Condições de Fornecimento: 1- Prazo de Entrega. 2-Local de Entrega. 3-Programação de Entrega. 4-Transporte de Mercadorias.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Condições de Fornecimento: 1- Prazo de Entrega. 2-Local de Entrega. 3-Programação de Entrega. 4-Transporte de Mercadorias."

Transcrição

1 Condições de Fornecimento: 1- Prazo de Entrega A data de entrega estipulada no pedido é a data em que a mercadoria deve estar no depósito na Posthaus, ou seja, data da entrada efetiva da mercadoria na empresa, devendo ser descontado o tempo necessário de transporte por parte do Fornecedor. 2-Local de Entrega Dados para Faturamento e Entrega: Posthaus Ltda Endereço: Rua Werner Duwe, 202 Bairro: Badenfurt Blumenau-SC CNPJ: / Inscrição Estadual: Fax: Programação de Entrega - Pedidos com atraso superior a 03 (três) dias estão sujeitos ao cancelamento sem aviso prévio e ainda á aplicação de multa por descumprimento do prazo de entrega; - Os pedidos só poderão ser entregues antecipados com autorização do comprador, o que acarretará também alteração no vencimento do título o que deverá ser informado ao Departamento Financeiro; - As entregas de mercadorias de fornecedores regionais (compreende a região de Blumenau e Vale do Itajaí), deverão ser efetuadas na parte da manhã até 11h45min. 4-Transporte de Mercadorias O Veículo utilizado para a entrega das mercadorias deve possuir condições de proteção para mercadorias como: sujeira, umidade e avarias de qualquer natureza. Preferencialmente o Fornecedor deverá utilizar veículos fechados como camionetes, baús, Kombis, etc. 5- Embalagem Todas as mercadorias têm um procedimento padrão para o seu recebimento e agilização em nosso setor de recebimento de mercadorias e que devem ser seguidos, dependendo do caso, conforme o disposto abaixo: - Instruções sobre Código de Barras; (LINK) - Instruções sobre embalagens de Mercadorias; (LINK) - Instruções sobre o processo do EDI; (LINK)

2 6 - Faturamento - O fornecedor deve emitir uma única Nota Fiscal (NF) para o pedido e deve constar nesta NF o número do pedido de compras. A não observância dessa regra poderá implicar na recusa ou devolução das mercadorias. - O endereço de cobrança será sempre o mesmo do local de entrega das mercadorias que consta no Item 2. -Temos disponível no site mediante a liberação de senha para cada fornecedor, o acesso às informações gerais sobre fornecimento das mercadorias, desde o resumo financeiro até a projeção de vendas.. 7- Prazo e Forma de Pagamento O pagamento será realizado conforme a condição de Pagamento previamente acordado no Pedido de Compras, sendo excluídas eventuais devoluções, diferenças de preços e/ou quaisquer entregas efetuadas em desacordo com o estipulado no pedido. O prazo de pagamento começa a contar a partir do dia seguinte da data de entrega do pedido. 8 - Setor de Compras O setor de compras da Posthaus é dividido em linha de produtos e para maiores esclarecimentos deve ser enviado para os endereços a seguir: Confecção Feminina: Confecção Masculina, Infantil, Calçados e Acessórios: Linha Íntima, Cama, Mesa e Banho e Quintess (Confecção Feminina Private Label): Utilidades para o lar, Cosméticos e Bijuterias: Passo a Passo Para iniciar um relacionamento comercial com a Posthaus, o Fornecedor deverá seguir corretamente os seguintes passos: 1- Acessar o Manual através de nosso site e ler atentamente o item Condições de Fornecimento ; 2- Conhecer as Condições de Fornecimento e verificar se está capacitado para atender a todas elas.

3 Critérios 1- Produção Mínima: O Candidato a Fornecedor deve ter uma produção mínima de peças ou pares por mês. 2- Relacionamento: Damos preferência ao relacionamento comercial sendo conduzido diretamente com o Proprietário da Indústria. Código de Conduta O Código Posthaus de Conduta para Fornecimento de Mercadorias descreve os padrões de conduta comercial que entendemos como fundamentais nas negociações com os fornecedores de mercadorias. Embora nossas negociações com os fornecedores ocorram freqüentemente em locais com culturas diferentes da nossa, em um ambiente de normas e valores diferentes, certos padrões são universalmente válidos e devem ser aplicados a todas nossas atividades comerciais. Relacionamento com Fornecedores: Buscamos desenvolver relacionamentos comerciais de longo prazo com nossos fornecedores que devem ter um respeito natural aos nossos padrões éticos, dentro do contexto de suas próprias culturas. Nossos relacionamentos baseiam-se no princípio de relações comerciais justas e honestas em todos os momentos e circunstâncias. Exigimos especificamente que nossos fornecedores estendam o mesmo princípio de relações comerciais justas e honestas a todos aqueles com os quais mantenham negócios, incluindo empregados, subempregados e demais terceiros. Por exemplo, este princípio também significa que presentes ou outros favores não podem ser oferecidos nem aceitos a qualquer tempo. Aspectos legais de Propriedade Intelectual: Cumpriremos sempre e na totalidade as exigências legais e exigimos que nossos fornecedores procedam sempre da mesma forma. Os direitos de Propriedade Intelectual de Terceiros deverão ser sempre respeitados por todas as partes envolvidas. Condições de Trabalho: Além da exigência geral de que todos os fornecedores estendam os princípios de relações comerciais justas e honestas para todos aqueles com quem possuam negócios, também temos requisitos específicos relativos a condições de trabalho, baseados no respeito aos direitos humanos básicos. Estes requisitos se aplicam não só à produção de mercadorias para a Posthaus, mas também à produção destinada a qualquer terceiro: - A Utilização de trabalho infantil é totalmente inaceitável. Trabalhadores não deverão ter idade inferior à legalmente estipulada para o trabalho que é de 14 anos de idade para menores aprendizes. - Não toleramos trabalho forçado ou trabalho que envolva abuso físico ou mental ou ainda qualquer forma de punição corporal.

