Google empenhada em conquistar mundo empresarial. NIELS KRUGER, diretor-geral ibérico da Google Enterprise

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Google empenhada em conquistar mundo empresarial. NIELS KRUGER, diretor-geral ibérico da Google Enterprise"

Transcrição

1 Este suplemento faz parte integrante da Vida Económica nº 1464, de 19 de outubro 2012, e não pode ser vendido separadamente PHC diz que empresas devem ter as TI como prioridade de investimento Cesce alerta para que PME tenham consciência das suas necessidades NIELS KRUGER, diretor-geral ibérico da Google Enterprise Google empenhada em conquistar mundo empresarial

2 2 sexta-feira, 19 de outubro 2012 TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO Marca norte-americana move-se cada vez mais no mundo das empresas Mercado empresarial é o que mais rápido dentro da Goog Se comparássemos a unidade de negócio empresarial da Google a uma start-up com a sua própria marca, seria uma das empresas com o crescimento mais rápido dentro desta indústria, garantiu à Vida Económica Niels Kruger, diretor-geral ibérico da Google Enterprise. A Google Enterprise já está no mercado há sete anos e garante ter um portfólio vastíssimo. Vida Económica Hoje o acesso à tecnologia está mais democratizado? Niels Kruger Tradicionalmente, o acesso à tecnologia era muito difícil e dispendioso, sobretudo para as pequenas e médias empresas. Por isso antes era tão complicado competir. Porque uma pequena e média empresa simplesmente não tinha acesso à mesma tecnologia de uma grande estrutura e, se tivesse, teria de pagar muito por isso. O elemento custo sempre foi uma variável muito importante. O negócio das empresas não é a manutenção dos sistemas de informação mas antes melhorar o seu próprio negócio, focarem-se no seu core business. Por isso, a diferença entre a tecnologia utilizada por uma grande empresa e a tecnologia usada por uma estrutura mais pequena sempre foi muito grande. E isto quando ambas têm as mesmas necessidades e requisitos. Mas não têm o mesmo capital para investir e, desde logo, não têm o mesmo acesso à tecnologia. VE Mas agora existe o Cloud Computing, que supostamente vem esbater essa tal Media partner diferença de acesso à tecnologia entre uma grande empresa e uma organização mais pequena... NK Precisamente porque tem um modelo pay-as-you-go no qual o preço que cobramos pela solução é de 40 euros. VE Por utilizador? NK Por utilizador, por ano. O mesmo custo para uma grande empresa e para uma pequena empresa. Temos mais de cinco milhões de clientes em todo o mundo e todos os dias, a este valor, acrescem mais cinco ou seis mil clientes. Todos os dias. Claro que a grande maioria destes clientes são PME. Temos uma forte presença no setor da educação, quer nas escolas, quer nas universidades. Temos excelentes exemplos mesmo aqui na Ibéria, como a Catalunha e Navarra em que todo o sistema escolar é baseado em Google Apps. Em Espanha, o ano passado, anunciamos que 50 universidades também mudaram para as aplicações Google e em alguns casos estamos a falar em mais de 400 mil utilizadores. A vantagem da marca Google VE O idioma já deixou de ser um entrave? NK Sim. Em Portugal, na verdade, é impressionante, pois toda a gente fala várias línguas. Para mim é excelente. Mas neste caso não é barreira pois toda a solução está na nuvem, certo? Ou seja, os serviços não estão instalados nos nossos computadores. Vamos buscar as aplicações algures ao mundo virtual. A nossa vantagem é enorme. Porque os portugueses podem saber falar inglês, francês, espanhol e até alemão. Mas mandarim ou russo se calhar já é mais complicado. Todas as nossas soluções são automaticamente traduzidas e integradas. Repare, pode escrever um em português, enviá-lo a alguém na Rússia, que tem a opção de o traduzir ou de o ler no original. Esta potente ferramenta vem ajudar a que a comunicação seja muito mais fácil entre diferentes países e culturas. É uma enorme ajuda. Até porque uma pequena empresa não tem capacidade para estar a contratar tradutores. VE É verdade que a Google tem uma marca muito forte. Mas junto aos particulares, ou estou enganada? As empresas pensam em Google? NK Entrei para a Google há dois anos e na altura tínhamos imensas discussões sobre o mercado empresarial, como se estava a mover Hoje, é o negócio com o crescimento mais rápido dentro da Google e já atingiu números muito interessantes. Aliás, se comparássemos esta unidade de negócio a uma start-up com a sua própria marca, digo-lhe que seria uma das empresas com o crescimento mais rápido dentro desta indústria. A Google Enterprise já está no mercado há sete anos, começamos pela vertente de pesquisa, área em que temos excelentes experiências, depois começamos a avançar para a área das aplicações, nomeadamente messaging e colaboração que se tornaram num grande produto para nós. Depois, temos os serviços em cloud, big data, armazenamento em nuvem há tanta coisa a aparecer. Temos um portfólio vastíssimo, não somos uma empresa mono-produto. O negócio das empresas não é a manutenção dos sistemas de informação mas antes melhorar o seu próprio negócio, focarem-se no seu core business. VE Qual é a estratégia para comunicarem com as empresas aqui em Portugal? NK Em Portugal há coisas que hoje assumem particular relevância. Redução de custos, produtividade e inovação. Três elementos-chave nos quais Portugal, de facto, não só Portugal mas todos os países, tem de se mover. E estas soluções de cloud computing vêm precisamente reduzir de forma bastante agressiva os custos. Mas não só. A parte mais importante de tudo isto assenta na inovação. Como posso alterar a forma da minha empresa trabalhar, para assim os meus colaboradores se tornarem mais produtivos? Acredito que a partilha de documentos em que todos possam trabalhar simultaneamente, em várias localizações, num só documento é, ou pelo menos pode ser, fundamental. Acabaram as versões 1.2, 1.3, 1.4 E depois alguém gosta mais de a 1.1 e muitas vezes já nem podíamos voltar atrás! Este é apenas um pequeno exemplo. Da mesma forma, o . Automaticamente podemos ver o estado da pessoa, se está a trabalhar, ou não, posso logo iniciar um chat ou um multi-

3 TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO sexta-feira, 19 de outubro regista crescimento le Em Portugal há coisas que hoje assumem particular relevância: redução de custos, produtividade e inovação. à volta de datacenters. Gerimos centros de dados. Temos a terceira maior empresa de IP do mundo, gerimos os nossos próprios centros de dados numa escala que mais ninguém no mundo consegue. Investimos muito em segurança. É o nosso negócio que está em causa. Temos sempre de ver as coisas por comparação. E acha que o que temos hoje é mais seguro do que a cloud? Eu acho que não. Eu acho que a cloud é bastante mais segura do que o mundo físico. VE Como define a Google o cloud computing? NK Acreditamos que é algo 100% baseado na web. 100%. A Google nasceu na internet. Se nos comparar a soluções on-premise, é claro que a nossa cota de mercado não é tão alta. Mas se nos comparar a outras soluções de cloud computing, isso altera-se drasticamente. Nos últimos meses assinamos importantes contratos, como com o BBVA, Leroy e Merlin, KLM, Santogal e muitas outras empresas. Neste momento, procuramos clientes que partilhem a nossa visão e queiram aumentar a sua produtividade e trazer mais inovação. Todos as anos aumentam as funcionalidades VE Há pouco disse-me que os vossos serviços custavam 40 euros, por utilizador, por ano. Mas o que é que está incluído nesses 40 euros? NK Voltemos um pouco atrás. Quando lançámos os nossos serviços em 2007/2008 o preço era igualmente 40 euros e tínhamos calendário, gmail e mais alguns serviços básicos. Hoje, a plataforma divide-se em duas partes. Uma de messaging e outra de colaboração. No messaging está incluído o Gmail e o calendário. Na vertente da colaboração englobamos o vídeo, o Google+, Googles docs e um canal interno de youtube para a empresa. É interessante ver que, passados estes anos, o preço mantêm-se nos mesmos 40 euros mas temos sempre vindo a acrescentar novas funcionalidades. Aliás, quase todos os anos acrescentamos entre 120 e 130 novas funcionalidades. Uma das últimas que lançámos foi o Google+ para empresas. VE O que vos distingue da concorrência? NK Se falarmos em concorrência, deixe-me dizer- -lhe que, independentemente da solução que comprar, vai sempre receber e enviar s. E se for isto que realmente procura, parece-me uma opção bastante simples de tomar Na nossa visão, as TI não deviam estar preocupadas em fazer a manutenção ou upgrades. Acreditamos que esse tempo pode ser muito mais rentável se usado para incrementar o negócio. As TI servem para melhorar os processos de negócio, não para manter os sistemas. E é aqui que o cloud computing pode vir ajudar. Porque simplesmente não há sistemas para manter! Vai sempre ter acesso à última versão. Não há um plano de não sei quantos meses para ir para a nova versão... Continua a fazer o que sempre fez e pode focar-se no negócio. VE As empresas já sabem exatamente o que querem ou ainda necessitam uma grande dose de consultoria? NK Na verdade, há uma grande confusão no mercado, porque, de repente, todas as empresas estão a fornecer serviços em cloud computing. O mais importante para as empresas é perceberem o que realmente necessitam. Sim, muitas vezes ainda precisam de consultoria e ajuda e, também por isso, através do nosso parceiro Glintt, podemos fornecer esse acompanhamento. VE Quais vão ser os grandes desafios para o negócio em Portugal? NK Portugal esteve muito ativo nos últimos meses. É verdade que o foco tem estado mais forte em Espanha, mas na verdade Espanha é um dos países onde o cloud computing mais adoção tem tido. Temos uma taxa de adoção destes serviços muito elevada. Eu acho que o mais importante é que as empresas tenham percebido que têm de fazer as coisas de forma diferente. Se continuarmos a fazer as coisas como sempre fizemos, nada vai mudar. Há que fazer coisas que nunca tenham sido feitas antes. E neste aspeto nós temos as melhores soluções para ajudar as empresas a fazerem o seu negócio de maneira diferente e fazerem crescer o seu negócio Niels Kruger, diretor-geral ibérico da Google Enterprise -vídeo-conference. Imagine a redução de custos que daí pode advir! Segurança já não é problema VE Já se fala de cloud computing há algum tempo. Hoje as questões que envolvem, por exemplo, a segurança já não preocupam os utilizadores deste género de serviços? Porque antes realmente preocupavam NK Repare que há uma forte legislação que tem de ser cumprida. Além de que ter os dados em cloud computing é muito mais seguro do que os ter no mundo offine. Onde muitas vezes deixamos as nossas pendrives na mesa do café ou no táxi isto para não falar no nosso portátil onde estão alojados 60% dos dados. Se perder o meu portátil, perco os meus dados. E isso acontece! Que segurança é essa? VE Então é um problema que simplesmente não existe? NK Acho que temos é de perceber o que é importante para a empresa. O negócio da Google é todo INICIATIVA: O ESSENCIAL SOBRE O IVA analisado numa perspetiva prática PORTO 23 novembro Hotel D. Henrique Preços*: Público Geral: G95 Ass. VE: G75 *(+ IVA) INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES: Vida Económica - Patrícia Flores PROGRAMA: I) Código do IVA: - Aspetos caraterizadores do imposto - Sujeitos passivos de IVA e reverse charge - IVA na construção civil e no imobiliário - Regras de localização das transmissões de bens e das prestações de serviços - Facto gerador e exigibilidade - Operações com as Regiões Autónomas - Obrigações declarativas - Regimes e enquadramentos em IVA II) Regime do IVA nas Transações Intracomunitárias de bens (RITI): - Aspetos genéricos - Aquisições e transmissões intracomunitárias de bens - Aquisição de meios de transporte - Regime derrogatório das aquisições intracomunitárias de bens - Bens com instalação ou montagem - Regime das vendas à distância - Operações triangulares - Falsas triangulares - Isenções nas importações de bens destinados a outros Estados Membros III) Outros: - Regime de reembolsos de IVA a não residentes - Declaração recapiulativa de IVA FORMADOR: Dr. Duarte Travanca

