antropologia & cultura

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "antropologia & cultura"

Transcrição

1 antropologia & cultura carlos joão correia artes & humanidades estudos africanos filosofia 2015/2ºsemestre

2 Modelo Out of Africa - Arca de Noé Origem recente africana anos - África oriental subsariana - Homo sapiens ADNmt Eva mitocondrial Adão Cromossomático Y-MRCA Allan Wilson [ ] Luca Cavalli-Sforza [n.1922] Rebecca Cann [n.1951] Spencer Wells [n.1969]

3 Eva mitocondrial 1. Não era a única mulher. 2. O Adão cromossomático não conviveu com ela. 3. Não era necessariamente o antepassado comum de todos os homens (i.e. não foi a primeira mulher homo sapiens). 4. Nem todos os genes que constituem o nosso genoma derivam dela. 5. As primeiras linhagens africanas são conhecidas pelos termos técnicos de L0/L1-L6. 6. Linhagens genéticas são Haplogrupos. 6.1 Haplogrupos são ramos das migrações humanas primitivas. São definidos pelas mutações genéticas ( marcadores ) que se descobrem através de testes ao ADNmt. Estes marcadores ligam os membros de um haplogrupo ao antepassado comum no qual surgiu pela primeira vez determinado marcador. 6.2 Os haplogrupos não definem características raciais ou mesmo fenotípicas (se estas últimas existirem tal facto será o resultado das condições ambientais em que o haplogrupo se movimenta). 6.3 Existem dois grandes conjuntos de haplogrupos: os haplogrupos mitocondriais e os haplogrupos do Adão cromossomático.

4 ADN/DNA Ácido Desoxirribonucleico [James Watson/Francis Crick, 7 de Março de 1953]!

5

6 Adenina Timina Citosina Guanina

7 1. 46 cromossomas (23*2) 2. cada um dos 23 pares é derivado de cada um dos nossos pais 3. Fêmeas são XX no 23; Machos são XY 4. O Y é determinado pelo pai 5. Existe uma secção do Y que não é sujeita à recombinação genética [NRY]

8

9

10 A Eva mitocondrial é a mulher que é o antepassado directo mais recente, em linha matrilinear, de todos os seres humanos que hoje estão vivos. ( ) Vejamos o argumento. Consideremos o conjunto A que inclui todos os seres humanos que vivem hoje. Cada um de nós nasceu de uma e única mãe; consideremos em seguida o conjunto que inclui todas mães das pessoas que estão vivas hoje. O conjunto B é necessariamente mais pequeno do que A, dado que ninguém tem mais de que uma mãe e algumas mães têm mais do que um filho. Continue-se com o conjunto C, de todas as mães das mães presentes no conjunto B. Ainda é mais pequeno. Continue-se com os conjuntos D e E, e assim por diante. Os conjuntos devem contrair-se à medida que vamos regredindo nas gerações. Saliente-se que, à medida que regredimos, excluímos muitas mulheres que eram contemporâneas de cada conjunto. Entre elas encontram-se as mulheres que morreram sem filhos ou em que a descendência feminina desapareceu. Eventualmente este conjunto contrai-se numa só mulher - a mulher que é o antepassado feminino directo mais recente de todas as pessoas que hoje estão vivas na terra. Ela é a Eva mitocondrial, assim designada (por Cann et al. 1987) porque as mitocôndrias nas nossas células passaram apenas pela linha matrilinear. Daniel C. Dennett. Darwin s Dangerous Idea. Evolution and the Meanings of Life. London et al: Penguin Books. 1995:97

11

12

13 Homo sapiens/ Eva Mitocondrial San - Hadza(be) [2.000 homo sapiens] Adão Y ª migração [Iémen] - Sueste Asiático - Austrália ª migração - Médio Oriente: Índia/Ásia Central Ásia Central -> Europa // Ásia Central ->China > retorno(s) a África Ásia Central -> estreito de Bering Monte Verde - Chile

14

15

16

17 Jean-Jaques Hublin Milford H. Wolpoff Milford Wolfpoff, paleoantropólogo da Universidade de Ann Arbor, nos Estados Unidos, é um dos últimos defensores desta continuidade multirregional. Ao longo de anos, desenvolveu a teoria, fazendo intervir trocas genéticas entre as diferentes linhagens locais, desde o Homo erectus ao Homo sapiens, trocas essas que teriam mantido a interfecundidade das populações e a coesão da espécie. Para Wolpoff, há, pelo menos, dois milhões de anos que o nosso planeta não teria conhecido senão uma espécie de homininos, um Homo sapiens evolutivo que reagrupava o Homo erectus, o homem de Neandertal (Homo sapiens neanderthalensis para muitos antropólogos) e o Homem Moderno (Homo sapiens sapiens). Frequentemente, diz-se deste modelo que ele está em candelabro, um candelabro cuja base seria a população original (a primeira saída de África), e cujas velas seriam os grupos humanos que deram origem à população actual. Quand d autres hommes peuplaient la Terre. Paris: Flammarion. 2008, 136. No Tempo em que outros homens viviam na Terra Rachel Caspari

18 Teoria da Evolução Multirregional A TM (teoria multirregional) ou TC (teoria do candelabro) sustenta que as diferentes populações de Homo sapiens (seres humanos anatomicamente modernos) são descendentes de seres humanos anatomicamente arcaicos que deixaram a África pela primeira vez, há quase dois milhões de anos, e que se espalharam pelo mundo. Em cada umas das regiões em que se instalaram pode surprender-se uma continuidade regional anatómica com as actuais populações.

19

20 Zhoukoudian - Homem de Pequim Homo erectus pekinensis Li Jin/Jin Li could not find any evidence that is consistent with the hypothesis of independent origin in China

21 Alguns investigadores aventaram a ideia de que os erectus da China seriam os antepassados dos chineses actuais, e de que os erectus africanos, por seu lado, teriam dado os africanos... É uma hipótese absurda. Isto pressuporia a existência de um mecanismo interno, genético, que impele a espécie a evoluir da mesma maneira, no mesmo momento e em toda a parte sem excepção, o que, para os biólogos, é contrário a todas as actuais teorias da evolução, que sugerem que a mudança só pode ter ocorrido num único lugar. André Langaney. A Conquista do Território in AAVV. A mais bela história do homem. Porto: Asa [1998], 32 André Langaney

