SIMULADO DE FILOSOFIA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SIMULADO DE FILOSOFIA"

Transcrição

1 NOME: DATA DE ENTREGA: / / SIMULADO DE FILOSOFIA 1) A Filosofia é uma disciplina, ou uma área de estudo que envolve: a) ( ) investigação, análise, discussão, formação e reflexão de idéias em uma situação geral, abstrata ou fundamental. b) ( ) objeto e investigação de uma maneira restrita. c) ( ) é uma disciplina que não está preocupada com: análise, discussão e reflexação de idéias. d) ( ) NRA 2) A Filosofia originou-se de: a) ( ) inquietação gerada pela falta de curiosidade humana em compreender e questionar os valores e as interpretações comumente aceitas sobre a sua própria realidade. b) ( ) falta de cultura dos homens da época, os gregos, que não se interessavam por Filosofia. c) ( ) inquietação gerada pela curiosidade humana em compreender e questionar os valores e as interpretações comumente aceitas sobre a sua própria realidade. d) ( ) os gregos eram pessoas que viviam fora da realidade. 3) O grande filósofo alemão Immanuel Kant ( ) costumava a dizer a seus alunos: Não lhes pretendo ensinar tal e qual sistema filosófico, mas ensinar-lhe a aprender a filosofar por si próprios, a formar uma opinião. Se filosofia é procura e não posse, podemos dizer que o trabalho filosófico é um trabalho: a) ( ) de interpretação. b) ( ) de reflexão. c) ( ) de perseverança. d) ( ) de medo. 4) As ciências conhecem, e qual seria o papel da Filosofia? a) ( ) Seria indagar: o que é o conhecimento? b) ( ) Seria indagar: que conhecer seria o suficiente. c) ( ) Conhecer já estava bom de mais. d) ( ) Conhecimento faz parte do homem. 5) O que é conhecimento científico? a) ( ) é aquele que, por meio de uma investigação sistemática procura generalidades. b) ( ) é aquele que, por meio de uma investigação sistemática não procura particularidades. c) ( ) é aquele que procura fatos ocasionais. d) ( ) é aquele que, por meio de uma investigação sistemática, procura conhecer um determinado aspecto da realidade. 6) Filosofia é a ciência da: a) ( ) totalidade. b) ( ) particularidade. c) ( ) incerteza. d) ( ) falta do que fazer.

2 7) Cético é: a) ( ) aquele que considera tudo como verdade, certeza. b) ( ) aquele que considera a mente humana incapaz de alcançar, com certeza absoluta, qualquer mentira. c) ( ) aquele que considera a mente humana incapaz de alcançar, com certeza absoluta, qualquer verdade. d) ( ) aquele que considera a mente humana incapaz de alcançar, com clareza. 8) A filosofia é uma constante busca pela: a) ( ) mentira b) ( ) incerteza c) ( ) medo d) ( )verdade 9) Por que a Filosofia sempre existirá? a) ( ) A Filosofia transforma o mundo porque o homem pensando transforma-se, isto é, eleva-se ao seu verdadeiro ser e com ele o mundo todo. b) ( ) A Filosofia está para ser uma ciência morta, pois, não objetividade em sua pesquisas. c) ( ) A filosofia é uma Ciência que não acrescenta nada para a humanidade. d) ( ) NRA 10) Por que a Historia precisa da Filosofia? a) ( ) A Historia não precisa de nenhuma outra ciência, porque se basta sozinha. b) ( ) A História como ciência não se satisfaz em compreender como passaram as coisas. Ela quer saber por que se passaram de tal maneira e não de outra, é para isso que precisa da Filosofia. c) ( ) A Historia é uma ciência que estuda o passado, a Filosofia é uma ciência atual, não há relação entre elas. d) ( ) Todas as alternativas estão corretas. 11) A Filosofia nasceu de uma necessidade de explicar o mundo com: a) ( ) com explicações reais, sem buscar explicações no mitológico. b) ( ) com explicações fantasiosas, sem buscar explicações no mitológico. c) ( ) com explicações reais, buscando explicações no mitológico. d) ( ) com explicações fantasiosas, buscando explicações no mitológico. 12) O berço da Filosofia foi a: a) ( ) Espanha b) ( ) Itália c) ( ) Alemanha d) ( ) Grécia 13) O período socrático inicia-se no fim do século V a. C., com Sócrates, e cobre todo século IV a. C., quando a Filosofia investiga as questões humanas, isto é, a ética, a política e as técnicas. Este período é conhecido como antropológico, pois o homem passa a ser: a) ( ) o centro da religião. b) ( ) o centro da Terra. c) ( ) o centro de todos os estudos. d) ( ) o centro de si mesmo.

3 14) No período Socrático, além de Sócrates também se destacaram nesse período: a) ( ) Platão e Aristóteles. b) ( ) Platão e Tales de Mileto. c) ( ) Tales de Mileto e Newton. d) ( ) Newton e Aristóteles. 15) O que significa Maiêutica? a) ( ) é o momento do parto intelectual, da procura da verdade que existe em cada homem. b) ( ) é o estudo iniciado por Sócrates, para exaltar sua mãe. c) ( ) é o momento do nascimento de cada homem. d) ( ) á a verdade de cada um, no momento do nascimento. 16) A Filosofia acompanhou a História através dos tempos. Na Filosofia Cristã, um dos destaques foi Santo Agostinho que foi influenciado pelos filósofos neoplatônicos e acreditava que: a) ( ) o homem deveria voltar sua intenção para a igreja, ao invés de se preocupar co Deus. b) ( ) os fins justificam os meios. c) ( ) o homem está acima de todas as coisas. d) ( ) o homem deveria voltar sua atenção para Deus, ao invés de se preocupar com os prazeres do mundo. 17) Os filósofos que mais se destacam na Idade Média foram: a) ( ) Santo Agostinho e Santo Antonio. b) ( ) Santo Agostinho e Santo Tomás de Aquino. c) ( ) Santo Antonio e Santo Tomás de Aquino d) ( ) Santo Tomás de Aquino e São Judas. 18) Teólogo e filósofo cristão. Em suas obras, procurou conciliar o pensamento de Aristóteles com a fé cristã, para esse filósofo não existe conflito entre fé e a razão e a teologia trata-se do estudo das revelações divinas. a) ( ) Santo Agostinho. b) ( ) Santo Tomás de Aquino. c) ( ) Maquiavel d) ( ) Sócrates. 19) Humanismo pode ser considerado: a) ( ) a expressão intelectual-filosofica da Idade Média. b) ( ) a expressão intelectual-filosofica da Idade Contemporânea. c) ( ) a expressão intelectual-filosofica do Renascimento. d) ( ) a expressão intelectual-filosofica da Idade Antiga. 20) Erasmo de Roterdã ( ): filósofo humanista holandês. Ordenado padre em 1492, publicou em 1516 a primeira edição grega do Novo Testamento no ocidente. Em sua obra O elogio da loucura, criticou: a) ( ) o conflito entre Deus e a Razão, dizia que os dois levavam ao mesmo caminho. b) ( ) a ignorância dos clérigos do seu tempo, que se preocupavam apenas com as cerimônias e formalidades da igreja e se esqueciam dos verdadeiros valores cristãos, como a caridade. c) ( ) os filósofos naturalistas mulçumanos, e pretendia difundir a fé cristã. d) ( ) todos os filósofos gregos, por faltar verdade em suas buscas empíricas.

