Nesta edição: PALAVRA DA REDAÇÃO NOVOS DESAFIOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Nesta edição: PALAVRA DA REDAÇÃO NOVOS DESAFIOS"

Transcrição

1 Egelte Engenharia Ltda. Informativo Mensal Ano 4 41 Edição 15 de Fevereiro de PALAVRA DA REDAÇÃO Nesta edição: NOVOS DESAFIOS Perfil do Mês 02 Aniversariantes 03 Frente a Frente 05 Reformas no escritório 06 Pesquisa de Clima/ Ginástica Laboral 08 Indicadores 09 Ponto de Vista 10 Impl. do ERP Delsoft 11 Saúde 12 Obs. Da imprensa 13 Investimentos 14 Data comemorativa 15 Espaço do leitor 16 Humor 17 Ufa! O carnaval já passou. O país enfim começa funcionar a pleno vapor. Para a Egelte não houve qualquer interrupção, trabalhamos durante todas as festividades com muita garra e empenho. Nosso desempenho nos últimos anos permite concluir que estamos no caminho certo, do crescimento continuado. A- nalisando o que já foi feito, percebemos que ainda há muito que fazer, apesar de muito já ter sido feito. É assim mesmo, novas conquistas nos levam a novos desafios. Em 2008 não será diferente. Deveremos ter um ano de muito trabalho e muitas conquistas. Sobre o E-News: Diante deste cenário todos estão convidados a contribuir com o seu melhor. egelte.com.br Responsável pelas Edições: Luiza Alvarenga Marques Assistente de RH Você também pode encontrar todas as edições do E-News na nossa página da internet: Nossa certeza é de que estamos construindo um país melhor. Afinal, construir é a nossa missão. Desejamos a todos, uma ótima leitura.

2 Egelte Engenharia Ltda. Página 2 PERFIL DO MÊS Nome completo: Lúcio Pereira Lima Data e o local de nascimento (ou idade): 50 anos Estado civil: : Casado Quantos são na família (caso for casado/ juntado / amancebado ): 4 Profissão: Engenheiro Civil Quanto tempo de Egelte: 5 meses O melhor momento da sua vida profissional: O Atual O melhor momento da sua vida pessoal: O Presente (sempre). O que te motiva a fazer um bom trabalho? Mania de perfeição. Quando você está com um problema difícil, o que você faz? Tento resolver com os meus conhecimentos e pesquisando, depois peço ajuda dos outros. Você colocaria os interesses da empresa na frente dos seus próprios? Por quê? Sim, porque é daqui que tiro a possibilidade de ter uma vida melhor. (exceto em casos de doença.) Se lhe pedisse para se auto-descrever utilizando apenas 5 palavras, quais que escolheria? Perfeccionista, dedicado, imediatista, calmo e chato(quando necessário). Quando você ou seus colegas estão vivendo um dia ruim, o que você faz para contornar a situação? Tento deixar o ambiente o mais alegre e também ofereço ajuda. Se você fosse Deus e só pudesse tomar uma decisão, qual seria? Acabaria com as doenças na humanidade (inclusive a mental de alguns dos lideres mundiais). Sonho de consumo: Viajar de moto pelo Brasil (Só falta a moto! Twister não vale...rsrsrs) O que você tem a dizer sobre a Egelte: Uma empresa séria, que está procurando o seu lugar ao sol. (E vai conseguir!). Espero poder colaborar para isso. Uma mensagem ou frase: O MUNDO SERIA MELHOR SEM OS CORRUPTOS Lúcio Por: Eliza Pael ANIVERSARIANTES DO MÊS Escritório: Eurico Elesbão T. C. Junior 03/02 Ivo Souza da Silva 15/02 Gilson Antonio dos Santos 16/02 Adriana de Oliveira Souza 18/02 Marcos Batista de Sena 20/02 Ingrid A. O. Santos 20/02 Sérgio Cardoso Laraya 22/02 Danilo de Oliveira Dias 25/02 Obra Louis Dreyfus Rio Brilhante/MS: Osvaldo Emilio de Oliveira 02/02 Antonio Pereira da Silva 02/02 Pedro Zaiatz Sobrinho 03/02 Antenor Alves Moreira 05/02 Doroteo Saracho 06/02 Jorge Bernardo Magalhães 15/02 José Maciel A. dos Anjos 26/02 Francisco de A. dos Santos 28/02 Obra Amaggi Lucas do Rio Verde/MT: Francisco Silva de Souza 03/02 Antonio Marcos Gomes 06/02 Luiz Augusto Costa Silva 06/02 Paulino Borges de Oliveira 10/02 Divaldo Antonio de Moura 20/02 José Carneiro de Oliveira 21/02 Marcelo Candido Wider 21/02 Antonio Nilson da Silva 24/02

3 Egelte Engenharia Ltda. Página 3 Expedito Gonçalves 27/02 Helio Vieira de Carvalho 27/02 Obra Agrenco do Brasil S/A Alto Araguaia/MT: Atualba Sobrinho Sampaio 01/02 Raimundo Nonato X. dos Santos 01/02 Givaldo Alves de Sampaio 01/02 José Vieira de Araujo 04/02 Francisco Pereira Lima 04/02 Vicente F. da Costa Filho 06/02 Raimundo E. da Silva Junior 07/02 Liduino de Lima Gomes 07/02 José da Silva Costa 07/02 Amaral Araújo Sampaio 07/02 Antonio Carlos N. Pereira 07/02 Ivan Pereira Gomes 08/02 José Fabio Soares da Costa 08/02 Valdir Marciano da Costa 09/02 José Carlos da Silva 10/02 Francisco A. O. de Moura 10/02 Benedito Filho da Silva 10/02 Luis Lopes da Silva Filho 10/02 Hilton Morais G. Viana Chaves 11/02 João Batista A. de Sousa 12/02 Livandino Borges dos Santos 13/02 Antonio G. dos Santos Silva 13/02 Juceniro Antonio de Oliveira 14/02 Fabiano de C. R. Sousa 14/02 Luiz Pedro da Silva 14/02 Decinaldo Alves dos Santos 14/02 Ivani da Costa Santos 15/02 Severino Gomes da Silva 16/02 Edivaldo Ferreira de Lima 17/02 José Sergio dos Santos 17/02 Antonio Alves Pereira 17/02 Givanilson de Andrade 18/02 Francisco Juarez de Sousa 18/02 José Francisco da S. Souza 19/02 Cleiton Mariano Trindade 20/02 Francisco Albuquerque Filho 20/02 Jose Cicero da Silva 21/02 Raimundo Eleutério da Silva 22/02 Valdomiro Sobrinho da Silva 22/02 Cristino Gonçalves Silva 24/02 Roberto Pereira do Nascimento 25/02 Francisco Antonio do Nascimento 26/02 Francisco M. M. de Sousa 27/02 Antonio Gabriel Sobrinho 28/02 Adão Dias de Morais 28/02 José da Silva Passos 28/02 Heraldo Benicio Sena 28/02 Obra Agrenco do Brasil S/A Caarapó/MS: Cecilo Amarilha 01/02 José Carlos Gayoso 01/02 Pedro D. da Silva Junior 01/02 Odair da Silva 02/02 Paulo Ismael Miranda Arua 02/02 Manoel Francisco da Silva 03/02 Fernando Rodrigues Costa 03/02 Cirilo Benites 03/02 Rogério Lopes Valdez 04/02 Clayton M. de Souza 05/02 Marcio Agueiro da Silva 05/02 Pedro Alves Damião 05/02 Ricardo Ramiro Ferreira 05/02 Jozias de Souza 05/02 Faustino Obeba Martins 05/02 Ademir da Silva 09/02 Luiz Fernando Sanavia Mendes 11/02 Francisco Josimar P. Lino 12/02 Domingos V. Franco 12/02 Cleiton Cardoso de Souza 13/02 Cicero Viturino Gomes 13/02 Vagner Duarte de Oliveira 14/02 João Silvino Morel 15/02 Antonio Juciclei A. de Paula 15/02 Danielson Lopes Ribeiro 17/02 João Marciano Santiago 18/02 José Gentil Andrade de Oliveira 18/02 João Batista Freitas Lima 18/02 Januário Patrício Gonçalves 19/02 Roberto Gonçalves 20/02 José Nilson de Mesquita 20/02

