BIBLIOTECA DA FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE VILA VELHA GUIA DO USUÁRIO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BIBLIOTECA DA FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE VILA VELHA GUIA DO USUÁRIO"

Transcrição

1 BIBLIOTECA DA FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE VILA VELHA GUIA DO USUÁRIO Bibliotecária Marcelle Coelho Queiroz 2007

2 Sociedade de Ensino Superior Estácio de Sá Vila Velha Biblioteca Rua Cabo Aylson Simões, nº 1170 Centro, Vila Velha/ES Cep: Telefone: Catalogação na publicação elaborada pela Biblioteca da Faculdade Estácio de Sá de Vitória /FESV F143g Faculdade Estácio de Sá de Vila Velha. Biblioteca. Guia do usuário / Faculdade Estácio de Sá de Vila Velha, Biblioteca; organizado por Marcelle da Silva Coelho Queiroz. Vitória, ES : A Biblioteca, p. 1. Bibliotecas - Orientação aos usuários. 2. Bibliotecas - Manuais, guias, etc. 2. Bibliotecas Manuais, guias, etc. I. Queiroz, Marcelle da Silva Coelho. II. Título. CDD

3 SUMÁRIO 1 Apresentação Bibliotecas da Faculdade Estácio de Sá Espírito Santo Informações gerais e instalações físicas da Biblioteca de Vila Velha Equipe técnica Acervos Serviços e produtos Como usar a Biblioteca Como usar o guarda-volumes Como achar um livro Como utilizar o terminal de consulta Como acessar o acervo em sua casa ou de outro computador Como utilizar a sala de vídeo e DVD Como utilizar a sala de estudos em grupo Como utilizar a sala de pesquisa na Internet Como pesquisar nas bases de dados do Portal da Pesquisa Como consultar material de referência Como consultar periódicos Como consultar audiovisuais Como fazer empréstimo, devolução e renovação Como reservar livros Como tirar cópias de livros no setor de reprografia Como é o atendimento ao público externo Como é o atendimento a PNE s (Portadores de Necessidades Especiais) Como pedir publicações pelo COMUT Como participar dos cursos oferecidos pelo biblioteca Como ser orientado quando ao uso das normas da ABNT Como solicitar ficha catalográfica Como agendar visita orientada O que você vai encontrar no site da Biblioteca Fale conosco

4 1 APRESENTAÇÃO Entendemos que a qualidade da biblioteca não é medida somente pelos seus acervos, e sim pela capacidade de oferecer acesso a qualquer informação da melhor forma possível. Procuramos mostrar, com este guia, um tutorial de como usar a biblioteca, conhecê-la e usufruir dos seus recursos de maneira adequada; servindo de instrumento prático de orientação e acolhimento ao freqüentador da biblioteca, na impossibilidade de atendimento humano (principalmente nos horários de pico), ou na complementação deste. 4

5 2 BIBLIOTECAS DA FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ ESPÍRITO SANTO As Bibliotecas da Faculdade Estácio de Sá Espírito Santo seguem o mesmo padrão de qualidade de atendimento das demais bibliotecas mantidas em 11 estados pela Sociedade de Ensino Superior Estácio de Sá. Sua missão é facilitar o acesso à informação, incentivar à pesquisa, dando suporte informacional e educativo aos discentes, docentes, funcionários e comunidade. Desde a primeira visita do MEC, as Bibliotecas sempre obtiveram o conceito A em suas estruturas e serviços. As Bibliotecas da Faculdade Estácio de Sá Espírito Santo estão equipadas com: - Cabines para estudo individual; - Salas de estudo em grupo; - Sala com TV e Vídeo/DVD; - Amplo salão de leitura; - Terminais on-line de consulta ao acervo; - Computadores para acesso à Internet; - Entre outros. Política de Atualização do Acervo A política de crescimento do acervo é semestral, mediante sugestões e solicitações dos Coordenadores de Cursos e Direção Acadêmica. 5

6 3 INFORMAÇÕES GERAIS E INSTALAÇÕES FÍSICAS DA BIBLIOTECA DE VILA VELHA A Biblioteca da Faculdade Estácio de Sá de Vila Velha possui um espaço físico de 262,79m², salão de leitura e mezanino com capacidade para 159 usuários sentados, 8 pessoas nas salas de estudos em grupo, 3 no setor de pesquisa em internet, 3 nos terminais de consulta e 8 na sala de vídeo. Atende aos cursos de graduação em Administração, Direito e Turismo, além dos cursos de pós-graduação. Participa, juntamente com mais de 45 bibliotecas do Brasil, da Rede Integrada de Bibliotecas da Sociedade de Ensino Superior Estácio de Sá, gerenciada pela Diretoria Geral de Bibliotecas da Estácio de Sá do Rio de Janeiro. Mantém o controle bibliográfico e de circulação através do SIB Sistema Informatizado de Bibliotecas. O acesso ao acervo é aberto ao público interno e externo, e destina espaços específicos a multimeios, leitura e reuniões. O empréstimo domiciliar de livros e publicações é facultado aos alunos, professores e funcionários da faculdade. A Biblioteca oferece aos seus usuários: - Acervo de livros de livre acesso - Salão de leitura com capacidade para 159 usuários sentados - 11 cabines de estudo individual - 3 salas de estudo em grupo - 2 salas de vídeo e DVD - 3 terminais de consulta ao acervo - 3 computadores para acesso a Internet 6

7 4 EQUIPE TÉCNICA Bibliotecária: Marcelle da Silva Coelho Queiroz Auxiliares: Alberwanya B. de Souza Emanuele Tatagiba Lopes Samira V. Rodrigues Vanessa Oliveira Cabral Thiago dos Santos 7

8 5 ACERVOS A Biblioteca da Faculdade Estácio de Sá de Vitória possui um acervo total de aproximadamente: LIVROS exemplares REVISTAS 114 JORNAIS 5 DVD s 22 VHS 333 CD s 48 MAPAS 55 MONOGRAFIAS 397 DISSERTAÇÕES 16 TESES - O instrumento técnico adotado para classificação do acervo de livros é a CDD Classificação Decimal de Dewey e a Tabela de Cutter. 8

9 6 SERVIÇOS E PRODUTOS 1. ACESSO ON-LINE AO ACERVO Pelos terminais de consulta na biblioteca, ou através da página 2. EMPRÉSTIMO DOMICILIAR DE LIVROS Até 2(dois) exemplares, para alunos, professores e funcionários, por um prazo de até 7 (sete) dias. 3. EMPRÉSTIMO PARA REPROGRAFIA E/OU CONSULTA Até 2(dois) exemplares, para alunos, professores, funcionários e visitantes, para devolução no mesmo dia. 4. RESERVA ON-LINE Restrito a comunidade acadêmica, no balcão de atendimento da biblioteca. 5. ACESSO À INTERNET Restrito a comunidade acadêmica, por até 1 (uma) hora. 7. AUXÍLIO AO USUÁRIO NA RECUPERAÇÃO DA INFORMAÇÃO E LEVANTAMENTO BIBLIOGRÁFICO O usuário poderá solicitar ajuda do auxiliar ou da bibliotecária para encontrar o que procura. 8. VISITA ORIENTADA Apresentação da biblioteca, de seus serviços e produtos, para turmas de primeiro período, grupos e/ou calouros, pela bibliotecária. 9. ORIENTAÇÃO E TREINAMENTO NO ACESSO A BASES DE DADOS Orientação dada pela bibliotecária para acesso ao Portal da Pesquisa (base de dados adquirida pela Estácio de Sá) e a outras bases de dados. 9

10 10.ORIENTAÇÃO PARA NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS Orientação dada pela bibliotecária para auxílio na normalização de trabalhos acadêmicos (projetos de pesquisa, tcc, etc). 11. CATALOGAÇÃO NA FONTE Confecção de ficha catalográfica para alunos que estão finalizando tcc, para professores e funcionários. 12. COMUTAÇÃO BIBLIOGRÁFICA Serviço de solicitação de fotocópias de documentos e/ou artigos científicos em bibliotecas nacionais e/ou no exterior. 13. DOS-VOX Sistema de computação destinado a atender deficientes visuais. O sistema operacional DOS-VOX permite que os PNE s (Portadores de Necessidades Especiais) utilizem um microcomputador comum (PC) para desempenhar uma série de tarefas, adquirindo assim um nível alto de independência no estudo e no trabalho. 10

