Proposta de Adequação Tecnológica da Área de Segurança

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Proposta de Adequação Tecnológica da Área de Segurança"

Transcrição

1 Proposta de Adequação Tecnológica da Área de Segurança 1

2 Mapeamento dos pilares da Segurança prestada atualmente Serviço de Segurança Patrimonial; Ronda perimetral, muros e cercas; Ronda nas Alamedas; Fiscalização de espaços públicos; Fiscalização de espaços da Associação; Manutenção da ordem interna; Cumprimento dos Regulamentos e Normas; Monitoramento do CFTV (circuito fechado ou circuito interno de televisão que distribui sinais provenientes de câmeras localizadas em locais específicos, para um ou mais pontos de visualização) e alarme perimetral; Monitoramento dos veículos da segurança; Controle de acesso/portaria e liberação (via telefonia normal); Vistoria de casas vazias; Averiguação de atitudes suspeitas. 2

3 Mapeamento das Deficiências e Vulnerabilidades da área de Câmeras ultrapassadas; Câmeras pertencem a TV Alphaville; Câmeras fixas (sem Pan Tilt zoom); Segurança Altura de instalação das câmeras baixas; Monitoramento analítico de imagens; Deficiência na cobertura de imagens; Deficiência na qualidade das imagens; Sistema não possui identificação de presença; Não cobre 100% das Alamedas (somente perimetral); Dependência do fator humano para alerta; 3

4 Matriz do número de colaboradores da área de Segurança: Colaboradores Quantidade funcionários Gerente de Segurança 01 Encarregados 04 Sub-encarregados 04 Agentes de Segurança 54 Guardetes 04 Porteiros 14 TOTAL 81 4

5 Matriz de custo da área de segurança a ser impactada: DESCRIÇÃO R$ MENSAL R$ ANUAL Manutenção infravermelho (IVA, IVP) e Cerca Elétrica 4.200, ,00 Manutenção câmeras da TV Alphaville , ,00 Veículos (05 viaturas) , ,00 Monitoramento de veículos (05 viaturas) 400, ,00 Telefonia 5.432, ,00 Agente de Segurança (54 funcionários) , ,00 Treinamento (54 funcionários) 1.777, ,00 TOTAL , ,00 5

6 BENCHMARKING Equipamentos Proposta Atual Câmeras * Sensores 0 53 Pixels (configuração mínima) *5 MP 0,9 MP Altura câmeras (altura mínima) *4 metros 2,5 metros Extensão (cobertura das câmeras) metros metros Leitura de placas SIM NÃO VoIP (conversar utilizando a internet ou qualquer outra rede de computadores baseado no Protocolo de Internet) SIM NÃO Sala Monitoramento SIM SIM * Estimativa O Benchmarking com 5 empresas mostrou que nossa segurança está em um nível muito bom, contudo, defasada com relação a parte tecnológica e dependendo demasiadamente do fator humano, o que acarreta um custo acima do mercado. 6

7 IMAGENS ATUAL PROPOSTA 7

8 IMAGENS ATUAL PROPOSTA 8

9 ESCOPO Adequação tecnológica da área de segurança Objetivo: Elaboração de um projeto para monitoramento por vídeo vigilância e gestão de frotas, com a modernização da sala central de Monitoramento, identificação dos locais para a instalação de câmeras com no mínimo 95% de cobertura e com definições técnicas do(s) software(s) e hardware(s) necessários para a implantação do monitoramento. Com isso modernizaremos á área de segurança da SAR11 dentro da melhor tecnologia disponível no mercado. O resultado será uma melhoria dos serviços prestados na área de segurança, bem como equilibrar a médio e longo prazo o orçamento nessa área. 9

10 ESCOPO O residencial foi dividido em perímetro e setores para viabilizar financeiramente o projeto Setor 02 Setor 03 Setor 01 Setor 04 Perimetral 10

11 ESCOPO A empresa vencedora deverá ter capacitação técnico-operacional; Deverá apresentar um ou mais atestados de capacidade técnica, fornecido por pessoa jurídica de direito público ou privado, devidamente identificado em nome da empresa ou profissional da mesma relativo à execução e entrega de projeto(s); Deverá comprovar que possui em seu quadro técnico(s), profissional(is) de nível superior na área, ou outro devidamente reconhecido por entidade competente; 11

12 ESCOPO A implantação de uma rede de alta velocidade (CFTV, VoIP) deverá fornecer as ferramentas digitais para gestão de segurança e interatividade com os associados; Criação de infraestrutura para telefonia VoIP; Ambiente tecnológico para a implementação da central de monitoramento com câmeras; Informação em tempo real; Sistema de redundância (espelho) e gravação; A rede deverá obedecer aos padrões das normas técnicas ISO/IEC/ABNT, garantindo todo tráfego esta tecnologia. 12

13 ESCOPO Deverá fazer parte integrante dos projetos: Câmeras e postes de fixação; TVs, monitores, racks, etc.; Desenho da rede para interligação dos pontos de acesso; Desenho da infraestrutura para o centro de dados; Softwares e aplicativos com configuração detalhada; Ativos de rede, de servidores e de armazenamento com configurações detalhadas; Monitoramento; Telefonia VoIP; Garantia mínima de 12 meses. 13

14 Plano de Comunicação Divulgação do PDS (Plano Diretor de Segurança); Aprimorar a comunicação da segurança com o associado; Esclarecer sobre o uso de novos recursos; Informar sobre a utilização do VoIP; Otimizar o serviço de segurança com o uso das novas tecnologias; Informação em tempo real; Rever política de Pânico ; Rever diretrizes dos níveis de alerta. 14

15 Gerente de Segurança Rever a gestão das áreas operacionais de portaria, triagem, vigilância, rondas e monitoramento; Atendimento aos moradores; Representar o residencial perante o CONSEG, SIA e outras entidades da região; Atentar aos assuntos de interesse do residencial junto a DELPOL, Policia Militar, Guarda Municipal e Juizado de Menores. 15

16 Retorno do Investimento (Base Jan.2016) ANO CUSTO RESULTADO DIFERENÇA ACUMULADO , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,00 Se o plano Diretor de Segurança for aprovado, iniciaremos o estudo para obter parceria com operadoras, (Ex: Telefonica/VIVO, Embratel, Megatelecom, etc) para locação da rede de fibra óptica que já está instalada em nosso Residencial. Em caso positivo, os custos de implementação serão revistos e com certeza teremos uma redução. 16

