UNIDADES DAS VARIÁVEIS DE ESTADO DE UM GÁS E CARACTERÍSTICAS DOS GASES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIDADES DAS VARIÁVEIS DE ESTADO DE UM GÁS E CARACTERÍSTICAS DOS GASES"

Transcrição

1 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES 1 ESTUDO DOS GASES UNIDADES DAS VARIÁVEIS DE ESTADO DE UM GÁS E CARACTERÍSTICAS DOS GASES 01)Um corpo apresenta uma temperatura de 37 o encontraremos um valor igual a: a) 273 K. b) 373 K. c) 310 K. d) 410 K. e) 37 K. C. Se esta temperatura for medida em Kelvin, 02)De acordo com a teoria cinética dos gases, é incorreto afirmar: a) Energia cinética média é proporcional à temperatura de Kelvin. b) As partículas estão muito unidas e têm baixa velocidade. c) As partículas ocupam todo o volume disponível e têm movimento livre. d) As partículas possuem alta velocidade e ocorrem choques entre elas e contra as paredes do recipiente que as contém. e) As partículas têm movimento desordenado. 03) Além da pulsação e da respiração, a temperatura corporal é um dos sinais fitais do organismo. A temperatura normal de um indivíduo adulto sadio varia de 36,1 C a 37,5 C. a febre é o aumento da temperatura corporal que raramente excede a 41,0 C nos seres humanos e faz parte do mecanismo de defesa do corpo, pois é normalmente provocada por processos inflamatórios, infecciosos e de intoxicação. a) A temperatura de individuo com febre é, no máximo, 314 K. b) A temperatura corpórea de um ser humano adulto sadio varia de 310 K até 314 K. c) Um individuo adulto com temperatura corpórea de 309 K se encontra com febre. d) Um individuo adulto com temperatura corpórea de 305 K se encontra fora do perigo de um infarto. e) A febre ocorre quando a temperatura corpórea do individuo adulto se encontra entre 309,1 K e 310,5 K. 04)(Fuvest-SP) Uma amostra de gás foi aquecida sob pressão constante. Nessa transformação ocorreu: a) diminuição de volume do gás e da energia cinética média das moléculas. b) aumento do volume do gás e da energia cinética média das moléculas. c) aumento do volume do gás e diminuição da energia cinética média das moléculas. d) diminuição do volume do gás e aumento da energia cinética média das moléculas. e) aumento do volume do gás, porém a energia cinética média das moléculas manteve-se constante. 05) A solubilidade dos gases nos líquidos aumenta com o aumento da pressão. O gás nitrogênio (N 2 ) é bastante solúvel no sangue humano. Um mergulhador A em uma profundidade apreciável está utilizando um equipamento para respiração que contém uma mistura de oxigênio (O 2 ) e nitrogênio (N 2 ). Outro mergulhador B está usando um equipamento que possui uma mistura de oxigênio (O 2 ) e hélio (He), sendo este último menos solúvel no sangue do que o nitrogênio. Com base nessas informações, podemos considerar que... a) em uma mesma profundidade de mergulho, a concentração de nitrogênio no sangue do mergulhador A é igual à concentração de He no sangue do mergulhador B. b) quanto maior a profundidade de mergulho, maior a concentração de gases nitrogênio e hélio no sangue dos mergulhadores A e B, respectivamente. c) na superfície, as concentrações de nitrogênio e de hélio são iguais no sangue dos mergulhadores A e B, respectivamente. d) em uma mesma profundidade de mergulho, a concentração de nitrogênio no sangue do mergulhador A é menor do que a concentração de He no sangue do mergulhador B. e) Nenhuma das alternativas anteriores.

2 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES 2 TRANSFORMAÇÃO ISOTÉRMICA 06) (PUC-SP) De acordo com a lei de Robert Boyle (1660), para proporcionar um aumento na pressão de uma determinada amostra gasosa numa transformação isotérmica, é necessário: a) aumentar o seu volume. b) diminuir a sua massa. c) aumentar a sua temperatura. d) diminuir o seu volume. e) aumentar a sua massa. 07)Um recipiente a 27 o C contém 60 litros de um certo gás exercendo a pressão de 1 atm. A pressão exercida por esta mesma massa de gás a 27 o C em um recipiente com capacidade para 15 litros será: a) 0,25 atm. b) 1,25 atm. c) 2,00 atm. d) 3,00 atm. e) 4,00 atm. 08) Um cilindro com êmbolo móvel contém 100mL de CO 2 a 1,0 atm. Mantendo a temperatura constante, se quisermos que o volume diminua para 25 ml, teremos que aplicar uma pressão igual a: a) 5 atm. b) 4 atm. c) 2 atm. d) 0,4 atm. e) 0,1 atm 09) Sem alterar a massa e a temperatura de um gás, desejamos que um sistema que ocupa um volume de 800 ml a 0,2 atm passe a ter pressão de 0,8 atm. Para isso, o volume do gás deverá ser reduzido para: a) 600 ml. b) 400 ml. c) 300 ml. d) 200 ml. e) 100 ml. 10) Uma certa massa de gás, é mantida com temperatura constante, apresenta 100 cm 3 confinados a 1 atm de pressão. Qual o volume final da mesma massa de gás, quando a pressão passar para 4 atm? a) 20 cm 3. b) 25 cm 3. c) 50 cm 3. d) 75 cm 3. e) 400 cm 3. 11)Um recipiente a 0 o C contém 50 litros de um certo gás exercendo a pressão de 1 atm. A pressão exercida por esta mesma massa de gás a 0 o C em um recipiente com capacidade para 80 litros será: a) 0,625 atm. b) 6,250 atm. c) 4,000 atm. d) 1,000 atm. e) 0,465 atm. 12) Um volume de 80 litros de gás hidrogênio a uma pressão de 4 atm são submetidos à transformação isotérmica, até que a pressão final seja igual a 1 atm. O volume ocupado pelo gás no estado final é: a) 40 litros. b) 20 litros. c) 84 litros. d) 100 litros. e) 320 litros. 13) Certa massa de gás ocupa um volume de 60 ml sob pressão de 120 cmhg. Comprimindo-se isotermicamente o gás de modo que o volume passe para 40 ml, qual será a nova pressão?

3 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES 3 14) (Efoa-MG) Um gás prefeito, a uma pressão de 10 atm, ocupa um volume de 4 litros. Ele sofre uma transformação isotérmica e seu volume passa para 10 litros. A nova pressão exercida pelo gás é de: a) 250 atm. b) 100 atm. c) 25 atm. d) 10 atm. e) 4 atm. 15)O gás carbônico produzido na reação de um comprimido efervescente com água foi seco e recolhido à pressão de 1 atm e temperatura de 300K, ocupando um volume de 4 L. Se a essa mesma temperatura o gás fosse recolhido à pressão de 2 atm, que volume ocuparia? a) 2 L. b) 3 L. c) 6 L. d) 8 L. e) 9 L. 16)Na respiração normal de um adulto, num minuto são inalados 4,0 litros de ar, medidos a 27 o C e 1 atm de pressão. Um mergulhador a 43 m abaixo do nível do mar, onde a temperatura é de 27 o C e a pressão de 5 atm, receberá a mesma massa de oxigênio se inalar: a) 4,0 litros de ar. b) 8,0 litros de ar. c) 3,2 litros de ar. d) 0,8 litro de ar. e) 20 litros de ar. 17)Mantendo-se a temperatura constante, anotam-se os seguintes dados referentes a certa massa de gás: O valor de x é: a) 3 / 4. b) 2 / 3. c) 1 / 2. d) 1 / 4. e) 1 / 6. Volume (litros) Pressão (atm) x 18)(UFRN) Reduzindo-se à metade a pressão exercida sobre 150 ml de ar, o novo volume, à temperatura constante, será, em ml: a) 75. b) 150. c) 300. d) 750. e) )(UFRN) Reduzindo-se à quarta parte a pressão exercida sobre 400 ml de ar, o novo volume, à temperatura constante, será, em ml: a) 50. b) 100. c) 800. d) e) ) A cada 10 m de profundidade a pressão sobre um mergulhador aumenta de 1 atm com relação à pressão atmosférica. Sabendo-se disso, qual seria o volume de 1 L de ar (comportando-se como gás ideal) inspirado pelo mergulhador ao nível do mar, quando ele estivesse a 30 m de profundidade? a) 3 L. b) 4 L. c) 25 ml. d) 250 ml. e) 333 ml.

4 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES 4 21)Uma massa fixa de gás ideal foi submetida a uma série de transformações isotérmicas e alguns dos valores obtidos constam na tabela a seguir: De acordo com os dados analise: Experiência Pressão (atm) Volume (L) 1ª ª 3 x 3ª y 6 4ª 6 z 5ª 12 w 0 0 As transformações isotérmicas citadas ocorrem sob temperatura constante. 1 1 Pelos dados apresentados, é possível calcular os valores de x, y z e w. 2 2 O valor de x é 6 litros. 3 3 Da 1ª para a 2ª experiência temos um processo de descompressão. 4 4 Nestes experimentos a temperatura é sempre constante. 22)(ITA-SP) 80 litros de gás hidrogênio a uma pressão P são submetidos à transformação isotérmica, até que a pressão final seja igual a 1/4 da inicial. O volume ocupado pelo gás no estado final é: a) 40 litros. b) 20 litros. c) 84 litros. d) 100 litros. e) 320 litros. 23) Um recipiente cúbico de aresta 20 cm contém um gás à pressão de 0,8 atm. Transfere-se esse gás para um cubo de 40 cm de aresta, mantendo-se constante a temperatura. A nova pressão do gás é de: a) 0,1 atm. b) 0,2 atm. c) 0,4 atm. d) 1,0 atm e) 4,0 atm. 24)A lei de Boyle afirma que, mantendo-se a temperatura constante, a pressão P e o volume V de um gás relacionam-se da seguinte maneira: a) P e V são diretamente proporcionais b) P + V = constante c) P V = constante d) P = V e) Se P for reduzido à metade, o valor de V deverá dobrar 25)Dois balões A e B, estão ligados por um tubo de volume desprezível, munido de uma torneira. O balão A, de volume igual a 400 ml, contém gás hélio. No balão B, de volume igual a 600 ml, existe vácuo. Mantendo-se a temperatura constante, a torneira é aberta e a pressão final do sistema atinge o valor de 600 mmhg. A pressão inicial do balão A deve ser igual a: a) 1500 mmhg. b) 1200 mmhg. c) 1000 mmhg. d) 900 mmhg. e) 760 mmhg. 26) (Fuvest-SP) Se um certo gás contido em um compartimento e exercendo pressão de 10 cmhg for comprimido de maneira a ocupar um vigésimo do seu volume inicial, qual será a pressão final (temperatura constante)? a) 20 cmhg. b) 50 cmhg. c) 100 cmhg. d) 200 cmhg. e) 400 cmhg.

5 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES 5 27) Observe uma quantidade fixa de gás ideal nos estados 1, 2, 3 e 4, indicados no gráfico abaixo: Pressão (atm) (1) (2) (3) (4) Volume (L) Considere as seguintes transformações experimentadas pelo referido gás: I. Passagem do estado (1) para o estado (2) II. Passagem do estado (2) para o estado (3) III. Passagem do estado (3) para o estado (4) IV. Passagem do estado (1) para o estado (4) Podem ser transformações isotérmicas: a) I, II, III e IV. b) Apenas II e IV. c) Apenas I e III. d) Apenas II. e) Apenas IV. 28) (UFAC-AC) Considere o gráfico a seguir: O gráfico acima representa um comportamento típico de um gás submetido à lei de Boyle - Mariotte (P.V = K). Com relação à curva pode-se afirmar que: a) É uma isocórica e o valor de K é igual a 2,0. b) É uma isoterma e o valor de K é igual a 12,0. c) É uma isocórica e o valor de K é igual a 12,0. d) É uma isoterma e o valor de K é igual a 2,0. e) É uma isobárica e o valor de K é igual a 2,0. 29)Um gás está preso em um cilindro com êmbolo móvel. Mantendo-se a temperatura constante, se a pressão P do gás passar para 3P, o volume V: a) passará para V / 3 b) passará para 3V c) passará para V + 3 d) passará para V 3 e) não sofrerá alteração 30) (Cesgranrio-RJ) Você brincou de encher, com ar, um balão de gás, na beira da praia, até um volume de 1 L e o fechou. Em seguida, subiu uma encosta próxima carregando o balão, até uma altitude de 900m, onde a pressão atmosférica é 10% menor que a pressão ao nível do mar. Considerando que a temperatura na praia e na encosta seja a mesma, o volume de ar no balão após a subida, será de: a) 0,8 L. b) 0,9 L. c) 1,0 L. d) 1,1 L. e) 1,2 L.

6 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES 6 31) O gráfico ilustra a isoterma de uma certa quantidade de gás que é levado do estado A para o estado C. P (atm) 8 4 P C 0 4 V B 16 V (L) Podemos afirmar que a pressão P C e o volume V B são, respectivamente: a) 4 atm e 4 litros. b) 8 atm e 16 litros. c) 8 atm e 2 litros. d) 18 atm e 8 litros. e) 2 atm e 8 litros. 32) Ao subir do fundo de um lago para a superfície, o volume de uma bolha triplica. Supondo que a temperatura da água no fundo do lago seja igual à temperatura na superfície, e considerando que a pressão exercida por uma coluna de água de 10 m de altura corresponde, praticamente, à pressão de uma atmosfera, podemos concluir que a profundidade do lago é, aproximadamente. a) 2 m. b) 5 m. c) 10 m. d) 20 m. e) 30 m. 33) (Covest-93/F) Uma bolha de gás liberada de um lago, situado ao nível do mar, triplica seu volume ao atingir a superfície. Supondo que a temperatura da água é uniforme, qual a pressão no fundo do lago, em atmosfera? a) 1,5 atm. b) 2,0 atm. c) 2,5 atm. d) 3,0 atm. e) 3,5 atm. 34) A figura mostra um cilindro munido de um êmbolo móvel, que impede a saída do ar que há dentro do cilindro. Quando o êmbolo se encontra na sua altura H = 12 cm, a pressão do ar dentro do cilindro é p 0. Supondo que a temperatura é mantida constante, até que a altura, do fundo do cilindro deve ser baixado o êmbolo para que a pressão do ar dentro do cilindro seja 3 p 0? a) 4/9 cm. b) 4 cm. c) 6 cm. d) 8 cm. e) 9 cm. H = 12 cm 0 35)Um mol de gás ideal, confinado no recipiente A de volume V 1, expande para o recipiente B, de volume V 2 = 2.V 1, ao ser aberta a válvula V. Veja o diagrama abaixo P V T GÁS V VÁCUO V 2 A B Se o processo ocorre isotermicamente, é possível afirmar que a pressão final do gás é: a) P 1 / 2 b) 2 P 1 c) P 1.( V 1 + V 2 ) / 2 d) P 1 / 3 e) 3 P 1

7 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES 7 36) (Cefet-MG) A figura a seguir mostra dois recipientes unidos por um tubo de volume desprezível provido de uma torneira. Inicialmente o recipiente A contém 1 mol de um gás inerte e em B há vácuo. Os dois recipientes são mantidos à mesma temperatura (T A = T B ). A torneira é aberta durante um certo tempo. Ao se fechar a torneira, observou-se que a pressão em A e B são iguais, ou seja, P A = P B. A B V = 20 L V = 5 L A B Com base nessas informações, pode-se afirmar que o número de mol gasoso transferido para B é: a) 1,00 mol. b) 0,25mol. c) 0,20 mol. d) 0,40 mol. e) 0,75. 37)(PUC-SP) Qual o volume ocupado, a 2 atm de pressão, por certa massa de gás ideal que sofre transformações isotérmicas conforme o gráfico? atm 6 a) 126 ml. b) 42 ml. c) 21 ml. d) 14 ml. e) É impossível calcular, pois faltam dados. 42 ml 38) (Fuvest-SP) I. II. 2 NO + O 2 2 NO 2 CO + O 3 CO 2 + O 2 III. N 2 + O 2 2 NO IV. SO O 2 SO 3 2 Estão representadas acima quatro reações em fase gasosa. Quais delas causam variação de pressão quando efetuadas em recipientes fechados? a) I e II. b) I e III. c) I e IV. d) II e III. e) II e IV. TRANSFORMAÇÃO ISOBÁRICA 39) Um balão que contém gás oxigênio, mantido sob pressão constante, tem volume igual a 10 L, a 27 C. Se o volume for dobrado, podemos afirmar que: a) A temperatura, em C, dobra. b) A temperatura, em K, dobra. c) A temperatura, em K, diminui à metade. d) A temperatura, em C, diminui à metade. e) A temperatura, em C, aumenta de 273 K.