4 21) A teoria filosófica que enfatiza a importância da razão para a solução dos problemas humanos é: a) ( ) realismo. b) ( ) egocentrismo. c) ( ) racionalismo. d) ( ) naturalismo. 22) Um dos principais pensadores da filosofia racionalista foi: a) ( ) René Descartes. b) ( ) Sócrates. c) ( ) Thomas Hobbes. d) ( ) Santo Agostinho. 23) René Descartes foi considerado o pai da Filosofia moderna, pois para ele: a) ( ) A fé era o principal instrumento de investigação filosófica b) ( ) A razão era a principal instrumento de investigação filosófica. c) ( ) A intuição era a principal instrumento de investigação filosófica d) ( ) A lógica era a principal instrumento de investigação filosófica. 24) Os pensadores iluministas basearam-se no método científico, estimulados pelas : a) ( ) descoberta da física por Newton. b) ( ) descobertas apenas das ciências naturais. c) ( ) descobertas da astronomia, pois é a ciência que tudo explica. d) ( ) descobertas da física, astronomia e demais ciências naturais efetuadas pelos cientistas. 25) Jean- Jacques Rousseau ( ): escritor e pensador suíço de língua francesa. Propôs que o homem nasce bom, mais o meio o corrompe. Sua mais importante obra é: a) ( ) O Dialogo. b) ( ) O Contrato Social. c) ( ) Candido. d) ( ) Dicionário Filosófico. 26) Montesquieu ( ): autor de O Espírito das Leis, obra em que faz um estudo comparativo da origem das leis humanas dividiu o poder em três esferas: a) ( ) social, político e natural. b) ( ) filosófico, político e social. c) ( ) legislativo, executivo e judiciário. d) ( ) legislativo, executivo e social. 27) Os pensadores iluministas combatiam: a) ( ) a superstição, o abuso do clero, especialmente a igreja católica. b) ( ) a superstição, o abuso do clero, especialmente a igreja evangélica.. c) ( ) o abuso da sociedade burguesa. d) ( ) o abuso das classes dominantes: nobres e burguesia contra os pobres.

5 28) Os pensadores iluministas defendiam: a) ( ) a igualdade entre todos os cidadão, o fim dos privilégios do clero e da nobreza e os direitos à propriedade. b) ( ) a igualdade entre todos os cidadão, o fim dos privilégios do clero e da nobreza e os direitos à propriedade pública. c) ( ) a superstição, o abuso do clero, especialmente a igreja católica. d) ( ) o respeito, e o direito de voto para todos os cidadãos, principalmente os camponeses. 29) Assegurar a própria felicidade é um dever ( indireto, ao menos); pois o fato de não estar contente com a própria situação, com o viver pressionado por inúmeros cuidados em meio a necessidades não satisfeitas, poderia facilmente torna-se uma grande tentação de violar seus deveres. Mas, aqui ainda, sem pensar no dever, todos os homens já tem, por eles próprios, a inclinação para a felicidade mais duradoura e mais intima, pois, precisamente nessa idéia de felicidade, as inclinações se unificam numa totalidade. Ocorre apenas que o preceito que ordena o torna-se feliz muitas vezes assume tal caráter, que traz grande prejuízo e algumas inclinações, e, contudo o homem não pode fazer um conceito definido e certo dessa soma de satisfações a ser dada a todas que se chama de felicidade... Este texto foi escrito por Kant, filósofo alemão que defendia: a) ( ) experiências físicas seriam as grandes conquistas da humanidade. b) ( ) que as nossas conquistas só seriam possíveis com as experiências. c) ( ) que o nosso juízo acerca do mundo exterior pressupõem certos conceitos ou noções que existem a priori, isto é, antes da experiência. d) ( ) NRA 30) quem foram os principais pensadores da Igreja católica? a) ( ) Santo Agostinho e Santo Antonio. b) ( ) Santo Agostinho e Santo Tomás de Aquino. c) ( ) Santo Antonio e Santo Tomás de Aquino d) ( ) Santo Tomás de Aquino e São Judas. 31) Quais foram as correntes filosóficas surgidas com o renascimento a) ( ) humanismo e socialismo. b) ( ) racionalismo e humanismo. c) ( ) iluminismo e humanismo. d) ( ) humanismo e racionalismo. 32) O sistema socialista foi inspirado pela obra de quais pensadores: a) ( ) Karl Marx e Fredrich Engels. b) ( ) Fredrich Engels e David Hume. c) ( ) Karl Marx e David Hume. d) ( ) Karl Marx e Nietzsche. 33) De acordo com a teoria de Marx, todos os acontecimentos da história da humanidade foram ocasionados pelos conflitos existente entre: a) ( ) exploradores e nobres b) ( ) exploradores e explorados. c) ( ) explorados e clero. d) ( ) explorados e burguesia.

6 34) Que filosofo alemão destacou-se por seu combate a moral judaico-cristã? a) ( ) Karl Marx b) ( ) David Hume. c) ( ) Nietzsche. d) ( ) Fredrich Engels. 35) A Filosofia nasceu na Grécia antiga por volta do século VI a. C. Os filósofos que viveram antes de Sócrates se preocupavam muito com: a) ( ) o universo e os fenômenos da natureza. b) ( ) o homem e com os fenômenos da natureza. c) ( ) o universo e com o homem. d) ( ) a fé e com o homem. 36) Conhecemos Sócrates através dos escritos de: a) ( ) Pitágoras. b) ( ) Heráclico. c) ( ) Platão. d) ( ) Anaximandro. 37) Tales de Mileto, Anaximandro e Heráclico foram filósofos pré- socrático que defendiam o conhecimento através da: a) ( ) fé e da natureza. b) ( ) razão e conhecimento científico. c) ( ) fé e razão. d) ( ) natureza e razão. 38) Os séculos V e IV a. C. na Grécia antiga foram de grande desenvolvimento cultural e científico, esse período corresponde ao: a) ( ) período Socrático. b) ( ) período Medieval. c) ( ) período pós Socrático. d) ( ) período Clássico. 39) No período Clássico aconteceu o grande esplendor da cidade de Atenas que facilitou uma grande explosão de pensamento graças ao seu sistema político que era: a) ( ) democrático. b) ( ) tirano. c) ( ) monárquico. d) ( ) presidencialista. 40) Os sofistas, entre eles Górgias, Leontino e Abderas, defendiam uma educação, cujo objetivo Maximo seria: a) ( ) a formação de um cidadão preparado para atuar descompromissadamente para o crescimento da cidade. b) ( ) a formação de um cidadão preparado para atuar socialmente para o crescimento da cidade. c) ( ) a formação de um cidadão pleno preparado para atuar politicamente para o crescimento da cidade. d) ( ) NRA

7 41) A Filosofia nasceu de uma necessidade em explicar o mundo com explicações reais, sem buscar explicações no mitológico, no incompreensível; derrubando assim o mito para introduzir uma nova forma de analisar o mundo e seus fenômenos. O primeiro filósofo foi: a) ( ) Tales de Mileto. b) ( ) Sócrates. c) ( ) Platão. d) ( ) Aristóteles. 42) O período socrático inicia-se no fim do século V a. C., com Sócrates e cobre todo século IV a. C., quando a filosofia investigava as questões: a) ( ) sociais, como a conduta da sociedade. b) ( ) humanas, como a ética, a política e as técnicas. c) ( ) religiosas, encontro do homem com Deus. d) ( ) todas as alternativas estão corretas. 43) Os pensamentos do período socrático estão registrados principalmente: a) ( ) Nos Diálogos de Platão. b) ( ) No conjunto de obras de Aristóteles. c) ( ) as alternativas a e b estão incorretas. d) ( ) as alternativas a e b estão corretas. 44) A palavra Filosofia é de origem Grega e significa: a) ( ) razão pelo conhecimento. b) ( ) lealdade pela sabedoria. c) ( ) amor e respeito pelo saber. d) ( ) busca pela sabedoria. 45) Niilismo é uma palavra latina que significa redução a nada, aniquilamento. Em filosofia, representa um pensamento que propõe o fim de todos os valores da sociedade judaico-cristã e o surgimento de um novo homem, liberto das amarras da moral. O principal representante dessa corrente foi: a) ( ) Denis Diderot. b) ( ) Kant c) ( ) Karl Marx. d) ( ) Nietzsche. 46) A revolução social do século XIX não pode tirar sua poesia do passado, e sim do futuro. Não pode iniciar sua tarefa enquanto não se despojar de toda veneração supersticiosa do passado. As revoluções anteriores tiveram que lançar mão de recordações da historia antiga para se iludirem quanto ao próprio conteúdo. A fim de alcançar seu próprio conteúdo, a revolução do século XIX deve deixar que os mortos enterrem seus mortos. Antes a frase ia antes do conteúdo; agora é o conteúdo que vai alem da frase. Karl Marx. Esse trecho foi retirado de um livro de Karl Marx, filosofo da Idade Moderna, que influenciou muito a sociedade atual. Quais são os partidos políticos atuais no Brasil influenciados pela filosofia de Marx? a) ( ) todos os partidos com tendência democrata. b) ( ) todos os partidos com tendência comunista. c) ( ) todos os partidos com tendência neoliberal. d) ( ) todos os partidos com tendência anarquista.

