Fabiano Lima Diretor de Vida e Previdência. XIV Encontro Anual do Comitê do Setor Elétrico da ABGR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Fabiano Lima Diretor de Vida e Previdência. XIV Encontro Anual do Comitê do Setor Elétrico da ABGR"

Transcrição

1 Fabiano Lima Diretor de Vida e Previdência XIV Encontro Anual do Comitê do Setor Elétrico da ABGR

2 2 Agenda Seguro de Pessoas Principais Coberturas Estatísticas Gestão de Risco

3 Seguro de Pessoas 3 Visão do brasileiro sobre seguros Brasileiros foram questionados sobre a preocupação com situações imprevisíveis Motivos que os entrevistados alegaram para não possuir seguro 66,7% Se preocupam 26% Se preocupam, mas não o suficiente 7,3% Não se preocupam 53,4% Porque não tenho dinheiro 44,9% Nunca me interessei 1,9% Não sabe 15% Custo é alto pelo benefício que oferece 5% Não tinha informações o suficiente para adquirir 1% Não acredita em seguros Fonte: Pesquisa FenaPrevi Ipsos - Seguro de Pessoas (2012)

4 Seguro de Pessoas Visão do brasileiro sobre seguros 4 Sim, Qual? Sabe as vantagens de contratar Seguro de Pessoas? Cobertura/ Ressarcimento/ Indenização 1% Prevenção para futuro Segurança/ Tranquilidade 64% 35% Outros Sim Não Não Sabe/ Não Respondeu Fonte: Pesquisa FenaPrevi Ipsos - Seguro de Pessoas (2012)

5 Seguro de Pessoas 5 Conceito do Seguro Contrato mediante o qual uma pessoa denominada Segurador, se obriga, mediante o recebimento de um prêmio, a indenizar outra pessoa, denominada Segurado ou Beneficiário, do prejuízo resultante de riscos futuros, previstos no contrato. Conceito Seguro de Pessoas Estes seguros têm por objetivo garantir o pagamento de uma indenização ao segurado e aos seus beneficiários, observadas as condições contratuais easgarantias contratadas. Fonte: SUSEP - susep.gov.br/menu/textos/circ302.pdf

6 Seguro de Pessoas 6 Para Pensar... Você tem pessoas que dependem de você financeiramente? Na sua falta, como elas vão sobreviver? Caso haja imprevistos, como você pode ampará-las?

7 Seguro de Pessoas Modalidades... Seguro de Vida 7 Seguro Funeral Seguro de Acidentes Pessoais Seguro Educacional Seguro Viagem Seguro Prestamista Seguro de Diária por Internação Hospitalar Seguro de Diária por Incapacidade Temporária Seguro de Perda de Certificado de Habilitação de Vôo Fonte: SUSEP - susep.gov.br/menu/informacoes-ao-publico/planos-e-produtos/seguros/seguro-de-pessoas

8 Seguro de Pessoas 8 Prêmio de Seguros - Brasil 40% 30% Prêmio Total/2014 R$ 119 Bi 20% Transportes 2% Rural 2% Patrimonial 11% Outros 8% 2014 Automóvel 31% Prêmio Pessoas/2014 R$ 26 Bi 10% Pessoas 22% 0% Vida em Grupo Prestamista Coletivo AP Coletivo Seguro [NOME DA CATEGORIA] Vida [PORCENTAGEM] AP Individual Individual Doenças Graves - Coletivo Outros Prêmio Pessoas R$ 18 Bi Fonte: SES-SUSEP - susep.gov.br

9 9 Agenda Seguro de Pessoas Principais Coberturas Estatísticas Gestão de Risco

10 Principais Coberturas 10 Morte Garante aos Beneficiários do Segurado o pagamento do capital individual contratado em caso de morte natural ou acidental do segurado. Sobre Suicídio... Código Civil Morte Acidental Art O beneficiário não tem direito ao capital estipulado quando o segurado se suicida nos primeiros dois anos de vigência inicial do contrato, ou da sua recondução depois de suspenso, observado o disposto no parágrafo único do artigo Garante aos beneficiários o pagamento do capital antecedente. individual em caso de morte do segurado Parecer 2ª causada, Seção STJ exclusivamente, 2015 por acidente pessoal coberto pelo seguro "... ao contrário do Código Civil revogado, não há previsão na lei ao caráter premeditado ou não do suicídio. A intenção do novo código é precisamente evitar a dificílima prova da premeditação e da sanidade mental e capacidade de autodeterminação no momento do suicídio. Fontes: SUSEP - susep.gov.br

11 Principais Coberturas 11 Morte de Cônjuge Garante aos Beneficiários do Segurado o pagamento do capital individual contratado em caso de morte natural ou acidental do Cônjuge. Os menores de 14 anos poderão ser incluídos como componentes Morte dependentes Filhos do segurado principal, estando o valor da indenização limitado ao reembolso das despesas com funeral. Garante aos Beneficiários do Segurado Paraofilhos pagamento com idadedoinferior capital a 14 anos, de acordo com o art. 109 do individual Decreto-lei contratado 2063/40, em écaso proibida de a estipulação de qualquer contrato morte denatural seguro sobre ou acidental vida. do Filho. Fonte: SUSEP - susep.gov.br

12 Principais Coberturas 12 Auxílio Funeral Reembolso das despesas com o funeral até o limite do capital segurado. Ainda que a seguradora ofereça a alternativa de prestação de serviços, é garantida a livre escolha dos prestadores de serviço pelos beneficiários com o respectivo reembolso das despesas efetuadas. Invalidez Permanente Total ou Parcial por Acidente Pagamento de indenização em caso de perda, redução ou impotência funcional definitiva, total ou parcial, de membro ou órgão decorrente de acidente pessoal. Deverá ser observada atentamente a tabela para o cálculo da indenização prevista no plano de seguro. Fonte: SUSEP - susep.gov.br

13 Principais Coberturas 13 Invalidez Funcional Permanente Total por Doença Pagamento de indenização em caso de invalidez consequente de doença que cause a perda da existência independente do segurado, na forma estabelecida no plano de seguro. Perda da existência : Ocorrência de quadro clínico incapacitante, decorrente de doença, que inviabilize de forma irreversível o pleno exercício das relações autonômicas do Segurado. Cardiopatia grave, doenças neoplásicas malignas, alienação mental, doenças do sistema nervoso, cegueira, etc. Também são considerados como total e permanentemente inválidos funcionais os segurados portadores de doença em fase terminal atestada por profissional habilitado. Fontes: SUSEP - susep.gov.br SulAmérica

14 Principais Coberturas 14 Doenças Graves Pagamento de indenização em decorrência de diagnóstico de doenças devidamente especificadas e caracterizadas no plano de seguro. Exemplo de Doenças cobertas: Acidente Vascular Cerebral AVC Neoplasia Cirurgia Coronariana Transplante de Órgãos Vitais Insuficiência Renal Crônica Fontes: SUSEP - susep.gov.br SulAmérica

15 Demais Coberturas 15 Despesas Médicas, Hospitalares e Odontológicas Invalidez Laborativa Permanente Total por Doença Diárias por Incapacidade Temporária Diária por Internação Hospitalar Perda de Renda Invalidez Permanente Total ou Parcial por Acidente de Cônjuge Verbas Rescisórias Invalidez Permanente Total por Acidente Doenças Congênitas de Filhos Morte Acidental de Cônjuge Fonte: SUSEP - susep.gov.br

16 16 Agenda Seguro de Pessoas Principais Coberturas Estatísticas Gestão de Risco

