RECOMENDAÇÕES E CUIDADOS NO PRÉ-NATAL PARA PREVENIR TRANSTORNOS MAMÁRIOS NO PUERPÉRIO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RECOMENDAÇÕES E CUIDADOS NO PRÉ-NATAL PARA PREVENIR TRANSTORNOS MAMÁRIOS NO PUERPÉRIO"

Transcrição

1 RECOMENDAÇÕES E CUIDADOS NO PRÉ-NATAL PARA PREVENIR TRANSTORNOS MAMÁRIOS NO PUERPÉRIO CORINTIO MARIANI NETO Hospital Maternidade Leonor Mendes de Barros Universidade Cidade de São Paulo Comissão Nacional de Aleitamento - Febrasgo

2 PREVALÊNCIA DE ALEITAMENTO MATERNO EXCLUSIVO EM SÃO PAULO E NO DF % 100,0 90,0 80,0 70,0 60,0 50,0 40,0 30,0 20,0 10,0 0, meses São Paulo Brasil DF

3 OBSTÁCULOS À AMAMENTAÇÃO PRÁTICAS DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE Pouco conhecimento Treinamento pobre Condutas inadequadas Falta de habilidades clínicas e em aconselhamento

4

5 FISIOLOGIA DA MAMA Rezende, 2010

6 MITO O preparo dos mamilos durante a gestação previne as fissuras.

7 PREPARO DOS MAMILOS NO PRÉ-NATAL NÃO HÁ EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS QUE JUSTIFIQUEM: Fricção com buchinha* Fricção com toalha* Uso de cremes Conchas protetoras Exercícios de Hoffman Alexander et al., 1992 / MAIN, 1994 / Enkin et al., 2005 / Oliveira, 2006

8 Mariani Neto, 1994 PRÉ-NATAL ANAMNESE ORIENTADA EXAME FÍSICO DAS MAMAS COLOSTRO ACONSELHAMENTO ATENÇÃO ESPECIAL ÀS PRIMIGESTAS, ADOLESCENTES E GESTANTES COM HISTÓRIA DE INSUCESSO NA AMAMENTAÇÃO

9 Resultados Não foi identificado nenhum estudo randomizado e controlado Conclusões Idealmente, as políticas que regem os cuidados com a gestante deveriam estar baseadas em evidências. Não há dúvidas que a amamentação beneficia tanto a mãe quanto a criança. Entretanto, não há evidência que suporte a noção de que o exame das mamas durante o pré-natal seja efetivo na promoção do AM, nem evidência sobre qualquer outro efeito potencial, como detecção de anomalias nas mamas ou satisfação da gestante com este tipo de cuidado.

10

11 Antenatal breastfeeding education for increasing breastfeeding duration Formal BF education x routine care Outcome: initiation BF rate

12 Intervenções educacionais múltiplas x intervenção única Ocorrência de traumas mamilares

13 Intervenções educacionais múltiplas x educação não específica AM exclusivo aos três meses

14 SUPORTE PARA AS NUTRIZES Britton Cathryn, McCormick Felicia M, Renfrew Mary J, Wade Angela, King Sarah E TREINAMENTO ESPECÍFICO (OMS / WABA) Cochrane Database of Systematic Reviews, Issue 02, 2011

15 INTERVENÇÕES PARA PROMOVER O INÍCIO DO AM Dyson Lisa, McCormick Felicia M, Renfrew Mary J QUALQUER INTERVENÇÃO EDUCATIVA Cochrane Database of Systematic Reviews, Issue 02, 2011

16 MITO O apoio ao AM pode se restringir ao período de permanência na maternidade.

17 40% 35% 30% Percentual de Mulheres QUANDO AS MÃES ADOLESCENTES TOMAM A DECISÃO DE AMAMENTAR? 65% N=60 25% 20% 15% 10% 7% 5% 0% Antes de engravidar T1 T2 T3 Pós-parto Trimestre de gravidez Adaptado de Neifert et al., 1968

18

19 FSP, 04/8/11

20 AÇÕES POSITIVAS NO PRÉ-NATAL Explicar as vantagens do aleitamento natural Desfazer tabus Mostrar saída do colostro / explicar sua finalidade Informar sobre dificuldades e como superá-las Mostrar como lidar com as alterações mamilares Explicar as vantagens do alojamento conjunto Conscientizar familiares apoio à futura nutriz Teruya, 2000

21 IHAC 3 passo

22 Falando com gestantes Vantagens da amamentação Como produzir e manter a produção de leite Riscos da alimentação artificial Aleitamento materno exclusivo Alojamento conjunto Livre demanda Início precoce do aleitamento Mattar MJG, 2007

23 Falando com gestantes Desestimular o uso de alguns costumes que não são necessários para o sucesso do aleitamento materno Fricção dos mamilos Preparo do bico (exercícios) Mattar MJG, 2007 Uso de pomadas ou lubrificantes* Expressão manual de colostro

24 POSICIONAMENTO 24

25 PEGA 25

26 POSICIONAMENTO, PEGA E PADRÃO DE SUCÇÃO INCORRETOS DECORREM, EM GERAL, DA FALTA DE ORIENTAÇÃO E CONSTITUEM A CAUSA BÁSICA PARA Traumas mamilares Mastite puerperal Desmame precoce Enkin et al, A guide to effective care in pregnancy and childbirth

27 46º Congresso de Ginecologia e Obstetrícia do Distrito Federal RECOMENDAÇÕES E CUIDADOS NO PRÉ-NATAL PARA PREVENIR TRANSTORNOS MAMÁRIOS NO PUERPÉRIO Direto ao ponto: - ELIMINAR TODAS AS PRÁTICAS DESNECESSÁRIAS - ORIENTAR E OFERECER SUPORTE À GESTANTE - REFERIR A GESTANTE A CENTROS DE APOIO CORINTIO MARIANI NETO

28

29 OBRIGADO!

INGURGITAMENTO MAMÁRIO E HIPOGALACTIA. DROGAS GALACTAGOGAS.

