Declaração de Práticas e Políticas de Certificação da AC SSL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Declaração de Práticas e Políticas de Certificação da AC SSL"

Transcrição

1 Política de Certificado e Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora de Serviços SSL da Infra-estrutura de Chaves Públicas Para Pesquisa e Ensino (ICPEDU) Declaração de Práticas e Políticas de Certificação da AC SSL Versão 0.8 Florianopolis, 15 de Outubro de 2009

2 Sumário Capítulo 1 - Introdução Visão Geral Nome do Documento e Identificação Participantes Autoridades certificadoras Autoridades de registro Titulares dos certificados Entidades confiantes Outros participantes Uso do Certificado Aplicações apropriadas para os certificados Aplicações proibidas para os certificados Dados para Contato Entidade responsável por este documento Ponto de contato Procedimentos de aprovação deste documento Definições e Acrônimos Capítulo 2 - Responsabilidades referentes a publicações e repositórios Repositório Publicação de informações Freqüência de publicação Controles de acesso aos repositórios Capítulo 3 - Identificação e Autenticação Estrutura de Nomes Tipos de nomes Necessidade de que nomes sejam significativos Anonimato dos titulares de certificado Regras para interpretação dos diversos formatos de nomes Unicidade dos nomes Reconhecimento, autenticação e papel de marcas registradas Validação da Identidade Inicial Método para prova da posse de chave privada Autenticação da identidade organizacional Autenticação da identidade individual Dados dos titulares de certificados que não são verificados Validação de autoridade Critérios para interoperabilidade Identificação e Autenticação para Requisição de Substituição de Chaves Identificação e autenticação para troca de chaves de rotina Identificação e autenticação para troca de chaves após revogação Identificação e Autenticação para Requisição de Revogação Capítulo 4 - Requisitos Operacionais do Ciclo de Vida do Certificado Procedimentos do requerente para solicitar o certificado Quem pode submeter uma solicitação de certificado Processo de solicitação e responsabilidades Processamento da solicitação pela AR Realização das funções de identificação e autenticação Aprovação ou rejeição das solicitações Tempo para processamento das solicitações Processamento da solicitação pela AC... 15

3 4.3.1 Ações da AC durante a emissão de certificado Notificação do solicitante pela AC sobre a emissão de certificado Aceitação do certificado pelo requerente Conduta que constitui a aceitação de certificado Publicação do certificado pela AC Notificação da emissão de certificado pela AC para outras entidades Utilização de pares de chaves e de certificados Responsabilidade pela utilização das chaves privadas e dos certificados por parte dos titulares Responsabilidade pela utilização das chaves públicas e dos certificados por parte das entidades confiantes Reemissão de certificados por troca do prazo de validade Circunstância para renovação de certificados Quem pode solicitar renovação Processamento de solicitações de renovação Notificação de nova emissão de certificado para o titular Conduta que constitui aceitação de um certificado renovado Publicação do certificado renovado pela AC Notificação pela AC da emissão de um certificado para outras entidades Reemissão de certificados por troca de chaves Circunstâncias para substituição das chaves criptográficas Quem pode solicitar a certificação de uma nova chave pública Processamento de solicitações de substituição de certificados Notificação de nova emissão de certificado para o titular Conduta para a aceitação de um novo certificado Publicação do novo certificado Notificação pela AC da emissão de um certificado para outras entidades Reemissão de certificados por troca de dados Circunstância para modificação de certificados Quem pode solicitar a modificação de certificados Processamento de solicitações de modificação de certificados Notificação de nova emissão de certificado para o titular Conduta que constitui aceitação de um certificado modificado Publicação do certificado modificado pela AC Notificação pela AC da emissão de um certificado para outras entidades Revogação e Suspensão Quem pode solicitar revogação Procedimento para solicitação de revogação Prazo para a solicitação de revogação Prazo para a AC processar a solicitação de revogação Requisitos para verificação de revogação por entidades confiantes Freqüência de emissão de LCRs Latência máxima para LCRs Mecanismos para verificação on-line do status de certificados Obrigações da parte confiante de verificar on-line o status de certificados Outras formas de comunicação de revogação Procedimentos adicionais no caso de comprometimento da chave privada Circunstâncias para suspensão Quem pode solicitar a suspensão Procedimento para solicitação de suspensão Limites para o período de suspensão Serviços de Status de Certificado... 20

4 Características operacionais Disponibilidade do serviço Características opcionais Encerramento do vínculo com a AC Custódia e recuperação de chaves Políticas e práticas para custódia e recuperação de chaves Políticas e práticas para guarda e recuperação de chaves de sessão Capítulo 5 - Controles operacionais, gerenciais e de instalações físicas Controles de Segurança Física Localização e construção das instalações físicas Acesso físico Energia e refrigeração Exposição a água Prevenção e proteção contra incêndio Armazenamento de mídia Descarte de lixo Cópias de segurança em outras instalações Procedimentos de Controle Papéis de confiança Número de pessoas necessárias por tarefa Identificação e autenticação para cada papel Papéis que requerem separação de responsabilidades Controle do Pessoal Requisitos de qualificação, experiência e conformidade com obrigações governamentais Procedimentos de verificação de antecedentes Requisitos de treinamento Requisitos de freqüência de treinamento Freqüência e seqüência para revezamento de trabalho Sanções para ações não autorizadas Requisitos para prestadores de serviço independentes Documentação fornecida aos funcionários Procedimentos de registro de eventos para auditoria Tipos de eventos registrados Freqüência de análise dos registros de eventos Período de arquivamento de registros de eventos Proteção de registros de eventos Procedimentos para cópias de segurança de registros de eventos Sistema de coleta de eventos para auditoria Notificação do causador do evento Avaliação de vulnerabilidades Arquivamento de Registros Tipos de registros arquivados Período de arquivamento dos registros Proteção de registros Procedimentos para cópias de segurança dos arquivos Requisitos para datação dos registros Sistema de coleta de informações para arquivamento Procedimentos para obtenção e verificação dos registros armazenados Nova Chave Pública para a AC Recuperação em caso de comprometimento ou desastre Procedimentos para tratamento de incidentes e comprometimentos Procedimentos para o caso de comprometimento de recursos computacionais, software

5 ou dados Procedimentos para comprometimento de chave privada de entidade Capacidade para continuidade de negócios após desastre Finalização da AC ou AR Capítulo Geração e Instalação do Par de Chaves Geração de pares de chaves Fornecimento de chave privada ao titular Entrega da chave pública à Autoridade Certificadora Divulgação da chave pública da AC às partes confiantes Tamanhos de chaves Geração dos parâmetros de chave pública e verificação de qualidade Propósitos de uso de chaves Proteção de chaves privadas e controles tecnológicos de módulos criptográficos Padrões e controles de módulos criptográficos Número de operadores para o controle da chave privada Custódia de chaves privadas Cópias de segurança de chaves privadas Arquivamento de chaves privadas Transferência de chaves privadas de/para módulos criptográficos Armazenamento de chaves privadas em módulos criptográficos Método para ativação de chaves privadas Método para desativação de chaves privadas Método para destruição de chaves privadas Avaliação requerida de módulos criptográficos Outros Aspectos do Gerenciamento das Chaves Armazenamento de chaves públicas Períodos operacionais de certificados e períodos de utilização de pares de chaves Dados de Ativação Geração e instalação de dados de ativação Proteção de dados de ativação Outros aspectos de dados de ativação Controles de segurança computacional Requisitos técnicos específicos de segurança computacional Avaliação requerida de segurança computacional Controles técnicos de ciclo de vida Controles de desenvolvimento de sistemas Controles de gerenciamento de segurança Controles de segurança de ciclo de vida Controles para a Segurança da Rede de Comunicações Carimbo do Tempo Capítulo 7 - Perfis dos Certificados, LCR e OCSP Perfil dos Certificados Versão Extensões Identificadores de objeto dos algoritmos Formatos dos nomes Restrições para nomes Identificador de objeto da PC Uso da extensão Policy Constraints Sintaxe e semântica dos qualificadores de política Semântica de processamento para a extensão crítica Certificate Policies... 32