8 47) As teorias de Marx levaram alguns países a se tornarem de esquerda em algum momento de sua história. Quais são os principais países que se tornaram marxista? a) ( ) Brasil, Estados Unidos, Cuba, Líbia. b) ( ) Brasil, Argentina, Líbia, Vietnã. c) ( ) Rússia,China, Cuba, Líbia, Vietnã. d) ( ) Rússia,China, Cuba, Inglaterra, Alemanha. 48) O que os marxista combatem? a) ( ) Combatem o capitalismo. b) ( ) Combatem o comunismo. c) ( ) Combatem o socialismo. d) ( ) NRA. 49) No século XX, o existencialismo foi defendido por Sartre em: a) ( ) O existencialismo é um hospício. b) ( ) O existencialismo é um viver. c) ( ) O existencialismo é um comunismo. d) ( ) O existencialismo é um humanismo. 50) O que é existencialismo? a) ( ) Corrente filosófica, que se preocupa com a sociedade, baseado no marxismo. b) ( ) Corrente filosofia em que se baseia na democracia, visando uma sociedade mais justa. c) ( ) Corrente filosofia desenvolvida nos Estados unidos em favor do capitalismo. d) ( ) Corrente filosofia em que os homens são dotados de vontade própria, sendo responsáveis pelas suas próprias ações..

9 GABARITO FILOSOFIA 01 a 02 c 03 b 04 a 05 d 06 a 07 c 08 d 09 a 10 b 11 a 12 d 13 c 14 a 15 a 16 d 17 b 18 b 19 c 20 b 21 c 22 a 23 b 24 d 25 b 26 c 27 a 28 a 29 c 30 b 31 d 32 a 33 b 34 c 35 a 36 c 37 b 38 d 39 a 40 c 41 a 42 b 43 a 44 c 45 d 46 b 47 c 48 a 49 d 50 d

LISTA DE EXERCÍCIOS RECUPERAÇÃO. 1. Quais foram as principais características da escolástica? Cite alguns de seus pensadores.

LISTA DE EXERCÍCIOS RECUPERAÇÃO. 1. Quais foram as principais características da escolástica? Cite alguns de seus pensadores. LISTA DE EXERCÍCIOS RECUPERAÇÃO 1. Quais foram as principais características da escolástica? Cite alguns de seus pensadores. 2. Como acontecia a aprendizagem nas escolas no período medieval? Quem era apto

Leia mais

3ª Filosofia Antiga (Pensadores antigos)

3ª Filosofia Antiga (Pensadores antigos) 3ª Filosofia Antiga (Pensadores antigos) Questão (1) - A filosofia se constitui, a partir das concepções de Sócrates, Platão e Aristóteles, como o pensamento que investiga: a) A questão da dívida externa.

Leia mais

Filosofia Clássica Sócrates: A mosca da madeira; O moral; A maiêutica; A dialética; A negação socrática do conhecimento; O julgamento Filosofia Clássica Platão: O mito da caverna; A república (teoria do

Leia mais

Questão (1) - Questão (2) - A origem da palavra FILOSOFIA é: Questão (3) -

Questão (1) - Questão (2) - A origem da palavra FILOSOFIA é: Questão (3) - EXERCICÍOS DE FILOSOFIA I O QUE É FILOSOFIA, ETIMOLOGIA, ONDE SURGIU, QUANDO, PARA QUE SERVE.( 1º ASSUNTO ) Questão (1) - Analise os itens abaixo e marque a alternativa CORRETA em relação ao significado

Leia mais

THOMAS HOBBES LEVIATÃ MATÉRIA, FORMA E PODER DE UM ESTADO ECLESIÁSTICO E CIVIL

THOMAS HOBBES LEVIATÃ MATÉRIA, FORMA E PODER DE UM ESTADO ECLESIÁSTICO E CIVIL THOMAS HOBBES LEVIATÃ ou MATÉRIA, FORMA E PODER DE UM ESTADO ECLESIÁSTICO E CIVIL Thomas Hobbes é um contratualista teoria do contrato social; O homem natural / em estado de natureza para Hobbes não é

Leia mais

Idealismo - corrente sociológica de Max Weber, se distingui do Positivismo em razão de alguns aspectos:

Idealismo - corrente sociológica de Max Weber, se distingui do Positivismo em razão de alguns aspectos: A CONTRIBUIÇÃO DE MAX WEBER (1864 1920) Max Weber foi o grande sistematizador da sociologia na Alemanha por volta do século XIX, um pouco mais tarde do que a França, que foi impulsionada pelo positivismo.

Leia mais

CONTEÚDO - Recuperação 2º Semestre

CONTEÚDO - Recuperação 2º Semestre DISCIPLINA : História Prof. : Silena 6º ANO CONTEÚDO - Recuperação 2º Semestre -Origem lendária de Roma; -Império Franco (Carlos Magno e seus funcionáris reais); -Importância do Coliseu; -Império bizantino

Leia mais

Antropologia, História e Filosofia

Antropologia, História e Filosofia Antropologia, História e Filosofia Breve história do pensamento acerca do homem Um voo panorâmico na história ocidental Cosmológicos 1. Embora o objeto não seja propriamente o homem já encontramos indícios

Leia mais

4ª. Apostila de Filosofia História da Filosofia: Filosofia Grega: Período Helenístico Filosofia Medieval. Introdução

4ª. Apostila de Filosofia História da Filosofia: Filosofia Grega: Período Helenístico Filosofia Medieval. Introdução 1 4ª. Apostila de Filosofia História da Filosofia: Filosofia Grega: Período Helenístico Filosofia Medieval Introdução O último período da Filosofia Grega é o Helenístico (Sec. III a.c.-vi d.c.). É um período

Leia mais

RESOLUÇÕES DE QUESTÕES SÓCRATES 9º ANO ENSINO FUNDAMENTAL II PROFESSOR DANILO BORGES

RESOLUÇÕES DE QUESTÕES SÓCRATES 9º ANO ENSINO FUNDAMENTAL II PROFESSOR DANILO BORGES RESOLUÇÕES DE QUESTÕES SÓCRATES 9º ANO ENSINO FUNDAMENTAL II PROFESSOR DANILO BORGES 1. (Unicamp 2013) A sabedoria de Sócrates, filósofo ateniense que viveu no século V a.c., encontra o seu ponto de partida

Leia mais

Lista de exercícios Sociologia- 1 ano- 1 trimestre

Lista de exercícios Sociologia- 1 ano- 1 trimestre Lista de exercícios Sociologia- 1 ano- 1 trimestre 01-O homo sapiens moderno espécie que pertencemos se constitui por meio do grupo, ou seja, sociedade. Qual das características abaixo é essencial para

