TÍTULO I - DOS OBJETIVOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TÍTULO I - DOS OBJETIVOS"

Transcrição

1 1

2 TÍTULO I - DOS OBJETIVOS Art. 1º - Esse regulamento destina-se a estabelecer as regras e critérios para o funcionamento dos cursos de pós-graduação lato sensu nas modalidades presencial e a distância (EAD) do Grupo Ibmec Educacional. Único Esse regulamento é parte integrante e indissolúvel do Regimento Interno da mantida do GIE. Art. 2º - Os cursos são regidos pelas seguintes portarias: FACULDADE IBMEC BH CREDENCIAMENTO: Portaria nº 374, de 22/03/2000 FACULDADE IBMEC - DF A unidade de BH é responsável pela certificação dos cursos da Unidade de Brasília DF, através da Portaria nº 374, de 22/03/2000 FACULDADE DE ECONOMIA E FINANÇAS IBMEC RJ CREDENCIAMENTO: Decreto de 21/07/1994 RECREDENCIAMENTO: Portaria nº de 11/09/2012 2

3 TÍTULO I - DOS OBJETIVOS FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAS APLICADAS IBMEC RJ CREDENCIAMENTO: Portaria nº 643, de 28/03/2001 FACULDADE DE TECNOLOGIA IBTA CAMPINAS CREDENCIAMENTO: Portaria nº 2850, de 08/10/2002 FACULDADE INTEGRADA METROPOLITANA DE CAMPINAS METROCAMP CREDENCIAMENTO: Portaria nº 4008, de 30/12/2002 RECREDENCIAMENTO: Portaria nº de 07/10/2011 PÓS EAD FACULDADE DE ECONOMIA E FINANÇAS IBMEC RJ CREDENCIAMENTO: Portaria nº 635 de 29/06/2007 3

4 TÍTULO II - DA SELEÇÃO Art. 3º - O processo de seleção dos candidatos para os cursos de pós-graduação levará em consideração a formação acadêmica, a experiência profissional, a natureza e a abrangência das responsabilidades do candidato em sua vida profissional, bem como as habilidades interpessoais, de liderança e de intelectualidade, além do potencial para contribuir significativamente para a vida acadêmica e extracurricular do programa. Único A mera aprovação no processo seletivo não representa garantia de vaga. Art. 4º - Todos os candidatos poderão ser submetidos a uma entrevista junto ao Coordenador Acadêmico da Pós-Graduação do Ibmec quando esta assim exigir. Em caso de aprovação, será enviada por a Carta de Aprovação ao candidato. Art. 5º - Embora o curso seja ministrado em português com material didático e Campus Virtual em português, recomenda-se ao Candidato ter conhecimento suficiente da língua inglesa de modo a estar apto a utilizar livro(s) ou texto(s) complementar(es) oferecido(s) no Curso quando for o caso. 4

5 TÍTULO III - DA MATRÍCULA CAPÍTULO I - MATRÍCULA NOS CURSOS PRESENCIAIS Art. 6º - Poderão se matricular nos cursos de pós-graduação os candidatos aprovados no processo de seleção, observados os limites de vagas oferecidas pelo Ibmec a cada período letivo. Art. 7º - O candidato aprovado deverá atender os seguintes requisitos para efetivar a sua matrícula: a) Possuir curso superior em nível de graduação reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC); b) Adesão do candidato ao Código de Ética do Ibmec e ao Regimento da Pós; c) Assinatura do Contrato de Prestação de Serviços Educacionais; d) Pagamento do valor correspondente à matrícula do curso. Único São considerados cursos de graduação os bacharelados, licenciaturas e tecnólogos (cursos sequenciais ou de formação específica não se incluem nesta categoria); Art. 8º - O candidato aprovado deverá efetuar a matrícula online no portal mantido junto à rede mundial dos computadores (internet) ou realizá-la presencialmente comparecendo à Secretaria da unidade escolhida. Único - Para realizar a matrícula online, o candidato aprovado deverá seguir as instruções abaixo: a) Ler atentamente o Contrato de Prestação de Serviços Educacionais e, estando de acordo, dar o aceite e imprimi-lo em duas vias, que deverão ser assinadas e rubricadas. 5

6 TÍTULO III - DA MATRÍCULA b) Ler o Regimento Interno, o Regulamento de Pós-Graduação e o Código de Ética. Estando de acordo, o candidato aprovado deverá imprimir o boleto com a primeira parcela ou o valor à vista do curso, e efetuar o pagamento. c) Encaminhar à Secretaria Acadêmica do Ibmec, pessoalmente, por portador ou correio, 01 (uma) via assinada e rubricada do Contrato de Prestação de Serviços Educacionais, e a cópia do comprovante de pagamento do boleto, juntamente com os seguintes documentos: i. Cópia do Diploma da graduação (frente e verso); ii. Cópia do Histórico escolar; iii. Cópia do Documento de Identidade e do CPF; iv. Cópia do comprovante de residência; v. Caso o aluno tenha formação superior fora do Brasil, é necessária a apresentação da tradução juramentada do histórico escolar e diploma, assim como, a convalidação dos estudos no Brasil, formalizada por uma Universidade Pública. d) Os documentos entregues serão analisados pela Secretaria Acadêmica e caso seja verificada alguma desconformidade documental, o candidato aprovado será convocado a sanar a pendência em até 48 horas. Após este prazo, e não sanada a pendência, a matrícula do candidato aprovado não será efetivada e o valor correspondente ao boleto pago será integralmente ressarcido mediante confirmação dos dados bancários do responsável pelo pagamento, formalizada por meio de requerimento à Secretaria. 6

7 TÍTULO III - DA MATRÍCULA Art. 9º - Para matrícula presencial o aluno deverá comparecer na Secretaria da Unidade escolhida para realizar o curso, atender os dispostos nos artigos 4º, 5º e 6º, apresentar todos os documentos listados no item c do parágrafo 1º do artigo 6º e apresentar o respectivo comprovante de pagamento. Art. 10º - No ato da matrícula, o Aluno e, se for o caso, a empresa responsável ou corresponsável pelo pagamento do Curso ( empresa patrocinadora ) deverão firmar o Contrato de Prestação de Serviços Educacionais. Único Ao efetuar sua matrícula, o Aluno estará manifestando sua concordância com todos os dispositivos do Regimento Interno da Mantida, presente Regulamento, do Código de Ética do Ibmec e do Contrato de Prestação de Serviços Educacionais. Art. 11º - O Aluno é considerado regularmente matriculado no curso de pós-graduação enquanto estiver ativo em um módulo acadêmico e dentro do prazo de conclusão do curso. 7

8 TÍTULO III - DA MATRÍCULA CAPÍTULO II - MATRÍCULA NOS CURSOS À DISTÂNCIA Art.12º - Somente terão direito à matrícula os candidatos que apresentarem os documentos necessários junto com a via do contrato assinado e rubricado, limitados ao número de vagas oferecidas pelo Ibmec Online a cada período letivo. Único Para efetivar a matrícula no Curso, o Candidato aprovado deverá: i) Efetuar download do Manual do Aluno, Contrato de Prestação de Serviços Educacionais, Regulamento Geral e do Código de Ética, no site do Ibmec Online, e atestar, ainda através do site, que leu e aceitar o Regulamento Geral e o Código de Ética; ii) Efetuar o pagamento da parcela correspondente ao plano ao qual houver aderido; iii) Enviar pelo Correios - via Sedex para o endereço Av. Presidente Wilson, n andar - Centro - Rio de Janeiro, RJ - CEP: A/C.: Departamento Financeiro - Ref: Documentação MBA - Ibmec Online, as cópias da seguinte documentação: a. Diploma da graduação (frente e verso) autenticado; b. Histórico escolar autenticado; c. RG e CPF; d. Comprovante de residência; e. A via do Contrato referente ao curso de pós-graduação em que está se matriculando, assinada pelo responsável financeiro (aluno ou empresa). iv) Enviar uma foto 3x4 recente digitalizada, com fundo branco e extensão jpg, junto com o nome completo, nome do curso e número de matrícula, para o A emissão e o envio da carteira de estudante serão feitos mediante a confirmação do endereço do aluno. 8

9 TÍTULO III - DA MATRÍCULA Art.13º - No ato da matrícula, o(s) responsável(is) financeiro(s), isto é, o aluno ou seus responsáveis, e, quando for o caso, a empresa responsável ou co-responsável pelo pagamento do Curso ( empresa patrocinadora ), deverão firmar com o Grupo Ibmec S/A o Contrato de Prestação de Serviços Educacionais correspondente ao Curso. 1º Ao efetuar sua matrícula, o aluno concordará explicitamente com todos os dispositivos do presente Regulamento Geral do Curso, Contrato de Prestação de Serviços Educacionais, Manual do Aluno e Código de Ética. 2º - Os pagamentos que já tenham sido efetuados não serão devolvidos, salvo em caso de cancelamento do curso por parte da Ibmec. 9

