COMUNICAÇÃO DE MARKETING : ESTUDO DE CASO NUMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR Mariana Souza e Sá UNASP- Universidade Adventista de São Paulo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COMUNICAÇÃO DE MARKETING : ESTUDO DE CASO NUMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR Mariana Souza e Sá UNASP- Universidade Adventista de São Paulo"

Transcrição

1 COMUNICAÇÃO DE MARKETING : ESTUDO DE CASO NUMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR Mariana Souza e Sá UNASP- Universidade Adventista de São Paulo João Almeida Santos UMESP Universidade Metodista de São Paulo Clóvis Luiz Galdino UMESP Universidade Metodista de São Paulo Getulio K. Akabane FATEC-SP Eduardo Biagi Almeida Santos UMESP Universidade Metodista de São Paulo Resumo Analisar a comunicação de marketing e sua importância para as instituições educacionais tendo como estudo de caso o UNASP - Centro Universitário Adventista de São Paulo. Diante das mudanças no cenário do mercado educacional e com o acirramento da concorrência é preciso manter o público-alvo informado das ações de interesse realizadas pela instituição. Durante muito tempo as instituições educacionais se negavam a usar as ferramentas do marketing para a divulgação de seus programas, sua estrutura, a sua marca e outras informações que o mercado demandava. Atualmente a utilização das estratégias de marketing é fator crítico para o sucesso da instituição, com o surgimento de novos concorrentes e mudanças no perfil dos alunos, que estão cada vez mais exigentes e conscientes da qualidade também no ensino. As instituições educacionais perceberam a importância das ferramentas de marketing que buscam conhecer as necessidades e desejos de seus clientes e com isso proporcionar melhorias na qualidade dos serviços prestados pela instituição. Palavras-chave: marketing; ferramentas de marketing, comunicação integrada de marketing, instituição educacional, alunos. Abstract Analize marketing communication and its importance for educational institutions has as a case study UNASP Centro Universitario Adventista de São Paulo. Given the changes in the scenario of the educational market and the intensification of competition is necessary to keep the target audience informed of the interest actions undertaken by the institution. During much time the educational institutional denied to use the marketing tools to disclosure of its programs, its structure, its brand and other informations that the market demanded. Currently the use of marketing strategies is critical factor for the success of the institution, with the emergence of new competitors and changes in the student s profile, who are increasingly demanding conscientious of the quality also in education. The educational institutions had perceived the importance of marketing tools that search to know the necessities and desires of its customers and with this provide improvements in the quality of services given from the institution. Key-Words: marketing, marketing tools, integrated communication of marketing, educational institution, students.

2 1. Introdução A necessidade de conhecimentos básicos somados a baixa velocidade de desenvolvimento da economia eram suficientes para o individuo conseguir uma boa colocação para preenchimento de vagas no mercado de trabalho das décadas de 1960 até meados de Com a abertura econômica dos anos de 1990 o mercado cobrou uma mão de obra mais qualificada o que exigiu do governo e do setor privado de ensino superior uma expansão para atender a esta demanda reprimida (Revista do Ensino Superior edição 115). 1 Dados publicados em 2008 pelo INEP Instituto Nacional de Estudo e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira no Brasil existem 2252 instituições de ensino superior dos quais 2016 são privadas e destes 437 são comunitárias/confessionais/filantrópicas. As instituições de ensino superior ofertam 1809 cursos de Administração, sendo 1141 ofertados pelas instituições privadas. Com as mudanças no cenário econômico percebidas pelo setor produtivo e a demanda reprimida atendida na década de 1990, podemos perceber o grau de acirramento das instituições de ensino superior pela disputa pelo aluno, público alvo de seu serviço. Há pelo menos duas décadas o marketing tem atraído o interesse das instituições educacionais por oferecer ferramentas necessárias para enfrentar dificuldades como atrair alunos, aumentar a satisfação com a instituição e seus cursos, planejar programas de acordo com sua missão, atraindo o apóio financeiro e entusiasmo de ex-alunos e outras pessoas. O estudo de marketing nas instituições educacionais é importante porque visa analisar o mercado que é composto por alunos, professores, doadores e formadores de opinião buscando conhecer suas necessidades e desejos. A presente pesquisa pretende analisar a comunicação de marketing e sua importância para as instituições educacionais tendo como estudo de caso o UNASP - Centro Universitário Adventista de São Paulo, uma das 437 IES Instituição de Ensino Superior comunitárias/confessionais/filantrópicas. Esta comunicação deve estabelecer um diálogo e construir um relacionamento com os consumidores na visão de KOTLER(2006:532). Aqui iremos tratar consumidor como público alvo e que as IES devem fortalecer a sua marca junto a esse público. No marketing apresentamos sua definição e como é aplicada nas instituições educacionais, demonstrando sua funcionalidade e importância. Em comunicação, apresentamos os elementos do processo que são importantes para compreendermos como a mensagem chega ao consumidor e sua reação quando recebida. Para se ter sucesso é preciso saber como o consumidor irá interpretar a mensagem. Através da comunicação, o marketing das instituições educacionais divulga seus serviços oferecendo grade curricular atraente para o mercado de trabalho, qualidade no ensino, recursos técnicos que facilitem o aprendizado e profissionais qualificados para transmitirem o conhecimento. 1.1 Situação Problemática 1 Continua o artigo apontando que esta demanda já foi atendida.

3 Através do marketing as instituições educacionais passaram a conhecer as necessidades e desejos de seu público, proporcionando melhorias estruturais desde obras de arquitetura na suas entradas até salas de recepção para atendimento dos alunos e interessados, passando pelas salas de aula com recursos multimídia, para fortalecerem a qualidade da instituição. Para que o público tenha conhecimento dos serviços prestados bem como das suas ofertas estruturais, as instituições passaram a fazer um marketing mais agressivo quanto a comunicação que é o meio que propaga suas ofertas, atraindo assim um maior número de pessoas. Participação em feiras que tratam de vestibular e de profissões, tanto em espaços específicos como nas escolas que possuem o público alvo, se tornaram objeto de disputa das IES, principalmente a partir de 2000, quando se percebeu que o mercado estava cada vez mais restrito em função do atendimento da demanda reprimida e o aumento de faculdades, centros universitários e universidades. Do ponto de vista dos alunos, o UNASP Centro Universitário Adventista de São Paulo - tem aplicado e propagado marketing de forma adequada suprindo suas necessidades? OBJETIVOS Objetivo Geral Analisar importância do marketing nas instituições educacionais tendo como base à percepção dos alunos com relação ao UNASP e propostas de melhorias na qualidade do marketing na instituição Objetivos Específicos - Descrever como funciona e a influencia do marketing na relação da instituição com os alunos; - Avaliar se o UNASP tem atendido as necessidades dos alunos; - Avaliar como a divulgação e os meios de comunicação estão alcançando o público alvo do UNASP; - Verificar alternativas para melhorar a comunicação entre os alunos com UNASP JUSTIFICATIVA Relevância Social Como em toda instituição, o marketing tem se mostrado uma ferramenta eficaz na administração e no planejamento utilizando recursos para atrair o mercado-alvo, atendendo suas necessidades e desejos. Sem o mercado-alvo a instituição não teria como sobreviver Relevância Cientifica O estudo é devido ao crescimento dos concorrentes e do aumento da exigência por parte dos clientes que cobram mais qualidade e desejam adquirir maior conhecimento. Será apresentado a importância e os benefícios do marketing nas instituições educacionais Interesse Com o aumento dos concorrentes e maiores cobranças por parte dos públicos-alvos, as instituições tiveram que buscar alternativas para se manter, propondo programas diferenciados para continuarem no mercado e continuar competitiva Viabilidade Buscamos nesta pesquisa responder aos objetivos específicos, pois eles possuem uma viabilidade muito grande para a instituição educacional que desejam sobreviver, retendo e

