POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS?

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS?"

Transcrição

1 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS?

2 SAMUEL GONSALES Analista de Sistemas MBA em Gestão de Negócios PÓS em Sistemas Integrados de Gestão. Gerente de Produtos e-commerce responsável pelo e-millennium. Professor universitário IBTA, FAATESP e SENAC. Articulista: e-commerce Brasil, imasters, TI Inside, TI Especialistas, ERP News, Administradores, e-commerce News... Especialista em Sistemas de Gestão ERP e e-commerce com mais de 16 anos de experiência.

3 Clientes Usuários Ativos + 21 anos de experiência CASES PDV s Lojas Físicas + Mais de 180 Lojas Virtuais + 10 Milhões Pedidos/mês CASES COM A JET

4 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? AGENDA CENÁRIO BRASIL Cenário e-commerce Por que alguns e-commerces prosperam apesar das incertezas? Conclusão.

5 VAREJO CRESCIMENTO 2015

6 VAREJO CRESCIMENTO 2015

7 AUMENTO COMBUSTÍVEIS

8 AUMENTOS COMBUSTÍVEIS

9 AUMENTO IMPORTADOS

10 AUMENTOS IMPORTADOS

11 APAGÃO ALTA DA ENERGIA E RACIONAMENTO

12 APAGÃO ALTA DA ENERGIA

13 FALTA ÁGUA RACIONAMENTO

14 FALTA ÁGUA RACIONAMENTO

15 DOLAR AUMENTO DESENFREADO

16 DOLAR AUMENTO DESENFREADO

17 RISCO BRASIL PETROBRÁS

18 RISCO BRASIL

19 RISCO BRASIL VALE

20 RISCO BRASIL VALE

21 AUMENTO IMPOSTOS

22 AUMENTOS IMPOSTOS

23 MANIFESTAÇÕES POVO NA RUA

24 MANIFESTAÇÕES POVO NA RUA

25 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? AGENDA Cenário Brasil CENÁRIO E-COMMERCE Por que alguns e-commerces prosperam apesar das incertezas? Conclusão.

26 RETROSPECTIVA 2014 FATURAMENTO

27 RETROSPECTIVA 2014 FATURAMENTO

28 RETROSPECTIVA 2014 e-consumidores

29 RETROSPECTIVA 2014 e-consumidores

30 RETROSPECTIVA 2014 MOBILE

31 RETROSPECTIVA 2014 MOBILE

32 RETROSPECTIVA 2014 RANKING - CATEGORIAS

33 RETROSPECTIVA 2014 RANKING - CATEGORIAS

34 RETROSPECTIVA 2014 IMPORTANTE: - Nem todos alcançaram os objetivos traçados; - Muitas empresas fecharam as portas; - Nem todas as empresas cresceram; - Nem todos tiveram lucro; - Muitas tiveram prejuízos.

35 PERSPECTIVA 2015 FATURAMENTO

36 PERSPECTIVA 2015 FATURAMENTO Em quanto o varejo crescerá 3%, o e-commerce deve crescer cerca de 20% em 2015.

37 PERSPECTIVAS 2015 INTENSIDADE

38 PERSPECTIVAS PARA 2015 INTENSIDADE

39 PERSPECTIVAS 2015 BRASIL RANKING MUNDIAL

40 PERSPECTIVAS PARA 2015 BRASIL RANKING MUNDIAL

41 PERSPECTIVAS 2015 IMPORTANTE: - O número de novos entrantes deve crescer; - O nível de profissionalismo será maior; - Os que não se adaptarem fracassarão; - Mercado exigirá mais dinamismo; - Rentabilidade como foco.

42 SURGE A QUESTÃO: Por que alguns e-commerces prosperam apesar das incertezas?

43 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? AGENDA Cenário Brasil Cenário e-commerce POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? Conclusão.

44 A RESPOSTA: PLANEJAMENTO e GESTÃO das operações de e-commerce

45 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? Onde está o foco da maioria dos e-commerces?

46 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? PLANEJAMENTO

47 PLANEJAMENTO Não há nenhum mistério em formular um planejamento, o problema é fazê-lo funcionar. H. Igor Ansoff Pai da Gestão Estratégica

48 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? PLANEJAMENTO. É preciso se preocupar com planejamento de compras, vendas, financeiro, estratégias comerciais e de marketing, toda a complexidade fiscal e contábil e com o atendimento ao cliente.

49 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? PLANEJAMENTO. Canais de Atuação / Omni-Channel

50 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? PLANEJAMENTO. Planejamento de Compras: - A Tradicional Curva ABC sozinha não resolve a complexidade das operações de e-commerce. - Comprar bem implica em utilizar consagradas ferramentas de varejo que alcançam a profundidade analítica necessária para planejar corretamente a operação de e-commerce

51 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? PLANEJAMENTO. Como as empresas deveriam decidir suas compras? Utilizando metodologias específicas para: - Produtos sazonais e de reposição contínua, - Utilizando gestão por categorias, - Fazendo análises de giro e cobertura, - Controlando a previsão de demanda, - Conhecendo conceitos como semana de varejo 4-5-4, Open To Buy, Open To Receive, GMROII, etc.

52 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? PLANEJAMENTO. Compras Reposição Contínua

53 TELA E-MILLENNIUM ERP PARA E-COMMERCE Reposição Contínua

54 OTB POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? PERÍODO 1 Vendas Planejadas (R$) R$ ,00 Reduções (6%) (R$) R$ 1.500,00 Estoque Final Planejado (R$) R$ ,00 Estoque Inicial (R$) R$ ,00 Formula Compra Planejada R$ ,00 Pedidos de Compra Colocado (R$) R$ ,00 Pedidos de Compra Cancelados (R$) R$ 2.000,00 Pedidos de Compra a Entregar(RS) R$ ,00 Fórmula Open To Buy (R$) R$ 2.500,00

55 OTB POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? PERÍODO 1 Vendas Planejadas (R$) R$ ,00 Reduções (6%) (R$) R$ 1.500,00 Estoque Final Planejado (R$) R$ ,00 Estoque Inicial (R$) R$ ,00 Formula Compra Planejada R$ ,00 Pedidos de Compra Colocado (R$) R$ ,00 Pedidos de Compra Cancelados (R$) R$ 2.000,00 Pedidos de Compra a Entregar(RS) R$ ,00 Fórmula Open To Buy (R$) R$ 2.500,00 Compra Planejada = (vendas planejadas no período + reduções + estoque final planejado) - estoque inicial planejado Open to Buy: Compra planejada pedidos a entregar