17 Custo de Implantação Projetado (Base Jan.2016) Etapas Ano Ação R$ ANO Ano Zero 2016 Formação de Caixa ,00 1ª Fase 2017 Perímetro + Caixa ,00 2ª Fase 2018 Setores 01 e 02 + Caixa ,00 3ª Fase 2019 Setores 03 e 04 + Caixa ,00 TOTAL * ,00 *Custo estimado/não negociado. Se o plano Diretor de Segurança for aprovado, iniciaremos o estudo para obter parceria com operadoras, (Ex: Telefonica/VIVO, Embratel, Megatelecom, etc) para locação da rede de fibra óptica que já está instalada em nosso Residencial. Em caso positivo, os custos de implementação serão revistos e com certeza teremos uma redução. 17

18 Redução de Custos Projetado (Base Jan.2016) Etapas Ano Ação R$ ANO Ano Zero 2016 Formação de Caixa 0,00 1ª Fase 2017 TVA, 01 VTR, etc. (06 meses) ,00 2ª Fase 2018 TVA, 01 VTR, etc ,00 3ª Fase 2019 TVA, 01 VTR, etc ,00 BASE DE DADOS GERAL contas mês ano man. cerca 4.200, ,00 tva , ,00 05 veiculos , ,00 mon. Vtr 400, ,00 telefonia 5.432, ,00 54 vigilantes , ,00 54 treinamentos 1.777, ,00 TOTAL ,00 18

19 Milhões 5 4,97 Retorno do Investimento (Base Jan.2016) 4,68 4,38 4 4,04 3,88 3 ANO CUSTO RESULTADO DIFERENÇA ACUMULADO 3,04 3,04 3,04 3, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ANO CUSTO RESULTADO 19

Associação Alphaville Residencial 11

Associação Alphaville Residencial 11 ESCOPO Adequação tecnológica da área de segurança Objetivo:Modernização da área de segurança do SAR11 dentro da melhor tecnologia disponível no mercado para melhoria dos serviços prestados na área de segurança,

Leia mais

PROPOSTA DE PROJETO DE PESQUISA APLICADA PARA AUXÍLIO FINANCEIRO A CURSOS PROJETO DE TELEFONIA IP

PROPOSTA DE PROJETO DE PESQUISA APLICADA PARA AUXÍLIO FINANCEIRO A CURSOS PROJETO DE TELEFONIA IP Ministério Público do Estado do Paraná PROPOSTA DE PROJETO DE PESQUISA APLICADA PARA AUXÍLIO FINANCEIRO A CURSOS PROJETO DE TELEFONIA IP ALEXANDRE GOMES DE LIMA SILVA CURITIBA - PR 2012-2013 Ministério

Leia mais

WHITEPAPER. Guia de compra para câmeras IP: tudo o que você precisa saber antes de adquirir a sua solução digital

WHITEPAPER. Guia de compra para câmeras IP: tudo o que você precisa saber antes de adquirir a sua solução digital WHITEPAPER Guia de compra para câmeras IP: tudo o que você precisa saber antes de adquirir a sua solução digital Câmera IP ou câmera analógica? Se você está em dúvida sobre a aquisição de uma solução analógica

Leia mais

Governança em T.I. GTI-V Noturno - 2015. Alunos: Douglas de Souza Braga Rafael vitor Hugo Bastos Kaysmier Walessa

Governança em T.I. GTI-V Noturno - 2015. Alunos: Douglas de Souza Braga Rafael vitor Hugo Bastos Kaysmier Walessa Governança em T.I GTI-V Noturno - 2015 Alunos: Douglas de Souza Braga Rafael vitor Hugo Bastos Kaysmier Walessa Politica de Segurança Ativos: Computadores: Sistema \ Hardwere \Segurança A infraestrutura

Leia mais

Questionamento 3. Ano. Série. Nome do Aluno. Escola

Questionamento 3. Ano. Série. Nome do Aluno. Escola Questionamento 3 Pergunta 1: Conforme página 3 do TR existe a necessidade de cadastro em sistema de gestão documental informatizado, conforme requisitos abaixo listados: Ano Série Nome do Aluno Escola

Leia mais

Buscamos sempre a solução mais eficaz, de acordo com o avanço tecnológico dos sistemas de Telecomunicações e Tecnologia da Informação.

Buscamos sempre a solução mais eficaz, de acordo com o avanço tecnológico dos sistemas de Telecomunicações e Tecnologia da Informação. A T7 Solutions Informática e Telecomunicações atua como prestadora de serviços de Infraestrutura de TI e Telecom, com foco no desenvolvimento e implementação de soluções de Infraestrutura, Dados e Voz.

Leia mais

Tecnologia nos Municípios Brasileiros

Tecnologia nos Municípios Brasileiros PREFEITURA DE ITABORAÍ SECRETARIA DE FAZENDA ASSCT&I & (COBRA/BANCO DO BRASIL) DIRETORIA DE SISTEMAS INTEGRADOS Tecnologia nos Municípios Brasileiros O TERMO CIDADE DIGITAL Uma Cidade Digital muitas vezes

Leia mais

INSTALAÇÕES ELÉTRICAS ELETRICA

INSTALAÇÕES ELÉTRICAS ELETRICA ELETRICA A ME Engenharia tem como aliados profissionais altamente qualificados com anos de experiência em Engenharia de Eletricidade. Garantindo nossos projetos e manutenção com toda a proteção adequada

Leia mais

Itatiba: Cidade + Inteligente. Novembro 2014

Itatiba: Cidade + Inteligente. Novembro 2014 Itatiba: Cidade + Inteligente Novembro 2014 concepção projeto inovador na gestão do patrimônio e dos serviços prestados pelo município por meio de um sistema digital que possibilitará o monitoramento e

Leia mais

PLANO DE ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS

PLANO DE ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS AEJ - ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL DE JAÚ CNPJ 05.311.136/0001-36 FACULDADE JAUENSE PLANO DE ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS JAÚ/2012 MANUTENÇÃO E ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DOS EQUIPAMENTOS DA FAJAU

Leia mais

Solutions with flexibility

Solutions with flexibility Solutions with flexibility Solutions with flexibility Nossa História Missão Visão e Valores Fundada em 2010 A Mega Cabling, tem como objetivo principal fornecer consultoria, materiais e serviços na elaboração

Leia mais

LIGUE TELECOM SOLUÇÕES INOVADORAS PARA QUEM BUSCA COMUNICAÇÃO SEM LIMITES.

