PERGUNTAS MAIS FREQUENTES CENTROS DE REFERÊNCIA. 1. O que é ser Centro de Referência (CR) no Projeto Preceptoria ABEM?

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PERGUNTAS MAIS FREQUENTES CENTROS DE REFERÊNCIA. 1. O que é ser Centro de Referência (CR) no Projeto Preceptoria ABEM?"

Transcrição

1 PERGUNTAS MAIS FREQUENTES CENTROS DE REFERÊNCIA 1. O que é ser Centro de Referência (CR) no Projeto Preceptoria ABEM? Para ser um CR na Fase II do Projeto Preceptoria ABEM é necessário ter participado como Centro Colaborador na Fase I. Isto é, ser Instituição Pública Federal de Ensino Superior com a Faculdade de Medicina participante. Significa ter desenvolvido integralmente um Curso de Desenvolvimento de Competências Pedagógicas para Prática da Preceptoria (2 momentos presenciais com carga horária de 60 horas + atividades de EaD com carga horária de 120h) e emitido junto com a ABEM os certificados dos Preceptores concluintes. Além disso, na maioria dos CR, há pelo menos 1 tutor local membro do Núcleo Docente Estruturante (NDE) do Projeto. Os CCs que concluíram a formação de tutor e preceptores estão habilitados, caso haja interesse, a dar continuidade às ações da Fase II em parceria com a ABEM conforme meta inicial da Fase I. Também é pré requisito que esta IES / Faculdade de Medicina seja associada institucional da ABEM. Estes pré requisitos da IES sinalizam para um investimento institucional legítimo na busca por uma qualificação de preceptores e docentes locais demonstrando investimento neste Projeto com apoio e viabilização, em parceria com a ABEM, de uma iniciativa que conquistou progressivamente a valorização de gestores e comunidade acadêmica. Conquistam assim, estas IES, experiência, credibilidade e visibilidade crescentes expressas na possibilidade de continuidade das ações relacionadas ao Projeto Preceptoria ABEM, com autonomia progressiva. 2. Qual o objetivo principal do Centro de Referência? O objetivo principal é alcançar as metas de continuidade do desenvolvimento de competências pedagógicas para prática da preceptoria integrando as ações da FASE II DO PROJETO PRECEPTORIA ABEM com progressiva autonomia. 3. Qual a diferença do Centro Colaborador para Centro de Referência? Centro Colaborador é aquele que participa da organização e oferta da 1ª Turma de um Curso do Projeto Preceptoria. São 6 (seis) novos Centros UFAM, UFU, UFES, UNESP, UFSC e UNILA. Centro de Referência é aquele que, tendo formado a 1ª turma, dá continuidade às ações locais de formação de preceptores seguindo o desenho do Projeto Preceptoria ABEM. São 12 Centros UFAC, UFBA, UFC, UFG, UFMT, UFMS, UFPA, UFPE, UFMA, UFT, UFRR e UFRN. 4. Quais serão as atribuições dos Centros de Referência? Com objetivo de alcançar a progressiva autonomia dos CRs nas ações de desenvolvimento de competências pedagógicas de preceptores / docentes e garantir a

2 sustentabilidade necessária à continuidade desta formação até que sejam atendidas, minimamente, as necessidades locais de qualificação busca-se a participação ativa destes CRs na gestão dos Cursos locais. Para que fique mais evidente a progressão de autonomia dos CRs sinalizaremos em cada atribuição o nível de governabilidade local explícito em: AP = autonomia plena AT = autonomia em transição. Destacamos abaixo suas atribuições relacionadas: a. Aos Tutores Locais: i. Participar com os demais membros do NDE / Equipe local (tutor gestor + orientador de aprendizagem + supervisor) da indicação e escolha de 3 tutores junior dentre os preceptores que concluíram a 1ª turma (Fase I) = AT; ii. Responsabilizar-se pelo pagamento de bolsas durante pelo menos 4 meses, aos 4 tutores locais em atividade no Curso da Fase II (1 tutor gestor + 3 tutores junior ) = AP; iii. Liberar o(s) Tutor(es) vinculados à IES e/ou mediar as ações para garantir a liberação do(s) Tutor(es) vinculados à outras instituições para participar das Oficinas de Desenvolvimento de Competências de Tutoria a serem realizadas no Rio de Janeiro durante 5 dias em 2 presenciais com intervalo de aproximadamente 4 meses = AP; iv. Valorizar a participação destes Tutores no âmbito do alcance das ações da IES = AP. b. Aos Preceptores participantes da 2ª turma (Fase II): i. Indicar até 5 (cinco) preceptores ou docentes do Curso de Medicina sede do Centro de Referência para participar do Curso de Formação de Preceptores = AP; ii. Divulgar amplamente o Edital de Seleção de Preceptores e incentivar a participação de profissionais das IES e das redes de ensino e assistência regional = AP; iii. Certificar os concluintes do Curso em parceria com a ABEM = AT. c. À logística / infraestrutura: i. Definir em parceria com o NDE ABEM o período / data de realização do Curso local = AT;

