Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Rio de Janeiro

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Rio de Janeiro"

Transcrição

1 Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Rio de Janeiro

2 COORDENAÇÃO GFIPATI

3 Aprendizagem, Legislação e Prática: I - Cotas de Aprendizagem; II Cadastro Nacional de Aprendizagem; III Fiscalização do Trabalho.

4 I - Cotas de Aprendizagem (art. 429 da C.L.T.) Arcabouço legal atualmente em vigor sobre a aprendizagem CLT, artigos 428 a 433; Decreto 5.598/2005; Portaria MTE 615/2007, alterada pela Portaria 1003/2008. Portaria MTE 1.715/2009 Portaria MTE 2.185/2009 Instrução Normativa SIT 75/2009; Portaria MTE 656/2010

5 I - Cotas de Aprendizagem (art. 429 da C.L.T.) A Lei , de , reformulou profundamente o instituto da aprendizagem profissional, alterando os artigos 428 a 433 da CLT; Fim do monopólio do SNA: as ESFL passam a ministrar cursos de aprendizagem SUBSDIARIAMENTE (art. 430 da CLT); A aprendizagem passa a ser vista sob a ótica do princípio da proteção integral à criança e ao adolescente, nos termos do art. 227 da Constituição Federal de 1988; A obrigação de contratação de aprendizes deixa de ser exclusiva do setor industrial, estendendo-se aos estabelecimentos de qualquer natureza;

6 Os Serviços Nacionais de Aprendizagem SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem da Indústria; (decreto-lei 4.048/42) SENAC - Serviço Nacional de Aprendizagem do Comércio; (decreto-lei 8.621/46) SENAT - Serviço Nacional de Aprendizagem dos Transportes; (Lei 8.706/93) SENAR - Serviço Nacional de Aprendizagem Rural; (Lei 8.315/91) SESCOOP - Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (M.P /01 ).

7 I - Cotas de Aprendizagem (art. 429 da C.L.T.) Estabelecimentos obrigados a contratar aprendizes: Todos com mais de 7 (sete) empregados (artigo 429, da C.L.T.); Micro Empresa (ME), Empresa de Pequeno Porte (EPP) e aquelas inscritas no Simples, é facultativo; Para entidades sem fins lucrativos de educação profissional, é facultativo.

8 I - Cotas de Aprendizagem (art. 429 da C.L.T.) Cálculo da cota de aprendizes: A cota é fixada em 5%, no mínimo, e 15%, no máximo, do total de empregados, cuja função demande formação profissional metódica. (CBO São excluídos da base de cálculo as funções que exijam formação de nível técnico ou superior e os cargos de direção, gerência ou confiança, bem como os aprendizes já contratados. As frações de unidade darão lugar à admissão de um aprendiz.

9

10

11 Aprendizagem Profissional A fixação da cota de aprendizes Consulta na CBO:

12 I - Cotas de Aprendizagem (art. 429 da C.L.T.) Quem pode ser aprendiz: Deve ter entre 14 e 24 anos; Deve estar matriculado e freqüentando a escola (caso não tenha concluído o ensino médio); A pessoa portadora de deficiência pode ser aprendiz, sem limite de idade.

13 Principais Dúvidas: I - Cotas de Aprendizagem (art. 429 da C.L.T.) A contratação do aprendiz deve ser formalizada por meio de anotação na CTPS e no Livro de Registro/ficha de empregados, ou sistema eletrônico de registro de empregados, e de contrato de trabalho escrito. No campo função, deve ser aposta a palavra aprendiz seguida da função constante no programa de aprendizagem. Em anotações gerais, deve ser especificada a data de início e término do contrato de aprendizagem, que deve coincidir com a duração do curso de aprendizagem.

14 Principais Dúvidas: I - Cotas de Aprendizagem (art. 429 da C.L.T.) Caso a contratação do aprendiz seja realizada pela entidade sem fins lucrativos (que assume a condição de empregador), deverá constar menção ao contrato celebrado e ao nome do estabelecimento tomador, nas anotações gerais (CTPS) e no próprio contrato de aprendizagem. O contrato de aprendizagem deverá indicar expressamente: - o curso, objeto da aprendizagem; - a jornada diária e semanal; - a remuneração mensal ou o valor da hora; - O termo inicial e final do contrato.

15 Principais Dúvidas: I - Cotas de Aprendizagem (art. 429 da C.L.T.) Remuneração: Será garantido o salário mínimo/hora, salvo condição mais favorável. Condição mais favorável: Fixada no contrato de aprendizagem (liberalidade do empregador); Prevista em convenção ou acordo coletivo (piso da categoria específico para o aprendiz); - Piso Regional da categoria(lei Complementar nº. 103/00).

16 I - Cotas de Aprendizagem (art. 429 da C.L.T.) São garantidos aos aprendizes todos os direitos trabalhistas e previdenciários, com algumas particularidades: Obrigatoriedade de atividade prática (empresa) e atividade teórica (SNA ou ESFL), ambas remuneradas; Exceção: atividade prática na instituição formadora (art. 23, Decreto 5.598/05); Atividade prática do aprendiz na empresa deve ser acompanhada por um monitor, empregado da empresa, por ela designado para essa finalidade; Jornada máxima de 6 horas, sendo vedada prorrogação ou compensação;

17 I - Cotas de Aprendizagem (art. 429 da C.L.T.) São garantidos aos aprendizes todos os direitos trabalhistas e previdenciários, com algumas particularidades: Excepcionalmente, poderá haver jornada de 8 horas para os aprendizes que já terminaram o ensino fundamental, desde que haja atividade teórica no mesmo dia. Férias devem coincidir com as férias escolares, obrigatoriamente para menores de 18 anos e preferencialmente para os demais;

18 II - Cadastro Nacional de Aprendizagem (Artigo 32, do Decreto nº /05, Portaria nº. 615/2007 ) É um banco de dados nacional com informações sobre as entidades de formação técnicoprofissional e dos cursos de aprendizagem que disponibilizam. A partir da inscrição no cadastro, a Secretaria de Políticas Públicas de Emprego SPPE, irá analisar e validar os cursos.

