Policy Based Management PBM Targets Facets

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Policy Based Management PBM Targets Facets"

Transcrição

1 SEGURANÇA GESTÃO DE POLÍTICAS Uma das opções que surgiram no SQL Server 2008, bastante apreciada pelos DBA, é o Policy Based Management (PBM). Inicialmente denominado Declarative Management Framework, é um sistema de gestão baseado em políticas, muito idêntico ao sistema de políticas de grupo do Windows. O PBM permite ao DBA criar políticas de SQL Server e, posteriormente, implementá las e distribuí las por vários servidores. As políticas podem ser agendadas para correr periodicamente ou a pedido. Além disso, a política pode simplesmente registar a sua violação ou, de forma pró ativa, evitar a concretização de uma ação, fazendo o roll back da transação e assinalando um erro. Vejamos um exemplo da utilização do PBM: uma empresa do ramo da Distribuição tem uma sede com um sistema central e trinta delegações, cada uma com o seu servidor a correr o SQL Server e a replicar os seus dados para o servidor da sede. O DBA necessita de realizar uma alteração para que todos os servidores do grupo obedeçam a uma determinada configuração. Até ao SQL Server 2005, a única hipótese seria entrar em cada servidor e fazer a verificação manualmente ou através de um script. Com o PBM, podemos garantir essa configuração em todos os servidores. Outro exemplo ainda: a mesma companhia estabeleceu que nenhum servidor pode ter a correr o SQL Mail muito facilmente se pode criar uma política que assegure o cumprimento dessa restrição. As políticas são facilmente exportáveis para outros servidores num ambiente multisservidor. No entanto, o PBM é restrito ao motor de base de dados, não estendendo a sua influência a outros componentes, como, por exemplo, o Analysis Services ou o Reporting Services. A ferramenta usada para trabalhar com o PBM é o SSMS, através do qual é possível criar políticas que previnam alterações violadoras das suas normas, fazer o alerta e o subsequente registo de violação de normas. No entanto, antes de vermos como se criam as políticas, existem alguns conceitos que temos de compreender: Targets (objetos) São entidades sobre as quais se aplicam as políticas. Essas entidades podem ser servidores, bases de dados, tabelas, logins ou qualquer outro objeto ao qual se possa aplicar uma política; Facets (facetas) É um conjunto de propriedades lógicas que caracterizam o comportamento de certos tipos de targets. As facetas estão predefinidas no SQL Server e expõem condições que podem ser testadas dentro de uma política. O número e as características das propriedades que existem numa faceta só podem ser alterados por quem a criou. Um tipo de target pode implementar uma ou mais facetas e uma faceta pode ser implementada por

2 230 SQL SERVER 2014 CURSO COMPLETO um ou mais tipos de targets. Algumas facetas só podem ser implementadas em versões específicas do SQL Server; por exemplo, a propriedade Database Mail da faceta Surface Area Configuration só pode ser aplicada às versões 2005 e Como exemplo de uma faceta, temos Login, que apresenta condições para testar se um login está bloqueado, qual a base de dados predefinida, qual a última alteração da palavra passe, etc.; Para uma lista completa de todas as facetas e suas propriedades consulte SQL Server 2014 Books Online. Conditions (condições) São expressões booleanas e atestam o estado de uma faceta. Uma condição testa um atributo para se assegurar de que cumpre um critério predefinido; Policies (políticas) Uma política define uma ou mais condições a serem aplicadas a um servidor. Os DBA definem políticas de modo a assegurar que certas condições são cumpridas. Agora que já definimos o que é uma política e quais são os seus aspetos fundamentais, vejamos um exemplo de criação de uma política. Existem duas possibilidades para criar as condições que iremos usar nas políticas: através da opção Conditions no nó Management do Object Explorer ou aquando da criação de uma política. Neste exemplo vamos recorrer à segunda possibilidade: 1) No Object Explorer, expandir os nós Management e Policy Management, clicar com o botão direito do rato em Policies e selecionar New policy (Figura 7.18). FIGURA 7.18 Nova política 2) Surge uma janela na qual vamos ter de preencher vários critérios, dois deles assinalados como obrigatórios: o nome e a condição. 3) No campo Name, escrever NomedeTabelas ; de seguida, clicar na combo box do campo Check condition e selecionar New Condition (Figura 7.19).

3 SEGURANÇA 231 FIGURA 7.19 Nova política: escolha/criação de condições Como já foi referido, podemos criar uma nova condição nesta altura ou através da opção Conditions do nó Management do Object Explorer. No caso de a condição já existir, deveríamos selecioná la na lista de condições existentes. 4) Ao selecionar a opção de criar uma nova condição (New condition ), surge a janela Create New Condition (Figura 7.20). FIGURA 7.20 Nova condição

4 232 SQL SERVER 2014 CURSO COMPLETO 5) Temos, então, de introduzir o nome da condição que no nosso exemplo será CondicaoNomeTabelas e, de seguida, escolher o tipo de faceta que queremos usar; para isso, clicamos na combo box respetiva e, na janela de seleção, escolhemos Multipart Name. 6) Na janela Expression, vamos escolher a expressão que vai reger a nossa condição (Figura 7.21). Assim: Na primeira linha, no campo Field, selecionamos LIKE no campo Operator e escrevemos tbl% em Value; Na segunda linha, escolhemos AND no campo AndOr, no campo Field e escrevemos programador em Value; Na terceira linha, escolhemos OR no campo AndOr, no campo Field e escrevemos teste em Value. FIGURA 7.21 Construir a expressão através da grelha de expressões 7) É também possível criar grupos de expressões. No nosso exemplo temos de agrupar ambos os dado que a lógica estaria incorreta se não o fizéssemos. Para efetuar esse agrupamento: selecionar as duas últimas linhas, clicar com o botão direito do rato sobre as linhas selecionadas e, no menu, escolher Group Clauses (Figura 7.22). FIGURA 7.22 Agrupar as cláusulas da expressão 8) Após estar tudo preenchido, premimos o botão OK, o que nos levará novamente à janela Create New Policy (Figura 7.23). 9) No campo Against targets temos todos os possíveis targets associados à faceta escolhida aquando da criação da condição no nosso caso Multipart Name. Como neste exemplo só queremos controlar o nome das tabelas, vamos selecionar Table na check box respetiva (Figura 7.24).