Leia mais

RESOLUÇÕES DE QUESTÕES 9º ANO ENSINO FUNDAMENTAL II PROFº DANILO BORGES

RESOLUÇÕES DE QUESTÕES 9º ANO ENSINO FUNDAMENTAL II PROFº DANILO BORGES RESOLUÇÕES DE QUESTÕES 9º ANO ENSINO FUNDAMENTAL II PROFº DANILO BORGES (UFU ) Segundo Jean Paul Sartre, filósofo existencialista contemporâneo, liberdade é I- escolha incondicional que o próprio homem

Leia mais

Weber e o estudo da sociedade

Weber e o estudo da sociedade Max Weber o homem Maximilian Karl Emil Weber; Nasceu em Erfurt, 1864; Iniciou seus estudos na cidade de Heidelberg Alemanha; Intelectual alemão, jurista, economista e sociólogo; Casado com Marianne Weber,

Leia mais

1ª Série do Ensino Médio/ 2 Trimestre SÓCRATES, PLATÃO E ARISTÓTELES

1ª Série do Ensino Médio/ 2 Trimestre SÓCRATES, PLATÃO E ARISTÓTELES Sem limite para crescer! Resumo das aulas de Filosofia 1ª Série do Ensino Médio/ 2 Trimestre SÓCRATES, PLATÃO E ARISTÓTELES Esses três filósofos foram os inauguradores da filosofia ocidental como a que

Leia mais

HISTÓRIA DA FILOSOFIA

HISTÓRIA DA FILOSOFIA HISTÓRIA DA FILOSOFIA Períodos da história da filosofia Antiga Patrística Escolástica Renascimento Moderna Iluminismo Contemporânea Filosofia grega Períodos da filosofia grega Cosmológico Antropológico

Leia mais

Filosofia na Antiguidade Clássica Sócrates, Platão e Aristóteles. Profa. Ms. Luciana Codognoto

Filosofia na Antiguidade Clássica Sócrates, Platão e Aristóteles. Profa. Ms. Luciana Codognoto Filosofia na Antiguidade Clássica Sócrates, Platão e Aristóteles Profa. Ms. Luciana Codognoto Períodos da Filosofia Grega 1- Período pré-socrático: (VII e VI a.c): início do processo de desligamento entre

Leia mais

Origem e definição de Filosofia

Origem e definição de Filosofia Filosofia Origem e definição de Filosofia Prof. João Epifânio Regis Lima Objetivo Explicitar a origem da filosofia e delimitar seu conceito a partir da distinção entre filosofia e sabedoria. Então vejamos...

Leia mais

Estudo Dirigido - RECUPERAÇÃO FINAL

Estudo Dirigido - RECUPERAÇÃO FINAL Educador: Luciola Santos C. Curricular: História Data: / /2013 Estudante: 7 Ano Estudo Dirigido - RECUPERAÇÃO FINAL 7º Ano Cap 1e 2 Feudalismo e Francos Cap 6 Mudanças no feudalismo Cap 7 Fortalecimento

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 094/2015-CONSET/SEHLA/G/UNICENTRO, DE 11 DE AGOSTO DE 2015. Altera os Anexos I e II, da Resolução Nº 133/2012- CONSET/SEHLA/G/UNICENTRO, de 23 de novembro de 2012, e aprova o relatório final.

Leia mais

FILOSOFIA. a) Tales de Mileto; b) Anaximandro de Mileto; c) Pitágoras de Samos; d) Anaxímenes de Mileto; e) Zenão de Eléia

FILOSOFIA. a) Tales de Mileto; b) Anaximandro de Mileto; c) Pitágoras de Samos; d) Anaxímenes de Mileto; e) Zenão de Eléia FILOSOFIA 01 - Nem a água nem algum dos elementos, mas alguma substancia diferente, ilimitada e dela, nascem os céus e os mundos neles contidos. In Fundamentos da Filosofia. O texto acima se refere à busca

Leia mais

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO FILOSOFIA

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO FILOSOFIA PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO FILOSOFIA P á g i n a 1 QUESTÃO 1 - Assinalar a alternativa correta: A) Com seu giro linguístico hermenêutico, Gadamer mostra que o processo hermenêutico é unitário,

Leia mais

Palestrante: José Nazareno Nogueira Lima Advogado, Diretor -Tesoureiro da OAB/PA, Consultor da ALEPA

Palestrante: José Nazareno Nogueira Lima Advogado, Diretor -Tesoureiro da OAB/PA, Consultor da ALEPA A ÉTICA NA POLÍTICA Palestrante: Advogado, Diretor -Tesoureiro da OAB/PA, Consultor da ALEPA A origem da palavra ÉTICA Ética vem do grego ethos, que quer dizer o modo de ser, o caráter. Os romanos traduziram

Leia mais

1º ano. 1º Bimestre. 2º Bimestre. 3º Bimestre. Capítulo 26: Todos os itens O campo da Sociologia. Capítulo 26: Item 5 Senso Crítico e senso comum.

1º ano. 1º Bimestre. 2º Bimestre. 3º Bimestre. Capítulo 26: Todos os itens O campo da Sociologia. Capítulo 26: Item 5 Senso Crítico e senso comum. 1º ano A Filosofia e suas origens na Grécia Clássica: mito e logos, o pensamento filosófico -Quais as rupturas e continuidades entre mito e Filosofia? -Há algum tipo de raciocínio no mito? -Os mitos ainda

Leia mais

dóxa e epistéme. sensível e inteligível. fé e razaão.

dóxa e epistéme. sensível e inteligível. fé e razaão. dóxa e epistéme. sensível e inteligível. fé e razaão. Senso comum... aranha caranguejeira ou aranha-marrom? Epistemologia Moderna e Contemporânea EPISTEMOLOGIA investiga o conhecimento. limites. possibilidades.

Leia mais

Sociologia Organizacional. Aula 1. Contextualização. Organização da Disciplina. Aula 1. Contexto histórico do aparecimento da sociologia

Sociologia Organizacional. Aula 1. Contextualização. Organização da Disciplina. Aula 1. Contexto histórico do aparecimento da sociologia Sociologia Organizacional Aula 1 Organização da Disciplina Aula 1 Contexto histórico do aparecimento da sociologia Aula 2 Profa. Me. Anna Klamas A institucionalização da sociologia: August Comte e Emile

Leia mais

Evolução do Pensamento

Evolução do Pensamento Unidade I Evolução do Pensamento Administrativo Prof. José Benedito Regina Conteúdo da disciplina EPA Parte 1 - Conceitos gerais da administração Parte 2 - Evolução histórica: Abordagens administrativas

Leia mais

DATA: VALOR: 20 PONTOS NOME COMPLETO:

DATA: VALOR: 20 PONTOS NOME COMPLETO: DISCIPLINA: FILOSOFIA PROFESSOR: ENRIQUE MARCATTO DATA: VALOR: 20 PONTOS NOTA: NOME COMPLETO: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 2ªEM TURMA: Nº: I N S T R U Ç Õ E S 1. Esta prova contém 05 questões

Leia mais

DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 NOTA: NOME COMPLETO:

DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 NOTA: NOME COMPLETO: DISCIPLINA: FILOSOFIA PROFESSOR: ENRIQUE MARCATTO DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 NOTA: NOME COMPLETO: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 2ª TURMA: Nº: I N S T R U Ç Õ E S 1. Este trabalho contém

Leia mais

Maquiavel. Teoria Política. (Capítulo 24, pág 298 a 302)

Maquiavel. Teoria Política. (Capítulo 24, pág 298 a 302) Maquiavel Teoria Política (Capítulo 24, pág 298 a 302) CONTEXTO HISTÓRICO (SÉC XIV e seguintes) 1. FORMAÇÃO DAS MONARQUIAS NACIONAIS (Portugal, França, Inglaterra, Espanha). 2. Monarquias Nacionais ESTADO

