Aluna cria professor virtual animado para processo de ensino

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aluna cria professor virtual animado para processo de ensino"

Transcrição

1 Aluna cria professor virtual animado para processo de ensino Imagine uma ferramenta que possa te auxiliar nas tarefas feitas no computador. Para motivar o interesse do aluno no aprendizado em ambiente virtual, uma universitária criou um professor inteligente. A pesquisa é da estudante cubana Natalie Fernandez Del Real, de 22 anos, que está no 9º período de Ciência da Computação na Universidade Estadual Norte Fluminense (UENF). Figura 2: Natalie no laboratório desenvolvendo seu projeto de IC Natalie explica que foram criados métodos diferentes para facilitar a aprendizagem. A estudante diz que o professor virtual é dividido em três módulos: perceptivo, cognitivo e reativo. De acordo com Natalie, o perceptivo capta o ambiente e armazena informações da interação do aluno com o sistema para montar um perfil do usuário. Já o cognitivo determina quais as ações vão ser executadas. E o reativo executa as ações indicadas estabelecendo a interface do professor (alegria, tristeza, dúvida e saudação). Figura 1: Natalie no laboratório desenvolvendo seu projeto de IC O trabalho Agentes Animados Pedagógicos em Ambientes Virtuais de Aprendizagem, sob orientação da Prof.ª Annabell Tamariz, buscou dar suporte aos alunos da área de informática. Natalie faz Iniciação Científica e adora o trabalho que faz. A iniciação científica é ótima para iniciar a monografia porque nós aprendemos como fazer a pesquisa e os relatórios. Além disso, é uma bolsa, então a gente recebe o pagamento e estuda ao mesmo tempo. Acredito que essa ferramenta seja bem melhor para o aluno por ser mais dinâmica. O aluno se sente mais incentivado quando tem um professor animado para chamar a atenção e dar uma ajuda. Isso potencializa o processo de ensino. Natalie explica que o comportamento depende da situação do aluno. Se o professor perceber que o usuário demorou a responder ou errou muito, ele verifica o grau de dificuldade e se adapta ao aluno, apresentando mais tarefas para que ele consiga entender melhor a matéria. Mas se o estudante conseguir responder rápido e sem erros, o ambiente irá passar mais questões e fontes de pesquisas.

2 Produzindo mudas de árvores com apenas uma semente Você sabe como fazer várias mudas de árvores a partir de uma pequena parte da planta? Existem vários métodos para esse tipo de produção. Uma das técnicas é a micropropagação, que produz clones (organismos idênticos, cópias genéticas) de plantas em laboratórios. A partir desta ideia, foi feita a pesquisa científica Estudos de Micropropagação e Enraizamento em Cariniana legalis, uma espécie arbórea nativa do Brasil, que tem como objetivo multiplicar espécies da Mata Atlântica ameaçadas de extinção. Para Alan, trabalhar na Iniciação Científica (IC) é ter a oportunidade de colocar em prática o que é ensinado na teoria em sala de aula. Ele ressalta que a bolsa de IC é de grande importância para o estudo acadêmico. Na pesquisa, Alan buscou alternativas para melhorar o crescimento das plantas, em especial o jequitibá-vermelho (árvore utilizada para fornecimento de madeira para fabricação de móveis e casas). Alan diz que o procedimento pode ser dividido em várias fases. O trabalho é do aluno Alan Tardin da Silva, de 23 anos, com orientação da Prof.ª Claudete Santa Catarina. Alan é de Bom Jesus do Itabapoana e estudou em escola pública no Ensino Fundamental e Médio, no Colégio Estadual Euclides Feliciano Tardin. Atualmente, ele cursa o 4º ano de Bacharelado em Ciências Biológicas na Universidade Estadual Norte Fluminense (UENF). Figura 3: Brotações de Jequitibá-Vermelho cultivadas em laboratório O estudante explica que, primeiro, as sementes passam por um processo de limpeza para eliminar a contaminação por bactérias e fungos. Depois desta etapa, todos os nutrientes necessários para uma planta crescer são colocados em frascos de vidro contendo gel. A partir das plantas germinadas em laboratórios, são obtidas pedaços da parte aérea da planta, chamado explante, para desenvolver as brotações em laboratório. Alan conta que após a obtenção das brotações, a próxima etapa é o enraizamento. Para a etapa do enraizamento, a base da brotação é imersa em hormônio para induzir a formação de raízes. De acordo com Alan, a última fase é a aclimatização, onde temperatura, luminosidade e umidade do ambiente são controladas para obter melhores resultados. Figura 4: Alan Tardin no laboratório

3 A multiplicação da espécie pode ser utilizada para formar corredores ecológicos em áreas que estão devastadas, proporcionando o Figura 5: Brotações de Jequitibá-vermelho na fase de enraizamento e aclimatização Para isso, Alan explica que os explantes são colocados em um recipiente plástico, com terra, para iniciar o processo de fotossíntese e tornar uma planta funcional, que possa ser utilizada em campo. reflorestamento do local. Além disso, é uma técnica para obter a madeira sem destruir a floresta. Alan ressalta que, ao final da micropropagação são obtidas as mudas, que sendo da mesma semente são clones. Esta metodologia possibilita preservar espécies ameaçadas de extinção, como é o caso do Jequitibávermelho. As plantas produzidas pelo estudante no Laboratório de Biologia Celular e Tecidual (LBCT) da UENF são levadas para a Reserva da União Mico Leão Dourado, em Silva Jardim, Rio de Janeiro, para outros estudos. Figura 6: Alan Tardin na Casa de Vegetação da UENF

4 Como reduzir o custo da produção de abacaxi Ramon conta que dois fatores foram substituídos nas etapas da produção de mudas em frascos: o ágar por hidrogel e a autoclavagem (método de esterilização por alta temperatura e pressão) pela esterilização química usando água sanitária. O ágar é um produto responsável por tornar o meio de cultura sólido. Como custa caro, ele foi trocado pelo hidrogel, que é mais barato. Frutas geladas e suculentas. Quem não gosta? Além do sabor delicioso, o abacaxi traz inúmeros benefícios à saúde. Por isso, um universitário se interessou em saber como ele é produzido e de que forma pode tornar esta plantação mais barata. Com o objetivo de reduzir o custo da produção do abacaxi, uma pesquisa científica criou alternativas para substituir alguns componentes utilizados no processo. O trabalho é do aluno de Agronomia da Universidade Estadual Norte Fluminense (UENF), Ramon de Moraes, que fez o Ensino Fundamental e Médio em escolas públicas da sua cidade natal, Aimorés/MG. Figura 8: Diferença entre o ágar e o hidrogel Figura 7: Ramon de Moraes no laboratório O estudante é orientado pela Prof.ª Virginia Silva Carvalho. A primeira etapa do trabalho é o cultivo dessas plantas no laboratório, em frascos contendo meio de cultivo. Este método é chamado de cultura in vitro. Figura 9: Ramon de Moraes trabalhando com o aparelho autoclave Já na troca da autoclavagem pela esterilização química, Ramon diz que a autoclave consome muita energia elétrica e o custo com água sanitária é muito baixo, reduzindo ainda mais os custos de produção das mudas.