5 SEGURANÇA 233 FIGURA 7.23 Criação de política FIGURA 7.24 Seleção do target 10) Como queremos aplicar a política a uma só base de dados, vamos abrir a combo box correspondente a in Every e selecionar New condition, o que fará abrir novamente a janela correspondente à nova condição. Aqui vamos definir a condição de seleção da base de dados à qual queremos atribuir a política (Figura 7.25). Assim: no campo Field, selecionamos = no campo Operator e escrevemos Vendas em Value; no final, premimos OK. 11) Voltando à janela de criação de políticas, na seleção do target vamos ter um resultado como o da Figura 7.26.

6 234 SQL SERVER 2014 CURSO COMPLETO FIGURA 7.25 Seleção da base de dados FIGURA 7.26 Política com targets definidos 12) Agora falta nos definir quando é que a política será aplicada. No campo Evaluation Mode temos quatro opções: On demand A política é aplicada apenas quando tal é solicitado pelo DBA. Esta é a opção predefinida; On change: prevent As alterações serão canceladas caso não estejam em conformidade com a política;

7 SEGURANÇA 235 On change: log only Caso haja violação da política, será criada uma entrada no registo. Assim, o processo continuará sem indicação de erro, sendo, no entanto, criada a entrada nas tabelas de histórico da base de dados msdb. Esse registo pode ser consultado no histórico de políticas no menu de contexto das políticas; On schedule A política será verificada periodicamente e será criado um registo por cada violação da política. 13) No nosso exemplo vamos escolher On change: prevent para bloquear qualquer tentativa de violação da política. Por predefinição, esta política corre em qualquer servidor em que seja aplicada; no caso de querermos aplicá la a um servidor específico, podemos criar uma condição de seleção em Server restriction. 14) Não esquecer de selecionar a check box Enabled (ver Figura 7.26), que está inativa se a opção selecionada no campo Evaluation Mode for On demand. 15) Para finalizar a criação das políticas, selecionamos a página Description (Figura 7.27). Aqui podemos acrescentar informação que queiramos mostrar caso haja violação da política. É também possível acrescentar um link como parte da política de erros, link esse que será mostrado juntamente com a mensagem e que poderá encaminhar o utilizador para um documento explicativo de procedimentos, ou algo do género. FIGURA 7.27 Descrição da política e texto de aviso

8 236 SQL SERVER 2014 CURSO COMPLETO Após a criação das políticas, há que testar o seu funcionamento; para isso, corremos o seguinte código: use Vendas GO CREATE TABLE encomendas (Enc_no INT NOT NULL, Data_enc DATETIME2 NOT NULL, Artigo_enc VARCHAR(50) NOT NULL, Qtd_enc FLOAT NOT NULL, Valor_enc DECIMAL(2) NULL) GO Após a execução do código devemos obter o seguinte resultado: Policy 'NomedeTabelas' has been violated by 'SQLSERVER:\SQL\SERVIDOR\ Databases\Vendas\Tables\dbo.encomendas'. This transaction will be rolled back. Policy condition: LIKE 'tbl%' AND = 'programador' = 'teste')' Policy description: '' Additional help: ' Violou a politica de criação de nomes de tabelas - prefixo tbl obrigatório' : '' Statement: 'CREATE TABLE encomendas (Enc_no INT NOT NULL, Data_enc DATETIME2 NOT NULL, Artigo_enc VARCHAR(50) NOT NULL, Qtd_enc FLOAT NOT NULL, Valor_enc...'. Msg 3609, Level 16, State 1, Procedure sp_syspolicy_dispatch_event, Line 65 The transaction ended in the trigger. The batch has been aborted. 7.6 ENCRIPTAÇÃO DE BASES DE DADOS A segurança ao nível do servidor é, normalmente, da responsabilidade de um administrador de sistemas; no entanto, uma base de dados é, por norma, um dos produtos mais importantes que uma empresa possui. Habitualmente, o DBA deixa os problemas de segurança de dados para o administrador do sistema, que tem de se preocupar com as firewalls, o antivírus, etc. Contudo, o SQL Server oferece ao DBA uma proteção suplementar da base de dados: a sua encriptação. Mas porquê encriptar a base de dados se o sistema estiver bem protegido? A resposta é simples: defesa em profundidade. A defesa em profundidade é um conceito que foi desenvolvido pela Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos (conhecida pela sigla NSA) e que consiste em proteger um sistema contra quaisquer ataques através de métodos variáveis. É, no fundo, uma tática de defesa por camadas, em que o atacante sempre que consegue ultrapassar

9 SEGURANÇA 237 uma camada vai encontrar uma outra que o fará demorar mais tempo até conseguir atingir o objetivo, permitindo assim ao defensor ganhar tempo para evitar o ataque. Sabemos que é possível evitar ataques a uma base de dados, mas o que acontece se, por exemplo, alguém conseguir deitar a mão a um suporte de cópia de segurança, uma tape? É simples restaurar a base de dados e aceder aos dados. O SQL Server oferece nos uma solução: a encriptação da base de dados através de chaves e a proteção dessas chaves através de um certificado digital. O SQL Server oferece nos dois níveis de encriptação: ao nível de base de dados e ao nível de coluna. Ambos têm em comum o facto de usarem a hierarquia de chave criptográfica, que analisaremos de seguida HIERARQUIA DE CHAVE CRIPTOGRÁFICA No topo da hierarquia vamos encontrar a API Windows Data Protection (Windows DPAPI), que protege a hierarquia da chave ao nível do sistema operativo, e também a Service Master Key (SMK) para a instância do SQL Server. A SMK protege igualmente a Database Master Key (DMK), que está armazenada ao nível do utilizador da base de dados e que protege os certificados e as chaves assimétricas. Estas, por sua vez, protegem as chaves simétricas, que têm à sua responsabilidade os dados do utilizador (Figura 7.28). FIGURA 7.28 Hierarquia de chave criptográfica (adaptado de: Microsoft MSDN; legenda: Pwd = password [palavra passe])