Leia mais

Aula 4 - Teorias políticas da Idade Média. (Santo Agostinho e São Tomás de Aquino) Cap 23, pag 292 a 295 (Itens 7 a 10)

Aula 4 - Teorias políticas da Idade Média. (Santo Agostinho e São Tomás de Aquino) Cap 23, pag 292 a 295 (Itens 7 a 10) Aula 4 - Teorias políticas da Idade Média (Santo Agostinho e São Tomás de Aquino) Cap 23, pag 292 a 295 (Itens 7 a 10) Aula 04 Teorias políticas da Idade Média O b j e t i v o s : - Entender a evolução

Leia mais

CURSO e COLÉGIO ESPECÍFICO Ltda

CURSO e COLÉGIO ESPECÍFICO Ltda DISCIPLINA: Sociologia PROF: Waldenir do Prado DATA: 06/02/2012. CURSO e COLÉGIO ESPECÍFICO Ltda www.especifico.com.br QUESTÕES DE VESTIBULAR e-mail: especifico@especifico.com.br Av. Rio Claro nº 615 Centro

Leia mais

Marx, Durkheim e Weber, referências fundamentais

Marx, Durkheim e Weber, referências fundamentais INTRODUÇÃO À sociologia Marx, Durkheim e Weber, referências fundamentais introdução à S Maura Pardini Bicudo Véras O CIO LO GIA Marx, Durkheim e Weber, referências fundamentais Direção editorial Claudiano

Leia mais

SUMÁRIO O MUNDO ANTIGO

SUMÁRIO O MUNDO ANTIGO SUMÁRIO Apresentação Prefácio Introdução 1. Da história da pedagogia à história da educação 2. Três revoluções em historiografia 3. As muitas histórias educativas 4. Descontinuidade na pesquisa e conflito

Leia mais

Europa no Século XIX FRANÇA RESTAURAÇÃO DA DINASTIA BOURBON LUÍS XVIII CARLOS X LUÍS FELIPE ( 1824 1830 )

Europa no Século XIX FRANÇA RESTAURAÇÃO DA DINASTIA BOURBON LUÍS XVIII CARLOS X LUÍS FELIPE ( 1824 1830 ) Europa no Século XIX FRANÇA RESTAURAÇÃO DA DINASTIA BOURBON -Após a derrota de Napoleão Bonaparte, restaurou-se a Dinastia Bourbon subiu ao trono o rei Luís XVIII DINASTIA BOURBON LUÍS XVIII CARLOS X LUÍS

Leia mais

Processo Seletivo/UFU - julho 2007-1ª Prova Comum FILOSOFIA QUESTÃO 01

Processo Seletivo/UFU - julho 2007-1ª Prova Comum FILOSOFIA QUESTÃO 01 FILOSOFIA QUESTÃO 01 Leia atentamente o seguinte verso do fragmento atribuído a Parmênides. Assim ou totalmente é necessário ser ou não. SIMPLÍCIO, Física, 114, 29, Os Pré-Socráticos. Coleção Os Pensadores.

Leia mais

FÁBIO KONDER COMPARATO

FÁBIO KONDER COMPARATO FÁBIO KONDER COMPARATO Ética Direito, moral e religião no mundo moderno COMPANHIA DAS LETRAS Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CJP) (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) Comparato,

Leia mais

CURSO E COLÉGIO ESPECÍFICO

CURSO E COLÉGIO ESPECÍFICO CURSO E COLÉGIO ESPECÍFICO MAX WEBER é a ÉTICA PROTESTANTE Disciplina: Sociologia Professor: Waldenir 2013 A Importância da teoria sociológica de Max Weber A obra do sociólogo alemão Max Weber para análise

Leia mais

A INFLUÊNCIA DE LUTERO NA EDUCAÇÃO DE SUA ÉPOCA Gilson Hoffmann

A INFLUÊNCIA DE LUTERO NA EDUCAÇÃO DE SUA ÉPOCA Gilson Hoffmann A INFLUÊNCIA DE LUTERO NA EDUCAÇÃO DE SUA ÉPOCA Gilson Hoffmann 1 DELIMITAÇÃO Ao abordarmos sobre as razões para ser um professor numa escola e falar sobre o amor de Deus, encontramos algumas respostas

Leia mais

Guerra Civil (1642-1648)

Guerra Civil (1642-1648) Prof. Thiago Revolução Inglesa Governo Despótico de Carlos I (1625-1648) Petição de Direitos (1628) Exigência do Parlamento Cobrança do ship money em cidades do interior desobediência ao Parlamento Guerra

Leia mais

CURSO e COLÉGIO ESPECÍFICO Ltda

CURSO e COLÉGIO ESPECÍFICO Ltda CURSO e COLÉGIO ESPECÍFICO Ltda www.especifico.com.br DISCIPLINA : Sociologia PROF: Waldenir do Prado DATA:06/02/2012 O que é Sociologia? Estudo objetivo das relações que surgem e se reproduzem, especificamente,

Leia mais

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS TEORIA DO ESTADO

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS TEORIA DO ESTADO P á g i n a 1 PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS TEORIA DO ESTADO 1. Na teoria contratualista, o surgimento do Estado e a noção de contrato social supõem que os indivíduos abrem mão de direitos (naturais)

Leia mais

Contexto. Galileu Galilei, René Descartes e Isaac Newton. Concepção racionalista do mundo Leis Naturais

Contexto. Galileu Galilei, René Descartes e Isaac Newton. Concepção racionalista do mundo Leis Naturais Revolução Científica do século XVII Galileu Galilei, René Descartes e Isaac Newton Concepção racionalista do mundo Leis Naturais Contexto Crise do Antigo Regime Questionamento dos privilégios do Clero

Leia mais

Associação Juinense de Educação Superior do Vale do Juruena Faculdade de Ciências Contábeis e Administração do Vale do Juruena

Associação Juinense de Educação Superior do Vale do Juruena Faculdade de Ciências Contábeis e Administração do Vale do Juruena Associação Juinense de Educação Superior do Vale do Juruena Faculdade de Ciências Contábeis e Administração do Vale do Juruena Curso: Especialização em Psicopedagogia Módulo: Noções Fundamentais de Direito

Leia mais

MÉTODO CIENTÍFICO. BENEFÍCIOS DO MÉTODO: execução de atividade de forma mais segura, mais econômica e mais perfeita;

MÉTODO CIENTÍFICO. BENEFÍCIOS DO MÉTODO: execução de atividade de forma mais segura, mais econômica e mais perfeita; MÉTODO CIENTÍFICO CONCEITO: palavra de origem grega, significa o conjunto de etapas e processos a serem vencidos ordenadamente na investigação da verdade; IMPORTÃNCIA DO MÉTODO: pode validar ou invalidar

Leia mais

Prof. Ms. Gleidson Salheb

Prof. Ms. Gleidson Salheb Prof. Ms. Gleidson Salheb Objetivo Geral Proporcionar conhecimentos teóricos e práticos sobre as situações didáticas, de maneira que os alunos compreendam de forma reflexiva, crítica e socialmente contextualizada

Leia mais

Roteiro: Locke: contexto histórico, metodologia, natureza humana e estado de natureza

Roteiro: Locke: contexto histórico, metodologia, natureza humana e estado de natureza Gustavo Noronha Silva José Nailton Silveira de Pinho Juliana Gusmão Veloso Kátia Geralda Pascoal Fonseca Walison Vasconcelos Pascoal Roteiro: Locke: contexto histórico, metodologia, natureza humana e estado

Leia mais

Era considerado povo os cidadãos de Atenas, que eram homens com mais de 18 anos, filhos de pais e mães atenienses.