INGURGITAMENTO MAMÁRIO E HIPOGALACTIA. DROGAS GALACTAGOGAS. 46º Congresso de Ginecologia e Obstetrícia do Distrito Federal INGURGITAMENTO MAMÁRIO E HIPOGALACTIA. DROGAS GALACTAGOGAS. CORINTIO MARIANI NETO Hospital Maternidade Leonor Mendes de Barros Universidade

Leia mais

CONSULTA PUPERPERAL DE ENFERMAGEM: REDUZINDO A INCIDÊNCIA DE PROBLEMAS MAMÁRIOS

CONSULTA PUPERPERAL DE ENFERMAGEM: REDUZINDO A INCIDÊNCIA DE PROBLEMAS MAMÁRIOS ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE (x) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA CONSULTA PUPERPERAL DE ENFERMAGEM:

Leia mais

CONSULTA PUERPERAL DE ENFERMAGEM: IMPORTÂNCIA DA ORIENTAÇÃO PARA O ALEITAMENTO MATERNO

CONSULTA PUERPERAL DE ENFERMAGEM: IMPORTÂNCIA DA ORIENTAÇÃO PARA O ALEITAMENTO MATERNO 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X) SAÚDE ( ) TRABALHO (

Leia mais

ALEITAMENTO MATERNO. I Introdução

ALEITAMENTO MATERNO. I Introdução ALEITAMENTO MATERNO I Introdução O incentivo ao aleitamento materno continua sendo um grande desafio em saúde pública, considerando-se o alto índice de desmame precoce e o grande número de óbitos infantis

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE Amamentação. Educação em Saúde. Enfermagem. Traumas Mamários

PALAVRAS-CHAVE Amamentação. Educação em Saúde. Enfermagem. Traumas Mamários 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA INFLUÊNCIA DA ESCOLARIDADE NOS TRAUMAS

Leia mais

Amamentação: sobrevivência infantil e. qualidade de. vida. 2 Nutricionista Materno Infantil Rejane Radunz

Amamentação: sobrevivência infantil e. qualidade de. vida. 2 Nutricionista Materno Infantil Rejane Radunz Amamentação: sobrevivência infantil e qualidade de vida 1 2 Nutricionista Materno Infantil Rejane Radunz PROMOVENDO O ALEITAMENTO MATERNO POR QUE A AMAMENTAÇÃO É IMPORTANTE? A Organização Mundial da Saúde

Leia mais

IMPACTO DA MAMADEIRA NO COMPORTAMENTO VIDA ESTUDO TRANSVERSAL

IMPACTO DA MAMADEIRA NO COMPORTAMENTO VIDA ESTUDO TRANSVERSAL CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIEVANGÉLICA CURSO DE ENFERMAGEM IMPACTO DA MAMADEIRA NO COMPORTAMENTO DE AMAMENTAR NOS PRIMEIROS DOIS ANOS DE VIDA ESTUDO TRANSVERSAL Marcela de Andrade Silvestre Sandra Valéria

Leia mais

CONSULTA DE ENFERMAGEM: O ALEITAMENTO MATERNO NO PERÍODO PUERPERAL

CONSULTA DE ENFERMAGEM: O ALEITAMENTO MATERNO NO PERÍODO PUERPERAL 110. ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA CONSULTA DE ENFERMAGEM: O ALEITAMENTO MATERNO NO PERÍODO

Leia mais

46º CONGRESSO BRASILEIRO DE GINECOLOGIA E OBSTETRICIA DO DISTRITO FEDERAL. Brasília 2013, Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasília-DF

46º CONGRESSO BRASILEIRO DE GINECOLOGIA E OBSTETRICIA DO DISTRITO FEDERAL. Brasília 2013, Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasília-DF 46º CONGRESSO BRASILEIRO DE GINECOLOGIA E OBSTETRICIA DO DISTRITO FEDERAL Brasília 2013, Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasília-DF 24 a 26 de abril de 2013 FISSURAS MAMÁRIAS Algoritmo Prático

Leia mais

DIFICULDADES VIVIDAS NO PROCESSO DO ALEITAMENTO MATERNO 1

DIFICULDADES VIVIDAS NO PROCESSO DO ALEITAMENTO MATERNO 1 DIFICULDADES VIVIDAS NO PROCESSO DO ALEITAMENTO MATERNO 1 CREMONESE, Luiza 2 ; WILHELM, Laís Antunes 2 ; SANTOS, Carolina Carbonell dos 2 ; ALVES, Camila Neumaier 2 ; MARTELLO, Naiashy Vanuzzi 2 ; SILVA,

Leia mais

INCENTIVO AO ALEITAMENTO MATERNO POR MEIO DE AÇÕES DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE: UM RELATO EXPERIÊNCIA 1

INCENTIVO AO ALEITAMENTO MATERNO POR MEIO DE AÇÕES DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE: UM RELATO EXPERIÊNCIA 1 INCENTIVO AO ALEITAMENTO MATERNO POR MEIO DE AÇÕES DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE: UM RELATO EXPERIÊNCIA 1 NAIDON, Ângela Maria 2 ; NEVES, Eliane Tatsch 3 ; PIESZAK, Greice Machado 4 RESUMO O Aleitamento Materno