4 4 sexta-feira, 19 de outubro 2012 TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO Empresas devem ter as TI no topo das prioridades de investimento A utilização de soluções de gestão que se adequam à realidade de uma pequena e média empresa faz com que estas sejam mais rentáveis. Parece não haver qualquer dúvida quanto a isto, pelo menos para a PHC. Aliás, a estratégia desta software house, diz o administrador Miguel Capelão, sempre passou por ajudar as empresas a dinamizarem-se. E é exatamente nestes períodos mais conturbados que esta agilidade ganha especial importância. Acreditamos que a tecnologia ajuda as empresas, pois permite-lhes reduzir custos e aumentar a produtividade. Assim sendo, este responsável admite que esta conjuntura é uma oportunidade, pois num mercado mais difícil as empresas precisam da tecnologia que lhes permita endereçar todas as oportunidades que surgem. Penso também que as empresas devem, cada vez mais, escolher software que se ajuste aos seus negócios, optando por soluções verticais para os seus setores de atividade, mas sempre integradas com produtos horizontais que lhes permitam gerir os vários processos da empresa de uma forma unificada. Desta forma, cada empresa obtém uma solução à sua medida a um custo de aplicações standard. Agilizar e rentabilizar Para Miguel Capelão, antes da redução de custos em si, uma pequena e média empresa deve procurar formas para agilizar a estrutura e procurar rentabilizar melhor os recursos. Muitas vezes, ao rentabilizar e agilizar a empresa, há custos que são realmente dispensáveis. O software de gestão é a melhor ferramenta para saber o estado real da empresa ao momento e as áreas que podem ser melhoradas e onde os custos podem ser reduzidos. Recentemente, a PHC viu reconhecida a sua solução PHC FX, uma oferta disponibilizada no modelo Software-asa-Service (SaaS) e que visa o aumento da produtividade e a redução de custos das empresas. O produto foi distinguido com o prémio EuroCloud PT na categoria de melhor solução de Cloud Computing em Portugal. Ricardo Parreira, presidente do conselho de administração PHC Software, disse à Vida Económica que esta solução tem registado um crescimento rápido, fruto de as empresas reconhecerem no produto reais benefícios para a sua atividade. Os gestores podem pagar apenas o que usam, reduzindo o desperdício e adaptando os custos à dimensão da empresa, o que está a cativar bastante as PME. Neste momento a empresa já ultrapassou a barreira dos 500 clientes, tendo em conta que a solução usa um modelo de licenças flexível. Ou seja, o cliente apenas tem de adquirir o número de utilizadores que utilizam a aplicação em simultâneo. As grandes vantagens, segundo o presidente do conselho de administração são o facto das empresas praticamente não terem investimento inicial, dado que apenas precisam de um acesso à internet, como apenas precisam de subscrever o número Miguel Capelão, administrador da PHC PHC FX ganha prémio EuroCloud PT De resto, a PHC acredita que as PME devem olhar para as TI como uma ferramenta essencial para se manterem competitivas. Numa altura em que a concorrência é cada vez maior, as empresas que estão agilizadas e preparadas para os desafios, onde as TI assumem um papel de relevo, são as melhor posicionadas para crescer e ultrapassar todos os obstáculos que possam surgir. Resumindo, as empresas devem ter as TI no topo das prioridades de investimento. A empresa de software acredita haver várias áreas nas quais as empresas podem reduzir custos através da utilização das TI, nomeadamente em áreas que necessitem de uma grande componente de tarefas repetitivas. A título de exemplo, Miguel Capelão deu as soluções de gestão documental que, no seu entender, podem apresentar uma significativa redução de custos, até então necessários com a impressão e arquivo de toda a de utilizadores que utilizará o software em simultâneo. Podem optar entre pagamento mensal ou anual, a nossa solução permite adaptar os seus custos à dimensão e necessidades da empresa. O aumento da mobilidade e a mais fácil partilha da informação e colaboração entre equipas são outras das claras vantagens desta plataforma. Ricardo Parreira enfatizou ainda o facto de o produto eliminar as tarefas e assuntos técnicos relacionados com um ERP tradicional. Estas tarefas trazem custos acrescidos ao cliente e com o modelo SaaS passam a estar do lado do fornecedor. O cliente deixa de se preocupar com a instalação, a manutenção, a segurança, a confidencialidade e os backups do software, pois tudo será responsabilidade do fornecedor, que assegurará que o software esteja sempre disponível e se mantenha totalmente seguro. Por outro lado, explicou à Vida Económica, ao utilizarem este software, as empresas ficam mais dinâmicas e controlam melhor os seus custos e investimentos, alavancando os negócios. Possuem sempre dados em tempo real, permitindo tomar decisões mais acertadas e com maior rapidez documentação. Com estas soluções, esta área é automatizada e devidamente e rapidamente arquivado. Também na área de frotas pode haver uma redução significativa dos custos, nomeadamente através de um controlo mais apertado dos mesmos, dado que, através de uma solução de gestão, os gestores têm acesso, em tempo real, aos custos da sua frota, podendo controlar os mesmos de forma mais atenta e rápida. Penso que, de uma forma geral, há uma possibilidade de redução de custos em qualquer área com o software como forma de usar processos mais eficientes. Há adiamento no investimento Para Miguel Capelão, de uma forma geral os gestores estão mais atentos às formas como o software pode ajudar as empresas mas admite que, no entanto, há ainda algumas empresas que não optaram por software de gestão ou que têm soluções que não se adaptam exatamente às suas necessidades. Apesar de tudo isto, a responsável afiança não ter ainda registado uma diminuição da procura de soluções de gestão. Temos, sim, registado algum tipo de adiamento do investimento, nomeadamente devido à falta de recursos financeiros e à dificuldade de aceder ao crédito. Mas o interesse mantém-se, diz o administrador. E dá como exemplo a gama PHC CS, que está a continuar a cativar as médias e grandes empresas, sendo encarada como uma peça crucial para ultrapassar a crise, pois ajuda a agilizar a empresa para fazer frente aos novos desafios. Por outro lado, o nosso software em regime SaaS, o PHC FX, está a registar um crescimento muito rápido pois os preços são muito convidativos e os benefícios imensos. Os gestores podem pagar apenas o que usam, reduzindo o desperdício e adaptando os custos à dimensão da empresa, o que está a cativar bastante as PME será reforço da internacionalização O próximo ano, a PHC espera que as vendas se mantenham estáveis e dentro dos objectivos traçados. Contamos continuar a registar algum adiamento do investimento, nomeadamente devido à falta de recursos financeiros e dificuldades de aceder ao crédito. Mas estes são obstáculos que podem ser ultrapassados, nomeadamente através da utilização de parcerias, como é o caso dos protocolos que a PHC fez com entidades bancárias, de forma a facilitar o acesso ao crédito para empresas que abraçam projetos de implementação das suas soluções de gestão. As entidades têm inclusive modalidades especiais pensadas para estas empresas, pelo que, segundo o administrador, o acesso ao crédito não deverá ser apontado como um entrave