3 ii. Acolher o Curso, isto é: Responsabilizar-se pela logística local (infraestrutura de salas, equipamentos de multimidia e som, flip chart (3), material de papelaria) para sediar 2 atividades presencias de 3 (três) dias consecutivos cada de acordo com definição de datas acima = AP; Garantir a alimentação (coffee break manhã e tarde + almoço em local próximo ao evento) a ser oferecida aos participantes durante as atividade nos 2 momentos presenciais do curso = AP; Responsabilizar-se pela oferta do ambiente virtual de aprendizagem que sediará as atividades à distância previstas no curso = AT; 5. Qual o sentido de acolher o Curso? Acolher se entende por criar um espaço seguro e um ambiente confortável para a realização das atividades do Curso, presenciais e à distância. Isso inclui disponibilizar um local apropriado em termos de infraestrutura de salas, acesso à internet e computadores - sugerimos que seja fora do ambiente da Escola para que os docentes possam se distanciar. Mas isso não é condição imutável se houver um espaço adequado na Escola. Acolher significa também providenciar os coffee breaks, sempre 1 pela manhã e outro à tarde (6 em cada presencial). Não precisa ser nada requintado mas como as atividades presenciais são intensas precisamos sempre parar no meio do dia e da tarde para um café, suco, água, biscoito, bolo etc... Com objetivo de constituir o vínculo do grupo em pouco tempo, acolher significa que todos almocem juntos. Pode ser em local simples, em sala próxima e até no restaurante da Instituição mas sugerimos fortemente que seja para todos. Isso também facilita a não dispersão do grupo e o reinício das atividades no horário (são 3 almoços por presencial para 30 a 35 pessoas). 6. Qual a importância de remunerar os Tutores? Consideramos que este é um reconhecimento explícito de uma expertise em desenvolvimento e uma valorização da dedicação deste profissional na qualificação de outros profissionais de saúde. Cabe destacar que todos os membros do NDE na Fase I e Fase II do Projeto Preceptoria ABEM tem garantia de recebimento de bolsa com recursos do Projeto por considerarmos este um modelo que aprimora vínculos, sustenta motivação e constrói mérito progressivamente. 7. Como viabilizar o pagamento dos tutores locais? Sugerimos que sejam buscados caminhos na IES, por exemplo: recursos de Projetos PRO e PET SAÙDE, PRO INTERNATO, PRO RESIDENCIA, bolsas de Extensão, recursos de incentivo à qualificação de servidores em IFES.

4 Onde existir gestão da EBSHER, buscar a Diretoria de Ensino da entidade para negociar este apoio. Na rede local, municipal e/ou estadual, buscar recursos relacionados à qualificação profissional e educação permanente em saúde. Importante destacar que estes caminhos devem ser construídos localmente, buscando a participação dos Tutores locais, acompanhados pelo NDE, considerando as relações institucionais e valorizando o contexto local. Embora não haja recursos disponíveis nas CEREMs locais (Comissões Estaduais de RM), a gestão da CEREM pode ser estratégica na busca de parcerias assim como os Conselhos Regionais de Medicina (CRMs). Nos CR estima-se que o Curso na Fase II tenha duração média de 4 meses. Teremos 4 tutores locais (1 tutor gestor e 3 tutores junior ). Serão necessárias, portanto, um mínimo de 16 bolsas. Os valores sugeridos, considerando análise de mercado, são: Tutor Gestor = R$ 1.800,00 a 2.000,00 / bolsa; Tutores junior = R$ 1.200,00 a R$ 1.500,00 / bolsa. 8. E a seleção dos Preceptores / Docentes? O público alvo do Curso inclui prioritariamente profissionais que atuam na preceptoria de Graduação (incluindo Escolas inseridas no processo de Expansão de Cursos de Medicina ) e / ou Residência Médica e/ou Supervisores e Tutores do Programa Mais Médicos. A seleção será de responsabilidade do Centro de Referência (AP) seguindo Edital padrão customizado, com critérios comuns a todos os Centros e outros previamente pactuados entre o NDE local e o Centro de Referência. Incentivamos que a divulgação deste Edital seja feita no site da IES, no site da ABEM nacional e, se existir, da ABEM Regional. A divulgação deverá alcançar as Instituições da região e a seleção deverá considerar as necessidades locais. A inscrição dos interessados deve ser organizada pelo Centro de Referência com objetivo de facilitar o processo de seleção sob sua responsabilidade. A análise e pontuação dos critérios elencados no Edital será feita pelo NDE local com participação dos Tutores junior. Serão selecionados 30 preceptores (sendo 5 indicados pelo Centro de Referência vide item 4) com um banco de reserva com 5 preceptores. 9. Um preceptor só pode se inscrever no Centro de Referência de sua Instituição, cidade ou estado? Não. Os preceptores podem se inscrever para qualquer Centro Colaborador ou Centro de Referência que esteja oferecendo o Curso no País. São 18 Centros no País. 10. Que cuidados são necessários para garantir a certificação em parceria com a ABEM? Para receber o selo ABEM é fundamental que a replicação garanta a fidelidade ao modelo de Curso validado no Projeto Preceptoria Fase I.

5 A formação do Tutor, o Caderno de Ensinagem do Tutor e o processo de educação permanente desenvolvido na supervisão contínua facilitarão o alcance deste objetivo estratégico. Para certificação pela IES o Curso precisa existir formalmente no Centro de Referência (na maioria das Instituições foi cadastrado como Curso de Extensão na Fase I). Neste caso os docentes do NDE devem ser cadastrados como professores convidados externos. 11. Quais são as atribuições da ABEM? Considerando o compromisso da ABEM com a formação de um profissional capaz de atender às necessidades de saúde da população e sua responsabilidade em influenciar as políticas públicas de educação e saúde, a ABEM dá seguimento à parceria estabelecida na Fase I com as seguintes atribuições junto aos Centros de Referência: Responsabilizar-se técnica e pedagogicamente pela supervisão das atividades presenciais e à distância do Curso a ser desenvolvido; Fornecer, como parte do material didático necessário, o Caderno de Ensinagem do Tutor e outras publicações ABEM; Garantir a presença do(s) tutores locais vinculados ao projeto na FASE I em atividades de aperfeiçoamento da tutoria; Se responsabilizar pela formação pedagógica dos tutores junior (em número de 3 / CR; Acompanhar seu desenvolvimento, em ato, durante as atividades da Fase II; Elaborar e compartilhar a minuta padrão do Edital de Seleção de Preceptores da Fase II; Assessorar a divulgação deste Edital, acompanhar o processo de inscrição dos interessados e se co-responsabilizar, através do NDE local, pela seleção dos preceptores da Fase II; Se responsabilizar pelo deslocamento, alimentação e estadia de todos os membros do NDE incluindo os Tutores Gestores e junior para as atividades presenciais de educação permanente realizadas no Rio de Janeiro (2 Oficinas presenciais de 5 dias); Se responsabilizar pelo deslocamento, hospedagem e estadia dos membros do NDE local que acompanharão as atividades presenciais do Curso no CR; Sediar o ambiente virtual do Curso de Tutores no TeleSSaude UERJ; Assessorar, através da Supervisão de EaD e da Equipe de Facilitadores do Ambiente Virtual, as ações para migração e implantação das plataformas virtuais nos Centros de Referência; Fornecer o selo ABEM que permite a Certificação conjunta IES / ABEM; Estimular a produção científica nos CR e a co-autoria dos produtos além de publicizá-los. 12. Quem constitui o NDE do Projeto Preceptoria ABEM? E o NDE local? Integram o Núcleo Docente Estruturante do Projeto Preceptoria ABEM, na Fase II do Projeto, todos os integrantes do NDE da Fase I que mantiveram seu vínculo com o Projeto e aqueles que se integraram por desenvolverem os Cursos no período de transição Fase I e Fase II.

