DGAE Direção-Geral da Administração Escolar CONTRATAÇÃO DE ESCOLA E BOLSA DE CONTRATAÇÃO DE ESCOLA. Maio/Junho 2015

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DGAE Direção-Geral da Administração Escolar CONTRATAÇÃO DE ESCOLA E BOLSA DE CONTRATAÇÃO DE ESCOLA. Maio/Junho 2015"

Transcrição

1 CONTRATAÇÃO DE ESCOLA E BOLSA DE CONTRATAÇÃO DE ESCOLA Maio/Junho 2015

2 CONCURSO DOCENTES 2015/2016 (Decreto-Lei n.º 132/2012, de 27/06, na redação conferida pelo Decreto-Lei n.º 83- A/2014, de 23/05, retificado pela Declaração de Retificação n.º 36/2014, de 22/07) Concurso Interno Concurso Externo Mobilidade Interna Contratação Inicial Reserva de Recrutamento Contratação de Escola Bolsa de Contratação de Escola

3 Contratação de Escola Bolsa de Contratação de Escola

4 CONTRATAÇÃO DE ESCOLA Horários que subsistam ao procedimento da RR, após 31 de dezembro 2 não aceitações do mesmo horário, nas colocações da RR CONTRATAÇÃO DE ESCOLA Resultem de horários não ocupados na RR e na BCE Horários <8H letivas, desde que não sejam utilizados para completamento

5 Contratação de Escola - Abertura do Procedimento e Critérios de Seleção A celebração de contrato de trabalho é precedida de um procedimento de seleção e recrutamento; O concurso de contratação de escola realiza-se através de uma aplicação informática disponibilizada para o efeito pela DGAE; O procedimento de seleção é aberto pelo órgão de direção do AE/ENA, pelo prazo de três dias úteis.

6 Contratação de Escola - Abertura do Procedimento e Critérios de Seleção A oferta de contratação de escola é divulgada na página da Internet do respetivo AE/ENA. Deve incluir os seguintes elementos: a) Identificação da modalidade de contrato de trabalho a termo resolutivo; b) Identificação da duração do contrato; c) Identificação do local de trabalho; d) Caracterização das funções; e) Requisitos de admissão e critérios de seleção.

7 Contratação de Escola e Bolsa de Contratação de Escola - Critérios de Seleção Docentes Graduação Profissional 50% Avaliação Curricular 50%

8 Contratação de Escola - Critérios de Seleção Técnicos Especializados Avaliação do portfólio 30% Entrevista de avaliação de competências 35% Número de anos de experiência profissional na área 35 %

9 Contratação de Escola Técnicos Especializados Formação Áreas de natureza profissional, tecnológica, vocacional ou artística Técnicos Especializados Outras Funções Animador Cultural/Social, Mediador, Psicólogo, Técnico Serviço Social, Monitor, Educador Social, Formadores língua gestual, terapeutas da fala, outros

10 Bolsa de Contratação de Escola Candidatos Externos Candidatos LSVLD Criação de uma lista ordenada de candidatos disponíveis para uma eventual oferta que surja no decorrer do ano letivo.

11 Bolsa de Contratação de Escola Autonomia Celeridade Especificidade

12 Contratação de Escola e Bolsa de Contratação de Escola A aceitação da colocação pelo candidato efetua-se por via da aplicação, até ao primeiro dia útil seguinte ao da comunicação da colocação; A aceitação da colocação pode ser efetuada pelo diretor no prazo de 24 horas após o final do prazo para a aceitação da colocação; A apresentação é realizada no AE/ENA até ao segundo dia útil seguinte ao da comunicação da colocação; O não cumprimento dos prazos referidos nos números anteriores determina a anulação da colocação e a aplicação do disposto na alínea c) do art.º 18.

13 Bolsa de Contratação de Escola Os AE/ENA TEIP e Autonomia constituem, através dos procedimentos da contratação de escola, uma bolsa de contratação; A satisfação das necessidades docentes é feita prioritariamente pelos docentes de carreira e, subsidiariamente, pelos docentes que se encontram na bolsa de contratação, por ordem decrescente da lista graduada; Terminado o procedimento de seleção, o órgão de direção das escolas aprova e publicita a lista ordenada do concurso na página na Internet do respetivo AE/ENA, em local visível da escola ou da sede do agrupamento.

14 Bolsa de Contratação de Escola Publicitação do aviso de abertura do procedimento concursal (site do agrupamento): Data de candidatura; Identificação do local de trabalho; Endereço eletrónico e telefone de contacto; Indicação dos grupos de recrutamento; Requisitos de admissão; Ponderação atribuída a cada um dos critérios de avaliação; Identificação dos parâmetros de avaliação.

15 Bolsa de Contratação de Escola Os docentes ao candidatarem-se à BCE, manifestam interesse numa possível oferta que surja ao longo do ano letivo, indicando de acordo com as suas preferências: os AE/ENA; os grupos de recrutamento; a duração dos horários; os intervalos de horários e a resposta aos parâmetros de avaliação definidos pelo AE/ENA aquando da criação do modelo de avaliação curricular.

16 Bolsa de Contratação de Escola Procedimentos de Seleção Os horários solicitados pelas escolas TEIP e/ou com contrato de autonomia que não sejam atribuídos a docentes de carreira em sede de reserva de recrutamento, serão recuperados automaticamente para a BCE sem necessidade de um novo pedido. Quando o horário fica disponível para a BCE, o diretor deve selecionar o candidato disponível mais graduado, dentro da lista de ordenação do grupo de recrutamento em causa, do seu AE/ENA. No caso de o diretor não ter candidatos na lista BCE, deverá enviar o horário para contratação de escola.

17 Processo de Solicitação de Horários AE/ENA TEIP e/ou Autonomia RR Docentes 1ªP MI Sim Coloca Docente Não Lista BCE Pedido de Horário Sem Candidatos CE Com Candidatos Restantes AE/ENA <8H RR 2ª RR Não Docentes 1ªP MI Não Candidatos CI Sim Sim Coloca Docente

18 Contratação de Escola e Bolsa de Contratação de Escola Seleção Seleção do Candidato Não Aceite /Não Aceite em Tempo Útil Aceita Colocação Penalização art.º18, exceto: - Se estiver colocado - Duas ofertas Denúncia Período experimental apenas no primeiro contrato celebrado em cada ano escolar Dentro do período Experimental Impede o seu regresso à RR Impede colocação no mesmo AE/ENA Fora do período Experimental Impede a celebração de qualquer outro contrato

19 Contratação de Escola e Bolsa de Contratação de Escola Seleção Podem ser selecionados para a BCE candidatos já colocados anteriormente desde que pretendam completar o horário ou acumular funções em mais do que um AE/ENA Grupos de Recrutamento / Técnicos Especializados Horário 1 Horário 2 100/ ao ao 930 TE Formação 200 ao 930 TE Formação Acumulações 31 horas 28 horas TE Formação TE Formação 28 horas TE Outras Funções (não pode acumular com GR nem com TE Formação) 40 horas

20 Contratação de Escola e Bolsa de Contratação de Escola Procedimentos Pós Seleção Comprovação de dados por parte do diretor (candidato prova reunir os dados declarados) candidato inicia funções. Não comprovação de dados por parte do diretor (candidato não prova reunir os dados declarados) o diretor seleciona o candidato seguinte mais graduado, desde que disponível, dentro da lista de ordenação, sem necessitar de pedir novo horário.

21 Bolsa de Contratação de Escola - Minutas A DGAE irá disponibilizar minutas para Declaração de Comprovação de Dados por parte dos docentes, relativamente aos diferentes critérios de avaliação. As minutas reportam-se à comprovação das questões enunciadas nos parâmetros de avaliação e deverão ser solicitados durante o processo de candidatura, aos respetivos AE/ENA pelos candidatos, caso não seja possível a comprovação através do registo biográfico.

22 Bolsa de Contratação de Escola Procedimentos Pós Seleção Não aceitação e não aceitação em tempo útil o diretor seleciona o candidato seguinte mais graduado, desde que disponível, dentro da lista de ordenação, sem necessitar de pedir novo horário. Denúncia do contrato pelo candidato ou do AE/ENA pelo candidato o diretor pede um novo horário que segue as fases concursais de colocação/seleção.