17 Estatística Brasil Indicadores Demográficos - Brasil , ,86 75,44 78 Taxas por mil habitantes ,83 14,47 6,67 6,06 13,04 8, Idade 5 32,19 46, , Expectativa de Vida Natalidade Idade Média da População Brasileira Mortalidade Fonte: IBGE - ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/projecao_da_populacao/2013/default_tab.shtm (2013)

18 Estatística Brasil Estatística Populacional - Brasil 18 BR-EMS* (2010) 0,12 Probabilidade de Morte (anual) 0,10 0,08 0,06 0,04 MALE FEMALE GERAL 0,02 0, Idade *Tábua de Mortalidade Experiência do Mercado Segurador Brasileiro Fonte: SOA - mort.soa.org/

19 Estatística Brasil Estatística Populacional - Brasil 19 0,0025 BR-EMS (2010) 0,1200 0,0020 Probabilidade de Morte (anual) Probabilidade de Morte (anual) 0,1000 0,0015 0,0800 0,0010 0,0600 0,0400 0,0005 0,0200 MALE MALE FEMALE FEMALE GERAL GERAL 0,0000 0, Idade Idade Fonte: SOA - mort.soa.org/

20 Estatística Brasil Mortes Acidentais (2010) - Brasil 20 3,5 3,0 Taxa por mil habitantes 2,5 2,0 1,5 1,0 0,5 0,0 Agressão 54,3% dos jovens morrem por agressão Menor 1 ano 1 a 4 anos 5 a 9 anos 10 a 14 anos 2,04 Acidente 1,13 27,4% 15 a 19 anos 20 a 29 anos 1,25 0,71 0,23 0,23 Suicídio 30 a 39 anos dos jovens morrem em acidentes de transporte Masc Fem Total 40 a 49 anos 50 a 59 anos 60 a 69 anos 70 a 79 anos 5,8% dos jovens morrem por suicídio 80 anos ou mais Fonte: DATASUS - tabnet.datasus.gov.br/cgi/deftohtm.exe?sim/cnv/obt10uf.def

21 Estatística Brasil Diferenciação de risco por acesso a saúde 21 Taxa de Mortalidade (por mil) 6 Taxas Brutas por mil % +88% +96% +90% ANS SUS Fontes: ANS - ans.gov.br/anstabnet/index.htm SUS - datasus.gov.br/datasus/index.php?area=0205

22 22 Agenda Seguro de Pessoas Principais Coberturas Estatísticas Gestão de Risco

23 Estatística Setor Elétrico Acidentes no Trabalho 23 Incidência de Doenças Ocupacionais (por vínculos) 1,2 0,9 0,6 0, Setor de Energia Elétrica Brasil Taxa de Mortalidade (por vínculos) 0,25 0,20 0,15 0,10 0,05 0, Setor de Energia Elétrica Brasil Fonte: IBGE - DATAPREV, CAT, SUB, CNIS - ibge.gov.br

24 Estatística Setor Elétrico Principais causas - Localização da lesão N de Acidentados Típicos com Afastamento Tipo de Acidente Pessoal 24 OMBRO 6,6% CABEÇA 3,4% TRONCO 3,1% BRAÇO 4,9% DEDO 10,2% Exposição à radiação não ionizante Inalação, ingestão ou absorção, por contato, de substância Exposição ao ruído Contato com objetivo ou substância a temperatura muito Tipo inexistente Tipo, NIC Atrito, abrasão, perfuração, corte Ação de ser vivo (animais, inclusive o homem e vegetais) Aprisionamento em, sob ou entre Esforço excessivo Exposição à energia elétrica Reação do corpo aos seus movimentos FACE 7,8% DORSO 6% PUNHO 4,2% MÃO 5,2% Impacto de pessoa contra Queda de pessoa em mesmo nível Impacto sofrido por pessoa PERNA 12,6% Queda de pessoa com diferença de nível TORNOZELO 6,8% PÉ 6,8% Fonte: Fundação COGE funcoge.org.br

25 Estatística Setor Elétrico 25 Principais Causas de Mortalidade 40% 30% 20% 10% 0% Doença Do Aparelho Cardiovascular Câncer Ou Tumores Malignos Doença Do Aparelho Respiratório Doença Do Sangue E Órgãos Hematopoiético Doença Do Sistema Nervoso Acidente Rodoviário Doença Do Aparelho Gênito-Urinário Doença Do Aparelho Digestivo Brasil Setor Elétrico Fonte: SulAmérica

26 26 Estatística Setor Elétrico Convenções Coletivas de Trabalho As convenções/acordos coletivos determinam que as empresas devem indenizar o colaborador ou o beneficiário em ocorrência de eventos. Não há padrão específico convenções/acordos nas As coberturas mais comuns são: Morte, Invalidez e Funeral Fonte: MTE - mte.gov.br/sistemas/mediador/

27 Cobertura de Invalidez 27 Colaborador Ativo 43 Anos Filha 14 anos Filho 11 anos Necessidade de sustentar os filhos até os 24 anos Aposentado 66 Anos Filha 34 anos Filho 37 anos Fontes: IBGE - ibge.gov.br SulAmérica

28 Cobertura de Invalidez 28 Conceito: Tem por objetivo garantir o pagamento de uma Indenização ao próprio Segurado ou ao seu representante legal, na ocorrência da invalidez do Segurado, para recomposição temporária de sua remuneração ou ganho. Segurados fora do mercado de trabalho tem perda ou redução da sua renda na ocorrência de uma invalidez? Como definir a data de invalidez de uma pessoa inativa com idade avançada? Qual a real necessidade dos exfuncionários fora do mercado de trabalho possuírem a cobertura de invalidez? Qual impacto nas seguradoras ao garantir o risco da cobertura de invalidez para proponentes fora do mercado de trabalho?

29 29 Agenda Seguro de Pessoas Principais Coberturas Estatísticas Gestão de Risco

30 1 2Doença Gestão de Risco Causas de Mortalidade Doenças do Aparelho Cardiovascular Do Aparelho Respiratório 30 3Homicídios por arma de fogo 4Acidentes de transporte Câncer ou Tumores 5Malignos Fonte: Portal Brasil (2013) - brasil.gov.br/saúde

31 Gestão de Risco 31 ACIDENTE DOENÇA

32 Gestão de Risco Ocorrência das Estradas Federais 32 Acidentes por Causas tipo de de Acidentes Causas veículo de Mortes % Defeito na via 2% Defeito na via Ultrapassagem indevidaultrapassagem 3% indevida Dormindo 3% 59,1% 4,9% Feridos Mortos Dormindo 1% 4% 9% Animais na Pista 2% Animais na Pista Defeito mecânico em veiculo 4% Defeito mecânico em veiculo 28% Ingestão de álcool 4% Ingestão de álcool Desobediência a sinalização 5% Desobediência a sinalização Velocidade incompatível 10% Velocidade incompatível Não guardar distância de 12% segurança Não guardar 10% distância de 1% segurança Outras Falta de atenção Outras Falta de atenção 18% Passeio Carga Motocicleta Não Informado Coletivo 1% 2% 6% 6% 4% Acidentes em % 23% 3% 33% 37% Fontes: Portal Brasil - dados.gov.br/dataset/acidentes-rodovias-federais PRF prf.gov.br/ (2014) DPRF /download/rodovias/operacoes-rodoviarias/estatisticas-de-acidentes/quadro-0501-numero-de-veiculos-envolvidos-por-finalidade-do-veiculo-ano-de-2011.pdf (2011)

33 Gestão de Risco 33 Mortes em Estradas Federais 20% das mortes em acidentes nas rodovias federais ocorrem em trechos que representam somente 2% da malha nacional. Estradas que mais matam no Brasil: BR 116 RODOVIA PRESIDENTE BR 381 DUTRA BR RODOVIA FERNÃO 101 TRANSLITORÂNEA DIAS RODOVIA GOVERNADOR MÁRIO COVAS Fonte: PRF prf.gov.br/