LIGUE TELECOM SOLUÇÕES INOVADORAS PARA QUEM BUSCA COMUNICAÇÃO SEM LIMITES. v8.art.br LIGUE TELECOM SOLUÇÕES INOVADORAS PARA QUEM BUSCA COMUNICAÇÃO SEM LIMITES. www.liguetelecom.com.br 0800 888 6700 VOIP FIXO INTERNET LIGUE TELECOM SOLUÇÕES INOVADORAS PARA QUEM BUSCA COMUNICAÇÃO

Leia mais

Empresa GÊNIO INFORMÁTICA

Empresa GÊNIO INFORMÁTICA 0 Empresa Com mais de 15 anos de experiência no mercado, GÊNIO INFORMÁTICA é líder em seu segmento e se destaca na prestação de serviços em redes de computadores e instalação de CFTV (Câmeras de segurança).

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE REDES E DATA CENTER 1º PERÍODO DE TECNOLOGIA DE REDES

ADMINISTRAÇÃO DE REDES E DATA CENTER 1º PERÍODO DE TECNOLOGIA DE REDES DESENHO DE SERVIÇO Este estágio do ciclo de vida tem como foco o desenho e a criação de serviços de TI cujo propósito será realizar a estratégia concebida anteriormente. Através do uso das práticas, processos

Leia mais

DIMENSÃO MUDANÇAS CLIMÁTICAS

DIMENSÃO MUDANÇAS CLIMÁTICAS DIMENSÃO MUDANÇAS CLIMÁTICAS CONTEÚDO CRITÉRIO I - POLÍTICA... 2 INDICADOR 1: COMPROMISSO, ABRANGÊNCIA E DIVULGAÇÃO... 2 CRITÉRIO II GESTÃO... 3 INDICADOR 2: RESPONSABILIDADES... 3 INDICADOR 3: PLANEJAMENTO/GESTÃO

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DE CREDENCIAMENTO E EXPLORAÇÃO DE PÁTIOS REGULADORES DE CAMINHÕES

REGULAMENTO GERAL DE CREDENCIAMENTO E EXPLORAÇÃO DE PÁTIOS REGULADORES DE CAMINHÕES REGULAMENTO GERAL DE CREDENCIAMENTO E EXPLORAÇÃO DE PÁTIOS REGULADORES DE CAMINHÕES Art. 1º - Este Regulamento Geral de Credenciamento e Exploração de Pátios Reguladores de Caminhões tem por finalidade

Leia mais

ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL - ESPECIALISTA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO/DESENVOLVIMENTO

ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL - ESPECIALISTA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO/DESENVOLVIMENTO ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL - ESPECIALISTA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO/DESENVOLVIMENTO Requisitos: graduação em qualquer curso da área de Tecnologia da Informação - Elaborar

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 080/2014, DE 25 DE JUNHO DE 2014 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG

RESOLUÇÃO Nº 080/2014, DE 25 DE JUNHO DE 2014 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG RESOLUÇÃO Nº 080/2014, DE 25 DE JUNHO DE 2014 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG O Conselho Universitário da UNIFAL-MG, no uso de suas atribuições regimentais e estatutárias,

Leia mais

Nossa Tecnologia - Seus Olhos

Nossa Tecnologia - Seus Olhos Somos uma empresa de comércio e serviços de equipamentos para veículos e locais onde o CFTV (Circuito Fechado de TV) convencional não supre a necessidade do cliente. p/.ex: marinas, prédios com mais 30

Leia mais

PLANO DE ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DOS EQUIPAMENTOS

PLANO DE ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DOS EQUIPAMENTOS PLANO DE ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DOS EQUIPAMENTOS 1. INTRODUÇÃO As Faculdades mantidas pelo Instituto Educacional de Assis IEDA (Escola de Educação Física de Assis, Faculdade de Administração de Assis,

Leia mais

www.cidadedigitalbrasil.com.br ( 35 ) 3431-2777

www.cidadedigitalbrasil.com.br ( 35 ) 3431-2777 www.cidadedigitalbrasil.com.br ( 35 ) 3431-2777 Cidade Digital - Objetivos : Modernizar a estrutura pública Redução de custos Prover novos serviços à população Cidade Digital Sistemas contemplados : -

Leia mais

Contingenciamento da Rede Corporativa PLANO DO PROJETO

Contingenciamento da Rede Corporativa PLANO DO PROJETO 1. Escopo ou finalidade do projeto O contingenciamento da Rede Corporativa, objetiva melhoria da comunicação de dados do TJERJ em todo o Estado do Rio de janeiro, assegurando o trafego ininterrupto de

Leia mais

Controllan Telecomunicações, Segurança Eletrônica e Elétrica. PORTIFÓLIO DE SERVIÇOS

Controllan Telecomunicações, Segurança Eletrônica e Elétrica. PORTIFÓLIO DE SERVIÇOS PORTIFÓLIO DE SERVIÇOS A Controllan comercializa produtos e serviços voltados à tecnologia integrada em Telecom, Segurança Eletrônica e Elétrica. Utilizamos a tecnologia compatível às necessidades do cliente,

Leia mais

SOBRE A CALLIX. Por Que Vantagens

SOBRE A CALLIX. Por Que Vantagens Callix PABX Virtual SOBRE A CALLIX Por Que Vantagens SOBRE A CALLIX Por Que Vantagens Por Que Callix Foco no seu negócio, enquanto cuidamos da tecnologia do seu Call Center Pioneirismo no mercado de Cloud

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 Versão 1.0 1 APRESENTAÇÃO O Planejamento

Leia mais

Monitoramento eletrônico de Araripina Pernambuco

Monitoramento eletrônico de Araripina Pernambuco CDL ARARIPINA 87 3873 1821 1 Monitoramento eletrônico de Araripina Pernambuco O projeto de monitoramento eletrônico para Araripina Pernambuco está no plano de Gestão de atual diretoria da CDL Araripina,

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Gabinete do Deputado ODAIR CUNHA PT/MG

CÂMARA DOS DEPUTADOS Gabinete do Deputado ODAIR CUNHA PT/MG PROGRAMAS ABERTOS MINISTÉRIO DA PESCA Código do Programa 5800020130061 Administração Pública Estadual ou do Distrito Federal Programa 20.122.2113.2000.0001.0001 - Adminstração da Unidade - Nacional A atividade

Leia mais

POLÍTICA DE GERENCIAMENTO DE RISCO OPERACIONAL

POLÍTICA DE GERENCIAMENTO DE RISCO OPERACIONAL Versão Março de 2015 POLÍTICA DE GERENCIAMENTO DE RISCO OPERACIONAL (Política e procedimentos relacionados ao gerenciamento de risco operacional da Gávea DTVM nos termos da Resolução BCB no 3.380, de 29

Leia mais

CFTV DE BRINQUEDO X PROFISSIONAL O QUE DEVEMOS PERGUNTAR???