10 238 SQL SERVER 2014 CURSO COMPLETO Esta hierarquia permite ao servidor abrir as chaves e desencriptar os dados, com encriptação ao nível tanto de base de dados, como de coluna. A diferença principal é que, no caso de usarmos encriptação ao nível de coluna, todas as chaves situadas abaixo do DMK podem ser protegidas por palavra passe, em vez por outra chave. Isto quebra a cadeia de encriptação e obriga o utilizador a introduzir uma palavra passe. Numa encriptação ao nível de base de dados (Transparent Data Encryption TDE) toda a cadeia tem de ser mantida para que o servidor possa, automaticamente, fornecer o acesso aos dados SERVICE MASTER KEY A Service Master Key (SMK) é a chave principal que regula tudo, isto é, todas as chaves e certificados do SQL Server. É uma chave simétrica criada automaticamente durante a instalação do programa. Caso esta chave esteja comprometida, toda a segurança do SQL Server ficará igualmente em risco. É de extrema importância executar uma cópia de segurança da SMK para, no caso de se corromper por qualquer razão, ser possível repô la. A operação de backup da SMK é feita através da seguinte instrução: BACKUP SERVICE MASTER KEY TO FILE = 'C:\BACKUPS\SMK_BACKUP.DAT' ENCRYPTION BY PASSWORD = 'a4xz9$lj=5hd%'; No nosso exemplo, a SMK é copiada para o ficheiro SMK_BACKUP.DAT, armazenado na pasta C:\BACKUPS, e encriptada pela chave indicada. A chave de encriptação é necessária se precisarmos de restaurar a SMK. Na eventualidade de necessitarmos de restaurar ou regenerar a SMK, o SQL Server vai tentar desencriptar e encriptar todas as chaves da hierarquia de chave criptográfica. Se uma dessas operações falhar, todo o processo estará condenado ao fracasso. Ainda assim, para aceder aos dados podemos usar a instrução ALTER SERVICE MASTER KEY, com a opção FORCE; no entanto, esta opção vai provocar a perda de dados. A sintaxe de ALTER MASTER KEY é a seguinte: ALTER SERVICE MASTER KEY [ { <opção_regenerar> <opção_recover> } ] [ { ADD DROP } ENCRYPTION BY MACHINE KEY ] < opção_regenerar > ::= [ FORCE ] REGENERATE < opção_recover > ::= { WITH OLD_ACCOUNT = 'conta_windows', OLD_PASSWORD = 'palavra_passe' } { WITH NEW_ACCOUNT = 'conta_windows', NEW_PASSWORD = 'palavra_passe' }

FIGURA 9.1 Arquitetura do SQL Server Utility (adaptado de Microsoft)

FIGURA 9.1 Arquitetura do SQL Server Utility (adaptado de Microsoft) 9 9ADMINISTRAÇÃO MULTISSERVIDOR Uma das novidades mais interessantes que nos foi oferecida pelo SQL Server 2008 R2, e agora continuada no 2012, é a administração multisservidor. Esta potencialidade permite

Leia mais

Tarefa Orientada 1 Base de Dados Editora

Tarefa Orientada 1 Base de Dados Editora Tarefa Orientada 1 Base de Dados Editora Objectivos: Criar as tabelas da base de dados Editora Criar o diagrama da base de dados Editora Inserir registos com os dados de teste Criar as tabelas da base

Leia mais

Data de Aplicação. Reconhecer a estrutura de um sistema operativo. Definir um plano de instalação de um servidor de rede local.

Data de Aplicação. Reconhecer a estrutura de um sistema operativo. Definir um plano de instalação de um servidor de rede local. FICHA TÉCNICA Exercício nº 21 NOME DO EXERCÍCIO DESTINATÁRIOS Duração Pré Requisitos Recursos / Equipamentos Orientações Pedagógicas OBJECTIVOS Resultado Esperado Administração de BDs SQL 90 minutos Tipo

Leia mais

Tarefa Orientada 19 Triggers

Tarefa Orientada 19 Triggers Tarefa Orientada 19 Triggers Objectivos: Criar triggers AFTER Criar triggers INSTEAD OF Exemplos de utilização Os triggers são um tipo especial de procedimento que são invocados, ou activados, de forma

Leia mais

Introdução à aplicação Web

Introdução à aplicação Web Introdução à aplicação Web A aplicação Web SanDisk +Cloud é uma interface com base na Web para aceder ao seu conteúdo e gerir a sua conta. Com a aplicação Web poderá reproduzir música, ver filmes, ver

Leia mais

1.4.5 Ligar outros serviços de armazenamento

1.4.5 Ligar outros serviços de armazenamento Configurar o Word FIGURA 1.26 Serviços ligados 1.4.5 Ligar outros serviços de armazenamento O Microsoft Office 2013 apenas tem disponíveis ligações a serviços de armazenamento proprietários da Microsoft.

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS

ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS ARTEFATO 02 AT02 Diversos I 1 Indice ESQUEMAS NO BANCO DE DADOS... 3 CRIANDO SCHEMA... 3 CRIANDO TABELA EM DETERMINADO ESQUEMA... 4 NOÇÕES BÁSICAS SOBRE CRIAÇÃO E MODIFICAÇÃO

Leia mais

Status Enterprise Guia do Usuário. Parte 11 Utilidades e Ferramentas

Status Enterprise Guia do Usuário. Parte 11 Utilidades e Ferramentas Guia do Usuário Parte 11 Utilidades e Ferramentas Conteúdos 1 RESUMEN 2 SIMULADOR DE DADOS... 4 2.1 Introducção... 4 2.2 Usando el Simulador de Dados... 4 3 FERRAMENTA DE BANCOS DE DADOS... 5 3.1 Acerca

Leia mais

Computação Móvel 2007/2008

Computação Móvel 2007/2008 Computação Móvel 2007/2008 Tutorial 2 Criação de uma nova publicação de base de dados no SQL Server 2005 Standard Edition / Enterprise Edition / Developer Edition No computador cliente: 1. Estabelecer

Leia mais

Manual de Registo de Certificados no. Microsoft Windows

Manual de Registo de Certificados no. Microsoft Windows Manual de Registo de Certificados no Microsoft Windows Manual de Registo de Certificados no Microsoft Windows Página 2 de 12 CONTROLO DOCUMENTAL REGISTO DE MODIFICAÇÕES Versão Data Motivo da Modificação

Leia mais

INSTALANDO SQL SERVER 2008

INSTALANDO SQL SERVER 2008 VERSÃO 2 INSTALANDO SQL SERVER 2008 Pré-requisitos para instalação do SQL SERVER 2008 Antes de iniciar o instalador do SQL SERVER 2008 é necessário instalar os seguintes componentes: Microsoft Windows

Leia mais

Sophos SafeGuard Enterprise 6.00.1

Sophos SafeGuard Enterprise 6.00.1 Sophos SafeGuard Enterprise 6.00.1 Guia: Manual de instalação do Sophos SafeGuard Enterprise 6.00.1 Data do Documento: novembro de 2012 1 Conteúdo 1. Sobre este manual... 3 2. Requisitos de Sistema...

Leia mais

- O MySQL para além da sua utilização em modo linha de comandos, também pode ser utilizado através de ferramentas gráficas.

