Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores de Coimbra

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores de Coimbra"

Transcrição

1 Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores de Coimbra Bolsa de Integração à Investigação Bolseiro: Tiago Pereira da Silva Monteiro Professor Coordenador: Prof. Doutor João António Esteves Ramos

2 Analisar as diferentes propriedades dos vãos envidraçados e as medidas correctivas de protecção solar, pois podem condicionar substancialmente o desempenho energético dos edifícios e as suas condições de conforto térmico; Caracterizar os vãos envidraçados de um edifício escolar existente localizado em Leiria, como caso de estudo; Avaliar o seu desempenho energético a partir da caracterização inicial do edifício, e numa segunda situação, com a introdução de novas medidas correctivas de protecção solar, em duas estações do Ano, nomeadamente Inverno e Verão; Concluir sobre a relevância da aplicação de medidas correctivas nos vãos envidraçados, com vista à melhoria da sua eficácia energética.

3 Área e Orientação: Tipo de Vidro: Tipo de Janela e Caixilharia: Fonte: Gugliermetti, 2007 Fonte: Giacomini, 2005

4 Ângulo Solar Incidente: Interior e Exterior: Palas de Sombreamento: Fonte: Mendonça, 2002

5 Localização: Concelho: Leiria Ano de Construção: 2003 Cota de implantação (z): 57,70 m Distância ao mar: 17,8 Km Zona Climática: I2, V1 Tipologia Edifício: Tipo de actividade: Ensino Superior Área útil de pavimento (A p ): 8851 m² Vista Aérea do Edifício: Fachada Sudeste Fachada Sudoeste Fachada Noroeste Fachada Nordeste

6 Envidraçado do Tipo 1: Caixilharia metálica, com corte térmico; Janela giratória / fixa; Vidro duplo incolor com espessura de 5mm vidro interior, 10mm entre os vidros e 4mm vidro exterior; Com protecção interior. Envidraçado Tipo 1, Vista Interior Envidraçado do Tipo 2: Idém tipo 1, mas com protecção interior e exterior. Envidraçado Tipo 2 Envidraçado do Tipo 3: Idém tipo 1, mas sem protecção interior e exterior. Envidraçado Tipo 3

7 Envidraçado do Tipo 4: Caixilharia metálica, com corte térmico; Janela fixa inclinada, com um ângulo de 47 com a horizontal; Vidro duplo incolor com espessura de 4mm vidro interior, 10mm entre os vidros e 5mm vidro exterior; Com protecção exterior. Envidraçado Tipo 4, Vista Exterior Envidraçado do Tipo 5: Caixilharia metálica, com corte térmico; Janela fixa inclinada; Vidro duplo incolor com espessura de 4mm vidro interior, 10mm entre os vidros e 5mm vidro exterior; Sem protecção interior e exterior. Envidraçado Tipo 5, Vista Exterior

8 Envidraçado do Tipo 6: Caixilharia metálica, com corte térmico; Porta giratória; Vidro duplo incolor com espessura de 5mm vidro interior, 10mm entre os vidros e 4mm vidro exterior; Com protecção interior. Envidraçado do Tipo 7: Caixilharia metálica, com corte térmico; Envidraçado Tipo 6, Vista Interior Janela giratória; Vidro duplo incolor com espessura de 5mm vidro interior, 10mm entre os vidros e 4mm vidro exterior; Sem protecção interior e exterior. Envidraçado Tipo 7, Vista Exterior

9 Protecção Solar Exterior: Estores venezianos de lâminas metálicas, motorizados Elevada permeabilidade ao ar; Não opacos, de cor cinzenta. Protecção Solar Interior: Cortinas interiores opacas Elevada permeabilidade ao ar; De cor branca. Estores venezianos de lâminas metálicas Elevada permeabilidade ao ar; Não opacos, de cor branca.

10 Introdução de Protecções Solares: Colocação de palas fixas de sombreamento horizontal nos vãos envidraçados 2, 4, e 6; Colocação de estores venezianos de lâminas metálicas cinzentas, motorizados, pelo exterior nos vãos envidraçados 1, 3, 5, 7, 16, 17, 18, 19. Tipo EV T1 EV T5 Orientação Totais Área Folha de Cálculo ITeCons U (W/m 2. C) Protecção Solar SE 207,63 Env. 1 3,14 Int. Cortina Ext. Estore SE 114,52 Env. 2 3,14 Int. Estore Ext. Pala Fixa SW 37,96 Env. 3 3,14 Int. Cortina Ext. Estore SW 76,17 Env. 4 3,14 Int. Estore Ext. Pala Fixa NE 198,94 Env. 5 3,14 Int. Cortina Ext. Estore NE 191,8 Env. 6 3,14 Int. Estore Ext. Pala Fixa NW 184,07 Env. 7 3,14 Int. Cortina Ext. Estore SE 15,33 Env. 16 3,54 Exterior Estore NW 4,43 Env. 17 3,54 Exterior Estore N 154,35 Env. 18 3,54 Exterior Estore S 154,36 Env. 19 3,54 Exterior Estore

11 Utilizando o ITeCons Situação Referência Situação Corrigida Introdução de Palas de Sombreamento horizontais e Estores de Lâminas Metálicas Motorizados no Exterior Decreto-Lei nº 80/2006 (RCCTE), para os valores Fg, Fw, Fh, F0, Ff, g vidro e g 100% Determinou-se para ambos os casos as Perdas de Calor e Ganhos Solares pelos Vãos Envidraçados, Inverno e Verão Determinaram-se os Balanços Energéticos dos Vãos Envidraçados para ambos os casos Estabeleceu-se uma base comparativa para verificar se as medidas correctivas contribuíram para um Edifício mais Eficiente

12 Verificou-se que as perdas de calor a partir dos vãos envidraçados são muito superiores no Inverno em comparação com a situação no Verão. Como seria de esperar, visto não se ter alterado a caixilharia nem o vidro, a situação de referência apresenta valores idênticos à situação corrigida.

13 Após aplicação de medidas correctivas nos vãos envidraçados do edifício, observa-se um decaimento nos ganhos solares comparativamente à situação de referência, devido à aplicação das palas fixas! Um reduzido ganho solar no Verão torna-se benéfico para o edifício na medida em que diminuem as necessidades de arrefecimento do edifício. Contudo, a introdução de palas de sombreamento horizontais fixas contribui para que existam menores ganhos solares no Inverno, o que se pode tornar menos benéfico.