23 Bolsa de Contratação de Escola - Procedimentos Criação Oferta (Diretor) Candidatura (Docentes) Lista Ordenada Seleção (DGAE AE/ENA)

24 Contratação de Escola e Bolsa de Contratação de Escola Para cada uma das ofertas, o diretor/presidente da CAP nomeia um júri composto por três elementos (um presidente e dois vogais), de acordo com a Portaria n.º 83-A/2009, de 22 de janeiro, alterada pela Portaria n.º 145-A/2011, de 6 de abril (publicitação no site do agrupamento).

25 Avaliação Curricular Avaliação de Desempenho Experiência Profissional Habilitações e Formação Complementar

26 Bolsa de Contratação de Escola - Condições Selecionar pelo menos um parâmetro de avaliação para cada um dos critérios CRIAÇÃO DE OFERTA Os parâmetros de avaliação podem ser selecionados mais que uma vez Limite máximo de oito parâmetros de avaliação por grupo de recrutamento

27 Bolsa de Contratação de Escola CRIAÇÃO DE OFERTA PARA TODOS OS GRUPOS DE RECRUTAMENTO EXISTENTES NO AE/ENA

28

29 Avaliação Curricular Avaliação de Desempenho (ECD) 1. Indique a melhor menção qualitativa da avaliação de desempenho docente dos últimos três anos, ao abrigo do Estatuto da Carreira Docente. Muito Bom (20) Bom (15) Regular (5) Insuficiente (0) Sem Avaliação (0) O parâmetro de avaliação é comum a todos os AE/ENA, sendo apenas necessário o docente indicar a menção qualitativa obtida.

30 Avaliação Curricular Experiência Profissional 2. Qual a experiência profissional contabilizada em dias, no projeto [drop down] de âmbito nacional, reconhecido pela DGE? 1825 (mais de 5 anos) (20) 1095 e < 1825 (3 a 5 anos) (15) 365 e < 1095 (1 a 3 anos) (10) 1 e < 365 (até 1 ano) (5) Sem experiência (0) Opções de preenchimento da drop down: Projeto TEIP / Turma Mais / Projeto Fénix / PIEF / PCA / Outro Projeto Os projetos reconhecidos pela DGE encontram-se identificados no respetivo site.

31 Avaliação Curricular Experiência Profissional 3. Caraterize o seu nível de envolvimento na concretização do projeto que considera mais relevante Nível de Envolvimento 3.2. Tempo Coordenação 1095 dias (mais de 3 anos)(20) (15 ou 20) Colaboração (9 ou 14) Participação (4 ou 8) < 1095 dias (até 3 anos)(15) 1095 dias (mais de 3 anos)(14) < 1095 dias (até 3 anos)(9) 1095 dias (mais de 3 anos)(8) < 1095 dias (até 3 anos)(4) Sem envolvimento em projetos (0) O docente opta pelo projeto que considere mais relevante, indicando o nível e o número de dias de envolvimento no projeto.

32 Avaliação Curricular Experiência Profissional 4. Qual a experiência profissional contabilizada em dias, na disciplina [drop down], do GR a que se candidata? 1825 (mais de 5 anos) (20) 1095 e < 1825 (3 a 5 anos) (15) 365 e < 1095 (1 a 3 anos) (10) 1 e < 365 (até 1 ano) (5) Sem experiência (0) Opções de preenchimento da drop down: GR 430: Contabilidade e administração/economia/direito/sociologia GR 530: Mecanotecnia/Construção civil/eletrotecnia/secretariado/ Artes dos tecidos/construção civil e madeiras/artes gráficas/ Equipamento/Têxtil

33 Avaliação Curricular Experiência Profissional 5. Qual a experiência profissional contabilizada em dias, no ensino de inglês no 1.º ciclo do ensino básico? 1825 (mais de 5 anos) (20) 1095 e < 1825 (3 a 5 anos) (15) 365 e < 1095 (1 a 3 anos) (10) 1 e < 365 (até 1 ano) (5) Sem experiência (0) Experiência adquirida no âmbito da Oferta Complementar e Atividades de Enriquecimento Curricular. A experiência de ensino pode ter sido, ainda, adquirida no ensino particular e cooperativo.

34 Avaliação Curricular Experiência Profissional 6. Qual a experiência profissional contabilizada em dias, na lecionação do GR a que se candidata? 1825 (mais de 5 anos) (20) 1095 e < 1825 (3 a 5 anos) (15) 365 e < 1095 (1 a 3 anos) (10) 1 e < 365 (até 1 ano) (5) Sem experiência (0)

35 Avaliação Curricular Experiência Profissional 7. Qual a experiência profissional contabilizada em dias, na unidade de apoio especializado, [drop down]? 1825 (mais de 5 anos) (20) 1095 e < 1825 (3 a 5 anos) (15) 365 e < 1095 (1 a 3 anos) (10) 1 e < 365 (até 1 ano) (5) Sem experiência (0) Opções de preenchimento da drop down: Educação a alunos com multideficiência e surdocegueira congénita Educação de Alunos com Perturbações do Espetro do Autismo Educação de alunos cegos e com baixa visão Educação bilingue de alunos surdos Intervenção precoce na infância Centro de recursos TIC para a educação especial (CRTIC) Outra

36 Avaliação Curricular Experiência Profissional 8. Qual o tempo de serviço contabilizado em dias, em que desempenhou funções de [drop down] (estruturas de coordenação educativa e supervisão pedagógica, e outros, previstos nos diplomas das diferentes modalidades de ensino)? 1825 (mais de 5 anos) (20) 1095 e < 1825 (3 a 5 anos) (15) 365 e < 1095 (1 a 3 anos) (10) 1 e < 365 (até 1 ano) (5) Sem experiência (0) Opções de preenchimento da drop down: Diretores de turma/coordenadores de DT/Coordenadores de estabelecimento/coordenadores de grupo disciplinar/coordenadores de equipas disciplinares/ Coordenadores de Curso / Coordenadores CEF / Coordenador em Estabelecimentos Prisionais / Outro (Indique qual)

37 Avaliação Curricular Habilitações e Formação Complementar 9. Outras formações relevantes para o GR a que se candidata? Outras formações relevantes para o GR a que se candidata? Doutoramento (20) Mestrado pré- processo de Bolonha (16) Licenciatura pré- processo de Bolonha (14) Mestrado pós- processo de Bolonha (14) Curso de especialização ( 250 horas, acreditado pelo CCPFC) (12) Pós- graduação (12) Bacharelato (8) Não apresenta outras formações relevantes (0) Não referir a formação que conferiu a habilitação profissional para a docência; Diferenciar o Mestrado Pré e Pós-Bolonha.

38 Avaliação Curricular Habilitações e Formação Complementar 10. Indique o número de horas de formação acreditada pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua nos últimos dez anos, em [drop down],. 75 horas (20) 50 e < 75 horas (15) 25 e < 50 horas (10) 1 e < 25 horas (5) Sem formação creditada (0) Opções de preenchimento da drop down (Áreas de formação de acordo com o art.º5 do Decreto-Lei n.º 22/2014, de 11 de fevereiro)

39 Avaliação Curricular Habilitações e Formação Complementar a) Área da docência, ou seja, áreas do conhecimento, que constituem matérias curriculares nos vários níveis de ensino; b) Prática pedagógica e didática na docência, designadamente a formação no domínio da organização e gestão da sala de aula; c) Formação educacional geral e das organizações educativas; d) Administração escolar e administração educacional; e) Liderança, coordenação e supervisão pedagógica; f) Formação ética e deontológica; g) Tecnologias da informação e comunicação aplicadas a didáticas específicas ou à gestão escolar.

40 Avaliação Curricular Habilitações e Formação Complementar 11. Indique o número de horas de formação acreditada pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua, nos últimos dez anos, em Ensino do Inglês no 1.º Ciclo do Ensino Básico. 75 horas (20) 50 e < 75 horas (15) 25 e < 50 horas (10) 1 e < 25 horas (5) Sem formação creditada (0) Deve ser considerada apenas a formação específica efetuada para Inglês no 1.º Ciclo do Ensino Básico.