10 TÍTULO IV - DA ESTRUTURA DO CURSO CAPÍTULO I - ESTRUTURA NOS CURSOS PRESENCIAIS Art. 14º - Os cursos de pós-graduação deverão apresentar uma carga mínima de 360 horas, sendo considerado aprovado o Aluno que concluir com aproveitamento todas as disciplinas definidas na grade curricular do seu curso e obtiver a aprovação do seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). 1º As disciplinas poderão estar sujeitas a pré-requisitos a serem observados pelos Alunos, conforme Projeto Pedagógico do curso. 2º Está prevista a oferta de disciplinas pela modalidade online (EAD), conforme definido previamente no Projeto Pedagógico do curso escolhido pelo aluno. 3º Eventuais reposições de aulas de qualquer disciplina poderão ocorrer, a critério da Coordenação Acadêmica, em dias diferentes daqueles estabelecidos para as atividades do curso. 4º - Em casos excepcionais, o calendário estabelecido para as aulas poderá sofrer alterações, sem prejuízo da carga horária total do curso. Art. 15º - O Ibmec poderá, a qualquer tempo, alterar o programa e a estrutura do curso, carga e grade horária, sem prejuízo do cumprimento do Contrato de Prestação de Serviços Educacionais, sendo garantida ao Aluno a matrícula em disciplinas equivalentes às eventualmente alteradas. 10

11 TÍTULO IV - DA ESTRUTURA DO CURSO CAPÍTULO II - ESTRUTURA NOS CURSOS À DISTÂNCIA Art. 16º - O Programa dos Cursos de Pós-graduação do Ibmec Online está estruturado sob a forma de crédito, sendo considerado aprovado o aluno que cumprir os créditos, previamente definidos, condizentes com a carga horária indicada: i) As disciplinas a distância tem carga horária de 15 horas e 30 horas, correspondentes a 18 horas/aula presenciais e a 36 horas/ aula presenciais; ii) MBA Executivo Online em Gestão de Negócios: 405 horas; iii) MBA Executivo Online em Finanças: 405 horas; iv) MBA Executivo Online em Gestão de Projetos: 405 horas. 11

12 TÍTULO V - DA INSCRIÇÃO NAS DISCIPLINAS Art. 17º - O Ibmec definirá as disciplinas que serão oferecidas em cada módulo acadêmico, bem como os dias e horários em que as aulas serão ministradas, nos cursos presenciais, assim como as disciplinas que deverão ser cursadas no campus virtual, nos cursos à distância. 1º O Aluno será inscrito automaticamente em todas as disciplinas do módulo acadêmico e turma de origem. 2º O Aluno assistirá às aulas na turma em que estiver matriculado, na impossibilidade, o aluno poderá solicitar alteração do seu horário para a Coordenação Acadêmica, que poderá autorizar ou não a solicitação do aluno, observando a disponibilidade de turmas, vagas e horários, respeitando a equivalência entre cursos. 3º O Aluno que se matricular em disciplina oferecida em turma diferente da sua turma de origem é responsável por observar e acompanhar os calendários de aula e de provas, ficando ciente que estará sujeito a possíveis sobreposições de datas. Art.18º - O Aluno inadimplente não será inscrito nas disciplinas do módulo acadêmico subsequente. No caso de inadimplência pela empresa responsável pelo pagamento (parcial ou total), aplicar-se-á a mesma sanção. Único - O aluno que não estiver formalmente matriculado na disciplina não está autorizado a participar das aulas, retirar materiais ou realizar provas e trabalhos aplicados durante a disciplina. 12

13 TÍTULO VI - DO PRAZO PARA CONCLUSÃO DO CURSO Art.19º - O prazo limite para conclusão do curso é o dobro do tempo de duração regular do programa. 1º - O período de duração de cada curso está definido no Projeto Pedagógico. 2º - Os prazos de duração e de conclusão do curso são contados a partir do primeiro dia de aula da turma de origem do aluno. 3º - O prazo máximo para conclusão do curso considera, inclusive, os períodos em que o curso eventualmente permanecer trancado. 4º - O valor integral do curso pago e as disciplinas não cursadas expiram no vencimento do prazo de conclusão do curso. 13

14 TÍTULO VII - DOS PAGAMENTOS Art.20º - No início de cada período letivo, o Ibmec estabelecerá e divulgará o valor das taxas educacionais, disponibilizando-os em todos os meios de comunicação disponíveis. 14

15 TÍTULO VIII - DA FREQUÊNCIA ÀS AULAS CAPÍTULO I - FREQUÊNCIA ÀS AULAS NOS CURSOS PRESENCIAIS Art.21º - A frequência às aulas é de caráter obrigatório para a conclusão do curso, sendo regida pelos parágrafos abaixo: 1º - O Ibmec adota o sistema de registro de frequência online. 2º - O Aluno apenas obterá presença nas aulas em que estiver devidamente inscrito, não havendo sistema de substituição/ compensação de aulas que tenham sido perdidas em outras turmas com a finalidade de repor a presença. 3º - Aulas extras ou de reposição serão ministradas em datas e horários a serem definidos pela Coordenação Acadêmica. Art.22º - O aluno que não obtiver frequência igual ou superior a 75% (setenta e cinco por cento) das aulas de cada disciplina que compõe o curso será automaticamente reprovado na disciplina, independentemente da nota obtida, devendo cursá-la novamente e efetuar o pagamento integral pela mesma. 15

16 TÍTULO VIII - DA FREQUÊNCIA ÀS AULAS Art.23º - Não será concedido abono de falta, salvo nas hipóteses previstas abaixo. 1º - Decreto-Lei nº715/69, que dispõe sobre o Serviço Militar; 2º - Decreto-Lei nº 6202 de 17 de abril de 1975, dispõe que a partir do 8ª mês de gestação, e durante três meses, a estudante grávida ficará assistida pelo regime de exercícios domiciliares; 3º - Art. 7, 5, da Lei n , de 14 de abril de 2004, determina que as instituições de Educação Superior, deverão abonar as faltas do estudante designado membro da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior CONAES, que tenha participado de reuniões em horários coincidentes com os das atividades acadêmicas. CAPÍTULO II - FREQUÊNCIA ÀS AULAS NOS CURSOS À DISTÂNCIA Art.24º - Não há frequência compulsória nos cursos à distância. 16

17 TÍTULO IX - DO SISTEMA DE AVALIAÇÃO CAPÍTULO I - SISTEMA DE AVALIAÇÃO NOS CURSOS PRESENCIAIS Art. 26º O desempenho do aluno em cada disciplina será avaliado por intermédio de uma prova individual e sem consulta com peso 70% e outra(s) avaliação(ões) individual(is) ou em grupo, com peso 30%. 1º - As provas com peso 70% são obrigatórias e individuais, e são aplicadas no último dia de aula da disciplina. 2º - Os trabalhos e demais avaliações acontecem ao longo do curso da disciplina e tem regras definidas, individualmente, pelo professor. 3º - Os eventuais pedidos de revisão de notas das avaliações poderão ser solicitados após divulgacão das notas da disciplina, nos prazos fixados pela Coordenação Acadêmica. 4º - O aluno que não estiver formalmente matriculado na disciplina não está autorizado a realizar nenhuma avaliação. Art.27º - O aluno deverá entregar todo e qualquer instrumento de avaliação diretamente aos professores responsáveis, em sala de aula, impreterivelmente, nos prazos estabelecidos durante a execução das aulas ou mesmo em calendário acadêmico. 17

18 TÍTULO IX - DO SISTEMA DE AVALIAÇÃO Art.28º Além das avaliações regulares que ocorrem durante a disciplina, são aplicáveis provas de caráter substitutivo, após a conclusão da disciplina, para casos especificados neste artigo. Único As provas de caráter substitutivo aplicam-se às seguintes situações: I. Quando o aluno não comparecer à aplicação regular da prova de peso 70%: a) O aluno fará a prova, e a nota obtida terá o mesmo peso da prova não realizada, substituindo-a. b) As provas de caráter substitutivo serão aplicadas conforme calendário de cada turma divulgado previamente, não havendo remarcacões ou novas oportunidades de aplicacão em datas futuras; c) As provas de caráter substitutivo serão realizadas sempre sem consulta a nenhum tipo de material; II. Quando o aluno não atingir aproveitamento mínimo de 70% de média para aprovação na disciplina: a) Somente poderá realizar a prova o aluno que tenha obtido aproveitamento final na disciplina entre 50% e 69% do total de pontos distribuídos. O aluno que obteve média inferior a 50% estará automaticamente reprovado na disciplina; b) A nota obtida na prova substitutiva terá peso 100% e será considerada a nova média final na disciplina, ficando a nota final limitada ao máximo de 70%. Nesta situacão, as notas referentes aos trabalhos realizados durante a disciplina serão desconsideradas; c) As provas de caráter substitutivo serão aplicadas conforme calendário das turmas divulgados previamente, não havendo remarcacões ou novas oportunidades de aplicacão em datas futuras; d) As provas de caráter substitutivo serão realizadas sempre sem consulta a nenhum tipo de material; 18