11 7 COMO USAR A BIBLIOTECA Utilizar o guarda-volumes para deixar seus pertences. Não esquecer de estar sempre com um documento de identificação para utilizar os serviços. É permitido o livre acesso do usuário às estantes. Deixar os materiais consultados sobre a mesa. Não entrar com bebidas e comidas. Não fazer uso do celular. Manter o silêncio. Não acessar sites de , bate-papo, entre outros. Ao sair, mostrar os materiais emprestados para a recepcionista conferir. 11

12 8 COMO UTILIZAR O GUARDA-VOLUMES O guarda-volumes é reservado aos usuários da biblioteca. É proibido sair com a chave para fora do recinto. Todo armário que se encontrar fechado estando a biblioteca vazia (em qualquer horário) ou em quantidade incoerente com os armários fechados, estes serão abertos e os materiais recolhidos. Assim, o uso dos armários só é permitido enquanto o usuário permanecer na biblioteca, não podendo sair para outras atividades ocupando espaço de outro usuário que pretende usar o recinto. Diante do exposto, se o usuário utilizou indevidamente o guarda-volumes, terá seus pertences retirados, será responsabilizado por qualquer incidente que aconteça no respectivo armário posteriormente e só poderá retirar o material com a bibliotecária, mediante assinatura do termo. Esta medida serve para desocupar guarda-volumes para os usuários que querem utilizar a biblioteca e para não darmos margem à confecção de cópias das chaves. Obs : O mesmo procedimento é dado para o usuário que perdeu a chave. 12

13 9 COMO ACHAR UM LIVRO Para localizar o documento desejado, o usuário deverá utilizar o micro de autoconsulta da Biblioteca. O número de chamada do material consultado deverá ser anotado para ser localizado nas estantes. Para outros materiais, solicitá-los no balcão de atendimento. O acervo de livros obedece a um sistema de Classificação chamada Classificação Decimal de Dewey, que varia de 000 à 900. Na estante os assuntos estão organizados conforme esta classificação, em ordem crescente, e cada classe se refere: 000 Generalidades (Metodologia, Coleções, Informática, etc.) 100 Filosofia e Psicologia 200 Religião 300 Ciências Sociais (Política, Economia, Direito, etc.) 400 Línguas 500 Ciências Naturais e Matemática (Astronomia, Física, Química, Biologia, Ecologia, etc.) 600 Ciências Aplicadas (Tecnologia, Administração, Engenharia, Medicina, etc.) 700 Artes (Arquitetura, Artes plásticas, Fotografia, Música, etc.) 800 Literatura 900 História e Geografia 13

14 10 COMO UTILIZAR O TERMINAL DE CONSULTA Os terminais de consulta ao acervo estarão sempre prontos para consulta. Na tela inicial: Selecionar BASE: Livro, Monografia¹, Periódico 1, Tese¹ ou Vídeo¹; Selecionar BIBLIOTECA: Biblioteca Vila Velha(VV) Digitar o título, o autor ou assunto no campo correspondente; Clicar em Procurar. Copiar o número de chamada, ou seja, a classificação e o cutter, que se referem ao código que cada livro tem para que seja recuperado e/ou recolocado na estante. Exemplo: 330 P654m 3.ed (copiar este número de chamada) PINHO, Diva Benevides (Org.); VASCONCELLOS, Marco Antônio Sandoval de (Org.). Manual de economia. 3. ed. São Paulo: Saraiva, p. il. Economia Localização: VV 1/2 1 Estes materiais ainda não estão cadastrados no SIB. 14

15 11 COMO ACESSAR O ACERVO EM SUA CASA OU DE OUTRO COMPUTADOR Acessar o portal da Estácio de Sá Espírito Santo: Clicar no Campus Vila Velha; Clicar no ícone Biblioteca on-line. 15

16 12 COMO UTILIZAR A SALA DE VÍDEO E DVD O usuário ou o grupo deverá se dirigir ao balcão de atendimento para solicitar a sala. Será concedida 1 (uma) hora para cada projeção, podendo ser marcados horários consecutivos, de acordo com a duração do vídeo. Deixar um documento de identificação. 13 COMO UTILIZAR A SALA DE ESTUDOS EM GRUPO Acesso às salas para grupos a partir de 3 (três) pessoas. Capacidade para até 8 (oito) pessoas. O usuário deverá se dirigir ao balcão de atendimento para solicitar a sala. Será concedida 2 (duas) horas para cada grupo. Deixar um documento de identificação. 14 COMO UTILIZAR A SALA DE PESQUISA NA INTERNET Restrito a comunidade acadêmica (alunos, professores e funcionários). O uso dos computadores é exclusivo para pesquisas de caráter acadêmico que auxiliem os alunos em suas atividades da faculdade. O usuário deverá deixar um documento de identificação no balcão e terá 1 (uma) hora para fazer suas pesquisas. 15 COMO PESQUISAR NAS BASES DE DADOS DO PORTAL DA PESQUISA O Portal da Pesquisa é uma aquisição da Faculdade Estácio de Sá. Em qualquer computador da faculdade, acessando o site: o usuário se conecta à base clicando em Estácio no canto superior da página. O portal possibilita o acesso a periódicos internacionais e representa um apoio fundamental às pesquisas acadêmicas. Hospeda a Base de Dados INFOTRAC. A INFOTRAC One File, Base de Dados multidisciplinar, possui mais de títulos de periódicos internacionais com artigos na íntegra e cerca de títulos indexados. Ao todo, oferece por volta de de artigos científicos provenientes das diversas áreas do conhecimento, como humanas, exatas, tecnológicas, biomédicas, agroveterinárias e ciências da terra. Apresenta publicações com cobertura retroativa (back files), sendo grande parte de 1980 até o presente e possui um tradutor de textos. As pesquisas no Portal podem ser realizadas em uma das três opções seguintes: Pesquisa Simplificada, Base de Dados ou Revista. 16

17 Permite a pesquisa em bases de dados de assuntos específicos, através de interfaces próprias que contêm recursos avançados de busca. As consultas são realizadas em língua inglesa e, além do uso dos mesmos conectores da pesquisa simplificada, a pesquisa pode ser refinada através do ano de publicação, ISSN, etc. Os artigos são recuperados com resumos, texto completo, gráficos e PDFs. As pesquisas realizadas nesse Portal podem ser salvas em disquetes, impressoras ou enviadas por . Desta forma torna-se possível o intercâmbio de informações entre professores e alunos, de maneira fácil e rápida, motivandoos para a pesquisa e permanente atualização profissional. 16 COMO CONSULTAR MATERIAL DE REFERÊNCIA Os materiais de referência como dicionários, Atlas, códigos, guias, trabalhos acadêmicos, entre outros, podem ser emprestados para cópia xerográfica ou para consulta rápida, portanto devem ser entregues no mesmo dia. O usuário terá que se dirigir ao balcão de atendimento com documento de identificação. Para ter acesso aos trabalhos acadêmicos é necessário solicitar no balcão de atendimento o catálogo dos mesmos e pedir os trabalhos escolhidos a atendente. Deixar um documento de identificação enquanto os mesmos estiverem em seu poder. 17 COMO CONSULTAR PERIÓDICOS Solicitá-los no balcão de atendimento. Cada usuário tem direito de retirar até 3 (três) periódicos. Deixar um documento de identificação enquanto os materiais estiverem em seu poder. 18 COMO CONSULTAR AUDIOVISUAIS Os materiais audiovisuais como DVD s, VHS e CD s se destinam ao uso na biblioteca, e são retirados somente para reprodução na sala de vídeo ou computador e para utilização em sala de aula, como complementação de apresentação de trabalhos, mediante autorização do professor e agendamento. 17