41 Avaliação Curricular PONDERAÇÃO Cada AE/ENA atribui aos critérios a ponderação adaptada à realidade do AE/ENA. CÁLCULO DA AVALIAÇÃO CURRICULAR A avaliação curricular é determinada numa escala de 0 a 20 valores, de acordo com o n.º 4 do art.º 18 da Portaria 83-A/2009, de 22 de junho, alterada pela portaria nº 145-A/2011, de 6 de abril.

42 Avaliação Curricular Fatores de Desempate Candidatos com classificação profissional mais elevada; Candidatos com maior tempo de serviço prestado após a profissionalização; Candidatos com maior tempo de serviço prestado antes da profissionalização; Candidatos com maior pontuação no critério experiência profissional; Candidatos com maior pontuação no critério habilitações/formação complementar; Candidatos com maior pontuação no critério avaliação de desempenho; Candidatos com maior idade. Ordenar de acordo com a prioridade definida.

43 Muito obrigada pela atenção!

NOTA INFORMATIVA BOLSA DE CONTRATAÇÃO DE ESCOLA (CANDIDATURA)

NOTA INFORMATIVA BOLSA DE CONTRATAÇÃO DE ESCOLA (CANDIDATURA) NOTA INFORMATIVA BOLSA DE CONTRATAÇÃO DE ESCOLA (CANDIDATURA) 1. A Bolsa de Contratação de Escola (BCE) é constituída pelos Agrupamentos de Escolas/Escola Não Agrupada (AE/ENA) TEIP e/ou com Contrato de

Leia mais

BOLSA DE CONTRATAÇÃO DE ESCOLA NOTA INFORMATIVA

BOLSA DE CONTRATAÇÃO DE ESCOLA NOTA INFORMATIVA BOLSA DE CONTRATAÇÃO DE ESCOLA NOTA INFORMATIVA A Bolsa de Contratação de Escola (BCE) deve ser constituída pelos Agrupamentos de Escolas/Escolas Não Agrupadas (AE/ENA) TEIP e/ou com Contrato de Autonomia,

Leia mais

NOTA INFORMATIVA REGRAS DE FUNCIONAMENTO DA BOLSA DE CONTRATAÇÃO DE ESCOLA

NOTA INFORMATIVA REGRAS DE FUNCIONAMENTO DA BOLSA DE CONTRATAÇÃO DE ESCOLA NOTA INFORMATIVA REGRAS DE FUNCIONAMENTO DA BOLSA DE CONTRATAÇÃO DE ESCOLA 1. Pedido do horário e seleção Tendo o órgão de direção efetuado o pedido e, não havendo docentes de carreira para colocar, o

Leia mais

Concursos de Educadores de Infância e 2012-2013. 11 de abril de 2012. Direção de Serviços de Recrutamento de Pessoal Docente

Concursos de Educadores de Infância e 2012-2013. 11 de abril de 2012. Direção de Serviços de Recrutamento de Pessoal Docente Concursos de Educadores de Infância e Professores dos Ensinos Básico e Secundário 2012-2013 11 de abril de 2012 Direção de Serviços de Recrutamento de Pessoal Docente ETAPAS CONTRATAÇÃO INICIAL (abril)

Leia mais

*B14024576Q* B14024576Q. Data: 12-09-2014

*B14024576Q* B14024576Q. Data: 12-09-2014 *B14024576Q* B14024576Q D G A E C I R C U L A R Nº B14024576Q Data: 12-09-2014 Serviço de Origem: ENVIADA PARA: Inspeção-Geral da Educação e Ciência Direção-Geral de Planeamento e Gestão Financeira Direções

Leia mais

Direção de Serviços da Região Norte AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AMARES (Cód. 150459) AVISO

Direção de Serviços da Região Norte AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AMARES (Cód. 150459) AVISO AVISO Nº5 2015/2016 Assunto: Contratação de Técnicos para prestar funções nas Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC) no ano letivo 2015/2016 Para os devidos efeitos, e no cumprimento do disposto

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VALDEVEZ

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VALDEVEZ AVISO DE ABERTURA Nº 01-2013/2014 CONTRATAÇÃO DE TÉCNICOS ESPECIALIZADOS Decreto-Lei nº 132/2012, de 27 de junho Contratação de Escola com vista ao suprimento de necessidades temporárias de pessoal especializado,

Leia mais

AVISO. Contratação de Escola 2014/2015 CONTRATAÇÃO DE UM LICENCIADO EM PSICOLOGIA/PSICÓLOGO

AVISO. Contratação de Escola 2014/2015 CONTRATAÇÃO DE UM LICENCIADO EM PSICOLOGIA/PSICÓLOGO AVISO Contratação de Escola 2014/2015 (ao abrigo do Decreto-Lei n.º132/2012, de 27 de junho, na redação dada pelo Decreto-Lei n.º 83-A/2014, de 23 de maio) CONTRATAÇÃO DE UM LICENCIADO EM PSICOLOGIA/PSICÓLOGO

Leia mais

Concurso Interno. Preferências na Candidatura. Prioridades. 1.ª Prioridade:

Concurso Interno. Preferências na Candidatura. Prioridades. 1.ª Prioridade: Concurso Interno Docentes a que se da colocação Preferências na da e 1.ª Prioridade: 4 em 4 anos. Próximo concurso realiza-se no ano letivo de 2012/13 para o ano letivo 2013/14. 1. Docentes de carreira,

Leia mais

Concursos e mobilidade. 5/6 de junho de 2014

Concursos e mobilidade. 5/6 de junho de 2014 Concursos e mobilidade 5/6 de junho de 2014 Regime de seleção, recrutamento e mobilidade do PD A satisfação das necessidades de pessoal docente das escolas é suprida através dos concursos: interno e externo

Leia mais

Seleção de um(a) docente do GR 330 Inglês para lecionar. no Agrupamento de Escolas de Arganil. Ano letivo 2014/2015.

Seleção de um(a) docente do GR 330 Inglês para lecionar. no Agrupamento de Escolas de Arganil. Ano letivo 2014/2015. Seleção de um(a) docente do GR 330 Inglês para lecionar no Agrupamento de Escolas de Arganil Ano letivo 2014/2015 Aviso de abertura Nos termos do n.º 4 do artigo 39.º do Decreto-Lei n.º 132/2012, de 27

Leia mais

Direcção-Geral da Administração Escolar

Direcção-Geral da Administração Escolar NOTA INFORMATIVA A Bolsa de contratação de Escola (BCE) A bolsa de contratação de escola foi introduzida pelo Decreto Lei n.º 83-A/2014, de 23 maio, que alterou a redação do Decreto Lei n.º 132/2012, de

Leia mais

AVISO DE ABERTURA N.º 3/2015-2016 Contratação de Escola

AVISO DE ABERTURA N.º 3/2015-2016 Contratação de Escola AVISO DE ABERTURA N.º 3/2015-2016 Contratação de Escola (artigo 39.º do Decreto-Lei n.º 132/2012, de 27 de junho com a redação dada pelo Decreto-Lei n.º 83-A/2014, de 23 de maio) 1. Abertura do procedimento

Leia mais

Concursos de Educadores de Infância e Professores dos Ensinos Básico e Secundário. Abril de 2013

Concursos de Educadores de Infância e Professores dos Ensinos Básico e Secundário. Abril de 2013 Concursos de Educadores de Infância e Professores dos Ensinos Básico e Secundário Abril de 2013 Decreto-Lei nº 132/2012, de 27 de junho PLURIANUALIDADE DAS COLOCAÇÕES A abertura de concursos de pessoal

Leia mais

Concurso de Educadores de Infância e de Professores dos Ensinos Básico e Secundário: ano escolar de 2015-2016

Concurso de Educadores de Infância e de Professores dos Ensinos Básico e Secundário: ano escolar de 2015-2016 Concurso de Educadores de Infância e de Professores dos Ensinos Básico e Secundário: ano escolar de 2015-2016 Nos termos do determinado no Decreto-Lei n.º 132/2012, de 27 de junho, na redação conferida

Leia mais

Proposta de decreto-lei que altera o DL n.º 132/2012, de 27 de junho

Proposta de decreto-lei que altera o DL n.º 132/2012, de 27 de junho Proposta de decreto-lei que altera o DL n.º 132/2012, de 27 de junho (PREÂMBULO) Artigo 1.º Objeto O presente diploma procede à alteração do Decreto-Lei n.º 132/2012, de 27 de junho. Artigo 2.º Alterações