34 Gestão de Risco 34 ACIDENTE DOENÇA

35 Gestão de Risco Determinantes da Saúde 35 Cuidados com a Saúde 10% Hábitos Pessoais 50% O cuidado com Hábitos Pessoais é a grande oportunidade para melhorar a saúde! Genética 20% Exposição ao Ambiente 20% Fonte: ASAP - asapsaude.org.br

36 Gestão de Risco Hábitos Pessoais 36 52,5% da população brasileira está acima do peso IMC Acima de 25 Hábitos Pessoais Hábitos Má Pessoais Tabagismo Sedentarismo Alimentação 10,8% 50% da população brasileira adulta se declara fumantes 46% da população brasileira é sedentária Fonte: Portal Brasil - brasil.gov.br/saude

37 Gestão de Risco 37 90% Dos casos de câncer no Pulmão 25% Das doenças Vasculares 45% Das mortes por Infarto abaixo dos 65 Anos 85% Das mortes causadas por Bronquite e Enfisema 25% Das mortes causadas por doença Coronariana Tabagismo Fonte: Portal Brasil - portalsaude.saude.gov.br/images/pdf/2015/maio/28/apresentacao-tabaco.pdf

38 Gestão de Risco 38 Dicas... Para ter acesso ao tratamento, basta procurar uma Unidade Básica de Saúde, levar a identidade e se inscrever no programa de combate ao tabagismo do SUS. Tratamento Gratuito: Avaliação Clínica Abordagem personalizada (Individual ou em grupo) Adesivo transdérmico, Goma de mascar e Pastilha para a reposição de nicotina Fonte: MS - bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2013/prt0571_05_04_2013.html

39 Gestão de Risco 39 50% Do risco de morte por Derrame Cerebral 54% Do risco de morte por Infarto 13,2% Das mortes que ocorrem no Brasil 10,1% Dos casos de Diabetes tipo 2 13,4% Dos casos de Câncer de Mama 14,6% Dos casos de Câncer de Cólon 8,2% Dos casos de Doenças Cardíacas Sedentarismo Fonte: SBC - cardiol.br/ Lancet - thelancet.com

40 Gestão de Risco 40 Dicas Evitar escadas rolantes Alongue-se diariamente Prefira ir andando Realize atividades ao ar livre Evitar Elevadores Evite ficar muito tempo parado em frente a uma televisão ou a um computador Alimente-se bem Durma bem Estacionar o carro mais longe Evitar usar o carro para ir até locais próximos Fonte: Portal Brasil - brasil.gov.br/saude

41 Gestão de Risco Doenças oriundas da Má Alimentação 26% 17,9% GASTRITE Da população está Obesa IMC Acima de 30 50% 47% COLESTEROL 48% 44% Fator de risco ALTO38% 39% As doenças crônicas 28% para doenças DOENÇAS ANEMIA respondem por 72% dos 22% 23% ENXAQUECA crônicasóbitos no país 17% 17% DIABETES Obesidade no HIPERTENSÃO Brasil OBESIDADE DIABETES CARDIOVASCULARES DESNUTRIÇÃO HIPERTENSÃO CÂNCER Má Alimentação Norte Nordeste Centro Oeste Sudeste Sul Peso Infantil de 5 a 9 anos Peso Infantil de 10 a 19 anos Peso Adulto 36% 25% 56% 41 Fonte: VIGITEL - portalsaude.saude.gov.br/images/pdf/2015/abril/15/ppt-vigitel pdf

42 Gestão de Risco 42 Dicas... O tratamento medicamentoso não cura a obesidade, mas pode controlar e diminuir as comorbidades. O tratamento correto consiste na modificação do estilo de vida baseado na mudança dos hábitos alimentares e atividade física. Intervenção Terapêutica: é eficaz quando há redução maior ou igual a 1% do peso corporal por mês. O uso de medicamentos no tratamento da obesidade está indicado quando houver falha do tratamento não farmacológico. Métodos Cirúrgicos: aconselhados quando se trata de uma obesidade mórbida. Fonte: ABESO - abeso.org.br/atitude-saudavel/mapa-obesidade

43 Gestão de Risco Plataforma de Saúde 43 Melhoria do Bem Estar Adoção ou manutenção de comportamentos saudáveis Redução do Custo Médico + = Performance Pessoas mais saudáveis custam menos e tem um melhor desempenho Hospitalização Taxa de Eventos Aumento de Produtividade Engajamento Aumento do Valor Econômico Total Estados Seguradoras Redução de riscos relacionados à saúde Taxa de Doenças Absenteísmo Empresas Cuidado otimizado para condições de saúde e doença Riscos relacionados ao estilo de vida Prejuízo no trabalho Indivíduos

44 SulAmérica Sobre anos de experiência Abrangência nacional Abertura de capital em 2007 Cerca de 5 mil colaboradores em todo o Brasil Mais de 30 mil corretores cadastrados Prêmio de seguros totalizam 16,9 BILHÕES Lucro Líquido em 2014 de 548,7 MILHÕES Mais de 6,3 milhões de clientes Maior grupo segurador independente do Brasil

45 Obrigado 45 Fabiano Lima Diretor de Vida e Previdência XIV Encontro Anual do Comitê do Setor Elétrico da ABGR

DIABETES MELLITUS NO BRASIL

DIABETES MELLITUS NO BRASIL DIABETES MELLITUS NO BRASIL 17º Congresso Brasileiro Multidisciplinar em Diabetes PATRÍCIA SAMPAIO CHUEIRI Coordenadora d Geral de Áreas Técnicas DAB/MS Julho, 2012 DIABETES MELITTUS Diabetes é considerado

Leia mais

Allianz Vida. Seguros de Vida Individuais

Allianz Vida. Seguros de Vida Individuais Allianz Vida Seguros de Vida Individuais VIDA INDIVIDUAL Viva a vida sem PREOCUPAÇÕES Vida individual COBERTURAS DO PRODUTO COBERTURA BÁSICA Morte COBERTURAS ADICIONAIS Indenização Especial por Morte Acidental

Leia mais

Doenças Crônicas. uma nova transição. Paulo A. Lotufo. FMUSP Coordenador do Centro de Pesquisa Clínica e Epidemiológica da USP

Doenças Crônicas. uma nova transição. Paulo A. Lotufo. FMUSP Coordenador do Centro de Pesquisa Clínica e Epidemiológica da USP Doenças Crônicas uma nova transição Paulo A. Lotufo Professor Titular de Clínica Médica FMUSP Coordenador do Centro de Pesquisa Clínica e Epidemiológica da USP esclarecimentos O termo doença crônica pode

Leia mais

Marcelo Antonio de Souza Registro na SUSEP sob N.º 20.2001208-0

Marcelo Antonio de Souza Registro na SUSEP sob N.º 20.2001208-0 A vida das pessoas muda constantemente. As suas preferências, necessidades e objetivos são determinados de acordo com cada fase: a faculdade, o casamento, o nascimento do primeiro filho ou a aposentadoria.

Leia mais

Sinistro Seguros de Vida e Acidentes Pessoais. O que fazer?

