Mesa Redonda Agrícola

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Mesa Redonda Agrícola"

Transcrição

1 Mesa Redonda Agrícola Dia 14/04 das 14 às 16h Wady J. M. Cury 14 e 15 de Abril de 2015

2 ÍNDICE Princípios do Seguro

3 MUTUALISMO... É um dos princípios fundamentais que constitui a base de todas as operações de seguro e pode ser assim definido: reunião de um grupo de pessoas, com interesses seguráveis comuns, que concorrem para a formação de uma massa econômica com a finalidade de suprir, em determinado momento, necessidades eventuais de algumas daquelas pessoas. (Funenseg, 1996b, p.9)

4 MUTUALISMO...

5 MUTUALISMO... Aumento do número de expostos da carteira dispersão Baixa correlação entre os riscos isolados Definição de perfis de riscos e dos interesses seguráveis X Dispersão Geográfica pulverização do risco Variedade de Culturas diversificação dos riscos Alta correlação entre os riscos isolados Definição de perfis de riscos e dos interesses seguráveis

6 COLETIVISMO... No caso do seguro agrícola deve ser somado ao princípio do mutualismo a visão da gestão coletiva, baseada na interação e integração dos diversos agentes que atuam no agronegócio interesses seguráveis públicos e privados.

7 ÍNDICE Princípios do Seguro

8 Processo de produção Caráter Biológico Produção Cíclica Dependência da Natureza Volatilidade de Preços

9 Riscos da produção Produção Crédito Câmbio Patrimônio Transporte Preços

10 Zoneamento Agrícola de Risco Climático Indica datas ou períodos otimizados de plantio por município, correlacionados ao ciclo da cultura e ao tipo de solo, de modo a minimizar a chance de que adversidades climáticas coincidam com as fases mais sensíveis das culturas ; É um instrumento de política agrícola e gestão de riscos na agricultura; Referência para o Seguro Agrícola;

11 Funções do Seguro Agrícola Estabilidade Econômica do produtor Rural Indutor do Desenvolvimento de Tecnologia no Campo Manutenção de Emprego no Campo Proteção da Produção ou da Renda do Produtor Rural Proteção da Oferta de Crédito para o Produtor Rural Equalização do Orçamento do Governo

12 Funções da Subvenção ao Prêmio Incentiva a demanda pelo Seguro Agrícola Garante a expansão e continuidade do Seguro Agrícola Propicia a evolução e o desenvolvimento de novos produtos

13 Funções do Fundo de Catástrofe FUNDO DE CATÁSTROFE AGRÍCOLA - CAT Incentiva a oferta pelas Seguradoras e Resseguradores Garante a expansão e a continuidade do Seguro Agrícola Garante a Equalização do Orçamento do Governo

14 Instrumento de Política Agrícola Política Agrícola Art. 187 da CF/88 1. Inciso V Seguro Agrícola 2. Outras Políticas

15 ÍNDICE Princípios do Seguro

16 Seguro Agrícola no Mundo * * PAÍS RESUMO DAS ESTRUTURAS DOS PROGRAMAS DE SEGURO AGRÍCOLA Lei de Seguro Agrícola Subsídio ao Prêmio Médio Fundo de CAT Brasil sim 50% sim Termos e Condições Uniformes Não, em discussão Estrutura Central de Gestão da Seguro Agrícola Importância Segurada (US$ milhões) Prêmios (US$ milhões) não 9.032** 590** Canadá sim 60% sim sim sim China sim 50% não não não Espanha sim 43% sim sim sim EUA sim 62% sim sim sim Itália sim 70% sim não sim México sim 42% não não não Turquia sim 50% Multi Risco (66% geada) sim sim sim * Principais países ** considerando o total emitido pelo mercado base SUSEP ( R$ 300 milhões de subvenção está sob a analise do MAPA) (base MAPA e SUSEP) e Importância Segurada projetada (com valores convertidos para US$ com taxa média de 2014 R$ 2,34 ) Fonte Munich RE

17 Seguro Agrícola no Mundo PROGRAMAS DE SEGURO AGRÍCOLA EM ALGUNS PAISES * Países Números de Seguradoras que operam % de penetração de seguro Agrícola nas áreas plantadas Brasil 9 14% ** Canadá até 10 60% China até 10 45% Espanha 22 30% EUA 15 89% França até 5 5% Multi Risco e 60% granizo Itália até 5 25% México 3 10% Multi Risco e 50% cadenas Turquia até 8 11% Fonte Munich Re ) * principais países ** sem considerar o Proagro e Proagro Mais

18 ÍNDICE Princípios do Seguro

19 Legislação do Seguro Agrícola Lei nº 2.168/54 Lei nº 4.829/65 Regulamentada pelo Dec /66 Decreto Lei nº73 21/11/1966 Resolução CNSP nº46/2001 Resolução CNSP nº95/2002 Lei nº /12/2003 Estabelece normas para instituição do seguro agrário e cria a Cia Nacional de Seguros Agrícola - CNSA Institucionaliza o crédito rural no Brasil - art.30º Cria o Fundo de Estabilidade do Seguro Rural (FESR) art. 19º Dispõe sobre o seguro rural e o Fundo de Estabilidade do Seguro Rural (FESR) Define as modalidades de Seguros Rurais Dispõe sobre a subvenção econômica ao prêmio do seguro rural

20 Legislação do Seguro Agrícola Lei nº /06/2004 Decreto nº /12/2006 Decreto nº /12/2009 LCP 137/2012 Resolução Nº27 22/01/2014 Regulamenta a Lei Nº Aprova os percentuais e valores máximos da subvenção ao prêmio do seguro rural para o triênio 2007 a 2009 Aprova os percentuais e valores máximos de subvenção ao prêmio do seguro rural para o triênio de 2010 a 2012 Autoriza a participação da União em fundo destinado à cobertura suplementar dos riscos do seguro rural Altera o Plano Trienal do Seguro Rural - PTSR do Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural para o período de 2013 a 2015

21 Histórico do Seguro Agrícola Cia. Nacional de Seguro Agrícola Cosesp Porto Seguro Cia. De Seguros Aliança do Brasil MAPFRE Swiss Re Seguros Allianz Seguros Nobre Seguradora Farifax Seguros Essor Seguros Sancor Seguros

22 Histórico do Seguro Agrícola Prêmio de Seguro Agrícola

23 Evolução Programa de Subvenção Fonte: Ministério da Agricultura

24 ÍNDICE Princípios do Seguro

25 Volatilidade da Frequência 40,0% 35,0% 35,3% 30,0% 31,5% 25,0% 20,0% 15,0% 14,2% 16,5% 10,0% 5,0% 0,0% 0,0% 0,5% 1,3% 2,1% 3,2% 3,7% 6,7%