8 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES 8 40) Um recipiente com capacidade para 100 litros contém um gás à temperatura de 27 o C. Este recipiente e aquecido até uma temperatura de 87 o C, mantendo-se constante a pressão. O volume ocupado pelo gás a 87 o C será de: a) 50 litros. b) 20 litros. c) 200 litros. d) 120 litros. e) 260 litros. 41)(Covest-95/F) Durante o inverno do Alasca, quando a temperatura é de 23 C, um esquimó enche um balão até que seu volume seja de 30 L. Quando chega o verão a temperatura chega a 27 C. Qual o inteiro mais próximo que representa o volume do balão, no verão, supondo que o balão não perdeu gás, que a pressão dentro e fora do balão não muda, e que o gás é ideal? Resp: 36 L. 42)Uma amostra de nitrogênio gasoso ocupa um volume de 20 ml a 27 C e à pressão de 800 mmhg. Que volume ocuparia a amostra sob 0 C e 800 mmhg? a) 20,2 ml. b) 19,5 ml. c) 18,2 ml. d) 12,5 ml. e) 10,2 ml. 43)Certa quantidade de gás hidrogênio ocupam um volume de 25 litros a 47 o C e 2 atm de pressão. Qual será a temperatura que deveremos aquecer esta mesma quantidade de gás, a 2 atm, para que ocupe um volume de 62,5 litros? a) 100 K. b) 300 K. c) 800 K. d) 273 K. e) 500 K. 44) Uma determinada massa gasosa encontra-se numa pressão de 2 atm ocupando um volume de 28 L. O gás sofre uma certa transformação, na qual sua temperatura é mantida constante mas sua pressão elevada para 7 atm. Nessa situação, seu novo volume será: a) 8 L. b) 4 L. c) 14 L. d) 56 L. e) 16 L. 45)Um balão selado, quando cheio de ar, tem volume de 50,0 m 3 a 22 C e à pressão atmosférica. O balão é aquecido. Assumindo que a pressão é constante, a que temperatura estará o balão quando seu volume for 60,0 m 3? a) 354 K. b) 81 K. c) 627K. d) 26,4 K. e) 299,4 K. 46)(CESGRANRIO) Uma amostra de ozônio ocupa 250 ml a 27 C. Que volume ocupará a 87 C, se não houver variação de pressão? a) 1000 ml. b) 350 ml. c) 300 ml. d) 273 ml. e) 257 ml.

9 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES 9 47)(Covest-98/F) No diagrama P x T abaixo, uma certa quantidade de gás ideal evolui do estado inicial A para um estado final B, conforme indicado na figura. Qual a razão, V A / V B, entre os volumes inicial e final do gás? P a) 1/3. A B b) 1/2. P A c) 1. d) 2. e) 3. 0 T A 2 T A T 48)Uma amostra de gás foi aquecida sob pressão constante. Nessa transformação ocorreu: 0 0 diminuição de volume do gás e da energia cinética média das moléculas 1 1 aumento de volume de gás e da energia cinética média das moléculas 2 2 aumento de volume de gás e diminuição da energia cinética média das moléculas 3 3 diminuição de volume de gás e aumento da energia cinética média das moléculas 4 4 aumento de volume de gás, porém a energia cinética média das moléculas manteve-se constante 49) Observando a tabela abaixo diga de quanto difere x de y, considerando que a pressão é constante: a) 100 K. b) 150 K. c) 200 K. d) 300 K. e) 900 K. volume temperatura 10 L 300 K 15 L x 20 L y 50)Um frasco munido de êmbolo móvel contém 2,0 L de ar a 20 C. A que temperatura deve ser aquecido o frasco, à pressão constante, para que seu volume dobre? a) 40 K. b) 313 K. c) 626 K. d) 273 K. e) 586 K. 51)Determinada massa de um gás está a uma pressão de 5 atm, e ocupa um volume de 40 litros a uma dada temperatura. O volume ocupado por esse mesmo gás ao sofrer uma transformação isobárica, quando a temperatura final for 2,5 vezes a inicial será: a) 100 litros. b) 140 litros. c) 230 litros. d) 300 litros. e) 350 litros. 52)Uma estudante está interessada em verificar as propriedades do hidrogênio gasoso a baixas temperaturas. Ela utilizou, inicialmente, um volume de 2,98 L de H 2(g), à temperatura ambiente (25 C) e 1atm de pressão, e resfriou o gás, à pressão constante, a uma temperatura de 200 C. Que volume desse gás a estudante encontrou no final do experimento? a) 0,73 ml. b) 7,30 ml. c) 73,0 ml. d) 730 ml. e) 7300 ml.

10 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES ) (FUT-MT) Uma certa massa gasosa sofre transformação física que pode ser representada pelo gráfico abaixo: 4 V (L) T (K) Assim, concluímos que se trata de uma transformação: a) isovolumétrica. b) isobárica. c) isocórica. d) adiabática. e) isotérmica. 54)Qual(is) trecho(s) representado(s) pelo gráfico mostra(m) uma transformação isobárica? V (L) I... II... III T (K) a) I. b) II. c) III. d) I e II. e) II e III. TRANSFORMAÇÃO ISOCÓRICA (ISOMÉTRICA OU ISOVOLUMÉTRICA) 55)Um recipiente indeformável de 10 litros contém ar atmosférico a 2 atm e 25 o C. A que temperatura, em o C, o recipiente deverá ser aquecido a volume constante, para que a pressão seja igual a 6 atm? a) 894 C. b) 273 C. c) 621 C. d) 300 C. e) 600 C. 56)No interior de um pneu temos uma pressão de 2,30 atm quando a temperatura era de 27 o C.Depois de ter rodado uma certa distância, a pressão passou a ser de 2,53 atm. Supondo variação de volume do pneu desprezível, isto é, transformação isovolumétrica, qual será a nova temperatura? a) 29,7 o C. b) 57,0 o C. c) 33,0 o C. d) 330 o C. e) 273 o C. 57)Um frasco de desodorante cheio de ar é fechado a 714 torr e 27 o C. Acidentalmente, o frasco é atirado num incinerador de lixo. A pressão que o frasco deve suportar para evitar a sua explosão no incinerador, a uma temperatura de 627 o C, é: Dado:1 mmhg = 1 torr a) 760 torr. b) 942 torr. c) 1189 torr. d) 1200 torr. e) 2142 torr.

11 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES )Antes da largada e na volta de apresentação de um Grande Prêmio de Fórmula 1, os pneus são préaquecidos para melhorar o desempenho do carro. Supondo desprezível a variação do volume do pneu durante a prova, qual dos gráficos a seguir representa a variação da pressão do ar no interior do pneu em função da temperatura absoluta atingida pelo pneu na reta de chegada? a) P b) P c) P d) P e) P T T T T T 59)(Covest-99) Uma lata de um spray qualquer foi utilizada até não mais liberar seu conteúdo. Neste momento, podemos dizer: 0 0 a pressão de gases no interior da lata é zero. 1 1 a pressão de gases no interior da lata é igual à pressão atmosférica. 2 2 existe vácuo no interior da lata. 3 3 ao aquecermos a lata, a pressão no interior da lata não varia. 4 4 ao aquecermos a lata e pressionarmos a válvula, gases sairão novamente. 60) (PUC-RJ) Um pneu de bicicleta é calibrado a uma pressão de 4 atm em um dia frio, à temperatura de 7 C. O volume e a quantidade de gás injetada são os mesmos. Qual será a pressão de calibração no pneu quando a temperatura atinge 37 C? a) 21,1 atm. b) 4,4 atm. c) 0,9 atm. d) 760 mmhg. e) 2,2 atm. 61) Um recipiente fechado contém hidrogênio à temperatura de 30 o C e pressão de 606 mmhg. A pressão exercida quando se eleva a temperatura a 47 o C, sem variar o volume será: a) 120 mmhg. b) 240 mmhg. c) 303 mmhg. d) 320 mmhg. e) 640 mmhg. 62) Em um dia de inverno, à temperatura de 0 o C, colocou-se uma amostra de ar, à pressão de 1,0 atm, em um recipiente de volume constante. Transportando essa amostra para um ambiente a 60 o C, que pressão ela apresentará? a) 0,5 atm. b) 0,8 atm. c) 1,2 atm. d) 1,9 atm. e) 2,6 atm. 63) Um frasco fechado contém um gás a 27 C, exercen do uma pressão de 3,0 atm. Se provocarmos uma elevação na sua temperatura até atingir 227 C, qual será a sua nova pressão, mantendo-se constante o volume? a) 2,0 atm. b) 3,0 atm. c) 4,0 atm. d) 5,0 atm. e) 6,0 atm. 64)Uma determinada massa de gás hélio ocupa o volume de 3 L, nas CNTP. A 41 C sofre transformação isocórica e nesse caso, passa a ter as seguintes características: a) P = 1,00 atm; V = 3,2 L. b) P = 1,00 atm; V = 3,0 L. c) P = 2,00 atm; V = 3,0 L. d) P = 1,05 atm; V = 3,5 L. e) P = 1,15 atm; V = 3,0 L.

12 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES ) (F. M. Pouso Alegre-MG) Assinale a alternativa correta. Ao sair de viagem, o motorista calibrou os pneus do seu veículo colocando no seu interior 2 atm de pressão, num dia quente, 27 C. Ao chegar ao destino, mediu novamente a pressão dos pneus e encontrou 2,2 atm. Considerando-se desprezível a variação do volume, a temperatura do pneu, ao final da viagem, era: a) 660 C. b) 57 C. c) 330 C. d) 272 C. e) 26,7 C. 66)(U.E.PG-PR) Um recipiente fechado de volume V contém certa massa gasosa à temperatura de 27 C, exercendo uma pressão de 760 mmhg. Após aquecimento, verificou-se que o novo valor da pressão era 2 atm. Supondo desprezível a variação de volume, a nova temperatura, em C, do sistema será: a) 600 C. b) 540 C. c) 327 C. d) 273 C. e) 160 C. 67)Uma certa quantidade de um gás se encontra a 27 C e exercendo uma pressão de 2 atm. Mantendo-se constante o volume e a massa do gás, aumentamos sua pressão para 3 atm. A temperatura deste gás será de: a) 100 K. b) 150 K. c) 350 K. d) 400 K. e) 450 K. 68) (UNICAMP-SP) Uma garrafa de 1,5 L, indeformável e seca, foi fechada com uma tampa plástica. A pressão ambiente era de 1,0 atm e a temperatura de 27 C. Em seguida, esta garrafa foi colocada ao sol e, após certo tempo, a temperatura em seu interior subiu para 57 C e a tampa foi arremessada pelo efeito da pressão interna. A pressão no interior da garrafa no instante imediatamente anterior à expulsão da tampa plástica era de: a) 1,1 atm. b) 1,4 atm. c) 1,6 atm. d) 2,5 atm. e) 3,0 atm. 69) Certa massa gasosa ocupa um volume de 800mL a 23 C, numa dada pressão. Qual é a temperatura na qual a mesma massa gasosa, na mesma pressão, ocupa um volume de 1,6 L? a) 250 K. b) 350 K. c) 450 K. d) 500 K. e) 600 K. 70)(UEPG-PR) Um recipiente fechado de volume V contém certa massa gasosa à temperatura de 27 C, exercendo uma pressão de 760 mmhg. Após aquecimento, verificou-se que o novo valor da pressão era de 2 atm. Supondo desprezível a variação de volume, a nova temperatura, em C, do sistema será: mmhg a) 600 C. b) 540 C. c) 327 C. d) 273 C. e) 160 C. 300? Kelvin

13 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES ) (Covest-2000) Um vendedor de balões de gás na Praia de Boa Viagem, em Recife, utiliza um cilindro de 60L de Hélio a 5 atm de pressão, para encher os balões. A temperatura do ar é 30 º C e o cilindro está em um local bem ventilado na sombra. No momento em que o vendedor não conseguir mais encher nenhum balão, qual o volume e a pressão do gás Hélio restante no cilindro? a) V = 0 L; P = 0 atm b) V = 22,4 L; P = 1 atm c) V = 60 L; P = 1 atm d) V = 10 L; P = 5 atm e) V = 60 L e P = 0 atm TODAS AS TRANSFORMAÇÕES 72) (Méd. Taubaté) Considere as afirmações abaixo: I. Em uma transformação isobárica não varia a pressão. II. Em uma transformação isocórica não varia o volume. III. Em uma transformação isométrica não varia a temperatura. Com relação às três afirmações acima, podemos dizer que... a) apenas I é verdadeira. b) apenas II é verdadeira. c) apenas III é verdadeira. d) I e II são verdadeiras. e) todas são verdadeiras. 73) (UCMG) Dada a tabela: II. (1) é isotérmica. III. (2) é isométrica. IV. (3) é isovolumétrica. V. (2) é isobárica. VI. (1) é isométrica. Estão corretas, apenas, as afirmações: a) I e II. b) I, III e IV. c) III e V. d) II. e) II, IV e V. Transformação temperatura constante variável variável Pressão variável constante variável volume variável variável constante 74) (UFCE) Um cilindro, cujo volume pode variar, contém um gás perfeito, à pressão de 4 atm e uma temperatura de 300K. o gás passa então por dois processos de transformação: I. seu volume aumenta, sob pressão constante, até duplicar e... II. retorna ao volume inicial, por meio de uma compressão isotérmica. A temperatura e a pressão do gás, ao final dos dois processos descritos, serão, respectivamente: a) 300 K e 8 atm. b) 600 K e 4 atm. c) 300 K e 4 atm. d) 600 K e 8 atm. e) 600 K e 2 atm. 75) Um volume de 20 ml de gás perfeito encontra-se no interior de um cilindro, sob pressão de 2 atm e temperatura de 27ºC. Inicialmente, o gás sofre uma expansão isotérmica, de tal forma que seu volume passa a ser igual a 50 ml. A seguir, o gás sofre evolução isométrica e a pressão tornou-se igual a 1,2 atm. A temperatura final do gás vale: a) 450ºC. b) 177ºC. c) 273ºC. d) 723ºC. e) 40,5ºC.