19 II - Cadastro Nacional de Aprendizagem (Artigo 32, do Decreto nº /05, Portaria nº. 615/2007 )

20 II - Cadastro Nacional de Aprendizagem (Artigo 32, do Decreto nº /05, Portaria nº. 615/2007 )

21 II - Cadastro Nacional de Aprendizagem (Artigo 32, do Decreto nº /05, Portaria nº. 615/2007 )

22 II - Cadastro Nacional de Aprendizagem (Artigo 32, do Decreto nº /05, Portaria nº. 615/2007 )

23 Consulta Pública ao Cadastro Nacional Consulta Pública ao Cadastro Nacional

24 III - Fiscalização do Trabalho GFIPATI / SRTE/RJ Portaria nº. 49, de 10 de março de Grupo de Fiscalização de Cotas de Pessoas Portadoras de Deficiência, de Cotas de Aprendizagem e de Combate ao Trabalho Infantil e Proteção ao Adolescente no Estado do Rio de Janeiro. Coordena a Fiscalização de Cotas de Pessoas Portadoras de Deficiência, de Aprendizagem e Combate ao Trabalho Infantil no Estado do Rio de Janeiro.

25 Comparativo de Inserção de Aprendizes: 2008/ Aumento 23% Período de janeiro a abril 2008/2009 aumento de 28% 2009/2010 aumento de 15%

26 Manual da Aprendizagem: Publicações manual da aprendizagem.pdf

27

28

29 Aprendizagem não é filantropia ou caridade Para as empresas, a aprendizagem profissional mais que uma obrigação legal é uma necessidade: Competitividade Modernização dos meios de produção Surgimento de novas profissões e extinção de outras Aumento de produtividade Melhoria da qualidade de produtos e serviços

30 Benefícios para a empresa: Forma adequadamente seus quadros O aprendiz produz, ou seja, gera lucro para a empresa Vantagens econômicas do contrato em comparação aos outros empregados

31 Benefícios para o aprendiz: Profissionalização adequada Prevenção pela educação: saúde e segurança no trabalho, noções de direitos trabalhistas e cidadania Garantia de direitos trabalhistas e previdenciários.

32 O direito à profissionalização é uma forma de romper o ciclo perverso, excludente e hereditário da pobreza POBREZA SUBEMPREGO OU DESEMPREGO TRABALHO PRECOCE FALTA DE PROFISSIONA - LIZAÇÃO EVASÃO ESCOLAR FALTA DE ACESSO À EDUCAÇÃO

33 MTE / SRTE-RJ / SFISC / GFIPATI Av. Presidente Antônio Carlos, nº. 251, sala 1311, Centro, Rio de Janeiro - RJ CEP.: Tels.: (21) / r/237 FAX.: (21)

34 - instituído pela Portaria MTE nº de 22 de julho de 2009; - criado como desdobramento natural do Fórum Nacional da Aprendizagem, instituído através da Portaria MTE nº 983 de 26 de novembro de 2008;

35 - é um espaço permanente de discussão de questões relativas à aprendizagem profissional, - tem como finalidade estimular e promover o debate, a mobilização e a inclusão de aprendizes, com ou sem deficiência, no mercado de trabalho, bem como apoiar e propor ações voltadas para a sua continuidade em postos de trabalho após o término da aprendizagem profissional;

36 - é composto por representantes do setor público, dos trabalhadores, dos empregadores, das entidades qualificadas em formação técnicoprofissional metódica e da sociedade civil;

37

OBJETIVOS. Associar o início da vida no mercado de trabalho com a conclusão de um curso profissional;

OBJETIVOS. Associar o início da vida no mercado de trabalho com a conclusão de um curso profissional; OBJETIVOS Associar o início da vida no mercado de trabalho com a conclusão de um curso profissional; Fornecer conhecimento teórico e prático; Ampliar o acesso ao mercado de trabalho antecipadamente; Permitir

Leia mais

APRENDIZAGEM --------------------------------------------------------- REFERÊNCIAS NORMATIVAS e ORIENTAÇÕES

APRENDIZAGEM --------------------------------------------------------- REFERÊNCIAS NORMATIVAS e ORIENTAÇÕES APRENDIZAGEM --------------------------------------------------------- REFERÊNCIAS NORMATIVAS e ORIENTAÇÕES Aprendizagem Cria oportunidades tanto para o aprendiz quanto para a empresa, pois prepara o jovem

Leia mais

Menor Aprendiz Perguntas Frequentes

Menor Aprendiz Perguntas Frequentes Menor Aprendiz Perguntas Frequentes A aprendizagem é regulada pela CLT e passou por um processo de modernização com a promulgação das Leis nºs. 11.180/2005, 10.097/2008 e 11.788/2008. O Estatuto da Criança

Leia mais

CONTRATAÇÃO DE APRENDIZES

CONTRATAÇÃO DE APRENDIZES CONTRATAÇÃO DE APRENDIZES OBRIGATORIEDADE DA CONTRATAÇÃO Estabelecimentos de qualquer natureza são obrigados a contratar aprendizes. Estabelecimento é todo complexo de bens organizado para o exercício

Leia mais

Aprendizagem Aspectos Legais. Kênia Propodoski Auditora-Fiscal do Trabalho Coordenadora do Projeto de Aprendizagem da SRTE/MT

Aprendizagem Aspectos Legais. Kênia Propodoski Auditora-Fiscal do Trabalho Coordenadora do Projeto de Aprendizagem da SRTE/MT Aprendizagem Aspectos Legais Kênia Propodoski Auditora-Fiscal do Trabalho Coordenadora do Projeto de Aprendizagem da SRTE/MT 2011 Base legal da aprendizagem: Art. 7, inc. XXXIII da CF; Arts. 428 a 433

Leia mais

ATUALIZAÇÃ ÇÃO TRABALHISTA. Alexandre Corrêa

ATUALIZAÇÃ ÇÃO TRABALHISTA. Alexandre Corrêa ATUALIZAÇÃ ÇÃO TRABALHISTA Alexandre Corrêa MENOR APRENDIZ O QUE ÉPRECISO SABER PARA CONTRATAR MENOR APRENDIZ 1) O que é aprendizagem? Segundo definição do ECA, aprendizagem é a formação técnico profissional

Leia mais

Tire suas dúvidas sobre a Lei do Aprendiz

Tire suas dúvidas sobre a Lei do Aprendiz Tire suas dúvidas sobre a Lei do Aprendiz 1-O que é um aprendiz? É um adolescente/jovem que tem que entre 14 e 24 anos de idade e que esteja matriculado em um Programa de Aprendizagem numa ONG, Escola

Leia mais

DIREITOS DO TRABALHADOR ADOLESCENTE

DIREITOS DO TRABALHADOR ADOLESCENTE DIREITOS DO TRABALHADOR ADOLESCENTE 1 Aprendizagem 2 LEGISLAÇÃO Consolidação das Leis do Trabalho (art. 428 e seguintes da CLT) Lei 10.097/2000 Decreto 5.598, de 01/12/2005 Portarias n.ºs 615; 616/2007

Leia mais

LEI DO APRENDIZ. Art. 1 - Nas relações jurídicas pertinentes à contratação de aprendizes, será observado o disposto neste Decreto.