5 sexta-feira, 19 de outubro Atual conjuntura leva ao alargamento do portfólio A CPC.IS, com 28 anos de experiência no setor das TIC, tem acompanhado as tendências de mercado e consequentemente ajustado a sua oferta às necessidades do tecido empresarial. E sabendo que o mesmo é composto por 95% de pequenas e médias empresas, esta empresa insiste em ver consolidado e alargado o seu portfólio em torno da conjetura atual que obriga os responsáveis das TI a adaptarem os seus sistemas de informação ao negócio, transformando o habitual paradigma (negócio/ti ou TI/negócio). A nossa proposta prende-se com o alinhamento e a transformação dos sistemas de informação às necessidades de hoje, passando invariavelmente pela redução de custos. Hoje, a CPC.IS dispõe de um conjunto de 230 colaboradores em Portugal, providenciando uma força consultora focada em todos os mercados verticais e especificamente nas PME. Segundo Jorge Queiroz Machado, CEO, esta capacidade, aliada ao acompanhamento das soluções de hoje, permite à empresa definir estratégias de modernização dos sistemas de informação, adotando novas tecnologias/soluções. Os responsáveis de TI devem hoje repensar a estratégia, aliar-se ao seu parceiro, sem nunca destacar o seu negócio do seu sistema de informação. Um perfeito conhecimento das ferramentas implementadas na sua organização, as suas fragilidades, os custos associados, ajuda os decisores a traçar objetivos e permite uma melhor definição de estratégia conjunta com o seu parceiro tecnológico. Colaboração é essencial Para Jorge Queiroz Machado, as PME encaram tradicionalmente a poupança de custos pela redução ou substituição de equipamentos e/ou soluções. Segundo este responsável, a CPC.IS enfrenta esta necessidade com uma visão mais abrangente, nomeadamente a capacidade de providenciar ao cliente uma solução baseada num serviço (Backup as a Service, Software as a Service, Infrastructure as a Service e Platform as a Service), a implementação de soluções de baixo custo de aquisição (Open Source), utilização de soluções de colaboração e mobilidade, permitindo aos colaboradores o acesso às ferramentas de negócio em qualquer lado e em qualquer dispositivo (Microsoft Lync, Office 365, etc ). Jorge Queiroz Machado admite que a colaboração é claramente uma das áreas que capacita as empresas de ferramentas capazes de aumentar a produtividade e a integração com soluções até ao momento rotuladas de ilhas isoladas. Exemplo disso, a solução Microsoft Lync, quer nas infraestruturas da organização, quer na Cloud, permite uma colaboração total (voz, dados e vídeo) entre todos os intervenientes no negócio e a democratização dos meios de comunicação, interna e externa. É claramente uma área onde as PME podem facilmente reduzir custos. Cloud sempre presente Dada a situação existente de mercado, a estratégia da CPC.IS admite que vai passar a dinamizar oferta de soluções de serviços profissionais especialmente nas vertentes Cloud, Converged Infrastructure e suporte com monitorização por forma a proteger investimentos já efetuados, recorrendo a novas tecnologias e soluções de custo mais reduzido e com retorno para a operação dos clientes. Ao nível aplicacional continuaremos a aposta em soluções de integração e de gestão por forma a otimizar processos, reduzir complexidade e disponibilizar maior e melhor informação de gestão aos nossos clientes. Por outro lado, Jorge Queiroz Machado diz que o investimento internacional continua a ser um dos maiores objetivos quer com ativos fora de Portugal quer por serviços prestados pela CPC.IS em Portugal, sobretudo na componente aplicacional A colaboração é claramente uma das áreas que capacitam as empresas de ferramentas capazes de aumentar a produtividade e a integração Jorge Queiroz Machado admite que a colaboração é claramente uma das áreas que capacitam as empresas de ferramentas capazes de aumentar a produtividade e a integração com soluções até ao momento rotuladas de ilhas isoladas.

6 6 sexta-feira, 19 de outubro 2012 TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO Empresas têm de ter consciência das suas efetivas necessidades As PME lutam, inevitavelmente, com uma urgente necessidade de redução de custos. Para a Cesce SI, a melhor forma de conseguir atingir este tão almejado objetivo é partir para a consolidação e a integração das tecnologias existentes com novos conceitos e abordagens funcionais, onde a virtualização dos recursos, a deduplicação da informação e a automação dos procedimentos de gestão permitam melhores índices de aproveitamento de todo o ativo tecnológico, com a redução do desperdício. Para Pedro Fidalgo, diretor comercial da Cesce SI, o sucesso de uma estratégia bem- -sucedida passa, em primeiro lugar, por uma consciencialização das necessidades efetivas. Só depois se deve avaliar qual a melhor forma de se atingir um determinado objetivo. Apenas tendo por base uma determinada realidade, podemos melhor compreender quais as abordagens concetuais e funcionais que melhor se adequarão e responderão às necessidades de uma determinada organização. Copiar o que os outros fizeram, porque não temos tempo para avaliar, ou porque se pensa que a melhor estratégia é o alinhamento com uma tendência de mercado, é uma opção com elevados riscos para quem está no centro da decisão, diz Pedro Fidalgo. Hoje, são notórios alguns erros cometidos, porque se decidiu da forma mais fácil. Opções por comprar tudo da mesma marca, ou a tomada de uma decisão na base do desconto, tem-se revelado gato por lebre. De uma forma geral, segundo este responsável, as empresas devem escolher os parceiros com quem possam partilhar os seus desafios e a respetiva ambição, para que o trabalho ao nível do dimensionamento pondere toda a realidade. As abordagens para poupar O mercado das Tecnologias da Informação oferece várias soluções e abordagens para que a obtenção de uma redução de custos seja efetiva. Pedro Fidalgo diz que tem vindo a verificar algumas tendências, mas cada caso tem especificidades próprias. A dimensão e a dependência das tecnologias de informação assim o determinam. De um modo geral, Pedro Fidalgo diz verificar-se a adoção de soluções que facilitam a unificação de vários serviços, nomeadamente ao nível do armazenamento, da proteção e da catalogação da informação, na virtualiza- O mercado das Tecnologias da Informação oferece várias soluções e abordagens para que a obtenção de uma redução de custos seja efetiva Pedro Fidalgo, diretor comercial da Cesce SI ção dos recursos tecnológicos, estejam estes na computação ou no armazenamento, na subcontratação parcial, ou total, de recursos especializados para apoio à exploração das tecnologias, na subcontratação de alguns serviços 20 anos, 100 clientes, 60 colaboradores A Cesce SI é uma empresa do grupo SIA e é especialista no desenvolvimento de soluções de integração de infraestruturas, gestão de serviços e consultoria, aplicadas às áreas de negócio da segurança e armazenamento de dados. A empresa tem já mais de 20 anos de experiência e, segundo dados fornecidos pela própria companhia, tem mais de 100 clientes em Portugal e em diversos países de língua portuguesa, sendo que a sua carteira encontra-se essencialmente distribuída pelos setores financeiro e segurador, telecomunicações, serviços, indústria e administração pública. Atualmente, conta com 60 colaboradores, com escritórios em Lisboa e Porto, e prevê reforçar a sua equipa de forma a fazer face às apostas estratégicas, em particular no que respeita à área de serviços no âmbito do conceito da Cloud, na consolidação das infraestruturas demasiado distribuídas e na factura energética. Todas estas abordagens têm-nos permitido sermos escutados e considerados em vários projetos com relevância na criação de valor para ambas as partes. Questionado sobre quais as áreas onde as PME estão, neste momento, mais desfalcadas quando falamos em Tecnologias de Informação, o diretor comercial diz que a Cesce tem identificado oportunidades de melhoria ao nível da integração dos processos de negócio com a utilização da tecnologia, na adequação dos tempos de resposta das infraestruturas, na classificação da informação não estruturada, no controlo de acesso e na segurança da informação e na resiliência e fiabilidade das tecnologias que apresentam limitações para responder ao processo industrial. A Cesce SI sempre se pautou por uma abordagem de adequação permanente das tecnologias às reais necessidades dos clientes. Para nós, é importante verificar-se uma adequação permanente do custo com as expectativas de resposta às necessidades do negócio e na resiliência técnica. Há 23 anos que o fazemos e essa tem sido a razão para continuarmos a manter clientes tão antigos quanto a nossa existência. Para o próximo ano, o objetivo é manter a estratégia e uma abordagem fundamentada no custo/beneficio sobre tudo o que nos propomos fazer