- O MySQL para além da sua utilização em modo linha de comandos, também pode ser utilizado através de ferramentas gráficas. Objetivo: Utilização das ferramentas gráficas do MySQL Instalação das ferramentas gráficas do MySQL: - O MySQL para além da sua utilização em modo linha de comandos, também pode ser utilizado através de

Leia mais

Programação SQL. Introdução

Programação SQL. Introdução Introdução Principais estruturas duma Base de Dados: Uma BD relacional é constituída por diversas estruturas (ou objectos ) de informação. Podemos destacar: Database: designa a própria BD; Table/Tabela:

Leia mais

Administração da disciplina

Administração da disciplina Administração da disciplina Agrupamento Vertical de Escolas de Tarouca Documento disponível em: http://avetar.no-ip.org 1.Acesso e utilização da plataforma:. Seleccione a opção Entrar, que se encontra

Leia mais

Memeo Instant Backup Guia Rápido de Introdução

Memeo Instant Backup Guia Rápido de Introdução Introdução O Memeo Instant Backup é uma solução de cópias de segurança simples para um mundo digital complexo. O Memeo Instant Backup protege os seus dados, realizando automática e continuamente uma cópia

Leia mais

Acer edatasecurity Management

Acer edatasecurity Management 1 Acer edatasecurity Management Através da aplicação das mais avançadas tecnologias criptográficas, o Acer edatasecurity Management oferece aos utilizadores de PCs Acer uma maior segurança ao nível dos

Leia mais

1. Introdução. 2. Funcionamento básico dos componentes do Neteye

1. Introdução. 2. Funcionamento básico dos componentes do Neteye 1. Introdução Esse guia foi criado com o propósito de ajudar na instalação do Neteye. Para ajuda na utilização do Software, solicitamos que consulte os manuais da Console [http://www.neteye.com.br/help/doku.php?id=ajuda]

Leia mais

Manual de Utilização. Site Manager. Tecnologia ao serviço do Mundo Rural

Manual de Utilização. Site Manager. Tecnologia ao serviço do Mundo Rural Manual de Utilização Site Manager Tecnologia ao serviço do Mundo Rural Índice 1. Acesso ao Site Manager...3 2. Construção/Alteração do Menu Principal...4 3. Inserção/ Alteração de Conteúdos...7 4. Upload

Leia mais

Projeto de Banco de Dados: Empresa X

Projeto de Banco de Dados: Empresa X Projeto de Banco de Dados: Empresa X Modelo de negócio: Empresa X Competências: Analisar e aplicar o resultado da modelagem de dados; Habilidades: Implementar as estruturas modeladas usando banco de dados;

Leia mais

ZSRest e ZSPos Multiposto

ZSRest e ZSPos Multiposto ZSRest e ZSPos Multiposto 1 2 Este manual serve para o ajudar na configuração multiposto do ZSRest e ZSPos. Após a Instalação do ZSRest e ZSPos, é necessário configurar uma porta estática no SQL Server.

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Instalação em Rede. v2011

ZS Rest. Manual Avançado. Instalação em Rede. v2011 Manual Avançado Instalação em Rede v2011 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Hardware... 3 b) Servidor:... 3 c) Rede:... 3 d) Pontos de Venda... 4 4. SQL Server... 5 e) Configurar porta estática:... 5 5.

Leia mais

MAN004 Back-up e Restore MS SQL Server Cliente: Duralex Sistemas

MAN004 Back-up e Restore MS SQL Server Cliente: Duralex Sistemas MAN004 Back-up e Restore MS SQL Server Autor Data Versão Boby Mayky 18/06/2014 1.0 Diego Hordi 18/06/2014 1.1 1. Objetivo O objetivo deste manual é apresentar as rotinas necessárias para a realização dos

Leia mais

8. Outros tipos de Transação (Modo de Transação de Autoconfirmação e Modo Implícito)

8. Outros tipos de Transação (Modo de Transação de Autoconfirmação e Modo Implícito) 8. Outros tipos de Transação (Modo de Transação de Autoconfirmação e Modo Implícito) Nos itens anteriores vimos transações do tipo explícitas, ou seja, aquelas que iniciam com BEGIN TRANSACTION. As outras

Leia mais

TRANSAÇÕES. Considerando que estes comandos fazem parte de uma TRANSAÇÃO (veremos como indicar isso):

TRANSAÇÕES. Considerando que estes comandos fazem parte de uma TRANSAÇÃO (veremos como indicar isso): TRANSAÇÕES 1. Introdução Transação Uma transação é uma unidade lógica de trabalho (processamento), formada por um conjunto de comando SQL, que tem por objetivo preservar a integridade e a consistência

Leia mais

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server Noções de 1 Considerações Iniciais Basicamente existem dois tipos de usuários do SQL Server: Implementadores Administradores 2 1 Implementadores Utilizam o SQL Server para criar e alterar base de dados

Leia mais

How TO: Proteger o seu PC com o Veeam Endpoint Protection

How TO: Proteger o seu PC com o Veeam Endpoint Protection Proteger o seu PC com o Veeam Endpoint Protection Proteger o seu PC com o Veeam Endpoint Protection INTRODUÇÃO Garantir que a nossa informação está segura e com backups de segurança efetuados é sem dúvida

Leia mais

Replicação de servidores de banco de dados

Replicação de servidores de banco de dados Replicação de servidores de banco de dados Cresce cada vez mais dentro das organizações a necessidade de garantir a alta disponibilidade das informações. Como a base de dados de qualquer empresa é seu

Leia mais

BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO

BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO Criação de Conta de Usuário...03 Edição da Conta de Usuário...10 Download do Backup Online Embratel...10 Descrição dos Conjuntos de Cópia de Segurança...19

Leia mais

Histórico de revisões

Histórico de revisões Histórico de revisões Data Versão Descrição Autor 13/11/2009 1.0 Criação da primeira versão HEngholmJr CONTEÚDO Passos para a instalação do SQL Server O MS SQL Server Conceitos relacionais Bancos de dados

Leia mais

O Acer edatasecurity Management

O Acer edatasecurity Management 1 O Acer edatasecurity Management Utilizando as mais avançadas tecnologias criptográficas, o Acer edatasecurity Management proporciona-lhe uma maior segurança ao nível dos dados pessoais, permitindo a

Leia mais

Internet sem fios minedu (primeira vez) Windows Vista

Internet sem fios minedu (primeira vez) Windows Vista Agrupamento de Escolas Lima-de-Faria Equipa PTE 2015/2016 CONFIGURAÇÕES DE ACESSO À REDE MINEDU Internet sem fios minedu (primeira vez) Windows Vista 1. Verificar se o computador está atualizado com o

Leia mais

Outlook 2003. Apresentação

Outlook 2003. Apresentação Outlook 2003 Apresentação O Microsoft Office Outlook 2003 é um programa de comunicação e gerenciador de informações pessoais que fornece um local unificado para o gerenciamento de e-mails, calendários,

Leia mais

Bases de Dados 1º semestre

Bases de Dados 1º semestre DepartamentodeEngenhariaInformática 2008/2009 BasesdeDados1ºsemestre Lab1:Introduçãoaoambiente O ficheiro create bank.sql contém um conjunto de instruções SQL para criar a base de dadosdeexemploilustradanafigura1.