4 atraindo alunos, profissionais qualificados e indicação de seu público, assim, utilizaremos questionários como pesquisas para obter os resultados das análises. 2. METODOLOGIA A pesquisa foi realizada junto aos alunos do primeiro ano dos cursos de Administração, Pedagogia e Enfermagem e último semestre dos cursos de administração e pedagogia do UNASP Centro Universitário Adventista de São Paulo. Os dados foram coletados a partir de questionários com parte das perguntas formuladas para expressar a opinião e percepção do respondente numa adaptação da escala de Likert e outra parte formulada de forma fechada, mas com ampla possibilidade de respostas, visando explorar fatores como satisfação, necessidades, qualidade nos serviços prestados e meios de comunicação adequada. PIZZINATTO et. al. (2008) mostraram em uma pesquisa como uma IES com orientação para o marketing pode satisfazer as necessidades a longo prazo, pela eficiência e qualidade de seus programas e serviços. Os autores tiveram como base o Programa de Pós-Graduação stricto sensu da área de Ortodontia a Faculdade de Odontologia de Piracicaba, da Universidade Estadual de Campinas-SP identificando diferentes características dos serviços oferecidos. Os autores classificam os alunos como consumidores, mesmo sabendo que a sua satisfação, apesar de sua importância central, pode ser difícil de ser mensurada, pois divergem entre si ao determinar quais características da escola estão relacionadas à satisfação de cada um. DIAS (2003) considera que o serviço como um bem intangível, uma ação ou um desempenho que cria valor por meio de uma mudança desejada no cliente ou em beneficio dele. Neste sentido, a educação recebida pelo aluno modifica a sua vida e cria valor através da competência e habilidade para o desenvolvimento de sua vida. 3. Análise e Interpretação dos Dados Os questionários foram distribuídos diretamente aos respondentes em suas respectivas salas de aulas, recolhidos após o seu preenchimento e tabulados. Os resultados obtidos através das respostas dos entrevistados foram dispostos em tabelas e gráficos de acordo com as respostas obtidas para cada pergunta, em seguida partiu-se para a análise e interpretação procurando identificar se suas necessidades foram supridas, quais meios de comunicação que atraíram os alunos para o UNASP e qual meio de comunicação julgam ser mais interessante para saberem o que acontece na universidade. a) Sexo dos entrevistados Como a pesquisa foi realizada junto aos alunos do primeiro ano dos cursos de Administração, Pedagogia e Enfermagem e último semestre dos cursos de Administração e Pedagogia do UNASP Centro Universitário Adventista de São Paulo, a natureza marcante do gênero feminino para os cursos de pedagogia e enfermagem é notada pelo volume expressivo de 83%. Gráfico 1 Sexo dos entrevistados

5 O Gráfico 1 mostra que 83% dos entrevistados é do grupo feminino e 17% pertencem ao gênero masculino. Esta pergunta não apresentou surpresa para os pesquisadores, pois os cursos de Pedagogia e Enfermagem possuem uma tradição histórica de serem procurados por mulheres na sua grande maioria. Outra razão é a natureza mais humana e de necessidade de proximidade, próprias da característica do gênero feminino. GRÁFICO 2 Faixa etária dos entrevistados A faixa etária encontrada foi de 64% dos entrevistados entre 17 a 24 anos; determinando uma caracteristica muito natural no atual contexto de que os alunos estão cada vez mais cedo nas Universidades. Por outro lado quando de considedera os percentuais da faixa de 25 anos até 29 anos, temos um total de 30%, mostrando que é um desafio para as faculdades o atendimento de uma parcela de público mais velho com necessidades diferentes das do público mais jovem. Embora o público jovem faça parte da maioria dos entrevistados, chama a atenção o número de alunos que estão próximo da meia idade, cuja interpretação preliminar desta pesquisa considera a busca constante pelo conhecimento e maior determeinação pela formação profissional. GRÁFICO 3 Cursos dos entrevistados

6 Dos entrevistados, 44% são do curso de Pedagogia; 32% pertencem ao curso de Administração e 24% do curso de Enfermagem. Considerando a abordagem feira na apresentação do grafico 1 tratando do sexo dos envevistados, percebemos que os curso de pedagogia e enfermagem somam 68%. GRÁFICO 4 Religião dos entrevistados O UNASP é uma das 437 IES Instituições de Ensino Superior classificadas pelo INEP em seu relatório de 2008 como comunitárias/confessionais/filantrópicas. De acordo com a pesquisa a maior parte do público do UNASP é composta por alunos da religião Adventistas (60%). Sendo o fator que contribui para esse percentual representativo é o fato da instituição inserir na educação os princípios da religião e por respeitar esses princípios, como não ter aulas as sexta-feira (depois do pôr do sol), contra 21% de católicos; 1% espirita e outros 18% que se dividem em cristão, testemunha de jeová, envagélicos e sem religião. GRÁFICO 5 Tipo de organização onde trabalham os entrevistados

7 Dos entrevistados, 28% trabalham em empresas privadas; 24% não trabalham; 23% trabalham no UNASP; 18% trabalham em empresas adventistas; 3% em empresas do setor público; 2% em empresas mistas e 1% dos respodentes deixou a resposta em branco. Somando o público do próprio UNASP e de empresas adventistas temos 41% e isto contribui para a manutenção dos principios religiosos ao longo dos cursos pesquisados, ao mesmo tempo em que reflete na percepção de marketing da Instituição. GRÁFICO 6 Como os entrevistados conheceram o UNASP De acordo com os dados apresentados no gráfico, 80% dos entrevistados conheceram o UNASP através de familiares e amigos, mostrando a importância da indicação e relação de afinidade das pessoas próximas. Em segundo lugar, 12% dos entrevistados mencionaram que a apresentação foi feita através do colégio, podemos deduzir que é importante para o UNASP a relação com outros colégios para atrair alunos potenciais, embora a pesquisa não tenha identificado se o colégio pertencia a própria rede adventista ou outros. O quesito feira e eventos não foi mencionado pelos entrevistados, o que mostra que numa época em que a concorrência tem disputado cada espaço de penetração do público alvo estes sejam os próximos focos do marketing da instituição para mostrar ao público as suas ofertas. GRÁFICO 7 O que influenciou os alunos a ingressarem na instituição.

