertão subsiste a agricultura tradicional, cultivada nos vales mais úmidos e nas encostas e pés de serras. Milho, arroz, feijão, mandioca, algodão e cana-de-açúcar são as principais culturas.

18

19 A fruticultura irrigada no NE adquire cada vez mais importância não apenas no mercado interno, mas também para a exportação Vale do São Francisco: uvas e mangas Vale do Açu no RN: melão e manga Sertão do Ceará: acerola, melão, além de flores. Os maiores produtores: Melão: Polo Açu/Mossoró (RN) Manga, banana, coco, uva, goiaba, melão e pinha: Polo Petrolina/Juazeiro (PE/BA)

20

21 Fatores que oferecem vantagens à fruticultura do NE: Mão de obra barata e disponível Preços atrativos das terras Localização do NE em relação à Europa e as EUA (reduzindo o tempo e o custo de transporte)

22 Pecuária Predomina a criação de animais de pequeno porte como asininos (jumentos, mulas e burros), caprinos (cabras), ovinos (ovelha) e suínos (porcos). No sertão é praticada de forma extensiva. No agreste a criação de bovinos vem se desenvolvendo ultimamente, além da pecuária leiteira para o abastecimento da Zona da Mata.

23 Turismo Atividade econômica de grande importância, desenvolvido a partir das potencialidades naturais e dos atrativos culturais. O NE conta com diversos parques nacionais, entre eles o da Serra da Capivara (PI), com grande concentração de sítios arqueológicos e pinturas rupestres, o Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha (distrito estadual de PE), o Parque Nacional da Chapada Diamantina (BA), o Parque Nacional de Ubajara (CE).

24

25 Entre os eventos culturais destacam-se: Carnaval: Salvador, Olinda e Recife. Festas juninas: Caruaru e Campina Grande. Patrimônios Culturais da Humanidade: Olinda (PE), São Luís (MA), Salvador (BA) e São Raimundo Nonato no Parque Nacional da Capivara (PI).

26

27 Recursos Naturais Petróleo e gás natural: CE, SE, RN e BA. O Rio Grande do Norte ainda se sobressai como o maior produtor de sal marinho do país.

28 4 INDICADORES SOCIAIS, POPULAÇÃO E URBANIZAÇÃO A Região Nordeste ainda responde pelos índices de qualidade de vida mais baixos do país. Problemas sociais como elevadas taxas de mortalidade infantil e de analfabetismo, baixos salários, grande concentração de renda e das terras também alcançam números que superam os de outras regiões.

29 De povoamento antigo, a Zona da Mata continua sendo a sub-região mais importante do Nordeste, concentrando seis capitais e a maior parte da população. Salvador e Recife são as principais cidades, destacando-se ainda como áreas industriais. A população do Meio-Norte é relativamente pouco numerosa, e o Agreste apresenta densidade demográfica inferior à da Zona da Mata. Apesar de ser a maior sub-região do NE, o Sertão apresenta baixa densidade demográfica, com regiões mais povoadas no vale do São Francisco e no litoral do Ceará. Em épocas de seca boa parte da população migra para outras regiões e muitos não retornam.

30

31 Quanto à hierarquia das cidades, as três maiores metrópoles do Nordeste (Salvador, Recife e Fortaleza) localizam-se no litoral. As outras capitais dos estados do NE(São Luís, Maceió, Natal, Teresina, João Pessoa e Aracajú) são centros regionais, como Ilhéus- Itabuna, no Litoral-Mata Baiano, Feira de Santana, no Agreste Baiano, Petrolina- Juazeiro, no São Francisco Pernambucano e Baiano.

32

33 Dos centros urbanos de primeira ordem destacam-se: Campina Grande, no Agreste Paraibano, Crato-Juazeiro do Norte no Sertão Cearense, Vitória da Conquista no Agreste Baiano, Caruaru no Agreste Pernambucano, Mossoró no Litoral Potiguar, Imperatriz na Pré- Amazônia.

34

CONTEÚDO E HABILIDADES APRENDER A APRENDER APRENDER A APRENDER FAZENDO E APRENDENDO GEOGRAFIA. Aula 23.2 Conteúdo. Região Nordeste

CONTEÚDO E HABILIDADES APRENDER A APRENDER APRENDER A APRENDER FAZENDO E APRENDENDO GEOGRAFIA. Aula 23.2 Conteúdo. Região Nordeste Aula 23.2 Conteúdo Região Nordeste 2 Habilidades Entender as principais características, físicas, econômicas e sociais da região Nordeste. 3 Sub-Regiões nordestinas Meio Norte: Área de transição entre

Leia mais

Complexo regional do Nordeste

Complexo regional do Nordeste Antônio Cruz/ Abr Luiz C. Ribeiro/ Shutterstock gary yim/ Shutterstock Valter Campanato/ ABr Complexo regional do Nordeste Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, MA. Sertão de Pai Pedro, MG. O norte

Leia mais

1) INSTRUÇÃO: Para responder à questão, considere as afirmativas a seguir, sobre a Região Nordeste do Brasil.

1) INSTRUÇÃO: Para responder à questão, considere as afirmativas a seguir, sobre a Região Nordeste do Brasil. Marque com um a resposta correta. 1) INSTRUÇÃO: Para responder à questão, considere as afirmativas a seguir, sobre a Região Nordeste do Brasil. I. A região Nordeste é a maior região do país, concentrando

Leia mais

Domínios Morfoclimáticos

Domínios Morfoclimáticos Domínios Morfoclimáticos Os domínios morfoclimáticos representam a interação e a integração do clima, relevo e vegetação que resultam na formação de uma paisagem passível de ser individualizada. Domínios

Leia mais

Prof. Franco Augusto

Prof. Franco Augusto Prof. Franco Augusto A Zona da Mata é uma sub-região costeira da Região Nordeste do Brasil que se estende do estado do Rio Grande do Norte até o sul da Bahia, formada por uma estreita faixa de terra

