ARQUIVO HISTÓRICO MILITAR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ARQUIVO HISTÓRICO MILITAR"

Transcrição

1 ESTADO MAIOR DO EXÉRCITO ARQUIVO HISTÓRICO MILITAR F7 - REPARTIÇÃO DO GABINETE DO CHEFE DO ESTADO MAIOR DO EXÉRCITO INVENTÁRIO Lisboa 2006

2 FICHA TÉCNICA: Estado Maior do Exército Arquivo Histórico Militar Repartição do Gabinete do Chefe do Estado Maior do Exército, Inventário Fundo 7 Director: Tenente-coronel Aniceto Afonso Coordenação: Drª Maria João Pires Equipa Técnica: Maria João Pires, Maria João Moita, Teresa Gouvea, Isabel Barreto, Conceição Sasportes e Anabela Zulmiro Base de dados: ARQGEST, SHP, Consultoria Informática e AHM Apoio informático: Capitão Carlos Silva Norma de descrição arquivística: ISAD(G) Datas: Apoio à Edição: Cap. Joaquim Aleixo e Ten. Paulo Santos Lisboa,

3 Repartição do Gabinete do Chefe do Estado Maior do Exército Fundo 7 3

4 Repartição do Gabinete do Chefe do Estado Maior do Exército Fundo 7 Ficha de Fundo [Código] AHM/FO/007 [Título] Repartição do Gabinete do Chefe de Estado Maior do Exército (CEME). [Datas] [Dimensões] processos (cxs ), manuscritos e impressos, alguns dos quais com fotografias, mapas, esquemas e croquis. [Entidade Produtora] Chefe de Estado Maior do Exército (CEME). Repartição de Gabinete [Historial] A partir de 1960, de acordo com o Decreto de 18 de Novembro de 1959, o Chefe do Estado Maior do Exército, embora subordinado ao Ministro do Exército, torna-se claramente a figura de topo do Ramo. É neste contexto que a Repartição do Gabinete do CEME, posteriormente designada por Gabinete do CEME (GabCEME), assume destaque, ficando constituída em 3 secções: Assuntos Gerais, Ultramar e Secretaria. A Repartição do Gabinete do CEME assume-se como órgão directo de trabalho do CEME, destinada essencialmente a auxiliar a cooperação das repartições do Estado Maior do Exército em trabalhos que requeressem acção conjunta e a estudar os assuntos que não tivessem sido atribuídos especificamente a outra repartição. Para o efeito, competia-lhe auxiliar o CEME na coordenação dos assuntos que interessassem a mais de uma repartição do Estado Maior do Exército, quando estas não dependessem directamente da mesma entidade; auxiliar o CEME na coordenação dos problemas relativos às revisões periódicas de planeamento; centralizar os assuntos relativos ao ultramar, tendo em vista a coordenação das diferentes repartições do Estado Maior do Exército; estudar e propor as medidas adequadas para a coordenação e accionamento dos assuntos de carácter científico que interessassem ao Exército, em especial, no que dissesse respeito à ligação com organismos científicos dependentes de outros departamentos; auxiliar o CEME na coordenação dos assuntos relativos à Direcção Superior de Manobras, exercícios de grandes unidades e exercícios conjuntos ou interaliados; coordenar a actualização e normalização de terminologia militar a utilizar pelas forças terrestres; assegurar o expediente a apresentar à Comissão Técnica do EME, manter o seu arquivo e prover o cargo de secretário da mesma Comissão; elaborar e manter actualizado um sistema de classificação geral relativo ao processamento de documentos do Exército; centralizar e accionar o serviço de protocolo do Estado Maior do Exército e cooperar com a Repartição do Gabinete do Ministro do Exército no que respeita às informações a fornecer ao público, tendo em atenção as normas de segurança estabelecidas pela 2ª Repartição do EME. Em termos de pessoal, o chefe da Repartição do Gabinete do CEME superintendia tecnicamente, por delegação do CEME, na secretaria, no Sub-Registo do Exército, no Centro de Mensagens, no 4

5 Arquivo do EME e na Secção de Publicações. Os ajudantes de campo do CEME, do vice-ceme, do Ajudante General e do Quartel-Mestre General ficavam incluídos na Repartição do Gabinete do CEME. [Custódia] Fundo transferido para o Arquivo Histórico Militar pelo Arquivo Geral do Exército. [Assunto] Este fundo reflecte o período de 1961 a 1974 que corresponde ao período da guerra colonial, com destaque para as campanhas em Angola, Moçambique e Guiné. Salientam-se na Secção de Estudos Gerais, os estudos e projectos sobre pessoal, informações militares, organização do Exército, operações, instrução, logística e os documentos relativos à NATO. É nesta fase que se assiste à criação da Arma de Transmissões e da respectiva Escola Prática; a uma nova organização territorial que resultou na subdivisão da 2ª Região Militar em dois comandos com sede em Coimbra e Tomar, e à criação do Comando Territorial do Algarve, com sede em Faro e na dependência da Região Militar de Évora; à aprovação de novos estatutos de Oficial das Forças Armadas e de Oficial do Exército, bem como à criação de uma carreira de Sargento do Quadro Permanente de nomeação vitalícia; surgiram ainda diversas medidas tendentes a resolver a falta de oficiais resultando na criação de um Quadro Especial de Oficiais, na ascensão dos cadetes do Curso de Oficiais Milicianos ao posto de capitão e na aprovação de diplomas legais que alteravam a antiguidade dos oficiais oriundos de milicianos em detrimento dos oficiais mais antigos, e que provocou um conflito interno que deu origem ao Movimento das Forças Armadas. A Secção do Ultramar, enquanto organismo coordenador dos assuntos ultramarinos, recebia toda a correspondência vinda do ultramar, dirigindo e regularizando a actuação dos organismos metropolitanos nos assuntos ultramarinos. São relevantes várias séries de documentos relativas às informações e operações militares no ultramar, com destaque para a acção psicológica e a contra-informação, reforços e reorganização das forças terrestres ultramarinas, material para o ultramar, em especial os estudos sobre novos armamentos e equipamentos próprios para a contra-guerrilha e a orientação dos esforços e missões da maioria das unidades militares, transformadas em unidades mobilizadoras de comandos e unidades expedicionárias para os territórios coloniais. [Gestão Documental] Este fundo foi objecto de avaliação, selecção e eliminação ao nível de formulários, duplicados, documentos recapitulados cuja informação estava contemplada em documentos síntese e documentos desprovidos de valor secundário em que a informação pode ser recuperada em copiadores de correspondência, ordens de serviço, ordens do Exército, etc. [Organização] Inicialmente fez-se o estudo da Repartição de Gabinete do CEME através da legislação da época e da própria documentação com base nos seus classificadores originais para identificação das secções arquivísticas, num total de 3 secções. Dentro de cada secção foram estabelecidas as séries documentais e procedeu-se à ordenação dos processos, através da ordem original ou cronológica. Este fundo é constituído por 5 níveis arquivísticos: fundo, secção, série, subsérie e documento. Foi integrado no grupo de fundos orgânicos do AHM, com o número 7 (fundo). Por ser uma instituição de topo no nível hierárquico do Exército e dado o seu volume, optou-se por uma numeração autónoma das unidades de instalação, ao contrário do 5

6 utilizado para o grupo dos fundos orgânicos que utiliza uma numeração sequencial de caixas, independentemente da ordenação dos seus fundos. As 3 secções foram identificadas por um código alfabético (de A a C), as séries por um código numérico sequencial dentro de cada secção, as subséries com um código numérico dentro de cada série e os processos numerados sequencialmente dentro de cada série. Fundo composto por 3 secções: A - Secção de Estudos Gerais ( ) B - Secção do Ultramar ( ) C - Secção de Expediente e Arquivo ( ) [Condições de acesso] Restrições resultantes da lei geral. [Idioma] Contém documentos em inglês e francês. [Características Físicas] Os processos deste fundo foram objecto de carimbagem e cotação, eliminação de ferragens, atados e alguns deles cozidos com fita de nastro sempre que o seu volume e características o justificassem, acondicionados em capilhas do AHM e inseridos em caixas de arquivo devidamente identificadas com a secção e série a que pertencem. [Relações] Ver o Fundo da Repartição do Gabinete do Ministro da Guerra/Exército (AHM/FO/6) e o fundo da Direcção dos Serviços do Ultramar, de 1949 a 1960 (FO/39). A nível externo complementar com o fundo do Secretariado Geral da Defesa Nacional do Arquivo da Defesa Nacional (São Julião da Barra). [Publicações] Afonso, Aniceto e Martelo, David - Organização do Exército. In: Dicionário de História Militar. Porto, Figueirinhas, Barata, Themudo e Teixeira, Severiano Nova História Militar de Portugal. Lisboa, Círculo de Leitores, 2004, vol. 4 e 5. Martelo, David A espada de dois gumes. As Forças Armadas do Estado Novo ( ). Col. Estudos e Documentos. Mem Martins, P. Europa-América, Rosas, Fernando e Brito, J., M. Brandão de, dir.- Dicionário de História do Estado Novo. Venda Nova, Bertrand ed., Barreto, António e Mónica, M. Filomena, coord. Dicionário de História de Portugal (suplemento)., Porto, Figueirinhas, [Nota do Arquivista] Organização de Maria João Pires e Maria João Moita. Ficha de secção e inventário elaborado por Maria João Pires com base nas descrições preliminares de Teresa Gouveia, Isabel Barreto, Conceição Sasportes e Anabela Zulmiro. 6

7 [Regras] ISAD(G) e normas internas do AHM. [Data de Descrição]

