Disciplina: Introdução aos Sistemas Operacionais Professor: Fernando Santorsula

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Disciplina: Introdução aos Sistemas Operacionais Professor: Fernando Santorsula E-mail: fernando.santorsula@esamc.br"

Transcrição

1 Disciplina: Introdução aos Sistemas Operacionais Professor: Fernando Santorsula

2 Aula 15 (Revisão prova B2): Conteúdo programático Teórica Conteúdo da Aula 12 até a aula 14

3 Mas o que é o PowerShell?

4 Resposta: PowerShell é um novo prompt de comando do Windows, muito mais poderoso que o cmd.exe, voltado à automatização, via scripts e canalização de objetos por uma sequência de comandos, para manutenção de sistemas por parte de administradores, além de um controle maior do sistema. O Windows PowerShell fornece acesso à todas as APIs.NET disponíveis no sistema, além dos objetos COM, e outras APIs Microsoft.

5 Mais sobre o PowerShell O Microsoft Windows PowerShell é uma nova linguagem de scripts e shell de linha de comando que ajuda os profissionais de TI a obter maior produtividade e a controlar a administração de sistemas de forma mais fácil. O Windows PowerShell não exige que você faça a migração de seus scripts existentes. Ele é totalmente adaptado para a automação dos novos recursos do Windows Server 2008.

6 Mais sobre o PowerShell Com mais de 130 ferramentas padrão de linha de comando, uma nova linguagem de scripts voltada para a administração, sintaxe e utilitários consistentes, o Windows PowerShell acelera a automação das tarefas de administração de sistema - como o Active Directory, Servidor de Terminal e IIS 7.0 (Internet Information Server) e aprimora a capacidade de sua organização de lidar com problemas exclusivos de gerenciamento de sistemas de seu ambiente.

7 Linguagem de Script Linguagem de script (também conhecido como linguagem de scripting, ou linguagem de extensão) são linguagens de programação executadas do interior de programas e/ou de outras linguagens de programação, não se restringindo a esses ambientes.

8 Linguagem de Script As linguagens de script servem para estender a funcionalidade de um programa e/ou controlá-lo, acessando sua API (Application Programming Interface) e, são frequentemente usadas como ferramentas de configuração e instalação em sistemas operacionais (Shell script), como por exemplo, em alguns sistemas operacionais da família Linux, que usam a linguagem bash.

9 Integração de software O Windows PowerShell é integrado como componente opcional do Windows Server 2008, habilitado por padrão no Windows Server 2008 R2 (exceto instalação core), Windows 7 e Windows 8, e pode ser baixada gratuitamente para instalação em Windows XP SP2, Windows Vista e Windows Server 2003.

10 Versões 1.0 Essa versão foi desenvolvida para Windows server 2003 e Windows XP. Algumas das principais funcionalidades são: Mais de 130 ferramentas de linha de comandos fáceis de usar e aprender, Suporte para linguagens de script e ferramentas de linha de comando existentes, Recurso que permite a navegação nos dados armazenados. Requisitos do sistema A versão 1.0 pode ser instalada nos seguintes sistemas operacionais: Microsoft Windows Server 2003 com SP1 ou Windows XP com SP2 O Microsoft.NET Framework 2.0 ( )

11 Versões 2.0 Disponível nativamente no Windows 7 e no Windows server 2008 R2 e para instalação no Windows XP, Windows Server 2003, Windows Vista e Windows Server As funcionalidades que podemos destacar são: Execução de comandos remotamente, Depuração de Script, Tratamento de eventos Requisitos do sistema: Windows Server 2008 com Service Pack 1 Windows Server 2008 com Service Pack 2 Windows Server 2003 com Service Pack 2 Windows Vista com Service Pack 2 Windows Vista com Service Pack 1 Windows XP com Service Pack 3 Obs.: Depuração (em inglês: debugging, debug) é o processo de encontrar e reduzir defeitos num aplicativo de software ou mesmo em hardware.

12 Versões 3.0 Nos sistemas operacionais Windows Server 2012 ou o Windows Server 2012 R2 a instalação não é necessária pois já faz parte do sistema operacional. Alguns de seus novos recursos: Tarefas agendadas, Administração delegada, Sintaxe de linguagem simplificada Requisitos do sistema: Windows 7 Service Pack 1 Windows Server 2008 R2 SP1 Windows Server 2008 Service Pack 2

13 Versões 4.0 Essa versão é nativa nas versões do Windows 8.1 e no Windows Server 2012 R2. Alguns dos novos recursos oferecidos são: Suporte para fluxo de trabalho e depuração de script remotamente Suporte de atualização da versão 3.0 para 4.0 (caso seja possível) Correções de bugs e melhoria de desempenho Requisitos do sistema: Windows 7 SP1 Windows Server 2008 R2 SP1 Windows Server 2012.

14 Recursos O Windows PowerShell inclui os seguintes recursos: Cmdlets para executar tarefas comuns de administração de sistema, como gerenciar o registro, serviços, processos e logs de eventos usando a Instrumentação de Gerenciamento do Windows (WMI). Uma linguagem de script baseada em tarefas e suporte para ferramentas de linha de comando e scripts existentes. Design consistente - Como repositórios de cmdlets e dados do sistema usam uma sintaxe e convenções de nomenclatura comuns, os dados podem ser compartilhados com facilidade e a saída de um cmdlet pode ser usada como entrada de outro cmdlet sem a necessidade de reformatação ou manipulação.

15 O que o PowerShell pode fazer? Você pode automatizar todo tipo de tarefa administrativa usando scripts do Windows PowerShell. Ele inclui novas ferramentas de linha de comando (são mais de 130) que você pode usar para realizar tarefas de administração de servidores comuns a todas as funções do Windows Server 2008, como serviços, processos e armazenamento. O Windows PowerShell também permite que você gerencie funções específicas do Windows Server 2008 (como IIS 7.0, AD DS ou Serviços de Terminal).