26 Volatilidade da Sinistralidade 1.500, , , , , ,00 900,00 800,00 700,00 600,00 500,00 400,00 300,00 200,00 100,00 0,00 IRB RE e Fonte: SES - SUSEP 545% 68% Prêmio Emitido Resseguro Cedido Sinistralidade 162% 25% Seguro Agrícola (R$ MM) % 365% 29% 46% 40% % 6% 46% 83% 37% 54% 600% 500% 400% 300% 200% 100% 0%

27 ÍNDICE Princípios do Seguro

28 Visão de futuro Seguro Agrícola Modelo Integrado de Informações - Banco de dados Integrar diferentes fontes de dados e de informações existentes e disponibilizá-las em um portal do setor rural é essencial para o desenvolvimento do seguro agrícola; Capacitação Profissional Padronização das Normas Técnicas, específicas por culturas e regiões, para a realização de: assistências técnicas aos segurados e seguradoras, realização das inspeções; perícias técnicas e regulações dos sinistros; Desenvolvimento e Gestão Atuarial Os dados e as informações serão utilizadas pelos atuários no desenvolvimento das metodologias atuarias específicas para a determinação dos custos e condições das apólices, e bem como estabelecer dos níveis máximos das coberturas por áreas geográficas municípios ou regiões - e culturas; Modelos de Monitoramento A conjugação dos modelos: de previsão de clima; de previsão de safras e o de monitoramento remoto ou não dos riscos, é um dos fatores essenciais na gestão do seguro agrícola;

29 Visão de futuro Seguro Agrícola Regulamentação específica para o Seguro Agrícola Rever as regulamentações do Seguro Agrícola com a finalidade de atender as sua especificidades e caracterizas técnicas operacionais. Produtos Aderentes às Necessidades dos Agricultores Estudo do perfil dos produtores e desenvolver produtos que atendam as reais necessidades quanto a riscos e coberturas através da personalização dos produtos de seguro. Fórum para Integração Publico e Privado Desenvolver uma agenda comum de trabalho, envolvendo os diversos setores do agronegócio; do sistema segurador e órgãos governamentais, com o objetivo de discutir e propor ações que viabilizem o crescimento sustentado seguro agrícola no Brasil e o torne, de fato, em um dos instrumentos da Política Agrícola.

30 Conclusão Conclusão Devido à dinâmica da agricultura brasileira, suas dimensões e Devido diversidade, à dinâmica a da construção agricultura de brasileira, um suas dimensões modelo de e diversidade, seguro agrícola a construção sólido de um no modelo Brasil só de será seguro possível agrícola sob uma sólido no Brasil só gestão será possível coletivista sob por uma parte gestão dos coletivista agentes por parte públicos dos e agentes privados públicos e privados envolvidos. envolvidos; Para o Para produtor o produtor rural, o rural, seguro o seguro agrícola deverá deverá ser descomplicado, ser descomplicado, acessível e coerente acessível com as e necessidades coerente com e as especificidades ecificidades da produção e mercado e no qual mercado está inserido. no qual está inserido.

31 Muito Obrigado Wady J. M Cury 14 e 15 de Abril de 2015

Síntese dos desafios do seguro rural no Brasil: onde falhamos e até onde avançamos. Vitor Ozaki Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz

Síntese dos desafios do seguro rural no Brasil: onde falhamos e até onde avançamos. Vitor Ozaki Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Síntese dos desafios do seguro rural no Brasil: onde falhamos e até onde avançamos Vitor Ozaki Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz ONDE FALHAMOS? SÍNTESE HISTÓRICA - Criação da Federal Crop

Leia mais

SEGURO RURAL AVANÇOS E PERSPECTIVAS

SEGURO RURAL AVANÇOS E PERSPECTIVAS SEGURO RURAL AVANÇOS E PERSPECTIVAS Histórico do Seguro Agrícola no Brasil 1878 - Congresso Agrícola do Recife; Lei n 2.168, de 11 de janeiro de 1954, estabelece normas para a instituição do seguro agrário

Leia mais

Camara Temática de Seguros Rurais

Camara Temática de Seguros Rurais Camara Temática de Seguros Rurais Ministério da Agricultura,Pecuária e Abastecimento 07.06.2011 Camara Temática Seguro Rural Agenda 1 - Legislação O seguro rural: setor, abrangência e legislação 2 - Modelo

Leia mais

Fundo de Catástrofe do Seguro Rural

Fundo de Catástrofe do Seguro Rural Fundo de Catástrofe do Seguro Rural O Presidente da República submete hoje à apreciação do Congresso Nacional Projeto de Lei Complementar autorizando a constituição do Fundo de Catástrofe do Seguro Rural.

Leia mais

Análise a Respeito do Seguro Agrícola no Brasil. Benedito S. Ferreira Diretor Titular Departamento do Agronegócio FIESP Junho de 2008

Análise a Respeito do Seguro Agrícola no Brasil. Benedito S. Ferreira Diretor Titular Departamento do Agronegócio FIESP Junho de 2008 Análise a Respeito do Seguro Agrícola no Brasil Benedito S. Ferreira Diretor Titular Departamento do Agronegócio FIESP Junho de 2008 Escopo da Análise Com base nas experiências internacionais e brasileiras

Leia mais

SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE SEGURO DE EMERGÊNCIA E SEGURO AGRÍCOLA

SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE SEGURO DE EMERGÊNCIA E SEGURO AGRÍCOLA SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE SEGURO DE EMERGÊNCIA E SEGURO AGRÍCOLA Porto Alegre - Brasil 29 de junho a 2 de julho de 2005 O IRB-BRASIL RE COMO RESSEGURADOR E GESTOR DO FUNDO DE ESTABILIDADE DO SEGURO

Leia mais

OS DESAFIOS PARA O DESENVOLVIMENTO SEGURO RURAL PRIVADO NO BRASIL

OS DESAFIOS PARA O DESENVOLVIMENTO SEGURO RURAL PRIVADO NO BRASIL OS DESAFIOS PARA O DESENVOLVIMENTO DO SEGURO RURAL PRIVADO NO BRASIL S E G U R O S E G U R O Seguro Rural Modalidades Seguro Agrícola; Seguro Pecuário; Seguro Aqüícola; Seguro de Florestas; Modalidades

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS - SUSEP

SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS - SUSEP SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS - MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO E SITUAÇÃO ATUAL DO SEGURO AGRÍCOLA Vera Melo - Diretora César Neves - Coordenador Sistema Nacional de Seguros Privados: Conselho Nacional

Leia mais

SEGURO RURAL NO BRASIL: PERSPECTIVAS MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO

SEGURO RURAL NO BRASIL: PERSPECTIVAS MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEGURO RURAL NO BRASIL: SITUAÇÃO ATUAL E PERSPECTIVAS MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SOCORRO PÚBLICO - ASPECTOS NEGATIVOS Elevado custo político Baixa eficiência econômica Elevado