5 O estudante explica que, antes da substituição, os frascos tinham que ficar 30 minutos dentro do autoclave (aparelho elétrico que esteriliza os frascos para matar os micro-organismos). A micropropagação interfere completamente na qualidade final do abacaxi. Devido ao processo de produção em laboratório, as mudas crescem padronizadas. Assim, as plantas ficam limpas, sadias e florescem ao mesmo tempo. De acordo com Ramon de Moraes, a Iniciação Científica (IC) é uma grande experiência, principalmente porque ele tem a chance de trabalhar na área que gosta. Para Ramon, é prazeroso e gratificante poder colocar em prática o aprendizado teórico e ser capaz de solucionar problemas em sua área de atuação contribuindo para melhorar a atividade agrícola no campo. Os resultados da pesquisa podem ser adotados por biofábricas. Desta forma, o abacaxi será ainda mais saudável. Figura 10: Plantas de Abacaxizeiro cultivadas em laboratório

ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO

ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO 1 ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO PROJETO INTERDISCIPLINAR HORTA EM GARRAFA PET: UMA ALTERNATIVA PARA A EDUCAÇÃO AMBIENTAL E SUSTENTABILIDADE IVINHEMA/MS - DISTRITO DE AMANDINA 2013 2 ESCOLA ESTADUAL

Leia mais

UMA PLANTA MODELO. Kalanchoe daigremontiana

UMA PLANTA MODELO. Kalanchoe daigremontiana UMA PLANTA MODELO Kalanchoe daigremontiana O gênero Kalanchoe (família Crassulaceae, ordem Saxifragales) apresenta algumas interessantes adaptações a climas áridos e quentes, tais como a abertura noturna

Leia mais

MICROPROPAGAÇÃO CULTIVO IN VITRO DE BROTOS DE BATATA

MICROPROPAGAÇÃO CULTIVO IN VITRO DE BROTOS DE BATATA MICROPROPAGAÇÃO CULTIVO IN VITRO DE BROTOS DE BATATA A batata (Solanum tuberosum, família Solanaceae) é uma planta originária da região andina. No século XVI chegou à Europa onde, depois de vencer a resistência

Leia mais

EXTENSÃO NA BUSCA PELO DESENVOLVIMENTO DA CONSCIÊNCIA AMBIENTAL

EXTENSÃO NA BUSCA PELO DESENVOLVIMENTO DA CONSCIÊNCIA AMBIENTAL EXTENSÃO NA BUSCA PELO DESENVOLVIMENTO DA CONSCIÊNCIA AMBIENTAL Antonio Carlos Ferrari Junior¹; Gabriela de Brito Silva¹; Rennan Garcia Leal da Costa¹; Sérgio Paulo Lima dos Santos¹; Rosilda Mara Mussury²;

Leia mais

Vamos fazer um mundo melhor?

Vamos fazer um mundo melhor? Vamos fazer um mundo melhor? infanto-junvenil No mundo em que vivemos há quase 9 milhões de espécies de seres vivos, que andam, voam, nadam, vivem sobre a terra ou nos oceanos, são minúsculos ou enormes.

Leia mais

A Solução GenEón. Reduzir a repetição de compra de produtos químicos de limpeza criando o seu próprio é a solução inteligente.

A Solução GenEón. Reduzir a repetição de compra de produtos químicos de limpeza criando o seu próprio é a solução inteligente. Durante décadas, limpamos e higienizamos os lugares em que vivemos, trabalhamos e nos divertimos através da compra repetitiva de produtos químicos tóxicos caros. A Solução GenEón E enquanto produtos químicos

Leia mais

Mistérios no banheiro: o que é isso entre os azulejos?

Mistérios no banheiro: o que é isso entre os azulejos? Mistérios no banheiro: o que é isso entre os azulejos? Eixo(s) temático(s) Vida e ambiente Tema Água e vida / o caminho cíclico dos materiais no ambiente / a reprodução e a ocupação de novos ambientes

Leia mais

Como funciona uma autoclave. Introdução. Materiais Necessários. A autoclave

Como funciona uma autoclave. Introdução. Materiais Necessários. A autoclave Intro 01 Introdução A autoclave A autoclave é um aparelho muito utilizado em laboratórios de pesquisas e hospitais para a esterilização de materiais. O processo de autoclavagem consiste em manter o material

Leia mais

Aprenda a produzir e preservar mais com a Série Produção com Preservação do Time Agro Brasil Entre no portal www.timeagrobrasil.com.

Aprenda a produzir e preservar mais com a Série Produção com Preservação do Time Agro Brasil Entre no portal www.timeagrobrasil.com. 1 Aprenda a produzir e preservar mais com a Série Produção com Preservação do Time Agro Brasil Entre no portal www.timeagrobrasil.com.br e baixe todas as cartilhas, ou retire no seu Sindicato Rural. E

Leia mais

Por que devemos cuidar dos dentes dos nossos cães?

Por que devemos cuidar dos dentes dos nossos cães? Por que devemos cuidar dos dentes dos nossos cães? Cuidar de um animal de estimação requer dedicação e atenção, mas quando o assunto é saúde bucal nem todos os donos tratam esse tema como prioridade. As

Leia mais

Aula 14 Distribuição dos Ecossistemas Brasileiros Floresta Amazônica Mais exuberante região Norte e parte do Centro Oeste; Solo pobre em nutrientes; Cobertura densa ameniza o impacto da água da chuva;

Leia mais

Aula 19 Conteúdo O homem e o meio ambiente. Principais problemas ambientais do mundo.