Leia mais

INSTALAÇÃO DO AMBIENTE PRONIM DW

INSTALAÇÃO DO AMBIENTE PRONIM DW INSTALAÇÃO DO AMBIENTE PRONIM DW SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 2. INSTALAÇÃO E DESINSTALAÇÃO DA INSTÂNCIA SQL EXPRESS 2008 R2... 6 2.1. Instalação... 6 2.2. Desinstalação... 9 3. INSTALAÇÃO E DESINSTALAÇÃO

Leia mais

Software HLA Fusion Versão 3.X.X

Software HLA Fusion Versão 3.X.X Manual do Utilizador do Database Utility Software HLA Fusion Versão 3.X.X N.º de Cat.: FUSPGR HLAF-MAN-v3.x.x-PT-01, Rev. 0 (Manual do Utilizador do HLA Fusion Database Utility v3.x.x) Todos os produtos

Leia mais

Acer erecovery Management

Acer erecovery Management 1 Acer erecovery Management Desenvolvido pela equipa de software da Acer, o Acer erecovery Management é uma ferramenta que lhe permite de forma fácil, fiável e segura restaurar o seu computador para o

Leia mais

MANUAL DO ADMINISTRADOR DO MÓDULO

MANUAL DO ADMINISTRADOR DO MÓDULO MANUAL DO ADMINISTRADOR DO MÓDULO ÍNDICE Relatórios Dinâmicos... 3 Requisitos de Sistema... 4 Estrutura de Dados... 5 Operadores... 6 Tabelas... 7 Tabelas x Campos... 9 Temas... 13 Hierarquia Relacionamento...

Leia mais

CRIANDO UM BANCO DE DADOS

CRIANDO UM BANCO DE DADOS CRIANDO UM BANCO DE DADOS Bem, antes de iniciarmos propriamente no delphi, devemos aprender a usar sua ferramentas, sendo uma das mais importantes o Database Desktop, pois é com esta que construímos nossos

Leia mais

www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação

www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação Índice 1. Introdução... 3 2. Funcionamento básico dos componentes do NetEye...... 3 3. Requisitos mínimos para a instalação dos componentes do NetEye... 4 4.

Leia mais

Aula Extra Conexão ODBC para aplicações Delphi 7 que usam SQL Server 2005

Aula Extra Conexão ODBC para aplicações Delphi 7 que usam SQL Server 2005 Nome Número: Série Aula Extra Conexão ODBC para aplicações Delphi 7 que usam SQL Server 2005 Proposta do projeto: Competências: Compreender a orientação a objetos e arquitetura cliente-servidor, aplicando-as

Leia mais

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Índice Como acessar o Moodle Editando seu PERFIL Editando o curso / disciplina no Moodle Incluindo Recursos

Leia mais

Certificado Digital A1

Certificado Digital A1 Certificado Digital A1 Geração Todos os direitos reservados. Imprensa Oficial do Estado S.A. - 2012 Página 1 de 41 Pré-requisitos para a geração Dispositivos de Certificação Digital Para que o processo

Leia mais

Sophos SafeGuard Disk Encryption

Sophos SafeGuard Disk Encryption Sophos SafeGuard Disk Encryption Guia: Este manual irá mostrar os procedimentos necessários para instalar o Sophos SafeGuard Disk Encryption bem como os primeiros passos para a utilização. Data do Documento:

Leia mais

Equipa PTE. Janeiro 2012

Equipa PTE. Janeiro 2012 Janeiro 2012 Equipa PTE Índice Introdução... 3 Registo Online... 3 Instalação... 6 Dropbox Online... 9 Separador Files (Ficheiros)... 10 Restaurar arquivos... 11 Recuperar arquivos... 11 Separador "Events"...

Leia mais

Pesquisa e organização de informação

Pesquisa e organização de informação Pesquisa e organização de informação Capítulo 3 A capacidade e a variedade de dispositivos de armazenamento que qualquer computador atual possui, tornam a pesquisa de informação um desafio cada vez maior

Leia mais

SQL Linguagem de Definição de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri

SQL Linguagem de Definição de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri SQL Linguagem de Definição de Dados Banco de Dados SQL Structured Query Language Uma das mais importantes linguagens relacionais (se não a mais importante) Exemplos de SGBD que utilizam SQL Oracle Informix

Leia mais

Prof. Omero, pág. 63. Banco de Dados InterBase.

Prof. Omero, pág. 63. Banco de Dados InterBase. Prof. Omero, pág. 63 O que é o InterBase? O InterBase é um SGBDR - Sistema Gerenciador de Banco de Dados Cliente/Servidor Relacional 1 que está baseado no padrão SQL ANSI-9, de alta performance, independente

Leia mais

Guia rápido do utilizador

Guia rápido do utilizador Guia rápido do utilizador Índice Relatório de roubo 3 Criar um novo relatório de roubo 4 Fornecer detalhes do relatório de roubo Secção 1. Especificar o computador 5 Fornecer detalhes do relatório de roubo

Leia mais

Sumário Scripts FGPS - Fornecedores

Sumário Scripts FGPS - Fornecedores FIAT 3/04/20 Sumário Scripts FGPS - Problemas Compatibilidade... 3 Localização do Manual de Treinamento... 3 Passos no sistema... 3 Registro de Tickets para Solução de Problemas... 4 Localização do Manual

Leia mais

Criação de uma base de dados em MS SQL Server e acesso com VB 6. Professor Sérgio Furgeri

Criação de uma base de dados em MS SQL Server e acesso com VB 6. Professor Sérgio Furgeri OBJETIVOS DA AULA: Criação de uma base de dados em MS SQL Server e acesso com VB 6. Fazer uma breve introdução a respeito do MS SQL Server 7.0; Criar uma pequena base de dados no MS SQL Server 7.0; Elaborar