6 7.2 Perfil da LCR Versão Extensões da LCR e de entradas da LCR Perfil do OCSP Versão Extensões do OCSP Capítulo Freqüência ou circunstâncias das avaliações Identidade e qualificações do avaliador Relação entre o avaliador e a entidade avaliada Tópicos cobertos na avaliação Ações tomadas resultantes de deficiências Comunicação dos resultados Capítulo 9 - Aspectos Legais e Assuntos Gerais Taxas Taxas de emissão e renovação de certificados Taxas para acesso aos certificados Taxas para revogação ou para informações de status Outras taxas Política de reembolso Responsabilidade Financeira Cobertura de Seguro Outros ativos Cobertura de seguro ou garantia para entidades finais Confidencialidade das informações de negócio Escopo de informações confidenciais Informações fora do escopo de informações confidenciais Responsabilidade de proteção de informações confidenciais Privacidade das Informações Pessoais Política de privacidade Informação tratada como privada Informação não considerada privada Responsabilidade de proteção de informação considerada privada Aviso e consentimento para uso de informação privada Circunstâncias para revelação de informações confidenciais em Outras circunstâncias para revelação de informações Direitos de Propriedade Intelectual Representações e Garantias Garantias de ACs Garantias de ARs Garantias de titulares Garantias de entidades confiantes Garantias de outros participantes Renúncia das Garantias Limitações das Responsabilidades Indenização Vigência deste documento Prazo de vigência Efeitos do final da vigência Notificações individuais e comunicações com participantes Emendas Procedimento para emendas... 37

7 Período e mecanismo de notificação Circunstâncias nas quais o identificador de objeto deve ser modificado Leis Governamentais Conformidade com leis aplicáveis Provisões Diversas Concordância completa Delegação de direitos e obrigações Acordo entre as partes em caso de revogação de cláusula pela Responsabilidades relacionadas a encargos jurídicos Força maior Outras Provisões Apêndice A - Formatos de dados A.1 Formato do Distinguished Name A.2 Formato do certificado A.2.1 Atributos básicos A.2.2 Extensões A.3 Formato da Lista de Certificados Revogados... 42

8 Capítulo 1 - Introdução Este documento constitui a Política de Certificado (PC) e Declaração de Práticas de Certificação (DPC) da Autoridade Certificadora de Serviços SSL da Infra-estrutura de Chaves Públicas para Pesquisa e Ensino (ICPEDU). Nele descrevem-se as práticas e os procedimentos empregados pelo Grupo de Operação da Autoridade Certificadora (GOPAC) na execução dos seus serviços como Autoridade Certificadora de Serviços SSL (AC-SSL) da ICPEDU. A Figura 1.1 mostra o organograma da ICPEDU. Figura 1.1: Organograma da ICPEDU. 1.1 Visão Geral A AC-SSL é um serviço on-line que emite certificados digitais que garantem a identidade de servidores e/ou serviços seguros, tais como servidores web. Ela está inserida na ICPEDU, subordinada à AC Raiz. Por ser operada pelo GOPAC, é considerada uma AC Interna. As ACs não operadas pelo GOPAC chamam-se de ACs Externas. A Figura 1.2 ilustra a hierarquia recém descrita. Figura 1.2: Hieraquia da ICPEDU. A estrutura deste documento está baseada na RFC 3647[1]. 1.2 Nome do Documento e Identificação Este documento chama-se POLÍTICA DE CERTIFICADO E DECLARAÇÃO DE PRÁTICAS DE CERTIFICAÇÃO DA AUTORIDADE CERTIFICADORA DE SERVIÇOS SSL DA ICPEDU e é comumente referido como PC/DPC da AC-SSL. O Object Identifier (OID) deste documento é O OID é formado segundo a seguinte tabela:

9 Prefixo para IANA private enterprises iso(1).org(3).dod(6).internet(1).private(4 ).enterprise(1) NC-RJ/RNP 1 ICPEDU 1 DPC 3 AC SSL 0.8 Versão do Documento 1.3 Participantes Autoridades certificadoras Este documento refere-se unicamente à Autoridade Certificadora de Serviços SSL (AC SSL) da ICPEDU Autoridades de registro As autoridades de registro atreladas à AC SSL são as AR SSL. Cada AR SSL é responsável por uma região delimitada pelo Gerente do GOPAR. Caso for necessário emitir certificados para uma região que não é atendida por nenhuma AR SSL, o Gerente do GOPAR designará uma AR para atender a solicitação Titulares dos certificados Sistemas e serviços computacionais que são utilizados pelas universidades e institutos de pesquisa para prestação de serviço aos usuários ou equipamentos de projetos de pesquisa que estão em produção sobre a gerencia de instituições clientes da RNP, com URI fixa. Cada instituição possui um número máximo de certificados que podem ser emitidos pela AC SSL, este número será definido pelo Comitê Gestor (CG) Entidades confiantes Pessoas físicas ou aplicações de usuários de sistemas vinculados às infra-estruturas de academia e pesquisa brasileiros Outros participantes

10 1.4 Uso do Certificado Aplicações apropriadas para os certificados Os certificados digitais emitidos pela AC-SSL podem ser utilizados apenas para: autenticar o servidor ou serviço titular do certificado; permitir uma conexão criptografada; cifrar mensagens e dados; Tais utilidades são definidas segundo as extensões keyusage e extkeyusage mencionadas na Tabela A.7, localizada no Anexo A Aplicações proibidas para os certificados Qualquer uso não estipulado na subseção deve ser considerado impróprio e proibido. 1.5 Dados para Contato Entidade responsável por este documento Esta política é administrada pelo GOPAC com auxílio do GOPAR da ICPEDU Ponto de contato O ponto de contato para este documento e outros assuntos relacionados é Nome: Grupo de Operação da Autoridade Certificadora (GOPAC) Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) Endereço: SAS, quadra 5, lote 6, bloco H, 7 andar, Edifício IBICT Brasília, DF Página web: Procedimentos de aprovação deste documento Este documento é analisado pela Autoridade de Gerência de Políticas (AGP) e aprovada pelo Comitê Gestor (CG) da ICPEDU. 1.6 Definições e Acrônimos AC AC Raiz AC SSL AR CG DN DPC Autoridade Certificadora Autoridade Certificadora Raiz da ICPEDU Autoridade Certificadora de Serviços SSL da ICPEDU Autoridade de Registro Comitê Gestor da ICPEDU Distinguished Name Declaração de Práticas de Certificação

11 GOPAC Grupo de Operação Autoridade Certificadora GOPAR Grupo de Operação Autoridade de Registro ICP Infra-Estrutura de Chaves Públicas ICPEDU Infra-estrutura de Chaves Públicas para Pesquisa e Ensino ISO International Standards Organization (Organização Internacional de Padrões) ITU International Telecommunications Union LCR Lista de Certificados Revogados OCSP On-line Certificate Status Protocol OID Object Identifier Parte confiante Entidade que age confiando no teor e na validade de certificados de terceiros PC Política de Certificados PCN Plano de Continuidade de Negócio POP Point Of Presence (Ponto de Presença) PS Política de Segurança RFC Request For Comments RNP Rede Nacional de Ensino e Pesquisa SSL Secure Sockets Layer (Camada de Soquete Seguro) Status do Certificado Estado de validade do certificado, que pode ser vigente, expirado ou revogado URL Uniform Resource Locator (Localizador de Recurso Uniforme) UTC Coordinated Universal Time Capítulo 2 - Responsabilidades referentes a publicações e repositórios 2.1 Repositório A AC-SSL mantém seu repositório na URL: 2.2 Publicação de informações No repositório da AC SSL publicam-se: o certificado da AC-SSL; a última LCR emitida pela AC-SSL; a PC/DPC da AC-SSL (este documento) vigente e as versões anteriores; os certificados emitidos pela AC SSL No site da AC SSL publicam-se ainda os dados para contato. 2.3 Freqüência de publicação O repositório é atualizado no prazo máximo de 1 dia útil sempre que houver mudança nas informações listadas na Seção Controles de acesso aos repositórios Todas as informações citadas na Seção 2.2 são públicas e podem ser acessadas

12 livremente. Capítulo 3 - Identificação e Autenticação 3.1 Estrutura de Nomes Tipos de nomes Os nomes utilizados nos certificados seguem o padrão X.500[4]. Ver Seção A Necessidade de que nomes sejam significativos Anonimato dos titulares de certificado A AC-SSL não dá suporte ao anonimato dos titulares de certificados Regras para interpretação dos diversos formatos de nomes Os nomes são interpretados conforme estabelecido nas Seções e Unicidade dos nomes Os nomes de um certificado são únicos no conjunto de certificados vigentes emitidos pela AC-SSL. Nesta política da PC/DPC, dois nomes são considerados idênticos se eles diferem exclusivamente em letras maiúsculas e minúsculas, pontuação ou espaços em branco Reconhecimento, autenticação e papel de marcas registradas 3.2 Validação da Identidade Inicial Método para prova da posse de chave privada É garantida a posse da chave privada ao se verificar a assinatura do arquivo de requisição nos formatos PKCS#10 ou SPKAC. Esta assinatura consiste na prova de posse da chave privada.

