CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO SETOR CANAVIEIRO VIGÊNCIA: 01/05/2007 A 30/04/2008

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO SETOR CANAVIEIRO VIGÊNCIA: 01/05/2007 A 30/04/2008"

Transcrição

1 A OCIAÇÃO UAL DE IBEIÃO ETO INDICATO UAL DE IBEIÃO ETO CONVENÇÃO COLETIVA DE TABALHO ETO CANAVIEIO VIGÊNCIA: 01/05/2007 A 30/04/2008 De um lado o INDICATO DO EMEGADO UAI DE IBEIÃO ETO, com sede na ua ete de etembro, n 151, na cidade de ibeirão reto/, inscrito no CNJ n.º / , neste ato representado por seu residente ílvio Donizetti alviqueres, CF n.º , devidamente autorizado por Assembléia Geral dos empregados assalariados, realizada na sede do indicato no dia 26/02/2007, e de outro lado o INDICATO UAL DE IBEIÃO ETO, com sede na ua ão ebastião, n.º 506, 7.º andar, na cidade de ibeirão reto, inscrito no CNJ n.º / , neste ato representado por seu residente Joaquim Augusto oares dos antos de Azevedo ouza, CF n.º , devidamente autorizado por Assembléia Geral dos empregadores rurais, realizada na sede da entidade patronal no dia 04/05/2007, com fundamento no Artigo 611 e seguintes da Consolidação das Leis do Trabalho, Artigo 7.º, inciso XXVI e Artigo 8.º, inciso VI, da Constituição Federal, firmam a presente Convenção Coletiva de Trabalho, para vigorar de 1.º/05/2007 a 30/04/ ª - ALÁIO: A partir de 1.º de maio de 2007, os salários dos trabalhadores serão reajustados em 5,0% (cinco por cento), compensando-se eventuais antecipações, bem como reajustes espontâneos e de lei, exceto os resultantes de promoção, transferências, equiparação salarial ou término de aprendizagem, incluída e quitando-se eventual taxa de produtividade. 2.ª - IO ALAIAL; O piso salarial da categoria a partir de 01/05/2007 é de $ 500,00 por mês, $ 16,6667 por dia e $ 2,2727 por hora. arágrafo Único O trabalhador rural em serviços que exijam habilidade técnica superior a de trabalhador em serviços gerais (braçal), perceberá no mínimo o valor do piso acrescido de 30% (trinta por cento). 3.ª - EÇO TONELADA DE CANA: CANA 18 MEE: De 01/05 a 31/08/2007: Cana Queimada...$ 2,86 ua: ão ebastião, 506 7º andar CE Edifício Bradesco Fone: (16) Fax: (16) ibeirão reto

2 A OCIAÇÃO UAL DE IBEIÃO ETO INDICATO UAL DE IBEIÃO ETO Cana Crua... $ 4,29 : De 01/09/2007 a 30/04/2008: Cana Queimada...$ 3,00 Cana Crua...$ 4,50 CANA DE OUTO COTE: De 01/05 a 31/08/2007 Cana Queimada...$ 2,75 Cana Crua...$ 4,12 De 01/09/2007 a 30/04/2008: Cana Queimada...$ 2,90 Cana Crua...$ 4,35 4.ª - EMUNEAÇÃO DO BITUQUEIO: Durante o período de safra, ao trabalhador CATADO DE CANA (bituqueiro), seja qual for o critério da respectiva remuneração, será assegurado, como mínima, o valor da diária estipulada conforme os critérios da cláusula 2.ª (segunda) com acréscimo de 20% (vinte por cento). 5.ª - HOA IN ITINEE : Os trabalhadores não residentes nas propriedades dos empregadores, e por esses transportados, nos termos do art. 1.º da Lei n.º /01, farão jus à remuneração da Hora In Itinere, pré-fixada em 30 (trinta) minutos diários para caso de percurso de até 30 (trinta) quilômetros, entre cidade e local de trabalho, e em 60 (sessenta) minutos no caso de percurso superior a 30 quilômetros, sem qualquer acréscimo se estiverem esses tempos integrados na jornada normal de trabalho, e, com acréscimo de 50% (cinqüenta por cento) se extraordinária, qualquer que seja a sua duração, calculado com base no valor do salário normativo. arágrafo 1.º. O período de tempo supra foi encontrado pelas partes como média, para fins de compensação arágrafo 2.º. O montante das horas in itinere habituais será considerado para efeito de integração, na forma da lei. 6.ª - ADICIONAL DE HOA EXTA: Fixado em 50% (cinqüenta por cento) o adicional para as horas trabalhadas que ultrapassem a jornada normal. 7.ª - ADICIONAL NOTUNO:A hora noturna, nos termos da lei será remunerada com o adicional de 25% (vinte e cinco por cento), a incidir sobre o valor da hora normal. ua: ão ebastião, 506 7º andar CE Edifício Bradesco Fone: (16) Fax: (16) ibeirão reto