14 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES )(FEI-SP) Um cilindro munido de êmbolo contém um gás ideal representado pelo ponto 1 no gráfico. A seguir o gás é submetido sucessivamente à transformação isobárica (evolui do ponto 1 para o ponto 2), isocórica (evolui do ponto 2 para o ponto 3) e isotérmica (evolui do ponto 3 para o ponto 1). Ao representar os pontos 2 e 3 nas isotermas indicadas, conclui-se que: P ( atm ) T (K) 300 K V (L) a) a temperatura do gás no estado 2 é 450 K. b) a pressão do gás no estado 3 é 2 atm. c) a temperatura do gás no estado 3 é 600 K. d) o volume do gás no estado 2 é 10 L. e) a pressão do gás no estado 2 é 2 atm. 77) (UFAM-AM) Um gás perfeito encontra-se inicialmente em um estado A, sofre uma transformação isotérmica e atinge o estado B, que por sua vez sofre uma transformação isocórica e atinge o estado C, conforme o esquema abaixo: Os valores de V B, T B, V C e T C, em relação ao estado A, são, respectivamente: a) ½V A, T A, ½V A, 4T A b) 2V A, T A, 2V A, ¼T A c) 2V B, T B, 2V A, ¼T B d) 2V A, T B, 2V A, ¼T B e) ½V A, T B, ½V B, 4T C EQUAÇÃO GERAL DOS GASES 78)Certa massa de um gás ocupa um volume de 20 litros a 27 o C e 600 mmhg de pressão. O volume ocupado por essa mesma massa de gás a 47 o C e 800 mmhg de pressão será de: a) 4 litros. b) 6 litros. c) 8 litros. d) 12 litros. e) 16 litros. 79) (UniSantos-SP) Certa massa de oxigênio ocupa um volume de 10 litros à temperatura de 27 C e pressão de 150 mmhg. O volume ocupado pela mesma massa de oxigênio à temperatura de 47 C e 200 mmhg de pressão será: a) 4 litros. b) 6 litros. c) 8 litros. d) 10 litros. e) 12 litros. 80) (FIA-SP) Uma amostra de nitrogênio gasoso ocupa um volume de 20 ml a 127 C e à pressão de 600 mmhg. Que volume ocuparia a amostra a 0 C e 819 mmhg? a) 18,0 ml. b) 20,5 ml. c) 19,0 ml. d) 12,5 ml. e) 10,0 ml.

15 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES ) Uma amostra de gás ocupa o volume de 30 cm 3 a 1 atm e 27 C. Qual o volume da amostra a 2 atm e 127 C? a) 10 cm 3. b) 15 cm 3. c) 20 cm 3. d) 25 cm 3. e) 30 cm 3. 82) Certa massa de gás hidrogênio ocupa um volume de 100 litros a 5 atm e 73 o C. A que temperatura, o C, essa massa de hidrogênio irá ocupar um volume de 1000 litros na pressão de 1 atm? a) 400 C. b) 273 C. c) 100 C. d) 127 C. e) 157 C. 83) Uma determinada massa de gás oxigênio ocupa um volume de 12 L a uma pressão de 3 atm e na temperatura de 27 C. Que volume ocupará esta mesma massa de gás oxigênio na temperatura de 327 C e pressão de 1 atm? a) 36 L. b) 12 L. c) 24 L. d) 72 L. e) 48 L. 84) Um gás ideal, confinado inicialmente à temperatura de 27 C, pressão de 15 atm e volume de 100L sof re diminuição no seu volume de 20L e um acréscimo em sua temperatura de 20 C. A pressão final do gás é: a) 10 atm. b) 20 atm. c) 25 atm. d) 30 atm. e) 35 atm. 85)Um sistema gasoso, com pressão de 500 torr, a uma temperatura de 200 K, ocupa um volume V. Inicialmente, o sistema é aquecido isobaricamente até o volume tornar-se 3V/2. Depois, o sistema sofre uma transformação isotérmica, com duplicação da pressão. No estado final, a pressão, o volume e a temperatura são: a) 500 torr, 3V/2 e 400 K. b) 500 torr, 3V e 400 K. c) 1000 torr, 3V/4 e 300 K. d) 1000 torr, 3V e 300 K. e) igual ao estado inicial, pois houve transformação isotérmica e isobárica. 86)Certa massa de hélio ocupa um volume de 2 L à temperatura de 127ºC e à pressão de 660 mmhg. O volume ocupado pela mesma massa de hélio a 720 mmhg a 27ºC é de: a) 1,25 L. b) 12,5 L. c) 32,5 L. d) 3,25 L. e) 12,0 L. 87)500 ml de um gás foram, inicialmente, medidos à pressão de 650 mmhg e à temperatura de 73ºC abaixo de zero. A seguir, o volume do gás foi reduzido a 400 ml e a temperatura elevada a 127ºC. Podemos afirmar que a pressão final do gás é: a) 760 mmhg. b) 1300 mmhg. c) 350 mmhg. d) 2280 mmhg. e) 1625 mmhg.

16 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES )Um volume de 15 L de uma certa massa de gás foram medidos a 277ºC e a 2 atm de pressão. Reduzindo a pressão para 1 atm, pede-se a temperatura na qual o gás passará a ocupar 18 L. a) 273 K. b) 300 K. c) 500 K. d) 330 K. e) 250 K. 89)Supondo que 57 L de um gás ideal a 27 C e 1,0 at m sejam simultaneamente aquecidos e comprimidos até que a temperatura seja 127 C e a pressão 2,0 at m. Qual o volume final ocupado pelo gás? a) 19 L. b) 38 L. c) 57 L. d) 22,4 L. e) 18 L. 90)(UFPE) Uma certa quantidade de gás ideal ocupa 30 litros à pressão de 2 atm e à temperatura de 300 K. Que volume passará a ocupar se a temperatura e a pressão tiverem seus valores dobrados? a) 15 L. b) 20 L. c) 25 L. d) 30 L. e) 35 L. 91)Um balão é cheio com 4,0 litros de hidrogênio, a uma pressão de 596 mmhg e uma temperatura de 7 C. Qual seria o volume do balão a uma grande altitude, onde a pressão é de apenas 40 mmhg e a temperatura é de 45 C, supondo expansão livre do balão? a) 5,6 L. b) 16,7 L. c) 40 L. d) 48,5 L. e) 167 L. 92)A atmosfera é composta por uma camada de gases que se situam sobre a superfície da terra. Imediatamente acima do solo localiza-se uma região da atmosfera conhecida como troposfera, na qual ocorrem as nuvens, os ventos e as chuvas. Ela tem altura aproximada de 10 km, a temperatura no seu topo é em torno de 48 C e sua pressão é de 0,25 a tm. Se um balão resistente a altas pressões, cheio com gás hélio até um volume de 10 L, a 1,0 atm e 27ºC for solto, o volume deste balão, quando chegar ao topo da troposfera será de: a) 40,0 L. b) 74,0 L. c) 36,5 L. d) 30,0 L. e) 53,0 L. 93)(Uni-Santos-SP) Certa massa de oxigênio ocupa um volume de 10 litros à temperatura de 27 C e pressão de 150 mmhg. O volume ocupado pela mesma massa de oxigênio à temperatura de 47 C e 200mmHg de pressão será: mm Hg K 300 K a) 4 L. b) 6 L. c) 8 L. d) 10 L. e) 12 L. 10? litros

17 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES ) (UFMT) Uma certa massa de gás ocupa um volume de 10 L numa dada temperatura e pressão. O volume dessa mesma massa gasosa, quando a temperatura absoluta diminuir de 2/5 da inicial e a pressão aumentar de 1/5 da inicial, será: a) 6 L. b) 4 L. c) 3 L. d) 5 L. e) 10 L. 95) (U. Estácio de Sá-RJ) Um volume de 10 L de um gás perfeito teve sua pressão aumentada de 1 atm para 2 atm e sua temperatura aumentada de 73 o C para 127 o C. O volume final, em litros, alcançado pelo gás foi de: a) 50 b) 40 c) 30 d) 20 e) 10 96) (F. M. Pouso Algre-MG) Um gás ocupa um volume de 200 ml a uma pressão de 380 mmhg a uma temperatura de 27 o C. Seu volume nas condições normais de temperatura e pressão será: a) 91,0 ml b) 200,0 ml c) 910,0 ml d) 20,0 ml e) 2,0 ml EQUAÇÃO DE CLAPEYRON 97) (Covest-2009) As propriedades físicas de um gás ideal são descritas por quatro parâmetros (quantidade de matéria, n; temperatura, T; pressão, P; volume, V). Estes quatro parâmetros não são independentes, e as relações entre eles estão explicitadas na equação de estado do gás ideal, PV = nrt. Qual das afirmações a seguir, relacionadas à equação citada, é incorreta? a) Um gás ideal é definido como aquele que obedeceria rigorosamente à equação de estado PV = nrt. b) Em certas circunstâncias, gases reais comportam-se, aproximadamente, segundo o modelo de um gás ideal. c) O valor numérico da constante R depende das unidades de P, V, n e T. d) O parâmetro P, na equação PV = nrt, é definido necessariamente pela pressão externa exercida sobre o sistema. e) A pressão osmótica de uma solução diluída ideal, π, é calculada com o uso de uma equação análoga a PV = nrt. a) Um gás ideal é que se comporta dentro das leis físicas dos gases, isto é, tem volume desprezível, possui choque entre as partículas perfeitamente elástico, não possui interações entre suas partículas, etc. b) Um gás real comporta-se como gás real quando se encontra em baixa pressão e alta temperatura. c) Sim, pois em PV = nrt teremos: R = PV/NT. d) A pressão P é pressão exercida pelas partículas do gás dentro do recipiente (pressão interna). e) A pressão osmótica é calculada por uma expressão semelhante à dos gases perfeitos, isto é, π. V = n. R. T. 98)Um recipiente de 24,6 L contém 1,0 mol de nitrogênio exercendo a pressão de 1,5 atm. Nessas condições a temperatura do gás, na escala Kelvin, vale: a) 30,0. b) 40,0. c) 45,0. d) 300. e) )Um recipiente de 6,0 L contém hélio exercendo a pressão de 0,82 atm a 27ºC. O número de mols do gás no recipiente é igual a: a) 0,10. b) 0,20. c) 0,60. d) 0,82. e) 1,00.

18 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES )Determine o volume ocupado por 10 mols de um gás X a 27 C e 2 atm de pressão. a) 1,23 L. b) 12,3 L. c) 123 L. d) 246 L. e) 24,6 L. 101)Os sucos de frutas engarrafados encontrados nas prateleiras de supermercados contêm conservantes químicos, e um deles é o dióxido de enxofre, substância gasosa nas condições ambientes. Recentemente, jornais, rádios e as TVs anunciaram a retirada desses sucos do mercado, pelo fato de conterem um teor do conservante maior que o permitido oficialmente. Qual a quantidade de SO 2(g) contido num recipiente de volume igual a 1,0 L, sob pressão de 22,4 atm, mantido a 273 K? Dados: S = 32 g/mol; O = 16 g/mol a) 1,0 mol. b) 64 mols. c) 0,082 mol. d) 27,3 mol. e) 2,73 mol. 102)Um dos poluentes mais comuns é o monóxido de carbono (CO). Uma amostra contendo 4 mols desse gás exerce uma pressão de 2,46 atm a 27 C. Nessas c ondições, determine o volume ocupado pelo gás. a) 40 L. b) 4,0 L. c) 22,4 L. d) 11,2 L. e) 27,0 L. 103)Qual o volume ocupado por 0,5 mol de gás butano, a 1,0 atm de pressão e à temperatura de 37 C? a) 22,4 L. b) 12,7 L. c) 11,2 L. d) 10,0 L. e) 5,00 L. 104) 0,8 mol de um gás ideal ocupa o volume de 8,2 L. Sabendo que a pressão exercida é de 5 atm, calcule em que temperatura o gás se encontra: a) 273 C. b) 625 K. c) 625 C. d) 273 K. e) 352 K. 105) (FMIt-MG) 8,2 litros de um gás estão submetidos a uma pressão de 5 atm, e do mesmo utilizou-se 0,8 mol. Considerando-se R = 0,082 atm x L / mol X K, calcule a sua temperatura. a) 256 C. b) 625 C. c) 352 C. d) 425 C. e) 532 C. 106) Qual é a temperatura de um gás, sabendo-se que 2,5 mols desse gás ocupam o volume de 50 L à pressão de 1246 mmhg na referida temperatura? R = 62,3 mmhg x L / mol x K. a) 27 C. b) 127 C. c) 227 C. d) 400 C. e) 500 C.

19 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES ) Um frasco contém 0,5 mol de CO 2 a 27 C e 2 atm. Uma quantidade de 0,1 mol de CO 2 é injetada no frasco, e a temperatura sobe para 127 C. Assinale a alternativa que apresenta o volume do frasco e o valor da pressão no seu interior após a adição de mais gás carbônico. a) O volume do frasco é 6,15 L, e a pressão no seu interior é 3,2 atm. b) O volume do frasco é 6,15 L, e a pressão no seu interior é 2,0 atm. c) O volume do frasco é 0,55 L, e a pressão no seu interior é 32,8 atm d) O volume do frasco é 0,55 ml, e a pressão no seu interior é 1,14 atm. e) Nenhuma das alternativas anteriores 108) Qual a temperatura de um gás, de modo que 2,5 mols desse gás ocupem o volume de 50 L à pressão de 1246 mmhg? a) 250 K. b) 300 K. c) 350 K. d) 400 K. e) 450 K. 109) O volume ocupado por 14,2g de gás cloro (Cl 2 ) medidos a 8,2 atm e 727 o C é de: Dado: Cl = 35,5 u a) 1,0 litro. b) 1,5 litros. c) 2,0 litros. d) 2,5 litros. e) 3,0 litros. 110) Colocando-se 2,8g de nitrogênio (N 2 ) num recipiente de 5,0 litros, a pressão do gás, a 0 o C, será, em atm, de aproximadamente: Dado: N = 14 u. a) 0,45. b) 0,90. c) 1,00. d) 1,80. e) 5, ) No comércio, encontra-se oxigênio, comprimido à pressão de 130 atm, em cilindros de aço de 40 litros. Quantos quilogramas de oxigênio existem no cilindro, na temperatura ambiente (25 o C)? Dado: O = 16 u a) 5,2. b) 2,1. c) 19,7. d) 6,8. e) 3,4. 112) (UFRS) Resfria-se um recipiente contendo 1530 L de vapor de água a 100 C e 1 atm até liquefazer todo vapor. Considerando os valores para R = 0,082 atm.l.k 1.mol 1 e massa específica da H 2 O (l) = 1 g/ml, o volume de água líquida obtida, a 20 C, será de aproximadamente: Dados: H = 1 g/mol; O = 16 g/mol. a) 0,9 L. b) 20 L. c) 50 L. d) 186 L. e) 900 L. 113) Qual o volume de um recipiente que comporta 10g de gás hidrogênio à pressão de 4 atm e 127 C? Dados: H = 1 g/mol; R = 0,082 atm.l/k.mol. a) 36 L. b) 38 L. c) 41 L. d) 45 L. e) 48 L.