Aula 19 Conteúdo O homem e o meio ambiente. Principais problemas ambientais do mundo. CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Unidade IV Natureza sociedade: questões ambientais. Aula 19 Conteúdo O homem e o meio ambiente. Principais problemas ambientais do mundo. 2 CONTEÚDO

Leia mais

BOAS PRÁTICAS. Fonte: Manual Boas Práticas Agrícolas para a Agricultura Familiar http://rlc.fao.org/es/agricultura/bpa

BOAS PRÁTICAS. Fonte: Manual Boas Práticas Agrícolas para a Agricultura Familiar http://rlc.fao.org/es/agricultura/bpa BOAS PRÁTICAS AGRÍCOLAS Fonte: Manual Boas Práticas Agrícolas para a Agricultura Familiar http://rlc.fao.org/es/agricultura/bpa O QUE SÃO AS BOAS PRÁTICAS AGRÍCOLAS (BPA)? Os consumidores estão cada vez

Leia mais

Maxillaria silvana Campacci

Maxillaria silvana Campacci Ecologia Aula 1 Habitat É o lugar que reúne as melhores condições de vida para uma espécie. Temperatura, quantidade de água, intensidade da luz solar e tipo de solo determinam se o habitat é adequado ao

Leia mais

Pesquisa com Professores de Escolas e com Alunos da Graduação em Matemática

Pesquisa com Professores de Escolas e com Alunos da Graduação em Matemática Pesquisa com Professores de Escolas e com Alunos da Graduação em Matemática Rene Baltazar Introdução Serão abordados, neste trabalho, significados e características de Professor Pesquisador e as conseqüências,

Leia mais

Agroecologia. Agroecossistema

Agroecologia. Agroecossistema Agroecologia Ciência integradora dos princípios agronômicos, ecológicos e sócio-econômicos na compreensão da natureza e funcionamento dos agroecossistemas. Agroecossistema Unidade de estudo da Agroecologia,

Leia mais

193 - TRABALHOS COM HORTAS ESCOLARES NO MUNICÍPIO DE DIONÍSIO CERQUEIRA, SC

193 - TRABALHOS COM HORTAS ESCOLARES NO MUNICÍPIO DE DIONÍSIO CERQUEIRA, SC Sociedade e Natureza Monferrer RESUMO 193 - TRABALHOS COM HORTAS ESCOLARES NO MUNICÍPIO DE DIONÍSIO CERQUEIRA, SC Fabia Tonini 1 ; Andréia Tecchio 2 O espaço Horta Escolar pode ser utilizado como meio

Leia mais

CONCEPÇÕES SOBRE CERRADO 1 LEICHTWEIS, Kamila Souto 2 TIRADENTES, Cibele Pimenta 3 INTRODUÇÃO

CONCEPÇÕES SOBRE CERRADO 1 LEICHTWEIS, Kamila Souto 2 TIRADENTES, Cibele Pimenta 3 INTRODUÇÃO CONCEPÇÕES SOBRE CERRADO 1 LEICHTWEIS, Kamila Souto 2 TIRADENTES, Cibele Pimenta 3 INTRODUÇÃO A educação ambiental envolve atividades educativas que visam informar sobre o meio ambiente e suas relações.

Leia mais

Segundo um documento preparatório para a conferência de Joanesburgo (2002), se cada habitante da Terra se comportasse como o habitante médio de um

Segundo um documento preparatório para a conferência de Joanesburgo (2002), se cada habitante da Terra se comportasse como o habitante médio de um JÁ NÃO BASTA UM PLANETA! Segundo um documento preparatório para a conferência de Joanesburgo (2002), se cada habitante da Terra se comportasse como o habitante médio de um país de alta renda, seriam necessários

Leia mais

Jardim Escola Aladdin

Jardim Escola Aladdin Jardim Escola Aladdin Os 4 Rs da Sustentabilidade Rio de janeiro 2016 Objetivo geral Esse projeto tem como objetivo promover o envolvimento dos alunos, professores, pais e comunidade em defesa à sustentabilidade

Leia mais

V ENED RESULTADO DA ANÁLISE DOS RESUMOS

V ENED RESULTADO DA ANÁLISE DOS RESUMOS RESUMO A COMPLEXIDADE NO ENSINO DA EDUCAÇÃO SEXUAL PARA ADOLESCENTES A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO ATRAVÉS DAS CIÊNCIAS A CONTRIBUIÇÃO DO POLO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA MATA ATLANTICA NO DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Homeopatia. Copyrights - Movimento Nacional de Valorização e Divulgação da Homeopatia mnvdh@terra.com.br 2

Homeopatia. Copyrights - Movimento Nacional de Valorização e Divulgação da Homeopatia mnvdh@terra.com.br 2 Homeopatia A Homeopatia é um sistema terapêutico baseado no princípio dos semelhantes (princípio parecido com o das vacinas) que cuida e trata de vários tipos de organismos (homem, animais e plantas) usando

Leia mais

REALIDADE AUMENTADA APLICADA NA EDUCAÇÃO: ESTUDOS DOS SEUS BENEFÍCIOS

REALIDADE AUMENTADA APLICADA NA EDUCAÇÃO: ESTUDOS DOS SEUS BENEFÍCIOS REALIDADE AUMENTADA APLICADA NA EDUCAÇÃO: ESTUDOS DOS SEUS BENEFÍCIOS Kelly Cristina de Oliveira 1, Júlio César Pereira 1. 1 Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí PR Brasil kristhinasi@gmail.com,

Leia mais

Magazine Meio Ambiente

Magazine Meio Ambiente Página 1 de 5 Magazine Meio Ambiente MEIO AMBIENTE Dez atitudes domésticas ecologicamente corretas Publicado a 28 Janeiro 2011 por Danielrox01 Substituir sacolas de plástico A sacola de plástico é a atual

Leia mais

Universitária pesquisa novo método para avaliar o desenvolvimento do boto-cinza

Universitária pesquisa novo método para avaliar o desenvolvimento do boto-cinza Universitária pesquisa novo método para avaliar o desenvolvimento do boto-cinza,o golfinho brasileiro, também conhecido como boto-cinza sempre desperta a atenção das pessoas. Seu nome científico é Sotalia

Leia mais

USO DE TERRÁRIO NA DISCIPLINA DE CIÊNCIAS DO ENSINO FUNDAMENTAL

USO DE TERRÁRIO NA DISCIPLINA DE CIÊNCIAS DO ENSINO FUNDAMENTAL USO DE TERRÁRIO NA DISCIPLINA DE CIÊNCIAS DO ENSINO FUNDAMENTAL Giovana Pereira dos Santos Lima (PIBIC/Fundação Araucária), Kátya Regina de Freitas (Orientadora), e-mail: giovana_p.lima@hotmail.com, krfreitas@utfpr.edu.br.