Era considerado povo os cidadãos de Atenas, que eram homens com mais de 18 anos, filhos de pais e mães atenienses. Trabalho de Filosofia Mito e Filosofia na Grécia Antiga Texto 1 1- (0,3) Democracia quer dizer poder do povo. De acordo com o texto, quem era considerado povo em Atenas Antiga? Explique com suas palavras.

Leia mais

TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SOCIOLOGIA - 1 ANO 2014 (manuscrito)

TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SOCIOLOGIA - 1 ANO 2014 (manuscrito) TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SOCIOLOGIA - 1 ANO 2014 (manuscrito) 1- EXPLIQUE o que argumenta a Teoria do Conflito Social. 2- Em que consiste as teses defendidas pelo interacionismo simbólico? 3- O que

Leia mais

CEAP Curso de Direito Disciplina Introdução ao Direito. Aula 03. Prof. Milton Correa Filho

CEAP Curso de Direito Disciplina Introdução ao Direito. Aula 03. Prof. Milton Correa Filho CEAP Curso de Direito Disciplina Introdução ao Direito Aula 03 E Prof. Milton Correa Filho 1.Motivação: O que é o que é (Gonzaguinha) -Dialógo de Antigona 2.Apresentação dos slides 3.Tira duvidas 4.Avisos

Leia mais

Filosofia - Introdução à Reflexão Filosófica

Filosofia - Introdução à Reflexão Filosófica Filosofia - Introdução à Reflexão Filosófica 0 O que é Filosofia? Essa pergunta permite muitas respostas... Alguns podem apontar que a Filosofia é o estudo de tudo ou o nada que pretende abarcar tudo.

Leia mais

Sociologia: ciência da sociedade

Sociologia: ciência da sociedade Sociologia: ciência da sociedade O QUE É SOCIOLOGIA? Sociologia: Autoconsciência crítica da realidade social. Ciência que estuda os fenômenos sociais. A Sociologia procura emancipar o entendimento humano

Leia mais

ILUMINISMO/ LIBERALISMO. Regimes Absolutistas. Revolução Francesa. História da Educação. Prof. Manoel dos Passos da Silva Costa

ILUMINISMO/ LIBERALISMO. Regimes Absolutistas. Revolução Francesa. História da Educação. Prof. Manoel dos Passos da Silva Costa ILUMINISMO/ LIBERALISMO Regimes Absolutistas Revolução Francesa Prof. Manoel dos Passos da Silva Costa A palavra Iluminismo vem de luz e se refere à capacidade que a razão tem de tudo iluminar. A razão,

Leia mais

Plano de Aula de Filosofia para o Ensino Médio. Tema: História da Filosofia Instrumento de Pesquisa

Plano de Aula de Filosofia para o Ensino Médio. Tema: História da Filosofia Instrumento de Pesquisa Plano de Aula de Filosofia para o Ensino Médio Tema: História da Filosofia Instrumento de Pesquisa 1. Sensibilização e Investigação textual Primeiramente, serão apresentados os excertos dos textos sem

Leia mais

Faculdade recredenciada pela Portaria MEC 1.437 de 07/10/2011. Curso de Direito autorizado pela Portaria MEC 1.215/2006

Faculdade recredenciada pela Portaria MEC 1.437 de 07/10/2011. Curso de Direito autorizado pela Portaria MEC 1.215/2006 PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: FILOSOFIA GERAL CÓDIGO: 702015 CURSO: DIREITO CARGA HORÁRIA SEMANAL: 2 SEMESTRE: TERCEIRO CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 40 PROFESSOR RESPONSÁVEL: PROF. MS. JOSÉ RICARDO MARQUES DOS

Leia mais

Anna Catharinna 1 Ao contrário da palavra romântico, o termo realista vai nos lembrar alguém de espírito prático, voltado para a realidade, bem distante da fantasia da vida. Anna Catharinna 2 A arte parece

Leia mais

Renascimento Cultural

Renascimento Cultural Renascimento Cultural Séculos XIV ao XVII Prof. Dieikson de Carvalho Renascimento Cultural Contexto histórico Transição da Idade Média para Idade Moderna. Século XIV ao XVII. Resultado do Renascimento

Leia mais

- PROVA OBJETIVA - Câmpus Santos Dumont - Edital 008/2014

- PROVA OBJETIVA - Câmpus Santos Dumont - Edital 008/2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO EFETIVO DE DOCENTES ÁREA: Ciências Sociais e Filosofia -

Leia mais

Através das mudanças políticas e sociais que muda a visão européia que possibilitou esse momento de revolução. Na França as letras juntou-se a arte

Através das mudanças políticas e sociais que muda a visão européia que possibilitou esse momento de revolução. Na França as letras juntou-se a arte UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM FILOSOFIA CONTEMPORÂNEA ÉTICA E CONTEMPORANEIDADE PROFESSOR ANTÔNIO CÉSAR ACADÊMICA RITA MÁRCIA AMPARO MACEDO Texto sobre o Discurso

Leia mais

PROVA BIMESTRAL História

PROVA BIMESTRAL História 8 o ano o bimestre PROVA BIMESTRAL História Escola: Nome: Turma: n o :. Leia os textos e responda às questões e. Texto Na Grécia Antiga, Aristóteles (384 a.c.-3 a.c.) já defendia a ideia de que o Universo

Leia mais

5ª. Apostila de Filosofia FILOSOFIA MODERNA

5ª. Apostila de Filosofia FILOSOFIA MODERNA 1 5ª. Apostila de Filosofia FILOSOFIA MODERNA A História da Filosofia A História da Filosofia não é apenas um relato histórico, mas as transformações do pensamento humano ocidental, ou seja, o percurso

Leia mais

2 > Ciência Política UNIDADE 2. Maquiavel: a ação política virtuosa que desafia as contingências

2 > Ciência Política UNIDADE 2. Maquiavel: a ação política virtuosa que desafia as contingências 2 > Ciência Política UNIDADE 2 Maquiavel: a ação política virtuosa que desafia as contingências Objetivos Discutir o contexto histórico no qual Maquiavel escreveu a obra O Príncipe. Apresentar a obra de

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ENSINO MÉDIO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ENSINO MÉDIO Sistema de Ensino CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ENSINO MÉDIO UNO Ensino Médio Filosofia 1 Conteúdo programático Filosofia MÓDULO 1 INTRODUÇÃO À FILOSOFIA Capítulo 1 A reflexão filosófica 2. O que é Filosofia?

Leia mais

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO - IED AULAS ABRIL E MAIO

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO - IED AULAS ABRIL E MAIO INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO - IED AULAS ABRIL E MAIO Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA E-mail: tiago_csouza@hotmail.com 2. Direito como objeto de conhecimento. Conforme pudemos observar nas aulas iniciais

Leia mais

AGOSTINHO DE HIPONA E TOMÁS DE AQUINO (3ª SÉRIE, REVISÃO TESTÃO)

AGOSTINHO DE HIPONA E TOMÁS DE AQUINO (3ª SÉRIE, REVISÃO TESTÃO) AGOSTINHO DE HIPONA E TOMÁS DE AQUINO (3ª SÉRIE, REVISÃO TESTÃO) PERÍODOS DA FILOSOFIA MEDIEVAL 1º Patrística: século II (ou do V) ao VIII (Agostinho de Hipona). 2º Escolástica: século IX ao XV (Tomás

Leia mais

Revisão geral de conteúdo Avaliação do 1º trimestre Roteiro de Estudos. Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Professor Danilo Borges

Revisão geral de conteúdo Avaliação do 1º trimestre Roteiro de Estudos. Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Professor Danilo Borges Revisão geral de conteúdo Avaliação do 1º trimestre Roteiro de Estudos Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Professor Danilo Borges Pensamento Medieval Roteiro de Estudos Na Idade Média, a Filosofia se

Leia mais

LEGADOS / CONTRIBUIÇÕES. Democracia Cidadão democracia direta Olimpíadas Ideal de beleza Filosofia História Matemática