Leia mais

Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno

Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno 1 Ter uma política de aleitamento materno escrita, que seja rotineiramente transmitida a toda a equipe de cuidados da saúde. 2 Capacitar toda equipe de

Leia mais

FALANDO EM AMAMENTAÇÃO : A CONTRIBUIÇÃO DA FONOAUDIOLOGIA EM GRUPOS DE GESTANTES E PUÉRPERAS

FALANDO EM AMAMENTAÇÃO : A CONTRIBUIÇÃO DA FONOAUDIOLOGIA EM GRUPOS DE GESTANTES E PUÉRPERAS FALANDO EM AMAMENTAÇÃO : A CONTRIBUIÇÃO DA FONOAUDIOLOGIA EM GRUPOS DE GESTANTES E PUÉRPERAS Área Temática: Saúde Sheila Tamanini de Almeida 1 (Coordenador da Ação de Extensão ou Ensino) Natasha Corrêa

Leia mais

TÍTULO: AUTORAS INSTITUIÇÃO: E-mail ÁREA TEMÁTICA:

TÍTULO: AUTORAS INSTITUIÇÃO: E-mail ÁREA TEMÁTICA: TÍTULO: AÇÕES EDUCATIVAS EM ALEITAMENTO MATERNO E ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR NO PRIMEIRO ANO DE VIDA EM UMA COMUNIDADE DA CIDADE DO RECIFE. AUTORAS: Osório, M.M.; Javorski,M.; Santana, S.C.S.; Leal, L.P.;

Leia mais

Carla Eduarda da Silva Sousa. Questionário. O Conhecimento dos docentes da Faculdade de Ciências da Saúde da UFP sobre Aleitamento Materno

Carla Eduarda da Silva Sousa. Questionário. O Conhecimento dos docentes da Faculdade de Ciências da Saúde da UFP sobre Aleitamento Materno Carla Eduarda da Silva Sousa Questionário O Conhecimento dos docentes da Faculdade de Ciências da Saúde da UFP sobre Aleitamento Materno Universidade Fernando Pessoa Faculdade de Ciências da Saúde Porto,

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Unidade Universitária: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Curso: Nutrição Disciplina: Nutrição da Gestação à Adolescência Professor(es): Ana Paula Bazanelli Rosana Farah Toimil Carga horária: 4 horas/semana

Leia mais

População total = 417 983 Censo 2000

População total = 417 983 Censo 2000 AS AÇÕES BEM SUCEDIDAS EM ALEITAMENTO MATERNO E ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR NUTR. JULIANA C. F. DE OLIVEIRA CHEFE DA SEÇÃO DE AÇÕES PREVENTIVAS COORDENADORIA DE SAÚDE DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE SECRETARIA

Leia mais

- Destaque para vídeos, palestras, desfile e caminhada. Fonte: O Diário de Teresópolis. Da Redação

- Destaque para vídeos, palestras, desfile e caminhada. Fonte: O Diário de Teresópolis. Da Redação - Destaque para vídeos, palestras, desfile e caminhada Fonte: O Diário de Teresópolis Da Redação Fortalecer o aleitamento materno por meio do apoio às mulheres que amamentam é o objetivo da Semana Mundial

Leia mais

NORMAS DE INCENTIVO AO ALEITAMENTO MATERNO BANCO DE LEITE HUMANO

NORMAS DE INCENTIVO AO ALEITAMENTO MATERNO BANCO DE LEITE HUMANO NORMAS DE INCENTIVO AO ALEITAMENTO MATERNO BANCO DE LEITE HUMANO Identificar a necessidade da mãe em receber orientação quanto ao aleitamento materno adequado; Orientar as mães, acompanhantes e/ou familiares,

Leia mais

CONSULTA PUERPERAL DE ENFERMAGEM: PERFIL DAS PUÉRPERAS FRENTE À PRÁTICA DO ALEITAMENTO MATERNO

CONSULTA PUERPERAL DE ENFERMAGEM: PERFIL DAS PUÉRPERAS FRENTE À PRÁTICA DO ALEITAMENTO MATERNO CONSULTA PUERPERAL DE ENFERMAGEM: PERFIL DAS PUÉRPERAS FRENTE À PRÁTICA DO ALEITAMENTO MATERNO Área Temática: Saúde Péricles Martim Reche (Coordenador da Ação de Extensão) Reche, Péricles Martim 1 Trentini,

Leia mais

Licenciatura de Análises Clínicas e Saúde Pública. Universidade Atlântica. 4.º Ano. - Investigação Aplicada

Licenciatura de Análises Clínicas e Saúde Pública. Universidade Atlântica. 4.º Ano. - Investigação Aplicada Licenciatura de Análises Clínicas e Saúde Pública Universidade Atlântica 4.º Ano - Investigação Aplicada AVALIAÇÃO DO GRAU DE SENSIBILIZAÇÃO PARA A AMAMENTAÇÃO Projecto de Investigação Docente: Ana Cláudia

Leia mais

Amamentação. Factos e Mitos. Juntos pela sua saúde! Elaborado em Julho de 2011. USF Terras de Santa Maria

Amamentação. Factos e Mitos. Juntos pela sua saúde! Elaborado em Julho de 2011. USF Terras de Santa Maria Elaborado em Julho de 2011 USF Terras de Santa Maria Rua Professor Egas Moniz, nº7 4520-909 Santa Maria da Feira Telefone: 256 371 455/56 Telefax: 256 371 459 usf _terrassantamaria@csfeira.min-saude.pt