LEI DO APRENDIZ. Art. 1 - Nas relações jurídicas pertinentes à contratação de aprendizes, será observado o disposto neste Decreto. LEI DO APRENDIZ Regulamenta a contratação de aprendizes e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso IV, da Constituição, e tendo em vista

Leia mais

AÇÃO DO FOBAP Um novo Cenário para Aprendizagem

AÇÃO DO FOBAP Um novo Cenário para Aprendizagem AÇÃO DO FOBAP Um novo Cenário para Aprendizagem Auditório do SENAT PITUBA - 07/junho/2010 ECA - Lei 8069/90 Lei 10097/2000 Lei da Aprendizagem Lei 11.180/2005 alterou art. 428 CLT faixa etária Decreto

Leia mais

APRENDIZAGEM PROFISSIONAL E INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

APRENDIZAGEM PROFISSIONAL E INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA APRENDIZAGEM PROFISSIONAL E INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA COMO TRANSFORMAR OBRIGAÇÃO LEGAL EM VANTAGEM COMPETITIVA 2º FÓRUM SOU CAPAZ Araçatuba 28/08/13 SUMÁRIO DA APRESENTAÇÃO Contextualização da

Leia mais

E S T A D O D O M A T O G R O S S O

E S T A D O D O M A T O G R O S S O Lei n.º 1.392, de 17 de novembro de 2011. "AUTORIZA O PODER EXECUTIVO MUNICIPAL A CRIAR O PROGRAMA MUNICIPAL DE CONTRATAÇÃO DE MENOR APRENDIZ PELO MUNICIPIO DE JACIARA, NOS TERMOS DA PRESENTE LEI E DÁ

Leia mais

APRENDIZAGEM aprendizagem

APRENDIZAGEM aprendizagem APRENDIZAGEM APRENDIZAGEM A aprendizagem é um instituto que cria oportunidades tanto para o aprendiz quanto para as empresas, pois prepara o jovem para desempenhar atividades profissionais e ter capacidade

Leia mais

IRMÃOS RUSSI LTDA. Fundada em 1.963. 12 Lojas: 06 Jundiaí, 02 Várzea Paulista, 01 Campo Limpo Pta.,01 Vinhedo, 01 Franco da Rocha, 01 Itupeva.

IRMÃOS RUSSI LTDA. Fundada em 1.963. 12 Lojas: 06 Jundiaí, 02 Várzea Paulista, 01 Campo Limpo Pta.,01 Vinhedo, 01 Franco da Rocha, 01 Itupeva. IRMÃOS RUSSI LTDA. Fundada em 1.963 12 Lojas: 06 Jundiaí, 02 Várzea Paulista, 01 Campo Limpo Pta.,01 Vinhedo, 01 Franco da Rocha, 01 Itupeva. 9 Lojas funcionam 24h 2.300 Colaboradores Valores: lucro, com

Leia mais

LEI N o 10.097, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2000

LEI N o 10.097, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2000 LEI N o 10.097, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2000 Mensagem de veto Altera dispositivos da Consolidação das Leis do Trabalho CLT, aprovada pelo Decreto- Lei n o 5.452, de 1 o de maio de 1943. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA

Leia mais

Contratação e Modelo de Contrato

Contratação e Modelo de Contrato Contratação e Modelo de Contrato Deveres da Empresa Firmar contrato especial de aprendizagem com o adolescente e inscrevê-lo em curso de aprendizagem desenvolvido por uma entidade qualificada de ensino

Leia mais

Página 1 de 5 O ART. 429, CLT E A COTA APRENDIZ Márcio Archanjo Ferreira Duarte 1. INTRODUÇÃO A figura da aprendizagem adveio originalmente do Decreto nº. 13.064, de 12 de junho de 1918, que aprovava naquela

Leia mais

Manual da Aprendizagem

Manual da Aprendizagem Manual da Aprendizagem Preparado pelo Centro Social Betesda (CSB) INTRODUÇÃO Aprendizagem é uma ação promovida para incentivar a aplicação prática da Lei 10.097, que regulariza o trabalho de adolescentes

Leia mais

Lei da Aprendizagem 10.097/2000. Visite nosso site: www.cepro.org.br

Lei da Aprendizagem 10.097/2000. Visite nosso site: www.cepro.org.br Lei da Aprendizagem 10.097/2000 Visite nosso site: www.cepro.org.br HISTÓRICO DO CENTRO PROFISSIONALIZANTE RIO BRANCO 1946 1997 Lar Escola Rotary (LER)- uma escola rural Mudança do nome para Centro de

Leia mais

A APRENDIZAGEM PROFISSIONAL, A ADMINISTRAÇÃO DIRETA E O SINASE

A APRENDIZAGEM PROFISSIONAL, A ADMINISTRAÇÃO DIRETA E O SINASE A APRENDIZAGEM PROFISSIONAL, A ADMINISTRAÇÃO DIRETA E O SINASE O que é aprendizagem? Aprendizagem é o instituto destinado à formação técnico-profissional metódica de adolescentes e jovens, desenvolvida

Leia mais

A quem se destina a aprendizagem industrial

A quem se destina a aprendizagem industrial Instituto da Aprendizagem Política pública de Estado, convergência de políticas de inserção do jovem no mercado de trabalho, resultado de ações multilaterais e internacionais de combate à exploração do

Leia mais

Manual do Jovem Aprendiz

Manual do Jovem Aprendiz Manual do Jovem Aprendiz Seja bem-vindo ao Manual Jovem Aprendiz! Aqui você encontra todas as informações sobre a estrutura e o funcionamento do Programa Jovem Aprendiz CIEDS. Esperamos que, com este

Leia mais

Introdução. Perguntas e Respostas

Introdução. Perguntas e Respostas Introdução A aprendizagem no Brasil, historicamente regulada pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) no capítulo referente ao menor, passou por um processo de modernização com a promulgação das Leis

Leia mais

A aprendizagem é regulada pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) no capítulo referente ao menor (do art. 424 ao art. 433)

A aprendizagem é regulada pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) no capítulo referente ao menor (do art. 424 ao art. 433) ASSINATURA DE CTPS MENOR cadastrada em: 02/10/09 14:23 APRENDIZAGEM Manual prático Sumário 1 - Introdução 2 - Obrigatoriedade de matricular e contratar aprendizes 3 - Matrícula em curso profissionalizante

Leia mais

Aprendizagem Profissional e os desafios da Portaria MTE nº 723/2012.