8 Repartição do Gabinete do Chefe do Estado Maior do Exército Fundo 7 Classificador Secção A Assuntos Gerais SR. 1 - Expediente e arquivo, SR. 2 - SPEME (Serviço de Publicações do Estado Maior do Exército), SR. 3 - Publicações, SSR. 1 Boletim Informativo do Estado Maior do Exército, SSR. 2 Cartazes, SR. 4 - Organização da Repartição do Gabinete do CEME, SR. 5 - Circulares, SR. 6 - Normas de Execução Permanente, SSR. 1 - Ministério do Exército, SSR. 2 Estado Maior do Exército, SSR. 3 - Determinações com interesse para o Exército, SR. 7 Pessoal, SSR. 1 - Colocação e movimento de oficiais, SSR. 2 - Colocação e movimento de sargentos, SSR. 3 - Colocação e movimento de praças, SSR. 4 - Pessoal civil, SR. 8 - Recrutamento, SR. 9 - Mobilização, SR Justiça, disciplina, moral e bem-estar, SSR. 1 - Condecorações, SSR. 2 - Autos, punições e infracções disciplinares, SR Regulamentos para o serviço de pessoal, SR Militares na situação de reserva e reforma, SR Milicianos, SR Estatística, SR Inválidos e deficientes, SR Militares em serviço nos ministérios e organismos civis, 1975 SR Informações, SSR. 1 - Contra-informação, SSR. 2 - Terreno, cartografia e filmagens, SR Relatórios de informação, SR Relatórios de subversão, SR Resumo mensal de notícias, SR Resenha diária de imprensa, 1975 SR Relatório diário da situação político-militar portuguesa, SR Síntese de notícias ou informação, 1975 SR Relatório semanal de informação do Conselho da Revolução, 1975 SR Quadros orgânicos, SSR. 1 - Tempo de paz, SSR. 2 - Campanha, SR Lei de quadros e efectivos, SR Organização do Exército, SR Criação e organização do COPCON, SR Activação e desactivação de unidades,

9 SR Especialidades do Exército, SR Descolonização, SR Organização militar territorial, SR Acção psicológica, SR Extinção da Legião Portuguesa / Direcção Geral de Segurança /Mocidade Portuguesa /Acção Nacional Popular, SR Problemas dos quadros efectivos, SR Constituição dos Conselhos de Armas e Serviços, SR Quadros orgânicos do Ultramar, SR Reforços para o Ultramar, SR Comissões técnicas, SR Comissão Coordenadora Nacional de Sargentos e Conselho de Reclassificação de Sargentos, SR Directivas, planos e ordens de Operações, SR Ordem pública e segurança interna, SR Servidões militares, SR Relatórios de Operações, SSR. 1 - Relatórios de posse de comando, SSR. 2 - Relatórios sobre mortos e feridos nas províncias ultramarinas, SSR. 3 - Relatórios sobre a situação nas províncias ultramarinas, SR Serviços de Logística, SSR. 1 - Serviços de Saúde e Administração, SSR. 2 - Serviço de Material, SSR. 3 Transportes, SR Estudos, aquisição e transferência de material, SR Estabelecimentos fabris do Exército, SR Produção nacional de material para fins militares, SR Obras militares: construção e conservação, SR. 50 Administração, SSR. 1 - Orçamentos e administração, SSR. 2 - Verificação de contas e inspecção administrativa, SR Plano de uniformes, SR Plano de aquisições do Exército, SR Directivas e planos de instrução, SR. 54 Instrução, SSR. 1 Oficiais, SSR. 2 Sargentos, SSR. 3 Praças, SR Cursos, estágios e tirocínios, SR Manuais da Escola de Comando e EME, SR Manobras e exercícios, SR Exercício Salado, SR Educação física e desportos, SR Polícia Militar, SR Investigação cientifica, SR. 62 Stanags, SR Revisão anual NATO, SR Visitas, missões, conferências NATO, SR Conferência de Estados Maiores Peninsulares, SR Relações com entidades externas,

10 SR Conselho de Estado e Conselho da Revolução, SR Órgãos de Defesa Nacional, SR. 69 Repartição do Gabinete do Ministro do Exército, SR Direcções de armas e serviços do Exército, SR Serviços de História Militar, SR Conselho Administrativo do Estado Maior do Exército, SR Regiões e Comandos Militares, SSR. 1-1ª Região Militar, SSR. 2-2ª Região Militar, SSR. 3-3ª Região Militar, SSR. 4-4ª Região Militar/ Região Militar de Coimbra, SSR. 5 - Governo Militar de Lisboa, SSR. 6 - Açores e Madeira, SSR. 7 - Cabo Verde, SSR. 8 Guiné, SSR. 9 - São Tomé e Príncipe, SSR. 10 Angola, SSR. 11 Moçambique, SSR. 12 Macau, SSR. 13 Timor, SR Aeronáutica e Força Aérea, SR. 75 Instituto de Altos Estudos Militares (IAEM), SR. 76 Subregisto, SR Serviço Mecanográfico do Exército, SR Academia Militar, SR Cheret e Serviço Cripto do Estado Maior do Exército, SR Serviço religioso militar, SR Relações Internacionais no âmbito NATO, SR Visitas a Portugal de entidades diversas, SR Missões e visitas ao estrangeiro, SR Reuniões do SHAPE, SR Adidos militares, SR Conselho Superior do Exército, SR Comissão Técnica do Estado Maior do Exército, SR Comissão de Limites de Fronteiras, SR Protocolo e informações ao público, SR Serviço privativo dos generais, SSR. 1 - Nomeações para o Curso de Altos Comandos, SSR. 2 - Acção pessoal dos comandos na Metrópole, SSR. 3 - Acção pessoal dos comandos no Ultramar, SR. 91 Chefe do Estado Maior General das Forças Armadas (CEMGFA), SR Processos do Chefe do Estado Maior do Exército (CEME), SR Processos do Vice-Chefe do Estado Maior do Exército (VCEME), SR Processos do sub-chefe do Estado Maior do Exército, SR Estudos sobre oficiais do Corpo de Estado-Maior, SR. 96 Serviços Sociais das Forças Armadas (SSFA), SR Cerimónias de embarque e desembarque, SR. 98 Comemorações, SR Discursos, conferências e palestras,

11 Secção B Ultramar SR. 1 - Pessoal do Ultramar, SR. 2 - Relatórios de actividades, SSR. 1 - Cabo Verde, SSR. 2 Guiné, SSR. 3 Angola, SSR. 4 Moçambique, SSR. 5 Índia, SSR. 6 Macau, SR. 3 - Recrutamento, SR. 4 - Ordens de Mobilização, SSR.1 - Cabo Verde, SSR. 2 - Guiné, SSR. 3 - S. Tomé, SSR. 4 - Angola, SSR. 5 - Moçambique, SSR. 6 - Índia, Macau e Timor, SR. 5 - Mapas e relações de efectivos para o Ultramar, SSR. 1 - Efectivos de Cabo Verde, Guiné, S. Tomé, Moçambique, Índia, Macau e Timor, SSR. 2 - Efectivos para Angola, SR. 6 - Justiça e Disciplina, SR. 7 - Moral e Bem-Estar e Honras Militares, SSR. 1 - Cabo Verde, S. Tomé, Índia, Macau e Timor, SSR. 2 - Guiné, SSR. 3 - Angola, SSR. 4 - Moçambique, SR. 8 - Directivas do Ultramar, SR. 9 - Relatórios imediatos de informação do Ultramar, SSR. 1 - Sitreps da Guiné, SSR. 2 - Sitreps de Angola, SSR. 3 - Sitreps de Moçambique, SSR. 4 - Sitreps da Índia, Macau e Timor, SR Supintreps de contra-informação, SSR. 1 - Cabo Verde, S. Tomé, Índia, Macau e Timor, SSR. 2 - Guiné, SSR. 3 - Angola, SSR. 4 - Moçambique, SR Perintransrep, SR Perintreps e relatórios especiais, SSR. 1 - Cabo Verde, SSR. 2 - Guiné, SSR. 3 - Angola, SSR. 4 - Moçambique, SSR. 5 - Índia, SSR. 6 - Macau, SSR. 7 - Timor, SR Relatórios e boletins de informação e contra-subversão, SSR. 1 - Cabo Verde, SSR. 2 - Guiné,

12 SSR. 3 - S. Tomé, SSR. 4 - Angola, SSR. 5 - Moçambique, SSR. 6 - Macau, SSR. 7 - Timor, SR Estudos de informação e segurança CHERET, SR Relatórios da 2ª Repartição do Estado Maior do Exército, SSR. 1 - Resumo mensal de notícias para o ultramar, SSR. 2 - Relatórios periódicos das províncias ultramarinas, SR Reorganização das Forças Terrestres no Ultramar: Reforços, SSR. 1 - Cabo Verde, SSR. 2 - Guiné, SSR. 3 - S. Tomé, SSR. 4 - Angola, SSR. 5 - Moçambique, SSR. 6 - Índia, SSR. 7 - Macau, SSR. 8 - Timor, SR Quadros orgânicos do Ultramar, SSR. 1 Cabo Verde, SSR. 2 Guiné, SSR. 3 S. Tomé, SSR. 4 Angola, SSR. 5 Moçambique, SSR. 6 Índia, SSR. 7 Macau, SSR. 8 Timor, SR Ordens de batalha das Forças no Ultramar, SR Reorganização do Ministério do Exército, SR Forças Militarizadas, SR Estudos e directivas de operações, SSR. 1 Cabo Verde, SSR. 2 Guiné, SSR. 3 S. Tomé, SSR. 4 Angola, SSR. 5 Moçambique, SSR. 6 Índia, 1961 SSR. 7 Macau, SSR. 8 Timor, SR Sitreps circunstanciados, SSR. 1 - Guiné SSR. 2 - Angola, SSR. 3 - Moçambique, SR Ordem pública no Ultramar, SR Planos e ordens de operações do Ultramar, SSR. 1 Cabo Verde, SSR. 2 Guiné, SSR. 3 S. Tomé, 1970 SSR. 4 Angola, SSR. 5 Moçambique, SSR. 6 Índia, SSR. 7 Macau,