Sinistro Seguros de Vida e Acidentes Pessoais. O que fazer? Sinistro Seguros de Vida e Acidentes Pessoais. O que fazer? A fim de auxiliá-lo na prestação de serviços a seus clientes (segurados/beneficiários), a Unibanco Seguros & Previdência preparou este guia para

Leia mais

Texto complementar à Proposta Simplificada de Vida em Grupo / Acidentes Pessoais Coletivo

Texto complementar à Proposta Simplificada de Vida em Grupo / Acidentes Pessoais Coletivo Texto complementar à Proposta Simplificada de Vida em Grupo / Acidentes Pessoais Coletivo 1. Definições 1.1. Apólice: é o documento emitido pela Seguradora que expressa o contrato celebrado entre a Seguradora

Leia mais

O. Seguro de Pessoas artigo 757 e seguintes do Código Civil; diversas Regulamentações da SUSEP.

O. Seguro de Pessoas artigo 757 e seguintes do Código Civil; diversas Regulamentações da SUSEP. O. Seguro de Pessoas artigo 757 e seguintes do Código Civil; diversas Regulamentações da SUSEP. Na mesma esteira dos planos de previdência privada, é comum os contratos de seguro de pessoas conterem, juntos

Leia mais

Seguro Coletivo de Pessoas Bradesco

Seguro Coletivo de Pessoas Bradesco Seguro Coletivo de Pessoas Bradesco Registro do Produto na SUSEP: 15414.002658/2011-22 Cobertura de Invalidez Permanente por Categoria de Acidente Cláusulas Complementares CAPÍTULO I - OBJETIVO DA COBERTURA

Leia mais

MINUTA DE RESOLUÇÃO. Art.1º Dispor sobre as regras e os critérios para operação do seguro Viagem.

MINUTA DE RESOLUÇÃO. Art.1º Dispor sobre as regras e os critérios para operação do seguro Viagem. MINUTA DE RESOLUÇÃO A SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS SUSEP, no uso da atribuição que lhe confere o art. 34, inciso XI, do Decreto nº 60.459, de 13 de março de l967, e considerando o inteiro teor

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ABERTURA DE SINISTRO INCAPACIDADE FISICA TOTAL E TEMPORÁRIA POR ACIDENTE

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ABERTURA DE SINISTRO INCAPACIDADE FISICA TOTAL E TEMPORÁRIA POR ACIDENTE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ABERTURA DE SINISTRO INCAPACIDADE FISICA TOTAL E TEMPORÁRIA POR ACIDENTE Prezado (a) cliente: Para nós é importante oferecer a você o apoio necessário neste momento. Para abertura

Leia mais

COBERTURA DE DESPESAS MÉDICAS, HOSPITALARES E ODONTOLÓGICAS

COBERTURA DE DESPESAS MÉDICAS, HOSPITALARES E ODONTOLÓGICAS Seguro Coletivo de Pessoas Bradesco Registro do Produto na SUSEP: 15414.002658/2011-22 COBERTURA DE DESPESAS MÉDICAS, HOSPITALARES E ODONTOLÓGICAS CAPÍTULO I - OBJETIVO DA COBERTURA Cláusulas Complementares

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO NACIONAL DE HIPERTENSÃO E DIABETES

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO NACIONAL DE HIPERTENSÃO E DIABETES MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO NACIONAL DE HIPERTENSÃO E DIABETES JANEIRO/2011 COORDENAÇÃO NACIONAL DE HIPERTENSÃO E DIABETES CNHD Supervisão

Leia mais

Colesterol O que é Isso? Trabalhamos pela vida

Colesterol O que é Isso? Trabalhamos pela vida Colesterol O que é Isso? X O que é o Colesterol? Colesterol é uma gordura encontrada apenas nos animais Importante para a vida: Estrutura do corpo humano (células) Crescimento Reprodução Produção de vit

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO NACIONAL DE HIPERTENSÃO E DIABETES

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO NACIONAL DE HIPERTENSÃO E DIABETES MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO NACIONAL DE HIPERTENSÃO E DIABETES JANEIRO/2011 HIPERTENSÃO ARTERIAL E DIABETES MELLITUS MORBIDADE AUTO REFERIDA

Leia mais

QUADRO PADRONIZADO PARA APRESENTAÇÃO DE SUGESTÕES E COMENTÁRIOS

QUADRO PADRONIZADO PARA APRESENTAÇÃO DE SUGESTÕES E COMENTÁRIOS MINUTA DE RESOLUÇÃO QUADRO PADRONIZADO PARA APRESENTAÇÃO DE SUGESTÕES E COMENTÁRIOS Remetente: Signatário: RESOLUÇÃO PROPOSTA SUGESTÃO DE ALTERAÇÃO JUSTIFICATIVA OU COMENTÁRIO A SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS

Leia mais

Apresentação. Introdução. Francine Leite. Luiz Augusto Carneiro Superintendente Executivo

Apresentação. Introdução. Francine Leite. Luiz Augusto Carneiro Superintendente Executivo Evolução dos Fatores de Risco para Doenças Crônicas e da prevalência do Diabete Melito e Hipertensão Arterial na população brasileira: Resultados do VIGITEL 2006-2009 Luiz Augusto Carneiro Superintendente

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 38/15 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 38/15 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PREGÃO ELETRÔNICO Nº 38/15 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. Especificação do Serviço 1.1 Contratação de empresa especializada na prestação de serviços de Seguro de Vida em Grupo e de Auxílio Funeral para

Leia mais

JOMANI CORRETORA DE SEGUROS LTDA.

JOMANI CORRETORA DE SEGUROS LTDA. ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DO MINISTÉRIO PÚBLICO Av. Othon Gama D'Eça, 900 - Torre "A" - Sala 106 - Centro Centro Executivo Casa do Barão 88015-240 - FLORIANÓPOLISLSC HISTÓRICO E PLANO DE TRABALHO ACMP - ASSOCIAÇÃO

Leia mais

azul NOVEMBRO azul Saúde também é coisa de homem. Doenças Cardiovasculares (DCV)

azul NOVEMBRO azul Saúde também é coisa de homem. Doenças Cardiovasculares (DCV) Doenças Cardiovasculares (DCV) O que são as Doenças Cardiovasculares? De um modo geral, são o conjunto de doenças que afetam o aparelho cardiovascular, designadamente o coração e os vasos sanguíneos. Quais

Leia mais

CONDIÇÕES PARTICULARES SEGURO DE PESSOAS PLANO DE SEGURO PROTEÇÃO PESSOAL PREMIADA I ACE SEGURADORA S.A. CNPJ: : 03.502.

CONDIÇÕES PARTICULARES SEGURO DE PESSOAS PLANO DE SEGURO PROTEÇÃO PESSOAL PREMIADA I ACE SEGURADORA S.A. CNPJ: : 03.502. CONDIÇÕES PARTICULARES SEGURO DE PESSOAS PLANO DE SEGURO PROTEÇÃO PESSOAL PREMIADA I ACE SEGURADORA S.A. CNPJ: : 03.502.099/0001-18 18 Processo Susep: 10.002766-00 00-19 Apólice: 10.82 82.82.000 82.000933

Leia mais

11 de fevereiro de 2010. DESEPE Nº 2010.02.1010/CE

11 de fevereiro de 2010. DESEPE Nº 2010.02.1010/CE 11 de fevereiro de 2010. DESEPE Nº 2010.02.1010/CE CONDIÇÕES PARTICULARES DO SEGURO DE VIDA EM GRUPO E ACIDENTES PESSOAIS CONVEÇÃO COLETIVA DO SINDICATO DOS CONCESSIONÁRIOS E DISTRIBUIDORES DE VEÍCULOS

Leia mais

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS COLETIVO POR PRAZO CERTO

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS COLETIVO POR PRAZO CERTO SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS COLETIVO POR PRAZO CERTO 2 Seguro de Acidentes Pessoais Coletivo por Prazo Certo MANUAL DO CLIENTE Bem-vindo à CAPEMISA. Parabéns, você acaba de adquirir um produto garantido