Aprendizagem Profissional e os desafios da Portaria MTE nº 723/2012. Aprendizagem Profissional e os desafios da Portaria MTE nº 723/2012. Rozangela Borota Teixeira III Encontro Nacional de Técnicos da FEBRAEDA Campinas, 24 de agosto de 2012. 1 Aprendizagem Profissional

Leia mais

Manual da Aprendizagem

Manual da Aprendizagem Manual da Aprendizagem O que é preciso saber para contratar o jovem aprendiz Edição revista e ampliada Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Ministro do Trabalho e Emprego Carlos Lupi Secretário-Executivo

Leia mais

Como realizar o cálculo da Cota-aprendizagem. Matheus Florencio Rodrigues Assessor Jurídico do INAMARE www.inamare.org.br Fone: (44) 3026-4233

Como realizar o cálculo da Cota-aprendizagem. Matheus Florencio Rodrigues Assessor Jurídico do INAMARE www.inamare.org.br Fone: (44) 3026-4233 Como realizar o cálculo da Cota-aprendizagem Matheus Florencio Rodrigues Assessor Jurídico do INAMARE www.inamare.org.br Fone: (44) 3026-4233 Previsão Legal Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) Art.

Leia mais

O CONTRATO DE APRENDIZAGEM E AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA LEI 10.097/2000

O CONTRATO DE APRENDIZAGEM E AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA LEI 10.097/2000 O CONTRATO DE APRENDIZAGEM E AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA LEI 10.097/2000 Grasiele Augusta Ferreira Nascimento 1 Introdução Um dos temas mais debatidos em Direito do Trabalho refere-se à proteção ao

Leia mais

Contrato de aprendizagem tudo o que você. precisa e deve saber

Contrato de aprendizagem tudo o que você. precisa e deve saber precisa e deve saber Contrato de aprendizagem tudo o que você A aprendizagem 1 é a formação técnico-profissional ministrada segundo as diretrizes e bases da legislação de educação em vigor, implementada

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 75, DE 8 DE MAIO DE 2009

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 75, DE 8 DE MAIO DE 2009 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 75, DE 8 DE MAIO DE 2009 Disciplina a fiscalização das condições de trabalho no âmbito dos programas de aprendizagem. A Secretária de Inspeção do Trabalho, no uso de sua competência,

Leia mais

CONTRATO DE APRENDIZAGEM - Considerações. Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 06/09/2012. Sumário:

CONTRATO DE APRENDIZAGEM - Considerações. Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 06/09/2012. Sumário: CONTRATO DE APRENDIZAGEM - Considerações Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 06/09/2012. Sumário: 1 - Introdução 2 - Contrato de Aprendizagem 2.1 - Validade do Contrato de Aprendizagem

Leia mais

Como é calculado o salário do aprendiz?

Como é calculado o salário do aprendiz? Como é calculado o salário do aprendiz? 1º PASSO - Cálculo da hora nua: Hora nua = salário mínimo / 150 horas (n. de horas/mês) * 150 = 30 horas semanais x 5 semanas Ex.: 424,00 / 150 = 2,826 Salário base

Leia mais

OS PAPÉIS DOS ATORES

OS PAPÉIS DOS ATORES OS PAPÉIS DOS ATORES MTE, MPT, Poder Legislativo Federal PODER PÚBLICO EMPRESAS Estabelecimentos de qualquer natureza legisla e fiscaliza Celebram contratos de aprendizagem com os alunos e cumprem a legislação

Leia mais

LEI Nº 1 2 6 9. Capítulo I DAS RESPONSABILIDADES

LEI Nº 1 2 6 9. Capítulo I DAS RESPONSABILIDADES LEI Nº 1 2 6 9 SÚMULA: Institui o Programa Jovem Aprendiz no âmbito do Município de Renascença e dá outras providências. JOSÉ KRESTENIUK, Prefeito do Município de Renascença Estado Paraná, no uso das atribuições

Leia mais

PROGRAMA DE APREDIZAGEM NO IFRN

PROGRAMA DE APREDIZAGEM NO IFRN MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROGRAMA DE APREDIZAGEM NO IFRN

Leia mais

Proteção ao Trabalhador Menor

Proteção ao Trabalhador Menor Proteção ao Trabalhador Menor O trabalhador menor ganhou proteção legal para o desempenho de suas atividades, razão que lhe assiste por se encontrar num processo de amadurecimento físico, mental, moral,

Leia mais

Manual da Aprendizagem O que é preciso saber para contratar o aprendiz

Manual da Aprendizagem O que é preciso saber para contratar o aprendiz Manual da Aprendizagem O que é preciso saber para contratar o aprendiz Edição revista e ampliada Presidente da República Dilma Rousseff Ministro do Trabalho e Emprego Manoel Dias Secretário-Executivo Nilton

Leia mais

Manual da Aprendizagem

Manual da Aprendizagem 1 Manual da Aprendizagem O que é preciso saber para contratar o aprendiz Edição revista e ampliada 2 Presidente da República Dilma Rousseff Ministro do Trabalho e Emprego Manoel Dias Secretário-Executivo

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 030/2013.