18 19 COMO FAZER EMPRÉSTIMO, DEVOLUÇÃO E RENOVAÇÃO Todas as transações são feitas no balcão de atendimento, acompanhadas do material retirado e documento de identificação. Nos casos de devolução, não é necessária a presença do usuário (pode ser entregue por outra pessoa). Empréstimo domiciliar O empréstimo domiciliar é restrito aos alunos, funcionários e professores mediante apresentação de documentação de identificação. O empréstimo é de até 2 (dois) exemplares de livros por um prazo de 7 (sete dias), renovável por igual período se não houver reserva por outro usuário. Não observado o prazo de devolução, o retardatário ficará impedido de tomar empréstimo, pelo dobro de dias de atraso. Havendo terceiro atraso (por livro), o usuário terá suspensa a sua inscrição por um período de 1 mês (30 dias). Empréstimo para consulta rápida ou reprografia Com devolução para o mesmo dia, o empréstimo é de até 2 (dois) exemplares de materiais. 20 COMO RESERVAR LIVROS A reserva só é feita com materiais emprestados. O usuário deverá se dirigir ao balcão de atendimento para solicitar reserva juntamente com um documento de identificação. 21 COMO TIRAR CÓPIAS DE LIVROS NO SETOR DE REPROGRAFIA O usuário deverá retirar empréstimo dos livros dizendo que será para consulta, isto é, com devolução no mesmo dia. Observe que todo usuário tem direito a 2 (dois) livros de empréstimo domiciliar e 2 (dois) de consulta. Cabe a cada um saber como usar o direito da melhor forma. Há também alguns documentos que automaticamente o sistema não libera para empréstimo domiciliar, como: dicionários, códigos, Atlas, guias, trabalhos acadêmicos e exemplares nº 1 e/ou com etiqueta vermelha. 18

19 22 COMO É O ATENDIMENTO AO PÚBLICO EXTERNO Os visitantes têm livre acesso às Bibliotecas da Faculdade Estácio de Sá. Podem utilizar o terminal de consulta ao acervo, solicitar periódicos e consultar jornais. Não é permitido aos visitantes utilizarem a sala de pesquisa na Internet, sala de vídeo e sala de estudos em grupo. 23 COMO É O ATENDIMENTO A PNE s (PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS) Os PNE s têm a sua disposição o sistema DOS-VOX nos computadores da Biblioteca. Em caso de dúvida, solicite orientação às atendentes ou à bibliotecária. 24 COMO PEDIR PUBLICAÇÕES PELO COMUT Se o usuário não conseguiu encontrar o documento que deseja na biblioteca, pode solicitar a bibliotecária a fotocópia do mesmo pelo sistema de comutação bibliográfica, o COMUT. A bibliotecária irá pesquisa o documento na rede COMUT e informará ao usuário o prazo de chegada. O pagamento é antecipado. 25 COMO PARTICIPAR DOS CURSOS OFERECIDOS PELA BIBLIOTECA Serão divulgados antecipadamente. O aluno deverá fazer sua inscrição na biblioteca. 26 COMO SER ORIENTADO QUANTO AO USO DAS NORMAS DA ABNT O aluno pode agendar um horário com a bibliotecária para orientação quanto a projetos de pesquisa e normalização de monografia e trabalhos acadêmicos. É só ligar para ou enviar um para 27 COMO SOLICITAR FICHA CATALOGRÁFICA A bibliotecária confecciona ficha catalográfica para alunos que estão finalizando tcc, para professores e funcionários. Solicitações pessoalmente, com a bibliotecária, ou pelo ou Prazo de até 7 (sete) dias. Restrito a funcionários, professores e alunos. 19

20 28 COMO AGENDAR VISITA ORIENTADA O professor deverá solicitar agendamento através dos s ou informando horário e turmas. Alunos ou usuários externos também podem solicitar uma apresentação rápida com a bibliotecária. 29 O QUE VOCE VAI ENCONTRAR NO SITE DA BIBLIOTECA Consulta on-line ao acervo; Informações sobre a biblioteca; Fotos da biblioteca; Link s interessantes; Boletim informativo on-line; Download s de apostilas sobre como pesquisar na internet, normalização de trabalhos acadêmicos, pesquisa em base de dados jurídica, Manual DOS- VOX, Manual de Libras, Manual de acesso ao Portal da Pesquisa, Normas para utilização da biblioteca, apresentação da biblioteca e o guia do usuário. 30 FALE CONOSCO Endereço Rua Cabo Aylson Simões, nº 1170 Centro, Vila Velha/ES (em frente ao Terminal de Vila Velha) (atendimento) (coordenação) Horário de funcionamento Segunda a sexta, das 07:30h às 22:30h, e sábados, das 09:00h às 14:00h. Telefones: (27) (atendimento) (27) (bibliotecária) Portal da Estácio de Sá: 20

BIBLIOTECA DA FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE VILA VELHA GUIA DO USUÁRIO. Luzia Ribeiro BIBLIOTECÁRIA

BIBLIOTECA DA FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE VILA VELHA GUIA DO USUÁRIO. Luzia Ribeiro BIBLIOTECÁRIA BIBLIOTECA DA FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE VILA VELHA GUIA DO USUÁRIO Luzia Ribeiro BIBLIOTECÁRIA 2010 Sociedade de Ensino Superior Estácio de Sá Vila Velha Biblioteca Rua Cabo Aylson Simões, 1170 Centro,

Leia mais

Regulamento Interno da Biblioteca da Estácio FAL CAPÍTULO I DO OBJETIVO

Regulamento Interno da Biblioteca da Estácio FAL CAPÍTULO I DO OBJETIVO Regulamento Interno da Biblioteca da Estácio FAL CAPÍTULO I DO OBJETIVO Art. 1º - Este regulamento tem como objetivo definir normas para prestação e utilização dos serviços da Biblioteca da FAL - Faculdade

Leia mais

BIBLIOTECA FESPSP REGULAMENTO. São Paulo

BIBLIOTECA FESPSP REGULAMENTO. São Paulo BIBLIOTECA FESPSP REGULAMENTO São Paulo 2015 REGULAMENTO DAS BIBLIOTECAS DA FESPSP I DO REGULAMENTO E SUA APLICAÇÃO 3 II USUÁRIOS 3 III DO ACERVO 4 IV DO PRAZO DE EMPRÉSTIMO E QUANTIDADES DE VOLUMES 5

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS E REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DA FACCENTRO PORTO ALEGRE

MANUAL DE PROCEDIMENTOS E REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DA FACCENTRO PORTO ALEGRE BIB001 MANUAL DE PROCEDIMENTOS E REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DA FACCENTRO PORTO ALEGRE Rua Mal. Floriano Peixoto, 185 8º andar Porto Alegre/RS e-mail: biblioteca@faccentro.com.br SUMÁRIO 1. DO REGULAMENTO

Leia mais

Normas de Funcionamento da Biblioteca. Horário de atendimento: segunda a sexta: 07:30h às 22:30h / sábado: de 8:00h às 12:00h das 14:00h às 18:00h

Normas de Funcionamento da Biblioteca. Horário de atendimento: segunda a sexta: 07:30h às 22:30h / sábado: de 8:00h às 12:00h das 14:00h às 18:00h Normas de Funcionamento da Biblioteca Horário de atendimento: segunda a sexta: 07:30h às 22:30h / sábado: de 8:00h às 12:00h das 14:00h às 18:00h Inscrição de Usuários: Para inscrever-se na Biblioteca

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DA SOCIEDADE CULTURAL E EDUCACIONAL DO INTERIOR PAULISTA FAIP

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DA SOCIEDADE CULTURAL E EDUCACIONAL DO INTERIOR PAULISTA FAIP REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DA SOCIEDADE CULTURAL E EDUCACIONAL DO INTERIOR PAULISTA FAIP SUMÁRIO DESCRIÇÃO PÁGINA TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 02 TÍTULO II DOS USUÁRIOS 02 TÍTULO III DO FUNCIONAMENTO

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA FAIT

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA FAIT REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA FAIT 0 SUMÁRIO TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES... 02 TÍTULO II DOS USUÁRIOS... 02 TÍTULO III DO FUNCIONAMENTO... 02

Leia mais

BIBLIOTECA CENTRAL. Estrutura física

BIBLIOTECA CENTRAL. Estrutura física BIBLIOTECA CENTRAL A missão da Biblioteca Central Prof. Eurico Back - UNESC é promover com qualidade a recuperação de informações bibliográficas, com enfoque no desenvolvimento das atividades de ensino,

Leia mais

Ministério da Fazenda Escola de Administração Fazendária Diretoria de Educação Biblioteca. Manual do Usuário da Biblioteca da Esaf

Ministério da Fazenda Escola de Administração Fazendária Diretoria de Educação Biblioteca. Manual do Usuário da Biblioteca da Esaf Ministério da Fazenda Escola de Administração Fazendária Diretoria de Educação Biblioteca Manual do Usuário da Biblioteca da Esaf Brasília, 2011 Ministério da Fazenda Escola de Administração Fazendária

Leia mais

MANUAL INTERNO DA BIBLIOTECA

MANUAL INTERNO DA BIBLIOTECA As Bibliotecas da Universidade Braz Cubas são destinadas ao Corpo Docente, Discente e aos funcionários administrativos. As Bibliotecas utilizam o sistema Informatizado Pergamum, onde o aluno tem a comodidade

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA. Art. 1º A Biblioteca da Faculdade de Tecnologia e Negócios será regida pelo presente Regulamento.