8 Para maioria dos entrevistados (37%), o fator que influenciou na escolha foi à educação adventista, o que mostra que a religião é fator decisivo na decisão dos alunos e por isso é importante que o UNASP continue investindo na educação religiosa. Para 29% dos entrevistados a localização do UNASP contou na escolha por ser próxima da residência do aluno e afastada do trânsito complicado da cidade de São Paulo. Este item tem sido determinante na escolha de uma faculdade e tem relação direta com um dos quatro p!s do mix de marketing denominado praça. E quanto a este item, o mercado tem mostrado o seu vigor quanto à oferta de cursos à distancia, pois consegue preencher duas lacunas importantes que são: o tempo e a distância entre casa e escola ou casa-trabalho e escola. A bolsa de estudo tem sido empregada como estratégia de marketing por muitas instituições, quer seja no valor integral ou parcial da mensalidade ou aplicada de forma total para o período de duração do curso ou com progressão gradual de queda ao longo do curso. A pesquisa identificou que 13% se interessaram por causa da oferta de Bolsa e isto deve ser intensificado pela Instituição como forma de divulgação dos seus cursos. GRÁFICO 8 Reação das pessoas sobre o UNASP Esta pergunta procurava identificar a percepção do entrevistado quando falam do UNASP no seu trabalho, para amigos, parentes nos ambiente freqüentado por ele. Para 59% dos entrevistados quando menciona o nome do UNASP para outras pessoas elas reconhecem a instituição; 28% desconhecem a instituição; 11% sentem que as pessoas quando ouvem o

9 nome UNASP ficam indiferentes e 2% deixaram a resposta em branco. Com um percentual elevado de pessoas que conhecem o UNASP facilita para o aluno no mercado de trabalho tanto para vagas efetivas como para estágio. GRÁFICO 9 A primeira lembrança que o nome UNASP traz. Esta pergunta procurava saber a lembrança que o entrevistado tem da marca, ou seja, qual a associação que ele fazia quando ouvia a marca UNASP. Segundo 37% dos entrevistados a Igreja é a primeira lembrança que o UNASP traz; 23% é a educação; 22% lembram da faculdade; 12% é a seriedade da instituição; 4% o conceito de faculdade barata por causa da bolsa de estudos e 2% sem resposta. GRÁFICO 10 Por qual motivo os entrevistados indicam o UNASP Como acontece com outros produtos e serviços, aqui o consumidor também quer valorizar a marca do serviço de educação que consome para perceber o valor recebido pela instituição. Do total de entrevistados, 56% responderam que fazem a indicação pela qualidade de ensino; 21% indicam o UNASP por proporcionar educação adventista que denota seriedade e qualidade; 15% por causa do ambiente infraestrutura; 4% por causa de outros

10 fatores como o fato de não ter aulas na sexta-feira. O corpo docente foi lembrado por 2% dos entrevistados. Embora o corpo docente seja a máquina de produção de uma instituição de ensino, este não é o elemento determinante na escolha ou indicação de uma instituição no Brasil, diferente do que ocorre com outras instituições que possuem professores laureados com premio Nobel. GRÁFICO 11 - Por qual motivo os entrevistados não indicam o UNASP A pergunta que gerou o gráfico 11 permitiu deduzir o grau de satisfação do aluno em relação ao UNASP, mesmo considerando que a sua formulação procurava identificar porque ele não indicaria a universidade. Para 30% dos entrevistados disserem que não indicariam por causa do atendimento feito pelos funcionários da secretaria na solicitação e entrega de documentos e no setor financeiro para as negociações, principalmente. Outro percentual representativo foi o item outros com 30% e sem uma razão perceptível. Em conversa informal os pesquisadores tenham detectado que se tratava mais de uma insatisfação pessoal pelo baixo desempenho em notas do que algo diretamente relacionado com a instituição. Os que não aprovam a infraestrutura somam 13%, a educação adventista ficou com 7% e 12% preferiram deixar em branco. Quanto ao item que tratava da qualidade do ensino apenas 4% dos respondentes disseram que não indicariam a universidade o que permite deduzir que a grande maioria aprova a qualidade de ensino percebida. GRÁFICO 12 Questionamentos das pessoas sobre o UNASP

11 O assunto mais perguntado pelas pessoas com quem o entrevistado se relaciona é sobre a faculdade/curso que estuda, para 70% entrevistados. Os que querem saber sobre a igreja ou como é a religião, somam 22%; 4% outros assuntos como o tipo de aula, se tem material de apoio; 2% querem se tem e como funcionam os programas comunitários. GRÁFICO 13 Meio de comunicação que utilizam para se informarem sobre UNASP A comunicação é outro item importante do mix de marketing de acordo com KOTLER(2006) 2 chamando à atenção para as diversas plataformas de comunicação. Nesta pergunta a pesquisa pretendia identificar como o entrevistado recebia as informações sobre o UNASP e ao mesmo tempo deduzir quais meios de comunicação eram mais utilizados para levar as informações ao seu público. Dos entrevistados, 26% se informam através da intranet do UNASP; 24% através do portal do UNASP; 17% pelos informativos/ folhetos; 16% 2 Na página 533 da edição de 2006, a tabela 17.1 mostra algumas das principais plataformas de comunicação usadas pelas empresas para falar com o seu público.

12 procuram as informações de que necessitam no mural; 13% se valem do que os representantes de sala transmitem. GRÁFICO 14 Como os entrevistados avaliam os meios de comunicação do UNASP De acordo com 49% dos respondentes os meios de comunicação utilizados pelo UNASP são bons; 29% consideram regular; 12% deram a opinião de que consideram ótimo os meios de comunicação da IES e 10% consideram ruim. GRÁFICO 15 Qual meio que os entrevistados gostariam de utilizar para se informar melhor sobre o UNASP Ninguém melhor que seu publico alvo para responder a esta pergunta sobre qual o meio de comunicação que ele gostaria de utilizar para receber as informações sobre o UNASP. A pergunta tinha como objetivo implícito contrapor a opinião do entrevistado sobre a qualidade dos meios de comunicação que ele possui atualmente. Para 36% seria mais cômodo receber as informações dos de sala representantes. De acordo com este grupo, como