Leia mais

Dr Elsa Regina Justo Giugliani Pediatra, coordenadora da Área Técnica de Saúde da Criança e Aleitamento Materno, Ministério da Saúde, Brasil

Dr Elsa Regina Justo Giugliani Pediatra, coordenadora da Área Técnica de Saúde da Criança e Aleitamento Materno, Ministério da Saúde, Brasil POLÍTICAS PÚBLICAS DE INCENTIVO AO ALEITAMENTO MATERNO: A EXPERIÊNCIA DO BRASIL Carolina Belomo de Souza Nutritionniste, chargée de mission en éducation et promotion de la santé, DATER, INPES Dr Lilian

Leia mais

OS AMIGOS DO PRÉ NATAL O pré natal é muito importante para a saúde da mãe e do bebê.

OS AMIGOS DO PRÉ NATAL O pré natal é muito importante para a saúde da mãe e do bebê. OS AMIGOS DO PRÉ NATAL O pré natal é muito importante para a saúde da mãe e do bebê. O preparo da mama durante a gestação pode ser feito a partir do 6º mês, com banho de sol que fortalece os mamilos e

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA ODONTOLOGIA NO ALEITAMENTO MATERNO

A IMPORTÂNCIA DA ODONTOLOGIA NO ALEITAMENTO MATERNO A IMPORTÂNCIA DA ODONTOLOGIA NO ALEITAMENTO MATERNO FLÁVIA PEDREIRA CIRURGIÃ DENTISTA DO HOSPITAL E MATERNIDADE PÚBLICA DONA REGINA 20 DE FEVEREIRO DE 2014 Se pretendermos que as crianças tenham uma qualidade

Leia mais

ATIVIDADE EDUCATIVA NA SALA DE ESPERA: UNINDO CONHECIMENTOS PARA PROMOVER A AMAMENTAÇÃO

ATIVIDADE EDUCATIVA NA SALA DE ESPERA: UNINDO CONHECIMENTOS PARA PROMOVER A AMAMENTAÇÃO ATIVIDADE EDUCATIVA NA SALA DE ESPERA: UNINDO CONHECIMENTOS PARA PROMOVER A AMAMENTAÇÃO SANTOS, Norrama Araújo I ; SANTOS, Simone Silva dos II ; BARCELOS, Ivanildes Solange da Costa III ; SOUZA, Marise

Leia mais

Projeto da IBFAN Brasil para Fomento das atividades da. Semana Mundial de Aleitamento Materno no Brasil

Projeto da IBFAN Brasil para Fomento das atividades da. Semana Mundial de Aleitamento Materno no Brasil Projeto da IBFAN Brasil para Fomento das atividades da Semana Mundial de Aleitamento Materno no Brasil a ser realizado com apoio do Senac São Paulo e Santander Universidades Maio 2008 2 Nome da organização:

Leia mais

BENEFÍCIOS DO ALEITAMENTO MATERNO EXLUSIVO ATÉ O SEXTO MÊS DE VIDA, E AS PRINCIPAIS CAUSAS DO DESMAME PRECOCE

BENEFÍCIOS DO ALEITAMENTO MATERNO EXLUSIVO ATÉ O SEXTO MÊS DE VIDA, E AS PRINCIPAIS CAUSAS DO DESMAME PRECOCE BENEFÍCIOS DO ALEITAMENTO MATERNO EXLUSIVO ATÉ O SEXTO MÊS DE VIDA, E AS PRINCIPAIS CAUSAS DO DESMAME PRECOCE MARIN, T; MORAES, A.C.S. Resumo:O aleitamento materno consiste na prática alimentar ideal para

Leia mais

ACOMPANHAMENTO DA PUÉRPERA HIV* Recomendações do Ministério da Saúde Transcrito por Marília da Glória Martins

ACOMPANHAMENTO DA PUÉRPERA HIV* Recomendações do Ministério da Saúde Transcrito por Marília da Glória Martins ACOMPANHAMENTO DA PUÉRPERA HIV* Puerpério Imediato Acompanhamento da puérpera HIV* 1. Inibir a lactação através do enfaixamento das mamas com ataduras ou comprimindo-as com um top e evitando, com isso,

Leia mais

Elevada auto-estima materna no pós-parto: um fator de proteção ao aleitamento exclusivo?

Elevada auto-estima materna no pós-parto: um fator de proteção ao aleitamento exclusivo? Universidade do Estado do Rio de Janeiro Instituto de Medicina Social Departamento de Epidemiologia Elevada auto-estima materna no pós-parto: um fator de proteção ao aleitamento exclusivo? Oliveira ASD;

Leia mais

Diretrizes Assistenciais

Diretrizes Assistenciais Diretrizes Assistenciais ALIMENTAÇÃO NO LACTENTE I Versão eletrônica atualizada em Maio 2009 Relatores: Adalberto Stape (stape@einstein.br) Maria Teresa Bechere Fernandes (mtbechere@einstein.br) Núcleo

Leia mais

Enfermeira Joice Marques SMS/Ibirubá-RS

Enfermeira Joice Marques SMS/Ibirubá-RS Enfermeira Joice Marques SMS/Ibirubá-RS Dados do município * População : 18.633 habitantes, IBGE (2000). * Área: 611,81 km² * IDH: 0.824/PNUD (2000) * Distância à Capital: 238.4083Km * Atividade econômica:

Leia mais

II SEMINÁRIO NACIONAL DE ALEITAMENTO MATERNO. Plano de ação: Área Técnica da Saúde da Criança e Aleitamento Materno 2007