13 3.2.2 Autenticação da identidade organizacional A identidade organizacional é autenticada pelos procedimentos definidos pela ICP-Edu, no momento da adesão à infra-estrutura Autenticação da identidade individual A validação da identidade individual é realizada no momento da autenticação da identidade organizacional, por meio de indicação do responsável pelo serviço pela autoridade máxima da instituição Dados dos titulares de certificados que não são verificados Todos os dados presentes no certificado são verificados pela AR local Validação de autoridade Fica provada a autoridade do requerente no momento em que o responsável (este deve ser o individuo nomeado pela portaria) pelo serviço da respectiva AC institucional credenciado ao ICPEDU encaminha uma solicitação segura para AR-SSL. Esta solicitação deve, preferencialmente, ocorrer através de seguro (assinado por certificado ICPEDU ou por certificado reconhecido) ou através de correspondência registrada Critérios para interoperabilidade 3.3 Identificação e Autenticação para Requisição de Substituição de Chaves A substituição de uma chave antes da sua expiração ou após sua revogação será tratada como a solicitação de um novo certificado. O requerente deverá seguir os procedimentos descritos na Seção Identificação e autenticação para troca de chaves de rotina Identificação e autenticação para troca de chaves após revogação 3.4 Identificação e Autenticação para Requisição de Revogação A solicitação de revogação do certificado somente poderá ser feita pelo responsável pelo certificado. A confirmação da identidade do usuário será feita através do protocolo de

14 autenticação da identidade individual descrito em Capítulo 4 - Requisitos Operacionais do Ciclo de Vida do Certificado Esta seção estabelece os procedimentos adotados pela AC para gerenciar o ciclo de vida dos certificados, de sua solicitação até expiração ou revogação. 4.1 Procedimentos do requerente para solicitar o certificado Quem pode submeter uma solicitação de certificado Podem solicitar certificados somente os responsáveis pelos serviços, identificados de acordo com os procedimentos descritos na seção Processo de solicitação e responsabilidades O requerente entra na área de requisição de certificados SSL na página do sítio da AC- SSL, entra com a identificação da sua instituição e é automaticamente redirecionado para a AR Regional responsável pela emissão do seu certificado. No sítio da AR Regional, o requerente preenche os dados do certificado e envia a requisição de certificado em formato PKCS#10. O sítio da AR Regional envia um seguro para o responsável pelo serviço na instituição com os dados preenchidos pelo requerente, o qual deve responder este de forma segura para a AR, confirmando a validade e a veracidade dos dados. É de total responsabilidade do requerente a informação correta do endereço do servidor. Além disso, o GOPAC compromete-se a manter o sistema de submissão de requisições disponível. 4.2 Processamento da solicitação pela AR Realização das funções de identificação e autenticação A identificação do requerente é de responsabilidade do responsável pelo serviço na instituição. A comunicação do responsável pelo serviço na instituição com a AC SSL deve ser feita de forma segura. A prova de posse da chave privada é feita através da verificação da assinatura da requisição de certificado no formato PKCS# Aprovação ou rejeição das solicitações O operador da AR verifica se o responsável é o correto para o determinado domínio e se os campos da requisição estão de acordo com esta DPC. Deve ser validado se o certificado será emitido para um equipamento (servidores) e/ou serviços pertencentes à rede de clientes da RNP. Caso alguma das verificações falhar, a requisição é rejeitada.

15 4.2.3 Tempo para processamento das solicitações O tempo máximo para o processamento de uma solicitação é de até 05 (cinco) dias úteis. 4.3 Processamento da solicitação pela AC Ações da AC durante a emissão de certificado Em até 05 (cinco) dias uteis, a AC-SSL emite certificados processando as requisições recebidas. Caso exista um certificado previamente emitido e válido para o endereço do servidor relacionado à requisição, ele é revogado antes da emissão do novo certificado Notificação do solicitante pela AC sobre a emissão de certificado A AC-SSL notifica, através de uma mensagem de correio eletrônico, o solicitante da emissão do certificado solicitado, bem como informa a URL em que o mesmo está disponível. 4.4 Aceitação do certificado pelo requerente Conduta que constitui a aceitação de certificado O requerente deve verificar o certificado antes de usá-lo, e ele tem 2 dias úteis para fazer isto, contando a partir do momento que ele recebeu o de confirmação. Caso o certificado não seja protestado num prazo de 2 dias úteis, presume-se que o certificado foi aceito Publicação do certificado pela AC Todos os certificados são publicados imediatamente após a emissão Notificação da emissão de certificado pela AC para outras entidades Nenhuma outra entidade é notificada após a emissão de um certificado. 4.5 Utilização de pares de chaves e de certificados Responsabilidade pela utilização das chaves privadas e dos certificados por parte dos titulares São de responsabilidade dos titulares de certificados os seguintes itens: a proteção de chave privada associada ao certificado emitido pela AC-SSL; obedecer às restrições de uso da chave privada e do certificado definidos na Seção solicitar imediatamente a revogação do certificado caso ocorra comprometimento

16 da chave privada correspondente Responsabilidade pela utilização das chaves públicas e dos certificados por parte das entidades confiantes São de responsabilidade das entidades confiantes os seguintes itens: estar ciente das informações presentes neste documento; verificar as LCRs antes de aceitar um certificado como sendo válido; observar as restrições de uso da chave privada e do certificado. 4.6 Reemissão de certificados por troca do prazo de validade A AC-SSL não renova certificados. Caso o usuário necessite outro certificado ele deve submeter-se ao procedimento de solicitação inicial descrito na Seção Circunstância para renovação de certificados Quem pode solicitar renovação Processamento de solicitações de renovação Notificação de nova emissão de certificado para o titular Conduta que constitui aceitação de um certificado renovado Publicação do certificado renovado pela AC Notificação pela AC da emissão de um certificado para outras entidades 4.7 Reemissão de certificados por troca de chaves A AC-SSL não reemite certificados por motivo de troca de chaves. Caso o usuário

17 necessite outro certificado ele deve submeter-se ao procedimento de solicitação inicial descrito na Seção Circunstâncias para substituição das chaves criptográficas Quem pode solicitar a certificação de uma nova chave pública Processamento de solicitações de substituição de certificados Notificação de nova emissão de certificado para o titular Conduta para a aceitação de um novo certificado Publicação do novo certificado Notificação pela AC da emissão de um certificado para outras entidades 4.8 Reemissão de certificados por troca de dados A AC-SSL não reemite certificados por motivo de troca de dados. Caso o usuário necessite outro certificado ele deve submeter-se ao procedimento de solicitação inicial descrito na Seção Circunstância para modificação de certificados Quem pode solicitar a modificação de certificados

18 4.8.3 Processamento de solicitações de modificação de certificados Notificação de nova emissão de certificado para o titular Conduta que constitui aceitação de um certificado modificado Publicação do certificado modificado pela AC Notificação pela AC da emissão de um certificado para outras entidades 4.9 Revogação e Suspensão Circunstâncias para revogação a) Um certificado emitido pela AC-SSL pode ser revogado a qualquer instante, por solicitação do próprio titular ou pelo GOPAC; b) Um certificado deve obrigatoriamente ser revogado: i) quando for constatada a emissão imprópria ou defeituosa; ii) quando for necessária a alteração de qualquer informação constante no mesmo; iii) do comprometimento da chave privada da AC-SSL ou da sua mídia armazenadora; iv) quando este ainda for válido e for solicitado um novo certificado para o mesmo FQDN Quem pode solicitar revogação Podem solicitar revogação os responsáveis pelo serviço na instituição, indicados à ICPEDU de acordo com procedimentos descritos na seção Procedimento para solicitação de revogação O requerente que deseje revogar um certificado de seu domínio deve acessar a área de revogação de certificados no sítio da AC SSL, indicar a sua instituição e informar o certificado que quer revogar. O sítio da AR regional envia um seguro para o

19 responsável pelo serviço na instituição com os dados preenchidos pelo requerente, o qual deve responder este de forma segura para a AR, confirmando a veracidade das informações. É de total responsabilidade do requerente a informação correta do endereço do servidor. Além disso, o GOPAC compromete-se a manter o sistema de submissão de requisições disponível. A solicitação de revogação por parte do GOPAC é feita através da comunicação direta com a AC-SSL Prazo para a solicitação de revogação A solicitação de revogação deve feita à AC-SSL assim que possível Prazo para a AC processar a solicitação de revogação O processamento do pedido de revogação deve ocorrer em até 1 dia útil Requisitos para verificação de revogação por entidades confiantes As entidades confiantes devem utilizar a última LCR como meio de assegurar validade dos certificados emitidos pela AC-SSL. Além disso, deve-se verificar a validade da LCR através da verificação do prazo de validade dessa, bem como de sua autenticidade, garantida pela assinatura da AC-SSL Freqüência de emissão de LCRs A LCR é emitida em períodos de no máximo 05 (cinco) dias uteis. Cada LCR tem validade de 07 (sete) dias Latência máxima para LCRs A LCR é publicada imediatamente ao ser emitida Mecanismos para verificação on-line do status de certificados Não disponível Obrigações da parte confiante de verificar on-line o status de certificados Não estipuladas Outras formas de comunicação de revogação

20 Procedimentos adicionais no caso de comprometimento da chave privada Não estipulados Circunstâncias para suspensão O serviço de suspensão de certificados não é disponibilizado pela AC-SSL Quem pode solicitar a suspensão Procedimento para solicitação de suspensão Limites para o período de suspensão 4.10 Serviços de Status de Certificado Características operacionais A AC-SSL não disponibiliza outros serviços de status de certificados além da publicação de LCRs no repositório, como citado na Seção Disponibilidade do serviço Características opcionais Não disponível Encerramento do vínculo com a AC O vínculo com a AC-SSL é encerrado pela expiração de um certificado ou por solicitação de revogação descrita na Seção Custódia e recuperação de chaves Cabe exclusivamente ao usuário final a responsabilidade de custódia ou de recuperação de suas respectivas chaves.