13 se encontram na sala de aula ficaria mais fácil qualquer recado chegar até ele e com credibilidade. Já para 19% os informativos/ folhetos continuam sendo mais eficazes; 18% pela intranet do UNASP já que fazem parte do corpo de colaboradores e tem acesso ao computador com facilidade. O mesmo acontece para 12% através do portal do UNASP; 6% através do mural; 6% responderam outros sem citar quais; 3% deixaram a resposta em branco. 4. Considerações Finais A pesquisa trabalhou com a proposta de analisar a comunicação de marketing e sua importância para as instituições educacionais tendo como estudo de caso o UNASP - Centro Universitário Adventista de São Paulo, com base nos dados obtidos dos questionários dos alunos do primeiro ano dos cursos de Administração, Pedagogia e Enfermagem e último semestre dos cursos de Administração e Pedagogia para responder ao questionamento que do ponto de vista dos alunos, o UNASP Centro Universitário Adventista de São Paulo - tem aplicado e propagado marketing de forma adequada suprindo suas necessidades? Após a tabulação e interpretação das informações o presente artigo percebe como resposta que os alunos do UNASP notam a participação do marketing da instituição e buscaram informações quando estavam em fase de vestibular para tomar a sua decisão quanto à realização do curso na instituição. Através do marketing as instituições educacionais passaram a conhecer as necessidades e desejos de seu público, proporcionando melhorias estruturais desde obras de arquitetura na suas entradas até salas de recepção para atendimento dos alunos e interessados, passando pelas salas de aula com recursos multimídia, para fortalecerem a qualidade da instituição. Com o acirramento da concorrência, as instituições têm notado que a demanda por cursos continua expressiva, mas a oferta de cursos com propostas variadas é muito grande. O gráfico 6 mostrou que os alunos conheceram a instituição por indicação de amigos e familiares e estes conheceram exatamente pela comunicação de marketing feita na igreja, no trabalho, na sua escola de origem ou pelo próprio curso que fez. Este resultado aponta para uma decisão estratégica da instituição de manter a comunicação de marketing atuando com o fortalecimento das informações para o mercado de tal modo que a sua marca esteja o maior tempo possível em evidência na memória do futuro aluno. No gráfico 10 está a resposta para a razão que leva o entrevistado a fazer a indicação do UNASP. Para 56% responderam que fazem a indicação pela qualidade de ensino e 21% indicam o UNASP por proporcionar educação adventista que denota seriedade e qualidade. O resultado desta pergunta representa um diferencial para a instituição no posicionamento estratégico diante dos concorrentes, devendo aproveitar a informação para comunicar o mercado de mais uma razão para o futuro aluno escolher esta instituição. Como acontece com outros produtos e serviços, aqui o consumidor também quer valorizar a marca do serviço de educação que consome para perceber o valor recebido pela instituição. Embora o corpo docente seja a máquina de produção de uma instituição de ensino, este não é o elemento determinante na escolha ou indicação de uma instituição no Brasil, pois este dado aparece dentro do que é interpretado pelo entrevistado como mais um fator de qualidade. 4.1 Limitações do estudo e sugestões

14 Como toda pesquisa existem algumas limitações que merecem destaque para facilitar o trabalho daqueles que vão pesquisar o assunto ou temas correlatos. Uma das limitações: a) universo da amostra de 100 alunos com uma taxa de respondentes de 94 alunos dos cursos de Administração, Pedagogia e Enfermagem do período noturno; b) está no quesito tempo para o levantamento das informações: geralmente o planejamento indica as direções e alternativas possíveis para a obtenção, tabulação e interpretação das informações, sempre enfrentamos dificuldades com uma ou outra informação que fica retida ou de difícil interpretação e a medida que o tempo vai se esgotando é preciso concluir com o máximo de isenção possível; c) interrupção das aulas para a obtenção das informações: como é costumeiro nas pesquisas o entrevistado abandonado deixa de responder e se tiver que entregar a resposta depois, em geral esquece. Para obter o máximo de respostas, as entrevistas tiveram que ser realizadas nas salas de aulas dos cursos correspondentes e isto gera uma apreensão por parte do respondente que tem as suas tarefas daquele momento e para não interromper o seu trabalho muitas vezes deixa de contribuir com um comentário que poderia mudar o rumo das interpretações finais; Sugestões Os futuros pesquisadores poderiam comparar o estudo com outras instituições que possuem um marketing mais agressivo participando de feiras de profissões, feiras de vestibular, trazem os alunos do ensino médio para conhecer a instituição, convidam os alunos do ensino médio para participarem dos seus eventos, assistirem uma aula e outras formas de convencimento do futuro aluno. Comparando os resultados será possível perceber mais fortemente a importância da comunicação de marketing no mercado, bem como as formas de se fazer esta comunicação não só sob o ponto de vista estético, como a linguagem e os meios mais acessados para a obtenção e solução das dúvidas do futuro estudante universitário. 5. Referências Bibliográficas CHIAVENATO, Idalberto. Introdução á teoria geral da administração: uma visão abrangente da moderna administração das organizações: edição compacta. 3ª ed. rev. e atualizada. Rio de Janeiro: Elsevier, ELIAS, Jorge José. Marketing: o modelo dos 4 Ps. Disponível em: <http://adm.cneccapivari.br/?q=node/20>. Acesso em: 07 abr DIAS, Sergio Roberto (Coordenador); Professores do Departamento de Mercadologia da FGV-EAESP e convidados: MACHLINE, C; ROJO, F. J. G; PSILLAKIS, H. M;

15 FERRACCIÚ J. de S. S; PARENTE, J. G; CHERTO, M. R; COBRA, M. H. N; ARRUDA, M. C. C de; BRETZKE, M; MIGUEL, N. A. de; SOUZA, R. F. de; DIAS, S. R; MASANO; T. F; LIMEIRA, T. M. V; JONES, V. Gestão de marketing. São Paulo: Ed Saraiva, FARIA, Sergio Enrique. Aplicação do composto de marketing nas instituições do ensino superior. Disponível em: <http://www.ead.fea.usp.br/semead/6semead/mkt/002mkt%20- %20A%20Aplica%E7ao%20do%20Marketing%20Composto.doc>. Acesso em: 18 abr GUIA DO ESTUDANTE. As melhores universidades do país. 8º ed. São Paulo: Ed. Abril, 2008, p.146. HOSOKAWA, Elder. Cronologia do Centro Universitário Adventista de São Paulo (UNASP SP). São Paulo: Inédito, p.1-5. KOTLER, Philip; FOX, Karen F. A. Marketing estratégico para instituições educacionais. São Paulo: Atlas, KOTLER, Philip. Administração de marketing: a edição do novo milênio. 10ª ed. rev. São Paulo: Prentice Hall, KOTLER, Philip; ARMASTRONG, Gary. Princípios de marketing. 7ª ed. Rio de Janeiro: Prentice-Hall, KOTLER, Philip; KELLER, Kevin Lane. Administração de marketing. 12ª ed. rev. São Paulo: Pearson Prentice Hall, Pizzinatto, Nadia Kassouf et. al. Planejamento de Marketing: uma Análise dos Serviços Recebidos pelos Alunos no Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Odontologia de Piracicaba Unicamp. Revista ANGRAD - V. 9, N. 3, Jul./Ago./Set TIMM, Alberto R. A educação adventista no Brasil: Uma história de aventuras e milagres. Engenheiro Coelho: Centro Universitário Adventista de São Paulo - UNASPRESS, 2004.

16 TREVISAN, Rosi Mary. Marketing em instituições educacionais. Disponível em: Acesso em: 23 abr UNASP. Histórico. Disponível em: <http://www.unasp.edu.br/o-unasp-historico.html>. Acesso em: 16 abr WIKIPÉDIA. Centro Universitário Adventista de São Paulo. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/unasp>. Acesso em 16 abr. 2009

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: São José do Rio Pardo Código: 150 Município: São José do Rio Pardo Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível

Leia mais

MARKETING DE RELACIONAMENTO UMA FERRAMENTA PARA AS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR: ESTUDO SOBRE PORTAL INSTITUCIONAL

MARKETING DE RELACIONAMENTO UMA FERRAMENTA PARA AS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR: ESTUDO SOBRE PORTAL INSTITUCIONAL MARKETING DE RELACIONAMENTO UMA FERRAMENTA PARA AS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR: ESTUDO SOBRE PORTAL INSTITUCIONAL Prof. Dr. José Alberto Carvalho dos Santos Claro Mestrado em Gestão de Negócios Universidade

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIADA CPA DA FACULDADE ARAGUAIA

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIADA CPA DA FACULDADE ARAGUAIA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIADA CPA DA FACULDADE ARAGUAIA 2013/01 a 2013/02 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1. Diagnóstico geral

Leia mais

PARTE IV Consolidação do Profissional como Consultor. Técnicas de Consultoria Prof. Fabio Costa Ferrer, M.Sc.