16 Cenários para o Windows PowerShell O Windows PowerShell também permite gerenciar funções específicas do Windows Server 2008, como o IIS 7.0, o Servidor de Terminal, o Microsoft Exchange Server 2007 e o Microsoft Operations Manager Além disso, um grande número de parceiros forneceu comandos do Windows PowerShell que aprimoram o gerenciamento de rede e fornecem ricas capacidades de medição e gráficos.

17 Dúvidas? Professor: Fernando Santorsula

18 Apresentação de editor de texto de Sistemas Operacionais

19 Qual seria a finalidade de um editor de textos nativo de um sistema operacional, seja Windows ou Linux?

20 Resposta: Editores de texto são frequentemente nativos em muitos sistemas operacionais, que podem ser utilizado para alterar arquivos de configuração, escrever programas, escrever um texto puro ou qualquer manipulação, edição, inserção de caracteres para uma determinada tarefa textual.

21 Editor de texto nativo de um SO Um editor de texto nativo de um SO, somente pode manipular texto puro que é representado e editado, mostrando todos os caracteres que estão presentes no arquivo. Os caracteres somente utilizados por caracteres de controle e codificação de caracteres, na prática seriam: nova linha, tabulação, e afins

22 Editor de texto nativo de um SO ASCII, sobretudo recentemente, como arquivos de texto plano são mais utilizados para a programação e configuração, menos frequentemente utilizados para documentação do que no passado.

23 Editor de texto nativo de um SO Um editor nativo de um SO, possui a codificação de caracteres mais comumente utilizada é ASCII, sobretudo recentemente, como arquivos de texto plano são mais utilizados para a programação e configuração, menos frequentemente utilizados para documentação do que no passado.

24 O que é tabela ASCII ASCII (do inglês American Standard Code for Information Interchange; "Código Padrão Americano para o Intercâmbio de Informação") é um código binário (cadeias de bits: 0s e 1s) que codifica um conjunto de 128 sinais: 95 sinais gráficos (letras do alfabeto latino, sinais de pontuação e sinais matemáticos) e 33 sinais de controle, veja a tabela ASCII no próximo slide:

25

26 História dos editores de texto Um dos primeiros editores "full screen" editores foi O26 - o que foi escrito para o operar no console das máquinas CDC 6000 da série Outro editor de tela cheia é o vi. Escrito na década de 1970, vi ainda é um editor padrão para o Unix e sistemas operacionais Linux. A produtividade da edição completa usando editores de tela (em relação à linha-base editores) motivou muitas das compras iniciais de terminais de vídeo.

27 Tipos de editores de texto Alguns editores de texto são pequenos e simples, enquanto outros oferecem uma ampla e complexa gama de funcionalidade. Por exemplo, Unix e sistemas operacionais Unix-like têm o editor VI (ou uma variante VIM), mas muitos também incluem o editor Emacs.

28 Tipos de editores de texto Sistemas Microsoft Windows vêm com o Bloco de notas muito simples, embora muitas pessoas, especialmente programadores preferem usar um dos muitos outros editores de texto do Windows com mais recursos.

29 Tipos de editores de texto O Macintosh da Apple Inc. com seu clássico Mac OS tinha um editor nativo o SimpleText, que foi substituído no OSX pelo TextEdit. Alguns editores, como o WordStar, têm modos de operação dual permitindo-lhes ser um editor de texto ou um processador de texto e seguido pelo WordPerfect que foi o mais completo até a chegada dos mais atuais.

30 Editores de texto (Linux / UNIX) Vi / Vim O Vi é o único editor universal em sistemas Unix, ele é encontrado nos sistemas operacionais Unix existentes no mercado, ele é interativo e ao contrário do ED, o VI mostra uma janela (tela) por vez. Ele permite que o usuário mova o cursor para qualquer ponto da tela ou do arquivo e role o texto para frente ou para trás para mostrar o texto que está acima ou abaixo da janela corrente.

31 Editores de texto (Linux / UNIX) Vi / Vim O VI opera basicamente em dois modos: modo de entrada de texto e modo de comando. O modo de entrada de texto é usado para entrar texto em um arquivo. O modo de comando é usado para manipular (editar) o texto. O VI tem outro modo de comando, chamado de modo de última linha (ou dois pontos) que permite o uso de outros comandos.

32 Editores de texto (Linux / UNIX) Vi / Vim Hoje em dia as distribuições usam uma versão mais completa e com mais recursos do que o Vi, que é o Vim (VI improved - Tradução: Mellhorado).

33 Janelas do Editor VI / VIM

34 Janelas do Editor VI / VIM

35 Janelas do Editor VI / VIM

36 Janelas do Editor VI / VIM

37 Dúvidas? Professor: Fernando Santorsula

38 Apresentação da linguagem Script Shell

39 O que é SHELL?

40 Resposta: É um interpretador de comandos que possui uma linguagem utilizada por diversas pessoas para facilitar a realização de inúmeras tarefas administrativas no Linux (como efetuar backup regularmente, procurar textos, criar formatações), e até mesmo para criar programas um pouco mais elaborados.

41 Sobre a linguagem Shell A linguagem shell é interpretada, não havendo necessidade de compilar para gerar um arquivo executável. Um script shell, ou simplesmente script, é um arquivo contendo uma sequência de um ou mais comandos. Este arquivo é diretamente executável quando chamado pelo nome.

42 Sobre a linguagem Shell O Shell foi escrito em diferentes versões. Dos vários programas Shell existentes, o Bourne Shell, o Korn Shell e o C Shell se destacam por serem os mais utilizados e conhecidos.

43 Sobre a linguagem Shell Além desses, há um shell padrão do Linux, chamado Bourne-Again Shell. Este pode ser considerado o mais completo, sendo compatível com todos os shells citados anteriormente.

44 Sobre a linguagem Shell O Bourne Shell vinha com o System V e o C Shell com o BSD. Algumas características:

45 Execução do programa Um programa pode ser escrito em um editor de sua preferência como vi, kwrite, KEdit entre outros. O arquivo é salvo como texto comum. No inicio do arquivo deve vir escrito: #!/bin/bash

46 Execução do programa Os caracteres especiais #! (chamados hash-bang) informam ao kernel que o próximo argumento é o programa utilizado para executar este arquivo. No caso, /bin/bash é o shell que utilizamos.