Leia mais

Dr. Sergius Gandolfi sgandolf@esalq.usp.br - LERF/LCB/ESALQ/USP

Dr. Sergius Gandolfi sgandolf@esalq.usp.br - LERF/LCB/ESALQ/USP Conferência 09 Dinâmica de Florestas e Recuperação de Áreas Degradadas 19º. Congresso de Biólogos do Conselho Regional de Biologia - 01 30/07/2009 (11:00 12:00h) São Pedro, SP. Dr. Sergius Gandolfi sgandolf@esalq.usp.br

Leia mais

Tecnologia & Engenharia Desafio Prático. Temporada 2014. Tecnologia & Engenharia. Desafio Prático. Torneio Brasil de Robótica

Tecnologia & Engenharia Desafio Prático. Temporada 2014. Tecnologia & Engenharia. Desafio Prático. Torneio Brasil de Robótica Temporada 2014 Tecnologia & Engenharia Desafio Prático Tecnologia & Engenharia Desafio Prático 7 3 1 4 5 6 2 1. Agroenergia: Descrição: trata-se da fabricação e uso dos diversos tipos de biocombustíveis

Leia mais

Introdução à Ecologia Prof. Fernando Belan

Introdução à Ecologia Prof. Fernando Belan Introdução à Ecologia Prof. Fernando Belan Ecologia (oikos = casa; logos = ciência) Estuda as relações entre os seres vivos, e o ambiente em que vivem; Multidisciplinar A Ecologia é complexa, e envolve:

Leia mais

ACONTECENDO? O QUE ESTÁ O QUE PODEMOS FAZER?

ACONTECENDO? O QUE ESTÁ O QUE PODEMOS FAZER? O QUE ESTÁ ACONTECENDO? O futuro é uma incógnita. As tendências são preocupantes, mas uma coisa é certa: cada um tem de fazer sua parte. Todos somos responsáveis. A atual forma de relacionamento da humanidade

Leia mais

ERVAS AROMATIZANTES: BRINCANDO COM OS SENTIDOS. Paula Fernanda da Silva¹; Evanoel Fernandes Nunes 2 ; Giulianna Paiva Viana de

ERVAS AROMATIZANTES: BRINCANDO COM OS SENTIDOS. Paula Fernanda da Silva¹; Evanoel Fernandes Nunes 2 ; Giulianna Paiva Viana de ERVAS AROMATIZANTES: BRINCANDO COM OS SENTIDOS Paula Fernanda da Silva¹; Evanoel Fernandes Nunes 2 ; Giulianna Paiva Viana de Andrade Souza 3. 1,2 Licenciandos em Ciências Biológicas e Bolsistas do PIBID/BIOLOGIA/UFRN;

Leia mais

Ana Paula R. Gonçalves (E. E. Médio Macário Borba-Unesc-Bolsista PIBID) Jucimara Generoso Magenis (Escola de Ensino Médio Macário Borba)

Ana Paula R. Gonçalves (E. E. Médio Macário Borba-Unesc-Bolsista PIBID) Jucimara Generoso Magenis (Escola de Ensino Médio Macário Borba) O USO DE MÉTODOS ALTERNATIVOS NA CONSTRUÇÃO DE UM DESTILADOR NAS DISCIPLINAS DE BIOLOGIA, QUÍMICA E FÍSICA, USANDO A INTERDICIPLINARIDADE COM OS ALUNOS Ana Paula R. Gonçalves (E. E. Médio Macário Borba-Unesc-Bolsista

Leia mais

EXERCÍCIOS DE CIÊNCIAS (6 ANO)

EXERCÍCIOS DE CIÊNCIAS (6 ANO) 1- Leia o texto a seguir e responda: EXERCÍCIOS DE CIÊNCIAS (6 ANO) Além de diminuir a poluição ambiental, o tratamento do lixo pode ter retorno econômico e social. a) Cite duas formas de se obterem produtos

Leia mais

DIAGNÓSTICO DE FRAGILIDADES E POTENCIALIDADES UNIDADE DE GLÓRIA DE DOURADOS

DIAGNÓSTICO DE FRAGILIDADES E POTENCIALIDADES UNIDADE DE GLÓRIA DE DOURADOS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL ASSESSORIA DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS E CAPTAÇÃO DE RECURSOS DIAGNÓSTICO DE FRAGILIDADES E POTENCIALIDADES UNIDADE DE GLÓRIA DE DOURADOS LINHA TEMÁTICA (PROBLEMAS)

Leia mais

AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DE CIÊNCIAS NATURAIS. Aluno (a): 6 ano Turma:

AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DE CIÊNCIAS NATURAIS. Aluno (a): 6 ano Turma: Escola Estadual AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DE CIÊNCIAS NATURAIS Professor (a) : Data: / /2012 Aluno (a): 6 ano Turma: 1 - Todos os seres vivos e a parte não-viva de um ambiente (água, minerais do solo, gases

Leia mais

CULTIVO IN VITRO DE MERISTEMAS PREFLORAIS DE COUVE-FLOR

CULTIVO IN VITRO DE MERISTEMAS PREFLORAIS DE COUVE-FLOR MICROPROPAGAÇÃO CULTIVO IN VITRO DE MERISTEMAS PREFLORAIS DE COUVE-FLOR A couve-flor (Brassica oleraceae var. botrytis, família Brassicaceae) é uma variedade da couve silvestre, originada no Mediterrâneo

Leia mais

Lixo é tudo aquilo que já não tem utilidade e é jogado fora, qualquer material de origem doméstica ou industrial.