56 OTB POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? PERÍODO Vendas Planejadas R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 Reduções (6%) R$ 1.500,00 R$ 1.800,00 R$ 3.000,00 R$ 3.750,00 R$ 4.500,00 R$ 3.000,00 Estoque Final Planejado R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 Estoque Inicial R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 Compra Planejada R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ 4.500,00 Pedido de Compra Colocado R$ ,00 R$ ,00 Pedidos de Compra Cancelados R$ 2.000,00 Pedidos de Compra a Entregar R$ ,00 R$ ,00 Fórmula Open To Buy (R$) R$ 2.500,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ 4.500,00 R$ 0,00

57 DESAFIOS TELA E-MILLENNIUM DESSE ERP NOVO PARA E-COMMERCE ANO Open to Buy

58 DESAFIOS TELA E-MILLENNIUM DESSE ERP NOVO PARA E-COMMERCE ANO Open to Buy

59 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? PLANEJAMENTO. GMROII GMROII - Gross Margin Return on Inventory Investment implica na Margem bruta de retorno sobre o investimento. Trata-se de uma ferramenta de análise utilizada para identificar os produtos que tem um maior retorno de investimento. GMROII = MARGEM (%) X GIRO

60 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? PLANEJAMENTO. GMROII Margem Bruta Dinheiro que sua empresa faz através das vendas. Estoque Giro Velocidade em que sua empresa faz dinheiro giro. GMROII Quanto dinheiro sua empresa faz e quão rapidamente ela faz dinheiro.

61 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? GESTÃO

62 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? GESTÃO. Conheça detalhadamente seus processos e se possível faça o desenho desses processos utilizando os conceitos de BPM Business Process Management que permitiram sua empresa melhorar continuamente, identificar gargalos e corrigi-los e ainda melhorar a eficiência operacional de todo o seu processo, o que certamente resultará em aumento de sua rentabilidade.

63 GESTÃO. POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? Conheça detalhadamente seus processos TELA DO E-MILLENNIUM ERP PARA E-COMMERCE

64 TELA DO E-MILLENNIUM ERP PARA E-COMMERCE

65 TELA DO E-MILLENNIUM ERP PARA E-COMMERCE

66 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? GESTÃO. Lembre-se de analisar a concorrência. Uma boa análise de sua concorrência pode determinar seus pontos fortes e fracos e assim obter informações de que ações precisam ser tomadas internamente para se tornar ainda mais competitivo.

67 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? GESTÃO. Lembre-se de analisar a concorrência. - Concorrentes estão bem preparados; - Novos entrantes são mais organizados; - A rivalidade não é só preço / frete; - Diferenciação de produtos / nichos; - Investimentos em planejamento e gestão; - Maior número de canais de negócios; - Eficiência operacional rentabilidade; - Foco na fidelização de clientes.

68 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? GESTÃO. Níveis de estoques.

69 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? GESTÃO. Níveis de estoques. Consumo Médio Quantidade referente à média aritmética das saídas mensais de estoque. Consumo Médio = C1 + C2 + C3... Cn n Estoque Médio Nível médio de estoque em torno do qual as operações de compra e consumo se realizaram. Estoque Médio = Quantidade (comprada ou consumida) 2

70 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? GESTÃO. Ponto de Pedido. Ponto de Pedido = (consumo médio mensal * tempo de reposição) + estoque mínimo Produto X: - Vende 30 por mês; - Tempo de reposição é de 2 meses; - Estoque Mínimo referente a 1 mês de consumo (30 peças).

71 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? GESTÃO. Ponto de Pedido. Ponto de Pedido = (consumo médio mensal * tempo de reposição) + estoque mínimo Produto X: - Vende 30 por mês; - Tempo de reposição é de 2 meses; - Estoque Mínimo referente a 1 mês de consumo (30 peças). Ponto de Pedido = (Consumo * Tempo de Reposição) + Estoque Mínimo Ponto de Pedido = (30 * 2) + 30 Ponto de Pedido = Ponto de Pedido = 90 unidades

72 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? GESTÃO. Giro e Cobertura. Giro de estoque é o número de vezes, durante um período, em que o estoque foi renovado giro de estoque = total consumido no período (saídas) / total de estoque médio no período Cobertura é o período em que o estoque médio será suficiente para cobrir a demanda média cobertura (dias de estoque) = número de dias do período giro

73 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? GESTÃO. E se você já faz tudo isso, ainda precisa pensar em:

74 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? GESTÃO. E se você já faz tudo isso, ainda precisa pensar em: - BI Business Intelligence; - KPIs e Dashboards.

75 GESTÃO OPORTUNIDADES A vida está cheia de desafios que, se aproveitados de forma criativa, transformam-se em oportunidades. Marxwell Maltz

76 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? GESTÃO. - Onde estão as informações relevantes de seu negócio? - É possível contar com as informações na hora em que você mais precisa? - É fácil extrair um novo relatório? - Você mesmo pode criar seus próprios relatórios, listagens e gráficos?

77 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? GESTÃO. FERRAMENTAS DE BI Business Intelligence Ter uma ferramenta de BI nativa em seu sistema de gestão Back Office ou ERP - pode tornar sua empresa muito mais eficiente, dando acesso a toda e qualquer informação, permitindo que você crie o relatório que precisar e na hora que precisar sem depender de seu fornecedor de software.

78 TELA E-MILLENNIUM ERP PARA E-COMMERCE DESAFIOS DESSE NOVO ANO QUE INDICADORES SUA EMPRESA DEVE PERSEGUIR? - FERRAMENTAS DE BI Business Intelligence

79 DESAFIOS DESSE NOVO ANO E-MILLENNIUM ERP PARA E-COMMERCE QUE INDICADORES SUA EMPRESA DEVE PERSEGUIR? - FERRAMENTAS DE BI Business Intelligence

80 TELA E-MILLENNIUM ERP PARA E-COMMERCE DESAFIOS DESSE NOVO ANO QUE INDICADORES SUA EMPRESA DEVE PERSEGUIR? - FERRAMENTAS DE BI Business Intelligence

81 GESTÃO INDICADORES O que não pode ser medido, não pode ser gerenciado. William Edwards Deming

82 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? GESTÃO. QUE INDICADORES SUA EMPRESA DEVE PERSEGUIR? - Há Indicadores para perseguir? - Existe base histórica? - Existem ferramentas de KPI? - Existe cultura focada em resultados? - Existem ações baseadas nos KPI s?

83 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? GESTÃO. FERRAMENTAS DE KPI Key Performance Indicators

84 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? GESTÃO. FERRAMENTAS DE KPI Key Performance Indicators É fundamental ter uma ferramenta de KPI que vá além do Google Analytics e que possa ajudá-los a medir indicadores internos, como: - Compras, financeiro, estoques, vendas, fiscal, manufatura, etc...