14 No Inverno a situação de referência apresenta necessidades de aquecimento menores em comparação com a situação corrigida; No Verão a situação de referência apresenta necessidades de arrefecimento maiores em comparação com a situação corrigida. Inverno: ΔQ = Qout Qin Verão: ΔQ = Qin Qout

15 Os vãos envidraçados são elementos que facilitam a entrada de radiação solar proporcionando iluminação natural e ganhos de energia sob a forma passiva, o que realça a importância de medidas correctivas de protecção solar para salvaguardar o conforto térmico dos ocupantes e reduzir as necessidades energéticas dos edifícios; Para testar a eficiência destes sistemas de protecção, caracterizaram-se os vãos envidraçados de um edifício escolar existente localizado em Leiria e calcularam-se os seus desempenhos energéticos através da realização de balanços energéticos, quer no Inverno, quer no Verão; Verificou-se que durante o Inverno, na situação de referência, são requeridas menores necessidades de aquecimento para o edifício em comparação com a situação corrigida, enquanto que durante o Verão, na situação de referência, são requeridas maiores necessidades de arrefecimento em comparação com a situação corrigida;

16 Apesar do aumento das necessidades de aquecimento na situação corrigida, em relação à situação de referência, compensa instalar medidas de protecção solar pois diminui consideravelmente as necessidades de arrefecimento no Verão; O dimensionamento do ângulo das palas fixas requer estudo geométrico adequado, tendo em conta as alturas solares no Inverno e no Verão; Em alternativa, sendo menos viável em termos técnico económicos, poderão ser assumidas palas com lâminas reguláveis, preferencialmente motorizadas.

17

Vasco Peixoto de Freitas

Vasco Peixoto de Freitas VIDROS EM FACHADAS Vasco Peixoto de Freitas Prof. Catedrático Laboratório de Física das Construções FACULDADE DE ENGENHARIA - UNIVERSIDADE DO PORTO SUMÁRIO I. VIDRO EM FACHADAS II. PROPRIEDADES DOS VIDROS

Leia mais

Certificado Energético Pequeno Edifício de Comércio e Servicos IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA ANTÓNIO JOSÉ DA SILVA, 231, R/C Localidade PORTO

Certificado Energético Pequeno Edifício de Comércio e Servicos IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA ANTÓNIO JOSÉ DA SILVA, 231, R/C Localidade PORTO Válido até 20/04/2025 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada RUA ANTÓNIO JOSÉ DA SILVA, 231, R/C Localidade PORTO Freguesia PARANHOS Concelho PORTO GPS 41.163993, -8.604853 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL 1 ª Conservatória

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada AV. COMBATENTES 15, RCH DRT,, Localidade SESIMBRA

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada AV. COMBATENTES 15, RCH DRT,, Localidade SESIMBRA Válido até 08/05/2024 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada AV. COMBATENTES 15, RCH DRT,, Localidade SESIMBRA Freguesia SESIMBRA (SANTIAGO) Concelho SESIMBRA GPS 38.444432, -9.105156 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada SESMARIA DO PAU QUEIMADO,, Localidade SANTO ESTEVÃO BNV

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada SESMARIA DO PAU QUEIMADO,, Localidade SANTO ESTEVÃO BNV Válido até 26/05/2024 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada SESMARIA DO PAU QUEIMADO,, Localidade SANTO ESTEVÃO BNV Freguesia SANTO ESTEVÃO Concelho BENAVENTE GPS 38.888944, -8.723055 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL

Leia mais

estudo paramétrico para otimização do projeto térmico de pequenos edifícios parte ii

estudo paramétrico para otimização do projeto térmico de pequenos edifícios parte ii 39_ 43 projeto térmico estudo paramétrico para otimização do projeto térmico de pequenos edifícios parte ii Albano Neves e Sousa Professor Auxiliar do Departamento de Engenharia Civil Arquitetura e Georrecursos

Leia mais

Eficiência Energética

Eficiência Energética Eficiência Energética A Janela que lhe proporciona tranquilidade Mais eficiência energética nos edifícios O consumo energético dos edifícios e as consequentes emissões de CO 2 para a atmosfera, responsáveis

Leia mais

MANUAL DO UTILIZADOR FOLHA DE CÁLCULO DO RCCTE

MANUAL DO UTILIZADOR FOLHA DE CÁLCULO DO RCCTE MANUAL DO UTILIZADOR FOLHA DE CÁLCULO DO RCCTE 1 Capítulo I Manual do Utilizador. O RCCTE_UFP é uma folha de cálculo do Microsoft Office Excel que engloba macros. Como tal, para que se possa usufruir do

Leia mais

Definição e organização de projecto ' térmico'

Definição e organização de projecto ' térmico' Definição e organização de projecto ' térmico' Um projecto tem sempre varios objectivos como base de verificação com conclusões e soluções apresentadas em desenhos esquemas, quadros resumo e memorias descritivas.

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA DE PARADELHAS, 273, Localidade PADORNELO. Freguesia PADORNELO

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA DE PARADELHAS, 273, Localidade PADORNELO. Freguesia PADORNELO Válido até 30/03/2025 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada RUA DE PARADELHAS, 273, Localidade PADORNELO Freguesia PADORNELO Concelho PAREDES DE COURA GPS 41.927754, -8.540848 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL Conservatória

Leia mais

iii REABILITAÇÃO DE EDIFÍCIOS DO CENTRO HISTÓRICO DO PORTO

iii REABILITAÇÃO DE EDIFÍCIOS DO CENTRO HISTÓRICO DO PORTO iii REABILITAÇÃO DE EDIFÍCIOS DO CENTRO HISTÓRICO DO PORTO Guia de Termos de Referência para o Desempenho Energético-Ambiental 1 2 REABILITAÇÃO DE EDIFÍCIOS DO CENTRO HISTÓRICO DO PORTO Guia de Termos

Leia mais

Optimização Energética na Reabilitação Onde Investir?