II SEMINÁRIO NACIONAL DE ALEITAMENTO MATERNO. Plano de ação: Área Técnica da Saúde da Criança e Aleitamento Materno 2007 II SEMINÁRIO NACIONAL DE ALEITAMENTO MATERNO 13 A 15 de agosto de 2007 Brasília - DF Plano de ação: Área Técnica da Saúde da Criança e Aleitamento Materno 2007 Objetivo: Definir o plano de ação para as

Leia mais

Aleitamento Materno e Conhecimentos Relacionados das Mães Cadastradas na. UBS São João Evangelista

Aleitamento Materno e Conhecimentos Relacionados das Mães Cadastradas na. UBS São João Evangelista Aleitamento Materno e Conhecimentos Relacionados das Mães Cadastradas na UBS São João Evangelista Breastfeeding Mothers and Related Knowledge Mother Database at UBS São João Evangelista Alexandra Resende

Leia mais

ALOJAMENTO CONJUNTO M.Sc. Prof.ª

ALOJAMENTO CONJUNTO M.Sc. Prof.ª ALOJAMENTO CONJUNTO M.Sc. Prof.ª Viviane Marques Fonoaudióloga, Neurofisiologista e Mestre em Fonoaudiologia Coordenadora da Pós-graduação em Fonoaudiologia Hospitalar da UVA Chefe da Equipe de Fonoaudiologia

Leia mais

Objetivos da SMAM 2013

Objetivos da SMAM 2013 Objetivos da SMAM 2013 1. Conscientizar da importância dos Grupos de Mães (ou do Aconselhamento em Amamentação) no apoio às mães para iniciarem e manterem a amamentação. 2. Informar ao público sobre os

Leia mais

Plano de Qualificação das Linhas de Cuidados da Transmissão Vertical do HIV e da Sífilis nos Estados do Semiárido e Amazônia Legal

Plano de Qualificação das Linhas de Cuidados da Transmissão Vertical do HIV e da Sífilis nos Estados do Semiárido e Amazônia Legal Plano de Qualificação das Linhas de Cuidados da Transmissão Vertical do HIV e da Sífilis nos Estados do Semiárido e Amazônia Legal O que é Transmissão Vertical HIV e Sífilis? A transmissão vertical do

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2015

PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 (Do Sr. Jean Wyllys) Dá nova redação à Lei nº 6.202, de 17 de abril de 1975, que Atribui à estudante em estado de gestação o regime de exercícios domiciliares instituído pelo

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Curso de Gestante

Mostra de Projetos 2011. Curso de Gestante Mostra de Projetos 2011 Curso de Gestante Mostra Local de: Paranavaí Categoria do projeto: I - Projetos em implantação, com resultados parciais Nome da Instituição/Empresa: Unimed de Paranavaí - Cooperativa

Leia mais

Saiba mais sobre: Uso de drogas e Aleitamento Materno

Saiba mais sobre: Uso de drogas e Aleitamento Materno Saiba mais sobre: Uso de drogas e Aleitamento Materno Roberto Gomes Chaves*, Joel Alves Lamounier** * Mestre em Ciências da Saúde / Saúde da criança e do adolescente pela Universidade Federal de Minas

Leia mais

XI ENCONTRO DE ALEITAMENTO MATERNO SANTOS, SÃO PAULO MESA-REDONDA: VINCULO E DEPRESSÃO PÓS-PARTO: APOIO ÀS MÃES E FAMILIARES

XI ENCONTRO DE ALEITAMENTO MATERNO SANTOS, SÃO PAULO MESA-REDONDA: VINCULO E DEPRESSÃO PÓS-PARTO: APOIO ÀS MÃES E FAMILIARES XI ENCONTRO DE ALEITAMENTO MATERNO SANTOS, SÃO PAULO 2010 MESA-REDONDA: VINCULO E DEPRESSÃO PÓS-PARTO: APOIO ÀS MÃES E FAMILIARES SINTOMAS DE DEPRESSÃO PÓS-PARTO E INTERRUPÇÃO PRECOCE DO ALEITAMENTO MATERNO

Leia mais

13 VASCONCELOS, Laurylene César de Souza. CCS/ Departamento de Clínica e Odontologia Social (DCOS) / PROBEX

13 VASCONCELOS, Laurylene César de Souza. CCS/ Departamento de Clínica e Odontologia Social (DCOS) / PROBEX ATENÇÃO ÀS GESTANTES E MÃES: RELATO DE ACADÊMICAS DE ENFERMAGEM E MEDICINA EM PROJETO DE EXTENSÃO MULTIDISCIPLINAR CRUZ 1, Jessika Maciel; FERNANDES 2, Amanda Melo; GHERSEL 3 Eloisa Lorenzo de Azevedo;

Leia mais

"UMA BOCA SAUDÁVEL NA IDADE ADULTA DEPENDE DOS CUIDADOS QUE FOREM MANTIDOS DESDE O BERÇO".O que é a Odontopediatria?