85 DESAFIOS DESSE NOVO ANO TELA E-MILLENNIUM ERP PARA E-COMMERCE QUE INDICADORES SUA EMPRESA DEVE PERSEGUIR? - FERRAMENTAS DE BI Business Intelligence

86 TELA E-MILLENNIUM ERP PARA E-COMMERCE DESAFIOS DESSE NOVO ANO QUE INDICADORES SUA EMPRESA DEVE PERSEGUIR? - FERRAMENTAS DE KPI Key Performance Indicators

87 TELA E-MILLENNIUM ERP PARA E-COMMERCE DESAFIOS DESSE NOVO ANO QUE INDICADORES SUA EMPRESA DEVE PERSEGUIR? - FERRAMENTAS DE KPI Key Performance Indicators

88 TELA E-MILLENNIUM ERP PARA E-COMMERCE DESAFIOS DESSE NOVO ANO QUE INDICADORES SUA EMPRESA DEVE PERSEGUIR? - FERRAMENTAS DE KPI Key Performance Indicators

89 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? AGENDA Cenário Brasil Cenário e-commerce Por que alguns e-commerces prosperam apesar das incertezas? CONCLUSÃO.

90 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? CONCLUSÃO e-commerces que prosperam apesar das incertezas: - Planejam cuidadosamente seu posicionamento multicanal, suas compras e a relação giro de estoques versus retorno de investimento (GMROII); - Gerem diariamente e com toda a atenção o fluxo de seus processos e onde podem melhorar, seus estoques (pontos de reposição, giro, cobertura), oportunidades que só encontram através de análises profundas em suas informações (Business Intelligence) e indicadores internos, bem como gargalos e pontos de melhoria.

91 POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? AGENDA CENÁRIO BRASIL CENÁRIO E-COMMERCE POR QUE ALGUNS E-COMMERCES PROSPERAM APESAR DAS INCERTEZAS? CONCLUSÃO.

92 LANÇAMENTO Lançamento da Certificação e-millennium Academy

93 Certificação e-millennium Academy

94 VERSÃO DEMO Todos os participantes terão acesso à versão de demonstração do e-millennium.

95 e-millennium Ambiente de Demonstração

96 OBRIGADO Samuel Gonsales br.linkedin.com/in/samuelgonsales/ (11) Abril/2015

PLANEJAMENTO DE COMPRAS COMO VANTAGEM COMPETITIVA PARA SEU E-COMMERCE

PLANEJAMENTO DE COMPRAS COMO VANTAGEM COMPETITIVA PARA SEU E-COMMERCE PLANEJAMENTO DE COMPRAS COMO VANTAGEM COMPETITIVA PARA SEU E-COMMERCE SAMUEL GONSALES MBA em Gestão de Negócios e PÓS em Sistemas Integrados de Gestão (ERP). Gerente de Produtos e-millennium. Professor

Leia mais

Quando ter um BackOffice não é suficiente para seu e-commerce

Quando ter um BackOffice não é suficiente para seu e-commerce Quando ter um BackOffice não é suficiente para seu e-commerce SAMUEL GONSALES MBA em Gestão de Negócios e PÓS em Sistemas Integrados de Gestão (ERP). Gerente de Produtos e-millennium. Professor universitário

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DE PLANEJAR E GERENCIAR COMPRAS NO E-COMMERCE SAMUEL GONSALES

A IMPORTÂNCIA DE PLANEJAR E GERENCIAR COMPRAS NO E-COMMERCE SAMUEL GONSALES A IMPORTÂNCIA DE PLANEJAR E GERENCIAR COMPRAS NO E-COMMERCE SAMUEL GONSALES COPYRIGHT Copyright 2016 Samuel Gonsales Todos os direitos reservados Nenhuma parte dessa publicação pode ser reproduzida ou

Leia mais

5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce

5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce 5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce SAMUEL GONSALES Analista de Sistemas MBA em Gestão de Negócios PÓS em Sistemas Integrados de Gestão. Gerente de Produtos e-commerce responsável

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DOS SISTEMAS ERP NO PLANEJAMENTO E GESTÃO DO E-COMMERCE

A IMPORTÂNCIA DOS SISTEMAS ERP NO PLANEJAMENTO E GESTÃO DO E-COMMERCE A IMPORTÂNCIA DOS SISTEMAS ERP NO PLANEJAMENTO E GESTÃO DO E-COMMERCE SAMUEL GONSALES Gerente de Produtos e-commerce na Millennium Network. Professor no Grupo CETEC (ETEP, BILAC, FAATESP e IBTA). Especialista

Leia mais

RAIO X DA MODA NO CEARÁ

RAIO X DA MODA NO CEARÁ RAIO X DA MODA NO CEARÁ SAMUEL GONSALES Analista de Sistemas MBA em Gestão de Negócios PÓS em Sistemas Integrados de Gestão. Gerente de Produtos e-commerce responsável pelo e-millennium. Professor universitário

Leia mais

LIÇÕES-CHAVE PARA AUMENTAR A RENTABILIDADE DO SEU E-COMMERCE

LIÇÕES-CHAVE PARA AUMENTAR A RENTABILIDADE DO SEU E-COMMERCE LIÇÕES-CHAVE PARA AUMENTAR A RENTABILIDADE DO SEU E-COMMERCE SAMUEL GONSALES SHOPPING SALE PREMIUM OFFER -75% PREMIUM OFFER -75% COPYRIGHT Copyright 2016 Samuel Gonsales Todos os direitos reservados Nenhuma

Leia mais

SYMM CONSULTORIA TAILAN OLIVEIRA 2014

SYMM CONSULTORIA TAILAN OLIVEIRA 2014 GCV GESTÃO COMERCIAL PARA VAREJO SYMM CONSULTORIA TAILAN OLIVEIRA 2014 ABORDAGEM 1. O GESTÃO COMERCIAL PARA VAREJO 2. DIFICULDADE E DORES ATUAIS 3. COMO RESOLVER COM GCV 4. COMO GERIR FRANQUIA COM O GCV

Leia mais

SYMM CONSULTORIA TAILAN OLIVEIRA 2014

SYMM CONSULTORIA TAILAN OLIVEIRA 2014 GCV GESTÃO COMERCIAL PARA VAREJO SYMM CONSULTORIA TAILAN OLIVEIRA 2014 ABORDAGEM 1. O GESTÃO COMERCIAL PARA VAREJO 2. DIFICULDADE E DORES ATUAIS 3. COMO RESOLVER COM GCV 4. COMO GERIR FRANQUIA COM O GCV

Leia mais

Business Intelligence. BI CEOsoftware Partner YellowFin

Business Intelligence. BI CEOsoftware Partner YellowFin Business Intelligence BI CEOsoftware Partner YellowFin O que é Business Intelligence Business Intelligence (BI) é a utilização de uma série de ferramentas para coletar, analisar e extrair informações,

Leia mais

Um olhar além do ROI para sua campanha online

Um olhar além do ROI para sua campanha online Um olhar além do ROI para sua campanha online Ser eficiente usando métricas conservadoras ou ganhar mais dinheiro, o que é mais importante? Uma nova metodologia para medir Publicado Agosto 2015 o sucesso