Leia mais

AVISO N.º 1/2015-16. Atividade Nº de ofertas Nº de horas semanais Atividade Física e Desportiva

AVISO N.º 1/2015-16. Atividade Nº de ofertas Nº de horas semanais Atividade Física e Desportiva AVISO N.º 1/2015-16 Recrutamento e contratação de profissionais/técnicos para a dinamização das Atividades de Enriquecimento Curricular, nas escolas do 1.º ciclo do Agrupamento de Escolas André Soares,

Leia mais

MANUAL DO UTILIZADOR. Bolsa de Contratação de Escola. Candidatura

MANUAL DO UTILIZADOR. Bolsa de Contratação de Escola. Candidatura MANUAL DO UTILIZADOR Bolsa de Contratação de Escola Candidatura 22 de julho de 2015 Índice 1 ENQUADRAMENTO... 4 1.1 Aspetos gerais... 4 1.2 Normas importantes de acesso e utilização da aplicação... 5 2

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA MAIA (152020)

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA MAIA (152020) AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA MAIA (152020) AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO CONTRATAÇÃO DE TÉCNICO ESPECIALIZADO - PSICÓLOGO Decreto Lei n.º 132/2012 de 27 de junho com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO PARA DIRETOR(A) DO CENTRO DE FORMAÇÃO DE ESCOLAS ANTÓNIO SÉRGIO

REGULAMENTO DO CONCURSO PARA DIRETOR(A) DO CENTRO DE FORMAÇÃO DE ESCOLAS ANTÓNIO SÉRGIO REGULAMENTO DO CONCURSO PARA DIRETOR(A) DO CENTRO DE FORMAÇÃO DE ESCOLAS ANTÓNIO SÉRGIO Artigo 1º Princípio da legalidade regulamentar Ao abrigo e no cumprimento do disposto no nº 3 do art.º 24º e a alínea

Leia mais

Agrupamento Vertical de Mondim de Basto -152754 Escola EB 2,3/S de Mondim de Basto-346196 AVISO

Agrupamento Vertical de Mondim de Basto -152754 Escola EB 2,3/S de Mondim de Basto-346196 AVISO AVISO CONTRATAÇÃO DE UM TÉCNICO ESPECIALIZADO - PSICÓLOGO (ano letivo 2015/2016) Horário DGAE n.º 17 Nos termos do Decreto-Lei nº 132/2012, de 27 de junho na redação dada pelo Decreto-Lei nº 83- A/2014,

Leia mais

CONTRATAÇÃO DE ESCOLA 2014-2015

CONTRATAÇÃO DE ESCOLA 2014-2015 CONTRATAÇÃO DE ESCOLA 2014-2015 Informam-se os interessados que está aberto o procedimento concursal para recrutamento no âmbito da Reserva de Recrutamento / Contratação de Escola dos horários abaixo discriminados,

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO TÉCNICOS AEC S 2015/2016

REGULAMENTO DO CONCURSO TÉCNICOS AEC S 2015/2016 REGULAMENTO DO CONCURSO TÉCNICOS AEC S 2015/2016 1. Nos termos dos artigos 6º e 7º Decreto - Lei nº 212/2009 de 3 de Setembro, alterado pelo Decreto- Lei n.º 169/2015, de 24 de agosto, Rosa Maria Pereira

Leia mais

Bolsa de Contratação de Escola. Candidatura

Bolsa de Contratação de Escola. Candidatura MANUAL DO UTILIZADOR Bolsa de Contratação de Escola Candidatura 2 de setembro de 2014 Índice 1 ENQUADRAMENTO... 5 1.1 Aspetos gerais... 5 1.2 Normas importantes de acesso e utilização da aplicação... 6

Leia mais

Bolsa de Contratação de Escola (BCE)

Bolsa de Contratação de Escola (BCE) Critérios e ponderações para: Bolsa de Contratação de Escola (BCE) Critérios Grupo 100: Grupo 110: Grupo 120: Qual a experiência profissional contabilizada em dias, no ensino de inglês no 1.º ciclo do

Leia mais

Ano Letivo 2014 / 2015. 1- Critérios de ordenação e seleção de pessoal para o exercício de funções de técnicos especializados:

Ano Letivo 2014 / 2015. 1- Critérios de ordenação e seleção de pessoal para o exercício de funções de técnicos especializados: 1- Critérios de ordenação e seleção de pessoal para o exercício de funções de técnicos especializados: a) Avaliação do portfólio com uma ponderação de 30%; b) Entrevista de avaliação de competências com

Leia mais

AVISO Código da Publicitação do Procedimento - B/2015

AVISO Código da Publicitação do Procedimento - B/2015 AVISO Código da Publicitação do Procedimento - B/2015 Procedimento de Seleção para recrutamento de Técnicos no âmbito do Programa de Atividades de Enriquecimento Curricular do 1.º Ciclo de Ensino Básico

Leia mais

PROCEDIMENTO CONCURSAL COM VISTA AO EXERCÍCIO DE FUNÇÕES DOCENTES NO PROJETO CENTROS DE APRENDIZAGEM E FORMAÇÃO ESCOLAR

PROCEDIMENTO CONCURSAL COM VISTA AO EXERCÍCIO DE FUNÇÕES DOCENTES NO PROJETO CENTROS DE APRENDIZAGEM E FORMAÇÃO ESCOLAR PROCEDIMENTO CONCURSAL COM VISTA AO EXERCÍCIO DE FUNÇÕES DOCENTES NO PROJETO CENTROS DE APRENDIZAGEM E FORMAÇÃO ESCOLAR No âmbito do Protocolo de Cooperação celebrado entre a República Portuguesa e a República

Leia mais

PROCEDIMENTO CONCURSAL ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR 2015/2016 GUIÃO PARA CANDIDATOS

PROCEDIMENTO CONCURSAL ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR 2015/2016 GUIÃO PARA CANDIDATOS 1. Atendendo ao Decreto-Lei n.º 212/2009, de 3 de setembro, com as devidas alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 169/2015, de 24 de agosto, a Câmara Municipal de Évora a partir de dia 31 de agosto

Leia mais

SUPLEMENTO II SÉRIE ÍNDICE. Ministério da Educação e Ciência PARTE C. Terça-feira, 27 de maio de 2014 Número 101

SUPLEMENTO II SÉRIE ÍNDICE. Ministério da Educação e Ciência PARTE C. Terça-feira, 27 de maio de 2014 Número 101 II SÉRIE Terça-feira, 27 de maio de 2014 Número 101 ÍNDICE SUPLEMENTO PARTE C Ministério da Educação e Ciência Direção-Geral da Administração Escolar: Aviso n.º 6472-A/2014: Abertura do concurso externo

Leia mais

6 - Prazo de duração do contrato será o período compreendido entre a data de assinatura do contrato e o termo do ano escolar.