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA. Art. 1º A Biblioteca da Faculdade de Tecnologia e Negócios será regida pelo presente Regulamento. REGULAMENTO DA BIBLIOTECA Art. 1º A Biblioteca da Faculdade de Tecnologia e Negócios será regida pelo presente Regulamento. CAPÍTULO I DA NATUREZA E FINALIDADE Art. º A biblioteca é uma unidade subordinada,

Leia mais

GUIA DO USUÁRIO BIBLIOTECA. Socioambiental & Sustentabilidade

GUIA DO USUÁRIO BIBLIOTECA. Socioambiental & Sustentabilidade GUIA DO USUÁRIO BIBLIOTECA Socioambiental & Sustentabilidade APRESENTAÇÃO A Biblioteca Nossa Senhora das Mercês Itpac Porto do Instituto Tocantinense Presidente Antônio Carlos ITPAC-PORTO proporciona suporte

Leia mais

FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE VILA VELHA ESTRUTURA BIBLIOTECA FESVV

FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE VILA VELHA ESTRUTURA BIBLIOTECA FESVV FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE VILA VELHA ESTRUTURA BIBLIOTECA FESVV VILA VELHA 2010 1. BIBLIOTECAS DA FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ ESPÍRITO SANTO As Bibliotecas da Faculdade Estácio de Sá Espírito Santo, seguem

Leia mais

BIBLIOTECA FACULDADE LA SALLE CAXIAS DO SUL: NORMAS DE UTILIZAÇÃO

BIBLIOTECA FACULDADE LA SALLE CAXIAS DO SUL: NORMAS DE UTILIZAÇÃO BIBLIOTECA FACULDADE LA SALLE CAXIAS DO SUL: NORMAS DE UTILIZAÇÃO CAXIAS DO SUL, 2015 SUMÁRIO 1 NORMAS DE UTILIZAÇÃO DA BIBLIOTECA... 3 1.1 Horários... 3 1.2 Contatos... 3 1.3 Catálogo online... 3 1.4

Leia mais

Apresentação. Como usar a Biblioteca

Apresentação. Como usar a Biblioteca Apresentação A Biblioteca FAAP, constituída pela Biblioteca Central e Salas de Leitura localizadas nas unidades de Ribeirão Preto, São José dos Campos e Centro de Excelência, tem por finalidade fornecer

Leia mais

Regulamento do Setor das Bibliotecas

Regulamento do Setor das Bibliotecas Regulamento do Setor das Bibliotecas Título I Preâmbulo Art. 1º Este regulamento estabelece as regras e normas das bibliotecas dos Campi do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha

Leia mais

BIBLIOTECA REGULAMENTO

BIBLIOTECA REGULAMENTO BIBLIOTECA REGULAMENTO Agosto, 2010 SUMÁRIO INFORMAÇÕES GERAIS... 3 DAS FINALIDADES... 4 DA CONSULTA AO ACERVO... 4 DO EMPRÉSTIMO... 5 DOS TIPOS DE EMPRÉSTIMO... 5 DA RENOVAÇÃO... 6 DA RESERVA DE LIVROS...

Leia mais

CEAD BIBLIOTECA FACULDADES SÃO JOSÉ

CEAD BIBLIOTECA FACULDADES SÃO JOSÉ CEAD BIBLIOTECA FACULDADES SÃO JOSÉ Gerencia a informação e o conhecimento; Organiza, conserva e dissemina todo tipo de informação; Importante fonte de apoio bibliográfico e não bibliográfico para formação

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO-ADMINISTRATIVO

RELATÓRIO TÉCNICO-ADMINISTRATIVO RELATÓRIO TÉCNICO-ADMINISTRATIVO 1 Objetivo 2 Organograma 3 Horário de Funcionamento 4 Acervo 4.1 Total do AcervoInformatização do Acervo 4.2 Informatização do Acervo 4.3 Atualização e Expansão do Acervo

Leia mais

NORMAS DE FUNCIONAMENTO DA BIBLIOTECA

NORMAS DE FUNCIONAMENTO DA BIBLIOTECA FACULDADE CATÓLICA SANTA TERESINHA NORMAS DE FUNCIONAMENTO DA BIBLIOTECA CAICÓ-RN 1. DO OBJETIVO Art.1º - As NORMAS DE ATENDIMENTO regulam horário, consultas, empréstimo, renovação e cópias, compreendendo

Leia mais

Art. 1. O presente regulamento contém as normas que regem e orientam as rotinas dos serviços prestados pelas Bibliotecas da Faculdade FORTIUM.

Art. 1. O presente regulamento contém as normas que regem e orientam as rotinas dos serviços prestados pelas Bibliotecas da Faculdade FORTIUM. REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE FORTIUM I DO REGULAMENTO E SUA APLICAÇÃO Art. 1. O presente regulamento contém as normas que regem e orientam as rotinas dos serviços prestados pelas Bibliotecas

Leia mais

FUNDAÇÃO BENEDITO PEREIRA NUNES FACULDADE DE MEDICINA DE CAMPOS BIBLIOTECA PROF. LUIZ AUGUSTO NUNES TEIXEIRA

FUNDAÇÃO BENEDITO PEREIRA NUNES FACULDADE DE MEDICINA DE CAMPOS BIBLIOTECA PROF. LUIZ AUGUSTO NUNES TEIXEIRA FUNDAÇÃO BENEDITO PEREIRA NUNES FACULDADE DE MEDICINA DE CAMPOS BIBLIOTECA PROF. LUIZ AUGUSTO NUNES TEIXEIRA REGIMENTO INTERNO DISCIPLINAR DA BIBLIOTECA PROF. LUIZ AUGUSTO NUNES TEIXEIRA DA FACULDADE DE

Leia mais

1. Biblioteca. 2. Infra-Estrutura. 2.1 Espaço físico

1. Biblioteca. 2. Infra-Estrutura. 2.1 Espaço físico Biblioteca UPIS 1 SUMÁRIO 1. Biblioteca... 3 2. Infra-Estrutura... 3 2.1 Espaço físico... 3 Campus I... 3 Instalações para estudos individuais... 3 Instalações para estudos em grupo... 3 3. Acervo Bibliográfico...

Leia mais

REGULAMENTOS DA BIBLIOTECA

REGULAMENTOS DA BIBLIOTECA REGULAMENTOS DA BIBLIOTECA Na Biblioteca da Faculdade Herrero é possível encontrar materiais adquiridos, selecionados, tratados tecnicamente e fisicamente, armazenados e disponíveis para consulta e empréstimo,

Leia mais

REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UCB

REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UCB REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UCB 1. INTRODUÇÃO O Sistema de Bibliotecas da UCB possui um acervo com mais de 200.000 volumes possibilitando o acesso dos usuários aos livros, sistemas de consulta,

Leia mais

Biblioteca Mercedes Silva Pinto. Manual da Biblioteca. Aprenda a utilizar os recursos da Biblioteca Visite-a sempre e aproveite o acervo disponível

Biblioteca Mercedes Silva Pinto. Manual da Biblioteca. Aprenda a utilizar os recursos da Biblioteca Visite-a sempre e aproveite o acervo disponível Biblioteca Mercedes Silva Pinto Manual da Biblioteca Aprenda a utilizar os recursos da Biblioteca Visite-a sempre e aproveite o acervo disponível REGULAMENTO COMPLETO DA BIBLIOTECA I. Regulamento do Uso

Leia mais

RESOLUÇÃO 001/2013-CD. Aprovar o Regulamento da Biblioteca da Faculdade Intermunicipal do Noroeste do Paraná, conforme anexo.