19 TÍTULO IX - DO SISTEMA DE AVALIAÇÃO CAPÍTULO II - SISTEMA DE AVALIAÇÃO NOS CURSOS À DISTÂNCIA Art.29º - As disciplinas terão como instrumento de avaliação de desempenho online e presencial: provas, testes e/ou trabalhos individuais ou em grupos, dentre outros que sejam mais adequados ao conteúdo de cada disciplina. 1º O peso dado às avaliações (trabalhos, fóruns, chats, entre outros) será de 45% da média final do aluno na disciplina. 2º O peso dado às avaliações online (prova regular, prova final ou segunda chamada) será de 55% da média final do aluno na disciplina. 3º Os pedidos de revisão das avaliações deverão ser solicitados no site através da Secretaria Acadêmica Virtual, no prazo máximo de 7 (sete) dias úteis após a divulgação das notas das provas ou trabalhos para o aluno. Só serão aceitos pedidos de revisão de provas feitos no site e devidamente fundamentados pelo aluno. 4º - Nos casos em que a solicitação de revisão de prova não tenha sido respondida até a data da prova final, o aluno deverá fazer a prova final. Art.30º - A entrega de trabalhos ou qualquer outro instrumento de avaliação online deverá ser feita conforme a orientação dos professores das disciplinas online responsáveis pela disciplina no Ambiente Online do Campus Virtual do Ibmec Online, impreterivelmente, nos prazos estabelecidos. Único - Será atribuída nota zero às atividades não entregues pelo aluno. 19

20 TÍTULO IX - DO SISTEMA DE AVALIAÇÃO Art.31º - As provas são obrigatórias, on line, individuais, sem consulta e terão suas datas marcadas no calendário. Serão disponibilizadas as seguintes avaliações: i. Prova Regular: as provas regulares da turma acontecem conforme calendário de provas publicado no Campus Virtual, sendo o discente considerado aprovado caso tenha atingido a média igual ou superior a 7,0 pontos em cada disciplina; ii. Prova de 2ª chamada: a prova de 2ª chamada poderá ser realizada quando o aluno não fizer a prova regular da turma. O aluno fará a prova e a nota obtida terá o mesmo peso da prova não realizada. As datas das provas de 2ª chamada também são divulgadas em calendário publicado no Campus Virtual. a. O aluno que fizer prova de 2ª chamada perde automaticamente a chance de fazer uma prova final. Logo, o aluno precisará evitar ao máximo fazer uma prova de 2ª chamada, já que não terá outra oportunidade para atingir a média 7,0. iii. Prova Final: quando o aluno não atingir a média 7,0 para aprovação nas disciplinas, poderá realizar a prova final (PF). A nota obtida nesta avaliação será considerada a nova média final da disciplina, limitada à nota 7,0 (Conceito C). a. Só poderá realizar a prova final o aluno cuja média final na disciplina tenha sido entre 5,0 e 6,9, média composta, obrigatoriamente, pela soma da nota da prova de primeira chamada (55%) + atividades online (45%) e não tiver realizado a prova de 2ª chamada. A prova final não substitui a atividade online. O aluno que obteve média inferior a 5,0 estará automaticamente reprovado na disciplina. 20

21 TÍTULO IX - DO SISTEMA DE AVALIAÇÃO Art.32º - Regras para realização das Provas de 2ª chamada ou Prova Final: i. As provas serão realizadas conforme previsto no calendário divulgado no Campus Virtual. ii. As provas realizadas nas datas do calendário, referente ao período letivo das disciplinas cursadas, não terão ônus. iii. Para realizar a prova de 2ª chamada ou final basta comparecer ao Polo escolhido para realização de prova na data agendada no calendário. iv. Como não haverá mais de uma prova para a mesma disciplina, o aluno terá direito à realização de apenas uma das opções de provas. Desta forma, quem fizer prova de 2ª chamada e não conseguir a média 7,0 não poderá fazer a prova final. Também não haverá mais de uma prova final para a mesma disciplina, tendo o aluno direito à realização de apenas uma prova. v. Os casos omissos serão apreciados pela Coordenação Acadêmica. 21

22 TÍTULO IX - DO SISTEMA DE AVALIAÇÃO Art.33º - O aluno que não realizar nenhuma das provas online (Regular e 2ª Chamada) agendadas no calendário, referente a cada disciplina, estará automaticamente reprovado. Art. 34º - A prova integradora presencial tem o objetivo de avaliar o conhecimento adquirido ao longo do curso e se os objetivos previstos nos respectivos projetos pedagógicos foram atingidos satisfatoriamente. Art. 35º - Esta avaliação presencial será realizada individualmente e sem consulta somente após a aprovação em todas as disciplinas constantes dos cursos de MBA executivo, sendo condição necessária para obtenção do título de especialista. Art. 36º - Para obter aprovação na Prova Integradora Presencial o aluno seguirá as mesmas condições previstas no item i do Art. 31 deste regulamento. Art. 37º - Para efeito de consideração de 2ª chamada ou Prova final será seguido o previsto nos itens ii e iii do Art. 31º deste regulamento. 22

23 TÍTULO X - DO APROVEITAMENTO CAPÍTULO I - APROVEITAMENTO NOS CURSOS PRESENCIAIS Art.38º - O Ibmec poderá isentar o Aluno de cursar determinadas disciplinas, nos casos especificados nos parágrafos deste artigo, até o limite máximo de isenção de 1/3 (um terço) das disciplinas do respectivo curso, a critério da Coordenação Acadêmica. 1º - Disciplinas cursadas em nível de lato e stricto sensu em outras instituições poderão ser aceitas pelo Ibmec para efeito de dispensa por equivalência. Estas disciplinas constarão do Histórico Escolar do Aluno com a indicação de dispensa. Junto com o pedido de isenção, o Aluno interessado deverá apresentar, além da comprovação da aprovação, a ementa da disciplina, histórico escolar, sua carga horária e outras informações que a Coordenação Acadêmica do Ibmec julgar necessárias. 2º - O Aluno que tenha cursado outros cursos equivalentes aos cursos de pós-graduação do Ibmec poderá ter direito ao crédito acadêmico das disciplinas equivalentes, desde que tenha obtido aproveitamento suficiente em cada uma das disciplinas e observados seus conteúdos programáticos. 3º - Nenhuma disciplina de currículos de graduação, extensão ou assemelhados poderá ser usada para efeito de dispensa de cursos de pós-graduação. 4º - A critério da Coordenação Acadêmica, poderá ser solicitada a realização de prova de proficiência para referendar a dispensa de disciplinas. 23

24 TÍTULO X - DO APROVEITAMENTO CAPÍTULO II - APROVEITAMENTO NOS CURSOS À DISTÂNCIA Art.39º - O aluno que tiver realizado até três Cursos de Curta Duração, e seu conteúdo constar na grade do MBA, poderá adquirir isenção destas disciplinas, porém não terão isenção no valor do curso. A isenção será concedida em crédito acadêmico, podendo o aluno escolher duas disciplinas como Curso de Curta Duração a realizar que não existam em sua grade acadêmica. Art.40º - Para medir o aproveitamento do aluno, ao término de cada período letivo, atribuir-se-á os seguintes valores aos conceitos das diversas disciplinas completadas: Tabela de Equivalência de Notas e Conceitos CONCEITO 24 NOTA A 10 a 9 B 8,9 a 8 C 7,9 a 7 D 6,9 a 0

25 TÍTULO X - DO APROVEITAMENTO Tabela de Equivalência de Coeficiente de Rendimento CONCEITO COEFICIENTE DE RENDIMENTO A 3 (três) B 2 (dois) C 1 (um) D 0 (zero) Único - A avaliação do aproveitamento do aluno será expressa por um coeficiente de rendimento calculado pela média ponderada desses valores, de acordo com o número de créditos das disciplinas cursadas. 25

26 TÍTULO XI - DA REPROVAÇÃO CAPÍTULO I - REPROVAÇÃO NOS CURSOS PRESENCIAIS Art.41º - O Aluno poderá ter no máximo 06 (seis) reprovações no Curso, seja por não ter atingido aproveitamento mínimo de 70%, seja por não ter obtido a frequência mínima necessária a 75% das aulas. Único Todos os resultados finais das disciplinas obtidos pelo Aluno constarão no seu Histórico Escolar. Art.42º O Aluno reprovado ou trancado deverá cursar a disciplina novamente até o final do curso. Sua matrícula na disciplina será condicionada à disponibilidade de vagas nas turmas. 26

27 TÍTULO XI - DA REPROVAÇÃO CAPÍTULO II - REPROVAÇÃO NOS CURSOS À DISTÂNCIA Art.43º - O Aluno poderá obter no máximo 06 (seis) reprovações, seja por aproveitamento nas disciplinas nas quais tenha obtido o conceito D, seja por frequência. Ultrapassado este limite, o aluno será jubilado. 1º - Todos os resultados constarão no Histórico Escolar e o último prevalecerá para a avaliação do aproveitamento a que se refere o Art.23. 2º - O aluno poderá repetir no máximo duas vezes uma mesma disciplina. Ultrapassado este limite, o aluno será jubilado. 3º - O aluno terá direito a 01 (um) crédito bônus para utilizar em caso de reprovação de 01 (uma) disciplina em todo o curso. Nos casos de mais de 01 (uma) reprovação, o aluno tem direito a pagar pelas disciplinas necessárias com um desconto de 10% do valor da disciplina. 4º - O aluno poderá cursar até 06 (seis) disciplinas reprovadas novamente, sob a análise da Coordenação Acadêmica. A solicitação deverá ser feita por Requerimento Online e a matrícula é realizada após o pagamento da taxa de rematrícula em disciplina trancadas ou reprovadas (conforme a tabela vigente). 27