22 Jean-Jaques Hublin Os seus trabalhos [de William Howells] mostraram que a grande homogeneidade dos homens actuais e as suas diferenças em relação a grupos antigos, como os Neandertais, eram dificilmente conciliáveis com uma evolução das populações arcaicas. Howells propôs um modelo segundo o qual os seres humanos teriam surgido, bastante recentemente, numa população bem demarcada e, sem dúvida, pouco numerosa e, em seguida, se teriam dispersado e substituído as populações regionais antigas, o homem de Neandertal na Europa e os últimos Homo erectus na Ásia. A este modelo foram atribuídos nomes bíblicos, onde figuravam a Arca de Noé ou o Jardim de Éden. Quand d autres hommes peuplaient la Terre. Paris: Flammarion. 2008, 136. No Tempo em que outros homens viviam na Terra. 111

23 A teoria Out-of-Africa significa que todos os seres humanos fora de África descendem de um movimento populacional recente, de origem africana, e que tem menos de anos. Este êxodo eliminou [directa ou indirectamente] todos os outros tipos de seres humanos arcaicos que existiam no mundo. Os multirregionalistas argumentam que, pelo contrário, as populações arcaicas humanas, o Homo neanderthalensis (Neandertais) na Europa e o Homo erectus no Extremo Oriente evoluíram nas múltiplas raças que vemos em volta do mundo. A teoria Out-of-Africa vence agora a disputa porque as novas linhagens genéticas [i.e. as linhagens da Eva mitocondrial] conduzem-nos a África há cerca de anos. Stephen Oppenheimer in The Bradshaw Foundation Out-of-Africa Hipótese segundo a qual todos os homens modernos provêm de um único grupo de Homo Sapiens que emigrou de África nos últimos anos, substituindo outras formas humanas mais primitivas John Hawks. The Rise of Humans. Chantilly (Virginia): TC. 2011, 412

24 Jean-Jaques Hublin Foi Bernard Vandermeersch quem descobriu as sepulturas de Qafzeh e fez vingar o carácter essencialmente moderno destes homens. (...) Mas foi necessário o desenvolvimento dos métodos de datação por termoluminiscência e por ressonância de spin electrónico (ESR), no final dos anos 1980, para que eles conseguissem convencer a comunidade científica que estas populações modernas tinham vivido entre e anos antes da nossa era. Eram mais antigas do que os homens de Neandertal clássicos da Europa e de que os homens encontrados na Síria, no Iraque e mesmo em Israel. (...) A hipótese segundo a qual o Homem Moderno descendia do homem de Neandertal estava definitivamente enterrada. Quand d autres hommes peuplaient la Terre. Paris: Flammarion. 2008, 131. No Tempo em que outros homens viviam na Terra. 106.

25 Candelabro Canis lupus familiaris Canis lupus

26 Arca de Noé Canis lupus familiaris Canis lupus

Tudo começou em África

Tudo começou em África Tudo começou em África (Expresso: 25-04-1998) Análises do D A confirmam a origem africana da espécie humana, uma ideia já defendida no século passado por Charles Darwin e Thomas Henry. A nossa árvore genealógica

Leia mais

Ancestralidade Materna polimorfismos matrilínea DNA Mitocondrial (mtdna).

Ancestralidade Materna polimorfismos matrilínea DNA Mitocondrial (mtdna). Ancestralidade Materna A atual população dos países latino-americanos foi gerada por um complexo processo de mistura genética entre ameríndios, europeus e africanos. As porcentagens relativas destas três

Leia mais

ÁFRICA: A ORIGEM DO HOMEM

ÁFRICA: A ORIGEM DO HOMEM DURAÇÃO: 50 GRAU: 6-8, 9-12 DISCIPLINA: CIÊNCIAS NATURAIS, GEOGRAFIA ÁFRICA: A ORIGEM DO HOMEM DESCRIÇAO Cientistas tentam provar, através de estudos de DNA, que todos os seres humanos possuem uma única

Leia mais

O DNA é formado por pedaços capazes de serem convertidos em algumas características. Esses pedaços são

O DNA é formado por pedaços capazes de serem convertidos em algumas características. Esses pedaços são Atividade extra Fascículo 2 Biologia Unidade 4 Questão 1 O DNA é formado por pedaços capazes de serem convertidos em algumas características. Esses pedaços são chamados de genes. Assinale abaixo quais

Leia mais

A Conquista da Terra pelo Homo sapiens por Fernando Bilharinho

A Conquista da Terra pelo Homo sapiens por Fernando Bilharinho A Conquista da Terra pelo Homo sapiens por Fernando Bilharinho O Homo sapiens anatomicamente moderno surgiu na África há cerca de 200 mil anos. Corroboram essa afirmação a diversidade genética na África

Leia mais

ORIENTAÇÕES RESUMO TEÓRICO EXERCÍCIOS RESOLVIDOS. BIOLOGIA II Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 2 EVIDÊNCIAS DA EVOLUÇÃO

ORIENTAÇÕES RESUMO TEÓRICO EXERCÍCIOS RESOLVIDOS. BIOLOGIA II Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 2 EVIDÊNCIAS DA EVOLUÇÃO BIOLOGIA II Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 2 EVIDÊNCIAS DA EVOLUÇÃO ORIENTAÇÕES Esta lista contém exercícios sobre fatos que sustentam a ideia da evolução dos seres vivos. Resolva as questões com foco

Leia mais

Atividade extra. Questão 1. Questão 2. Ciências da Natureza e suas Tecnologias Biologia. A diversidade biológica é o fruto da variação genética.

Atividade extra. Questão 1. Questão 2. Ciências da Natureza e suas Tecnologias Biologia. A diversidade biológica é o fruto da variação genética. Atividade extra Questão 1 A diversidade biológica é o fruto da variação genética. Falar em biodiversidade e em tempo significa, necessariamente, falar de: a. Degeneração. b. Conservação. c. Evolução. d.