PROJETO DE LEI N.º 030/2013. PROJETO DE LEI N.º 030/2013. Institui o Programa Menor Aprendiz no âmbito do Município de Bela Vista de Minas e dá outras providências. O Prefeito Municipal de Bela Vista de Minas, Estado de Minas Gerais,

Leia mais

CARTILHA - CONTRATAÇÃO APRENDIZES

CARTILHA - CONTRATAÇÃO APRENDIZES CARTILHA - CONTRATAÇÃO APRENDIZES Todas as respostas fundamentam-se em dispositivos da Consolidação das Leis do Trabalho, da Lei 10.097/00, do Decreto 5.598/05 e das Instruções Normativas nº 26/01 e 26/02

Leia mais

Promoção do acesso de adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade à aprendizagem profissional

Promoção do acesso de adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade à aprendizagem profissional Promoção do acesso de adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade à aprendizagem profissional Edição 2015 Apresentação A aprendizagem profissional representa um dos principais meios de inserção

Leia mais

Anexo 05 CONTRATO DE TRABALHO DE APRENDIZ

Anexo 05 CONTRATO DE TRABALHO DE APRENDIZ Anexo 05 EMPREGADOR: CONTRATO DE TRABALHO DE APRENDIZ MSMT..., pessoa jurídica de direito privado, com endereço na Av./Rua..., nº... Bairro..., cidade..., CEP..., inscrita no C.N.P.J...,, neste ato representada

Leia mais

JOVEM APRENDIZ. Resultado do Aprofundamento dos Estudos. Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação

JOVEM APRENDIZ. Resultado do Aprofundamento dos Estudos. Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação Resultado do Aprofundamento dos Estudos Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação Introdução A formação técnico-profissional de jovens é de grande importância para sua inserção

Leia mais

A Legislação Brasileira e a Responsabilidade Social das Empresas. A Lei do Aprendiz

A Legislação Brasileira e a Responsabilidade Social das Empresas. A Lei do Aprendiz A Legislação Brasileira e a Responsabilidade Social das Empresas A Lei do Aprendiz Primeira Edição Novembro de 2007 LSA Social A Legislação Brasileira e a Responsabilidade Social das Empresas Lopes da

Leia mais

O Ministério do Trabalho como Ferramenta de Inclusão

O Ministério do Trabalho como Ferramenta de Inclusão O Ministério do Trabalho como Ferramenta de Inclusão Patrícia Siqueira Superintendência Regional do Trabalho em MG MTE Coordenadora Projeto Inclusão Pessoas com Deficiência/MG Legislação Brasileira CF

Leia mais

Manual da Aprendizagem

Manual da Aprendizagem Manual da Aprendizagem O que é preciso saber para contratar o aprendiz Edição revista e ampliada Manual de Aprendizagem.indd 1 23/12/2009 17:31:27 Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Ministro

Leia mais

QUOTAS DE APRENDIZES E DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA. Reserva legal de cargos ou lei de quotas

QUOTAS DE APRENDIZES E DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA. Reserva legal de cargos ou lei de quotas QUOTAS DE APRENDIZES E DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA Reserva legal de cargos ou lei de quotas APRENDIZ O QUE DISPÕE A LEI sobre aprendizagem Consolidação das leis do Trabalho -Artigos 402 a 433 (aplica-se

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO GABINETE DO MINISTRO. PORTARIA N.º 1.005, DE 1º DE JULHO DE 2013 (DOU de 02/06/2013 Seção I Pág.

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO GABINETE DO MINISTRO. PORTARIA N.º 1.005, DE 1º DE JULHO DE 2013 (DOU de 02/06/2013 Seção I Pág. MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA N.º 1.005, DE 1º DE JULHO DE 2013 (DOU de 02/06/2013 Seção I Pág. 54) O MINISTRO DE ESTADO DO TRABALHO E EMPREGO, no uso das atribuições que

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE CONTRATO DE APRENDIZAGEM

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE CONTRATO DE APRENDIZAGEM CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE CONTRATO DE APRENDIZAGEM Termo que deverá ser assinado entre EMPRESA E APRENDIZ com a presença do responsável legal. (Delegacia Regional do Trabalho Imprimir em Papel Timbrado

Leia mais

Objetivo do Programa

Objetivo do Programa Objetivo do Programa O Programa Futuros Engenheiros visa favorecer o desenvolvimento de competências técnicas e habilidades comportamentais de universitários dos cursos de Engenharia para atuar na indústria.

Leia mais

Ministério do Trabalho e Emprego

Ministério do Trabalho e Emprego Manual da Aprendizagem O que é preciso saber para contratar o aprendiz Edição revista e ampliada Presidente da República Dilma Rousseff Ministro do Trabalho e Emprego Carlos Lupi Secretário-Executivo Paulo

Leia mais

Pronatec Aprendiz. Orientações para Implementação

Pronatec Aprendiz. Orientações para Implementação Pronatec Aprendiz Orientações para Implementação Edição de 2015 Apresentação O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) representa um passo importante para a consolidação da educação

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº. 2.304/2010

LEI MUNICIPAL Nº. 2.304/2010 LEI MUNICIPAL Nº. 2.304/2010 SÚMULA: Institui o Programa Jovem Aprendiz no âmbito do Município de Clevelândia e dá outras providências. A Câmara Municipal de Vereadores aprovou e eu ADEMIR JOSE GHELLER,

Leia mais

Manual da Aprendizagem

Manual da Aprendizagem Manual da Aprendizagem O que é preciso saber para contratar o jovem aprendiz Ministério do Trabalho e Emprego Manual da Aprendizagem O que é preciso saber para contratar o jovem aprendiz PRESIDENTE DA

Leia mais

O que é preciso saber para contratar o jovem aprendiz

O que é preciso saber para contratar o jovem aprendiz Manual da Aprendizagem O que é preciso saber para contratar o jovem aprendiz Ministério do Trabalho e Emprego Manual da Aprendizagem O que é preciso saber para contratar o jovem aprendiz PRESIDENTE DA

Leia mais

Contrato de Aprendizagem

Contrato de Aprendizagem COORDENAÇÃO-GERAL DE NORMAS DE CONTABILIDADE APLICADAS À FEDERAÇÃO - CCONF GERÊNCIA DE NORMAS E PROCEDIMENTOS DE GESTÃO FISCAL - GENOP Contrato de Aprendizagem GRUPO TÉCNICO DE PADRONIZAÇÃO DE RELATÓRIOS

Leia mais

Vl FÓRUM NACIONAL DE GESTORES E PROFISSIONAIS DE CLUBES

Vl FÓRUM NACIONAL DE GESTORES E PROFISSIONAIS DE CLUBES Vl FÓRUM PROGRAMA APRENDIZ NACIONAL DE CLUBES DE GESTORES E PROFISSIONAIS DE CLUBES PROGRAMA APRENDIZ DE CLUBES APRESENTAÇÃO PESSOAL Professor de Educação Física - Licenciatura Plena - FEFISA - 83;] Especialização