Leia mais

Tutorial de configuração de rede wireless ISPGayaRadius

Tutorial de configuração de rede wireless ISPGayaRadius Tutorial de configuração de rede wireless ISPGayaRadius 1 Índice Como configurar a rede wireless do ISPGayaRadius no Windows XP?...3 Como configurar a rede wireless do ISPGayaRadius no Windows Vista ou

Leia mais

ZIM 8.50 PRIMEIROS PASSOS (WINDOWS E UNIX)

ZIM 8.50 PRIMEIROS PASSOS (WINDOWS E UNIX) ZIM TECHNOLOGIES DO BRASIL ZIM 8.50 PRIMEIROS PASSOS (WINDOWS E UNIX) Próx Antes de Iniciar O objetivo deste documento é apresentar os primeiros passos para utilizar a versão mais recente do Zim 8.50 para

Leia mais

Fazer backup de arquivos em um arquivo ou fita

Fazer backup de arquivos em um arquivo ou fita Fazer backup de arquivos em um arquivo ou fita Usando a interface do Windows 1.Abra o Backup. O Assistente de backup ou restauração é iniciado por padrão, a menos que ele esteja desativado. Você pode usar

Leia mais

Bases de Dados. O ficheiro create-bank.sql contém um conjunto de instruções SQL para criar a base de dados de exemplo ilustrada na figura 1.

Bases de Dados. O ficheiro create-bank.sql contém um conjunto de instruções SQL para criar a base de dados de exemplo ilustrada na figura 1. Departamento de Engenharia Informática 2008/2009 Bases de Dados Lab 1: Introdução ao ambiente 1º semestre O ficheiro create-bank.sql contém um conjunto de instruções SQL para criar a base de dados de exemplo

Leia mais

Manual de Gestão de Entregas

Manual de Gestão de Entregas Manual de Gestão de Entregas Índice 1. Acesso à Plataforma... 3 1.1. Certificado de Autenticação... 3 1.2. Autenticação perante a Plataforma... 6 2. Responsáveis pela Entrega... 7 3. Estado de Encomendas...

Leia mais

MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO

MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO Diretoria de Vigilância Epidemiológica/SES/SC 2006 1 Módulo 04 - Exportação e Importação de Dados Manual do SINASC Módulo Exportador Importador Introdução O Sistema SINASC

Leia mais

Prof. Carlos Majer Aplicações Corporativas UNICID

Prof. Carlos Majer Aplicações Corporativas UNICID Este material pertence a Carlos A. Majer, Professor da Unidade Curricular: Aplicações Corporativas da Universidade Cidade de São Paulo UNICID Licença de Uso Este trabalho está licenciado sob uma Licença

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO TERMINAL DE PORTA

MANUAL DE UTILIZAÇÃO TERMINAL DE PORTA MANUAL DE UTILIZAÇÃO TERMINAL DE PORTA www.xdsoftware.pt Resumo da Aplicação O XD Terminal de Porta é um módulo do XD Disco destinado a coletores de dados com o sistema operativo Windows mobile. Junta

Leia mais

Iniciar o Data Adapter Configuration Wizard. Toolbox Data Duplo clique em OleDbDataAdapter. Botão next na caixa de diálogo

Iniciar o Data Adapter Configuration Wizard. Toolbox Data Duplo clique em OleDbDataAdapter. Botão next na caixa de diálogo Iniciar o Data Adapter Configuration Wizard Toolbox Data Duplo clique em OleDbDataAdapter Botão next na caixa de diálogo Se carregar em Cancel, o wizard é cancelado e podemos depois definir as propriedades

Leia mais

Listando itens em ComboBox e gravando os dados no Banco de Dados MySQL.

Listando itens em ComboBox e gravando os dados no Banco de Dados MySQL. Listando itens em ComboBox e gravando os dados no Banco de Dados MySQL. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2012 Edição 7 Listando e Gravando Listando itens em ComboBox e gravando os dados no

Leia mais

Roteiro 9 - SQL Básico: chave estrangeira, operadores de comparação e operadores booleanos

Roteiro 9 - SQL Básico: chave estrangeira, operadores de comparação e operadores booleanos Roteiro 9 - SQL Básico: chave estrangeira, operadores de comparação e operadores booleanos Objetivos: Criar restrições para atributos, chaves primárias e estrangeiras; Explorar consultas SQL com uso de

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração do SQL Express

Manual de Instalação e Configuração do SQL Express Manual de Instalação e Configuração do SQL Express Data alteração: 19/07/11 Pré Requisitos: Acesse o seguinte endereço e faça o download gratuito do SQL SRVER EXPRESS, conforme a sua plataforma x32 ou

Leia mais

Conteúdo. 1. Propósito 3 2. Realizar Backup 4. 2.1. Por PrefDBManager 4 2.2. Por SQL Server 7 3. Restaurar Backup 10

Conteúdo. 1. Propósito 3 2. Realizar Backup 4. 2.1. Por PrefDBManager 4 2.2. Por SQL Server 7 3. Restaurar Backup 10 Backup PrefSuite Conteúdo 1. Propósito 3 2. Realizar Backup 4 2.1. Por PrefDBManager 4 2.2. Por SQL Server 7 3. Restaurar Backup 10 3.1. Por PrefDBManager 10 3.2. Por SQL Server 12 3.3. Permissão User

Leia mais

Linguagem SQL (Parte I)

Linguagem SQL (Parte I) Universidade Federal de Sergipe Departamento de Sistemas de Informação Itatech Group Jr Softwares Itabaiana Site: www.itatechjr.com.br E-mail: contato@itatechjr.com.br Linguagem SQL (Parte I) Introdução

Leia mais

UFCD 787. Administração de base de dados. Elsa Marisa S. Almeida

UFCD 787. Administração de base de dados. Elsa Marisa S. Almeida UFCD 787 Administração de base de dados Elsa Marisa S. Almeida 1 Objectivos Replicação de base de dados Gestão de transacções Cópias de segurança Importação e exportação de dados Elsa Marisa S. Almeida

Leia mais

Manual do PDFCreator Versão 1

Manual do PDFCreator Versão 1 Manual do PDFCreator Versão 1 O PDFCreator é um software livre que permite criar documentos em formato PDF a partir outras aplicações. Centro de Formação de Penalva e Azurara www.cfpa.pt 2006 Índice Índice...