4 Egelte Engenharia Ltda. Página 4 Ayre da Silva Miranda 20/02 Manoel Alves da Cruz 21/02 Delfino Gonzáles 22/02 Francisco A. de Souza Filho 23/02 Francisco M. Cavalcante 25/02 Roberlando Guilhermet 25/02 Silvano Chaves da Silva 26/02 Justo Lopes 27/02 Ramão R. Valenzuela 27/02 Obra UTE Cubatão - SP Armando Felisbino da Silva 01/02 Cordeiro D. da Silva 01/02 Gildasio V. de Jesus Santos 01/02 Marcos P. P. Rodrigues 02/02 Damião Alves dos Santos 02/02 Abelardo Soares de Oliveira 03/02 Rogério Siuch 03/02 Gerinaldo Batista Gouveia 07/02 Fidelcino josé dos Santos 07/02 José F. do Nascimento 07/02 Nireu Agostinho 08/02 Miguel de Paula Canteiro 09/02 Antonio Francisco da Silva 09/02 Joel Andrade 09/02 Damião de Medeiros 10/02 Fernando Américo Porto 11/02 Rogério Jorge da Silva 12/02 Manuel M. dos S. Santana 12/02 Roberto Muniz dos Santos 13/02 Edson Galvão Lopes 14/02 Hitchilini Silva Baracho 16/02 Francisco R. L. da Silva 16/02 Josenilton Dantas de Araújo 17/02 Estenio da Silva Lima 17/02 Sandro Cesar da Silva 17/02 Ilbano Aizza Junior 18/02 Gesivaldo Soares da Cruz 18/02 Ricardo Ramos Custodio 18/02 Raimundo N.A. Fontenele 19/02 Francisco de A. M. Mata 22/02 Wanderson R. da Costa 24/02 Obra UTE Cubatão - SP José Justino da Silva 24/02 Fernando dos Santos 25/02 Rosenildo José Filho 25/02 Josafa da Silva 25/02 Antonio M. Sposito Mota 25/02 Moises Alves Barreto 26/02 Agrenco /CPA - Marialva - PR: Eduardo Alves de Lima 01/02 José Flaviozan Rodrigues Lima 02/02 Antonio dos Santos 04/02 Eder Tome dos Santos 05/02 Raimundo Costa de Amorim 05/02 Edir Canhete 06/02 Manoel B. de Lima 06/02 Jurcelino Romeiro do Nascimento 08/02 Raimundo Nonato da S. Teles 10/02 João Luiz Rodrigues 10/02 Edvandro A. de Oliveira 11/02 Noel Lopes da Silva 12/02 João Marconio Pereira 13/02 Theodoro Schaefer 14/02 Lucio A. A. da Silva 15/02 Eder Brites Canhete 16/02 João de Deus Dantas 18/02 Genival de Matos Sampaio 18/02 Geraldo Julio Lourenço 22/02 Eder Santos Costa 24/02 José Valdeci de Albuquerque 27/02 Pedro Gregório 28/02 Egelte Engenharia - Filial São Paulo/SP: Arlete Gomes de Toledo 18/02

5 Egelte Engenharia Ltda. Página 5 FRENTE A FRENTE VOCÊ EM DESTAQUE!! Vamos saber mais sobre: Acontecer algo de ruim com minha filha. 05) Qual foi à decisão mais difícil que tomou até hoje? Abandonar um lar, uma família para viver uma vida mais humilde, porém, feliz. 06) Se pudesse começar tudo de novo, que faria diferente? Não teria me casado com o Homem que minha família escolheu, e sim tinha terminado à faculdade, investido em minha carreira profissional e só hoje estaria pensando em casar e construir uma família. Thaiza Fale um pouco do seu dia-a-dia na empresa. Thaiza Furtado, divorciada, tenho uma Princesa de 7 anos que se chama Izadora. Estou na E- gelte há 3 meses exercendo à função de Recepcionista, onde eu e minha companheira e colega de trabalho Laura, desempenhamos às seguintes tarefas: Despachar e receber sedex, malotes e correspondências em geral, protocolando-as e encaminhando ao seu devido setor; Originar e receber ligações; Cuidar da recepção, além de manter um ótimo relacionamento interpessoal e um bom a- tendimento ao cliente. 02) Quais seus pontos fortes e fracos. Acredito que meu ponto forte é ser Otimista. E meu ponto fraco é ser detalhista e calculista. 03) Qual o tipo de Profissional que você admira? Aquele que consegue chegar ao seu máximo, sem passar por cima de ninguém. 07) Qual sua expectativa com relação ao seu futuro profissional? Retomar a faculdade de Publicidade e Propaganda (que está trancada) e quem sabe um dia ser reconhecida profissionalmente. 08) O que você considera importante num colaborador? Responsabilidade, agilidade e ética profissional. 09) Fale-me de algum objetivo que você não conseguiu realizar e por quê? Abandonar a carreira de dançarina para me dedicar ao casamento. 10) Para você o que é felicidade. É saber que existe um Deus vivo e misericordioso que morreu pelos nossos pecados para nos salvar. Por: Eliza Pael Gerente de Marketing 04) Você tem medo de quê?

6 Egelte Engenharia Ltda. Página 6 NOVOS COLABORADORES Carlos R. de S. Ramos Engenheiro Edi de Fátima D. P Franco Advogada Marilza Cáceres Aux. de Inf. Est. e Apoio Desejamos boas vindas e sucesso!!! Novo cenário da GP Ilha de competências REFORMAS NO ESCRITÓRIO Os Gerentes de Contratos também ganharam novas salas. E como não param de chegar novos jogadores para a equipe, o lay out do escritório central tem passado por algumas alterações físicas para melhor acomodar a todos. As últimas modificações foram executadas na Gerência de Logística e Manutenção e na Gerência de Projetos. Na GLM o almoxarifado foi reorganizado, para permitir um melhor controle e movimentação do estoque. Novas salas para os Gerentes de ContratoS. Almoxarifado Além dessas alterações, foram criadas novas salas para acomodar os colaboradores que desempenham função em obra, e estiverem em trânsito pelo escritório central. Seu escritório foi totalmente reestruturado e ampliado, veja algumas fotos: Novo panorama da GLM Salas para os colaboradores de obra em trânsito. A Gerência de Projetos também foi ampliada para proporcionar melhores condições de trabalho. E as mudanças não pararão por aqui, guardem!! Equipe E-News

7 Egelte Engenharia Ltda. Página 7 PESQUISA DE CLIMA/2007 No mês de janeiro de 2007 concluímos a tabulação da já tradicional Pesquisa de Clima Organizacional, realizada durante o mês de dezembro. Publicamos abaixo o resultado dos principais itens: NÍVEL DE SATISFAÇÃO 97% dos entrevistados (88% em 2006) demonstraram estar satisfeitos ou muito satisfeitos em trabalhar na Egelte. RELACIONAMENTO 96 % dos entrevistados (97% em 2006) atribuíram conceito bom ou excelente para o relacionamento entre as pessoas. 93% (contra 90% em 2006) consideram satisfatório ou muito satisfatório o relacionamento com seu superior hierárquico. REMUNERAÇÃO Nível de satisfação com a política de remuneração da empresa: Muito satisfeito Satisfeito % 2% 48% 43% Mais ou menos satisfeito 32% 30% Percepção do valor da remuneração recebida x valor praticado no mercado Egelte paga acima da média 9% 2% Na média 62% 58% Abaixo da média 24% 28% MOTIVAÇÃO 92% dos entrevistados (77% em 2006) atribuíram nota entre 8 e 10 ao grau de motivação em relação ao seu trabalho. 2% atribuíram nota 7,5, 5% nota 7 e 1% nota 5, esta a nota mais baixa apurada. RECONHECIMENTO 85% dos entrevistados (71% em 2006) se dizem realizados ou muito realizados profissionalmente. 68% (contra 70% em 2006) consideram ser reconhecidos pelo seu superior hierárquico. Apenas 2% se dizem não reconhecidos (em 2006 eram 7%). 70% (65% em 2006) consideram ter possibilidades de crescimento profissional dentro da empresa. AUTONOMIA 83% dos entrevistados (78% em 2006) consideram satisfatória ou muito satisfatória a autonomia que possuem para propor melhorias na execução de seu trabalho. COMUNICAÇÃO INTERNA 66%dos entrevistados (contra 70% em 2006) estão satisfeitos ou muito satisfeitos em relação às informações recebidas, discussão e/ou aproveitamento de suas idéias. O índice referente aos muito pouco satisfeitos caiu de 8% (em 2006) para 3% em Em contrapartida, o índice dos que se consideram mais ou menos satisfeitos pulou de 15 para 23%. ORGANIZAÇÃO 78% dos entrevistados (eram 70% em 2006) a- cham que as atividades rotineiras estão bem organizadas. ESTRUTURA ORGANIZACIONAL 78% dos entrevistados acham a estrutura organizacional da empresa adequada. Resultado idêntico ao de 2006.