CFTV DE BRINQUEDO X PROFISSIONAL O QUE DEVEMOS PERGUNTAR??? CFTV DE BRINQUEDO X PROFISSIONAL O QUE DEVEMOS PERGUNTAR??? Na hora de escolher um sistema de cftv leve em conta suas necessidades. Algumas câmeras podem não atender determinados requisitos, por isso é

Leia mais

Secretaria para Assuntos Estratégicos

Secretaria para Assuntos Estratégicos Secretaria para Assuntos Estratégicos DO DESAFIO A REALIDADE Nosso desafio: 399 municípios conectados por uma internet rápida, que oportuniza a aproximação da gestão pública com o cidadão. O projeto Rede399

Leia mais

PIM TECNOLOGIA EM GERENCIAMENTO DE REDES (GR3P30)

PIM TECNOLOGIA EM GERENCIAMENTO DE REDES (GR3P30) UNIP Brasília - Coordenação CG/CW/GR/AD Senhores Alunos, PIM TECNOLOGIA EM GERENCIAMENTO DE REDES (GR3P30) Seguem informações importantes sobre o PIM: 1. O QUE É? - Os PIM (Projeto Integrado Multidisciplinar)

Leia mais

Telecomunicações. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Telecomunicações. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Telecomunicações Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Introdução à tecnologia de redes Redes de Computadores Século XX - Era da Informação -> invenção do computador. No início, os mainframes

Leia mais

RELATÓRIO SOBRE A GESTÃO DE RISCO OPERACIONAL NO BANCO BMG

RELATÓRIO SOBRE A GESTÃO DE RISCO OPERACIONAL NO BANCO BMG SUPERINTENDÊNCIA DE CONTROLE GERÊNCIA DE CONTROLE DE TESOURARIA ANÁLISE DE RISCO OPERACIONAL RELATÓRIO SOBRE A GESTÃO DE RISCO OPERACIONAL NO BANCO BMG Belo Horizonte 01 de Julho de 2008 1 SUMÁRIO 1. Introdução...02

Leia mais

GAMA TECNOLOGIA EM SEGURANÇA PATRIMONIAL LTDA.

GAMA TECNOLOGIA EM SEGURANÇA PATRIMONIAL LTDA. GAMA TECNOLOGIA EM SEGURANÇA PATRIMONIAL LTDA. GAMA TECNOLOGIA EM SEGURANÇA PATRIMONIAL LTDA. Criada em 2002, a GAMA TECNOLOGIA EM SEGURANÇA foi fundada em João Pessoa PB, para prestar serviços de instalações

Leia mais

SEGURANÇA AO ALCANCE DE TODOS

SEGURANÇA AO ALCANCE DE TODOS SEGURANÇA AO ALCANCE DE TODOS TECNOLOGIA A SERVIÇO DA SEGURANÇA O Helper é um sistema inovador que utiliza tecnologia para promover o bem-estar das pessoas, contribuindo para a gestão da segurança pública

Leia mais

TRIBUTAÇÃO NA NUVEM. Tax Friday 21 de outubro de 2011 AMCHAM - RJ

TRIBUTAÇÃO NA NUVEM. Tax Friday 21 de outubro de 2011 AMCHAM - RJ TRIBUTAÇÃO NA NUVEM Tax Friday 21 de outubro de 2011 AMCHAM - RJ PROGRAMA 1. INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO EM NUVEM CONCEITOS APLICÁVEIS 2. PRINCIPAIS OPERAÇÕES E ASPECTOS TRIBUTÁRIOS POLÊMICOS INTRODUÇÃO À

Leia mais

Sistema de localização e bloqueio veicular por célula de comunicação Objetivo Principal

Sistema de localização e bloqueio veicular por célula de comunicação Objetivo Principal de comunicação Objetivo Principal Prover uma solução de baixo custo para Identificação, localização, bloqueio e recuperação de veículos roubados ou procurados, através de micro circuitos embarcados de

Leia mais

Esclarecimento: As versões dos navegadores a serem utilizadas pelo PSIM estão descrito no item 2.4.1.12 do projeto básico.

Esclarecimento: As versões dos navegadores a serem utilizadas pelo PSIM estão descrito no item 2.4.1.12 do projeto básico. 1 Dúvida: Por favor, nos explique alguns casos tipicos de uso para o monitoramento central? Esclarecimento: Recepção e tratamento de eventos provenientes da central de alarme, validação de ocorrências

Leia mais

Presente no mercado desde 1992, o GRUPO GR se consolidou pelo porte e pela qualidade em prestação de serviços.

Presente no mercado desde 1992, o GRUPO GR se consolidou pelo porte e pela qualidade em prestação de serviços. HISTÓRICO Presente no mercado desde 1992, o GRUPO GR se consolidou pelo porte e pela qualidade em prestação de serviços. Especializado na customização de soluções em segurança patrimonial e serviços, o

Leia mais

FEATI - Faculdade de Educação, Administração e Tecnologia de Ibaiti Mantida pela União das Instituições Educacionais do Estado de São Paulo UNIESP

FEATI - Faculdade de Educação, Administração e Tecnologia de Ibaiti Mantida pela União das Instituições Educacionais do Estado de São Paulo UNIESP PLANO DE ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DOS EQUIPAMENTOS IBAITI/PR 2013 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 OBJETIVOS... 3 3 ATUALIZAÇÃO DO PARQUE TECNOLÓGICO... 3 3.1 Laboratório de Informática, Departamentos Acadêmicos

Leia mais

Objetivo 1. Reduzir a Criminalidade Proposta Responsável/Sugestões Indicador

Objetivo 1. Reduzir a Criminalidade Proposta Responsável/Sugestões Indicador Coordenador: SEGURANÇA Visão: Que Santa Maria tenha os melhores indicadores de Segurança Pública, entre os municípios do Rio Grande do Sul com mais de 100 mil habitantes, garantindo a prevenção e o controle

Leia mais

PROTEÇÃO PERIMETRAL COMPROVADA NOVO SIMPLICIDADE DE PLATAFORMA ÚNICA.