LEGADOS / CONTRIBUIÇÕES. Democracia Cidadão democracia direta Olimpíadas Ideal de beleza Filosofia História Matemática LEGADOS / CONTRIBUIÇÕES Democracia Cidadão democracia direta Olimpíadas Ideal de beleza Filosofia História Matemática GEOGRAFIA, ECONOMIA E POLÍTICA Terreno montanhoso Comércio marítimo Cidades-estado

Leia mais

1- Unificação dos Estados Nacionais. Centralização do poder

1- Unificação dos Estados Nacionais. Centralização do poder 1- Unificação dos Estados Nacionais Centralização do poder 1.1- Nobreza classe dominante Isenção de impostos; Ocupação de cargos públicos; Altos cargos no exército. 1- Conceito: Sistema de governo que

Leia mais

Distinção entre Norma Moral e Jurídica

Distinção entre Norma Moral e Jurídica Distinção entre Norma Moral e Jurídica Filosofia do direito = nascimento na Grécia Não havia distinção entre Direito e Moral Direito absorvia questões que se referiam ao plano da consciência, da Moral,

Leia mais

Tema DC - 01 INTRODUÇÃO DO ESTUDO DO DIREITO CONSTITUCIONAL RECORDANDO CONCEITOS

Tema DC - 01 INTRODUÇÃO DO ESTUDO DO DIREITO CONSTITUCIONAL RECORDANDO CONCEITOS Tema DC - 01 INTRODUÇÃO DO ESTUDO DO DIREITO CONSTITUCIONAL RECORDANDO CONCEITOS 1 1. CONCEITO BÁSICO DE DIREITO Somente podemos compreender o Direito, em função da sociedade. Se fosse possível ao indivíduo

Leia mais

PROJETO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA NA ESCOLA

PROJETO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA NA ESCOLA PROJETO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA NA ESCOLA O que é o Projeto de Intervenção Pedagógica? O significado de projeto encontrado comumente nos dicionários da Língua Portuguesa está associado a plano de realizar,

Leia mais

História- 2 ano/ Ensino Médio Revolução Francesa

História- 2 ano/ Ensino Médio Revolução Francesa História- 2 ano/ Ensino Médio Revolução Francesa 1 A Revolução Francesa representou uma ruptura da ordem política (o Antigo Regime) e sua proposta social desencadeou a) a concentração do poder nas mãos

Leia mais

KARL MARX (1818-1883)

KARL MARX (1818-1883) KARL MARX (1818-1883) 1861 Biografia Nasceu em Trier, Alemanha. Pais judeus convertidos. Na adolescência militante antireligioso; A crítica da religião é o fundamento de toda crítica. Tese de doutorado

Leia mais

Neoclassicismo. Segundo a leitura acima analise os itens e marque uma ÚNICA alternativa:

Neoclassicismo. Segundo a leitura acima analise os itens e marque uma ÚNICA alternativa: Neoclassicismo Questão 01 De acordo com a tendência neoclássica, uma obra de arte só seria perfeitamente bela na medida em que imitasse não as formas da natureza, mas as que os artistas clássicos gregos

Leia mais

A FILOSOFIA HELENÍSTICA A FILOSOFIA APÓS A CONQUISTA DA GRÉCIA PELA MACEDÔNIA

A FILOSOFIA HELENÍSTICA A FILOSOFIA APÓS A CONQUISTA DA GRÉCIA PELA MACEDÔNIA A FILOSOFIA HELENÍSTICA A FILOSOFIA APÓS A CONQUISTA DA GRÉCIA PELA MACEDÔNIA O IMPÉRIO ALEXANDRINO A FILOSOFIA ESTOICA PARTE DA SEGUINTE PERGUNTA: COMO DEVO AGIR PARA VIVER BEM? COMO POSSO VIVER BEM E,

Leia mais

O mundo, seu início e continuidade, com filósofos.

O mundo, seu início e continuidade, com filósofos. As definições que seguem foram compiladas na leitura e consulta de diversos livros, e de pesquisas realizadas na Internet. O mundo, seu início e continuidade, com filósofos. -13,7 bilhões de anos = Ocorrência

Leia mais

História da Educação. Fernando Santiago dos Santos fernandoss@cefetsp.br www.fernandosantiago.com.br (13) 9141-2155 8822-5365

História da Educação. Fernando Santiago dos Santos fernandoss@cefetsp.br www.fernandosantiago.com.br (13) 9141-2155 8822-5365 História da Educação Fernando Santiago dos Santos fernandoss@cefetsp.br www.fernandosantiago.com.br (13) 9141-2155 8822-5365 Aula 1 14 fev. 2011 Apresentação dos conteúdos, estratégias, ementa, avaliação

Leia mais

A EDUCAÇÃO PARA A EMANCIPAÇÃO NA CONTEMPORANEIDADE: UM DIÁLOGO NAS VOZES DE ADORNO, KANT E MÉSZÁROS

A EDUCAÇÃO PARA A EMANCIPAÇÃO NA CONTEMPORANEIDADE: UM DIÁLOGO NAS VOZES DE ADORNO, KANT E MÉSZÁROS A EDUCAÇÃO PARA A EMANCIPAÇÃO NA CONTEMPORANEIDADE: UM DIÁLOGO NAS VOZES DE ADORNO, KANT E MÉSZÁROS Kely-Anee de Oliveira Nascimento Universidade Federal do Piauí kelyoliveira_@hotmail.com INTRODUÇÃO Diante

Leia mais

Caracterização Cronológica

Caracterização Cronológica Caracterização Cronológica Filosofia Medieval Século V ao XV Ano 0 (zero) Nascimento do Cristo Plotino (204-270) Neoplatônicos Patrística: Os grandes padres da igreja Santo Agostinho ( 354-430) Escolástica:

Leia mais

EXERCÍCIOS SOBRE RENASCIMENTO

EXERCÍCIOS SOBRE RENASCIMENTO EXERCÍCIOS SOBRE RENASCIMENTO TEXTO O termo Renascimento é comumente aplicado à civilização européia que se desenvolveu entre 1300 e 1650. Além de reviver a antiga cultura greco-romana, ocorreram nesse

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA COMO DISCIPLINA FILOSÓFICA

A IMPORTÂNCIA DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA COMO DISCIPLINA FILOSÓFICA A IMPORTÂNCIA DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA COMO DISCIPLINA FILOSÓFICA Juliana da Silva Valle (G-CCHE-UENP/CJ) Fábio Antônio Gabriel (Orientador-CCHE-UENP/CJ) RESUMO: Esta comunicação refere-se a resultados

Leia mais

ÉTICA E MORAL. Existe alguma confusão entre o Conceito de Moral e o Conceito de Ética. A etimologia destes termos ajuda a distingui-los, sendo que

ÉTICA E MORAL. Existe alguma confusão entre o Conceito de Moral e o Conceito de Ética. A etimologia destes termos ajuda a distingui-los, sendo que ÉTICA E MORAL Existe alguma confusão entre o Conceito de Moral e o Conceito de Ética. A etimologia destes termos ajuda a distingui-los, sendo que -Ética vem do grego ethos que significa modo de ser. -Moral

Leia mais

Douglas Filenga TGA I. Tópicos do módulo: a)campo de atuação profissional; b)perspectivas organizacionais;

Douglas Filenga TGA I. Tópicos do módulo: a)campo de atuação profissional; b)perspectivas organizacionais; Administração Douglas Filenga TGA I Tópicos do módulo: a)campo de atuação profissional; b)perspectivas organizacionais; c) Habilidades profissionais; d)influências históricas. Campo de atuação: Os diferentes

Leia mais

A origem dos filósofos e suas filosofias

A origem dos filósofos e suas filosofias A Grécia e o nascimento da filosofia A origem dos filósofos e suas filosofias Você certamente já ouviu falar de algo chamado Filosofia. Talvez conheça alguém com fama de filósofo, ou quem sabe a expressão