3 A OCIAÇÃO UAL DE IBEIÃO ETO INDICATO UAL DE IBEIÃO ETO 8.ª - GAANTIA DE ALÁIO DO UBTITUÍDO; Garantia ao trabalhador rural admitido para função de outro dispensado, de salário igual ao do trabalhador de menor salário naquela função sem considerar vantagens pessoais. 9.ª - AGAMENTO DE ALÁIO: Obrigação do pagamento dos salários em dinheiro ou ordem de pagamento bancária, excluída qualquer outra modalidade, e durante a jornada. arágrafo Único - Os pagamentos quinzenais não deverão ultrapassar o 5.º dia subsequente. 10.ª - AGAMENTO DE ALÁIO INTEGAI: agamento pelo empregador ao trabalhador da diária nos dias em que não houver trabalho em virtude da ocorrência de chuvas, falta de cana queimada ou outros fatores alheios à vontade do trabalhador, anotada sua presença no local de serviços e, desde que permaneça à disposição daquele, sendo obrigatória a presença do veículo transportador no local costumeiro de embarque. arágrafo Único - Na hipótese de o trabalhador não trabalhar parte do dia em razão dos motivos acima, fará ele jús ao pagamento de sua efetiva produção no dia e ao pagamento da diária, proporcionalmente, às horas de complementação da jornada. 11.ª - DO DECONTO: Ficam proibidos os descontos genéricos, devendo cada parcela ser discriminada a que título for e o motivo do desconto. 12.ª - ENTEGA DE DOCUMENTO: Obrigatoriedade dos empregadores rurais, através de seus prepostos, se exigidos pelos mesmos, quando do recebimento da CT, certidão de nascimento ou casamento, o façam mediante recibo a favor do trabalhador rural. ua: ão ebastião, 506 7º andar CE Edifício Bradesco Fone: (16) Fax: (16) ibeirão reto

4 A OCIAÇÃO UAL DE IBEIÃO ETO INDICATO UAL DE IBEIÃO ETO 13.ª - VEBA DO TABALHADOE UAI: A parcela do 13.º salário, o documento para saque do FGT e parcelas das férias serão devidas apenas aos empregados safristas despedidos durante ou no final da safra. arágrafo 1.º - ara os que permanecerem trabalhando no período de entressafra essas parcelas serão pagas de acordo com a lei. arágrafo 2.º - A parcela referente ao descanso semanal remunerado só será devida se houver o comparecimento do trabalhador durante a semana, de acordo com a lei. 14.ª - MODO DE AFEIÇÃO - EÇO - TONELADA: No início do corte de cada talhão, o representante dos empregadores ou da empresa responsável pela colheita, comunicará aos trabalhadores o preço provisório para o corte do metro linear de cana desse talhão. Esse preço provisório, será considerado mínimo, estando sujeito a alteração para maior em função do resultado do fechamento do talhão, da pesagem da cana e da conversão de metros lineares, na forma descrita a seguir. a) A produção de cana cortada será diariamente medida pôr metro linear, na terceira rua ou linha com emprego de compasso fixo de dois metros, com ponta de ferro, na presença do trabalhador. b) Com a finalidade de evitar divergências com relação às amostragens, preço e peso, fica acordado entre as partes que o pagamento do corte da cana será através do fechamento final de cada talhão. arágrafo 1.º - Em cada talhão fechado será considerada toda a cana cortada e transportada, inclusive a cana de catação, onde dividindo-se o total da cana pesada pelos metros cortados do talhão (todos os cortadores), será obtido o kg/metro real. Esta quantidade de kg/metro multiplicado pelo preço da tonelada, resultará no preço real pôr metro a ser pago para cada trabalhador. arágrafo 2.º - O preço definitivo será apurado nos termos do parágrafo acima e informado aos funcionários 48 (quarenta e oito) horas após iniciado o corte da cana talhão, salvo se o dia coincidir com domingos, feriados e dias santos de guarda, quando então será informado no primeiro dia útil. Dessa forma, o preço real da cana somente poderá ser fornecido após terminado o transporte de toda a cana do talhão. 15.ª - COMOVANTE DE ODUÇÃO: Obrigatoriedade do empregador em fornecer, diariamente, comprovantes de produção com seu nome e do trabalhador, o número do talhão, a quantidade de cana cortada e o seu correspondente valor em dinheiro. ua: ão ebastião, 506 7º andar CE Edifício Bradesco Fone: (16) Fax: (16) ibeirão reto