6 O NDE local é integrado pela Equipe local incluindo: tutores locais (senior e junior), tutores indicados, orientadores de aprendizagem e supervisores. Cada Equipe de NDE local tem, nos Centros Colaboradores novos 5 participantes (2 Tutores, 1 OA, 1 Facilitador de EaD e 1 Supervisor) e nos Centros de Referência, 6 participantes (1 Tutor Gestor, 3 Tutores junior, 1 AO e 1 Supervisor). Na Fase II serão incorporados ao NDE do Projeto novos integrantes, Tutores indicados pela Coordenação do Projeto e pelos novos Centros Colaboradores, Tutores definidos pelo NDE local nos Centros de Referência e, se necessário, profissionais em atividades de Orientação de Aprendizagem. Os contatos da Coordenação do Projeto Preceptoria ABEM são: Coordenação Geral - Denise Herdy Afonso / / Coordenação Pedagógica Lia Márcia Cruz da Silveira / Coordenação Técnica Francisco Barbosa Neto / / Equipe de Coordenação do Projeto Preceptoria ABEM

Cabe destacar que cada candidato interessado deverá escolher apenas 1 (hum) Centro de Referência ou Colaborador para realizar sua inscrição.

Cabe destacar que cada candidato interessado deverá escolher apenas 1 (hum) Centro de Referência ou Colaborador para realizar sua inscrição. Edital para Seleção de Preceptores Centro Colaborador da Universidade Federal do Amazonas Processo Seletivo para o Curso de Aperfeiçoamento Desenvolvimento de Competência Pedagógica para a prática da Preceptoria

Leia mais

Cabe destacar que cada candidato interessado deverá escolher apenas 1 (hum) Centro de Referência ou Colaborador para realizar sua inscrição.

Cabe destacar que cada candidato interessado deverá escolher apenas 1 (hum) Centro de Referência ou Colaborador para realizar sua inscrição. Edital para Seleção de Preceptores Universidade Estadual de Maringá Processo Seletivo para o Curso de Aperfeiçoamento Desenvolvimento de Competência Pedagógica para a prática da Preceptoria - ABEM A Associação

Leia mais

Cabe destacar que cada candidato interessado deverá escolher apenas 1 (hum) Centro de Referência ou Colaborador para realizar sua inscrição.

Cabe destacar que cada candidato interessado deverá escolher apenas 1 (hum) Centro de Referência ou Colaborador para realizar sua inscrição. GT ITAIPU SAÚDE Edital para Seleção de Preceptores Centro Colaborador: Universidade Federal da Integração Latino- Americana- UNILA Processo Seletivo para o Curso de Aperfeiçoamento Desenvolvimento de Competência

Leia mais

Edital de Seleção de Preceptores. Centro de Referência: Universidade Federal de Mato Grosso

Edital de Seleção de Preceptores. Centro de Referência: Universidade Federal de Mato Grosso Edital de Seleção de Preceptores Centro de Referência: Universidade Federal de Mato Grosso Processo Seletivo para o Curso de Aperfeiçoamento Desenvolvimento de Competência Pedagógica para a prática da

Leia mais

Edital para Seleção de Preceptores

Edital para Seleção de Preceptores Edital para Seleção de Preceptores Centro Colaborador: Faculdade de Medicina de Botucatu UNESP Processo Seletivo para o Curso de Aperfeiçoamento Desenvolvimento de Competência Pedagógica para a prática

Leia mais

CURSO DE EXTENSÃO ON-LINE EM TUTORES PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: PERFIL E PRÁTICAS EDUCATIVAS. Edital de seleção

CURSO DE EXTENSÃO ON-LINE EM TUTORES PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: PERFIL E PRÁTICAS EDUCATIVAS. Edital de seleção CURSO DE EXTENSÃO ON-LINE EM TUTORES PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: PERFIL E PRÁTICAS EDUCATIVAS Edital de seleção Nome: TUTORES PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: PERFIL E PRÁTICAS EDUCATIVAS Coordenador Geral: Prof.

Leia mais

ANEXO I. Plano de Trabalho

ANEXO I. Plano de Trabalho ANEXO I Plano de Trabalho As Propostas Técnicas para a implementação do Curso de Especialização de Saúde da Família e do Curso de Especialização em Gestão da Atenção Básica apresentadas pelas instituições

Leia mais

NORMAS REGULADORAS DO PROCESSO SELETIVO Edital Nº 17/2014-SEDIS

NORMAS REGULADORAS DO PROCESSO SELETIVO Edital Nº 17/2014-SEDIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTOS DOS CONSELHOS ESCOLARES PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO CENTRO DE EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR 1. Como são os cursos ofertados pela plataforma freire e quais os benefícios para os professores que forem selecionados? O professor sem formação poderá estudar nos

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 24/2013, de 11 de outubro de 2013

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 24/2013, de 11 de outubro de 2013 TERMO DE REFERÊNCIA Nº 24/2013, de 11 de outubro de 2013 Seleção de Orientadores de Aprendizagem do projeto Caminhos do Cuidado - Formação em Saúde Mental (crack, álcool e outras drogas) para Agentes Comunitários

Leia mais

Desenvolvimento de Competência Pedagógica para a prática da Preceptoria FASE II - 2014-2015

Desenvolvimento de Competência Pedagógica para a prática da Preceptoria FASE II - 2014-2015 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO MÉDICA Av. Brasil, (ABEM) 4036 salas 1006/1008 21040-361 Rio de Janeiro-RJ Tel.: (21) 2260.6161 ou 2573.0431 Fax: (21) 2260.6662 e-mail: rozane@abem-educmed.org.br Home-page:

Leia mais

Consulta Pública para aprimoramento do. Instrumento de Acreditação das Escolas Médica

