Crimes com pena máxima igual ou superior a 4 anos. Crimes com pena máxima inferior a 4 anos

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Crimes com pena máxima igual ou superior a 4 anos. Crimes com pena máxima inferior a 4 anos"

Transcrição

1

2 PROCEDIMENTOS PROCESSUAIS PENAIS - Os procedimentos, de acordo com o artigo 394 do CPP, serão classificados em: comum ou especial. - Os procedimentos especiais possuem regramento procedimental específico, podendo estar descritos em legislação especial ou até mesmo no Código de Processo Penal. Existem poucos procedimentos especiais: Procedimento dos Crimes Dolosos contra a vida; Procedimento dos Crimes contra a honra quando não estiverem submetidos ao JECRIM (artigo 140, 3, CPP); Procedimento destinado às ações penais originárias dos Tribunais; Procedimentos dos Crimes praticados por Funcionários Públicos; Procedimento da Lei de Drogas - Lei /06. - A regra geral pertence ao Procedimento Comum, classificado como: ordinário, sumário e sumaríssimo. O critério para definição do procedimento comum é: a) primeiro, excluir a possibilidade de procedimento especial; b) segundo, verificar a quantidade de pena máxima cominada (prevista) ao delito, conforme consta na tabela abaixo. ORDINÁRIO Crimes com pena máxima igual ou superior a 4 anos SUMÁRIO Crimes com pena máxima inferior a 4 anos SUMARÍSSIMO Infrações de Menor Potencial Ofensivo - artigo 61 da lei 9.099/95 (ver: artigo 94 do Estatuto do Idoso Lei /03)

3 PROCEDIMENTO COMUM ORDINÁRIO ARTS. 395 A 405, CPP OFERECIMENTO DENÚNCIA OU QUEIXA RECEBIMENTO DENÚNCIA OU QUEIXA POSSIBILIDADE DE REJEIÇÃO LIMINAR - ART. 395, CPP SUSPENSÃO DO PROCESSO - ART. 89 DA LEI Nº 9.099/95 ART. 396, CPP CITAÇÃO RESPOSTA À ACUSAÇÃO DESIGNAÇÃO DE DIA E HORA PARA AUDIÊNCIA ÚNICA DE INSTRUÇÃO E JULGAMENTO PRAZO: 10 DIAS POSSIBILIDADE DE ABSOLVIÇÃO SUMÁRIA ART. 397, CPP INTIMAÇÃO ART. 399, CPP AUDIÊNCIA DE INSTRUÇÃO E JULGAMENTO ART. 400, CPP 1) TOMADA DE DECLARAÇÕES DO OFENDIDO 2) INQUIRIÇÃO DAS TESTEMUNHAS (ACUSAÇÃO E DEFESA) 3) ESCLARECIMENTO DOS PERITOS, ACAREAÇÕES, RECONHECIMENTO DE PESSOAS E COISAS 4) INTERROGATÓRIO 5) POSSIBILIDADE DE DILIGÊNCIAS 6) NÃO HAVENDO REQUERIMENTO DE DILIGÊNCIAS OU SENDO INDEFERIDAS: ALEGAÇÕES FINAIS ORAIS (ACUSAÇÃO E DEFESA - 20 MINUTOS, PRORROGÁVEIS POR MAIS 10 MINUTOS) SENTENÇA (ART. 403, CCP) SENDO CONVERTIDAS AS ALEGAÇÕES FINAIS ORAIS EM ALEGAÇÕES ESCRITAS, SERÁ: MEMORIAIS PRAZO: 5 DIAS ART. 403, 3º, PARTE INICIAL, CPP SENTENÇA PRAZO: 10 DIAS ART. 403, 3º, PARTE FINAL, CPP