Leia mais

CENTRO DE ESTUDOS PSICOPEDAGÓGICOS DE MACEIÓ PROFª. MÔNICA GUIMARÃES GEOGRAFIA - 7º ANO

CENTRO DE ESTUDOS PSICOPEDAGÓGICOS DE MACEIÓ PROFª. MÔNICA GUIMARÃES GEOGRAFIA - 7º ANO CENTRO DE ESTUDOS PSICOPEDAGÓGICOS DE MACEIÓ PROFª. MÔNICA GUIMARÃES GEOGRAFIA - 7º ANO REGIÃO NORDESTE AS SUB-REGIÕES DO NORDESTE ZONA DA MATA AGRESTE SERTÃO MEIO-NORTE MEIO NORTE SERTÃO ZONA DA MATA

Leia mais

REGIÃO NORDESTE. As sub-regiões do Nordeste 2ª unidade

REGIÃO NORDESTE. As sub-regiões do Nordeste 2ª unidade REGIÃO NORDESTE As sub-regiões do Nordeste 2ª unidade NORDESTE Características gerais 9 Estados / 18, 25% do território do Brasil; 2ª maior população regional; Área de colonização mais antiga; A maior

Leia mais

. a d iza r to u a ia p ó C II

. a d iza r to u a ia p ó C II II Sugestões de avaliação Geografia 7 o ano Unidade 5 5 Unidade 5 Nome: Data: 1. Complete o quadro com as características dos tipos de clima da região Nordeste. Tipo de clima Área de ocorrência Características

Leia mais

Prova bimestral 5 o ano 2 o Bimestre

Prova bimestral 5 o ano 2 o Bimestre Prova bimestral 5 o ano 2 o Bimestre geografia Escola: Nome: Data: / / Turma: Leia o trecho da letra da música abaixo e, em seguida, responda às questões. [...] Eu já cantei no Pará Toquei sanfona em Belém

Leia mais

Quando olhei a terra ardente...

Quando olhei a terra ardente... Quando olhei a terra ardente... A UU L AL A Nesta aula estudaremos a região Nordeste, identificando suas principais características e sua importância para o país. Para entender suas paisagens, vamos avaliar

Leia mais

Região Nordeste Expedição 5 Expedições Geográficas (Melhem e Sérgio Adas) Geografia 7ºano Profª Bruna Andrade

Região Nordeste Expedição 5 Expedições Geográficas (Melhem e Sérgio Adas) Geografia 7ºano Profª Bruna Andrade Região Nordeste Expedição 5 Expedições Geográficas (Melhem e Sérgio Adas) Geografia 7ºano Profª Bruna Andrade 1. Características gerais : Nordeste uma região de contrastes Foi no litoral do Nordeste que

Leia mais

Brasil e suas Organizações políticas e administrativas. Brasil Atual 27 unidades político-administrativas 26 estados e distrito federal

Brasil e suas Organizações políticas e administrativas. Brasil Atual 27 unidades político-administrativas 26 estados e distrito federal Brasil e suas Organizações políticas e administrativas GEOGRAFIA Em 1938 Getúlio Vargas almejando conhecer o território brasileiro e dados referentes a população deste país funda o IBGE ( Instituto Brasileiro

Leia mais

A região Nordeste e seus aspectos econômicos e sociais. As atividades econômicas

A região Nordeste e seus aspectos econômicos e sociais. As atividades econômicas A região Nordeste e seus aspectos econômicos e sociais As atividades econômicas Conforme o mapa mostra, de todas as capitais nordestinas, apenas Teresina, capital do Piauí, não está voltada para o Oceano

Leia mais

BRASIL: Informações Gerais sobre as diferentes regiões

BRASIL: Informações Gerais sobre as diferentes regiões BRASIL: Informações Gerais sobre as diferentes regiões O Brasil encontra-se política e geograficamente dividido em cinco regiões distintas, que possuem traços comuns no que se refere aos aspectos físicos,

Leia mais

Biomas Brasileiros. 1. Bioma Floresta Amazônica. 2. Bioma Caatinga. 3. Bioma Cerrado. 4. Bioma Mata Atlântica. 5. Bioma Pantanal Mato- Grossense

Biomas Brasileiros. 1. Bioma Floresta Amazônica. 2. Bioma Caatinga. 3. Bioma Cerrado. 4. Bioma Mata Atlântica. 5. Bioma Pantanal Mato- Grossense Biomas Brasileiros 1. Bioma Floresta Amazônica 2. Bioma Caatinga 3. Bioma Cerrado 4. Bioma Mata Atlântica 5. Bioma Pantanal Mato- Grossense 6. Bioma Pampas BIOMAS BRASILEIROS BIOMA FLORESTA AMAZÔNICA

Leia mais

Colégio São Paulo Geografia Prof. Eder Rubens - 2013

Colégio São Paulo Geografia Prof. Eder Rubens - 2013 Colégio São Paulo Geografia Prof. Eder Rubens - 2013 CAP. 02 O território brasileiro e suas regiões.( 7º ano) *Brasil é dividido em 26 estados e um Distrito Federal (DF), organizados em regiões. * As divisões

Leia mais

Profª: Sabrine V. Welzel

Profª: Sabrine V. Welzel As sub-regiões do Nordeste 7 ano O Nordeste, como as demais regiões do Brasil, não é homogêneo. Para efeito de estudo, costumamos dividir a região em quatro áreas definidas de acordo com o clima, a vegetação

Leia mais

BRASIL REGIONALIZAÇÕES. Mapa II

BRASIL REGIONALIZAÇÕES. Mapa II BRASIL REGIONALIZAÇÕES QUESTÃO 01 - Baseado na regionalização brasileira, apresentados pelos dois mapas a seguir, é INCORRETO afirmar que: Mapa I Mapa II A B D C a. ( ) O mapa II apresenta a divisão do

Leia mais

Fatores que proporcionam a grande produção e variedade agrícola:

Fatores que proporcionam a grande produção e variedade agrícola: Fatores que proporcionam a grande produção e variedade agrícola: Muito extenso Solos férteis Clima variado Bom regime pluviométrico Extensas planícies Cultivo variado Problemas: Falta de reforma agrária

Leia mais

NARRATIVA DO MONITOR DAS SECAS DO MÊS DE JUNHO DE 2015

NARRATIVA DO MONITOR DAS SECAS DO MÊS DE JUNHO DE 2015 NARRATIVA DO MONITOR DAS SECAS DO MÊS DE JUNHO DE 2015 Condições Meteorológicas do Mês de Junho de 2015 Historicamente, conforme pode ser observada na figura 1 (b), no mês de junho, o litoral oeste do

Leia mais

desmatamento acentuado que ocorre no Estado, principalmente nas nascentes e nas margens dos rios.

desmatamento acentuado que ocorre no Estado, principalmente nas nascentes e nas margens dos rios. O Estado do Piauí Situado entre 2º 44' 49" e 10º 55' 05" de latitude sul e entre 40º 22' 12" e 45º 59' 42" de longitude oeste, o Estado do Piauí limita-se com os Estados do Ceará e Pernambuco a leste,

Leia mais

Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires

Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires Professor: Josiane Vill Disciplina: Geografia Série: 1ª Ano Tema da aula: Dinâmica Climática e Formações Vegetais no Brasil Objetivo da aula: conhecer a diversidade

Leia mais

A BIOSFERA DO BRASIL (I) AULAS 34 E 35

A BIOSFERA DO BRASIL (I) AULAS 34 E 35 A BIOSFERA DO BRASIL (I) AULAS 34 E 35 OS BIOMAS DO BRASIL: (Aziz Ab Saber) O que se leva em consideração nesses domínios morfoclimáticos? Clima. Relevo. Solo. Vegetação. Vida. História da Terra e da ocupação

Leia mais

DOMÍNIO DOS MARES DE MORROS

DOMÍNIO DOS MARES DE MORROS DOMÍNIO DOS MARES DE MORROS Situação Geográfica Este domínio estende-se se do sul do Brasil até o Estado da Paraíba (no nordeste), obtendo uma área total de aproximadamente 1.000.000 km².. Situado mais

Leia mais

FORMAÇÃO VEGETAL BRASILEIRA. DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS Aziz Ab`Saber. Ipê Amarelo

FORMAÇÃO VEGETAL BRASILEIRA. DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS Aziz Ab`Saber. Ipê Amarelo FORMAÇÃO VEGETAL BRASILEIRA DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS Aziz Ab`Saber Ipê Amarelo Fatores que influenciam na distribuição das formações vegetais: Clima 1. Temperatura; 2. Umidade; 3. Massas de ar; 4. Incidência

Leia mais

UFSC. Resposta: 01 + 02 = 03. Comentário

UFSC. Resposta: 01 + 02 = 03. Comentário Resposta: 01 + 02 = 03 01. Correta. 04. Incorreta. O número de trabalhadores no setor primário, principalmente na agropecuária, continuou diminuindo devido à automação. O aumento ocorreu no setor de serviço.

Leia mais

Vegetação. Solo. Relevo. Clima. Hidrografia

Vegetação. Solo. Relevo. Clima. Hidrografia Vegetação Solo Relevo Clima Hidrografia VEGETAÇÃO E SOLOS HETEROGÊNEA CALOR E UMIDADE RÁPIDA DECOMPOSIÇÃO/FERTILIDADE. NUTRIENTES ORGÂNICOS E MINERAIS (SERRAPILHEIRA). EM GERAL OS SOLOS SÃO ÁCIDOS E INTEMPERIZADOS.

Leia mais

O TERRITÓRIO BRASILEIRO. 6. Fronteiras Terrestres

O TERRITÓRIO BRASILEIRO. 6. Fronteiras Terrestres O TERRITÓRIO BRASILEIRO 6. Fronteiras Terrestres Até o começo do século XVII, os colonizadores se concentraram em cidades fundadas na região litorânea do Brasil, principalmente no Nordeste. A principal

Leia mais

GEOGRAFIA LISTA DE RECUPERAÇÃO - 7º ANO RECUPERAÇÃO FINAL 2015 1. Objetivas:

GEOGRAFIA LISTA DE RECUPERAÇÃO - 7º ANO RECUPERAÇÃO FINAL 2015 1. Objetivas: GEOGRAFIA Objetivas: 01 No último século, o Brasil deixou de ser um país essencialmente rural e se tornou um país urbano-industrial. Nesse processo, foram muitas as mudanças em seu espaço geográfico, especialmente

Leia mais

AULAS DE RECUPERAÇÃO FINAL 7º ANO: AULAS 6, 7, 20, 27, 34 e 35,36 e 37 E 53.

AULAS DE RECUPERAÇÃO FINAL 7º ANO: AULAS 6, 7, 20, 27, 34 e 35,36 e 37 E 53. AULAS DE RECUPERAÇÃO FINAL 7º ANO: AULAS 6, 7, 20, 27, 34 e 35,36 e 37 E 53. AULAS 6 e 7: O RELEVO BRASILEIRO PLANALTOS BRASILEIROS: Muito desgastados, antigos, conhecidos também como cinturões orogênicos

Leia mais

TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRNTE 8 A - aula 25. Profº André Tomasini

TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRNTE 8 A - aula 25. Profº André Tomasini TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRNTE 8 A - aula 25 Profº André Tomasini Localizado na Região Centro-Oeste. Campos inundados na estação das chuvas (verão) áreas de florestas equatorial e tropical. Nas áreas mais

Leia mais

DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES GEOGRAFIA DESAFIO DO DIA. Aula 21.1 Conteúdo. Região Sudeste

DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES GEOGRAFIA DESAFIO DO DIA. Aula 21.1 Conteúdo. Região Sudeste CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA Aula 21.1 Conteúdo Região Sudeste 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA

Leia mais

GEOGRAFIA / 2º ANO PROF. SÉRGIO RICARDO

GEOGRAFIA / 2º ANO PROF. SÉRGIO RICARDO GEOGRAFIA / 2º ANO PROF. SÉRGIO RICARDO Regionalização do Brasil e as Características Regionais As enormes diferenças naturais e as grandes disparidades sócio-econômicas são fatores que influenciam na

Leia mais

Respostas das questões sobre as regiões do Brasil

Respostas das questões sobre as regiões do Brasil Respostas das questões sobre as regiões do Brasil Região Norte 1. Qual a diferença entre região Norte, Amazônia Legal e Amazônia Internacional? A região Norte é um conjunto de 7 estados e estes estados

Leia mais

A atividade agrícola e o espaço agrário. Prof. Bruno Batista

A atividade agrícola e o espaço agrário. Prof. Bruno Batista A atividade agrícola e o espaço agrário Prof. Bruno Batista A agropecuária É uma atividade primária; É obtida de forma muito heterogênea no mundo países desenvolvidos com agricultura moderna, e países

Leia mais

As diferentes características físicas (clima, vegetação, quantidade de chuva, etc.) encontradas no

As diferentes características físicas (clima, vegetação, quantidade de chuva, etc.) encontradas no COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION Lições de Português e História - 4º ano Leia o texto abaixo para responder as questões de Língua Portuguesa da semana: Região Nordeste O Nordeste brasileiro ocupa uma área

Leia mais

Geografia Fascículo 11 Fernanda Zuquim Guilherme De Benedictis

Geografia Fascículo 11 Fernanda Zuquim Guilherme De Benedictis Geografia Fascículo 11 Fernanda Zuquim Guilherme De Benedictis Índice Nordeste Resumo Teórico...1 Exercícios...5 Gabarito...7 Nordeste Resumo Teórico Pobreza e Potencial de Crescimento O Nordeste brasileiro

Leia mais

Prof.: Anderson José Soares (Unama) A Região Nordeste apresenta aspectos bem diferenciados no seu espaço geográfico, como...

Prof.: Anderson José Soares (Unama) A Região Nordeste apresenta aspectos bem diferenciados no seu espaço geográfico, como... GOIÂNIA, / / 2015 No Anhanguera você é Prof.: Anderson José Soares DISCIPLINA: Geografia SÉRIE:7º ALUNO (a): + Enem Lista de atividades P2 Bimestre:2 01 - O Nordeste é a região que possui a maior quantidade

Leia mais

Ciências Humanas e suas Tecnologias - Geografia Ensino Médio, 1 Série Divisão e Dinâmica Regional Brasileira

Ciências Humanas e suas Tecnologias - Geografia Ensino Médio, 1 Série Divisão e Dinâmica Regional Brasileira Ciências Humanas e suas Tecnologias - Geografia Ensino Médio, 1 Série INTRODUÇÃO 1ª PARTE: DIVISÃO REGIONAL DO BRASIL 2ª PARTE: DINÂMICA REGIONAL BRASILEIRA Regionalização A divisão de um espaço ou território

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2005

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2005 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2005 Cria a Zona Franca de São Luís, no Estado do Maranhão. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1º Fica criada a Zona Franca de São Luís, no Estado do Maranhão, definida

Leia mais

CP/CAEM/2005 1ª AVALIAÇÃO FORMATIVA - 2005 FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO

CP/CAEM/2005 1ª AVALIAÇÃO FORMATIVA - 2005 FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO CP/CAEM/05 1ª AVALIAÇÃO FORMATIVA - 05 FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA DO BRASIL 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) Analisar os fatores fisiográficos do espaço territorial do Brasil, concluindo sobre a influência

Leia mais

Recursos Hídricos GEOGRAFIA DAVI PAULINO

Recursos Hídricos GEOGRAFIA DAVI PAULINO Recursos Hídricos GEOGRAFIA DAVI PAULINO Bacia Hidrográfica Área drenada por um conjunto de rios que, juntos, formam uma rede hidrográfica, que se forma de acordo com elementos fundamentais como o clima

Leia mais

EXERCÍCIOS ON LINE IRINO GEOGRAFIA 7º ANO 2014

EXERCÍCIOS ON LINE IRINO GEOGRAFIA 7º ANO 2014 EXERCÍCIOS ON LINE IRINO GEOGRAFIA 7º ANO 2014 1 - A região Nordeste do Brasil apresenta 1.554.257,0 quilômetros quadrados, essa área do território brasileiro apresenta grandes diferenças em aspectos como

Leia mais

CORREÇÃO DAS ATIVIDADES DE SALA E TAREFAS.

CORREÇÃO DAS ATIVIDADES DE SALA E TAREFAS. Aula 19: Conhecendo a hidrosfera do Brasil I CORREÇÃO DAS ATIVIDADES DE SALA E TAREFAS. Correção atividade sala: PG 3: Canadá, Brasil, EUA, Canadá, R.U etc... Bolívia, República do Congo, Mongólia, etc...

Leia mais

SIMPÓSIO POLO GESSEIRO DO ARARIPE: POTENCIALIDADES, PROBLEMAS E SOLUÇÕES. Recife 12 a 14 de agosto de 2014 Salão Nobre da UFRPE

SIMPÓSIO POLO GESSEIRO DO ARARIPE: POTENCIALIDADES, PROBLEMAS E SOLUÇÕES. Recife 12 a 14 de agosto de 2014 Salão Nobre da UFRPE SIMPÓSIO POLO GESSEIRO DO ARARIPE: POTENCIALIDADES, PROBLEMAS E SOLUÇÕES Recife 12 a 14 de agosto de 2014 Salão Nobre da UFRPE O Território do Sertão do Araripe é formado por 10 municípios: Araripina,

Leia mais

Definição. Unidade Territorial com características naturais bem. Por essa razão, muitas vezes o termo é usado

Definição. Unidade Territorial com características naturais bem. Por essa razão, muitas vezes o termo é usado Definição Compreende-se como sendo uma Unidade Territorial com características naturais bem marcantes e que o individualizam. Por essa razão, muitas vezes o termo é usado como sinônimo para identificar