Consulta Pública para aprimoramento do. Instrumento de Acreditação das Escolas Médica Consulta Pública para aprimoramento do Instrumento de Acreditação das Escolas Médica Estamos disponibilizando para sugestões, avaliação e comentários o instrumento que será utilizado para a acreditação

Leia mais

SELEÇÃO SIMPLIFICADA DE CURSISTAS

SELEÇÃO SIMPLIFICADA DE CURSISTAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO. PROGRAMA NACIONAL DE CAPACITAÇÃO DE CONSELHEIROS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO PRÓ-CONSELHO CURSO DE EXTENSÃO A DISTANCIA FORMAÇÃO

Leia mais

MODELO. Professor, UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Preenchimento do FORMULÁRIO ELETRÔNICO de avaliação

MODELO. Professor, UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Preenchimento do FORMULÁRIO ELETRÔNICO de avaliação Professor, Apresentamos um modelo do Formulário Eletrônico a ser preenchido pelo coordenador do curso durante o processo de autorização ou reconhecimento de cursos. Colocamos na última coluna sugestão

Leia mais

Documento orientador de um curso que traduz as políticas acadêmicas institucionais

Documento orientador de um curso que traduz as políticas acadêmicas institucionais Documento orientador de um curso que traduz as políticas acadêmicas institucionais Construção coletiva a partir das experiências, coordenada pelo Colegiado do Curso de Graduação (art. 34 do Regimento Geral

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 33/2013, de 23 de dezembro 2013

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 33/2013, de 23 de dezembro 2013 TERMO DE REFERÊNCIA Nº 33/2013, de 23 de dezembro 2013 Seleção de Orientadores do projeto Caminhos do Cuidado - Formação em Saúde Mental (crack, álcool e outras drogas) para Agentes Comunitários de Saúde

Leia mais

Edital para publicação no site período de 23 a 30 de junho de 2013. PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD.

Edital para publicação no site período de 23 a 30 de junho de 2013. PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. Edital para publicação no site período de 23 a 30 de junho de 203. PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. GESTÃO EAD Os currículos deverão ser encaminhados para o endereço eletrônico

Leia mais

Fevereiro 2015 DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS DRH ESCOLA JUDICIÁRIA MILITAR EJM

Fevereiro 2015 DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS DRH ESCOLA JUDICIÁRIA MILITAR EJM Fevereiro DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS DRH ESCOLA JUDICIÁRIA MILITAR EJM 2 ÍNDICE PLANO ESTRATÉGICO DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO... 3 Apresentação... 3 Missão... 4 Visão de Futuro... 4 Valores... 4 PERSPECTIVAS...

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UTFPR

DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UTFPR Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UTFPR APROVADO PELA RESOLUÇÃO

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU R E G I M E N T O G E R A L PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Regimento Geral PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Este texto foi elaborado com as contribuições de um colegiado de representantes da Unidades Técnico-científicas,

Leia mais

Comitê Gestor Institucional de Formação Inicial e Continuada de Profissionais do Magistério da Educação Básica

Comitê Gestor Institucional de Formação Inicial e Continuada de Profissionais do Magistério da Educação Básica Comitê Gestor Institucional de Formação Inicial e Continuada de Profissionais do Magistério da Educação Básica CHAMADA PÚBLICA PARA SELEÇÃO DE COORDENADOR PEDAGÓGICO PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO

Leia mais

Termo de Referência para contratação de consultor na modalidade Produto

Termo de Referência para contratação de consultor na modalidade Produto TÍTULO DO PROJETO: Fortalecimento da capacidade institucional com vistas a melhoria dos processos de monitoramento e avaliação dos programas de fomento voltados para a Educação Básica e para o Ensino Superior

Leia mais

Curso de Medicina no GHC: A base para nossos desafios

Curso de Medicina no GHC: A base para nossos desafios Curso de Medicina no GHC: A base para nossos desafios Objetivos do Programa a) Diminuir a carência de médicos em regiões prioritárias; b) Reduzir as desigualdades regionais na área da saúde;

Leia mais

FACULDADE CASTANHAL-FCAT COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FCAT

FACULDADE CASTANHAL-FCAT COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FCAT 1 FACULDADE CASTANHAL-FCAT COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FCAT Dispõe sobre a estruturação e operacionalização do Programa de Iniciação Científica

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL REDE GOVERNO COLABORATIVO EM SAÚDE

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL REDE GOVERNO COLABORATIVO EM SAÚDE UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL REDE GOVERNO COLABORATIVO EM SAÚDE EDITAL DE DIVULGAÇÃO DE PROCESSO SELETIVO PARA SUPERVISORES DA FASE DE PESQUISA DA AVALIAÇÃO EXTERNA DO PROGRAMA NACIONAL DE

Leia mais

Processo Seletivo para o Curso de Aperfeiçoamento Desenvolvimento de Competência Pedagógica para a prática da Preceptoria ABEM

Processo Seletivo para o Curso de Aperfeiçoamento Desenvolvimento de Competência Pedagógica para a prática da Preceptoria ABEM UFRR CENTRO DE REFERÊNCIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA Processo Seletivo para o Curso de Aperfeiçoamento Desenvolvimento de Competência Pedagógica para a prática da Preceptoria ABEM A Associação

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA

UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA Quando focalizamos o termo a distância, a característica da não presencialidade dos sujeitos, num mesmo espaço físico e ao mesmo tempo, coloca se como um

Leia mais

EDITAL Nº 11/2014. Processo Seletivo de Bolsistas para Monitoria em Ensino a Distância

EDITAL Nº 11/2014. Processo Seletivo de Bolsistas para Monitoria em Ensino a Distância UDF - CENTRO UNIVERSITÁRIO PRÓ-REITORIA ACADÊMICA EDITAL Nº 11/2014 Processo Seletivo de Bolsistas para Monitoria em Ensino a Distância A Pró-Reitora, no uso de suas atribuições regimentais e tendo em

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO Edital UNIPAMPA de Adesão à Jornada UNIPAMPA em Tecnologia de Informação e Comunicação

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

DESENHO PEDAGÓGICO PARA A EDUCAÇÃO MULTIPROFISSIONAL NO CURSO A DISTÂNCIA DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA DA UNA-SUS/UNIFESP