6 - Prazo de duração do contrato será o período compreendido entre a data de assinatura do contrato e o termo do ano escolar. AVISO n.º 3/2015-16 Contratação por tempo determinado, na modalidade de contrato de trabalho a termo resolutivo certo, a tempo parcial, para as atividades de enriquecimento curricular (AEC) 1. Nos termos

Leia mais

DIREÇÃO REGIONAL DA EDUCAÇÃO

DIREÇÃO REGIONAL DA EDUCAÇÃO AVISO 1. Faz-se público, em conformidade com o meu despacho de 5 de maio de 2015, que se encontra aberto, pelo prazo de 5 dias úteis contados do primeiro dia útil seguinte ao da publicação do presente

Leia mais

Decreto -Lei n.º XXX/2012, de. CAPÍTULO I Disposições gerais. SECÇÃO I Objeto e âmbito do concurso

Decreto -Lei n.º XXX/2012, de. CAPÍTULO I Disposições gerais. SECÇÃO I Objeto e âmbito do concurso Decreto -Lei n.º XXX/2012, de ( ) CAPÍTULO I Disposições gerais SECÇÃO I Objeto e âmbito do concurso Artigo 1.º Objeto 1 O presente decreto-lei regula os concursos para seleção e recrutamento do pessoal

Leia mais

MUNICÍPIO DE TAVIRA. Aviso

MUNICÍPIO DE TAVIRA. Aviso Aviso Procedimento concursal para ocupação de postos de trabalho em regime de contrato de trabalho em funções públicas a termo resolutivo certo, a tempo parcial, para o desenvolvimento de Atividades de

Leia mais

Abertura de Concurso. Requisitos Gerais de Admissão e processo de operacionalização

Abertura de Concurso. Requisitos Gerais de Admissão e processo de operacionalização ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO INÊS DE CASTRO 401936 CONTRATAÇÃO DE ESCOLA ANO LETIVO 2014/2015 TÉCNICOS ESPECIALIZADOS E FORMADORES Abertura de Concurso Nos termos estabelecidos no Decreto-Lei 83-A/2014,

Leia mais

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOCENTE (ADD) ECD DECRETO-LEI Nº 41/2012, de 21 de fevereiro DECRETO REGULAMENTAR Nº 26/2012, de 21 fevereiro

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOCENTE (ADD) ECD DECRETO-LEI Nº 41/2012, de 21 de fevereiro DECRETO REGULAMENTAR Nº 26/2012, de 21 fevereiro AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOCENTE (ADD) ECD DECRETO-LEI Nº 41/2012, de 21 de fevereiro DECRETO REGULAMENTAR Nº 26/2012, de 21 fevereiro OBJETIVOS (artigo 3º) Melhoria da qualidade do serviço educativo e

Leia mais

Revisão da Legislação de Quadros e Concursos

Revisão da Legislação de Quadros e Concursos SPGL Sindicato dos Professores da Grande Lisboa Membro da FENPROF Revisão da Legislação de Quadros e Concursos Decreto-Lei n.º 51/2009 de 27 de Fevereiro de 2009 E. Especial; Pré-escolar; 1º Ciclo; 2º

Leia mais

PROCEDIMENTO CONCURSAL 2014/2015 OFERTA N.º 36 - INGLÊS

PROCEDIMENTO CONCURSAL 2014/2015 OFERTA N.º 36 - INGLÊS PROCEDIMENTO CONCURSAL 2014/2015 OFERTA N.º 36 - INGLÊS Procedimento concursal para constituição da reserva de recrutamento para técnicos no âmbito do Programa de Atividades de Enriquecimento Curricular

Leia mais

AVISO DE ABERTURA Abertura de concurso de contratação de escola para Técnico Especializado

AVISO DE ABERTURA Abertura de concurso de contratação de escola para Técnico Especializado AVISO DE ABERTURA Abertura de concurso de contratação de escola para Técnico Especializado Ilda Maria Gomes Ferreira, diretora do Agrupamento de Escolas de Ferreira de Castro, Oliveira de Azeméis, informa

Leia mais

AVISO DE CONCURSO ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURICULAR (2015/2016)

AVISO DE CONCURSO ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURICULAR (2015/2016) AVISO DE CONCURSO ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURICULAR (2015/2016) Nos termos do Decreto-Lei n.º 212/2009, de 3 de setembro, alterado pelo Decreto-Lei n.º 169/2015, de 24 de agosto e na Portaria n.º

Leia mais

SUPLEMENTO I SÉRIE ÍNDICE. Ministério da Educação e Ciência. Sexta-feira, 23 de maio de 2014 Número 99

SUPLEMENTO I SÉRIE ÍNDICE. Ministério da Educação e Ciência. Sexta-feira, 23 de maio de 2014 Número 99 I SÉRIE Sexta-feira, 23 de maio de 2014 Número 99 ÍNDICE SUPLEMENTO Ministério da Educação e Ciência Decreto-Lei n.º 83-A/2014: Procede à terceira alteração ao Decreto-Lei n.º 132/2012, de 27 de junho,

Leia mais

A visão valorativa do corpo docente assume especial destaque nos conteúdos expressos nas alterações introduzidas pelo presente decreto-lei.

A visão valorativa do corpo docente assume especial destaque nos conteúdos expressos nas alterações introduzidas pelo presente decreto-lei. DL 152/2014 2014.04.09 O -Lei 132/2012, de 27 de junho, que estabelece o regime de seleção, recrutamento e mobilidade do pessoal docente dos ensinos básico e secundário do Ministério da Educação e Ciência,

Leia mais

CONCURSO ANUAL COM VISTA AO SUPRIMENTO DAS NECESSIDADES TEMPORÁRIAS DE PESSOAL DOCENTE ANO ESCOLAR DE 2015-2016 MOBILIDADE INTERNA NOTA INFORMATIVA

CONCURSO ANUAL COM VISTA AO SUPRIMENTO DAS NECESSIDADES TEMPORÁRIAS DE PESSOAL DOCENTE ANO ESCOLAR DE 2015-2016 MOBILIDADE INTERNA NOTA INFORMATIVA CONCURSO ANUAL COM VISTA AO SUPRIMENTO DAS NECESSIDADES TEMPORÁRIAS DE PESSOAL DOCENTE ANO ESCOLAR DE 2015-2016 MOBILIDADE INTERNA NOTA INFORMATIVA Nos termos dos artigos 28.º a 30.º do Decreto-Lei n.º

Leia mais

CONCURSOS 2015. Decreto Lei 83-A/2014 de 23 de Maio Declaração de Aviso de Abertura n.º 2505-B/2015 de 6 de Março

CONCURSOS 2015. Decreto Lei 83-A/2014 de 23 de Maio Declaração de Aviso de Abertura n.º 2505-B/2015 de 6 de Março CONCURSOS 2015 Legislação aplicável: Decreto Lei 83-A/2014 de 23 de Maio Declaração de Aviso de Abertura n.º 2505-B/2015 de 6 de Março Regula os Concursos Interno e Externo de Portugal Continental. Concurso

Leia mais

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO PARA HORAS DE LIMPEZA

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO PARA HORAS DE LIMPEZA AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO PARA HORAS DE LIMPEZA 1. Em cumprimento com o previsto no n.º 1 do artigo 19.º da Portaria n.º 83-A/2009 de 22 de janeiro, torna-se público que se encontra aberto, pelo prazo

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE S. PEDRO DA COVA Ano Letivo de 2015/2016 BOLSA DE CONTRATAÇÃO DE ESCOLA AVISO DE ABERTURA DE PROCEDIMENTO CONCURSAL

ESCOLA SECUNDÁRIA DE S. PEDRO DA COVA Ano Letivo de 2015/2016 BOLSA DE CONTRATAÇÃO DE ESCOLA AVISO DE ABERTURA DE PROCEDIMENTO CONCURSAL ESCOLA SECUNDÁRIA DE S. PEDRO DA COVA Ano Letivo de 2015/2016 BOLSA DE CONTRATAÇÃO DE ESCOLA AVISO DE ABERTURA DE PROCEDIMENTO CONCURSAL 1. Abertura do Procedimento Informam-se todos os interessados que

Leia mais

ESCOLA. Contratos e Aditamentos

ESCOLA. Contratos e Aditamentos MANUAL DO UTILIZADOR ESCOLA Contratos e Aditamentos 9 de julho de 2015 Índice 1 ENQUADRAMENTO... 5 1.1 Aspetos gerais... 5 1.2 Normas importantes de acesso e utilização da aplicação... 5 2 INSTRUÇÕES DE

Leia mais

REGULAMENTO ACADÉMICO

REGULAMENTO ACADÉMICO I. Disposições Gerais Artigo 1º Objetivo O regulamento académico tem por objetivo definir a aplicação das normas que organizam e regulam todas as formações conducentes à obtenção do grau de licenciado

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Terça-feira, 14 de julho de 2015. Série. Número 126

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Terça-feira, 14 de julho de 2015. Série. Número 126 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Terça-feira, Série Sumário SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO Aviso n.º 196/2015 Concurso para seleção e recrutamento do pessoal docente da educação, dos ensinos

Leia mais

JORNAL OFICIAL. 2.º Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Segunda-feira, 28 de julho de 2014. Série. Número 137

JORNAL OFICIAL. 2.º Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Segunda-feira, 28 de julho de 2014. Série. Número 137 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Segunda-feira, Série 2.º Suplemento Sumário SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E RECURSOS HUMANOS Aviso n.º 207/2014 Concurso para seleção e recrutamento do pessoal