8 Egelte Engenharia Ltda. Página 8 PROCESSO DECISÓRIO 75% dos entrevistados (50% em 2006) consideram ágil o processo decisório da empresa; 18% (35% em 2006) consideram mais ou menos ágil. Os que não consideram o processo decisório ágil representam 1% (eram 7% em 2006). INSTALAÇÕES FÍSICAS 76% dos entrevistados (72% em 2006) acham adequadas as instalações da empresa. EQUIPAMENTOS 84% dos entrevistados (contra 65% em 2006) consideram os equipamentos da empresa adequados para o desempenho de seu trabalho. TREINAMENTOS 51% dos entrevistados acham satisfatória a quantidade de horas de treinamento oferecida. Em 2006, apenas 28% tinham esta opinião. BENEFÍCIOS Percepção em relação aos benefícios recebidos: Muito satisfeito Satisfeito % 5% 47% 27% Pouco satisfeito 12% 30% Muito pouco satisfeito 0 0 Por acreditar que seus recursos humanos fazem a diferença, a Egelte continuará desenvolvendo políticas e ações voltadas para a melhoria do bem-estar, satisfação e motivação de seus colaboradores. Egelte, lugar de gente feliz. GINÁSTICA LABORAL Que a ginástica laboral favorece a prevenção e recuperação das doenças do trabalho (LER e DORT) e promove o bem estar melhorando as relações interpessoais, muita gente já sabe. Mas o que algumas pessoas não sabem é que segundo o ministério da saúde, ela também auxilia na: * Diminuir o número de acidentes de trabalho; * Promove maior disposição e capacidade de concentração; * Favorece uma maior integração entre os funcionários. * Reduz o índice de absenteísmo; * Minimiza o estresse físico e psíquico; * Aumenta de 2% a 5% da produtividade. Dentre outro benefícios, a ginástica laboral tem a intenção de estimular a obtenção da qualidade de vida dentro das organizações. Passados os recesso de final de ano, a Gerência de Recursos Humanos informa que as atividades na ginástica laboral foi retomada no dia 07 de janeiro de Reforçamos o convite para que todas as segundas, quartas e sextas todos compareçam às 7:30 no centro de convivência a fim de desfrutarmos juntos deste precioso benefício, que executado no início da jornada de trabalho tem como objetivo, aquecer e despertar os grupos musculares que serão solicitados diante as tarefas de trabalho de nosso dia-a-dia. PARTICIPEM!! Equipe E-News

9 Egelte Engenharia Ltda. Página 9 VISITA DA CEGONHA INDICADORES Dentre todas as possíveis visitas em nossa vida, receber a cegonha é sempre uma dádiva para todos nós. Em outubro de 2007, Maildes (Gerente de Recursos Humanos) recebeu sua 1ª visita que lhe trouxe a Isabele, para os que já viram confirmaram, é a cara da mãe. Após passar um tempo curtindo com exclusividade seu presente, Maildes retomou suas atividade a partir de 15 de fevereiro/08. Em 12 de fevereiro/08, foi a vez da Engenheira Darlene (Gerente de Orçamento), aumentar sua equipe com a 2ª visita da cegonha, que desta vez lhe trouxe Pedro. A Equipe E-News oferece seus sinceros cumprimentos a ambas, desejando um excelente futuro para suas proles. CADÊ O MILTON? Desde o início de janeiro o Assessor de Administração e Finanças Milton Flores, juntamente com o Gerente de contrato Ruy Medeiros, está integralmente coordenando a obra UTE-Cubatão, e por essa razão, passará uma temporada afastado do Escritório Central. Entretanto, não deixaremos de encontrá-lo dentre os corredores do escritório durante esse meio tempo. Sucesso Milton! Para os assíduos leitores do E-News, as mudanças ocorridas nos últimos quatro anos puderam ser acompanhadas passo-a-passo. Trouxemos nesta edição um breve resumo dos últimos acontecimentos. Acompanhem abaixo nossos índices ao final de cada ano relacionado. INDICADO- RES / ANO Nº de Engenheiros Nº de Estagiários de engenharia Nº Mestre de Obras Nº Funcionários Escritório Contratações Pessoal Obras Equipe E-News

10 Egelte Engenharia Ltda. Página 10 PONTO DE VISTA Cotas: O justo e o injusto O medo do diferente causa conflitos por toda parte, em circunstâncias as mais variadas. Alguns são embates espantosos, outros são mal-entendidos sutis, mas em tudo existe sofrimento, maldade explícita ou silenciosa perfídia, mágoa, frustração e injustiça. Cresci numa cidadezinha onde as pessoas (as famílias, sobretudo) se dividiam entre católicos e protestantes. Muita dos nasceu disso. Casamentos foram proibidos, convívios prejudicados, vidas podadas. Hoje, essa diferença nem entra em cogitação quando se formam pares amorosos ou círculos de amigos. Mas, como o mundo anda em círculos ou elipses, neste momento, neste nosso país, muito se fala em uma questão que estimula tristemente a diferença racial e social: as cotas de ingresso em universidades para estudantes negros e/ou saídos de escolas públicas. O tema libera muita verborragia populista e burra, produz frustração e hostilidade. Instiga o preconceito racial e social. Todas as bondades dirigidas aos integrantes de alguma minoria, seja de gênero, raça ou condição social, realçam o fato de que eles estão em desvantagem, precisam desse destaque especial porque, devido a algum fator que pode der de raça, gênero, escolaridade ou outros, não estão no desejado patamar de autonomia e valorização. Que pena. Nas universidades inicia-se a batalha pelas cotas. Alunos que se saíram bem no vestibular- só quem já teve filhos e netos nessa situação conhece o sacrifício, a disciplina, o estudo e os gastos implicados nisso- são rejeitados em troca de quem se saiu menos bem mas é de origem africana ou vem de escola pública. E os outros? Os pobres brancos, os remediados de origem portuguesa, italiana, polonesa, alemã, ou o que cujos pais lutaram duramente para lhes dar casa, saúde, educação? A idéia das cotas reforça dois conceitos nefastos: o de que negros são menos capazes, e por isso precisam desse empurrão, e o de que a escola pública é péssima e não tem salvação. É uma idéia esquisita, mal pensada e mal executada. Teremos agora famílias brancas e pobres para as quais perderá o sentido lutar para que seus filhos tenham boa escolaridade e consigam entrar numa universidade, porque o lugar deles será concedido a outro. Mais uma vez, relega-se o estudo a qualquer coisa de menor importância. Lembro-me da fase, há talvez vinte anos ou mais, em que filhos de agricultores que quiserem entrar nas faculdades de agronomia (e veterinária?) ali chegavam através de cotas,pela chamada lei do boi. Constatou-se, porém, que verdadeiros filhos de agricultores eram número reduzido. Os beneficiados eram em geral filhos de pais ricos, donos de algum sítio próximo, que com esse recurso acabaram ocupando o lugar de alunos que mereciam, pelo esforço, aplicação, estudo e nota, aquela oportunidade. Muita injustiça assim se cometeu, até que os pais, entrando na Justiça, conseguiram por limites que seus filhos recebessem o lugar que lhes era devido por direito. Finalmente a lei do boi foi para o brejo. Nem todos os envolvidos nessa nova lei discriminatória e injusta são responsáveis por esse desmando. Os alunos beneficiados têm todo o direito de reivindicar uma possibilidade que se lhes oferece. Mas o triste é serem massa de manobra para um populismo interesseiro, vítimas de desinformação e de uma visão estreita, que os deixa em má posição. Não entram na universidade por mérito pessoal e pelo apoio da família, mas pelo que o governo, melancolicamente, considera deficiência: a raça ou a escola de onde vieram - esta, aliás, oferecida pelo próprio governo.

11 Egelte Engenharia Ltda. Página 11 Lamento essa trapalhada que prejudica a todos: os que são oficialmente considerados menos capacitados, e por isso recebem o pirulito do favorecimento, e os que ficam chupando o dedo da frustração, não importando os anos de estudo, a batalha dos pais e seu mérito pessoal. Meus pêsames, mais uma vez, à educação brasileira. Autor: Lya Luft Fonte: revista veja de06/02/08. IMPLANTAÇÃO DO ERP DELSOFT Já se encontra em fase final a implantação do ERP Delsoft no escritório central. Mas o que é um ERP? ERP é a abreviatura, ou acrônimo, para Enterprise Resource Planning, cuja tradução é Planejamento de Recursos Empresariais, mas em bom português ERP é um Sistema integrado de informações que atende a todos os departamentos de uma organização. O ERP Delsoft, desenvolvido pela Delsoft Sistemas, de Rio do Sul-SC, começou a ser implantado na Egelte em meados de 2007 com o levantamento de informações e processos para adequação do sistema às nossas necessidades. No mês passado, Janeiro de 2008, a- pós testes e treinamentos realizados durante o último trimestre de 2007 iniciamos definitivamente a utilização do novo sistema, abandonando 11 dos 12 sistemas que serão substituídos pelo ERP. O último sistema a ser substituído será o Tron-Orc, utilizado pela gerência de orçamentos, que aguarda a finalização das alterações solicitadas pela Egelte para dar início à utilização. Como já era previsto, afinal toda mudança gera transtornos, o mês de implantação foi bastante tumultuado para o pessoal do escritório central, que teve que se adaptar ao novo sistema e readequar as informações oriundas dos sistemas antigos ao novo sistema, mas graças ao empenho de toda a equipe as dificuldades foram superadas. O próximo passo agora é a implantação do sistema nas obras, o que permitirá a inserção das informações e solicitações diretamente no sistema dando mais agilidade a vários processos. Um plano de ação está sendo montado para que esta etapa seja realizada de forma gradual e que os treinamentos ocorram da melhor maneira possível, pois o conhecimento do sistema e qualidade das informações inseridas são vitais para que consigamos obter o resultado esperado. Por : Valdinei Jacques Gerente de T.I UNIVERSIDADE EGELTE Os adeptos a intensos momentos de conhecimento, partilha, cumplicidade e relaxamento devem estar se perguntando, o que a- conteceu com a Universidade Egelte? Para alegria geral, informamos que a Universidade Egelte está de férias, é isso mesmo férias, mais, retomará suas atividades normais a partir de março. Não percam!!!

