Na era do clareamento dentário a laser ainda existe espaço para o clareamento caseiro?

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Na era do clareamento dentário a laser ainda existe espaço para o clareamento caseiro?"

Transcrição

1 Artigo Inédito Na era do clareamento dentário a laser ainda existe espaço para o clareamento caseiro? Fabiano Carlos Marson*, Luis Guilherme Sensi*, Fabiano de Oliveira Araújo*, Mauro Amaral Caldeira de Andrada**, Élito Araújo*** Resumo O clareamento dentário é um dos tratamentos odontológicos mais solicitados para obtenção de um sorriso mais estético. Ele pode ser classificado em caseiro ou de consultório. A técnica mais utilizada atualmente é a caseira, que consiste basicamente na moldagem das arcadas dentárias para obtenção de modelos em gesso, confecção da moldeira de silicone e aplicação da solução clareadora sobre os dentes indicados por um determinado período. Já o clareamento dentário no consultório é uma alternativa para o paciente que não foi capaz de realizar o regime caseiro ou requer resultados mais rápidos, podendo estar associado à utilização de unidades ativadoras. O objetivo deste artigo foi explanar as características das duas técnicas e comparar suas vantagens e limitações. Palavras-chave: Estética. Clareamento no consultório. Clareamento dentário. Peróxido de carbamida. Peróxido de hidrogênio. * Doutorandos em Dentística pela Universidade Federal de Santa Catarina. Professor de Dentística da Faculdade UNINGÁ - Maringá - Paraná. ** Professor titular da disciplina de Dentística da Universidade Federal de Santa Catarina. *** Professor titular da disciplina de Clínica Integrada da Universidade Federal de Santa Catarina. R Dental Press Estét - v. 3, n. 1, p , jan./fev./mar

2 Na era do clareamento dentário a laser ainda existe espaço para o clareamento caseiro? Introdução Dentes saudáveis, claros e alinhados são padrões de estética em nossa sociedade. Uma das ferramentas utilizadas na Odontologia, dentre os vários procedimentos estéticos, é o clareamento dentário. O tratamento clareador para dentes vitais pode ser realizado através de duas técnicas: caseira ou no consultório. A principal diferença entre essas técnicas está na concentração do gel clareador e no tempo de uso. O clareamento pela técnica caseira utiliza produtos com concentrações baixas, entre 10% e 16% de peróxido de carbamida, que corresponde à concentração entre 4% a 7% de peróxido de hidrogênio em múltiplas aplicações 1. Na técnica de consultório são utilizadas concentrações mais altas, variando de 30% a 38% de peróxido de hidrogênio em poucas aplicações. No entanto o profissional deve ficar atento durante o procedimento clareador, pois a alta concentração pode induzir efeitos colaterais, como sensibilidade dentária, irritação gengival e ulceração nos tecidos moles bucais. A concentração do gel e os efeitos colaterais são menores na técnica caseira. Para o correto tratamento clareador é necessária uma avaliação completa do paciente, identificando o estado bucal através de radiografias, anamnese e exame clínico, visando diagnosticar a causa da alteração de cor. O diagnóstico irá nortear o plano de tratamento mais adequado. O objetivo deste artigo é demonstrar os procedimentos odontológicos envolvendo a técnica caseira através de casos clínicos e explanar as características das técnicas de consultório e caseira. PROCEDIMENTO CLÍNICO DA TÉCNICA CASEIRA Paciente do gênero feminino, 22 anos, insatisfeita com a coloração dos seus dentes, compareceu à Universidade Federal de Santa Catarina, disciplina de Dentística, necessitando de tratamento. Após exame clínico, radiográfico e anamnese da paciente, verificou-se que os dentes eram naturalmente amarelados (Fig. 1, 2). A melhor indicação para o tratamento clareador é quando o paciente apresenta dentes vitais naturalmente amarelados ou escurecidos pela idade 2,3. A paciente foi esclarecida sobre o procedimento, bem como a respeito dos possíveis efeitos colaterais (sensibilidade dentária passageira e irritação gengival). No início do tratamento clareador é primordial a conferência da cor dos dentes através da escala de cor, registrando-a no prontuário. Outra opção é tirar fotografias iniciais para compará-las ao final do tratamento (Fig. 3). Selecionada a moldeira, molda-se com alginato os arcos dentários inferior e superior. As moldagens são analisadas, devendo ser cópias fiéis de todo o contorno gengival e das estruturas envolvidas. O molde é vazado com gesso pedra e, após a presa, o excesso é recortado, para facilitar a adaptação da placa de silicone ao modelo, principalmente na região cervical. O modelo de gesso é então plastificado para a obtenção da moldeira para o clareamento (Fig. 4). Não é necessário realizar alívio nas faces vestibulares dos dentes a serem clareados, pois a sua confecção não proporciona melhores resultados clínicos, seja ele acelerando o processo clareador ou interferindo no resultado final obtido 4. As moldeiras são recortadas com tesoura fina, aproximadamente 1mm além da margem gengival, acompanhando o contorno gengival (Fig. 5, 6) e provadas no paciente (Fig. 7). O tratamento clareador pode ser realizado primeiro no arco superior e depois no inferior ou simultaneamente. Quando realizado ao mesmo tempo é de fundamental importância o paciente estar ciente da cor inicial, através da escala de cor ou fotografias intrabucais iniciais, 90 R Dental Press Estét - v. 3, n. 1, p , jan./fev./mar. 2006

3 Fabiano Carlos Marson, Luis Guilherme Sensi, Fabiano de Oliveira Araújo, Mauro Amaral Caldeira de Andrada, Élito Araújo Figura 1 - Aspecto clínico inicial, notem a coloração amarelada dos dentes, decorrente de fatores hereditários. Figura 2 - Vista vestibular dos incisivos superiores. Figura 3 - Registro da cor através de escala de cor. Figura 4 - Modelo de gesso e confecção da placa de silicone. Figura 5 - Recorte dos excessos da placa de silicone. Figura 6 - Placa de silicone recortada acompanhando o contorno gengival. R Dental Press Estét - v. 3, n. 1, p , jan./fev./mar

4 Na era do clareamento dentário a laser ainda existe espaço para o clareamento caseiro? Figura 7 - Prova da adaptação da placa de silicone. Figura 8 - Inserção do gel clareador na parte vestibular da placa de silicone. Figura 9 - Após 14 dias do tratamento clareador no arco superior. Figura 10 - Vista aproximada dos incisivos centrais clareados. para avaliação do grau de clareamento dentário ao final do tratamento. O material utilizado para o clareamento dos dentes vitais foi o peróxido de carbamida a 10%, aplicado na parte vestibular da moldeira de silicone e assentado sobre os dentes, por 2 horas durante 14 dias (Fig. 8). Este período de tempo é suficiente, devido ao pico de absorção do gel clareador ocorrer em até 3 horas de uso, sofrendo um declínio após este período 5. Além disso, a utilização por tempo prolongado do gel clareador, cerca de 6 a 8 horas por dia, aumenta a sensibilidade dentária e causa desconforto aos pacientes que não se adaptam a dormir com a moldeira de silicone 6. Após 14 dias do clareamento dentário utilizando o gel por 2 horas diárias, verificamos o efeito obtido no arco superior (Fig. 9, 10). A paciente foi orientada a iniciar o tratamento no arco inferior por mais 14 dias, verificando o resultado obtido na figura 11. Nas figuras 11 a 16 são demonstrados casos clínicos de clareamento dentário pela técnica caseira com peróxido de carbamida de 10 a 16%. Sensibilidade dentária pode ser observada durante o clareamento, sendo esta revertida ou minimizada através da redução da concentração do gel clareador utilizado, da diminuição do tempo de uso diário ou ainda com aplicação do gel flúor neutro a 1,1% após a remoção da moldeira por um período de 5 minutos R Dental Press Estét - v. 3, n. 1, p , jan./fev./mar. 2006