28 TÍTULO XII - DA TRANSFERÊNCIA Art.44º - No caso de transferência entre cursos, turmas, turno, unidade ou mesmo instituição de ensino, o Aluno estará sujeito à revisão de preços, observada a planilha de cálculos realizada pela Secretaria Financeira do Ibmec, específica para cada caso, devendo ser firmado um novo Contrato de Prestação de Serviços Educacionais. Único Para solicitar a transferência de cursos, turmas, turno e/ou unidade, o Aluno deverá estar adimplente e efetuar a solicitação através do requerimento ao Setor de Atendimento ao Aluno. Além de estar adimplente, até que o requerimento seja deferido, o aluno deverá concluir as disciplinas já iniciadas antes do requerimento. Art.45º - Os Alunos do Ibmec poderão solicitar transferência para outras localidades onde o Ibmec ofereça Cursos de Educação Executiva. Único No caso de transferência para outra localidade, o Aluno estará sujeito à estrutura acadêmica da localidade de destino, à equivalência de disciplinas, ao processo seletivo, ao preço e às respectivas formas de pagamento, além do Regimento do curso da localidade. 28

29 TÍTULO XIII - DA ESCOLHA DE POLO PARA OS CURSOS À DISTÂNCIA Art.46º - O aluno deverá escolher um dos polos disponíveis no Requerimento Online, até 15 dias, contados a partir do primeiro dia de aula, para a realização de provas presenciais até o final do curso. Se necessário, o aluno poderá alterar esta opção. 29

30 TÍTULO XIV - DO TRANCAMENTO DE DISCIPLINA CAPÍTULO I - TRANCAMENTO NOS CURSOS PRESENCIAIS Art. 47º - É facultado ao aluno o trancamento de disciplina, o qual deverá ser solicitado formalmente à Secretaria Acadêmica da unidade escolhida para dentro dos prazos estabelecidos constantes no Manual do Aluno de cada unidade Ibmec. 1º - É vedada a solicitação de trancamento fora dos prazos estabelecidos. O abandono da disciplina nesta situação resultará em reprovação por frequencia e/ou nota, além da cobranca integral do valor referente à disciplina ministrada. 2º - Para cursar posteriormente a disciplina, o aluno deverá solicitar, via requerimento online, a reserva de vaga na disciplina trancada, estando sujeito à disponibilidade de vagas nas turmas subsequentes do curso. 3º - No caso de trancamento de disciplina, a matrícula nas disciplinas subsequentes será feita normalmente se não houver nenhum impedimento contratual ou academico. No caso de trancamento do curso, o aluno deverá solicitar através do requerimento online a reabertura da matrícula, observando o prazo de integralizacão do mesmo. 4º Em caso de trancamento realizado dentro do prazo previsto, o Aluno manterá o crédito financeiro correspondente, para se matricular novamente na disciplina. 30

31 TÍTULO XIV - DO TRANCAMENTO DE DISCIPLINA CAPÍTULO II - TRANCAMENTO NOS CURSOS À DISTÂNCIA Art.48º - O prazo de trancamento será até o 2º dia de aula da disciplina, fato este que não acarretará o status de reprovado por frequência no seu Histórico Escolar, nem ônus financeiro. Único Decorrido o prazo expresso no caput deste artigo, mesmo que o aluno venha a trancar o Curso, será reprovado por frequência ou nota nas disciplinas em que estiver inscrito, sendo essa situação registrada no Histórico Escolar. Art.49º - Efetuando o cancelamento da disciplina dentro do prazo determinado pela instituição, que é de 3 (três) dias úteis antes do seu início, o Aluno poderá transferir o crédito cancelado para outra disciplina sem ônus financeiro. 31

32 TÍTULO XV - DO TRANCAMENTO OU CANCELAMENTO DE CURSO Art.50º- O Aluno poderá realizar o cancelamento ou desistência do Curso a qualquer tempo. Nesse caso, o aluno ficará obrigado a pagar os valores referentes aos créditos das disciplinas iniciadas, concluídas ou não, e independente do seu aproveitamento, ainda que o vencimento das parcelas se dê em época posterior à da rescisão, acrescido do percentual de 20% do valor referente aos créditos correspondentes ao período não cursado, em virtude de cancelamento ou desistência, a título de cláusula penal. Único - A prestação dos Serviços Educacionais contratados pelo aluno e prestados pelo Grupo Ibmec S.A. caracteriza-se pela disponibilidade, em favor do aluno, de tais serviços. Assim, a não participação do aluno nas atividades no Campus Virtual do Ibmec Online não exime o Contratante da obrigação de efetuar os pagamentos devidos até o momento da rescisão formal do contrato. Art.51º- A qualquer momento, o aluno poderá trancar o Curso. 1º O aluno que tiver trancado um período é considerado matriculado no Curso, porém receberá a observação de aluno trancado academicamente, não havendo interrupção ou suspensão do pagamento das parcelas acordadas no Contrato de Prestação de Serviços Educacionais. 2º Só poderá realizar o trancamento do Curso o aluno que estiver em dia com os pagamentos. 3º - É responsabilidade do aluno comunicar à Secretaria Acadêmica Virtual, por meio do Campus Virtual do Ibmec Online, seu cancelamento ou trancamento do curso. Caso contrário, estará automaticamente reprovado e os créditos das disciplinas serão contabilizados como créditos utilizados pelo aluno e serão cobrados conforme o Contrato de Prestação de Serviços Educacionais assinado pelo aluno. 32

Regulamento de Pós-Graduação

Regulamento de Pós-Graduação REGULAMENTO DE PÓS GRADUAÇÃO GRUPO IBMEC TÍTULO I DOS OBJETIVOS Art. 1º - Esse regulamento destina-se a estabelecer as regras e critérios para o funcionamento dos cursos de pós-graduação lato sensu nas

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DE CURSOS MBA EXECUTIVO - IBMEC ONLINE TÍTULO I DAS FINALIDADES

REGULAMENTO GERAL DE CURSOS MBA EXECUTIVO - IBMEC ONLINE TÍTULO I DAS FINALIDADES REGULAMENTO GERAL DE CURSOS MBA EXECUTIVO - IBMEC ONLINE TÍTULO I DAS FINALIDADES Art.1º - Os Cursos de MBA Executivo são atividades docentes do Grupo Ibmec S.A., doravante denominada Ibmec Online, que

Leia mais

Regulamento Geral. Programas Executivos IBMEC MG. REGULAMENTO GERAL PROGRAMAS EXECUTIVOS IBMEC BELO HORIZONTE Reprodução Proibida

Regulamento Geral. Programas Executivos IBMEC MG. REGULAMENTO GERAL PROGRAMAS EXECUTIVOS IBMEC BELO HORIZONTE Reprodução Proibida Regulamento Geral Programas Executivos IBMEC MG 0 TÍTULO I - DAS FINALIDADES Art. 1º - Os Programas CBA, MBA e LL.M. são atividades docentes do Ibmec MG, dirigidos à formação e aperfeiçoamento dos participantes,

Leia mais

Regulamento de Pós-Graduação

Regulamento de Pós-Graduação Manual do Aluno Regulamento de Pós-Graduação Caro Aluno, Seja bem-vindo ao Ibmec. É com satisfação que lhe apresentamos, neste volume, dois documentos importantes: 1) Manual do Aluno 2) Regulamento de

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Em conformidade com a Resolução CNE/CES n 1, de 08 de Junho de 2007 e o Regimento da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Aprovado pelo Parecer CONSEPE

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA UNIVERSIDADE BRAZ CUBAS TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA UNIVERSIDADE BRAZ CUBAS TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA UNIVERSIDADE BRAZ CUBAS TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º Os Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu da Universidade Braz Cubas oferecidos nas

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM COMUNICAÇÃO CORPORATIVA INTEGRADA 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM COMUNICAÇÃO CORPORATIVA INTEGRADA 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM COMUNICAÇÃO CORPORATIVA INTEGRADA 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO NEW BRANDING INNOVATION MBA 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO NEW BRANDING INNOVATION MBA 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO NEW BRANDING INNOVATION MBA 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as normas para inscrição

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM GESTÃO DE MARKETING 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM GESTÃO DE MARKETING 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM GESTÃO DE MARKETING 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as normas para inscrição

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DIREITO PENAL 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DIREITO PENAL 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DIREITO PENAL 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as normas para inscrição e matrícula

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO JORNALISMO ESPORTIVO E NEGÓCIOS DO ESPORTE 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO JORNALISMO ESPORTIVO E NEGÓCIOS DO ESPORTE 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO JORNALISMO ESPORTIVO E NEGÓCIOS DO ESPORTE 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO RELAÇÕES INTERNACIONAIS 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO RELAÇÕES INTERNACIONAIS 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO RELAÇÕES INTERNACIONAIS 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as normas para inscrição

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO Lato Sensu FACULDADE SATC

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO Lato Sensu FACULDADE SATC REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO Lato Sensu FACULDADE SATC 2014 ÍNDICE CAPÍTULO I... 3 Da Constituição, Natureza, Finalidade e Objetivos dos Cursos... 3 CAPÍTULO II... 3 Da Implantação dos Cursos...