4 PROCEDIMENTO DOS CRIMES DOLOSOS CONTRA A VIDA - art. 5, XXXVIII, CF e arts. 406 a 497 do CPP - Os crimes dolosos contra a vida são: homicídio doloso; instigação, induzimento e auxílio ao suicídio; aborto e infanticídio. - Trata-se de procedimento bifásico, dividindo-se da seguinte maneira: a) Fase da Acusação (judicium accusationis), prevista nos arts. 406 a 421 do CPP; b) Fase da Causa (judicium causae), prevista nos arts. 422 a 497 do CPP. 1ª FASE: FASE DA ACUSAÇÃO ART. 412, CPP - O PROCEDIMENTO SERÁ CONCLUÍDO NO PRAZO MÁXIMO DE 90 DIAS OFERECIMENTO DENÚNCIA OU QUEIXA RECEBIMENTO DENÚNCIA OU QUEIXA CITAÇÃO RESPOSTA À ACUSAÇÃO ART. 406, CPP VISTA AO MP ART. 409, CPP AUDIÊNCIA DE INSTRUÇÃO ART. 411, CPP ALEGAÇÕES ORAIS DECISÃO REJEIÇÃO: RSE (ART. 581, I, CPP) QUEIXA-CRIME: SUBSIDIÁRIA DA AÇÃO PENAL PÚBLICA INCONDICIONADA QUEIXA-CRIME: CRIMES CONEXOS PRONÚNCIA ART. 413, CPP IMPRONÚNCIA ART. 414, CPP ABSOLVIÇÃO SUMÁRIA ART. 415, CPP DESCLASSIFICAÇÃO ART. 419, CPP DECISÃO DO JUIZ AO FINAL DA 1ª FASE RECURSO: RSE ART. 581, IV, CPP RECURSO: APELAÇÃO ART. 416, CPP RECURSO: APELAÇÃO ART. 416, CPP RECURSO: RSE ART. 581, II, CPP

5 - Importante destacar que em caso de Pronúncia, após a preclusão da decisão, será preparado o processo para a instrução em Plenário, nos termos dos artigos 422 a 497 do CPP. - Neste momento, serão convocados os Jurados, sendo que somente no dia da sessão de julgamento será formado o Conselho de Sentença, ou seja, sorteados os 7 (sete) jurados que julgarão o fato em questão, nos termos dos artigos 447, 463 e 468 do CPP. O julgamento em Plenário - compreenderá a possibilidade de perante os jurados ocorrer a oitiva do ofendido, se possível; as testemunhas de acusação e defesa; bem como a produção de outros meios de prova, como por exemplo: acareações, reconhecimentos, oitiva de peritos; após será oportunizado o interrogatório do acusado; - em sequência, será dada a palavra para acusação e defesa (debates orais possibilidade de réplica e tréplica); - ao final, estando os jurados aptos a votarem, numa sala secreta, aos jurados serão apresentados quesitos referentes à acusação e defesa, os quais deverão ser respondidos, em sigilo, para ao final, se concluir, pela condenação ou absolvição do acusado; - após a votação dos jurados, o Juiz Presidente sentencia, observando a soberania do veredito. RECURSOS EM PROCESSO PENAL - Os recursos em processo penal em regra são voluntários (art. 574, CPP), somente será admitido o meio de impugnação da decisão, se houver interesse da parte em recorrer (art. 577, CPP).

6 RECURSO PREVISÃO LEGAL PRAZO DICAS IMPORTANTES recurso em sentido estrito (rese) Arts. 581 a 592 CPP 5 dias (interposição) 2 dias (razões) 2 dias (contrarrazões) *arts. 586 e 588, CPP 1) Em regra, a decisão que rejeita a peça acusatória é recorrível via RESE. No JECRIM utiliza-se a Apelação 2) No júri caberá RESE Pronúncia e Desclassificação 3) Atenção!! As hipóteses previstas nos incs. XII, XVII, XIX XXIII do artigo 581 do CPP são passíveis de Agravo em Execução Penal, pois estão revogadas tacitamente 1) Súmula 707 do STF APELAÇÃO Arts. 593 a 603, CPP 5 dias (interposição) 8 dias (razões) 8 dias (contrarrazões) * arts. 593 e 600, CPP 2) Possibilidade de apresentar razões perante o Tribunal de Justiça art. 600, 4, do CPP 3) Limitadas as hipóteses de apelação no Tribunal do Júri art. 593, III, CPP: somente em virtudes daqueles fundamentos legalmente estabelecidos Súmula 713, STF APELAÇÃO no jecrim Lei nº 9.099/95 10 dias (interposição e razões conjuntamente) 10 dias (contrarrazões) 1) Prazo único 2) Não se aplica o artigo 600, 4, do CPP 3) Julgada pela TRC Turma Recursal Criminal 4) Cabimento contra a rejeição da peça acusatória embargos declaratórios art. 382, CPP sentença art. 619, CPP acórdão 2 dias para oposição 1) Dirimir ambiguidade, obscuridade, contradição ou omissão 2) De acordo com a doutrina, os Embargos do CPP interrompem o prazo para eventual recurso cabível