5 Fabiano Carlos Marson, Luis Guilherme Sensi, Fabiano de Oliveira Araújo, Mauro Amaral Caldeira de Andrada, Élito Araújo Figura 11 - Aspecto inicial do caso clínico. Figura 12 - Após o clareamento do arco superior através do peróxido de carbamida a 10%. Figura 13 - Vista vestibular do clareamento dentário após 28 dias de tratamento. Figura 14 - Dentes vitais naturalmente escurecidos. Figura 15 - Clareamento dos dentes superiores com peróxido de carbamida a 16% por 1 h/dia, durante 14 dias. Figura 16 - Tratamento clareador terminado. R Dental Press Estét - v. 3, n. 1, p , jan./fev./mar

6 Na era do clareamento dentário a laser ainda existe espaço para o clareamento caseiro? Outro desconforto possível é a irritação gengival, que pode ser contornada avaliandose a adaptação da moldeira de silicone, removendo o contato do gel com a margem gengival e com a diminuição do tempo de utilização da moldeira de silicone 8. COMPARAÇÃO DA TÉCNICA CASEIRA E DE CON- SULTÓRIO Embora o clareamento caseiro seja o mais indicado para o tratamento de dentes vitais, alguns pacientes não se adaptam à técnica caseira pela utilização da moldeira de silicone e/ou não gostam de esperar duas a três semanas para ver uma mudança na coloração dos dentes, necessitando uma técnica que produza resultados mais imediatos. O clareamento dentário pela técnica no consultório é uma alternativa para estes pacientes. Como essas duas técnicas são indicadas para o clareamento de dentes vitais, observamos no quadro 1 suas características, vantagens e desvantagens. Apesar da técnica de consultório utilizar solução clareadora de alta concentração (peróxido de hidrogênio a 35%) associada a unidades ativadoras (Luz halógena, Arco de plasma, LED, LED+Laser, Laser) para potencializar o efeito do gel clareador, os resultados clínicos não são confiáveis em longo prazo, devido à limitação em relação à estabilidade da cor, principalmente quando é realizada em apenas uma sessão de clareamento 9. Após alguns meses, pode haver uma recidiva na cor obtida após o clareamento. Novidades nos agentes claredores de consultório, como a inclusão de aceleradores químicos associados a compostos que diminuem a sensibilidade dentária e barreiras gengivais fotopolimerizáveis, têm simplificado este tratamento e demonstrado uma melhora nos seus resultados. Entretanto, clinicamente há um discreto retorno do dente à cor original após um período mínimo de 2 anos 10, diferentemente da técnica caseira que tem uma estabilidade de cor, após 7 anos, de pelo menos 42% dos dentes clareados, se mantendo sem nenhum tratamento clareador adicional 11. Para maior estabilidade da cor em longo prazo utilizando a técnica no consultório (peróxido de hidrogênio a 35%) pode-se associar as duas técnicas (caseira e consultório). A primeira sessão do clareamento é feita com peróxido de hidrogênio a 35% (técnica do consultório), seguida da técnica caseira, promovendo uma maior estabilidade de cor 12. Outra maneira de conseguir um resultado com maior estabilidade de cor é realizar duas sessões clínicas na técnica no consultório (peróxido de hidrogênio a 35%), com três aplicações do gel clareador em cada sessão. Alguns géis à base de peróxido de hidrogênio a 35% aprimoraram sua formulação, associando um conjunto de corantes especiais (para maior absorção de luz) e presença de carga inorgânica, o que permite maior retenção de ondas de calor e de luz que chega à polpa dentária. Desta forma a energia luminosa e o calor são concentrados no gel, prevenindo a sensibilidade dentária. Esta nova formulação tem gerado bons resultados clínicos e diminuição da sensibilidade dentária. Nas figuras 17 a 27 são demonstrados os passos operatórios do clareamento dentário de dois casos clínicos, pela técnica no consultório. No primeiro caso clínico foi utilizada ativação do gel clareador com um equipamento híbrido Led associado a Laser de baixa potência (Bio-Lux, Bio Art) e no segundo caso clínico nenhuma fonte ativadora foi utilizada. Através destes casos e de dados preliminares de um estudo clínico realizado na UFSC, avaliando a utilização ou não de fontes ativadores em 50 pacientes, verificamos que não existe diferença no clareamento obtido, ou seja, apesar da idéia de 94 R Dental Press Estét - v. 3, n. 1, p , jan./fev./mar. 2006

7 Fabiano Carlos Marson, Luis Guilherme Sensi, Fabiano de Oliveira Araújo, Mauro Amaral Caldeira de Andrada, Élito Araújo TÉCNICA CASEIRA TÉCNICA NO CONSULTÓRIO Peróxido de carbamida de 10% a 16% Peróxido de hidrogênio de 30% a 35% O gel clareador é aplicado em moldeiras de silicone Utilizado diariamente de 1 a 3 horas/dia, durante 2 semanas Proteção gengival através do isolamento absoluto ou barreira gengival Utilizado de 1 até 3 sessões clínicas de 45 minutos cada, associado ou não a fontes ativadoras (Luz halógena, LED, LED/Laser ou Laser) Gel clareador pouco agressivo aos tecidos Menor custo Menor recidiva de cor em longo prazo Poucas e rápidas consultas VANTAGENS Resultado mais rápido quando realizado em 1 ou 2 sessões clínicas Processo controlado pelo profissional Necessita da colaboração do paciente Alguns pacientes não se acostumam com o uso das moldeiras DESVANTAGENS O gel clareador é agressivo aos tecidos bucais Custo elevado Recidiva da cor é mais rápida em longo prazo Tempo longo de consulta clínica Quadro 1 - Características, vantagens e desvantagens das técnicas caseiras e no consultório. Figura 17 - Aspecto clinico inicial, é necessário o registro da cor com escala de cor ou fotografia digital para comparação ao final do tratamento. R Dental Press Estét - v. 3, n. 1, p , jan./fev./mar

8 Na era do clareamento dentário a laser ainda existe espaço para o clareamento caseiro? Figura 18 - Foi utilizado o isolamento relativo da gengiva com o protetor gengival fotopolimerizável Top Dam (FGM, Joinvile, Brasil) prevenindo o contato do gel clareador com o tecido gengival. Após a aplicação do protetor gengival em todo o contorno gengival, o mesmo foi polimerizado por 10 segundos por dente. Figura 19 - Inserção do gel clareador à base de peróxido de hidrogênio a 35% Whiteness MAXX (FGM) na proporção de 3 gotas de peróxido para 1 de espessante, para o clareamento de um arco são necessárias em média 12 gotas de peróxido para 4 de espessante. Figura 20 - O paciente foi submetido a duas sessões de clareamento, com peróxido de hidrogênio a 35%, com 3 aplicações do gel clareador em cada sessão clínica, cada aplicação foi de 15 minutos, totalizando 45 minutos em cada consulta. Figura 21 - Ao final do tratamento clareador, foi removido o gel com uma gaze e nas regiões proximais com um sugador metálico endodôntico. Após as sessões de clareamento foi aplicado o dessensibilizador Desensibilize KF 2% (FGM) por 5 minutos, composto de nitrato de potássio, associado a fluoreto de sódio, com o objetivo de evitar sensibilidade dentária. Figura 22 - Aspecto clínico inicial. Figura 23 - Para facilitar o procedimento de clareamento dentário foi utilizado um afastador labial e um sugador de alta potência. Proteção da gengiva através da inserção da barreira gengival Top Dam (FGM). Esta barreira deve ser polimerizada para que fique rígida e proteja a gengiva frente ao gel clareador. 96 R Dental Press Estét - v. 3, n. 1, p , jan./fev./mar. 2006