AC Raiz. Autoridade de Gerência de Poĺıticas (AGP)

AC Raiz. Autoridade de Gerência de Poĺıticas (AGP) Declaração de Práticas e Poĺıticas de Certificação da AC Raiz Autoridade de Gerência de Poĺıticas (AGP) 10 de Novembro de 2008 Sumário 1 Introdução 1 1.1 Visão Geral....................................

Leia mais

Declaração de Práticas e Políticas de Certificação da AC-SSL USP

Declaração de Práticas e Políticas de Certificação da AC-SSL USP Política de Certificado e Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora de Serviços SSL da Infraestrutura de Chaves Públicas Para Pesquisa e Ensino (ICPEDU) Declaração de Práticas

Leia mais

Política de Certificado e Declaração de Práticas de Certificação AC CBPF

Política de Certificado e Declaração de Práticas de Certificação AC CBPF Política de Certificado e Declaração de Práticas de Certificação AC CBPF Versão 0.4 11/05/2011 Sumário 1. INTRODUÇÃO...9 1.1 Visão Geral... 9 1.2 Nome do Documento e Identificação... 9 1.3 Participantes

Leia mais

POLÍTICA DE CERTIFICADO DA SERASA AUTORIDADE CERTIFICADORA GLOBAL PARA CERTIFICADOS DE SERVIDOR

POLÍTICA DE CERTIFICADO DA SERASA AUTORIDADE CERTIFICADORA GLOBAL PARA CERTIFICADOS DE SERVIDOR POLÍTICA DE CERTIFICADO DA SERASA AUTORIDADE CERTIFICADORA GLOBAL PARA CERTIFICADOS DE SERVIDOR (PC SERASA AC GLOBAL) Autor: Serasa S.A. Edição: 20/01/2009 Versão: 1.3 1 INTRODUÇÃO 1.1 Visão Geral Esta

Leia mais

Política de Certificados das Autoridades Certificadoras com Raiz Serasa

Política de Certificados das Autoridades Certificadoras com Raiz Serasa Política de Certificados das Autoridades Certificadoras com Raiz Serasa 1 Índice 1 INTRODUÇÃO... 7 1.1 VISÃO GERAL... 7 1.2 IDENTIFICAÇÃO... 7 1.3 COMUNIDADE E APLICABILIDADE... 7 1.3.1 Autoridade Certificadora

Leia mais

Política de Certificado de Sigilo Tipo S1 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP

Política de Certificado de Sigilo Tipo S1 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP Política de Certificado de Sigilo Tipo S1 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP PC S1 DA AC IMPRENSA OFICIAL SP POLÍTICA DE CERTIFICADO DE SIGILO TIPO S1 DA AUTORIDADE CERTIFICADORA IMPRENSA

Leia mais

Declaração de Práticas de Certificação. da Autoridade Certificadora. Imprensa Oficial SP

Declaração de Práticas de Certificação. da Autoridade Certificadora. Imprensa Oficial SP Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP DPC DA AC Imprensa Oficial - SP Versão 1.0-09 de Março de 2005 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...6 1.1. VISÃO GERAL... 6 1.2.

Leia mais

Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira

Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira DECLARAÇÃO DE PRÁTICAS DE CERTIFICAÇÃO DA AUTORIDADE CERTIFICADORA RAIZ DA ICP-BRASIL DOC-ICP-01 - versão 4.3 09 de outubro de 2013 Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora Raiz

Leia mais

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo S4 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo S4 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo S4 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP PC S4 DA AC Imprensa Oficial SP Versão 2.0-10 de Agosto de 2006 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...6 1.1.VISÃO

Leia mais

I T I. AC Raiz. Instituto Nacional de Tecnologia da Informação, órgão do Governo Federal. Receita Federal SERASA SERPRO CAIXA CERT PRIVADA

I T I. AC Raiz. Instituto Nacional de Tecnologia da Informação, órgão do Governo Federal. Receita Federal SERASA SERPRO CAIXA CERT PRIVADA I T I AC Raiz Instituto Nacional de Tecnologia da Informação, órgão do Governo Federal Receita Federal SERASA SERPRO CAIXA CERT AC PRIVADA AR Autoridade Registradora AR Autoridade Registradora Certificado

Leia mais

Política de Certificado de Sigilo Tipo S3. da Autoridade Certificadora Instituto Fenacon. PC S3 DA AC Instituto Fenacon

Política de Certificado de Sigilo Tipo S3. da Autoridade Certificadora Instituto Fenacon. PC S3 DA AC Instituto Fenacon Política de Certificado de Sigilo Tipo S3 da Autoridade Certificadora Instituto Fenacon PC S3 DA AC Instituto Fenacon Versão 3.0-24 de Julho de 2014 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 6 1.1.VISÃO GERAL... 6 1.2.IDENTIFICAÇÃO...

Leia mais

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3. da Autoridade Certificadora da Ordem dos Advogados do Brasil PC A3 DA AC OAB

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3. da Autoridade Certificadora da Ordem dos Advogados do Brasil PC A3 DA AC OAB Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 da Autoridade Certificadora da Ordem dos Advogados do Brasil PC A3 DA AC OAB Versão 1.0-03 de Outubro de 2007 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...6 1.1.VISÃO GERAL...6

Leia mais

Política de Certificado de Sigilo Tipo S3. da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial. PC S3 DA AC Imprensa Oficial

Política de Certificado de Sigilo Tipo S3. da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial. PC S3 DA AC Imprensa Oficial Política de Certificado de Sigilo Tipo S3 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial PC S3 DA AC Imprensa Oficial Versão 4.0 24 de Julho de 2014 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 6 1.1.VISÃO GERAL... 6 1.2.IDENTIFICAÇÃO...

Leia mais

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3. da Autoridade Certificadora SAT SEFAZ SP PC A3 DA AC SAT SEFAZ SP

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3. da Autoridade Certificadora SAT SEFAZ SP PC A3 DA AC SAT SEFAZ SP Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 da Autoridade Certificadora SAT SEFAZ SP PC A3 DA AC SAT SEFAZ SP Versão 1.2-30 de março de 2015 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 5 1.1.VISÃO GERAL... 5 1.2.IDENTIFICAÇÃO...

Leia mais

Política de Certificados. SERPROACF do tipo A1 (PC SERPROACFA1)

Política de Certificados. SERPROACF do tipo A1 (PC SERPROACFA1) Política de Certificados SERPROACF do tipo A1 (PC SERPROACFA1) Credenciada pela ICP-Brasil Versão 1.2 de 12 de dezembro de 2005 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 7 1.1 Visão Geral... 7 1.2 Identificação... 7 1.3

Leia mais

Autoridade Certificadora CAIXA Pessoa Jurídica CONTRATO DE ASSINANTE A1

Autoridade Certificadora CAIXA Pessoa Jurídica CONTRATO DE ASSINANTE A1 TERMO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CERTIFICAÇÃO DIGITAL que entre si fazem, de um lado, como contratada a CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, Empresa Pública de Direito Privado, inscrita no CNPJ/MF sob

Leia mais

IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO SA IMESP (AC IMPRENSA OFICIAL SP G4)

IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO SA IMESP (AC IMPRENSA OFICIAL SP G4) IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO SA IMESP (AC IMPRENSA OFICIAL SP G4) DECLARAÇÃO DE VERSÃO 5.2 23/10/2014 Página 1 / 65 HISTÓRICO DE VERSÕES Data Versão Observações 23/10/2014 5.2 Redação Inicial AVISO LEGAL

Leia mais

Autoridade Certificadora CAIXA Pessoa Física CONTRATO DE ASSINANTE A1

Autoridade Certificadora CAIXA Pessoa Física CONTRATO DE ASSINANTE A1 TERMO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CERTIFICAÇÃO DIGITAL que entre si fazem, de um lado, como contratada a CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, Empresa Pública de Direito Privado, inscrita no CNPJ/MF sob

Leia mais

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A2 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A2 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A2 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP PC_AC IO SP A2i.indd I 12/20/04 4:40:48 PM PC A2 DA AC IMPRENSA OFICIAL SP Política de Certificado

Leia mais

Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora Certisign Soluções Corporativas

Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora Certisign Soluções Corporativas Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora Certisign Soluções Corporativas DPC DA AC Certisign Soluções Corporativas Versão 1.0-20 de Julho de 2014 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 7 1.1.