47 Execução do programa O kernel lê o hash-bang no início da linha, então ele continua lendo os caracteres seguintes e inicia o bash. Quando o shell lê o hash-bang, ele o interpreta como uma linha de comentário e a ignora, iniciando a execução do programa.

48 Execução do programa É preciso mudar a permissão do arquivo para executável para ele funcionar. Isso é feito pelo comando chmod

49 Execução do programa Vamos fazer um exemplo passo-a-passo agora para criar e executar um programa. Escreva em seu editor de texto o programa abaixo e salve como um.sh #!/bin/bash echo "Programa UM! Agora no prompt, mude as permissões do arquivo chmod a+x um.sh Agora é só chamar o programa no prompt sh um.sh ou poderia rodar dessa forma./um.sh

50 Dúvidas? Professor: Fernando Santorsula

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 06. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 06. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 06 Prof. André Lucio Competências da aula 6 Diretiva de grupo (GPO). Internet Information Services (IIS). PowerShell. Aula

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇO DE BACKUP. Professor Carlos Muniz

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇO DE BACKUP. Professor Carlos Muniz ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS O que é o Backup do Windows Server? O recurso Backup do Windows Server no Windows Server 2008 consiste em um snap-in do Console de Gerenciamento Microsoft (MMC) e

Leia mais

Sistemas Operacionais Aula 03: Estruturas dos SOs. Ezequiel R. Zorzal ezorzal@unifesp.br www.ezequielzorzal.com

Sistemas Operacionais Aula 03: Estruturas dos SOs. Ezequiel R. Zorzal ezorzal@unifesp.br www.ezequielzorzal.com Sistemas Operacionais Aula 03: Estruturas dos SOs Ezequiel R. Zorzal ezorzal@unifesp.br www.ezequielzorzal.com OBJETIVOS Descrever os serviços que um sistema operacional oferece aos usuários e outros sistemas

Leia mais

Introdução ao Shell Script

Introdução ao Shell Script Faculdade do Pará-FAP Disciplina: Programação em Ambiente de Redes Professor: Armando Hage Introdução ao Shell Script Introdução O que é o Shell Shell Script Primeiro Script Recebendo Parâmetros Exercícios

Leia mais

Desenvolvendo Websites com PHP

Desenvolvendo Websites com PHP Desenvolvendo Websites com PHP Aprenda a criar Websites dinâmicos e interativos com PHP e bancos de dados Juliano Niederauer 19 Capítulo 1 O que é o PHP? O PHP é uma das linguagens mais utilizadas na Web.

Leia mais

IBM SPSS Modeler - Princípios Básicos do R: Instruções de Instalação

IBM SPSS Modeler - Princípios Básicos do R: Instruções de Instalação IBM SPSS Modeler - Princípios Básicos do R: Instruções de Instalação Índice IBM SPSS Modeler - Essentials for R: Instruções de Instalação....... 1 IBM SPSS Modeler - Essentials for R: Instruções de Instalação...............

Leia mais

Introdução ao Linux. Professor Breno Leonardo G. de M. Araújo

Introdução ao Linux. Professor Breno Leonardo G. de M. Araújo Introdução ao Linux Professor Breno Leonardo G. de M. Araújo Sistema Operacional Linux Embora o Sistema Operacional Microsoft Windows ainda seja predominante no mercado de desktops e Notebooks,já é, bastante

Leia mais

Aula 01 Visão Geral do Linux

Aula 01 Visão Geral do Linux Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina Administração de Redes de Computadores Aula 01 Visão Geral do Linux Prof. Gustavo Medeiros de Araujo Profa.

Leia mais

SolarWinds Kiwi Syslog Server

SolarWinds Kiwi Syslog Server SolarWinds Kiwi Syslog Server Monitoramento de syslog fácil de usar e econômico O Kiwi Syslog Server oferece aos administradores de TI o software de gerenciamento mais econômico do setor. Fácil de instalar

Leia mais

Professor: Roberto Franciscatto. Curso: Engenharia de Alimentos 01/2010 Aula 3 Sistemas Operacionais

Professor: Roberto Franciscatto. Curso: Engenharia de Alimentos 01/2010 Aula 3 Sistemas Operacionais Professor: Roberto Franciscatto Curso: Engenharia de Alimentos 01/2010 Aula 3 Sistemas Operacionais Um conjunto de programas que se situa entre os softwares aplicativos e o hardware: Gerencia os recursos

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 01. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 01. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 01 Prof. André Lucio Competências do modulo Introdução ao sistema operacional Windows Instalação e configuração do sistema

Leia mais

Sistemas Operacionais de Rede Linux - Gerenciamento de Arquivos

Sistemas Operacionais de Rede Linux - Gerenciamento de Arquivos Sistemas Operacionais de Rede Linux - Gerenciamento de Arquivos Conteúdo Programático Login e Logout Iniciando e Desligando o Sistema Tipos de arquivo Texto Binário Arquivos e Diretório Manipulação de

Leia mais

Laboratório de Redes. Professora Marcela Santos marcela@edu.estacio.br

Laboratório de Redes. Professora Marcela Santos marcela@edu.estacio.br Laboratório de Redes Professora Marcela Santos marcela@edu.estacio.br Active Directory (AD) Samba Máquina virtual Criação de uma máquina virtual Instalação do Windows Server O Active Directory (AD) é um

Leia mais

Sumário. Introdução ao Universo Linux... 1. Parte I

Sumário. Introdução ao Universo Linux... 1. Parte I Sumário Introdução ao Universo Linux... 1 Conhecendo o Linux... 2 Sua História... 2 Conhecendo o Unix... 3 As Variações do Unix... 4 Parte I 1 O Manual de Referências... 9 1.1 Sintaxe do Manual On-line...11

Leia mais

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas Linguagem de Programação JAVA Professora Michelle Nery Nomeclaturas Conteúdo Programático Nomeclaturas JDK JRE JEE JSE JME JVM Toolkits Swing AWT/SWT JDBC EJB JNI JSP Conteúdo Programático Nomenclatures

Leia mais

APOSTILA BÁSICA INFORMÁTICA: 1. PROCESSADOR DE TEXTOS 1.1 Conhecendo o aplicativo Word 2007 2.EDITOR DE PLANILHAS

APOSTILA BÁSICA INFORMÁTICA: 1. PROCESSADOR DE TEXTOS 1.1 Conhecendo o aplicativo Word 2007 2.EDITOR DE PLANILHAS APOSTILA BÁSICA INFORMÁTICA: 1. PROCESSADOR DE TEXTOS 1.1 Conhecendo o aplicativo Word 2007 2.EDITOR DE PLANILHAS 3.INTERNET 3.1. Internet: recursos e pesquisas 3.2. Conhecendo a Web 3.3. O que é um navegador?