Leia mais

FGV LAW PROGRAM Regulamento dos Cursos do Programa de Inglês Jurídico Rio de Janeiro

FGV LAW PROGRAM Regulamento dos Cursos do Programa de Inglês Jurídico Rio de Janeiro FGV LAW PROGRAM Regulamento dos Cursos do Programa de Inglês Jurídico Rio de Janeiro 1.0 DOS CURSOS DE EDUCAÇÃO CONTINUADA Art. 1º O FGV Law Program da Escola de Direito do Rio de Janeiro da Fundação Getulio

Leia mais

REGULAMENTO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS ESUDA. Capítulo I Das Disposições Preliminares

REGULAMENTO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS ESUDA. Capítulo I Das Disposições Preliminares Capítulo I Das Disposições Preliminares Art. 1º Os cursos de Pós-Graduação Lato Sensu da Faculdade de Ciências Humanas ESUDA orientam-se pelas normas especificadas neste Regulamento e estão sujeitos ao

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as normas para

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 30, DE 28 DE ABRIL DE 2011

RESOLUÇÃO Nº 30, DE 28 DE ABRIL DE 2011 RESOLUÇÃO Nº 30, DE 28 DE ABRIL DE 2011 Dispõe sobre as normas para a pós-graduação na modalidade lato sensu ofertada pela Universidade Federal do Pampa. O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da Universidade Federal

Leia mais

FGV LAW PROGRAM Regulamento dos Cursos do Programa de Inglês Jurídico Rio de Janeiro

FGV LAW PROGRAM Regulamento dos Cursos do Programa de Inglês Jurídico Rio de Janeiro FGV LAW PROGRAM Regulamento dos Cursos do Programa de Inglês Jurídico Rio de Janeiro 1.0 DOS CURSOS DE EDUCAÇÃO CONTINUADA Art. 1º O FGV Law Program da Escola de Direito do Rio de Janeiro da Fundação Getulio

Leia mais

BEM-VINDO AO IBMEC. Prezado(a) aluno(a), Seja bem-vindo (a) à pós-graduação do Ibmec! É com satisfação que lhe apresentamos o Manual do Aluno.

BEM-VINDO AO IBMEC. Prezado(a) aluno(a), Seja bem-vindo (a) à pós-graduação do Ibmec! É com satisfação que lhe apresentamos o Manual do Aluno. 1 BEM-VINDO AO IBMEC Prezado(a) aluno(a), É com satisfação que lhe apresentamos o Manual do Aluno. Este material é complementar ao Regulamento de Pós-Graduação, também entregue a você. Aqui você encontra

Leia mais

Manual do Candidato da Graduação. Processos Seletivos

Manual do Candidato da Graduação. Processos Seletivos 1 ESCOLA SUPERIOR NACIONAL DE SEGUROS ESNS Manual do Candidato da Graduação Processos Seletivos Rua Senador Dantas, 74 2º andar Centro Rio de Janeiro RJ Tel. 33801044 33801046 33801532 2 A Escola Superior

Leia mais

REGULAMENTO PÓS-GRADUAÇÃO

REGULAMENTO PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO PÓS-GRADUAÇÃO TÍTULO I DAS DIRETRIZES GERAIS PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PARCERIA TECNOLÓGICA COM O COMPLEXO DE ENSINO RENATO SARAIVA (CERS) Art. 1º - Os cursos de Pós - Graduação

Leia mais

Manual do Candidato. Grupo Educacional LBS-FAPPES. Vestibular FAPPES 2016. WEST PLAZA R. Barão de Tefé, 247 - São Paulo - SP, 05003-100

Manual do Candidato. Grupo Educacional LBS-FAPPES. Vestibular FAPPES 2016. WEST PLAZA R. Barão de Tefé, 247 - São Paulo - SP, 05003-100 Grupo Educacional LBS-FAPPES CREDENCIADO PELO MEC. DECRETO N 485 de 09/02/2006 Manual do Candidato Vestibular FAPPES 2016 1. Disposições Gerais 1.1. O Processo Seletivo consiste na seleção e classificação

Leia mais

MESTRADO PROFISSIONAL EM ECONOMIA. Regulamento do Curso

MESTRADO PROFISSIONAL EM ECONOMIA. Regulamento do Curso MESTRADO PROFISSIONAL EM ECONOMIA Regulamento do Curso CAPÍTULO I DAS FINALIDADES DO PROGRAMA Artigo 1º - O Programa de Mestrado Profissional em Economia (MPE) tem os seguintes objetivos: I. formar recursos

Leia mais

E D I T A L. 1º Para os casos de transferência externa serão aceitas, apenas, as inscrições para áreas afins.

E D I T A L. 1º Para os casos de transferência externa serão aceitas, apenas, as inscrições para áreas afins. EDITAL NRCA-SJP N.º 09/2015 DISPÕE SOBRE OS PROCESSOS DE INGRESSO POR TRANSFERÊNCIA EXTERNA E PORTADOR DE DIPLOMA AOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE FAE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS. O Coordenador do Núcleo

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Institui o Regulamento dos cursos de Pós-graduação lato sensu em da Escola de Direito de Brasília EDB, mantida pelo Instituto Brasiliense de Direito

Leia mais

FACULDADE DIREÇÃO GERAL NORMA 029 1/5

FACULDADE DIREÇÃO GERAL NORMA 029 1/5 1. Dos Requisitos e Documentos para o Ingresso Para ingressar nos cursos de ensino superior o candidato deve ter concluído o Ensino Médio, prestar processo seletivo da IES ou ingressar por uma das formas

Leia mais

EDITAL Nº 092/2015 PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA EXTERNA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO - MODALIDADE PRESENCIAL

EDITAL Nº 092/2015 PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA EXTERNA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO - MODALIDADE PRESENCIAL EDITAL Nº 092/2015 PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA EXTERNA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO - MODALIDADE PRESENCIAL A Diretoria de Relacionamento e Serviços ao Aluno do Centro Universitário Senac torna pública

Leia mais

PORTARIA Nº. 14/REITORIA/10, de 5 de julho de 2010 CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

PORTARIA Nº. 14/REITORIA/10, de 5 de julho de 2010 CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO PORTARIA Nº. 14/REITORIA/10, de 5 de julho de 2010 CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Institui e estabelece critérios para o Aproveitamento de Estudos e Verificação de Proficiência para fins de certificação

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Fica aprovado, em anexo, o Regulamento dos Programas de Pós-Graduação Lato Sensu da FAE Centro Universitário.

R E S O L U Ç Ã O. Fica aprovado, em anexo, o Regulamento dos Programas de Pós-Graduação Lato Sensu da FAE Centro Universitário. RESOLUÇÃO CONSEPE 09/2009 APROVA O REGULAMENTO DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA FAE CENTRO UNIVERSITÁRIO. O Presidente do Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão CONSEPE, no uso das

Leia mais

REGULAMENTO GERAL Programas Executivos

REGULAMENTO GERAL Programas Executivos REGULAMENTO GERAL Programas Executivos Brasília, março de 2009. Prezado (a) aluno (a), É com satisfação que lhe entregamos o regulamento dos Programas Executivos. Nele você encontrará orientações sobre

Leia mais

Regulamento do Curso

Regulamento do Curso Regulamento do Curso Mestrado Profissional em Administração CAPÍTULO I DAS FINALIDADES DO PROGRAMA Artigo 1º - O Programa de Mestrado Profissional em Administração (MPA) tem os seguintes objetivos: I.

Leia mais

Empresa / Turma: Curso: Aluno (a): Declaro ter recebido, estar ciente e concordar com as normas estabelecidas pela documentação abaixo citada.