PROTEÇÃO PERIMETRAL COMPROVADA NOVO SIMPLICIDADE DE PLATAFORMA ÚNICA. SISTEMAS DE DETECÇÃO PERIMETRAL MAIS INTELIGENTES MicroPoint II Sistema de Detecção em Cercas MicroTrack II Sistema de Detecção de Cabo Enterrado MicroWave 330 Barreira de Microondas Digital PROTEÇÃO PERIMETRAL

Leia mais

Case de Sucesso. Integrando CIOs, gerando conhecimento. FIRST S.A. APRIMORA INFRAESTRUTURA DE TELEFONIA MÓVEL E REDUZ CUSTOS EM APENAS 4 MESES

Case de Sucesso. Integrando CIOs, gerando conhecimento. FIRST S.A. APRIMORA INFRAESTRUTURA DE TELEFONIA MÓVEL E REDUZ CUSTOS EM APENAS 4 MESES Case de Sucesso Integrando CIOs, gerando conhecimento. FIRST S.A. APRIMORA INFRAESTRUTURA DE TELEFONIA MÓVEL E REDUZ CUSTOS EM APENAS 4 MESES Perfil A First S.A. foi fundada no ano de 2000 e, desde 2002,

Leia mais

Com o objetivo de manter um alto nível de qualidade, nossos colaboradores são rigorosamente selecionados e treinados.

Com o objetivo de manter um alto nível de qualidade, nossos colaboradores são rigorosamente selecionados e treinados. A MBS SERVIÇOS possui o conhecimento necessário e indispensável para oferecer qualidade e agilidade nas realizações dos serviços prestados. Possuímos sede própria com toda infraestrutura necessária para

Leia mais

ESCOLAR. A solução de vigilância ideal para o transporte de seus filhos

ESCOLAR. A solução de vigilância ideal para o transporte de seus filhos ESCOLAR A solução de vigilância ideal para o transporte de seus filhos POR QUE A BUSVISION É DIFERENTE? Criada pela Rio Service, empresa de tecnologia com cerca de 20 anos no mercado, a Busvision oferece

Leia mais

Eficiência operacional no setor público. Dez recomendações para cortar custos

Eficiência operacional no setor público. Dez recomendações para cortar custos Eficiência operacional no setor público Dez recomendações para cortar custos 2 de 8 Introdução Com grandes cortes no orçamento e uma pressão reguladora cada vez maior, o setor público agora precisa aumentar

Leia mais

ISO/IEC 17799. Informação

ISO/IEC 17799. Informação ISO/IEC 17799 Norma de Segurança da Norma de Segurança da Informação Segurança da Informação Segundo a norma ISO/IEC 17799, é a proteção contra um grande número de ameaças às informações, de forma a assegurar

Leia mais

PÁGINA 4 ITIL V.2 & ITIL V.3

PÁGINA 4 ITIL V.2 & ITIL V.3 PÁGINA 4 ITIL V.2 & ITIL V.3 Gerência de Níveis de Serviço Manter e aprimorar a qualidade dos serviços de TI Revisar continuamente os custos e os resultados dos serviços para garantir a sua adequação Processo

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL CLOUD SERVER

PROPOSTA COMERCIAL CLOUD SERVER PROPOSTA COMERCIAL CLOUD SERVER Sobre a AbsamHost A AbsamHost atua no mercado de hosting desde 2008, fornecendo infraestrutura de data center a diversas empresas no Brasil e no mundo. Focada em servidores

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Secretaria da Saúde Complexo Regulador Estadual Central de Regulação das Urgências/SAMU. Nota Técnica nº 10

Estado do Rio Grande do Sul Secretaria da Saúde Complexo Regulador Estadual Central de Regulação das Urgências/SAMU. Nota Técnica nº 10 Estado do Rio Grande do Sul Secretaria da Saúde Complexo Regulador Estadual Central de Regulação das Urgências/SAMU Nota Técnica nº 10 LIBERAÇÃO E SOLICITAÇÃO DE AMBULÂNCIA DO SERVIÇO DE ATENDIMENTO MÓVEL

Leia mais

Evento Huawei Águas de São Pedro Cidade Digital e Inteligente

Evento Huawei Águas de São Pedro Cidade Digital e Inteligente Evento Huawei Águas de São Pedro Cidade Digital e Inteligente São Paulo, 2 de Julho de 2015 Eduardo Koki Iha Smart Cities & Inovação IoT eduardo.iha@telefonica.com - @kokiiha 1 Por que Cidades Inteligentes?_

Leia mais

SOLUÇÕES COMPLETAS SOLUÇÕES COMPLETAS. em produtos e serviços de segurança eletrônica e telecomunicações

SOLUÇÕES COMPLETAS SOLUÇÕES COMPLETAS. em produtos e serviços de segurança eletrônica e telecomunicações SOLUÇÕES COMPLETAS em produtos e serviços de segurança eletrônica e telecomunicações SOLUÇÕES COMPLETAS em produtos e serviços de segurança eletrônica e telecomunicações CFTV IP CABEAMENTO ESTRUTURADO

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica Diretoria de Formulação de Conteúdos Educacionais Programa Nacional de Tecnologia Educacional

Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica Diretoria de Formulação de Conteúdos Educacionais Programa Nacional de Tecnologia Educacional Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica Diretoria de Formulação de Conteúdos Educacionais Programa Nacional de Tecnologia Educacional SEB DCE CGMID COGTEC PROINFO SEB SECRETARIA DE EDUCAÇÃO

Leia mais

Fundação Habitacional do Exército. José Ricardo GODINHO Rodrigues

Fundação Habitacional do Exército. José Ricardo GODINHO Rodrigues Fundação Habitacional do Exército José Ricardo GODINHO Rodrigues MAPEAMENTO E MELHORIA DE PROCESSOS Caso de sucesso na Fundação Habitacional do Exército FHE Desafios e lições aprendidas Resultados gerados