13 SSR. 8 Timor, SR Cartas de comando para o Ultramar, SR Defesa Civil no Ultramar, SR Relatórios de situação das forças em actividades operacionais, SSR. 1 Cabo Verde, SSR. 2 Guiné, SSR. 3 S. Tomé, SSR. 4 Angola, SSR. 5 Moçambique, SSR. 6 Timor, SR Cooperação entre os 3 ramos das Forças Armadas, SR Reorganização de serviços de Logística no Ultramar, SSR. 1 - Material, SSR. 2 - Saúde, SSR. 3 - Intendência, SSR. 4 - Engenharia, SSR. 5 Transmissões, SSR. 6 Logística, SR Relatórios de logística de Angola, SR Comunicações no ultramar, SR Ordens de transporte, SSR. 1 Cabo Verde, SSR. 2 Guiné, SSR. 3 S. Tomé, SSR. 4 Angola, SSR. 5 Moçambique, SSR. 6 Índia, SSR. 7 Macau, SSR. 8 Timor, SR Rendições de logística, SR Instalações e obras militares no Ultramar, SR Instrução no Ultramar, SR Relatórios de instrução de unidades mobilizadas, SSR. 1 Cabo Verde, SSR. 2 Guiné, SSR. 3 S. Tomé, SSR. 4 Angola, SSR. 5 Moçambique, SSR. 6 Macau, SSR. 8 Timor, SR Publicações e regulamentos, SR Acção psicológica, SSR. 1 Cabo Verde, SSR. 2 Guiné, SSR. 3 S. Tomé, SSR. 4 Angola, SSR. 5 Moçambique, SSR. 6 Macau, SSR. 8 Timor, SR Cursos e estágios para o Ultramar, SR Administração e finanças, SR Material para o Ultramar,

14 SSR. 1 Cabo Verde, SSR. 2 Guiné, SSR. 3 S. Tomé, SSR. 4 Angola, SSR. 5 Moçambique, SSR. 6 Índia, SSR. 7 Macau, SSR. 8 Timor, SR Correspondência sobre material para Guiné, Angola e Moçambique, 1971 SR Visitas e inspecções às Províncias Ultramarinas, SR Exercício Alcora, SR Relatórios periódicos sobre a situação no Ultramar, SR Relatórios de comando e actividade militar nas Províncias Ultramarinas, SSR. 1 Cabo Verde, SSR. 2 Guiné, SSR. 3 Angola, SSR. 5 Moçambique, SSR. 6 Índia, SSR. 7 Macau, SSR. 8 Timor, SR Topografia das Províncias Ultramarinas, SR A invasão do Estado Português da Índia, SSR. 1 - Programas radiofónicos para os portugueses da Índia, SSR. 2 - Recuperação dos prisioneiros de guerra da Índia, SR NEP s para o Ultramar, SSR. 1 Guiné, SSR. 3 Angola, SSR. 5 Moçambique, SR Legislação e normas a aplicar às Províncias Ultramarinas, SR Assuntos reservados, Secção C Expediente e Arquivo SR. 1 Circulares, SR. 2 - Informações, SR. 3 - Resenha de Imprensa, SR. 4 - Telegramas, SR. 5 - Verbetes, SR. 6 - Rádios, SR. 7 - Correspondência expedida, SR. 8 - Correspondência da 1ª Repartição do EME, SR. 9 - Correspondência da 4ª Repartição do EME, 1974 SR Correspondência da 5ª Repartição do EME, 1974 SR. 11 Classificadores de arquivo 14

15 Repartição do Gabinete do Chefe do Estado Maior do Exército Fundo 7 Inventário de Séries 15

16 [Ficha de Secção] SC. A: SECÇÃO DE ESTUDOS GERAIS Datas: Dimensões: processos (cxs ) manuscritos e impressos, alguns dos quais com fotografias, mapas e plantas. Historial: A Secção de Estudos Gerais foi criada aquando da reorganização do Ministério do Exército em 1959, conforme decreto-lei de 7 de Outubro. Entrou em funções a 1 de Janeiro de 1960, juntamente com a Secção do Ultramar; o seu expediente era tratado pela Secção de Expediente e Arquivo, com um classificador autónomo. A Secção de Estudos Gerais é constituída por processos relativos a estudos e projectos sobre pessoal, informações militares, organização do Exército, operações, instrução e logística. Ao nível do pessoal, distinguem-se os processos relativos a colocação e movimento de militares e pessoal civil, recrutamento e incorporações, mobilização para o ultramar e rendição de unidades, regulamentos para o serviço de pessoal e estatísticas, estudos sobre oficiais do Corpo de Estado Maior e processos no âmbito da justiça e disciplina designadamente louvores e condecorações, acidentes, desertores e licenças disciplinares, autos e punições. No âmbito das Informações Militares, há que realçar os relatórios de informação e situação político-militar portuguesa, relatórios de subversão e supintreps, os resumos mensais de notícias e os relatórios semanais de informação do Conselho da Revolução. Para a Organização Militar destacam-se os estudos e projectos das repartições do Estado Maior do Exército sobre quadros orgânicos em tempo de paz, de campanha e do ultramar, lei de quadros e efectivos, activação e extinção de unidades, constituição dos conselhos de armas e serviços, reforços para o ultramar. No âmbito das Operações surgem as directivas, planos e informações sobre ordem pública e segurança interna e encargos operacionais das unidades, normas para servidões militares, relatórios sobre a situação no ultramar com indicação do número de mortos e feridos. Na Logística, os processos sobre estudos e planos de produção e aquisição de material, obras militares, uniformes, transportes, estabelecimentos fabris, administração e orçamentos. Ao nível da Instrução, destacam-se as directivas e planos, cursos, estágios e tirocínios, manuais, manobras e exercícios nacionais e internacionais de que é exemplo o exercício Salado. Contém ainda outras séries com destaque para os documentos NATO nomeadamente Stanags, acordos de uniformização, visitas, missões e conferências e relações internacionais no âmbito da aliança atlântica; relações do Gabinete do Ministro com órgãos da Defesa Nacional, direcção de armas e serviços, regiões e comandos militares; visitas de entidades estrangeiras e missões ao estrangeiro; correspondência e processos do chefe, vice-chefe e sub-chefe do Estado Maior do Exército; e cerimónias e comemorações. Gestão Documental: Eliminação de duplicados, listas de endereços da série sobre Serviço Postal ( ) e de processos sobre nomeações de militares e civis (incluídos na SR. 7 sobre Pessoal), uma vez que a informação pode ser recuperada 16

17 nos copiadores de correspondência, ordens de serviço e processos individuais de pessoal. Organização: Secção organizada em 99 séries, algumas das quais com subséries, ordenadas por nº original de processo e cronologicamente: SR. 1 - Expediente e arquivo, SR. 2 - SPEME (Serviço de Publicações do Estado Maior do Exército), SR. 3 - Publicações, SSR. 1 Boletim Informativo do Estado Maior do Exército, SSR. 2 Cartazes, SR. 4 - Organização da Repartição do Gabinete do CEME, SR. 5 - Circulares, SR. 6 - Normas de Execução Permanente, SSR. 1 - Ministério do Exército, SSR. 2 Estado Maior do Exército, SSR. 3 - Determinações com interesse para o Exército, SR. 7 Pessoal, SSR. 1 - Colocação e movimento de oficiais, SSR. 2 - Colocação e movimento de sargentos, SSR. 3 - Colocação e movimento de praças, SSR. 4 - Pessoal civil, SR. 8 - Recrutamento, SR. 9 - Mobilização, SR Justiça, disciplina, moral e bem-estar, SSR. 1 - Condecorações, SSR. 2 - Autos, punições e infracções disciplinares, SR Regulamentos para o serviço de pessoal, SR Militares na situação de reserva e reforma, SR Milicianos, SR Estatística, SR Inválidos e deficientes, SR Militares em serviço nos ministérios e organismos civis, 1975 SR Informações, SSR. 1 - Contra-informação, SSR. 2 - Terreno, cartografia e filmagens, SR Relatórios de informação, SR Relatórios de subversão, SR Resumo mensal de notícias, SR Resenha diária de imprensa, 1975 SR Relatório diário da situação político-militar portuguesa, SR Síntese de notícias ou informação, 1975 SR Relatório semanal de informação do Conselho da Revolução, 1975 SR Quadros orgânicos, SSR. 1 - Tempo de paz, SSR. 2 - Campanha, SR Lei de quadros e efectivos, SR Organização do Exército, SR Criação e organização do COPCON, SR Activação e desactivação de unidades, SR Especialidades do Exército, SR Descolonização, SR Organização militar territorial,

18 SR Acção psicológica, SR Extinção da Legião Portuguesa / Direcção Geral de Segurança /Mocidade Portuguesa /Acção Nacional Popular, SR Problemas dos quadros efectivos, SR Constituição dos Conselhos de Armas e Serviços, SR Quadros orgânicos do Ultramar, SR Reforços para o Ultramar, SR Comissões técnicas, SR Comissão Coordenadora Nacional de Sargentos e Conselho de Reclassificação de Sargentos, SR Directivas, planos e ordens de Operações, SR Ordem pública e segurança interna, SR Servidões militares, SR Relatórios de Operações, SSR. 1 - Relatórios de posse de comando, SSR. 2 - Relatórios sobre mortos e feridos nas províncias ultramarinas SSR. 3 - Relatórios sobre a situação nas províncias ultramarinas SR Serviços de Logística, SSR. 1 - Serviços de Saúde e Administração SSR. 2 - Serviço de Material SSR. 3 - Transportes SR Estudos, aquisição e transferência de material, SR Estabelecimentos fabris do Exército, SR Produção nacional de material para fins militares, SR Obras militares: construção e conservação, SR. 50 Administração, SSR. 1 - Orçamentos e administração SSR. 2 - Verificação de contas e inspecção administrativa SR Plano de uniformes, SR Plano de aquisições do Exército, SR Directivas e planos de instrução, SR. 54 Instrução, SSR. 1 Oficiais, SSR. 2 Sargentos, SSR. 3 Praças, SR Cursos, estágios e tirocínios, SR Manuais da Escola de Comando e EME, SR Manobras e exercícios, SR Exercício Salado, SR Educação física e desportos, SR Polícia Militar, SR Investigação cientifica, SR. 62 Stanags, SR Revisão anual NATO, SR Visitas, missões, conferências NATO, SR Conferência de Estados Maiores Peninsulares, SR Relações com entidades externas, SR Conselho de Estado e Conselho da Revolução, SR Órgãos de Defesa Nacional, SR. 69 Repartição do Gabinete do Ministro do Exército,