9 Fabiano Carlos Marson, Luis Guilherme Sensi, Fabiano de Oliveira Araújo, Mauro Amaral Caldeira de Andrada, Élito Araújo Figura 24 - O gel clareador é composto de dois frascos, um contendo o peróxido de hidrogênio concentrado e o outro o espessante. A manipulação do gel clareador seguiu as normas do fabricante, misturando o peróxido (fase 1) como o espessante (fase 2) na proporção de 3 gotas de peróxido para 1 gota de espessante, tendo sido misturado com movimentos circulares até formar um gel, aplicado sobre a superfície vestibular dos dentes a serem clareados. Figura 25 - O gel clareador permaneceu por 15 minutos sobre a face vestibular dos dentes, após este período e foi reaplicado o gel por no máximo 2 vezes, totalizando 45 minutos de tratamento. Neste caso não foi utilizada fonte ativadora, pois não existe diferença na utilização ou não de fontes ativadoras como luz halógena, LED, LED+Laser ou Laser. Figura 26 - Após a sessão de clareamento foi aplicado o dessensibilizador Desensibilize KF 2% (FGM) por 5 minutos com o objetivo de evitar sensibilidade dentária. Notem o aspecto final após o clareamento. Figura 27 - Aspecto final após 2 sessões de clareamento com 3 aplicações do gel clareador em cada sessão. Compare o clareamento conseguido no arco superior com o inferior ainda não clareado. utilizar unidades ativadoras (Luz halógena, Arco de plasma, LED, LED+Laser, Laser) com a finalidade de potencializar o tratamento clareador e obter um melhor resultado, isso não tem sido observado clinicamente, não existindo diferença no clareamento obtido utilizando ou não fontes auxiliares 9,12. CONCLUSÃO A técnica de escolha para clareamento de dentes vitais é a técnica caseira utilizando o gel de peróxido de carbamida em baixas concentrações. A técnica está sofrendo modificações com o objetivo de diminuir o tempo de uso e seus efeitos colaterais, facilitando sua utilização pelos pacientes. Quando o paciente necessita de resultados mais rápidos ou não se adapta à técnica caseira, é recomendada a técnica de consultório com duas sessões clínicas ou a associação das técnicas, não havendo necessidade de utilizar uma fonte ativadora para potencializar o clareamento com peróxido de hidrogênio a 35%. R Dental Press Estét - v. 3, n. 1, p , jan./fev./mar

10 Na era do clareamento dentário a laser ainda existe espaço para o clareamento caseiro? Is there any space left for home-bleaching in the age of laser-activated bleaching? Abstract The dental bleaching is one of the most requested patient treatments for attainment of a more aesthetic smile. It can be classified in at-home or in-office bleaching. The more used technique is at-home bleaching, which consists basically of the impressions of the dental and confection of a soft tray and application of the bleaching solution on teeth indicated for one determined period. Already, the in-office bleaching is an alternative for the patient who was not capable to carry through the home bleaching and present faster resulted, being able to be associated with the use of activation units. The aim of this article was to show the characteristics of these two techniques and to compare their advantages and limitations. KEY WORDS: Esthetic. In-office bleaching. Dental bleaching. Carbamide peroxide. Hydrogen peroxide. Referências 1. HAYWOOD, V. B.; HEYMANN, H. O. Nightguard vital bleaching. Quintessence Int, Berlin, v. 20, no. 3, p , Mar LEONARD JR., R. H. Long-term treatment results with nightguard vital bleaching. Compend Contin Educ Dent, Lawrenceville, v. 24, no. 4A, p , Apr RITTER, A. V.; LEONARD JR., R. H.; ST GEORGES, A. J.; CAPLAN, D. J.; HAYWOOD, V. B. Safety and stability of nightguard vital bleaching: 9 to 12 years post-treatment. J Esthet Restor Dent, Hamilton, v. 14, no. 5, p , MATIS, B. A.; HAMDAN, Y. S.; COCHRAN, M. A.; ECKERT, G. J. A clinical evaluation of a bleaching agent used with and without reservoirs. Oper Dent, Seattle, v. 27, no. 1, p. 5-11, Jan./Feb DELIPERI, S.; BARDWELL, D. N.; PAPATHANASIOU, A. Clinical evaluation of a combined in-office and take-home bleaching system. J Am Dent Assoc, Washington, v. 135, no. 5, p , May, MARSlON, F. C.; SENSI, L. G.; ARAUJO, F. O.; MONTEIRO JR., S.; ARAUJO, E. Avaliação clínica do clareamento dental pela técnica caseira. R Dental Press Estét, Maringá, v. 2, n. 4, p , out./nov./ dez GOLDSTEIN, R. E.; GARBER, D. A. Complete dental bleaching. Chicago: Quitessence Publishing, p. 8. HAYWOOD, V. B. et al. Effectiveness side effects and long-term status of nightguard vital bleaching. J Amer Dent Ass, Chicago, v. 125, no. 9, p , Sept HEIN, D. K.; PLOEGER, B. J.; HARTUP, J. K.; WAGSTAFF, R. S.; PALMER, T. M.; HANSEN, L. D. In-office vital tooth bleaching-- what do lights add? Compend Contin Educ Dent, Lawrenceville, v. 24, no. 4A, p , SWIFT JR., E. J.; MAY JR., K. N.; WILDER JR., A. D.; HEYMANN, H. O.; BAYNE, S. C. Two-year clinical evaluation of tooth whitening using an at-home bleaching system. J Esthet Dent, Hamilton, v. 11, no. 1, p , LEONARD JR., R. H. Nightguard vital bleaching: dark stains and long-term results. Compend Contin Educ Dent Suppl, Lawrenceville, no. 28, p , 548, Jun PAPATHANASIOU, A.; KASTALI, S.; PERRY, S. D.; KUGEL, G. Clinical evaluation of a 35% hydrogen peroxide in-office whitening system. Compend Contin Educ Dent, Lawrenceville, v. 23, no. 4, p , 340, 343-4, 348, Apr Endereço para correspondência Fabiano Carlos Marson Av. Tiradentes, 116, ap. 1300, Edif. Carlos Gomes, Centro Maringá - PR - CEP R Dental Press Estét - v. 3, n. 1, p , jan./fev./mar. 2006

Avaliação clínica do clareamento dental pela técnica caseira

Avaliação clínica do clareamento dental pela técnica caseira Caso Clínico Avaliação clínica do clareamento dental pela técnica caseira Fabiano Carlos Marson*, Luis Guilherme Sensi*, Fabiano de Oliveira Araujo*, Sylvio Monteiro Junior**, Élito Araújo*** Resumo O

Leia mais

AVALIAÇÃO CLÍNICA DO USO DE FONTES AUXILIARES NO CLAREAMENTO DE DENTES VITAIS

AVALIAÇÃO CLÍNICA DO USO DE FONTES AUXILIARES NO CLAREAMENTO DE DENTES VITAIS V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 2007 AVALIAÇÃO CLÍNICA DO USO DE FONTES AUXILIARES NO CLAREAMENTO DE DENTES VITAIS Regiane Dos Santos 1 ; Fabiano Carlos

Leia mais

CLAREAMENTO DENTAL ASSOCIAÇÃO DE TÉCNICAS PARA OBTENÇÃO DE EFETIVIDADE E NATURALIDADE

CLAREAMENTO DENTAL ASSOCIAÇÃO DE TÉCNICAS PARA OBTENÇÃO DE EFETIVIDADE E NATURALIDADE CLAREAMENTO DENTAL ASSOCIAÇÃO DE TÉCNICAS PARA OBTENÇÃO DE EFETIVIDADE E NATURALIDADE AUTORES: Jorge Eustáquio Mestre em Dentística Restauradora Faculdade de Odontologia São Leopoldo Mandic Campinas SP;

Leia mais

Clareamento dental Associação de técnicas para obtenção de efetividade e naturalidade

Clareamento dental Associação de técnicas para obtenção de efetividade e naturalidade CASO CLÍNICO A linha inovadora de clareamento dental da Angelus TÍTULO Clareamento dental Associação de técnicas para obtenção de efetividade e naturalidade AUTOR AUTORES Jorge Eustáquio Mestre em Dentística

Leia mais

Novo conceito na clareação dentária pela técnica no consultório

Novo conceito na clareação dentária pela técnica no consultório Caso Clínico Novo conceito na clareação dentária pela técnica no consultório Fabiano Carlos Marson*, Luis Guilherme Sensi**, Rodrigo Reis*** Resumo O objetivo deste trabalho foi avaliar o tempo de decomposição

Leia mais

TODO PACIENTE PODE QUAL DEVE SER A IDADE. Clareamento Dental. Odontologia Cosmética REALIZAR O TRATAMENTO CLAREADOR? MÍNIMA?