20 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES ) (UFRGS) Um extintor de incêndio contém 4,4 kg de CO 2. O volume máximo de gás liberado na atmosfera, a 27ºC e 1atm, é, em litros: Dados: C = 12 u.; O = 16 u. a) 0,229. b) 2,46. c) 24,6. d) 229,4. e) ) Quantos gramas de O 2 há num recipiente de 50,0 L à pressão de 0,82 atm a 500 K? Dados:C = 12 u; O = 16 u a) 1,0. b) 10. c) 16. d) 32. e) ) A massa de hidrogênio (H 2 ) contida em um recipiente de 8,2 L, a 127 C e à pr essão de 1 atm, é: Dado: H = 1 g/mol a) 0,25g. b) 0,50g. c) 0,78g. d) 1,57g. e) 15,7g. 117)(UNIFENAS-MG) A massa de nitrogênio contida em um recipiente de 8,2 L, a 127 C e à pressão de 2atm é: Dados: N = 14 g/mol; R = 0,082 atm x L / K x mol; R = 62,3 mmhg x L / K x mol. a) 1 g. b) 7 g. c) 14 g. d) 21 g. e) 28 g. 118)(FAAP-SP) Numa embalagem plástica de volume 2 litros, que pode suportar uma pressão interna de até 5 atm, foi embalado a vácuo um sólido que ocupa o espaço de 1 litro. Devido a um erro de processamento, o produto sólido sofreu fermentação que liberou 11 g de gás carbônico na temperatura de 27 C. Nessas condições, observa-se que: a) Não haverá ruptura da embalagem. b) Haverá ruptura da embalagem. c) O gás carbônico liberado não irá alterar a pressão interna na embalagem. d) O rompimento só ocorreria se a temperatura fosse elevada acima de 127 C. e) O rompimento não ocorreria, mesmo que a temperatura fosse elevada acima de 127 C. 119) 2,2g de um gás estão contidos num recipiente de volume igual a 1,75 litros, a uma temperatura de 77 o C e pressão e 623 mmhg. Este gás deve ser: Dados: H = 1 u; C = 12 u; O = 16 u; N = 14 u; S = 32 u a) NO. b) H 2 S. c) SO 2. d) CO 2. e) NH ) 0,8g de uma substância no estado gasoso ocupa um volume de 656 ml a 1,2 atm e 63ºC. A que substância corresponde os dados acima? Dados: H = 1 u.; C = 12 u.; N = 14 u.; O = 16 u.; Cl = 35,5 u. a) O 2. b) N 2. c) H 2. d) CO 2. e) Cl 2.

21 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES ) 29,0g de uma substância pura e orgânica, no estado gasoso, ocupam o volume de 8,2 L à temperatura de 127 C e à pressão de 1520 mmhg. A fórmula molecu lar do provável gás é: Dados: C = 12 g/mol; H = 1 g/mol; R = 0,082 L.atm/K.mol a) C 2 H 6. b) C 3 H 8. c) C 4 H 10. d) C 5 H 12. e) C 6 H ) Uma massa de 6,2g de um gás X 4 ocupam o volume de 0,82 L a 27 C e 1,5 atm. Determ ine a massa atômica de X. a) 31 u. b) 45 u. c) 60 u. d) 75 u. e) 90 u. 123) (MACKENZIE-SP) 240g de um gás A X, formado por átomos de mesmo elemento químico,ocupam um volume de 41 litros a 2 atm e 73 C. Sabendo-se qu e a massa atômica de A é 16 u, a fórmula molecular desse composto é: a) A. b) A 2. c) A 3. d) A 4. e) A ) Num recipiente de 2 L existem 1,6g de um determinado gás, sob pressão de 0,56 atm, a 0 C. Partind o desses dados, podemos dizer que o gás é: a) CO 2. b) H 2. c) NH 3. d) N 2. e) O ) (PUC-SP) Para a realização de um experimento, será necessário encher de gás um balão de 16,4 L que a 127 C suporta pressão máxima de 2,0 atm. Ness as condições, a quantidade mais adequada para encher o balão é: Dados: H = 1u.; C = 12 u.; O = 16 u.; S = 32 u.; R = 0,082 atm. L / mol. K. a) 10g de hidrogênio. b) 24g de metano. c) 45g de etano. d) 64g de dióxido de enxofre. e) 78g de acetileno (etino). 126) Quantas moléculas de CO 2 ocupam o volume de 15 L sob pressão de 0,82 atm a 27 o C? a) 0,50 x b) 3,01 x c) 6,02 x d) 6,02 x e) 6,02 x ) A pressão exercida, em atm, por 1,2 x moléculas de nitrogênio (N 2 ) confinadas num recipiente de 6 L, a 27 C, é: a) 0,82 atm. b) 2,0 atm. c) 4,1 atm. d) 8,2 atm. e) 20 atm.

22 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES ) Um frasco, cuja capacidade é de 2,46 L, encontra-se confinado um gás, a pressão de 20 atm e a 27 C. Qual o número de moléculas existentes no frasco? 129) (Covest-98) Em determinadas condições de temperatura e pressão, 10 litros de hidrogênio gasoso, H 2, pesam 1g. Qual seria o peso de 10 litros de hélio, He, nas mesmas condições? Dados: H = 1g / mol; He = 4 g / mol (02g) 130) A temperatura a que deve ser aquecido um gás contido num recipiente aberto, inicialmente a 25ºC, de tal modo que nele permaneça 1/5 das moléculas nele inicialmente contidas é: a) 1217ºC. b) 944ºC. c) 454ºC. d) 727ºC. e) 125ºC. 131) (IFET) Dois balões de igual capacidade, A e B, mantidos na mesma temperatura, apresentam massas iguais de H 2 (g) e O 2 (g). A pressão do H 2 (g) no balão A e igual a 1,6 atm. Assinale a alternativa abaixo que corresponde a pressão que o O 2 (g) exerce no balão B. Dados: M(H 2 ) = 2 g/mol e M(O 2 ) = 32 g/mol. a) 0,1 atm b) 0,5 atm c) 1,0 atm d) 1,6 atm e) 2,0 atm 132) (Fatec-SP) Dois frascos de igual volume, mantidos à mesma temperatura e pressão, contêm, respectivamente, os gases X e Y. A massa do gás X é 0,34g, e a do gás Y é 0,48g. Considerando que Y é o ozônio (O 3 ), o gás X é: Dados: H = 1 g/mol; C = 12 g/mol; N = 14 g/mol; O = 16 g/mol; S = 32 g/mol. a) N 2. b) CO 2. c) H 2 S. d) CH 4. e) H ) Um balão A contém 8,8g de CO 2 e um balão B contém N 2. Sabendo que os dois balões têm igual capacidade e apresentam a mesma pressão e temperatura, calcule a massa de N 2 no balão B. Dados: C = 12 g/mol; O = 16 g/mol; N = 14 g/mol a) 56g. b) 5,6g. c) 0,56g. d) 4,4g. e) 2,8g. 134) A que temperatura deve ser aquecido um frasco aberto, a fim de que 1/4 do gás nele contido, a 27 C, seja expulso? a) 200 K. b) 127 K. c) 273 K. d) 350 K. e) 400 K.

23 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES ) (ITA-SP) Temos um frasco aberto, contendo um gás a temperatura de 127 C. Querendo expulsar do frasco 1/3 do número de moléculas desse gás, devemos aquecê-lo a: a) 42,5 C. b) 377 K. c) 447 C. d) 42,5 K. e) 600 K. 136) (PUC-SP) Três recipientes de volumes fixos contêm, cada um, uma substância pura no estado gasoso. Os gases estão armazenados nas mesmas condições de temperatura e pressão e os recipientes estão representados no esquema a seguir V 1 = 5 L V 2 = 10 L V 3 = 15 L m 1 = 16 g m 2 = 28 g m 3 =? Pode-se afirmar que o gás contido no recipiente 2 e a massa de gás no recipiente 3 são, respectivamente, a) CO 2 e 16 g. b) N 2 e 8 g. c) CO e 24 g. d) C 4 H 8 e 24 g. e) N 2 e 16 g. 137) (UFAM-AM) Um cilindro de gás industrial com capacidade para 100 L, contém 44 Kg de gás propano a 27 C. Considerando que em uma semana seja consumido gás suficiente para que a pressão seja reduzida à metade e supondo que a temperatura permaneça constante, a pressão inicial no cilindro e número de mols de gás utilizado serão respectivamente: (Dado: C=12 g/mol, H=1 g/mol) a) 246 atm e 500 mols b) 246 atm e 22 mols c) 123 atm e 1000 mols d) 123 atm e 500 mols e) 123 atm e 44 mols 138) (UCSal-BA) Que volume ocupam 100 mols de oxigênio nas condições ambientes de temperatura e pressão? Volume molar de gás nas condições ambiente de T e P = 25 L/mol a) 0,25 L. b) 2,5 L. c) 2,5 x 10 2 L. d) 2,5 x 10 3 L. e) 2,5 x 10 4 L. 139) (UEL-PR) A questão relaciona-se com os recipientes I e II de volumes (V) iguais e contendo, à mesma temperatura, respectivamente, 32g de O 2, à pressão P 1 e 32g de CH 4 à pressão P 2, como indica o esquema a seguir: I V 32g V 32g P de P de 1 2 O 2 T CH T 4 II Comparando-se as pressões dos gases, tem-se: a) P 1 = P 2. b) P 2 = 2 P 1. c) P 1 = 2 P 2. d) P 2 = 2/5 P 1. e) P 1 = 2/5 P 2.

24 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES ) Dois recipientes contêm, respectivamente, 0,5 mol de metano e 1,5 mol de monóxido de carbono. Sabendo-se que esses gases estão submetidos à mesma temperatura e pressão. Se o volume do metano é 9 L, qual é o volume do monóxido de carbono? a) 10 L. b) 12 L. c) 24 L. d) 27 L. e) 35 L. 141) (UEL-PR) A questão relaciona-se com os recipientes I e II de volumes (V) iguais e contendo, à mesma temperatura, respectivamente, 32g de O 2, à pressão P 1 e 32g de CH 4 à pressão P 2, como indica o esquema a seguir: I V 32g V 32g P de P de 1 2 O 2 T CH T 4 II O número de moléculas do gás II é: a) 2,0. b) 6,0 x c) 12 x d) 15 x e) 18 x ) (Unirio-RJ) Os dois balões a seguir representados contêm a mesma substância pura na fase gasosa e estão sob mesma pressão: V = 1 L I T = 27 C I V 4 L II = T II =? Qual a temperatura em Kelvin no balão II, se ele contém o triplo da massa de gás contida no balão I? a) 36 K. b) 127 K. c) 300 K. d) 309 K. e) 400 K. 143) Dois recipientes de mesmo volume contêm separadamente os gases A e B. As temperaturas são idênticas. A pressão do gás A é 100 cmhg e a do gás B é 25 cmhg. Podemos afirmar que o número de mols do gás A, comparado com o gás B, é: a) igual. b) duas vezes menor. c) quatro vezes menor. d) quatro vezes maior. e) duas vezes maior. 144) (FEI-SP) A uma dada temperatura e pressão, um balão contém 42g de gás nitrogênio. Depois de completamente esvaziado, introduz-se no mesmo balão, à mesma temperatura, uma certa quantidade de etileno (C 2 H 4 ), de maneira a obter a mesma pressão anterior. Qual a quantidade de etileno introduzida? Dado: H = 1 u; C = 12 u. a) 22,4g. b) 28g. c) 42g. d) 56g. e) 84g.

25 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES ) (UPE-2004-Q2) Um tanque, contendo gás butano a 227 C com capacidade de 4,10 m 3, sofre um vazamento ocasionado por defeito em uma das válvulas de segurança. Procedimentos posteriores confirmaram uma variação de pressão na ordem de 1,5 atm. Admitindo-se que a temperatura do tanque não variou, pode-se afirmar que a massa perdida de butano, em kg, foi: Dados: C = 12 u; H = 1 u; R = 0,082 atm x L / mol x K. a) 8,7 kg. b) 2,9 kg. c) 15,0 kg. d) 0,33 kg. e) 30,3 kg. 146) (UPE-2006-Q1) Uma mistura gasosa é formada pelo mesmo número de mols de metano e butano. A massa total da mistura é igual a 22,2g. Queimando-se essa mistura com oxigênio em excesso e recolhendo-se todo dióxido de carbono formado a uma temperatura de 127ºC e 3,0 atm de pressão, pode-se afirmar, como correto, que o volume ocupado pelo dióxido de carbono é: m a ( C ) = 12u, m a (H) = 1u R = 0,082 L. atm / mol. K a) 16,4L b) 3,28L c) 13,12L d) 0,328L e) 131,2L 1 CH C 4H /2 O 2 5 CO H 2O Problema 22,2g x mols Reação 74g (16g de CH g de C 4H 10) 5 mols de CO 2 então x = 1,5 mols de CO 2 Então: PV = MRT 3. V = 1,5. 0, V = 16,4 L de CO 2 147) (UPE-2007 Q2) A variação de pressão interna constatada em um botijão de gás de cozinha, a 27ºC, por ocasião da preparação de uma dobradinha por uma dona de casa, é igual a 2,46 atm. (Admita que a temperatura e a capacidade do botijão permanecem constantes e que todo calor produzido pela combustão do butano foi utilizado na preparação da dobradinha) Dados: ma(c) = 12u, ma (H) = 1u, R = 0,082L.atm/mol.K Calor de combustão do butano = kcal/mol Sabendo-se que a capacidade do botijão é 20,0L e que o gás nele contido é o butano, é correto afirmar que: a) a preparação da dobradinha consumiu 174,0g de gás butano. b) a quantidade de calor necessária para a preparação da dobradinha é igual a 2.079kcal. c) a massa do butano utilizada na combustão para a preparação da dobradinha é igual a 116,0g. d) foram queimadas 1,806 x moléculas de butano para a preparação da dobradinha. e) apenas 0,25 mol de butano foi necessário para a preparação da dobradinha. VOLUME MOLAR 148) (UFF-RJ) Assinale a alternativa correspondente ao volume ocupado por 0,25 mol de gás carbônico (CO 2 ) nas condições normais de temperatura e pressão (CNTP): a) 0,25 L. b) 0,50 L. c) 5,60 L. d) 11,2 L. e) 22,4 L. 149) (Fuvest-SP) Nas CNTP, o volume ocupado por 10g de monóxido de carbono é: Dados: C = 12 u; O = 16 u. a) 6,0 L. b) 8,0 L. c) 9,0 L. d) 10 L. e) 12 L.