Leia mais

PREVENÇÃO DAS DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS PREVENIR É PRECISO MANUAL DE ORIENTAÇÕES AOS SERVIDORES VIGIAS DA PREFEITURA DE MONTES CLAROS

PREVENÇÃO DAS DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS PREVENIR É PRECISO MANUAL DE ORIENTAÇÕES AOS SERVIDORES VIGIAS DA PREFEITURA DE MONTES CLAROS PREVENÇÃO DAS DOENÇAS MANUAL DE ORIENTAÇÕES AOS SERVIDORES CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS VIGIAS DA PREFEITURA DE MONTES CLAROS design ASCOM-PMMC PREVENIR É PRECISO DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS No

Leia mais

O desafio de deixar de fumar

O desafio de deixar de fumar O desafio de deixar de fumar O uso do cigarro tem como objetivo a busca por efeitos prazerosos desencadeados pela nicotina, melhora ime - diata do raciocínio e do humor, diminuição da ansiedade e ajuda

Leia mais

INVALIDEZ FUNCIONAL PERMANENTE TOTAL POR DOENÇA

INVALIDEZ FUNCIONAL PERMANENTE TOTAL POR DOENÇA INVALIDEZ FUNCIONAL PERMANENTE TOTAL POR DOENÇA 1. OBJETIVO DA COBERTURA O objetivo desta cobertura é garantir o pagamento de uma indenização ao segurado, em caso de sua invalidez funcional permanente

Leia mais

Perguntas Frequentes 1. Quais são os principais benefícios deste seguro? 2. Quem pode adquirir este seguro?

Perguntas Frequentes 1. Quais são os principais benefícios deste seguro? 2. Quem pode adquirir este seguro? Perguntas Frequentes 1. Quais são os principais benefícios deste seguro? Este seguro garante a quitação das parcelas em aberto (apurado a partir da 3ª parcela) de apólice do seguro Zurich Automóvel, caso

Leia mais

APRENDENDO OS CAMINHOS DA PERÍCIA MÉDICA NO INSS E OS BENEFÍCIOS POR INCAPACIDADE

APRENDENDO OS CAMINHOS DA PERÍCIA MÉDICA NO INSS E OS BENEFÍCIOS POR INCAPACIDADE APRENDENDO OS CAMINHOS DA PERÍCIA MÉDICA NO INSS E OS BENEFÍCIOS POR INCAPACIDADE SEGURIDADE SOCIAL SAÚDE PREVIDÊNCIA SOCIAL ASSISTÊNCIA SOCIAL Definição de Seguridade Social É um conjunto de ações destinado

Leia mais

Bases de Dados em Saúde

Bases de Dados em Saúde Pesquisas e Fontes de Dados Administrativos para o Ciclo de políticas públicas ANIPES Dezembro - 2010 Bases de Dados em Saúde Denise Porto SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE MINISTÉRIO DA SAÚDE Transição

Leia mais

Perguntas Frequentes 1. Quais são os principais benefícios deste seguro? 2. Quem pode adquirir este seguro?

Perguntas Frequentes 1. Quais são os principais benefícios deste seguro? 2. Quem pode adquirir este seguro? Perguntas Frequentes 1. Quais são os principais benefícios deste seguro? Este seguro garante a quitação das parcelas em aberto (apurado a partir da 3ª parcela) de apólice do seguro Zurich Automóvel, caso

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DO HOMEM

POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DO HOMEM POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DO HOMEM COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS SENADO FEDERAL BRASÍLIA, 16 DE MAIO DE 2013 Criação de um novo departamento dentro da SAS: DAET- Departamento de Atenção

Leia mais

CAPEMISA SEGURADORA DE VIDA E PREVIDÊNCIA S/A Manual do Cliente Siga Seguro Versão Mai./12

CAPEMISA SEGURADORA DE VIDA E PREVIDÊNCIA S/A Manual do Cliente Siga Seguro Versão Mai./12 2 SIGA SEGURO MANUAL DO CLIENTE Bem-vindo à CAPEMISA. O SIGA SEGURO é um seguro de acidente pessoal coletivo por prazo certo, garantido pela CAPEMISA Seguradora de Vida e Previdência S/A. Prevenir é sempre

Leia mais

SEGURO COMPREENSIVO DE VIAGEM CONDIÇÕES ESPECIAIS

SEGURO COMPREENSIVO DE VIAGEM CONDIÇÕES ESPECIAIS SEGURO COMPREENSIVO DE VIAGEM CONDIÇÕES ESPECIAIS 1 CONDIÇÃO ESPECIAL DA COBERTURA BÁSICA MORTE ACIDENTAL TRANSPORTE PÚBLICO 1. OBJETIVO 1.1. O objetivo desta Condição Especial é o de incluir a cobertura

Leia mais

CAPEMISA SEGURADORA DE VIDA E PREVIDÊNCIA S/A Manual do Cliente PME Versão Out./12

CAPEMISA SEGURADORA DE VIDA E PREVIDÊNCIA S/A Manual do Cliente PME Versão Out./12 2 PME MANUAL DO CLIENTE Bem-vindo à CAPEMISA. O PME Pequenas e Médias Empresas é um seguro de vida coletivo garantido pela CAPEMISA Seguradora de Vida e Previdência S/A. Prevenir é sempre a melhor opção

Leia mais

Promoção da Saúde e Prevenção de Risco e Doenças no Ambiente de Trabalho. ANS maio/2014

Promoção da Saúde e Prevenção de Risco e Doenças no Ambiente de Trabalho. ANS maio/2014 Promoção da Saúde e Prevenção de Risco e Doenças no Ambiente de Trabalho ANS maio/2014 Perfil da Cemig Maior empresa integrada deutilites do Brasil. Composta por 58 empresas e 15 consórcios. Lucro líquido

Leia mais

DOENÇAS CARDÍACAS NA INSUFICIÊNCIA RENAL

DOENÇAS CARDÍACAS NA INSUFICIÊNCIA RENAL DOENÇAS CARDÍACAS NA INSUFICIÊNCIA RENAL As doenças do coração são muito freqüentes em pacientes com insuficiência renal. Assim, um cuidado especial deve ser tomado, principalmente, na prevenção e no controle

Leia mais

Melhorar sua vida, nosso compromisso Redução da Espera: tratar câncer em 60 dias é obrigatório

Melhorar sua vida, nosso compromisso Redução da Espera: tratar câncer em 60 dias é obrigatório Melhorar sua vida, nosso compromisso Redução da Espera: tratar câncer em 60 dias é obrigatório Maio de 2013 Magnitude do Câncer no Brasil 518 mil novos casos em 2013 Câncer de pele não melanoma deve responder

Leia mais

Quando uma questão é específica procure um especialista.

Quando uma questão é específica procure um especialista. Quando uma questão é específica procure um especialista. Sou Consultor Especialista no Ramo Financeiro formado na Àrea de Contabilidade e Credenciado junto à Superintendência de Seguros Privados, com registro

Leia mais

Longo caminho. Acontece no mundo inteiro. Os doentes crônicos

Longo caminho. Acontece no mundo inteiro. Os doentes crônicos Gestão Foto: dreamstime.com Longo caminho Medida da ANS inicia discussão sobre a oferta de medicamentos ambulatoriais para doentes crônicos pelas operadoras de saúde Por Danylo Martins Acontece no mundo

Leia mais

Estabelece a codificação dos ramos de seguro e dispõe sobre a classificação das coberturas contidas em planos de seguro, para fins de contabilização.