Leia mais

Bancada de CFTV - XI 102 -

Bancada de CFTV - XI 102 - T e c n o l o g i a Bancada de CFTV - XI 102 - Os melhores e mais modernos MÓDULOS DIDÁTICOS para um ensino tecnológico de qualidade. Bancada de CFTV - XI 102 - INTRODUÇÃO As instalações prediais nos novos

Leia mais

BMS - BUILDING MANAGEMENT SYSTEM

BMS - BUILDING MANAGEMENT SYSTEM BMS - BUILDING MANAGEMENT SYSTEM ADKL.ZELLER 18 ANOS DE EXPERIÊNCIA; SOLUÇÕES EM ENGENHARIA ELÉTRICA E AUTOMAÇÃO DE A a Z; DESENVOLVEMOS TODAS AS ETAPAS DE UM PROJETO; DIVERSAS CERTIFICAÇÕES; LONGAS PARCERIAS

Leia mais

Fusão Tecnologia. Apresentação da Empresa e Soluções. www.fusaotecnologia.com.br

Fusão Tecnologia. Apresentação da Empresa e Soluções. www.fusaotecnologia.com.br Fusão Tecnologia Apresentação da Empresa e Soluções APRESENTAÇÃO DA EMPRESA Quem Somos: A Fusão Tecnologia é uma empresa TI, especializada em soluções de infraestrutura Etapa em 2 tecnologia nas áreas

Leia mais

Governança de TI. ITIL v.2&3. parte 1

Governança de TI. ITIL v.2&3. parte 1 Governança de TI ITIL v.2&3 parte 1 Prof. Luís Fernando Garcia LUIS@GARCIA.PRO.BR ITIL 1 1 ITIL Gerenciamento de Serviços 2 2 Gerenciamento de Serviços Gerenciamento de Serviços 3 3 Gerenciamento de Serviços

Leia mais

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Este documento faz parte do Repositório Institucional do Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org CENTRAL DE COMUNICAÇÃO DO FSM 2005 A Central de Comunicação do V FSM estará localizada na Usina

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DO xxxxxxxxxxx AEROPORTO INTERNACIONAL xxxxxxxxxxx ANEXO I

SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DO xxxxxxxxxxx AEROPORTO INTERNACIONAL xxxxxxxxxxx ANEXO I CONDIÇÕES ESPECIAIS ANEXAS AO TERMO DE CONTRATO N.º 08-2011-xxx-xxxx PARA UTILIZAÇÃO DE FACILIDADES DE TELECOMUNICAÇÕES PASSAGEIROS COM GRATUIDADE I - DOS CUSTOS MENSAIS E DAS UTILIZAÇÕES DAS FACILIDADES:

Leia mais

Rede Corporativa. Tutorial 10 mar 2009 Fabio Montoro. Introdução

Rede Corporativa. Tutorial 10 mar 2009 Fabio Montoro. Introdução Tutorial 10 mar 2009 Fabio Montoro Rede Corporativa Introdução Rede corporativa é um sistema de transmissão de dados que transfere informações entre diversos equipamentos de uma mesma corporação, tais

Leia mais

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Redes de Computadores 2011-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Redes de Computadores 2011-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Redes de Computadores 2011-1 RESTRUTURAÇÃO DE REDE DE UMA USINA ELEVATÓRIA DE ENERGIA ELÉTRICA

Leia mais

POR QUE SER ASSOCIADO ABESE? CONHEÇA TODOS OS BENEFÍCIOS

POR QUE SER ASSOCIADO ABESE? CONHEÇA TODOS OS BENEFÍCIOS POR QUE SER ASSOCIADO ABESE? CONHEÇA TODOS OS BENEFÍCIOS Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança - ABESE Entidade que representa, nacionalmente, as empresas de sistemas

Leia mais

www.internetsul.org.br Prefeituras Parceria e Oportunidade Provedor X Mantenedor Porto Alegre Wireless Março/2008

www.internetsul.org.br Prefeituras Parceria e Oportunidade Provedor X Mantenedor Porto Alegre Wireless Março/2008 Internetsul www.internetsul.org.br Prefeituras Parceria e Oportunidade Provedor X Mantenedor Porto Alegre Wireless Março/2008 Objetivos 1 Inclusão Digital / Social 2 Prefeituras 3 Parcerias e Oportunidades

Leia mais

PRODAM - Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Mun. SP DIT- Diretoria de Infraestrutura e Tecnologia CPI - Comissão de Planejamento e

PRODAM - Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Mun. SP DIT- Diretoria de Infraestrutura e Tecnologia CPI - Comissão de Planejamento e PRODAM - Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Mun. SP DIT- Diretoria de Infraestrutura e Tecnologia CPI - Comissão de Planejamento e Implantação 1. Objetivo Esta cartilha tem o objetivo

Leia mais

Implantação do Sistema de Divulgação de Melhores Práticas de Gestão na Administração Pública

Implantação do Sistema de Divulgação de Melhores Práticas de Gestão na Administração Pública Ministério do Planejamento, Orçamento e Programa 0792 GESTÃO PÚBLICA EMPREENDEDORA Objetivo Promover a transformação da gestão pública para ampliar os resultados para o cidadão e reduzir custos. Indicador(es)

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Referência: An Introductory Overview of ITIL v2 Livros ITIL v2 Cenário de TI nas organizações Aumento da dependência da TI para alcance

Leia mais

TRANSQUALIT. Sistema de Gestão da Qualificação para Empresas de Transporte de Cargas PRODUTOS FARMACÊUTICOS

TRANSQUALIT. Sistema de Gestão da Qualificação para Empresas de Transporte de Cargas PRODUTOS FARMACÊUTICOS TRANSQUALIT Sistema de Gestão da Qualificação para Empresas de Transporte de Cargas PRODUTOS FARMACÊUTICOS Sumário Prefácio 1 Objetivo 2 Referência normativa 3 Definições 4 Sistema de qualificação 5 Responsabilidade

Leia mais

Reunião de regulamentação da Lei 12.841 Lei dos Desaparecidos. Deputado Federal Engº Agrº Valdir Colatto

Reunião de regulamentação da Lei 12.841 Lei dos Desaparecidos. Deputado Federal Engº Agrº Valdir Colatto Reunião de regulamentação da Lei 12.841 Lei dos Desaparecidos Deputado Federal Engº Agrº Valdir Colatto Justificativa O desaparecimento de pessoas é um problema cada vez mais grave no mundo atual, com