Leia mais

I N F O R M Á T I C A. Sistemas Operacionais Prof. Dr. Rogério Vargas Campus Itaqui-RS

I N F O R M Á T I C A. Sistemas Operacionais Prof. Dr. Rogério Vargas Campus Itaqui-RS I N F O R M Á T I C A Sistemas Operacionais Campus Itaqui-RS Sistemas Operacionais É o software que gerencia o computador! Entre suas funções temos: inicializa o hardware do computador fornece rotinas

Leia mais

FAT32 ou NTFS, qual o melhor?

FAT32 ou NTFS, qual o melhor? FAT32 ou NTFS, qual o melhor? Entenda quais as principais diferenças entre eles e qual a melhor escolha O que é um sistema de arquivos? O conceito mais importante sobre este assunto, sem sombra de dúvidas,

Leia mais

Sistemas Operacionais de Rede

Sistemas Operacionais de Rede Sistemas Operacionais de Rede Redes de Computadores Professor: Tadeu Ferreira Oliveira tadeu.ferreira@ifrn.edu.br Aulas: Qua 16:30 às 18:00 Qui: 14:40 às 16:10 IFRN 2012 2/14 Objetivos: Conhecer os princípios

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS INCUBADORA DE EMPREENDIMENTOS SOLIDÁRIOS PROJETO TELECENTROS COMUNITÁRIOS APPEL MICROSOFT LINUX GOOGLE É um controlador

Leia mais

Administração de Sistemas Operacionais. Prof. Rodrigo Siqueira

Administração de Sistemas Operacionais. Prof. Rodrigo Siqueira Administração de Sistemas Operacionais Prof. Rodrigo Siqueira Lição 1: Funções de servidor Edições do Windows Server 2008 O que são funções de servidor? O que são as funções de serviços de infra-estrutura

Leia mais

Sistemas Operacionais. (Capítulo 3) INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO. Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto

Sistemas Operacionais. (Capítulo 3) INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO. Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto Sistemas Operacionais (Capítulo 3) INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto Estrutura 1. Definições 2. Classificações 3. CPU 4. Memória 5. Utilitários O que se

Leia mais

Aula 02. Introdução ao Linux

Aula 02. Introdução ao Linux Aula 02 Introdução ao Linux Arquivos Central de Programas do Ubuntu A Central de Programas do Ubuntu é uma loja de aplicativos integrada ao sistema que permite-lhe instalar e desinstalar programas com

Leia mais

Princípios de TI - Computadores. Sistema Operacional. CECOMP Colegiado de Engenharia da Computação. Prof. Fábio Nelson. Slide 1

Princípios de TI - Computadores. Sistema Operacional. CECOMP Colegiado de Engenharia da Computação. Prof. Fábio Nelson. Slide 1 Sistema Operacional Slide 1 Sistema Operacional Um conjunto de programas que se situa entre os softwares aplicativos e o hardware: Gerencia os recursos do computador (CPU, dispositivos periféricos). Estabelece

Leia mais

Neste tutorial apresentarei o serviço DFS Distributed File System. Veremos quais as vantagens

Neste tutorial apresentarei o serviço DFS Distributed File System. Veremos quais as vantagens Neste tutorial apresentarei o serviço DFS Distributed File System. Veremos quais as vantagens em utilizar este serviço para facilitar a administração de pastas compartilhadas em uma rede de computadores.

Leia mais

Revisão para a prova B2. Conteúdo das Aulas: 10, 11 e 14

Revisão para a prova B2. Conteúdo das Aulas: 10, 11 e 14 Revisão para a prova B2 Conteúdo das Aulas: 10, 11 e 14 Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc.br Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor:

Leia mais

Tópicos. Atualizações e segurança do sistema. Manutenção Preventiva e Corretiva de Software (utilizando o MS Windows XP)

Tópicos. Atualizações e segurança do sistema. Manutenção Preventiva e Corretiva de Software (utilizando o MS Windows XP) teste 1 Manutenção Preventiva e Corretiva de Software (utilizando o MS Windows XP) Rafael Fernando Diorio www.diorio.com.br Tópicos - Atualizações e segurança do sistema - Gerenciamento do computador -

Leia mais

ENDEREÇOS DE REDE PRIVADOS. 10.0.0.0 até 10.255.255.255 172.16.0.0 até 172.31.255.255 192.168.0.0 até 192.168.255.255. Kernel

ENDEREÇOS DE REDE PRIVADOS. 10.0.0.0 até 10.255.255.255 172.16.0.0 até 172.31.255.255 192.168.0.0 até 192.168.255.255. Kernel ENDEREÇOS DE REDE PRIVADOS Foram reservados intervalos de endereços IP para serem utilizados exclusivamente em redes privadas, como é o caso das redes locais e Intranets. Esses endereços não devem ser

Leia mais

Infraestrutura Básica

Infraestrutura Básica Índice Introdução Características do Mastersaf Componentes do MasterSAF Servidor de Banco de Dados (obrigatório) Estações de Trabalho (obrigatório) Servidor de Arquivos (opcional) Servidor de Aplicações

Leia mais

MCITP: ENTERPRISE ADMINISTRATOR

MCITP: ENTERPRISE ADMINISTRATOR 6292: INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DO WINDOWS 7, CLIENT Objetivo: Este curso proporciona aos alunos o conhecimento e as habilidades necessárias para instalar e configurar estações de trabalho utilizando a