Leia mais

Interior de SP. Mailing Jornais

Interior de SP. Mailing Jornais São Paulo AGORA SÃO PAULO BRASIL ECONÔMICO D.C.I. DESTAK (SP) DIÁRIO DO COMMERCIO (SP) DIÁRIO DE SÃO PAULO DIÁRIO DO GRANDE ABC EMPREGO JÁ (SP) EMPREGOS & CONCURSOS (SP) EMPRESAS & NEGÓCIOS (SP) FOLHA

Leia mais

NORDESTE. Jonathan Kreutzfeld

NORDESTE. Jonathan Kreutzfeld NORDESTE Jonathan Kreutzfeld Características básicas Área: 1,5 milhões de km2 População: 53 milhões Pib per capita: 8,4 mil SUB REGIÕES DO NORDESTE ASPECTOS FÍSICOS RELEVO CLIMA PARNAÍBA BORBOREMA SERTÃO

Leia mais

REDES HIDROGRÁFICAS SÃO TODOS OS RECURSOS HIDROGRÁFICAS DE UM PAÍS, COMPOSTOS GERALMENTE PELOS RIOS, LAGOS E REPRESAS.

REDES HIDROGRÁFICAS SÃO TODOS OS RECURSOS HIDROGRÁFICAS DE UM PAÍS, COMPOSTOS GERALMENTE PELOS RIOS, LAGOS E REPRESAS. REDES HIDROGRÁFICAS SÃO TODOS OS RECURSOS HIDROGRÁFICAS DE UM PAÍS, COMPOSTOS GERALMENTE PELOS RIOS, LAGOS E REPRESAS. BACIA HIDROGRÁFICA. É UMA REDE DE TERRAS DRENADAS POR UM RIO E SEUS PRINCIPAIS AFLUENTES.

Leia mais

Questão 25. Questão 26 Questão 27. alternativa D. alternativa A

Questão 25. Questão 26 Questão 27. alternativa D. alternativa A Questão 25 De modo geral, os espaços geográficos cujo clima é influenciado pela maritimidade apresentam a) menor amplitude térmica anual. b) chuvas escassas e mal distribuídas durante o ano. c) maior amplitude

Leia mais

GEOGRAFIA. Professores: Marcus, Ronaldo

GEOGRAFIA. Professores: Marcus, Ronaldo GEOGRAFIA Professores: Marcus, Ronaldo Questão que trabalha conceitos de cálculo de escala, um tema comum nas provas da UFPR. O tema foi trabalhado no Módulo 05 da apostila II de Geografia I. Para melhor

Leia mais

Fonte: Rondônia Rural Disponível em: Rondônia Rural.com

Fonte: Rondônia Rural Disponível em: Rondônia Rural.com I. INTRODUÇÃO O estado de Rondônia está localizado na região Norte do Brasil, a região Norte é a maior das cinco regiões do Brasil definidas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

Leia mais

Aluno(a): Nº. Professor:Anderson José Soares Série: 1º

Aluno(a): Nº. Professor:Anderson José Soares Série: 1º Lista de Exercícios Aluno(a): Nº. Professor:Anderson José Soares Série: 1º Disciplina: Geografia Data da prova: Questão 01) O Brasil está dividido em três grandes complexos econômicos regionais: Centro-Sul,

Leia mais

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Características Agropecuárias A sociedade brasileira viveu no século XX uma transformação socioeconômica e cultural passando de uma sociedade agrária para uma sociedade

Leia mais

GEOGRAFIA REVISÃO 1 REVISÃO 2. Aula 25.1 REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE IV

GEOGRAFIA REVISÃO 1 REVISÃO 2. Aula 25.1 REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE IV Aula 25.1 REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE IV Complexos Regionais Amazônia: Baixa densidade demográfica e grande cobertura vegetal. 2 3 Complexos Regionais Nordeste: Mais baixos níveis de desenvolvimento

Leia mais

Capítulo 9. Climas Brasileiros. Há grande variação climática, devido:

Capítulo 9. Climas Brasileiros. Há grande variação climática, devido: Capítulo 9 Climas Brasileiros Há grande variação climática, devido: Diferença de latitude (extensão norte-sul); Maior ou menor influência da Maritimidade (extensão leste-oeste). Massas de ar Tipos: Equatoriais,

Leia mais

FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO

FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO É claro que o Brasil não brotou do chão como uma planta. O Solo que o Brasil hoje ocupa já existia, o que não existia era o seu território, a porção do espaço sob domínio,

Leia mais

Águas Continentais do Brasil. Capítulo 11

Águas Continentais do Brasil. Capítulo 11 Águas Continentais do Brasil Capítulo 11 As reservas brasileiras de água doce O Brasil é um país privilegiado pois detém cerca de 12% da água doce disponível no planeta; Há diversos problemas que preocupam:

Leia mais

DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS. Elaborado por: Aziz Ab Saber Contém as seguintes características: clima relevo Vegetação hidrografia solo fauna

DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS. Elaborado por: Aziz Ab Saber Contém as seguintes características: clima relevo Vegetação hidrografia solo fauna DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS Elaborado por: Aziz Ab Saber Contém as seguintes características: clima relevo Vegetação hidrografia solo fauna Domínio Amazônico Clima equatorial Solos relativamente pobres Relevo

Leia mais

CAP. 20 REGIÃO CENTRO- OESTE. Prof. Clésio

CAP. 20 REGIÃO CENTRO- OESTE. Prof. Clésio CAP. 20 REGIÃO CENTRO- OESTE Prof. Clésio 1 O MEIO NATURAL E OS IMPACTOS AMBIENTAIS A região Centro- Oeste é formada pelos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Distrito Federal. Ocupa cerca

Leia mais

Caatinga. Clima: Semi-árido. Solo: Raso e pobre em matéria orgânica e rico em sais minerais. Vegetação: Arbustiva, com cactáceas

Caatinga. Clima: Semi-árido. Solo: Raso e pobre em matéria orgânica e rico em sais minerais. Vegetação: Arbustiva, com cactáceas Caatinga Clima: Semi-árido. Solo: Raso e pobre em matéria orgânica e rico em sais minerais. Vegetação: Arbustiva, com cactáceas ceas ou xerófitas (plantas adaptadas a ambientes secos). Caatinga As espécies

Leia mais

3. do Sul-Sudeste. Sudeste.