Leia mais

GRUPOS DE RECRUTAMENTO

GRUPOS DE RECRUTAMENTO Contratação de Escola 2015/2016 (Decreto-Lei n.º 132/2012, de 27 de Junho) GRUPOS DE RECRUTAMENTO Aviso n.º 03-2015/2016 Nos termos no nº 4 do artigo 39 do Decreto -Lei n.º 132/2012, de 27 de junho, alterado

Leia mais

Procedimento de. Avaliação de desempenho docente

Procedimento de. Avaliação de desempenho docente Procedimento de Avaliação de desempenho docente Índice Introdução... 2 1. Periodicidade e requisito temporal... 2 2. Legislação de referência... 3 3. Natureza da avaliação... 3 4. Elementos de Referência

Leia mais

Bolsa de Contratação de Escola. Criação de Oferta

Bolsa de Contratação de Escola. Criação de Oferta MANUAL DO UTILIZADOR Bolsa de Contratação de Escola Criação de Oferta 27 de agosto de 2014 Índice 1 ENQUADRAMENTO... 5 1.1 Aspetos gerais... 5 1.2 Normas importantes de acesso e utilização da aplicação...

Leia mais

(PROPOSTA) REGULAMENTO DE CREDITAÇÃO DE COMPETÊNCIAS ACADÉMICAS, EXPERIÊNCIAS PROFISSIONAIS E OUTRA FORMAÇÃO

(PROPOSTA) REGULAMENTO DE CREDITAÇÃO DE COMPETÊNCIAS ACADÉMICAS, EXPERIÊNCIAS PROFISSIONAIS E OUTRA FORMAÇÃO (PROPOSTA) Ú~e ~JU&~~L~ 6~i ~ / ~ 7J7t1 REGULAMENTO DE CREDITAÇÃO DE COMPETÊNCIAS ACADÉMICAS, EXPERIÊNCIAS PROFISSIONAIS E OUTRA FORMAÇÃO Conforme o determinado pelo artigo 45 O A do Decreto Lei n 074/2006

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ZONA URBANA DE VISEU (161858) FORMULÁRIO DO PONTO 9.2 DO AVISO N.º 8/2014-2015

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ZONA URBANA DE VISEU (161858) FORMULÁRIO DO PONTO 9.2 DO AVISO N.º 8/2014-2015 FORMULÁRIO DO PONTO 9.2 DO AVISO N.º 8/2014-2015 CÓDIGO DE IDENTIFICAÇÃO DO PROCESSO Horário da DGAE Nº de candidato Horário nº DADOS PESSOAIS Nome Completo: Código do horário Data de nascimento: Sexo:

Leia mais

AVISO. Certificação da qualificação profissional para a docência no grupo de recrutamento 120 Inglês do 1.º Ciclo do Ensino Básico

AVISO. Certificação da qualificação profissional para a docência no grupo de recrutamento 120 Inglês do 1.º Ciclo do Ensino Básico AVISO Certificação da qualificação profissional para a docência no grupo de recrutamento 120 Inglês do 1.º Ciclo do Ensino Básico 1. Torna-se público que, durante o período de candidatura ao Concurso de

Leia mais

Avaliação do Desempenho do Pessoal Docente 2012/2013. Agrupamento de Escolas de Condeixa-a-Nova 21.03.2013

Avaliação do Desempenho do Pessoal Docente 2012/2013. Agrupamento de Escolas de Condeixa-a-Nova 21.03.2013 2012 2013 Avaliação do Desempenho do Pessoal Docente 2012/2013 Agrupamento de Escolas de Condeixa-a-Nova 21.03.2013 1. ÂMBITO Dando cumprimento ao disposto no decreto regulamentar nº 26/2012, de 21 de

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA. Diário da República, 1.ª série N.º 123 27 de junho de 2012 3257

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA. Diário da República, 1.ª série N.º 123 27 de junho de 2012 3257 Diário da República, 1.ª série N.º 123 27 de junho de 2012 3257 Portaria n.º 198/2012 de 27 de junho A Portaria n.º 42/2012, de 10 de fevereiro, estabelece as condições de aplicação da medida de apoio

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA GOVERNO REGIONAL SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO DIREÇÃO REGIONAL DOS RECURSOS HUMANOS E DA ADMINISTRAÇÃO EDUCATIVA

REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA GOVERNO REGIONAL SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO DIREÇÃO REGIONAL DOS RECURSOS HUMANOS E DA ADMINISTRAÇÃO EDUCATIVA Aviso n.º 196/2015 Concurso para seleção e recrutamento do pessoal docente da educação, dos ensinos básico e secundário e do pessoal docente especializado em educação especial na Região Autónoma da Madeira

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM JOGO E MOTRICIDADE NA INFÂNCIA. (Edição 2012-2014)

EDITAL MESTRADO EM JOGO E MOTRICIDADE NA INFÂNCIA. (Edição 2012-2014) 1/10 EDITAL MESTRADO EM JOGO E MOTRICIDADE NA INFÂNCIA (Edição 2012-2014) Nos termos do Decreto-Lei nº 42/2005, de 22 de fevereiro, do Decreto-Lei nº 74/2006, de 24 de março, com as alterações que lhes

Leia mais

Concurso Externo Extraordinário

Concurso Externo Extraordinário MANUAL DE INSTRUÇÕES Validação da Candidatura Eletrónica Concurso Externo Extraordinário Fevereiro de 2013 V01 Índice 1 ENQUADRAMENTO... 7 1.1 Aspetos gerais... 7 1.2 Normas importantes para o processo

Leia mais

Contratação de Escola. Manual de Utilizador - Candidato

Contratação de Escola. Manual de Utilizador - Candidato - Janeiro de 2012 Índice Conteúdo 1 ENQUADRAMENTO... 5 1.1 Aspetos gerais... 5 1.2 Principais Orientações... 5 1.3 Normas Importantes de Acesso e Utilização da Aplicação... 5 1.4 Definições, Abreviaturas,

Leia mais

-------------------------------------------------- Questão 1. À luz do novo modelo de avaliação do desempenho docente, qual o momento

-------------------------------------------------- Questão 1. À luz do novo modelo de avaliação do desempenho docente, qual o momento Questões emergentes da análise da legislação relativa ao novo modelo de avaliação do desempenho docente decorrente da entrada em vigor do Decreto-Lei n.º 41/2012, de 21 de fevereiro, e demais legislação

Leia mais

Normas Regulamentares do Mestrado em Educação Pré-Escolar e em Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico

Normas Regulamentares do Mestrado em Educação Pré-Escolar e em Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico Normas Regulamentares do Mestrado em Educação Pré-Escolar e em Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico Artigo 1.º Da admissão ao ciclo de estudos 1. À matrícula no mestrado em Educação Pré-Escolar e em Ensino

Leia mais

REGULAMENTO CURSOS DE COMPLEMENTO DE FORMAÇÃO SUPERIOR PARA QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL PARA A DOCÊNCIA NO GRUPO DE RECRUTAMENTO 120

REGULAMENTO CURSOS DE COMPLEMENTO DE FORMAÇÃO SUPERIOR PARA QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL PARA A DOCÊNCIA NO GRUPO DE RECRUTAMENTO 120 REGULAMENTO CURSOS DE COMPLEMENTO DE FORMAÇÃO SUPERIOR PARA QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL PARA A DOCÊNCIA NO GRUPO DE RECRUTAMENTO 120 Artigo 1.º Apresentação 1. No âmbito do Decreto Lei n.º 176/2014, de 12

Leia mais

FAQ Indicação da Componente Lectiva

FAQ Indicação da Componente Lectiva FAQ Indicação da Componente Lectiva Deixamos aqui un longo conjunto de perguntas e respostas sobre a Indicação da Componente Letiva publicada no site da Dre Alentejo. 1. Face ao disposto no n.º 3 do artigo

Leia mais

Agrupamento Vertical de Escolas de Prado (Código: 150897) Escola sede: Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de Prado (código: 342695)