4 - Sob nenhuma circunstância será tolerada a exploração de qualquer indivíduo ou grupo vulnerável. - Salários e benefícios devem estar em conformidade com todas as leis locais e devem observar o princípio geral de negociações justas e honestas. - Nossos Fornecedores devem se assegurar de que todos os processos de fabricação são conduzidos sob condições que possuam a devida e adequada atenção em relação à saúde e segurança de todos os envolvidos. Aspectos Ambientais: A questão referente ao meio ambiente é um tema complexo. Conseqüentemente há a necessidade de normas a serem continuamente revistas dentro dos limites de execução. A Posthaus tem o compromisso de trabalhar junto com os fornecedores para cumprir as obrigações legais tendo em vista a proteção ambiental. Divulgação e Inspeção de Fatos: Exigimos que nossos Fornecedores nos mantenham informados de todo de qualquer fato, evento ou circunstância que por ventura possa vir a tornar-se um problema, relevante ou não, com relação à produção de nossas mercadorias e também com relação ao uso de subcontratados. Todos os Fornecedores da Posthaus são obrigados a fazer com que seus subcontratados tomem ciência e observem o disposto no código de conduta da Posthaus. LINK Instruções sobre Código de Barras O Fornecedor da Posthaus deverá entregar toda e qualquer mercadoria com o devido código de barras e código interno, que constará no pedido de compras. O processo para obtenção do Código de Barras inicia-se através da filiação do fabricante de produtos junto a EAN BRASIL, sendo esta entidade responsável pela implantação e administração de Código Nacional de Produtos (Código de Barras EAN) em todo território Nacional, através da Portaria n.º 143 de 12/12/1984, conferida pelo Ministério da Indústria e do Comércio, que fornecerá a concessão de uso dos dígitos de país e fabricante, contidos no Código de Barras. O telefone para contato com a EAN BRASIL é através do nr , no qual o setor de atendimento fornecerá todas as informações sobre o processo de implantação do Código de Barras. Todas as peças unitárias deverão ser identificadas com um código de barras (padrão EAN-13) e um código Posthaus (código interno) cujo número será informado pelo setor de compras no momento da aquisição do produto. Esta configuração deverá ser feita conforme modelo abaixo:

5 Mercadorias que não atenderem a estas especificações serão DEVOLVIDAS. LINK Instruções sobre Embalagens de Mercadoria Todas as mercadorias têm um procedimento padrão para recebimento e agilização em nosso recebimento que devem ser seguidos conforme a instrução abaixo. É obrigatória a adoção dos padrões estabelecidos. a) Embalagem Externa: Caixas de papelão novas ou usadas desde que a identificação da caixa não fique comprometida por outras informações já anotadas na mesma. Poderá também ser entregue em sacos plásticos transparentes (não leitoso, não colorido) ou em fardos amarrados; b) Somente 01 (um) artigo por caixa ou saco plástico ou fardos, sempre separados por artigo, tamanho e cor; c) Identificação externa: contendo número de nota fiscal, código do artigo e tamanho (quantidade não é obrigatória); d) Embalagem individual Têxtil: sacos plásticos TRANSPARENTES (não leitosos, não coloridos), ou embalagens Marguerite ou Quintess quando for o caso. Diferente desta instrução só se acordado com o comprador; e) Amarrados sempre em múltiplos de 10 (dez), apenas o saldo poderá ser diferente; f) Descarga na rampa do recebimento por nota fiscal, um pallet para cada nota fiscal, conforme instrução do setor de recebimento; g) Cuidado especial para os artigos Quintess de modo a não danificar as almas; LINK Instruções sobre o processo de EDI- Eletronic Data Interchange ou Intercâmbio Eletrônico de Dados O fornecedor deverá, no momento da emissão das Notas Fiscais, transmiti-las para a Posthaus através do EDI. O que é EDI (Electronic Data Interchange)? EDI significa Intercâmbio Eletrônico de Dados. Trata-se de uma troca automatizada, computador a computador, de informações de negócios estruturadas, entre uma empresa e seus parceiros comerciais.

6 Quais as vantagens do EDI? Segurança total de Informações, maior produtividade, eficiência competitividade e redução de erros. Como aderir ao EDI: Entrar em contato com o comprador na Posthaus para que o mesmo informe qual seu login e senha para consulta ao site: Após ter este login e senha, o fornecedor terá acesso às várias ferramentas que permitem consultar as informações sobre sua empresa, verificar suas duplicatas pagas e a pagar e ainda ao resumo diário de pedidos. Para iniciar o processo de instalação dos softwares de EDI, localizar o link ARQUIVOS E SISTEMAS, clique no ícone ULTRA VNC, que fará um download e poderá ser salvo em seu computador. Este programa permitirá à POSTHAUS acesso ao seu computador para poder fazer as instalações e futuras manutenções deste programa exclusivamente, caso seja necessário, não dando à Posthaus acesso aos demais conteúdos do computador utilizado para este fim. Após o processo de download concluído, o Fornecedor deverá executar o programa salvo no computador. Ao concluir essa execução aparecerá em sua área de trabalho (tela principal onde constam os outros ícones) dois ícones referentes ao programa: Server, Viewer. Neste momento, entrar em contato com a equipe de suporte da POSTHAUS para a instalação e configuração dos softwares, através dos telefones: (47) / (47) ou (47) no horário de 07h30min h às 18h00min. A instalação dos softwares de EDI poderá ser feita de duas formas:

7 1- Fornecedores com possibilidade de gerar movimentos (no layout padrão) a partir de seu próprio sistema de faturamento: neste caso será instalado em sua área de trabalho, tela principal onde constam os outros ícones, um ícone referente ao ENVIO do EDI. O procedimento padrão será: sempre que houver faturamento para a Posthaus, ou seja, logo após o sistema de faturamento ter gerado a Nota Fiscal para a Posthaus, efetuar o envio do movimento com o ícone ENVIO. 2- Fornecedores sem possibilidade de gerar movimentos (no layout padrão) a partir de seu sistema próprio de faturamento e/ou sem sistema de faturamento: para estes fornecedores, dispomos de uma tela web (que denominamos Kit de Digitação ) para a transcrição (digitação) das informações da nota fiscal. Então aparecerão em sua área de trabalho, tela principal onde constam os outros ícones, três ícones referentes ao EDI: RECEBIMENTO DE PRODUTOS, DIGITAÇÃO e ENVIO. O procedimento será: sempre que houver uma nota fiscal emitida para a Posthaus, executar o ícone de RECEBIMENTO DE PRODUTOS, em seguida executar o ícone DIGITAÇÃO para digitar a nota fiscal. Ao concluir a digitação, deverá salvar, e se aparecer a mensagem que a nota fiscal foi salva com sucesso, executar o ícone ENVIO. LINK Procedimento de Amostras Aprovadas 1- Amostras Aprovadas: Após a confirmação da aprovação da peça por parte da Posthaus, o Fornecedor deve se encaminhar a empresa Metros Serviços de Plotagem Ltda, para desenvolvimento da Modelagem e graduação. Com posse dos moldes, deverá confeccionar as peças. As peças prontas devem ser entregues para análise na Sala de Controle de Qualidade no mesmo local de entrega que consta no item 2- Local de Entrega. 2- Prazo para aprovação das Amostras pelo Controle de Qualidade O prazo para aprovação das grades é de até 03 dias úteis após o recebimento pelo Departamento de Controle de Qualidade. O Fornecedor será informado através de e- mail assim que a amostra for aprovada. 3- Entrega de amostras Aprovadas O Fornecedor deverá entregar, acompanhadas da devida NF, livre de pagamento, duas amostras para testes na Posthaus, quando da aprovação da peça. As amostras devem representar fielmente o produto final com relação aos insumos e serão analisadas com relação a: a) Matéria- prima (estabilidade dimensional, torção, solidez, lavagem e outros); b) Confecção (costuras, tipos de linhas e outros), Aviamentos (compatibilidade com a matéria-prima), Tamanho (conforme medidas especificadas pelo Departamento de Qualidade e Modelagem); c) Conformidade com o pedido; d) O prazo máximo para entrega das amostras é de até 30 dias antes da entrega prevista para o pedido de compras.