Leia mais

Política de Utilização da Rede Sem Fio (Wireless)

Política de Utilização da Rede Sem Fio (Wireless) Política de Utilização da Rede Sem Fio (Wireless) UNISC Setor de Informática/Redes Atualizado em 22/07/2008 1. Definição Uma rede sem fio (Wireless) significa que é possível uma transmissão de dados via

Leia mais

VIDEOCONFERÊNCIA Edital de Licitação. Perguntas e Respostas Emissão: 24/09/2007

VIDEOCONFERÊNCIA Edital de Licitação. Perguntas e Respostas Emissão: 24/09/2007 VIDEOCONFERÊNCIA Edital de Licitação Pregão Conjunto nº 27/2007 Processo n 11554/2007 Perguntas e Respostas Emissão: 24/09/2007 ITEM QUE ALTERA O EDITAL: Pergunta n o 1: Entendemos que, pelo fato do protocolo

Leia mais

Relató rió SORI Abril 2016

Relató rió SORI Abril 2016 Relató rió SORI Abril 2016 São Paulo, 19 de Maio de 2016 A Associação dos Proprietários em Reserva Ibirapitanga Ac. Sr. Manoel Alves Diretor de segurança Ref.: Números consolidados da segurança. Prezado

Leia mais

Gestão de escopo do projeto

Gestão de escopo do projeto Nome Número: Série Gestão de escopo do projeto Assegura que o projeto contemple todo o trabalho, e apenas o trabalho necessário, para que a missão do projeto seja atingida. Escopo do projeto Quantidade

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 Reestrutura as unidades vinculadas à Secretaria de Tecnologia da Informação SETIN do Tribunal Superior do Trabalho.

Leia mais

A INICIATIVA QUE VAI LEVAR SEGURANÇA, CONHECIMENTO E BEM-ESTAR À SUA CIDADE

A INICIATIVA QUE VAI LEVAR SEGURANÇA, CONHECIMENTO E BEM-ESTAR À SUA CIDADE A INICIATIVA QUE VAI LEVAR SEGURANÇA, CONHECIMENTO E BEM-ESTAR À SUA CIDADE APRESENTAÇÃO SEGURANÇA UM DIREITO DE TODOS Conviver em segurança é um direito de todos e é dever do poder público garanti-lo.

Leia mais

SOLUÇÕES DE INFRAESTRUTURA

SOLUÇÕES DE INFRAESTRUTURA DE INFRAESTRUTURA www.alidata.pt geral@alidata.pt +351 244 850 030 A Alidata conta com uma equipa experiente e especializada nas mais diversas áreas, desde a configuração de um simples terminal de trabalho

Leia mais

ESCLARECIMENTOS AO PREGÃO Nº 653/2006

ESCLARECIMENTOS AO PREGÃO Nº 653/2006 MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES COORDENAÇÃO-GERAL DE ADMINISTRAÇÃO GERAL ESCLARECIMENTOS AO PREGÃO Nº 653/2006 Ref. Processo nº 50600.009513/2006-99 OBJETO:

Leia mais

ANEXO I DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS

ANEXO I DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS ANEXO I Concorrência pública Nº 008/2014 Processo n.º DE.01.01.0034/2014 DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS 1. VIGILÂNCIA HUMANA SERVIÇOS DE VIGILÂNCIA VIGILANTE: No Posto de Trabalho serão realizados os seguintes

Leia mais

Manual de Produtos Mais Internet e Segurança V 1.1

Manual de Produtos Mais Internet e Segurança V 1.1 Manual de Produtos Mais Internet e Segurança V 1.1 manual de produtos v 1.1 Tel (48) 3344-0200 WhatsApp (48) 9137-8772 Av. São Cristóvão, 4842 Alto-Aririú Palhoça SC Página 1 Cobertura do Serviço de Banda

Leia mais

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 052/2010 ESCLARECIMENTO 4

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 052/2010 ESCLARECIMENTO 4 MENSAGEM Assunto: Esclarecimento 4 Referência: Pregão Eletrônico n. 052/2010 Data: 19/11/2010 Objeto: Contratação de serviços técnicos especializados de atendimento remoto e presencial a usuários de tecnologia

Leia mais

A consolidação de servidores traz uma séria de vantagens, como por exemplo:

A consolidação de servidores traz uma séria de vantagens, como por exemplo: INFRAESTRUTURA Para que as empresas alcancem os seus objetivos de negócio, torna-se cada vez mais preponderante o papel da área de tecnologia da informação (TI). Desempenho e disponibilidade são importantes

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DE CREDENCIAMENTO E EXPLORAÇÃO DE PÁTIOS REGULADORES DE CAMINHÕES

REGULAMENTO GERAL DE CREDENCIAMENTO E EXPLORAÇÃO DE PÁTIOS REGULADORES DE CAMINHÕES 1 REGULAMENTO GERAL DE CREDENCIAMENTO E EXPLORAÇÃO DE PÁTIOS REGULADORES DE CAMINHÕES Art. 1º - Este Regulamento Geral de Credenciamento e Exploração de Pátios Reguladores de Caminhões tem por finalidade

Leia mais

ScatiSuite, A melhor ferramenta para a gravação e a gestão do CFTV

ScatiSuite, A melhor ferramenta para a gravação e a gestão do CFTV ScatiSuite, A melhor ferramenta para a gravação e a gestão do CFTV www.scati.com info@scati.com Índice Scati Suite Caraterísticas gerais Gravação Aplicações cliente de gestão Outras funcionalidades Scati

Leia mais

Criação e Implantação de um Núcleo de Inteligência Competitiva Setorial para o Setor de Farmácias de Manipulação e Homeopatia.