Lixo é tudo aquilo que já não tem utilidade e é jogado fora, qualquer material de origem doméstica ou industrial. Lixo reflexo da sociedade Definição Lixo é tudo aquilo que já não tem utilidade e é jogado fora, qualquer material de origem doméstica ou industrial. Todo lixo gerado pode ser classificado em dois tipos:orgânico

Leia mais

Inteligência Artificial

Inteligência Artificial Inteligência Artificial As organizações estão ampliando significativamente suas tentativas para auxiliar a inteligência e a produtividade de seus trabalhadores do conhecimento com ferramentas e técnicas

Leia mais

Experimentos. Indústria Química. Dicas e Truques para Pesagem. Experiência com as leis da ciência natural "ao vivo" - fácil aprendizagem

Experimentos. Indústria Química. Dicas e Truques para Pesagem. Experiência com as leis da ciência natural ao vivo - fácil aprendizagem Indústria Química Experimentos Pesagem Catálogo de Ajuda Dicas e Truques para Pesagem Experiência com as leis da ciência natural "ao vivo" - fácil aprendizagem Caro Leitor Primeiramente, obrigado pelo

Leia mais

manual de conservação Você acaba de adquirir um produto Tora Brasil.

manual de conservação Você acaba de adquirir um produto Tora Brasil. manual de conservação Você acaba de adquirir um produto Tora Brasil. Além de adquirir uma peça de qualidade, design diferenciado, você está contribuindo para a conservação da floresta amazônica, pois a

Leia mais

Oficina 03 Plantas. Atividade 1: O que tem dentro da semente?

Oficina 03 Plantas. Atividade 1: O que tem dentro da semente? Oficina 03 Plantas Atividade 1: O que tem dentro da semente? 1- Apresentação do problema Para iniciar a atividade, o professor deverá distribuir diferentes sementes e lançar a pergunta: O que tem dentro

Leia mais

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Ciências

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Ciências COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Ciências Nome: Ano: 5º Ano 1º Etapa 2014 Colégio Nossa Senhora da Piedade Área do Conhecimento: Ciências da Natureza Disciplina:

Leia mais

Aula 23.2 Conteúdo Compostagem, reciclagem.

Aula 23.2 Conteúdo Compostagem, reciclagem. Aula 23.2 Conteúdo Compostagem, reciclagem. Habilidades Verificar a importância do correto descarte através do reaproveitamento, reciclagem e reutilização de bens de consumo. 1 Reaproveitamento do Lixo

Leia mais

atividade 2 Como ocorre o transporte de água no corpo das plantas Construir explicações a partir de observações

atividade 2 Como ocorre o transporte de água no corpo das plantas Construir explicações a partir de observações atividade 2 Como ocorre o transporte de água no corpo das plantas Construir explicações a partir de observações Nathália Helena Azevedo, Adriana Maria Zanforlin Martini e Daniela Lopes Scarpa Como citar:

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES CIÊNCIAS

CADERNO DE ATIVIDADES CIÊNCIAS COLÉGIO ARNALDO 2015 CADERNO DE ATIVIDADES CIÊNCIAS Aluno (a): 4º ano: Turma: Professor (a): Valor: 20 pontos Este trabalho deverá ser entregue IMPRETERIVELMENTE no dia da prova. Conteúdo de Recuperação

Leia mais

EXERCÍCIOS ON LINE 6 ANO - 1 TRIMESTRE

EXERCÍCIOS ON LINE 6 ANO - 1 TRIMESTRE EXERCÍCIOS ON LINE 6 ANO - 1 TRIMESTRE 1- Leia o texto e responda as questões Todos os animais, independentemente do seu estilo de vida, servem como fonte de alimento para outros seres vivos. Eles estão

Leia mais

III BIMESTRE TRABALHO DE BIOLOGIA 2011

III BIMESTRE TRABALHO DE BIOLOGIA 2011 III BIMESTRE TRABALHO DE BIOLOGIA 2011 INSTRUÇÕES 1. Preencha o cabeçalho e com o nome completo de cada aluno da equipe MÉDIA = 2. Todas as respostas deverão ser apresentadas nos espaços apropriados, com

Leia mais

A PESQUISA CIENTÍFICA NO ENSINO-APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA.

A PESQUISA CIENTÍFICA NO ENSINO-APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA. A PESQUISA CIENTÍFICA NO ENSINO-APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA. Eugeniano Brito Martins Ana Carolina Costa Pereira eugenianobm@yahoo.com.br carolinawx@gmail.com Colégio Militar do Corpo de Bombeiros do Estado

Leia mais

Esplanada sem desperdício: preservando o meio ambiente.

Esplanada sem desperdício: preservando o meio ambiente. Implementar ações voltadas ao uso racional de recursos sustentabilidade naturais para promover a ambiental e socioeconômica na Administração Pública Federal. A Esplanada terá metas de racionalização do

Leia mais

DESINFESTAÇÃO E ESTABELECIMENTO IN VITRO DE SEMENTES DE IPÊ AMARELO 1 RESUMO

DESINFESTAÇÃO E ESTABELECIMENTO IN VITRO DE SEMENTES DE IPÊ AMARELO 1 RESUMO DESINFESTAÇÃO E ESTABELECIMENTO IN VITRO DE SEMENTES DE IPÊ AMARELO 1 RAUBER, Marcelo A. 2 ; MAMBRIN, Ritieli 3 ; ROSA, Daniele P. 3 ; ERPEN, Lígia 3 ; HEBERLE, Michele 4 ; KIELSE, P. 5 ; LENCINA, Kelen

Leia mais

Ecologia. 1) Níveis de organização da vida

Ecologia. 1) Níveis de organização da vida Introdução A ciência que estuda como os seres vivos se relacionam entre si e com o ambiente em que vivem e quais as conseqüências dessas relações é a Ecologia (oikos = casa e, por extensão, ambiente; logos

Leia mais

Uma perspectiva de ensino para as áreas de conhecimento escolar CIÊNCIAS NATURAIS

Uma perspectiva de ensino para as áreas de conhecimento escolar CIÊNCIAS NATURAIS Uma perspectiva de ensino para as áreas de conhecimento escolar CIÊNCIAS NATURAIS A proposta A proposta de ensino das Ciências Naturais se fundamenta na construção do pensamento científico acerca dos fenômenos

Leia mais

PRODUTOS ELABORADOS MADEIRA PLÁSTICA

PRODUTOS ELABORADOS MADEIRA PLÁSTICA MADEIRA PLÁSTICA A Madeira Plástica é uma opção sustentável para quem se preocupa com a causa ambiental. O grande diferencial deste produto é que sua fabricação dá-se a partir da reciclagem de toneladas

Leia mais

Escola Luiz César de Siqueira Melo

Escola Luiz César de Siqueira Melo Escola Luiz César de Siqueira Melo PROJETO: PRODUÇÃO DO AÇÚCAR ORGÂNICO NA JALLES MACHADO S.A Elaboração: Prof. Elias Alves de Souza I - APRESENTAÇÃO O cultivo de açúcar foi introduzido no Brasil em 1532