8 e) As amostras devem ser sempre enviadas para a Posthaus com NF como Simples Remessa. 4- Inspeção de Qualidade Todos os produtos entregues na Posthaus passam por uma inspeção de qualidade por amostragem e testes de laboratório, e caso o nível de defeitos esteja acima do nível aceitável o pedido será devolvido integralmente. 5- Devolução Todo e qualquer pedido que não siga as Condições de Fornecimento aqui definidas, estará sujeito à devolução. Caso o Fornecedor discorde ou não entenda os motivos, a mercadoria estará à disposição para verificação com a devida explicação e demonstração dos motivos por parte do Departamento responsável. 6- Compromisso: a) Todas as mercadorias devolvidas deverão estar nas mesmas condições da sua entrega (salvo embalagens), exceto peças utilizadas na amostragem e testes de laboratório; b) O Fornecedor será contatado para retirar as mercadorias, caso as mesmas apresentem algum problema; c) Caso o Fornecedor não retire ou não aceite a devolução, as mesmas serão guardadas em nosso depósito, por prazo máximo de (60) sessenta dias. Após este prazo, as mercadorias serão doadas às instituições de caridade. 7- Insumos: Os insumos do catálogo Quintess serão vendidos ao Fornecedor, que pagarão pelo mesmo, sempre dentro da quantidade de pedidos de compra solicitada.

ÍNDICE. Armazenamento dos rolos 04. Separação de cortes 05. Qualidade da peça confeccionada 06 Diferença de tonalidade na peça confeccionada

ÍNDICE. Armazenamento dos rolos 04. Separação de cortes 05. Qualidade da peça confeccionada 06 Diferença de tonalidade na peça confeccionada ÍNDICE Armazenamento dos rolos 04 Separação de cortes 05 Qualidade da peça confeccionada 06 Diferença de tonalidade na peça confeccionada Padrões Tear Têxtil 07 Composição Largura total Peso Classificação

Leia mais

RMA - DN Automação (Autorização para Retorno de Mercadoria)

RMA - DN Automação (Autorização para Retorno de Mercadoria) RMA - DN Automação (Autorização para Retorno de Mercadoria) Orientações gerais aos parceiros de negócios A DN Automação trabalha exclusivamente através de parceiros de negócios (revendedores e agentes),

Leia mais

CONDIÇÕES DE FORNECIMENTO

CONDIÇÕES DE FORNECIMENTO CONDIÇÕES DE FORNECIMENTO I - Formalização e Aceitação do Pedido 1.1 - O Aceite será automático caso o fornecedor não faça uma recusa parcial ou total, Por escrito no prazo de 2(dois) após o recebimento

Leia mais

ANEXO C MANUAL DE POLÍTICA DE FORNECIMENTO PARA ATENDIMENTO ÀS LOJAS DA REDE PRÓPRIA

ANEXO C MANUAL DE POLÍTICA DE FORNECIMENTO PARA ATENDIMENTO ÀS LOJAS DA REDE PRÓPRIA ANEXO C MANUAL DE POLÍTICA DE FORNECIMENTO PARA ATENDIMENTO ÀS LOJAS DA REDE PRÓPRIA Prezados Senhores, Face à constante processo de melhoria contínua nos procedimentos da Rede de Valor Le Postiche, elaboramos

Leia mais

Serviço de Atendimento ao Cliente SAC

Serviço de Atendimento ao Cliente SAC Serviço de Atendimento ao Cliente SAC Índice: 1 - Como Atua o Sac 2 - Ferramentas de Trabalho do SAC 3 - Irregularidades nos dados da Nota Fiscal 4 - Irregularidades na Entrega 5 - Devoluções de mercadoria

Leia mais

Manual do Fornecedor/cedente (MPE) Balcão Financeiro

Manual do Fornecedor/cedente (MPE) Balcão Financeiro Manual do Fornecedor/cedente (MPE) Balcão Financeiro Painel de recebíveis e Painel de linhas de crédito Versão 1.0 1 As informações contidas neste documento, incluindo quaisquer URLs e outras possíveis

Leia mais

Sistema de Devolução Web

Sistema de Devolução Web Manual Sistema de Devolução Web Usuário Cliente ÍNDICE Sumário 1. Prazos...3 2. Solicitação de Devolução... 4 3. Autorização de Devolução... 4 4. Coleta de Mercadoria... 4 5. Acompanhamento da Devolução...

Leia mais

POLÍTICA DE RELACIONAMENTO COM FORNECEDORES

POLÍTICA DE RELACIONAMENTO COM FORNECEDORES POLÍTICA DE RELACIONAMENTO COM FORNECEDORES Versão JUNHO/2014 ORIENTAÇÕES AO FORNECEDOR Atendimento à legislação A relação entre a GLOBOSAT e seus fornecedores deve ser construída em padrões de rigor no

Leia mais

Centro Espírita Nosso Lar Casas André Luiz

Centro Espírita Nosso Lar Casas André Luiz MANUAL DO FORNECEDOR INTRODUÇÃO Este manual tem por objetivo principal informar à cadeia de fornecedores os procedimentos e processos internos operacionais que viabilizam a avaliação de desempenho dos

Leia mais

Antes da compra, defina a marca, o modelo e faça uma pesquisa de preços.

Antes da compra, defina a marca, o modelo e faça uma pesquisa de preços. Antes da compra, defina a marca, o modelo e faça uma pesquisa de preços. Considere também a qualidade do produto e as reais necessidades da pessoa que será presenteada. Nem sempre aparelhos mais sofisticados

Leia mais

ÍNDICE. Operações com o Cartão Ticket Car...

ÍNDICE. Operações com o Cartão Ticket Car... ÍNDICE Operações com o Cartão Ticket Car... POS Ticket Car :... Funções... Mensagens... Terminal TEF: Ticket Car Novo... Funções... Mensagens... Transação de Venda Manual... Procedimento... Obter boleto...