Optimização Energética na Reabilitação Onde Investir? Optimização Energética na Reabilitação Onde Investir? A nova legislação estabelece as seguintes exigências relativamente à envolvente do edifício: Limite máximo dos coeficientes de transmissão térmica

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada MONTE STO ANTONIO - CASA FELIZ, CAIXA POSTAL 2010P, Localidade BENSAFRIM

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada MONTE STO ANTONIO - CASA FELIZ, CAIXA POSTAL 2010P, Localidade BENSAFRIM Válido até 04/11/2024 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada MONTE STO ANTONIO - CASA FELIZ, CAIXA POSTAL 2010P, Localidade BENSAFRIM Freguesia BENSAFRIM E BARÃO DE SÃO JOÃO Concelho LAGOS GPS 37.157682, -8.742078

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA D. GLÓRIA DE CASTRO, Nº 141,, Localidade VILA NOVA DE GAIA

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA D. GLÓRIA DE CASTRO, Nº 141,, Localidade VILA NOVA DE GAIA Válido até 22/08/2024 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada RUA D. GLÓRIA DE CASTRO, Nº 141,, Localidade VILA NOVA DE GAIA Freguesia VILAR DE ANDORINHO Concelho VILA NOVA DE GAIA GPS 41.099916, -8.587908 IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA DO CASTELO,, Localidade MONTEMOR-O-VELHO

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA DO CASTELO,, Localidade MONTEMOR-O-VELHO Válido até 29/03/2025 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada RUA DO CASTELO,, Localidade MONTEMOR-O-VELHO Freguesia MONTEMOR-O-VELHO E GATÕES Concelho MONTEMOR-O-VELHO GPS 40.173269, -8.685544 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL

Leia mais

O GUIA TERMOS DE REFERÊNCIA: EXEMPLO DE APLICAÇÃO

O GUIA TERMOS DE REFERÊNCIA: EXEMPLO DE APLICAÇÃO O GUIA TERMOS DE REFERÊNCIA: EXEMPLO DE APLICAÇÃO VASCO PEIXOTO DE FREITAS Faculdade Engenharia Universidade do Porto Laboratório de Física das Construções /FEUP - AdePorto SUMÁRIO 1. Introdução 2. Tipificação

Leia mais

Pré-Certificado Energético Edifício de Habitação SCE84144829 PROVISÓRIO

Pré-Certificado Energético Edifício de Habitação SCE84144829 PROVISÓRIO Válido até IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada RUA DOS ESCUTEIROS,, Localidade RIBAMAR Freguesia RIBAMAR Concelho LOURINHÃ GPS 39.197874, -9.330633 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL Conservatória do Registo Predial

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA ENGENHEIRO CARLOS RODRIGUES, BLOCO N.º 4, 1º D Localidade ÁGUEDA

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA ENGENHEIRO CARLOS RODRIGUES, BLOCO N.º 4, 1º D Localidade ÁGUEDA Válido até 16/01/2025 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada RUA ENGENHEIRO CARLOS RODRIGUES, BLOCO N.º 4, 1º D Localidade ÁGUEDA Freguesia ÁGUEDA E BORRALHA Concelho AGUEDA GPS 40.577121, -8.439516 IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

Certificado Energético Pequeno Edifício de Comércio e Servicos IDENTIFICAÇÃO POSTAL

Certificado Energético Pequeno Edifício de Comércio e Servicos IDENTIFICAÇÃO POSTAL Válido até 05/08/2024 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada RUA JOSÉ GUSTAVO PIMENTA, LOJA N.º 15, RC NORTE Localidade ÁGUEDA Freguesia ÁGUEDA E BORRALHA Concelho AGUEDA GPS 40.576546, -8.447543 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL

Leia mais

MAIS JANELAS EFICIENTES

MAIS JANELAS EFICIENTES MAIS JANELAS EFICIENTES MAIS EFICIÊNCIA ENERGÉTICA nos edifícios portugueses TEKTÓNICA 2014 Lisboa 06 de Maio de 2014 1 JANELAS EFICIENTES E A REABILITAÇÃO URBANA 2 JANELAS EFICIENTES E A SUSTENTABILIDADE

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA MÁRTIRES DO TARRAFAL, Nº375, 1º ESQ Localidade MONTIJO

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA MÁRTIRES DO TARRAFAL, Nº375, 1º ESQ Localidade MONTIJO Válido até 14/04/2024 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada RUA MÁRTIRES DO TARRAFAL, Nº375, 1º ESQ Localidade MONTIJO Freguesia MONTIJO E AFONSOEIRO Concelho MONTIJO GPS 38.710800, -8.986600 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL

Leia mais

Relatório de Auditoria Energética

Relatório de Auditoria Energética Relatório de Auditoria Energética Relatório de Certificação Energética Local: 0 Today() www.classe-energetica.com Índice 1. Objectivos da Certificação Energética 2. escrição do Imóvel 3. Resultados da

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA DO CHOUPELO, 833, 1º DTO Localidade VILA NOVA DE GAIA

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA DO CHOUPELO, 833, 1º DTO Localidade VILA NOVA DE GAIA Válido até 11/02/2024 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada RUA DO CHOUPELO, 833, 1º DTO Localidade VILA NOVA DE GAIA Freguesia VILA NOVA DE GAIA (SANTA MARINHA) Concelho VILA NOVA DE GAIA GPS 41.070000, -8.360000

Leia mais

4 Estudo de casos. Janelas: 1 gene para o percentual da largura total da parede que a janela irá ocupar (número entre 0 e 1);

4 Estudo de casos. Janelas: 1 gene para o percentual da largura total da parede que a janela irá ocupar (número entre 0 e 1); 4 Estudo de casos Este capítulo apresenta estudo de casos para averiguar a eficácia do modelo definido no capítulo 3. Para provar que os conceitos funcionam e que o método é viável, decidiu-se otimizar

Leia mais

Passive Houses na região de Aveiro

Passive Houses na região de Aveiro João Gavião www.homegrid.pt jgavias@gmail.com Índice Introdução As primeiras Passive Houses certificadas em Portugal O desempenho da primeira Passive House certificada As próximas Passive Houses Solar

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação

Certificado Energético Edifício de Habitação Válido até 22/07/2024 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada TRAVESSA DOS GALINHEIROS, 17, 2ºDIR Localidade GANDRA PRD Freguesia GANDRA Concelho PAREDES GPS 41.186242, -8.449825 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL Conservatória

Leia mais

1.1. Coeficiente global de transferência de calor por transmissão.

1.1. Coeficiente global de transferência de calor por transmissão. 35088-(58) Diário da República, 2.ª série N.º 234 3 de dezembro de 2013 Despacho (extrato) n.º 15793-K/2013 Nos termos e para os efeitos do Decreto -Lei n.º 118/2013 de 20 de agosto e respetiva regulamentação,

Leia mais

Estruturas Solares Multifunções

Estruturas Solares Multifunções Esta nova forma de captação da energia solar patenteada pela Sunaitec, chamada de Estruturas Solares Multifunções, vem alterar radicalmente a forma de captação da energia do sol disponibilizando-se, no

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA DO AREAL, 35, 1.º DRT.º TRÁS Localidade TRAVASSÔ

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA DO AREAL, 35, 1.º DRT.º TRÁS Localidade TRAVASSÔ Válido até 08/08/2024 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada RUA DO AREAL, 35, 1.º DRT.º TRÁS Localidade TRAVASSÔ Freguesia TRAVASSÔ E ÓIS DA RIBEIRA Concelho AGUEDA GPS 40.592482, -8.504090 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL

Leia mais

1. NECESSIDADES NOMINAIS ANUAIS DE ENERGIA ÚTIL PARA AQUECIMENTO

1. NECESSIDADES NOMINAIS ANUAIS DE ENERGIA ÚTIL PARA AQUECIMENTO Diário da República, 2.ª série N.º 234 3 de dezembro de 2013 35088-(41) Despacho (extrato) n.º 15793-I/2013 Nos termos e para os efeitos do Decreto -Lei n.º 118/2013 de 20 de agosto e respetiva regulamentação,

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada SESMARIA DE SÃO JOSÉ, RUA DO AGRICULTOR, 51, Localidade SALVATERRA DE MAGOS

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada SESMARIA DE SÃO JOSÉ, RUA DO AGRICULTOR, 51, Localidade SALVATERRA DE MAGOS Válido até 13/03/2024 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada SESMARIA DE SÃO JOSÉ, RUA DO AGRICULTOR, 51, Localidade SALVATERRA DE MAGOS Freguesia SALVATERRA DE MAGOS E FOROS DE SALVATERRA Concelho SALVATERRA DE

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada AV. WENCESLAU BALSEIRO GUERRA,, 115, 2º B Localidade PAREDE

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada AV. WENCESLAU BALSEIRO GUERRA,, 115, 2º B Localidade PAREDE Válido até 11/06/2024 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada AV. WENCESLAU BALSEIRO GUERRA,, 115, 2º B Localidade PAREDE Freguesia CARCAVELOS E PAREDE Concelho CASCAIS GPS 38.688617, -9.434011 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA GENERAL HUMBERTO DELGADO, BLOCO F, 181, 3.º DIR. Localidade MATOSINHOS

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA GENERAL HUMBERTO DELGADO, BLOCO F, 181, 3.º DIR. Localidade MATOSINHOS Válido até 04/11/2024 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada RUA GENERAL HUMBERTO DELGADO, BLOCO F, 181, 3.º DIR. Localidade MATOSINHOS Freguesia MATOSINHOS E LEÇA DA PALMEIRA Concelho MATOSINHOS GPS 41.193776, -8.698345

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA DO MOLHE, 113, R/C ESQ.º Localidade PORTO

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA DO MOLHE, 113, R/C ESQ.º Localidade PORTO Válido até 28/09/2025 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada RUA DO MOLHE, 113, R/C ESQ.º Localidade PORTO Freguesia ALDOAR, FOZ DO DOURO E NEVOGILDE Concelho PORTO GPS 41.160004, -8.682547 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL

Leia mais

Isolamento Térmico Protecção Solar Ventilação Natural QUALIDADE TÉRMICA DOS EDIFÍCIOS...E QUALIDADE DE VIDA

Isolamento Térmico Protecção Solar Ventilação Natural QUALIDADE TÉRMICA DOS EDIFÍCIOS...E QUALIDADE DE VIDA Isolamento Térmico Protecção Solar Ventilação Natural QUALIDADE TÉRMICA DOS EDIFÍCIOS...E QUALIDADE DE VIDA Qualidade térmica dos edifícios... e qualidade de vida O quadro legislativo sobre o comportamento

Leia mais

Comparando a eficiência dos sistemas centralizados com a dos sistemas VRV por Luis Roriz e Pedro Alves da Silva

Comparando a eficiência dos sistemas centralizados com a dos sistemas VRV por Luis Roriz e Pedro Alves da Silva Comparando a eficiência dos sistemas centralizados com a dos sistemas VRV por Luis Roriz e Pedro Alves da Silva Resumo: No presente artigo é feita a comparação dos consumos devidos à climatização dum edifício

Leia mais

CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR

CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR Nº CER CE53106823 CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR TIPO DE FRACÇÃO/EDIFÍCIO: EDIFÍCIO DE HABITAÇÃO SEM SISTEMA(S) DE CLIMATIZAÇÃO (NOVO) Morada / Localização Vila Utopia,

Leia mais

Seminário ENERGIA Construção Sustentável. Programa RCCTE-STE. Universidade Lusíada, V.N. Famalicão - 14 de Abril 2010

Seminário ENERGIA Construção Sustentável. Programa RCCTE-STE. Universidade Lusíada, V.N. Famalicão - 14 de Abril 2010 Programa RCCTE-STE Álvaro Ferreira Ramalho RCCTE-STE - 1 Introdução Esta aplicação (RCCTE-STE) permite efectuar os cálculos necessário à aplicação do RCCTE (Dec.Lei 80/2006) bem como, a requerida no RSECE

Leia mais

Reabilitação energética de vãos de janela

Reabilitação energética de vãos de janela Reabilitação energética de vãos de janela António Moret Rodrigues Correio electrónico: ahr@civil.ist.utl.pt João Ferreira Gomes Correio electrónico: joao.gomes@caixiave.pt Resumo Nos países europeus mais

Leia mais

REH Regulamento dos Edifícios de Habitação

REH Regulamento dos Edifícios de Habitação Questão 6 Considere as peças desenhadas anexas correspondentes ao projeto de uma moradia a construir no concelho de Alcochete, a uma altitude de 22 m. Todos os vãos envidraçados serão constituídos por:

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA DA CARAPINHEIRA, 14 E 16, Localidade CARAPINHEIRA

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA DA CARAPINHEIRA, 14 E 16, Localidade CARAPINHEIRA Válido até 05/05/2025 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada RUA DA CARAPINHEIRA, 14 E 16, Localidade CARAPINHEIRA Freguesia CARAPINHEIRA Concelho MONTEMOR-O-VELHO GPS 40.206620, -8.649000 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL

Leia mais

Zendow oscilo-paralelas. + liberdade para o seu espaço + isolamento térmico e acústico + segurança

Zendow oscilo-paralelas. + liberdade para o seu espaço + isolamento térmico e acústico + segurança OSCILO-PARALELAS + liberdade para o seu espaço + isolamento térmico e acústico + segurança Zendow oscilo-paralelas A tecnologia e a estética Zendow O sistema de janelas e portas oscilo-paralelas Zendow

Leia mais

8.5. Inter-relação entre os requisitos acústicos e as exigências de conforto higrotérmico e ventilação

8.5. Inter-relação entre os requisitos acústicos e as exigências de conforto higrotérmico e ventilação 8.5. Inter-relação entre os requisitos acústicos e as exigências de conforto higrotérmico e ventilação 8.5.1. Introdução O conforto higrotérmico tem motivado o desenvolvimento de tecnologias passivas com

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA PADRE AMÉRICO, 131, 2.º ANDAR - AP. 25 Localidade CAMPO VLG