Leia mais

BIOLOGIA Bases da Ecologia

BIOLOGIA Bases da Ecologia Módulo 42 Página 17 à 29 Quantos animais e seres vivos vocês conhecem? Onde eles vivem? Vamos fazer a leitura das páginas 17 e 18 Por dentro da notícia páginas 18 e 19 RESPONDA: 1) Depois de ler o texto

Leia mais

RELATÓRIO DE PLANTIO E VISTORIA

RELATÓRIO DE PLANTIO E VISTORIA Propriedade: Parque Ecológico Rio Formoso Código: 03/2011 Número de mudas plantadas: 150 (Cento e cinquenta) Data do plantio: 22/03/ 2011 Data da vistoria 01: 15/05/ 2011 Patrocinadores: Agência Ar - Hotel

Leia mais

PRESERVAÇÃO AMBIENTAL

PRESERVAÇÃO AMBIENTAL PRESERVAÇÃO AMBIENTAL Mensagem do Ministério Público do Estado de Goiás O Ministério Público do Estado de Goiás MPGO tem a missão de defender a ordem jurídica, o regime democrático e os interesses sociais

Leia mais

AULA 2 A CONTABILIDADE E O MEIO AMBIENTE. Professor: ALAN Coordenador: Prof. LAÉRCIO

AULA 2 A CONTABILIDADE E O MEIO AMBIENTE. Professor: ALAN Coordenador: Prof. LAÉRCIO Professor: ALAN Coordenador: Prof. LAÉRCIO 1 2 1. Conceituar a Contabilidade Ambiental; 2. Definir Meio Ambiente 3. Citar as finalidades da Contabilidade Ambiental; 4. Conhecer a evolução histórica; 3

Leia mais

AUTORES: NANCY MARTINS DE SÁ STOIANOV

AUTORES: NANCY MARTINS DE SÁ STOIANOV Ciências AUTORES: NANCY MARTINS DE SÁ STOIANOV Graduada em História e Pedagogia, Doutora em Filosofia e Metodologia de Ensino, Autora da Metodologia ACRESCER. REGINALDO STOIANOV Licenciatura Plena em Biologia,

Leia mais

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA QUÍMICA I TRIMESTRE CIÊNCIAS NATURAIS SABRINA PARENTE

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA QUÍMICA I TRIMESTRE CIÊNCIAS NATURAIS SABRINA PARENTE INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA QUÍMICA I TRIMESTRE CIÊNCIAS NATURAIS SABRINA PARENTE A química é a ciência que estuda a estrutura, a composição, as propriedades e as transformações da matéria. Ela é frequentemente

Leia mais

DIVERSIDADE DE CLIMAS = DIVERSIDADE DE VEGETAÇÕES

DIVERSIDADE DE CLIMAS = DIVERSIDADE DE VEGETAÇÕES FORMAÇÕES VEGETAIS - Os elementos da natureza mantém estreita relação entre si. - A essa relação, entendida como a combinação e coexistência de seres vivos (bióticos) e não vivos (abióticos) dá-se o nome

Leia mais

Comer o milho ou a galinha que comeu o milho?

Comer o milho ou a galinha que comeu o milho? Comer o milho ou a galinha que comeu o milho? A UU L AL A Na Aula 29 usamos como exemplo o galinheiro de um fazendeiro. Para alimentar as galinhas, o fazendeiro planta ou compra milho. As galinhas, aproveitando

Leia mais

TECNOLOGIAS NO COTIDIANO: DESAFIOS À INCLUSÃO DIGITAL

TECNOLOGIAS NO COTIDIANO: DESAFIOS À INCLUSÃO DIGITAL TECNOLOGIAS NO COTIDIANO: DESAFIOS À INCLUSÃO DIGITAL O que é Tecnologia? O que é Tecnologia Educacional? Tecnologia e Tecnologia Educacional Histórico da Evolução da Tecnologia O homem foi utilizando

Leia mais

Figura1: Trajeto da Trilha da Saracura com seus respectivos pontos interpretativos.

Figura1: Trajeto da Trilha da Saracura com seus respectivos pontos interpretativos. PLANEJAMENTO E IMPLANTAÇÃO DE UMA TRILHA INTERPRETATIVA NA MATA ATLÂNTICA PARA ATIVIDADES DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CAMPUS RIO DO SUL Autores: Alessandra Lariza KRUG, Marcelo

Leia mais

DQ de Portas Abertas

DQ de Portas Abertas 1 2 A Universidade e as Profissões DQ de Portas Abertas Experimentando a Ciência ORQ Olimpíada Regional de Química 3 Universidade Pública FUVEST Oportunidades 4 Bolsa Livro Auxílio Moradia Auxílio Transporte

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA INSTITUTO POLITÉCNICO. Edital Discente 2015.2

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA INSTITUTO POLITÉCNICO. Edital Discente 2015.2 1 CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA INSTITUTO POLITÉCNICO Edital Discente 2015.2 Normas para Avaliação Global A Diretora do Instituto Politécnico, Profª. Ana Paula Ladeira, no uso de suas atribuições, e considerando

Leia mais

www.acquasolution.com 1 Apresentação

www.acquasolution.com 1 Apresentação www.acquasolution.com 1 Apresentação A COR DO PLANETA DEPENDE DE VOCÊ www.acquasolution.com 2 Direitos de Utilização Copyright Todos os textos, fotos, ilustrações e outros elementos contidos nesta apresentação

Leia mais

A formação do licenciado em matemática

A formação do licenciado em matemática A formação do licenciado em matemática VIANA,P.A. Sobral Matemática Universidade Estadual Vale do Acaraú 6 de agosto de 2011 paty.alvi@hotmail.com pré-prints da Sobral Matemática no.2011-02 Editor Tarcisio

Leia mais

E C O L O G I A. Incluindo todos os organismos e todos os processos funcionais que a tornam habitável

E C O L O G I A. Incluindo todos os organismos e todos os processos funcionais que a tornam habitável E C O L O G I A Deriva do grego oikos, com sentido de casa e logos com sentido de estudo Portanto, trata-se do estudo do ambiente da casa Incluindo todos os organismos e todos os processos funcionais que

Leia mais

Proposta de ensino da Segunda lei de Newton para o ensino médio com uso de sensores da PASCO. Carolina de Sousa Leandro Cirilo Thiago Cordeiro

Proposta de ensino da Segunda lei de Newton para o ensino médio com uso de sensores da PASCO. Carolina de Sousa Leandro Cirilo Thiago Cordeiro Proposta de ensino da Segunda lei de Newton para o ensino médio com uso de sensores da PASCO Carolina de Sousa Leandro Cirilo Thiago Cordeiro Estudante do curso de Licenciatura em Física Bolsista do Programa

Leia mais

Hepatites B e C. são doenças silenciosas. VEJA COMO DEIXAR AS HEPATITES LONGE DO SEU SALÃO DE BELEZA.