26 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES ) (ACAFE-SC) Têm-se 13,0g de etino (C 2 H 2 ) nas CNTP. O volume, em litros, deste gás é: Dados: massas atômicas: C = 12g/mol; H 1 g/mol. Volume molar dos gases nas CNTP = 22,4 L. a) 26,0 L. b) 22,4 L. c) 33,6 L. d) 40,2 L. e) 11,2 L. 151) Sabendo-se que 1,0 L de um determinado gás nas CNTP tem massa aproximadamente 1,25g e considerando um comportamento de gás ideal, assinale, entre as alternativas abaixo, qual é este gás? Dados: N = 14g/mol; O = 16g/mol; Ne = 20g/mol; Cl = 35,5g/mol; Kr =84g/mol Volume molar dos gases nas CNTP = 22,4 L. a) N 2. b) Cl 2. c) Ne. d) Kr. e) O ) (UNIMEP-SP) O volume ocupado, nas CNTP, por 3,5 mol de CO será aproximadamente igual a: Dado: volume molar dos gases nas CNTP = 22,4 L. a) 33,6 L. b) 78,4 L. c) 22,4 L. d) 65,6 L. e) 48,0 L. 153) (UNISA-SP) Qual das afirmações abaixo é correta com relação ao estado gasoso? a) As forças de atração intermoleculares são elevadas. b) A soma dos volumes das moléculas gasosas é igual ao volume ocupado pelo gás. c) O produto PV é constante para qualquer temperatura, desde que na escala Kelvin. d) 6,02 x moléculas de qualquer gás a 273 K e 760 mmhg ocupam o volume de ml. e) A temperatura considerada normal para um gás é de 20 C. 154) (FAAP-SP) Nas condições normais de temperatura e pressão, qual o volume ocupado por 35,5g de cloro gasoso(cl 2 )? Dado: Cl = 35,5 u. a) 9,85 L. b) 11,19 L. c) 13,4 L. d) 18,2 L. e) 22,38 L. 155) Um mol de gás O 2(g) ocupa 22,4 L nas CNTP. Seu volume à temperatura de 27 C e 5 atm será, aproximadamente: a) 4,9 L. b) 5,2 L. c) 4,3 L. d) 6,3 L. e) 3,4 L. 156) (FEI-SP) Um frasco completamente vazio tem massa 820g e cheio de oxigênio tem massa 844g. A capacidade do frasco, sabendo-se que o oxigênio se encontra nas CNTP, é: Dados: massa molar do O 2 = 32 g/mol; volume molar dos gases nas CNTP = 22,4 L. a) 16,8 L. b) 18,3 L. c) 33,6 L. d) 36,6 L. e) 54,1 L.

27 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES ) A expressão "estado de um gás" designa a situação em que esse gás se encontra, que é expressa através da sua pressão (P), da sua temperatura (T) e de seu volume (V). Sobre as características dos gases, assinale o que for correto: Dados: H=1; C=12; O= g de H 2 a 0 o C e 1 atm ocupam um volume de 22,4 litros. 1 1 Sob pressão constante, se a temperatura de um gás for diminuída, haverá uma contração do volume. 2 2 Mantendo-se a temperatura constante, o volume de um gás será reduzido pela metade quando a pressão for duplicada. 3 3 Se um gás estiver confinado em um recipiente indeformável, aumentando-se a temperatura, a pressão aumentará de forma diretamente proporcional. 4 4 Um recipiente com 22g de gás carbônico contém 6,02 x moléculas de CO 2. MISTURA DE GASES 158) Num balão de 200 L de capacidade, mantida à temperatura constante de 300 K, são colocados 110 L de nitrogênio a 5,0 atm e 57ºC, 80 L de oxigênio a 2,5 atm e 23ºC e 50 litros de neônio a 3,2 atm e 47ºC. A pressão total da mistura gasosa, em atm, é: a) 4,45 atm. b) 5,00 atm. c) 5,70 atm. d) 7,50 atm. e) 9,90 atm. 159) (UFRS) Se o sistema representado abaixo for mantido a uma temperatura constante e se os três recipientes possuírem o mesmo volume, após abrirem as válvulas A e B, a pressão total nos três recipientes será: a) 3 atm. b) 4 atm. c) 6 atm. d) 9 atm.. e) 12 atm. 160) Em um recipiente de 1 litro temos gás hidrogênio (H 2 ) exercendo pressão de 3 atm a 300K; em um outro recipiente de 1 litro temos gás hélio (He) exercendo pressão de 9 atm na temperatura de 300K. Estes gases são colocados em um mesmo recipiente de capacidade para 2 litros a 300K. A pressão total da misturas dos gases H 2 e He é igual a: a) 1,5 atm. b) 3,5 atm. c) 4,5 atm. d) 5,0 atm. e) 6,0 atm. 161) Em um recipiente com capacidade para 80 L são colocados 4,06 mols de um gás X e 15,24 mols de um gás Y, exercendo uma pressão de 6,33 atm. Podemos afirmar que a temperatura em que se encontra essa mistura gasosa é: a) 300 K. b) 320 K. c) 150 K. d) 273 K. e) 540 K.

28 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES ) Temos 3,0 L de gás nitrogênio (N 2 ) exercendo pressão de 1,0 atm a 27 C e em outro re cipiente de 2,0 L encontramos gás oxigênio (O 2 ) a 5,0 atm de pressão e 27 C. Estes gases são mist urados em um recipiente de 5,0 L, na mesma temperatura em que se encontravam anteriormente. Podemos afirmar que: 0 0 A pressão total da mistura é de 2,6 atm. 1 1 A pressão parcial do gás oxigênio é de 0,6 atm. 2 2 A pressão parcial do gás nitrogênio é de 2,0 atm. 3 3 A pressão total da mistura é de 6,0 atm. 4 4 A soma das pressões parciais dos gases componentes desta mistura é menor que 2,6 atm. 163) (Covest-99) Dois recipientes encontram-se ligados por uma válvula, inicialmente fechada. No recipiente menor, com volume de 1 L, encontra-se gás carbônico na pressão de 1,0 atm. No recipiente maior, com volume de 3 L, encontra-se gás oxigênio na pressão de 6,0 atm. Considerando que a válvula é aberta e os dois gases se misturam, ocupando o volume dos dois recipientes, podemos afirmar que: 0 0 a pressão parcial do gás carbônico será 0,25 atm. 1 1 a pressão parcial do gás oxigênio será de 4,5 atm. 2 2 a pressão total no interior dos recipientes será de 7,0 atm. 3 3 a pressão total no interior dos recipientes será de 4,75 atm. 4 4 a pressão no interior do recipiente maior será menor que a pressão no interior do menor. 164) Um estudante de química armazenou em um cilindro de 10 L, 6 g de hidrogênio e 28 g de hélio. Sabendo-se que a temperatura é de 27 C no interior do cilindro, analise as afirmações: I. A pressão total no interior do cilindro é aproximadamente 24,6 atm. II. O número total de átomos no interior do cilindro é aproximadamente 7,82 x átomos. III. A pressão parcial do gás hidrogênio é 7,4 atm. IV. No interior do cilindro existem aproximadamente 1,8 x moléculas de hidrogênio. Estão corretas: a) I, II, III e IV. b) I, II e III. c) I, III e IV. d) I e III, apenas. e) IV, apenas. 165) (UEL-PR) Considere a mistura de 0,5 mol de CH 4 e 1,5 mol de C 2 H 6, contidos num recipiente de 30 L a 300K. A pressão parcial do CH 4, em atm, é igual a: a) 1,00 atm. b) 0,82 atm. c) 0,50 atm. d) 0,41 atm. e) 0,10 atm. 166) (Covest-2009) Gases, líquidos e sólidos exemplificam estados físicos da matéria e o conhecimento adequado das propriedades destes estados, permite afirmar que: 0 0 um gás tende a ocupar o volume total do recipiente que o contém. 1 1 a solubilidade de um gás em um líquido depende da pressão parcial exercida por esse gás sobre o líquido. 2 2 bolhas de gás tendem a elevar-se no interior de um líquido e crescem à medida que se deslocam para alcançar a superfície. 3 3 substâncias no estado sólido sempre têm densidade maior do que no estado líquido. 4 4 em um sistema constituído por dois gases, o gás com maior massa molar exerce a maior pressão parcial. 0 0 Os gases ocupam todo espaço disponível. 1 1 A solubilidade de um gás depende da pressão exercida sobre ele e da temperatura. 2 2 A medida que uma bolha sobe, a pressão externa diminui e, aumenta de tamanho. 3 3 Algumas substâncias sólidas possuem densidade menor que alguns líquidos. 4 4 A pressão parcial de um gás depende também do número de mols e da densidade do gás.

29 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES ) Uma mistura gasosa de O 2 e N 2, contendo 8,0g de O 2, apresenta volume igual a 11,2x10 3 ml quando submetida à pressão de 2,0 atm e à temperatura de 0 C. Qual a massa de N 2 nessa mistura? Dados: O = 16 g/mol; N = 14 g/mol a) 5,25g. b) 10,5g. c) 14,0g. d) 21,0g. e) 42,0g. 168) Têm-se três balões, A, B e C, interligados com tubos munidos de torneiras I e II, inicialmente fechadas. O balão A contém He (g), o balão B contém CO 2(g) e o balão C está sob vácuo. Os volumes e as pressões dos gases estão indicados no esquema abaixo. A I C II B He CO ( g vácuo ) 2( g) 3 L 3 atm 5 L temperatura constante Abrindo-se as torneiras I e II e mantendo-se a temperatura do sistema constante, decorrido um tempo suficiente para o sistema atingir o equilíbrio, qual a pressão no interior do balão C? a) 7,0 atm. b) 3,5 atm. c) 7/3 atm. d) 1,7 atm. e) 0,85 atm. 169) Uma mistura de 12 g de etano (C 2 H 6 ) e 2,4 g de hélio (He) foi recolhida num balão de volume igual a 22,4 L mantido a 273 K. As pressões parciais, em atm, do C 2 H 6 e do He no interior do balão são, respectivamente: a) 0,5 e 0,5. b) 0,4 e 0,6. c) 1,6 e 2,4. d) 0,8 e 1,2. e) 3,0 e 4,0. 170) Em um recipiente de 1 litro temos gás hidrogênio (H 2 ) exercendo pressão de 3 atm a 300K; em um outro recipiente de 1 litro temos gás hélio (He) exercendo pressão de 9 atm na temperatura de 300K. Estes gases são colocados em um mesmo recipiente de capacidade para 2 litros a 300K. As pressões parciais dos gases H 2 e He são, respectivamente, iguais a: a) 3 atm e 9 atm. b) 9 atm e 3 atm. c) 1,5 atm e 4,5 atm. d) 4,5 atm e 1,5 atm. e) 4,0 atm e 4,0 atm. 171) Uma mistura gasosa é formada por 14,2g de cloro (Cl 2 ) e 13,2g de gás carbônico (CO 2 ). Sabendo-se que a pressão total da mistura é de 2 atm pede-se, respectivamente às pressões parciais do gás cloro e do gás carbônico: Dados: Cl = 35,5 u; C = 12 u; O = 16 u a) 0,4 atm e 1,6 atm. b) 1,2 atm e 0,8 atm. c) 0,5 atm e 1,5 atm. d) 3,5 atm e 0,7 atm. e) 0,8 atm e 1,2 atm. 172) Uma mistura gasosa contém 4 mols de gás hidrogênio, 2 mols de gás metano exercem uma pressão de 4,1 atm, submetidos a uma temperatura de 27 C. Calcule os volumes parciais destes dois gases. 2 L 4 atm

30 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES ) (Covest-2005) Dois frascos, contendo diferentes gases que não reagem entre si, são interligados através de uma válvula. Sabendo-se que: não há variação de temperatura. a pressão inicial do gás A é o triplo da pressão do gás B. o volume do frasco A é o dobro do frasco B. Qual será a pressão do sistema (frasco A + B) quando a válvula for aberta? a) O dobro da pressão do frasco B. b) 7/3 da pressão do frasco B. c) 5/3 da pressão do frasco B. d) 2/3 da pressão do frasco A. e) 1/3 da pressão do frasco A. 174) Uma mistura gasosa contendo 4g de CH 4(g) e 8g de O 2(g) está em CNTP. Qual a pressão parcial do CH 4(g) nessa mistura? Dados: CH 4(g) = 16g/mol; O 2(g) = 32g/mol a) 0,4 atm. b) 0,6 atm. c) 0,16 atm. d) 1,0 atm. e) 0,5 atm. 175) Considere um recipiente que contém 0,5 mol de H 2(g) e 1,0 mol de Ar (g), a determinada temperatura. Comparando a pressão parcial do gás hidrogênio (ph 2 ) com a do argônio (par), tem-se: a) ph 2 = par. b) ph 2 = 2 par. c) ph 2 = 3 par d) par = 2 ph 2 e) par = 3 ph 2 176) (UECE) Num balão, estão misturados 4 mols de CO 2 e 2 mols de CO. A pressão total da mistura é de 3 atm. As pressões parciais de CO 2 e CO na mistura são, respectivamente: a) 1 atm e 0,5 atm. b) 2 atm e 0,5 atm. c) 2 atm e 1 atm. d) 2/3 atm e 1/3 atm. e) 2,5 atm e 2 atm. 177) (Covest-2004) Um frasco de 22,4 L contém 2,0 mol de H 2 e 1,0 mol de N 2, a 273,15 K. Podemos afirmar que: Dado: (R = 0,082 atm x L / mol x K). 0 0 As frações molares de H 2 e N 2 são respectivamente 2/3 e 1/ As pressões parciais de H 2 e N 2 são respectivamente 2,0 atm e 1,0 atm. 2 2 A pressão total no vaso é de 3,0 atm. 3 3 Ao comprimirmos os gases, até a metade do volume inicial do frasco, teremos uma pressão de 1,5 atm. 4 4 Os gases H 2 e N 2 possuem densidades diferentes e, por isso, não se misturam. 0 0 x 1 = n 1 : ( n 1 + n 2) = 2/3 e x 2 = n 1 : ( n 1 + n 2) = 1/ A pressão de 1 mol de gás em 22,4 L é de 1,0 atm, como: H 2 tem 2 mol p = 2 atm; N 2 tem 1 mol p = 1 atm. 2 2 A pressão total é a soma das pressões parciais, isto é, p T = = 3 atm. 3 3 Ao comprimirmos o vaso até à metade do volume a pressão dobra (lei de Boyle e Mariotte) 4 4 A mistura de gases é homogênea. 178)(UEM-PR) Numa mistura gasosa de CO 2 e N 2, a pressão total do sistema é 900 mmhg, sendo a fração molar do CO 2 igual a 2/3. A pressão parcial de N 2 será: a) 300 mmhg. b) 450 mmhg. c) 500 mmhg. d) 600 mmhg. e) 1350 mmhg.