5 A OCIAÇÃO UAL DE IBEIÃO ETO INDICATO UAL DE IBEIÃO ETO 16.ª - COMOVANTE DE AGAMENTO: Fornecimento a cada trabalhador de comprovante de pagamento com a discriminação das importâncias pagas e dos descontos efetuados, e identificação daquele e do empregador, devendo em caso de dúvida ou erro prevalecer os valores de produção constantes dos comprovantes previstos na cláusula 15ª. 17.ª - COTE DE CANA: Estabelecimento do corte de cana pelo sistema de 5 (cinco) ruas, descontada, amontoada ou esteirada, respeitados os usos e costumes de cada região. 18.ª - FÉIA: Obrigatoriedade dos empregadores rurais ao concederem férias individuais ou coletivas de que as mesmas sempre se iniciem no 1.º (primeiro) dia útil da semana. Na hipótese de casamento, os empregadores rurais farão coincidir a data desse com a data do gozo das férias de seu trabalhador rural, desde que o empregado comunique ao empregador com 30 (trinta) dias de antecedência. 19.ª - AOENTADOIA - GAANTIA: Ao empregado que comprovadamente estiver a um máximo de 12 (doze) meses da aquisição do direito à aposentadoria, por tempo de serviço integral, e que contar no mínimo com 10 (dez) anos de serviço, ininterruptos, na mesma empresa, fica assegurado o emprego ou salário durante o período que faltar para aposentar-se, ressalvada a falta grave. arágrafo único - O empregado, para fazer uso do benefício desta cláusula, deverá comprovar sua condição logo no primeiro mês que adquirir esse direito, demonstrando-a mediante declaração e/ou certidão expedida pelo indicato rofissional ou Órgão revidenciário. 20.ª - COMLEMENTAÇÃO DE EMUNEAÇÃO: Os empregadores se obrigam a pagar a diferença correspondente à complementação da remuneração devida ao trabalhador durante o período de inatividade por acidente de trabalho com estabilidade do trabalhador na forma da lei. ua: ão ebastião, 506 7º andar CE Edifício Bradesco Fone: (16) Fax: (16) ibeirão reto