19 SR Direcções de armas e serviços do Exército, SR Serviços de História Militar, SR Conselho Administrativo do Estado Maior do Exército, SR Regiões e Comandos Militares, SSR. 1-1ª Região Militar, SSR. 2-2ª Região Militar, SSR. 3-3ª Região Militar, SSR. 4-4ª Região Militar/ Região Militar de Coimbra, SSR. 5 - Governo Militar de Lisboa, SSR. 6 - Açores e Madeira, SSR. 7 - Cabo Verde, SSR. 8 Guiné, SSR. 9 - São Tomé e Príncipe, SSR. 10 Angola, SSR. 11 Moçambique, SSR. 12 Macau, SSR. 13 Timor, SR Aeronáutica e Força Aérea, SR. 75 Instituto de Altos Estudos Militares (IAEM), SR. 76 Subregisto, SR Serviço Mecanográfico do Exército, SR Academia Militar, SR Cheret e Serviço Cripto do Estado Maior do Exército, SR Serviço religioso militar, SR Relações Internacionais no âmbito NATO, SR Visitas a Portugal de entidades diversas, SR Missões e visitas ao estrangeiro, SR Reuniões do SHAPE, SR Adidos militares, SR Conselho Superior do Exército, SR Comissão Técnica do Estado Maior do Exército, SR Comissão de Limites de Fronteiras, SR Protocolo e informações ao público, SR Serviço privativo dos generais, SSR. 1 - Nomeações para o Curso de Altos Comandos, SSR. 2 - Acção pessoal dos comandos na Metrópole, SSR. 3 - Acção pessoal dos comandos no Ultramar, SR. 91 Chefe do Estado Maior General das Forças Armadas (CEMGFA), SR Processos do Chefe do Estado Maior do Exército (CEME), SR Processos do Vice-Chefe do Estado Maior do Exército (VCEME), SR Processos do sub-chefe do Estado Maior do Exército, SR Estudos sobre oficiais do Corpo de Estado-Maior, SR. 96 Serviços Sociais das Forças Armadas (SSFA), SR Cerimónias de embarque e desembarque, SR. 98 Comemorações, SR Discursos, conferências e palestras, Relações: As séries de correspondência eram tratados em conjunto com os da Secção do Ultramar (FO/7/B) pela Secção de Expediente e Arquivo (FO/7/C). 19

20 [Fichas de Série] SR. 1 - Expediente e arquivo Datas: Dimensões: 7 processos (cx. 1). Cx. 1: 1 Estudo do classificador do Arquivo, Tarefas e microfilmagem de segurança dos documentos, Arquivo Geral do Ministério do Exército e procedimentos de trabalho na Repartição do Gabinete, Despacho do secretário de Estado do Exército sobre apoio dos militares diminuídos fisicamente enquanto ao serviço no Exército, Microfilmagem de documentos, Assuntos de expediente: regras para registo e manuseamento da correspondência recebida, Serviço interno: horários, Organização: Ordenação cronológica. SR. 2 - SPEME (Serviço de Publicações do EME) Datas: Dimensões: 12 processos (cxs. 1 2). Cx. 1: 1 Circulares e instruções sobre publicações, escrituração de actas das juntas de recrutamento e regimentais, legislação sobre Defesa Nacional, Pessoal do SPEME, Ordens de serviço da Repartição do Gabinete, Despesas produtivas de natureza militar, Instruções para edição de regulamentos, distribuição de publicações, Reorganização do SPEME, 1969 Cx. 2: 7 Regulamentos para o SPEME, Nomeação de pessoal e serviço do SPEME, Publicações: inscrições nos registos da imprensa de publicações dependentes do Ministério do Exército, SPEME: especialidades gráficas do Exército e controlo de publicações, SPEME: situação da secção, necessidades de pessoal e pedidos de publicações, SPEME: efectivos orçamentais e pessoal, 1975 Organização: Ordenação cronológica. Relações: Ver SR. 3 sobre Publicações. SR. 3 - Publicações Datas: Dimensões: 66 processos (cxs. 2 6A). Cx. 2: 20

SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE 2ª DIVISÃO, 8ª SECÇÃO

SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE 2ª DIVISÃO, 8ª SECÇÃO DIRECÇÃO DE CULTURA E HISTÓRIA MILITAR ARQUIVO HISTÓRICO MILITAR SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE 2ª DIVISÃO, 8ª SECÇÃO INVENTÁRIO DE DOCUMENTOS Lisboa 2007 FICHA TÉCNICA: Direcção de Cultura e História Militar Arquivo

Leia mais

TIMOR 2ª DIVISÃO, 9ª SECÇÃO

TIMOR 2ª DIVISÃO, 9ª SECÇÃO ESTADO MAIOR DO EXÉRCITO ARQUIVO HISTÓRICO MILITAR TIMOR 2ª DIVISÃO, 9ª SECÇÃO INVENTÁRIO DE DOCUMENTOS Lisboa 2002, Maio FICHA TÉCNICA: Estado Maior do Exército Arquivo Histórico Militar Timor, 1936 1998.

Leia mais

ESTADO MAIOR DO EXÉRCITO ARQUIVO HISTÓRICO MILITAR ARQUIVO PARTICULAR FREITAS MORAIS, 1930 1970 FUNDO 47 CATÁLOGO. Lisboa 2001, Setembro

ESTADO MAIOR DO EXÉRCITO ARQUIVO HISTÓRICO MILITAR ARQUIVO PARTICULAR FREITAS MORAIS, 1930 1970 FUNDO 47 CATÁLOGO. Lisboa 2001, Setembro ESTADO MAIOR DO EXÉRCITO ARQUIVO HISTÓRICO MILITAR ARQUIVO PARTICULAR FREITAS MORAIS, 1930 1970 FUNDO 47 CATÁLOGO Lisboa 2001, Setembro FICHA TÉCNICA: Estado Maior do Exército Arquivo Histórico Militar

Leia mais

ARQUIVO HISTÓRICO MILITAR

ARQUIVO HISTÓRICO MILITAR ESTADO MAIOR DO EXÉRCITO ARQUIVO HISTÓRICO MILITAR F6 REPARTIÇÃO DO GABINETE DO MINISTRO DA GUERRA / EXÉRCITO INVENTÁRIO Lisboa 2007 1 FICHA TÉCNICA: Arquivo Histórico Militar Repartição do Gabinete do

Leia mais

ARQUIVO PARTICULAR DAVID RODRIGUES, 1923 1955 FUNDO 48 CATÁLOGO

ARQUIVO PARTICULAR DAVID RODRIGUES, 1923 1955 FUNDO 48 CATÁLOGO ESTADO MAIOR DO EXÉRCITO ARQUIVO HISTÓRICO MILITAR ARQUIVO PARTICULAR DAVID RODRIGUES, 1923 1955 FUNDO 48 CATÁLOGO Lisboa 2002, Janeiro 1 FICHA TÉCNICA: Estado Maior do Exército Arquivo Histórico Militar

Leia mais

CAPÍTULO III. Estado -Maior Conjunto Artigo 8.º

CAPÍTULO III. Estado -Maior Conjunto Artigo 8.º CAPÍTULO III Estado -Maior Conjunto Artigo 8.º Missão e atribuições 1. O Estado -Maior Conjunto (EMC) tem por missão assegurar o planeamento e o apoio necessários à decisão do CEMGFA. 2. O EMC prossegue,

Leia mais

28 DE MAIO. DITADURA MILITAR E ESTADO NOVO (1926 1960) 1ª DIVISÃO, 38ª SECÇÃO

28 DE MAIO. DITADURA MILITAR E ESTADO NOVO (1926 1960) 1ª DIVISÃO, 38ª SECÇÃO DIRECÇÃO DE CULTURA E HISTÓRIA MILITAR ARQUIVO HISTÓRICO MILITAR 28 DE MAIO. DITADURA MILITAR E ESTADO NOVO (1926 1960) 1ª DIVISÃO, 38ª SECÇÃO INVENTÁRIO DE DOCUMENTOS Lisboa 2008 1 FICHA TÉCNICA: Direcção

Leia mais

Decreto Regulamentar n. 22/94 de 1 de Setembro

Decreto Regulamentar n. 22/94 de 1 de Setembro Decreto Regulamentar n. 22/94 de 1 de Setembro Na sequência da publicação da Lei Orgânica da Marinha torna-se necessário estabelecer as competências e definir a organização da Superintendência dos Serviços

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL

MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL Decreto Lei n.º 142/2015 de 31 de julho O Decreto Lei n.º 296/2009, de 14 de outubro, procedeu à alteração da estrutura do regime remuneratório aplicável aos militares dos

Leia mais

ESTADO MAIOR DO EXÉRCITO ARQUIVO HISTÓRICO MILITAR DIRECÇÃO DOS SERVIÇOS DO ULTRAMAR, 1940-1961 FUNDO 39 CATÁLOGO

ESTADO MAIOR DO EXÉRCITO ARQUIVO HISTÓRICO MILITAR DIRECÇÃO DOS SERVIÇOS DO ULTRAMAR, 1940-1961 FUNDO 39 CATÁLOGO ESTADO MAIOR DO EXÉRCITO ARQUIVO HISTÓRICO MILITAR DIRECÇÃO DOS SERVIÇOS DO ULTRAMAR, 1940-1961 FUNDO 39 CATÁLOGO Lisboa 1999 FICHA TÉCNICA: Arquivo Histórico Militar Título: Direcção dos Serviços do Ultramar

Leia mais

CATÁLOGO ARQUIVO HISTÓRICO MILITAR COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA [DO MFA] EM ANGOLA (CCPA), 1974 1976 FUNDO 43 ESTADO MAIOR DO EXÉRCITO