Leia mais

Arquitetura de Computadores. Introdução aos Sistemas Operacionais

Arquitetura de Computadores. Introdução aos Sistemas Operacionais Arquitetura de Computadores Introdução aos Sistemas Operacionais O que é um Sistema Operacional? Programa que atua como um intermediário entre um usuário do computador ou um programa e o hardware. Os 4

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS IMPRESSÃO. Professor Carlos Muniz

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS IMPRESSÃO. Professor Carlos Muniz ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS IMPRESSÃO Serviços de impressão Os serviços de impressão permitem compartilhar impressoras em uma rede, bem como centralizar as tarefas de gerenciamento

Leia mais

COMO INSTALAR ZIM 8.50 HP-UX, AIX, LINUX E UNIXWARE

COMO INSTALAR ZIM 8.50 HP-UX, AIX, LINUX E UNIXWARE ZIM TECHNOLOGIES DO BRASIL COMO INSTALAR ZIM 8.50 HP-UX, AIX, LINUX E UNIXWARE Próx Antes de Iniciar O objetivo deste documento é apresentar os passos necessários para instalar a versão mais recente do

Leia mais

Formação de Administradores de Redes Linux LPI level 1. Aula 2 SENAC TI Fernando Costa

Formação de Administradores de Redes Linux LPI level 1. Aula 2 SENAC TI Fernando Costa Formação de Administradores de Redes Linux LPI level 1 Aula 2 SENAC TI Fernando Costa Agenda Introdução ao Shell Variáveis do shell Usando símbolos coringa Síntese Exercícios O shell Como todo computador

Leia mais

IBM SPSS Modeler - Princípios Básicos do R: Instruções de Instalação

IBM SPSS Modeler - Princípios Básicos do R: Instruções de Instalação IBM SPSS Modeler - Princípios Básicos do R: Instruções de Instalação Índice IBM SPSS Modeler - Essentials for R: Instruções de Instalação....... 1 Visão Geral............... 1 Instalar o Aplicativo IBM

Leia mais

Informática I. Aula 19. http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 19-20/11/06 1

Informática I. Aula 19. http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 19-20/11/06 1 Informática I Aula 19 http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 19-20/11/06 1 Ementa Histórico dos Computadores Noções de Hardware e Software Microprocessadores Sistemas Numéricos e Representação

Leia mais

Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral

Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral Windows 2003 Server Introdução Nessa Aula: É apresentada uma visão rápida e geral do Windows Server 2003. O Foco a partir da próxima aula, será no serviço de Diretórios

Leia mais

Desenvolvendo Websites com PHP

Desenvolvendo Websites com PHP Desenvolvendo Websites com PHP 2ª Edição Juliano Niederauer Novatec Copyright 2009, 2011 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. É proibida a reprodução

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05 Prof. André Lucio Competências da aula 5 Backup. WSUS. Serviços de terminal. Hyper-v Aula 04 CONCEITOS DO SERVIÇO DE BACKUP

Leia mais

Curso de Linux Básico

Curso de Linux Básico Curso de Linux Básico Oficina TecnoJovem Outubro/2013 Instalação de Programas Introdução Pacotes Gerenciamento de Pacotes Exemplos Material baseado na Documentação Ubuntu, disponível na Internet (WIKI)

Leia mais

Tudo o que Você Sempre Quis Saber Sobre Linguagens de Programação* (*Mas Tinha Medo de Perguntar) Diego Padilha Rubert FACOM

Tudo o que Você Sempre Quis Saber Sobre Linguagens de Programação* (*Mas Tinha Medo de Perguntar) Diego Padilha Rubert FACOM Tudo o que Você Sempre Quis Saber Sobre Linguagens de Programação* (*Mas Tinha Medo de Perguntar) Diego Padilha Rubert FACOM Por quê? O aprendizado em Algoritmos e Programação visa lógica de programação

Leia mais

Introdução a Computação

Introdução a Computação Sistemas Operacionais: Software Oculto Introdução a Computação Sistemas Operacionais Serve como um intermediário entre o hardware e os softwares aplicativos. Sistema Operacional Software de sistemas Kernel

Leia mais

PHP AULA1. Prof. Msc. Hélio Esperidião

PHP AULA1. Prof. Msc. Hélio Esperidião PHP AULA1 Prof. Msc. Hélio Esperidião NAVEGADOR O navegador também conhecido como web browseré um programa que habilita seus usuários a interagirem com documentos hospedados em um servidor Web. SERVIDOR

Leia mais

Windows 2008 Server. Windows 2008 Server IFSP Boituva Prof. Sérgio Augusto Godoy. www.profsergiogodoy.com sergiogutogodoy@hotmail.

Windows 2008 Server. Windows 2008 Server IFSP Boituva Prof. Sérgio Augusto Godoy. www.profsergiogodoy.com sergiogutogodoy@hotmail. Windows 2008 Server IFSP Boituva Prof. Sérgio Augusto Godoy www.profsergiogodoy.com sergiogutogodoy@hotmail.com Windows 2008 Server Construído sob o mesmo código do Vista Server Core (Instalação somente

Leia mais

MC-102 Aula 01. Instituto de Computação Unicamp

MC-102 Aula 01. Instituto de Computação Unicamp MC-102 Aula 01 Introdução à Programação de Computadores Instituto de Computação Unicamp 2015 Roteiro 1 Por que aprender a programar? 2 Hardware e Software 3 Organização de um ambiente computacional 4 Algoritmos

Leia mais

Receita de bolo para instalar MinGW-GCC e Netbeans em Windows

Receita de bolo para instalar MinGW-GCC e Netbeans em Windows Receita de bolo para instalar MinGW-GCC e Netbeans em Windows Hae Yong Kim 13/08/2014 Este documento explica como fiz para instalar compilador MinGW-GCC e ambiente de desenvolvimento Netbeans em Windows.