PARTE IV Consolidação do Profissional como Consultor. Técnicas de Consultoria Prof. Fabio Costa Ferrer, M.Sc. FATERN Faculdade de Excelência Educacional do RN Coordenação Tecnológica de Redes e Sistemas Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Técnicas de Consultoria Prof. Fabio Costa Ferrer, M.Sc.

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS INEP

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS INEP MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS INEP Alunos apontam melhorias na graduação Aumenta grau de formação dos professores e estudantes mostram que cursos possibilitam

Leia mais

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES):

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DAS FERRAMENTAS DO MARKETING NAS PEQUENAS EMPRESAS. PAES, Paulo César 1 SARAIVA, Antonio Wanderlan Pereira 2 RESUMO

A IMPORTÂNCIA DAS FERRAMENTAS DO MARKETING NAS PEQUENAS EMPRESAS. PAES, Paulo César 1 SARAIVA, Antonio Wanderlan Pereira 2 RESUMO A IMPORTÂNCIA DAS FERRAMENTAS DO MARKETING NAS PEQUENAS EMPRESAS PAES, Paulo César 1 SARAIVA, Antonio Wanderlan Pereira 2 RESUMO A Ferramenta do Marketing nas Pequenas Empresas atualmente vem sendo utilizada

Leia mais

FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE NIVELAMENTO CAPÍTULO I DA NATUREZA

FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE NIVELAMENTO CAPÍTULO I DA NATUREZA FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE NIVELAMENTO CAPÍTULO I DA NATUREZA Art. 1º. A Faculdade Moraes Júnior Mackenzie Rio FMJ Mackenzie Rio, proporcionará aulas de Nivelamento

Leia mais

IESG - INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GARÇA LTDA. Rua América, 281 Garça/SP CEP 17400-000 (14) 3407-2505 www.uniesp.edu.br/garca

IESG - INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GARÇA LTDA. Rua América, 281 Garça/SP CEP 17400-000 (14) 3407-2505 www.uniesp.edu.br/garca IESG - INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GARÇA LTDA. Rua América, 281 Garça/SP CEP 17400-000 (14) 3407-2505 www.uniesp.edu.br/garca PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DOS EGRESSOS O Instituto de Ensino de Garça,

Leia mais

OS 5 P S DO MARKETING NO SETOR HOTELEIRO NA CIDADE DE BAMBUÍ-MG

OS 5 P S DO MARKETING NO SETOR HOTELEIRO NA CIDADE DE BAMBUÍ-MG 1 OS 5 P S DO MARKETING NO SETOR HOTELEIRO NA CIDADE DE BAMBUÍ-MG Camila Alves Teles 1 Maria Solange dos Santos 2 Rodrigo Honório Silva 3 Romenique José Avelar 4 Myriam Angélica Dornelas 5 RESUMO O presente

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA DA CPA DA FACULDADE ARAGUAIA 2014/01 a 2014/02 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1. Análise dos resultados

Leia mais

High Potentials, Talentos e Sucessão no Brasil

High Potentials, Talentos e Sucessão no Brasil High Potentials, Talentos e Sucessão no Brasil P e s q u i s a d a F u n d a ç ã o G e t u l i o V a r g a s I n s t i t u t o d e D e s e n v o l v i m e n t o E d u c a c i o n a l Conteúdo 1. Propósito

Leia mais

Programa de Educação Dinâmica Progressiva PEDP

Programa de Educação Dinâmica Progressiva PEDP Programa de Educação Dinâmica Progressiva PEDP 1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL 1.1. Histórico da Prática Eficaz descrever como surgiu o programa/prática e indicar a data de início das ações. O

Leia mais

2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Tribunais Gestão de Pessoas Questões Giovanna Carranza

2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Tribunais Gestão de Pessoas Questões Giovanna Carranza 2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Tribunais Gestão de Pessoas Questões Giovanna Carranza 01. Conceitualmente, recrutamento é: (A) Um conjunto de técnicas e procedimentos

Leia mais

Pesquisa Semesp 2009. Índice de Imagem e Reputação

Pesquisa Semesp 2009. Índice de Imagem e Reputação Pesquisa Semesp 2009 Índice de Imagem e Reputação Uma ferramenta estratégica para a qualidade de mercado Desvendar qual é a real percepção de seus públicos estratégicos com relação à atuação das instituições

Leia mais

5 Conclusão e discussões

5 Conclusão e discussões 5 Conclusão e discussões O presente estudo procurou entender melhor o universo dos projetos de patrocínio de eventos, principalmente com o objetivo de responder a seguinte questão: quais são as principais

Leia mais

PROGRAMAÇÃO FOCO FORMAÇÃO CONTINUADA PARA DOCENTES COORD. PROFA. MS. MÁRCIA LIMA BORTOLETTO

PROGRAMAÇÃO FOCO FORMAÇÃO CONTINUADA PARA DOCENTES COORD. PROFA. MS. MÁRCIA LIMA BORTOLETTO PROGRAMAÇÃO FOCO FORMAÇÃO CONTINUADA PARA DOCENTES COORD. PROFA. MS. MÁRCIA LIMA BORTOLETTO LOCAL DOS ENCONTROS Campinas: POLICAMP Rua: Luiz Otávio, 1281 Parque Santa Cândida Campinas SP Fone: (19) 3756-2300

Leia mais

O curso de biblioteconomia da UFRGS: ponto de vista dos alunos

O curso de biblioteconomia da UFRGS: ponto de vista dos alunos O curso de biblioteconomia da UFRGS: ponto de vista dos alunos Samile Andréa de Souza Vanz 1 Glória Isabel Sattamini Ferreira 2 Patrícia Mallman Souto Pereira 3 Geraldo Ribas Machado 4 Universidade Federal

Leia mais

Formação e Capacitação de Agentes de Inclusão Digital

Formação e Capacitação de Agentes de Inclusão Digital Olá telecentrist@s e amig@s! Esta é a terceira pesquisa elaborada pelo ONID. Ela tem como objetivo captar demandas de formação e capacitação de agentes de inclusão digital (monitores, funcionários e trabalhadores

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PROFESSOR MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÂ Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGÓCIOS Habilitação Profissional: TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO Qualificação:

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA SOBRE A UTILIZAÇÃO DE AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM COMO APOIO AO ENSINO SUPERIOR EM IES DO ESTADO DE SÃO PAULO

PROJETO DE PESQUISA SOBRE A UTILIZAÇÃO DE AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM COMO APOIO AO ENSINO SUPERIOR EM IES DO ESTADO DE SÃO PAULO 552 PROJETO DE PESQUISA SOBRE A UTILIZAÇÃO DE AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM COMO APOIO AO ENSINO SUPERIOR EM IES DO ESTADO DE SÃO PAULO Silvio Carvalho Neto (USP) Hiro Takaoka (USP) PESQUISA EXPLORATÓRIA