3. do Sul-Sudeste. Sudeste. A Hidrografia Brasileira HIDROGRAFIA O Brasil apresenta hidrografia bastante diversificada e rica. Para se ter uma idéia, a Bacia Amazônica, que é a maior do mundo, tem 7.050.000 km, enquanto a do Congo,

Leia mais

Profª:Sabrine V.Welzel

Profª:Sabrine V.Welzel Geografia 2 ano/ensino Médio Os Domínios Morfoclimáticos do Brasil 1) (FGV. SP) De acordo com o geógrafo Aziz N. Ab.Sáber, o território brasileiro é constituído por seis domínios morfoclimáticos e fitogeográficos,

Leia mais

Climas do Brasil GEOGRAFIA DAVI PAULINO

Climas do Brasil GEOGRAFIA DAVI PAULINO Climas do Brasil GEOGRAFIA DAVI PAULINO Grande extensão territorial Diversidade no clima das regiões Efeito no clima sobre fatores socioeconômicos Agricultura População Motivação! Massas de Ar Grandes

Leia mais

Dinâmica urbana e perfil municipal no Nordeste brasileiro 1

Dinâmica urbana e perfil municipal no Nordeste brasileiro 1 1 Resumo Esta nota técnica levou em consideração trabalhos recentes de pesquisa sistematizados e publicados pela Coordenação de Política Urbana do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). O estudo

Leia mais

. a d iza r to u a ia p ó C II

. a d iza r to u a ia p ó C II II Sugestões de avaliação Geografia 8 o ano Unidade 5 5 Unidade 5 Nome: Data: 1. Sobre a formação do território dos Estados Unidos, marque V nas sentenças verdadeiras e F nas falsas. ( ) o espaço territorial

Leia mais

Climatologia. humanos, visto que diversas de suas atividades

Climatologia. humanos, visto que diversas de suas atividades Climatologia É uma parte da que estuda o tempo e o clima cientificamente, utilizando principalmente técnicas estatísticas na obtenção de padrões. É uma ciência de grande importância para os seres humanos,

Leia mais

As regiões Norte e Centro-Oeste 0 Região Nordeste

As regiões Norte e Centro-Oeste 0 Região Nordeste As regiões Norte e Centro-Oeste Região Nordeste 1 Observe os mapas e responda às questões. 4 4 3 2 1 J F M A M J J A S O N D Fonte: . 1 região norte - vegetação COLÔMBIA PERU VENEZUELA

Leia mais

Brasil: Natureza e Sociedade

Brasil: Natureza e Sociedade Brasil: Natureza e Sociedade O Ambiente Natural Devido ao seu tamanho, o Brasil pode ser considerado um continente ou ainda um país com dimensões continentais. É o quinto maior país do mundo em extensão,

Leia mais

EXERCÍCIOS DE REVISÃO - CAP. 04-7ºS ANOS

EXERCÍCIOS DE REVISÃO - CAP. 04-7ºS ANOS EXERCÍCIOS DE REVISÃO - CAP. 04-7ºS ANOS LEIA AS INFORMAÇÕES, CONSULTE O LIVRO PARA ADQUIRIR MAIS CONHECIMENTO E RESPONDA OS EXERCÍCIOS EM SEU CADERNO. 1- Quente e frio: um país de extremos O Brasil é

Leia mais

Paisagens Climatobotânicas do Brasil

Paisagens Climatobotânicas do Brasil Paisagens Climatobotânicas do Brasil 1. (UEL-2012) Os domínios morfoclimáticos brasileiros são definidos a partir da combinação dos elementos da natureza, como os climáticos, botânicos, pedológicos, hidrológicos

Leia mais

B I O G E O G R A F I A

B I O G E O G R A F I A B I O G E O G R A F I A CAATINGA 2011 Aula XI O bioma Caatinga é o principal ecossistema existente na Região Nordeste, estendendo-se pelo domínio de climas semi-áridos, numa área de 73.683.649 ha, 6,83%

Leia mais

Os Domínios Morfoclimáticos do Brasil

Os Domínios Morfoclimáticos do Brasil Os Domínios Morfoclimáticos do Brasil A classificação morfoclimática reúne grandes combinações de fatos geomorfológicos, climáticas, hidrológicos, pedológicos e botânicos que por sua relativa homogeinidade,

Leia mais

COMPLEXOS REGIONAIS A AMAZÔNIA

COMPLEXOS REGIONAIS A AMAZÔNIA COMPLEXOS REGIONAIS A AMAZÔNIA Ocupa mais de 5 milhões de km ²; Abrange quase toda a região Norte, centro-norte do Mato Grosso e oeste do Maranhão; É marcada pela presença da Floresta Amazônica; A Floresta

Leia mais

D) As planícies brasileiras terminam, na sua grande maioria, em frentes de cuestas nome que se dá às áreas planas das praias.