TODO PACIENTE PODE QUAL DEVE SER A IDADE. Clareamento Dental. Odontologia Cosmética REALIZAR O TRATAMENTO CLAREADOR? MÍNIMA? Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Odontologia Programa de Educação Tutorial Clareamento Dental Um dos tratamentos mais populares estéticos realizados em dentes escurecidos (Klaric, 2014).

Leia mais

ANÁLISE DO CLAREAMENTO DENTAL CASEIRO REALIZADO COM DIFERENTES PRODUTOS - RELATO DE CASO

ANÁLISE DO CLAREAMENTO DENTAL CASEIRO REALIZADO COM DIFERENTES PRODUTOS - RELATO DE CASO ANÁLISE DO CLAREAMENTO DENTAL CASEIRO REALIZADO COM DIFERENTES PRODUTOS - RELATO DE CASO ANALYSIS OF AT-HOME DENTAL BLEACHING USING DIFFERENT PRODUCTS - CASE REPORT André Luiz Fraga BRISO 1 Vanessa RAHAL

Leia mais

MILHÕES P O O S A I S O M E N I T M U 8DE SORRISOS. www.fgm.ind.br 0800 644 6100 PROMOÇÕES VÁLIDAS ENQUANTO DURAREM OS ESTOQUES.

MILHÕES P O O S A I S O M E N I T M U 8DE SORRISOS. www.fgm.ind.br 0800 644 6100 PROMOÇÕES VÁLIDAS ENQUANTO DURAREM OS ESTOQUES. MILHÕES 8DE SORRISOS M U I T M U O I T M A I S O M E N P O O S R BRINDES DESCONTOS ECONOMIA QUALIDADE www.fgm.ind.br 0800 644 6100 PROMOÇÕES VÁLIDAS ENQUANTO DURAREM OS ESTOQUES. LEVE AGORA! WHITE CLASS

Leia mais

TRANSFORMAÇÃO DA FORMA DOS LATERAIS CONÓIDES UTILIZANDO RESINA COMPOSTA (ESTHET-X)

TRANSFORMAÇÃO DA FORMA DOS LATERAIS CONÓIDES UTILIZANDO RESINA COMPOSTA (ESTHET-X) TRANSFORMAÇÃO DA FORMA DOS LATERAIS CONÓIDES UTILIZANDO RESINA COMPOSTA (ESTHET-X) Caso clínico realizado pelo especialista em Dentística Restauradora HECTOR GREGORY SOCIAS JUNIOR (República Dominicana).

Leia mais

AVALIAÇÃO DE TÉCNICAS DE CLAREAMENTO DE CONSULTÓRIO COM E SEM USO DE LUZ (LASER/LED)

AVALIAÇÃO DE TÉCNICAS DE CLAREAMENTO DE CONSULTÓRIO COM E SEM USO DE LUZ (LASER/LED) AVALIAÇÃO DE TÉCNICAS DE CLAREAMENTO DE CONSULTÓRIO COM E SEM USO DE LUZ (LASER/LED) Danieli Laguna Francisco Odontóloga graduada pelo Centro Universitário de Maringá CESUMAR; E-mail: danielilaguna@hotmail.com

Leia mais

Stomatos ISSN: 1519-4442 ppgpediatria@ulbra.br Universidade Luterana do Brasil Brasil

Stomatos ISSN: 1519-4442 ppgpediatria@ulbra.br Universidade Luterana do Brasil Brasil Stomatos ISSN: 1519-4442 ppgpediatria@ulbra.br Universidade Luterana do Brasil Brasil Coelho-de-Souza, Fábio Herrmann; Klein-Júnior, Celso Afonso; Azambuja Reichert, Leandro; Zago, Renata; Figueiredo Braga,

Leia mais

O conhecimento dos cirurgiões-dentistas do município de Vassouras-RJ em relação ao clareamento dental e os riscos de sua auto-administração

O conhecimento dos cirurgiões-dentistas do município de Vassouras-RJ em relação ao clareamento dental e os riscos de sua auto-administração O conhecimento dos cirurgiões-dentistas do município de Vassouras-RJ em relação ao clareamento dental e os riscos de sua auto-administração The knowledge of dentists in the city of Vassouras-RJ concerning

Leia mais

Periodontia e estética: abordagem multidisciplinar

Periodontia e estética: abordagem multidisciplinar Periodontia e estética: abordagem multidisciplinar Naiara de Oliveira Farias 1, Rachel de Queiroz Ferreira Rodrigues 2, Maria Isabel Serpa Simões de Farias 3 RESUMO A forma, cor e disposição dos dentes

Leia mais

Recontorno cosmético parte 1: clareação dentária fotoassistida com luz ultravioleta

Recontorno cosmético parte 1: clareação dentária fotoassistida com luz ultravioleta Caso Selecionado Recontorno cosmético parte 1: clareação dentária fotoassistida com luz ultravioleta lera o processo de clareação 11. Entretanto, essa maior difusão do peróxido de hidrogênio para o interior

Leia mais

Materiais e Técnicas com Wanderley de Almeida Cesar Jr.

Materiais e Técnicas com Wanderley de Almeida Cesar Jr. Artigos Materiais e Técnicas com Wanderley de Almeida Cesar Jr. Agregando valor aos procedimentos diários: do clareamento à fratura dental. Atualmente, observa-se que as novas idéias e a avaliação contínua

Leia mais

clareamento dentário supervisionado pelo cirurgiãodentista

clareamento dentário supervisionado pelo cirurgiãodentista Clareamento dentário supervisionado pelo cirurgião dentista DENTAL BLEACHING SUPERVISIONED BY DENTIST Marcelo Gonçalves Cardoso Priscila de Macedo Máximo Departamento de Odontologia da Universidade de

Leia mais

manter um dente recém- período suficientemente prolongado correção ortodôntica que se conceito polêmico.

manter um dente recém- período suficientemente prolongado correção ortodôntica que se conceito polêmico. Introdução CONTENÇÕES EM ORTODONTIA em ortodontia é o procedimento para manter um dente recém- movimentado em posição por um período suficientemente prolongado para assegurar a manutenção da correção ortodôntica

Leia mais

Microabrasão do esmalte: procedimento estético como busca de recuperação da auto-estima

Microabrasão do esmalte: procedimento estético como busca de recuperação da auto-estima Artigo Clínico Microabrasão do esmalte: procedimento estético como busca de recuperação da auto-estima Wanderley de Almeida Cesar Jr.*, Cinthya Dutra de Almeida Cesar** Resumo Em muitos casos no dia-a-dia

Leia mais

AVALIAÇÃO DA RUGOSIDADE

AVALIAÇÃO DA RUGOSIDADE AVALIAÇÃO DA RUGOSIDADE SUPERFICIAL DE RESINA COMPOSTA APÓS A AÇÃO DE AGENTES CLAREADORES IMEDIATOS William Kabbach* Flávia Magnani Bevilacqua** Juliana Alvares Duarte Bonini Campos*** Welingtom Dinelli****

Leia mais

Soluções em clareamento dental: segurança e resultados em procedimentos terapêuticos

Soluções em clareamento dental: segurança e resultados em procedimentos terapêuticos 20 Março 2010 Soluções em clareamento dental: segurança e resultados em procedimentos terapêuticos Passo a passo de um caso clínico realizado com técnica mista utilizando géis de consultório e caseiro

Leia mais

ODONTOLOGIA ESTÉTICA

ODONTOLOGIA ESTÉTICA ODONTOLOGIA ESTÉTICA O sorriso enaltece os dentes que podem assim como outros elementos da face denunciar a idade cronológica do ser humano por meio de desgastes ou mesmo pela alteração da cor. Nesse contexto,

Leia mais

Atualmente, há uma grande procura dos pacientes por tratamentos. Diferenças entre hipoplasia de esmalte e fluorose. Caso Clínico

Atualmente, há uma grande procura dos pacientes por tratamentos. Diferenças entre hipoplasia de esmalte e fluorose. Caso Clínico Diferenças entre hipoplasia de esmalte e fluorose Fabiano Marson Professor Coordenador do Mestrado e Especialização em Prótese da Faculdade Ingá-Maringá. Especialista, Mestre e Doutor em Dentística UFSC.

Leia mais

Clareamento dental em dentes com vitalidade pulpar, Suas técnicas e aplicabilidades.