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: São José do Rio Pardo Código: 150 Município: São José do Rio Pardo Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO TURMA: 3º T 03 EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO TURMA: 3º T 03 EMENTA EIXO TECNOLÓGICO: Gestão e Negócios Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Superior em Administração FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( x ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

O SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS (S.I.G.) APLICADO EM SUPRIMENTOS E PROCESSOS DECISÓRIOS

O SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS (S.I.G.) APLICADO EM SUPRIMENTOS E PROCESSOS DECISÓRIOS O SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS (S.I.G.) APLICADO EM SUPRIMENTOS E PROCESSOS DECISÓRIOS Hugo Bianchi BOSSOLANI 1 RESUMO: Sistema de Informações Gerenciais (S.I.G.) é o processo de transformação de

Leia mais

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PROPOSTA DE AÇÃO Criar um fórum permanente onde representantes dos vários segmentos do poder público e da sociedade civil atuem juntos em busca de uma educação

Leia mais

Prof: Carlos Alberto

Prof: Carlos Alberto AULA 1 Marketing Prof: Carlos Alberto Bacharel em Administração Bacharel em Comunicação Social Jornalismo Tecnólogo em Gestão Financeira MBA em Gestão de Negócios Mestrado em Administração de Empresas

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA CPA DA FACULDADE ARAGUAIA 2014/01 a 2014/02 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1. Análise dos resultados

Leia mais

5 Análise dos resultados

5 Análise dos resultados 5 Análise dos resultados Neste capitulo será feita a análise dos resultados coletados pelos questionários que foram apresentados no Capítulo 4. Isso ocorrerá através de análises global e específica. A

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec: Professora Nair Luccas Ribeiro Código: 156 Município: Teodoro Sampaio Eixo Tecnológico: Gestão de Negócios Habilitação Profissional: Técnico em Administração

Leia mais

III Semana de Ciência e Tecnologia IFMG - campus Bambuí III Jornada Científica 19 a 23 de Outubro de 2010

III Semana de Ciência e Tecnologia IFMG - campus Bambuí III Jornada Científica 19 a 23 de Outubro de 2010 Empregabilidade: uma análise das competências e habilidades pessoais e acadêmicas desenvolvidas pelos graduandos do IFMG - Campus Bambuí, necessárias ao ingresso no mercado de trabalho FRANCIELE CLÁUDIA

Leia mais

RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRAS DIA DAS CRIANÇAS 2012

RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRAS DIA DAS CRIANÇAS 2012 RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRAS DIA DAS CRIANÇAS 2012 CONVÊNIO UCDB-ACICG-PMCG 26/09/2012 RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA DE INTENÇÃO DE COMPRAS DIA DAS CRIANÇAS 2012 CONVÊNIO UCDB-ACICG-PMCG

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DA CPA DA FACULDADE ARAGUAIA 2014/01 a 2014/02 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1. Análise

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnico em Administração Qualificação:

Leia mais

Comunicação estratégica como diferencial competitivo para as organizações Um estudo sob a ótica de Administradores e Relações Públicas

Comunicação estratégica como diferencial competitivo para as organizações Um estudo sob a ótica de Administradores e Relações Públicas Comunicação estratégica como diferencial competitivo para as organizações Um estudo sob a ótica de Administradores e Relações Públicas Ana Carolina Trindade e-mail: carolinatrindade93@hotmail.com Karen

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014

Plano de Trabalho Docente 2014 Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico ETEC Profª Nair Luccas Ribeiro Código: 156 Município: Teodoro Sampaio Eixo Tecnológico: Gestão e Negócio Habilitação Profissional: Técnico em Administração

Leia mais

OS SABERES NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA. Cleber Luiz da Cunha 1, Tereza de Jesus Ferreira Scheide 2

OS SABERES NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA. Cleber Luiz da Cunha 1, Tereza de Jesus Ferreira Scheide 2 Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 1029 OS SABERES NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA Cleber Luiz da Cunha 1, Tereza de Jesus Ferreira Scheide 2

Leia mais

RELATÓRIO GERAL AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2014

RELATÓRIO GERAL AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2014 RELATÓRIO GERAL AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2014 2014 Dados da Instituição FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DO SUL DE MINAS - FACESM Código: 508 Faculdade privada sem fins lucrativos Estado: Minas Gerais

Leia mais

TÍTULO: MARKETING DIGITAL, ESTRATÉGIA FUNDAMENTAL PARA O CRESCIMENTO DAS EMPRESAS.

TÍTULO: MARKETING DIGITAL, ESTRATÉGIA FUNDAMENTAL PARA O CRESCIMENTO DAS EMPRESAS. Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: MARKETING DIGITAL, ESTRATÉGIA FUNDAMENTAL PARA O CRESCIMENTO DAS EMPRESAS. CATEGORIA: CONCLUÍDO

Leia mais

PSICOLOGIA E EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: COMPROMISSOS E DESAFIOS

PSICOLOGIA E EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: COMPROMISSOS E DESAFIOS PSICOLOGIA E EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: COMPROMISSOS E DESAFIOS Letícia Luana Claudino da Silva Discente de Psicologia da Universidade Federal de Campina Grande. Bolsista do Programa de Saúde. PET/Redes

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Educação que valoriza o seu tempo: presente e futuro

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Educação que valoriza o seu tempo: presente e futuro EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Educação que valoriza o seu tempo: presente e futuro Educação a Distância Os mesmos professores. A mesma aula. O mesmo diploma. A única diferença é a sala de aula que fica em suas

Leia mais

O uso da tecnologia CRM em uma empresa de pequeno porte no município de Bambuí-MG

O uso da tecnologia CRM em uma empresa de pequeno porte no município de Bambuí-MG O uso da tecnologia CRM em uma empresa de pequeno porte no município de Bambuí-MG Caroline Passatore¹, Dayvid de Oliveira¹, Gustavo Nunes Bolina¹, Gabriela Ribeiro¹, Júlio César Benfenatti Ferreira² 1

Leia mais

SITUAÇÃO DOS RECURSOS HUMANOS DA ÁREA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS IFES

SITUAÇÃO DOS RECURSOS HUMANOS DA ÁREA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS IFES SITUAÇÃO DOS RECURSOS HUMANOS DA ÁREA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS IFES Introdução A questão dos recursos humanos na área de Tecnologia da Informação é assunto de preocupação permanente no Colégio de

Leia mais

A PERCEPÇÃO DAS EMPRESAS SOBRE OS SERVIÇOS PRESTADOS PELOS PROFISSIONAIS DA AREA DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO 1

A PERCEPÇÃO DAS EMPRESAS SOBRE OS SERVIÇOS PRESTADOS PELOS PROFISSIONAIS DA AREA DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO 1 A PERCEPÇÃO DAS EMPRESAS SOBRE OS SERVIÇOS PRESTADOS PELOS PROFISSIONAIS DA AREA DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO 1 Tatiana Pereira da Silveira 1 RESUMO O objetivo deste trabalho é apresentar os resultados da