Leia mais

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 da Autoridade Certificadora da Ordem dos Advogados do Brasil

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 da Autoridade Certificadora da Ordem dos Advogados do Brasil Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 da Autoridade Certificadora da Ordem dos Advogados do Brasil PC A3 DA AC OAB Versão 3.1-30 de Novembro de 2011 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 6 1.1.VISÃO

Leia mais

Política de Certificado de Sigilo Tipo S3. da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial. PC S3 DA AC Imprensa Oficial

Política de Certificado de Sigilo Tipo S3. da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial. PC S3 DA AC Imprensa Oficial Política de Certificado de Sigilo Tipo S3 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial PC S3 DA AC Imprensa Oficial Versão 1.1 21 de Outubro de 2011 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...6 1.1.VISÃO GERAL...6 1.2.IDENTIFICAÇÃO...6

Leia mais

Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP para a Secretaria da Receita Federal do Brasil

Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP para a Secretaria da Receita Federal do Brasil Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP para a Secretaria da Receita Federal do Brasil DPC da AC Imprensa Oficial SP RFB Versão 7.0-24 de Julho de 2014 ÍNDICE

Leia mais

Política de Certificado Digital da AC SERASA-JUS para Certificados Tipo S2

Política de Certificado Digital da AC SERASA-JUS para Certificados Tipo S2 Autor: Serasa S.A. Edição: 22/04/2006 Versão: 1.0 1. INTRODUÇÃO 1.1 Visão Geral Esta Política de Certificado Digital refere-se exclusivamente a Certificados de Sigilo Tipo S2 emitidos pela Autoridade Certificadora

Leia mais

Política de Certificado de Sigilo Tipo S1. da Autoridade Certificadora SINCOR PC S1 DA AC SINCOR

Política de Certificado de Sigilo Tipo S1. da Autoridade Certificadora SINCOR PC S1 DA AC SINCOR Política de Certificado de Sigilo Tipo S1 da Autoridade Certificadora SINCOR PC S1 DA AC SINCOR Versão 4.1 17 de Maio de 2013 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 6 1.1.VISÃO GERAL... 6 1.2.IDENTIFICAÇÃO... 6 1.3.COMUNIDADE

Leia mais

Política de Certificado de Sigilo Tipo S1. da Autoridade Certificadora SINCOR PC S1 DA AC SINCOR

Política de Certificado de Sigilo Tipo S1. da Autoridade Certificadora SINCOR PC S1 DA AC SINCOR Política de Certificado de Sigilo Tipo S1 da Autoridade Certificadora SINCOR PC S1 DA AC SINCOR Versão 3.1 30 de Novembro de 2011 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...6 1.1.VISÃO GERAL...6 1.2.IDENTIFICAÇÃO...6 1.3.COMUNIDADE

Leia mais

Política de Certificados. Serpro-SRF. Certificados tipo A3. (PCSerpro-SRFA3)

Política de Certificados. Serpro-SRF. Certificados tipo A3. (PCSerpro-SRFA3) Política de Certificados Serpro-SRF Certificados tipo A3 (PCSerpro-SRFA3) Credenciada pela ACSRF e ICP-Brasil ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 7 1.1 Visão Geral... 7 1.2 Identificação... 7 1.3 Comunidade e Aplicabilidade...

Leia mais

Presidência da República Casa Civil da Presidência da República PARTE I-1 POLÍTICA DE CERTIFICADO DA ICP-BRASIL ASSINATURA DIGITAL NÍVEL 1

Presidência da República Casa Civil da Presidência da República PARTE I-1 POLÍTICA DE CERTIFICADO DA ICP-BRASIL ASSINATURA DIGITAL NÍVEL 1 Presidência da República Casa Civil da Presidência da República PARTE I-1 POLÍTICA DE CERTIFICADO DA ICP-BRASIL ASSINATURA DIGITAL NÍVEL 1 1 Introdução 1.1 Visão Geral Este documento tem como objetivo

Leia mais

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3. da Autoridade Certificadora SINCOR PC A3 DA AC SINCOR

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3. da Autoridade Certificadora SINCOR PC A3 DA AC SINCOR Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 da Autoridade Certificadora SINCOR PC A3 DA AC SINCOR Versão 3.1 30 de Novembro de 2011 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...6 1.1.VISÃO GERAL...6 1.2.IDENTIFICAÇÃO...6

Leia mais

Declaração de Práticas de Certificação. da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial. DPC DA AC Imprensa Oficial

Declaração de Práticas de Certificação. da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial. DPC DA AC Imprensa Oficial Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial DPC DA AC Imprensa Oficial Versão 1.1-21 de Outubro de 2011 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...6 1.1. VISÃO GERAL...6 1.2. IDENTIFICAÇÃO...6

Leia mais

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 da Autoridade Certificadora Certisign Múltipla

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 da Autoridade Certificadora Certisign Múltipla Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 da Autoridade Certificadora Certisign Múltipla PC A3 DA AC Certisign Múltipla Versão 3.2-08 de Dezembro de 2011 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...6 1.1.VISÃO

Leia mais

Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora VALID RFB (DPC AC VALID RFB)

Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora VALID RFB (DPC AC VALID RFB) Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora VALID RFB (DPC AC VALID RFB) OID 2.16.76.1.1.45 Versão 2.1 de 16.05.2014 Declaração de Práticas de Certificação da AC VALID RFB V 2.1

Leia mais

IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO SA IMESP (AC IMPRENSA OFICIAL G4)

IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO SA IMESP (AC IMPRENSA OFICIAL G4) IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO SA IMESP (AC IMPRENSA OFICIAL G4) DECLARAÇÃO DE VERSÃO 2.2 23/10/2014 Página 1 / 68 HISTÓRICO DE VERSÕES Data Versão Observações 23/10/2014 2.2 Redação Inicial AVISO LEGAL Copyright

Leia mais

RESOLUÇÃO CONJUNTA Nº 001 DE 20 DE DEZEMBRO DE 2004. SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA - STJ E DO CONSELHO DA JUSTIÇA FEDERAL CJF

RESOLUÇÃO CONJUNTA Nº 001 DE 20 DE DEZEMBRO DE 2004. SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA - STJ E DO CONSELHO DA JUSTIÇA FEDERAL CJF RESOLUÇÃO CONJUNTA Nº 001 DE 20 DE DEZEMBRO DE 2004. SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA - STJ E DO CONSELHO DA JUSTIÇA FEDERAL CJF Cria a Autoridade Certificadora do Sistema Justiça Federal (AC-JUS) e dispõe

Leia mais

DECLARAÇÃO DE PRÁTICAS DE CERTIFICAÇÃO AUTORIDADE CERTIFICADORA CAIXA (DPC AC CAIXA)

DECLARAÇÃO DE PRÁTICAS DE CERTIFICAÇÃO AUTORIDADE CERTIFICADORA CAIXA (DPC AC CAIXA) Declaração de Práticas de Certificação DECLARAÇÃO DE PRÁTICAS DE CERTIFICAÇÃO DA AUTORIDADE CERTIFICADORA CAIXA (DPC AC CAIXA) 17 de abril de 2015 Declaração de Práticas de Certificação Controle de Alterações

Leia mais

Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora da Ordem dos Advogados do Brasil - OAB

Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora da Ordem dos Advogados do Brasil - OAB Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora da Ordem dos Advogados do Brasil - OAB DPC DA AC OAB Versão 6.0-30 de Outubro de 2012 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 7 1.1. VISÃO GERAL... 7

Leia mais

Política de Certificado da ACPR. do tipo A1. para certificação de equipamento ou aplicação

Política de Certificado da ACPR. do tipo A1. para certificação de equipamento ou aplicação Política de Certificado da ACPR do tipo A1 para certificação de equipamento ou aplicação (PC ACPR A1) Infraestrutura de Chaves Públicas do BRASIL ICP-Brasil Versão 6.0 OUTUBRO/2014 Página 1 de 23 INDICE

Leia mais

Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora VALID Brasil (DPC AC VALID BRASIL)

Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora VALID Brasil (DPC AC VALID BRASIL) Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora VALID Brasil (DPC AC VALID BRASIL) OID 2.16.76.1.1.44 Versão 2.1 de 30/05/2014 Declaração de Práticas de Certificação da AC VALID BRASIL

Leia mais

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A1. da Autoridade Certificadora SINCOR PC A1 DA AC SINCOR

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A1. da Autoridade Certificadora SINCOR PC A1 DA AC SINCOR Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A1 da Autoridade Certificadora SINCOR PC A1 DA AC SINCOR Versão 4.0 27 de Setembro de 2012 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 6 1.1.VISÃO GERAL... 6 1.2.IDENTIFICAÇÃO...