Leia mais

Professor(a): Marco Rossellini Disciplina: Biologia Aluno(a): Ano: 3 EM Nº: Data: / / Bimestre: 3º NOTA: Exercícios - Geekie

Professor(a): Marco Rossellini Disciplina: Biologia Aluno(a): Ano: 3 EM Nº: Data: / / Bimestre: 3º NOTA: Exercícios - Geekie 1) Leia os trechos seguintes, extraídos de um texto sobre a cor de pele humana. A pele de povos que habitaram certas áreas durante milênios adaptou-se para permitir a produção de vitamina D. À medida que

Leia mais

Roteiro 15. O Corpo Físico. FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas

Roteiro 15. O Corpo Físico. FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas Roteiro 15 O Corpo Físico FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas Objetivo Analisar as principais considerações filosóficas, científicas

Leia mais

Mecanismos de Herança

Mecanismos de Herança Mecanismos de Herança Andréa Trevas Maciel Guerra Depto. De Genética Médica FCM - UNICAMP Mecanismo de Herança Conceitos básicos Herança Monogênica Herança mitocondrial Imprinting Autossomos (1 a 22) Autossomos

Leia mais

OS PRIMEIROS POVOADORES DA TERRA

OS PRIMEIROS POVOADORES DA TERRA OS PRIMEIROS POVOADORES DA TERRA Criacionismo: modelo de explicação para a origem de tudo que existe no universo. Seus defensores, acreditam que a vida e todas as coisas existentes foram criadas por um

Leia mais

Epigenética e Memória Celular

Epigenética e Memória Celular Epigenética e Memória Celular Por Marcelo Fantappié Fonte www.revistacarbono.com A epigenética é definida como modificações do genoma que são herdadas pelas próximas gerações, mas que não alteram a sequência

Leia mais

Projeto Genoma Humano. Autores: Kelly Cristina Guedes, Andreia da Silva e Antonia M de Oliveira.

Projeto Genoma Humano. Autores: Kelly Cristina Guedes, Andreia da Silva e Antonia M de Oliveira. Projeto Genoma Humano Autores: Kelly Cristina Guedes, Andreia da Silva e Antonia M de Oliveira. Instituição: Faculdade Alfredo Nasser Email: kellyguedes@hotmail.com.br Palavra chave ( projeto genoma humano,

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA HISTÓRIA

A IMPORTÂNCIA DA HISTÓRIA A IMPORTÂNCIA DA HISTÓRIA A IMPORTÂNCIA DAS VIAGENS NA NOSSA VIDA PARA SABERMOS VER MELHOR A VIDA PERCEBERMOS O NOSSO PAPEL NO MUNDO PARA ENTENDERMOS O PRESENTE PARA SABERMOS COMO CHEGAMOS ATÉ AQUI VINDOS

Leia mais

Estudo aponta que cão domesticado surgiu no Oriente Médio

Estudo aponta que cão domesticado surgiu no Oriente Médio Estudo aponta que cão domesticado surgiu no Oriente Médio Pesquisadores analisaram DNA de cachorros e lobos para desmistificar origem asiática 18 de março de 2010 15h 47 Reuters Os ancestrais dos cachorros

Leia mais

DNA A molécula da vida. Prof. Biel Série: 9º ano

DNA A molécula da vida. Prof. Biel Série: 9º ano DNA A molécula da vida Prof. Biel Série: 9º ano DNA FINGER-PRINTING A expressão DNA "Finger-Print" (ou Impressões Genéticas) designa uma técnica de separação de segmentos de DNA que permite a identificação

Leia mais

Hereditariedade. Leis da hereditariedade GENÉTICA

Hereditariedade. Leis da hereditariedade GENÉTICA Hereditariedade Definição: É a transferência de informações sobre as características próprias de um ser vivo para outro, de geração para geração, por meio dos gametas ou por transferência direta deácidos

Leia mais

152 questões de biologia comentadas para você gabaritar o vestibular 12. EVOLUÇÃO

152 questões de biologia comentadas para você gabaritar o vestibular 12. EVOLUÇÃO 12. EVOLUÇÃO QUESTÃO - 145 O conhecimento do processo evolutivo é fundamental para a compreensão da vida. O estudo de fósseis é uma importante evidência de que a evolução dos organismos ocorreu. Com relação

Leia mais

Modelos BioMatemáticos

Modelos BioMatemáticos Modelos BioMatemáticos http://correio.fc.ul.pt/~mcg/aulas/biopop/ Pedro J.N. Silva Sala 4.1.16 Departamento de Biologia Vegetal Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa Pedro.Silva@fc.ul.pt Genética

Leia mais

As regiões com maior e menor crescimento previsto para 2050

As regiões com maior e menor crescimento previsto para 2050 Introdução: O aumento da população ficará na história da Humanidade como o facto mais extraordinário do século XX. Há quarenta anos estimava-se a população em cerca de 3000 milhões de pessoas. Daí em diante

Leia mais

Evolução humana. NEANDERTHAL Parente próximo do Pedro Vitória 1 ser humano

Evolução humana. NEANDERTHAL Parente próximo do Pedro Vitória 1 ser humano Evolução humana NEANDERTHAL Parente próximo do Pedro Vitória 1 ser humano Árvore evolutiva Há cerca de 5 milhões de anos, o grupo de primatas que habitava a selva africana subdividiu-se, o que originou

Leia mais

Recuperação - 1ª Etapa Ensino Fundamental II

Recuperação - 1ª Etapa Ensino Fundamental II 1 HISTÓRIA 6º ANO ENS. FUNDAMENTAL II PROFESSOR (A): SEBASTIÃO ABICEU NOME: Nº QUESTÃO 01: O que a História estuda? Responda com suas palavras. QUESTÃO 02: O que são fontes históricas? QUESTÃO 03: Dê exemplos

Leia mais

Hoje estudaremos a bioquímica dos ácidos nucléicos. Acompanhe!

Hoje estudaremos a bioquímica dos ácidos nucléicos. Acompanhe! Aula: 2 Temática: Ácidos Nucléicos Hoje estudaremos a bioquímica dos ácidos nucléicos. Acompanhe! Introdução: Os ácidos nucléicos são as moléculas com a função de armazenamento e expressão da informação

Leia mais

ALGORITMOS GENÉTICOS: UMA VISÃO EXPLANATÓRIA

ALGORITMOS GENÉTICOS: UMA VISÃO EXPLANATÓRIA 136 ALGORITMOS GENÉTICOS: UMA VISÃO EXPLANATÓRIA FILITTO, Danilo 1 Resumo: Os algoritmos Genéticos inspiram-se no processo de evolução natural e são utilizados para resolver problemas de busca e otimização

Leia mais

GENÉTICA HISTÓRICO CARACTERÍSTICAS LEIS DE MENDEL PROBABILIDADE

GENÉTICA HISTÓRICO CARACTERÍSTICAS LEIS DE MENDEL PROBABILIDADE GENÉTICA HISTÓRICO CARACTERÍSTICAS LEIS DE MENDEL PROBABILIDADE DEFINIÇÃO Palavra de origem grega gennos (fazer nascer- geração). Estudo dos mecanismos de transmissão de características de uma espécie,

Leia mais

A árvore genealógica dos seres vivos

A árvore genealógica dos seres vivos Aula 11 Objetivo O objetivo desta unidade é apresentar os principais conceitos utilizados na descrição da árvore genealógica dos seres vivos. O presente é a chave do passado J. Hutton Evolução é um metafenômeno.