Leia mais

Prêmio Inovação UP 2012 Manual de Preenchimento do Formulário

Prêmio Inovação UP 2012 Manual de Preenchimento do Formulário ORIENTAÇÕES GERAIS Considerando que projeto deverá ser executado de agosto de 2012 a janeiro de 2013, avaliar a viabilidade de execução e finalização no prazo. Para preencher o formulário, observar as

Leia mais

FACULDADE FAMA ALEXSANDRA SOARES DA SILVA

FACULDADE FAMA ALEXSANDRA SOARES DA SILVA FACULDADE FAMA ALEXSANDRA SOARES DA SILVA A NECESSIDADE DE CONSULTORIA NAS EMPRESAS RECIFE DEZ/2014 ALEXSANDRA SOARES DA SILVA A NECESSIDADE DE CONSULTORIA NAS EMPRESAS Artigo científico apresentado em

Leia mais

COMPOSTO DE MARKETING NA ABORDAGEM DAS UNIDADES DE INFORMAÇÃO

COMPOSTO DE MARKETING NA ABORDAGEM DAS UNIDADES DE INFORMAÇÃO COMPOSTO DE MARKETING NA ABORDAGEM DAS UNIDADES DE INFORMAÇÃO CALDAS, Rosângela Formentini Departamento de Ciência da Informação UNESP/Marília A definição de marketing ainda permanece enquanto uma discussão

Leia mais

X Encontro Nacional de Educação Matemática Educação Matemática, Cultura e Diversidade Salvador BA, 7 a 9 de Julho de 2010

X Encontro Nacional de Educação Matemática Educação Matemática, Cultura e Diversidade Salvador BA, 7 a 9 de Julho de 2010 UMA ANÁLISE DA PERSPECTIVA DOS GRADUANDOS DO CURSO DE MATEMÁTICA DAS MODALIDADES DE LICENCIATURA E BACHARELADO DA UFRN SOBRE A FORMAÇÃO CONTINUADA STRICTO SENSU Claudianny Noronha Amorim Universidade Federal

Leia mais

MARKETING: PRINCIPAL FERRAMENTA PARA A EFETIVAÇÃO DAS VENDAS

MARKETING: PRINCIPAL FERRAMENTA PARA A EFETIVAÇÃO DAS VENDAS MARKETING: PRINCIPAL FERRAMENTA PARA A EFETIVAÇÃO DAS VENDAS CAUÊ SAMUEL SCHIMIDT 1 FERNANDO GRANADIER 1 Resumo O mercado atual está cada vez mais competitivo e para sobreviver nesse meio, é necessário

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Qualificação: TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Qualificação: TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PROFESSOR MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÂ Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGÓCIOS Habilitação Profissional: TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO Qualificação:

Leia mais

Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs

Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs Ultrapassando barreiras e superando adversidades. Ser um gestor de pessoas não é tarefa fácil. Existem vários perfis de gestores espalhados pelas organizações,

Leia mais

EVASÃO NO CURSO DE PEDAGOGIA DE UMA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO UM ESTUDO DE CASO

EVASÃO NO CURSO DE PEDAGOGIA DE UMA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO UM ESTUDO DE CASO EVASÃO NO CURSO DE PEDAGOGIA DE UMA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO UM ESTUDO DE CASO Elizabeth da Silva Guedes UNESA Laélia Portela Moreira UNESA Resumo A evasão no Ensino Superior (ES) vem chamando

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

RELATO DE ESTÁGIO PEDAGÓGICO VOLUNTÁRIO NA DISCIPLINA DE FUNDAMENTOS HISTÓRICOS DA EDUCAÇÃO

RELATO DE ESTÁGIO PEDAGÓGICO VOLUNTÁRIO NA DISCIPLINA DE FUNDAMENTOS HISTÓRICOS DA EDUCAÇÃO RELATO DE ESTÁGIO PEDAGÓGICO VOLUNTÁRIO NA DISCIPLINA DE FUNDAMENTOS HISTÓRICOS DA EDUCAÇÃO Elaine Cristina Penteado Koliski (PIBIC/CNPq-UNICENTRO), Klevi Mary Reali (Orientadora), e-mail: klevi@unicentro.br

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTOAVALIAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS 2014/01 a 2014/02 APRESENTAÇÃO O Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior

Leia mais

O Engenheiro, a Universidade e o Sistema Confea/Crea

O Engenheiro, a Universidade e o Sistema Confea/Crea O Engenheiro, a Universidade e o Sistema Confea/Crea PROF. ALBERTO LUIZ FRANCATO COORDENADOR DO CURSO DE ENG. CIVIL MARÇO/2012 Cenário nacional para a Engenharia Civil: O crescimento da indústria da construção

Leia mais

Opinião N15 ANÁLISE DO DESEMPENHO ACADÊMICO DOS COTISTAS DOS CURSOS DE MEDICINA E DIREITO NO BRASIL

Opinião N15 ANÁLISE DO DESEMPENHO ACADÊMICO DOS COTISTAS DOS CURSOS DE MEDICINA E DIREITO NO BRASIL Opinião N15 ANÁLISE DO DESEMPENHO ACADÊMICO DOS COTISTAS DOS CURSOS DE MEDICINA E DIREITO NO BRASIL MÁRCIA MARQUES DE CARVALHO 1 E GRAZIELE DOS SANTOS CERQUEIRA 2 As políticas de ação afirmativa no acesso

Leia mais

Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES GOIÁS UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS

Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES GOIÁS UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES GOIÁS UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais G O V E R N O F E D E R A L P A Í S R

Leia mais

PERCEPÇÕES SOBRE A INCLUSÃO DOS EGRESSOS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA UNIJUÍ NO MERCADO DE TRABALHO 1

PERCEPÇÕES SOBRE A INCLUSÃO DOS EGRESSOS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA UNIJUÍ NO MERCADO DE TRABALHO 1 PERCEPÇÕES SOBRE A INCLUSÃO DOS EGRESSOS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA UNIJUÍ NO MERCADO DE TRABALHO 1 Ana Cláudia Bueno Grando 2, Eliana Ribas Maciel 3. 1 Trabalho de Conclusão de curso apresentado a banca

Leia mais

RETORNO EM EDUCAÇÃO CORPORATIVA DEVE SER MENSURADO

RETORNO EM EDUCAÇÃO CORPORATIVA DEVE SER MENSURADO RETORNO EM EDUCAÇÃO CORPORATIVA DEVE SER MENSURADO Apesar de as empresas brasileiras estarem despertando para o valor das ações de educação corporativa em prol dos seus negócios, muitos gestores ainda

Leia mais

TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS: O SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES

TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS: O SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS: O SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES Cassia Uhler FOLTRAN 1 RGM: 079313 Helen C. Alves LOURENÇO¹ RGM: 085342 Jêissi Sabta GAVIOLLI¹ RGM: 079312 Rogério Bueno ROSA¹ RGM:

Leia mais

CONVÊNIOS COM INSTITUIÇÕES DE ENSINO

CONVÊNIOS COM INSTITUIÇÕES DE ENSINO CONVÊNIOS COM INSTITUIÇÕES DE ENSINO A Imediata Consultoria e Serviços LTDA possui convênios com instituições de ensino no âmbito de divulgação de vagas de estágio e de percentual de bolsas de estudos.