Leia mais

Autoridade Certificadora. Digital. Política de Certificado T4. (PC T4 da AC Digital) OID 2.16.76.1.2.304.8

Autoridade Certificadora. Digital. Política de Certificado T4. (PC T4 da AC Digital) OID 2.16.76.1.2.304.8 Autoridade Certificadora Digital Política de Certificado T4 (PC T4 da AC Digital) OID 2.16.76.1.2.304.8 Versão 1.0 de 1 de Setembro de 2014 www.acdigital.com.br Sumário Controle de Versão... 6 Tabela de

Leia mais

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A4 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A4 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A4 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial PC A4 DA AC Imprensa Oficial Versão 3.0 27 de Setembro de 2012 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 6 1.1.VISÃO GERAL...

Leia mais

Declaração de Práticas de Certificação. da Autoridade Certificadora SINCOR DPC DA AC SINCOR

Declaração de Práticas de Certificação. da Autoridade Certificadora SINCOR DPC DA AC SINCOR Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora SINCOR DPC DA AC SINCOR Versão 5.1 30 de Novembro de 2011 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...6 1.1. VISÃO GERAL...6 1.2. IDENTIFICAÇÃO...6 1.3. COMUNIDADE

Leia mais

Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora BOA VISTA CERTIFICADORA (DPC AC BOA VISTA CERTIFICADORA)

Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora BOA VISTA CERTIFICADORA (DPC AC BOA VISTA CERTIFICADORA) Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora BOA VISTA CERTIFICADORA (DPC AC BOA VISTA CERTIFICADORA) OID 2.16.76.1.1.53 Versão 1.0 de 09/10/2013 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 10 1.1.

Leia mais

Declaração de Práticas de Certificação. da Autoridade Certificadora Instituto Fenacon. DPC DA AC Instituto Fenacon

Declaração de Práticas de Certificação. da Autoridade Certificadora Instituto Fenacon. DPC DA AC Instituto Fenacon Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora Instituto Fenacon DPC DA AC Instituto Fenacon Versão 2.3-24 de Julho de 2014 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 7 1.1. VISÃO GERAL... 7 1.2. IDENTIFICAÇÃO...

Leia mais

IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO SA IMESP (AC IMPRENSA OFICIAL G4)

IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO SA IMESP (AC IMPRENSA OFICIAL G4) IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO SA IMESP (AC IMPRENSA OFICIAL G4) POLÍTICA DE CERTIFICADO DE SIGILO == TIPO S3 == VERSÃO 4.1 22/04/2015 Página 1 / 31 HISTÓRICO DE VERSÕES Data Versão Observações 23/10/2014

Leia mais

POLÍTICA DE CARIMBO DO TEMPO DA AUTORIDADE DE CARIMBO DO TEMPO VALID (PCT da ACT VALID)

POLÍTICA DE CARIMBO DO TEMPO DA AUTORIDADE DE CARIMBO DO TEMPO VALID (PCT da ACT VALID) POLÍTICA DE CARIMBO DO TEMPO DA AUTORIDADE DE CARIMBO DO TEMPO VALID (PCT da ACT VALID) Versão 1.0 de 09/01/2014 Política de Carimbo do Tempo da ACT VALID - V 1.0 1/10 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 4 1.1. Visão

Leia mais

Sumário. Parte I Introdução... 19. Capítulo 1 Fundamentos da infra-estrutura de chave pública... 21. Capítulo 2 Conceitos necessários...

Sumário. Parte I Introdução... 19. Capítulo 1 Fundamentos da infra-estrutura de chave pública... 21. Capítulo 2 Conceitos necessários... Agradecimentos... 7 O autor... 8 Prefácio... 15 Objetivos do livro... 17 Parte I Introdução... 19 Capítulo 1 Fundamentos da infra-estrutura de chave pública... 21 Introdução à ICP... 21 Serviços oferecidos

Leia mais

POLÍTICA DE CERTIFICADO CARIMBO DE TEMPO TIPO T3 DA AUTORIDADE CERTIFICADORA CAIXA PJ (PC AC CAIXA PJ - T3)

POLÍTICA DE CERTIFICADO CARIMBO DE TEMPO TIPO T3 DA AUTORIDADE CERTIFICADORA CAIXA PJ (PC AC CAIXA PJ - T3) POLÍTICA DE CERTIFICADO DE CARIMBO DE TEMPO TIPO T3 DA AUTORIDADE CERTIFICADORA CAIXA PJ (PC AC CAIXA PJ - T3) 17 de abril de 2015 Controle de Alterações Versão Data Motivo Descrição 3.2 17/04/15 Alteração

Leia mais

Serasa Certificadora Digital Declaração de Práticas de Certificação

Serasa Certificadora Digital Declaração de Práticas de Certificação Autor: Serasa S.A. Edição: 19/09/2012 Versão: 5.0 1. INTRODUÇÃO 1.1 Visão Geral 1.1.1. Este documento estabelece os requisitos mínimos, obrigatoriamente observados pela Serasa Certificadora Digital, AC

Leia mais

Autoridade Certificadora. SOLUTI Múltipla. Política de Certificado A3. (PC A3 da AC SOLUTI Múltipla) OID 2.16.76.1.2.3.37

Autoridade Certificadora. SOLUTI Múltipla. Política de Certificado A3. (PC A3 da AC SOLUTI Múltipla) OID 2.16.76.1.2.3.37 Autoridade Certificadora SOLUTI Múltipla Política de Certificado A3 (PC A3 da AC SOLUTI Múltipla) OID 2.16.76.1.2.3.37 Versão 1.0 de 1 de novembro de 2012 www.acsoluti.com.br Sumário Controle de Versão...6

Leia mais

AC CNDL RFB Declaração de Práticas de Certificação

AC CNDL RFB Declaração de Práticas de Certificação Autor: CONFEDERAÇÃO NACIONAL DE DIRIGENTES E LOGISTAS SPC BRASIL Edição: 20/10/2014 Versão: 1.0 1. INTRODUÇÃO 1.1 Visão Geral 1.1.1. As informações contidas neste documento estabelecem os requisitos mínimos,

Leia mais

Autoridade Certificadora AC SOLUTI-JUS. Política de Certificado T3. (PC T3 da AC SOLUTI-JUS) OID 2.16.76.1.2.303.8

Autoridade Certificadora AC SOLUTI-JUS. Política de Certificado T3. (PC T3 da AC SOLUTI-JUS) OID 2.16.76.1.2.303.8 Autoridade Certificadora AC SOLUTI-JUS Política de Certificado T3 (PC T3 da AC SOLUTI-JUS) OID 2.16.76.1.2.303.8 Versão 1.0 de 30 de Julho de 2014 www.acsoluti.com.br Sumário Controle de Versão... 6 Tabela

Leia mais

IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO SA IMESP (AC IMPRENSA OFICIAL SP RFB G4)

IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO SA IMESP (AC IMPRENSA OFICIAL SP RFB G4) IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO SA IMESP (AC IMPRENSA OFICIAL SP RFB G4) DECLARAÇÃO DE PRÁTICAS VERSÃO 6.2 23/10/2014 Página 1 / 97 HISTÓRICO DE VERSÕES Data Versão Observações 23/10/2014 6.2 Redação Inicial

Leia mais

Declaração de Práticas de Certificação. da Autoridade Certificadora Certisign para a Secretaria da Receita Federal do Brasil. DPC da Certisign RFB

Declaração de Práticas de Certificação. da Autoridade Certificadora Certisign para a Secretaria da Receita Federal do Brasil. DPC da Certisign RFB Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora Certisign para a Secretaria da Receita Federal do Brasil DPC da Certisign RFB Versão 4.0-17 de Junho de 2009 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...6

Leia mais

Declaração de Práticas de Certificação. da Autoridade Certificadora SINCOR DPC DA AC SINCOR

Declaração de Práticas de Certificação. da Autoridade Certificadora SINCOR DPC DA AC SINCOR Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora SINCOR DPC DA AC SINCOR Versão 6.0 27 de Setembro de 2012 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 6 1.1. VISÃO GERAL... 6 1.2. IDENTIFICAÇÃO... 6 1.3.