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DE PLANEJAR E GERIR O FLUXO DE PEDIDO DE VENDA NO E-COMMERCE SAMUEL GONSALES

A IMPORTÂNCIA DE PLANEJAR E GERIR O FLUXO DE PEDIDO DE VENDA NO E-COMMERCE SAMUEL GONSALES A IMPORTÂNCIA DE PLANEJAR E GERIR O FLUXO DE PEDIDO DE VENDA NO E-COMMERCE SAMUEL GONSALES COPYRIGHT Copyright 2016 Samuel Gonsales Todos os direitos reservados Nenhuma parte dessa publicação pode ser

Leia mais

Tecnologia da Informac aõ como aliada. PETRUS, Abril 2014

Tecnologia da Informac aõ como aliada. PETRUS, Abril 2014 Tecnologia da Informac aõ como aliada PETRUS, Abril 2014 Evolução da TI 60 70 80 90 A Era do Processamento de Dados A Era dos Sistemas de Informações A Era da Inovação e Vantagem Competitiva A Era da Integração

Leia mais

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010 Metodologia Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Através de e-survey - via web Público Alvo: Executivos de empresas associadas e não associadas à AMCHAM Amostra: 500 entrevistas realizadas Campo: 16

Leia mais

CONSIDERAÇOES SOBRE FORMAÇÃO DE PREÇOS E SISTEMAS DE CONTABILIDADE DE CUSTOS EM EMPRESAS DE OUTSOURCING DE IMPRESSÃO

CONSIDERAÇOES SOBRE FORMAÇÃO DE PREÇOS E SISTEMAS DE CONTABILIDADE DE CUSTOS EM EMPRESAS DE OUTSOURCING DE IMPRESSÃO CONSIDERAÇOES SOBRE FORMAÇÃO DE PREÇOS E SISTEMAS DE CONTABILIDADE DE CUSTOS EM EMPRESAS DE OUTSOURCING DE IMPRESSÃO Lisberto Cavalcanti Diretor Administrativo- financeiro da Solumax Soluções e Tecnologia,

Leia mais

Prof. Marcelo Mello. Unidade IV DISTRIBUIÇÃO E

Prof. Marcelo Mello. Unidade IV DISTRIBUIÇÃO E Prof. Marcelo Mello Unidade IV DISTRIBUIÇÃO E TRADE MARKETING Trade Marketing é confundido por algumas empresas como um conjunto de ferramentas voltadas para a promoção e a comunicação dos produtos. O

Leia mais

Varejo de Moda : Estratégia e Diferenciação

Varejo de Moda : Estratégia e Diferenciação Seminário GVcev Varejo de Moda : Estratégia e Diferenciação ASSORTMENT E RANGE PLANNING GESTÃO DE INTELIGÊNCIA E VAREJO Sílvio Cavalcante Introdução AGENDA Visão geral de planejamento de mercadoria Componentes

Leia mais

Gestão de TI. Aula 10 - Prof. Bruno Moreno 30/06/2011

Gestão de TI. Aula 10 - Prof. Bruno Moreno 30/06/2011 Gestão de TI Aula 10 - Prof. Bruno Moreno 30/06/2011 Aula passada... Gestão do Conhecimento 08:46 2 Aula de Hoje... BI Apresentação do artigo IT doesn t matter Debate 08:48 3 Caso da Toyota Toyota Motor

Leia mais

Sistema Gestão Comercial 2012

Sistema Gestão Comercial 2012 Sistema Gestão Comercial 2012 Charles Mendonça Analista de Sistemas Charles Informática Tecnologia & Sistemas Charles System Gestão Empresarial O Charles System é um software para empresas ou profissionais

Leia mais

Apresentação Institucional TRANSFORMAMOS UM SIMPLES CLIQUE EM GRANDES NEGÓCIOS WWW.TOPDEALS.COM.BR

Apresentação Institucional TRANSFORMAMOS UM SIMPLES CLIQUE EM GRANDES NEGÓCIOS WWW.TOPDEALS.COM.BR Apresentação Institucional TRANSFORMAMOS UM SIMPLES CLIQUE EM GRANDES NEGÓCIOS WWW.TOPDEALS.COM.BR Agenda 3 Nosso Posicionamento 5 Muito prazer, nós somos a TopDeals 7 O que oferecemos? 8 Nossos diferenciais

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T15. 31 de julho de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2T15. 31 de julho de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2T15 31 de julho de 2015 Magazine Luiza Destaques do 2T15 Vendas E-commerce Ganho consistente de participação de mercado Redução na receita líquida de 10,1% para R$2,1 bilhões

Leia mais

Soluções de Tecnologia da Informação

Soluções de Tecnologia da Informação Soluções de Tecnologia da Informação Software Corporativo ERP ProdelExpress Diante da nossa ampla experiência como fornecedor de tecnologia, a PRODEL TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO oferece aos seus clientes

Leia mais

Gestão de Performance por KPIs

Gestão de Performance por KPIs Gestão de Performance por KPIs Henrique Brodbeck Diretor, Brodbeck Consultores em Informática Henrique Brodbeck Brodbeck Consultores em Informática e UFRGS Business Intelligence - BI Termo guarda-chuva

Leia mais

Teleconferência de Resultados 3T15. 10 de novembro de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 3T15. 10 de novembro de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 3T15 10 de novembro de 2015 Magazine Luiza Destaques do 3T15 Vendas E-commerce Ganho de participação de mercado com aumento da margem bruta Receita bruta consolidada de R$2,4

Leia mais

www.semanaecommerce.com.br

www.semanaecommerce.com.br Semana E-commerce UM POUCO SOBRE MIM Um pouco sobre mim... Gerente de Atendimento e Métricas na Cadastra Marketing Digital Experiência de 7 anos com Internet e 3 anos especificamente com SEM Foco em contas

Leia mais

Gerenciamento de Desempenhode de Processos. Circuito BPM Congress Brasília/DF

Gerenciamento de Desempenhode de Processos. Circuito BPM Congress Brasília/DF Gerenciamento de Desempenhode de Processos Circuito BPM Congress Brasília/DF 1 Agenda Medição de desempenho. Definições-chave de desempenho de processo. Monitoramento e controle de operações. Metodologias

Leia mais

LMA, Solução em Sistemas

LMA, Solução em Sistemas LMA, Solução em Sistemas Ao longo dos anos os sistemas para gestão empresarial se tornaram fundamentais, e por meio dessa ferramenta as empresas aperfeiçoam os processos e os integram para uma gestão mais

Leia mais

COMO MONTAR UMA LOJA VIRTUAL DE SUCESSO?