Clareamento dental em dentes com vitalidade pulpar, Suas técnicas e aplicabilidades. Clareamento dental em dentes com vitalidade pulpar, Suas técnicas e aplicabilidades. Maria Cleide Azevedo Braz* Divaneudo Mangueira Duarte Junior* Ilaiane Ferreira de Andrade* Paula Vanessa da Silva* Angela

Leia mais

Fundação Universitária Norte de Minas FUNORTE. Unidade Brasília PATRÍCIA DE CAMARGO GARCIA LEITE

Fundação Universitária Norte de Minas FUNORTE. Unidade Brasília PATRÍCIA DE CAMARGO GARCIA LEITE 1 Fundação Universitária Norte de Minas FUNORTE Unidade Brasília PATRÍCIA DE CAMARGO GARCIA LEITE ASPECTOS E CONSEQUÊNCIAS NOS TRATAMENTOS PARA CLAREAMENTO DENTAL: UMA ANÁLISE BIBLIOGRÁFICA Brasília 2014

Leia mais

Harmonia. Caso Selecionado. Sidney Kina e José Carlos Romanini

Harmonia. Caso Selecionado. Sidney Kina e José Carlos Romanini Caso Selecionado Harmonia Sidney Kina e José Carlos Romanini Na busca para encontrar uma composição agradável no sorriso, alguns fatores de composição estética devem ser observados, para orientação na

Leia mais

Caso Selecionado. Odontologia Estética Integrada - a busca do equilíbrio

Caso Selecionado. Odontologia Estética Integrada - a busca do equilíbrio Caso Selecionado Odontologia Estética Integrada - a busca do equilíbrio Cláudio de Pinho Costa, José Maria Gratone, Paulo Martins Ferreira, Tatiana Costa Ribeiro O conhecimento e domínio dos princípios

Leia mais

Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada?

Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada? Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada? A avaliação da estética facial, bem como sua relação com a comunicação e expressão da emoção, é parte importante no

Leia mais

Técnica de impressão em dois tempos Técnica de afastamento com duplo fio

Técnica de impressão em dois tempos Técnica de afastamento com duplo fio ESTÉTICA ESTÉTICA ESTÉTICA ESTÉTICA ESTÉTICA Técnica de impressão em dois tempos Técnica de afastamento com duplo fio Prof. Dr. Glauco Rangel Zanetti Doutor em Clínica Odontológica - Prótese Dental - FOP-Unicamp

Leia mais

Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM. Aula 2

Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM. Aula 2 SUBSECRETARIA DE ESTADO DE DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE ODONTOLOGIA CENTRO DE ESTUDOS E PESQUISAS ODONTOLÓGICAS Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM

Leia mais

Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO 098-ETE PHILADELPHO GOUVEA NETTO - São José do Rio Preto SP

Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO 098-ETE PHILADELPHO GOUVEA NETTO - São José do Rio Preto SP CEETEPS Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO 098-ETE PHILADELPHO GOUVEA NETTO - São José do Rio Preto SP APOSTILA DE MATERIAIS DE PROTESE MATERIAIS DE MOLDAGEM

Leia mais

Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal. Materiais Dentários. Professora: Patrícia Cé

Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal. Materiais Dentários. Professora: Patrícia Cé Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal Materiais Dentários Professora: Patrícia Cé Introdução AULA II Materiais de Moldagem Alginato Polissulfeto Poliéter Silicone de condensação

Leia mais

MOLDAGEM E CONFECÇÃO DE MODELO DE ESTUDO

MOLDAGEM E CONFECÇÃO DE MODELO DE ESTUDO MOLDAGEM E CONFECÇÃO DE MODELO DE ESTUDO Prof. Dr. Alfredo Júlio Fernandes Neto - 2005 A obtenção do molde e posterior modelo de estudo em gesso é um procedimento crítico e, como em qualquer outro trabalho

Leia mais

Avaliação Clínica de Dois Sistemas de Clareamento Dental

Avaliação Clínica de Dois Sistemas de Clareamento Dental ISSN 1981-3708 Avaliação Clínica de Dois Sistemas de Clareamento Dental Clinical Evaluation of Two Tooth Whitening Systems Flávia M. M. SILVA 1, Lilian G. NACANO 1, Eliane C. GAVA PIZI 2 1. Graduanda em

Leia mais

Estética Dental: Clareamento e Resina Composta Dental Aesthetic: bleaching and composite resin

Estética Dental: Clareamento e Resina Composta Dental Aesthetic: bleaching and composite resin Estética Dental: Clareamento e Resina Composta Dental Aesthetic: bleaching and composite resin Frederico dos Reis GOYATÁ Doutor em Prótese UNITAU Taubaté-SP. Pós Doutorando em Prótese UNITAU Taubaté-SP.

Leia mais

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários Nosso consultório odontológico está equipado para oferecer ao produtor rural todos os tratamentos odontológicos disponíveis na atualidade. Segue abaixo uma discriminação detalhada de cada tratamento oferecido

Leia mais

Escrito por Administrator Ter, 02 de Fevereiro de 2010 09:14 - Última atualização Qua, 10 de Março de 2010 08:44

Escrito por Administrator Ter, 02 de Fevereiro de 2010 09:14 - Última atualização Qua, 10 de Março de 2010 08:44 Mitos e Verdades da Odontologia Mitos: Quanto maior e colorida for nossa escova dental, melhor! Mentira. A escova dental deve ser pequena ou média para permitir alcançar qualquer região da nossa boca.

Leia mais

Instituto Latino Americano de Pesquisa e Ensino Odontológico. Mariana Constâncio Keppen

Instituto Latino Americano de Pesquisa e Ensino Odontológico. Mariana Constâncio Keppen Instituto Latino Americano de Pesquisa e Ensino Odontológico Mariana Constâncio Keppen Revisão de Literatura: Clareamento Dental. CURITIBA 2012 Mariana Constâncio Keppen Revisão de Literatura: Clareamento

Leia mais

Clareamento externo: uma solução conservadora para dentes com calcificação distrófica. Relato de caso clínico com trinta meses de acompanhamento

Clareamento externo: uma solução conservadora para dentes com calcificação distrófica. Relato de caso clínico com trinta meses de acompanhamento Artigo Inédito Clareamento externo: uma solução conservadora para dentes com calcificação distrófica. Relato de caso clínico com trinta meses de acompanhamento Leonardo Muniz*, Juliana Longa Fernandes**,

Leia mais

Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM

Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM SUBSECRETARIA DE ESTADO DE DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE ODONTOLOGIA CENTRO DE ESTUDOS E PESQUISAS ODONTOLÓGICAS Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM

Leia mais

SIMPLES E EFICIENTES PROCEDIMENTOS PARA AS REABILITAÇÕES ORAIS SOBRE DENTES NATURAIS E IMPLANTES

SIMPLES E EFICIENTES PROCEDIMENTOS PARA AS REABILITAÇÕES ORAIS SOBRE DENTES NATURAIS E IMPLANTES PARA AS REABILITAÇÕES ORAIS SOBRE Dr. Dario Adolfi Dr. Oswaldo Scopin de Andrade Dr. Maurício Adolfi Data: 7 a 11 de outubro de 2013 OBJETIVOS: Saiba como planejar uma reabilitação total e mostrar ao paciente

Leia mais

ELOÁ MICHELATO CLAREAMENTO DENTAL ASSOCIADO À MICROABRASÃO: RELATO DE CASO CLÍNICO

ELOÁ MICHELATO CLAREAMENTO DENTAL ASSOCIADO À MICROABRASÃO: RELATO DE CASO CLÍNICO ELOÁ MICHELATO CLAREAMENTO DENTAL ASSOCIADO À MICROABRASÃO: RELATO DE CASO CLÍNICO Londrina 2014 ELOÁ MICHELATO CLAREAMENTO DENTAL ASSOCIADO À MICROABRASÃO: RELATO DE CASO CLÍNICO Trabalho de Conclusão