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA PADRE AMÉRICO, 131, 2.º ANDAR - AP. 25 Localidade CAMPO VLG Válido até 09/09/2025 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada RUA PADRE AMÉRICO, 131, 2.º ANDAR - AP. 25 Localidade CAMPO VLG Freguesia CAMPO E SOBRADO Concelho VALONGO GPS 41.181981, -8.473370 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação

Certificado Energético Edifício de Habitação Válido até 22/01/2025 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada LARGO DE ÂMBAR, 126, R/C ESQº Localidade SÃO DOMINGOS DE RANA Freguesia S. DOMINGOS DE RANA Concelho CASCAIS GPS 38.711198, -9.326610 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL

Leia mais

ecoprodutos Instituto Politécnico de Castelo Branco Castelo Branco, 29 de Maio de 2015 Francisco Pereira Branco Francisco.branco@boavistawindows.

ecoprodutos Instituto Politécnico de Castelo Branco Castelo Branco, 29 de Maio de 2015 Francisco Pereira Branco Francisco.branco@boavistawindows. ecoprodutos Instituto Politécnico de Castelo Branco Castelo Branco, 29 de Maio de 2015 www.boavistawindows.com Francisco Pereira Branco Francisco.branco@boavistawindows.com CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL ALGUNS

Leia mais

CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR

CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR Nº CER CE0000045965837 CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR TIPO DE FRACÇÃO/EDIFÍCIO: EDIFÍCIO DE HABITAÇÃO SEM SISTEMA(S) DE CLIMATIZAÇÃO (NOVO) Morada / Localização Vila

Leia mais

PETA.PREMIUM ALU. Clarabóia para instalação em cobertura para Iluminação Zenital e Ventilação Natural PETAPROJ - ENGENHARIA DE SISTEMAS

PETA.PREMIUM ALU. Clarabóia para instalação em cobertura para Iluminação Zenital e Ventilação Natural PETAPROJ - ENGENHARIA DE SISTEMAS PETAPROJ - ENGENHARIA DE SISTEMAS ILUMINAÇÃO, VENTILAÇÃO E DESENFUMAGEM NATURAL Novidade!! Produto fabricado em Portugal! PETA.PREMIUM ALU Clarabóia para instalação em cobertura para Iluminação Zenital

Leia mais

Por Utilização Racional de Energia (URE) entendemos o conjunto de acções e medidas, que têm como objectivo a melhor utilização da energia.

Por Utilização Racional de Energia (URE) entendemos o conjunto de acções e medidas, que têm como objectivo a melhor utilização da energia. Utilização Racional de Energia (URE) Por Utilização Racional de Energia (URE) entendemos o conjunto de acções e medidas, que têm como objectivo a melhor utilização da energia. Utilizar melhor a energia

Leia mais

Dicas para poupar energia Empresas

Dicas para poupar energia Empresas Dicas para poupar energia Empresas Eficiência energética: Poupar energia, utilizá-la de forma eficiente e inteligente, para conseguir mais, com menos. Importância da eficiência energética: Redução da factura

Leia mais

Ciclo Construir em Caixilharias de Vidro. >Segurança na utilização >Aspectos de desempenho térmico. >Desempenho mecânico e funcional (outra sessão)

Ciclo Construir em Caixilharias de Vidro. >Segurança na utilização >Aspectos de desempenho térmico. >Desempenho mecânico e funcional (outra sessão) Ciclo Construir em Caixilharias de Vidro Critérios de selecção de caixilharias Ordem dos Arquitectos Secção Regional Norte 2010-06-19 Engº Mecânico NAICI/DED Sumário >Segurança na utilização >Aspectos

Leia mais

Acumuladores de Calor

Acumuladores de Calor Acumuladores de Calor Em virtude da atividade de muitas pessoas se desenvolver, diariamente, no interior de edifícios, tal obriga a que as condições de conforto, principalmente as relacionadas com a qualidade

Leia mais

ANÁLISE PROJETUAL DA RESIDÊNCIA SMALL HOUSE TÓQUIO, JAPÃO.

ANÁLISE PROJETUAL DA RESIDÊNCIA SMALL HOUSE TÓQUIO, JAPÃO. UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE ARQUITETURA E URBANISMO E DESIGN DISCIPLINA: CONFORTO AMBIENTAL 1 ANÁLISE PROJETUAL DA RESIDÊNCIA SMALL HOUSE TÓQUIO, JAPÃO. ARQUITETOS: KAZUYO SEJIMA E

Leia mais

6624-(18) Diário da República, 1.ª série N.º 232 29 de novembro de 2013

6624-(18) Diário da República, 1.ª série N.º 232 29 de novembro de 2013 6624-(18) Diário da República, 1.ª série N.º 232 29 de novembro de 2013 Portaria n.º 349-B/2013 de 29 de novembro O Decreto -Lei n.º 118/2013, de 20 de agosto, aprovou o Sistema de Certificação Energética

Leia mais

DESEMPENHO ENERGÉTICO DOS EDIFÍCIOS

DESEMPENHO ENERGÉTICO DOS EDIFÍCIOS DESEMPENHO ENERGÉTICO DOS EDIFÍCIOS As soluções para melhorar o desempenho energético dos edifícios têm benefícios para os proprietários e utilizadores dos edifícios. Conforto: o comportamento térmico

Leia mais

Conceitos e Princípios da Arquitectura Sustentável.

Conceitos e Princípios da Arquitectura Sustentável. Conceitos e Princípios da Arquitectura Sustentável. 1.0 Impacto da Construção: 1.1 Ambiental 1.2 Social 1.3 Económico Procura do Equilíbrio nestes três factores Desenvolvimento de soluções sustentáveis

Leia mais

USO DE VIDRO DUPLO E VIDRO LAMINADO NO BRASIL: AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO ENERGÉTICO E CONFORTO TÉRMICO POR MEIO DE SIMULAÇÃO COMPUTACIONAL

USO DE VIDRO DUPLO E VIDRO LAMINADO NO BRASIL: AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO ENERGÉTICO E CONFORTO TÉRMICO POR MEIO DE SIMULAÇÃO COMPUTACIONAL USO DE VIDRO DUPLO E VIDRO LAMINADO NO BRASIL: AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO ENERGÉTICO E CONFORTO TÉRMICO POR MEIO DE SIMULAÇÃO COMPUTACIONAL Priscila Besen (1) ; Fernando Simon Westphal (2) (1) Universidade

Leia mais

As soluções de janelas de guilhotina ZENDOW são a escolha adequada para obras de renovação arquitectónica.