RESOLUÇÃO 001/2013-CD. Aprovar o Regulamento da Biblioteca da Faculdade Intermunicipal do Noroeste do Paraná, conforme anexo. RESOLUÇÃO 001/2013-CD O Diretor da Faculdade Intermunicipal do Noroeste do Paraná FACINOR Professor Agenor de Oliveira Duarte, tendo em vista a decisão do Conselho Departamental desta Instituição de Ensino

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DISPOSIÇÕES gerais CAPITULO I DA COMPETÊNCIA

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DISPOSIÇÕES gerais CAPITULO I DA COMPETÊNCIA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DISPOSIÇÕES gerais CAPITULO I DA COMPETÊNCIA Art. 1º. Compete a Biblioteca da Faculdade do Vale do Ipojuca (Favip) planejar, preparar, organizar e controlar todas as atividades

Leia mais

RESOLUÇÃO N 005/2012 - DG. Altera a Resolução n 002/2007-DG,que Regulamenta Procedimentos para o Funcionamento da Biblioteca da FCV

RESOLUÇÃO N 005/2012 - DG. Altera a Resolução n 002/2007-DG,que Regulamenta Procedimentos para o Funcionamento da Biblioteca da FCV RESOLUÇÃO N 005/2012 - DG Altera a Resolução n 002/2007-DG,que Regulamenta Procedimentos para o Funcionamento da Biblioteca da FCV Considerando o disposto na Resolução n o 002/07-DG e Considerando o parecer

Leia mais

REGULAMENTO BIBLIOTECA CRUZ E SOUSA CAPÍTULO I DO FUNCIONAMENTO DA BIBLIOTECA

REGULAMENTO BIBLIOTECA CRUZ E SOUSA CAPÍTULO I DO FUNCIONAMENTO DA BIBLIOTECA REGULAMENTO BIBLIOTECA CRUZ E SOUSA Estabelece parâmetros de funcionamento, serviços, procedimentos e dá outras disposições. CAPÍTULO I DO FUNCIONAMENTO DA BIBLIOTECA Art. 1º. É obrigatória, por parte

Leia mais

FACULDADE MISSIONEIRA DO PARANÁ Biblioteca CINTEC REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CAPITULO I DA NATUREZA

FACULDADE MISSIONEIRA DO PARANÁ Biblioteca CINTEC REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CAPITULO I DA NATUREZA FACULDADE MISSIONEIRA DO PARANÁ Biblioteca CINTEC REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CAPITULO I DA NATUREZA Art. 1º - A Biblioteca CINTEC da Faculdade Missioneira do Paraná é um órgão suplementar subordinado à

Leia mais

3.1. Os alunos estarão automaticamente cadastrados como usuários após a efetivação da matrícula e a confecção da carteira de estudante.

3.1. Os alunos estarão automaticamente cadastrados como usuários após a efetivação da matrícula e a confecção da carteira de estudante. 1. A Biblioteca A Biblioteca é um órgão suplementar do UNIPINHAL, que tem como objetivo dar suporte informacional aos professores, alunos e funcionários, podendo ser utilizada pelo público em geral. 2.

Leia mais

BIBLIOTECA: REGULAMENTAÇÃO E NORMAS ELABORAÇÃO: GISÉLIA FERREIRA DA SILVA Bibliotecária CRB-5/469

BIBLIOTECA: REGULAMENTAÇÃO E NORMAS ELABORAÇÃO: GISÉLIA FERREIRA DA SILVA Bibliotecária CRB-5/469 Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães, 222 Ponto Central CEP 44.032-620 Endereço

Leia mais

Biblioteca Ramiro da Silva Oliveira

Biblioteca Ramiro da Silva Oliveira Biblioteca Ramiro da Silva Oliveira Bibliotecária Juliana Ribeiro de Campos Solla CRB-8 201/2013 Provisório Horário de Atendimento de segunda a sexta-feira das 8:00 h às 12:00 h e das 17:00 h às 21:00

Leia mais

SB-FAJ - Sistema de Bibliotecas da FAJ

SB-FAJ - Sistema de Bibliotecas da FAJ SB-FAJ - Sistema de Bibliotecas da FAJ Normas - O Sistema de Bibliotecas da FAJ - SB-FAJ Faculdade de Jaguariúna, tem como missão dar suporte informacional às atividades educacionais e científicas da Instituição,

Leia mais

BIBLIOTECA 1.1 INFORMAÇÕES GERAIS

BIBLIOTECA 1.1 INFORMAÇÕES GERAIS BIBLIOTECA 1.1 INFORMAÇÕES GERAIS A Biblioteca possui atenção especial dos dirigentes da UCSal, por constituirse em um instrumento de apoio valioso aos programas de ensino, pesquisa e extensão. O foco

Leia mais

Regulamento Interno das Bibliotecas da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - Campus de Erechim

Regulamento Interno das Bibliotecas da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - Campus de Erechim Regulamento Interno das Bibliotecas da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - Campus de Erechim Capítulo I DA ESTRUTURA E DA FINALIDADE Art. 1º Este regulamento disciplina o funcionamento

Leia mais

Processamento Técnico - Tel.: 3865-9843 / 9845. Renata renataazeredo@fiocruz.br. Marluce marluce@fiocruz.br. Marco Aurélio maum@fiocruz.

Processamento Técnico - Tel.: 3865-9843 / 9845. Renata renataazeredo@fiocruz.br. Marluce marluce@fiocruz.br. Marco Aurélio maum@fiocruz. MANUAL DO USUÁRIO Biblioteca Emília Bustamante 1 1 Apresentação A Biblioteca Emília Bustamante representa um importante segmento da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, que, por sua vez, revela-se

Leia mais

Regulamento da Rede de Bibliotecas Ceuma

Regulamento da Rede de Bibliotecas Ceuma UNIVERSIDADE CEUMA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO REDE DE BIBLIOTECAS UNICEUMA BIBLIOTECA PRESIDENTE JOSÉ SARNEY Regulamento da Rede de Bibliotecas Ceuma 2014 Normatizar procedimentos padrão para a disponibilização

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CAMILLO PEREIRA CARNEIRO BURLE CAPÍTULO I DA BIBLIOTECA E SEUS OBJETIVOS

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CAMILLO PEREIRA CARNEIRO BURLE CAPÍTULO I DA BIBLIOTECA E SEUS OBJETIVOS SUMÁRIO CAPÍTULO I DA BIBLIOTECA E SEUS OBJETIVOS CAPÍTULO II DO HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO CAPÍTULO III DOS USUÁRIOS CAPÍTULO IV DO EMPRÉSTIMO CAPÍTULO V DAS PENALIDADES CAPÍTULO VI DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

Leia mais

Perguntas frequentes sobre a Biblioteca

Perguntas frequentes sobre a Biblioteca Perguntas frequentes sobre a Biblioteca Como funciona o Sistema de Bibliotecas da UFPI? O sistema de Bibliotecas SIBI/UFPI é formado por 01(uma) biblioteca comunitária e 09 (nove) bibliotecas setoriais:

Leia mais

GUIA DO USUÁRIO DAS BIBLIOTECAS DA UNIVALE: NORMAS DE UTILIZAÇÃO E MÓDULO INTERNET

GUIA DO USUÁRIO DAS BIBLIOTECAS DA UNIVALE: NORMAS DE UTILIZAÇÃO E MÓDULO INTERNET GUIA DO USUÁRIO DAS BIBLIOTECAS DA UNIVALE: NORMAS DE UTILIZAÇÃO E MÓDULO INTERNET 1 APRESENTAÇÃO As Bibliotecas Central e Setorial são órgãos suplementares da Universidade Vale do Rio Doce UNIVALE, instituição

Leia mais

Regulamento da Biblioteca

Regulamento da Biblioteca Regulamento da Biblioteca SANTA CRUZ DO RIO PARDO SP 2015 I. Do regulamento e sua aplicação Art. 01. O presente Regulamento contém as normas que regem e orientam as rotinas dos serviços prestados pela

Leia mais

Guia do usuário Rev.: 04 Data: 04/11/2015 GUIA DO USUÁRIO

Guia do usuário Rev.: 04 Data: 04/11/2015 GUIA DO USUÁRIO CADASTRO GUIA DO USUÁRIO Quem pode efetuar o cadastro na biblioteca? O acesso à Biblioteca é público, qualquer pessoa pode utilizar suas dependências e pesquisar no acervo. Entretanto, a abertura de cadastro

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE CAPIXABA DA SERRA

REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE CAPIXABA DA SERRA REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE CAPIXABA DA SERRA SERRA SUMÁRIO REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE CAPIXABA DA SERRA... 2 DOS OBJETIVOS:... Erro! Indicador não definido. DO HORÁRIO

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE MINAS GERAIS - FAMIG DOS OBJETIVOS