12 Egelte Engenharia Ltda. Página 12 SAÚDE Febre Amarela A febre Amarela é uma doença infecciosa causada por um flavivírus (ovírus da Febre Amarela), para a qual está disponível uma Vacina altamente eficaz. A doença é transmitida por mosquitos e ocorre exclusivamente na América Central, na América do Sul e na África. No Brasil, a febre amarela é geralmente adquirida quando uma pessoa não vacinada entra em áreas de transmissão silvestre (regiões de cerrado, florestas). Uma pessoa não transmite febre amarela diretamente para a outra. Para que isso ocorra, é necessário que o mosquito pique uma pessoa infectada e, após o vírus ter se multiplicado, pique um indivíduo que ainda não teve a doença e não tenha sido vacinada. Transmissão A transmissão da febre amarela pode o- correr em áreas urbanas, silvestres e rurais ( intermediarias, em fronteiras de desenvolvimento agrícola). As manifestações da febre amarela não dependem do local onde ocorre a transmissão. O vírus e a evolução clínica são idênticos. A diferença está apenas nos transmissores e no local geográfico de aquisição da infecção. A transmissão da febre amarela em área silvestre é feita por intermédio de mosquitos do gênero (principalmente) Haemagogus. O ciclo do vírus em áreas silvestres é mantido através da infecção de macacos e da transmissão transovarianas no próprio mosquito. A infecção humana ocorre quando uma pessoa não imunizada entre as áreas de cerrado ou de florestas. Uma vez infectada, a pessoa pode, ao retornar, servir como fonte de infecção para o Aedes Aegypti, que então pode iniciar a transmissão da febre amarela em área urbana. Uma pessoa pode ser fonte de infecção para o mosquito desde imediatamente antes de surgirem os sintomas até o quinto dia da infecção. O Aedes Aegypti torna-se capaz de transmitir o vírus da febre ter picado uma pessoa infectada. No Brasil, a transmissão da febre amarela em áreas urbanas não ocorre desde Em áreas de fronteiras de desenvolvimento agrícola, pode haver uma adaptação do transmissor silvestre ao novo habitat e ocorre a conseqüente possibilidade de transmissão da febre amarela em áreas rurais ( intermediária ). Em área urbanas, o Aedes Albopictus é um transmissor potencial, embora ainda não tenha sido definitivamente incriminado como vetor da febre amarela. O Aedes Aegypti (principalmente) e o Aedes Albopictus proliferam-se dentro ou nas proximidades de habitações (casas, apartamentos, hotéis), em recipientes que acumulam água limpa (vasos de plantas, pneus velhos, cisternas etc.). O Aedes Aegypti e o Aedes Albopictus (comprovadamente) também transmitem o dengue. Ambos picam durante o dia, ao contrário do mosquito comum (culex), que tem atividade noturna. Riscos No Brasil, a erradicação do Aedes Aegypti na década de 30, aliada disponibilização da vacina, interrompeu a transmissão da febre amarela em áreas urbanas, e fez desaparecer também o dengue. Manifestações A maioria das pessoas infectadas com o vírus da febre amarela desenvolve sintomas discretos ou não apresenta manifestações da doença. Os sintomas da febre amarela, quando ocorrem, em geral aparecem entre 3 e 6 dias (período de Incubação) após a picada de um mosquito infectado. As manifestações iniciais são febre alta de início súbito, sensação de mal estar, dor de cabeça, dor muscular, cansaço e calafrios. Em algumas horas podem surgir náuseas, vômitos e eventualmente, diarréia. Após três ou quatro dias, a maioria dos doentes (85%) recupera-se completamente e fica permanentemente imunizado contra a doença. Fonte:

13 Egelte Engenharia Ltda. Página 13 OBSERVATÓRIO DA IMPRENSA O jovem policial Eu estava botando gasolina no tanque de meu carro e do meu lado estavam dois carros da Brigada Militar. Dois policiais falavam com alguém do posto. Um terceiro, bem junto a minha janela, de costas para mim, portava uma arma grande, que na minha ignorância acho que poderia ser um fuzil ou uma metralhadora. Estava ali, sozinho, e comecei a observá-lo sem que me notasse. Tenso, alerta, consciente de sua missão, olhava para os lados para baixo. Seu rosto era jovem, tão jovem que me comovi. Podia ser meu filho. Mais: podia ser meu neto. Estava tão concentrado no seu dever, tão alerta na sua posição, que fiquei imaginando se, ou quando, ele poderia levar um tiro de algum bandido. Poderia ficar lesado gravemente. Poderia morrer. Por mim, por você, por um de nós, em qualquer parte do Brasil, não importa que nome se dê à sua corporação nem se é da guarda estadual,municipal, federal. Esses jovens se expõem por nós. Morrem por nós. Tentam, num país tão confuso, proteger o cidadão. A gente realmente pensa nisso? Uma vez ao dia, uma vez por semana, uma vez ao mês? Tentei imaginar também como eu me sentiria se um de meus netos tivesse essa profissão. Que suspiro de alívio a cada noite, ou a cada manhã, sabendo que ele estava em casa. Que angústia sempre que se noticiasse uma perseguição, um tiroteio. Quanto ganha para se expor assim um rapaz desses? Esse tinha na mão esquerda uma fina aliança. Podia ter filhos, com certeza muito pequenos, dada sua pouca idade. Que vida a de milhares de famílias, em troca, penso eu, de uma compensação financeira diminuta. Impressionada com sua seriedade, com quanto de repente me senti em dívida com aquele quase menino, teimei em adivinhar: quanto ganharia ele? Tanto quanto uma boa empregada doméstica, que não arrisca a vida embora seja importantíssima numa casa bem organizada onde a valorizam? Tanto quanto uma professora de escola elementar, que vende quinquilharias ou doces feitos em casa para colegas no intervalo das aulas, a fim de se sustentar? Tanque cheio, saí rodando, pensativa: a educação e a segurança são o primeiro eixo da vida de um país digno. Elas e outros tantos fatores. Mas eu, naquele dia, quis pensar em educação e segurança. Com elas gastam-se quilômetros de papel e uma eternidade em falação. Se fôssemos um país mais educado, menos policiais morreriam por nós, com certeza menos cidadãos seriam assaltados, violentados e mortos, menos jovens se tornariam malfeitores, menos força teriam os narcotraficantes. Menos jovens de classe média alta se matariam nas estradas ou venderiam drogas mortais a seus colegas nas escolas ou nos bares. O problema, o dilema, a tragédia é saber por onde começar: educação começa em casa. Mas, diz um psicólogo amigo meu, os meninos(e meninas) problemáticos (aqui não falo dos saudáveis, que constroem uma vida) em geral não têm pai ou mãe em casa, e têm poucos modelos bons a seguir. Nas escolas, professores e professoras são mal pagos, desestimulados, sobrecarregados e desanimados (não todos, portanto não me xinguem por isso). Nesse caso, a educação deveria começar pelo alto: pelas autoridades, pelos políticos, pelos líderes. Não posso dizer que o Brasil está sendo brindado com uma maioria de políticos modelares,de líderes positivos, de autoridades de atitude impecável. Então vivemos um dilema triste: começar por baixo, pela faixa etária menor, pela educação em casa e nos primeiros anos na escola, ou começar a reformar a mentalidade dos altos escalões, nos quais alguns líderes se destacam pela autoridade moral e levada postura, mas a maioria, sinto muito, está longe disso? Não creio que haja resposta. Eu não a tenho.

14 Egelte Engenharia Ltda. Página 14 ou aos colégios. De momento, parece-me que estamos apenas despertando para essa questão crucial, sem a qual nada se fará de importante neste nosso país das utopias. No ano de 2007 a Empresa investiu alto em Máquinas e Equipamentos, sendo que as últimas aquisições do ano foram 03 Guindautos (munck) Masal mod , equipamentos estes com maior capacidade de carga do mercado na linha de Guindautos montados em Caminhões. MAIS INVESTIMENTOS Também foram recentemente adquiridos 02 Caminhões novos e 01 semi-novo marca/mod. VW Dos 03 Equipamentos, 02 já estão em canteiros de obra, sendo o 1º alocado no Canteiro de obra Agrenco-Alto Araguaia-MT e 2º na Agrenco-Caarapó-MS. O 3º equipamento está na matriz em Campo Grande, onde estão sendo instalados alguns acessórios e nos próximos dias devem seguir para Canteiro de Obra da UTE-Cubatão-SP. Caminhão Munck Foram ainda adquiridas 03 Centrais de Concreto RIG45 TOW GO, sendo que cada e- quipamento conta com 02 silos metálicos para estocagem de cimento com capacidade de 46m3 cada Silo, e a produção de 45m3/hora. Os prazos de entrega das referidas Centrais estão programados para Fevereiro/Março/ Abril/2008. Adquirimos também 03 Autobombas de Concreto, marca Putzmeister modelo TK-40, com capacidade de produção 30 m3/h. Estes Equipamentos estão programados para atender o Canteiro de Obra da UTE-Cubatão, Agrenco-Alto Araguaia-MT e uma 3ª a ser definida pela Diretoria. Ressaltamos a qualidade dos equipamentos adquiridos, informando serem importados dos USA. 01. Dia do Publicitário 02 Dia de Iemanjá 05 Dia do Datiloscopista 05. Carnaval 09 Dia do Zelador Por: João Carlos (Gerente de Logística e Manutenção). 11 Dia da Criação da Casa de Moeda 14 Dia da Amizade 21 Data Festiva do Exército 24 Promulgação da 1ª Constituição Republicana (1891) 25 Dia da criação do Ministério das Comunicações DATAS COMEMORATIVAS DE FEVEREIRO 27 Dia do Agente Fiscal da Receita Federal 27. Dia Nacional do Livro Didático Central de Concreto Fonte: pt.wikipedia.org/fevereiro