Leia mais

Cód. Doc. TAB-RHU-003

Cód. Doc. TAB-RHU-003 1 de 27 ÁREA: SUPERINTENDÊNCIA CARGO: Diretor Superintendente Garantir o correto funcionamento dos sistemas de informação utilizados pela empresa; Aprovar projetos de melhorias nos equipamentos e sistemas

Leia mais

Manual do Usuário SDMNet PORTAL DE FORNECEDORES

Manual do Usuário SDMNet PORTAL DE FORNECEDORES 1 sdmnet.dana.com.br Página 1 2 Login: Para acessar o Portal de Fornecedores (SDMNet) digite HTTP://sdmnet.dana.com.br. A seguir será solicitado seu Login e Senha. Caso tenha esquecido sua senha/login,

Leia mais

CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE MÓVEIS PELA INTERNET SUMÁRIO. 1 Qualificação das partes contratantes... pág. 02

CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE MÓVEIS PELA INTERNET SUMÁRIO. 1 Qualificação das partes contratantes... pág. 02 CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE MÓVEIS PELA INTERNET SUMÁRIO 1 Qualificação das partes contratantes... pág. 02 2 Aceite das disposições contratuais pelo consumidor... pág. 02 3 Cuidados antes de confirmar

Leia mais

MANUAL DE COMPRAS GLC GERÊNCIA DE LICITAÇÕES, COMPRAS E MATERIAIS

MANUAL DE COMPRAS GLC GERÊNCIA DE LICITAÇÕES, COMPRAS E MATERIAIS MANUAL DE COMPRAS 2012 MANUAL DE COMPRAS Este manual tem a finalidade apresentar informações relevantes e fundamentais para o bom andamento do processo de aquisição de bens e serviços. Serão apresentados

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA

CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA O presente conjunto de Condições Gerais de Venda da GLUAL HIDRÁULICA se aplica a todas as entregas e a todos os serviços. ARTIGO 1. INFORMAÇÕES GERAIS ARTIGO 2. - OFERTAS E PEDIDOS ARTIGO 3. ESTUDOS, PLANTAS

Leia mais

Cartão BNDES. Guia Cartão BNDES

Cartão BNDES. Guia Cartão BNDES Guia O é destinado para micro, pequenas e médias empresas para o financiamento da compra de equipamentos, serviços e insumos. As vendas com o cartão BNDES são realizadas exclusivamente no Portal (www.cartaobndes.gov.br)

Leia mais

Condições Gerais de Compra da Air Products Brasil Ltda.

Condições Gerais de Compra da Air Products Brasil Ltda. Condições Gerais de Compra da Air Products Brasil Ltda. 1. Aplicabilidade 2. Entrega 3. Preços e pagamentos 4. Inspeção 5. Garantia 6. Cancelamento 7. Subcontratação e Cessão 8. Código de conduta 9. Saúde

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE COMPRA

CONDIÇÕES GERAIS DE COMPRA Pag 1 of 10 OBJETIVO Definir as condições gerais de compras de materiais diretos. ABRANGÊNCIA Todas as Divisões da Eaton Grupo Veículos South América, abaixo relacionadas: Eaton Ltda. - Setor Industrial

Leia mais

WebEDI - Tumelero Manual de Utilização

WebEDI - Tumelero Manual de Utilização WebEDI - Tumelero Manual de Utilização Pedidos de Compra Notas Fiscais Relação de Produtos 1. INTRODUÇÃO Esse documento descreve o novo processo de comunicação e troca de arquivos entre a TUMELERO e seus

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA E SERVIÇOS

CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA E SERVIÇOS CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA E SERVIÇOS Este documento tem por finalidade regulamentar o fornecimento de equipamentos e serviços pela ENGEVAP ENGENHARIA E EQUIPAMENTOS LTDA., de acordo com a legislação em

Leia mais

Realizando Vendas no site do Cartão BNDES

Realizando Vendas no site do Cartão BNDES Realizando Vendas no site do Cartão BNDES Fornecedor Atualizado em 16/07/2013 Pág.: 1/23 Introdução Este manual destina-se a orientar os fornecedores que irão registrar as vendas no site do Cartão BNDES,

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA FATURAMENTO PORTO SEGURO

INSTRUÇÕES PARA FATURAMENTO PORTO SEGURO INSTRUÇÕES PARA FATURAMENTO PORTO SEGURO Orientações válidas apenas para faturamento de Notas fiscais de oficinas, decorrentes de Sinistros de Automóveis de clientes ou terceiros, de responsabilidade da

Leia mais

Mostrar área de trabalho.scf. Manual do Produto EDI.

Mostrar área de trabalho.scf. Manual do Produto EDI. Mostrar área de trabalho.scf Manual do Produto EDI. ÍNDICE MANUAL DO PRODUTO EDI....3 1. O QUE É O EDI?...3 1.1. VANTAGENS... 3 1.2. FUNCIONAMENTO... 3 1.3. CONFIGURAÇÃO NECESSÁRIA... 3 2. UTILIZANDO O

Leia mais

Manual do Fornecedor Processo Transparente, Ágil e Seguro

Manual do Fornecedor Processo Transparente, Ágil e Seguro FORNECEDORES A Rentauto mantém e estimula um relacionamento de longo prazo com seus fornecedores e parceiros, baseado na ética, transparência e respeito mútuo. 1 Sumário Introdução ao Portal do Fornecedor

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE COMPRAS

CONDIÇÕES GERAIS DE COMPRAS - 1 de 6 CONDIÇÕES GERAIS DE COMPRAS Revisão 2 26/01/2012 1 - PEDIDO 1.1 - Todo e qualquer pedido só será válido se tiver sido feito por escrito, provido das assinaturas das pessoas devidamente autorizadas,

Leia mais

Termo de aceitação e condições de Uso do Site DAMYLLER.COM.BR

Termo de aceitação e condições de Uso do Site DAMYLLER.COM.BR Termo de aceitação e condições de Uso do Site DAMYLLER.COM.BR Bem-vindo a Damyller! Convidamos você a ler as informações abaixo mencionadas, a fim de lhe permitir obter maior conhecimento em relação a

Leia mais

Logistica e Distribuição. Responsabilidades. O Fluxo do Processamento do Pedido. Mas quais são as atividades da Logística?