Empresa / Turma: Curso: Aluno (a): Declaro ter recebido, estar ciente e concordar com as normas estabelecidas pela documentação abaixo citada. Empresa / Turma: Curso: Aluno (a): Declaro ter recebido, estar ciente e concordar com as normas estabelecidas pela documentação abaixo citada. Regulamento Acadêmico dos cursos do FGV in company Código

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO IMOBILIÁRIO

REGULAMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO IMOBILIÁRIO REGULAMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO IMOBILIÁRIO Cabedelo - PB Página 1 de 9 FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR DA PARAÍBA - FESP, PESQUISA E EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA REGULAMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

GRUPO IBMEC EDUCACIONAL S.A. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014.1 e 2014.2

GRUPO IBMEC EDUCACIONAL S.A. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014.1 e 2014.2 1 GRUPO IBMEC EDUCACIONAL S.A. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014.1 e 2014.2 O Diretor Presidente do Grupo Ibmec Educacional SA, mantenedor das Faculdades de Economia e Finanças Ibmec e a Faculdade de Ciências

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 62 DE 26 DE SETEMBRO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 62 DE 26 DE SETEMBRO DE 2013 RESOLUÇÃO Nº 62 DE 26 DE SETEMBRO DE 2013 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da Universidade Federal do Pampa, em sua 45ª Reunião Ordinária, realizada no dia 26 de setembro de 2013, no uso das atribuições que lhe

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º Os Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu da UNINOVA destinam-se a portadores de diploma de nível superior,

Leia mais

2ª CONVOCAÇÃO: REQUERIMENTO DE BOLSA DE ESTUDO PARA PÓS GRADUAÇÃO EAD ALUNOS PARTICIPANTES DO ENADE/2008 - GPI e PEDAGOGIA PRESENCIAL E EAD

2ª CONVOCAÇÃO: REQUERIMENTO DE BOLSA DE ESTUDO PARA PÓS GRADUAÇÃO EAD ALUNOS PARTICIPANTES DO ENADE/2008 - GPI e PEDAGOGIA PRESENCIAL E EAD 2ª CONVOCAÇÃO: REQUERIMENTO DE BOLSA DE ESTUDO PARA PÓS GRADUAÇÃO EAD ALUNOS PARTICIPANTES DO ENADE/2008 - GPI e PEDAGOGIA PRESENCIAL E EAD Convocamos os Alunos dos Cursos de Gestão da Produção Industrial

Leia mais

Grupo Educacional IPEC-FAPPES. CREDENCIADO PELO MEC. DECRETO N 485 de 09/02/2006. Manual do Candidato. Vestibular FAPPES 2014

Grupo Educacional IPEC-FAPPES. CREDENCIADO PELO MEC. DECRETO N 485 de 09/02/2006. Manual do Candidato. Vestibular FAPPES 2014 Grupo Educacional IPEC-FAPPES CREDENCIADO PELO MEC. DECRETO N 485 de 09/02/2006 Manual do Candidato Vestibular FAPPES 2014 r www.fappes.edu.b 1. Disposições Gerais 1.1. O Processo Seletivo consiste na

Leia mais

RESOLUÇÃO FAMES 09/2010

RESOLUÇÃO FAMES 09/2010 Dispõe sobre as formas de ingresso e sobre o Processo Seletivo para admissão de alunos nos cursos de graduação, na Faculdade de Música do Espírito Santo Maurício de Oliveira. RESOLUÇÃO FAMES 09/2010 O

Leia mais

GRUPO IBMEC EDUCACIONAL S.A. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2013/1 e 2013/2

GRUPO IBMEC EDUCACIONAL S.A. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2013/1 e 2013/2 1 GRUPO IBMEC EDUCACIONAL S.A. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2013/1 e 2013/2 O Diretor Presidente do Grupo Ibmec Educacional SA, mantenedor das Faculdades de Economia e Finanças Ibmec e Faculdade de Ciências

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO UNIDADE SÃO PAULO. Ingressantes 2010. Junho/2010 Página 1 de 14

REGULAMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO UNIDADE SÃO PAULO. Ingressantes 2010. Junho/2010 Página 1 de 14 REGULAMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO UNIDADE SÃO PAULO Ingressantes 2010 Página 1 de 14 SUMÁRIO 1. OBJETIVO DO CURSO 2. ESTRUTURA DO CURSO 2.1) Visão geral 2.2) Pré-requisitos 2.3) Critérios de contagem

Leia mais

R E S O L V E: I - DA TRANSFERÊNCIA EXTERNA FACULTATIVA

R E S O L V E: I - DA TRANSFERÊNCIA EXTERNA FACULTATIVA AEDA Nº. 053/REITORIA/2014 1/9 TRANSFERÊNCIA EXTERNA FACULTATIVA, TRANSFERÊNCIA INTERNA E APROVEITAMENTO DE ESTUDOS PARA O PRIMEIRO E SEGUNDO SEMESTRES LETIVOS DE 2015. O REITOR DA UNIVERSIDADE DO ESTADO

Leia mais

Faculdade Energia de Administração e Negócios FEAN Credenciada pela Portaria MEC Nº 1757/2000 DOU 31/10/2000 EDITAL Nº 001/2015

Faculdade Energia de Administração e Negócios FEAN Credenciada pela Portaria MEC Nº 1757/2000 DOU 31/10/2000 EDITAL Nº 001/2015 Faculdade Energia de Administração e Negócios FEAN Credenciada pela Portaria MEC Nº 1757/2000 DOU 31/10/2000 EDITAL Nº 001/2015 O Diretor da Faculdade Energia de Administração e Negócios (FEAN), instituição

Leia mais

CAPÍTULO I DAS FINALIDADES

CAPÍTULO I DAS FINALIDADES CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Art. 1º -O Programa de Pós-Graduação do Centro Universitário de Brasília UniCEUB tem por objetivo a formação profissional em nível de especialização e destina-se a formar especialistas

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO 2016.1 PORTADORES DE DIPLOMA DE NÍVEL SUPERIOR

EDITAL DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO 2016.1 PORTADORES DE DIPLOMA DE NÍVEL SUPERIOR EDITAL DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO 2016.1 PORTADORES DE DIPLOMA DE NÍVEL SUPERIOR A Universidade Salvador UNIFACS, em conformidade com seu Regimento Geral, torna pública a abertura das inscrições

Leia mais

EDITAL NPL 2/2015 E D I T A L

EDITAL NPL 2/2015 E D I T A L EDITAL NPL 2/2015 PRORROGA INSCRIÇÕES AO PROCESSO DE SELEÇÃO PARA A PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM MEDICINA DO TRABALHO E MBA INTERNACIONAL PARA EXECUTIVOS DOS CAMPI BRAGANÇA PAULISTA E CAMPINAS UNIDADE CAMBUÍ,

Leia mais

O presente processo terá validade para matrícula no primeiro semestre de 2015, através de ingresso por:

O presente processo terá validade para matrícula no primeiro semestre de 2015, através de ingresso por: EDITAL DE TRANSFERÊNCIA EXTERNA E PORTADORES DE DIPLOMA PARA 2015/1 Os Diretores Executivo e Técnico do SENAI CETIQT, no uso das atribuições que lhes conferem o Regimento Interno do SENAI CETIQT, tornam

Leia mais

PORTARIA DAC Nº 005/06

PORTARIA DAC Nº 005/06 PORTARIA DAC Nº 005/06 A Diretora Acadêmica, da FAP - Faculdade de Apucarana, no uso de suas atribuições regimentais; CONSIDERANDO a importância de regulamentar as normas do Processo Seletivo Vestibular

Leia mais

GRUPO IBMEC EDUCACIONAL S.A. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014.2

GRUPO IBMEC EDUCACIONAL S.A. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014.2 1 GRUPO IBMEC EDUCACIONAL S.A. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014.2 O Diretor Presidente do Grupo Ibmec Educacional SA, mantenedor das Faculdades de Economia e Finanças Ibmec e Faculdade de Ciências Sociais

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 40, DE 20 DE MARÇO DE 2013.

RESOLUÇÃO Nº 40, DE 20 DE MARÇO DE 2013. RESOLUÇÃO Nº 40, DE 20 DE MARÇO DE 2013. O PRESIDENTE DO CONSELHO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO da, no uso de suas atribuições legais, resolve, ad referendum: Art. 1º Aprovar as Normas para Cursos de Pós-Graduação

Leia mais

Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão CONSEPE Coordenação de Pós-Graduação, Extensão e Atividade Complementares CEPAC

Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão CONSEPE Coordenação de Pós-Graduação, Extensão e Atividade Complementares CEPAC FACULDADE DA IGREJA MINISTÉRIO FAMA Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão CONSEPE Coordenação de Pós-Graduação, Extensão e Atividade Complementares CEPAC Regulamento Geral dos Cursos de Pós-Graduação

Leia mais

NORMAS E PROCEDIMENTOS

NORMAS E PROCEDIMENTOS NORMAS E PROCEDIMENTOS PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 2014 CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: NORMAS E PROCEDIMENTOS I Das Condições Específicas De acordo com a Resolução CNE/CES no. 1 de 8 de Julho de 2007,

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE SÃO GOTARDO ltda. Avenida Francisco Resende Filho, 35 - São Gotardo/MG CEP 38800-000

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE SÃO GOTARDO ltda. Avenida Francisco Resende Filho, 35 - São Gotardo/MG CEP 38800-000 PORTARIA Nº 21, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2005 Dispõe sobre a regulamentação dos Programas de Pósgraduação Lato Sensu no âmbito do Centro de Ensino Superior de São Gotardo CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

Leia mais

FACULDADE PROCESSUS REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

FACULDADE PROCESSUS REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE PROCESSUS REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 0 ÍNDICE NATUREZA E FINALIDADE 2 COORDENAÇÃO DOS CURSOS 2 COORDENAÇÃO DIDÁTICA 2 COORDENADOR DE CURSO 2 ADMISSÃO AOS CURSOS 3 NÚMERO

Leia mais

ABRE INSCRIÇÕES PARA O PROCESSO DE SELEÇÃO PARA A PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

ABRE INSCRIÇÕES PARA O PROCESSO DE SELEÇÃO PARA A PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EDITAL NPL 2/2014 ABRE INSCRIÇÕES PARA O PROCESSO DE SELEÇÃO PARA A PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM MEDICINA DO TRABALHO, NOS CAMPI BRAGANÇA PAULISTA, ITATIBA E CAMPINAS UNIDADE CAMBUÍ, DA UNIVERSIDADE SÃO