Agrupamento Vertical de Escolas de Prado (Código: 150897) Escola sede: Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de Prado (código: 342695) Agrupamento Vertical de Escolas de Prado (Código: 150897) Escola sede: Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de Prado (código: 342695) AVISO Contratação de Um(a) Técnico(a) para prestar funções nas Atividades

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO Eleição dos representantes dos docentes da educação pré-escolar, dos ensinos básico e secundário das escolas não agrupadas e dos agrupamentos de escolas públicas, para integrarem

Leia mais

CURSOS DE COMPLEMENTO DE FORMAÇÃO EM ENSINO DE INGLÊS PARA O 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO NA FCSH/UNL (PARA OS GRUPOS DE DOCÊNCIA 110, 220 E 330)

CURSOS DE COMPLEMENTO DE FORMAÇÃO EM ENSINO DE INGLÊS PARA O 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO NA FCSH/UNL (PARA OS GRUPOS DE DOCÊNCIA 110, 220 E 330) CURSOS DE COMPLEMENTO DE FORMAÇÃO EM ENSINO DE INGLÊS PARA O 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO NA FCSH/UNL (PARA OS GRUPOS DE DOCÊNCIA 110, 220 E 330) Artigo 1º Apresentação 1. No âmbito do Decreto Lei n.º 176/2014,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA. 5752-(4) Diário da República, 2.ª série N.º 46 6 de março de 2015 PARTE I. Considerações iniciais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA. 5752-(4) Diário da República, 2.ª série N.º 46 6 de março de 2015 PARTE I. Considerações iniciais 5752-(4) Diário da República, 2.ª série N.º 46 6 de março de 2015 ARS/Instituição N.º de Vagas Centro................................................................................................ 12

Leia mais

REGULAMENTO DO PROCESSO ESPECIAL DE ACREDITAÇÃO/RENOVAÇÃO DA ACREDITAÇÃO DE ENTIDADES CANDIDATAS À AVALIAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DOS MANUAIS ESCOLARES

REGULAMENTO DO PROCESSO ESPECIAL DE ACREDITAÇÃO/RENOVAÇÃO DA ACREDITAÇÃO DE ENTIDADES CANDIDATAS À AVALIAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DOS MANUAIS ESCOLARES REGULAMENTO DO PROCESSO ESPECIAL DE ACREDITAÇÃO/RENOVAÇÃO DA ACREDITAÇÃO DE ENTIDADES CANDIDATAS À AVALIAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DOS MANUAIS ESCOLARES CAPÍTULO I Âmbito de aplicação Artigo 1.º Objeto e âmbito

Leia mais

Bolsa de Avaliadores Externos

Bolsa de Avaliadores Externos 1. Conceito Bolsa de Avaliadores Externos Regulamento Anexo 2, ata 6/12 A Bolsa de Avaliadores Externos (BAE) do Centro de Formação Francisco de Holanda é o conjunto de avaliadores responsáveis pela avaliação

Leia mais

CONTRATAÇÃO DE PROFESSORES PARA SATISFAZER AS NECESSIDADES DE FUNCIONAMENTO DAS ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR NO ANO LETIVO 2015/2016 AVISO

CONTRATAÇÃO DE PROFESSORES PARA SATISFAZER AS NECESSIDADES DE FUNCIONAMENTO DAS ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR NO ANO LETIVO 2015/2016 AVISO CONTRATAÇÃO DE PROFESSORES PARA SATISFAZER AS NECESSIDADES DE FUNCIONAMENTO DAS ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR NO ANO LETIVO 2015/2016 AVISO Para os devidos efeitos torna-se público que, por deliberação

Leia mais

FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN

FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN REGULAMENTO DE BOLSAS DE PÓS-GRADUAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO PARA ESTUDANTES AFRICANOS DE LÍNGUA OFICIAL PORTUGUESA E DE TIMOR-LESTE CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artº 1º 1. Com o objetivo de estimular a Investigação

Leia mais

Agrupamento de Escolas Dr.ª Laura Ayres

Agrupamento de Escolas Dr.ª Laura Ayres Agrupamento de Escolas Dr.ª Laura Ayres - Anexo III Regulamento da Educação e Formação de Adultos Artigo 1.º Definição 1. Os Cursos de Educação e Formação de Adultos (EFA) criados ao abrigo das portarias

Leia mais

REGULAMENTO CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DO INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DA INFORMAÇÃO E DA ADMINISTRAÇÃO (ISCIA) Disposições Gerais

REGULAMENTO CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DO INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DA INFORMAÇÃO E DA ADMINISTRAÇÃO (ISCIA) Disposições Gerais REGULAMENTO CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DO INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DA INFORMAÇÃO E DA ADMINISTRAÇÃO (ISCIA) Disposições Gerais O presente regulamento visa aplicar o regime estabelecido

Leia mais

Contratação Inicial e Reserva de Recrutamento

Contratação Inicial e Reserva de Recrutamento MANUAL DE INSTRUÇÕES Manifestação de Preferências Contratação Inicial e Reserva de Recrutamento Concurso 2012/2013 Julho de 2012 Índice 1 ENQUADRAMENTO... 5 Aspetos gerais... 5 Normas Importantes para

Leia mais

Programa de Apoio Educativo. Escola Básica Integrada da Praia da Vitória

Programa de Apoio Educativo. Escola Básica Integrada da Praia da Vitória Programa de Apoio Educativo Escola Básica Integrada da Praia da Vitória Ano Letivo 2013/2014 Índice 1- Fundamentação Legal 2 2- Definição de Programa de Apoio Educativo 2 3- Finalidades. 2 4- Destinatários.

Leia mais

Concurso Externo Extraordinário

Concurso Externo Extraordinário MANUAL DE INSTRUÇÕES Aperfeiçoamento da Candidatura Eletrónica Concurso Externo Extraordinário NOS TERMOS DO PONTO 3.2 do Nº 3 DO CAPÍTULO VIII DO AVISO N.º 1340-A/2013, PUBLICADO EM DIÁRIO DA REPÚBLICA,

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DOS MESTRADOS EM ENSINO - FORMAÇÃO DE PROFESSORES

REGULAMENTO INTERNO DOS MESTRADOS EM ENSINO - FORMAÇÃO DE PROFESSORES REGULAMENTO INTERNO DOS MESTRADOS EM ENSINO - FORMAÇÃO DE PROFESSORES Artigo 1º Âmbito O Regulamento interno dos mestrados em ensino formação inicial de professores aplica-se aos seguintes ciclos de estudo

Leia mais

Concurso Interno/Externo/ Contratação Inicial

Concurso Interno/Externo/ Contratação Inicial MANUAL DE INSTRUÇÕES Candidatura Eletrónica Concurso Interno/Externo/ Contratação Inicial Tipo de candidato - LSVLD NOS TERMOS DO AVISO N.º 2505-B/2015, PUBLICADO EM DIÁRIO DA REPÚBLICA, N.º 46, SUPLEMENTO,

Leia mais

CRITÉRIOS PARA A ELABORAÇÃO DAS TURMAS E DOS HORÁRIOS

CRITÉRIOS PARA A ELABORAÇÃO DAS TURMAS E DOS HORÁRIOS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA MOITA CRITÉRIOS PARA A ELABORAÇÃO DAS TURMAS E DOS HORÁRIOS ANO LETIVO DE 2012/2013 CRITÉRIOS PARA A ELABORAÇÃO DAS TURMAS E DOS HORÁRIOS SUMÁRIO A PRINCÍPIOS GERAIS B - CRITÉRIOS

Leia mais

Guia de Curso. Administração e Gestão Educacional. Mestrado em. 15ª Edição. Universidade Aberta Departamento de Educação e Ensino a Distância

Guia de Curso. Administração e Gestão Educacional. Mestrado em. 15ª Edição. Universidade Aberta Departamento de Educação e Ensino a Distância Universidade Aberta Sede R. da Escola Politécnica, 147 1269-001 Lisboa Campus do Taguspark Av. J. Delors, Edifício Inovação I 2740-122 Porto Salvo, Oeiras Coordenadora: Guia de Curso Lídia Grave-Resendes

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA DIRECÃO GERAL DOS ESTABELECIMENTOS ESCOLARES AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FERNANDO PESSOA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA DIRECÃO GERAL DOS ESTABELECIMENTOS ESCOLARES AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FERNANDO PESSOA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA DIRECÃO GERAL DOS ESTABELECIMENTOS ESCOLARES AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FERNANDO PESSOA Procedimento concursal comum de recrutamento para quatro postos de trabalho para