Criação e Implantação de um Núcleo de Inteligência Competitiva Setorial para o Setor de Farmácias de Manipulação e Homeopatia. Criação e Implantação de um Núcleo de Inteligência Competitiva Setorial para o Setor de Farmácias de Manipulação e Homeopatia Elisabeth Gomes 6º Conferencia Anual de Inteligência Competitiva IBC São Paulo

Leia mais

Desenvolvimento de Novos Produtos e Serviços para a Área Social

Desenvolvimento de Novos Produtos e Serviços para a Área Social Programa 0465 SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO - INTERNET II Objetivo Incrementar o grau de inserção do País na sociedade de informação e conhecimento globalizados. Público Alvo Empresas, usuários e comunidade

Leia mais

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro OS DESAFIOS E BENEFÍCIOS DE UMA REDE PRIVADA DE TRANSMISSÃO DE DADOS

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro OS DESAFIOS E BENEFÍCIOS DE UMA REDE PRIVADA DE TRANSMISSÃO DE DADOS OS DESAFIOS E BENEFÍCIOS DE UMA REDE PRIVADA DE TRANSMISSÃO DE DADOS BREVE HISTÓRICO DO TJRJ O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro atua em todo o Estado com 96 comarcas, 1694 serventias de

Leia mais

RESOLUÇÃO POLÍTICA DE ATUALIZAÇÃO DE EQUIPAMENTOS E SOFTWARES.

RESOLUÇÃO POLÍTICA DE ATUALIZAÇÃO DE EQUIPAMENTOS E SOFTWARES. RESOLUÇÃO CAS Nº 39 /2010, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2010 POLÍTICA DE ATUALIZAÇÃO DE EQUIPAMENTOS E SOFTWARES. O CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO SUPERIOR, face ao disposto no Artigo 5º do Regimento Unificado das

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA Cássia Regina Batista Clarissa Kellermann de Moraes Ivan Mário da Silveira Márcia Dietrich Santiago Proposta

Leia mais

RELAÇÃO DOS PRODUTOS ALARME, CFTV E SERVIÇOS

RELAÇÃO DOS PRODUTOS ALARME, CFTV E SERVIÇOS RELAÇÃO DOS PRODUTOS ALARME, CFTV E SERVIÇOS SISTEMA DE ALARME 1. PROPOSTA COMERCIAL DE SISTEMA DE ALARME PACOTE LIGTH - Sistema de Alarme com Monitoramento 24H e Seguro de Bens Item Descrição Qtd VR R$

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Sua melhor opção em desenvolvimento de sites! Mais de 200 clientes em todo o Brasil. Totalmente compatível com Mobile

APRESENTAÇÃO. Sua melhor opção em desenvolvimento de sites! Mais de 200 clientes em todo o Brasil. Totalmente compatível com Mobile APRESENTAÇÃO Totalmente compatível com Mobile Sua melhor opção em desenvolvimento de sites! Mais de 200 clientes em todo o Brasil APRESENTAÇÃO Muito prazer! Somos uma empresa que presta serviços em soluções

Leia mais

P4-MPS.BR - Prova de Conhecimento do Processo de Aquisição do MPS.BR

P4-MPS.BR - Prova de Conhecimento do Processo de Aquisição do MPS.BR Data: 12 de Dezembro de 2008 Horário: 13:00 às 17:00 horas (hora de Brasília) Nome: e-mail: Nota: INSTRUÇÕES Você deve responder a todas as questões. O total máximo de pontos da prova é de 100 pontos (100%),

Leia mais

QUEM SOMOS MISSÃO VISÃO

QUEM SOMOS MISSÃO VISÃO QUEM SOMOS A TOP BAHIA ASSESSORIA MUNICIPAL é uma empresa baiana que atua no mercado com profissionais capacitados, prestando um serviço de excelência, fornecendo aos nossos clientes soluções completas

Leia mais

PROJETO PERSONALIZADO - APREVS

PROJETO PERSONALIZADO - APREVS Belo Horizonte, 06 de abril de 2011. A APREVS A/C.: SR. Humberto A EMIVE ocupa posição de destaque no mercado de segurança eletrônica por prestar serviços com a máxima qualidade, seguindo padrões internacionais

Leia mais

5 Apresentação do método de avaliação de desempenho aplicado ao Programa TV Digital para as Áreas Rurais

5 Apresentação do método de avaliação de desempenho aplicado ao Programa TV Digital para as Áreas Rurais 5 Apresentação do método de avaliação de desempenho aplicado ao Programa TV Digital para as Áreas Rurais 5.1 A Rede Globo A Rede Globo é uma das maiores redes de televisão do mundo, com milhões de espectadores

Leia mais

Relatório da prática/proposta

Relatório da prática/proposta Relatório da prática/proposta 1.Nome da pratica/ proposta inovadora: Projeto de Digitalização de Imagens Radiológicas na Rede Pública de Saúde de Naviraí 2.Caracterização da situação anterior: O município

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 010/2009.

CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 010/2009. CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 010/2009. NOME DA INSTITUIÇÃO: COPEL DISTRIBUIÇÃO S.A. AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 010/2009 : Contribuições de 12/03/2009

Leia mais

Modelo de Questionário para identificar e mapear ativos e Infraestruturas Críticas da Informação e suas interdependências

Modelo de Questionário para identificar e mapear ativos e Infraestruturas Críticas da Informação e suas interdependências Modelo de Questionário para identificar e mapear ativos e Infraestruturas Críticas da Informação e suas interdependências 1. A que setor pertence o ativo de informação? a) Energia; b) Comunicações; c)

Leia mais

Reestruturação do Sistema de Bondes de Santa Teresa

Reestruturação do Sistema de Bondes de Santa Teresa Reestruturação do Sistema de Bondes de Santa Teresa Reestruturação do Sistema de Bondes de Santa Teresa Estudos Técnicos Projeto CENTRAL Elaborado a partir de: Consultoria Carris Lisboa PROGRAMA DE REESTRUTURAÇÃO

Leia mais

FACULDADE ERNESTO RISCALI

FACULDADE ERNESTO RISCALI PLANO DE ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS OLÍMPIA 2015 Rua Bruno Riscali Vila Hípica Olímpia (SP) - (17) 3281-1231 CEP: 15400-000 2 PLANO DE ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DOS EQUIPAMENTOS. 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

TRIBUTAÇÃO NAS NUVENS Uma Regulação em Debate

TRIBUTAÇÃO NAS NUVENS Uma Regulação em Debate TRIBUTAÇÃO NAS NUVENS Uma Regulação em Debate Workshop Divisão Tributária 18.04.2013 CIESP - CAMPINAS PROGRAMA 1. BREVE INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO EM NUVEM 2. PRINCIPAIS OPERAÇÕES E ASPECTOS TRIBUTÁRIOS POLÊMICOS

Leia mais