Estabelece a codificação dos ramos de seguro e dispõe sobre a classificação das coberturas contidas em planos de seguro, para fins de contabilização. CIRCULAR SUSEP Nº 395, DE 03 DE DEZEMBRO DE 2009 Estabelece a codificação dos ramos de seguro e dispõe sobre a classificação das coberturas contidas em planos de seguro, para fins de contabilização. O

Leia mais

Guia Rápido do Segurado. Produto Peper. Em caso de acidente ligue:

Guia Rápido do Segurado. Produto Peper. Em caso de acidente ligue: Guia Rápido do Segurado Produto Peper Prezado Segurado, O Peper, preocupado em acelerar o processo de atendimento de sinistro, disponibiliza para você o Guia Rápido do Segurado - Peper. Ele vai instruí-lo

Leia mais

Relatório Estatístico da Pesquisa Realizada no 23º Congresso Estadual da APEOESP

Relatório Estatístico da Pesquisa Realizada no 23º Congresso Estadual da APEOESP Relatório Estatístico da Pesquisa Realizada no 23º Congresso Estadual da APEOESP (1 a 3 de dezembro de 2010) Objetivos da Pesquisa: 1) Gerais: Conhecer mais profundamente a saúde e condições de trabalho

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ABERTURA DE SINISTRO DIAGNÓSTICO DE CÂNCER

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ABERTURA DE SINISTRO DIAGNÓSTICO DE CÂNCER DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ABERTURA DE SINISTRO DIAGNÓSTICO DE CÂNCER Prezado (a) cliente: Para nós é importante oferecer a você o apoio necessário neste momento. Para abertura do processo de indenização

Leia mais

Seguros de Vida no Mercado Brasileiro

Seguros de Vida no Mercado Brasileiro Seguros de Vida no Mercado Brasileiro São Paulo, /06/0 Job -034743 Nobody s Unpredictable Objetivos e metodologia Metodologia Quantitativa, por meio de pesquisa amostral com questionário estruturado a

Leia mais

Prezado(a) cliente: Caso tenha alguma dúvida, entre em contato com a Central Itau Resolve:

Prezado(a) cliente: Caso tenha alguma dúvida, entre em contato com a Central Itau Resolve: Prezado(a) cliente: Para nós é importante oferecer a você o apoio necessário neste momento. E,para melhor atendêlo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários. Procedimentos para envio

Leia mais

Resolução CNSP Nº 315 DE 26/09/2014 Publicado no DO em 29 set 2014

Resolução CNSP Nº 315 DE 26/09/2014 Publicado no DO em 29 set 2014 Resolução CNSP Nº 315 DE 26/09/2014 Publicado no DO em 29 set 2014 Dispõe sobre as regras e os critérios para operação do seguro viagem. A Superintendência de Seguros Privados - SUSEP, no uso da atribuição

Leia mais

Seguro Coletivo de Pessoas Bradesco Registro do Produto na SUSEP: 15414.002658/2011-22 Cobertura de Invalidez Funcional Permanente e Total por Doença

Seguro Coletivo de Pessoas Bradesco Registro do Produto na SUSEP: 15414.002658/2011-22 Cobertura de Invalidez Funcional Permanente e Total por Doença Seguro Coletivo de Pessoas Bradesco Registro do Produto na SUSEP: 15414.002658/2011-22 Cobertura de Invalidez Funcional Permanente e Total por Doença Cláusulas Complementares CAPÍTULO I - OBJETIVO DA COBERTURA

Leia mais

Praticando vitalidade. Sedentarismo. corra desse vilão!

Praticando vitalidade. Sedentarismo. corra desse vilão! Praticando vitalidade Sedentarismo corra desse vilão! O que é sedentarismo? Sedentarismo é a diminuição de atividades ou exercícios físicos que uma pessoa pratica durante o dia. É sedentário aquele que

Leia mais

Cobertura de Invalidez Funcional Permanente e Total por Doença

Cobertura de Invalidez Funcional Permanente e Total por Doença Seguro Coletivo de Pessoas Bradesco Registro do Produto na SUSEP: 15414.2914/26-14 Cobertura de Invalidez Funcional Permanente e Total por Doença Cláusulas Complementares CAPÍTULO I OBJETIVO DA COBERTURA

Leia mais

ENVELHECENDO COM QUALIDADE DE VIDA

ENVELHECENDO COM QUALIDADE DE VIDA ENVELHECENDO COM QUALIDADE DE VIDA Dr. Maurício Menna Barreto Médico Geriatra - CRM 30110 mauricio.barreto@divinaprovidencia.org.br Porto Alegre, 08 de Novembro de 2013 Evolução Envelhecimento Populacional

Leia mais

CRS Leste/ST Guaianases UBS Jd. Aurora

CRS Leste/ST Guaianases UBS Jd. Aurora CRS Leste/ST Guaianases UBS Jd. Aurora Estudo do Controle da HA Hipertensão Arterial e Perfil Farmacológico pacientes cadastrados no PRC Programa Remédio em Casa UBS Jd. Aurora Subprefeitura de Guaianases

Leia mais

ARM Sul Americana Unibrás Corretora de Seguros. Proposta de Seguro de Excursão

ARM Sul Americana Unibrás Corretora de Seguros. Proposta de Seguro de Excursão ARM Sul Americana Unibrás Corretora de Seguros Proposta de Seguro de Excursão Brasília, 01 de fevereiro de 2011 Proposta de Seguro de Excursão Seguradora: MAPFRE Seguros 1. Descrição Este seguro é um produto

Leia mais

"ANÁLISE DO CUSTO COM MEDICAMENTOS E DO RISCO CARDIOVASCULAR EM PACIENTES MORBIDAMENTE OBESOS ANTES E APÓS A REALIZAÇÃO DA CIRURGIA BARIÁTRICA"

ANÁLISE DO CUSTO COM MEDICAMENTOS E DO RISCO CARDIOVASCULAR EM PACIENTES MORBIDAMENTE OBESOS ANTES E APÓS A REALIZAÇÃO DA CIRURGIA BARIÁTRICA "ANÁLISE DO CUSTO COM MEDICAMENTOS E DO RISCO CARDIOVASCULAR EM PACIENTES MORBIDAMENTE OBESOS ANTES E APÓS A REALIZAÇÃO DA CIRURGIA BARIÁTRICA" SHOSSLER ¹, T.S.; FREITAS ¹, G.; LOPES ², E.; FRASNELLI ¹,

Leia mais

Tabela 3 AGENTE CAUSADOR DA DOENÇA PROFISSIONAL OU DO TRABALHO / DESCRIÇÃO DA SITUAÇÃO GERADORA DA DOENÇA

Tabela 3 AGENTE CAUSADOR DA DOENÇA PROFISSIONAL OU DO TRABALHO / DESCRIÇÃO DA SITUAÇÃO GERADORA DA DOENÇA Tabela 3 AGENTE CAUSADOR DA DOENÇA PROFISSIONAL OU DO TRABALHO / DESCRIÇÃO DA SITUAÇÃO GERADORA DA DOENÇA 20.00.04.300 IMPACTO DE PESSOA CONTRA OBJETO PARADO 20.00.04.600 IMPACTO DE PESSOA CONTRA OBJETO

Leia mais

Belo Horizonte, 21 de maio de 2013.

Belo Horizonte, 21 de maio de 2013. Belo Horizonte, 21 de maio de 2013. Esta empresa tem bons motivos para oferecer o PASI aos trabalhadores. Segurados, eles trabalham tranquilos e a própria empresa obtém vantagens exclusivas. As Empresas

Leia mais

MetLife. Seguro de Vida em Grupo

MetLife. Seguro de Vida em Grupo MetLife Seguro de Vida em Grupo Vida, nosso bem mais precioso No Brasil, por razões sócio-econonômico-culturais, sempre que falamos em seguro, pensamos automaticamente em seguro de automóvel ou seguro

Leia mais

ACIDENTE DE TRABALHO

ACIDENTE DE TRABALHO CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA (CFM) RESOLUÇÃO CFM nº 1488/1988 É responsabilidade do médico estabelecer a relação causal ou o nexo técnico entre a doença e o trabalho História clínica e ocupacional Exame

Leia mais

Projeto de Resolução n.º 238/XIII/1.ª. Recomenda ao Governo que implemente medidas de prevenção e combate à Diabetes e à Hiperglicemia Intermédia.