Leia mais

Manual da Aprendizagem

Manual da Aprendizagem Manual da Aprendizagem O que é preciso saber para contratar o jovem aprendiz Edição revista e ampliada Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Ministro do Trabalho e Emprego Carlos Lupi Secretário-Executivo

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 97, DE 30 DE JULHO DE 2012 (D.O.U. de 31/07/2012 - Seção 1 - Págs. 73 a 75) Dispõe sobre a fiscalização das condições

Leia mais

APRENDIZ E ESTAGIÁRIO

APRENDIZ E ESTAGIÁRIO APRENDIZ E ESTAGIÁRIO Aprendiz é aquele que mediante contrato de aprendizagem ajustado por escrito e por prazo determinado, em que o empregador se compromete a assegurar ao maior de 14 e menor de 24 anos,

Leia mais

Sobre o Programa Aprendiz

Sobre o Programa Aprendiz Sobre o Programa Aprendiz l A aprendizagem é estabelecida pela Lei nº.10.097/2000, regulamentada pelo Decreto nº. 5.598/2005. Estabelece que todas as empresas de médio e grande porte estão obrigadas a

Leia mais

Lei nº, DE DE DE. Institui o Programa Adolescente Aprendiz no âmbito da Administração Pública direta, autárquica e fundacional do Município de XXX

Lei nº, DE DE DE. Institui o Programa Adolescente Aprendiz no âmbito da Administração Pública direta, autárquica e fundacional do Município de XXX Lei nº, DE DE DE Institui o Programa Adolescente Aprendiz no âmbito da Administração Pública direta, autárquica e fundacional do Município de XXX Art. 1. Fica instituído, no âmbito do Município de XXX

Leia mais

Manual de Orientações às Empresas

Manual de Orientações às Empresas Manual de Orientações às Empresas Aprendizagem Profissional Comercial em Serviços Administrativos em Instituições de Saúde Carga horária: 1.333 horas Fevereiro 2014 Fls: [ 1 ] / [ 14] Prezado(a) Senhor(a)

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS O QUE É O PROGRAMA. Programa Aprendiz Paulista

ORIENTAÇÕES GERAIS O QUE É O PROGRAMA. Programa Aprendiz Paulista ORIENTAÇÕES GERAIS O QUE É O PROGRAMA O Aprendiz Paulista é um programa social voltado à promoção de uma vivência no mundo do trabalho para os jovens matriculados em cursos técnico-profissionalizantes

Leia mais

MANUAL DA APRENDIZAGEM OBRIGATORIEDADE

MANUAL DA APRENDIZAGEM OBRIGATORIEDADE Manual da Aprendizagem MANUAL DA APRENDIZAGEM Com a proposta de orientar as empresas sindicalizadas, filiadas e associadas sobre o contrato de aprendizagem, bem como esclarecer os procedimentos que devem

Leia mais

Manual da. Aprendizagem versão para empresa

Manual da. Aprendizagem versão para empresa Manual da Aprendizagem versão para empresa Manual de Aprendizagem Elo Apoio Social e Ambiental Sumário Por quê oferecer oportunidades? O que é a Elo O que é Adolescente Aprendiz Como funciona o programa

Leia mais

DA REMUNERAÇÃO DO APRENDIZ

DA REMUNERAÇÃO DO APRENDIZ DA REMUNERAÇÃO DO APRENDIZ Inteligência da expressão condição mais favorável, inscrita no 2º do artigo 428 da CLT, e reproduzida no artigo 17 do Decreto nº 5.598/2005. O Decreto nº 5.598/2005, que regulamenta

Leia mais

APRENDIZAGEM PROFISSIONAL: A LEI QUE PROMOVE TRABALHO DECENTE PARA A JUVENTUDE E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL PARA O BRASIL

APRENDIZAGEM PROFISSIONAL: A LEI QUE PROMOVE TRABALHO DECENTE PARA A JUVENTUDE E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL PARA O BRASIL APRENDIZAGEM PROFISSIONAL: A LEI QUE PROMOVE TRABALHO DECENTE PARA A JUVENTUDE E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL PARA O BRASIL Josbertini Virginio Clementino* 1 INTRODUÇÃO Este artigo examina o conceito

Leia mais

ESPRO - Associação de Ensino Social Profissionalizante. Associação de Ensino Social Profissionalizante

ESPRO - Associação de Ensino Social Profissionalizante. Associação de Ensino Social Profissionalizante Associação de Ensino Social Profissionalizante O ESPRO é uma organização do 3 o setor Estado Terceiro setor (Organizações sem fins lucrativos) Empresas Privadas A proposta do ESPRO Educação gratuita Aprendizagem

Leia mais

APRENDIZAGEM: Capacitação para Pedagogos

APRENDIZAGEM: Capacitação para Pedagogos MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO APRENDIZAGEM: Capacitação para Pedagogos Neli Andonini Procuradora Regional do Trabalho - MPT Matheus Florencio Rodrigues Assessor Jurídico - INAMARE ART. 227, CAPUT DA CONSTITUIÇÃO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº XX/XXXX/CS-IFB MINUTA

RESOLUÇÃO Nº XX/XXXX/CS-IFB MINUTA RESOLUÇÃO Nº XX/XXXX/CS-IFB MINUTA Aprova o Regulamento do Programa de Aprendizagem Profissional (Programa Jovem Aprendiz) do Instituto Federal de Brasília - IFB. O presidente do Conselho Superior do INSTITUTO

Leia mais

ASSESPRO ASSOCIAÇÃO DAS EMPRESAS BRASILEIRAS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, SOFTWARE E Internet - RS

ASSESPRO ASSOCIAÇÃO DAS EMPRESAS BRASILEIRAS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, SOFTWARE E Internet - RS ASSESPRO ASSOCIAÇÃO DAS EMPRESAS BRASILEIRAS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, SOFTWARE E Internet - RS DESTAQUE E PROPOSTAS DE ALTERAÇÃO PARA O PROJETO DE LEI 993/07. Artigo 1º, 1º constante no PL 993: CAPITULO

Leia mais

ECA, 01/12/2005, - 21! 14 18 414 21, 5.598/05), 432 21, 1º,

ECA, 01/12/2005, - 21! 14 18 414 21, 5.598/05), 432 21, 1º, Esclarecimentos 1. Ao longo de todo o edital, é informado que o processo licitatório obedecerá integralmente a Lei Complementar nº 123/2006 (Microempresas e Empresas de Pequeno Porte). Sugerimos a exclusão