Hepatites B e C. são doenças silenciosas. VEJA COMO DEIXAR AS HEPATITES LONGE DO SEU SALÃO DE BELEZA. Hepatites B e C são doenças silenciosas. VEJA COMO DEIXAR AS HEPATITES LONGE DO SEU SALÃO DE BELEZA. heto hepatite manucure.indd 1 Faça sua parte. Não deixe as hepatites virais frequentarem seu salão.

Leia mais

Projeto Escola com Celular

Projeto Escola com Celular Projeto Escola com Celular Rede Social de Sustentabilidade Autores: Beatriz Scavazza, Fernando Silva, Ghisleine Trigo, Luis Marcio Barbosa e Renata Simões 1 Resumo: O projeto ESCOLA COM CELULAR propõe

Leia mais

Uma Aplicação de Ensino Orientada a Agentes na Internet

Uma Aplicação de Ensino Orientada a Agentes na Internet 1 de 5 22/7/2008 17:14 Uma Aplicação de Ensino Orientada a Agentes na Internet Adriana Soares Pereira Cláudio Fernando Resin Geyer adriana@inf.ufrgs.br Resumo Este trabalho apresenta uma proposta de desenvolvimento

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 4º BIMESTRE 7º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ

CIÊNCIAS PROVA 4º BIMESTRE 7º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 4º BIMESTRE 7º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ 2010 01. As fotografias

Leia mais

DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO Provas 2º Bimestre 2012 CIÊNCIAS DESCRITORES DESCRITORES DO 2º BIMESTRE DE 2012

Leia mais

É de pequenino que se cultiva o pepino. Como uma escola em Byron Bay, na Australia, fez uma horta e porquê.

É de pequenino que se cultiva o pepino. Como uma escola em Byron Bay, na Australia, fez uma horta e porquê. É de pequenino que se cultiva o pepino Como uma escola em Byron Bay, na Australia, fez uma horta e porquê. Porquê hortas nas escolas? As hortas ligam as crianças aos recursos alimentares As crianças tomam

Leia mais

Érika Dolores Izenez Portela Karina do Espírito Santo Laís Guerra Taynãn Paes

Érika Dolores Izenez Portela Karina do Espírito Santo Laís Guerra Taynãn Paes Érika Dolores Izenez Portela Karina do Espírito Santo Laís Guerra Taynãn Paes POLÍTICAS PÚBLICAS ATRAVÉS DA VALORAÇÃO DE SERVIÇOS AMBIENTAIS: ESTUDO DE CASO PARANÁ / MATA CILIAR Juiz de Fora 2008 3 Érika

Leia mais

EXERCÍCIOS DE CIÊNCIAS (7 ANO)

EXERCÍCIOS DE CIÊNCIAS (7 ANO) EXERCÍCIOS DE CIÊNCIAS (7 ANO) 1- Uma das etapas do ciclo de vida é o processo da reprodução. O comportamento reprodutivo varia muito entre os seres vivos e é por meio dele que uma espécie de ser vivo

Leia mais

EDUCAÇÃO NÃO FORMAL EM GEOCIÊNCIAS

EDUCAÇÃO NÃO FORMAL EM GEOCIÊNCIAS EDUCAÇÃO NÃO FORMAL EM GEOCIÊNCIAS EXTERNALIZAÇÃO DO CONTEÚDO DO LABORATÓRIO DIDÁTICO DE GEOLOGIA Antonio Liccardo e Carla Pimentel Departamentos de Geociências e Métodos Universidade Estadual de Ponta

Leia mais

O desmatamento das florestas tropicais responde por 25% das emissões globais de dióxido de carbono, o principal gás de efeito estufa.

O desmatamento das florestas tropicais responde por 25% das emissões globais de dióxido de carbono, o principal gás de efeito estufa. Biodiversidade Introdução Na Estratégia Nacional para a Biodiversidade, desenvolvida pelo Ministério do Meio Ambiente, acordou-se que o Brasil deve dar ênfase para seis questões básicas: conhecimento da

Leia mais

Meio ambiente conforme o Dicionário Aurélio é aquilo que cerca ou envolve os seres vivos ou as coisas.

Meio ambiente conforme o Dicionário Aurélio é aquilo que cerca ou envolve os seres vivos ou as coisas. Justificativa Meio ambiente conforme o Dicionário Aurélio é aquilo que cerca ou envolve os seres vivos ou as coisas. A Escola de Ensino Fundamental Mondrian, fundada em 2011, começou suas atividades em

Leia mais

Teste Vocacional de Engenharia Ambiental http://simulados.guiadacarreira.com.br/simulado/resultado-teste-vocacional/

Teste Vocacional de Engenharia Ambiental http://simulados.guiadacarreira.com.br/simulado/resultado-teste-vocacional/ Teste Vocacional de Engenharia Ambiental http://simulados.guiadacarreira.com.br/simulado/resultado-teste-vocacional/ Teste Vocacional de Engenharia Ambiental do Guia da Carreira O Engenheiro Ambiental

Leia mais

Práticas Verdes Para Condomínios

Práticas Verdes Para Condomínios Guia de Práticas Verdes Para Condomínios A economia que faz bem para o seu bolso e para o meio ambiente Com o objetivo de incentivar e disseminar práticas sustentáveis em condomínios, o Secovi Rio criou

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL BANDEIRANTES MANUAL DO ALUNO

CENTRO EDUCACIONAL BANDEIRANTES MANUAL DO ALUNO CENTRO EDUCACIONAL BANDEIRANTES MANUAL DO ALUNO 1 SUMÁRIO INFORMAÇÕES GERAIS 03 QUEM PODE FAZER O CURSO DE EJA A DISTÂNCIA 04 MATRÍCULA 04 COMO FUNCIONA 05 CALENDÁRIO DOS CURSOS 06 AVALIAÇÃO E CRITÉRIOS