CATÁLOGO ARQUIVO HISTÓRICO MILITAR COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA [DO MFA] EM ANGOLA (CCPA), 1974 1976 FUNDO 43 ESTADO MAIOR DO EXÉRCITO ESTADO MAIOR DO EXÉRCITO ARQUIVO HISTÓRICO MILITAR COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA [DO MFA] EM ANGOLA (CCPA), 1974 1976 FUNDO 43 CATÁLOGO Lisboa 2001, Abril FICHA TÉCNICA: Estado Maior do Exército Arquivo

Leia mais

SEDE - Carnaxide. Número de postos de trabalho - Presidente (1) - 1. Cargo/carreira/categoria. Técnico Superior. Técnico Superior Direito 3

SEDE - Carnaxide. Número de postos de trabalho - Presidente (1) - 1. Cargo/carreira/categoria. Técnico Superior. Técnico Superior Direito 3 2009 MAPA DE PESSOAL DA ANPC (Artigo 5º da Lei nº 2-A/2008, 27 Fevereiro) SEDE - Carnaxi Competências/Actividas Área formação académica e/ou - Presinte () - - Director Nacional () - 3 - Comandante Operacional

Leia mais

Estatuto Orgânico do Ministério da Ciência e Tecnologia

Estatuto Orgânico do Ministério da Ciência e Tecnologia Estatuto Orgânico do Ministério da Ciência e Tecnologia Conselho de Ministros Decreto Lei n.º 15/99 De 8 de Outubro Considerando que a política científica tecnológica do Governo propende para uma intervenção

Leia mais

DECRETO REGULAMENTAR N.º 74/2007 DE 2 DE JULHO

DECRETO REGULAMENTAR N.º 74/2007 DE 2 DE JULHO DECRETO REGULAMENTAR N.º 74/2007 DE 2 DE JULHO (Diário da República, 1.ª série n.º 125 de 2 de Julho de 2007) Estabelece as competências e a organização dos Órgãos Centrais de Administração e Direcção

Leia mais

Sistema Integrado de Operações de Protecção e Socorro (SIOPS)

Sistema Integrado de Operações de Protecção e Socorro (SIOPS) Anteprojecto de decreto-lei Sistema Integrado de Operações de Protecção e Socorro (SIOPS) As acções de protecção civil integram, obrigatoriamente, agentes e serviços que advêm de organismos do Estado,

Leia mais

6444 Diário da República, 1.ª série N.º 179 15 de Setembro de 2009

6444 Diário da República, 1.ª série N.º 179 15 de Setembro de 2009 6444 Diário da República, 1.ª série N.º 179 15 de Setembro de 2009 ANEXO Cargos de comando, direcção ou chefia de oficial general Almirante 1. Vice -almirante 7. Contra -almirante 15. Decreto-Lei n.º 234/2009

Leia mais

Secretaria de Estado do Sector Empresarial Público. Decreto-Lei nº 7/07 de 2 de Maio

Secretaria de Estado do Sector Empresarial Público. Decreto-Lei nº 7/07 de 2 de Maio Secretaria de Estado do Sector Empresarial Público Decreto-Lei nº 7/07 de 2 de Maio Tendo em conta a história económica do nosso País após a independência, a propriedade pública ainda ocupa um lugar muito

Leia mais

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR-LESTE. Decreto-Lei 34/2012

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR-LESTE. Decreto-Lei 34/2012 REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR-LESTE Decreto-Lei 34/2012 Orgânica dos Serviços de Apoio dos Tribunais Os Serviços de Apoio dos Tribunais destinam-se a assegurar os serviços administrativos do Tribunal

Leia mais

ASSISTÊNCIA MILITAR DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SALVADOR

ASSISTÊNCIA MILITAR DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SALVADOR ASSISTÊNCIA MILITAR DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SALVADOR Órgão/Sigla: Natureza Jurídica: Subordinação: Finalidade: ASSISTÊNCIA MILITAR DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SALVADOR - ADMINISTRAÇÃO DIRETA AO PREFEITO

Leia mais

5948 DIÁRIO DA REPÚBLICA. Decreto Presidencial n.º 232/12 de 4 de Dezembro. administrativa das actividades do Ministério,

5948 DIÁRIO DA REPÚBLICA. Decreto Presidencial n.º 232/12 de 4 de Dezembro. administrativa das actividades do Ministério, 5948 DIÁRIO DA REPÚBLICA Decreto Presidencial n.º 232/12 de 4 de Dezembro Havendo necessidade de se dotar o Ministério do Urbanismo e Habitação do respectivo Estatuto Orgânico, na sequência da aprovação

Leia mais

Ministério dos Petróleos

Ministério dos Petróleos Ministério dos Petróleos Decreto Lei nº 10/96 De 18 de Outubro A actividade petrolífera vem assumindo nos últimos tempos importância fundamental no contexto da economia nacional, constituindo por isso,

Leia mais

Ministério de Hotelaria e Turismo

Ministério de Hotelaria e Turismo Ministério de Hotelaria e Turismo CAPÍTULO I Disposições Gerais Artigo 1.º (Definição) O Ministério de Hotelaria e Turismo é o órgão do Governo que dirige, coordena e assegura a execução da política do

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL EXÉRCITO PORTUGUÊS COMANDO DO PESSOAL DIRECÇÃO DE OBTENÇÃO DE RECURSOS HUMANOS DESPACHO N.º 09/2009

MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL EXÉRCITO PORTUGUÊS COMANDO DO PESSOAL DIRECÇÃO DE OBTENÇÃO DE RECURSOS HUMANOS DESPACHO N.º 09/2009 MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL EXÉRCITO PORTUGUÊS COMANDO DO PESSOAL DIRECÇÃO DE OBTENÇÃO DE RECURSOS HUMANOS DESPACHO N.º 09/2009 MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL EXÉRCITO PORTUGUÊS CONCURSO DE ADMISSÃO DE

Leia mais

CURRICULUM VITAE JORGE MANUEL DIAS SEQUEIRA. Junho de 2013. Página 1 de 6

CURRICULUM VITAE JORGE MANUEL DIAS SEQUEIRA. Junho de 2013. Página 1 de 6 CURRICULUM VITAE JORGE MANUEL DIAS SEQUEIRA Junho de 2013 Página 1 de 6 Página 2 de 6 1. IDENTIFICAÇÃO Nome Jorge Manuel Dias Sequeira Data de nascimento 27 de Dezembro de 1966 Morada Rua Dom Jorge da

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL

MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL 6422 Diário da República, 1.ª série N.º 179 15 de Setembro de 2009 Resolução da Assembleia da República n.º 92/2009 Deslocação do Presidente da República a Espanha A Assembleia da República resolve, nos

Leia mais

8226 Diário da República, 1.ª série N.º 215 8 de Novembro de 2007

8226 Diário da República, 1.ª série N.º 215 8 de Novembro de 2007 8226 Diário da República, ª série N.º 215 8 de Novembro de 2007 da Madeira os Drs. Rui Nuno Barros Cortez e Gonçalo Bruno Pinto Henriques. Aprovada em sessão plenária da Assembleia Legislativa da Região

Leia mais

ESTADO MAIOR DO EXÉRCITO ARQUIVO HISTÓRICO MILITAR ARQUIVO PARTICULAR ROMA DU BOCAGE, 1886 1903 FUNDO 46 CATÁLOGO. Lisboa 2001, Julho

ESTADO MAIOR DO EXÉRCITO ARQUIVO HISTÓRICO MILITAR ARQUIVO PARTICULAR ROMA DU BOCAGE, 1886 1903 FUNDO 46 CATÁLOGO. Lisboa 2001, Julho ESTADO MAIOR DO EXÉRCITO ARQUIVO HISTÓRICO MILITAR ARQUIVO PARTICULAR ROMA DU BOCAGE, 1886 1903 FUNDO 46 CATÁLOGO Lisboa 2001, Julho FICHA TÉCNICA: Estado Maior do Exército Arquivo Histórico Militar Arquivo

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos 1 de 9 17/10/2013 13:46 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 7.165, DE 29 DE ABRIL DE 2010. Regulamenta o inciso I do art. 48 da Lei n o 6.450, de 14 de outubro

Leia mais

JOAQUIM MOREIRA SILVA CUNHA: catálogo

JOAQUIM MOREIRA SILVA CUNHA: catálogo TORRE DO TOMBO JOAQUIM MOREIRA SILVA CUNHA: catálogo ID L 713 Lisboa 2014 Ficha Técnica: Título: Joaquim Moreira da Silva Cunha: catálogo Autor: Ana Maria Lopes Id.: Arquivo Nacional da Torre do Tombo

Leia mais

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR-LESTE MINISTÉRIO DA JUSTIÇA

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR-LESTE MINISTÉRIO DA JUSTIÇA REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR-LESTE MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DECRETO-LEI Nº.12/2008 30 de Abril ESTATUTO ORGÂNICO DO MINISTÉRIO DA JUSTIÇA O Decreto-Lei nº 7/2007, de 5 de Setembro, relativo à estrutura

Leia mais

DEPÓSITOS GERAIS 3ª DIVISÃO, 48ª SECÇÃO

DEPÓSITOS GERAIS 3ª DIVISÃO, 48ª SECÇÃO ESTADO MAIOR DO EXÉRCITO ARQUIVO HISTÓRICO MILITAR DEPÓSITOS GERAIS 3ª DIVISÃO, 48ª SECÇÃO CATÁLOGO Lisboa 2006 FICHA TÉCNICA: Estado Maior do Exército Arquivo Histórico Militar Depósitos Gerais, Catálogo

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DO GABINETE DO PRESIDENTE

REGULAMENTO INTERNO DO GABINETE DO PRESIDENTE REGULAMENTO INTERNO DO GABINETE DO PRESIDENTE CAPÍTULO I Objecto ARTIGO.º (Objecto) O presente regulamento define a composição e o regime jurídico do pessoal do Gabinete do Presidente do Tribunal de Contas.