UMA BOCA SAUDÁVEL NA IDADE ADULTA DEPENDE DOS CUIDADOS QUE FOREM MANTIDOS DESDE O BERÇO.O que é a Odontopediatria? "UMA BOCA SAUDÁVEL NA IDADE ADULTA DEPENDE DOS CUIDADOS QUE FOREM MANTIDOS DESDE O BERÇO".O que é a Odontopediatria? A Odontopediatria é uma especialidade dentro da Medicina Dentária que oferece aos bebés,

Leia mais

17º Congresso de Iniciação Científica ANÁLISE DO PERFIL DAS DOADORAS DE LEITE MATERNO DO HOSPITAL FORNECEDORES DE CANA, EM PIRACICABA

17º Congresso de Iniciação Científica ANÁLISE DO PERFIL DAS DOADORAS DE LEITE MATERNO DO HOSPITAL FORNECEDORES DE CANA, EM PIRACICABA 17º Congresso de Iniciação Científica ANÁLISE DO PERFIL DAS DOADORAS DE LEITE MATERNO DO HOSPITAL FORNECEDORES DE CANA, EM PIRACICABA Autor(es) SHEILA MARIA DAROZ Orientador(es) ANGELA MÁRCIA FOSSA Apoio

Leia mais

Fissuras e problemas na amamentação

Fissuras e problemas na amamentação Fissuras e problemas na amamentação Frantchesca Fripp Santos Médica de Família e Comunidade ESF /João Pessoa-PB 12º Congresso de Medicina de Família e Comunidade Belém - 2013 A importância da amamentação

Leia mais

Secretaria Municipal de Salvador Distrito Sanitário Centro Histórico PLANEJAMENTO DE AÇÕES E ATIVIDADES PARA A SEMANA DO DIA DA MULHER UNIDADE OBJETIVO ATIVIDADE DIAS Proporcionar reflexoes e conhecimento

Leia mais

PARECER COREN-SP 021/2013 CT. PRCI n 100.555. Ticket nº 249.826

PARECER COREN-SP 021/2013 CT. PRCI n 100.555. Ticket nº 249.826 PARECER COREN-SP 021/2013 CT PRCI n 100.555 Ticket nº 249.826 Ementa: Indicação e prescrição pelo Enfermeiro de leite artificial e outras fórmulas. 1. Do fato Enfermeira informa que colabora na formulação

Leia mais

ALEITAMENTO MATERNO EM REDE SOCIAL: CONHECIMENTOS E PRÁTICAS PRÉ E PÓS ATIVIDADE EDUCATIVA

ALEITAMENTO MATERNO EM REDE SOCIAL: CONHECIMENTOS E PRÁTICAS PRÉ E PÓS ATIVIDADE EDUCATIVA 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 ALEITAMENTO MATERNO EM REDE SOCIAL: CONHECIMENTOS E PRÁTICAS PRÉ E PÓS ATIVIDADE EDUCATIVA Ana Maria Bufolo Macedo 1 ; Camilla Ramos Silva 1 ; Cristiane

Leia mais

Avaliação da promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno

Avaliação da promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno PESQUISA Avaliação da promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno Juliana Felix Bezerra Aluna do Curso de Graduação em Enfermagem. Lucilene Coelho Souza Terrengui Docente do Curso de Graduação em

Leia mais

ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA:

ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( x ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA

Leia mais

Campanhas de Incentivo à Amamentação: a imposição do modelo ideal de maternidade Introdução

Campanhas de Incentivo à Amamentação: a imposição do modelo ideal de maternidade Introdução Campanhas de Incentivo à Amamentação: a imposição do modelo ideal de maternidade Suyane Oliveira Tavares; Cristina Saling Kruel; Catheline Rubim Brandolt; Danielle da Costa Souto & Elaine Ramos Bitelbron

Leia mais

As vantagens do aleitamento materno - relato de casos

As vantagens do aleitamento materno - relato de casos MINISTÉRIO DA SAÚDE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO CENTRO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA E PESQUISA EM SAÚDE ESCOLA GHC INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO

Leia mais

PARTO NORMAL NA SAÚDE SUPLEMENTAR

PARTO NORMAL NA SAÚDE SUPLEMENTAR PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL NA SAÚDE SUPLEMENTAR Ações já realizadas pela ANS desde 2004 Sensibilização do setor, promoção e participação ii em eventos para discussão com especialistas nacionais e internacionais

Leia mais

NÚMERO: 007/2011 DATA: 31/01/2011

NÚMERO: 007/2011 DATA: 31/01/2011 NÚMERO: 007/2011 DATA: 31/01/2011 ASSUNTO: PALAVRAS-CHAVE: PARA: CONTACTOS: Diagnóstico e conduta na Diabetes Gestacional Diabetes Gestacional; Diabetes; Gravidez Profissionais de Saúde Divisão de Saúde

Leia mais

Departamento de Enfermagem. Enfermeira, Doutora em Enfermagem, Professora Adjunta do Departamento de Enfermagem.

Departamento de Enfermagem. Enfermeira, Doutora em Enfermagem, Professora Adjunta do Departamento de Enfermagem. Trauma mamilar e a prática de amamentar: estudo com mulheres no início da lactação Nipple trauma and breast-feeding: a study of women in the early stages of lactation. Aida Victoria Garcia Montrone 1 ;

Leia mais

Amamentar. Introdução

Amamentar. Introdução Amamentar Introdução O leite materno é o melhor alimento para o bebé. Tem um valor nutritivo equilibrado e fornece a quantidade perfeita de proteínas, hidratos de carbono, gorduras, vitaminas e ferro para

Leia mais

Olivia Bernardes. Um guia prático para os primeiros cuidados com o bebê

Olivia Bernardes. Um guia prático para os primeiros cuidados com o bebê Olivia Bernardes Um guia prático para os primeiros cuidados com o bebê parte 1. Antes de o bebê nascer 1. Estou grávida. O que fazer agora? Quando você descobre que está grávida, a primeira reação é de