7 TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO sexta-feira, 19 de outubro Nova versão Sage ERP X3 aposta mais em cloud A Sage Portugal tem já disponível a versão 6.5 do Sage ERP X3 em Portugal, com novas aplicações baseadas na Cloud. Segundo a empresa, esta nova versão oferece maior facilidade de utilização, flexibilidade e mobilidade. O Sage ERP X3 é a aposta global da Sage para o mercado dos ERP internacionais, projetado para suportar os processos de negócio mais sofisticados, mantendo as suas características fundamentais, menor custo de propriedade, rapidez de implementação e utilização simplificada, diz a empresa em comunicado enviado à imprensa. Apoiado no modelo de implementação híbrida, a empresa diz que esta solução oferece a total liberdade de utilização de aplicações de gestão através da Web. O Sage CRM, para além das funcionalidades típicas de um CRM, dispõe de um serviço conectado com o Sage ERP X3 V6.5, que permite que qualquer equipe de vendas O modelo móvel registe de implementação e acompanhe oportunidades híbrida permite com acesso total a total liberdade ao inventário e às de utilização informações mais de aplicações relevantes para de gestão através a sua atividade. da Web Com o Sage Exchange, as transações com cartões de crédito são processadas de uma forma totalmente compatível com o PCI-DSS e seguras a partir de qualquer local, a qualquer hora, explicam no mesmo comunicado. Por outro lado, a empresa advoga que novas funções para gestão de documentos fornecem melhorias de produtividade, com a capacidade de digitalização, OCR, fax e ing de documentos, reduzindo assim os custos relacionados com transferências, manuseamento e arquivos físicos, bem como, a respetiva pegada ecológica e as emissões de carbono. Segundo o documento, na versão V6.5 foram também melhoradas diversas funcionalidades visando ainda mais a simplificação das implementações, sobretudo no Sage ERP X3 Standard Edition, onde vários processos de negócio pré-parametrizados estão disponíveis em formato chave-na-mão. Esta versão é mais um passo em direção ao nosso objetivo de fornecer às empresas uma escolha de tecnologia eficiente muito centrada na experiência de utilização, com tempos de implementação cada vez mais reduzidos, afirmou Rui Nogueira, Business Unit Manager para as Médias e Grandes Empresas da Sage em Portugal. Também descobrimos que cada vez mais os nossos Clientes estão a manter o seu núcleo ERP, adicionando serviços conectados para tirarem proveito da Cloud e dos seus benefícios de velocidade e acessibilidade móvel. O Sage ERP X3 V6.5 oferece este modelo híbrido, que ajuda à operacionalidade dos negócios dos nossos clientes permitindo crescer e manter a competitividade. Novas soluções de TI ajudam PME a ultrapassar a crise As pequenas e médias empresas portuguesas estão a aumentar o investimento em novas soluções tecnológicas para minimizar o impacto da crise e aumentar a competitividade. Pelo menos é o que revela o estudo IDC denominado As TIC e a competitividade das PME. As soluções de cloud computing, big data, social business, banda larga móvel e a aposta em equipamentos e aplicações móveis estão entre as principais tendências, aponta este documento. Apesar do cenário económico recessivo e da redução de despesas com tecnologias de informação e comunicações, as PME têm vindo a investir na adoção de novas tecnologias, nomeadamente na implementação de soluções de cloud computing e mobilidade. Esta tendência deverá manter-se nos próximos 12 meses, explicou em comunicado Gabriel Coimbra, country manager da IDC Portugal. A generalidade das organizações de pequena e média dimensão sublinha o impacto positivo destas tecnologias no negócio, indicando a melhoria da informação de suporte à decisão e melhoria dos processos de negócio como os principais benefícios. A maioria das organizações inquiridas refere, ainda, que alcançaram uma melhoria significativa da produtividade dos colaboradores e do relacionamento com os clientes. A grande maioria das PME revela que, apesar da aposta em estratégias de internacionalização e de desenvolvimento de novos produtos e serviços, tem adotado também estratégias de identificação e redução de custos para manter a competitividade. O estudo IDC revela que o novo paradigma tecnológico, designado de economia inteligente, suportado por um conjunto de pilares tecnológicos cloud computing, big data, social business, banda larga móvel, equipamentos e aplicações móveis está a ter um impacto profundo na própria reorganização das atividades das PME. PME são tecnologicamente sofisticadas Segundo os analistas da IDC, as PME no território nacional têm uma infraestrutura tecnológica de suporte ao negócio e atividades com algum grau de sofisticação. A maioria das organizações tem uma elevada taxa de penetração de computadores pessoais, procedeu à implementação de servidores e iniciou, mais recentemente, o processo de consolidação e virtualização destes equipamentos e procedeu também à implementação de soluções de gestão de negócio na maioria das áreas funcionais. Para além do impacto no negócio, a generalidade dos inquiridos considera que estas tecnologias são vitais para o sucesso do negócio das suas organizações no território nacional, assim como acreditam que podem desempenhar um papel crucial para que as suas organizações possam ultrapassar o atual cenário económico. De acordo com Diogo Sousa, Industry Standard Servers Category Division Manager da HP Portugal, as TI devem funcionar como um elemento catalisador, estar alinhadas com o negócio e permitir às PME uma atuação competitiva, ágil e flexível no mercado. Para este responsável, o estudo confirma o que temos vindo Soluções de cloud computing, big data, social business, banda larga móvel e a aposta em equipamentos e aplicações móveis estão entre as principais tendências a assistir, isto é, que as PME encaram cada vez mais as TI como uma forma de fazer negócio, criando novos canais de venda, bem como uma forma de incrementar o mercado onde operam, promovendo a internacionalização, reduzindo os constrangimentos da distância geográfica e simplificando os temas monetário e linguístico. A HP, em conjunto com os seus parceiros, está preparada para ajudar este importante setor da economia nacional a responder de forma pronta e eficaz aos desafios de negócio, com soluções chave-na-mão, fáceis de implementar e de gerir e que oferecem um rápido retorno do investimento. As conclusões do estudo da IDC vão ao encontro da visão que a Intel tem, não só para Portugal como a nível global, em relação às pequenas e médias empresas: a inovação tecnológica não é encarada como um custo, mas sim como um investimento que pode ser fulcral para a atividade de uma determinada companhia, disse Alexandre Santos, Business Manager da Intel Portugal. Segundo este profissional, apesar dos desafios colocados pela atual conjuntura financeira, é importante testemunhar que o tecido empresarial português não vê a tecnologia como um elemento secundário do negócio, mas sim como um meio essencial para otimizar processos, reduzir custos e tornar o negócio mais eficiente. A Intel, juntamente com os seus parceiros, partilha desta visão e pretende continuar a ajudar as PME nacionais a terem acesso às soluções de maior desempenho que lhes permitem ser mais competitivos. E em 2010 era assim A realidade apresentada neste documento é bastante diferente da divulgada há dois anos pela mesma consultora. Na altura, a IDC estimava que as PME constituíam 35% do investimento em Tecnologias de Informação (TI) em Portugal. O estudo apresentado em 2010 fazia uma análise de clusters onde foram definidos quatro grupos distintos numa escala de sofisticação dos investimentos em TI, definida a nível europeu: os retardatários, que caracterizavam as PME que possuíam apenas uma infraestrutura básica e muita relutância no investimento em TI, representando cerca de 27% das PME europeias. Em Portugal este grupo representava quase 30% das PME. Os que esperavam para ver, e que representavam as PME que possuíam uma base tecnológica consistente para o suporte dos seus processos empresariais, mas que tinham uma atitude conservadora no que toca ao investimento em novas soluções tecnológicas. Este grupo representava a maior fatia do universo de PME europeias (36%). No caso concreto de Portugal este cluster representava quase 40% das PME

8 8 sexta-feira, 19 de outubro 2012 TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO PME lutam com redução e racionalização dos gastos As Pequenas e Médias Empresas (PME) atualmente têm duas preocupações a nível de gastos. Uma delas é a redução e a outra a sua racionalização. A Knowledge Inside diz ter uma proposta forte para ajudar a diminuir estas preocupações. Chama-se Niodo e é um conjunto de soluções de Cloud Computing. Esta solução vem ao encontro da necessidade de redução de custos nas PME no sentido em que a empresa deixa de ter a necessidade de efetuar grandes investimentos na sua estrutura de TI, explicou à Vida Económica Daniel Oliveira, CEO da Knowledge Inside. Passa também a pagar apenas pelos recursos que utiliza, em vez de ter de adquirir soluções que normalmente estavam pensadas para suportar as TI a um prazo longo e, como tal, terem capacidade a mais do que a necessidade real, disse o responsável. Noutro quadrante, para as empresas Novo Regime do ARRENDAMENTO URBANO que não optem para já pela passagem para a Cloud ou pelo menos a 100%, dadas as nossas competências na gestão, consolidação e virtualização de infraestruturas de TI, ajudamos as empresas a reduzir custos por estas vias, racionalizando os gastos efetuados com o aproveitamento ao máximo das tecnologias existentes na empresa. Desta forma, diz Daniel Oliveira, a empresa sabe que utiliza efetivamente os seus recursos e que não investe em tecnologia para a utilizar apenas numa percentagem mínima. Para conseguir a tal redução de custos, segundo a Knowledge Inside, as PME devem ter uma informação clara e objetiva dos vários custos que têm em TI. E aqui, explicitam, não devem apenas ser enquadrados os custos com hardware, software e serviços, mas também com outro tipo de custos como a energia, refrigeração, segurança, tempo ocupado por colaboradores, etc. Após a análise de todos os custos, deve ser considerado o outsourcing de todas as áreas possíveis. O outsourcing de serviços é sem dúvida o tipo de outsour- NOVIDADE ANOTADO E COMENTADO Todas as áreas podem ser alvo de redução de custos. Hardware, software e serviços são áreas em que se podem adotar soluções que reduzam o CAPEX e o transformem em OPEX Daniel Oliveira, CEO da Knowledge Inside cing de TI mais utilizado pelas PME. No entanto, diz Daniel Oliveira, com as soluções de Cloud Computing, todas as áreas acima indicadas são alvo de outsourcing, pelo que a empresa sabe exatamente quais os custos que vai ter, aproveitando os recursos das empresas prestadoras desse serviço pagando apenas a parcela que consumir. Além disso, a poupança acaba por ser feita também ao nível da gestão da empresa. Dado que a empresa deixa de ter a grande maioria das preocupações com a gestão das TI, transforma o custo da gestão de TI em ganhos na gestão do próprio negócio. Aqui, o ganho é duplo! Para Daniel Oliveira, basicamente, todas as áreas podem ser alvo de redução de custos, especialmente nas TI. Hardware, software e serviços são áreas em que facilmente se podem adotar soluções que reduzam o CAPEX e o transformem em OPEX. Optando pela externalização das várias áreas de TI, a PME consegue obter exatamente o que necessita em cada momento. Se precisa de aumentar a força de vendas ou outra durante um período e para tal necessita de mais recursos de TI, opta por durante esse período contratar apenas esses recursos, decidindo em que momento devem ser suspensos esses custos. Mas Daniel Oliveira especifica que nas aquisições de hardware e software tal é muito difícil ou quase impossível de realizar. O mesmo, alerta, é válido para serviços de suporte às TI da empresa. Os custos mais operacionais específicos para as TI, nas áreas da energia, refrigeração, segurança, etc. reduzem também significativamente com este modelo. Ainda nesta lógica, um dos temas que tem sido muito badalado em Portugal é a opção de BYOD (Bring Your Own Device), em que a empresa permite e enfatiza que o colaborador possa utilizar o seu dispositivo de acesso às ferramentas e dados de trabalho. Este movimento, explica Daniel Oliveira, permite às empresas pouparem custos diretos de aquisição dos equipamentos e outros custos como a manutenção ou a sua substituição regular. Além disso, aumenta significativamente a satisfação do seu colaborador, o que, mesmo que seja difícil de medir, aumentará decerto a sua produtividade O que falta nas empresas? Inclui: - Lei n.º 31/2012, de 14 de Agosto - Lei n.º 6/2006, de 27 de Fevereiro (com as alterações introduzidas pela Lei 31/2012, de 14 de Agosto) Autores: Páginas: P.V.P.: Com as alterações da Lei n.º 31/2012, de 14 de Agosto, que introduz profundas e significativas alterações aos vários diplomas que, em conjunto, constituem o Regime Jurídico do Arrendamento Urbano. Compre já em Em termos de TI, Daniel Oliveira diz que áreas com mais necessidades dentro das empresas, nomeadamente das PME, é a segurança da informação e a consolidação e otimização das estruturas existentes. Neste momento, as PME estão sensibilizadas para estas necessidades e estão razoavelmente conscientes das soluções que podem obter para as poderem satisfazer mas enfrentam um problema quase comum: a capacidade financeira para os investimentos necessários. Nesta matéria, o responsável deu como exemplo o facto de as soluções de Cloud Computing terem vindo aliviar a falta de capacidade de crédito e investimento por parte das PME, tornando o acesso às ferramentas necessárias muito mais simples e racional. Obtêm o que pretendem a um custo controlado e perfeitamente adaptável à empresa. Com estas soluções, podem então colmatar as necessidades tecnológicas e que são normalmente a segurança, a capacidade de dimensionamento das soluções associadas ao acréscimo ou decréscimo do negócio e a possibilidade de alheamento quase completo sobre a gestão das TI. Questionado sobre se a atual crise económica veio de alguma forma fazer a empresa alterar a sua estratégia, o responsável diz que alterar, não, mas veio acelerar. O que a atual crise veio fazer foi com que passássemos das ideias aos atos mais rapidamente e sentíssemos também a pressão por parte das PME para que esta estratégia desse resultados nos seus planeamentos em TI. Aliás, mesmo que esta crise passe rapidamente (assim o desejamos), estes modelos que estão a ser adotados têm as suas raízes firmadas e continuarão a ser pretendidas pelos gestores das PME. Assim, achamos que a nossa estratégia continua válida e continuará a trazer bons resultados. Daniel Oliveira diz que o próximo ano, à semelhança dos tempos recentes, vai ser de grandes desafios dada a situação da economia portuguesa. Continuaremos a dar enfoque nas soluções de Cloud Computing com o Niodo, a solução desenvolvida pela Knowledge Inside para dar às PME as TI como um serviço.