As soluções de janelas de guilhotina ZENDOW são a escolha adequada para obras de renovação arquitectónica. GUILHOTINAS As soluções de janelas de guilhotina ZENDOW são a escolha adequada para obras de renovação arquitectónica. Com um sistema de ferragens de elevado desempenho, a solução de janelas de guilhotina

Leia mais

Desempenho Térmico de edificações Aula 5: Orientação e Diagrama Solar

Desempenho Térmico de edificações Aula 5: Orientação e Diagrama Solar Desempenho Térmico de edificações Aula 5: Orientação e Diagrama Solar PROFESSOR Roberto Lamberts ECV 5161 UFSC FLORIANÓPOLIS estrutura Introdução Movimentos da terra Diagramas solares Análises de proteções

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada AVª FONTES PEREIRA DE MELO, 51 A 51-G, 8º ESQ Localidade LISBOA

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada AVª FONTES PEREIRA DE MELO, 51 A 51-G, 8º ESQ Localidade LISBOA Válido até 19/01/2015 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada AVª FONTES PEREIRA DE MELO, 51 A 51-G, 8º ESQ Localidade LISBOA Freguesia AVENIDAS NOVAS Concelho LISBOA GPS 39.700000, -8.000000 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL

Leia mais

CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR

CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR Nº CER CE72617225 CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR TIPO DE FRACÇÃO/EDIFÍCIO: EDIFÍCIO DE HABITAÇÃO SEM SISTEMA(S) DE CLIMATIZAÇÃO (EXISTENTE) Morada / Localização Rua

Leia mais

Aquecimento e arrefecimento. Ventilação. Humidificação e desumidificação

Aquecimento e arrefecimento. Ventilação. Humidificação e desumidificação A generalidade das empresas necessitam de controlar o seu ambiente interior, tanto em termos de condições térmicas como de qualidade do ar, por diferentes motivos como bem estar e segurança das pessoas,

Leia mais

vidro de proteção contra incêndios

vidro de proteção contra incêndios vidro de proteção contra incêndios CONHEÇA-NOS Cada vez mais os edifícios requerem melhores prestações, tanto em serviços como em proteção, e tudo isto da mão da estética e do design. Na arquitetura contemporânea

Leia mais

Tecnologia de Sistemas Prediais de Ar Condicionado e a Conservação de Energia

Tecnologia de Sistemas Prediais de Ar Condicionado e a Conservação de Energia Assuntos: 1 Sustentabilidade segundo ASHRAE 90.1 2 Impactos em Arquitetura Prédio Altos 3 Aspectos para Definir Tipo de Sistema de Ar Condicionado TEKNIKA Projetos e Consultoria Ltda Por: Raul José de

Leia mais

COMPORTAMENTO TÉRMICO DA CONSTRUÇÃO

COMPORTAMENTO TÉRMICO DA CONSTRUÇÃO COMPORTAMENTO TÉRMICO DA CONSTRUÇÃO Capítulo 2 do livro Manual de Conforto Térmico NESTA AULA: Trocas de calor através de paredes opacas Trocas de calor através de paredes translúcidas Elementos de proteção

Leia mais

A parede trombe não ventilada na Casa Solar Passiva de Vale Rosal Fausto Simões arquitecologia.org

A parede trombe não ventilada na Casa Solar Passiva de Vale Rosal Fausto Simões arquitecologia.org A parede trombe não ventilada na Casa Solar Passiva de Vale Rosal Fausto Simões arquitecologia.org Contextualização da parede trombe no projecto Vale Rosal A Casa Solar Passiva de Vale Rosal (CSPVR) incorpora

Leia mais

RELATÓRIO SÍNTESE. Avaliação do desempenho energético de edifício de habitação Primeiro CE após DCR

RELATÓRIO SÍNTESE. Avaliação do desempenho energético de edifício de habitação Primeiro CE após DCR RELATÓRIO SÍNTESE Avaliação do desempenho energético de edifício de habitação Primeiro CE após DCR realizada no âmbito do Sistema de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior dos Edifícios(SCE),

Leia mais

ANÁLISE DO DESEMPENHO TERMICO DE EDIFICIO ESCOLAR ATRAVES DO PROGRAMA ENERGYPLUS

ANÁLISE DO DESEMPENHO TERMICO DE EDIFICIO ESCOLAR ATRAVES DO PROGRAMA ENERGYPLUS ANÁLISE DO DESEMPENHO TERMICO DE EDIFICIO ESCOLAR ATRAVES DO PROGRAMA ENERGYPLUS Luis Fernando Malluf Sanchez Faculdade de Engenharia Civil CEATEC luis.fms1@puccampinas.edu.br Claudia Cotrim Pezzuto Faculdade

Leia mais

OS REQUISITOS DE DESEMPENHO TÉRMICO DA NBR 15575 E A ETIQUETAGEM ENERGÉTICA DO PROCEL SOB O PONTO DE VISTA DO PROJETO DE ARQUITETURA

OS REQUISITOS DE DESEMPENHO TÉRMICO DA NBR 15575 E A ETIQUETAGEM ENERGÉTICA DO PROCEL SOB O PONTO DE VISTA DO PROJETO DE ARQUITETURA OS REQUISITOS DE DESEMPENHO TÉRMICO DA NBR 15575 E A ETIQUETAGEM ENERGÉTICA DO PROCEL SOB O PONTO DE VISTA DO PROJETO DE ARQUITETURA Prof. ENEDIR GHISI UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Departamento

Leia mais

Envolventes Tecnologia y Sustentabilidad. VIII Congresso SISTECCER. Rosario Argentina. Arq. Consultor Paulo Duarte. 09/Agosto/2012

Envolventes Tecnologia y Sustentabilidad. VIII Congresso SISTECCER. Rosario Argentina. Arq. Consultor Paulo Duarte. 09/Agosto/2012 Envolventes Tecnologia y Sustentabilidad VIII Congresso SISTECCER Rosario Argentina Arq. Consultor Paulo Duarte 09/Agosto/2012 Requisitos para o Envelope do Edifício O Envelope é formado pelas Fachadas

Leia mais

VENTILAÇÃO NATURAL EM EDIFÍCIOS DE HABITAÇÃO CARACTERIZAÇÃO DOS SISTEMAS

VENTILAÇÃO NATURAL EM EDIFÍCIOS DE HABITAÇÃO CARACTERIZAÇÃO DOS SISTEMAS VENTILAÇÃO NATURAL EM EDIFÍCIOS DE HABITAÇÃO CARACTERIZAÇÃO DOS SISTEMAS Manuel Pinto 1 e Vasco Peixoto de Freitas 2 RESUMO As recomendações técnicas sobre ventilação existentes em vários países propõem