31 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES 31 DENSIDADE ABSOLUTA E DENSIDADE RELATIVA 179) A densidade absoluta do gás nitrogênio a 0 C e 1 atm é, em g/l: Dado: N 2 = 28 g/mol. a) 3,45. b) 2,45. c) 4,45. d) 2,75. e) 1, ) A densidade do gás metano em relação à densidade do gás propano nas mesmas condições de pressão e temperatura é: Dados: CH 4 = 16 g/mol; C 3 H 8 = 44 g/mol. a) 0,40. b) 0,36. c) 0,52. d) 0,58. e) 0, ) (FEI-SP) A densidade absoluta do gás sulfídrico (H 2 S) aumentará quando a: a) pressão diminuir. b) temperatura diminuir. c) temperatura aumentar. d) variação de pressão não afetar a densidade absoluta. e) concentração do H 2 S aumentar. 182) (UFTM-MG) A determinação da massa molar, associada a outras propriedades, auxilia na identificação de uma substância. Uma substância, no estado gasoso, apresenta densidade 1,5 g/l a 127 o C e 1,64 atm. Considerando-se que esse gás segue a equação dos gases ideais (PV = nrt), então, a fórmula molecular da substância é Dado: R = 0,082 atm.l.mol -1.K -1 a) CH 4. b) O 2. c) NO. d) CO. e) SO ) (UFAM-AM) Considere que dez litros de cada um dos seguintes gases estão nas mesmas condições de pressão e temperatura: PH 3, C 2 H 6 O, H 2, NH 3, Ne, Cl 2 e SO 2. A alternativa que apresenta corretamente os gases em ordem decrescente de densidade é: (massas em g/mol: P = 31, C = 12, H = 1, O = 16, N = 14, Ne = 20, Cl = 35.5, S = 32) a) SO 2 ; C 2 H 6 O; Cl 2 ; PH 3 ; NH 3 ; Ne; H 2 b) Cl 2 ; C 2 H 6 O; SO 2 ; PH 3 ; Ne; NH 3 ; H 2 c) C 2 H 6 O; PH 3 ; NH 3 ; SO 2 ; Cl 2 ; Ne; H 2 d) H 2 ; Ne; NH 3 ; PH 3 ; SO 2 ; C 2 H 6 O; Cl 2 e) Cl 2 ; SO 2 ; C 2 H 6 O; PH 3 ; Ne; NH 3 ; H 2 184) (PUCCAMP-SP) Comparando-se as densidades dos gases abaixo, nas CNTP, qual deles é o melhor para encher um balão que deve subir na atmosfera? Dados: densidade do ar = 1,29 g/l (CNTP); densidade de um gás = massa molar / volume molar (L). a) CO 2. b) O 3. c) N 2. d) Cl 2. e) CH ) (ITA-SP) Comprimindo-se um gás sob temperatura constante, resulta que: a densidade do gás a energia cinética a) aumenta aumenta. b) aumenta permanece constante. c) aumenta diminui. d) permanece constante permanece constante. e) permanece constante aumenta.

32 Prof. Agamenon Roberto ESTUDO DOS GASES ) (Covest-98) Uma cabine está cheia de ar em condições ambientes ao nível do mar. No interior da cabine encontram-se cinco balões, cada um contendo, nas mesmas condições de temperatura e pressão, um dos seguintes gases: hidrogênio, oxigênio, neônio, argônio e gás carbônico. O balão que sobe para o topo da cabine é aquele que contém: Dados: H 2 = 2 g/mol; O 2 = 32 g/mol; Ne = 20 g/mol; Ar = 40 g/mol; CO 2 = 44 g/mol. a) hidrogênio. b) oxigênio. c) neônio. d) argônio. e) gás carbônico. 187) Os gases metano (CH 4 ) e butano (C 4 H 10 ) foram produzidos separadamente num laboratório e recolhidos em dois frascos para serem transportados de uma bancada para outra. A seguir estão indicadas três possíveis maneiras de esses frascos serem transportados. Quais as maneiras adequadas para cada um dos frascos? Dados: CH 4 = 16 g/mol; C 4 H 10 = 58 g/mol I II III Frasco com CH 4 Frasco com C 4 H 10 a) I II. b) II I. c) II ou III III. d) III III. e) II II ou III. 188) (UFPI) A maioria dos gases industriais, exceto hidrogênio, amônia e metano são mais densos que o ar. Considerando esta informação, em caso de acidente com liberação de gases na estrada, assinale a opção que associa a orientação correta para as pessoas próximas ao local do acidente com a natureza do gás envolvido. Recomendação 1: dirigir-se para o lugar mais alto possível. Recomendação 2: situar-se em depressões ou lugar mais baixo possível. a) Recomendação 1: cloro; Recomendação 2: amônia. b) Recomendação 1: metil isocianato; recomendação 2: dióxido de carbono. c) Recomendação 1: amônia; Recomendação 2: metano. d) Recomendação 1: propano; Recomendação 2: metil isocianato. e) Recomendação 1: butano; Recomendação 2: propano. 189) (Fuvest-SP) Ao nível do mar e a 25 o C: volume molar de gás = 25 L/mol densidade do ar atmosférico = 1,2 g/l As bexigas A e B podem conter, respectivamente: a) argônio e dióxido de carbono b) dióxido de carbono e amônia c) amônia e metano d) metano e amônia e) metano e argônio

Equação Geral dos Gases

Equação Geral dos Gases Equação Geral dos Gases EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 01 (EEM-SP) Uma determinada massa gasosa, confinada em um recipiente de volume igual a 6,0 L, está submetida a uma pressão de 2,5 atm e sob temperatura de

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS ESTUDO DOS GASES

LISTA DE EXERCÍCIOS ESTUDO DOS GASES GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO GRÉ MATA NORTE UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO CAMPUS MATA NORTE ESCOLA DE APLICAÇÃO PROFESSOR CHAVES LISTA DE EXERCÍCIOS ALUNO(A): Nº NAZARÉ DA MATA, DE DE 2015 2º ANO ESTUDO

Leia mais

Gases. 1 atm = 1 kpa. 1 mmhg = 1 Torr. 1 m = 1000 L 1 L = 1000 ml = 1000 cm ESTUDO DOS GASES

Gases. 1 atm = 1 kpa. 1 mmhg = 1 Torr. 1 m = 1000 L 1 L = 1000 ml = 1000 cm ESTUDO DOS GASES 1 ESUDO DOS GSES INRODUÇÃO O estudo dos gases é de grande importância na compreensão de fatos que ocorrem no nosso cotidiano, tais como: um balão subir, uma bexiga murchar com o tempo, a pressão interna

Leia mais

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO Equação do Gás Ideal EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 01 (UFSCar-SP) Tem-se 0,8 mol de um gás ideal, ocupando o volume de 8,2 litros. Sabendo que a pressão exercida é de 5 atm, calcule em que temperatura o gás

Leia mais

Comportamento Físico dos Gases 3ª Parte

Comportamento Físico dos Gases 3ª Parte RECIFE Colégio Salesiano Sagrado Coração ] Aluna(o): Nº: Turma: 3º ano Recife, de de 03 Disciplina: Química Professor: Eber Barbosa Comportamento Físico dos Gases 3ª Parte 0 Energia Cinética Média dos

Leia mais

Lista de exercícios 15 Transformações gasosas

Lista de exercícios 15 Transformações gasosas Lista de exercícios 15 Transformações gasosas 01. Desenhe a curva correspondente (numa dada temperatura) para a transformação isotérmica, explique o porquê desta denominação. 02. Desenhe a curva correspondente

Leia mais

Exercícios de Termodinâmica

Exercícios de Termodinâmica Exercícios de Termodinâmica 1-Uma massa gasosa, inicialmente num estado A, sofre duas transformações sucessivas e passa para um estado C. A partir do estado A esse gás sofre uma transformação isobárica

Leia mais

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO Densidade dos Gases EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 01 (FEI-SP) Um gás, que está inicialmente a uma pressão de 1 atm e temperatura de 273 K, sofre uma transformação de estado adquirindo uma pressão de 3 atm e

Leia mais

Profa. Maria Fernanda - Química nandacampos.mendonc@gmail.com

Profa. Maria Fernanda - Química nandacampos.mendonc@gmail.com Profa. Maria Fernanda - Química nandacampos.mendonc@gmail.com Por que precisamos calibrar os pneus dos carro? Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=9aapomthyje Pressão abaixo da recomendada reduz a durabilidade

Leia mais

Comportamento Físico dos Gases Parte I

Comportamento Físico dos Gases Parte I RECIFE Colégio Salesiano Sagrado Coração ] Aluna(o): Nº: Turma: 2º ano Recife, de de 2013 Disciplina: Química Professor: Eber Barbosa Comportamento Físico dos Gases Parte I 01 Características do Estado

Leia mais

a) Qual a pressão do gás no estado B? b) Qual o volume do gás no estado C

a) Qual a pressão do gás no estado B? b) Qual o volume do gás no estado C Colégio Santa Catarina Unidade XIII: Termodinâmica 89 Exercícios de Fixação: a) PV = nr T b)pvn = RT O gráfico mostra uma isoterma de uma massa c) PV = nrt d) PV = nrt de gás que é levada do e) PV = nrt

Leia mais

RESUMO EXERCÍCIOS DE REVISÃO. P: pressão V: volume T: temperatura absoluta (em K) n: número de mols de gás R: constante universal dos gases

RESUMO EXERCÍCIOS DE REVISÃO. P: pressão V: volume T: temperatura absoluta (em K) n: número de mols de gás R: constante universal dos gases Química Frente IV Físico-Química Prof. Vitor Terra Lista 02 Gases Equação de Clapeyron RESUMO Transformações gasosas (massa de gás = cte) P V T Lei Isobárica CTE Varia Varia Isocórica* Varia CTE Varia

Leia mais

Estudo dos Gases - Questões Objetivas

Estudo dos Gases - Questões Objetivas Estudo dos Gases - Questões Objetivas TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO (Ufba) Na(s) questão(ões) a seguir escreva nos parênteses a soma dos itens corretos. 1. As figuras a seguir representam os sistemas A,

Leia mais

Professora Sonia Exercícios sobre Cinética gasosa

Professora Sonia Exercícios sobre Cinética gasosa Exercícios sobre Cinética gasosa O próximo enunciado se refere às questões de 01 a 09. Coloque V (verdadeiro) e F (falso) para as questões a seguir. 01. ( ) As partículas que formam um gás (que podem ser

Leia mais

Do ponto de vista da Termodinâmica, gás ideal é aquele para o qual vale, para quaisquer valores de P e T, a equação de estado de Clapeyron:

Do ponto de vista da Termodinâmica, gás ideal é aquele para o qual vale, para quaisquer valores de P e T, a equação de estado de Clapeyron: Equação de Estado de Van der Waals Do ponto de vista da Termodinâmica, gás ideal é aquele para o qual vale, para quaisquer valores de P e T, a equação de estado de Clapeyron: P i V i = nrt em que colocamos

Leia mais

TERMODINÂMICA EXERCÍCIOS RESOLVIDOS E TABELAS DE VAPOR

TERMODINÂMICA EXERCÍCIOS RESOLVIDOS E TABELAS DE VAPOR TERMODINÂMICA EXERCÍCIOS RESOLVIDOS E TABELAS DE VAPOR Prof. Humberto A. Machado Departamento de Mecânica e Energia DME Faculdade de Tecnologia de Resende - FAT Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Leia mais

Termodinâmica Química: Lista 1: Gases. Resolução comentada de exercícios selecionados

Termodinâmica Química: Lista 1: Gases. Resolução comentada de exercícios selecionados Termodinâmica Química: Lista 1: Gases. Resolução comentada de exercícios selecionados Prof. Fabrício R. Sensato Semestre 4º Engenharia: Materiais Período: Matutino/diurno Regimes: Normal/DP Agosto, 2005

Leia mais

Prof. Rogério Gartz. motor do carro". Esta advertência deve-se à preocupação com o possível acúmulo de um gás inodoro e tóxico, que é

Prof. Rogério Gartz. motor do carro. Esta advertência deve-se à preocupação com o possível acúmulo de um gás inodoro e tóxico, que é Colégio Santa Marcelina - 2 0 ano - EM / Química I - Exercícios de Recuperação - 1 0 sem / 15 Prof. Rogério Gartz I. Assinale, com um X, a única opção correta. 1. Ao longo de túneis muito longos, são colocadas

Leia mais

Se um sistema troca energia com a vizinhança por trabalho e por calor, então a variação da sua energia interna é dada por:

Se um sistema troca energia com a vizinhança por trabalho e por calor, então a variação da sua energia interna é dada por: Primeira Lei da Termodinâmica A energia interna U de um sistema é a soma das energias cinéticas e das energias potenciais de todas as partículas que formam esse sistema e, como tal, é uma propriedade do

Leia mais

Escola de Engenharia de Lorena USP - Cinética Química Capítulo 05 Reações Irreversiveis a Volume Varíavel

Escola de Engenharia de Lorena USP - Cinética Química Capítulo 05 Reações Irreversiveis a Volume Varíavel 1 - Calcule a fração de conversão volumétrica (ε A) para as condições apresentadas: Item Reação Condição da Alimentação R: (ε A ) A A 3R 5% molar de inertes 1,5 B (CH 3 ) O CH 4 + H + CO 30% em peso de

Leia mais

4. Introdução à termodinâmica

4. Introdução à termodinâmica 4. Introdução à termodinâmica 4.1. Energia interna O estabelecimento do princípio da conservação da energia tornou-se possível quando se conseguiu demonstrar que junto com a energia mecânica, os corpos

Leia mais

2- TRABALHO NUMA TRANSFORMAÇÃO GASOSA 4-1ª LEI DA TERMODINÂMICA

2- TRABALHO NUMA TRANSFORMAÇÃO GASOSA 4-1ª LEI DA TERMODINÂMICA AULA 07 ERMODINÂMICA GASES 1- INRODUÇÃO As variáveis de estado de um gás são: volume, pressão e temperatura. Um gás sofre uma transformação quando pelo menos uma das variáveis de estado é alterada. Numa

Leia mais

C o l é g i o D r u m m o n d

C o l é g i o D r u m m o n d C o l é g i o D r u m m o n d Educação Infantil, Ensino Fundamental, Médio e Pré- Vestibular MATERIAL DE QUÍMICA PROF.: CARLINHOS M3 01. 03. 04. 02. 05. 06. 11. 07. 12. 08. 13. UESC-BA A formula estrutural

Leia mais

Lista de Exercícios - Unidade 10 Entropia e a segunda lei da termodinâmica

Lista de Exercícios - Unidade 10 Entropia e a segunda lei da termodinâmica Lista de Exercícios - Unidade 10 Entropia e a segunda lei da termodinâmica Segunda Lei da Termodinâmica 1. (UECE 2009) Imagine um sistema termicamente isolado, composto por cilindros conectados por uma

Leia mais

T = 273 K e P = 1 atm

T = 273 K e P = 1 atm Física Frente III CAPIULO 4 GASES Aula 9 a 11 CONCEIOS IMPORANES Gás: fluido que tem forças de coesão muito fracas, resultando em um distanciamento intermolecular grande em comparação com sólidos e líquidos.