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE MINAS GERAIS - FAMIG DOS OBJETIVOS REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE MINAS GERAIS - FAMIG DOS OBJETIVOS Art. 1º. A Biblioteca tem por objetivos gerais: 1º. Coletar, organizar e difundir a documentação bibliográfica necessária aos programas

Leia mais

Regulamento Biblioteca

Regulamento Biblioteca Regulamento Biblioteca 2012 A Diretora Geral do Colégio e, no uso de suas atribuições regimentais, estabelece o presente regulamento da Biblioteca da Instituição. A Biblioteca do Colégio e, denominada

Leia mais

Sistema Integrado de Bibliotecas. Sistema Integrado de Bibliotecas

Sistema Integrado de Bibliotecas. Sistema Integrado de Bibliotecas Sistema Integrado de Bibliotecas Sistema Integrado de Bibliotecas Responsável: Cassiana Souza Coordenadora do Sistema Integrado de Bibliotecas FAEL CRB - 9/1501 Projeto Gráfico e Capa: Bruna Maria Cantador

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DE VARGINHA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA. Dr. Wladimir de Rezende Pinto

FACULDADE DE DIREITO DE VARGINHA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA. Dr. Wladimir de Rezende Pinto FACULDADE DE DIREITO DE VARGINHA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA Dr. Wladimir de Rezende Pinto Missão: Promover o desenvolvimento humano e social através da difusão de conhecimento, da formação ética, da competência

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA. Art. 1º - A Biblioteca poderá ser utilizada por professores, alunos e funcionários da UNIESP.

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA. Art. 1º - A Biblioteca poderá ser utilizada por professores, alunos e funcionários da UNIESP. REGULAMENTO DA BIBLIOTECA A Direção da UNIESP estabelece normas disciplinando o funcionamento da Biblioteca, no ano de 2013/1. CAPÍTULO I DO USO DA BIBLIOTECA Art. 1º - A Biblioteca poderá ser utilizada

Leia mais

BIBLIOTECA JUSCELINO KUBITSCHEK

BIBLIOTECA JUSCELINO KUBITSCHEK BIBLIOTECA JUSCELINO KUBITSCHEK Conheça a Biblioteca HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO: De segunda-feira à sexta-feira: das 14h às 22h30 Aos sábados: das 08h às 12h Tel.: 3442-6012 A Biblioteca Juscelino Kubitschek

Leia mais

www.fia.com.br/biblioteca Mantenedora Fundação Instituto de Administração Mantida Faculdade FIA de Administração e Negócios

www.fia.com.br/biblioteca Mantenedora Fundação Instituto de Administração Mantida Faculdade FIA de Administração e Negócios GUIA DO USUÁRIO Mantenedora Fundação Instituto de Administração Mantida Faculdade FIA de Administração e Negócios Diretor Geral Prof. Dr. Maurício Jucá de Queiroz Copyright 2012 by Kleber Zornoff Manrubia

Leia mais

SOCIEDADE EDUCACIONAL CAPIVARI DE BAIXO - SECAB FACULDADE CAPIVARI - FUCAP ESTRUTURA

SOCIEDADE EDUCACIONAL CAPIVARI DE BAIXO - SECAB FACULDADE CAPIVARI - FUCAP ESTRUTURA SOCIEDADE EDUCACIONAL CAPIVARI DE BAIXO - SECAB FACULDADE CAPIVARI - FUCAP ESTRUTURA Sala de Aula A instituição disponibiliza equipadas com todos os recursos multimídias necessários, que são estes: Projetor

Leia mais

obras guia usuário capes do biblioteca empréstimo minerva devolução renovação online comut aleph empréstimo entre bibliotecas redes sociais reserva

obras guia usuário capes do biblioteca empréstimo minerva devolução renovação online comut aleph empréstimo entre bibliotecas redes sociais reserva Biblioteca IF Instituto de Física/UFRJ Prédio do Centro de Tecnologia Bloco A - 3º andar - sala 340 Av. Athos da Silveira Ramos, 149 Ilha do Fundão - Rio de Janeiro - RJ - Brasil CEP: 21.941-909 Tel. (0xx21)

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE CAPIXABA DE NOVA VENÉCIA

REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE CAPIXABA DE NOVA VENÉCIA REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE CAPIXABA DE NOVA VENÉCIA NOVA VENÉCIA 2013 SUMÁRIO 1 REGIMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE CAPIXABA DE NOVA VENÉCIA... 2 CAPÍTULO I - DOS OBJETIVOS...

Leia mais

REGULAMENTO POLÍTICA DE FUNCIONAMENTO, ESTRUTURA E ACERVO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE DO SUDESTE GOIANO

REGULAMENTO POLÍTICA DE FUNCIONAMENTO, ESTRUTURA E ACERVO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE DO SUDESTE GOIANO REGULAMENTO POLÍTICA DE FUNCIONAMENTO, ESTRUTURA E ACERVO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE DO SUDESTE GOIANO 1. Apresentação Na Faculdade do Sudeste Goiano a biblioteca tem sido alvo de constante atenção, seu

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA RESOLUÇÃO N.º 04 O Diretor Geral das Faculdades Integradas Santa Cruz de Curitiba, no uso de suas atribuições regimentais, estabelece o regulamento da Biblioteca das FARESC. A

Leia mais

REGIMENTO DA BIBLIOTECA WILHELM HEINRICH

REGIMENTO DA BIBLIOTECA WILHELM HEINRICH REGIMENTO DA BIBLIOTECA WILHELM HEINRICH REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA WILHEM HEINRICH DAS FACULDADES INTEGRADAS DO VALE DO IGUAÇU UNIGUAÇU União da Vitória PR Capítulo I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art.

Leia mais

Paulo Dinarte Tavares Presidente do Conselho Superior RESOLUÇÃO Nº 03/2008. O Conselho Superior da Faculdade Campo Real, no uso de suas atribuições

Paulo Dinarte Tavares Presidente do Conselho Superior RESOLUÇÃO Nº 03/2008. O Conselho Superior da Faculdade Campo Real, no uso de suas atribuições RESOLUÇÃO Nº 03/2008 Aprova o Regulamento da Biblioteca da Faculdade Campo Real. e, O Conselho Superior da Faculdade Campo Real, no uso de suas atribuições CONSIDERANDO a Portaria MEC n 601, de 27 de agosto

Leia mais

RESOLUÇÃO N 002/2007 - DG. Regulamenta Procedimentos para o Funcionamento da Biblioteca da FCV.

RESOLUÇÃO N 002/2007 - DG. Regulamenta Procedimentos para o Funcionamento da Biblioteca da FCV. RESOLUÇÃO N 002/2007 - DG Regulamenta Procedimentos para o Funcionamento da Biblioteca da FCV. O Conselho Superior - CONSU, aprovou em 30 de março de 2007, e eu, Prof. José Carlos Barbieri, Diretor da

Leia mais

REGULAMENTO PARA ACESSO E USO DO SERVIÇO DE BIBLIOTECA DO INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

REGULAMENTO PARA ACESSO E USO DO SERVIÇO DE BIBLIOTECA DO INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO REGULAMENTO PARA ACESSO E USO DO SERVIÇO DE BIBLIOTECA DO INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO São Paulo 2014 CONSULTA E EMPRÉSTIMO DO MATERIAL BIBLIOGRÁFICO DAS FINALIDADES Art. 1º -

Leia mais

REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UEPG

REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UEPG REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UEPG RESOLUÇÃO UNIV N o 19 DE 9 DE JULHO DE 2003. Com alterações Resolução Univ. nº15 de 28 de Março de 2007, Resolução Univ. nº138 de 16 de Maio de 2007 e Resolução

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO UFRJ INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS SOCIAIS BIBLIOTECA MARINA SÃO PAULO DE VASCONCELLOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO UFRJ INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS SOCIAIS BIBLIOTECA MARINA SÃO PAULO DE VASCONCELLOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO UFRJ INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS SOCIAIS BIBLIOTECA MARINA SÃO PAULO DE VASCONCELLOS REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DOS SERVIÇOS PRESTADOS PELA BIBLIOTECA MARINA

Leia mais

FACULDADE PIAGET SERVIÇO DE DOCUMENTAÇÃO E INFORMAÇÃO SDI REGULAMENTO DA BIBLIOTECA

FACULDADE PIAGET SERVIÇO DE DOCUMENTAÇÃO E INFORMAÇÃO SDI REGULAMENTO DA BIBLIOTECA FACULDADE PIAGET SERVIÇO DE DOCUMENTAÇÃO E INFORMAÇÃO SDI REGULAMENTO DA BIBLIOTECA Faculdade PIAGET SERVIÇO DE DOCUMENTAÇÃO E INFORMAÇÃO SDI REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CAPÍTULO I DO ACESSO E DO FUNCIONAMENTO