6 A OCIAÇÃO UAL DE IBEIÃO ETO INDICATO UAL DE IBEIÃO ETO arágrafo Único - e a revidência não conceder o auxílio-acidente, por motivo atribuível àquele órgão e cabendo a prova de tal fato ao trabalhador por via de documento oficial por aquela concedido, ficam os empregadores obrigados ao pagamento do salário normativo durante o período de até 45 (quarenta e cinco) dias do afastamento do serviço, na data do pagamento dos demais salários. 21.ª - AFATAMENTO DE EVIÇO O DOENÇA: Os empregadores se comprometem a pagar a diferença entre o salário normativo e o auxílio previdenciário ao trabalhador, durante o período de até 45 (quarenta e cinco) dias de afastamento dos serviços por motivo de doença, devidamente comprovada perante a revidência ocial, nos termos da legislação previdenciária em vigor. arágrafo Único - e a revidência não conceder o auxílio-doença por motivo atribuível àquele Órgão e cabendo a prova de tal fato ao trabalhador, por via de documento oficial concedido pela revidência ocial, ficam os empregadores obrigados ao pagamento do salário normativo durante o período de até 45 (quarenta e cinco) dias do afastamento do serviço, na data do pagamento dos demais salários. 22.ª - NÃO DICIMINAÇÃO: roibição de diferenças de salários, de exercício de funções e de critérios da admissão por motivo de sexo, idade, cor ou estado civil. 23.ª - CONTATO DE TABALHO: Os contratos de trabalho, na vigência desta Convenção, serão celebrados, diretamente, entre o empregador e o trabalhador rural, evitando-se a contratação por intermediários, salvo empresas regularmente constituídas, hipóteses em que o tomador da mão-de-obra ficará obrigado solidariamente pelo fiel cumprimento de todas as Cláusulas desta Convenção. arágrafo Único - e formalizado instrumento de contrato individual de trabalho entre o trabalhador rural e o empregador, obriga-se este a fornecer a 2.ª (segunda) via ao contratado. 24.ª - CONTATAÇÃO DE TABALHADOE UAI: Os empregadores, durante a presente safra, darão preferência à contratação dos trabalhadores da safra anterior e residentes no município sede daquela, em igualdade de condições, respeitadas as demais cláusulas desta Convenção também para os oriundos de outras regiões. ua: ão ebastião, 506 7º andar CE Edifício Bradesco Fone: (16) Fax: (16) ibeirão reto

7 A OCIAÇÃO UAL DE IBEIÃO ETO INDICATO UAL DE IBEIÃO ETO 25.ª - GATUIDADE DE INTUMENTO DE TABALHO: Fornecimento gratuito pelos empregadores aos trabalhadores de instrumentos de trabalho no local da prestação de serviços, cujo transporte poderá ser feito no mesmo veículo, em compartimento separado, onde as ferramentas e as limas necessárias ficarão, diariamente, guardadas e repostas quando necessário. 26.ª - EGUO DE VIDA E ACIDENTE EOAI Os empregadores (fornecedores e empresas) deverão contratar, obrigatoriamente, seguro de vida ou de acidentes pessoais para seus empregados, ressalvando o disposto no arágrafo egundo da presente cláusula. AAGAFO 1º - Os empregadores deverão contratar tais seguros com a Corretora Costa & arra, CNJ nº / cujos subestipulantes são os sindicatos da categoria profissional signatários desta convenção, cuja proposta é a seguinte: a) em qualquer ônus aos empregados, o empregador rural deverá recolher a partir do dia 1º de setembro de 2007, ou da contratação do seguro, a quantia de $ 2,20 (dois reais e vinte centavos), por empregado ativo, mantido a partir da data de vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho, ficando os indicatos no direito de solicitar sempre que necessário, uma relação de trabalhador, contendo nome completo, número de G e data de nascimento. b) O recolhimento da quantia estipulada no caput, conforme a opção escolhida, far-se-á, mensalmente, até o décimo dia do mês subseqüente, através de boleto bancário, que será encaminhado pelo indicato: não sendo mais aceitos pagamentos de trimestrais, semestrais ou anuais, a partir desta convenção sob pena de não pagamento de indenização. c) O recolhimento será realizado da seguinte forma: 1) o empregador deverá recolher o valor de $ 2,20 por trabalhador rural de acordo com o número de trabalhadores, acrescido de $ 2,50 por boleto bancário; o recolhimento mínimo (até quatro funcionários), será de $ 9,00, que também terá o acréscimo de $ 2,50 por boleto bancário; d) O empregador deverá recolher a quantia exata de acordo com o número de trabalhadores que esta contempla, podendo ainda ter a perda de direito de indenização caso seja constatado o recolhimento incorreto. e) Caso o empregador não tenha recebido o boleto bancário, necessariamente deverá entrar em contato com o indicato para solicitá-lo. f) Os trabalhadores contemplados por esta Convenção se beneficiarão com as seguintes coberturas e valores assegurados: EGUO DE VIDA MOTE NATUAL $5.000,00 mais $ 2.000,00 DE AUXILIO FUNEAL, MOTE ACIDENTAL $ ,00 mais $ 2.000,00 DE AUXILIO FUNEAL, INVALIDEZ EMANENTE TOTAL O ACIDENTE $ ,00, INVALIDEZ EMANENTE ACIAL O ACIDENTE até $ ,00 para os ua: ão ebastião, 506 7º andar CE Edifício Bradesco Fone: (16) Fax: (16) ibeirão reto