7 RECURSO PREVISÃO LEGAL PRAZO DICAS IMPORTANTES EMBARGOS DECLARATÓRIOS NO JECRIM Art. 83 Lei nº 9.099/95 5 dias para oposição 1) Dirimir obscuridade, contradição ou omissão 2) Expressamente, conforme consta na Lei, os embargos interrompem o prazo para a interposição de recurso embargos infringentes Art. 609, único CPP 10 dias para oposição 1) Recurso Privativo da defesa 2) Decisão não unânime e desfavorável ao réu carta testemunhável Art. 639, CPP 48 horas 1) Denegar recurso ou quando admiti-lo obstar à sua expedição e seguimento 2) Recurso residual, utilizado quando não houver recurso próprio Ex.: Denegar RESE ou Agravo em Execução. Recurso Ordinário Constitucional em Habeas Corpus Art. 102, II, a, CF Art. 105, II, a, CF 5 dias art. 30 da Lei n /90 1) Cabível de decisão denegatória de Habeas Corpus proferida no âmbito dos Tribunais 2) Lembrar que se o habeas corpus for denegado por juiz de direito, caberá RESE art. 581, X, CPP recurso especial Art. 105, III, CF 15 dias Exigência do Prequestionamento da matéria objeto de recurso

8 RECURSO PREVISÃO LEGAL PRAZO DICAS IMPORTANTES recurso extraordinário Art. 102, III, da CF 15 dias 1) Exigência do Prequestionamento da matéria objeto de recurso 2) Demonstração de Repercussão Geral agravo em execução penal Art. 197 da LEP 5 dias Súmula 700 do STF Cabível contra as decisões proferidas pelo Juiz da Vara de Execução Criminal. EXECUÇÃO PENAL - LEI 7.210/84 (LEP) Sistema progressivo - art. 112 LEP + art. 2, 2º, Lei 8.072/90 - Súmula 491 do STJ - Condenados crimes não hediondos 1/6 primários e reincidentes - Condenados por crimes hediondos e equiparados (tráfico, tortura e terrorismo) 2/5 primários 3/5 reincidentes - Súmula 471 do STJ - Antes da lei /07 vigência a partir do dia 29/03/07 crimes hediondos praticados anterior a nova legislação devem cumprir ao menos 1/6 - Todos devem ter bom comportamento carcerário (atestado pelo Diretor)

9 Algumas súmulas importantes sobre execução penal Súmula 192, STJ - Compete ao juízo das execuções penais do estado a execução das penas impostas a sentenciados pela justiça federal, militar ou eleitoral, quando recolhidos a estabelecimentos sujeitos a administração estadual. Súmula 439, STJ - Admite-se o exame criminológico pelas peculiaridades do caso, desde que em decisão motivada. Súmula 441, STJ - A falta grave não interrompe o prazo para obtenção de livramento condicional. Súmula 471, STJ - Os condenados por crimes hediondos ou assemelhados cometidos antes da vigência da Lei n /2007 sujeitam-se ao disposto no art. 112 da Lei n /1984 (Lei de Execução Penal) para a progressão de regime prisional. Súmula 526, STJ - O reconhecimento de falta grave decorrente do cometimento de fato definido como crime doloso no cumprimento da pena prescinde do trânsito em julgado de sentença penal condenatória no processo penal instaurado para apuração do fato. Súmula 527, STJ - O tempo de duração da medida de segurança não deve ultrapassar o limite máximo da pena abstratamente cominada ao delito praticado. Súmula 533, STJ - Para o reconhecimento da prática de falta disciplinar no âmbito da execução penal, é imprescindível a instauração de procedimento administrativo pelo diretor do estabelecimento prisional, assegurado o direito de defesa, a ser realizado por advogado constituído ou defensor público nomeado.

10 Súmula 534, STJ - A prática de falta grave interrompe a contagem do prazo para a progressão de regime de cumprimento de pena, o qual se reinicia a partir do cometimento dessa infração. Súmula 535, STJ - A prática de falta grave não interrompe o prazo para fim de comutação de pena ou indulto. Súmula 611, STF - Transitada em julgado a sentença condenatória, compete ao juízo das execuções a aplicação de lei mais benigna. Súmula 715, STF: A pena unificada para atender ao limite de trinta anos de cumprimento, determinado pelo art. 75 do código penal, não é considerada para a concessão de outros benefícios, como o livramento condicional ou regime mais favorável de execução. REMIÇÃO TRABALHO Regime Fechado Regime Semiaberto 3 dias trabalhados = 1 dia da pena ESTUDO Regime Fechado Regime Semiaberto Regime Aberto Livramento Condicional 12 horas estudadas, divididas, no mínimo, em 3 dias = 1 dia da pena É possível cumular a remição por estudo e por trabalho O preso impossibilitado, por acidente, de prosseguir no trabalho ou estudo continuará remindo. Já na hipótese de acidente forjado, estará sujeito à falta grave Diante da prática de falta grave, o juiz poderá revogar até 1/3 do tempo remido.

11