15 Egelte Engenharia Ltda. Página DE FEVEREIRO DIA Amizade Amizade é um relacionamento humano que envolve o conhecimento mútuo e a afeição, além de lealdade ao ponto do altruísmo. Provavelmente o interesse dos amigos são parecidos, e demonstram, entre si, um senso de cooperação. Muitas vezes é baseada em comportamentos como: a tendência de desejar o melhor para o outro; simpatia e empatia; honestidade; lealdade. DA AMIZADE Geralmente a amizade leva a um sentimento de lealdade entre si, ao ponto de colocarem os interesses do outro à frente de seu próprio interesse. Amizade resume-se em lealdade, confiança e amor, seja fraterno ou mais profundo e como Carl Rogers diz: "é a aceitação de cada um como realmente ele é". Os amigos evitam ser sufocantes ao outro para que haja respeito nos direitos do outro e sufocá-lo com exigências corre-se o risco de perdê-lo. A amizade pode ter como origem, um instinto de sobrevivência da espécie, e uma necessidade de proteger e ser protegido por outros seres da espécie. Faz parte da amizade, não exacerbar os defeitos do outro e dividir os bons e maus momentos. Alguns amigos se denominam "melhores amigos". Os melhores amigos muitas vezes se conhecem mais que os próprios familiares e cônjuges. Funcionam quase que como um "confessionário". Para atingir esse grau de amizade, muita confiança e fidelidade são depositadas. Os amigos se sentem atraídos pelos outros pela forma que eles são e não pelo que eles possuem. As verdadeiras amizades tudo suportam, tudo esperam, tudo crêem e tudo perdoam pelo simples facto de existir entre eles o verdadeiro amor, também conhecido como amor philéo = amor de amigos. Por muito que se possa explicar psicologicamente sobre a amizade e por muito que falem dela como um objecto científico e a estudem, a amizade é um sentimento que se deve preservar a todo o custo. Em caso de perda da amizade sugere-se a reconciliação e o perdão. Não deixe de lembrar de seus amigos hoje! Os amigos são como a nossa família, estão sempre do nosso lado para o que der e vier. Vários artistas fizeram obras homenageando amigos e amigas. O cantor Milton Nascimento por e- xemplo, fez a famosa Canção da América. Veja que bela e emocionante canção! Canção da América - Milton Nascimento Amigo é coisa pra se guardar Debaixo de sete chaves Dentro do coração Assim falava a canção Que na América ouvi Mas quem cantava chorou Ao ver seu amigo partir Mas quem ficou No pensamento voou Com seu canto que o outro lembrou E quem voou No pensamento ficou Com a lembrança que o outro trancou Amigo é coisa pra se guardar No lado esquerdo do peito Mesmo que o tempo e a Distância digam não Mesmo esquecendo a canção O que importa é ouvir A voz que vem do coração Pois seja o que vier Venha o que vier Qualquer dia amigo eu volto Pra te encontrar Qualquer dia amigo A gente vai se encontrar Fonte:Pt. Wikipedia.org/wiki/fevereiro.

16 Egelte Engenharia Ltda. Página 16 ESPAÇO DO LEITOR Parábola da Vaca Era uma vez, um sábio chinês e seu discípulo. Em suas andanças, avistaram um casebre de extrema pobreza onde vivia um homem, uma mulher, 3 filhos pequenos e uma vaq u i n h a m a g r a e c a n s a d a. Com fome e sede o sábio e o discípulo pediram abrigo e foram recebidos. O sábio perguntou como conseguiam sobreviver na pobreza e longe de tudo. - O senhor vê aquela vaca? - disse o homem. Dela tiramos todo o sustento. Ela nos dá leite que bebemos e transformamos em queijo e coalhada. Quando sobra, vamos à cidade e trocamos por outros alimentos. É assim que vivemos. O sábio agradeceu e partiu com o discípulo. Nem bem fizeram a primeira curva, disse ao discípulo : - Volte lá, pegue a vaquinha, leve-a ao precipício ali em frente e atire-a lá em baixo. o discípulo não acreditou. - Não posso fazer isso, mestre! Como pode ser tão ingrato? A vaquinha é tudo o que eles têm. Se a vaca morrer, eles morrem! O sábio, como convém aos sábios chineses, apenas respirou fundo e repetiu a ordem : - Vá lá e empurre a vaquinha. Indignado porém resignado, o discípulo assim fez. A vaca, previsivelmente, estatelou-se lá embaixo. Alguns anos se passaram e o discípulo sempre com remorso. Num certo dia, moído pela culpa, abandonou o sábio e decidiu voltar à- quele lugar. Queria ajudar a família, pedir desculpas. Ao fazer a curva da estrada, não acreditou no que seus olhos viram. No lugar do casebre desmazelado havia um sítio maravilhoso, com árvores, piscina, carro importando, antena parabólica. Perto da churrasqueira, adolescentes, lindos, robustos comemorando com os pais a conquista do primeiro milhão. O coração do discípulo gelou. De certo, vencidos pela fome, foram obrigados a vender o terreno e ir embora. Decerto, vencidos pela fome, foram obrigados a vender o terreno e ir embora. Devem estar mendigando na rua, pensou o discípulo. Aproximou-se do caseiro e perguntou se ele sabia o paradeiro da família que havia morado lá. Claro que sei. Você está olhando para ela. Incrédulo, o discípulo afastou o portão, deu alguns passos e reconheceu o mesmo homem de antes, só que mais forte, altivo, a mulher mais feliz e as crianças, jovens saudáveis. Espantado, dirigiu-se ao homem e disse : - Mas o que aconteceu? Estive aqui com meu mestre alguns anos atrás e era um lugar miserável, não havia nada. O que o senhor fez para melhorar de vida em tão pouco tempo? O homem olhou para o discípulo, sorriu e respondeu : - Nós tínhamos uma vaquinha, de onde tirávamos o nosso sustento. Era tudo o que possuíamos, mas um dia ela caiu no precipício e morreu. Para sobreviver, tivemos que fazer outras coisas, desenvolver habilidades que nem sabíamos que tínhamos. E foi assim, buscando novas soluções, que hoje estamos muito melhor que antes. Moral da história : às vezes é preciso perder para ganhar mais adiante. É com a adversidade que exercitamos nossa criatividade e criamos soluções para os problemas da vida. Muitas vezes é preciso sair da acomodação, criar novas idéias e trabalhar com amor e determinação. Encaminhado por: Ingrid Autor: Luís Colombini Fonte:

17 Egelte Engenharia Ltda. Página 17 HUMOR Confiram nossos endereços: Um turco pediu dinheiro emprestado para um Judeu, acontece que o Turco se gabava de nunca ter pago uma dívida sequer e por outro lado o Judeu nunca havia perdido nenhum centavo em transação alguma. Passava-se o tempo e o Turco enrolando e se escondendo do Judeu e este na captura do Turco. Até que um dia eles se encontraram no bar de um Português e começaram uma discussão. O Turco encurralado não encontrou outra saída, pegou um revólver encostou na cabeça e disse: - Eu posso ir para o inferno mas, não pago esta dívida! E puxou o gatilho, caindo morto no chão. O Judeu não quis deixar por menos, pegou o revólver do chão, encostou na cabeça e disse: Eu vou receber esta dívida nem que seja no inferno! E puxou o gatilho, caindo morto no chão. O Português que observava tudo, pegou o revólver do chão, encostou na sua cabeça e disse: - Pois eu, é que num perco esta briga por nada... Rua Apepinos, nº 911 Conj º Andar Bairro Paraíso São Paulo/SP Tel: (11) Fax: (11) Br.364/163 Km 431,2 Bairro Mundo Novo CEP Várzea Grande MT Rua. Joaquim Murtinho n Bairro Tiradentes - CEP Campo Grande - MS Tel: (67) Fonte: Egelte Lugar de gente feliz!!

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento.