Leia mais

VI Congresso Brasileiro de Algodão. Seguro Agrícola como Alternativa para redução dos Riscos Agropecuários

VI Congresso Brasileiro de Algodão. Seguro Agrícola como Alternativa para redução dos Riscos Agropecuários VI Congresso Brasileiro de Algodão Seguro Agrícola como Alternativa para redução dos Riscos Agropecuários Segmentação do Mercado Segurador Brasileiro Danos SEGUROS Pessoas PREVI- DÊNCIA CAPITA- LIZAÇÃO

Leia mais

Seminário Riscos e Gestão do Seguro Rural no Brasil

Seminário Riscos e Gestão do Seguro Rural no Brasil Seminário Riscos e Gestão do Regulamentação para gestão do seguro rural em eventos catastróficos Otávio Ribeiro Damaso Secretário Adjunto de Política Econômica / otavio.damaso@fazenda.gov.br Campinas,

Leia mais

ANÁLISE A RESPEITO DO AGRÍCOLA NO BRASIL. Benedito S. Ferreira Cosag, 05 de fevereiro de 2007 2007

ANÁLISE A RESPEITO DO AGRÍCOLA NO BRASIL. Benedito S. Ferreira Cosag, 05 de fevereiro de 2007 2007 ANÁLISE A RESPEITO DO AGRÍCOLA NO BRASIL Benedito S. Ferreira Cosag, 05 de fevereiro de 2007 2007 ESCOPO DA ANÁLISE Com base nas experiências internacionais e brasileiras sobre Seguro Agrícola, procurou-se

Leia mais

SEGURO RURAL PSR. Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural Privado

SEGURO RURAL PSR. Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural Privado SEGURO RURAL PSR Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural Privado O QUE É O PSR Apoio do Governo Federal ao produtor rural para contratação de apólice de seguro rural, por meio de subvenção econômica.

Leia mais

SEGURO RURAL: ASPECTOS GERAIS E PRINCIPAIS TENDÊNCIAS. PROCAD UFMG Novembro/09

SEGURO RURAL: ASPECTOS GERAIS E PRINCIPAIS TENDÊNCIAS. PROCAD UFMG Novembro/09 SEGURO RURAL: ASPECTOS GERAIS E PRINCIPAIS TENDÊNCIAS PROCAD UFMG Novembro/09 SEGURO RURAL Modalidades Seguro Rural Modalidades Seguro Agrícola; Seguro Pecuário; Seguro de Benfeitorias e Produtos Agropecuários;

Leia mais

P R O A G R O. Programa de Garantia da Atividade Agropecuária. Deoclécio Pereira de Souza. Rio Branco (AC) 22-07-2008

P R O A G R O. Programa de Garantia da Atividade Agropecuária. Deoclécio Pereira de Souza. Rio Branco (AC) 22-07-2008 P R O A G R O Programa de Garantia da Atividade Agropecuária Deoclécio Pereira de Souza Rio Branco (AC) 22-07-2008 1 1.a S E G U R O A - M U N D O ANO > 1347 LOCAL > GÊNOVA - Itália FATO > 1º CONTRATO

Leia mais

Diálogo Brasil Estados Unidos: o caso do seguro rural

Diálogo Brasil Estados Unidos: o caso do seguro rural 17nov 2015 Diálogo Brasil Estados Unidos: o caso do seguro rural Por Fernanda Schwantes* 1. Apresentação O setor agropecuário está exposto a diferentes elementos de risco, provenientes de fatores climáticos,

Leia mais

COMISSÃO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA, ABASTECIMENTO E DESENVOLVIMENTO RURAL. PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 374, de 2008 SUBSTITUTIVO DO RELATOR

COMISSÃO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA, ABASTECIMENTO E DESENVOLVIMENTO RURAL. PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 374, de 2008 SUBSTITUTIVO DO RELATOR COMISSÃO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA, ABASTECIMENTO E DESENVOLVIMENTO RURAL PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 374, de 2008 SUBSTITUTIVO DO RELATOR Dispõe sobre o aperfeiçoamento dos instrumentos de seguro rural

Leia mais

Política Agrícola e Comércio Internacional. Acadêmicos: Aline Clarice Celmar Marcos Micheli Virginia

Política Agrícola e Comércio Internacional. Acadêmicos: Aline Clarice Celmar Marcos Micheli Virginia Política Agrícola e Comércio Internacional Acadêmicos: Aline Clarice Celmar Marcos Micheli Virginia Introdução O seguro agrícola é um dos instrumentos da política agrícola mais eficaz utilizado para minimizar

Leia mais

Seguros Rurais Mais do que Apólices. Aline A. Milani 10/2015

Seguros Rurais Mais do que Apólices. Aline A. Milani 10/2015 Seguros Rurais Mais do que Apólices Aline A. Milani 10/2015 Grandezas do Agronegócio Brasileiro Cria aproximadamente 37% de todos os empregos do País Responde por aproximadamente 39% das exportações Cerca

Leia mais

Sistemas de Informação para a Gestão do Seguro Rural no Brasil

Sistemas de Informação para a Gestão do Seguro Rural no Brasil Sistemas de Informação para a Gestão do Seguro Rural no Brasil Sidney Dias da Silva Campinas (SP), Junho de 2008 Agenda 1. Principais Processos Primários das Seguradoras 2. Dados e Informações Necessárias

Leia mais

Seguro Rural. Desafios para a sua Operacionalização

Seguro Rural. Desafios para a sua Operacionalização Seguro Rural Desafios para a sua Operacionalização GESTÃO DE RISCO RURAL Riscos Rurais: - Climatológicos; Incêndio; Vida animal; Propriedades; Equipamentos; Armazenagem; Transporte; e, Preço. Seguro Rural

Leia mais

Pedro Loyola Federação da Agriculturas do Estado do Paraná (FAEP) - Brasil ALASA 2012 - QUEBEC - CANADA

Pedro Loyola Federação da Agriculturas do Estado do Paraná (FAEP) - Brasil ALASA 2012 - QUEBEC - CANADA Pedro Loyola Federação da Agriculturas do Estado do Paraná (FAEP) - Brasil ALASA 2012 - QUEBEC - CANADA SEGURO RURAL EVOLUÇÃO PSR 2005-2014 SITUAÇÃO 2015 ORÇAMENTO PSR 2016 NOVAS REGRAS 2016-2018 CONCLUSÕES

Leia mais

Monitoramento e Gestão do Seguro Rural

Monitoramento e Gestão do Seguro Rural Mesa Redonda IV - Tecnologias disponíveis para mitigação e gestão do risco agrícola Monitoramento e Gestão do Seguro Rural 24/06/2008 1 AGENDA 1- Abrangência 2 - Mercado Brasileiro de Seguro Agrícola 3-