DESENHO PEDAGÓGICO PARA A EDUCAÇÃO MULTIPROFISSIONAL NO CURSO A DISTÂNCIA DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA DA UNA-SUS/UNIFESP DESENHO PEDAGÓGICO PARA A EDUCAÇÃO MULTIPROFISSIONAL NO CURSO A DISTÂNCIA DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA DA UNA-SUS/UNIFESP São Paulo - SP - maio 2011 Rita Maria Lino Tarcia, Universidade Federal

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC MINAS UNIDADE BELO HORIZONTE

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC MINAS UNIDADE BELO HORIZONTE REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC MINAS UNIDADE BELO HORIZONTE CAPÍTULO I DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Art. 1º - O programa de Iniciação Científica da

Leia mais

Diretrizes Gerais Documento Complementar

Diretrizes Gerais Documento Complementar Diretrizes Gerais Documento Complementar Agosto 2007 Apresentação A seguir apresentamos as tabelas referentes às simulações dos recursos orçamentários previstos e das metas estabelecidas pelo Decreto nº

Leia mais

Cabe destacar que cada candidato interessado deverá escolher apenas 1 (hum) Centro de Referência ou Colaborador para realizar sua inscrição.

Cabe destacar que cada candidato interessado deverá escolher apenas 1 (hum) Centro de Referência ou Colaborador para realizar sua inscrição. UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE Processo Seletivo para o Curso de Aperfeiçoamento Desenvolvimento de Competência Pedagógica para a prática da Preceptoria - ABEM A Universidade Federal do Acre - UFAC em conjunto

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM COMUNICAÇÃO E MARKETING Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO DE APERFEIÇOAMENTO DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIA PEDAGÓGICA PARA A PRÁTICA DA PRECEPTORIA - ABEM

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO DE APERFEIÇOAMENTO DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIA PEDAGÓGICA PARA A PRÁTICA DA PRECEPTORIA - ABEM EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO DE APERFEIÇOAMENTO DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIA PEDAGÓGICA PARA A PRÁTICA DA PRECEPTORIA - ABEM A Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Pará - UFPA em

Leia mais

Encontro de alunos EaD e presencial da UFRRJ. A educação a distancia no Consórcio CEDERJ: Alguns dados

Encontro de alunos EaD e presencial da UFRRJ. A educação a distancia no Consórcio CEDERJ: Alguns dados Encontro de alunos EaD e presencial da UFRRJ A educação a distancia no Consórcio CEDERJ: Alguns dados Masako Oya Masuda Vice-Presidente de Educação a Distância O que é o Consórcio CEDERJ? Consórcio das

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online ENFERMAGEM DO TRABALHO Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DA SAÚDE CHAMADA PARA SELEÇÃO DE TUTORES A DISTÂNCIA

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DA SAÚDE CHAMADA PARA SELEÇÃO DE TUTORES A DISTÂNCIA EDITAL Nº 18/2015 CIPEAD/PROGRAD/UFPR CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DA SAÚDE CHAMADA PARA SELEÇÃO DE TUTORES A DISTÂNCIA A Universidade Federal do Paraná (UFPR), através do Departamento de Administração

Leia mais

SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS RESOLUÇÃO Nº 04/2011

SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS RESOLUÇÃO Nº 04/2011 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS Campus Universitário Viçosa, MG 36570-000 Telefone: (31) 3899-2127 - Fax: (31) 3899-1229 - E-mail: soc@ufv.br RESOLUÇÃO

Leia mais

Secretaria Nacional DE SEGURANÇA PÚBLICA

Secretaria Nacional DE SEGURANÇA PÚBLICA Secretaria Nacional DE SEGURANÇA PÚBLICA MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA Secretaria Nacional DE SEGURANÇA PÚBLICA Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 8 às 20

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 64/2014, de 06 de fevereiro 2014

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 64/2014, de 06 de fevereiro 2014 TERMO DE REFERÊNCIA Nº 64/2014, de 06 de fevereiro 2014 Seleção de Orientadores do projeto Caminhos do Cuidado - Formação em Saúde Mental (crack, álcool e outras drogas) para Agentes Comunitários de Saúde

Leia mais

Sistema de Educação a Distância Publica no Brasil UAB- Universidade Aberta do Brasil. Fernando Jose Spanhol, Dr

Sistema de Educação a Distância Publica no Brasil UAB- Universidade Aberta do Brasil. Fernando Jose Spanhol, Dr Sistema de Educação a Distância Publica no Brasil UAB- Universidade Aberta do Brasil Fernando Jose Spanhol, Dr www.egc.ufsc.br www.led.ufsc.br O Sistema UAB Denominação representativa genérica para a rede

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online ENFERMAGEM GINECOLÓGICA Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

Edital 011 VV - 2015 Programa de Iniciação Científica - PIC Faculdade Estácio Vila Velha

Edital 011 VV - 2015 Programa de Iniciação Científica - PIC Faculdade Estácio Vila Velha Edital 011 VV - 2015 Programa de Iniciação Científica - PIC Faculdade Estácio Vila Velha Artigo 1º - O Programa de Iniciação Científica - PIC tem por finalidade despertar o interesse e incentivar vocações

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online ENSINO DE QUÍMICA Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação na

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO Regulamentação de Pós-Graduação Lato-Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de

Leia mais

MÓDULO EaD 2013 PROCAED Programa de Capacitação e Aperfeiçoamento Educacional do IFSC

MÓDULO EaD 2013 PROCAED Programa de Capacitação e Aperfeiçoamento Educacional do IFSC INSTITUTO EDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA IC PRO-REITORIA DE ENSINO DEPARTAMENTO DE EaD PRO-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO MÓDULO EaD 2013 PROCD Programa de Capacitação e Aperfeiçoamento

Leia mais

SUPERINTENDENCIA DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE E TRABALHO PARA O SUS ESCOLA ESTADUAL DE SAÚDE PÚBLICA CÂNDIDO SANTIAGO

SUPERINTENDENCIA DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE E TRABALHO PARA O SUS ESCOLA ESTADUAL DE SAÚDE PÚBLICA CÂNDIDO SANTIAGO CHAMADA PÚBLICA Nº 01/2015-SEST-SUS/SES-GO A Superintendência de Educação em Saúde e Trabalho para o SUS torna pública a presente Chamada e CONVIDA servidores públicos vinculados ao Sistema Único de Saúde