COMO MONTAR UMA LOJA VIRTUAL DE SUCESSO? COMO MONTAR UMA LOJA VIRTUAL DE SUCESSO? ALEXANDRE SONCINI - @ASONCINI DIRETOR DE VENDAS E MARKETING DA VTEX.COM.BR ALEXANDRE.SONCINI@VTEX.COM.BR COMO QUEBRAR UMA LOJA VIRTUAL? E, COMO NÃO QUEBRAR? Montando

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14. 27 de fevereiro de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14. 27 de fevereiro de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14 27 de fevereiro de 2015 Magazine Luiza Destaques 2014 Vendas E-commerce Despesas Operacionais EBITDA Ajustado Luizacred Lucro Líquido Ajustado Crescimento da receita

Leia mais

Seminário GVcev Varejo e Tecnologia: Presente e Perspectivas. Panorama de Utilização da Tecnologia da Informação Érico Veras Marques FGV/CIA/UFC

Seminário GVcev Varejo e Tecnologia: Presente e Perspectivas. Panorama de Utilização da Tecnologia da Informação Érico Veras Marques FGV/CIA/UFC Seminário GVcev Varejo e Tecnologia: Presente e Perspectivas Panorama de Utilização da Tecnologia da Informação FGV/CIA/UFC Gastos e Investimentos % do Faturamento Média Grandes Empresas: 5,3% Média Indústria:

Leia mais

Pesquisa sobre Logística no E-commerce Brasileiro 2013

Pesquisa sobre Logística no E-commerce Brasileiro 2013 Pesquisa sobre Logística no E-commerce Brasileiro 2013 www.brazilpanels.com.br www.abcomm.com.br www.ecommerceschool.com.br Apoio: INTRODUÇÃO A Logística foi escolhida para ser o tema do primeiro estudo

Leia mais

Introdução. Um caso real que acontece todos os dias no Brasil...

Introdução. Um caso real que acontece todos os dias no Brasil... I a n C u n h a Introdução Um caso real que acontece todos os dias no Brasil... I a n C u n h a Os Conceitos Básicos do Projeto Missão: Fomento a atividade empreendedora tornando

Leia mais

A DOCPIX É UMA AGÊNCIA ESPECIALIZADA EM DESENVOLVIMENTO WEB & MARKETING DIGITAL E SOFTWARES, DESDE 2012.

A DOCPIX É UMA AGÊNCIA ESPECIALIZADA EM DESENVOLVIMENTO WEB & MARKETING DIGITAL E SOFTWARES, DESDE 2012. quem SOMOS A DOCPIX É UMA AGÊNCIA ESPECIALIZADA EM DESENVOLVIMENTO WEB & MARKETING DIGITAL E SOFTWARES, DESDE 2012. Nossa agência surgiu com o conceito de atender as micro, pequenas e médias empresas de

Leia mais

SAMUEL GONSALES. Articulista: e-commerce Brasil, e-commerce News, imasters, TI Inside, TI Especialistas, ERP News, Administradores e muitos outros.

SAMUEL GONSALES. Articulista: e-commerce Brasil, e-commerce News, imasters, TI Inside, TI Especialistas, ERP News, Administradores e muitos outros. SAMUEL GONSALES MBA em Gestão de Negócios e PÓS em Sistemas Integrados de Gestão (ERP). Gerente de Produtos e-millennium. Professor Universitário IBTA e SENAC. Articulista: e-commerce Brasil, e-commerce

Leia mais

LINX GESTÃO DE LOJAS E FRANQUIAS

LINX GESTÃO DE LOJAS E FRANQUIAS LINX GESTÃO DE LOJAS E FRANQUIAS LINX GESTÃO DE LOJAS E FRANQUIAS Sistema completo de gestão, com a experiência de quem atende as maiores redes de franquias do país. Maior fornecedora de software de gestão

Leia mais

Plataformas de BI Qual é a mais adequada para o meu negócio?

Plataformas de BI Qual é a mais adequada para o meu negócio? Plataformas de BI Qual é a mais adequada para o meu negócio? Comparativo prático para escolher a ferramenta perfeita para a sua empresa Faça nosso Quiz e veja as opções que combinam com o seu perfil ÍNDICE

Leia mais

Ementários. Disciplina: Gestão Estratégica

Ementários. Disciplina: Gestão Estratégica Ementários Disciplina: Gestão Estratégica Ementa: Os níveis e tipos de estratégias e sua formulação. O planejamento estratégico e a competitividade empresarial. Métodos de análise estratégica do ambiente

Leia mais

Curso Desenvolvimento de Dashboards com o Excel 2007 e 2010

Curso Desenvolvimento de Dashboards com o Excel 2007 e 2010 Curso Desenvolvimento de Dashboards com o Excel 2007 e 2010 O mercado globalizado e altamente competitivo implica em que, as empresas que almejam serem líderes no mercado onde atuam, devem ter agilidade

Leia mais

Inteligência Organizacional, Inteligência Empresarial, Inteligência Competitiva, Infra-estrutura de BI mas qual é a diferença?

Inteligência Organizacional, Inteligência Empresarial, Inteligência Competitiva, Infra-estrutura de BI mas qual é a diferença? Inteligência Organizacional, Inteligência Empresarial, Inteligência Competitiva, Infra-estrutura de BI mas qual é a diferença? * Daniela Ramos Teixeira A Inteligência vem ganhando seguidores cada vez mais

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação Sistemas de Informação Informação no contexto administrativo Graduação em Redes de Computadores Prof. Rodrigo W. Fonseca SENAC FACULDADEDETECNOLOGIA PELOTAS >SistemasdeInformação SENAC FACULDADEDETECNOLOGIA

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T15. 8 de maio de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 1T15. 8 de maio de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 8 de maio de 2015 Magazine Luiza Destaques do Vendas E-commerce Despesas Operacionais EBITDA Luizacred Lucro Líquido Ganhos de market share, principalmente em tecnologia Receita

Leia mais

RELATÓRIOS GERENCIAIS

RELATÓRIOS GERENCIAIS RELATÓRIOS GERENCIAIS Com base na estrutura organizacional de uma entidade, a parte gerencial é o processo administrativo, onde se traça toda a estrutura fundamental para elaboração do planejamento da

Leia mais

Anderson L. S. Moreira

Anderson L. S. Moreira Tecnologia da Informação Aula 11 Sistemas de E-business Anderson L. S. Moreira anderson.moreira@ifpe.edu.br Instituto Federal de Pernambuco Recife PE Esta apresentação está sob licença Creative Commons

Leia mais

Boas-vindas ao Comércio Eletrônico. André Lucena Diretor de Negócios e Operaçoes Jan.2014

Boas-vindas ao Comércio Eletrônico. André Lucena Diretor de Negócios e Operaçoes Jan.2014 Boas-vindas ao Comércio Eletrônico André Lucena Diretor de Negócios e Operaçoes Jan.2014 SOBRE A TRAY Sobre a Tray + 10 anos de atuação em e-commerce + 4.500 lojas virtuais + 3MM pedidos processados em