Colaboradores sempre ligados. Para uma melhor conectividade e maior envolvimento dos colaboradores. Vodafone Power to you

Colaboradores sempre ligados. Para uma melhor conectividade e maior envolvimento dos colaboradores. Vodafone Power to you Colaboradores sempre ligados Para uma melhor conectividade e maior envolvimento dos colaboradores Vodafone Power to you 02 37% da força de trabalho global (1,3 mil milhões de pessoas) serão trabalhadores

Leia mais

O seu escritório na nuvem - basta usar o browser.

O seu escritório na nuvem - basta usar o browser. 02 O seu escritório na nuvem - basta usar o browser. As soluções tecnológicas que encontra para melhorar a colaboração na sua empresa são muito caras e complexas? Pretende tornar as suas equipas mais ágeis

Leia mais

Com esta tecnologia Microsoft, a PHC desenvolveu toda a parte de regras de negócio, acesso a dados e manutenção do sistema.

Com esta tecnologia Microsoft, a PHC desenvolveu toda a parte de regras de negócio, acesso a dados e manutenção do sistema. Caso de Sucesso Microsoft Canal de Compras Online da PHC sustenta Aumento de 40% de Utilizadores Registados na Área de Retalho Sumário País: Portugal Industria: Software Perfil do Cliente A PHC Software

Leia mais

Mudança Empresários portugueses ainda têm défice de informação sobre vantagens do cloud computing. PME mais. competitivas com a 'nuvem'

Mudança Empresários portugueses ainda têm défice de informação sobre vantagens do cloud computing. PME mais. competitivas com a 'nuvem' Mudança Empresários portugueses ainda têm défice de informação sobre vantagens do cloud computing PME mais competitivas com a 'nuvem' Textos JOÃO RAMOS e NICOLAU SANTOS Fotos ALBERTO FRIAS *S^ sector das

Leia mais

DOSSIER DE IMPRENSA 2015

DOSSIER DE IMPRENSA 2015 DOSSIER DE IMPRENSA 2015 A Empresa A Empresa A 2VG é uma empresa tecnológica portuguesa criada em 2009, que surgiu para colmatar uma necessidade detetada no mercado das tecnologias de informação e comunicação

Leia mais

Wall Street Institute resolve necessidades complexas de e-mail com solução Microsoft Exchange Online

Wall Street Institute resolve necessidades complexas de e-mail com solução Microsoft Exchange Online Wall Street Institute resolve necessidades complexas de e-mail com solução Microsoft Exchange Online Além da poupança na infra-estrutura física dos servidores e do preço das licenças, há reduções de custos

Leia mais

IDC TECHNOLOGY SPOTLIGHT

IDC TECHNOLOGY SPOTLIGHT IDC TECHNOLOGY SPOTLIGHT A importância da inovação em fornecedores de sistemas, serviços e soluções para criar ofertas holísticas Julho de 2014 Adaptado de Suporte a ambientes de datacenter: aplicando

Leia mais

ESTUDO IDC O papel das tecnologias de informação na produtividade e redução de custos nas organizações nacionais

ESTUDO IDC O papel das tecnologias de informação na produtividade e redução de custos nas organizações nacionais ESTUDO IDC O papel das tecnologias de informação na produtividade e redução de custos nas organizações nacionais Patrocinado por: Microsoft Versão Preliminar - Março 2013 SUMÁRIO EXECUTIVO IDC Portugal:

Leia mais

IDC Portugal aumenta produtividade e reduz custos operacionais com Microsoft Dynamics CRM em modelo hosted

IDC Portugal aumenta produtividade e reduz custos operacionais com Microsoft Dynamics CRM em modelo hosted Microsoft Dynamics CRM Online Customer Solution Case Study IDC Portugal IDC Portugal aumenta produtividade e reduz custos operacionais com Microsoft Dynamics CRM em modelo hosted Sumário País Portugal

Leia mais

Infrascale Partnership: Your Online Cloud Storage Business

Infrascale Partnership: Your Online Cloud Storage Business 1 2 Cloud Backup info@bms.com.pt Tel.: 252 094 344 www.bms.com.pt Quem é a Infrascale? Um Pioneiro Global em Cloud Storage A Infrascale é uma empresa de Platform-as-a- Service (PaaS) (Plataforma como um

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA Quem Somos Somos um grupo de empresas de prestação de serviços profissionais nas áreas das Tecnologias de Informação, Comunicação e Gestão. Estamos presente em Portugal,

Leia mais

agility made possible

agility made possible RESUMO DA SOLUÇÃO DO PARCEIRO Soluções de garantia do serviço da CA Technologies você está ajudando seus clientes a desenvolver soluções de gerenciamento da TI para garantir a qualidade do serviço e a

Leia mais

Vantagem Garantida PHC

Vantagem Garantida PHC Vantagem Garantida PHC O Vantagem Garantida PHC é um aliado para tirar maior partido das aplicações PHC A solução que permite à empresa rentabilizar o seu investimento, obtendo software actualizado, formação

Leia mais

Agregando valor com Business Service Innovation

Agregando valor com Business Service Innovation Agregando valor com Business Service Innovation A TI é enorme. Existem tantos bits no universo digital quanto estrelas em nosso universo físico. é arriscada. Dois terços dos projetos de TI estão em risco,

Leia mais

Acelere a sua jornada à nuvem

Acelere a sua jornada à nuvem Boletim técnico Acelere a sua jornada à nuvem Arquitetura de nuvem convergente da HP Índice Uma nova computação para a empresa... 2 Evolua a sua estratégia de TI para incluir serviços da nuvem... 2 A nova

Leia mais

CUSTO TOTAL DE PROPRIEDADE DO PANDA MANAGED OFFICE PROTECTION. 1. Resumo Executivo

CUSTO TOTAL DE PROPRIEDADE DO PANDA MANAGED OFFICE PROTECTION. 1. Resumo Executivo 1. Resumo Executivo As empresas de todas as dimensões estão cada vez mais dependentes dos seus sistemas de TI para fazerem o seu trabalho. Consequentemente, são também mais sensíveis às vulnerabilidades

Leia mais

Estado da Nação das TIC em Angola

Estado da Nação das TIC em Angola Estado da Nação das TIC em Angola CIO AGENDA ANGOLA 2013 AS TI TI COMO ALAVANCA DE CRESCIMENTO DO NEGÓCIO 21 de Maio, Hotel Sana Epic, Luanda Gabriel Coimbra General Manager, IDC Angola gcoimbra@idc.com

Leia mais

18h00: Apresentação de resultados (Carlos Gonçalves, João Nuno Ferreira, João Mota Lopes) 18h50: Encerramento (André Vasconcelos)

18h00: Apresentação de resultados (Carlos Gonçalves, João Nuno Ferreira, João Mota Lopes) 18h50: Encerramento (André Vasconcelos) Dia 27 de Outubro, 14h00 - Agenda 1. Apresentação geral auditório (30+45minutos) 14h00: Receção dos convidados 14h30: Abertura (Rogério Carapuça) 14h40: Políticas Infra-estruturas TIC na Administração

Leia mais

fornecendo valor com inovações de serviços de negócios

fornecendo valor com inovações de serviços de negócios fornecendo valor com inovações de serviços de negócios A TI é grande. Tantos bits no universo digital quanto estrelas em nosso universo físico. é arriscada. Dois terços dos projetos de TI estão em risco,

Leia mais

INFORME PORQUE TELEFÓNIA EM NUVEM?