Leia mais

Hardware (Nível 0) Organização. Interface de Máquina (IM) Interface Interna de Microprogramação (IIMP)

Hardware (Nível 0) Organização. Interface de Máquina (IM) Interface Interna de Microprogramação (IIMP) Hardware (Nível 0) Organização O AS/400 isola os usuários das características do hardware através de uma arquitetura de camadas. Vários modelos da família AS/400 de computadores de médio porte estão disponíveis,

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

2 Um Primeiro Programa em C

2 Um Primeiro Programa em C 2 Um Primeiro Programa em C Ronaldo F. Hashimoto, Carlos H. Morimoto e José A. R. Soares OobjetivodessaaulaéintroduzirvocêàlinguagemCemambienteLinux,primeiramentemostrandoasua estrutura, e a seguir com

Leia mais

Universidade Federal de Goiás. Alexandre Ferreira de Melo CERCOMP / UFG

Universidade Federal de Goiás. Alexandre Ferreira de Melo CERCOMP / UFG Universidade Federal de Goiás Ubuntu Desktop Alexandre Ferreira de Melo CERCOMP / UFG Conpeex / 2010 Agenda Introdução Conceitos Categorias de Software História do Linux Arquitetura do Linux Ubuntu Projeto

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Tipos de Sistemas Operacionais Com o avanço dos computadores foram surgindo alguns tipos de sistemas operacionais que contribuíram para o desenvolvimento do software. Os tipos de

Leia mais

Linguagem e Técnicas de Programação I Programação estruturada e fundamentos da linguagem C

Linguagem e Técnicas de Programação I Programação estruturada e fundamentos da linguagem C Linguagem e Técnicas de Programação I Programação estruturada e fundamentos da linguagem C Prof. MSc. Hugo Souza Material desenvolvido por: Profa. Ameliara Freire Continuando as aulas sobre os fundamentos

Leia mais

Guia de Atualização PROJURIS WEB 4.5. Manual do Técnico Atualização - ProJuris Web 4.5. Manual do Técnico Atualização - ProJuris Web 4.

Guia de Atualização PROJURIS WEB 4.5. Manual do Técnico Atualização - ProJuris Web 4.5. Manual do Técnico Atualização - ProJuris Web 4. Guia de Atualização PROJURIS WEB 4.5 Por: Fabio Pozzebon Soares Página 1 de 11 Sistema ProJuris é um conjunto de componentes 100% Web, nativamente integrados, e que possuem interface com vários idiomas,

Leia mais

LOGs e ALERTAS de DESEMPENHO

LOGs e ALERTAS de DESEMPENHO LOGs e ALERTAS de DESEMPENHO Servem para Coletar automaticamente dados de desempenho de computadores locais ou remotos e ainda visualizar os dados de contador registrados em log usando o Monitor do sistema,

Leia mais

Implementar servidores de Web/FTP e DFS. Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc.

Implementar servidores de Web/FTP e DFS. Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc. Implementar servidores de Web/FTP e DFS Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc.br Conteúdo programático Introdução ao protocolo HTTP Serviço web

Leia mais

4. Conceitos Básicos de Computação: Sistemas Operacionais

4. Conceitos Básicos de Computação: Sistemas Operacionais Introdução à Computação 5910157 4. Conceitos Básicos de Computação: Sistemas Operacionais Prof. Renato Tinós Local: Depto. de Física e Matemática (FFCLRP/USP) 1 Principais Tópicos 4.1. Introdução aos Sistemas

Leia mais

Sistemas operacionais de rede: Windows e Linux

Sistemas operacionais de rede: Windows e Linux Sistemas operacionais de rede: Windows e Linux Introdução Um sistema operacional de rede é simplesmente um sistema operacional com serviços de rede, que chamamos de um modo geral de servidor. Dependendo

Leia mais

Instruções para Instalação dos Utilitários Intel

Instruções para Instalação dos Utilitários Intel Instruções para Instalação dos Utilitários Intel Estas instruções ensinam como instalar os Utilitários Intel a partir do CD nº 1 do Intel System Management Software (liberação somente para os dois CDs

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática. Sistema Operacional Proprietário Windows Prof. Walter Travassos

FTIN Formação Técnica em Informática. Sistema Operacional Proprietário Windows Prof. Walter Travassos FTIN Formação Técnica em Informática Sistema Operacional Proprietário Windows Prof. Walter Travassos Aula 01 SISTEMA OPERACIONAL PROPRIETÁRIO WINDOWS Competências do Módulo Instalação e configuração do

Leia mais

1. Introdução. 2. Funcionamento básico dos componentes do Neteye

1. Introdução. 2. Funcionamento básico dos componentes do Neteye 1. Introdução Esse guia foi criado com o propósito de ajudar na instalação do Neteye. Para ajuda na utilização do Software, solicitamos que consulte os manuais da Console [http://www.neteye.com.br/help/doku.php?id=ajuda]

Leia mais

Escola Adalgisa de Barros

Escola Adalgisa de Barros Escola Adalgisa de Barros Sistemas Operacionais Ensino Médio Técnico 1º Ano 1 Software Hardware O Sistema Operacional (SO) é um software que gerencia os recursos do computador, controla o fluxo de informações

Leia mais

COMO INSTALAR ZIM 8.50 WINDOWS

COMO INSTALAR ZIM 8.50 WINDOWS ZIM TECHNOLOGIES DO BRASIL COMO INSTALAR ZIM 8.50 WINDOWS Próx Antes de Iniciar O objetivo deste documento é apresentar os passos necessários para instalar a versão mais recente do Zim 8.50 para Windows.