D) As planícies brasileiras terminam, na sua grande maioria, em frentes de cuestas nome que se dá às áreas planas das praias. 01 - (UDESC 2008) Para classificar o relevo, deve-se considerar a atuação conjunta de todos fatores analisados a influência interna, representada pelo tectonismo, e a atuação do clima, nos diferentes tipos

Leia mais

Localizaçao brasileira, Divisao Politica e Regional e Aspectos Fisicos

Localizaçao brasileira, Divisao Politica e Regional e Aspectos Fisicos Localizaçao brasileira, Divisao Politica e Regional e Aspectos Fisicos LOCALIZAÇÃO BRASILEIRA O Brasil é um país que integra a América do Sul e apresenta extensão territorial de 8.514.876 km². É o quinto

Leia mais

Data: /08/2014 Bimestre: 2. Nome: 8 ANO B Nº. Disciplina: Geografia Professor: Geraldo

Data: /08/2014 Bimestre: 2. Nome: 8 ANO B Nº. Disciplina: Geografia Professor: Geraldo Data: /08/2014 Bimestre: 2 Nome: 8 ANO B Nº Disciplina: Geografia Professor: Geraldo Valor da Prova / Atividade: 2,0 (DOIS) Nota: GRUPO 3 1- (1,0) A mundialização da produção industrial é caracterizada

Leia mais

Os pontos cardeais, colaterais e subcolaterais

Os pontos cardeais, colaterais e subcolaterais Os pontos cardeais, colaterais e subcolaterais Dois trópicos e dois círculos Polares Tipos de Escalas Gráfica Numérica 1 : 100.000 Principais projeções cartográficas Cilíndrica Cônica Azimutal ou Plana

Leia mais

Avaliação das Contas Regionais do Piauí 2008

Avaliação das Contas Regionais do Piauí 2008 Avaliação das Contas Regionais do Piauí 2008 A economia piauiense, em 2008, apresentou expansão em volume do Produto Interno Bruto (PIB) de 8,8% em relação ao ano anterior. Foi a maior taxa de crescimento

Leia mais

GEOGRAFIA 7ºano 2º Trimestre / 2015 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES

GEOGRAFIA 7ºano 2º Trimestre / 2015 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES GEOGRAFIA 7ºano 2º Trimestre / 2015 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES 1. Responda: a) Construa um mapa do nordeste e dê a localização aproximada das sub-regiões: Agreste, Zona-da-mata, Sertão e Meio-norte

Leia mais

PRODUÇÃO E ÁREA COLHIDA DE SOJA NO NORDESTE

PRODUÇÃO E ÁREA COLHIDA DE SOJA NO NORDESTE Ano V Agosto de 2011 Nº 13 INFORME RURAL ETENE Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste - ETENE Ambiente de Estudos, Pesquisas e Avaliação - AEPA PRODUÇÃO E ÁREA COLHIDA DE SOJA NO NORDESTE

Leia mais

CLIMAS E FORMAÇÕES VEGETAIS DO BRASIL

CLIMAS E FORMAÇÕES VEGETAIS DO BRASIL CLIMAS E FORMAÇÕES VEGETAIS DO BRASIL CLIMA BRASILEIRO O extenso território brasileiro, a diversidade de formas de relevo, a altitude e dinâmica das correntes e massas de ar, possibilitam uma grande diversidade

Leia mais

PROGNÓSTICO DE ESTAÇÃO PARA A PRIMAVERA DE 2001. TRIMESTRE Outubro-Novembro-Dezembro.

PROGNÓSTICO DE ESTAÇÃO PARA A PRIMAVERA DE 2001. TRIMESTRE Outubro-Novembro-Dezembro. 1 PROGNÓSTICO DE ESTAÇÃO PARA A PRIMAVERA DE 2001 TRIMESTRE Outubro-Novembro-Dezembro. A Primavera começa este ano às 22h04min (hora de Brasília), no dia 22 de setembro e termina às 17h20min (horário de

Leia mais

CAP. 23 REGIÃO SUDESTE. Prof. Clésio Farrapo

CAP. 23 REGIÃO SUDESTE. Prof. Clésio Farrapo CAP. 23 REGIÃO SUDESTE Prof. Clésio Farrapo 1. CARACTERIZAÇÃO FÍSICA DA REGIÃO SUDESTE A Regiāo Sudeste ocupa 924.573,82 km², equivalente a 10,86% do território nacional. Grande parte desse território

Leia mais

b) Qual a região do país que oferecia as melhores condições para a cafeicultura? Por quê?

b) Qual a região do país que oferecia as melhores condições para a cafeicultura? Por quê? Nome: Nº: Turma: Geografia 2º ano Exercícios Extras Silvia Set/09 I. Economia Brasileira 1. O Brasil tornou-se em pouco tempo o principal produtor mundial de café, condição que se manteve de 1930 até o

Leia mais

RESPOSTAS DAS SUGESTÕES DE AVALIAÇÃO GEOGRAFIA 7 o ANO

RESPOSTAS DAS SUGESTÕES DE AVALIAÇÃO GEOGRAFIA 7 o ANO RESPOSTAS DAS SUGESTÕES DE AVALIAÇÃO GEOGRAFIA 7 o ANO Unidade 5 1. Tipo de clima Área de ocorrência Características litorâneo semiárido Ocupa áreas dos estados do Maranhão, Piauí, Ceará e da Bahia. Litoral

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA 2º SEMESTRE

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA 2º SEMESTRE ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA 2º SEMESTRE Nome: Nº 7º ano Data: / /2015 Professor: Nota: (valor: 2,0 1,0 para cada bimestre ) 2º Semestre A - Introdução Neste semestre, sua pontuação foi inferior

Leia mais

Disciplina - Geografia 3 a Série Ensino Médio Professor: Gelson Alves Pereira

Disciplina - Geografia 3 a Série Ensino Médio Professor: Gelson Alves Pereira Disciplina - Geografia 3 a Série Ensino Médio Professor: Gelson Alves Pereira É a divisão de um espaço ou território em unidades de área que apresentam características que as individualizam. A regionalização

Leia mais

China. 2012 1o bim. 9 os Anos 2012 ÁSIA CHINA. Prof a. Mônica Moraes Prof. Marcelo Duílio. prof_duilio@hotmail.com 1

China. 2012 1o bim. 9 os Anos 2012 ÁSIA CHINA. Prof a. Mônica Moraes Prof. Marcelo Duílio. prof_duilio@hotmail.com 1 9 os Anos 2012 ÁSIA CHINA Prof a. Mônica Moraes Prof. Marcelo Duílio prof_duilio@hotmail.com 1 CHINA - Um governo, dois sistemas DITATORIAL (NÃO DEMOCRÁTICO) parte CAPITALISTA parte SOCIALISTA A China