Leia mais

Passive Houses em Ílhavo

Passive Houses em Ílhavo s em Ílhavo João Gavião Arquitecto, Assessor LiderA; Certified Designer João Marcelino Eng.º Civil, Perito Qualificado RCCTE, Certified Designer Porquê 01_Introdução 02_O conceito 03_As primeiras s 04_

Leia mais

TRAINREBUILD Formar para Reabilitar a Europa. WORKSHOP Reabilitação Energética de Edificios. Cascais, 19 de Abril de 2012

TRAINREBUILD Formar para Reabilitar a Europa. WORKSHOP Reabilitação Energética de Edificios. Cascais, 19 de Abril de 2012 TRAINREBUILD Formar para Reabilitar a Europa WORKSHOP Reabilitação Energética de Edificios Cascais, 19 de Abril de 2012 INDICE Lisboa E-Nova Enquadramento Conceitos Metodologia Oportunidades de Melhoria

Leia mais

Projeto Racional de Fachadas

Projeto Racional de Fachadas Secretaria de Estado do Meio Ambiente Governo do estado de São Paulo Projeto Racional de Fachadas Projeto Racional de Fachadas Projeto de Desempenho: Conforto Ambiental de Edificações Desenvolvimento Racional

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA DAS SILÉNIAS, 7, Localidade CHARNECA DA CAPARICA

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA DAS SILÉNIAS, 7, Localidade CHARNECA DA CAPARICA Válido até 10/12/2024 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada RUA DAS SILÉNIAS, 7, Localidade CHARNECA DA CAPARICA Freguesia CHARNECA DE CAPARICA E SOBREDA Concelho ALMADA GPS 38.571492, -9.180781 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL

Leia mais

7º Simpósio de Ensino de Graduação

7º Simpósio de Ensino de Graduação INSOLAÇÃO EM EDIFICAÇÕES 7º Simpósio de Ensino de Graduação Autor(es) ISABELA SABOYA PINTO LIMA Orientador(es) SUELI MANÇANARES LEME 1. Introdução O conforto térmico é um atributo necessário em edificações

Leia mais

Transferências de energia como calor: condutividade térmica

Transferências de energia como calor: condutividade térmica Faculdade de Ciências da Universidade do Porto Actividades laboratoriais para os 10º e 11º anos do Ensino Secundário Transferências de energia como calor: condutividade térmica Trabalho realizado por:

Leia mais

O Vidro de Controlo Solar e Design VITROCHAVES INDÚSTRIA DE VIDRO S.A. www.vitrochaves.com

O Vidro de Controlo Solar e Design VITROCHAVES INDÚSTRIA DE VIDRO S.A. www.vitrochaves.com O Vidro de Controlo Solar e Design www.vitrochaves.com Polivalente para o uso Eficiente da Energia ISOLAR SOLARLUX proporciona uma temperatura ambiente equilibrada Tanto no verão como no inverno. Isto

Leia mais

Composição de um vidro duplo com Persiana Insulada

Composição de um vidro duplo com Persiana Insulada Composição de um vidro duplo com Persiana Insulada Legenda: 1. Trilho Superior 2. Vidro Externo 3. Lâminas 12.5 Mm 4. Vidro Interno 5. Secante 6. Espaçador 7. 1º Selo 8. 2º Selo Graças a modularidade do

Leia mais

Cli l m i ati t z i ação Soluções Eficientes

Cli l m i ati t z i ação Soluções Eficientes Climatização Soluções Eficientes Indíce 1 Energias Renováveis Aerotermia, Energia Solar 2 Eficiência Energética Tecnologias, Regulamento 3 Bombas de Calor Soluções 4 Ar condicionado Gamas, Sistemas 1 Energias

Leia mais

Ficha de identificação da entidade participante

Ficha de identificação da entidade participante Ficha de identificação da entidade participante Instituição Designação Instituto Superior Técnico Professor responsável João Toste Azevedo Contacto 218417993 Email toste@ist.utl.pt Técnico responsável

Leia mais

O vidro e a luz. 3.1.3 O vidro e a luz

O vidro e a luz. 3.1.3 O vidro e a luz 3.1.3 O vidro e a luz O vidro e a luz O sol é a grande fonte de luz de qualquer forma de vida. Deveria ser utilizado como tal na concepção de qualquer casa. F.-L. Wright* [ ] É ridículo imaginar que uma

Leia mais

INOVAÇÃO TECNOLOGIA QUALIDADE POUPANÇA GARANTIA SUSTENTABILIDADE ESTÉTICA FUNCIONALIDADE DESIGN CONFORTO I+D+I

INOVAÇÃO TECNOLOGIA QUALIDADE POUPANÇA GARANTIA SUSTENTABILIDADE ESTÉTICA FUNCIONALIDADE DESIGN CONFORTO I+D+I SISTEMA COR 60 FOLHA OCULTA A CORTIZO desenvolveu mais de 50 sistemas exclusivos de janelas, fachadas, painel compósito e sistemas de proteção solar de última geração. Esta aposta na inovação permite-nos

Leia mais

Vidro para Construção Civil

Vidro para Construção Civil Vidro para Construção Civil Arq. Consultor Paulo Duarte Palestra para PURARQUITETURA São Paulo 08 de Julho, 2010 COMPOSIÇÃO DO VIDRO Silício em forma de Si O2 Sílica Boro em forma de anidrido B2 O3 ] ~74%

Leia mais

Vidros de controle solar

Vidros de controle solar Vidros de controle solar ARQ5658 Eficiência Energética e Sustentabilidade em Edificações Prof. Fernando Simon Westphal fernandosw@arq.ufsc.br 1 PROPRIEDADES IMPORTANTES FATOR SOLAR E RESISTÊNCIA TÉRMICA

Leia mais

VARIAÇÃO DA RADIAÇÃO SOLAR AO LONGO DO ANO EM PORTUGAL

VARIAÇÃO DA RADIAÇÃO SOLAR AO LONGO DO ANO EM PORTUGAL VARIAÇÃO DA RADIAÇÃO SOLAR AO LONGO DO ANO EM PORTUGAL O regime térmico de Portugal acompanha a variação da radiação solar global ao longo do ano. Ao longo do ano, os valores da temperatura média mensal

Leia mais

Conjunto de indicadores de sustentabilidade de empreendimentos - uma proposta para o Brasil

Conjunto de indicadores de sustentabilidade de empreendimentos - uma proposta para o Brasil Conjunto de indicadores de sustentabilidade de empreendimentos - uma proposta para o Brasil Texto Preliminar Completo - Agosto 2011 INTRODUÇÃO Começam a existir no Brasil um bom número de edifícios com