INFORME PORQUE TELEFÓNIA EM NUVEM? INFORME PORQUE TELEFÓNIA EM NUVEM? Porque a Voz na Nuvem? 2 Índice Introdução... 3 Baixo Custo... 4 REQUISITOS MÍNIMOS DE CAPITAL... 4 EQUIPAMENTOS GENÉRICOS... 4 UTILIZAÇÃO DE MAIORES RECURSOS... 4 DESPESAS

Leia mais

FAZER MAIS COM MENOS Maio 2012 White Paper

FAZER MAIS COM MENOS Maio 2012 White Paper CLOUD COMPUTING FAZER MAIS COM MENOS Maio 2012 CLOUD COMPUTING FAZER MAIS COM MENOS Cloud Computing é a denominação adotada para a mais recente arquitetura de sistemas informáticos. Cada vez mais empresas

Leia mais

fastmex uma ferramenta indispensável

fastmex uma ferramenta indispensável Com a crise mundial que atravessamos, temos que encontrar soluções para os nossos problemas. Temos que ser melhores. TEMOS QUE TENTAR SER OS MELHORES! fastmex Este objetivo apenas será alcançado com dinamismo

Leia mais

Globalweb otimiza oferta e entrega de serviços a clientes com CA AppLogic

Globalweb otimiza oferta e entrega de serviços a clientes com CA AppLogic CUSTOMER SUCCESS STORY Globalweb otimiza oferta e entrega de serviços a clientes com CA AppLogic PERFIL DO CLIENTE Indústria: Serviços de TI Companhia: Globalweb Outsourcing Empregados: 600 EMPRESA A Globalweb

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA APRESENTAÇÃO CORPORATIVA 2015 Quem é a 2VG? A Empresa A 2VG Soluções Informáticas SA., é uma empresa tecnológica portuguesa, fundada em 2009, que surgiu para colmatar uma necessidade detetada no mercado

Leia mais

EMBRATEL ENTREVISTA: Pietro Delai IDC Brasil DATA CENTER VIRTUAL - DCV

EMBRATEL ENTREVISTA: Pietro Delai IDC Brasil DATA CENTER VIRTUAL - DCV EMBRATEL ENTREVISTA: Pietro Delai IDC Brasil DATA CENTER VIRTUAL - DCV DATA CENTER VIRTUAL - DCV Em entrevista, Pietro Delai, Gerente de Pesquisa e Consultoria da IDC Brasil relata os principais avanços

Leia mais

O nosso desafio é o seu sucesso!

O nosso desafio é o seu sucesso! O nosso desafio é o seu sucesso! Clien tes de Refe rên cia Distribuição Construção Civil Industria Tecnologias Potenciamos o seu negócio A Empre sa. Somos uma empresa especializada na prestação de serviços

Leia mais

Cloud Computing Visão PT Cisco Roadshow 2010. Bruno Berrones Funchal, 27 de Maio de 2010

Cloud Computing Visão PT Cisco Roadshow 2010. Bruno Berrones Funchal, 27 de Maio de 2010 Cloud Computing Visão PT Cisco Roadshow 2010 Bruno Berrones Funchal, 27 de Maio de 2010 Agenda Desafios para as Empresas Extrair valor do Cloud Computing O papel da PT 1 Inovação é a resposta para garantir

Leia mais

Aumente o seu negócio e faça crescer o seu lucro com o Programa de Parceiros APC

Aumente o seu negócio e faça crescer o seu lucro com o Programa de Parceiros APC Aumente o seu negócio e faça crescer o seu lucro com o Programa de Parceiros APC Desenhado em função do seu negócio e concebido para ajudá-lo a ser competitivo num mercado em transformação De que necessita

Leia mais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa,

Leia mais

IP Communications Platform

IP Communications Platform IP Communications Platform A Promessa de Convergência, Cumprida As comunicações são essenciais para os negócios mas, em última análise, estas são conduzidas a nível pessoal no ambiente de trabalho e por

Leia mais

Estudo Empresas Darwin em Portugal

Estudo Empresas Darwin em Portugal Estudo Empresas Darwin em Portugal Introdução Num mercado muito competitivo em que os mais pequenos pormenores fazem a diferença, as empresas procuram diariamente ferramentas que lhes permitam manter-se

Leia mais

as cinco principais batalhas do monitoramento e como você pode vencê-las

as cinco principais batalhas do monitoramento e como você pode vencê-las DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA Setembro de 2012 as cinco principais batalhas do monitoramento e como você pode vencê-las agility made possible sumário resumo executivo 3 efetivo do servidor: 3 difícil e piorando

Leia mais

Os Desafios de Mobile, Cloud, GIS e Big Data nas Organizações. Leandro M. Rodriguez General Manager, Latin America - Esri

Os Desafios de Mobile, Cloud, GIS e Big Data nas Organizações. Leandro M. Rodriguez General Manager, Latin America - Esri Os Desafios de Mobile, Cloud, GIS e Big Data nas Organizações Leandro M. Rodriguez General Manager, Latin America - Esri Big Data Num futuro próximo, toda a informação vai ser Big Data. Já não existe pouca

Leia mais

PORQUÊ O PHC ENTERPRISE CS?

PORQUÊ O PHC ENTERPRISE CS? PORQUÊ O PHC ENTERPRISE CS? Um ERP, como qualquer software, pode vir em várias medidas. Quer se chamem soluções, serviços, formatos, ou gamas como no caso da PHC, existem diversas possibilidades para uma

Leia mais

Serviço Cloud. Sustentabilidade

Serviço Cloud. Sustentabilidade Sustentabilidade 2013 AGENDA ENQUADRAMENTO SERVIÇO CLOUD ENQUADRAMENTO Chegou a era do Data tsunami À medida que os equipamentos suportam e integram novas funcionalidades e as redes têm uma resposta mais

Leia mais

Rumo à Integração de Segurança. IDC FutureScape IT Security Products and Services 2015 Predictions

Rumo à Integração de Segurança. IDC FutureScape IT Security Products and Services 2015 Predictions Rumo à Integração de IDC FutureScape IT Security Products and Services 0 Predictions ª Plataforma Processo de Decisão Evolução da ª Plataforma focalizada no risco do acesso a servidores centralizados e

Leia mais

PHC Mensagens SMS CS

PHC Mensagens SMS CS PHC Mensagens SMS CS O potencial das comunicações imediatas com mensagens SMS PHC O envio de mensagens a múltiplos destinatários em simultâneo. Uma comunicação com sucesso: ganhos de tempo e de dinheiro

Leia mais

Sistema IBM PureApplication

Sistema IBM PureApplication Sistema IBM PureApplication Sistema IBM PureApplication Sistemas de plataforma de aplicativos com conhecimento integrado 2 Sistema IBM PureApplication A TI está vindo para o centro estratégico dos negócios

Leia mais

Premier. Quando os últimos são os Primeiros

Premier. Quando os últimos são os Primeiros Premier Quando os últimos são os Primeiros Fundada em 1997 Especializada no desenvolvimento de soluções informáticas de apoio à Gestão e consultoria em Tecnologias de Informação. C3im tem como principais

Leia mais

Plano Estratégico para a Fileira da Construção 2014-2020

Plano Estratégico para a Fileira da Construção 2014-2020 Plano Estratégico para a Fileira da Construção 2014-2020 1. A EVOLUÇÃO DOS MERCADOS 1.1 - A situação dos mercados registou mudanças profundas a nível interno e externo. 1.2 - As variáveis dos negócios

Leia mais

Desenvolva o potencial das comunicações imediatas com mensagens SMS PHC

Desenvolva o potencial das comunicações imediatas com mensagens SMS PHC PHC Mensagens SMS CS DESCRITIVO O módulo PHC Mensagens SMS CS permite o envio de mensagens a múltiplos destinatários em simultâneo, sem ser necessário criar e enviar uma a uma. Comunique com mais sucesso:

Leia mais

w w w. y e l l o w s c i r e. p t

w w w. y e l l o w s c i r e. p t consultoria e soluções informáticas w w w. y e l l o w s c i r e. p t A YellowScire iniciou a sua atividade em Janeiro de 2003, é uma empresa de consultoria de gestão e de desenvolvimento em tecnologias

Leia mais

QUANTINFOR CONSULTORIA INFORMÁTICA UMA EQUIPA, MÚLTIPLOS SERVIÇOS PARA A SUA EMPRESA

QUANTINFOR CONSULTORIA INFORMÁTICA UMA EQUIPA, MÚLTIPLOS SERVIÇOS PARA A SUA EMPRESA QUANTINFOR CONSULTORIA INFORMÁTICA UMA EQUIPA, MÚLTIPLOS SERVIÇOS PARA A SUA EMPRESA Somos uma empresa de Consultoria Informática que presta serviços na área das Tecnologias de Informação e Comunicação

Leia mais

IDC Portugal: Av. António Serpa, 36 9º Andar, 1050-027 Lisboa, Portugal Tel. 21 796 5487 www.idc.com

IDC Portugal: Av. António Serpa, 36 9º Andar, 1050-027 Lisboa, Portugal Tel. 21 796 5487 www.idc.com CADERNO IDC Nº 53 IDC Portugal: Av. António Serpa, 36 9º Andar, 1050-027 Lisboa, Portugal Tel. 21 796 5487 www.idc.com ROI - Retorno do Investimento OPINIÃO IDC Os anos 90 permitiram a inclusão das tecnologias

Leia mais

Guia de Renovação do Software Assurance

Guia de Renovação do Software Assurance Guia de Renovação do Software Microsoft Software para Licenciamento em Volume é mais do que uma oferta de manutenção tradicional. O Software é uma solução completa que disponibiliza software e serviços

Leia mais

O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem

O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem O Microsoft Office 365 é a suíte de Produtividade da Microsoft, que oferece as vantagens da Nuvem a empresas de todos os tamanhos, ajudando-as