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. museudapessoa.net P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. R Eu nasci em Piúma, em primeiro lugar meu nome é Ivo, nasci

Leia mais

coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - f o? Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - f o? Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. Eu quero não parar coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - de consigo.o usar que eu drogas f o? aç e Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 49 Discurso no encontro com grupo

Leia mais

HERÓIS SEM ROSTOS - A Saga do Imigrante para os EUA Autor: Dirma Fontanezzi - dirma28@hotmail.com

HERÓIS SEM ROSTOS - A Saga do Imigrante para os EUA Autor: Dirma Fontanezzi - dirma28@hotmail.com HERÓIS SEM ROSTOS - A Saga do Imigrante para os EUA Autor: Dirma Fontanezzi - dirma28@hotmail.com TRECHO: A VOLTA POR CIMA Após me formar aos vinte e seis anos de idade em engenharia civil, e já com uma

Leia mais

Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008

Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008 Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008 Seção: Entrevista Pág.: www.catho.com.br SABIN: A MELHOR EMPRESA DO BRASIL PARA MULHERES Viviane Macedo Uma empresa feita sob medida para mulheres. Assim

Leia mais

Para gostar de pensar

Para gostar de pensar Rosângela Trajano Para gostar de pensar Volume III - 3º ano Para gostar de pensar (Filosofia para crianças) Volume III 3º ano Para gostar de pensar Filosofia para crianças Volume III 3º ano Projeto editorial

Leia mais

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ JOVEM APRENDIZ Eu não conhecia nada dessa parte administrativa de uma empresa. Descobri que é isso que eu quero fazer da minha vida! Douglas da Silva Serra, 19 anos - aprendiz Empresa: Sinal Quando Douglas

Leia mais

ENTRE FRALDAS E CADERNOS

ENTRE FRALDAS E CADERNOS ENTRE FRALDAS E CADERNOS Entre Fraldas e Cadernos Proposta metodológica: Bem TV Educação e Comunicação Coordenação do projeto: Márcia Correa e Castro Consultoria Técnica: Cláudia Regina Ribeiro Assistente

Leia mais

Roteiro para curta-metragem. Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM

Roteiro para curta-metragem. Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM Roteiro para curta-metragem Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM SINOPSE José é viciado em drogas tornando sua mãe infeliz. O vício torna José violento, até que

Leia mais

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Meu nome é Alexandre da Silva França. Eu nasci em 17 do sete de 1958, no Rio de Janeiro. FORMAÇÃO Eu sou tecnólogo em processamento de dados. PRIMEIRO DIA

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas de Campo Limpo

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas de Campo Limpo , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas de Campo Limpo São Paulo-SP, 20 de outubro de 2004 Meus queridos companheiros e minhas queridas companheiras

Leia mais

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 Humberto Cordeiro Carvalho admitido pela companhia em 1 de julho de 1981. Eu nasci em 25 de maio de 55 em Campos do Goytacazes. FORMAÇÃO Segundo grau Escola

Leia mais

MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL

MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL Lembro-me que haviam me convocado para uma entrevista de trabalho no NOVOTEL. Lembro-me de estar ansioso e ter passado a noite anterior preparando a minha entrevista. Como iria

Leia mais

SEU GUIA DEFINITIVO PARA PLANEJAR E EXECUTAR DE UMA VEZ POR TODAS SEU SONHO ENGAVETADO

SEU GUIA DEFINITIVO PARA PLANEJAR E EXECUTAR DE UMA VEZ POR TODAS SEU SONHO ENGAVETADO FAÇA ACONTECER AGORA MISSÃO ESPECIAL SEU GUIA DEFINITIVO PARA PLANEJAR E EXECUTAR DE UMA VEZ POR TODAS SEU SONHO ENGAVETADO RENATA WERNER COACHING PARA MULHERES Página 1 Q ue Maravilha Começar algo novo

Leia mais

CANDIDATO BANCADO PELOS PAIS

CANDIDATO BANCADO PELOS PAIS CANDIDATO BANCADO PELOS PAIS Desânimo total Acho que minhas forças estão indo abaixo, ando meio desmotivado!!!! Não quero desanimar, mas os fatores externos estão superando minha motivação... cobrança

Leia mais

Prefeito de São Bernardo do Campo: Hoje tem um show no Cedesc, às 18 horas (incompreensível).

Prefeito de São Bernardo do Campo: Hoje tem um show no Cedesc, às 18 horas (incompreensível). , Luiz Inácio Lula da Silva, durante a inauguração da República Terapêutica e do Consultório de Rua para Dependentes Químicos e outras ações relacionadas ao Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack São

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

Não é o outro que nos

Não é o outro que nos 16º Plano de aula 1-Citação as semana: Não é o outro que nos decepciona, nós que nos decepcionamos por esperar alguma coisa do outro. 2-Meditação da semana: Floresta 3-História da semana: O piquenique

Leia mais

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses Estudo de Caso Cliente: Rafael Marques Duração do processo: 12 meses Coach: Rodrigo Santiago Minha idéia inicial de coaching era a de uma pessoa que me ajudaria a me organizar e me trazer idéias novas,

Leia mais

coleção Conversas #25 u s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #25 u s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #25 Nã Po o s s o c s on c o ig lo o c á cuidar dos m - l os e m u m a e u cl s ín p ic ais a?. Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS

Leia mais

Os encontros de Jesus. sede de Deus

Os encontros de Jesus. sede de Deus Os encontros de Jesus 1 Jo 4 sede de Deus 5 Ele chegou a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, que ficava perto das terras que Jacó tinha dado ao seu filho José. 6 Ali ficava o poço de Jacó. Era mais ou

Leia mais

UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL.

UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL. UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL. Como sabemos o crescimento espiritual não acontece automaticamente, depende das escolhas certas e na cooperação com Deus no desenvolvimento

Leia mais

pensamentos para o seu dia a dia

pensamentos para o seu dia a dia pensamentos para o seu dia a dia Israel Belo de Azevedo 1Vida e espiritualidade 1 Adrenalina no tédio O interesse por filmes sobre o fim do mundo pode ser uma forma de dar conteúdo ao tédio. Se a vida

Leia mais

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões 8 Passos para o Recrutamento Eficaz Por Tiago Simões Uma das coisas que aprendi na indústria de marketing de rede é que se você não tem um sistema de trabalho que comprovadamente funcione, muito provavelmente

Leia mais

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES:

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES: Atividades gerais: Verbos irregulares no - ver na página 33 as conjugações dos verbos e completar os quadros com os verbos - fazer o exercício 1 Entrega via e-mail: quarta-feira 8 de julho Verbos irregulares

Leia mais

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa Olhando as peças Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse 3 a 6 anos Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa História Bíblica: Gênesis 41-47:12 A história de José continua com ele saindo da prisão

Leia mais

Projetos sociais. Criança Futuro Esperança

Projetos sociais. Criança Futuro Esperança Projetos sociais Newsletter externa ABB - Projetos sociais Criança Futuro Esperança Maria Eslaine conta sobre o início de seu curso profissionalizante 02 De ex-aluno do projeto a funcionário da ABB 04

Leia mais

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Autora: Tell Aragão Personagens: Voz - não aparece mendigo/pessoa Nervosa/Ladrão faz os três personagens Menina 1 Menina 2 Voz: Era uma vez, duas irmãs que ganharam dois

Leia mais

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA No. 38 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 7/8 PLANO DE AULA

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA No. 38 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 7/8 PLANO DE AULA ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA No. 38 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) I CICLO B IDADES: 7/8 1. TEMA: Causa e Efeito - o que é PLANO DE AULA 2. OBJETIVO: A criança

Leia mais

Região. Mais um exemplo de determinação

Região. Mais um exemplo de determinação O site Psicologia Nova publica a entrevista com Úrsula Gomes, aprovada em primeiro lugar no concurso do TRT 8 0 Região. Mais um exemplo de determinação nos estudos e muita disciplina. Esse é apenas o começo

Leia mais

coleção Conversas #10 - junho 2014 - Respostas que podem estar sendo feitas para algumas perguntas Garoto de Programa por um.

coleção Conversas #10 - junho 2014 - Respostas que podem estar sendo feitas para algumas perguntas Garoto de Programa por um. coleção Conversas #10 - junho 2014 - Eu sou Estou garoto num de programa. caminho errado? Respostas para algumas perguntas que podem estar sendo feitas Garoto de Programa por um. A Coleção CONVERSAS da

Leia mais

FILOSOFIA BUDISTA APLICADA A EMPRESA:

FILOSOFIA BUDISTA APLICADA A EMPRESA: FILOSOFIA BUDISTA APLICADA A EMPRESA: CRESCENDO PESSOAL E PROFISSIONALMENTE. 08 a 11 de outubro de 2014 08 a 11 de outubro de 2014 Onde você estiver que haja LUZ. Ana Rique A responsabilidade por um ambiente

Leia mais

OSVALDO. Como também foi determinante a motivação e a indicação feita por um professor.

OSVALDO. Como também foi determinante a motivação e a indicação feita por um professor. OSVALDO Bom dia! Meu nome é Osvaldo, tenho 15 anos, sou de Santa Isabel SP (uma cidadezinha próxima à Guarulhos) e, com muito orgulho, sou bolsista ISMART! Ingressei no ISMART este ano e atualmente estou

Leia mais

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão Jorge Esteves Objectivos 1. Reconhecer que Jesus se identifica com os irmãos, sobretudo com os mais necessitados (interpretação e embora menos no

Leia mais

coleção Conversas #14 - outubro 2014 - e r r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #14 - outubro 2014 - e r r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. não Eu Não r que o f existe coleção Conversas #14 - outubro 2014 - a z fu e r tu r uma fa o para c ul m d im ad? e. Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção

Leia mais

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma.