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: ELABORAÇÃO DE MATERIAL, TUTORIA E AMBIENTES VIRTUAIS Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento

Leia mais

RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 013 / 2015

RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 013 / 2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas - UNIFAL-MG Pró-Reitoria de Graduação Rua Gabriel Monteiro da Silva, 700 - Alfenas/MG - CEP 37130-000 Fone: (35) 3299-1329 Fax: (35) 3299-1078 grad@unifal-mg.edu.br

Leia mais

Reitor Prof. Dr. Reinaldo Centoducatte. Vice-Reitora Profª. Drª. Ethel Leonor Noia Maciel

Reitor Prof. Dr. Reinaldo Centoducatte. Vice-Reitora Profª. Drª. Ethel Leonor Noia Maciel Reitor Prof. Dr. Reinaldo Centoducatte Vice-Reitora Profª. Drª. Ethel Leonor Noia Maciel PROGRAMA DE AUTOAVALIAÇÃO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Pró-Reitoria de Graduação

Leia mais

ANEXO IV - Configuração tecnológica exigida... 15 ANEXO V Ficha de Inscrição... 16

ANEXO IV - Configuração tecnológica exigida... 15 ANEXO V Ficha de Inscrição... 16 EDITAL DE SELEÇÃO SUMÁRIO 1. Apresentação... 01 2. Objetivo geral... 04 3. Objetivo específico... 04 4. Duração... 04 5. Público-alvo... 04 6. Critérios de seleção dos municípios... 04 7. Contrapartidas

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM PROPRIEDADE INTELECTUAL E INOVAÇÃO

ESPECIALIZAÇÃO EM PROPRIEDADE INTELECTUAL E INOVAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM PROPRIEDADE INTELECTUAL E INOVAÇÃO CONCEPÇÃO DO CURSO O curso de Pós-graduação Lato Sensu Especialização em Propriedade Intelectual e Inovação faz parte do Programa de Capacitação dos

Leia mais

CONSELHO DE SECRETARIAS MUNICIPAIS DE SAÚDE

CONSELHO DE SECRETARIAS MUNICIPAIS DE SAÚDE ANEXO II TERMO DE REFERÊNCIA PROFISSIONAL NÍVEL SUPERIOR CONTEUDISTA (MESTRE) PARA O CURSO DE QUALIFICAÇÃO DE PROFISSIONAIS DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA, COM UTILIZAÇÃO DO SISTEMA NACIONAL DE GESTÃO DA

Leia mais

CURSO DE EXTENSÃO ON-LINE EM. avançado. Edital de seleção

CURSO DE EXTENSÃO ON-LINE EM. avançado. Edital de seleção CURSO DE EXTENSÃO ON-LINE EM Programação Avançada na Plataforma VB.NET básico e avançado Edital de seleção Nome do curso: Programação Avançada na Plataforma VB.NET básico e avançado Coordenador Geral:

Leia mais

Universidade Federal da Bahia Faculdade de Medicina da Bahia

Universidade Federal da Bahia Faculdade de Medicina da Bahia C Universidade Federal da Bahia Faculdade de Medicina da Bahia Edital para Seleção de Preceptores Centro de Referência: Universidade Federal da Bahia (UFBa) Processo Seletivo para o Curso de Aperfeiçoamento

Leia mais

REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA FACULDADE METROPOLITANA DE CAMAÇARI FAMEC -

REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA FACULDADE METROPOLITANA DE CAMAÇARI FAMEC - REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA FACULDADE METROPOLITANA DE CAMAÇARI FAMEC - REGULAMENTO PARA OS PROJETOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FAMEC CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS Art. 1. O Programa de

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de

Leia mais

GRADUAÇÃO INOVADORA NA UNESP

GRADUAÇÃO INOVADORA NA UNESP PROGRAMA GRADUAÇÃO INOVADORA NA UNESP 2014 PROGRAMA GRADUAÇÃO INOVADORA NA UNESP INTRODUÇÃO A Pró-reitoria de graduação (PROGRAD), a Câmara Central de Graduação (CCG), o Núcleo de Educação à Distância

Leia mais

A tutoria na UFAL. Mc. Rosana Sarita de Araujo CEDU/CIED/UFAL

A tutoria na UFAL. Mc. Rosana Sarita de Araujo CEDU/CIED/UFAL A tutoria na UFAL Mc. Rosana Sarita de Araujo CEDU/CIED/UFAL Quem é o tutor da UFAL? O tutor é o mediador entre: Professor Aluno TUTOR Conteúdo O Núcleo de Tutoria na CIED Sistema de relações internamente

Leia mais

1. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

1. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃOEM GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL PROCESSO DE SELEÇÃO DE TUTORES CHAMADA PÚBLICA N 5/2014. 1. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep

Leia mais

GERENCIAMENTO DO PROCESSO DE PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO DO CURSO DE BACHARELADO EM BIBLIOTECONOMIA EM EaD

GERENCIAMENTO DO PROCESSO DE PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO DO CURSO DE BACHARELADO EM BIBLIOTECONOMIA EM EaD GERENCIAMENTO DO PROCESSO DE PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO DO CURSO DE BACHARELADO EM BIBLIOTECONOMIA EM EaD Ana Maria Ferreira Carvalho Mariza Russo Nadir Ferreira Alves Nysia Oliveira de Sá CBG/FACC/UFRJ

Leia mais

PROJETO TUTOR UNIVERSITÁRIO:

PROJETO TUTOR UNIVERSITÁRIO: PROJETO TUTOR UNIVERSITÁRIO: ESTUDO DE CASO DE UMA EXPERIÊNCIA BEM-SUCEDIDA PROJETO IMPLATADO PELA ANHANGUERA EDUCACIONAL Palestrante: Ana Maria Costa de Sousa Debatedor: Gabriel Mário Rodrigues Tutoria

Leia mais

ANEXO I UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA CONSELHO, ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DISCRIMINAÇÃO DAS ATIVIDADES DOCENTES