Leia mais

BIBLIOTECA MÈRE BLANCHOT REGULAMENTO PARA UTILIZAÇÃO DA BIBLIOTECA. Capítulo I - DISPOSIÇÕES GERAIS

BIBLIOTECA MÈRE BLANCHOT REGULAMENTO PARA UTILIZAÇÃO DA BIBLIOTECA. Capítulo I - DISPOSIÇÕES GERAIS BIBLIOTECA MÈRE BLANCHOT REGULAMENTO PARA UTILIZAÇÃO DA BIBLIOTECA Capítulo I - DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º - Dos Clientes A Biblioteca Mère Blanchot presta serviços à comunidade acadêmica da Faculdade

Leia mais

REGULAMENTO. DO EXPEDIENTE E/OU DO HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DA BIBLIOTECA : Art 2º

REGULAMENTO. DO EXPEDIENTE E/OU DO HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DA BIBLIOTECA : Art 2º DO OBJETIVO : Art 1º As Bibliotecas UNIABEU têm o objetivo geral de contribuir com o processo de ensino e pesquisa desta IES, sendo esta responsável, particularmente, por administrar o acervo da Instituição;

Leia mais

Recepção de Calouros. Lavras-MG 1º semestre/2015

Recepção de Calouros. Lavras-MG 1º semestre/2015 Recepção de Calouros Lavras-MG 1º semestre/2015 Contatos: (35) 3829-1174/1181 www.biblioteca.ufla.br biblioteca@reitoria.ufla.br informacao@biblioteca.ufla.br www.facebook.com/biblioteca.ufla.br HORÁRIOS

Leia mais

Regulamento da Biblioteca Setorial Campus COGEAE Consolação (BCC)

Regulamento da Biblioteca Setorial Campus COGEAE Consolação (BCC) 1 Regulamento da Biblioteca Setorial Campus COGEAE Consolação (BCC) Disposições Gerais A BCC Biblioteca COGEAE Consolação tem por objetivo desenvolver e disponibilizar à comunidade acadêmica serviços e

Leia mais

Faculdade de Ciências Humanas de Curvelo - FACIC. Regulamento Interno da biblioteca Dom Serafim Fernandes de Araújo

Faculdade de Ciências Humanas de Curvelo - FACIC. Regulamento Interno da biblioteca Dom Serafim Fernandes de Araújo Faculdade de Ciências Humanas de Curvelo - FACIC Regulamento Interno da biblioteca Dom Serafim Fernandes de Araújo Curvelo - 2011 Da natureza e finalidade Art. 01º. A Biblioteca Dom Serafim Fernandes de

Leia mais

FAPPES FACULDADE PAULISTA DE PESQUISA E ENSINO SUPERIOR ORGANIZAÇÃO, POLÍTICA DE AQUISIÇÃO, EXPANSÃO E ATUALIZAÇÃO DE ACERVO

FAPPES FACULDADE PAULISTA DE PESQUISA E ENSINO SUPERIOR ORGANIZAÇÃO, POLÍTICA DE AQUISIÇÃO, EXPANSÃO E ATUALIZAÇÃO DE ACERVO FAPPES FACULDADE PAULISTA DE PESQUISA E ENSINO SUPERIOR ORGANIZAÇÃO, POLÍTICA DE AQUISIÇÃO, EXPANSÃO E ATUALIZAÇÃO DE ACERVO A Biblioteca da FAPPES é uma Biblioteca especializada, mantida pela Sociedade

Leia mais

FAE BUSINESS SCHOOL CENTRO UNIVERSITÁRIO REGULAMENTO DO SETOR DE REFERÊNCIA E CIRCULAÇÃO DA BIBLIOTECA FREI JOÃO CRISÓSTOMO ARNS

FAE BUSINESS SCHOOL CENTRO UNIVERSITÁRIO REGULAMENTO DO SETOR DE REFERÊNCIA E CIRCULAÇÃO DA BIBLIOTECA FREI JOÃO CRISÓSTOMO ARNS REGULAMENTO DO SETOR DE REFERÊNCIA E CIRCULAÇÃO DA BIBLIOTECA FREI JOÃO CRISÓSTOMO ARNS Este Regulamento normatiza os procedimentos a serem observados no tocante aos trabalhos desenvolvidos pelo Setor

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA FACULDADES INTA EAD

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA FACULDADES INTA EAD INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA FACULDADES INTA EAD POLÍTICA E MANUAL DE SERVIÇOS DA BIBLIOTECA MARIA CARMELITA VIANA MOURA RODRIGUES 2012.1 1 SUMÁRIO 1 BIBLIOTECA... 3 1.1 Espaço Físico... 3 1.1.2

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA 1. Funcionamento 1.1 A Biblioteca funciona de acordo com o calendário institucional. 1.2 Horário de funcionamento: de segunda à sexta-feira, de 7h30 às 22h20. A partir das 22h,

Leia mais

REGULAMENTO I. FINALIDADE

REGULAMENTO I. FINALIDADE REGULAMENTO I. FINALIDADE Art. 1º As Bibliotecas do Centro Universitário Assunção UNIFAI, dispõe de 2 unidades distribuídas no Ipiranga e na Vila Mariana. Para melhor atender a todos que delas usufruem,

Leia mais

INSTRUÇÕES DE PESQUISA INSTRUÇÕES BIBLIOTECA

INSTRUÇÕES DE PESQUISA INSTRUÇÕES BIBLIOTECA INSTRUÇÕES DE PESQUISA O objetivo desse documento é proporcionar aos usuários condições de desenvolver estudos e pesquisas no acervo da biblioteca JK. Nele estão contidos os dados que reúne, organiza e

Leia mais

REGULAMENTO DE USO E OCUPAÇÃO DA BIBLIOTECA DA ESCOLA SUPERIOR DE CRICIÚMA - ESUCRI

REGULAMENTO DE USO E OCUPAÇÃO DA BIBLIOTECA DA ESCOLA SUPERIOR DE CRICIÚMA - ESUCRI REGULAMENTO DE USO E OCUPAÇÃO DA BIBLIOTECA DA ESCOLA SUPERIOR DE CRICIÚMA - ESUCRI Capítulo I DO REGULAMENTO Art. 1º - Institui o regulamento da Biblioteca, com o objetivo de definir normas para prestação

Leia mais

BIBLIOTECA PROF. JOSÉ ROBERTO SECURATO RELATÓRIO DE GESTÃO 2014. São Paulo

BIBLIOTECA PROF. JOSÉ ROBERTO SECURATO RELATÓRIO DE GESTÃO 2014. São Paulo BIBLIOTECA PROF. JOSÉ ROBERTO SECURATO RELATÓRIO DE GESTÃO 2014 São Paulo 2015 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. REALIZAÇÕES... 3 2.1 Acervo... 3 2.2 Plano de atualização e expansão do acervo... 3 2.3 Divulgação...

Leia mais

Atendimento do empréstimo: De segunda a sexta, das 08:05 às 21:40 horas Sábado, das 08:05 às 16:45 horas

Atendimento do empréstimo: De segunda a sexta, das 08:05 às 21:40 horas Sábado, das 08:05 às 16:45 horas BIBLIOTECA NADIR GOUVÊA KFOURI - PUCSP Edifício Reitor Bandeira de Mello, térreo Rua Monte Alegre, 984 Perdizes São Paulo SP CEP 05014-901 Atende pelos telefones: 3670-8265 3670-8267 (Videoteca) FAX: 3670-8017

Leia mais

BIBLIOTECA Pe CARLOS LEÔNCIO ALVES DA SILVA FACULDADE SALESIANA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA

BIBLIOTECA Pe CARLOS LEÔNCIO ALVES DA SILVA FACULDADE SALESIANA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA BIBLIOTECA Pe CARLOS LEÔNCIO ALVES DA SILVA FACULDADE SALESIANA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA Recife, 2010 1. Objetivo A Biblioteca Pe Carlos Leôncio Alves da Silva, tem como objetivo atuar junto à comunidade