Projeto de Resolução n.º 238/XIII/1.ª. Recomenda ao Governo que implemente medidas de prevenção e combate à Diabetes e à Hiperglicemia Intermédia. Projeto de Resolução n.º 238/XIII/1.ª Recomenda ao Governo que implemente medidas de prevenção e combate à Diabetes e à Hiperglicemia Intermédia. O aumento da esperança de vida, conseguido através do desenvolvimento,

Leia mais

ACIDENTE DE TRABALHO

ACIDENTE DE TRABALHO ACIDENTE DE TRABALHO Conselho Federal de Medicina (CFM) RESOLUÇÃO CFM nº 1488/1988 É responsabilidade do médico estabelecer a relação causal ou o nexo técnico entre a doença e o trabalho História clínica

Leia mais

Coberturas completas para seu automóvel e o Compromisso MAPFRE com você.

Coberturas completas para seu automóvel e o Compromisso MAPFRE com você. Coberturas completas para seu automóvel e o Compromisso MAPFRE com você. Seu carro é um patrimônio que você conquistou e ele merece atenção e proteção. Nós, da MAPFRE, queremos cuidar dele como se fosse

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS SEGURO DE VIDA EM GRUPO. Capital Global Processo Susep: 15414.000275/2012-09 1/37

CONDIÇÕES GERAIS SEGURO DE VIDA EM GRUPO. Capital Global Processo Susep: 15414.000275/2012-09 1/37 CONDIÇÕES GERAIS SEGURO DE VIDA EM GRUPO Capital Global Processo Susep: 15414.000275/2012-09 1/37 SEGURO DE VIDA EM GRUPO CAPITAL GLOBAL 1. OBJETIVO DO SEGURO: 1.1 Este Seguro tem por objetivo garantir,

Leia mais

Saiba mais sobre o Seguro Escoteiro

Saiba mais sobre o Seguro Escoteiro Definição do Seguro: Este seguro tem por objetivo principal garantir o pagamento de uma indenização ou reembolso ao próprio associado / segurado ou ao(s) seu(s) beneficiário(s), na ocorrência de um dos

Leia mais

ENVIAR APÓLICE POR E-MAIL CORREIO INFORMAÇÕES DE PAGAMENTO

ENVIAR APÓLICE POR E-MAIL CORREIO INFORMAÇÕES DE PAGAMENTO PROPOSTA DE SEGURO EMPRESARIAL ORIGEM: 39 Nº PROPOSTA: RAZÃO SOCIAL ESTIPULANTE: CNPJ: ¹Pessoa Politicamente Exposta: Sim Não Relacionamento Próximo Nacionalidade: Reside no Brasil: Sim Não ¹Pessoa Politicamente

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA SEGURO DE VIDA

TERMO DE REFERÊNCIA SEGURO DE VIDA TERMO DE REFERÊNCIA SEGURO DE VIDA 1- Objeto da Licitação: Prestação de serviço para contratação de seguro de vida em grupo para os empregados da Empresa Municipal de Informática S.A - IplanRio, visando

Leia mais

Monitoramento de Doença Crônica

Monitoramento de Doença Crônica Monitoramento de Doença Crônica 1 Definição CONCESSIONÁRIA DO SETOR DE SERVIÇOS PÚBLICOS, ATUANDO NA GERAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA EM 30 MUNICÍPIOS DO RIO DE JANEIRO E UM EM SÃO PAULO. UMA

Leia mais

Saiba mais sobre o Seguro Escoteiro

Saiba mais sobre o Seguro Escoteiro Definição do Seguro: Este seguro garante ao Beneficiário, o pagamento do capital segurado ou reembolso das despesas médicas, hospitalares e/ou odontológicas, exceto se o evento caracterizar-se como um

Leia mais

Centro de Ciências Departamento de Biologia Disciplina de Fisiologia Animal

Centro de Ciências Departamento de Biologia Disciplina de Fisiologia Animal Projeto de ensino aplicado à Fisiologia Anima, da disciplina Instrumentalização V: Exercício físico regular e a promoção da saúde Suyane Emanuelle Santos de Carvalho Orientadora: Profa. Dra. Ana Fontenele

Leia mais

Veículo: Jornal da Comunidade Data: 24 a 30/07/2010 Seção: Comunidade Vip Pág.: 4 Assunto: Diabetes

Veículo: Jornal da Comunidade Data: 24 a 30/07/2010 Seção: Comunidade Vip Pág.: 4 Assunto: Diabetes Veículo: Jornal da Comunidade Data: 24 a 30/07/2010 Seção: Comunidade Vip Pág.: 4 Assunto: Diabetes Uma vida normal com diabetes Obesidade, histórico familiar e sedentarismo são alguns dos principais fatores

Leia mais

Recebi um boleto do seguro de vida que eu contratei na MetLife e detectei que o prêmio do seguro sofreu aumento e queria saber do que se trata?

Recebi um boleto do seguro de vida que eu contratei na MetLife e detectei que o prêmio do seguro sofreu aumento e queria saber do que se trata? Atualização Monetária Recebi um boleto do seguro de vida que eu contratei na MetLife e detectei que o prêmio do seguro sofreu aumento e queria saber do que se trata? Na realidade, não houve um aumento

Leia mais

Expectativa de vida do brasileiro cresce mais de três anos na última década

Expectativa de vida do brasileiro cresce mais de três anos na última década 1 FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO PROFESSOR BAHIA TEXTO DE CULTURA GERAL FONTE: UOL COTIDIANO 24/09/2008 Expectativa de vida do brasileiro cresce mais de três anos na última década Fabiana Uchinaka Do UOL Notícias

Leia mais

COMPROVANTE DE RENDIMENTOS PAGOS E DE RETENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA NA FONTE

COMPROVANTE DE RENDIMENTOS PAGOS E DE RETENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA NA FONTE COMPROVANTE DE RENDIMENTOS PAGOS E DE RETENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA NA FONTE Ano Calendário/ 2010 Quer entender um pouco mais sobre este documento? Conheça as informações que devem constar em cada quadro

Leia mais

Pacto de Atenção Básica 2002 Notas Técnicas

Pacto de Atenção Básica 2002 Notas Técnicas Pacto de Atenção Básica 2002 Notas Técnicas Estão disponíveis, nestas páginas, os indicadores do Pacto de Atenção Básica 2002, estabelecidos a partir da portaria 1.121, de 17 de junho de 2002, calculados

Leia mais

Linha de Cuidado da Obesidade. Rede de Atenção à Saúde das Pessoas com Doenças Crônicas

Linha de Cuidado da Obesidade. Rede de Atenção à Saúde das Pessoas com Doenças Crônicas Linha de Cuidado da Obesidade Rede de Atenção à Saúde das Pessoas com Doenças Crônicas Evolução do excesso de peso e obesidade em adultos 0,8% (1.550.993) da população apresenta obesidade grave 1,14% das

Leia mais

PRESTAÇÕES BENEFICIÁRIAS. Benefícios e Serviços

PRESTAÇÕES BENEFICIÁRIAS. Benefícios e Serviços Seguridade Social Profª Mestre Ideli Raimundo Di Tizio p 20 PRESTAÇÕES BENEFICIÁRIAS Benefícios e Serviços As prestações compreendidas pelo Regime Geral de Previdência Social são expressas em benefícios

Leia mais

PROGRAMA DE QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR

PROGRAMA DE QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR PROGRAMA DE QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR Prof. Dr. Jones Alberto de Almeida Divisão de saúde ocupacional Barcas SA/ CCR ponte A necessidade de prover soluções para demandas de desenvolvimento, treinamento

Leia mais

à diabetes? As complicações resultam da de açúcar no sangue. São frequentes e graves podendo (hiperglicemia).