ANEXO I UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA CONSELHO, ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DISCRIMINAÇÃO DAS ATIVIDADES DOCENTES ANEXO I UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA CONSELHO, ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DISCRIMINAÇÃO DAS ATIVIDADES DOCENTES I. ENSINO 1. Aulas presenciais e semipresenciais em curso de graduação, pós-graduação

Leia mais

Regulamento dos Cursos do Programa ESMP-VIRTUAL

Regulamento dos Cursos do Programa ESMP-VIRTUAL Regulamento dos Cursos do Programa ESMP-VIRTUAL A DIRETORA DA ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE GOIÁS no exercício de suas atribuições legais, com fundamento no art. 65, inciso II da Lei

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROPPG REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA ENSINO MÉDIO

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROPPG REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA ENSINO MÉDIO UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROPPG REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA ENSINO MÉDIO CAPÍTULO I DA NATUREZA DO PROGRAMA Art. 1º O Programa

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 07/2010, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2010

RESOLUÇÃO Nº 07/2010, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2010 RESOLUÇÃO Nº 07/2010, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2010 Normatiza a oferta de cursos a distância, em nível de graduação, sequenciais, tecnólogos, pós-graduação e extensão universitária ofertados pela Universidade

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM CONTROLADORIA E FINANÇAS Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online SAÚDE COLETIVA COM ENFOQUE NO GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS Regulamentação de Pós-Graduação Lato-Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para

Leia mais

Cabe destacar que cada candidato interessado deverá escolher apenas 1 (um) Centro de Referência ou Colaborador para realizar sua inscrição.

Cabe destacar que cada candidato interessado deverá escolher apenas 1 (um) Centro de Referência ou Colaborador para realizar sua inscrição. Edital para Seleção de Preceptores Centro de Referência da Universidade Federal do Maranhão Processo Seletivo para o Curso de Desenvolvimento de Competência Pedagógica para a prática da Preceptoria - ABEM

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTO DOS CONSELHOS ESCOLARES EDITAL Nº.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTO DOS CONSELHOS ESCOLARES EDITAL Nº. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTO DOS CONSELHOS ESCOLARES EDITAL Nº. 01/2015 SELEÇÃO SIMPLIFICADA DE CURSISTAS Seleção de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - UFC FACULDADE DE MEDICINA - FAMED NÚCLEO DE TECNOLOGIAS E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EM SAÚDE NUTEDS/FAMED/UFC

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - UFC FACULDADE DE MEDICINA - FAMED NÚCLEO DE TECNOLOGIAS E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EM SAÚDE NUTEDS/FAMED/UFC UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - UFC FACULDADE DE MEDICINA - FAMED NÚCLEO DE TECNOLOGIAS E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EM SAÚDE NUTEDS/FAMED/UFC CHAMADA PÚBLICA PARA CURSO DE FORMAÇÃO DE TUTORES PARA EaD ONLINE

Leia mais

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SECRETARIA NACIONAL DE PROTEÇÃO E DEFESA CIVIL

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SECRETARIA NACIONAL DE PROTEÇÃO E DEFESA CIVIL MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SECRETARIA NACIONAL DE PROTEÇÃO E DEFESA CIVIL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ESTUDOS E PESQUISAS SOBRE DESATRES CEPED/RS CURSO DE EXTENSÃO

Leia mais

PRÓ-DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU - PROPESP POLÍTICA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU

PRÓ-DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU - PROPESP POLÍTICA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU PRÓ-DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU - PROPESP POLÍTICA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU A Pesquisa e a Pós-Graduação Stricto Sensu são atividades coordenadas por uma mesma

Leia mais

Projetos de apoio ao SUS

Projetos de apoio ao SUS Carta Convite: Facilitação dos Cursos de Especialização em Gestão da Vigilância em Saúde, Gestão da Clínica nas Redes de Atenção à Saúde, Regulação em Saúde no SUS e Gestão do Risco e Segurança do Paciente

Leia mais

REABERTURA DA CHAMADA DE SELEÇÃO DE TUTORES PRESENCIAIS PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE PARA PROFESSORES DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

REABERTURA DA CHAMADA DE SELEÇÃO DE TUTORES PRESENCIAIS PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE PARA PROFESSORES DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO EDITAL n 91 / 2014 CIPEAD/PROGRAD/UFPR REABERTURA DA CHAMADA DE SELEÇÃO DE TUTORES PRESENCIAIS PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE PARA PROFESSORES DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO POLOS JACAREZINHO E

Leia mais

GESPÚBLICA Rede Nacional de Consultores. Apresentação SERVIÇO PÚBLICO RELEVANTE

GESPÚBLICA Rede Nacional de Consultores. Apresentação SERVIÇO PÚBLICO RELEVANTE GESPÚBLICA Rede Nacional de Consultores Apresentação A Rede de Nacional de Consultores "ad hoc" do Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização GesPública se constitui elemento de suma importância

Leia mais

CURSO DE EXTENSÃO ON-LINE EM DECIFRANDO AS MÍDIAS SOCIAIS - RENTABILIDADE E VISIBILIDADE Edital de seleção

CURSO DE EXTENSÃO ON-LINE EM DECIFRANDO AS MÍDIAS SOCIAIS - RENTABILIDADE E VISIBILIDADE Edital de seleção CURSO DE EXTENSÃO ON-LINE EM DECIFRANDO AS MÍDIAS SOCIAIS - RENTABILIDADE E VISIBILIDADE Edital de seleção Nome: DECIFRANDO AS MÍDIAS SOCIAIS - RENTABILIDADE E VISIBILIDADE Coordenadora Geral: Profa. Stephania

Leia mais

Formação em Gestão Acadêmica

Formação em Gestão Acadêmica PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAL COORDENAÇÃO DE ENSINO E INTEGRAÇÃO ACADÊMICA NÚCLEO DE FORMAÇÃO PARA DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR Formação em Gestão Acadêmica Cruz das Almas-BA

Leia mais

EDITAL Nº 12/2015 PROEN, de 14 de outubro de 2015. SELEÇÃO DE SUBPROJETOS PARA O PROGRAMA DE EDUCAÇÃO PELO TRABALHO PARA SAÚDE PET-SAÚDE/GRADUASUS