Leia mais

David Coimbra. Uma história. do mundo. Como se formou a primeira cidade. Como nasceu o primeiro deus único. Como foi inventada a culpa.

David Coimbra. Uma história. do mundo. Como se formou a primeira cidade. Como nasceu o primeiro deus único. Como foi inventada a culpa. David Coimbra Uma história do mundo Como se formou a primeira cidade. Como nasceu o primeiro deus único. Como foi inventada a culpa. L Sumário 1. Neandertal, o solteiro feliz...7 2. O ócio feminino matou

Leia mais

2011/2012 Geografia 8º Ano de escolaridade

2011/2012 Geografia 8º Ano de escolaridade 2011/2012 Geografia 8º Ano de escolaridade O aumento da população ficará na história da Humanidade como o facto mais extraordinário do século XX. Há cerca de cinquenta anos estimava-se a população em cerca

Leia mais

BIOLOGIA IACI BELO. Como duas espécies distintas podem evoluir para formas idênticas?

BIOLOGIA IACI BELO. Como duas espécies distintas podem evoluir para formas idênticas? BIOLOGIA IACI BELO www.iaci.com.br ASSUNTO: EVOLUÇÃO CONVERGENTE Série: 3EM Como duas espécies distintas podem evoluir para formas idênticas? por Joshua Clark - traduzido por HowStuffWorks Brasil Há cerca

Leia mais

GENÉTICA DE POPULAÇÃO E CONSERVAÇÃO DAS ESPÉCIES

GENÉTICA DE POPULAÇÃO E CONSERVAÇÃO DAS ESPÉCIES GENÉTICA DE POPULAÇÃO E CONSERVAÇÃO DAS ESPÉCIES Aula 6 META Descrever os princípios da variabilidade genética; reconhecer o principio e a Lei de Hardy-Weinberg para populações estáveis; aplicação do principio

Leia mais

BIOLOGIA EVOLUÇÃO PROF ESTEVAM

BIOLOGIA EVOLUÇÃO PROF ESTEVAM BIOLOGIA EVOLUÇÃO PROF ESTEVAM TESTES 1) (Santos) Muitos antibióticos, inicialmente usados com sucesso contra bactérias patogênicas, parecem ter perdido sua eficiência. Um mesmo antibiótico, usado para

Leia mais

Diversidade Genética das Populações Amazônicas

Diversidade Genética das Populações Amazônicas PAINEL I Particularidades genéticas das populações amazônicas e suas possíveis implicações Coordenação de Mesa: Wim Degrave. Diversidade Genética das Populações Amazônicas Sidney dos Santos Será apresentado

Leia mais

Biologia é a ciência que estuda os seres vivos (do grego - bios =vidae - logos = estudo, ou seja o estudo da vida). Debruça-se sobre o funcionamento

Biologia é a ciência que estuda os seres vivos (do grego - bios =vidae - logos = estudo, ou seja o estudo da vida). Debruça-se sobre o funcionamento 1 Biologia é a ciência que estuda os seres vivos (do grego - bios =vidae - logos = estudo, ou seja o estudo da vida). Debruça-se sobre o funcionamento dinâmico dos organismos desde uma escala molecular

Leia mais

INSTITUTO BRASIL SOLIDÁRIO INSTITUTO BRASIL SOLIDÁRIO. Programa de Desenvolvimento da Educação - PDE Programa de Desenvolvimento da Educação - PDE

INSTITUTO BRASIL SOLIDÁRIO INSTITUTO BRASIL SOLIDÁRIO. Programa de Desenvolvimento da Educação - PDE Programa de Desenvolvimento da Educação - PDE INSTITUTO BRASIL SOLIDÁRIO Evolução Humana Rodrigo Valle Cezar A Evolução Humana INSTITUTO BRASIL SOLIDÁRIO Evolução Humana é o nome dado ao processo de mudança e adaptação pelo qual os seres humanos passaram

Leia mais

embora sejam iguais, os genes das duas espécies estão espalhados distintamente intacta do DNA mitocondrial

embora sejam iguais, os genes das duas espécies estão espalhados distintamente intacta do DNA mitocondrial Apenas mil das 30 mil espécies de abelhas conhecidas no mundo formam colônias e sociedades organizadas - as demais vivem solitariamente ou em colônias de organização menos complexa. O modelo clássico de

Leia mais

ÁCIDOS NUCLEICOS DNA - ÁCIDO DESOXIRRIBONUCLEICO RNA - ÁCIDO RIBONUCLEICO

ÁCIDOS NUCLEICOS DNA - ÁCIDO DESOXIRRIBONUCLEICO RNA - ÁCIDO RIBONUCLEICO ÁCIDOS NUCLEICOS DNA - ÁCIDO DESOXIRRIBONUCLEICO RNA - ÁCIDO RIBONUCLEICO 1 Funções dos ácidos nucleicos Armazenar e expressar a informação genética Replicação Cópia da mensagem contida no DNA, que será

Leia mais

Desenvolvimento humano

Desenvolvimento humano Desenvolvimento humano Desenvolvimento filogenético Hominização aspectos gerais aspectos ligados ao Sistema Nervoso Desenvolvimento ontogenético do Sistema Nervoso aspectos gerais aspectos específicos

Leia mais

Núcleo e Divisões Celulares

Núcleo e Divisões Celulares UNIDADE 2 ORIGEM DA VIDA E BIOLOGIA CELULAR CAPÍTULO 10 Aula 1 Núcleo: estrutura e composição Cromossomos, genes e DNA 1. NÚCLEO: NÚMERO E FORMA Células eucarióticas Cromossomos DNA + proteínas (histonas)

Leia mais

GENÉTICA FORENSE E PATERNIDADE

GENÉTICA FORENSE E PATERNIDADE GENÉTICA FORENSE E PATERNIDADE Alessandra Dias Laboratório de Biologia Molecular O primeiro teste de DNA para investigação de paternidade era feito através do sistema de HLA, entretanto o resultado era

Leia mais

Descubra o Elo Perdido entre a Ciência e a Espiritualidade

Descubra o Elo Perdido entre a Ciência e a Espiritualidade Descubra o Elo Perdido entre a Ciência e a Espiritualidade Os Primeiros Seres Humanos Roselis von Sass NOVOS ELOS SE CONECTAM À LINHA DA EVOLUÇÃO E SURGIU O SER HUMANO Novos elos se conectam à linha da

Leia mais

FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA I CONTEÚDO E HABILIDADES HISTÓRIA. Conteúdo:

FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA I CONTEÚDO E HABILIDADES HISTÓRIA. Conteúdo: Conteúdo: Aula 1: A origem dos primeiros povos americanos Os períodos da Pré-História Americana Aula 2: Diferentes modos de vida Quem chegou primeiro ao território brasileiro? Habilidades: Aula 1: Conhecer

Leia mais

As bactérias operárias

As bactérias operárias A U A UL LA As bactérias operárias Na Aula 47 você viu a importância da insulina no nosso corpo e, na Aula 48, aprendeu como as células de nosso organismo produzem insulina e outras proteínas. As pessoas

Leia mais

EXERCÍCIO RESOLVIDO ORIENTAÇÕES RESUMO TEÓRICO EXERCÍCIOS PROPOSTOS. BIOLOGIA II Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 3.b - TEORIAS EVOLUTIVAS

EXERCÍCIO RESOLVIDO ORIENTAÇÕES RESUMO TEÓRICO EXERCÍCIOS PROPOSTOS. BIOLOGIA II Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 3.b - TEORIAS EVOLUTIVAS BIOLOGIA II Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 3.b - TEORIAS EVOLUTIVAS ORIENTAÇÕES Essa lista é a continuação da lista 3.a, com mais exercícios sobre teorias evolutivas. Como sempre, resolva as questões

Leia mais

16.02. A recombinação genética ocorre em todos os pares de cromossomos das células humanas que estão em meiose.

16.02. A recombinação genética ocorre em todos os pares de cromossomos das células humanas que estão em meiose. BIO 6E aula 16 16.01. A pleiotropia ocorre quando um gene influencia mais de uma característica. Em genes que estão localizados no mesmo par de cromossomos porém distante um do outro, a maioria dos gametas

Leia mais

SÍNTESES NUCLEARES. O DNA éo suporte da informação genética. Parte 1 Replicação

SÍNTESES NUCLEARES. O DNA éo suporte da informação genética. Parte 1 Replicação SÍNTESES NUCLEARES O DNA éo suporte da informação genética Parte 1 Replicação Estrutura do DNA Replicação do DNA Nucleótidos A informação genética das células é armazenada sob a forma de 2 moléculas similares:

Leia mais

Introdução a genética de populações e a origem da variação genética. Aula 1

Introdução a genética de populações e a origem da variação genética. Aula 1 Introdução a genética de populações e a origem da variação genética Aula 1 O Escopo da Genética de populações! Genética mendeliana! A transmissão da informação da informação genética está sujeita as leis

Leia mais

DNA: Passado, Presente e Futuro

DNA: Passado, Presente e Futuro DNA: Passado, Presente e Futuro O passado O modelo do DNA que hoje nos é tão familiar foi divulgado em abril de 1953 na revista científica Nature pelos cientistas James Watson e Francis Crick. Eles afirmaram

Leia mais

PARA QUE SERVE O DNA?

PARA QUE SERVE O DNA? Paulo Cesar Naoum PARA QUE SERVE O DNA? Academia de Ciência e Tecnologia de São José do Rio Preto - SP www.ciencianews.com.br Junho de 2009 O DNA existe por um único motivo criar mais DNA. Em cada célula

Leia mais

das espécies Chegamos à aula 50! Durante as aulas do Os trabalhos de Charles Darwin

das espécies Chegamos à aula 50! Durante as aulas do Os trabalhos de Charles Darwin A evolução das espécies A UU L AL A Chegamos à aula! Durante as aulas do telecurso, você viu vários temas relacionados com a Biologia: genética, botânica, zoologia, fisiologia, ecologia entre outros. Finalizaremos

Leia mais

ARBORICULTURA I. Propagação de Plantas

ARBORICULTURA I. Propagação de Plantas ARBORICULTURA I Propagação de Plantas O que é a propagação de plantas? É a multiplicação de indivíduos do reino vegetal, por métodos sexuados ou assexuados, por forma a obter na descendência um determinado

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DO DNA MITOCONDRIAL PARA ELUCIDAÇÃO DOS PROCESSOS DE EVOLUÇÃO E VARIABILIDADE GENÉTICA HUMANA

A UTILIZAÇÃO DO DNA MITOCONDRIAL PARA ELUCIDAÇÃO DOS PROCESSOS DE EVOLUÇÃO E VARIABILIDADE GENÉTICA HUMANA A UTILIZAÇÃO DO DNA MITOCONDRIAL PARA ELUCIDAÇÃO DOS PROCESSOS DE EVOLUÇÃO E VARIABILIDADE GENÉTICA HUMANA Lilian Gomes dos Santos 1 & Rodrigo da Silva Santos 2 1 Bióloga e Especialista em Tecnologias

Leia mais

Genética I: Mendel, Mitose e Meiose

Genética I: Mendel, Mitose e Meiose Página 1 de 6 Genética I: Mendel, Mitose e Meiose Uma forma de estudar a função biológica é pegar um organismo/célula e dividi-lo em componentes, como as proteínas, e então estudar os componentes individuais.

Leia mais

GENES EM AÇÃO! Guia do Professor

GENES EM AÇÃO! Guia do Professor GENES EM AÇÃO! Guia do Professor Nesta atividade os alunos exploram o conceito de hereditariedade e de genes (sem que estes nomes sejam utilizados explicitamente), utilizando exemplos de características

Leia mais

CONCEITOS A EXPLORAR. Espécie e raça biológicas. Migrações e barreiras geográficas. Clonagem. Raça. Nação. Teorias raciais. Darwinismo social.

CONCEITOS A EXPLORAR. Espécie e raça biológicas. Migrações e barreiras geográficas. Clonagem. Raça. Nação. Teorias raciais. Darwinismo social. CONCEITOS A EXPLORAR B iologia Mutação; seleção natural e evolução. Espécie e raça biológicas. Migrações e barreiras geográficas. Clonagem. H istória Raça. Nação. Teorias raciais. Darwinismo social. COMPETÊNCIAS

Leia mais

Universidade Federal de Viçosa - UFV Departamento de Biologia Geral

Universidade Federal de Viçosa - UFV Departamento de Biologia Geral Universidade Federal de Viçosa - UFV Departamento de Biologia Geral Genética de Populações Genética Básica - Bio 240 Profa. Karla Yotoko Capítulo 1 Introdução à Genética de Populações Equilíbrio de Hardy-Weinberg

Leia mais

COMUNICAÇÃO DA INFORMAÇÃO NAS MOLÉCULAS DE DNA E RNA

COMUNICAÇÃO DA INFORMAÇÃO NAS MOLÉCULAS DE DNA E RNA COMUNICAÇÃO DA INFORMAÇÃO NAS MOLÉCULAS DE DNA E RNA Andréia Cristina Hypólito José 11075810 Fernando Caldas Oliveira 11085410 Giovana Zaninelli 11017210 Renato Fernandes Sartori 11061110 Rodrigo de Mello