à diabetes? As complicações resultam da de açúcar no sangue. São frequentes e graves podendo (hiperglicemia). diabetes Quando Acidente a glicemia vascular (glicose cerebral no sangue) (tromboses), sobe, o pâncreas uma das principais O que Quais é a diabetes? as complicações associadas à diabetes? produz causas

Leia mais

+Vida com hospitalização

+Vida com hospitalização Informação Produto Os imprevistos da vida de uma família, cobertos por um seguro flexível, modular e de fácil subscrição, combinado com uma cobertura complementar de saúde. Caro Mediador, O Grupo Portinsurance

Leia mais

Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio.

Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio. Prezado (a) cliente: Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio. Procedimentos para envio dos documentos de

Leia mais

Bem-vindo(a) à Capemisa.

Bem-vindo(a) à Capemisa. MANUAL DO SEGURADO Bem-vindo(a) à Capemisa. Seguro de Acidentes Pessoais, garantido pela Capemisa Seguradora de Vida e Previdência S/A. Esse manual aborda os principais tópicos das Condições Contratuais

Leia mais

Em 2013 perderam-se 4 683 anos potenciais de vida devido à diabetes mellitus

Em 2013 perderam-se 4 683 anos potenciais de vida devido à diabetes mellitus Dia Mundial da diabetes 14 de novembro 1983-2013 EMBARGO ATTÉ 13 DE NOVEMBRO DE 2014,, ÀS 11 HORAS Em 2013 perderam-se 4 683 anos potenciais de vida devido à diabetes mellitus Em 2013, as doenças endócrinas,

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ABERTURA DE SINISTRO INVALIDEZ PERMANENTE POR ACIDENTE APC EVENTO

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ABERTURA DE SINISTRO INVALIDEZ PERMANENTE POR ACIDENTE APC EVENTO Prezado (a) cliente: Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio. Procedimentos para envio dos documentos de

Leia mais

Identificar como funciona o sistema de gestão da rede (espaços de pactuação colegiado de gestão, PPI, CIR, CIB, entre outros);

Identificar como funciona o sistema de gestão da rede (espaços de pactuação colegiado de gestão, PPI, CIR, CIB, entre outros); ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE PLANO DE AÇÃO REGIONAL DAS LINHAS DE CUIDADO DAS PESSOAS COM HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA, COM DIABETES MELLITUS E/OU EXCESSO DE PESO NO CONTEXTO DA REDE DE ATENÇÃO

Leia mais

3. Cópia dos resultados dos principais exames clínicos e os relacionados à obesidade Hemograma Glicemia Colesterol Triglicérides T3 T4 TSH

3. Cópia dos resultados dos principais exames clínicos e os relacionados à obesidade Hemograma Glicemia Colesterol Triglicérides T3 T4 TSH Cirurgia de Obesidade Mórbida Documentação Necessária Para solicitar a análise de Cirurgia de Obesidade ao Economus, é imprescindível o envio da relação completa dos documentos descritos abaixo: 1. Solicitação

Leia mais

PARCERIA: PROJETO ATLETA SEGURO

PARCERIA: PROJETO ATLETA SEGURO PARCERIA: PROJETO ATLETA SEGURO A LEI PELÉ e a MP DO FUTEBOL Na Lei nº 9.615/98, artigo 45, obriga a contratação do Seguro de Vida e Acidentes Pessoais para os atletas pelos clubes, mas a lei não é respeitada

Leia mais

REDE HOSPITALAR DE SANTAS CASAS E FILANTRÓPICOS BRASILEIROS

REDE HOSPITALAR DE SANTAS CASAS E FILANTRÓPICOS BRASILEIROS REDE HOSPITALAR DE SANTAS CASAS E FILANTRÓPICOS BRASILEIROS HOSPITAIS ATENDIMENTOS AMBULATORIAIS SUS 240.430.247 1.753 TOTAL SUS LEITOS 170.869 126.883 (74%) INTERNAÇÕES SUS TOTAL 11.590.793 100% FILANTRÓPICOS

Leia mais

Saúde Naval MANUAL DE SAÚDE

Saúde Naval MANUAL DE SAÚDE Saúde Naval MANUAL DE SAÚDE IDOSO DOENÇAS MAIS COMUNS Com a chegada da terceira idade, alguns problemas de saúde começam a aparecer, conheça alguns dos mais comuns e saiba como se prevenir: 1 2 DIABETES

Leia mais

SENADO FEDERAL PRESSÃO CONTROLADA SENADOR CLÉSIO ANDRADE

SENADO FEDERAL PRESSÃO CONTROLADA SENADOR CLÉSIO ANDRADE SENADO FEDERAL PRESSÃO CONTROLADA SENADOR CLÉSIO ANDRADE 2 Pressão controlada apresentação Chamada popularmente de pressão alta, a hipertensão é grave por dois motivos: não apresenta sintomas, ou seja,

Leia mais

SEGURO DE VIDA EM GRUPO CONDIÇÕES ESPECIAIS

SEGURO DE VIDA EM GRUPO CONDIÇÕES ESPECIAIS SEGURO DE VIDA EM GRUPO CONDIÇÕES ESPECIAIS Nome do Estipulante: ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS BRASILEIROS Apólice n.º 01.93.00423 1. GRUPO SEGURÁVEL Constitui-se como grupo segurável desta apólice todos

Leia mais

Questionário: Risco de ter diabetes

Questionário: Risco de ter diabetes Questionário: Risco de ter diabetes ATENÇÃO! Este questionário não deve ser aplicado a gestantes e pessoas menores de 18 anos. Preencha o formulário abaixo. Idade: anos Sexo: ( ) Masculino ( ) Feminino

Leia mais

Passo 1: Entre em contato no numero abaixo em nossa Central Itaú Seguros para registrar a retirada do KIT de sinistro;

Passo 1: Entre em contato no numero abaixo em nossa Central Itaú Seguros para registrar a retirada do KIT de sinistro; Prezado Beneficiário, Para melhor apoiá-lo neste momento, encaminhamos abaixo todos os formulários e documentos necessários, bem como a orientação de como realizar o envio desses documentos. Procedimentos

Leia mais

SEGUROS PATRIMONIAIS. www.sindsegsc.org.br PDES Programa de Desenvolvimento dos Executivos do Seguro Agosto/2013

SEGUROS PATRIMONIAIS. www.sindsegsc.org.br PDES Programa de Desenvolvimento dos Executivos do Seguro Agosto/2013 SEGUROS PATRIMONIAIS www.sindsegsc.org.br PDES Programa de Desenvolvimento dos Executivos do Seguro Agosto/2013 SEGUROS COMPREENSIVOS Nilso Gonçalves Membro Comissão Ramos Diversos PDES Seguros Compreensivos

Leia mais

E-mail. Se empresário, funcionário público ou comenrciante, informe o ramo de atividade:

E-mail. Se empresário, funcionário público ou comenrciante, informe o ramo de atividade: Declaração Pessoal de Saúde Informe o prazo de financiamento (em meses) Informe a profissão / atividade Se empresário, funcionário público ou comenrciante, informe o ramo de atividade: Encontra-se em plena

Leia mais