Leia mais

Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora da RFB DPC AC - RFB. Secretaria da Receita Federal do Brasil

Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora da RFB DPC AC - RFB. Secretaria da Receita Federal do Brasil Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora da RFB DPC AC - RFB Secretaria da Receita Federal do Brasil Versão 5.0 de 22/11/2012 Controle de Versão Versão Data Motivo Descrição 3.0

Leia mais

ÍNDICE. DPC da AC BR SRF v2.0 2/62

ÍNDICE. DPC da AC BR SRF v2.0 2/62 Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora Brasileira de Registros para a Secretaria da Receita Federal DPC DA AC BR SRF Versão 2.0-20 de Setembro de 2007 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...6

Leia mais

Serasa Autoridade Certificadora Principal Declaração de Práticas de Certificação

Serasa Autoridade Certificadora Principal Declaração de Práticas de Certificação Autor: Serasa S.A. Edição: 19/09/2012 Versão: 5.0 1. INTRODUÇÃO 1.1 Visão Geral Esta descreve as práticas e os procedimentos empregados pela Serasa Autoridade Certificadora Principal na execução de seus

Leia mais

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3. da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP para a Secretaria da Receita Federal do Brasil

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3. da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP para a Secretaria da Receita Federal do Brasil Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP para a Secretaria da Receita Federal do Brasil PC A3 da AC Imprensa Oficial SP RFB Versão 2.2-25 de

Leia mais

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A4. da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP para a Secretaria da Receita Federal do Brasil

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A4. da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP para a Secretaria da Receita Federal do Brasil Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A4 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP para a Secretaria da Receita Federal do Brasil PC A4 da AC Imprensa Oficial SP RFB Versão 2.2-25 de

Leia mais

Autoridade Certificadora. Digital. Política de Certificado A3. (PC A3 da AC Digital) OID 2.16.76.1.2.3.51

Autoridade Certificadora. Digital. Política de Certificado A3. (PC A3 da AC Digital) OID 2.16.76.1.2.3.51 Autoridade Certificadora Digital Política de Certificado A3 (PC A3 da AC Digital) OID 2.16.76.1.2.3.51 Versão 1.0 de 1 de Setembro de 2014 www.acdigital.com.br Sumário Controle de Versão... 6 Tabela de

Leia mais

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A1. da Autoridade Certificadora SINCOR. para Corretores de Seguros

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A1. da Autoridade Certificadora SINCOR. para Corretores de Seguros Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A1 da Autoridade Certificadora SINCOR para Corretores de Seguros PC CORRETOR A1 DA AC SINCOR Versão 3.1 30 de Novembro de 2011 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...6

Leia mais

www.serpro.gov.br Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora do SERPRO (DPC ACSERPRO)

www.serpro.gov.br Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora do SERPRO (DPC ACSERPRO) www.serpro.gov.br Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora do SERPRO () Versão 5.0 de 30/10/2012 Controle de Versão Versão Data Motivo Descrição 1.0 16/09/2005 Criação Versão

Leia mais

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3. da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP para a Secretaria da Receita Federal do Brasil

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3. da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP para a Secretaria da Receita Federal do Brasil Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP para a Secretaria da Receita Federal do Brasil PC A3 da AC Imprensa Oficial SP RFB Versão 2.2-25 de

Leia mais

DECLARAÇÃO DE PRÁTICAS DE CERTIFICAÇÃO AUTORIDADE CERTIFICADORA CAIXA PF (DPC AC CAIXA PF)

DECLARAÇÃO DE PRÁTICAS DE CERTIFICAÇÃO AUTORIDADE CERTIFICADORA CAIXA PF (DPC AC CAIXA PF) DECLARAÇÃO DE PRÁTICAS DE CERTIFICAÇÃO DA AUTORIDADE CERTIFICADORA CAIXA PF (DPC AC CAIXA PF) 17 de abril de 2015 Controle de Alterações Versão Data Motivo Descrição 5.1 17/04/15 Alteração do endereço

Leia mais

Declaração de Práticas de Certificação. da Autoridade Certificadora SOLUTI (DPC AC SOLUTI) OID 2.16.76.1.1.46

Declaração de Práticas de Certificação. da Autoridade Certificadora SOLUTI (DPC AC SOLUTI) OID 2.16.76.1.1.46 Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora SOLUTI (DPC AC SOLUTI) OID 2.16.76.1.1.46 Versão 1.0 de 1 de novembro de 2012 www.acsoluti.com.br Sumário Controle de Versão...6 Tabela

Leia mais

Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora Brasileira de Registros para a Secretaria da Receita Federal do Brasil

Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora Brasileira de Registros para a Secretaria da Receita Federal do Brasil Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora Brasileira de Registros para a Secretaria da Receita Federal do Brasil DPC da AC BR RFB Versão 5.0-06 de Setembro de 2010 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...7

Leia mais

DIGITALSIGN CERTIFICAÇÃO DIGITAL LTDA. (AC DIGITALSIGN)

DIGITALSIGN CERTIFICAÇÃO DIGITAL LTDA. (AC DIGITALSIGN) DIGITALSIGN CERTIFICAÇÃO DIGITAL LTDA. (AC DIGITALSIGN) POLÍTICA DE CERTIFICADO DE == == VERSÃO 2.1 09/09/2015 Página 1 / 30 HISTÓRICO DE VERSÕES Data Versão Observações 25/07/2012 0.0 Redação Inicial

Leia mais

POLÍTICA DE CERTIFICADO ASSINATURA DIGITAL TIPO A3 DA AUTORIDADE CERTIFICADORA CAIXA PF (PC AC CAIXA PF - A3)

POLÍTICA DE CERTIFICADO ASSINATURA DIGITAL TIPO A3 DA AUTORIDADE CERTIFICADORA CAIXA PF (PC AC CAIXA PF - A3) POLÍTICA DE CERTIFICADO DE ASSINATURA DIGITAL TIPO A3 DA AUTORIDADE CERTIFICADORA CAIXA PF (PC AC CAIXA PF - A3) 17 de abril de 2015 Controle de Alterações Versão Data Motivo Descrição 5.1 17/04/15 Alteração

Leia mais

Declaração de Práticas de Certificação da EC de Assinatura Digital Qualificada do Cartão de Cidadão

Declaração de Práticas de Certificação da EC de Assinatura Digital Qualificada do Cartão de Cidadão Declaração de Práticas de Certificação da EC de Assinatura Digital Qualificada do Cartão de Cidadão Políticas MULTICERT_PJ.CC_24.1.1_0002_pt_.doc Identificação do Projecto: Cartão de Cidadão Identificação

Leia mais

Declaração de Práticas de Carimbo do Tempo da Autoridade de Carimbo do Tempo VALID (DPCT DA ACT VALID)

Declaração de Práticas de Carimbo do Tempo da Autoridade de Carimbo do Tempo VALID (DPCT DA ACT VALID) Declaração de Práticas de Carimbo do Tempo da Autoridade de Carimbo do Tempo VALID (DPCT DA ACT VALID) OID 2.16.76.1.5.5 Versão 1.0 de 09/01/2014 Declaração de Práticas de Carimbo do Tempo VALID - V 1.0

Leia mais

Autoridade Certificadora. SOLUTI Múltipla. Política de Certificado T4. (PC T4 da AC SOLUTI Múltipla) OID 2.16.76.1.2.304.4

Autoridade Certificadora. SOLUTI Múltipla. Política de Certificado T4. (PC T4 da AC SOLUTI Múltipla) OID 2.16.76.1.2.304.4 Autoridade Certificadora SOLUTI Múltipla Política de Certificado T4 (PC T4 da AC SOLUTI Múltipla) OID 2.16.76.1.2.304.4 Versão 1.0 de 1 de novembro de 2012 www.acsoluti.com.br Sumário Controle de Versão...6

Leia mais

O QUE É CERTIFICAÇÃO DIGITAL?

O QUE É CERTIFICAÇÃO DIGITAL? O QUE É CERTIFICAÇÃO DIGITAL? Os computadores e a Internet são largamente utilizados para o processamento de dados e para a troca de mensagens e documentos entre cidadãos, governo e empresas. No entanto,

Leia mais

Declaração de Práticas de Certificação. Certisign Certificadora Digital S.A.

Declaração de Práticas de Certificação. Certisign Certificadora Digital S.A. Declaração de Práticas de Certificação Certisign Certificadora Digital S.A. Versão 3.1 Data Efetiva: 24 de Outubro de 2008 Certisign Certificadora Digital S.A. Rua do Passeio 70-7o. andar Centro Rio de

Leia mais

SERVIÇOS DE CERTIFICAÇÃO PÚBLICA PARA INDIVÍDUOS PELO GOVERNO LOCAL AUTORIDADE CERTIFICADORA DA PROVÍNCIA. Aichi DECLARAÇÃO DE PRÁTICAS. Versão.1.