Leia mais

Entenda o seguro rural

Entenda o seguro rural HOME PERGUNTAS FREQUENTES MAPA DO SIT ça, 29 de Maio de 2012 HO ME INDIVÍDUO EMPRESA MERCADO GLOSSÁRIO FALE CONOSCO os de coberturas mprando uma apólice e poupando Entenda o seguro rural Comprando uma

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DE PROGRAMA DE SUBVENÇÃO PARA O SEGURO RURAL. www.brasileirarural.com.br

A IMPORTÂNCIA DE PROGRAMA DE SUBVENÇÃO PARA O SEGURO RURAL. www.brasileirarural.com.br A IMPORTÂNCIA DE PROGRAMA DE SUBVENÇÃO PARA O SEGURO RURAL INSTRUMENTOS DE Minimização de Riscos I Proagro Mais II Seguro Privado. Coberturas: - Variações Climáticas - Preços - Índices III Cobertura Complementar

Leia mais

Reunião Câmara Setorial Cadeia Produtiva do Arroz - 10/09/10

Reunião Câmara Setorial Cadeia Produtiva do Arroz - 10/09/10 Reunião Câmara Setorial Cadeia Produtiva do Arroz Brasília/DF - 10/09/10 Dados da Seguradora Aliança a do Brasil Seguro Agrícola Riscos Cobertos Tromba d água Ventos fortes e ventos frios Granizo Geada

Leia mais

Gestão de risco rural, Proagro, seguro rural e Fundo de Catástrofe. Mesquita de Sant Ana Coordenador-Geral de Seguro Rural SPA/DEGER

Gestão de risco rural, Proagro, seguro rural e Fundo de Catástrofe. Mesquita de Sant Ana Coordenador-Geral de Seguro Rural SPA/DEGER Gestão de risco rural, Proagro, seguro rural e Fundo de Catástrofe Eustáquio Mesquita de Sant Ana Coordenador-Geral de Seguro Rural SPA/DEGER RR AP AM PA MA CE RN AC 90 s RO MT TO PI BA PB PE AL SE 80

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Page 1 of 5 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI N o 10.823, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2003. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono

Leia mais

SEGURO RURAL BRASILEIRO

SEGURO RURAL BRASILEIRO SEGURO RURAL BRASILEIRO Gestão de Risco Rural Programa de Subvenção Econômica ao Prêmio do Seguro Rural 2011 O QUE É O SEGURO RURAL? O seguro rural é uma importante ferramenta de gestão de riscos que protege

Leia mais

O Resseguro e a Administração. Rubens Teixeira Junior São Paulo, Outubro/2014

O Resseguro e a Administração. Rubens Teixeira Junior São Paulo, Outubro/2014 O Resseguro e a Administração Rubens Teixeira Junior São Paulo, Outubro/2014 Agenda 1 Sociedade Contemporânea 2 O Resseguro 3 A Administração Agenda 1 Sociedade Contemporânea 2 O Resseguro 3 A Administração

Leia mais

GRÁFICO 1 - EVOLUÇÃO DO CRÉDITO RURAL, NO PERÍODO DE 1969 A 2003, EM BILHÕES DE REAIS - VALORES CONSTANTES DE 2003

GRÁFICO 1 - EVOLUÇÃO DO CRÉDITO RURAL, NO PERÍODO DE 1969 A 2003, EM BILHÕES DE REAIS - VALORES CONSTANTES DE 2003 GRÁFICO 1 - EVOLUÇÃO DO CRÉDITO RURAL, NO PERÍODO DE 1969 A 2003, EM BILHÕES DE REAIS - VALORES CONSTANTES DE 2003 100 90 80 70 60 50 40 30 20 10 0 R$ bilhões 1969 1971 1973 1975 1977 1979 1981 1983 1985

Leia mais

SEGURO RURAL NO BRASIL: da concepção ao Programa de Subvenção ao Prêmio

SEGURO RURAL NO BRASIL: da concepção ao Programa de Subvenção ao Prêmio SEGURO RURAL NO BRASIL: da concepção ao Programa de Subvenção ao Prêmio Igor Jose da Silva Consultor do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento PNUD e do Ministério do Desenvolvimento Agrário

Leia mais

Subsídios para uma nova política agropecuária com gestão de riscos

Subsídios para uma nova política agropecuária com gestão de riscos Subsídios para uma nova política agropecuária com gestão de riscos Evandro Gonçalves Brito Diretoria de Agronegócios / Banco do Brasil Uberlândia (MG), 18 de novembro de 2010. Desafios Globais Os dez maiores

Leia mais

SEGURO RISCOS RURAIS 2002 / JAN A SET - 2012

SEGURO RISCOS RURAIS 2002 / JAN A SET - 2012 SEGURO RISCOS RURAIS 2002 / JAN A SET - 2012 1 SEGURO RISCOS RURAIS Esse estudo tomou por base dados oficiais gerados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, IBGE e pela SUSEP (Superintendência

Leia mais

SEGURO RURAL BRASILEIRO. Elaine Cristina dos Santos Ferreira

SEGURO RURAL BRASILEIRO. Elaine Cristina dos Santos Ferreira SEGURO RURAL BRASILEIRO Elaine Cristina dos Santos Ferreira MODALIDADES OFERTADAS DE SEGURO RURAL Agrícola Pecuário Florestas Aqüícola Penhor rural Benfeitorias e produtos agropecuários CPR Vida do Produtor

Leia mais

RESSEGURO DO PROAGRO. Eng Agr Angelo Gemignani Sb

RESSEGURO DO PROAGRO. Eng Agr Angelo Gemignani Sb RESSEGURO DO PROAGRO Eng Agr Angelo Gemignani Sb CRÉDITO RURAL Institucionalizado em 1965 através da Lei n 4.829, de 5-11-65 SEGURO RURAL Institucionalizado em 1966 através do Decreto-Lei n 73, de 21-11-66

Leia mais

PROJETO DE LEI. Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

PROJETO DE LEI. Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: PROJETO DE LEI Dispõe sobre a subvenção econômica ao prêmio do Seguro Rural e dá outras providências. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte

Leia mais

Estado do Paraná Secretaria da Agricultura e do Abastecimento SEAB Departamento de Economia Rural - DERAL. Florianópolis SC Junho - 2015

Estado do Paraná Secretaria da Agricultura e do Abastecimento SEAB Departamento de Economia Rural - DERAL. Florianópolis SC Junho - 2015 Secretaria da Agricultura e do Abastecimento SEAB Florianópolis SC Junho - 2015 Fonte: SEAB/DERAL. Secretaria da Agricultura e do Abastecimento SEAB O Departamento de Economia Rural está localizado na