Leia mais

ESTUDO DOS EFEITOS DO CLAREAMENTO DENTAL SOBRE O ESMALTE: UMA REVISÃO DAS EVIDÊNCIAS PARA A INDICAÇÃO CLÍNICA

ESTUDO DOS EFEITOS DO CLAREAMENTO DENTAL SOBRE O ESMALTE: UMA REVISÃO DAS EVIDÊNCIAS PARA A INDICAÇÃO CLÍNICA ESTUDO DOS EFEITOS DO CLAREAMENTO DENTAL SOBRE O ESMALTE: UMA REVISÃO DAS EVIDÊNCIAS PARA A INDICAÇÃO CLÍNICA ESTUDO DOS EFEITOS DO CLAREAMENTO DENTAL SOBRE O ESMALTE: UMA REVISÃO DAS EVIDÊNCIAS PARA A

Leia mais

Ponto de Contato. Reabilitação Estética Sobre Implante em Função Imediata. Aesthetic rehabilitation with implants in immediate function

Ponto de Contato. Reabilitação Estética Sobre Implante em Função Imediata. Aesthetic rehabilitation with implants in immediate function Ponto de Contato Reabilitação Estética Sobre Implante em Função Imediata Aesthetic rehabilitation with implants in immediate function José Norberto Garcia Nesello* Manoel Martin Junior** Carlos Marcelo

Leia mais

Coluna Visão Protética

Coluna Visão Protética Coluna Visão Protética 88 PROSTHESIS Prosthes. Lab. Sci. 2013; 2(6):88-97. L A B O R A T O R Y i n Gustavo Bertholdo 1 Elson Bertholdo 2 Eduardo Souza Junior 3 Luis Gustavo Barrote Albino 4 Thays Bertoldo

Leia mais

2. Quando o implante dental é indicado?

2. Quando o implante dental é indicado? Dúvidas sobre implantodontia: 1. O que são implantes? São cilindros metálicos (titânio) com rosca semelhante a um parafuso que são introduzidos no osso da mandíbula (arco inferior) ou da maxila (arco superior),

Leia mais

Brasil e FGM A gente entende de estética

Brasil e FGM A gente entende de estética Brasil e FGM A gente entende de estética O Brasil é um país repleto de belezas naturais, fruto da diversidade do clima, das paisagens e das etnias. Nosso povo tem uma beleza e traços bem variados, que

Leia mais

MESTRADO ANDRÉ MANOEL LIMA DA FONSECA CLAREAMENTO DENTAL COM A UTILIZAÇÃO DO LASER: UM ESTUDO CONTROLADO DE BOCA DIVIDIDA

MESTRADO ANDRÉ MANOEL LIMA DA FONSECA CLAREAMENTO DENTAL COM A UTILIZAÇÃO DO LASER: UM ESTUDO CONTROLADO DE BOCA DIVIDIDA MESTRADO ANDRÉ MANOEL LIMA DA FONSECA CLAREAMENTO DENTAL COM A UTILIZAÇÃO DO LASER: UM ESTUDO CONTROLADO DE BOCA DIVIDIDA 2011 Mestrado em Odontologia Av. Alfredo Baltazar da Silveira 580 cobertura 22790-710

Leia mais

Clareamento de dentes vitais com a utilização da luz

Clareamento de dentes vitais com a utilização da luz Autor convidado ZANIN F, FREITAS PM, ARANHA ACC, RAMOS TM, RAMOS TM, LOPES AO Clareamento de dentes vitais com a utilização da luz In-office dental bleaching of vital teeth: light as a differential Fátima

Leia mais

Recuperação da Linha do Sorriso Utilizando Procedimentos Cirúrgico e Restaurador

Recuperação da Linha do Sorriso Utilizando Procedimentos Cirúrgico e Restaurador CASO CLÍNICO Recuperação da Linha do Sorriso Utilizando Procedimentos Cirúrgico e Restaurador Recovery of the Smile Line By Means of Surgical and Restorative Treatment Sandra Rahal MESTRENER* Jorge KOMATSU

Leia mais

Cimentos para cimentação

Cimentos para cimentação Curso de Auxiliar em Saude Bucal - ASB Faculdade de Odontologia - UPF Requisitos de um agente cimentante ideal Cimentos para cimentação Ser adesivo; Ser insolúvel no meio bucal; Permitir bom selamento

Leia mais

Caso Selecionado. Como o olhar analítico da Odontologia Estética reconstrói um sorriso

Caso Selecionado. Como o olhar analítico da Odontologia Estética reconstrói um sorriso Como o olhar analítico da Odontologia Estética reconstrói um sorriso Marcelo Moreira*, Marcelo Kyrillos**, Luis Eduardo Calicchio***, Hélio Laudelino G. de Oliveira****, Márcio J. A. de Oliveira*****,

Leia mais

Clareamento Dental Caseiro na Dentística de Mínima Intervenção

Clareamento Dental Caseiro na Dentística de Mínima Intervenção CASO CLÍNICO Clareamento Dental Caseiro na Dentística de Mínima Intervenção Nightguard Vital Bleaching in the Minimal Intervention Operative Dentistry Sinval Adalberto RODRIGUES JUNIOR* Rafael Guerra LUND**

Leia mais

GUIA DE SAÚDE BUCAL E TRAUMATISMO DENTAL PARA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA)

GUIA DE SAÚDE BUCAL E TRAUMATISMO DENTAL PARA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA) GUIA DE SAÚDE BUCAL E TRAUMATISMO DENTAL PARA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA) AUTORES Ingryd Coutinho de Oliveira Priscila Cunha Nascimento Discentes da Graduação em Odontologia e Bolsistas de Ensino

Leia mais

Clinical Update. Restauração com Resina Composta de Dentes Anteriores Fraturados Relato de Caso Clínico. Procedimento Restaurador

Clinical Update. Restauração com Resina Composta de Dentes Anteriores Fraturados Relato de Caso Clínico. Procedimento Restaurador Restauração com Resina Composta de Dentes Anteriores Fraturados Relato de Caso Clínico Dr Saul Antunes Neto Desde o surgimento das resinas compostas, das técnicas de condicionamento ácido, das estruturas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Curso de Odontologia

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Curso de Odontologia UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Curso de Odontologia Trabalho de Conclusão de Curso Clareamento dental e restaurações diretas como soluções estéticas para dentes anteriores Mara Ilka Holanda de Medeiros

Leia mais

www.odontomagazine.com.br Ano 3 - N 34 - Novembro de 2013 comunicação integrada Reportagem Odontologia do Esporte

www.odontomagazine.com.br Ano 3 - N 34 - Novembro de 2013 comunicação integrada Reportagem Odontologia do Esporte www.odontomagazine.com.br Ano 3 - N 34 - Novembro de 2013 comunicação integrada comunicação integrada Reportagem Odontologia do Esporte Clareamento dental para dentes não vitais e vitais, seguido de procedimentos

Leia mais

Protocolo para laminados cerâmicos: Relato de um caso clínico

Protocolo para laminados cerâmicos: Relato de um caso clínico rtigo Inédito Protocolo para laminados cerâmicos: Relato de um caso clínico Oswaldo Scopin de ndrade*, José Carlos Romanini** RESUMO literatura científica atual preconiza para a dentição anterior a opção

Leia mais

MANUAL DO ASSOCIADO. Plano Empresarial. A solução definitiva em odontologia

MANUAL DO ASSOCIADO. Plano Empresarial. A solução definitiva em odontologia MANUAL DO ASSOCIADO Plano Empresarial A solução definitiva em odontologia MISSÃO DA EMPRESA O nosso compromisso é atingir e superar as expectativas dos clientes, garantindo sua total satisfação, fazendo

Leia mais

Você e seus pacientes merecem

Você e seus pacientes merecem ISO 9001:2008 ISO 13485:2003 0120 catálogo 2012 Tecnologia Ultrassônica Você e seus pacientes merecem Tratamentos minimamente invasivos Excelente visualização Melhor acesso Maior conforto Menor sensibilidade

Leia mais

ANÁLISE CLÍNICA DE DOIS TIPOS DE MOLDEIRAS USADAS NO CLAREAMENTO EXÓGENO

ANÁLISE CLÍNICA DE DOIS TIPOS DE MOLDEIRAS USADAS NO CLAREAMENTO EXÓGENO ORIGINAL / ORIGINAL ANÁLISE CLÍNICA DE DOIS TIPOS DE MOLDEIRAS USADAS NO CLAREAMENTO EXÓGENO Clinical analysis of two types of trays used in Nightguard Vital Bleaching RESUMO O clareamento caseiro tornou-se