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. PERTO DE TI Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. Jesus! Perto de ti, sou mais e mais. Obedeço a tua voz. Pois eu sei que tu és Senhor, o

Leia mais

Manifeste Seus Sonhos

Manifeste Seus Sonhos Manifeste Seus Sonhos Índice Introdução... 2 Isso Funciona?... 3 A Força do Pensamento Positivo... 4 A Lei da Atração... 7 Elimine a Negatividade... 11 Afirmações... 13 Manifeste Seus Sonhos Pág. 1 Introdução

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 Even e Junior Achievement de Minas Gerais UMA PARCERIA DE SUCESSO 1 SUMÁRIO Resultados Conquistados... 3 Resultados do Projeto... 4 Programa Finanças Pessoais... 5 Conceitos

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 14 Discurso: em encontro com professores

Leia mais

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - Sou so profes r a, Posso m a s n ão parar d aguento m e ai ensinar s? d a r a u la s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A

Leia mais

Sinopse II. Idosos não institucionalizados (INI)

Sinopse II. Idosos não institucionalizados (INI) Sinopse II. Idosos não institucionalizados (INI) II 1 Indicadores Desqualificação Não poder fazer nada do que preciso, quero fazer as coisas e não posso ; eu senti-me velho com 80 anos. Aí é que eu já

Leia mais

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da Escola Municipal Jornalista Jaime Câmara e alusiva à visita às unidades habitacionais do PAC - Pró-Moradia no Jardim do Cerrado e Jardim Mundo

Leia mais

Apoio. Patrocínio Institucional

Apoio. Patrocínio Institucional Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 83 Papo Reto com José Junior 12 de junho de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura

Leia mais

Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil

Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil Apresentaremos 4 lições, que mostram algum personagem Bíblico, onde as ações praticadas ao longo de sua trajetória abençoaram a vida de muitas

Leia mais

coleção Conversas #6 Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #6 Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. coleção Conversas #6 Eu Posso com a s fazer próprias justiça mãos? Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora AfroReggae nasceu com o desejo

Leia mais

Arthur de Carvalho Jaldim Rubens de Almeida Oliveira CÃO ESTELAR. EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados

Arthur de Carvalho Jaldim Rubens de Almeida Oliveira CÃO ESTELAR. EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados Arthur de Carvalho Jaldim Rubens de Almeida Oliveira O CÃO ESTELAR EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados Texto e Pesquisa de Imagens Arthur de Carvalho Jaldim e Rubens de Almeida Oliveira O CÃO ESTELAR

Leia mais

Assunto: Entrevista com a primeira dama de Porto Alegre Isabela Fogaça

Assunto: Entrevista com a primeira dama de Porto Alegre Isabela Fogaça Serviço de Rádio Escuta da Prefeitura de Porto Alegre Emissora: Rádio Guaíba Assunto: Entrevista com a primeira dama de Porto Alegre Isabela Fogaça Data: 07/03/2007 14:50 Programa: Guaíba Revista Apresentação:

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 1 CAPA

cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 1 CAPA cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 1 CAPA cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 2 TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI* *Artigo 5º da Constituição Brasileira

Leia mais

2015 O ANO DE COLHER JANEIRO - 1 COLHER ONDE PLANTEI

2015 O ANO DE COLHER JANEIRO - 1 COLHER ONDE PLANTEI JANEIRO - 1 COLHER ONDE PLANTEI Texto: Sal. 126:6 Durante o ano de 2014 falamos sobre a importância de semear, preparando para a colheita que viria neste novo ano de 2015. Muitos criaram grandes expectativas,

Leia mais

coleção Conversas #19 - fevereiro 2015 - Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #19 - fevereiro 2015 - Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #19 - fevereiro 2015 - Eu posso dizer para "NÃO" filho? meu Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora AfroReggae nasceu

Leia mais

REDAÇÃO GANHADORA DO 1 LUGAR, 9 ANO, ESCOLA E.E.E.F. MARIA COMANDOLLI LIRA. Ás vezes quando ouvimos falar sobre a corrupção, o que vem em mente?

REDAÇÃO GANHADORA DO 1 LUGAR, 9 ANO, ESCOLA E.E.E.F. MARIA COMANDOLLI LIRA. Ás vezes quando ouvimos falar sobre a corrupção, o que vem em mente? REDAÇÃO GANHADORA DO 1 LUGAR, 9 ANO, ESCOLA E.E.E.F. MARIA COMANDOLLI LIRA. ALUNA: KETLY LORRAINY R. DE OLIVEIRA PROFESSORA: MARIA PEREIRA DE CALDAS TEMA: CORRUPÇÃO : O QUE EU POSSO FAZER PARA COMBATE-LA

Leia mais

Trabalho e educação. Vamos aos fatos

Trabalho e educação. Vamos aos fatos Trabalho e educação Vamos aos fatos O maior problema da educação brasileira é o povo brasileiro. Sinto muito, mas esta é a conclusão a que muitos de nossos educadores chegaram. Somos uma nação materialista,

Leia mais

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO HISTÓRIA BÍBLICA: Mateus 18:23-34 Nesta lição, as crianças vão ouvir a Parábola do Servo Que Não Perdoou. Certo rei reuniu todas as pessoas que lhe deviam dinheiro.

Leia mais

O Coração Sujo. Tuca Estávamos falando sobre... hm, que cheiro é esse? Tuca Parece cheiro de gambá morto afogado no esgoto.

O Coração Sujo. Tuca Estávamos falando sobre... hm, que cheiro é esse? Tuca Parece cheiro de gambá morto afogado no esgoto. O Coração Sujo Personagens - Tuca - Teco - Tatá - Tia Tuca e Tatá estão conversando. Teco chega. Teco Oi, meninas, sobre o que vocês estão falando? Tuca Estávamos falando sobre... hm, que cheiro é esse?

Leia mais

CENTRO HISTÓRICO EMBRAER. Entrevista: Eustáquio Pereira de Oliveira. São José dos Campos SP. Abril de 2011

CENTRO HISTÓRICO EMBRAER. Entrevista: Eustáquio Pereira de Oliveira. São José dos Campos SP. Abril de 2011 CENTRO HISTÓRICO EMBRAER Entrevista: Eustáquio Pereira de Oliveira São José dos Campos SP Abril de 2011 Apresentação e Formação Acadêmica Meu nome é Eustáquio, estou com sessenta anos, nasci em Minas Gerais,

Leia mais

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos Lição 3: Alegria LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos RESUMO BÍBLICO Gálatas 5:23; Gálatas 6:1; 2 Timóteo 2:25; Tito 3; 1 Pedro 3:16 Como seres humanos estamos sempre à mercê de situações sobre

Leia mais

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após encontro com a Senadora Ingrid Betancourt

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após encontro com a Senadora Ingrid Betancourt Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após encontro com a Senadora Ingrid Betancourt São Paulo-SP, 05 de dezembro de 2008 Presidente: A minha presença aqui

Leia mais

Como utilizar este caderno

Como utilizar este caderno INTRODUÇÃO O objetivo deste livreto é de ajudar os grupos da Pastoral de Jovens do Meio Popular da cidade e do campo a definir a sua identidade. A consciência de classe, ou seja, a consciência de "quem

Leia mais

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak Entrevista com Ezequiel Quem é você? Meu nome é Ezequiel, sou natural do Rio de Janeiro, tenho 38 anos, fui

Leia mais

CAMINHOS. Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves

CAMINHOS. Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves CAMINHOS Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves Posso pensar nos meus planos Pros dias e anos que, enfim, Tenho que, neste mundo, Minha vida envolver Mas plenas paz não posso alcançar.

Leia mais

Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri.

Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri. Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri.com Página 1 1. HISTÓRIA SUNAMITA 2. TEXTO BÍBLICO II Reis 4 3.

Leia mais

Paródia 1ªA. Música Fugidinha Michel Teló. Cheguei na escola não consegui entender. Mas depois de um tempo tudo foi se resolver

Paródia 1ªA. Música Fugidinha Michel Teló. Cheguei na escola não consegui entender. Mas depois de um tempo tudo foi se resolver Paródia 1ªA Música Fugidinha Michel Teló Cheguei na escola não consegui entender Mas depois de um tempo tudo foi se resolver Tudo dando certo eu vou ficar esperto E vestibular eu vou fazer Sempre tem aquele

Leia mais

Histórico do livro Menino brinca de boneca?

Histórico do livro Menino brinca de boneca? Histórico do livro Menino brinca de boneca? Menino brinca de boneca? foi lançado em 1990, com grande aceitação de público e crítica, e vem sendo referência de trabalho para profissionais, universidades,

Leia mais

Apostila de Fundamentos. Arrependimento. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados...

Apostila de Fundamentos. Arrependimento. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados... Apostila de Fundamentos Arrependimento Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados... (Atos 3:19) A r r e p e n d i m e n t o P á g i n a 2 Arrependimento É muito importante

Leia mais

coleção Conversas #20 - MARÇO 2015 - t t o y ç r n s s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #20 - MARÇO 2015 - t t o y ç r n s s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. Vocês acham possam a coleção Conversas #20 - MARÇO 2015 - cer d o t t o a r que ga cr ia n y ç a s s? Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL AUGUSTO AIRES DA MATA MACHADO. MATÉRIA: LÍNGUA PORTUGUESA. PROF.: MARCÉLIA ALVES RANULFO ASSUNTO: PRODUÇÃO DE TEXTO.

ESCOLA ESTADUAL AUGUSTO AIRES DA MATA MACHADO. MATÉRIA: LÍNGUA PORTUGUESA. PROF.: MARCÉLIA ALVES RANULFO ASSUNTO: PRODUÇÃO DE TEXTO. PROF.: MARCÉLIA ALVES RANULFO ALUNO: Victor Maykon Oliveira Silva TURMA: 6º ANO A ÁGUA A água é muito importante para nossa vida. Não devemos desperdiçar. Se você soubesse como ela é boa! Mata a sede de

Leia mais

Palavras do autor. Escrever para jovens é uma grande alegria e, por que não dizer, uma gostosa aventura.