Leia mais

Kaspersky Security for Mobile

Kaspersky Security for Mobile Kaspersky Security for Mobile 1 Kaspersky Security for Mobile Dez anos de liderança em segurança móvel Tecnologia em constante evolução para ameaças em constante evolução. A Kaspersky Lab tem vindo a

Leia mais

CTCV. seminários. Programas de apoio no novo Quadro Portugal 2020. Seminário ISO 9001 e ISO 14001 Enquadramento e alterações nos referenciais de 2015

CTCV. seminários. Programas de apoio no novo Quadro Portugal 2020. Seminário ISO 9001 e ISO 14001 Enquadramento e alterações nos referenciais de 2015 23 10 2014 Programas de apoio no novo Quadro Portugal 2020 Seminário ISO 9001 e ISO 14001 Enquadramento e alterações nos referenciais de 2015 Victor Francisco Gestão e Promoção da Inovação 21 de outubro

Leia mais

A Internet nas nossas vidas

A Internet nas nossas vidas Economia Digital A Internet nas nossas vidas Nos últimos anos a internet revolucionou a forma como trabalhamos, comunicamos e até escolhemos produtos e serviços Economia Digital Consumidores e a Internet

Leia mais

A Gestão da experiência do consumidor é essencial

A Gestão da experiência do consumidor é essencial A Gestão da experiência do consumidor é essencial Sempre que um cliente interage com a sua empresa, independentemente do canal escolhido para efetuar esse contacto, é seu dever garantir uma experiência

Leia mais

monitoramento unificado

monitoramento unificado DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA monitoramento unificado uma perspectiva de negócios agility made possible sumário resumo executivo 3 Introdução 3 Seção 1: ambientes de computação emergentes atuais 4 Seção 2: desafios

Leia mais

Melhoria do desempenho ambiental - implementação do Sistema de Gestão Ambiental

Melhoria do desempenho ambiental - implementação do Sistema de Gestão Ambiental Melhoria do desempenho ambiental - implementação do Sistema de Gestão Ambiental 1 Melhoria do desempenho ambiental implementação do Sistema de Gestão Ambiental A Caixa Geral de Depósitos (CGD) tem implementado

Leia mais

Helping your business grow faster

Helping your business grow faster Helping your business grow faster Espírito de Inovação TECNOLOGIA E INOVAÇÃO A FAVOR DAS EMPRESAS Fundada em 1995, a NOESIS é uma consultora portuguesa que fornece soluções para aumentar a competitividade,

Leia mais

Versão 1 Mkt Salvador 17.10.12

Versão 1 Mkt Salvador 17.10.12 Versão 1 Mkt Salvador 17.10.12 NÓS CUIDAMOS DOS PROCESSOS. VOCÊ CUIDA DOS NEGÓCIOS. NÓS CUIDAMOS DOS PROCESSOS. Mais de 10 anos de atuação. Empresa mais premiada do setor. Consolidada e com experiência

Leia mais

Oracle Financing: A Maneira Mais Rápida e Acessível de Adquirir Soluções de TI

Oracle Financing: A Maneira Mais Rápida e Acessível de Adquirir Soluções de TI Oracle Financing: A Maneira Mais Rápida e Acessível de Adquirir Soluções de TI Para competir com eficácia, as empresas da atualidade precisam se adaptar a um ambiente tecnológico que sofre rápidas mudanças.

Leia mais

Explorar plenamente o potencial da computação em nuvem na Europa - O que é e o que significa para mim?

Explorar plenamente o potencial da computação em nuvem na Europa - O que é e o que significa para mim? COMISSÃO EUROPEIA MEMO Bruxelas, 27 de setembro de 2012 Explorar plenamente o potencial da computação em nuvem na Europa - O que é e o que significa para mim? Ver também IP/12/1025 O que é a computação

Leia mais

Folheto Acelere sua jornada rumo à nuvem. Serviços HP Cloud Professional

Folheto Acelere sua jornada rumo à nuvem. Serviços HP Cloud Professional Folheto Acelere sua jornada rumo à nuvem Professional Folheto Professional A HP oferece um portfólio abrangente de serviços profissionais em nuvem para aconselhar, transformar e gerenciar sua jornada rumo

Leia mais

Maturidade da Impressão e Gestão Documental nas Organizações Nacionais

Maturidade da Impressão e Gestão Documental nas Organizações Nacionais Maturidade da Impressão e Gestão Documental nas Organizações Nacionais 1. Tendências na impressão e gestão documental 2. Modelo de maturidade da impressão e gestão documental 3. Q&A 2 Uma nova plataforma

Leia mais

Informática. Aula 7. Redes e Telecomunicações

Informática. Aula 7. Redes e Telecomunicações Informática Aula 7 Redes e Telecomunicações Comunicação Empresarial 2º Ano Ano lectivo 2003-2004 Introdução Para as empresas modernas funcionarem eficazmente, são vitais as ligações que conectam as suas

Leia mais

UWU CONSULTING - DESCUBRA 10 RAZÕES PORQUE O OUTSOURCING TORNA A SUA EMPRESA MAIS COMPETITIVA 2

UWU CONSULTING - DESCUBRA 10 RAZÕES PORQUE O OUTSOURCING TORNA A SUA EMPRESA MAIS COMPETITIVA 2 UWU CONSULTING - DESCUBRA 10 RAZÕES PORQUE O OUTSOURCING TORNA A SUA EMPRESA MAIS COMPETITIVA 2 INDICE 04 O que é o Outsourcing? 09 Como o implementá-lo na sua empresa 11 Vantagens e desvantagens 13 Conclusão

Leia mais

Desenvolva o seu Negócio com Confiança

Desenvolva o seu Negócio com Confiança Desenvolva o seu Negócio com Confiança Mantenha o Crescimento da sua Empresa Quer crie widgets, venda serviços ou transporte mercadorias, depende dos seus colaboradores e estes dependem das ferramentas

Leia mais

Graphicsleader Packaging: Preparar o negócio para um mercado global

Graphicsleader Packaging: Preparar o negócio para um mercado global Graphicsleader Packaging: Preparar o negócio para um mercado global Parceiro de Graphicsleader Packaging Indústria Gráfica Produtos e Serviços Embalagem de cartão e rótulos para a indústria alimentar,

Leia mais

Uma marca da Leadership Business Consulting

Uma marca da Leadership Business Consulting Uma marca da Leadership Business Consulting 1 Sequence e Business Process Management O Sequence é a plataforma líder em ibpm & Workflow. É um software de BPM simples e intuitivo, com programação por meio

Leia mais

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS.

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. A computação em nuvem é uma mudança de paradigma no gerenciamento de TI e de datacenters, além de representar a capacidade da TI

Leia mais

A cloud concebida para a sua empresa.

A cloud concebida para a sua empresa. A cloud concebida para a sua empresa. É a Cloud Microsoft. Cada negócio é único. Desde os cuidados de saúde ao retalho, produção ou finanças, não há dois negócios que usem o mesmo processo. É esta a razão

Leia mais

CEO Briefing Portugal 2015 The Economist. A Internet das Coisas como impulsionador da estratégia das empresas portuguesas

CEO Briefing Portugal 2015 The Economist. A Internet das Coisas como impulsionador da estratégia das empresas portuguesas CEO Briefing Portugal 2015 The Economist A Internet das Coisas como impulsionador da estratégia das empresas portuguesas 92% dos executivos portugueses acreditam que as suas empresas dispõem de capacidades

Leia mais

Aquisição planejada do negócio de servidores x86 combinará fortalezas da IBM e da Lenovo para maximizar valor para clientes.

Aquisição planejada do negócio de servidores x86 combinará fortalezas da IBM e da Lenovo para maximizar valor para clientes. Aquisição planejada do negócio de servidores x86 combinará fortalezas da IBM e da Lenovo para maximizar valor para clientes Abril de 2014 Conteúdo Resumo Executivo 3 Introdução 3 IBM recebe alta pontuação

Leia mais

Liderança e tecnologia: uma comparação do custo total de propriedade de Comunicações unificadas e Colaboração

Liderança e tecnologia: uma comparação do custo total de propriedade de Comunicações unificadas e Colaboração WHITE PAPER Liderança e tecnologia: uma comparação do custo total de propriedade de Comunicações unificadas e Colaboração Patrocinado pela Cisco Systems, Inc setembro de 2013 Resumo executivo As empresas

Leia mais

PHC ControlDoc CS. A gestão documental da empresa ou organização

PHC ControlDoc CS. A gestão documental da empresa ou organização PHC ControlDoc CS A gestão documental da empresa ou organização O arquivo digital de todo o tipo de ficheiros (imagens, word, excel, pdf, etc.) e a possibilidade de os relacionar com os dados existentes

Leia mais

ERP: Pacote Pronto versus Solução in house

ERP: Pacote Pronto versus Solução in house ERP: Pacote Pronto versus Solução in house Introdução Com a disseminação da utilidade e dos ganhos em se informatizar e integrar os diversos departamentos de uma empresa com o uso de um ERP, algumas empresas

Leia mais

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 PROSPERE NA NOVA ECONOMIA A SPEKTRUM SUPORTA A EXECUÇÃO DA SUA ESTRATÉGIA Para as empresas que buscam crescimento

Leia mais

Pesquisa Virtualização e Evolução para a Nuvem RESULTADOS BRASIL

Pesquisa Virtualização e Evolução para a Nuvem RESULTADOS BRASIL 2011 Pesquisa Virtualização e Evolução para a Nuvem RESULTADOS BRASIL ÍNDICE Evolução de TI... 4 Metodologia... 6 Foco... 8 Conclusão 1: As diferenças entre expectativas e realidade revelam a evolução

Leia mais

A MOBILIDADE NAS EMPRESAS E A TRANSFORMAÇÃO DOS ERP

A MOBILIDADE NAS EMPRESAS E A TRANSFORMAÇÃO DOS ERP A MOBILIDADE NAS EMPRESAS E A TRANSFORMAÇÃO DOS ERP Conteúdos A MOBILIDADE NAS EMPRESAS E A TRANSFORMAÇÃO DOS ERP... 3 PREPARA-SE PARA UMA MAIOR MOBILIDADE... 4 O IMPACTO DOS ERP NO MOBILE... 5 CONCLUSÕES...