Leia mais

Índice Vol. I. Lei nº 85/III/90, de 6-10-Define e regula as bases do estatuto dos titulares de cargos políticos 5

Índice Vol. I. Lei nº 85/III/90, de 6-10-Define e regula as bases do estatuto dos titulares de cargos políticos 5 Índice Vol. I CARGOS POLÍTICOS Lei nº 85/III/90, de 6-10-Define e regula as bases do estatuto dos titulares de cargos políticos 5 Lei nº 28/V/97, de 23-6 Regula estatuto remuneratório dos titulares de

Leia mais

ESTATUTO ORGÂNICO DO MINISTÉRIO DO ENSINO SUPERIOR E DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA

ESTATUTO ORGÂNICO DO MINISTÉRIO DO ENSINO SUPERIOR E DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA ESTATUTO ORGÂNICO DO MINISTÉRIO DO ENSINO SUPERIOR E DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAPITULO I MISSÃO E ATRIBUIÇÕES Artigo 1º (Missão) O Ministério do Ensino Superior e da Ciência e Tecnologia, abreviadamente

Leia mais

PROTECÇÃO DO CONSUMIDOR. Desde 2004 a Informar os Consumidores de Jogos de Fortuna ou Azar. Responsabilidade Social: www.jogoresponsavel.

PROTECÇÃO DO CONSUMIDOR. Desde 2004 a Informar os Consumidores de Jogos de Fortuna ou Azar. Responsabilidade Social: www.jogoresponsavel. PROTECÇÃO DO CONSUMIDOR Desde 2004 a Informar os Consumidores de Jogos de Fortuna ou Azar Responsabilidade Social: www.jogoresponsavel.pt Transparência e Segurança: www.jogoremoto.pt A REGULAÇÃO EM PORTUGAL

Leia mais

Ministério do Comércio

Ministério do Comércio Ministério do Comércio ESTATUTO ORGÂNICO DO MINISTÉRIO DO COMÉRCIO CAPÍTULO I Disposições Gerais Artigo 1.º (Definição) O Ministério do Comercio é o órgão do Governo responsável pela elaboração, execução,

Leia mais

4590 208 Paços de Ferreira

4590 208 Paços de Ferreira C U R R I C U L U M V I T A E INFORMAÇÃO PESSOAL Nome DIAS, DANIELLA ALEXANDRA AMARAL SOUSA Morada RUA DA ALDEIA, N.º 108, Figueiró, 4590 208 Paços de Ferreira Telefone 933290482 Fax Correio electrónico

Leia mais

Prova Escrita de História e Geografia de Portugal

Prova Escrita de História e Geografia de Portugal PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Decreto-Lei nº 139/2012, de 5 de julho Prova Escrita de História e Geografia de Portugal 6º Ano de Escolaridade Prova 05 / 2.ª Fase 12 Páginas Duração da Prova: 90 minutos.

Leia mais

REGULAMENTO DO ARQUIVO HISTORICO DE MOÇAMBIQUE TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I. Denominação, Natureza Jurídica, Sede e Âmbito

REGULAMENTO DO ARQUIVO HISTORICO DE MOÇAMBIQUE TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I. Denominação, Natureza Jurídica, Sede e Âmbito REGULAMENTO DO ARQUIVO HISTORICO DE MOÇAMBIQUE TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I Denominação, Natureza Jurídica, Sede e Âmbito Artigo 1 (Denominação e natureza jurídica) O Arquivo Histórico de Moçambique,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Decreto executivo n.º 131/06 de 3 de Novembro Considerando a necessidade de se regulamentar o funcionamento da Direcção Nacional para Acção Social Escolar. Considerando o disposto

Leia mais

6428 Diário da República, 1.ª série N.º 179 15 de Setembro de 2009

6428 Diário da República, 1.ª série N.º 179 15 de Setembro de 2009 6428 Diário da República, 1.ª série N.º 179 15 de Setembro de 2009 ceiros e materiais, são definidas por portaria do Ministro da Defesa Nacional. CAPÍTULO III Disposições finais Artigo 30.º Símbolos e

Leia mais

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA Diário da República, 1.ª série N.º 30 10 de fevereiro de 2012 661 ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA Lei n.º 6/2012 de 10 de fevereiro Primeira alteração à Lei n.º 8/2009, de 18 de Fevereiro, que cria o regime jurídico

Leia mais

Decreto-Lei n.º 164/2007 de 3 de Maio

Decreto-Lei n.º 164/2007 de 3 de Maio Decreto-Lei n.º 164/2007 de 3 de Maio No quadro das orientações definidas pelo Programa de Reestruturação da Administração Central do Estado (PRACE) e dos objectivos do Programa do Governo no tocante à

Leia mais

Alteração do Estatuto da Aposentação Corpos e Carreiras Especiais O PROJECTO DO GOVERNO

Alteração do Estatuto da Aposentação Corpos e Carreiras Especiais O PROJECTO DO GOVERNO Alteração do Estatuto da Aposentação Corpos e Carreiras Especiais O PROJECTO DO GOVERNO No quadro das iniciativas destinadas a reforçar a convergência e a equidade entre os subscritores da Caixa Geral

Leia mais

Estatuto-Tipo das Delegações Regionais do Gabinete das Zonas Económicas de Desenvolvimento Acelerado

Estatuto-Tipo das Delegações Regionais do Gabinete das Zonas Económicas de Desenvolvimento Acelerado 34 Diploma Ministerial n.º 22/2015 de 21 de Janeiro Havendo necessidade de regular a organização e o funcionamento do Gabinete das Zonas Económicas de Desenvolvimento Acelerado, abreviadamente designado

Leia mais

NOTA EXPLICATIVA. Assim, face a este enquadramento normativo, propõe-se que o presente diploma seja apresentado sob a forma de Decreto Presidencial.

NOTA EXPLICATIVA. Assim, face a este enquadramento normativo, propõe-se que o presente diploma seja apresentado sob a forma de Decreto Presidencial. NOTA EXPLICATIVA 1. Introdução A recente alteração da legislação sobre a organização e funcionamento dos Institutos Públicos, pelo Decreto Legislativo Presidencial n.º 2/13, de 25 de Junho, que revoga

Leia mais

Ministério da Educação

Ministério da Educação Ministério da Educação Decreto Lei n.º 7/03 de 17 de Junho Diário da República, I Série nº47 17.06.2003 Considerando as últimas alterações verificadas na denominação dos organismos de administração central

Leia mais

REPÚBLICA DE ANGOLA TRIBUNAL DE CONTAS 2ª DIVISÃO DOS SERVIÇOS TÉCNICOS DO TRIBUNAL DE CONTAS I FISCALZAÇÃO PREVENTIVA

REPÚBLICA DE ANGOLA TRIBUNAL DE CONTAS 2ª DIVISÃO DOS SERVIÇOS TÉCNICOS DO TRIBUNAL DE CONTAS I FISCALZAÇÃO PREVENTIVA REPÚBLICA DE ANGOLA TRIBUNAL DE CONTAS 2ª DIVISÃO DOS SERVIÇOS TÉCNICOS DO TRIBUNAL DE CONTAS I FISCALZAÇÃO PREVENTIVA 1. LEGISLAÇÃO PERTINENTE: ORGÂNICA DO Tribunal de Contas (LEI Nº 5/96, de 12 de Abril)

Leia mais

Decreto-Lei n.º 15/2002 de 29 de Janeiro

Decreto-Lei n.º 15/2002 de 29 de Janeiro Decreto-Lei n.º 15/2002 de 29 de Janeiro Sendo indispensável criar as condições legais adequadas para que a Guarda Nacional Republicana possa responder com eficácia às responsabilidades decorrentes das

Leia mais

Regulamento da AFA/ESTMA (Portaria n.º 11/91, de 04JAN, Rectificada pela Declaração de Rectificação n.º 47/91)

Regulamento da AFA/ESTMA (Portaria n.º 11/91, de 04JAN, Rectificada pela Declaração de Rectificação n.º 47/91) No seguimento do artigo 7.º do Decreto-Lei n.º 48/86, de 13 de Março, que definiu o quadro legal regulador da inserção dos estabelecimentos militares de ensino superior no sistema universitário português,

Leia mais

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES AVISO

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES AVISO MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES AVISO 1. Nos termos do nº 2 do artigo 21º da Lei nº 2/2004, de 15 de Janeiro, com a redacção dada pela Lei nº 51/2005, de 30 de Agosto, e pela

Leia mais

Fundo: Câmara Municipal de Évora Secção: Controle de Atividades Económicas / Comércio. 1. Descrição ao nível da Série 1.