Logistica e Distribuição. Responsabilidades. O Fluxo do Processamento do Pedido. Mas quais são as atividades da Logística? Mas quais são as atividades da Logística? Ballou, 1993 Logística e Distribuição A Atividade de Processamento de Pedidos e Aquisição/Programação de Produtos Primárias Apoio 1 2 Responsabilidades O Fluxo

Leia mais

EMISSÃO E GESTÃO NFE ITR TR 0406

EMISSÃO E GESTÃO NFE ITR TR 0406 EMISSÃO E GESTÃO NFE ITR TR 0406 Sumário 1. O que é NFe? 2. Acesso ao sistema 3. Cadastros 3.1 Cadastro de Cliente 3.2 Cadastro de Produto 3.3 Cadastro de Transportadora 4. Emissão de NFe 4.1 Emitir Nova

Leia mais

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio de forma estratégica e inovadora. O que são

Leia mais

POLÍTICA COMERCIAL TVH-DINAMICA

POLÍTICA COMERCIAL TVH-DINAMICA POLÍTICA COMERCIAL TVH-DINAMICA (Vigência a partir de 01.09.2013) Introdução A TVH-Dinamica comercializa peças e acessórios para equipamentos de movimentação, tratores e máquinas agrícolas, tendo como

Leia mais

Política de entrega, troca e devolução de produtos

Política de entrega, troca e devolução de produtos Política de entrega, troca e devolução de produtos Este documento é parte integrante do Pedido de Venda / Termos e Condições de aquisição de produtos da MADEPAL. Caso haja con ito entre o pedido e o expresso

Leia mais

Manual para Transportadoras

Manual para Transportadoras Índice 1 Objetivo... 3 2 O Projeto e-suprir... 3 3 Introdução... 3 4 Informações Básicas... 4 4.1 Painel de Controle Compras... 4 5 Acessando o Pedido... 5 6 Digitando o Espelho de Nota Fiscal... 7 6.1

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE COMPRA DE PRODUTOS PELA KSR AUTOMOTIVE INDÚSTRIA DO BRASIL LTDA.

TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE COMPRA DE PRODUTOS PELA KSR AUTOMOTIVE INDÚSTRIA DO BRASIL LTDA. TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE COMPRA DE PRODUTOS PELA KSR AUTOMOTIVE INDÚSTRIA DO BRASIL LTDA. 1 ÍNDICE GERAL 1 OBJETO 3 2 SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO E PROPOSTA COMERCIAL 3 3 PEDIDO DE COMPRA E AUTORIZAÇÃO

Leia mais

Considerando a necessidade de se buscar a redução de custos, em função do aumento da competitividade; e

Considerando a necessidade de se buscar a redução de custos, em função do aumento da competitividade; e Página 1 de 5 PORTARIA Nº 306, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2001 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO GABINETE DO MINISTRO O MINISTRO DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO, no uso das atribuições

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DE GARANTIA

POLÍTICA NACIONAL DE GARANTIA POLÍTICA NACIONAL DE GARANTIA 1 Conteúdo Introdução... 3 Objetivo... 3 Esclarecimentos... 3 O que é considerado garantia... 4 O que são considerados itens de manutenção... 4 O que são considerados materiais

Leia mais

Princípios Gerais para a Prevenção dos Riscos Penais Endesa Brasil

Princípios Gerais para a Prevenção dos Riscos Penais Endesa Brasil Princípios Gerais para a Prevenção dos Riscos Penais Endesa Brasil Introdução 5 INTRODUÇÃO A seguir, são descritos os comportamentos e princípios gerais de atuação esperados dos Colaboradores da Endesa

Leia mais

ALECRIM TERMOS E CONDIÇÕES DE USO E SERVIÇOS

ALECRIM TERMOS E CONDIÇÕES DE USO E SERVIÇOS 1. Introdução ALECRIM TERMOS E CONDIÇÕES DE USO E SERVIÇOS A Alecrim Serviço de Entrega Rapida de Alimentos App LTDA ( ALECRIM, nós ou nosso ) convida você a ser um usuário do nosso Restaurante Virtual

Leia mais

e-fornecedores Nova Versão Cartilha do Fornecedor

e-fornecedores Nova Versão Cartilha do Fornecedor e-fornecedores Nova Versão Cartilha do Fornecedor Destinada aos Fornecedores das empresas: Outubro/2010 Nova Estrutura de Telas O portal e-fornecedores conta com nova interface, que facilita a forma de

Leia mais

Manual de Fornecimento

Manual de Fornecimento Tudo a ver com sua vida Manual de Fornecimento cd@caseli.com.br compras@caseli.com.br Lojas Avenida - 2011 Página 1 de 62 Índice 1. Prefácio... 04 2. Objetivo... 04 3. Código de Ética e Conduta... 05 3.1.

Leia mais

MANUAL DO FORNECEDOR

MANUAL DO FORNECEDOR MANUAL DO FORNECEDOR ASSOCIAÇÃO LAR SÃO FRANCISCO DE ASSIS NA PROVIDENCIA DE DEUS Hospital Regional de Presidente Prudente/SP CNPJ 53.221.255/0032-47 Rua José Bongiovani, 1297 - Bairro Cidade Universitária

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Sumário: Tópico: Página: 2 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento

Leia mais

Requerimento UNIVERSAL

Requerimento UNIVERSAL Requerimento UNIVERSAL 1 / 10 ÍNDICE ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3 ACESSO RESTRITO... 4 CADASTRO... 4 REQUERIMENTO UNIVERSAL... 6 CONSTITUIÇÃO E ALTERAÇÃO... 7 OUTROS SERVIÇOS... 8 REIMPRESSÃO DE DOCUMENTOS...

Leia mais

TERMO DE USO TERMOS DE USO DO CLIENTE

TERMO DE USO TERMOS DE USO DO CLIENTE TERMO DE USO TERMOS DE USO DO CLIENTE A) APLICABILIDADE 1. Os presentes termos de uso são aplicáveis aos Usuários da INTERNET POOL COMÉRCIO ELETRONICO LTDA, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 09.491.113/0001-01,

Leia mais

Política de Atendimento de Lubrificantes. Índice. Item Tópico Página. 1. Introdução e Propósito 2. 2. Nossa Missão 2. 3.

Política de Atendimento de Lubrificantes. Índice. Item Tópico Página. 1. Introdução e Propósito 2. 2. Nossa Missão 2. 3. Política de Atendimento de Lubrificantes Índice Item Tópico Página 1. Introdução e Propósito 2 2. Nossa Missão 2. CALL Center 2 e. Disponibilidade de Produtos.1 Pedidos Mínimos.2 Tipos e Características

Leia mais

1. Plataforma Sage... 2 2. Primeiro Acesso... 3. 3. Configurações... 6. 4. Relacionamento... 8. 5. Folha de Pagamento esocial...

1. Plataforma Sage... 2 2. Primeiro Acesso... 3. 3. Configurações... 6. 4. Relacionamento... 8. 5. Folha de Pagamento esocial... 1. Plataforma Sage... 2 2. Primeiro Acesso... 3 1.1. Conhecendo a Plataforma... 4 1.2. Seleção da Empresa de Trabalho... 4 1.3. Sair do Sistema... 5 1.4. Retornar a tela principal... 5 3. Configurações...