Leia mais

FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR DE LINHARES EDIMIR DOS SANTOS LUCAS GIUBERTI FORNACIARI SARAH NADIA OLIVEIRA

FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR DE LINHARES EDIMIR DOS SANTOS LUCAS GIUBERTI FORNACIARI SARAH NADIA OLIVEIRA FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR DE LINHARES EDIMIR DOS SANTOS LUCAS GIUBERTI FORNACIARI SARAH NADIA OLIVEIRA LIBERDADE ANTIGA E LIBERADE MODERNA LINHARES 2011 EDIMIR DOS SANTOS LUCAS GIUBERTI FORNACIARI SARAH

Leia mais

Curso Política e Cidadania - Básico SENADOR RODRIGO ROLLEMBERG - PSB/DF. Básico volume

Curso Política e Cidadania - Básico SENADOR RODRIGO ROLLEMBERG - PSB/DF. Básico volume Curso Política e Cidadania - Básico 61 SENADOR RODRIGO ROLLEMBERG - PSB/DF Básico volume Gabinete do Senador Rodrigo Rollemberg 2 Curso Política e Cidadania - Básico CURSO POLÍTICA E CIDADANIA VOL.6 CIÊNCIA

Leia mais

(1864-1920) Max Weber: a ética protestante e o espírito do capitalismo

(1864-1920) Max Weber: a ética protestante e o espírito do capitalismo (1864-1920) Max Weber: a ética protestante e o espírito do capitalismo Contexto histórico: Alemanha: organização tardia do pensamento burguês e do Estado nacional. e Humanas na Alemanha: interesse pela

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular INTRODUÇÃO HISTÓRICA À PSICOLOGIA Ano Lectivo 2011/2012

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular INTRODUÇÃO HISTÓRICA À PSICOLOGIA Ano Lectivo 2011/2012 Programa da Unidade Curricular INTRODUÇÃO HISTÓRICA À PSICOLOGIA Ano Lectivo 2011/2012 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (1º Ciclo) 2. Curso Psicologia 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular

Leia mais

Orientação de estudo semanal turma 231 Filosofia II

Orientação de estudo semanal turma 231 Filosofia II Orientação de estudo semanal turma 231 Filosofia II Na orientação dessa semana faremos questões objetivas sobre filosofia política. II. Questões sobre Filosofia Política 1. Foi na Grécia de Homero que

Leia mais

Marxismo e Ideologia

Marxismo e Ideologia Rita Vaz Afonso 1 FBAUL, 2010 Marxismo e Ideologia 1 rita.v.afonso@gmail.com. O trabalho responde à disciplina semestral de Cultura Visual I do primeiro ano da Faculdade de Belas Artes da Universidade

Leia mais

GABARITO - FILOSOFIA - Grupo L

GABARITO - FILOSOFIA - Grupo L GABARITO - FILOSOFIA - Grupo L Os comentários e indicações relativos a cada questão constituem apenas uma dentre linhas possíveis de abordagem. Como buscamos formular questões que combinassem os conhecimentos

Leia mais

John Locke (1632-1704) Colégio Anglo de Sete Lagoas - Professor: Ronaldo - (31) 2106-1750

John Locke (1632-1704) Colégio Anglo de Sete Lagoas - Professor: Ronaldo - (31) 2106-1750 John Locke (1632-1704) Biografia Estudou na Westminster School; Na Universidade de Oxford obteve o diploma de médico; Entre 1675 e 1679 esteve na França onde estudou Descartes (1596-1650); Na Holanda escreveu

Leia mais

O PENSAMENTO SOCIOLÓGICO: AUGUSTO COMTE RESUMO. sociologia. Comte, como pai da sociologia positivista adquiriu conhecimento dedicando ao

O PENSAMENTO SOCIOLÓGICO: AUGUSTO COMTE RESUMO. sociologia. Comte, como pai da sociologia positivista adquiriu conhecimento dedicando ao 1 O PENSAMENTO SOCIOLÓGICO: AUGUSTO COMTE Rosemary Dias Ribeiro Rodrigues 1 RESUMO Desenvolveu o Positivismo corrente sociológico, é um dos fundadores da sociologia. Comte, como pai da sociologia positivista

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA DE ALUNOS E PORTADOR DE DIPLOMA DE GRADUAÇÃO PRIMEIRO SEMESTRE - 2016 ANEXO VI CURSO DE PSICOLOGIA 1º PERÍODO

PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA DE ALUNOS E PORTADOR DE DIPLOMA DE GRADUAÇÃO PRIMEIRO SEMESTRE - 2016 ANEXO VI CURSO DE PSICOLOGIA 1º PERÍODO 1 Conteúdos conceituais ANEXO VI CURSO DE PSICOLOGIA 1º PERÍODO CONSTRUÇÃO DO PENSAMENTO PSICOLÓGICO Definição dos conceitos de conhecimento científico e de senso comum; Estudo do processo de obtenção

Leia mais

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES Introdução ao tema A importância da mitologia grega para a civilização ocidental é tão grande que, mesmo depois de séculos, ela continua presente no nosso imaginário. Muitas

Leia mais

Avaliação em filosofia: conteúdos e competências

Avaliação em filosofia: conteúdos e competências Avaliação em filosofia: conteúdos e competências Desidério Murcho Universidade Federal de Ouro Preto desiderio@ifac.ufop.br 1 Immanuel Kant O jovem que completou a sua instrução escolar habituou- se a

Leia mais

DIREITOS HUMANOS. Concepções, classificações e características A teoria das gerações de DDHH Fundamento dos DDHH e a dignidade Humana

DIREITOS HUMANOS. Concepções, classificações e características A teoria das gerações de DDHH Fundamento dos DDHH e a dignidade Humana DIREITOS HUMANOS Noções Gerais Evolução Histórica i Concepções, classificações e características A teoria das gerações de DDHH Fundamento dos DDHH e a dignidade Humana Positivismo e Jusnaturalismo Universalismo

Leia mais

O público e o privado em Hannah Arendt A condição Humana

O público e o privado em Hannah Arendt A condição Humana O público e o privado em Hannah Arendt A condição Humana Hannah Arendt na obra A condição Humana trata especificamente da questão do público e do privado. 1) Designa três condições/atividades humanas fundamentais:

Leia mais

Perguntas e Concepções presentes sobre a natureza do Psicológico e da Psicologia. I Natureza Humana

Perguntas e Concepções presentes sobre a natureza do Psicológico e da Psicologia. I Natureza Humana Perguntas e Concepções presentes sobre a natureza do Psicológico e da Psicologia I Natureza Humana * Qual a natureza humana? Ou seja, qual é a ontologia humana? - Uma teoria da natureza humana busca especificar

Leia mais

História da Educação I. Prof. Fernando Roberto Campos

História da Educação I. Prof. Fernando Roberto Campos História da Educação I Prof. Fernando Roberto Campos Reflexão A torneira seca (mas pior: a falta de sede). a luz apagada (mas pior: o gosto do escuro). a porta fechada (mas pior: a chave por dentro). José

Leia mais

A ÉTICA DAS VIRTUDES. A ética e a moral: origem da ética As ideias de Sócrates/Platão. Prof. Dr. Idalgo J. Sangalli (UCS) 2011

A ÉTICA DAS VIRTUDES. A ética e a moral: origem da ética As ideias de Sócrates/Platão. Prof. Dr. Idalgo J. Sangalli (UCS) 2011 A ÉTICA DAS VIRTUDES A ética e a moral: origem da ética As ideias de Sócrates/Platão Prof. Dr. Idalgo J. Sangalli (UCS) 2011 ETHOS Significado original do termo ETHOS na língua grega usual: morada ou abrigo

Leia mais