Fundo: Câmara Municipal de Évora Secção: Controle de Atividades Económicas / Comércio. 1. Descrição ao nível da Série 1. Fundo: Câmara Municipal de Évora Secção: Controle de Atividades Económicas / Comércio 1. Descrição ao nível da Série 1.1 - IDENTIFICAÇÃO - Código de Referência PT/AMEVR/CME/K/E - Imposto de Comércio e

Leia mais

ESTADO MAIOR DO EXÉRCITO ARQUIVO HISTÓRICO MILITAR ARQUIVO PARTICULAR PINTO LELO, 1922-1951 FUNDO 15 CATÁLOGO. Lisboa 2001, Junho

ESTADO MAIOR DO EXÉRCITO ARQUIVO HISTÓRICO MILITAR ARQUIVO PARTICULAR PINTO LELO, 1922-1951 FUNDO 15 CATÁLOGO. Lisboa 2001, Junho ESTADO MAIOR DO EXÉRCITO ARQUIVO HISTÓRICO MILITAR ARQUIVO PARTICULAR PINTO LELO, 1922-1951 FUNDO 15 CATÁLOGO Lisboa 2001, Junho FICHA TÉCNICA: Estado Maior do Exército Arquivo Histórico Militar Arquivo

Leia mais

Newsletter Nº 37 ABRIL ESTÁGIO DE LIDERANÇA PARA PEQUENOS GRUPOS

Newsletter Nº 37 ABRIL ESTÁGIO DE LIDERANÇA PARA PEQUENOS GRUPOS E S C O L A D E S E R V I Ç O D E S A Ú D E M I L I T A R Newsletter Nº 37 ABRIL ESTÁGIO DE LIDERANÇA PARA PEQUENOS GRUPOS Decorreu na Escola de Sargentos do Exército (ESE) de 30 de março a 02 de abril

Leia mais

4ª CONFERÊNCIA CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE DEFESA

4ª CONFERÊNCIA CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE DEFESA NICCM 4ª CONFERÊNCIA CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE DEFESA Evolução e Acção no 3º 3 Quartel do Século XX Áreas a Investigar INTRODUÇÃO ÍNDICE O PLANO MARSHALL A EVOLUÇÃO DA ORGANIZAÇÃO SUPERIOR DA DEFESA NACIONAL

Leia mais

Diário da República, 1.ª série N.º 205 22 de Outubro de 2009 7933. CAPÍTULO II Regime jurídico Artigo 5.º

Diário da República, 1.ª série N.º 205 22 de Outubro de 2009 7933. CAPÍTULO II Regime jurídico Artigo 5.º Diário da República, 1.ª série N.º 205 22 de Outubro de 2009 7933 CAPÍTULO II Regime jurídico Artigo 5.º Regime aplicável 1 À entidade pública empresarial criada pelo presente decreto -lei aplica -se,

Leia mais

Ministério da Saúde. Decreto Lei 2/00 De 14 de Janeiro

Ministério da Saúde. Decreto Lei 2/00 De 14 de Janeiro Ministério da Saúde Decreto Lei 2/00 De 14 de Janeiro As mudanças que ocorrem no âmbito das transformações em curso no País principalmente a reforma geral da administração pública e a adopção da Lei de

Leia mais

PROC. Nº 6203/07 PLL Nº 183/07 EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS

PROC. Nº 6203/07 PLL Nº 183/07 EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS Irani Flôres de Siqueira nasceu em Montenegro/RS, em 11 de fevereiro de 1936, filho de Mozart Noronha de Siqueira e de Cassilda Flôres de Siqueira. É casado com Lourdes Beatriz Pereira

Leia mais

Editado: Centro de Documentação e Informação de Moçambique - CEDIMO Periodicidade: Trimestral Maputo, Junho de 2007 1ª Edição Ano I

Editado: Centro de Documentação e Informação de Moçambique - CEDIMO Periodicidade: Trimestral Maputo, Junho de 2007 1ª Edição Ano I República de Moçambique Autoridade Nacional da Função Pública Editado: Centro de Documentação e Informação de Moçambique - CEDIMO Periodicidade: Trimestral Maputo, Junho de 2007 1ª Edição Ano I EDITORIAL

Leia mais

Ministério da Ciência e Tecnologia

Ministério da Ciência e Tecnologia Ministério da Ciência e Tecnologia Decreto n.º4/01 De 19 de Janeiro Considerando que a investigação científica constitui um pressuposto importante para o aumento da produtividade do trabalho e consequentemente

Leia mais

GOVERNO. Estatuto Orgânico do Ministério da Administração Estatal

GOVERNO. Estatuto Orgânico do Ministério da Administração Estatal REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR LESTE GOVERNO Decreto N. 2/ 2003 De 23 de Julho Estatuto Orgânico do Ministério da Administração Estatal O Decreto Lei N 7/ 2003 relativo à remodelação da estrutura orgânica

Leia mais

COMPLEXO DE APOIO ÀS ACTIVIDADES DESPORTIVAS (CAAD) LEI ORGÂNICA

COMPLEXO DE APOIO ÀS ACTIVIDADES DESPORTIVAS (CAAD) LEI ORGÂNICA COMPLEXO DE APOIO ÀS ACTIVIDADES DESPORTIVAS (CAAD) LEI ORGÂNICA Decreto-Lei n.º 64/97 de 26 de Março O Decreto-Lei nº 64/97, de 26 de Março, foi revogado pelo Decreto-Lei nº 96/2003, de 07 de Maio, que

Leia mais

Ministério da Comunicação Social

Ministério da Comunicação Social Ministério da Comunicação Social ESTATUTO ORGÂNICO DO MINISTERIO DA COMUNICAÇÃO SOCIAL Missão 1. Ministério da Comunicação Social é o órgão do Governo encarregue de organizar e controlar a execução da

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE COMISSÃO INTERMINISTERIAL DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. Resolução nº /2015

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE COMISSÃO INTERMINISTERIAL DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. Resolução nº /2015 REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE COMISSÃO INTERMINISTERIAL DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Resolução nº /2015 Havendo necessidade de aprovar o estatuto orgânico do Ministério da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e

Leia mais

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA Códigos a preencher pela entidade militar U/E/O Rubrica CR Candidatura Nº Nº Recenseamento - NIM FORMULÁRIO DE CANDIDATURA 1. IDENTIFICAÇÃO: NOME - APELIDO DATA DE NASCIMENTO - - - SEXO Masc Fem NATURAL

Leia mais

Ministério da Juventude e Desportos

Ministério da Juventude e Desportos Ministério da Juventude e Desportos Decreto Lei nº 7/97 Aprova o estatuto orgânico do Ministério da Juventude e Desportos e revoga toda a legislação que contrarie o presente decreto lei. Tornando se necessário

Leia mais

LIVROS DE REGISTO ANTIGOS, 1625-1910 FUNDO 5 INVENTÁRIO

LIVROS DE REGISTO ANTIGOS, 1625-1910 FUNDO 5 INVENTÁRIO ESTADO MAIOR DO EXÉRCITO ARQUIVO HISTÓRICO MILITAR LIVROS DE REGISTO ANTIGOS, 1625-1910 FUNDO 5 INVENTÁRIO Lisboa 2004, Abril FICHA TÉCNICA: Estado Maior do Exército Arquivo Histórico Militar Livros de

Leia mais

Câmara Municipal de Almeida Plano de Prevenção de Riscos de Gestão Enquadramento legal

Câmara Municipal de Almeida Plano de Prevenção de Riscos de Gestão Enquadramento legal 1 Câmara Municipal de Almeida Plano de Prevenção de Riscos de Gestão Enquadramento legal 1. A Câmara Municipal de Almeida tem, nos termos da lei e dos estatutos, autonomia administrativa, financeira e

Leia mais

Ministério do Comércio

Ministério do Comércio Ministério do Comércio Decreto executivo n.º 11/01 de 9 de Março A actualização e capacitação técnico profissional dos trabalhadores do Ministério do Comércio e de particulares buscam o aperfeiçoamento

Leia mais

Regulamento de Acesso, Circulação e Permanência nas Instalações da Assembleia da República

Regulamento de Acesso, Circulação e Permanência nas Instalações da Assembleia da República Regulamento de Acesso, Circulação e Permanência nas Instalações da Assembleia da República Despacho n.º 1/93, de 19 de março publicado no Diário da Assembleia da República, II Série C, n.º 22 de 22 de

Leia mais

Ministério da Indústria

Ministério da Indústria Ministério da Indústria Decreto Lei n.º 18/99 de 12 de Novembro Considerando que o estatuto orgânico do Ministério da Indústria aprovado pelo Decreto Lei n.º 8/95, de 29 de Setembro, além de não se adequar,

Leia mais

MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS INSTITUTO DIPLOMÁTICO

MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS INSTITUTO DIPLOMÁTICO VAGAS PARA ESTÁGIOS SERVIÇOS INTERNOS º SEMESTRE DE 04/05 SERVIÇO VAGAS PERFIL DO ESTAGIÁRIO Serviço do Protocolo de Estado Relações Vaga I-/s/45 Tradução Internacionais, Direito e/ou SAPE-DGA Serviço

Leia mais

Estatutos da. Comunidade dos Países de Língua Portuguesa

Estatutos da. Comunidade dos Países de Língua Portuguesa Estatutos da (com revisões de São Tomé/2001, Brasília/2002, Luanda/2005 e Bissau/2006) Artigo 1º (Denominação) A, doravante designada por CPLP, é o foro multilateral privilegiado para o aprofundamento

Leia mais

Unidade orgânica/áreas de atividades. Inspetor- Geral. Subinspetor- Geral

Unidade orgânica/áreas de atividades. Inspetor- Geral. Subinspetor- Geral MODELO A MAPA DE PESSOAL 05 (Estrutura de mapa de pessoal - artigo 5º LVCR) Atribuições/Competências/Atividades Unidade orgânica/áreas de atividades Inspetor- Geral Subinspetor- Geral Diretor de Serviços

Leia mais

Guerra de África (1960-1975) Comando de Companhias de Combate. (2ª versão)

Guerra de África (1960-1975) Comando de Companhias de Combate. (2ª versão) Guerra de África (1960-1975) Comando de Companhias de Combate (2ª versão) António Carlos Morais da Silva Coronel de Artilharia (Maio de 2010) Nota prévia A 2ª versão acrescenta à anterior o seguinte: 13ª

Leia mais

Uma Cronologia da História do Ensino Superior Militar em Portugal

Uma Cronologia da História do Ensino Superior Militar em Portugal Uma Cronologia da História do Ensino Superior Militar em Portugal Capitão-de-fragata António José Duarte Costa Canas Major-general João Jorge Botelho Vieira Borges 1. Introdução O objectivo da presente

Leia mais

Ministério das Finanças

Ministério das Finanças Ministério das Finanças Decreto Lei n.º 4/98 de 30 de Janeiro Considerando que o Decreto no 181 A/80 de 19 de Novembro, já não tem aplicabilidade no actual estágio de desenvolvimento socio económico e

Leia mais

Regulamento do Arquivo Clínico do Centro Hospitalar do Oeste Norte

Regulamento do Arquivo Clínico do Centro Hospitalar do Oeste Norte Centro Hospitalar do Oeste ÂMBITO: Todos os serviços clínicos do Centro Hospitalar do Oeste OBJECTIVOS: Definir as normas de funcionamento do Arquivo Clínico do CHON. RESPONSABILIDADES: Conselho de Administração