Leia mais

Kerio Exchange Migration Tool

Kerio Exchange Migration Tool Kerio Exchange Migration Tool Versão: 7.3 2012 Kerio Technologies, Inc. Todos os direitos reservados. 1 Introdução Documento fornece orientações para a migração de contas de usuário e as pastas públicas

Leia mais

Manual de Instalação Corporate

Manual de Instalação Corporate Manual de Instalação Corporate Sumário 1. Sobre este documento...3 2. Suporte técnico...3 3. Requisitos de hardware...3 3.1. Estação...3 3.2. Servidor...4 4. Instalação...4 4.1. Instalação do Imobiliária21

Leia mais

MSYS - Configuração do Windows

MSYS - Configuração do Windows O sistema MSYS pode ser utilizado em qualquer computador configurado com o sistema operacional Microsoft Windows (95, 98, Me, 2000, XP, Vista ou 7). Até a versão 6 o sistema MSYS é compatível apenas com

Leia mais

Scilab. Introdução ao Scilab. Como obter ajuda

Scilab. Introdução ao Scilab. Como obter ajuda Scilab Scilab é uma linguagem de programação associada a uma rica coleção de algoritmos numéricos cobrindo muitos aspectos dos problemas de computação científica. Do ponto de vista do software, Scilab

Leia mais

6 - Gerência de Dispositivos

6 - Gerência de Dispositivos 1 6 - Gerência de Dispositivos 6.1 Introdução A gerência de dispositivos de entrada/saída é uma das principais e mais complexas funções do sistema operacional. Sua implementação é estruturada através de

Leia mais

Introdução à Informática. Aula 04. Sistemas Operacionais Aplicativos e Utilitários Transmissão e meios de transmissão de dados. Prof.

Introdução à Informática. Aula 04. Sistemas Operacionais Aplicativos e Utilitários Transmissão e meios de transmissão de dados. Prof. Aula 04 Sistemas Operacionais Aplicativos e Utilitários Transmissão e meios de transmissão de dados Sistema Operacional Um conjunto de programas que se situa entre os softwares aplicativos e o hardware:

Leia mais

Token USB Shell v3 Gemalto Guia de Instalação

Token USB Shell v3 Gemalto Guia de Instalação Token USB Shell v3 Gemalto Guia de Instalação Pré-requisitos para Instalação Dispositivo de Certificação Digital (Token USB Shell v3). Para que o processo de instalação tenha sucesso, é necessário obedecer

Leia mais

O sistema operacional recomendado deve ser o Windows 2003, Windows 2000 ou Windows XP (nessa ordem de recomendação).

O sistema operacional recomendado deve ser o Windows 2003, Windows 2000 ou Windows XP (nessa ordem de recomendação). Módulo Nota Fiscal Eletrônica Sispetro Roteiro de Instalação Módulo Autenticador NFE Pré-Requisitos O sistema operacional recomendado deve ser o Windows 2003, Windows 2000 ou Windows XP (nessa ordem de

Leia mais

MasterTool Extended Edition

MasterTool Extended Edition Descrição do Produto O software MasterTool Extended Edition é a ferramenta de configuração e programação de equipamentos ALTUS (Série Grano, Série Ponto, Série PX e AL-2004), incluindo CPs e remotas. Esta

Leia mais

Backup e restauração do Active Directory com o Acronis Backup & Recovery 11 White paper técnico

Backup e restauração do Active Directory com o Acronis Backup & Recovery 11 White paper técnico Backup e restauração do Active Directory com o Acronis Backup & Recovery 11 White paper técnico Aplica-se às seguintes edições: Advanced Server Virtual Edition Advanced Server SBS Edition Advanced Workstation

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática Introdução à Informática Aula 6 http://www.ic.uff.br/~bianca/introinfo/ Aula 6-21/09/2007 1 Ementa Conceitos Básicos de Computação (Hardware, Software e Internet) Softwares Aplicativos Tutorial: Word Tutorial:

Leia mais

ESTUDO DE CASO WINDOWS VISTA

ESTUDO DE CASO WINDOWS VISTA ESTUDO DE CASO WINDOWS VISTA História Os sistemas operacionais da Microsoft para PCs desktop e portáteis e para servidores podem ser divididos em 3 famílias: MS-DOS Windows baseado em MS-DOS Windows baseado

Leia mais

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel Software de gerenciamento do sistema Intel do servidor modular Intel Declarações de Caráter Legal AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE DOCUMENTO SÃO RELACIONADAS AOS PRODUTOS INTEL, PARA FINS DE SUPORTE ÀS PLACAS

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec: ETEC PROF. MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ Eixo Tecnológico: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Habilitação Profissional: Técnica de nível médio de

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais UNIVERSIDADE BANDEIRANTE DE SÃO PAULO INSTITUTO POLITÉCNICO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Sistemas Operacionais Notas de Aulas: Tópicos 7 e 8 Estrutura do Sistema Operacional São Paulo 2009 1 Sumário

Leia mais

A.S.P. Servidores Windows

A.S.P. Servidores Windows A.S.P. Servidores Windows Servidores TCP/IP O mercado de servidores de rede é dominado essencialmente por duas linhas de produtos: Open Source: Linux, BSD, e seus derivados Proprietários: Microsoft Windows

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: Monsenhor Antonio Magliano Código: 088 Município: Garça Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio

Leia mais

AULA 1 PHP O QUE É APACHE FRIENDS

AULA 1 PHP O QUE É APACHE FRIENDS O QUE É PHP Se você já programa PHP, aconselho que pule para o capítulo 7 desse livro. Pois até esse capitulo iremos abordar algoritmos em PHP até a construção de uma classe com seus métodos e atributos

Leia mais

Sistemas Operacionais. Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira. Aula 05 Estrutura e arquitetura do SO Parte 1. Cursos de Computação

Sistemas Operacionais. Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira. Aula 05 Estrutura e arquitetura do SO Parte 1. Cursos de Computação Cursos de Computação Sistemas Operacionais Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira Aula 05 Estrutura e arquitetura do SO Parte 1 Referência: MACHADO, F.B. ; MAIA, L.P. Arquitetura de Sistemas Operacionais. 4.ed. LTC,

Leia mais

PAV - PORTAL DO AGENTE DE VENDAS AGL Versão 2.0.6. Manual de Instalação e Demonstração AGL Sistemas Corporativos

PAV - PORTAL DO AGENTE DE VENDAS AGL Versão 2.0.6. Manual de Instalação e Demonstração AGL Sistemas Corporativos PAV - PORTAL DO AGENTE DE VENDAS AGL Versão 2.0.6 Manual de Instalação e Demonstração AGL Sistemas Corporativos Add-on responsável pela integração do SAP Business One com o setor comercial através da internet.