Leia mais

3o 4o 5o 6o Art. 8o Art. 9o

3o 4o 5o 6o Art. 8o Art. 9o REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU TÍTULO I GENERALIDADES Art. 1 o A Fundação Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Mandaguari FAFIMAN - poderá oferecer cursos de pós-graduação lato

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA ESPECIAL DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA DE DOCENTES 2012

REGULAMENTO PROGRAMA ESPECIAL DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA DE DOCENTES 2012 REGULAMENTO PROGRAMA ESPECIAL DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA DE DOCENTES 2012 1) Constitui pré requisito para o ingresso no Programa Especial de Formação Pedagógica de Docentes 2012 UNINOVE a apresentação de Diploma

Leia mais

REGULAMENTO MBA EM GESTÃO DE CRÉDITO DESTE REGULAMENTO

REGULAMENTO MBA EM GESTÃO DE CRÉDITO DESTE REGULAMENTO REGULAMENTO MBA EM GESTÃO DE CRÉDITO DESTE REGULAMENTO O Regulamento de Pós-Graduação da Fundação Getulio Vargas é um instrumento normativo, destinado ao corpo discente, que descreve os padrões de qualidade

Leia mais

Manual do Candidato da Graduação. Processos Seletivos

Manual do Candidato da Graduação. Processos Seletivos 1 ESCOLA SUPERIOR NACIONAL DE SEGUROS Manual do Candidato da Graduação Processos Seletivos Rua Senador Dantas, 74 Térreo; 2º e 3º andares Centro Rio de Janeiro RJ Tel. 33801044 33801046 33801535 2 A Escola

Leia mais

FACULDADE DE CAMPINA GRANDE DO SUL Credenciada pela Portaria MEC nº 381/2001, de 05/03/2001 D.O.U. 06/03/2001

FACULDADE DE CAMPINA GRANDE DO SUL Credenciada pela Portaria MEC nº 381/2001, de 05/03/2001 D.O.U. 06/03/2001 FACULDADE DE CAMPINA GRANDE DO SUL Credenciada pela Portaria MEC nº 381/2001, de 05/03/2001 D.O.U. 06/03/2001 RESOLUÇÃO Nº.06/2008 Dispõe sobre a Normatização do Programa. de Cursos de Pós-Graduação Lato

Leia mais

E D I T A L. 2º A taxa de inscrição para o Processo Seletivo do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em

E D I T A L. 2º A taxa de inscrição para o Processo Seletivo do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em EDITAL NPL 4/2015 ABRE INSCRIÇÕES PARA O PROCESSO DE SELEÇÃO PARA O CURSO DE PÓS- GRADUAÇÃO LATO SENSU EM SAÚDE MENTAL, NO CAMPUS BRAGANÇA PAULISTA DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO USF NO 2º SEMESTRE DE 2015.

Leia mais

RESOLUÇÃO FADISA N.º 005/2008 CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE DE DIREITO SANTO AGOSTINHO FADISA

RESOLUÇÃO FADISA N.º 005/2008 CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE DE DIREITO SANTO AGOSTINHO FADISA RESOLUÇÃO FADISA N.º 005/2008 CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE DE DIREITO SANTO AGOSTINHO FADISA O Presidente do CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE DE DIREITO SANTO AGOSTINHO - FADISA, Professor Ms. ANTÔNIO

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS EDITAL N o 005/2015 ANEXO 03

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS EDITAL N o 005/2015 ANEXO 03 ANEXO 03 NORMAS DO PROCESSO SELETIVO DE CANDIDATOS AOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA PUC-CAMPINAS INGRESSO DE PORTADOR DE DIPLOMA DE CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO 1 o SEMESTRE DE 2016 CAPÍTULO I DO CALENDÁRIO Art.

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM CONTROLADORIA E FINANÇAS Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS RESOLUÇÃO Nº 09/2014

SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS RESOLUÇÃO Nº 09/2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS Campus Universitário Viçosa, MG 36570-000 Telefone: (31) 3899-2127 - Fax: (31) 3899-1229 - E-mail: soc@ufv.br RESOLUÇÃO

Leia mais

GRUPO IBMEC EDUCACIONAL S.A. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014.1 e 2014.2

GRUPO IBMEC EDUCACIONAL S.A. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014.1 e 2014.2 1 GRUPO IBMEC EDUCACIONAL S.A. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014.1 e 2014.2 O Diretor Presidente do Grupo Ibmec Educacional SA, mantenedor das Faculdades de Economia e Finanças Ibmec e a Faculdade de Ciências

Leia mais

EDITAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR

EDITAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DEJANEIRO CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES INSTITUTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E DESPORTOS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR EDITAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO

Leia mais

Art. 2º Este Ato Administrativo entra em vigor na data de sua assinatura, revogadas as disposições em contrário.

Art. 2º Este Ato Administrativo entra em vigor na data de sua assinatura, revogadas as disposições em contrário. ATO ADMINISTRATIVO REITORIA Nº 63/2015 Reedita, com alterações, o Edital do Processo Seletivo dos Cursos Superiores na modalidade a Distância Vestibular 1º Semestre de 2016 O REITOR DA UNIVERSIDADE METODISTA

Leia mais

Edital Processo Seletivo - 2º semestre de 2011

Edital Processo Seletivo - 2º semestre de 2011 Edital Processo Seletivo - 2º semestre de 2011 O Instituto de Ensino Superior João Alfredo de Andrade, por sua Comissão Organizadora do Processo Seletivo, instituída em caráter permanente pela Portaria

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM COMUNICAÇÃO E MARKETING Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

REGULAMENTO. Art. 1º - O Programa de inclusão educacional BOLSAS EDUCAR tem os seguintes objetivos:

REGULAMENTO. Art. 1º - O Programa de inclusão educacional BOLSAS EDUCAR tem os seguintes objetivos: REGULAMENTO I DO PROGRAMA Art. 1º - O Programa de inclusão educacional BOLSAS EDUCAR tem os seguintes objetivos: I incentivar a aderência ao Programa de indivíduos que atendam aos requisitos exigidos neste

Leia mais

REGULAMENTO DA SECRETARIA GERAL

REGULAMENTO DA SECRETARIA GERAL FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DO BAIXO SÃO FRANCISCO DR. RAIMUNDO MARINHO FACULDADE RAIMUNDO MARINHO REGULAMENTO DA SECRETARIA GERAL A Secretaria Geral é o órgão que operacionaliza todas as atividades ligadas à

Leia mais

UNIGRAN Centro Universitário da Grande Dourados. MANUAL DO ALUNO da Pós-Graduação a Distância

UNIGRAN Centro Universitário da Grande Dourados. MANUAL DO ALUNO da Pós-Graduação a Distância UNIGRAN Centro Universitário da Grande Dourados MANUAL DO ALUNO da Pós-Graduação a Distância INTRODUÇÃO No curso de pós graduação em EAD da UNIGRAN o processo de aprendizagem é construído pelo próprio

Leia mais

ALUNO Nome: Identidade: Órgão Emissor: UF: Data de Expedição: / /. CPF: Data de Nascimento: / /. CEP: Cidade: UF: Curso:

ALUNO Nome: Identidade: Órgão Emissor: UF: Data de Expedição: / /. CPF: Data de Nascimento: / /. CEP: Cidade: UF: Curso: Pelo presente instrumento particular, o ALUNO e, se for o caso, seu RESPONSÁVEL FINANCEIRO, em conjunto denominados CONTRATANTE, ALUNO Nome: Identidade: Órgão Emissor: UF: Data de Expedição: / /. CPF:

Leia mais

3 DO EXAME DE SELEÇÃO E ADMISSÃO 4 DO LOCAL DAS INFORMAÇÕES, INSCRIÇÕES E REALIZAÇÃO DA SELEÇÃO

3 DO EXAME DE SELEÇÃO E ADMISSÃO 4 DO LOCAL DAS INFORMAÇÕES, INSCRIÇÕES E REALIZAÇÃO DA SELEÇÃO Edital de convocação para Inscrição, Seleção e Matrícula de candidato aos Cursos de Pós-Graduação em nível de Especialização - Lato Sensu para o ano letivo de 2016. A Faculdade de Ciências da Administração

Leia mais

EDITAL nº 03/2015 TRANSFERÊNCIA EXTERNA E PORTADORES DE DIPLOMA

EDITAL nº 03/2015 TRANSFERÊNCIA EXTERNA E PORTADORES DE DIPLOMA EDITAL Nº 03/2015 O Diretor da Faculdade Metropolitana de Anápolis FAMA, no uso de suas atribuições e demais disposições legais, aprova e torna público o processo seletivo para transferência de candidatos

Leia mais

Art. 2 Revogadas as disposições em contrário, a presente Resolução passa a vigorar a partir de 12 de abril de 1996.