Leia mais

GRUPO GESER - GESTÃO EM SEGUROS E RISCOS DA ESALQ/USP

GRUPO GESER - GESTÃO EM SEGUROS E RISCOS DA ESALQ/USP GRUPO GESER - GESTÃO EM SEGUROS E RISCOS DA ESALQ/USP Terceira edição outubro 2013 Na terceira edição do Boletim do Seguro Rural (BSR), o Grupo GESER Gestão em Seguros e Riscos abordará em sua Matéria

Leia mais

PERSPETIVA FUTURA DO SEGURO DE COLHEITAS SEGUROS AGRÍCOLAS. Colóquio - Debate. Pedro Ribeiro

PERSPETIVA FUTURA DO SEGURO DE COLHEITAS SEGUROS AGRÍCOLAS. Colóquio - Debate. Pedro Ribeiro PERSPETIVA FUTURA DO SEGURO DE COLHEITAS SEGUROS AGRÍCOLAS Colóquio - Debate Pedro Ribeiro 1 ENQUADRAMENTO Importância crescente da gestão de risco, no âmbito da atividade agrícola, face ao contexto de

Leia mais

Apoio CONSEQUÊNCIAS DOS EFEITOS CLIMÁTICOS NAS OPERAÇÕES DE SEGUROS E RESSEGUROS

Apoio CONSEQUÊNCIAS DOS EFEITOS CLIMÁTICOS NAS OPERAÇÕES DE SEGUROS E RESSEGUROS CONSEQUÊNCIAS DOS EFEITOS CLIMÁTICOS NAS OPERAÇÕES DE SEGUROS E RESSEGUROS 1 O quê vamos ver? 2 PRIMEIRA PARTE ALGUNS DADOS SOBRE O MERCADO DE SEGUROS NO BRASIL E NO MUNDO MERCADO DE SEGUROS MUNDIAL 2008-2009

Leia mais

EXERCICIOS DE FIXAÇÃO CONTABILIDADE ATUARIAL - SEGUROS 2º Bimestre - 6º período Curso de Ciências Contábeis

EXERCICIOS DE FIXAÇÃO CONTABILIDADE ATUARIAL - SEGUROS 2º Bimestre - 6º período Curso de Ciências Contábeis 1. Autarquia, com personalidade jurídica de direito público, que dispõe de autonomia administrativa e financeira, que tem como atribuição fundamental fiscalizar o fiel cumprimento da legislação de seguros:

Leia mais

Programa de Seguro Rural Brasileiro. Aplicação de recursos com base em informações de risco climático

Programa de Seguro Rural Brasileiro. Aplicação de recursos com base em informações de risco climático Programa de Seguro Rural Brasileiro Aplicação de recursos com base em informações de risco climático Programa de Subvenção ao Prêmio do seguro Rural - PSR Evolução do Programa Estudo sobre Priorização

Leia mais

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Emissão entre JAN/2015 a SET/2015 [Arquivo Resumo_SUSEP_de_201501_a_201509_BRL-DPVAT.pdf] Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro - Emissão entre JAN/2015

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Agrário SEGURO DA AGRICULTURA FAMILIAR

Ministério do Desenvolvimento Agrário SEGURO DA AGRICULTURA FAMILIAR Ministério do Desenvolvimento Agrário Jose Carlos Zukowski Coordenador Geral do SEAF POLÍTICAS DA SAF/MDA COM AÇÕES A EM SEMENTES Agroecologia Desenvolvimento sustentável Diversificação Seguro da da Agricultura

Leia mais

GRUPO GESER - GESTÃO EM SEGUROS E RISCOS DA ESALQ/USP

GRUPO GESER - GESTÃO EM SEGUROS E RISCOS DA ESALQ/USP GRUPO GESER - GESTÃO EM SEGUROS E RISCOS DA ESALQ/USP Nesta sexta edição do Boletim do Seguro Rural, o grupo GESER expõe uma análise do mercado de seguro rural privado no Brasil, com foco no seu processo

Leia mais

AGRONEGÓCIO PANORAMA ATUAL

AGRONEGÓCIO PANORAMA ATUAL AGRONEGÓCIO PANORAMA ATUAL IMPORTÂNCIA ECONOMICA 1- Exportações em 2014: Mais de US$ 100 bilhões de dólares; 2- Contribui com aproximadamente 23% do PIB brasileiro; 3- São mais de 1 trilhão de Reais e

Leia mais

Nº 1 - Janeiro 2011. 1. Antecedentes

Nº 1 - Janeiro 2011. 1. Antecedentes Nº 1 - Janeiro 2011 1. Antecedentes Além dos riscos inerentes a toda atividade produtiva, o setor agrícola enfrenta ainda riscos adicionais, decorrentes basicamente de eventos naturais adversos (em geral

Leia mais

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Emissão entre JAN/2015 a OUT/2015 [Arquivo Resumo_SUSEP_de_201501_a_201510_BRL-DPVAT.pdf] Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro - Emissão entre JAN/2015

Leia mais

JARDINE LLOYD THOMPSON. JLT Re Palestra sobre Seguro Garantia

JARDINE LLOYD THOMPSON. JLT Re Palestra sobre Seguro Garantia JARDINE LLOYD THOMPSON JLT Re Palestra sobre Seguro Garantia Seguro Garantia - Definição O Seguro Garantia é um ramo de seguro destinado a garantir o cumprimento de uma obrigação contratual, seja ele de

Leia mais

Seguro rural: nova lei, outras subvenções e poucas certezas

Seguro rural: nova lei, outras subvenções e poucas certezas Seguro rural: nova lei, outras subvenções e poucas certezas Fernando Lagares Távora Sumário 1. Principais novidades na legislação rural em 2003. 2. Cronologia no setor de seguro rural. 3. A Lei n o 10.823

Leia mais

Regulación de Microseguros y Seguros Inclusivos

Regulación de Microseguros y Seguros Inclusivos Regulación de Microseguros y Seguros Inclusivos Luciana Mateus SUSEP/DIRAT/CGPRO Coordenadora-Geral de Produtos Agenda A Superintendência de Seguros Privados (Susep) é uma Autarquia vinculada diretamente

Leia mais

O Mercado de Resseguros no Brasil. San Jose, 13 a 16 de Abril, 2015 ASSAL

O Mercado de Resseguros no Brasil. San Jose, 13 a 16 de Abril, 2015 ASSAL O Mercado de Resseguros no Brasil San Jose, 13 a 16 de Abril, 2015 ASSAL Sumário Tema Breve Histórico do Resseguro no Brasil Marcos Importantes Legislação Modalidades de Resseguradores LC nº 126/2007 Restrições