Leia mais

FÓRUM BAIANO DE APRENDIZAGEM PROFISSIONAL

FÓRUM BAIANO DE APRENDIZAGEM PROFISSIONAL FÓRUM BAIANO DE APRENDIZAGEM PROFISSIONAL Um novo cenário para a APRENDIZAGEM 5ª REUNIÃO ORDINÁRIA RIA 21/05/2010 AUDITÓRIO DA SETRE/CAB SALVADOR/BA PAUTA 1. Sugestões Encaminhadas para o Fórum Nacional;

Leia mais

Regulamentação da Questão do Trabalho do Adolescente no Município de São José dos Campos

Regulamentação da Questão do Trabalho do Adolescente no Município de São José dos Campos RESOLUÇÃO No. 12/96 O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - CMDCA de São José dos Campos, usando de suas atribuições, aprovou em sua Reunião Ordinária do dia 04 de junho de 1.996,

Leia mais

DEPARTAMENTO JURÍDICO TRABALHISTA BOLETIM 015/2015

DEPARTAMENTO JURÍDICO TRABALHISTA BOLETIM 015/2015 DEPARTAMENTO JURÍDICO TRABALHISTA ADM 049/2015-02/02/2015 BOLETIM 015/2015 Novos procedimentos para emissão de Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) para estrangeiros A Portaria SPPE nº 4/2015

Leia mais

Aprendiz Paulista. Compreendendo o Programa. Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho

Aprendiz Paulista. Compreendendo o Programa. Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho Aprendiz Paulista Compreendendo o Programa Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho Manual do Aprendiz Paulista Esclarecimento das dúvidas sobre o Programa São Paulo - 2009 2 Governador José Serra

Leia mais

RESOLUÇÃO N, DE DE DE 2011

RESOLUÇÃO N, DE DE DE 2011 RESOLUÇÃO N, DE DE DE 2011 Dispõe sobre o Programa Adolescente Aprendiz no âmbito do Ministério Público da União e do Estados O CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO, no exercício das atribuições conferidas

Leia mais

EMPRESA DE TECNOLOGIA E INFORMAÇÕES DA PREVIDÊNCIA SOCIAL DATAPREV PROGRAMA JOVEM APRENDIZ EDITAL

EMPRESA DE TECNOLOGIA E INFORMAÇÕES DA PREVIDÊNCIA SOCIAL DATAPREV PROGRAMA JOVEM APRENDIZ EDITAL EMPRESA DE TECNOLOGIA E INFORMAÇÕES DA PREVIDÊNCIA SOCIAL DATAPREV PROGRAMA JOVEM APRENDIZ EDITAL CNPJ: 42.422.253/0014-18 ENDEREÇO: SETOR DE AUTARQUIAS SUL, QUADRA 01, BLOCOS E/F - BRASÍLIA-DF CEP: 70.070-931

Leia mais

A INSERÇÃO DE APRENDIZES NO MERCADO DE TRABALHO FORMAL: um olhar sobre as categorias trabalho e educação ABSTRACT

A INSERÇÃO DE APRENDIZES NO MERCADO DE TRABALHO FORMAL: um olhar sobre as categorias trabalho e educação ABSTRACT A INSERÇÃO DE APRENDIZES NO MERCADO DE TRABALHO FORMAL: um olhar sobre as categorias trabalho e educação Amanda Cristina Ribeiro da Costa 1 Estela Marcia França Aido 2 Rafaela Dias Fernandes 3 RESUMO O

Leia mais

PL 4330 Reunião realizada no dia

PL 4330 Reunião realizada no dia PL 4330 Reunião realizada no dia PL 4330 Propostas de alteração Observações das Centrais Sindicais Dispõe sobre o contrato de prestação de serviço a terceiros e as relações de trabalho dele decorrentes.

Leia mais

Secretaria Municipal de Participação e Parceria PMSP. Cartilha de Aprendizagem

Secretaria Municipal de Participação e Parceria PMSP. Cartilha de Aprendizagem Secretaria Municipal de Participação e Parceria PMSP Cartilha de Aprendizagem SUMÁRIO 05 06 07 08 11 12 14 14 16 17 Boas-vindas ao Programa Aprendiz Introdução Legislação Entidades Certificadoras O Programa

Leia mais

Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Rio de Janeiro

Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Rio de Janeiro Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Rio de Janeiro Aprendizagem, Legislação e Prática: I - Cotas de Aprendizagem; II Cadastro Nacional de Aprendizagem Profissional - CNAP; III - CATÁLOGO

Leia mais

O que é preciso saber para contratar o jovem aprendiz

O que é preciso saber para contratar o jovem aprendiz Manual da Aprendizagem O que é preciso saber para contratar o jovem aprendiz Ministério do Trabalho e Emprego Manual da Aprendizagem O que é preciso saber para contratar o jovem aprendiz PRESIDENTE DA

Leia mais

SUMÁRIO. Travessa Francisco de Leonardo Truda, n 40 10 andar Centro Histórico Porto Alegre, RS CEP 90010-050 Fone/Fax: 3301-1600 www.garrastazu.com.

SUMÁRIO. Travessa Francisco de Leonardo Truda, n 40 10 andar Centro Histórico Porto Alegre, RS CEP 90010-050 Fone/Fax: 3301-1600 www.garrastazu.com. CONTRATO TEMPORÁRIO SUMÁRIO 1. Introdução...3 2. Condições do Contrato...3 3. Principais Direitos do Contrato Temporário...5 4. Vigência do Contrato...5 5. Rescisão...6 6. Principais Vantagens para a Empresa

Leia mais

INFORMATIVO JURÍDICO

INFORMATIVO JURÍDICO 004inf06-FGA INFORMATIVO JURÍDICO Assunto: Contratação de Menor Aprendiz Os estabelecimentos particulares de ensino do Distrito Federal estão sendo notificados pela Delegacia Regional do Trabalho para

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL CONSOLIDAÇÃO DAS LEIS DO TRABALHO

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL CONSOLIDAÇÃO DAS LEIS DO TRABALHO CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DOS DIREITOS SOCIAIS Art. 7 São direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem à melhoria de sua condição social:... XXXIII proibição