Leia mais

Seleção Natural e adaptação AULA 6

Seleção Natural e adaptação AULA 6 Seleção Natural e adaptação AULA 6 A teoria da seleção natural! Provavelmente uma das mais importantes ideiasna história da humanidade! Explicação para o surgimento das adaptações dos organismos e para

Leia mais

A criação do universo

A criação do universo A ciência da Bíblia: De vez sendo mais lento quando o mundo foi criado a Moisés estar em drogas, os pesquisadores revelam como milagres pode realmente ter acontecido. 2015 Por Ellie Zolfagharifard Para

Leia mais

Bases Moleculares da Hereditariedade

Bases Moleculares da Hereditariedade UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS PROG. DE PÓS GRAD. EM GENET. E MELHORAMENTO NÚCLEO DE ESTUDOS EM GENET. E MELHORAMENTO Bases Moleculares da Hereditariedade Ministrante: João Paulo

Leia mais

Avaliação molecular da macho-esterilidade citoplasmática em milho

Avaliação molecular da macho-esterilidade citoplasmática em milho Jornal Eletrônico da Embrapa Milho e Sorgo (Sete Lagoas-MG) Ano 04 - Edição 26 - Agosto / Setembro de 2010 Artigo Avaliação molecular da macho-esterilidade citoplasmática em milho por Sílvia Neto Jardim

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE ESTATÍSTICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE ESTATÍSTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE ESTATÍSTICA RAZÃO DE PROBABILIDADE BAYESIANA COMO EVIDÊNCIA PARA TESTE DE VÍNCULO DE PATERNIDADE Curitiba 2012 I Dianna Lo Wai Yan Maurício Fernandes do Nascimento

Leia mais

Organização do Material Genético nos Procariontes e Eucariontes

Organização do Material Genético nos Procariontes e Eucariontes Organização do Material Genético nos Procariontes e Eucariontes Organização do Material Genético nos Procariontes e Eucariontes Procariontes Eucariontes Localização Organização Forma Disperso no citoplasma

Leia mais

PLANO DE TRABALHO- EVOLUÇÃO HUMANA

PLANO DE TRABALHO- EVOLUÇÃO HUMANA FORMAÇÃO CONTINUADA PARA PROFESSORES DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS FUNDAÇÃO CECIERJ / CONSÓRCIO CEDERJ PROFESSOR/CURSISTA: CLAUDIA DIAS DOS SANTOS COLÉGIO: COLÉGIO ESTADUAL ANTÔNIO PINTO DE MORAES TUTOR (A):

Leia mais

Genética Humana. Faculdade Anísio Teixeira. Prof João Ronaldo Neto

Genética Humana. Faculdade Anísio Teixeira. Prof João Ronaldo Neto Genética Humana Faculdade Anísio Teixeira Prof João Ronaldo Neto Jan/2012 DIFERENTES SISTEMAS DE DETERMINAÇÃO DO SEXO Tipos de Sistemas Tipo XY; Tipo X0; Tipo ZW; Tipo Z0; Tipo haplo-diplóide. DIFERENTES

Leia mais

DO GENE À PROTEÍNA ALGUNS CONCEITOS BASICOS COMO SE ORGANIZAM OS NUCLEÓTIDOS PARA FORMAR O DNA?

DO GENE À PROTEÍNA ALGUNS CONCEITOS BASICOS COMO SE ORGANIZAM OS NUCLEÓTIDOS PARA FORMAR O DNA? DO GENE À PROTEÍNA O processo de formação das proteínas no ser humano pode ser difícil de compreender e inclui palavras e conceitos que possivelmente nos são desconhecidos. Assim, vamos tentar explicar

Leia mais

BANCO DE QUESTÕES - BIOLOGIA - 1ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO ==============================================================================================

BANCO DE QUESTÕES - BIOLOGIA - 1ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO ============================================================================================== PROFESSOR: Leonardo Mariscal BANCO DE QUESTÕES - BIOLOGIA - 1ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO ============================================================================================== Ácidos Nucleicos 01- Os

Leia mais

Fundamentos da Evolução

Fundamentos da Evolução Fundamentos da Evolução UNIDADE VIII EVOLUÇÃO CAPÍTULO 24 Aula 02 Teorias evolucionistas Teoria Sintética Fatores evolutivos TEORIA SINTÉTICA DA EVOLUÇÃO Neodarwinismo Século XX Combina seleção natural

Leia mais

Genética III: Genética Humana

Genética III: Genética Humana Genética III: Genética Humana 1. Genética Humana As árvores genealógicas são usadas para mostrar a herança de doenças genéticas humanas. Uma árvore genealógica na qual é possível rastrear o padrão de herança

Leia mais

ACESSO VESTIBULAR QUESTÕES DE PROCESSAMENTO DE RNA OU SPLICING 01. (MAMA 2007.1) PÁGINAS OCULTAS NO LIVRO DA VIDA

ACESSO VESTIBULAR QUESTÕES DE PROCESSAMENTO DE RNA OU SPLICING 01. (MAMA 2007.1) PÁGINAS OCULTAS NO LIVRO DA VIDA ACESSO VESTIBULAR QUESTÕES DE PROCESSAMENTO DE RNA OU SPLICING 01. (MAMA 2007.1) PÁGINAS OCULTAS NO LIVRO DA VIDA Os biólogos supunham que apenas as proteínas regulassem os genes dos seres humanos e dos

Leia mais

Variabilidade genética. Variabilidade Genética. Variação genética e Evolução. Conceitos importantes

Variabilidade genética. Variabilidade Genética. Variação genética e Evolução. Conceitos importantes Variabilidade genética Conceitos importantes Variação genética: variantes alélicos originados por mutação e/ou recombinação Diversidade ou variabilidade genética: medida da quantidade de variabilidade

Leia mais

Lista de Exercícios Herança Sexual

Lista de Exercícios Herança Sexual Meus queridos alunos, preparei para vocês uma lista de atividades abordando o conteúdo estudado por nós esta semana. Espero que vocês aproveitem o final de semana para resolver esses exercícios segundo

Leia mais

Guia Prático de Genealogia Genética Uma breve introdução Por Aaron Salles Torres*

Guia Prático de Genealogia Genética Uma breve introdução Por Aaron Salles Torres* Guia Prático de Genealogia Genética Uma breve introdução Por Aaron Salles Torres* *Aaron Salles Torres é diplomado em Cinema, Vídeo e Novas Mídias pela School of the Art Institute of Chicago e possui um