Leia mais

CAPÍTULO 02 A TEIA ALIMENTAR

CAPÍTULO 02 A TEIA ALIMENTAR CAPÍTULO 02 A TEIA ALIMENTAR Cadeia alimentar: é uma seqüência de seres vivos relacionando-se dentro de um ecossistema, onde um ser serve de alimento para outro ser. Exemplo: Capim capivara onça bactéria

Leia mais

As ciências da natureza: Ciência, Tecnologia e Sociedade

As ciências da natureza: Ciência, Tecnologia e Sociedade Sugestões de atividades As ciências da natureza: Ciência, Tecnologia e Sociedade 9 CIÊNCIAS 1 Ciências Naturais 1. Por que a Física é considerada uma ciência básica? 2. O que a Biologia estuda? 3. O que

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA PESQUISA CIENTÍFICA

A IMPORTÂNCIA DA PESQUISA CIENTÍFICA A IMPORTÂNCIA DA PESQUISA CIENTÍFICA ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO Introdução O que é Pesquisa O que é Ciência Definições Ciência e Tecnologia Categorizações Ciência e eu QUAL O CURSO? Diante das várias possibilidades

Leia mais

Informações básicas para fazer compostagem 1.

Informações básicas para fazer compostagem 1. Educação Ambiental Desenvolvimento Sustentável. www.ecophysis.com.br Informações básicas para fazer compostagem 1. COMPOSTAR para reduzir a quantidade de resíduos orgânicos 2. REUSAR os resíduos compostados

Leia mais

UMA ABORDAGEM BASEADA NA ELABORAÇÃO DE SEQUÊNCIAS DIDÁTICAS

UMA ABORDAGEM BASEADA NA ELABORAÇÃO DE SEQUÊNCIAS DIDÁTICAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) Subprojeto-Biologia HORTA-ESCOLAR: UMA ABORDAGEM BASEADA NA ELABORAÇÃO

Leia mais

Sistemas da edificação Aplicação na prática

Sistemas da edificação Aplicação na prática 1 Vantagens Alta produtividade com equipes otimizadas; Redução de desperdícios e obra limpa; Facilidade de gerenciamento e padronização da obra; Elevada durabilidade; Facilidade de limpeza e conservação;

Leia mais

Utilização do jogo didático Bingo Periódico no processo de ensinoaprendizagem de Química na Escola Estadual Professor Gerson Lopes de Apodi-RN.

Utilização do jogo didático Bingo Periódico no processo de ensinoaprendizagem de Química na Escola Estadual Professor Gerson Lopes de Apodi-RN. Utilização do jogo didático Bingo Periódico no processo de ensinoaprendizagem de Química na Escola Estadual Professor Gerson Lopes de Apodi-RN. Gustavo Daniel S. Souza (IC)1, Alidna Mosana S. de Oliveira

Leia mais

Os microrganismos e suas funções

Os microrganismos e suas funções ós na ala de Aula - Ciências 6º ao 9º ano - unidade 3 essa unidade, as atividades propostas visam colaborar para desenvolver novas perspectivas sobre a fermentação, processo realizado por fungos e bactérias.

Leia mais

FORNECEMOS EQUIPAMENTOS E LINHAS COMPLETAS PARA FABRICAÇÃO DE PELLET S PELLETS DE MADEIRA O COMBUSTIVEL DE AMANHÃ

FORNECEMOS EQUIPAMENTOS E LINHAS COMPLETAS PARA FABRICAÇÃO DE PELLET S PELLETS DE MADEIRA O COMBUSTIVEL DE AMANHÃ FORNECEMOS EQUIPAMENTOS E LINHAS COMPLETAS PARA FABRICAÇÃO DE PELLET S PELLETS DE MADEIRA O COMBUSTIVEL DE AMANHÃ Os Pellets são um combustível ideal, limpo e de CO2 neutro. Podem ser produzidos através

Leia mais

Cadeia alimentar 3º ano

Cadeia alimentar 3º ano Cadeia alimentar 3º ano O equilíbrio ecológico depende diretamente da interação, das trocas e das relações que os seres vivos estabelecem entre si e com o ambiente. Os seres respiram, vivem sobre o solo

Leia mais

Produção Segura de Hortaliças. Leonora Mansur Mattos Embrapa Hortaliças

Produção Segura de Hortaliças. Leonora Mansur Mattos Embrapa Hortaliças Produção Segura de Hortaliças Leonora Mansur Mattos Embrapa Hortaliças Alimentos seguros Antes de mais nada, um direito do consumidor!! Práticas que buscam a Segurança do Alimento geralmente contribuem

Leia mais

Agricultura de Baixo Carbono e Bioenergia. Heitor Cantarella FAPESP: Programa BIOEN & Instituto Agronômico de Campinas(IAC)

Agricultura de Baixo Carbono e Bioenergia. Heitor Cantarella FAPESP: Programa BIOEN & Instituto Agronômico de Campinas(IAC) Agricultura de Baixo Carbono e Bioenergia Heitor Cantarella FAPESP: Programa BIOEN & Instituto Agronômico de Campinas(IAC) Bioenergia: energia renovável recicla o CO 2 E + CO 2 + H 2 O CO 2 + H 2 O Fotossíntese

Leia mais

AGENDA AMBIENTAL Escola Parque

AGENDA AMBIENTAL Escola Parque ALIMENTAÇÃO RESÍDUOS MATERIAIS ENERGIA ÁGUA TRANSPORTE BIODIVERSIDADE AGENDA AMBIENTAL Escola Parque AÇÕES SOLIDÁRIAS EDUCAR PARA A SUSTENTABILIDADE \ ENTORNO EXTERI\\OR ENRAIZAMENTO PEDAGÓGICO ENRAIZAMENTO

Leia mais

Relatório Fotográfico de Atividades -1º Semestre 2015

Relatório Fotográfico de Atividades -1º Semestre 2015 Relatório Fotográfico de Atividades -1º Semestre 2015 Subprojeto... Colégio Estadual Professor Waldemar Amoretty Machado Supervisora: Gisele Machado Brites Rodrigues Bolsistas: Ariani, Camila Simões, Kamile

Leia mais

Jardim Botânico Plantarum

Jardim Botânico Plantarum VISITAS ESCOLARES Jardim Botânico Plantarum Associação sem fins lucrativos dedicada à educação, pesquisa e conservação da flora brasileira. Construído desde 1998 e aberto ao público em novembro de 2011.

Leia mais