Leia mais

TURMA DE ENGENHARIA - FÍSICA

TURMA DE ENGENHARIA - FÍSICA Prof Cazuza 1 (Uff 2012) O ciclo de Stirling é um ciclo termodinâmico reversível utilizado em algumas máquinas térmicas Considere o ciclo de Stirling para 1 mol de um gás ideal monoatônico ilustrado no

Leia mais

Leis Ponderais e Cálculo Estequiométrico

Leis Ponderais e Cálculo Estequiométrico Leis Ponderais e Cálculo Estequiométrico 1. (UFF 2009) Desde a Antiguidade, diversos povos obtiveram metais, vidro, tecidos, bebidas alcoólicas, sabões, perfumes, ligas metálicas, descobriram elementos

Leia mais

Sólidos, líquidos e gases

Sólidos, líquidos e gases Mudanças de fase Sólidos, líquidos e gases Estado sólido Neste estado, os átomos da substâncias se encontram muito próximos uns dos outros e ligados por forças eletromagnéticas relativamente grandes. Eles

Leia mais

Projeto rumo ao ita. Química. Exercícios de Fixação. Exercícios Propostos. Termodinâmica. ITA/IME Pré-Universitário 1. 06. Um gás ideal, com C p

Projeto rumo ao ita. Química. Exercícios de Fixação. Exercícios Propostos. Termodinâmica. ITA/IME Pré-Universitário 1. 06. Um gás ideal, com C p Química Termodinâmica Exercícios de Fixação 06. Um gás ideal, com C p = (5/2)R e C v = (3/2)R, é levado de P 1 = 1 bar e V 1 t = 12 m³ para P 2 = 12 bar e V 2 t = 1m³ através dos seguintes processos mecanicamente

Leia mais

Estudo dos Gases. 1- Diagrama de Estado:

Estudo dos Gases. 1- Diagrama de Estado: 1 TEXTO DE REVISÃO Termodinâmica e Gases Ideais Caro aluno (a) : Este texto de revisão é uma continuação do texto de revisão Termologia e Calorimetria. A melhor forma de abordá-lo seja sugerir que ele

Leia mais

Propriedades de uma Substância Pura

Propriedades de uma Substância Pura Propriedades de uma Substância Pura A substância pura Composição química invariável e homogênea. Pode existir em mais de uma fase, porém sua composição química é a mesma em todas as fases. Equilíbrio Vapor-líquido-sólido

Leia mais

1,2 g / ml ; R 0,082 atm L mol K. 5C 2Sr NO 2SrO 2N 5CO HCO3

1,2 g / ml ; R 0,082 atm L mol K. 5C 2Sr NO 2SrO 2N 5CO HCO3 LISTA DE RECUPERAÇÃO º BIESTRE - º ANO Professor: GIL KENNEDY DATA: 9 / 0 / 05 0. (PUCRJ) Assumindo que uma amostra de gás oxigênio puro, encerrada em um frasco, se comporta idealmente, o valor mais próximo

Leia mais

QUÍMICA Prova de 2 a Etapa

QUÍMICA Prova de 2 a Etapa QUÍMICA Prova de 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Leia atentamente as instruções que se seguem. 1 - Este Caderno de Prova contém sete questões, constituídas de itens e subitens, e é composto de dezesseis

Leia mais

Conteúdo para Recuperação Final de Química. 1 ano do Ensino Médio. Bimestre Apostila Tema Páginas

Conteúdo para Recuperação Final de Química. 1 ano do Ensino Médio. Bimestre Apostila Tema Páginas Conteúdo para Recuperação Final de Química 1 ano do Ensino Médio Bimestre Apostila Tema Páginas 1 1 2 Substâncias e átomos: tipos de substâncias, simples ou composta, íons, núcleo e eletrosfera, isótopos,

Leia mais

O balão cairia! O que é o MOL? Quantidade de matéria. Obtido a partir da contagem indireta do nº de átomos em exatamente te 12g do

O balão cairia! O que é o MOL? Quantidade de matéria. Obtido a partir da contagem indireta do nº de átomos em exatamente te 12g do No estado gasoso, as partículas estão em movimento caótico, contínuo e incessante, amplamente separadas, livres das forças de atração e repulsão* e com grandes espaços vazios entre elas. Por isso os gases

Leia mais

P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 11/10/08

P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 11/10/08 P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 11/10/08 Nome: Gabarito Nº de Matrícula: Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a 2,5 2 a 2,5 3 a 2,5 4 a 2,5 Total 10,0 Constantes: R 8,314 J mol -1 K -1 0,0821

Leia mais

QUÍMICA. Questão 31. Questão 32

QUÍMICA. Questão 31. Questão 32 QUÍMICA Questão 3 Em 9,9 g de um sal de cálcio encontra-se 0,5 mol desse elemento. Qual a massa molar do ânion trivalente que forma esse sal? Dado: Ca 40 g/mol. (A) 39 g/mol. (B) 278 g/mol. (C) 63,3 g/mol.

Leia mais

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Nível II

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Nível II Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Nível II Módulo II Aula 05 1. Introdução A mecânica dos gases é a parte da Mecânica que estuda as propriedades dos gases. Na Física existem três estados da matéria

Leia mais

Profa. Dra. Rita de Cássia L.B. Rodrigues Departamento de Biotecnologia LOT. E-mail: rita@debiq.eel.usp.br ritaclb_rodrigues@hotmail.

Profa. Dra. Rita de Cássia L.B. Rodrigues Departamento de Biotecnologia LOT. E-mail: rita@debiq.eel.usp.br ritaclb_rodrigues@hotmail. Profa. Dra. Rita de Cássia L.B. Rodrigues Departamento de Biotecnologia LOT E-mail: rita@debiq.eel.usp.br ritaclb_rodrigues@hotmail.com Fone: 3159-5027 1.Volume e pressão 2. lei de boyle 3. lei de charles

Leia mais

FOLHAS DE PROBLEMAS. Termodinâmica e teoria cinética. Física dos Estados da Matéria 2002/03

FOLHAS DE PROBLEMAS. Termodinâmica e teoria cinética. Física dos Estados da Matéria 2002/03 FOLHAS DE PROBLEMAS Termodinâmica e teoria cinética Física dos Estados da Matéria 00/03 Licenciatura em Engenharia Electrotécnica e de Computadores Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto ª FOLHA

Leia mais

Preencha a tabela a seguir, de acordo com as informações do texto.

Preencha a tabela a seguir, de acordo com as informações do texto. 1. Uma amostra de um gás está contida em um cilindro ao qual se adapta um êmbolo. A figura a seguir mostra o diagrama pressão X volume das transformações sofridas pelo gás. A energia interna do gás no

Leia mais

Preparação na Potência Máxima Página 1

Preparação na Potência Máxima Página 1 Gases e Termodinâmica 1) A figura a seguir representa dois reservatórios cilíndricos providos de êmbolos de massa desprezível, com mesma área de base e que contêm o mesmo número de mols de um gás ideal.

Leia mais

Recursos para Estudo / Atividades. Conteúdo. 2ª Etapa 2012. Gases Perfeitos. Fascículos. Termodinâmica. Caderno. Diagrama de Fases.

Recursos para Estudo / Atividades. Conteúdo. 2ª Etapa 2012. Gases Perfeitos. Fascículos. Termodinâmica. Caderno. Diagrama de Fases. Rede de Educação Missionárias Servas do Espírito Santo Colégio Nossa Senhora da Piedade Av. Amaro Cavalcanti, 2591 Encantado Rio de Janeiro / RJ CEP: 20735042 Tel: 2594-5043 Fax: 2269-3409 E-mail: cnsp@terra.com.br

Leia mais

Exemplo 1: As Indústrias Químicas SA tem como um de seus produtos principais o 3- vinil- 1,5- hexadieno que é processado em um tanque com agitação

Exemplo 1: As Indústrias Químicas SA tem como um de seus produtos principais o 3- vinil- 1,5- hexadieno que é processado em um tanque com agitação Exemplo 1: As Indústrias Químicas SA tem como um de seus produtos principais o 3- vinil- 1,5- hexadieno que é processado em um tanque com agitação que funciona com cargas intermitentes. Você é convidado

Leia mais

Termoquímica. Disciplina de Química Geral Profa. Marcia Margarete Meier

Termoquímica. Disciplina de Química Geral Profa. Marcia Margarete Meier Termoquímica 1 História A sociedade é movida a energia e a invenção da máquina a vapor contribuiu decisivamente na Revolução Industrial, que levou ao aumento da produtividade e diminuição da influência

Leia mais

MUDANÇA DE ESTADO FÍSICO, PRESSÃO DE VAPOR... *

MUDANÇA DE ESTADO FÍSICO, PRESSÃO DE VAPOR... * MUDANÇA DE ESTADO FÍSICO, PRESSÃO DE VAPOR... * MUDANÇA DE ESTADO FÍSICO Antes de verificarmos como ocorrem as mudanças de estado físico de uma substância, vamos caracterizar cada um dos estados aqui estudados.

Leia mais

TC 4 Revisão ENEM Física Prof. João Paulo

TC 4 Revisão ENEM Física Prof. João Paulo Colégio Ari de Sá TC 4 Revisão ENEM Física Prof. João Paulo 1ª.questão (UFU 2005) Um pescador, ao observar um peixe dentro da água, sabe que deve atirar com o arpão alguns centímetros abaixo da posição

Leia mais

QUÍMICA TESTES EXERCÍCIOS DE SOLUBILIDADE SÉRIE CASA

QUÍMICA TESTES EXERCÍCIOS DE SOLUBILIDADE SÉRIE CASA QUÍMICA Prof. Borges TESTES EXERCÍCIOS DE SOLUBILIDADE SÉRIE CASA 1. (Fuvest-SP) Descargas industriais de água pura aquecida podem provocar a morte de peixes em rios e lagos porque causam: a) o aumento

Leia mais

Cap. 24. Gases perfeitos. 21 questões

Cap. 24. Gases perfeitos. 21 questões Cap 24 Gases perfeitos 21 questões 357 Gases perfeitos 01 UFFRJ 1 a Fase 20 Nas cidades I e II não há tratamento de água e a população utiliza a ebulição para reduzir os riscos de contaminação A cidade

Leia mais

Termodinâmica Química Lista 2: 1 a Lei da Termodinâmica. Resolução comentada de exercícios selecionados

Termodinâmica Química Lista 2: 1 a Lei da Termodinâmica. Resolução comentada de exercícios selecionados Termodinâmica Química Lista 2: 1 a Lei da Termodinâmica. Resolução comentada de exercícios selecionados Prof. Fabrício R. Sensato Semestre 4º Engenharia: Materiais Período: Matutino/diurno Regimes: Normal/DP

Leia mais

Prof. Rafa - Química Cálculo Estequiométrico

Prof. Rafa - Química Cálculo Estequiométrico Prof. Rafa - Química Cálculo Estequiométrico Lista de exercícios 01. (UFBA) Hidreto de sódio reage com água, dando hidrogênio, segundo a reação: NaH + H 2 O NaOH + H 2 Para obter 10 mols de H 2, são necessários

Leia mais

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 13/04/2013

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 13/04/2013 P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 13/04/2013 Nome: Gabarito Nº de Matrícula: Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a 2,5 2 a 2,5 3 a 2,5 4 a 2,5 Total 10,0 Dados R = 0,0821 atm L mol -1 K -1 T (K)

Leia mais

Exercícios 3º ano Química -

Exercícios 3º ano Química - Exercícios 3º ano Química - Ensino Médio - Granbery 01-ufjf-2003- Cada vez mais se torna habitual o consumo de bebidas especiais após a prática de esportes. Esses produtos, chamados bebidas isotônicas,

Leia mais

QUÍMICA QUESTÃO 41 QUESTÃO 42

QUÍMICA QUESTÃO 41 QUESTÃO 42 Processo Seletivo/UNIFAL- janeiro 2008-1ª Prova Comum TIPO 1 QUÍMICA QUESTÃO 41 Diferentes modelos foram propostos ao longo da história para explicar o mundo invisível da matéria. A respeito desses modelos

Leia mais

Exercícios sobre Propriedades coligativas - Osmose

Exercícios sobre Propriedades coligativas - Osmose Exercícios sobre Propriedades coligativas - Osmose 01. (Pucsp) Osmose é a difusão do solvente através de uma membrana semipermeável do meio menos concentrado para o meio mais concentrado. A pressão osmótica

Leia mais

TERMOLOGIA DIFERENÇA ENTRE TEMPERATURA E CALOR

TERMOLOGIA DIFERENÇA ENTRE TEMPERATURA E CALOR TERMOLOGIA DIFERENÇA ENTRE TEMPERATURA E CALOR Temperatura: é a grandeza que mede o grau de agitação das partículas de um corpo, caracterizando o seu estado térmico. Calor: é a energia térmica em trânsito,

Leia mais

Lista I de exercícios de estequiometria e balanceamento de equações Química Geral e Experimental I Prof. Hamilton Viana

Lista I de exercícios de estequiometria e balanceamento de equações Química Geral e Experimental I Prof. Hamilton Viana 1. O iso-octano é um combustível automotivo. A combustão desse material ocorre na fase gasosa. Dados a massa molar do iso-octano igual a 114g/mol, o volume molar de gás nas "condições ambiente" igual a

Leia mais

PROF: KELTON WADSON OLIMPIADA / 8º SÉRIE ASSUNTO: PROCESSOS DE TRANSFORMAÇÃO DA MATÉRIA

PROF: KELTON WADSON OLIMPIADA / 8º SÉRIE ASSUNTO: PROCESSOS DE TRANSFORMAÇÃO DA MATÉRIA PROF: KELTON WADSON OLIMPIADA / 8º SÉRIE ASSUNTO: PROCESSOS DE TRANSFORMAÇÃO DA MATÉRIA FENÔMENOS FÍSICOS E QUÍMICOS Um fenômeno físico ocorre sem que a substância transforme-se em outra substância, ou

Leia mais

SÉRIE: 2º ano EM Exercícios de recuperação final DATA / / DISCIPLINA: QUÍMICA PROFESSOR: FLÁVIO QUESTÕES DE MÚLTIPLA ESCOLHA

SÉRIE: 2º ano EM Exercícios de recuperação final DATA / / DISCIPLINA: QUÍMICA PROFESSOR: FLÁVIO QUESTÕES DE MÚLTIPLA ESCOLHA SÉRIE: 2º ano EM Exercícios de recuperação final DATA / / DISCIPLINA: QUÍMICA PROFESSOR: FLÁVIO QUESTÕES DE MÚLTIPLA ESCOLHA QUESTÃO 01 Em uma determinada transformação foi constatado que poderia ser representada

Leia mais

EXERCÍCIOS PROPOSTOS RESUMO. ΔH: variação de entalpia da reação H R: entalpia dos reagentes H P: entalpia dos produtos

EXERCÍCIOS PROPOSTOS RESUMO. ΔH: variação de entalpia da reação H R: entalpia dos reagentes H P: entalpia dos produtos Química Frente IV Físico-química Prof. Vitor Terra Lista 04 Termoquímica Entalpia (H) e Fatores que Alteram o ΔH RESUMO Entalpia (H) é a quantidade total de energia de um sistema que pode ser trocada na

Leia mais

Exercícios Sobre MudanÇas de estados físicos e diagramas

Exercícios Sobre MudanÇas de estados físicos e diagramas Exercícios Sobre MudanÇas de estados físicos e diagramas 01. (Uepg) Quanto às características das substâncias puras e das misturas, assinale o que for correto. 01) Misturas sólidas homogêneas não podem

Leia mais

QUÍMICA. 3. (FCC BA) A reação abaixo pode ser classificada como endotérmica ou exotérmica? Justifique H2(g) + ½ O2(g) H2O(g) + 242kJ

QUÍMICA. 3. (FCC BA) A reação abaixo pode ser classificada como endotérmica ou exotérmica? Justifique H2(g) + ½ O2(g) H2O(g) + 242kJ QUÍMICA Prof. Arthur LISTA DE EXERCÍCIOS - 2.8: TERMOQUÍMICA 1. (UFMG-MG) O gás natural (metano) é um combustível utilizado, em usinas termelétricas, na geração de eletricidade, a partir da energia liberada

Leia mais

Problemas de termologia e termodinâmica vestibular UA (1984)

Problemas de termologia e termodinâmica vestibular UA (1984) Problemas de termologia e termodinâmica vestibular UA (1984) 1 - Um corpo humano está a 69 0 numa escala X. Nessa mesma escala o ponto do gelo corresponde a 50 graus e o ponto a vapor 100 0. Este corpo:

Leia mais

Pressão Atmosférica Empuxo

Pressão Atmosférica Empuxo 1 Pressão Atmosférica Empuxo Pressão Atmosférica 1. O que se entende por pressão atmosférica? A pressão atmosférica aumenta ou diminui com a altitude? Por quê? 2. É freqüente, em restaurantes, encontrar

Leia mais

As questões de 31 a 34 referem-se ao texto abaixo.