Leia mais

MANUAL INSTRUTIVO DOS CÓDIGOS ODONTOLÓGICOS DO SIA/SUS - TSB E ASB -

MANUAL INSTRUTIVO DOS CÓDIGOS ODONTOLÓGICOS DO SIA/SUS - TSB E ASB - 1 MANUAL INSTRUTIVO DOS CÓDIGOS ODONTOLÓGICOS DO SIA/SUS - TSB E ASB - Porto Alegre, 2014. 1 2 S ODONTOLÓGICOS PARA AUXILIARES E TÉCNICOS EM SAÚDE BUCAL Tabela 1: Tipos de Procedimentos Odontológicos para

Leia mais

PROTOCOLO DE CLAREAMENTO DENTAL A LED. 3ª Edição

PROTOCOLO DE CLAREAMENTO DENTAL A LED. 3ª Edição PROTOCOLO DE CLAREAMENTO DENTAL A LED 3ª Edição Autora Profa. Dra. Silvia Cristina Núñez Graduação em Odontologia - USP; Mestre em Laser em Odontologia - IPEN/FOUSP; Doutora em Ciências - IPEN/USP; Professora

Leia mais

AVALIAÇÃO DA EFETIVIDADE DO CLAREAMENTO DENTAL CASEIRO E DE SISTEMAS DE PRATELEIRA

AVALIAÇÃO DA EFETIVIDADE DO CLAREAMENTO DENTAL CASEIRO E DE SISTEMAS DE PRATELEIRA CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E EXTENSÃO CURSO DE MESTRADO EM ODONTOLOGIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM DENTÍSTICA AVALIAÇÃO DA EFETIVIDADE DO CLAREAMENTO DENTAL CASEIRO E DE SISTEMAS DE PRATELEIRA ERIKA

Leia mais

O PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO COMO AGENTE CLAREADOR INTERNO

O PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO COMO AGENTE CLAREADOR INTERNO O PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO COMO AGENTE CLAREADOR INTERNO Aluna: Angela Ferrão Venturini Orientador: Prof. Ms. Mateus Silveira Martins Hartmann Curso: Especialização em Endodontia Passo Fundo, Outubro de

Leia mais

Clareamento dental Técnicas e conceitos atuais

Clareamento dental Técnicas e conceitos atuais Revisão de literatura FRANCI C, MARSON FC, BRISO ALF, GOMES MN Clareamento dental Técnicas e conceitos atuais Dental Bleaching - current concepts and techniques Carlos Francci Professor Doutor do Departamento

Leia mais

Lentes de contato dental: construindo um protocolo previsível

Lentes de contato dental: construindo um protocolo previsível Lentes de contato dental: construindo um protocolo previsível Weider Silva Especialista em Dentística. Especialista em Prótese. Especialista em Implantodontia. Professor do Curso de Especialização de Dentística

Leia mais

Curso de Extensão em Clínica Odontológica Faculdade de Odontologia de Piracicaba - UNICAMP

Curso de Extensão em Clínica Odontológica Faculdade de Odontologia de Piracicaba - UNICAMP Restauração Indireta em Dente Posterior Associando Adesivo e Compósito com Nanopartículas Mario Fernando de Góes Cristiana Azevedo Vinicius Di Hipólito Luís Roberto Martins Cláudio Bragoto Curso de Extensão

Leia mais

Alves M; Alves CIR. Revista APCD de Estética 2015;03(1):42-52

Alves M; Alves CIR. Revista APCD de Estética 2015;03(1):42-52 Autor para correspondência: Marcelo Alves Rua Augusto Bortoloti, 526 Lagoinha - Ribeirão Preto/SP Brasil 14095-110 dr.marcelo@mcpremier.com.br 42 Relato de caso clínico Odontologia minimamente invasiva:

Leia mais

AS FONTES DE ENERGIA LUMINOSA SÃO NECESSÁRIAS NA TERAPIA DE CLAREAMENTO DENTAL?

AS FONTES DE ENERGIA LUMINOSA SÃO NECESSÁRIAS NA TERAPIA DE CLAREAMENTO DENTAL? AS FONTES DE ENERGIA LUMINOSA SÃO NECESSÁRIAS NA TERAPIA DE CLAREAMENTO DENTAL? Heraldo Riehl Especialista em Dentística, Mestre e Doutor em Dentística opção Materiais Dentários pela FOB-USP, Professor

Leia mais

Restabelecimento estético anterior: clareamento, facetas e coroas em cerâmica

Restabelecimento estético anterior: clareamento, facetas e coroas em cerâmica Restabelecimento estético anterior: clareamento, facetas e coroas em cerâmica Mariana Veras Godeiro Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte-UFRN. Especialista em Dentística

Leia mais

Nova linha Close Up Diamond Attraction White. Dentes mais brancos * em um instante

Nova linha Close Up Diamond Attraction White. Dentes mais brancos * em um instante Nova linha Close Up Diamond Attraction White Dentes mais brancos * em um instante *O efeito branqueador instantâneo é ótico e temporário, e pode variar de pessoa para pessoa, dependendo da cor inicial

Leia mais

DIAGNÓSTICO COLETA DE DADOS RACIOCÍNIO E DEDICAÇÃO

DIAGNÓSTICO COLETA DE DADOS RACIOCÍNIO E DEDICAÇÃO EXAME CLÍNICO DA DOENÇA PERIODONTAL DIAGNÓSTICO PERIODONTAL CONSISTE O DIAGNÓSTICO NA ANÁLISE DO PERIODONTAL HISTÓRICO DO CASO, NA AVALIAÇÃO DOS SINAIS CLÍNICOS E SINTOMAS, COMO TAMBÉM DOS RESULTADOS DE

Leia mais

27/05/2014. Dentística I. Classe III. Classe I. Classe V. Terapêutica ou protética; Simples, composta ou complexa.

27/05/2014. Dentística I. Classe III. Classe I. Classe V. Terapêutica ou protética; Simples, composta ou complexa. Mauro A Dall Agnol UNOCHAPECÓ mauroccs@gmail.com Classe I Classe II Classe III Classe IV Classe V Classe I Classe II Classe III Classe IV Classe V Dentística I Terapêutica ou protética; Simples, composta

Leia mais

Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso

Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso Caso Clínico Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso José Euclides Nascimento* Luciano da Silva

Leia mais

Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa. o superiores e splint removível vel inferior

Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa. o superiores e splint removível vel inferior Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa o superiores e splint removível vel inferior MORO, A.; et al. Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de aço superiores

Leia mais

O TRATAMENTO PROFISSIONAL DA HIPERSENSIBILIDADE.

O TRATAMENTO PROFISSIONAL DA HIPERSENSIBILIDADE. O TRATAMENTO PROFISSIONAL DA HIPERSENSIBILIDADE. VOCÊ RESOLVENDO O PROBLEMA DO SEU PACIENTE. CONTÉM NANO- HIDROXIAPATITA Pasta Dessensibilizante e Remineralizante AF. folder 40x7 nano p.indd 6/6/0 :40:49

Leia mais

! 1. Alterar forma e/ou cor vestibular dos dentes; 2. Realinhar dentes inclinados para lingual. Restaurações estéticas anteriores diretas.

! 1. Alterar forma e/ou cor vestibular dos dentes; 2. Realinhar dentes inclinados para lingual. Restaurações estéticas anteriores diretas. Restaurações estéticas anteriores diretas. O crescente desenvolvimento de materiais resinosos e técnicas adesivas, possibilita o planejamento e execução de restaurações de resina composta na dentição anterior.