Leia mais

3) As afirmativas a seguir referem-se ao processo de especiação (formação de novas espécies). Com relação a esse processo é INCORRETO afirmar que

3) As afirmativas a seguir referem-se ao processo de especiação (formação de novas espécies). Com relação a esse processo é INCORRETO afirmar que Exercícios Evolução - parte 2 Professora: Ana Paula Souto Nome: n o : Turma: 1) Selecione no capítulo 7 duas características de defesa de plantas. a) DESCREVA cada característica. b) Para cada característica,

Leia mais

GENÉTICA HUMANA HISTÓRICO 26/08/2013 GREGOR MENDEL AULA 3 RELAÇÃO GENÓTIPO-FENÓTIPO

GENÉTICA HUMANA HISTÓRICO 26/08/2013 GREGOR MENDEL AULA 3 RELAÇÃO GENÓTIPO-FENÓTIPO GENÉTICA HUMANA AULA 3 RELAÇÃO GENÓTIPO-FENÓTIPO CURSO: Psicologia SÉRIE: 2º Semestre CARGA HORÁRIA SEMANAL: 02 Horas/aula CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 40 Horas HISTÓRICO GREGOR MENDEL 1822 Nasceu em Heinzendorf,

Leia mais

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 17 MITOCÔNDRIAS E RESPIRAÇÃO CELULAR

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 17 MITOCÔNDRIAS E RESPIRAÇÃO CELULAR BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 17 MITOCÔNDRIAS E RESPIRAÇÃO CELULAR Retículo endoplasmático Invólucro nuclear Núcleo Mitocôndria Procarionte fotossintético Cloroplasto Procarionte ancestral Eucariote ancestral

Leia mais

HERANÇA SEXUAL. Túlio José de Freitas Goes

HERANÇA SEXUAL. Túlio José de Freitas Goes HERANÇA SEXUAL Túlio José de Freitas Goes INTRODUÇÃO A determinação genotípica do sexo ocorre na maior parte das espécies superiores A determinação sexual pode ocorrer também por efeitos ambientais O sexo

Leia mais

CRIACIONISMO E EVOLUCIONISMO

CRIACIONISMO E EVOLUCIONISMO CRIACIONISMO E EVOLUCIONISMO INTRODUÇÃO Síntese sobre a Teoria da Evolução Química. Criacionismo (fundamentado na fé e na religião). É a primeira explicação para perguntas sobre a origem do Universo, da

Leia mais

O processo fisiológico que está representado no gráfico é

O processo fisiológico que está representado no gráfico é Questão 01) Analise o gráfico a seguir. Disponível em: . Acesso em: 22 set. 2014. O processo fisiológico que está representado no gráfico é a) o efeito do aumento

Leia mais

Bioinformática Histórico e conceitos básicos

Bioinformática Histórico e conceitos básicos Bioinformática Histórico e conceitos básicos Raimundo Lima da S. Júnior M.Sc. Departamento de Biologia Núcleo de Pesquisas Replicon PUC-GO Silva Jr., RL Casamento entre a ciência da computação e a biologia

Leia mais

COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD VESTIBULAR 2011 PROVA DE BIOLOGIA

COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD VESTIBULAR 2011 PROVA DE BIOLOGIA Questão 1: É sabido que indivíduos homozigotos recessivos para alelos mutados do gene codificador da enzima hexosaminidase desenvolvem uma doença conhecida como Tay-Sachs, e morrem antes do quarto ano

Leia mais

1. (Unesp) A ilustração apresenta o resultado de um teste de paternidade obtido pelo método do DNA-Fingerprint, ou "impressão digital de DNA".

1. (Unesp) A ilustração apresenta o resultado de um teste de paternidade obtido pelo método do DNA-Fingerprint, ou impressão digital de DNA. Ácidos Nuclêicos 1. (Unesp) A ilustração apresenta o resultado de um teste de paternidade obtido pelo método do DNA-Fingerprint, ou "impressão digital de DNA". a) Segundo o resultado acima, qual dos homens,

Leia mais

A CIÊNCIA DAS INVASÕES BIOLÓGICAS O Papel do Homem e sua História. FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ Marcia Chame

A CIÊNCIA DAS INVASÕES BIOLÓGICAS O Papel do Homem e sua História. FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ Marcia Chame A CIÊNCIA DAS INVASÕES BIOLÓGICAS O Papel do Homem e sua História FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ Marcia Chame Os fósseis de pré-hominídeos são africanos, com datações de mais de 5.000.000 anos. Todas as espécies

Leia mais

As sociedades recoletoras e as primeiras sociedades produtoras

As sociedades recoletoras e as primeiras sociedades produtoras As sociedades recoletoras e as primeiras sociedades produtoras A origem do Homem Várias teorias científicas e religiosas Charles Darwin (1809/1882) Evolução das espécies As espécies originaram-se umas

Leia mais

COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 8 Ano Prof.ª: Nize C.Pavinato - Disciplina: Ciências Aluno(a):

COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 8 Ano Prof.ª: Nize C.Pavinato - Disciplina: Ciências Aluno(a): COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 8 Ano Prof.ª: Nize C.Pavinato - Disciplina: Ciências Aluno(a): Trabalho de Recuperação Data: / /15 1. O sistema endócrino é formado por glândulas endócrinas e de secreção

Leia mais

BIOFÍSICA DAS RADIAÇÕES IONIZANTES

BIOFÍSICA DAS RADIAÇÕES IONIZANTES BIOFÍSICA DAS RADIAÇÕES IONIZANTES DANOS RADIOINDUZIDOS NA MOLÉCULA DE DNA Por ser responsável pela codificação da estrutura molecular de todas as enzimas da células, o DNA passa a ser a molécula chave

Leia mais

Clonagem A Medicina regenerativa vai ser uma realidade nos próximos anos

Clonagem A Medicina regenerativa vai ser uma realidade nos próximos anos Clonagem A Medicina regenerativa vai ser uma realidade nos próximos anos Entrevista concedida pelo Prof. Carolino Monteiro à revista Oxigénio A classe científica dividiu-se perante o anúncio do nascimento

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO GENÉTICA. Reprodução, Acasalamento, Manutenção e Algumas considerações...