Leia mais

Novas Abordagens das Tecnologias de Informação e Comunicações. Workshop Tecnológico Benguela 13.06.2012

Novas Abordagens das Tecnologias de Informação e Comunicações. Workshop Tecnológico Benguela 13.06.2012 Novas Abordagens das Tecnologias de Informação e Comunicações Workshop Tecnológico Benguela 13.06.2012 1 Agenda A evolução das TIC no mercado Africano Novas abordagens sobre as TIC Exemplo de implementação

Leia mais

PHC Doc. Eletrónicos CS

PHC Doc. Eletrónicos CS Descritivo PHC Documentos Electrónicos CS PHC Doc. Eletrónicos CS A diminuição dos custos da empresa A solução que permite substituir a típica correspondência em papel, agilizando os processos documentais

Leia mais

E se conseguisse reduzir os seus custos de energia até 20%?

E se conseguisse reduzir os seus custos de energia até 20%? E se conseguisse reduzir os seus custos de energia até 20%? Uma solução eficaz de Gestão Energética para o Retalho Eficiência Energética no Retalho Será que está a gastar mais em energia do que necessita?

Leia mais

Dez fatos inteligentes que você deve saber sobre storage

Dez fatos inteligentes que você deve saber sobre storage Dez fatos inteligentes que você deve saber sobre storage Tendências, desenvolvimentos e dicas para tornar o seu ambiente de storage mais eficiente Smart decisions are built on Storage é muito mais do que

Leia mais

Nota introdutória. PME em Números 1 IAPMEI ICEP

Nota introdutória. PME em Números 1 IAPMEI ICEP PME em Números PME em Números 1 Nota introdutória De acordo com o disposto na definição europeia 1, são classificadas como PME as empresas com menos de 250 trabalhadores cujo volume de negócios anual não

Leia mais

PRIMAVERA BUSINESS SOFTWARE SOLUTIONS, SA

PRIMAVERA BUSINESS SOFTWARE SOLUTIONS, SA PRIMAVERA BUSINESS SOFTWARE SOLUTIONS, SA Introdução Nesta edição do Catálogo de Serviços apresentamos os vários tipos de serviços que compõe a actual oferta da Primavera na área dos serviços de consultoria.

Leia mais

Brochura Como a Hiperconvergência Pode Ajudar a TI

Brochura Como a Hiperconvergência Pode Ajudar a TI Brochura Como a Hiperconvergência Pode Ajudar a TI A próxima onda de virtualização Iniciativas bem intencionadas de TI podem levar a... Brochura Página 2 O que é hiperconvergência? O próximo passo na evolução

Leia mais

I D C T E C H N O L O G Y S P O T L I G H T

I D C T E C H N O L O G Y S P O T L I G H T I D C T E C H N O L O G Y S P O T L I G H T Gestão de conteúdo e m p r e s a rial e n uve m : o b t e n d o o s b e n e f í c i o s da nuve m a l i ados à p r o t e ç ã o d o conteúdo e m p r e s a rial

Leia mais

Matriz global: 5 Speen Street Framingham, MA 01701 EUA Tel.: 508.872.8200 Fax: 508.935.4015 www.idc.com

Matriz global: 5 Speen Street Framingham, MA 01701 EUA Tel.: 508.872.8200 Fax: 508.935.4015 www.idc.com Matriz global: 5 Speen Street Framingham, MA 01701 EUA Tel.: 508.872.8200 Fax: 508.935.4015 www.idc.com B O L E T I M I N F O R M A T I V O M a x i m i z a n d o S e u A m b i e n t e V i r t u a l p a

Leia mais

Na Claranet o negócio baseado em tecnologia Microsoft é o que mais cresce

Na Claranet o negócio baseado em tecnologia Microsoft é o que mais cresce Customer Solution Case Study Na Claranet o negócio baseado em tecnologia Microsoft é o que mais cresce Sumário País Portugal Sector Tecnologias de Informação Perfil do Cliente A Claranet Portugal é um

Leia mais

E S T U D O L O C A L O p o r t u n i d a d e s p a r a a s T I C n o N o v o C o n t e x t o E c o n ó m i c o e S o c i a l e m P o r t u g a l

E S T U D O L O C A L O p o r t u n i d a d e s p a r a a s T I C n o N o v o C o n t e x t o E c o n ó m i c o e S o c i a l e m P o r t u g a l E S T U D O L O C A L O p o r t u n i d a d e s p a r a a s T I C n o N o v o C o n t e x t o E c o n ó m i c o e S o c i a l e m P o r t u g a l Novembro de 2011 S U M Á R I O E X E C U T I V O IDC Portugal:

Leia mais

ERP. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning -Sistema de Gestão Empresarial -Surgimento por volta dos anos 90 -Existência de uma base de dados

Leia mais

PHC Logística CS. A gestão total da logística de armazém

PHC Logística CS. A gestão total da logística de armazém PHC Logística CS A gestão total da logística de armazém A solução para diminuir os custos de armazém, melhorar o aprovisionamento, racionalizar o espaço físico e automatizar o processo de expedição. BUSINESS

Leia mais

40% dos consumidores da Copa das Confederações da FIFA 2013 consideraram a agilidade no atendimento como fator mais importante no comércio

40% dos consumidores da Copa das Confederações da FIFA 2013 consideraram a agilidade no atendimento como fator mais importante no comércio 440mil pequenos negócios no Brasil, atualmente, não utilizam nenhuma ferramenta de gestão, segundo o Sebrae Varejo 2012 27% 67% de comerciantes que não possuíam computadores dos que possuíam utilizavam

Leia mais

EHC (EMC Hybrid Cloud) para SAP. Agosto de 2014

EHC (EMC Hybrid Cloud) para SAP. Agosto de 2014 EHC (EMC Hybrid Cloud) para SAP Agosto de 2014 1 Os clientes SAP estão se transformando Agilidade nos negócios Móvel Percepção e resposta Em tempo real Ágil ITaaS Alta capacidade de resposta Resiliente

Leia mais

AR TELECOM CLOUD SERVICES

AR TELECOM CLOUD SERVICES AR TELECOM SERVICES NACIONAL E ESCALA GLOBAL Ar Telecom - Acessos e Redes de Telecomunicações, S.A. Doca de Alcântara, Edifício Diogo Cão 1350-352 Lisboa Tel: 800 300 400 corporatebusiness@artelecom.pt

Leia mais

CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes

CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes Mais que implantação, o desafio é mudar a cultura da empresa para documentar todas as interações com o cliente e transformar essas informações em

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA NOVA POLÍTICA DE INCENTIVOS 2014-2020 SISTEMA DE INCENTIVOS PARA A COMPETITIVIDADE EMPRESARIAL COMPETIR +

APRESENTAÇÃO DA NOVA POLÍTICA DE INCENTIVOS 2014-2020 SISTEMA DE INCENTIVOS PARA A COMPETITIVIDADE EMPRESARIAL COMPETIR + APRESENTAÇÃO DA NOVA POLÍTICA DE INCENTIVOS 2014-2020 SISTEMA DE INCENTIVOS PARA A COMPETITIVIDADE EMPRESARIAL COMPETIR + Ponta Delgada, 28 de Abril de 2014 Intervenção do Presidente do Governo Regional

Leia mais

NUVEM NO DNA COM A. pág. 8 NASCIDO PARA NUVEM. FUTURO Sistema operacional vai além da virtualização convencional dos recursos dos servidores

NUVEM NO DNA COM A. pág. 8 NASCIDO PARA NUVEM. FUTURO Sistema operacional vai além da virtualização convencional dos recursos dos servidores NASCIDO PARA NUVEM. INFORME PUBLICITÁRIO Windows Server 2012 março de 2013 COM A NUVEM NO DNA WINDOWS SERVER 2012 É A RESPOSTA DA MICROSOFT PARA O NOVO CENÁRIO DOS DATACENTERS pág. 4 FUTURO Sistema operacional

Leia mais

IDC FutureScape - Sumário Executivo

IDC FutureScape - Sumário Executivo IDC FutureScape - Sumário Executivo Cloud no Centro ª Plataforma TI Capacidade de Inovação Pipelines de Dados Intimidade com clientes @ escala Tudo Fonte: IDC, 0 Transformação Digital Em Finais de 0, Dois

Leia mais

Arcserve Backup: Como proteger ambientes NAS heterogêneos com NDMP

Arcserve Backup: Como proteger ambientes NAS heterogêneos com NDMP Arcserve Backup: Como proteger ambientes NAS heterogêneos com NDMP Phil Maynard UNIDADE DE SOLUÇÕES DE GERENCIAMENTO DE DADOS PARA O CLIENTE FEVEREIRO DE 2012 Introdução Em todos os lugares, o volume de

Leia mais

Lexmark Print Management

Lexmark Print Management Lexmark Print Management O Lexmark Print Management permite-lhe optimizar a impressão em rede e criar uma vantagem informativa com uma solução que pode ser implementada localmente ou através da nuvem.

Leia mais

acesse: vouclicar.com

acesse: vouclicar.com Transforme como sua empresa faz negócios, com o Office 365. Vouclicar.com A TI chegou para as pequenas e médias empresas A tecnologia é hoje o diferencial competitivo que torna a gestão mais eficiente,

Leia mais

Gerenciamento de Mainframe de Última Geração - resumo

Gerenciamento de Mainframe de Última Geração - resumo DOCUMENTO DE ESTRATÉGIA Gerenciamento de Mainframe de Última Geração Gerenciamento de Mainframe de Última Geração - resumo Mainframe como tendência principal para o direcionamento de produtos de TI empresariais

Leia mais