Leia mais

INICIANDO UMA OPERAÇÃO DE E-COMMERCE PROFISSIONAL COM MAGENTO

INICIANDO UMA OPERAÇÃO DE E-COMMERCE PROFISSIONAL COM MAGENTO INICIANDO UMA OPERAÇÃO DE E-COMMERCE PROFISSIONAL COM MAGENTO MARCELO LAGROTTA SANCHES Administrador especializado em marketing; 20 anos de experiência como Executivo de Marketing; Professor do Centro

Leia mais

Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center

Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center O GrupoM8 utiliza o formato Norte-americano na administração e comercialização de sua

Leia mais

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br POR QUE ESCREVEMOS ESTE E-BOOK? Nosso objetivo com este e-book é mostrar como a Gestão de Processos

Leia mais

Plano Aula 10 24/10/2011. - Exercício de Desenvolvimento Pessoal - Vantagem Competitiva Liderança em Custos

Plano Aula 10 24/10/2011. - Exercício de Desenvolvimento Pessoal - Vantagem Competitiva Liderança em Custos Plano Aula 10 24/10/2011 - Exercício de Desenvolvimento Pessoal - Vantagem Competitiva Liderança em Custos 1 Exercício de Desenvolvimento Pessoal O objetivo deste exercício é praticar os conceitos de Controle

Leia mais

MAIS AGILIDADE, CONTROLE E RENTABILIDADE NA SUA CONSTRUTORA E INCORPORADORA.

MAIS AGILIDADE, CONTROLE E RENTABILIDADE NA SUA CONSTRUTORA E INCORPORADORA. MAIS AGILIDADE, CONTROLE E RENTABILIDADE NA SUA CONSTRUTORA E INCORPORADORA. SANKHYA. A nova geração de ERP Inteligente. Atuando no mercado brasileiro desde 1989 e alicerçada pelos seus valores e princípios,

Leia mais

A A EMPRESA. Sem mais a R4 Sistemas agradece aguardando o retorno.

A A EMPRESA. Sem mais a R4 Sistemas agradece aguardando o retorno. A A EMPRESA A R4 Sistemas é uma empresa de informática, voltada para o desenvolvimento de sistemas de gestão corporativa ERP e CRM, para diversas áreas de atuação. Utilizando tecnologia de ponta, seus

Leia mais

Business Process Management [BPM] Get Control. Empower People.

Business Process Management [BPM] Get Control. Empower People. Business Process Management [BPM] Get Control. Empower People. O SoftExpert BPM Suite é uma suíte abrangente de módulos e componentes perfeitamente integrados, projetados para gerenciar todo o ciclo de

Leia mais

I D C A N A L Y S T C O N N E C T I O N

I D C A N A L Y S T C O N N E C T I O N I D C A N A L Y S T C O N N E C T I O N Dan Vesset Vice-presidente de Programa, Business Analytics P r át i cas recomendadas para uma estr a t ég i a d e B u s i n e s s I n teligence e An a l yt i c s

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO Lato Sensu. Gestão e Tecnologia da Informação

PÓS-GRADUAÇÃO Lato Sensu. Gestão e Tecnologia da Informação IETEC - INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PÓS-GRADUAÇÃO Lato Sensu Gestão e Tecnologia da Informação BAM: Analisando Negócios e Serviços em Tempo Real Daniel Leôncio Domingos Fernando Silva Guimarães Resumo

Leia mais

Empreendedor. Sistema. Segurança para o empreendedor. www.axisfocus.com. ERP/CRM Sistema de gestão empresarial

Empreendedor. Sistema. Segurança para o empreendedor. www.axisfocus.com. ERP/CRM Sistema de gestão empresarial ERP/CRM Sistema de gestão empresarial Administre sua empresa de onde estiver, via internet Sistema Empreendedor Sistema Empreendedor Simples de usar, flexível e de baixo custo Com interface clara, simples

Leia mais

Parceiros O PROGRAMA DE PARCERIAS GVN. O que é o GVN Parceiro: O perfil do GVN Parceiro

Parceiros O PROGRAMA DE PARCERIAS GVN. O que é o GVN Parceiro: O perfil do GVN Parceiro Parceiros O PROGRAMA DE PARCERIAS GVN O que é o GVN Parceiro: O GVN Parceiro é uma modalidade de parceria de negócios criada pelo Grupo Vila Nova para ampliar sua capilaridade de oferta e garantir que

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T14 8 de maio de 2014

Teleconferência de Resultados 1T14 8 de maio de 2014 Teleconferência de Resultados 8 de maio de 2014 Destaques do Expressivo crescimento em vendas mesmas lojas (25,4%) com rentabilidade Crescimento da receita líquida total: 28,5% versus 1T13 R$2,3 bilhões

Leia mais

3) Descreva resumidamente a função do módulo de Compras do ERP da Microsiga e qual é a sua relação com o conceito de e-procurement.

3) Descreva resumidamente a função do módulo de Compras do ERP da Microsiga e qual é a sua relação com o conceito de e-procurement. Professor:José Alves Disciplina:SIG/ Atividade Nota Nome Aluno(a) Nºs Exercícios SIG 1) Defina, com suas palavras, o que é ERP? 2) Marque V para as afirmações verdadeiras em relação a um ERP e F para as

Leia mais

NeXT ERP Sistema de gestão empresarial A solução integrada e eficiente para sua empresa

NeXT ERP Sistema de gestão empresarial A solução integrada e eficiente para sua empresa Gerencie facilmente seu negócio com o NeXT ERP O que é o NeXT Software? - Um avançado software integrado capaz de automatizar e integrar os processos de negócio de sua empresa - Possibilita que as informações

Leia mais

Conteúdo programático: Formação Gestão de Materiais

Conteúdo programático: Formação Gestão de Materiais Conteúdo programático: Formação Gestão de Materiais Informações gerais Família de Gestão: Gestão de Materiais Carga Horária: 172 horas (96 horas presencial + 76 horas e-learning) Objetivo: Proporcionar

Leia mais

GESTÃO FINANCEIRA para FICAR NO Azul

GESTÃO FINANCEIRA para FICAR NO Azul GESTÃO FINANCEIRA para ficar no azul índice 03 Introdução 04 Capítulo 1 O que é gestão financeira? 06 Capítulo 2 Gestão financeira e tomada de decisões 11 13 18 Capítulo 3 Como projetar seu fluxo financeiro

Leia mais

Frankfurt. Porto. Madrid. Lisboa. Mexico. Recife. São Paulo

Frankfurt. Porto. Madrid. Lisboa. Mexico. Recife. São Paulo Porto Lisboa Frankfurt Madrid Mexico Recife São Paulo 2004 2007 2010 2012 1. Monitoramento de Mídias Sociais: Dá para melhorar? 2. Mercado 3. Social media monitoring x Business Intelligence 4. Evolução

Leia mais

ADM041 / EPR806 Sistemas de Informação

ADM041 / EPR806 Sistemas de Informação ADM041 / EPR806 Sistemas de Informação UNIFEI Universidade Federal de Itajubá Prof. Dr. Alexandre Ferreira de Pinho 1 Componentes de uma empresa Organizando uma empresa: funções empresariais básicas Funções

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1. COLABORAÇÃO NAS EMPRESAS Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar a colaborar, comunicando idéias, compartilhando

Leia mais

Competindo com Tecnologia da Informação. Objetivos do Capítulo

Competindo com Tecnologia da Informação. Objetivos do Capítulo Objetivos do Capítulo Identificar as diversas estratégias competitivas básicas e explicar como elas podem utilizar a tecnologia da informação para fazer frente às forças competitivas que as empresas enfrentam.