Leia mais

Filiada à. Portaria Nº 4, de 26 de janeiro de 2015 Secretaria de Políticas Públicas de Emprego

Filiada à. Portaria Nº 4, de 26 de janeiro de 2015 Secretaria de Políticas Públicas de Emprego SECRETARIA DE POLÍTICAS PÚBLICAS DE EMPREGO PORTARIA Nº 4, DE 26 DE JANEIRO DE 2015 Dispõe sobre os procedimentos para emissão de Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) para estrangeiros. A SECRETÁRIA

Leia mais

TURMA REGULAR SEMANAL Prof.: Otavio Calvet TRABALHO INFANTIL. Material disponibilizado pelo Professor:

TURMA REGULAR SEMANAL Prof.: Otavio Calvet TRABALHO INFANTIL. Material disponibilizado pelo Professor: Material disponibilizado pelo Professor: Tema: Trabalho infantil: caracterização, efeitos da contratação e penalidades. Doutrina da proteção integral da criança e do adolescente. Tratamento legal e constitucional.

Leia mais

Portal Nacional de Direito do Trabalho www.pndt.com.br. Portaria nº 00.004/2015 - Emissão de CTPS para Estrangeiros

Portal Nacional de Direito do Trabalho www.pndt.com.br. Portaria nº 00.004/2015 - Emissão de CTPS para Estrangeiros Portal Nacional de Direito do Trabalho www.pndt.com.br Portaria nº 00.004/2015 - Emissão de CTPS para Estrangeiros PORTARIA Nº 4, DE 26 DE JANEIRO DE 2015 MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE

Leia mais

Está em vigor a Medida Provisória n. 680, de 6 de julho de 2015, que institui o Programa de Proteção ao Emprego.

Está em vigor a Medida Provisória n. 680, de 6 de julho de 2015, que institui o Programa de Proteção ao Emprego. INFORMA TRABALHISTA Está em vigor a Medida Provisória n. 680, de 6 de julho de 2015, que institui o Programa de Proteção ao Emprego. Programa de Proteção ao Emprego comparado com o Lay Off ASPECTOS GERAIS

Leia mais

Lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008

Lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008 UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO Curso de Comunicação Social Publicidade e Propaganda Ética e Legislação em Publicidade e Propaganda Profª. Cláudia Holder Nova Lei de Estágio (Lei nº 11.788/08) Lei

Leia mais

AVISO PRÉVIO PODE SER DE ATÉ 90 DIAS

AVISO PRÉVIO PODE SER DE ATÉ 90 DIAS SICAP NEWS Ano 4 nº 38 Informativo Mensal Outubro 2011 Sistema Eletrônico de Ponto SREP As novas exigências estabelecidas pela Portaria MTE 1.510/2009 quanto ao novo equipamento de controle de ponto eletrônico,

Leia mais

DA INTERPRETAÇÃO EQUIVOCADA DA COTA DE MENOR APRENDIZ POR PARTE DAS DELEGACIAS REGIONAIS DO TRABALHO E MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO.

DA INTERPRETAÇÃO EQUIVOCADA DA COTA DE MENOR APRENDIZ POR PARTE DAS DELEGACIAS REGIONAIS DO TRABALHO E MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. DA INTERPRETAÇÃO EQUIVOCADA DA COTA DE MENOR APRENDIZ POR PARTE DAS DELEGACIAS REGIONAIS DO TRABALHO E MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. *Por Ronaldo Silva Dias Junior O presente artigo trata da interpretação

Leia mais

Manual de Orientações às Empresas

Manual de Orientações às Empresas Manual de Orientações às Empresas Aprendizagem Profissional Comercial em Serviços de Restaurante e Bar Carga horária: 1.333 horas Fevereiro 2014 Fls: [ 1 ] / [ 15] Prezado(a) Senhor(a) O Senac São Paulo

Leia mais

GRUPO 3 - TRABALHO e REABILITAÇÃO PROFISSIONAL

GRUPO 3 - TRABALHO e REABILITAÇÃO PROFISSIONAL GRUPO 3 - TRABALHO e REABILITAÇÃO PROFISSIONAL Nº PROPOSTA UF e Nº Original da Proposta 01 Garantir os 20% das vagas, e a efetivação das condições de acesso e permanência AC/08 necessárias para pessoas

Leia mais

TESTE RÁPIDO LEGISLAÇÃO ESPECÍFICA PARA O MTE

TESTE RÁPIDO LEGISLAÇÃO ESPECÍFICA PARA O MTE TESTE RÁPIDO LEGISLAÇÃO ESPECÍFICA PARA O MTE LEGISLAÇÃO ESPECÍFICA A respeito da estrutura regimental do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), julgue os itens a seguir. 102 É exemplo de órgão de assistência

Leia mais

13.M- MENORES APRENDIZES:

13.M- MENORES APRENDIZES: 13.M- MENORES APRENDIZES: INSTRUÇÃO NORMATIVA MPS/SRP Nº 20, DE 11 DE JANEIRO DE 2007 - DOU DE 16/01/2007 Altera a Instrução Normativa MPS/SRP nº 3, de 14 de julho de 2005. O Secretário da Receita Previdenciária

Leia mais

JORNADA DE TRABALHO SINDIREPA LUCIANA CHARBEL GERÊNCIA DE RELAÇÕES TRABALHISTAS 20 DE JUNHO DE 2013

JORNADA DE TRABALHO SINDIREPA LUCIANA CHARBEL GERÊNCIA DE RELAÇÕES TRABALHISTAS 20 DE JUNHO DE 2013 JORNADA DE TRABALHO SINDIREPA LUCIANA CHARBEL GERÊNCIA DE RELAÇÕES TRABALHISTAS 20 DE JUNHO DE 2013 DURAÇÃO DA JORNADA DE TRABALHO DIÁRIA: 8 HORAS SEMANAL: 44 HORAS MENSAL: 220 HORAS INTERVALOS PARA DESCANSO

Leia mais

O PRINCÍPIO DA PROTEÇÃO INTEGRAL E O TRABALHO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE NO BRASIL

O PRINCÍPIO DA PROTEÇÃO INTEGRAL E O TRABALHO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE NO BRASIL JOSÉ ROBERTO DANTAS Juiz Titular da 1ª Vara do Trabalho de Presidente Prudente-SP (TRT da 15ª Região). Mestre em Direito das Relações Sociais (subárea Direito do Trabalho) pela Pontifícia Universidade

Leia mais