Leia mais

CADERNOS DE SEGUROS RURAIS NO BRASIL (1) a. Histórico

CADERNOS DE SEGUROS RURAIS NO BRASIL (1) a. Histórico GERENSEGGERENSEGGERENSEG ADMINISTRAÇÃO E GERENCIAMENTO DE SEGUROS LTDA. Av. São Gabriel, 149 -cj. 502 - CEP 01435-001 - SÃO PAULO - SP Tel.: (011) 3165-6152 Fax.: (011) 3165-6102 CADERNOS DE SEGUROS RURAIS

Leia mais

Gestão de Risco. Seguros e garantias para o setor agropecuário. Seminário Financiamento ao Agronegócio. 31 de julho de 2015

Gestão de Risco. Seguros e garantias para o setor agropecuário. Seminário Financiamento ao Agronegócio. 31 de julho de 2015 Gestão de Risco Seguros e garantias para o setor agropecuário Seminário Financiamento ao Agronegócio 31 de julho de 2015 1. Riscos Climáticos Exposição e vulnerabilidade Secas, inundações, geadas, ventos,

Leia mais

Assunto: falta de recursos do governo federal para agricultura do Paraná

Assunto: falta de recursos do governo federal para agricultura do Paraná Assunto: falta de recursos do governo federal para agricultura do Paraná A FAEP tem solicitado ao governo federal que libere os recursos anunciados de R$ 5,6 bilhões na Política de Garantia de Preços Mínimos

Leia mais

AGRONEGÓCIO. Agricultura Pecuária. Dentro da Porteira. Depois da Porteira. Antes da Porteira. Do Plantio à Colheita

AGRONEGÓCIO. Agricultura Pecuária. Dentro da Porteira. Depois da Porteira. Antes da Porteira. Do Plantio à Colheita SEGUROS RURAIS Antes da Porteira AGRONEGÓCIO Agricultura Pecuária Dentro da Porteira EVENTOS CLIMÁTICOS PREJUDICAM TODA A CADEIA Depois da Porteira Do Plantio à Colheita Safra Agrícola 2014 / 2015 VISÃO

Leia mais

Evolução das Aplicações Financeiras (R$ Milhões) 634,6

Evolução das Aplicações Financeiras (R$ Milhões) 634,6 Evolução do Patrimônio Líquido (R$ Milhões) 598,3 Evolução das Aplicações Financeiras (R$ Milhões) 634,6 Participação no Mercado Prêmios de Resseguro Total do Grupo Riscos Financeiros (%) 38,6% 61,4% 104,3

Leia mais

CIRCULAR SUSEP N o 362, de 26 de março de 2008.

CIRCULAR SUSEP N o 362, de 26 de março de 2008. MINISTÉRIO DA FAZENDA Superintendência de Seguros Privados CIRCULAR SUSEP N o 362, de 26 de março de 2008. Estabelece regras para a Nota Técnica Atuarial de Carteira que deverá ser encaminhada com o Plano

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE SEGURO, PROAGRO E RENEGOCIAÇÃO DE DÍVIDAS

ORIENTAÇÕES SOBRE SEGURO, PROAGRO E RENEGOCIAÇÃO DE DÍVIDAS ORIENTAÇÕES SOBRE SEGURO, PROAGRO E RENEGOCIAÇÃO DE DÍVIDAS Por: Maria Silvia C. Digiovani, engenheira agrônoma do DTE/FAEP,Tânia Moreira, economista do DTR/FAEP e Pedro Loyola, economista e Coordenador

Leia mais

Nota à imprensa. Página 1/5. Contatos: Relações com a mídia, Zurique Telefone + 41 43 285 7171. Lucia Bevere, Zurique Telefone + 41 43 285 9279

Nota à imprensa. Página 1/5. Contatos: Relações com a mídia, Zurique Telefone + 41 43 285 7171. Lucia Bevere, Zurique Telefone + 41 43 285 9279 Nota à imprensa a O estudo sigma da Swiss Re sobre catástrofes naturais e desastres causados pelo homem em 2012 registra US$ 77 bilhões em perdas seguradas e prejuízos econômicos na ordem de US$ 186 bilhões

Leia mais

Palestra Seguro de Crédito Cristina Salazar Diretora Executiva da CESCEBRASIL

Palestra Seguro de Crédito Cristina Salazar Diretora Executiva da CESCEBRASIL Palestra Seguro de Crédito Cristina Salazar Diretora Executiva da CESCEBRASIL SEGURO DE CRÉDITO Proteção para as vendas a prazo de produtos ou Prestação de serviços entre empresas Proteção para o Ativo

Leia mais

Auditorias no Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro) e no Zoneamento Agrícola de Risco Climático (ZARC)

Auditorias no Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro) e no Zoneamento Agrícola de Risco Climático (ZARC) Auditorias no Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro) e no Zoneamento Agrícola de Risco Climático (ZARC) Brasília, 15/10/2015 Mitigadores de Risco Visão Geral Agricultura de Subsistência

Leia mais

O papel da APROSOJA na promoção da sustentabilidade na cadeia produtiva da soja brasileira

O papel da APROSOJA na promoção da sustentabilidade na cadeia produtiva da soja brasileira O papel da APROSOJA na promoção da sustentabilidade na cadeia produtiva da soja brasileira Clusters para exportação sustentável nas cadeias produtivas da carne bovina e soja Eng Agrônomo Lucas Galvan Diretor

Leia mais

EXPLORAÇÃO DO CERRADO BRASILEIRO

EXPLORAÇÃO DO CERRADO BRASILEIRO EXPLORAÇÃO DO CERRADO BRASILEIRO CARACTERIZAÇÃO DO CERRADO BRASILEIRO É o maior bioma brasileiro depois da Amazônia, com aproximadamente 2 milhões de km² e está concentrado na região Centro Oeste do Brasil;

Leia mais

DISSEMINAÇÃO ATUARIAL: PERSPECTIVAS PARA A PROFISSÃO ADRIANA OKADA

DISSEMINAÇÃO ATUARIAL: PERSPECTIVAS PARA A PROFISSÃO ADRIANA OKADA DISSEMINAÇÃO ATUARIAL: PERSPECTIVAS PARA A PROFISSÃO ADRIANA OKADA Novos Cenários Crises Recentes: Desaquecimento Econômico e Baixo Retorno Financeiro Mudanças Econômicas Maior Concorrência Novos Cenários

Leia mais

CASTIGLIONE (MLRV) SEGURO GARANTIA UM MERCADO NERVOSO

CASTIGLIONE (MLRV) SEGURO GARANTIA UM MERCADO NERVOSO SEGURO GARANTIA UM MERCADO NERVOSO A SUSEP acabou de divulgar os números referentes ao período de janeiro a novembro de 2011. Sem sombra de dúvidas o SES Sistema de Estatísticas da SUSEP é o único instrumento