8 A OCIAÇÃO UAL DE IBEIÃO ETO INDICATO UAL DE IBEIÃO ETO trabalhadores com até 65 anos de idade e MOTE ACIDENTAL $ 7.000,00, INVALIDEZ EMANENTE TOTAL O ACIDENTE $ 7.000,00, INVALIDEZ EMANENTE ACIAL O ACIDENTE até $ 7.000,00 para os trabalhadores de 66 anos em diante. AAGAFO 2º - as condições ora pactuadas não se aplicam às empresas/fornecedores que já tenham contratado, de qualquer forma, ou seja, independentemente de valor, beneficio e ônus para os empregados, apólice de seguro de vida ou de acidentes pessoais. 27.ª- CADATAMENTO DO I: Cadastramento do I de todos os trabalhadores rurais com a indispensável entrega, por parte dos empregadores rurais, da AI na Caixa Econômica Federal, no prazo da lei. 28.ª - ATETADO DE AFATAMENTO E ALÁIO: Os empregadores deverão preencher o atestado de afastamento e salários (AA), quando solicitado pelo empregado nos seguintes prazos: a) máximo de 5 dias úteis, contados da data da solicitação, nos casos de obtenção de benefícios por auxílio-doença; b) máximo de 10 dias úteis, contados da data da solicitação nos casos de obtenção da aposentadoria. 29.ª - EXTATO DO DEÓITO DO FGT: ara os trabalhadores residentes nas propriedades dos empregadores, quando seu extrato for entregue pela Caixa Econômica Federal no endereço do empregador, este providenciará a distribuição do mesmo na data de entrega do comprovante de pagamento, subsequente ao recebimento. 30.ª - ATETADO MÉDICO E ODONTOLÓGICO: erão aceitos os atestados médicos e odontológicos expedidos nos termos da Lei. 31.ª - EVIÇO MILITA: erão protegidos nos termos da lei, os trabalhadores em idade de prestação de serviço militar. ua: ão ebastião, 506 7º andar CE Edifício Bradesco Fone: (16) Fax: (16) ibeirão reto

9 A OCIAÇÃO UAL DE IBEIÃO ETO INDICATO UAL DE IBEIÃO ETO 32.ª - VEBA ECIÓIA: Quitação das verbas rescisórias incontroversas nos prazos e nas condições previstas em lei. 33.ª - EQUIAMENTO DE OTEÇÃO E EGUANÇA: Fornecimento gratuito pelo empregador de equipamentos e meios de proteção individual necessários à execução dos serviços, tais como luvas, polainas próprias para o corte de cana e roupa adequada ao trabalho, mantendo-se peças de reposições urgentes que precisas forem. arágrafo 1.º - A roupa adequada ao trabalho é constituída de 1 (uma) calça e 1 (uma) camisa por safra. arágrafo 2.º - A roupa adequada ao trabalho mencionado no caput e parágrafo 1.º não se aplica aos fornecedores, salvo condições mais favoráveis já existentes. 34.ª - CONDIÇÕE TÉCNICA E DE EGUANÇA: Obrigatoriedade de os veículos de transporte de trabalhadores rurais satisfazerem, integralmente, as condições de segurança e comodidade, sem ônus algum para o trabalhador. arágrafo Único - Compromisso dos empregadores em ter cuidado na seleção de seus motoristas para garantir maior segurança aos seus trabalhadores rurais, observando os antecedentes de embriagues. 35.ª - INTALAÇÃO ANITÁIA, ABIGO E ÁGUA OTÁVEL: Obrigatoriedade do empregador no oferecimento aos trabalhadores, no mínimo, de barracas removíveis para fins sanitários abrigos contra chuvas e outras intempéries, onde haverá obrigatoriamente água potável em recipientes higiênicos, podendo servir como abrigo o próprio veículo transportador que, nesse caso, permanecerá nos locais de trabalho durante toda a jornada. 36.ª - MEDICAMENTO: Manutenção pelos empregadores, nos locais de trabalho, de caixa de medicamentos e materiais de primeiros socorros. Em caso de acidente de trabalho, os empregadores providenciarão condução adequada para o socorro imediato do acidentado. ua: ão ebastião, 506 7º andar CE Edifício Bradesco Fone: (16) Fax: (16) ibeirão reto