Art. 2 Revogadas as disposições em contrário, a presente Resolução passa a vigorar a partir de 12 de abril de 1996. RESOLUÇÃO N 008, DE 17 DE ABRIL DE 1996, DO DIRETOR DA FMTM. Fixa diretrizes e normas para os Cursos da Central de Idiomas Modernos - CIM. O DIRETOR DA FACULDADE DE MEDICINA DO TRIÂNGULO MINEIRO, no uso

Leia mais

E D I T A L. 2º A taxa de inscrição para o Processo Seletivo dos Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu será

E D I T A L. 2º A taxa de inscrição para o Processo Seletivo dos Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu será EDITAL NPL 1/2014 ABRE INSCRIÇÕES PARA O PROCESSO DE SELEÇÃO PARA OS CURSOS DE PÓS- GRADUAÇÃO LATO SENSU DOS CAMPI BRAGANÇA PAULISTA, ITATIBA E CAMPINAS DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO USF NO 1º SEMESTRE

Leia mais

MANUAL BOLSISTA. Núcleo de Atenção Solidária NAS

MANUAL BOLSISTA. Núcleo de Atenção Solidária NAS MANUAL DO BOLSISTA Núcleo de Atenção Solidária NAS Sumário 1 - Bolsa de Estudo... 2 2 - Tipos de Bolsas de Estudo... 2 - ProUni... 2 Eventuais Programas de Bolsas de Estudo:... 2 - Vestibular Social....

Leia mais

R E G I M E N T O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADO EM TEORIA LITERÁRIA DOS OBJETIVOS

R E G I M E N T O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADO EM TEORIA LITERÁRIA DOS OBJETIVOS R E G I M E N T O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADO EM TEORIA LITERÁRIA DOS OBJETIVOS Artigo 1º - O Programa de Pós-Graduação em Letras tem por objetivo a formação de docentes destinados

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CAMPOS DE ANDRADE UNIANDRADE

CENTRO UNIVERSITÁRIO CAMPOS DE ANDRADE UNIANDRADE CENTRO UNIVERSITÁRIO CAMPOS DE ANDRADE UNIANDRADE Aprovado pelo Parecer CNE/MEC 083/99 em 28/01/99. CURITIBA 2015 1 EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA O PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - UERJ CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES INSTITUTO DE PSICOLOGIA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - UERJ CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES INSTITUTO DE PSICOLOGIA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - UERJ CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES INSTITUTO DE PSICOLOGIA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA EDITAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA - TURMA

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DE INGRESSO AOS CURSOS SUPERIORES, MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EAD, DA UNIVERSIDADE DE SANTO AMARO, TURMAS DE 2014.

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DE INGRESSO AOS CURSOS SUPERIORES, MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EAD, DA UNIVERSIDADE DE SANTO AMARO, TURMAS DE 2014. 1 EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DE INGRESSO AOS CURSOS SUPERIORES, MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EAD, DA UNIVERSIDADE DE SANTO AMARO, TURMAS DE 2014. A Magnífica Reitora da Universidade de Santo Amaro

Leia mais

Lato Sensu - Especialização

Lato Sensu - Especialização Regulamento Geral do Núcleo de Pós- Graduação Lato Sensu - Especialização CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º Os Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu - Especialização da Fundação Educacional de Além

Leia mais

Portaria nº 69, de 30/06/2005

Portaria nº 69, de 30/06/2005 Câmara dos Deputados Centro de Documentação e Informação - Legislação Informatizada Portaria nº 69, de 30/06/2005 O PRIMEIRO-SECRETÁRIO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS, no uso das atribuições que lhe confere o

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE

FACULDADE DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE FACULDADE DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE (Port. MEC nº 797/14, de 11/09/2014, publicada no DOU em 12/09/2014) EDITAL 2016/1 - PROCESSO SELETIVO GRADUAÇÃO PRESENCIAL O Diretor Geral da Faculdade de Educação

Leia mais

CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA. Resolução nº 01/2010

CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA. Resolução nº 01/2010 CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA Resolução nº 01/2010 Regulamenta a pós-graduação lato sensu nas modalidades semipresencial e à distância O Diretor do Centro de Educação

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES DE GRADUAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA - 2º SEMESTRE 2015

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES DE GRADUAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA - 2º SEMESTRE 2015 EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES DE GRADUAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA - 2º SEMESTRE 2015 PORTARIA N.º 015 - Reitoria da UNOESTE, de 01 de julho de 2015 A Reitora da Universidade do Oeste

Leia mais

EDITAL Nº 10/2011. Processo Seletivo AGENDADO Vestibular 2012 - Primeiro Semestre

EDITAL Nº 10/2011. Processo Seletivo AGENDADO Vestibular 2012 - Primeiro Semestre EDITAL Nº 10/2011 Processo Seletivo AGENDADO Vestibular 2012 - Primeiro Semestre tinuadoo Diretor da Faculdade de Tecnologia de Piracicaba, FATEP, mantida pelo Instituto de Desenvolvimento Tecnológico

Leia mais

FACULDADE OPET EDITAL Nº 01, DE 25 DE MARÇO DE 2015 PROCESSO SELETIVO

FACULDADE OPET EDITAL Nº 01, DE 25 DE MARÇO DE 2015 PROCESSO SELETIVO FACULDADE OPET EDITAL Nº 01, DE 25 DE MARÇO DE 2015 PROCESSO SELETIVO A Faculdade Opet por sua Comissão de Processo Seletivo, instituída em caráter permanente pela Portaria Nº 10/2014, torna pública as

Leia mais

FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS SANTA MARCELINA M U R I A É MG EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA O ANO LETIVO DE 2016

FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS SANTA MARCELINA M U R I A É MG EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA O ANO LETIVO DE 2016 FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS SANTA MARCELINA M U R I A É MG EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA O ANO LETIVO DE 2016 A Diretora da FACULDADE DE FILOSOFIA CIÊNCIAS E LETRAS SANTA MARCELINA - FASM,

Leia mais

EDITAL N.º 001/2014 PROCESSO SELETIVO 1º SEMESTRE DE 2014

EDITAL N.º 001/2014 PROCESSO SELETIVO 1º SEMESTRE DE 2014 EDITAL N.º 001/2014 PROCESSO SELETIVO 1º SEMESTRE DE 2014 A Diretora Maria Aparecida Pinto, Diretora da Faculdade de São Lourenço, no uso de suas atribuições, torna público que, no período de 02 de setembro

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO FACULDADE NACIONAL DE DIREITO Edital Interno - Programa de Monitoria 2014

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO FACULDADE NACIONAL DE DIREITO Edital Interno - Programa de Monitoria 2014 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO FACULDADE NACIONAL DE DIREITO Edital Interno - Programa de Monitoria 2014 A Coordenação de Graduação da Faculdade Nacional de Direito (FND) torna público que a Pró-Reitoria

Leia mais

Regulamento do Núcleo de Pós- Graduação Lato Sensu - Especialização

Regulamento do Núcleo de Pós- Graduação Lato Sensu - Especialização Regulamento do Núcleo de Pós- Graduação Lato Sensu - Especialização Juiz de Fora-MG Regulamento do Núcleo de Pós-Graduação Lato Sensu Especialização CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º Os Cursos

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DE CURSOS LIVRES PROFISSIONALIZANTES

REGULAMENTO INTERNO DE CURSOS LIVRES PROFISSIONALIZANTES REGULAMENTO INTERNO DE CURSOS LIVRES PROFISSIONALIZANTES 1. DEFINIÇÃO DE CURSOS LIVRES 1.1. Os Cursos Livres, de acordo com o artigo 42, da Lei nº 9.394/1996, são cursos abertos à comunidade, condicionada

Leia mais

ESAMC. MBA Executivo. Unidades: Sorocaba. Itapetininga

ESAMC. MBA Executivo. Unidades: Sorocaba. Itapetininga ESAMC MBA Executivo Unidades: Sorocaba Itu Itapetininga REGULAMENTO INTERNO DA INSTITUIÇÃO ÚLTIMA REVISÃO: NOVEMBRO/2009 SUMÁRIO ii 1) DO REGIME ESCOLAR... 1 1.1) CRITÉRIO DE CONTAGEM DE CRÉDITOS... 1

Leia mais

E D I T A L. 1º O curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Psicopedagogia - Clínica e Institucional é destinado a graduados em Diploma de Curso Superior.

E D I T A L. 1º O curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Psicopedagogia - Clínica e Institucional é destinado a graduados em Diploma de Curso Superior. EDITAL NPL 10/2016 ABRE INSCRIÇÕES PARA O PROCESSO DE SELEÇÃO PARA O CURSO DE PÓS- GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA E INSTITUCIONAL, NO CAMPUS CAMPINAS - UNIDADE CAMBUÍ DA UNIVERSIDADE SÃO

Leia mais

ANO 2014 2º SEMESTRE

ANO 2014 2º SEMESTRE SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS EDITAL Nº 095/2014, de 25/04/2014 PROCESSO SELETIVO E MATRÍCULA DOS CANDIDATOS APROVADOS NO PROGRAMA

Leia mais

EDITAL Nº 02/2014 SELEÇÃO E MATRÍCULA DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO EAD DA UNIASSELVI

EDITAL Nº 02/2014 SELEÇÃO E MATRÍCULA DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO EAD DA UNIASSELVI EDITAL Nº 02/2014 SELEÇÃO E MATRÍCULA DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO EAD DA UNIASSELVI Abre inscrições ao Processo de seleção e matrícula para ingresso nos Cursos de especialização lato sensu a ser oferecido

Leia mais