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: ENFERMAGEM EM ATENÇÃO A SAÚDE DA MULHER E DO HOMEM II Código: ENF- 213 CH

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DOS ENFERMEIROS OBSTETRAS

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DOS ENFERMEIROS OBSTETRAS ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DOS ENFERMEIROS OBSTETRAS Encontro Nacional da Associação Portuguesa dos Enfermeiros Obstetras XVII Encontro Nacional da APEO/ 1º Encontro Nacional da APEO Livro de Resumos Coimbra

Leia mais

ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO NO PSF SOBRE ALEITAMENTO MATERNO

ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO NO PSF SOBRE ALEITAMENTO MATERNO ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO NO PSF SOBRE ALEITAMENTO MATERNO Marinete Martins Amorim Pós-graduada em Saúde Coletiva/ ISECENSA/RJ marybji@yahoo.com.br Edson Ribeiro de Andrade Mestre em Psicologia Social edsonandrade2004@yahoo.com.br

Leia mais

TRAJETÓRIA DAS POLÍTICAS PÚBLICAS DE INCENTIVO AO ALEITAMENTO MATERNO NO BRASIL

TRAJETÓRIA DAS POLÍTICAS PÚBLICAS DE INCENTIVO AO ALEITAMENTO MATERNO NO BRASIL TRAJETÓRIA DAS POLÍTICAS PÚBLICAS DE INCENTIVO AO ALEITAMENTO MATERNO NO BRASIL Palavras-chave: Aleitamento Materno; Políticas Públicas de Saúde, Desmame Precoce Introdução A alimentação infantil deve

Leia mais

CONHECIMENTOS, MITOS E CRENÇAS SOBRE O ALEITAMENTO MATERNO ENTRE PRIMÍPARAS EM UM HOSPITAL GERAL NA CIDADE DE TAUBATÉ SP

CONHECIMENTOS, MITOS E CRENÇAS SOBRE O ALEITAMENTO MATERNO ENTRE PRIMÍPARAS EM UM HOSPITAL GERAL NA CIDADE DE TAUBATÉ SP CONHECIMENTOS, MITOS E CRENÇAS SOBRE O ALEITAMENTO MATERNO ENTRE PRIMÍPARAS EM UM HOSPITAL GERAL NA CIDADE DE TAUBATÉ SP Vanessa Cezaria de Faria 1, Liliane Moreira Leal 2, Luciane Alcantara de Andrade

Leia mais

OUTUBRO ROSA UMA CAMPANHA DE CONSCIENTIZAÇÃO DA SOFIS TECNOLOGIA

OUTUBRO ROSA UMA CAMPANHA DE CONSCIENTIZAÇÃO DA SOFIS TECNOLOGIA C A R T I L H A OUTUBRO ROSA UMA CAMPANHA DE CONSCIENTIZAÇÃO DA SOFIS TECNOLOGIA OOUTUBRO ROSA é um movimento mundial pela prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama. Com suas ações especialmente

Leia mais

PRODUTO TÉCNICO- PROTOCOLO SOBRE MANEJO DO ALEITAMENTO MATERNO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE

PRODUTO TÉCNICO- PROTOCOLO SOBRE MANEJO DO ALEITAMENTO MATERNO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE PRODUTO TÉCNICO- PROTOCOLO SOBRE MANEJO DO ALEITAMENTO MATERNO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE 1 PROTOCOLO: MANEJO DO ALEITAMENTO MATERNO EM MATERNIDADE DO HOSPITAL DAS CLÍNICAS/ UFG Equipe de elaboração Para

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS PREFEITURA MUNICIPAL DE CAVALCANTE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE PROJETO ALEITAMENTO MATERNO

ESTADO DE GOIÁS PREFEITURA MUNICIPAL DE CAVALCANTE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE PROJETO ALEITAMENTO MATERNO ESTADO DE GOIÁS PREFEITURA MUNICIPAL DE CAVALCANTE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE PROJETO ALEITAMENTO MATERNO APRESENTAÇÃO O aleitamento materno exclusivo (AME) é sinônimo de sobrevivência para o recém-nascido,

Leia mais

PARTO NORMAL: A NATUREZA SE ENCARREGA, MAMÃE E BEBÊ AGRADECEM

PARTO NORMAL: A NATUREZA SE ENCARREGA, MAMÃE E BEBÊ AGRADECEM PARTO NORMAL: A NATUREZA SE ENCARREGA, MAMÃE E BEBÊ AGRADECEM Hospital Materno Infantil Público Tia Dedé *Merielle Barbosa Lobo São nove meses de expectativa e durante a gestação a barriga cresce e a mãe

Leia mais

Adolescentes e jovens preparados para tomar suas próprias decisões reprodutivas

Adolescentes e jovens preparados para tomar suas próprias decisões reprodutivas Adolescentes e jovens preparados para tomar suas próprias decisões reprodutivas Andrea da Silveira Rossi Brasília, 15 a 18 out 2013 Relato de adolescentes e jovens vivendo com HIV Todo adolescente pensa

Leia mais

ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA:

ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( x ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA

Leia mais

Rede Cegonha no RS Componente 1 Pré-natal

Rede Cegonha no RS Componente 1 Pré-natal 1 Rede Cegonha no RS Componente 1 Pré-natal Exames e Ações (pré-natal de risco habitual e alto risco) Ofertar os exames e consultas de pré-natal Fomentar a contratação de serviços laboratoriais de qualidade

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE. vírus ZIKA. Informações ao Público