Leia mais

Introdução à Computação: Sistemas de Computação

Introdução à Computação: Sistemas de Computação Introdução à Computação: Sistemas de Computação Beatriz F. M. Souza (bfmartins@inf.ufes.br) http://inf.ufes.br/~bfmartins/ Computer Science Department Federal University of Espírito Santo (Ufes), Vitória,

Leia mais

CA Protection Suites Proteção Total de Dados

CA Protection Suites Proteção Total de Dados CA Protection Suites Proteção Total de Dados CA. Líder mundial em software para Gestão Integrada de TI. CA Protection Suites Antivírus Anti-spyware Backup Migração de dados Os CA Protection Suites oferecem

Leia mais

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Outubro de 2007 Resumo Este white paper explica a função do Forefront Server

Leia mais

Instalador/Atualizador PIMS Multicultura Manual de Referência. Versão 12.1.4

Instalador/Atualizador PIMS Multicultura Manual de Referência. Versão 12.1.4 Instalador/Atualizador PIMS Multicultura Manual de Referência Versão 12.1.4 Sumário 1. Descrição... 3 2. Pré-requisitos... 4 3. Etapas da instalação/atualização... 8 1. Iniciando a aplicação de instalação/atualização...

Leia mais

www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação

www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação Índice 1. Introdução... 3 2. Funcionamento básico dos componentes do NetEye...... 3 3. Requisitos mínimos para a instalação dos componentes do NetEye... 4 4.

Leia mais

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Criação de backups importantes... 3 3. Reinstalação do Sisloc... 4 Passo a passo... 4 4. Instalação da base de dados Sisloc...

Leia mais

Aula 01. Introdução ao Linux

Aula 01. Introdução ao Linux Aula 01 Introdução ao Linux Introdução Objetivos aprender a usar um novo sistema aprender a usar uma nova interface Como no Windows navegar pela internet (e-mails, facebook, etc) criar pastas e arquivos

Leia mais

CSAU 10.0. Guia: Manual do CSAU 10.0 como implementar e utilizar.

CSAU 10.0. Guia: Manual do CSAU 10.0 como implementar e utilizar. CSAU 10.0 Guia: Manual do CSAU 10.0 como implementar e utilizar. Data do Documento: Janeiro de 2012 Sumário 1. Sobre o manual do CSAU... 3 2. Interface do CSAU 10.0... 4 2.1. Início... 4 2.2. Update...

Leia mais

Guia de utilização do gerenciador de Token e Smart Card

Guia de utilização do gerenciador de Token e Smart Card Guia de utilização do gerenciador de Token e Smart Card Todos os direitos reservados. Imprensa Oficial do Estado S.A. 2011 página 1 de 13 Pré-requisitos para a instalação Software de Certificação Digital

Leia mais

AULA 4 VISÃO BÁSICA DE CLASSES EM PHP

AULA 4 VISÃO BÁSICA DE CLASSES EM PHP AULA 4 VISÃO BÁSICA DE CLASSES EM PHP Antes de mais nada, vamos conhecer alguns conceitos, que serão importantes para o entendimento mais efetivos dos assuntos que trataremos durante a leitura desta apostila.

Leia mais

Manual de Instalação PIMSConnector em Windows

Manual de Instalação PIMSConnector em Windows Manual de Instalação PIMSConnector em Windows Julho/2015 Sumário 1. Contexto de negócio (Introdução)... 3 2. Pré-requisitos instalação/implantação/utilização... 4 3. JBOSS... 6 3.1. Instalação... 6 3.2.

Leia mais

Gerenciamento de Arquivos e Pastas. Professor: Jeferson Machado Cordini jmcordini@hotmail.com

Gerenciamento de Arquivos e Pastas. Professor: Jeferson Machado Cordini jmcordini@hotmail.com Gerenciamento de Arquivos e Pastas Professor: Jeferson Machado Cordini jmcordini@hotmail.com Arquivo Todo e qualquer software ou informação gravada em nosso computador será guardada em uma unidade de disco,

Leia mais

PPC900 / PPC910. Instalação do Driver USB - versão V1.06a

PPC900 / PPC910. Instalação do Driver USB - versão V1.06a w PPC900 / PPC910 Instalação do Driver USB - versão V1.06a 1 2 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO 4 2 INSTALAÇÃO DO DRIVER USB NO WINDOWS 4 3 INSTALAÇÃO DO DRIVER USB NO LINUX 7 4 VERIFICAÇÃO DE RECONHECIMENTO DO DRIVER

Leia mais

Gerenciamento de configuração. Gerenciamento de Configuração. Gerenciamento de configuração. Gerenciamento de configuração. Famílias de sistemas

Gerenciamento de configuração. Gerenciamento de Configuração. Gerenciamento de configuração. Gerenciamento de configuração. Famílias de sistemas Gerenciamento de Gerenciamento de Configuração Novas versões de sistemas de software são criadas quando eles: Mudam para máquinas/os diferentes; Oferecem funcionalidade diferente; São configurados para

Leia mais

LINGUAGEM C UMA INTRODUÇÃO

LINGUAGEM C UMA INTRODUÇÃO LINGUAGEM C UMA INTRODUÇÃO AULA 1 Conceitos muito básicos 1 Introdução O C nasceu na década de 70. Seu inventor, Dennis Ritchie, implementou-o pela primeira vez usando um DEC PDP-11 rodando o sistema operacional

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Sumário 1. Sobre este documento...3 2. Suporte técnico...3 3. Requisitos de hardware...3 3.1. Estação...3 3.2. Servidor...4 4. Instalação...4 4.1. Instalação do Group Folha no servidor...6

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO DO BACKUP

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO DO BACKUP SISTEMA DE AUTOMAÇÃO COMERCIAL MANUAL DE CONFIGURAÇÃO DO BACKUP Apresentação Após o término da instalação você deverá configurar o Backup para que você tenha sempre uma cópia de segurança dos seus dados

Leia mais