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL TEMAS VOLUME DE RECURSOS Do aporte nacional, garantir para o RS no mínimo 20% (vinte por cento) dos recursos para financiamento agropecuário de forma oportuna, tempestiva e suficiente. Aumentar os limites

Leia mais

PROPOSTA DE MÓDULO DE FINANCIAMENTO, CONTRATOS, COMERCIALIZAÇÃO E ASSOCIATIVISMO PARA O SNPA

PROPOSTA DE MÓDULO DE FINANCIAMENTO, CONTRATOS, COMERCIALIZAÇÃO E ASSOCIATIVISMO PARA O SNPA Diretoria de Pesquisas Coordenação de Agropecuária PROPOSTA DE MÓDULO DE FINANCIAMENTO, CONTRATOS, COMERCIALIZAÇÃO E ASSOCIATIVISMO PARA O SNPA (Coordenação de Agropecuária) E DA GEPAD (Gerência de Planejamento,

Leia mais

Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 Ações estruturantes para a Agropecuária Brasileira

Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 Ações estruturantes para a Agropecuária Brasileira Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 ROSEMEIRE SANTOS Superintendente Técnica Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 Ações estruturantes para a Agropecuária

Leia mais

Conhecimentos Bancários. Item 2.3.3- Seguros

Conhecimentos Bancários. Item 2.3.3- Seguros Conhecimentos Bancários Item 2.3.3- Seguros Conhecimentos Bancários Item 2.3.3- Seguros Insegurança nas atividades cotidianas SEGURO Necessidade de controlar o RISCO! Conhecimentos Bancários Item 2.3.3-

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS. RESOLUÇÃO CNSP N o 158, DE 2006.

MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS. RESOLUÇÃO CNSP N o 158, DE 2006. MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS RESOLUÇÃO CNSP N o 58, DE 2006. Dispõe sobre as regras sobre o capital adicional baseado nos riscos de subscrição das sociedades seguradoras

Leia mais

BB Seguro Agrícola Faturamento. Brasília (DF), 06 de Julho de 2011

BB Seguro Agrícola Faturamento. Brasília (DF), 06 de Julho de 2011 BB Seguro Agrícola Faturamento Brasília (DF), 06 de Julho de 2011 1 Mitigadores de Produção/Intempéries. 2 Mitigadores de Preço. 3 Seguro de Faturamento. Exemplos. Mitigadores de Produção/Intemp ão/intempéries

Leia mais

(MLRV) CRÉDITO INTERNO JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1

(MLRV) CRÉDITO INTERNO JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 CRÉDITO INTERNO JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: Também chamado seguro de crédito doméstico, esse seguro oferece cobertura com validade no território

Leia mais

23/02/2010. Tarcísio José Massote de Godoy

23/02/2010. Tarcísio José Massote de Godoy 23/02/2010 Tarcísio José Massote de Godoy Agenda Grupo Segurador Brasil e Mercado Segurador Mundial Mercado de Seguros na América Latina Mercado de Seguros, Previdência e Capitalização Seguros e Previdência

Leia mais

Evolução, Perspectivas e Desafios. J.C. Zukowski

Evolução, Perspectivas e Desafios. J.C. Zukowski SEAF Evolução, Perspectivas e Desafios J.C. Zukowski Coordenador Geral do SEAF SEGUROS AGRÍCOLAS NO BRASIL Emergência ou Básico Agricultura Familiar Agricultura Comercial Garantia-Safra Subsídio ao Prêmio

Leia mais

(MLRV) TRANSPORTES INTERNACIONAIS JAN A JUNHO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1

(MLRV) TRANSPORTES INTERNACIONAIS JAN A JUNHO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 TRANSPORTES INTERNACIONAIS JAN A JUNHO DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: Lamentavelmente a SUSEP alterou a estrutura de resultados não mais detalhando os

Leia mais

Avaliação da Implementação do Programa de Subvenção do Prêmio do Seguro Rural

Avaliação da Implementação do Programa de Subvenção do Prêmio do Seguro Rural página Avaliação da Implementação do Programa de Subvenção do Prêmio do Seguro Rural Estela Alves de Medeiros 1 Resumo: O trabalho objetiva realizar avaliação da implantação do Programa de Subvenção do

Leia mais

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA)

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA) Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA) Relatório com as principais notícias divulgadas pela mídia

Leia mais

Procon, Fiscalizadores, Reguladores e a transparência na relação consumo.

Procon, Fiscalizadores, Reguladores e a transparência na relação consumo. Classificação das Sociedades - Existem 2 categorias : Conglomerados financeiros Concentram se em público-alvo, que são os clientes do próprio conglomerado, pertence a uma sociedade participativa liderada

Leia mais

Hora de 02/04/2014. 17:30 Pauta da Reunião

Hora de 02/04/2014. 17:30 Pauta da Reunião Dados da Reunião Câmara: Câmara Temática de Seguros do Agronegócio Título: Reunião Ordinária N. 11 Local: Sala de Reuniões do CNPA. Térreo do Ed. Sede do MAPA, Brasília/DF Data da Hora de Hora de 02/04/2014

Leia mais

PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGURO GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE

PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGURO GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGURO 2014 GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE O modelo de Gestão da Sustentabilidade do GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE é focado no desenvolvimento de

Leia mais

8º Congresso Brasileiro & Pan-Americano de Atuária. Rio de Janeiro Agosto - 2010

8º Congresso Brasileiro & Pan-Americano de Atuária. Rio de Janeiro Agosto - 2010 Normas Internacionais de Supervisão 8º Congresso Brasileiro & Pan-Americano de Atuária Rio de Janeiro Agosto - 2010 Sumário: 1. Solvência II 2. International Association of Insurance Supervisors IAIS 3.

Leia mais

Conteúdo Programático

Conteúdo Programático 1. Estrutura dos Sistemas de Seguros Gerais, Previdência Complementar Aberta, Capitalização e Saúde Suplementar 1.1 Estrutura do Sistema de Seguros Gerais, Previdência Complementar Aberta e Capitalização

Leia mais

Análise da perda potencial da soja no município de Assis Chateubriand para fins de monitoramento agrometeorológico para a gestão do seguro agrícola

Análise da perda potencial da soja no município de Assis Chateubriand para fins de monitoramento agrometeorológico para a gestão do seguro agrícola Análise da perda potencial da soja no município de Assis Chateubriand para fins de monitoramento agrometeorológico para a gestão do seguro agrícola Leandro Calve 1, Maria Angela Fagnani 2 1 Eng. Agrícola,

Leia mais

PRONAF SUSTENTÁVEL PLANO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DA UNIDADE FAMILIAR

PRONAF SUSTENTÁVEL PLANO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DA UNIDADE FAMILIAR PRONAF SUSTENTÁVEL PLANO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DA UNIDADE FAMILIAR ANTECEDENTES DO PRONAF SUSTENTÁVEL RESGATANDO OS OBJETIVOS DO PRONAF... Estimular o incremento ordenado dos investimentos rurais,