10 A OCIAÇÃO UAL DE IBEIÃO ETO INDICATO UAL DE IBEIÃO ETO 37.ª-UTILIDADE IN NATUA As utilidades concedidas, inclusive fornecimento de produtos alimentícios produzidos na propriedade, não integrarão a remuneração do empregado (Lei /01), facultando-se a cobrança de consumo medido de energia elétrica. 38.ª - ALICAÇÃO DE DEFENIVO AGÍCOLA: Quando for exigido pelos empregadores a aplicação de defensivos agrícolas serão fornecidos aos trabalhadores equipamentos adequados à segurança nos termos da lei. arágrafo Único - Os empregadores rurais deverão ministrar aos trabalhadores rurais, que exerçam esta atividade, curso para aplicação de defensivos agrícolas, onde serão esclarecidos os riscos deste trabalho. 39.ª - QUADO DE AVIO: Os avisos, enviados pelo indicato para serem afixados nos veículos que transportam os trabalhadores rurais, serão submetidos à aprovação prévia do setor competente das empresas. 40ª - CONTIBUIÇÃO AITÊNCIAL ara a categoria profissional, corresponderá a 01(uma) diária do piso salarial dos trabalhadores associados ou não, descontado em folha, a favor do indicato dos Empregados urais de ibeirão reto, recolhido em conta vinculada à Caixa Econômica Federal e para a categoria econômica corresponderá, também, a 01 (uma) diária por empregado, a ser recolhido pelo empregador em conta do indicato ural de ibeirão reto, de n.º , Agência 0028 Centro, do Banco do Brasil /A, contribuição correspondente a 01 (uma) diária por empregado, ambas até o 10.º (décimo) dia após o primeiro pagamento já reajustado. arágrafo Único Com referência à categoria profissional, fica assegurado ao trabalhador, ate 20 dias após o desconto, o direito de manifestar-se oposicionalmente ao mesmo no local de trabalho, na sede da empresa ou na sede do indicato dos Empregados urais de ibeirão reto. 41.ª - HOMOLOGAÇÃO: As homologações frente o indicato dos Empregados somente conterão ressalva específica, por eventual parcela questionada na ocasião. 42.ª - MULTA: Estabelecimento de uma multa no valor de 7% (sete por cento) do salário normativo, por infração e trabalhador, no caso de violação das condições acordadas, com reversão à parte prejudicada, excluindo as cláusulas que tem multa específica. ua: ão ebastião, 506 7º andar CE Edifício Bradesco Fone: (16) Fax: (16) ibeirão reto

11 A OCIAÇÃO UAL DE IBEIÃO ETO INDICATO UAL DE IBEIÃO ETO 43.ª - ELEIÇÃO: Eleição da Justiça do Trabalho para a solução de quaisquer pendências decorrentes desta Convenção Coletiva de Trabalho. 44.ª - ALICABILIDADE: O Dissídio Coletivo de Trabalho é de aplicabilidade e abrangência nos municípios de Dumont, Guatapará e ibeirão reto. 45.ª - VIGÊNCIA: Vigência de 1 (um) ano com início em 1.º de maio de 2007 a 30 de abril de ibeirão reto, 23 de agosto de ILVIO DONIZETTI ALVIQUEE -CF residente do indicato dos Empregados urais de ibeirão reto CNJ / JOAQUIM AUGUTO.. AZEVEDO OUZA CF residente do indicato ural de ibeirão reto CNJ / CALO ANDÉ ZAA OAB/ Advogado do indicato dos Empregados urais de ibeirão reto CLAUDIO UENHA GOME OAB/ Advogado do indicato ural de ibeirão reto ua: ão ebastião, 506 7º andar CE Edifício Bradesco Fone: (16) Fax: (16) ibeirão reto