Leia mais

SulAmérica Odonto Empresarial

SulAmérica Odonto Empresarial SulAmérica Odonto Empresarial O sorriso dos seus colaboradores está em nossos planos. A partir de 100 vidas sulamerica.com.br Sobre a SulAmérica A SulAmérica Seguros, Previdência e Investimentos, com 116

Leia mais

Como obter resultados com a otimização dos consultórios com os TSB e ASB

Como obter resultados com a otimização dos consultórios com os TSB e ASB Como obter resultados com a otimização dos consultórios com os TSB e ASB 6º SINPLO Simpósio Internacional de Planos Odontológicos Fabiana Car Pernomiam 2011 Ergonomia racionalizar o trabalho, possibilitar

Leia mais

Reabilitação Estética em Dentes com Alterações Cromáticas Relato de um Caso Clínico

Reabilitação Estética em Dentes com Alterações Cromáticas Relato de um Caso Clínico CASO CLÍNICO Reabilitação Estética em Dentes com Alterações Cromáticas Relato Aesthetic Rehabilitation in Teeth with Color Alterations - Report of a Clinical Case Maristela Dutra Corrêa BONFIM* Camillo

Leia mais

Estudo da prevalência de cárie dentária na dentição permanente em crianças de 6 a 12 anos da rede pública de ensino no município de Joinville (SC)

Estudo da prevalência de cárie dentária na dentição permanente em crianças de 6 a 12 anos da rede pública de ensino no município de Joinville (SC) ISSN 1806-7727 Estudo da prevalência de cárie dentária na dentição permanente em crianças de 6 a 12 anos da rede pública de ensino no município de Joinville (SC) Evaluated the prevalence of dental caries

Leia mais

Faceta direta em resina composta com recurso de uma matriz de acetato - relato de caso clínico

Faceta direta em resina composta com recurso de uma matriz de acetato - relato de caso clínico Caso Clínico Faceta direta em resina composta com recurso de uma matriz de acetato - relato de caso clínico Milena Peixoto Nogueira de Sá*, Renata Corrêa Pascotto** Resumo A realização de facetas vestibulares

Leia mais

Digital smile design: uma ferramenta para planejamento e comunicação em odontologia estética

Digital smile design: uma ferramenta para planejamento e comunicação em odontologia estética DICAS DE PRÓTESE LABORATORIAL Digital smile design: uma ferramenta para planejamento e comunicação em odontologia estética Coachman, Christian Cirurgião-dentista, Técnico em Prótese Dentária Calamita,

Leia mais

Por: Renato Fabricio de Andrade Waldemarin; Guilherme Brião Camacho e Vinícius Marcel Ferst

Por: Renato Fabricio de Andrade Waldemarin; Guilherme Brião Camacho e Vinícius Marcel Ferst Por: Renato Fabricio de Andrade Waldemarin; Guilherme Brião Camacho e Vinícius Marcel Ferst Técnica 1: Faceta I.Dente vital e preparo protético pronto. 1. Medir a altura e a largura do dente homológo do

Leia mais

Nós acreditamos. Conheça o seu novo laboratório!

Nós acreditamos. Conheça o seu novo laboratório! Nós acreditamos. Conheça o seu novo laboratório! Bons profissionais procuram bons parceiros e fornecedores. Trabalhar com profissionais diferenciados, prestando serviços de alta qualidade é a nossa prioridade.

Leia mais

FECHAMENTO DE ESPAÇOS

FECHAMENTO DE ESPAÇOS FECHAMENTO DE ESPAÇOS Rua 144, n 77 - Setor Marista - Goiânia (GO) - CEP 74170-030 - PABX: (62) 278-4123 - 1 - Introdução Podemos definir essa etapa do tratamento ortodôntico como aquela onde o principal

Leia mais

Prótese Parcial Removível

Prótese Parcial Removível Prótese Parcial Removível Objetivo: Reabilitar arcos parcialmente desdentados, devolvendo as funções estética, fonética e mastigatória, podendo ser removida tanto pelo profissional como pelo paciente,

Leia mais

A Integração da Equipe de Saúde Bucal nos Serviços de Saúde

A Integração da Equipe de Saúde Bucal nos Serviços de Saúde A Integração da Equipe de Saúde Bucal nos Serviços de Saúde Trabalho em Saúde Economia globalizada transforma o trabalho afeta os meios e as relações de trabalho substituindo trabalho individual trabalho

Leia mais

Clinical Update. Materiais de Moldagem Hidroclóides Irreversíveis (Alginato) Preparação. (Fig. 1) JELTRATE e JELTRATE PLUS

Clinical Update. Materiais de Moldagem Hidroclóides Irreversíveis (Alginato) Preparação. (Fig. 1) JELTRATE e JELTRATE PLUS Materiais de Moldagem Hidroclóides Irreversíveis (Alginato) A construção de modelos e troquéis sempre foi uma etapa importante para os mais variados procedimentos odontológicos. Sobre os modelos obtidos

Leia mais

Série Aparelhos Ortodônticos: Barra Transpalatina

Série Aparelhos Ortodônticos: Barra Transpalatina Série Aparelhos Ortodônticos barra transpalatina INTRODUÇÃO A barra transpalatina (BTP) tem sido aplicada na mecânica ortodôntica de forma crescente e em muitas situações clínicas. Isto pela característica

Leia mais

Alinhamento de sorriso por meio de resinas compostas

Alinhamento de sorriso por meio de resinas compostas Caso Selecionado Alinhamento de sorriso por meio de resinas compostas Wanderley de Almeida Cesar Jr. Quando tenho pela frente um caso clínico para solucionar e uma necessidade estética do meu paciente

Leia mais

HIPERSENSIBILIDADE. Pasta Dessensibilizante Colgate Sensitive Pró-Alívio TM com tecnologia Pro-Argin TM

HIPERSENSIBILIDADE. Pasta Dessensibilizante Colgate Sensitive Pró-Alívio TM com tecnologia Pro-Argin TM Pasta Dessensibilizante Colgate Sensitive Pró-Alívio TM com tecnologia Pro-Argin TM HIPERSENSIBILIDADE Produto em processo de aprovação junto à ANVISA www.colgateprofissional.com.br Apresentando Pro-Argin

Leia mais

Mais branco. Mais brilhante. Você. o clareador mais rápido do mundo

Mais branco. Mais brilhante. Você. o clareador mais rápido do mundo Mais branco. Mais brilhante. Você. o clareador mais rápido do mundo polaoffice+ Super Rápido O Pola Office+ requer tempo mínimo na cadeira do dentista. O tempo total do tratamento levará menos de 30 minutos.

Leia mais

O aparelho de Herbst com Cantilever (CBJ) Passo a Passo

O aparelho de Herbst com Cantilever (CBJ) Passo a Passo O aparelho de Herbst com Cantilever (CBJ) Passo a Passo çã APARELHO DE HERBST COM CANTILEVER (CBJ) MAYES, 1994 Utiliza quatro coroas de açoa o nos primeiros molares e um cantilever,, a partir dos primeiros

Leia mais

ESPECIALIDADE MEDICINA DENTÁRIA

ESPECIALIDADE MEDICINA DENTÁRIA ESPECIALIDADE MEDICINA DENTÁRIA Cirurgia Oral A Cirurgia Oral é uma especialidade da Medicina Dentária que inclui o diagnóstico e o tratamento cirúrgico de patologias dos tecidos moles e tecidos duros

Leia mais

A PREVISIBILIDADE DIGITAL FACILITOU MUITO A COMUNICAÇÃO ENTRE O PROFESSIONAL E O PACIENTE EVITANDO-SE SURPRESAS NO FINAL DO TRATAMENTO

A PREVISIBILIDADE DIGITAL FACILITOU MUITO A COMUNICAÇÃO ENTRE O PROFESSIONAL E O PACIENTE EVITANDO-SE SURPRESAS NO FINAL DO TRATAMENTO Lorem. 2 A PREVISIBILIDADE DIGITAL FACILITOU MUITO A COMUNICAÇÃO ENTRE O PROFESSIONAL E O PACIENTE EVITANDO-SE SURPRESAS NO FINAL DO TRATAMENTO TÉCNICA DE HARMONIA DENTAL UTILIZANDO A PROPORÇÃO ÁUREA DIGITAL,

Leia mais

Fragmento CerâmiCo em incisivo Central: abordagem estética e UltraConservadora

Fragmento CerâmiCo em incisivo Central: abordagem estética e UltraConservadora Visão Clínica Fragmento CerâmiCo em incisivo Central: abordagem estética e UltraConservadora Ceramic fragment in central incisor: Aesthetic approach and ultraconservative Carlos Marcelo Archangelo*, José

Leia mais