Leia mais

Certificado Energético Pequeno Edifício de Comércio e Servicos IDENTIFICAÇÃO POSTAL

Certificado Energético Pequeno Edifício de Comércio e Servicos IDENTIFICAÇÃO POSTAL Válido até 09/09/2025 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada RUA DO SOBREIRO, 290, LOJA AC-56 Localidade SENHORA DA HORA Freguesia SÃO MAMEDE DE INFESTA E SENHORA DA HORA Concelho MATOSINHOS GPS 41.191499, -8.652745

Leia mais

TELA DE APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA RADLITE VERSÃO 2.0

TELA DE APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA RADLITE VERSÃO 2.0 LOCALIZAÇÃO, PAVIMENTO TIPO, PLANTA BAIXA E CORTES DO APARTAMENTO A SER ANALISADO ORIENTAÇÃO: TELA DE APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA RADLITE VERSÃO 2.0 CLICANDO NA OPÇÃO (Info), APARECERÁ A TELA COM A SEGUINTE

Leia mais

Aula 7 : Desenho de Ventilação

Aula 7 : Desenho de Ventilação Aula 7 : Desenho de Ventilação Definições: NBR 10821:2001, Caixilho para edificação: Janela Caixilho, geralmente envidraçado, destinado a preencher um vão, em fachadas ou não. Entre outras, sua finalidade

Leia mais

Armário Outdoor com. Free Cooling ou Ar Condicionado. www.facemate.net

Armário Outdoor com. Free Cooling ou Ar Condicionado. www.facemate.net Armário Outdoor com Free Cooling ou Ar Condicionado NOTAS Os armários outdoor estão desenhados para instalação em ambientes de exterior sujeitos a condições de chuva, vento, calor ou radiação solar. O

Leia mais

Edifício SOLAR XXI. Um edifício energeticamente eficiente em Portugal MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DA INOVAÇÃO

Edifício SOLAR XXI. Um edifício energeticamente eficiente em Portugal MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DA INOVAÇÃO PROJECTO COM O APOIO MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DA INOVAÇÃO UNIÃO EUROPEIA FEDER Departamento de Energias Renováveis Estrada do Paço do Lumiar 1649-038 Lisboa Tel 351 10 94 666 Fax 351 17 17 195 helder.goncalves@ineti.pt

Leia mais

Autor(es) ROSIMARY COUTO PAIXÃO. Orientador(es) ADRIANA PETITO DE ALMEIDA SILVA CASTRO. Apoio Financeiro FAPIC/UNIMEP. 1.

Autor(es) ROSIMARY COUTO PAIXÃO. Orientador(es) ADRIANA PETITO DE ALMEIDA SILVA CASTRO. Apoio Financeiro FAPIC/UNIMEP. 1. 19 Congresso de Iniciação Científica AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO TÉRMICO DE COBERTURAS DE POLICARBONATO E ACRÍLICO: ESTUDO DE CASO NO CAMPUS DA UNIMEP EM SANTA BÁRBARA DOESTE Autor(es) ROSIMARY COUTO PAIXÃO

Leia mais

Aproveitamento Solar Passivo - Aproveitamento da energia para aquecimento de edifícios ou prédios, através de concepções e estratégias construtivas.

Aproveitamento Solar Passivo - Aproveitamento da energia para aquecimento de edifícios ou prédios, através de concepções e estratégias construtivas. GLOSSÁRIO Aproveitamento Solar Passivo - Aproveitamento da energia para aquecimento de edifícios ou prédios, através de concepções e estratégias construtivas. Ar Condicionado - Expressão utilizada largamente

Leia mais

SOLUÇÕES INTELIGENTES PARA EDIFÍCIOS ECOLÓGICAMENTE RESPONSÁVEIS

SOLUÇÕES INTELIGENTES PARA EDIFÍCIOS ECOLÓGICAMENTE RESPONSÁVEIS SOLUÇÕES INTELIGENTES PARA EDIFÍCIOS ECOLÓGICAMENTE RESPONSÁVEIS SOLUÇÕES INTELIGENTES PARA EDIFÍCIOS ECOLÓGICAMENTE RESPONSÁVEIS SOLUÇÕES INTELIGENTES PARA EDIFÍCIOS ECOLÓGICAMENTE RESPONSÁVEIS Gás Climatização

Leia mais

Certificação energética dos edifícios existentes

Certificação energética dos edifícios existentes Certificação energética dos edifícios existentes Metodologias simplificadas, vantagens, dificuldades e inconvenientes Helder Gonçalves e Laura Aelenei 8ª Jornadas de Climatização Lisboa, 15 de Outubro

Leia mais

ENERGIA. Energias passivas

ENERGIA. Energias passivas Energias passivas ENERGIA Estes sistemas, quando bem dimensionados, são de longe mais económicos do que qualquer outro sistema que recorra a energia elétrica ou combustíveis convencionais. Com o aumento

Leia mais

CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL

CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL SOLUÇÕES EFICIENTES HOJE, A NOSSA RIQUEZA DE AMANHÃ www.construcaosustentavel.pt ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE CONSERVAÇÃO DA NATUREZA Apoio: AS CIDADES SÃO O NOSSO DESAFIO 50% da população

Leia mais

Soluções REHAU PARA A REABILITAÇÃO. www.rehau.pt. Construção Automóvel Indústria

Soluções REHAU PARA A REABILITAÇÃO. www.rehau.pt. Construção Automóvel Indústria Soluções REHAU PARA A REABILITAÇÃO Uma APLICAÇÃO PARA CADA NECESSIDADE www.rehau.pt Construção Automóvel Indústria A REABILITAÇÃO, UMA SOLUÇÃO COM SISTEMAS PARA O AQUECIMENTO E O ARREFECIMENTO POR SUPERFÍCIES

Leia mais

Com sede em Lisboa dedica-se maioritariamente, ao Comercio e Indústria de alumínios assim como remodelações de interiores.

Com sede em Lisboa dedica-se maioritariamente, ao Comercio e Indústria de alumínios assim como remodelações de interiores. A Perfilar é hoje uma empresa de referência no sector da fabricação e instalação de sistemas de alumínio, que desde 1990 vem fazendo da satisfação contínua do cliente o seu estandarte, numa caminhada incessante

Leia mais

SISTEMA CONSTRUTIVO EM PAREDES DE CONCRETO:

SISTEMA CONSTRUTIVO EM PAREDES DE CONCRETO: SISTEMA CONSTRUTIVO EM PAREDES DE CONCRETO: Adequações frente às s normas de desempenho. Marcelo Moacyr Diretor de Engenharia, Construção e Relacionamento 1 Escolha do Sistema Construtivo 2 Avaliações

Leia mais