Leia mais

CERTIFICADO DIGITAL ARMAZENADO NO COMPUTADOR (A1) Manual do Usuário

CERTIFICADO DIGITAL ARMAZENADO NO COMPUTADOR (A1) Manual do Usuário Certificação Digital CERTIFICADO DIGITAL ARMAZENADO NO COMPUTADOR (A1) Manual do Usuário Guia CD-17 Público Índice 1. Pré-requisitos para a geração do certificado digital A1... 3 2. Glossário... 4 3. Configurando

Leia mais

Criando Banco de Dados, Tabelas e Campos através do HeidiSQL. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011

Criando Banco de Dados, Tabelas e Campos através do HeidiSQL. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Criando Banco de Dados, Tabelas e Campos através do HeidiSQL Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Edição 2 Pedreiros da Informação Criando Banco de Dados, Tabelas e Campos através do HeidiSQL

Leia mais

DBDesigner 4. NomeFunc 1,N FUNCIONÁRIO. CargaHoraria. MatrFunc

DBDesigner 4. NomeFunc 1,N FUNCIONÁRIO. CargaHoraria. MatrFunc DBDesigner 4 O DBDesigner 4 é uma ferramenta CASE (Computer-Aided Software Engineering) voltada para a modelagem de dados dos sistemas. Para utilizá-lo é necessário, primeiramente, criar o Modelo Conceitual

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO -ZIMBRA- Ajuda na configuração e utilização do cliente de correio eletrónico

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO -ZIMBRA- Ajuda na configuração e utilização do cliente de correio eletrónico MANUAL DE CONFIGURAÇÃO -ZIMBRA- Ajuda na configuração e utilização do cliente de correio eletrónico Índice Autenticação Pela Primeira Vez... 3 Utilização do Zimbra... 4 Como Aceder... 4 Como fazer Download

Leia mais

CERTIFICADO DIGITAL ARMAZENADO NO COMPUTADOR (A1) GUIA DE EXPORTAÇÃO

CERTIFICADO DIGITAL ARMAZENADO NO COMPUTADOR (A1) GUIA DE EXPORTAÇÃO Certificação Digital CERTIFICADO DIGITAL ARMAZENADO NO COMPUTADOR (A1) GUIA DE EXPORTAÇÃO Guia CD-13 Público EXPORTAÇÃO DO CERTIFICADO DIGITAL 1. Pré Requisitos para exportação do certificado digital A1.

Leia mais

PgAdmin. O pgadmin é um software gráfico para administração do SGBD PostgreSQL disponível para Windows e UNIX.

PgAdmin. O pgadmin é um software gráfico para administração do SGBD PostgreSQL disponível para Windows e UNIX. 1/20 PgAdmin O pgadmin é um software gráfico para administração do SGBD PostgreSQL disponível para Windows e UNIX. Site para download. Caso queira a última versão - http://www.pgadmin.org/download/ É uma

Leia mais

[Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Estudantes da ESTG]

[Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Estudantes da ESTG] [Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Estudantes da ESTG] Unidade De Administração de Sistemas Serviços Informáticos Instituto Politécnico de Leiria 10-07-2009 Controlo do Documento Autor

Leia mais

Segurança de Acesso a Banco de Dados no MS SQL Server

Segurança de Acesso a Banco de Dados no MS SQL Server Segurança de Acesso a Banco de Dados no MS SQL Server Para efetuar com sucesso os exemplos que serão mostrados a seguir é necessário que exista no SQL Server uma pessoa que se conecte como Administrador,

Leia mais

Manual de. instalação. Certificado Digital A1 ou S1

Manual de. instalação. Certificado Digital A1 ou S1 Manual de instalação Certificado Digital A1 ou S1 Sumário O que é? 3 Aplicação 3 Preparando sua máquina 4 1ª configuração: Sistemas Homologados 4 2ª configuração: Perfil de usuário 4 3ª configuração: Hierarquias

Leia mais

Mobincube. Navegar até ao website www.mobincube.com e carregar em Free sign up.

Mobincube. Navegar até ao website www.mobincube.com e carregar em Free sign up. Mobincube Navegar até ao website www.mobincube.com e carregar em Free sign up. Como criar uma conta? Inserir um nome de utilizador, password e email, de seguida clicar em Create Account. Nota: Por razões

Leia mais

Oracle SQL Developer

Oracle SQL Developer BDDAD Bases de Dados Oracle SQL Developer Nelson Freire (ISEP LEI-BDDAD 2015/16) 1/30 SQL Developer Sumário Introdução Instalar Abrir Ligar à BD no Servidor Oracle SQL Worksheet Editar SQL Executar SQL

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Certificado Digital do tipo A1 Sistema Operacional Microsoft Windows XP 1 Instalação do certificado digital tipo A1 no Windows XP Para confecção desse manual, foi usado o Sistema Operacional

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES. RCi. Versão 1.1

PERGUNTAS FREQUENTES. RCi. Versão 1.1 PERGUNTAS FREQUENTES RCi Versão 1.1 16 de março de 2011 ÍNDICE 1 Informações Gerais 3 1.1 COMO FUNCIONA A RCI? 3 1.2 COMECEI O PROCESSO DE ENTREGA NA RCI. PODEREI CONTINUÁ-LO NA RCO? 3 1.3 AO COLOCAR O

Leia mais

Tarefa Orientada 5 Aplic. Manutenção de Facturas de Clientes

Tarefa Orientada 5 Aplic. Manutenção de Facturas de Clientes Tarefa Orientada 5 Aplic. Manutenção de Facturas de Clientes Objectivos: Aplicação Manutenção de Facturas de Clientes Utilização de uma fonte de dados. Formulários Master/Detail. Adicionar consultas a

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração do Primeiro Backup Versão PRO

Manual de Instalação e Configuração do Primeiro Backup Versão PRO Manual de Instalação e Configuração do Primeiro Backup Versão PRO Instalação do gbackup Pro Para instalar o gbackup Pro em seu computador ou servidor, basta seguir as seguintes etapas: Após baixar a instalação

Leia mais

Data Transformation Services (DTS) por Anderson Ferreira Souza

Data Transformation Services (DTS) por Anderson Ferreira Souza Data Transformation Services (DTS) por Anderson Ferreira Souza O Sql Server possui um recurso extremamente poderoso que é muito pouco utilizado pelos administradores e programadores. Com certeza, sendo

Leia mais

Instalação de Certificados Digitais recebidos via email e sua Exportação

Instalação de Certificados Digitais recebidos via email e sua Exportação Instalação de Certificados Digitais recebidos via email e sua Exportação Instalação de Certificados Digitais recebidos via email e sua Exportação Instalação de Certificados Digitais recebidos via email

Leia mais

O Instalador da aplicação (app) SanDisk +Cloud encontra-se na unidade de memória flash USB SanDisk.