Leia mais

O QUE VOCÊ PRECISA SABER NA EMISSÃO DA PRIMEIRA. NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-e UTILIZANDO O SISTEMA GRATUÍTO DA SEFAZ-SP

O QUE VOCÊ PRECISA SABER NA EMISSÃO DA PRIMEIRA. NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-e UTILIZANDO O SISTEMA GRATUÍTO DA SEFAZ-SP O QUE VOCÊ PRECISA SABER NA EMISSÃO DA PRIMEIRA NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-e UTILIZANDO O SISTEMA GRATUÍTO DA SEFAZ-SP 1. Certificado Digital - Antes de mais nada você precisa possuir um certificado digital

Leia mais

Sistema TMS Integrador para Embarcadores

Sistema TMS Integrador para Embarcadores Sistema TMS Integrador para Embarcadores APRESENTAÇÃO DA ACTIVE CORP HISTÓRICO A Active Corp atua a mais de 16 anos fornecendo sistemas completos para o segmento de transporte e logística. Uma das únicas

Leia mais

1. Passos iniciais. Tutoriais para aprendizado e familiarização com o software Clique no item desejado para ser direcionado para a seção.

1. Passos iniciais. Tutoriais para aprendizado e familiarização com o software Clique no item desejado para ser direcionado para a seção. Tutoriais para aprendizado e familiarização com o software Clique no item desejado para ser direcionado para a seção. Índice 1. Passos iniciais... 2. Gerenciando tarefas... 3. Cadastro de pessoas... 4.

Leia mais

INSPEÇÃO VEICULAR PARA KIT GNV PREÂMBULO

INSPEÇÃO VEICULAR PARA KIT GNV PREÂMBULO INSPEÇÃO VEICULAR PARA KIT GNV PREÂMBULO Termo de Participação via meio eletrônico, para a seleção da melhor proposta para aquisição por dispensa de licitação, nos termos do Decreto Estadual nº 28.397

Leia mais

Manual de Atualização

Manual de Atualização Manual de Atualização Sumário Informações gerais... 3 Introdução / Suporte técnico... 4 Instruções gerais... 5 Atualização automática... 6 Atualização manual... 7 Atualização automática com múltiplos arquivos...

Leia mais

Unioeste Diretoria de Concursos

Unioeste Diretoria de Concursos Unioeste Diretoria de Concursos 9º Concurso Público para o Provimento de Cargos Públicos para Atuação no Hospital Universitário do Oeste do Paraná (HUOP) PROVA OBJETIVA Técnico Administrativo Instruções

Leia mais

MANUAL PARA FORNECEDORES

MANUAL PARA FORNECEDORES Página 1 de 11 SUMÁRIO: 1 VISÃO...3 2 MISSÃO...3 3 PRINCÍPIOS...3 4 POLÍTICA DE GESTÃO INOVA...4 5 - MENSAGEM AO FORNECEDOR...4 6 - OBJETIVO DO MANUAL...5 7 - REQUISITOS BÁSICOS DO SGQ...5 8 - AVALIAÇÃO

Leia mais

SFT. Sistema de Faturamento

SFT. Sistema de Faturamento SFT Sistema de Faturamento SISTEMA DE FATURAMENTO - STF O primeiro passo para utilização do Sistema de Faturamento STF, é configurar os Parâmetros do Sistema: Módulo Utilitários: Parâmetros Cadastrar a

Leia mais

Para comprar, você coloca cada produto desejado no carrinho e depois indica a quantidade. Para efetivar a compra, clique em comprar.

Para comprar, você coloca cada produto desejado no carrinho e depois indica a quantidade. Para efetivar a compra, clique em comprar. Como Comprar Comprar na loja virtual Cia do Catalisador é fácil, rápido e seguro. Tudo funciona como em uma loja normal: logo na entrada, você vê na vitrine nossos produtos em destaque, os lançamentos

Leia mais

1. APRESENTAÇÃO pág. 3. 2. CERTIFICAÇÃO DE FORNECEDORES ABVTEX pág. 4. 3. AUDITORIA pág. 7. 4. DOCUMENTO DE CERTIFICAÇÃO pág. 10

1. APRESENTAÇÃO pág. 3. 2. CERTIFICAÇÃO DE FORNECEDORES ABVTEX pág. 4. 3. AUDITORIA pág. 7. 4. DOCUMENTO DE CERTIFICAÇÃO pág. 10 1 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO pág. 3 2. CERTIFICAÇÃO DE FORNECEDORES ABVTEX pág. 4 3. AUDITORIA pág. 7 4. DOCUMENTO DE CERTIFICAÇÃO pág. 10 5. CANCELAMENTO OU SUSPENSÃO DA CERTIFICAÇÃO pág. 10 6. PRAZO PARA

Leia mais

MQ-02 Manual de Desenvolvimento de Fornecedores

MQ-02 Manual de Desenvolvimento de Fornecedores MQ-02 Manual de Desenvolvimento de Fornecedores Este Manual é de propriedade da Martiaço Indústria Ltda. Sem autorização não pode ser distribuído ou copiado. SUMÁRIO 1. A EMPRESA... 3 2. OBJETIVO... 4

Leia mais

Politica e Procedimento

Politica e Procedimento CONDIÇÕES GERAIS DE COMPRA OBJETIVO Definir as condições gerais de compras de materiais indiretos e serviços. ABRANGÊNCIA A PPC Elétrica : Power People montagens Industriais Ltda. - Setor Industrial (

Leia mais

TERMO DE GARANTIA PRODUTOS IMPLY

TERMO DE GARANTIA PRODUTOS IMPLY TERMO DE GARANTIA PRODUTOS IMPLY Este documento é parte integrante como anexo a Nota Fiscal de venda/aluguel dos produtos comercializados pela Imply Tecnologia Eletrônica de modo a garantir o funcionamento

Leia mais

Manual Espelho de NF para Materiais

Manual Espelho de NF para Materiais Manual Espelho de NF para Materiais Índice 1 Objetivo... 3 2 O Projeto e-suprir... 3 3 Introdução... 3 4 Informações Básicas... 4 4.1 Painel de Controle Vendas... 4 5 Acessando o Pedido... 5 5.1 Lista

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Sistema Nota Fiscal Eletrônica. Sil Tecnologia LTDA

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Sistema Nota Fiscal Eletrônica. Sil Tecnologia LTDA Sistema Nota Fiscal Eletrônica Sil Tecnologia LTDA SUMÁRIO INTRODUÇÃO 4 1. CONHECENDO OS COMANDOS DO SISTEMA 5 1.1 Tela Inicial do Sistema 5 1.2 Navegador de registros 6 1.3 Filtro de Registros 6 2. TELA

Leia mais

Perguntas Frequentes sobre processos de liberação ANVISA para Pessoa Jurídica

Perguntas Frequentes sobre processos de liberação ANVISA para Pessoa Jurídica Perguntas Frequentes sobre processos de liberação ANVISA para Pessoa Jurídica Prezado cliente, Este material foi criado com o objetivo esclarecer possíveis dúvidas a respeito da inspeção de remessas importadas

Leia mais

Manual do Fornecedor

Manual do Fornecedor 1. INTRODUÇÃO A finalidade deste Manual de Fornecedores é aprimorar a relação entre o SESI/SC e a parceria com seus fornecedores, informando aos mesmos os procedimentos e processos internos operacionais