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS. Causas de Fracasso:

PLANO DE NEGÓCIOS. Causas de Fracasso: PLANO DE NEGÓCIOS Causas de Fracasso: Falta de experiência profissional Falta de competência gerencial Desconhecimento do mercado Falta de qualidade dos produtos/serviços Localização errada Dificuldades

Leia mais

GESTÃO DE T.I. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com

GESTÃO DE T.I. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com GESTÃO DE T.I. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com Conceito Com base nas definições podemos concluir que: Governança de de TI TI busca o compartilhamento de de decisões de de TI TI com os os demais dirigentes

Leia mais

DESPESAS FIXAS. O que são Despesas Fixas?

DESPESAS FIXAS. O que são Despesas Fixas? Conceitos de Gestão O intuito desse treinamento, é apresentar aos usuários do software Profit, conceitos de gestão que possam ser utilizados em conjunto com as informações disponibilizadas pelo sistema.

Leia mais

PROPOSTA MICRO-FRANQUIAS

PROPOSTA MICRO-FRANQUIAS PROPOSTA MICRO-FRANQUIAS ON-LINE Alterada dia 13/01/2015-13h00 Venha fazer parte do sucesso de vendas de camisetas que mais cresce na Internet... Já são mais de 100 micro-franqueados e franqueados no Brasil!

Leia mais

Proposta de serviços de apoio consultivo para utilização da ferramenta:

Proposta de serviços de apoio consultivo para utilização da ferramenta: Proposta de serviços de apoio consultivo para utilização da ferramenta: EAGLE VIEW Simuladores Estratégicos. A) A METODOS CONSULTORIA. B) OBJETIVOS E PRINCIPAIS BENEFICIOS C) A FERRAMENTA - EAGLE VIEW

Leia mais

http://www.wikiconsultoria.com.br/100-motivos-implantar-crm/

http://www.wikiconsultoria.com.br/100-motivos-implantar-crm/ Continuando a série 100 motivo para implantar um CRM, veremos agora motivos referentes a BackOffice de CRM. Se você não tem a primeira parte da nossa apresentação, com os primeiros 15 motivos para implantar

Leia mais

Varejo. A gestão definitiva para sua empresa

Varejo. A gestão definitiva para sua empresa Varejo A gestão definitiva para sua empresa Introdução Indicado para estabelecimentos comerciais, rede de lojas ou franquias, o sistema FENÍCIA AUTOMAÇÃO COMERCIAL traz uma série de tecnologias de alto

Leia mais

Curso de Graduação em Administração. Administração da Produção e Operações II

Curso de Graduação em Administração. Administração da Produção e Operações II Curso de Graduação em Administração Administração da Produção e Operações II 10º Encontro - 04/09/2012 18:50 às 20:30h COMO SERÁ NOSSO ENCONTRO HOJE? 02 - ABERTURA - INVENTÁRIO DE MATERIAIS - 3ª Dinâmica

Leia mais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Capítulo 3: Sistemas de Apoio Gerenciais Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos,

Leia mais

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG Capítulo 3: Sistemas de Negócios Colaboração SPT SIG Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos, gerentes e profissionais de empresas.

Leia mais

//Sobre VISÃO MISSÃO. Honestidade, Responsabilidade. Respeito. Colaboração.

//Sobre VISÃO MISSÃO. Honestidade, Responsabilidade. Respeito. Colaboração. . Quem somos //Sobre A Oficina1 é uma consultoria direcionada à tecnologia da informação, com foco na implementação dos ERPs Protheus e OpenBravo, além do aplicativo de Service Desk SysAid, abrangendo

Leia mais

MARKETING NA INTERNET

MARKETING NA INTERNET MARKETING NA INTERNET HUGO HOCH CONSULTOR DE MARKETING ER. BAURU SEBRAE-SP hugoh@sebraesp.com.br Marketing na Internet O que é? o Marketing na Internet, também referido como: i-marketing, web marketing,

Leia mais

CONSTRUIR DIFERENCIAL COMPETITIVO

CONSTRUIR DIFERENCIAL COMPETITIVO Nosso Foco GERAR RESULTADO Através do aporte de visão estratégica, associada ao conhecimento técnico e operacional do dia-a-dia, em: Meios de pagamentos (cartões private label, híbridos e pré-pagos), No

Leia mais

Business Intelligence na área de Compras

Business Intelligence na área de Compras Business Intelligence na área de Compras - Caso de Sucesso DeciLogic - 2007 Agenda Introdução - Business Intelligence Eric Sarzana - Diretor - DeciLogic O projeto de BI da Telhanorte Marcelo Dalbone -

Leia mais

CURSO DE TECNOLOGIA EM MARKETING

CURSO DE TECNOLOGIA EM MARKETING CURSO DE TECNOLOGIA EM MARKETING EMENTA (2012) Disciplina: COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR Aspectos introdutórios. Os processos decisórios do consumidor. Diferenças individuais. Processos psicológicos. Influências

Leia mais

RECONHECIMENTO DE ALGUNS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

RECONHECIMENTO DE ALGUNS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO WESLLEYMOURA@GMAIL.COM RECONHECIMENTO DE ALGUNS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ANÁLISE DE SISTEMAS ERP (Enterprise Resource Planning) Em sua essência, ERP é um sistema de gestão empresarial. Imagine que você tenha

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Introdução à Unidade Curricular

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Introdução à Unidade Curricular SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Introdução à Unidade Curricular Material Cedido pelo Prof. Msc. Ângelo Luz Prof. Msc. André Luiz S. de Moraes 2 Materiais Mussum (187.7.106.14 ou 192.168.200.3) Plano de Ensino SISTEMAS

Leia mais

Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios.

Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios. Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Capítulo 2 E-business: como as empresas usam os sistemas de informação

Leia mais

BTS AUTOMAÇÃO BTS AUTOMAÇÃO. Por que usar um ERP? Melhorar processos Reduzir erros Controle e integração Maximizar receitas Diminuir perdas

BTS AUTOMAÇÃO BTS AUTOMAÇÃO. Por que usar um ERP? Melhorar processos Reduzir erros Controle e integração Maximizar receitas Diminuir perdas Por que usar um ERP? Melhorar processos Reduzir erros Controle e integração Maximizar receitas Diminuir perdas O que um ERP faz? Aumentar a produtividade Permite mais qualidade Maior rentabilidade O que

Leia mais

Laudon K., Laudon J., Sistemas de Informações gerencias, editora Pearson, 2010. Laudon K., Laudon J., Sistemas de Informação, editora LTC, 1999

Laudon K., Laudon J., Sistemas de Informações gerencias, editora Pearson, 2010. Laudon K., Laudon J., Sistemas de Informação, editora LTC, 1999 FSI capítulo 2 Referências bibliográficas: Laudon K., Laudon J., Sistemas de Informações gerencias, editora Pearson, 2010 Laudon K., Laudon J., Sistemas de Informação, editora LTC, 1999 Porter M., Competitive

Leia mais

Magazine Luiza APIMEC-RIO 2014

Magazine Luiza APIMEC-RIO 2014 APIMEC-RIO 2014 Visão Geral Estratégia Indicadores Financeiros Quem somos? Estados com Lojas Centros de Distribuição Alhandra 736 lojas 24 mil funcionários Centro-Oeste 2% 21% Ribeirão Preto Nordeste 48%

Leia mais

Fornecendo Inteligência, para todo o mundo, a mais de 20 anos.

Fornecendo Inteligência, para todo o mundo, a mais de 20 anos. Fornecendo Inteligência, para todo o mundo, a mais de 20 anos. Fundada em 1989, a MicroStrategy é fornecedora líder Mundial de plataformas de software empresarial. A missão é fornecer as plataformas mais

Leia mais

Perfil do Franqueado. Procuramos empreendedores com o seguinte perfil: Experiência em varejo ou rede de negócio.

Perfil do Franqueado. Procuramos empreendedores com o seguinte perfil: Experiência em varejo ou rede de negócio. F R A N Q U I A Benefícios do Modelo Uma das marcas mais fortes e reconhecidas do país. A marca faz parte de um conglomerado que se consolida como um dos maiores do país (Alpargatas - Grupo Camargo Corrêa).

Leia mais

ANÁLISE DE AMBIENTE. E neste contexto, podemos dividir a análise ambiental em dois níveis distintos: Ambiente Externo.

ANÁLISE DE AMBIENTE. E neste contexto, podemos dividir a análise ambiental em dois níveis distintos: Ambiente Externo. Gestão de Estoques ANÁLISE DE AMBIENTE Pode-se dizer que as empresas são sistemas abertos, pois estão em permanente intercâmbio com o seu ambiente, ao mesmo tempo em que devem buscar incessantemente o

Leia mais

Webinar Planejando seu negócio no e- Commerce

Webinar Planejando seu negócio no e- Commerce Webinar Planejando seu negócio no e- Commerce AUTOR André Lucena E- Mail alucena@tray.net.br SITE www.tray.com.br FONE (14) 3311.8700 Por que investir no e-commerce E-COMMERCE BRASILEIRO RESULTADOS 2014

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial. Conteúdo Programático. Administração Geral / 100h

Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial. Conteúdo Programático. Administração Geral / 100h Administração Geral / 100h O CONTEÚDO PROGRAMÁTICO BÁSICO DESTA DISCIPLINA CONTEMPLA... Administração, conceitos e aplicações organizações níveis organizacionais responsabilidades Escola Clássica história

Leia mais

Governança de T.I. Professor: Ernesto Junior Aula IV Unidade II E-mail: egpjunior@gmail.com

Governança de T.I. Professor: Ernesto Junior Aula IV Unidade II E-mail: egpjunior@gmail.com Governança de T.I Professor: Ernesto Junior Aula IV Unidade II E-mail: egpjunior@gmail.com Governança de TI Os modelos atuais para governança partem de processos empresariais serviços prestados, modelos

Leia mais

Marketing. Gestão de Produção. Gestão de Produção. Função Produção. Prof. Angelo Polizzi

Marketing. Gestão de Produção. Gestão de Produção. Função Produção. Prof. Angelo Polizzi Marketing Prof. Angelo Polizzi Gestão de Produção Gestão de Produção Objetivos: Mostrar que produtos (bens e serviços) consumidos, são produzidos em uma ordem lógica, evitando a perda ou falta de insumos

Leia mais

Slice Management. Controlando o que você não vê. Direto ao assunto

Slice Management. Controlando o que você não vê. Direto ao assunto Slice Management Controlando o que você não vê Direto ao assunto O Slice Management (SM) é uma prática de gerenciamento que consiste em colocar um sistema de inteligência em todas as áreas da empresa.

Leia mais

Relacionamento Clientes

Relacionamento Clientes FENÍCIA CRM & SRM O Fenícia CRM (Customer Relationship Management - Sistema de Gerenciamento do Relacionamento com os Clientes) é uma ferramenta de gestão com foco no cliente, essencial para angariar e

Leia mais

Ficha Técnica 2015 Mania de Empreender Informações e Contatos

Ficha Técnica 2015 Mania de Empreender Informações e Contatos FORMAR SEU PREÇO Ficha Técnica 2015 Mania de Empreender TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Não é permitida a reprodução total ou parcial de qualquer forma ou por qualquer meio. Informações e Contatos Mania de

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos carlos@oficinadapesquisa.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Usando o SI como vantagem competitiva Vimos

Leia mais

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os melhores resultados. 2 ÍNDICE SOBRE O SIENGE INTRODUÇÃO 01

Leia mais

Sistemas de informação Gerencial

Sistemas de informação Gerencial + Sistemas de informação Gerencial Referência: LAUDON, K. C.; LAUDON, J. P. Sistemas de información gerencial. 12. ed. México: Pearson Educación, 2012. + Componentes de um sistema de informações n (LAUDON;LAUDON,

Leia mais

O caixa é um dos itens mais importantes na administração de uma empresa. O controle é o primeiro passo para mantê-lo saudável e sempre no azul

O caixa é um dos itens mais importantes na administração de uma empresa. O controle é o primeiro passo para mantê-lo saudável e sempre no azul O caixa é um dos itens mais importantes na administração de uma empresa. O controle é o primeiro passo para mantê-lo saudável e sempre no azul Educação financeira. Esta é a palavra-chave para qualquer

Leia mais

Revisitar e recriar o método comercial da empresa-cliente: Realizando um profundo estudo sobre os diferentes segmentos explorados (e a explorar);

Revisitar e recriar o método comercial da empresa-cliente: Realizando um profundo estudo sobre os diferentes segmentos explorados (e a explorar); NOSSO PROPÓ SITO Revisitar e recriar o método comercial da empresa-cliente: Realizando um profundo estudo sobre os diferentes segmentos explorados (e a explorar); Estabelecendo métricas seguras de acompanhamento

Leia mais