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO BANDA DE MÚSICA DE SANGUINHEDO

REGULAMENTO INTERNO BANDA DE MÚSICA DE SANGUINHEDO REGULAMENTO INTERNO BANDA DE MÚSICA DE SANGUINHEDO CAPÍTULO I PRINCÍPIOS GERAIS Artigo 1º - Denominação e sede Social 1. A Associação tem a denominação de Banda de Música de Sanguinhedo Associação Recreativa,

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Diário da República, 1.ª série N.º 82 28 de Abril de 2010 1461

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Diário da República, 1.ª série N.º 82 28 de Abril de 2010 1461 Diário da República, 1.ª série N.º 82 28 de Abril de 2010 1461 Através do Decreto -Lei n.º 212/2006, de 27 de Outubro (Lei Orgânica do Ministério da Saúde), e do Decreto -Lei n.º 221/2007, de 29 de Maio,

Leia mais

Criação do GAZEDA E APROVAÇÃO DO ESTATUTO ORGÂNICO. Decreto nº 75/2007 de 24 de Dezembro

Criação do GAZEDA E APROVAÇÃO DO ESTATUTO ORGÂNICO. Decreto nº 75/2007 de 24 de Dezembro Criação do GAZEDA E APROVAÇÃO DO ESTATUTO ORGÂNICO Decreto nº 75/2007 de 24 de Dezembro Decreto n.º 75/2007 de 24 de Dezembro Com vista a garantir uma gestão efectiva e efi caz das Zonas Económicas Especiais,

Leia mais

REGULAMENTO DO CENTRO DE CONGRESSOS DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA

REGULAMENTO DO CENTRO DE CONGRESSOS DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA REGULAMENTO DO CENTRO DE CONGRESSOS DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA Aprovado pelo Presidente do ISEL a NOTA INTRODUTÓRIA Criado a 19 de Setembro de 2006 e tendo iniciado as suas funções a

Leia mais

PLANO DE CLASSIFICAÇÃO FUNCIONAL FUNDO: 1 RPMon GRUPO: 1ª SEÇÃO P1 EFETIVO SUBGRUPO: SUBSEÇÃO DE EFETIVO DATA: 02mar2012

PLANO DE CLASSIFICAÇÃO FUNCIONAL FUNDO: 1 RPMon GRUPO: 1ª SEÇÃO P1 EFETIVO SUBGRUPO: SUBSEÇÃO DE EFETIVO DATA: 02mar2012 PLANO DE CLASSIFICAÇÃO FUNCIONAL FUNDO: 1 RPMon GRUPO: 1ª SEÇÃO P1 EFETIVO SUBGRUPO: SUBSEÇÃO DE EFETIVO DATA: 02mar2012 Série: GESTÃO DE EFETIVO DO 1 RPMON (azul) Subsérie: Apoio ao Aperfeiçoamento dos

Leia mais

Os combatentes agradecem reconhecidos a presença de V. Exas.

Os combatentes agradecem reconhecidos a presença de V. Exas. DIA DO COMBATENTE NA BATALHA, EM 14 DE ABRIL DE 2007 GENERAL JOAQUIM CHITO RODRIGUES Exmo. senhor Ministro da Defesa Nacional. Digna-se V. Exa. presidir a esta cerimónia evocativa do Dia do Combatente

Leia mais

M ODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE

M ODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE M ODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE INFORMAÇÃO PESSOAL Formador Profissional / Coordenador Pedagógico / Consultor de Formação Nome POEIRAS, VITOR JOAQUIM GALRITO Naturalidade Sumbe, Quanza Sul, Angola

Leia mais

Decreto-Lei n.º 73/2002 de 26 de Março. Nos termos da alínea a) do n.º 1 do artigo 198.º da Constituição, o Governo decreta o seguinte:

Decreto-Lei n.º 73/2002 de 26 de Março. Nos termos da alínea a) do n.º 1 do artigo 198.º da Constituição, o Governo decreta o seguinte: Decreto-Lei n.º 73/2002 de 26 de Março O Decreto-Lei n.º 177/2000, de 9 de Agosto, veio atribuir autonomia administrativa aos tribunais superiores da ordem dos tribunais judiciais e da ordem dos tribunais

Leia mais

Estatutos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa

Estatutos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa Estatutos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (com revisões de São Tomé/2001, Brasília/2002, Luanda/2005, Bissau/2006 e Lisboa/2007) Artigo 1º (Denominação) A Comunidade dos Países de Língua

Leia mais

XXVIII. Qualidade do Novo Edifício Hospitalar ÍNDICE

XXVIII. Qualidade do Novo Edifício Hospitalar ÍNDICE XXVIII Qualidade do Novo Edifício Hospitalar ÍNDICE 1. Sistema de gestão de qualidade... 2 1.1 Objectivos do sistema... 2 1.2 Estrutura organizativa... 4 1.2.1 Organização interna... 4 1.2.2 Estrutura

Leia mais

DOCUMENTO DE TRABALHO

DOCUMENTO DE TRABALHO Página 1 de 1 Oferta formativa 1. Escola Nacional de Bombeiros O Regulamento dos Cursos de Formação do Bombeiro, é o normativo legal que regulamenta os cursos de formação dos elementos do Quadro de Comando

Leia mais

Relatório de Actividades do ano 2011 do Conselho Consultivo da Reforma Jurídica

Relatório de Actividades do ano 2011 do Conselho Consultivo da Reforma Jurídica Relatório de Actividades do ano 2011 do Conselho Consultivo da Reforma Jurídica Fevereiro de 2012 Índice 1. Resumo das actividades... 1 2. Balanço e aperfeiçoamento... 6 3. Perspectivas para os trabalhos

Leia mais

Cidadania O ASSOCIATIVISMO O RECENSEAMENTO MILITAR O RECENSEAMENTO ELEITORAL O VOLUNTARIADO

Cidadania O ASSOCIATIVISMO O RECENSEAMENTO MILITAR O RECENSEAMENTO ELEITORAL O VOLUNTARIADO 24 Capítulo 43 2 25 Estudos, Depois Formação da Outros Licenciatura e Trabalho Apoios 5 O ASSOCIATIVISMO O RECENSEAMENTO MILITAR O RECENSEAMENTO ELEITORAL O VOLUNTARIADO 5 Capítulo Capítulo 5 57 O ASSOCIATIVISMO

Leia mais

ANTE PROJECTO DA PROPOSTA DE LEI DE BASES DO PLANEAMENTO ECONÓMICO E SOCIAL. CAPITULO I Princípios Gerais e Objectivos.

ANTE PROJECTO DA PROPOSTA DE LEI DE BASES DO PLANEAMENTO ECONÓMICO E SOCIAL. CAPITULO I Princípios Gerais e Objectivos. Nota explicativa O actual quadro jurídico do planeamento económico e social, aprovado pela Lei nº 52/II/85, de 10 de Janeiro, encontra-se desactualizado face à nova realidade jurídica, política, económica

Leia mais

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA Lei nº 8/2003 Havendo necessidade de se rever o quadro legal dos órgãos do Estado visando estabelecer, no prosseguimento da construção de uma administração pública para o desenvolvimento,

Leia mais

Curriculum Vitae I. DADOS PESSOAIS II. FORMAÇÃO ACADÉMICA III. SERVIÇO MILITAR

Curriculum Vitae I. DADOS PESSOAIS II. FORMAÇÃO ACADÉMICA III. SERVIÇO MILITAR Curriculum Vitae I. DADOS PESSOAIS Nome: Carlos de Barros Rodrigues Filiação: José Alves Rodrigues e Adelaide de Barros Fernandes Data de Nascimento: 5 de Outubro de 1953 Estado Civil: Divorciado Naturalidade:

Leia mais

第 三 章 執 行 預 算 第 135/2005 號 行 政 長 官 批 示. 7) Executar o plano de formação de pessoal; ( 七 ) 執 行 人 員 培 訓 計 劃 ;

第 三 章 執 行 預 算 第 135/2005 號 行 政 長 官 批 示. 7) Executar o plano de formação de pessoal; ( 七 ) 執 行 人 員 培 訓 計 劃 ; N.º 19 9-5-2005 BOLETIM OFICIAL DA REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU I SÉRIE 545 ( 七 ) 執 行 人 員 培 訓 計 劃 ; ( 八 ) 核 實 收 支 文 件, 並 為 船 舶 建 造 廠 的 正 常 運 作 提 供 輔 助 7) Executar o plano de formação de pessoal;

Leia mais

Lei de Organização e Funcionamento dos Serviços da Assembleia da República (LOFAR) 1

Lei de Organização e Funcionamento dos Serviços da Assembleia da República (LOFAR) 1 Lei de Organização e Funcionamento dos Serviços da Assembleia da República (LOFAR) 1 Lei n.º 77/88, de 1 de Julho, (Declaração de Rectificação de 16 de Agosto de 1988) com as alterações introduzidas pela

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO I

DIREITO ADMINISTRATIVO I UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE DIREITO DIREITO ADMINISTRATIVO I 2.º Ano Turma B PROGRAMA DA DISCIPLINA Ano lectivo de 2011/2012 LISBOA 2011 Regente: Prof. Doutor Fausto de Quadros ELEMENTOS DE ESTUDO

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DA RIBEIRA GRANDE

CÂMARA MUNICIPAL DA RIBEIRA GRANDE CÂMARA MUNICIPAL DA RIBEIRA GRANDE Proposta de Regulamento do Serviço Municipal de Protecção Civil do Concelho da Ribeira Grande Preâmbulo Atendendo que: A Protecção Civil é, nos termos da Lei de Bases

Leia mais

REGULAMENTO FINANCEIRO CAPÍTULO I

REGULAMENTO FINANCEIRO CAPÍTULO I REGULAMENTO FINANCEIRO CAPÍTULO I Disposições Gerais Artigo 1.º Objeto e Âmbito de Aplicação 1. O presente regulamento define as normas relativas à obtenção de rendimentos e realização de gastos, as regras

Leia mais