Leia mais

MANUAL SISTEMA WEB 1) BAIXANDO O SISTEMA NO SITE DA BELSINOS

MANUAL SISTEMA WEB 1) BAIXANDO O SISTEMA NO SITE DA BELSINOS MANUAL SISTEMA WEB 1) BAIXANDO O SISTEMA NO SITE DA BELSINOS Acessar o site www.belsinos.com.br Ir em Seja Cliente Clicar na Sistema de Operações Clicar em Baixar o aplicativo Baixar o instalador do WebFactoring

Leia mais

VENHA PARTICIPAR DA ALEGGRO

VENHA PARTICIPAR DA ALEGGRO VENHA PARTICIPAR DA ALEGGRO Ao fazer seu cadastro e aceitar o termo de adesão, você será um amigo da ALEGGRO e poderá fazer locações de brinquedos e acessórios quando desejar receber o produto em casa,

Leia mais

Lista Aberta: A loja sugere uma relação de presentes e deixa o convidado à vontade para comprar o presente que deseja da loja.

Lista Aberta: A loja sugere uma relação de presentes e deixa o convidado à vontade para comprar o presente que deseja da loja. Oferecemos atendimento personalizado para elaborar a sua lista de presentes. Dispomos de uma completa linha de produtos de decoração, utilidades, presentes, cama, mesa, banho e móveis, além de marcas exclusivas

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS PARA CADASTRAMENTO NO SITE CONTRATADO.COM.BR

TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS PARA CADASTRAMENTO NO SITE CONTRATADO.COM.BR TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS PARA CADASTRAMENTO NO SITE CONTRATADO.COM.BR Os termos e condições abaixo se aplicam aos benefícios e serviços disponibilizados pelo CONTRATADO para inclusão em seu website, sob

Leia mais

TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE

TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE GERAÇÃO DE BOLETOS BRADESCO NO FINANCE 2 Índice Como gerar Boleto Bancário pelo Bradesco... 3 Como gerar os arquivos de Remessa para o Banco pelo Finance... 14 Como enviar

Leia mais

MANUAL DO FORNECEDOR MF - 01.007 MANUAL DE ENTREGAS

MANUAL DO FORNECEDOR MF - 01.007 MANUAL DE ENTREGAS VERSÃO: 7 PAG: 1 / 16 Esta Instrução tem por finalidade estabelecer o fluxo de operações para entrega de confecções previamente encabidadas, abrangendo a elaboração do Pedido de Compra, a retirada dos

Leia mais

EDI ELETRONIC DATA INTERCHANGE

EDI ELETRONIC DATA INTERCHANGE EDI ELETRONIC DATA INTERCHANGE Definição Intercâmbio eletrônico de mensagens de negócio através de computadores, entre parceiros comerciais. As informações são, normalmente, organizadas dentro de arquivos

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA

CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA I. Aplicabilidade Estas Condições Gerais serão aplicáveis a todas as vendas efetuadas pela Nefab e suas afiliadas (VENDEDOR) aos seus clientes (COMPRADOR). Desvios destas Condições

Leia mais

MANUAL DO CREDENCIADO

MANUAL DO CREDENCIADO MANUAL DO CREDENCIADO MANUAL DO CREDENCIADO APRESENTAÇÃO Prezado (a) Doutor (a): A ORAL ODONTO é uma empresa criada e administrada por profissionais dentistas que se dedicam a oferecer os melhores recursos

Leia mais

CONTRATO DE PARCERIA

CONTRATO DE PARCERIA CONTRATO DE PARCERIA As partes a seguir, Premium Assistance Ltda., pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ sob nº. 13.041.940/0001-70, sediada na Rua Franz Schubert, 33, na Cidade de São Paulo,

Leia mais

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA.

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA MANUAL DO VTWEB CLIENT CADASTROS /PEDIDOS E PROCEDIMENTOS Resumo Esse manual tem como o seu objetivo principal a orientação de uso do

Leia mais

Captação de Recursos via Nota Fiscal Paulista. Maisa Signor Relações Institucionais

Captação de Recursos via Nota Fiscal Paulista. Maisa Signor Relações Institucionais Captação de Recursos via Nota Fiscal Paulista Maisa Signor Relações Institucionais O que é Nota Fiscal Paulista Nota Fiscal Paulista é um programa criado em 2007 pelo governo do Estado de São Paulo para

Leia mais

MANUAL DO FORNECEDOR MF 02.017 OPERAÇÃO DE ALARMES PAG: 1 / 12 POSICIONAMENTO DE ETIQUETAS DE ALARME EM PRODUTO VIGÊNCIA: 01/06/2012

MANUAL DO FORNECEDOR MF 02.017 OPERAÇÃO DE ALARMES PAG: 1 / 12 POSICIONAMENTO DE ETIQUETAS DE ALARME EM PRODUTO VIGÊNCIA: 01/06/2012 OPERAÇÃO DE ALARMES PAG: 1 / 12 Esta Instrução tem por finalidade estabelecer o fluxo de operações para entrega de produtos previamente colocada etiquetas de alarme no fornecedor. A retirada das etiquetas

Leia mais

GUIA DE USO. Sobre o Moip

GUIA DE USO. Sobre o Moip GUIA DE USO Sobre o Moip Sobre o Moip 2 Qual o prazo de recebimento no Moip? Clientes Elo 7 possuem prazo de recebimento de 2 dias corridos, contados a partir da data de autorização da transação. Este

Leia mais

Política Comercial TVH do Brasil

Política Comercial TVH do Brasil Política Comercial TVH do Brasil Introdução A TVH do Brasil comercializa peças para equipamentos de movimentação tendo como público-alvo montadoras, distribuidores e revendedores. Para se tornar um cliente

Leia mais

Manual do usuário. AeroSoft Emissor de Nota Fiscal

Manual do usuário. AeroSoft Emissor de Nota Fiscal Manual do usuário AeroSoft Emissor de Nota Fiscal Para manter-se atualizado visite sempre nosso web site em http://www.aerosoft.com.br A Internet tornou-se a ferramenta mais eficiente e barata, aproveite

Leia mais

Prefeitura de Araxá - MG

Prefeitura de Araxá - MG ARAXÁ - MG sexta-feira, 10 de setembro de 2015 Manual NFSe - Prestadores e Tomadores de Serviço ÍNDICE Desbloquear PopUps Legislação Cadastrando A Senha Eletrônica Acessando O Sistema De Nfs- E Pela Primeira

Leia mais

MBM Entrega Expressa www.terti.com.br. Índice

MBM Entrega Expressa www.terti.com.br. Índice Índice Instalação do programa 03 Cadastrar Usuário(s) 04 Iniciar Operações 06 Atalhos da Área de Trabalho do Sistema 08 Ícones da Área de Tarefas do Sistema 09 Cadastrar Grupos 10 Cadastrar Clientes/ Fornecedores/

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Sumário: Tópico: Página: Apresentação: 02 Método de Acesso ao Sistema Sig Iss: 02 Tela de Abertura: 03 Modo de Acesso: 04 Botões e Telas

Leia mais

Cobrança e Módulo Cedente

Cobrança e Módulo Cedente Processo n.5 Processos de Produtos e Serviços Procedimento n. 5.7 Cobrança e Módulo Cedente 2 Sumário SEÇÃO 1 -COBRANÇA E MÓDULO CEDENTE... 4 CAPÍTULO 1 - DIRETRIZES... 4 1. Referência Normativa... 5 2.