SERVIÇOS DE CERTIFICAÇÃO PÚBLICA PARA INDIVÍDUOS PELO GOVERNO LOCAL AUTORIDADE CERTIFICADORA DA PROVÍNCIA. Aichi DECLARAÇÃO DE PRÁTICAS. Versão.1. SERVIÇOS DE CERTIFICAÇÃO PÚBLICA PARA INDIVÍDUOS PELO GOVERNO LOCAL AUTORIDADE CERTIFICADORA DA PROVÍNCIA Aichi DECLARAÇÃO DE PRÁTICAS Versão.1.5 08 de Julho de 2013 PROVÍNCIA Aichi Histórico da Revisão

Leia mais

DIGITALSIGN CERTIFICAÇÃO DIGITAL LTDA. (AC DIGITALSIGN RFB)

DIGITALSIGN CERTIFICAÇÃO DIGITAL LTDA. (AC DIGITALSIGN RFB) DIGITALSIGN CERTIFICAÇÃO DIGITAL LTDA. (AC DIGITALSIGN RFB) DECLARAÇÃO DE PRÁTICAS VERSÃO 1.1 25/06/2013 Página 1 / 77 HISTÓRICO DE VERSÕES Data Versão Observações 25/07/2012 0.0 Redação Inicial 31/01/2013

Leia mais

Declaração de Práticas de Certificação. Autoridade Certificadora. Presidência da República

Declaração de Práticas de Certificação. Autoridade Certificadora. Presidência da República Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora da Presidência da República (DPC da ACPR) Versão 2.3 Junho/2008 Página 1 de 45 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 7 1.1 VISÃO GERAL... 7 1.2 IDENTIFICAÇÃO...

Leia mais

Declaração de Práticas de Certificação da VeriSign

Declaração de Práticas de Certificação da VeriSign Declaração de Práticas de Certificação da VeriSign DPCVeriSign_PT.indd I 12/20/04 5:21:24 PM Declaração de Práticas de Certificação da VeriSign 2003 VeriSign, Inc. Todos os direitos reservados. Impresso

Leia mais

A ISO 17799 esta dividida em 12 seções da seguinte forma: 1. Objetivo da norma. 2. Termos e definições: 3. Poĺıtica de segurança.

A ISO 17799 esta dividida em 12 seções da seguinte forma: 1. Objetivo da norma. 2. Termos e definições: 3. Poĺıtica de segurança. A 17799 se refere a mecanismos organizacionais para garantir a segurança da informação. Não é uma norma que define aspectos técnicos de nenhuma forma, nem define as características de segurança de sistemas,

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação INF-108 Segurança da Informação ICP e Certificados Digitais Prof. João Henrique Kleinschmidt Santo André, junho de 2013 Criptografia de chave pública Oferece criptografia e também uma maneira de identificar

Leia mais

Política de Certificado da ACPR. do tipo A3. para certificação de pessoa física

Política de Certificado da ACPR. do tipo A3. para certificação de pessoa física Política de Certificado da ACPR do tipo A3 para certificação de pessoa física () Infraestrutura de Chaves Públicas do BRASIL ICP-Brasil Versão 6.0 OUTUBRO/2014 ÍNDICE LISTA DE ACRÔNIMOS... 6 1. INTRODUÇÃO...

Leia mais

Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora do PRODERJ (DPC ACPRODERJ)

Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora do PRODERJ (DPC ACPRODERJ) Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora do PRODERJ () Controle de Versão Versão Data Motivo Descrição 1.0 01/04/2009 Criação Versão Inicial 2.0 22/09/2011 Atualizações e Criação

Leia mais

POLÍTICA DE CERTIFICADOS DO SCEE

POLÍTICA DE CERTIFICADOS DO SCEE POLÍTICA DE CERTIFICADOS DO SCEE e Requisitos Mínimos de Segurança 10 DE JULHO DE 2015 scee@scee.gov.pt Página 1 de 118 Política de Certificados APROVAÇÃO E ASSINATURA De acordo com o estipulado no ponto

Leia mais

Autoridade Certificadora AC SOLUTI-JUS. Política de Certificado A1. (PC A1 da AC SOLUTI-JUS) OID 2.16.76.1.2.1.49

Autoridade Certificadora AC SOLUTI-JUS. Política de Certificado A1. (PC A1 da AC SOLUTI-JUS) OID 2.16.76.1.2.1.49 Autoridade Certificadora AC SOLUTI-JUS Política de Certificado A1 (PC A1 da AC SOLUTI-JUS) OID 2.16.76.1.2.1.49 Versão 1.0 de 30 de Julho de 2014 www.acsoluti.com.br Sumário Controle de Versão... 6 Tabela

Leia mais

DIGITALSIGN CERTIFICAÇÃO DIGITAL LTDA. (AC DIGITALSIGN RFB)

DIGITALSIGN CERTIFICAÇÃO DIGITAL LTDA. (AC DIGITALSIGN RFB) DIGITALSIGN CERTIFICAÇÃO DIGITAL LTDA. (AC DIGITALSIGN RFB) POLÍTICA DE CERTIFICADO DE == == VERSÃO 2.0 22/10/2014 Página 1 / 34 HISTÓRICO DE VERSÕES Data Versão Observações 25/07/201 2 30/01/201 3 25/06/201

Leia mais

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP para a Secretaria da Receita Federal SRF

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP para a Secretaria da Receita Federal SRF Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 da Autoridade Certificadora Imprensa Oficial SP para a Secretaria da Receita Federal SRF PC A3 DA AC Imprensa Oficial SP SRF Versão 2.0-11 de Agosto

Leia mais

Declaração de Práticas de Certificação. da Autoridade Certificadora. Digital. (DPC AC Digital) OID 2.16.76.1.1.67

Declaração de Práticas de Certificação. da Autoridade Certificadora. Digital. (DPC AC Digital) OID 2.16.76.1.1.67 Declaração de Práticas de Certificação da Autoridade Certificadora Digital (DPC AC Digital) OID 2.16.76.1.1.67 Versão 1.0 de 1 de Setembro de 2014 www.acdigital.com.br Sumário Controle de Versão... 6 Tabela

Leia mais

Política de Segurança da Informação

Política de Segurança da Informação Política de Segurança da Informação 29 de janeiro 2014 Define, em nível estratégico, diretivas do Programa de Gestão de Segurança da Informação. ÍNDICE 1 OBJETIVO... 3 2 PÚBLICO ALVO... 3 3 RESPONSABILIDADES

Leia mais

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 da Autoridade Certificadora Brasileira de Registros para a Secretaria da Receita Federal do Brasil PC A3 da AC BR RFB Versão 3.0-21 de Outubro de 2011

Leia mais

25/01/2015 PROF. FABIANO TAGUCHI. http://fabianotaguchi.wordpress.com CRIPTOGRAFIA E SEGURANÇA DE DADOS AULA 12 ICP-BRASIL

25/01/2015 PROF. FABIANO TAGUCHI. http://fabianotaguchi.wordpress.com CRIPTOGRAFIA E SEGURANÇA DE DADOS AULA 12 ICP-BRASIL 25/01/2015 PROF. FABIANO TAGUCHI http://fabianotaguchi.wordpress.com CRIPTOGRAFIA E SEGURANÇA DE DADOS AULA 12 ICP-BRASIL 1 CONFIAR EM CERTIFICADOS DIGITAIS? ITI O Instituto Nacional de Tecnologia da Informação

Leia mais

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 da Autoridade Certificadora Certisign para a Secretaria da Receita Federal do Brasil

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 da Autoridade Certificadora Certisign para a Secretaria da Receita Federal do Brasil Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A3 da Autoridade Certificadora Certisign para a Secretaria da Receita Federal do Brasil PC A3 da AC Certisign RFB Versão 3.1 21 de Outubro de 2011 ÍNDICE

Leia mais

Política de Certificado A1 da Autoridade Certificadora VALID BRASIL (PC A1 da AC VALID BRASIL) [OID: 2.16.76.1.2.1.36] Versão 3.

Política de Certificado A1 da Autoridade Certificadora VALID BRASIL (PC A1 da AC VALID BRASIL) [OID: 2.16.76.1.2.1.36] Versão 3. Política de Certificado A1 da Autoridade Certificadora VALID BRASIL (PC A1 da AC VALID BRASIL) [OID: 2.16.76.1.2.1.36] Versão 3.0 de 21/11/2014 Política de Certificado A1 da AC VALID BRASIL - V 3.0 1/37

Leia mais

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A1 da Autoridade Certificadora FENACON Certisign para a Secretaria da Receita Federal do Brasil

Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A1 da Autoridade Certificadora FENACON Certisign para a Secretaria da Receita Federal do Brasil Política de Certificado de Assinatura Digital Tipo A1 da Autoridade Certificadora FENACON Certisign para a Secretaria da Receita Federal do Brasil PC A1 da AC FENACON Certisign RFB Versão 4.0-27 de Setembro

Leia mais