Leia mais

URBANIZAÇÃO BRASILEIRA: ALGUNS COMENTÁRIOS. Profa. Dra. Vera Lúcia Alves França

URBANIZAÇÃO BRASILEIRA: ALGUNS COMENTÁRIOS. Profa. Dra. Vera Lúcia Alves França URBANIZAÇÃO BRASILEIRA: ALGUNS COMENTÁRIOS Profa. Dra. Vera Lúcia Alves França A década de 1930 do século XX traz para a população brasileira um novo momento, quanto a sua distribuição. Até então, a população

Leia mais

As Hidrovias como fator de desenvolvimento brasileiro

As Hidrovias como fator de desenvolvimento brasileiro As Hidrovias como fator de desenvolvimento brasileiro Guilherme Almeida Diretor da Área de Revitalização das Bacias Hidrográficas 2 Forum sobre Hidrovias Congresso Nacional - 24 de agosto de 2011 CODEVASF

Leia mais

MARCUS CAVALCANTE GEOGRAFIA DO BRASIL. 1ª Edição OUT 2012

MARCUS CAVALCANTE GEOGRAFIA DO BRASIL. 1ª Edição OUT 2012 MARCUS CAVALCANTE GEOGRAFIA DO BRASIL TEORIA 89 QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS GABARITADAS Teoria e Seleção das Questões: Prof. Marcus Cavalcante Organização e Diagramação: Mariane dos Reis 1ª Edição

Leia mais

Caatinga: exclusivamente brasileira

Caatinga: exclusivamente brasileira Caatinga: exclusivamente brasileira Ministério do Meio Ambiente Secretaria de Biodiversidade e Florestas Departamento de Conservação da Biodiversidade Parque Nacional da Serra da Capivara - PI Caatinga:

Leia mais

A novidade é que o Brasil não é só litoral É muito mais é muito mais que qualquer zona sul Tem gente boa espalhada por este Brasil Que vai fazer

A novidade é que o Brasil não é só litoral É muito mais é muito mais que qualquer zona sul Tem gente boa espalhada por este Brasil Que vai fazer CAUSAS: Acirramento da concorrência comercial entre as potências coloniais; Crise das lavouras de cana; Estagnação da economia portuguesa na segunda metade do século XVII; Necessidade de encontrar metais

Leia mais

01. (FUVEST) Dentre os vários aspectos que justificam a diversidade biológica da Mata Atlântica, encontram-se:

01. (FUVEST) Dentre os vários aspectos que justificam a diversidade biológica da Mata Atlântica, encontram-se: 01. (FUVEST) Dentre os vários aspectos que justificam a diversidade biológica da Mata Atlântica, encontram-se: I. Concentração nas baixas latitudes, associadas a elevadas precipitações. II. Distribuição

Leia mais

ESCRITÓRIO TÉCNICO DE ESTUDOS ECONÔMICOS DO NORDESTE ETENE INFORME RURAL ETENE PRODUÇÃO E ÁREA COLHIDA DE CANA DE AÇÚCAR NO NORDESTE.

ESCRITÓRIO TÉCNICO DE ESTUDOS ECONÔMICOS DO NORDESTE ETENE INFORME RURAL ETENE PRODUÇÃO E ÁREA COLHIDA DE CANA DE AÇÚCAR NO NORDESTE. O nosso negócio é o desenvolvimento ESCRITÓRIO TÉCNICO DE ESTUDOS ECONÔMICOS DO NORDESTE ETENE INFORME RURAL ETENE PRODUÇÃO E ÁREA COLHIDA DE CANA DE AÇÚCAR NO NORDESTE Ano 4 200 Nº 20 O nosso negócio

Leia mais

CLIMATOBOTÂNICA O QUE É CLIMATOBOTÂNICA QUADRO CLIMATOBOTÂNICO

CLIMATOBOTÂNICA O QUE É CLIMATOBOTÂNICA QUADRO CLIMATOBOTÂNICO CLIMATOBOTÂNICA O QUE É CLIMATOBOTÂNICA Parte do estudo da ciência geográfica que combina elementos da botânica e geografia; Analisa características da vegetação partindo das características climáticas,

Leia mais

PROJEÇÕES DO AGRONEGÓCIO Brasil 2009/10 a 2019/20

PROJEÇÕES DO AGRONEGÓCIO Brasil 2009/10 a 2019/20 PROJEÇÕES DO AGRONEGÓCIO Brasil 2009/10 a 2019/20 AGE - ASSESSORIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA Chefe da AGE: Derli Dossa. E-mail: derli.dossa@agricultura.gov.br Equipe Técnica: José Garcia Gasques. E-mail: jose.gasques@agricultura.gov.br

Leia mais

BRASIL NO MUNDO: FUSOS HORÁRIOS DO BRASIL. Nossas fronteiras-problema : Fusos horários Mundiais

BRASIL NO MUNDO: FUSOS HORÁRIOS DO BRASIL. Nossas fronteiras-problema : Fusos horários Mundiais BRASIL NO MUNDO: Linha do Equador: 93% Hemisfério Sul 7% Hemisfério Norte Trópico de Capricórnio: 92% zona Tropical 8% Zona temperada do Sul Nossas fronteiras-problema : ( FARC ) Colômbia: Narcotráfico

Leia mais

Estudo Estratégico n o 4. Como anda o desenvolvimento do Estado do Rio de Janeiro? Valéria Pero Adriana Fontes Luisa de Azevedo Samuel Franco

Estudo Estratégico n o 4. Como anda o desenvolvimento do Estado do Rio de Janeiro? Valéria Pero Adriana Fontes Luisa de Azevedo Samuel Franco Estudo Estratégico n o 4 Como anda o desenvolvimento do Estado do Rio de Janeiro? Valéria Pero Adriana Fontes Luisa de Azevedo Samuel Franco PANORAMA GERAL ERJ receberá investimentos recordes da ordem

Leia mais