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO MAIS SUCESSO ANO LETIVO DE 2013/2014

PROJETO PEDAGÓGICO MAIS SUCESSO ANO LETIVO DE 2013/2014 Agrupamento de Escolas da Moita 171311 Sede Escola Secundária da Moita PROJETO PEDAGÓGICO MAIS SUCESSO ANO LETIVO DE 2013/2014 1-Introdução Atendendo ao estipulado no despacho normativo n.º7/2013 de 11

Leia mais

GABINETE DA MINISTRA DESPACHO

GABINETE DA MINISTRA DESPACHO DESPACHO A concretização do sistema de avaliação do desempenho estabelecido no Estatuto da Carreira dos Educadores de Infância e dos Professores dos Ensinos Básico e Secundário (ECD), recentemente regulamentado,

Leia mais

Regulamento Cursos de Especialização Tecnológica. Ano Letivo 2013-2014. www.ipiaget.org

Regulamento Cursos de Especialização Tecnológica. Ano Letivo 2013-2014. www.ipiaget.org Instituto Piaget Campus Académico de Vila Nova de Gaia Escola Superior de Saúde de Vila Nova de Gaia www.ipiaget.org Ano Letivo 201-201 Regulamento Cursos de Especialização Tecnológica Índice Artigo 1º

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO EM CIDADANIA, CONFIANÇA E RESPONSABILIDADE SOCIAL

EDITAL MESTRADO EM COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO EM CIDADANIA, CONFIANÇA E RESPONSABILIDADE SOCIAL EDITAL MESTRADO EM COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO EM CIDADANIA, CONFIANÇA E RESPONSABILIDADE SOCIAL (Edição 2012-2014) Nos termos do Decreto-Lei nº 42/2005, de 22 de Fevereiro, do Decreto-Lei

Leia mais

CONCURSO DE DOCENTES ANO ESCOLAR DE 2015/2016

CONCURSO DE DOCENTES ANO ESCOLAR DE 2015/2016 CONCURSO DE DOCENTES Grupo de Recrutamento 120 - INGLÊS (1.º CICLO DO ENSINO BÁSICO) ANO ESCOLAR DE 2015/2016 LISTA PROVISÓRIA DE EXCLUSÃO CONCURSO INTERNO Página 1 de 9 Lista provisória de exclusão -

Leia mais

Recrutamento de um técnico superior jurista para a. Autoridade da Mobilidade e dos Transportes Ref.ª D1/AMT-2015. Regulamento do Concurso

Recrutamento de um técnico superior jurista para a. Autoridade da Mobilidade e dos Transportes Ref.ª D1/AMT-2015. Regulamento do Concurso Recrutamento de um técnico superior jurista para a Autoridade da Mobilidade e dos Transportes Ref.ª D1/AMT-2015 Regulamento do Concurso 1 A AMT pretende recrutar um técnico superior jurista para o desempenho

Leia mais

a) Regras sobre a admissão no ciclo de estudos

a) Regras sobre a admissão no ciclo de estudos ANEXO Normas regulamentares do ciclo de estudos conducente ao grau de mestre em a) Regras sobre a admissão no ciclo de estudos 1. Habilitações de acesso São admitidos como candidatos à inscrição no ciclo

Leia mais

Critérios Gerais de Avaliação

Critérios Gerais de Avaliação Ensino Secundário 10º ano Cursos Científico Humanísticos Ano Letivo 2014/2015 Critérios Gerais de Avaliação O presente documento pretende materializar a execução dos princípios orientadores da avaliação

Leia mais

Reitoria. É revogado o Despacho RT-34/2014, de 2 junho. Universidade do Minho, 5 de dezembro de 2014. O Reitor. António M. Cunha. despacho RT-55/2014

Reitoria. É revogado o Despacho RT-34/2014, de 2 junho. Universidade do Minho, 5 de dezembro de 2014. O Reitor. António M. Cunha. despacho RT-55/2014 Reitoria despacho RT-55/2014 A Universidade do Minho tem vindo a atrair um número crescente de estudantes estrangeiros, que hoje representam um importante contingente da sua comunidade estudantil. Com

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO Nº 53/2015. Click aqui para se candidatar

REGULAMENTO DO CONCURSO Nº 53/2015. Click aqui para se candidatar REGULAMENTO DO CONCURSO Nº 53/2015 Click aqui para se candidatar Recrutamento de ingresso para a Administração Pública A Administração Pública pretende recrutar 2 dirigentes Nível IV licenciados nas áreas

Leia mais

Contratação na modalidade de contrato de trabalho a termo resolutivo incerto, a tempo parcial, para as atividades de enriquecimento curricular (AEC)

Contratação na modalidade de contrato de trabalho a termo resolutivo incerto, a tempo parcial, para as atividades de enriquecimento curricular (AEC) AVISO n.º 2/2014-15 Contratação na modalidade de contrato de trabalho a termo resolutivo incerto, a tempo parcial, para as atividades de enriquecimento curricular (AEC) 1. Nos termos do Decreto-Lei n.º212/2009,

Leia mais

CONTRATAÇÃO DE PROFESSORES PARA SATISFAZER AS NECESSIDADES DE FUNCIONAMENTO DAS ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR NO ANO LETIVO 2014/2015 AVISO

CONTRATAÇÃO DE PROFESSORES PARA SATISFAZER AS NECESSIDADES DE FUNCIONAMENTO DAS ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR NO ANO LETIVO 2014/2015 AVISO CONTRATAÇÃO DE PROFESSORES PARA SATISFAZER AS NECESSIDADES DE FUNCIONAMENTO DAS ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR NO ANO LETIVO 2014/2015 AVISO Para os devidos efeitos torna-se público que, por deliberação

Leia mais

CONTRATAÇÃO DE TÉCNICOS ESPECIALIZADOS - FORMADORES AVISO N.º 1/2015-2016

CONTRATAÇÃO DE TÉCNICOS ESPECIALIZADOS - FORMADORES AVISO N.º 1/2015-2016 CONTRATAÇÃO DE TÉCNICOS ESPECIALIZADOS - FORMADORES AVISO N.º /205-206 De acordo com o estipulado no artigo 39º do Decreto-Lei n.º 32/202, de 27 de junho, alterado pelo Decreto-Lei n.º 83-A/204 de 23 de

Leia mais

ACORDO DE PRINCÍPIOS PARA A REVISÃO DO ESTATUTO DA CARREIRA DOCENTE E DO MODELO DE AVALIAÇÃO DOS PROFESSORES DOS ENSINOS BÁSICO E SECUNDÁRIO

ACORDO DE PRINCÍPIOS PARA A REVISÃO DO ESTATUTO DA CARREIRA DOCENTE E DO MODELO DE AVALIAÇÃO DOS PROFESSORES DOS ENSINOS BÁSICO E SECUNDÁRIO ACORDO DE PRINCÍPIOS PARA A REVISÃO DO ESTATUTO DA CARREIRA DOCENTE E DO MODELO DE AVALIAÇÃO DOS PROFESSORES DOS ENSINOS BÁSICO E SECUNDÁRIO E DOS EDUCADORES DE INFÂNCIA Considerando a vontade comum do

Leia mais

EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM TERAPIA OCUPACIONAL ANO LECTIVO DE 2015/2016 REPUBLICAÇÃO

EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM TERAPIA OCUPACIONAL ANO LECTIVO DE 2015/2016 REPUBLICAÇÃO EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM TERAPIA OCUPACIONAL ANO LECTIVO DE 2015/2016 REPUBLICAÇÃO Agostinho Luís da Silva Cruz, Presidente da Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto (ESTSP),

Leia mais

Avaliação do Desempenho Docente Ano Letivo 2014/2015

Avaliação do Desempenho Docente Ano Letivo 2014/2015 Orientações da SADD 2014/15 Aprovadas no C.P. 14 janeiro 2015 Pág. 1 / 11 \FUNDAMENTAÇÃO Avaliação: Docentes em regime de contrato de trabalho a termo resolutivo Avaliação: Docentes integrados na carreira

Leia mais