As questões de 31 a 34 referem-se ao texto abaixo. QUÍMICA As questões de 31 a 34 referem-se ao texto abaixo. Em diversos países, o aproveitamento do lixo doméstico é quase 100%. Do lixo levado para as usinas de compostagem, após a reciclagem, obtém-se

Leia mais

VI OLIMPÍADA BAIANA DE QUÍMICA 2011

VI OLIMPÍADA BAIANA DE QUÍMICA 2011 VI OLIMPÍADA BAIANA DE QUÍMICA 2011 RESPONDA AS QUESTÕES DE 1 a 30, MARCANDO UMA DAS ALTERNATIVAS DE ACORDO COM O QUE SE PEDE QUESTÃO 1 Peso 2 A dissolução do cloreto de amônio, NH 4 Cl(s), em água ocorre

Leia mais

PROF. KELTON WADSON OLIMPÍADA 8º SÉRIE ASSUNTO: TRANSFORMAÇÕES DE ESTADOS DA MATÉRIA.

PROF. KELTON WADSON OLIMPÍADA 8º SÉRIE ASSUNTO: TRANSFORMAÇÕES DE ESTADOS DA MATÉRIA. PROF. KELTON WADSON OLIMPÍADA 8º SÉRIE ASSUNTO: TRANSFORMAÇÕES DE ESTADOS DA MATÉRIA. 1)Considere os seguintes dados obtidos sobre propriedades de amostras de alguns materiais. Com respeito a estes materiais,

Leia mais

, em vez de apenas em água.

, em vez de apenas em água. Questão 01 QUÍMIA Utilizada comumente para desinfecção, a água clorada é obtida por meio de borbulhamento do gás cloro em água, num processo que corresponde à reação descrita nesta equação: + - (g) ( )

Leia mais

IME - 2005 3º DIA QUÍMICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

IME - 2005 3º DIA QUÍMICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR IME - 2005 3º DIA QUÍMICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Química Questão 01 Considerando os elementos químicos Be, B, F, Ca e Cs, classifique-os em ordem crescente de acordo com as propriedades periódicas

Leia mais

Propriedade Coligativas das Soluções

Propriedade Coligativas das Soluções Capítulo 9 Propriedade Coligativas das Soluções 1. (IME) Um instrumento desenvolvido para medida de concentração de soluções aquosas não eletrolíticas, consta de: a) um recipiente contendo água destilada;

Leia mais

O interesse da Química é analisar as...

O interesse da Química é analisar as... O interesse da Química é analisar as... PROPRIEDADES CONSTITUINTES SUBSTÂNCIAS E MATERIAIS TRANSFORMAÇÕES ESTADOS FÍSICOS DOS MATERIAIS Os materiais podem se apresentar na natureza em 3 estados físicos

Leia mais

Variação de entalpia nas mudanças de estado físico. Prof. Msc.. João Neto

Variação de entalpia nas mudanças de estado físico. Prof. Msc.. João Neto Variação de entalpia nas mudanças de estado físico Prof. Msc.. João Neto Processo Endotérmico Sólido Líquido Gasoso Processo Exotérmico 2 3 Processo inverso: Solidificação da água A variação de entalpia

Leia mais

QUÍMICA SEGUNDA ETAPA - 1997

QUÍMICA SEGUNDA ETAPA - 1997 QUÍMICA SEGUNDA ETAPA - 1997 QUESTÃO 01 Os valores das sucessivas energias de ionização de um átomo constituem uma evidência empírica da existência de níveis de energia. Os diagramas abaixo pretendem representar,

Leia mais

PORTAL DE ESTUDOS EM QUÍMICA PROFESSOR PAULO CESAR (www.profpc.com.br) MATÉRIA E SUAS TRANSFORMAÇÕES

PORTAL DE ESTUDOS EM QUÍMICA PROFESSOR PAULO CESAR (www.profpc.com.br) MATÉRIA E SUAS TRANSFORMAÇÕES MATÉRIA E SUAS TRANSFORMAÇÕES 01- A água é uma substância que existe em grande quantidade no nosso planeta. Ela se apresenta na natureza em três estados físicos. Quais são os estados físicos em que a água

Leia mais

CAPÍTULO 13 EQUILÍBRIO DE FASES E SOLUÇÕES MOLECULARES. 2. Equilíbrios de fases entre líquidos e seus vapores

CAPÍTULO 13 EQUILÍBRIO DE FASES E SOLUÇÕES MOLECULARES. 2. Equilíbrios de fases entre líquidos e seus vapores CAPÍTULO 13 CAPÍTULO 13 EQUILÍBRIO DE FASES E SOLUÇÕES MOLECULARES 1. Introdução No capítulo 12 tratamos de equilíbrio químico de modo geral, mas em particular de sistemas homogêneos, onde todas as espécies

Leia mais

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO QUÍMICA CADERNO DE QUESTÕES 2014/2015

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO QUÍMICA CADERNO DE QUESTÕES 2014/2015 Informações de Tabela Periódica CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO QUÍMICA CADERNO DE QUESTÕES 2014/2015 Folha de Dados Elemento H C N O F Al Cl Zn Sn I Massa atômica (u) 1,00 12,0 14,0

Leia mais

Transições de Fase de Substâncias Simples

Transições de Fase de Substâncias Simples Transições de Fase de Substâncias Simples Como exemplo de transição de fase, vamos discutir a liquefação de uma amostra de gás por um processo de redução de volume a temperatura constante. Consideremos,

Leia mais

QUESTÕES DE QUÍMICA DA UNICAMP PROVA DE 2014.

QUESTÕES DE QUÍMICA DA UNICAMP PROVA DE 2014. QUESTÕES DE QUÍMICA DA UNICAMP PROVA DE 2014. 1- Prazeres, benefícios, malefícios, lucros cercam o mundo dos refrigerantes. Recentemente, um grande fabricante nacional anunciou que havia reduzido em 13

Leia mais

14 COMBUSTÍVEIS E TEMPERATURA DE CHAMA

14 COMBUSTÍVEIS E TEMPERATURA DE CHAMA 14 COMBUSTÍVEIS E TEMPERATURA DE CHAMA O calor gerado pela reação de combustão é muito usado industrialmente. Entre inúmeros empregos podemos citar três aplicações mais importantes e frequentes: = Geração

Leia mais

Exercícios do capítulo 2. Segundo semestre de 2010

Exercícios do capítulo 2. Segundo semestre de 2010 Exercícios do capítulo 2 Segundo semestre de 2010 1. (UFOP-93) Para se medir a pressão absoluta de um gás (p gás_abs ) usa-se um manômetro, que consiste de um tubo em forma de U contendo Hg (r=13,6x10

Leia mais

1- PROPRIEDADES DAS SOLUÇÕES OU PROPRIEDADES COLIGATIVAS

1- PROPRIEDADES DAS SOLUÇÕES OU PROPRIEDADES COLIGATIVAS 1- PROPRIEDADES DAS SOLUÇÕES OU PROPRIEDADES COLIGATIVAS Em países quentes, é costume adicionar à água do radiador dos automóveis o etilenoglicol, que eleva a temperatura de ebulição da água. Evita-se

Leia mais

2º ANO QUÍMICA 1 PROFª ELAINE CRISTINA. Educação para toda a vida. Colégio Santo Inácio. Jesuítas

2º ANO QUÍMICA 1 PROFª ELAINE CRISTINA. Educação para toda a vida. Colégio Santo Inácio. Jesuítas 2º ANO QUÍMICA 1 1 mol 6,02.10 23 partículas Massa (g)? Massa molar Cálculo do número de mols (n) Quando juntamos duas espécies químicas diferentes e, não houver reação química entre elas, isto é, não

Leia mais

3.2 Equilíbrio de Fases Vapor - Líquida - Sólida numa Substância Pura Consideremos como sistema a água contida no conjunto êmbolo - cilindro abaixo:

3.2 Equilíbrio de Fases Vapor - Líquida - Sólida numa Substância Pura Consideremos como sistema a água contida no conjunto êmbolo - cilindro abaixo: - Resumo do Capítulo 0 de Termodinâmica: Capítulo - PROPRIEDADES DE UMA SUBSTÂNCIA PURA Nós consideramos, no capítulo anterior, três propriedades familiares de uma substância: volume específico, pressão

Leia mais

TC Revisão 2 Ano Termoquímica e Cinética Prof. Alexandre Lima

TC Revisão 2 Ano Termoquímica e Cinética Prof. Alexandre Lima TC Revisão 2 Ano Termoquímica e Cinética Prof. Alexandre Lima 1. Em diversos países, o aproveitamento do lixo doméstico é quase 100%. Do lixo levado para as usinas de compostagem, após a reciclagem, obtém-se

Leia mais

C.(30 20) + 200.1.(30 20) + 125.0,2.(30 130) = + 2000 2500 =

C.(30 20) + 200.1.(30 20) + 125.0,2.(30 130) = + 2000 2500 = PROVA DE FÍSIA 2º ANO - AUMULATIVA - 1º TRIMESTRE TIPO A 1) Assinale verdadeiro (V) ou falso (F) para as seguintes afirmativas. (F) Os iglus, embora feitos de gelo, possibilitam aos esquimós neles residirem,

Leia mais

Prof. Agamenon Roberto CÁLCULOS E MASSAS www.agamenonquimica.com 1

Prof. Agamenon Roberto CÁLCULOS E MASSAS www.agamenonquimica.com 1 Prof. Agamenon Roberto CÁLCULOS E MASSAS www.agamenonquimica.com 1 EXERCÍCIOS DE APROFUNDAMENTO 01) (SSA 2008) Analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa VERDADEIRA. a) O número de Avogadro

Leia mais

Lista de Exercícios 4 Indústrias Químicas Resolução pelo Monitor: Rodrigo Papai de Souza

Lista de Exercícios 4 Indústrias Químicas Resolução pelo Monitor: Rodrigo Papai de Souza Lista de Exercícios 4 Indústrias Químicas Resolução pelo Monitor: Rodrigo Papai de Souza 1) a-) Calcular a solubilidade do BaSO 4 em uma solução 0,01 M de Na 2 SO 4 Dissolução do Na 2 SO 4 : Dado: BaSO

Leia mais

PROVA DE QUÍMICA - 1998 Segunda Etapa

PROVA DE QUÍMICA - 1998 Segunda Etapa PROVA DE QUÍMICA - 1998 Segunda Etapa QUESTÃO 01 Num laboratório químico, havia três frascos que continham, respectivamente, um alcano, um álcool e um alqueno. Foram realizados experimentos que envolviam

Leia mais

Propriedades coligativas

Propriedades coligativas Química Aula de Revisão 9 3 os anos Décio ago/09 Nome: Nº: Turma: Propriedades coligativas Objetivo O objetivo dessa ficha é dar continuidade à revisão do 3º ano Química, dos assuntos mais significativos.

Leia mais

Propriedades coligativas I

Propriedades coligativas I Propriedades coligativas I 01. (Ufrn) Um béquer de vidro, com meio litro de capacidade, em condições normais de temperatura e pressão, contém 300 ml de água líquida e 100 g de gelo em cubos. Adicionando-se,

Leia mais

FIEB FUNDAÇÃO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DE BARUERI CURSINHO PREPARATÓRIO PARA VESTIBULARES PROVA DE QUÍMICA 2016

FIEB FUNDAÇÃO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DE BARUERI CURSINHO PREPARATÓRIO PARA VESTIBULARES PROVA DE QUÍMICA 2016 FIEB FUNDAÇÃO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DE BARUERI CURSINHO PREPARATÓRIO PARA VESTIBULARES PROVA DE QUÍMICA 2016 NOME: INSCRIÇÃO: RG: E-MAIL: TEL: INSTRUÇÕES Verifique se este caderno corresponde a sua opção

Leia mais

Química 2. Módulo 9: Termoquímica ATIVIDADE III

Química 2. Módulo 9: Termoquímica ATIVIDADE III Química Módulo 9: Termoquímica 1. (UNESP/010) A tabela apresenta informações sobre as composições químicas e as entalpias de combustão para três diferentes combustíveis que podem ser utilizados em motores

Leia mais

NOME: Nº. ASSUNTO: Recuperação Final - 1a.lista de exercícios - Comentada VALOR: 13,0 NOTA:

NOME: Nº. ASSUNTO: Recuperação Final - 1a.lista de exercícios - Comentada VALOR: 13,0 NOTA: NOME: Nº 2 o ano do Ensino Médio TURMA: Data: 11/ 12/ 12 DISCIPLINA: Física PROF. : Petrônio L. de Freitas ASSUNTO: Recuperação Final - 1a.lista de exercícios - Comentada VALOR: 13,0 NOTA: INSTRUÇÕES (Leia

Leia mais

TERMODINÂMICA CONCEITOS FUNDAMENTAIS. Sistema termodinâmico: Demarcamos um sistema termodinâmico em. Universidade Santa Cecília Santos / SP

TERMODINÂMICA CONCEITOS FUNDAMENTAIS. Sistema termodinâmico: Demarcamos um sistema termodinâmico em. Universidade Santa Cecília Santos / SP CONCEITOS FUNDAMENTAIS Sistema termodinâmico: Demarcamos um sistema termodinâmico em Universidade função do que Santa desejamos Cecília Santos estudar / SP termodinamicamente. Tudo que se situa fora do

Leia mais

Química. Resolução das atividades complementares. Q50 Forças intermoleculares

Química. Resolução das atividades complementares. Q50 Forças intermoleculares Resolução das atividades complementares 4 Química Q50 Forças intermoleculares p. 15 1 (Unifor-CE) Considerando a natureza das ligações químicas intermoleculares existentes nas substâncias: Etanol C 2 H

Leia mais

UNESP- 2013- Vestibular de Inverno

UNESP- 2013- Vestibular de Inverno UNESP- 2013- Vestibular de Inverno 1-Compostos de crômio têm aplicação em muitos processos industriais, como, por exemplo, o tratamento de couro em curtumes e a fabricação de tintas e pigmentos. Os resíduos

Leia mais

SOLUÇÕES. 3) (UNIFOR) O gráfico seguinte dá a solubilidade em água do açúcar de cana em função da temperatura.

SOLUÇÕES. 3) (UNIFOR) O gráfico seguinte dá a solubilidade em água do açúcar de cana em função da temperatura. SOLUÇÕES 1) (FEI) Tem-se 500g de uma solução aquosa de sacarose (C 12 H 22 O 11 ), saturada a 50 C. Qual a massa de cristais que se separam da solução, quando ela é resfriada até 30 C? Dados: Coeficiente

Leia mais

Mecânica dos Fluidos PROF. BENFICA benfica@anhanguera.com www.marcosbenfica.com

Mecânica dos Fluidos PROF. BENFICA benfica@anhanguera.com www.marcosbenfica.com Mecânica dos Fluidos PROF. BENFICA benfica@anhanguera.com www.marcosbenfica.com LISTA 2 Hidrostática 1) Um adestrador quer saber o peso de um elefante. Utilizando uma prensa hidráulica, consegue equilibrar

Leia mais