CLASSIFICAÇÃO GENÉTICA. Reprodução, Acasalamento, Manutenção e Algumas considerações... CLASSIFICAÇÃO GENÉTICA Reprodução, Acasalamento, Manutenção e Algumas considerações... Classificação Genética Heterogênicos = outbred Isogênicos = Inbred Acasalamento Aleatório Não-Consangüíneos Acasalamento

Leia mais

BIOLOGIA HUMANA EVOLUÇAO DO HOMEM. Características dos hominídeos

BIOLOGIA HUMANA EVOLUÇAO DO HOMEM. Características dos hominídeos BIOLOGIA HUMANA EVOLUÇAO DO HOMEM Somos levados a perguntar onde se situou o local de origem do Homem. O facto de o Homem se assemelhar aos Símios do Velho Mundo, indica que os seus antepassados habitaram

Leia mais

ECOLOGIA GERAL A NATUREZA SEMPRE ESTEVE EM PERFEITO EQUILÍBRIO, TUDO O QUE VEM ACONTECENDO EM NOSSO PLANETA É FRUTO DA INTERVENÇÃO ANTRÓPICA.

ECOLOGIA GERAL A NATUREZA SEMPRE ESTEVE EM PERFEITO EQUILÍBRIO, TUDO O QUE VEM ACONTECENDO EM NOSSO PLANETA É FRUTO DA INTERVENÇÃO ANTRÓPICA. ECOLOGIA GERAL Aula 01 Primeiro manifesto (tenham sempre isso em mente) A NATUREZA SEMPRE ESTEVE EM PERFEITO EQUILÍBRIO, TUDO O QUE VEM ACONTECENDO EM NOSSO PLANETA É FRUTO DA INTERVENÇÃO ANTRÓPICA. APRESENTAÇÃO

Leia mais

objetivos Complexidade dos genomas II AULA Pré-requisitos

objetivos Complexidade dos genomas II AULA Pré-requisitos Complexidade dos genomas II AULA 31 objetivos Ao final desta aula, você deverá ser capaz de: Explicar os fatores envolvidos com a complexidade dos genomas de eucariotos. Descrever as principais características

Leia mais

UFJF CONCURSO VESTIBULAR 2012-2 GABARITO DA PROVA DE BIOLOGIA

UFJF CONCURSO VESTIBULAR 2012-2 GABARITO DA PROVA DE BIOLOGIA Questão 1 Sobre as mitocôndrias, responda: a) Através da análise de DNA, demonstrou-se que muitos genes da bactéria Rickettsia prowazekii, que causa um tipo de febre, são parecidos com os genes das mitocôndrias.

Leia mais

daltônico. Esta doença traz como consequência problemas nas células denominadas de cones, que ajudam a enxergar cores.

daltônico. Esta doença traz como consequência problemas nas células denominadas de cones, que ajudam a enxergar cores. BIO V7 CAP 19 19.01 O genótipo do casal III-2 e III-3 é X A X a x X a y. Fazendo o cruzamento os filhos podem ser: X A X a, X A Y, X a X a, X a Y. Como se pode observar qual é o masculino e qual é o feminino,

Leia mais

Lei da Segregação. Experimentos de Mendel

Lei da Segregação. Experimentos de Mendel Lei da Segregação Os trabalhos do monge Agostinho Gregor Mendel, realizados há mais de um século, estabeleceram os princípios básicos da herança, que, até hoje, são aplicados nos estudos da Genética. A

Leia mais

A Estrutura da molécula de DNA. Identificação dos ácidos nucléicos e da molécula certa inaugura a genética molecular

A Estrutura da molécula de DNA. Identificação dos ácidos nucléicos e da molécula certa inaugura a genética molecular Page 1 of 5 A Estrutura da molécula de DNA Identificação dos ácidos nucléicos e da molécula certa inaugura a genética molecular Em 1869, o bioquímico suíço Friedtich Mieschner aventou pela primeira vez

Leia mais

GENÉTICA APLICADA AO MELHORAMENTO ANIMAL

GENÉTICA APLICADA AO MELHORAMENTO ANIMAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS FACULDADE DE AGRONOMIA ELISEU MACIEL DEPARTAMENTO DE ZOOTECNIA MELHORAMENTO ANIMAL GENÉTICA APLICADA AO MELHORAMENTO ANIMAL 1. DIVISÃO DO MATERIAL

Leia mais

Ano 3 / n" 28 R$ 8,90. fevereiro 2006. A busca pelos antepassados Como montar sua árvore genealógica. A ideologia em brasões e sobrenomes

Ano 3 / n 28 R$ 8,90. fevereiro 2006. A busca pelos antepassados Como montar sua árvore genealógica. A ideologia em brasões e sobrenomes Ano 3 / n" 28 R$ 8,90 fevereiro 2006 A busca pelos antepassados Como montar sua árvore genealógica A ideologia em brasões e sobrenomes v 1&( 2006 40 Fabrício Rodrigues dos Santos USamos codos iguais, o

Leia mais

Mas nem sempre o Homem habitou a terra...

Mas nem sempre o Homem habitou a terra... A Pré-História abarca um período de tempo muito longo, desde há mais de 4 milhões de anos até cerca de 4000 a.c., quando surgiu a escrita nas primeiras civilizações. Mas nem sempre o Homem habitou a terra...

Leia mais

Perspectivas da Evolução das Espécies

Perspectivas da Evolução das Espécies X SEMINÁRIO FILOSOFIA DAS ORIGENS 2 a 4 de junho de 2011 Perspectivas da Evolução das Espécies Marcia Oliveira de Paula Centro Universitário Adventista de São Paulo Diretrizes Curriculares para o Curso

Leia mais

JOGO BANCO GENÔMICO: TRABALHANDO COM GENES E ORGANISMOS TRANSGÊNICOS, UMA PRÁTICA PARA O ENSINO DE GENÉTICA

JOGO BANCO GENÔMICO: TRABALHANDO COM GENES E ORGANISMOS TRANSGÊNICOS, UMA PRÁTICA PARA O ENSINO DE GENÉTICA ISSN 1980-3540 03.02, 29-36 (2008) www.sbg.org.br JOGO BANCO GENÔMICO: TRABALHANDO COM GENES E ORGANISMOS TRANSGÊNICOS, UMA PRÁTICA PARA O ENSINO DE GENÉTICA Luiz Ricardo de Souza Paiva 1, Emanuel Ricardo

Leia mais

Um estudante de 23 anos, doador de sangue tipo universal, é moreno, tem estatura mediana e pesa 85 kg. Todas as alternativas apresentam

Um estudante de 23 anos, doador de sangue tipo universal, é moreno, tem estatura mediana e pesa 85 kg. Todas as alternativas apresentam Um estudante de 23 anos, doador de sangue tipo universal, é moreno, tem estatura mediana e pesa 85 kg. Todas as alternativas apresentam características hereditárias desse estudante que são influenciadas

Leia mais