EDITAL Nº 12/2015 PROEN, de 14 de outubro de 2015. SELEÇÃO DE SUBPROJETOS PARA O PROGRAMA DE EDUCAÇÃO PELO TRABALHO PARA SAÚDE PET-SAÚDE/GRADUASUS EDITAL Nº 12/2015 PROEN, de 14 de outubro de 2015. SELEÇÃO DE SUBPROJETOS PARA O PROGRAMA DE EDUCAÇÃO PELO TRABALHO PARA SAÚDE PET-SAÚDE/GRADUASUS A Pró-Reitoria de Ensino da Univasf (PROEN), tendo em

Leia mais

Como ter sucesso na educação a distância

Como ter sucesso na educação a distância Metodologia Diferenciada Ambiente de Aprendizagem Moderno Inovação Continuada e Empreendedorismo Como ter sucesso na educação a distância 1 Regulamento 2 1 Como ter sucesso na educação a distância Para

Leia mais

EDITAL PARA SELEÇÃO DE TUTORES PARA OS CURSOS DA EAD/ENSP/FIOCRUZ OFERTADOS NO SISTEMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL (UAB/SEED/MEC)

EDITAL PARA SELEÇÃO DE TUTORES PARA OS CURSOS DA EAD/ENSP/FIOCRUZ OFERTADOS NO SISTEMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL (UAB/SEED/MEC) 1 EDITAL PARA SELEÇÃO DE TUTORES PARA OS CURSOS DA EAD/ENSP/FIOCRUZ OFERTADOS NO SISTEMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL (UAB/SEED/MEC) A Educação a Distância da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Reitoria Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Reitoria Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional Edital 001/2015 SELEÇÃO DE PROFESSORES SUPERVISORES PIBID Matemática, Câmpus Curitiba A coordenação da área Matemática do projeto PIBID-UTFPR, do Curso de Licenciatura em Matemática da, Câmpus Curitiba,

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DIREÇÃO DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE. UNIOESTE - Campus de Francisco Beltrão. Quadriênio 2016-2019. Candidata

PLANO DE TRABALHO DIREÇÃO DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE. UNIOESTE - Campus de Francisco Beltrão. Quadriênio 2016-2019. Candidata PLANO DE TRABALHO DIREÇÃO DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE UNIOESTE - Campus de Francisco Beltrão Quadriênio 2016-2019 Candidata Franciele Ani Caovilla Follador Slogan: CCS em ação! 1 INTRODUÇÃO Em 1991,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA Núcleo de Educação a Distância A Universidade Federal de Juiz de Fora e a tornam público, por meio deste Edital, o processo de seleção de Professores que terão como meta conduzir o Processo de Orientação

Leia mais

Instrumento de Avaliação

Instrumento de Avaliação Monitoramento e Avaliação do Bolsa-Formação 2012 - Instrumento_de_Avaliação - # 42 Instrumento de Avaliação {{>toc}} I - Contextualização da Unidade Ofertante a. Nome da mantenedora; b. Base legal da mantenedora

Leia mais

EDITAL N 003/2015 PROEX SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA DE UNIDADES AUXILIARES DA UNESP

EDITAL N 003/2015 PROEX SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA DE UNIDADES AUXILIARES DA UNESP EDITAL N 003/2015 PROEX SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA DE UNIDADES AUXILIARES DA UNESP Seleção de propostas de extensão universitária de Unidades Auxiliares no âmbito da PROEX/UNESP para

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep

Leia mais

EDITAL N 01/2013. Processo Seletivo de Docentes da Faculdade do Vale do Jaguaribe - FVJ

EDITAL N 01/2013. Processo Seletivo de Docentes da Faculdade do Vale do Jaguaribe - FVJ EDITAL N 01/2013 Processo Seletivo de Docentes da Faculdade do Vale do Jaguaribe - FVJ O Diretor Geral da Faculdade do Vale do Jaguaribe - FVJ, no uso de suas atribuições regimentais, torna público, por

Leia mais

INTRODUÇÃO OBJETIVOS GERAIS E ESPECÍFICOS

INTRODUÇÃO OBJETIVOS GERAIS E ESPECÍFICOS INTRODUÇÃO Com base no Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais - REHUF, destinado à reestruturação e revitalização dos hospitais das universidades federais, integrados

Leia mais

PROGRAMA DE INCENTIVO À PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA NO CAMPUS ARARANGUÁ DO IF-SC EDITAL INTERNO- N0 XX/2010

PROGRAMA DE INCENTIVO À PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA NO CAMPUS ARARANGUÁ DO IF-SC EDITAL INTERNO- N0 XX/2010 PROGRAMA DE INCENTIVO À PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA NO DO IF-SC EDITAL INTERNO- N0 XX/2010 CHAMADA DE PROJETOS DE PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA EXECUÇÃO: 19 DE ABRIL DE 2010 A 10 DE MAIO DE 2010

Leia mais

Regulamento das Atividades Complementares

Regulamento das Atividades Complementares Regulamento das Atividades Complementares Curso de Design de Moda FACULDADE DE PRESIDENTE PRUDENTE - FAPEPE I. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES O presente regulamento tem por finalidade normatizar as Atividades

Leia mais

EDITAL PROP N 003/2015

EDITAL PROP N 003/2015 EDITAL PROP N 003/2015 Edital de ofertas de cursos para o Programa de Pós-Graduação Lato Sensu da UESPI, conforme Resolução CONSUN nº 045/2003. A Universidade Estadual do Piauí - UESPI, através da Pró-Reitoria

Leia mais

N de cursos ofertados; % de vagas ocupadas/ formas de ingresso.

N de cursos ofertados; % de vagas ocupadas/ formas de ingresso. Anexo II Dimensões Elementos Indicadores quantitativos Indicadores qualitativos % de cursos com projeto pedagógico/ adequados ao Projeto Condições de implementação dos Projetos Projeto Pedagógico dos Institucional

Leia mais

Mestrado Profissional em Administração em Rede Nacional

Mestrado Profissional em Administração em Rede Nacional Mestrado Profissional em Administração em Rede Nacional Modalidade a Distância Santo André-SP, junho de 2011 A quem se destina Qualificação de funcionários públicos federais, estaduais e municipais. Objetivos

Leia mais