Leia mais

Manual do Fornecedor. Hospital Ana Nery Santa Cruz do Sul

Manual do Fornecedor. Hospital Ana Nery Santa Cruz do Sul Manual do Fornecedor Hospital Ana Nery Santa Cruz do Sul FILOSOFIA EMPRESARIAL Negócio Saúde e conforto. Visão Ser reconhecido pela excelência na prestação de serviços em saúde no interior do Estado, pela

Leia mais

Sumário PANORAMA... 6 APRESENTAÇÃO... 6 PORTAL GISSONLINE... 7 ACESSO PARA CONTRIBUINTES COM IDENTIFICAÇÃO E SENHA... 8

Sumário PANORAMA... 6 APRESENTAÇÃO... 6 PORTAL GISSONLINE... 7 ACESSO PARA CONTRIBUINTES COM IDENTIFICAÇÃO E SENHA... 8 Sumário PANORAMA... 6 APRESENTAÇÃO... 6 O QUE É GISSONLINE?... 6 FILOSOFIA DA GISSONLINE... 6 BENEFÍCIOS QUE A GISSONLINE OFERECE... 6 PORTAL GISSONLINE... 7 ACESSO PARA CONTRIBUINTES COM IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE COMPRA

CONDIÇÕES GERAIS DE COMPRA CONDIÇÕES GERAIS DE COMPRA I. Aplicabilidade Estas Condições Gerais serão aplicáveis a todas as compras efetuadas pela Nefab e suas afiliadas (COMPRADOR) junto aos seus fornecedores (VENDEDOR). Desvios

Leia mais

Procedimentos de Troca e Devolução

Procedimentos de Troca e Devolução Procedimentos de Troca e Devolução A Casa Modelo garante a troca e devolução dos produtos em um prazo de reclamação de 7 (sete) dias úteis, a partir do recebimento. Para facilitar este processo, alguns

Leia mais

Versão: 1.7.8.8 com instruções para Protesto

Versão: 1.7.8.8 com instruções para Protesto Versão: 1.7.8.8 com instruções para Protesto Utilização Para dar início ao processo, o cooperado deverá ter acesso ao internet banking. Se ainda não possuir, dirija-se aos caixas da Sicoob-Cocred. O programa

Leia mais

Portal de Serviços Guia Online. www.sascar.com.br

Portal de Serviços Guia Online. www.sascar.com.br www.sascar.com.br Introdução Prezado Cliente, Bem Vindo ao Guia do Portal de Serviços Sascar. Este guia foi desenvolvido para auxiliá-lo na utilização do Portal de Serviços onde você, cliente Sascar, tem

Leia mais

REGULAMENTO DO AUTO-ATENDIMENTO SETOR PÚBLICO

REGULAMENTO DO AUTO-ATENDIMENTO SETOR PÚBLICO REGULAMENTO DO AUTO-ATENDIMENTO SETOR PÚBLICO O presente instrumento estabelece as normas regulamentares do AUTO-ATENDIMENTO SETOR PÚBLICO, destinado ao atendimento de Pessoas Jurídicas de direito público,

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Cadastros de Tabelas Sumário 1 TABELAS...4 1.1 Bancos...4 1.2 Bairros...5 1.3 Cargos...6 1.4 Cartão Fidelidade...7 1.5 Cartão Ponto...8 1.6 CFOP...9 1.7 Classificação Fiscal...11

Leia mais

MANUAL DO DOCUMENTO DE ORIGEM FLORESTAL DOF

MANUAL DO DOCUMENTO DE ORIGEM FLORESTAL DOF MANUAL DO DOCUMENTO DE ORIGEM FLORESTAL DOF MÓDULO WEB MANUAL OPERACIONAL VERSÃO Nº 01 BRASÍLIA DF Agosto de 2006 Manual para Utilização do Sistema DOF Módulo - Web 1. UTILIZANDO O NOVO INSTRUMENTO DE

Leia mais

2. ADESÃO AO PROGRAMA 2.1. A adesão pelos CLIENTES ao PROGRAMA será automática quando do desbloqueio dos CARTÕES.

2. ADESÃO AO PROGRAMA 2.1. A adesão pelos CLIENTES ao PROGRAMA será automática quando do desbloqueio dos CARTÕES. REGULAMENTO DO PROGRAMA DE BENEFÍCIOS PAN+ 1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1.1. Este Regulamento estabelece as regras de participação dos clientes pessoa física Titulares e Adicionais ("CLIENTES" ou "CLIENTE")

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS. 3.1- A Tabela de Preços pode ser alterada sem aviso prévio (P.V.P.). Os preços estão sujeitos á Taxa de IVA em vigor na lei fiscal

CONDIÇÕES GERAIS. 3.1- A Tabela de Preços pode ser alterada sem aviso prévio (P.V.P.). Os preços estão sujeitos á Taxa de IVA em vigor na lei fiscal CONDIÇÕES GERAIS 1- Disposições Gerais 1.1- As vendas de materiais e serviços pela Politejo S.A. regem-se pelas condições especiais de cada fornecimento, pelas presentes condições gerais e pela lei aplicável.

Leia mais

Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí - AMAVI

Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí - AMAVI Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí - AMAVI José Ângelo Merini Presidente Paulo Cezar Schlichting da Silva 1º Vice-Presidente Hildon Kühl 2º Vice-Presidente Augustinho Fusinato Secretário

Leia mais

http://espacodocliente.ebs.com.br

http://espacodocliente.ebs.com.br SUPORTE TÉCNICO EBS Horário de atendimento: Das 08h00min às 18h00min, de Segunda a Sexta-feira. Formas de atendimento: E-mail: Envie-nos suas dúvidas e/ou sugestões para suporte@ebs.com.br. Suporte On-line

Leia mais

Instruções de Documentação e Envio para Troca como Pessoa Jurídica

Instruções de Documentação e Envio para Troca como Pessoa Jurídica Instruções de Documentação e Envio para Troca como Pessoa Jurídica 1. Emita a nota fiscal de troca pela garantia de acordo com o exemplo e instruções das próximas páginas. 2. Embale o HD com a documentação

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento do Imposto sobre

Leia mais