MINISTÉRIO DA SAÚDE. vírus ZIKA. Informações ao Público MINISTÉRIO DA SAÚDE vírus ZIKA Informações ao Público Brasília DF 2015 PÚBLICO EM GERAL Prevenção/Proteção Cuidados Observe o aparecimento de sinais e sintomas de infecção por vírus zika (manchas vermelhas

Leia mais

VIGILÂNCIA DO DESENVOLVIMENTO MOTOR-ORAL: O ENFOQUE FONOAUDIOLÓGICO NO DESMAME PRECOCE

VIGILÂNCIA DO DESENVOLVIMENTO MOTOR-ORAL: O ENFOQUE FONOAUDIOLÓGICO NO DESMAME PRECOCE VIGILÂNCIA DO DESENVOLVIMENTO MOTOR-ORAL: O ENFOQUE FONOAUDIOLÓGICO NO DESMAME PRECOCE Ana Paula Chuproski (IC-Voluntária), Priscilla Mayara Dal Molin (IC- Voluntária), Maíra da Silva (IC-Voluntária),

Leia mais

BENEFÍCIOS DA AMAMENTAÇÃO PARA A NUTRIZ E O LACTENTE

BENEFÍCIOS DA AMAMENTAÇÃO PARA A NUTRIZ E O LACTENTE UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO Curso de Enfermagem ADRIANA EIKO MARUKAWA DE OLIVEIRA PATRÍCIA PEREIRA DE LIMA BENEFÍCIOS DA AMAMENTAÇÃO PARA A NUTRIZ E O LACTENTE Bragança Paulista 2015 ADRIANA EIKO MARUKAWA

Leia mais

PLANEJANDO A GRAVIDEZ

PLANEJANDO A GRAVIDEZ dicas POSITHIVAS PLANEJANDO A GRAVIDEZ Uma pessoa que vive com HIV/aids pode ter filhos biológicos? Pode. As pessoas que vivem com HIV/aids não devem abandonar seus sonhos, incluindo o desejo de construir

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA 1/6 PROGRAMA DE DISCIPLINA DISCIPLINA: SAÚDE DA MULHER CÓDIGO: EMI026 CARGA HORÁRIA TEÓRICA 30H CARGA HORÁRIA PRÁTICA 90H CRÉDITOS 8 VERSÃO CURRICULAR: 2010/2 PERÍODO: 7º DEPTO: EMI PRÉ-REQUISITOS Fundamentos

Leia mais

DIREITO À VIDA A GESTÃO DA QUALIDADE E DA INTEGRALIDADE DO CUIDADO EM SAÚDE PARA A MULHER E A CRIANÇA NO SUS-BH: a experiência da Comissão Perinatal

DIREITO À VIDA A GESTÃO DA QUALIDADE E DA INTEGRALIDADE DO CUIDADO EM SAÚDE PARA A MULHER E A CRIANÇA NO SUS-BH: a experiência da Comissão Perinatal DIREITO À VIDA A GESTÃO DA QUALIDADE E DA INTEGRALIDADE DO CUIDADO EM SAÚDE PARA A MULHER E A CRIANÇA NO SUS-BH: a experiência da Comissão Perinatal Grupo temático: Direito à vida, à saúde e a condições

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO

ESTADO DE MATO GROSSO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO - UNEMAT INSTITUTO DE CIÊNCIAS NATURAIS E TECNOLÓGICAS - ICNT CAMPUS UNIVERSITÁRIO JANE VANINE -

Leia mais

Estratégia Nacional de Promoção da Alimentação Complementar Saudável

Estratégia Nacional de Promoção da Alimentação Complementar Saudável Estratégia Nacional de Promoção da Alimentação Complementar Saudável Janeiro/2009 1. Introdução A introdução de alimentos na dieta da criança após os seis meses de idade tem a função de complementar as

Leia mais

Porto Alegre 2008. Glaucia Talita Possolli Drª Márcia Lázaro de Carvalho Drª Maria Inês Couto de Oliveira Drª Kátia Silveira da Silva

Porto Alegre 2008. Glaucia Talita Possolli Drª Márcia Lázaro de Carvalho Drª Maria Inês Couto de Oliveira Drª Kátia Silveira da Silva Aleitamento materno e teste rápido anti-hiv: Análise de sobrevivência do tempo até a primeira mamada em Hospitais Amigos da Criança no município do Rio de Janeiro. Glaucia Talita Possolli Drª Márcia Lázaro

Leia mais

Amamentação e Segurança Alimentar

Amamentação e Segurança Alimentar Amamentação e Segurança Alimentar Penny Van Esterik Segurança alimentar significa a garantia de obtenção de alimento em quantidade e qualidade suficiente para que todos possam manter uma vida produtiva

Leia mais

APRESENTAÇÃO. A adoção de alojamento conjunto é uma das medidas consideradas facilitadoras ao início da amamentação.

APRESENTAÇÃO. A adoção de alojamento conjunto é uma das medidas consideradas facilitadoras ao início da amamentação. APRESENTAÇÃO A adoção de alojamento conjunto é uma das medidas consideradas facilitadoras ao início da amamentação. Em 1983, o hoje extinto INAMPS publicou uma portaria tornando a medida obrigatória em

Leia mais

Unidade I: Cálculo da idade gestacional (IG) e da data provável do parto (DPP).

Unidade I: Cálculo da idade gestacional (IG) e da data provável do parto (DPP). Unidade I: Cálculo da idade gestacional (IG) e da data provável do parto (DPP). Parte I: Primeiramente abordaremos o cálculo da idade gestacional (IG), que tem o objetivo de estimar o tempo da gravidez

Leia mais