Palavras do autor. Escrever para jovens é uma grande alegria e, por que não dizer, uma gostosa aventura. Palavras do autor Escrever para jovens é uma grande alegria e, por que não dizer, uma gostosa aventura. Durante três anos, tornei-me um leitor voraz de histórias juvenis da literatura nacional, mergulhei

Leia mais

Atividades Lição 5 ESCOLA É LUGAR DE APRENDER

Atividades Lição 5 ESCOLA É LUGAR DE APRENDER Atividades Lição 5 NOME: N º : CLASSE: ESCOLA É LUGAR DE APRENDER 1. CANTE A MÚSICA, IDENTIFICANDO AS PALAVRAS. A PALAVRA PIRULITO APARECE DUAS VEZES. ONDE ESTÃO? PINTE-AS.. PIRULITO QUE BATE BATE PIRULITO

Leia mais

O CAMINHO PARA REFLEXÃO

O CAMINHO PARA REFLEXÃO O CAMINHO PARA REFLEXÃO a 1 Semana EMPREENDER É DAR A SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A SOCIEDADE No mudo dos negócios existe a diferença visível do acomodado que nunca quer aprender a mesma coisa duas vezes e o

Leia mais

Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores?

Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores? Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores? Noemi: É a velha história, uma andorinha não faz verão,

Leia mais

O CAMINHO PARA REFLEXÃO

O CAMINHO PARA REFLEXÃO O CAMINHO PARA REFLEXÃO a 2 Semana EMPREENDER É DAR A SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A SOCIEDADE No mudo dos negócios existe a diferença visível do acomodado que nunca quer aprender a mesma coisa duas vezes e o

Leia mais

Músicos, Ministros de Cura e Libertação

Músicos, Ministros de Cura e Libertação Músicos, Ministros de Cura e Libertação João Paulo Rodrigues Ferreira Introdução Caros irmãos e irmãs; escrevo para vocês não somente para passar instruções, mas também partilhar um pouco da minha experiência

Leia mais

coleção Conversas #11 - agosto 2014 - n a h u e s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #11 - agosto 2014 - n a h u e s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #11 - agosto 2014 - Não quero s o a negra a m e pr s s eu e n ta min Respostas r pais. So perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. h u a n ra a m cis o t r a a?

Leia mais

Palestra tudo O QUE VOCE. precisa entender. Abundância & Poder Pessoal. sobre EXERCICIOS: DESCUBRA SEUS BLOQUEIOS

Palestra tudo O QUE VOCE. precisa entender. Abundância & Poder Pessoal. sobre EXERCICIOS: DESCUBRA SEUS BLOQUEIOS Palestra tudo O QUE VOCE sobre precisa entender Abundância & Poder Pessoal EXERCICIOS: DESCUBRA SEUS BLOQUEIOS Como aprendemos hoje na palestra: a Lei da Atração, na verdade é a Lei da Vibracao. A frequência

Leia mais

22/05/2006. Discurso do Presidente da República

22/05/2006. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de assinatura de protocolos de intenções no âmbito do Programa Saneamento para Todos Palácio do Planalto, 22 de maio de 2006 Primeiro, os números que estão no

Leia mais

Teste sua empregabilidade

Teste sua empregabilidade Teste sua empregabilidade 1) Você tem noção absoluta do seu diferencial de competência para facilitar sua contratação por uma empresa? a) Não, definitivamente me vejo como um título de cargo (contador,

Leia mais

09/09/2004. Discurso do Presidente da República

09/09/2004. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na solenidade de recepção da delegação brasileira que participou das Olimpíadas de Atenas Palácio do Planalto, 09 de setembro de 2004 Meu caro Grael, Meu querido René Simões,

Leia mais

Lembro-me do segredo que ela prometeu me contar. - Olha, eu vou contar, mas é segredo! Não conte para ninguém. Se você contar eu vou ficar de mal.

Lembro-me do segredo que ela prometeu me contar. - Olha, eu vou contar, mas é segredo! Não conte para ninguém. Se você contar eu vou ficar de mal. -...eu nem te conto! - Conta, vai, conta! - Está bem! Mas você promete não contar para mais ninguém? - Prometo. Juro que não conto! Se eu contar quero morrer sequinha na mesma hora... - Não precisa exagerar!

Leia mais

DANIEL EM BABILÔNIA Lição 69. 1. Objetivos: Ensinar que devemos cuidar de nossos corpos e recusar coisas que podem prejudicar nossos corpos

DANIEL EM BABILÔNIA Lição 69. 1. Objetivos: Ensinar que devemos cuidar de nossos corpos e recusar coisas que podem prejudicar nossos corpos DANIEL EM BABILÔNIA Lição 69 1 1. Objetivos: Ensinar que devemos cuidar de nossos corpos e recusar coisas que podem prejudicar nossos corpos 2. Lição Bíblica: Daniel 1-2 (Base bíblica para a história e

Leia mais

Qual o Sentido do Natal?

Qual o Sentido do Natal? Qual o Sentido do Natal? Por Sulamita Ricardo Personagens: José- Maria- Rei1- Rei2- Rei3- Pastor 1- Pastor 2- Pastor 3-1ª Cena Uma música de natal toca Os personagens entram. Primeiro entram José e Maria

Leia mais

Estudo de Caso. Cliente: Cristina Soares. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses

Estudo de Caso. Cliente: Cristina Soares. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses Estudo de Caso Cliente: Cristina Soares Duração do processo: 12 meses Coach: Rodrigo Santiago Quando decidi realizar meu processo de coaching, eu estava passando por um momento de busca na minha vida.

Leia mais

HINOS DE DESPACHO. www.hinarios.org 01 O DAIME É O DAIME. O Daime é o Daime Eu estou afirmando É o divino pai eterno E a rainha soberana

HINOS DE DESPACHO. www.hinarios.org 01 O DAIME É O DAIME. O Daime é o Daime Eu estou afirmando É o divino pai eterno E a rainha soberana HINOS DE DESPACHO Tema 2012: Flora Brasileira Estrela D Alva www.hinarios.org 1 2 01 O DAIME É O DAIME O é o Eu estou afirmando É o divino pai eterno E a rainha soberana O é o O professor dos professores

Leia mais

ROTEIRO: O LUGAR ONDE EU VIVO

ROTEIRO: O LUGAR ONDE EU VIVO ROTEIRO: O LUGAR ONDE EU VIVO Ideia: Produção realizada a partir de um fato marcante e em algumas situações ocorre a mesclagem entre narrações e demonstrações de cenas. Personagens: A filha da doméstica

Leia mais

Existe espaço para os covers mostrarem seus trabalhos? As pessoas dão oportunidades?

Existe espaço para os covers mostrarem seus trabalhos? As pessoas dão oportunidades? A Estação Pilh@ também traz uma entrevista com Rodrigo Teaser, cover do Michael Jackson reconhecido pela Sony Music. A seguir, você encontra os ingredientes da longa história marcada por grandes shows,

Leia mais

Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social. O Projeto Social Luminando

Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social. O Projeto Social Luminando Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social O Projeto Social Luminando O LUMINANDO O Luminando surgiu como uma ferramenta de combate à exclusão social de crianças e adolescentes de comunidades

Leia mais

GS Educacional www.gseducacional.com.br

GS Educacional www.gseducacional.com.br Curso: Completo de Importação Henrique, boa noite. Nós que pensamos a Meritocracia e valoramos a quem Realiza, nos vimos na obrigação de dar feedbacks. Em pouco tempo de curso e sem nem receber ainda a

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO PARA O TRABALHO

A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO PARA O TRABALHO A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO PARA O TRABALHO A educação é um dos pilares da sociedade e no nosso emprego não é diferente. Um povo culto está mais preparado para criar, planejar e executar os projetos para

Leia mais

coleção Conversas #22 - maio 2015 - Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #22 - maio 2015 - Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #22 - maio 2015 - assistente social. agora? Sou E Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora AfroReggae nasceu com o desejo

Leia mais

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em conjunto com o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, com perguntas respondidas pelo presidente Lula Manaus-AM,

Leia mais

Luís Norberto Pascoal

Luís Norberto Pascoal Viver com felicidade é sucesso com harmonia e humildade. Luís Norberto Pascoal Agradecemos aos parceiros que investem em nosso projeto. ISBN 978-85-7694-131-6 9 788576 941316 Era uma vez um pássaro que

Leia mais

COISAS QUE APRENDI COM MEU PAI SOBRE TRABALHO E EMPREGO COISAS QUE APRENDI PAI TRABALHO E EMPREGO. CITYRH www.cityrh.com.

COISAS QUE APRENDI COM MEU PAI SOBRE TRABALHO E EMPREGO COISAS QUE APRENDI PAI TRABALHO E EMPREGO. CITYRH www.cityrh.com. COISAS QUE APRENDI PAI COM MEU SOBRE TRABALHO E EMPREGO TALENTO Qual é o seu talento? Como descobri-lo? Pense nas coisas que você faz bem e que as pessoas reconhecem e comentam: como você é bom nisto!

Leia mais