O Instalador da aplicação (app) SanDisk +Cloud encontra-se na unidade de memória flash USB SanDisk. Instalação O Instalador da aplicação (app) SanDisk +Cloud encontra-se na unidade de memória flash USB SanDisk. Certifique-se de que o computador está ligado à Internet. Em seguida, ligue a unidade de memória

Leia mais

Bases de Dados. Lab 1: Introdução ao ambiente

Bases de Dados. Lab 1: Introdução ao ambiente Departamento de Engenharia Informática 2010/2011 Bases de Dados Lab 1: Introdução ao ambiente 1º semestre O ficheiro bank.sql contém um conjunto de instruções SQL para criar a base de dados de exemplo

Leia mais

Procedimentos para Instalação do Sisloc

Procedimentos para Instalação do Sisloc Procedimentos para Instalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Instalação do Sisloc... 3 Passo a passo... 3 3. Instalação da base de dados Sisloc... 16 Passo a passo... 16 4. Instalação

Leia mais

Estrutura de um endereço de Internet

Estrutura de um endereço de Internet Barras do Internet Explorer Estrutura de um endereço de Internet Na Internet, cada servidor tem uma identificação única, correspondente ao endereço definido no IP (Internet Protocol). Esse endereço é composto

Leia mais

Equipe de Treinamentos BIG SISTEMAS. Certificação em Comunicador Processo de Comunicação Entre Filiais Matriz/Filial Filial/Matriz

Equipe de Treinamentos BIG SISTEMAS. Certificação em Comunicador Processo de Comunicação Entre Filiais Matriz/Filial Filial/Matriz Equipe de Treinamentos BIG SISTEMAS Certificação em Comunicador Processo de Comunicação Entre Filiais Matriz/Filial Filial/Matriz Sumário Certificação em Comunicador Índice de Figuras... 3 Histórico de

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE BACKUP/RESTORE SQL SERVER 2005

PROCEDIMENTOS DE BACKUP/RESTORE SQL SERVER 2005 PROCEDIMENTOS DE BACKUP/RESTORE SQL SERVER 2005 SUMÁRIO 1 PROCEDIMENTOS DE BACKUP/RESTORE PARA SQL SERVER 2005... 3 1.1 Backup... 3 1.2 Restore... 9 www.aurum.com.br 1 PROCEDIMENTOS DE BACKUP/RESTORE PARA

Leia mais

BACKUP S IBERWEB MANUAL DE INSTALAÇÃO. Manual de Instalação Backup s IBERWEB (Versão1.0) 2008 IBERWEB, LDA. Todos os direitos reservados.

BACKUP S IBERWEB MANUAL DE INSTALAÇÃO. Manual de Instalação Backup s IBERWEB (Versão1.0) 2008 IBERWEB, LDA. Todos os direitos reservados. BACKUP S IBERWEB MANUAL DE INSTALAÇÃO INTRODUÇÃO Aproveitamos desde já para agradecer a sua adesão ao serviço de Backup s da IBERWEB. De seguida iremos apresentar as principais funcionalidades de um dos

Leia mais

Manual de Utilizador MDDE Plug-in (Windows) 1 of 22

Manual de Utilizador MDDE Plug-in (Windows) 1 of 22 Manual de Utilizador MDDE Plug-in (Windows) 1 of 22 Marca do Dia Eletrónica (MDDE) A Marca De Dia Eletrónica (MDDE) é um serviço, concebido por CTT e MULTICERT, que coloca uma "estampilha eletrónica" num

Leia mais

EAmb V.1 ESPOSENDE AMBIENTE. GestProcessos Online. Manual do Utilizador

EAmb V.1 ESPOSENDE AMBIENTE. GestProcessos Online. Manual do Utilizador EAmb V.1 ESPOSENDE AMBIENTE GestProcessos Online Manual do Utilizador GestProcessos Online GABINETE DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO EAmb Esposende Ambiente, EEM Rua da Ribeira 4740-245 - Esposende

Leia mais

LeYa Educação Digital

LeYa Educação Digital Índice 1. Conhecer o 20 Aula Digital... 4 2. Registo no 20 Aula Digital... 5 3. Autenticação... 6 4. Página de entrada... 7 4.1. Pesquisar um projeto... 7 4.2. Favoritos... 7 4.3. Aceder a um projeto...

Leia mais

Manual Operacional Datasync Retail

Manual Operacional Datasync Retail Datasync Retail Datasync Retail Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste material pode ser reproduzida por qualquer forma ou meio gráfico, eletrônico, ou mecânico, incluindo fotocópias, fotos

Leia mais

Sistema para o Controlo e Gestão de Fechaduras de Hotel. Manual de Instruções

Sistema para o Controlo e Gestão de Fechaduras de Hotel. Manual de Instruções Sistema para o Controlo e Gestão de Fechaduras de Hotel BRF 500 Índice Capítulo 1: Descrição geral do produto... 2 Capítulo 2: Instalação e características do software... 3 Guia para a instalação do software...

Leia mais

Certificado Digital A1

Certificado Digital A1 Abril/ Certificado Digital A1 Geração Página 1 de 32 Abril/ Pré requisitos para a geração Dispositivos de Certificação Digital Para que o processo de instalação tenha sucesso, é necessário obedecer aos

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Certificado Digital do tipo A1 Sistema Operacional Microsoft Windows XP Proibida a reprodução total ou parcial. Todos os direitos reservados 1 Para confecção desse manual, foi usado

Leia mais

Índice. Manual Backup Online. 03 Capítulo 1: Visão Geral

Índice. Manual Backup Online. 03 Capítulo 1: Visão Geral Índice 03 Capítulo 1: Visão Geral 04 Capítulo 2: Conta de Usuário 04 Criação 08 Edição 09 Grupo de Usuários 10 Informações da Conta 12 Capítulo 3: Download do Backup Online Embratel 16 Capítulo 4: Cópia

Leia mais

Ajuda: Pesquisa Web na base de dados Digitarq

Ajuda: Pesquisa Web na base de dados Digitarq Ajuda: Pesquisa Web na base de dados Digitarq A pesquisa Web nos oferece duas principais possibilidades, a saber: 1) Pesquisa simples e 2) Pesquisa avançada 1) Pesquisa simples O interface da pesquisa

Leia mais