Leia mais

DIRETRIZES DE UTILIZAÇÃO DA BIBLIOTECA ONLINE DA FACULDADE CIDADE DE JOÃO PINHEIRO

DIRETRIZES DE UTILIZAÇÃO DA BIBLIOTECA ONLINE DA FACULDADE CIDADE DE JOÃO PINHEIRO DIRETRIZES DE UTILIZAÇÃO DA BIBLIOTECA ONLINE DA FACULDADE CIDADE DE JOÃO PINHEIRO MANTIDA FACULDADE CIDADE DE JOÃO PINHEIRO MANTENEDORA ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL DE JOÃO PINHEIRO Olá, este é um manual prático

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA FAM

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA FAM Capítulo I NATUREZA E FINALIDADE Art.1º As Bibliotecas da Faculdade das Américas, Campus Augusta e Campus Paulista, são de Acesso livre, tem por finalidade oferecer suporte aos programas de ensino, pesquisa

Leia mais

REGULAMENTO BIBLIOTECA ALCIDES VIEIRA CARNEIRO FACULDADE CNEC ILHA DO GOVERNADOR. CAPÍTULO I Das Disposições Gerais

REGULAMENTO BIBLIOTECA ALCIDES VIEIRA CARNEIRO FACULDADE CNEC ILHA DO GOVERNADOR. CAPÍTULO I Das Disposições Gerais REGULAMENTO BIBLIOTECA ALCIDES VIEIRA CARNEIRO FACULDADE CNEC ILHA DO GOVERNADOR Dispõe sobre o Funcionamento da Biblioteca da Faculdade CNEC Ilha do Governador. CAPÍTULO I Das Disposições Gerais Art.

Leia mais

DADOS TÉCNICOS DA BIBLIOTECA

DADOS TÉCNICOS DA BIBLIOTECA FAHESA - Faculdades de Ciências Humanas, Econômicas e da Saúde de Araguaína ITPAC Instituto Tocantinense Presidente Antônio Carlos Ltda BIBLIOTECA DADOS TÉCNICOS DA BIBLIOTECA Araguaína Março / 2014 1.

Leia mais

DESCRIÇÃO DA BIBLIOTECA

DESCRIÇÃO DA BIBLIOTECA Descrição da biblioteca quanto ao seu acervo de livros e periódicos, por área de conhecimento, política de atualização e informatização, área física disponível e formas de acesso e utilização. DESCRIÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA BIBLIOTECA. Regulamento Interno CAPÍTULO I NATUREZA E FINALIDADE

UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA BIBLIOTECA. Regulamento Interno CAPÍTULO I NATUREZA E FINALIDADE UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA BIBLIOTECA Regulamento Interno CAPÍTULO I NATUREZA E FINALIDADE Art. 1º A Biblioteca tem por finalidade oferecer acesso informacional aos programas de ensino, pesquisa

Leia mais

Regulamento do Sistema Integrado de Bibliotecas SIBi

Regulamento do Sistema Integrado de Bibliotecas SIBi Regulamento do Sistema Integrado de Bibliotecas SIBi Conhecer e pensar não é chegar a uma verdade absolutamente certa, mas dialogar com a incerteza DISPOSIÇÕES GERAIS Edgar Morin O Sistema Integrado de

Leia mais

Recepção de Calouros. Lavras-MG 2º semestre/2014

Recepção de Calouros. Lavras-MG 2º semestre/2014 Recepção de Calouros Lavras-MG 2º semestre/2014 Contatos: (35) 3829-1174/1181 HORÁRIOS DE ATENDIMENTO De segunda a sexta-feira 07h15 às 21h45. Aos sábados 07h15 às 12h45. Qualquer alteração no horário

Leia mais

Aprova o Regulamento da Biblioteca do Campus Curitiba do Instituto Federal do Paraná (IFPR).

Aprova o Regulamento da Biblioteca do Campus Curitiba do Instituto Federal do Paraná (IFPR). RESOLUÇÃO Nº 001/2012 DA DIREÇÃO GERAL Aprova o Regulamento da Biblioteca do Campus Curitiba do Instituto Federal do Paraná (IFPR). O Diretor Geral, no uso de suas atribuições, resolve disciplinar as normas

Leia mais

SETOR DE BIBLIOTECA REGULAMENTO

SETOR DE BIBLIOTECA REGULAMENTO SETOR DE BIBLIOTECA REGULAMENTO Capítulo I Dos Princípios Gerais Art. 1º O presente Regulamento visa disciplinar e normalizar o Serviço de Atendimento das Bibliotecas São Camilo Campus I e Campus II, no

Leia mais

Manual do Usuário da Biblioteca Unidade IX de Nepomuceno Leonardo Luis Ribeiro Bibliotecário

Manual do Usuário da Biblioteca Unidade IX de Nepomuceno Leonardo Luis Ribeiro Bibliotecário Manual do Usuário da Biblioteca Unidade IX de Nepomuceno Leonardo Luis Ribeiro Bibliotecário Nepomuceno 2014 Leonardo Luis Ribeiro Bibliotecário Manual do Usuário da Biblioteca Unidade IX de Nepomuceno

Leia mais

1 HORÁRIO DE ATENDIMENTO DAS BIBLIOTECAS DO SB/UEL

1 HORÁRIO DE ATENDIMENTO DAS BIBLIOTECAS DO SB/UEL 1 UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA SISTEMA DE BIBLIOTECAS REGULAMENTO DE CIRCULAÇÃO E EMPRÉSTIMO As bibliotecas do Sistema de Bibliotecas da Universidade Estadual de Londrina (SB/UEL) são responsáveis

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Instrução Normativa n o 03/2013 PROGRAD

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CENTRAL COR JESU SETOR AUDIO VISUAL. (Aprovado pelo Parecer CONSU n. 012, de 23 de dezembro de 2011)

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CENTRAL COR JESU SETOR AUDIO VISUAL. (Aprovado pelo Parecer CONSU n. 012, de 23 de dezembro de 2011) REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CENTRAL COR JESU E SETOR AUDIO VISUAL (Aprovado pelo Parecer CONSU n. 012, de 23 de dezembro de 2011) 2 Regulamento da Biblioteca Central "Cor Jesu" e Setor Audiovisual (Aprovado

Leia mais

SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UERGS (SiBi)

SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UERGS (SiBi) SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UERGS (SiBi) ATRIBUIÇÕES ANALISTAS: BIBLIOTECÁRIOS - Catalogar e classificar documentos; - Orientar a normalização de trabalhos técnicos e/ou publicações editadas pela Universidade;

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Organização: Evanildo Vieira dos Santos Bibliotecário CRB7-4861

MANUAL DO USUÁRIO. Organização: Evanildo Vieira dos Santos Bibliotecário CRB7-4861 MANUAL DO USUÁRIO Organização: Evanildo Vieira dos Santos Bibliotecário CRB7-4861 Rio de Janeiro INPI/CEDIN 2014 BIBLIOTECA DO INPI Vinculada ao Centro de Disseminação da Informação Tecnológica (CEDIN),

Leia mais

Do Funcionamento. Seção I. Da Natureza, Composição e Objetivos

Do Funcionamento. Seção I. Da Natureza, Composição e Objetivos CAPÍTULO I Do Funcionamento Art. 1.º O atendimento da Biblioteca Telles funciona nos seguintes horários: de segunda a sexta-feira: das 7h00 às 22h00; aos sábados: das 8h00 às 17h00. As salas de estudo

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DA BILBLIOTECA

REGULAMENTO INTERNO DA BILBLIOTECA REGULAMENTO INTERNO DA BILBLIOTECA REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA - UNIGUA CAPITULO I DA CONSTITUIÇÃO Art. 1º A Biblioteca da União de Ensino e Cultura de Guarapuava Ltda. - UNIGUA (Faculdades Guarapuava)

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA Edina Watfa Elid Duenhas

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA Edina Watfa Elid Duenhas REGULAMENTO DA BIBLIOTECA Edina Watfa Elid Duenhas Bibliotecária Esp. - Mara Liz Souza da Cunha 2ª revisão atualizada O Regulamento da Biblioteca foi aprovado pelo CONSUP mediante a Resolução nº 012/2013

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA Dr. RAIMUNDO MARINHO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA Dr. RAIMUNDO MARINHO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1 FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DO BAIXO SÃO FRANCISCO DR. RAIMUNDO MARINHO FACULDADE RAIMUNDO MARINHO REGULAMENTO DA BIBLIOTECA Dr. RAIMUNDO MARINHO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Seção I Da Biblioteca Art.

Leia mais