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS - SUSEP

SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS - SUSEP SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS - SUSEP FOLHA A Lei Complementar n.º 126, de 15 de janeiro de 2007, instituiu a política de resseguros, retrocessão e sua intermediação, as operações de co-seguro,

Leia mais

PARECER Nº, DE 2011. RELATOR: Senador ARMANDO MONTEIRO I RELATÓRIO

PARECER Nº, DE 2011. RELATOR: Senador ARMANDO MONTEIRO I RELATÓRIO PARECER Nº, DE 2011 Da COMISSÃO DE ASSUNTOS ECONÔMICOS, sobre o Projeto de Lei do Senado nº 259, de 2010 Complementar, que altera a Lei Complementar nº 126, de 15 de janeiro de 2007, que dispõe sobre a

Leia mais

QUADRO PADRONIZADO PARA APRESENTAÇÃO DE SUGESTÕES E COMENTÁRIOS

QUADRO PADRONIZADO PARA APRESENTAÇÃO DE SUGESTÕES E COMENTÁRIOS QUADRO PADRONIZADO PARA APRESENTAÇÃO DE SUGESTÕES E COMENTÁRIOS Remetente: Signatário: CIRCULAR PROPOSTA SUGESTÃO DE ALTERAÇÃO JUSTIFICATIVA OU COMENTÁRIO CIRCULAR SUSEP N.º de 2004., de Disciplina os

Leia mais

De fato a situação poderá se complicar em função da situação econômica do País.

De fato a situação poderá se complicar em função da situação econômica do País. 1- INTRODUÇÃO: A SUSEP liberou no dia 21/09/2015 os números do Mercado de Seguros e Previdência referente ao período de jan a julho de 2015. Cabe ainda lembrar que esses números se referem ao banco de

Leia mais

MANUAL DE VENDAS SEGURO COLHEITA GARANTIDA

MANUAL DE VENDAS SEGURO COLHEITA GARANTIDA MANUAL DE VENDAS SEGURO COLHEITA GARANTIDA 1 Finalidade O setor Agropecuário é, e sempre foi, fundamental para a economia Brasileira, porém está sujeito aos riscos de produção por intempéries da Natureza

Leia mais

Proteção de riscos: O ponto de vista do mercado segurador no Brasil. José Carlos de Lacerda Souza Gerente de Property & Casualty Brasil IRB Brasil RE

Proteção de riscos: O ponto de vista do mercado segurador no Brasil. José Carlos de Lacerda Souza Gerente de Property & Casualty Brasil IRB Brasil RE Proteção de riscos: O ponto de vista do mercado segurador no Brasil José Carlos de Lacerda Souza Gerente de Property & Casualty Brasil IRB Brasil RE Agenda: 1. Introdução ao mercado de seguros 2. Números

Leia mais

DERAL - Departamento de Economia Rural. Política Agrícola - Análise da Conjuntura Agropecuária

DERAL - Departamento de Economia Rural. Política Agrícola - Análise da Conjuntura Agropecuária Política Agrícola - Análise da Conjuntura Agropecuária Setembro de 2012 A política agrícola anunciada para a agricultura empresarial se caracterizou por assegurar o necessário apoio ao produtor rural.

Leia mais

DECRETO N 037/2014. O Prefeito Municipal de Santa Teresa Estado do Espírito Santo, no uso de suas atribuições legais,

DECRETO N 037/2014. O Prefeito Municipal de Santa Teresa Estado do Espírito Santo, no uso de suas atribuições legais, DECRETO N 037/2014 Regulamenta aplicação das Instruções Normativas SDE Nº 01/2014 a 02/2014, que dispõem sobre as Rotinas e Procedimentos do Sistema de Desenvolvimento Econômico a serem observados no âmbito

Leia mais

1T11. Principais. Destaques. Qualidade da Carteira de Crédito 4T09 3T09 4T08. 4T09 x 4T08

1T11. Principais. Destaques. Qualidade da Carteira de Crédito 4T09 3T09 4T08. 4T09 x 4T08 1T11 Disclaimer Todas as informações financeiras aqui apresentadas são consolidadas, abrangendo as demonstrações financeiras do Banco, suas controladas, a JMalucelli Seguradora, a JMalucelli Seguradora

Leia mais

SEGUNDO PILAR DA PAC: A POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO RURAL

SEGUNDO PILAR DA PAC: A POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO RURAL SEGUNDO PILAR DA PAC: A POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO RURAL A última reforma da política agrícola comum (PAC) manteve a estrutura em dois pilares desta política, continuando o desenvolvimento rural a representar

Leia mais

SEGUROS PATRIMONIAIS. www.sindsegsc.org.br PDES Programa de Desenvolvimento dos Executivos do Seguro Agosto/2013

SEGUROS PATRIMONIAIS. www.sindsegsc.org.br PDES Programa de Desenvolvimento dos Executivos do Seguro Agosto/2013 SEGUROS PATRIMONIAIS www.sindsegsc.org.br PDES Programa de Desenvolvimento dos Executivos do Seguro Agosto/2013 SUBSCRIÇÃO E ACEITAÇÃO DE RISCOS Jean Carlo de Borba Diretor SindsegSC PDES Subscrição e

Leia mais

POLÍTICA DE SUBVENÇÃO AO SEGURO RURAL: IMPLANTAÇÃO E AVALIAÇÃO DO PROGRAMA MINAS + SEGURO NO ANO DE 2008.

POLÍTICA DE SUBVENÇÃO AO SEGURO RURAL: IMPLANTAÇÃO E AVALIAÇÃO DO PROGRAMA MINAS + SEGURO NO ANO DE 2008. POLÍTICA DE SUBVENÇÃO AO SEGURO RURAL: IMPLANTAÇÃO E AVALIAÇÃO DO PROGRAMA MINAS + SEGURO NO ANO DE 2008. GT03 - Estado, políticas públicas e desenvolvimento. RESUMO Historicamente a produção da agropecuária

Leia mais

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Emissão entre JAN/2015 a SET/2015 [Arquivo Resumo_SUSEP_de_201501_a_201509_BRL.pdf] Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro - Emissão entre JAN/2015

Leia mais

Futuro dos negócios bancários no Brasil: crédito agrícola e seguro rural

Futuro dos negócios bancários no Brasil: crédito agrícola e seguro rural Futuro dos negócios bancários no Brasil: crédito agrícola e seguro rural Fernando Nogueira da Costa Professor do IE-UNICAMP http://fernandonogueiracosta.wordpress.com/ 2 3 6 Contribuição do Agronegócio

Leia mais