Leia mais

CURSO DE LICENCIATURA EM BIOLOGIA À DISTÂNCIA: POSSIBILIDADE E REALIDADE

CURSO DE LICENCIATURA EM BIOLOGIA À DISTÂNCIA: POSSIBILIDADE E REALIDADE CURSO DE LICENCIATURA EM BIOLOGIA À DISTÂNCIA: POSSIBILIDADE E REALIDADE Kátia M.V.G.Segovia 1 ; Tallyrand M..Jorcelino 2, Uziel S.Alves 3, Alice M.Ribeiro 4 Autor: Graduanda em Licenciatura em Biologia

Leia mais

Faculdade de Direito Promove Comissão Própria de Avaliação PROJETO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

Faculdade de Direito Promove Comissão Própria de Avaliação PROJETO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Faculdade de Direito Promove Comissão Própria de Avaliação PROJETO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Abril de 2012 Página 1 de 11 Sumário Introdução 3 Justificativa 5 Objetivos 6 Metodologia 7 Dimensões de

Leia mais

A EFICÁCIA DE CURSOS A DISTÂNCIA PARA A FORMAÇÃO DE AGENTES DE METROLOGIA LEGAL E FISCAIS DA QUALIDADE

A EFICÁCIA DE CURSOS A DISTÂNCIA PARA A FORMAÇÃO DE AGENTES DE METROLOGIA LEGAL E FISCAIS DA QUALIDADE 1 A EFICÁCIA DE CURSOS A DISTÂNCIA PARA A FORMAÇÃO DE AGENTES DE METROLOGIA LEGAL E FISCAIS DA QUALIDADE Rio de Janeiro, RJ, Maio 2012 Categoria: F - Pesquisa e Avaliação Setor Educacional: 5 Classificação

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO DE BACABAL FEBAC Credenciamento MEC/Portaria: 472/07 Resolução 80/07

FACULDADE DE EDUCAÇÃO DE BACABAL FEBAC Credenciamento MEC/Portaria: 472/07 Resolução 80/07 BACABAL-MA 2012 PLANO DE APOIO PEDAGÓGICO AO DOCENTE APRESENTAÇÃO O estímulo à produção intelectual do corpo docente é uma ação constante da Faculdade de Educação de Bacabal e para tanto procura proporcionar

Leia mais

Unidade de Projetos. Grupo Temático de Comunicação e Imagem. Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais.

Unidade de Projetos. Grupo Temático de Comunicação e Imagem. Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais. Unidade de Projetos de Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais Branding Agosto de 2009 Elaborado em: 3/8/2009 Elaborado por: Apex-Brasil Versão: 09 Pág: 1 / 8 LÍDER DO GRUPO

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Novembro 2014

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Novembro 2014 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Novembro 2014 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO EM EMPRESAS DE CONSTRUÇÃO CIVIL DE MÉDIO PORTE NO BRASIL. Elisabete Maria de Freitas Arquiteta

Leia mais

CURSOS PRECISAM PREPARAR PARA A DOCÊNCIA

CURSOS PRECISAM PREPARAR PARA A DOCÊNCIA Fundação Carlos Chagas Difusão de Idéias novembro/2011 página 1 CURSOS PRECISAM PREPARAR PARA A DOCÊNCIA Elba Siqueira de Sá Barretto: Os cursos de Pedagogia costumam ser muito genéricos e falta-lhes um

Leia mais

CENSO ESCOLAR - EDUCACENSO A IMPORTÂNCIA DE ATUALIZAR OS DADOS NO CENSO ESCOLAR

CENSO ESCOLAR - EDUCACENSO A IMPORTÂNCIA DE ATUALIZAR OS DADOS NO CENSO ESCOLAR MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA DIRETORIA DE ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS COORDENAÇÃO GERAL DO CENSO ESCOLAR DA EDUCAÇÃO BÁSICA CENSO ESCOLAR

Leia mais

CBA. Certification in Business Administration

CBA. Certification in Business Administration CBA Pós - Graduação QUEM SOMOS PARA PESSOAS QUE TÊM COMO OBJETIVO DE VIDA ATUAR LOCAL E GLOBALMENTE, SEREM EMPREENDEDORAS, CONECTADAS E BEM POSICIONADAS NO MERCADO, PROPORCIONAMOS UMA FORMAÇÃO DE EXCELÊNCIA

Leia mais

RELATÓRIO DE PESQUISA INSTITUCIONAL: Avaliação dos alunos egressos de Direito

RELATÓRIO DE PESQUISA INSTITUCIONAL: Avaliação dos alunos egressos de Direito RELATÓRIO DE PESQUISA INSTITUCIONAL: Avaliação dos alunos egressos de Direito CARIACICA-ES ABRIL DE 2011 FACULDADE ESPÍRITO SANTENSE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS Pesquisa direcionada a alunos egressos dos cursos

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO CET-FAESA

APRESENTAÇÃO DO CET-FAESA APRESENTAÇÃO DO CET-FAESA A FAESA, com atuação na área de ensino há mais de 40 anos, fundou em 2004 a Faculdade de Tecnologia FAESA, CET-FAESA, que há 10 anos oferece graduações Tecnológicas de forma pioneira

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009

PLANO DE ENSINO 2009 1 PLANO DE ENSINO 2009 Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médio ( ) Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Graduação ( X ) Pós-graduação ( ) I. Dados Identificadores Curso Administração

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2003

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2003 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2003 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

Ensino Vocacional, Técnico e Tecnológico no Reino Unido

Ensino Vocacional, Técnico e Tecnológico no Reino Unido Ensino Vocacional, Técnico e Tecnológico no Reino Unido Apoiar a empregabilidade pela melhora da qualidade do ensino profissionalizante UK Skills Seminar Series 2014 15 British Council UK Skills Seminar

Leia mais

I CIPPEB - CONGRESSO INTERNACIONAL DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS DA EDUCAÇÃO BÁSICA RELATO DE EXPERIÊNCIA

I CIPPEB - CONGRESSO INTERNACIONAL DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS DA EDUCAÇÃO BÁSICA RELATO DE EXPERIÊNCIA RELATO DE EXPERIÊNCIA SEMANA DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO: UMA PRÁTICA PEDAGÓGICA Mestranda Rita Aparecida Nunes de Souza da Luz PROGEPE UNINOVE Resumo O objetivo desse trabalho é relatar a experiência

Leia mais

1 MINUTA DO PLANO DE COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL

1 MINUTA DO PLANO DE COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL 1 MINUTA DO PLANO DE COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL 1.1 APRESENTAÇÃO O Plano de Comunicação e Participação Social subsidiará a elaboração do Plano Diretor de Mobilidade Urbana, criando as bases para

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para a Educação Básica Coordenação Geral de Materiais Didáticos PARA NÃO ESQUECER:

Leia mais

Relacionamento dos médicos associados à SOGESP com os Planos de saúde. Apresentação em Agosto de 2012

Relacionamento dos médicos associados à SOGESP com os Planos de saúde. Apresentação em Agosto de 2012 1 Relacionamento dos médicos associados à SOGESP com os Planos de saúde Apresentação em Agosto de 2012 Índice 2 Objetivo Metodologia Perfil do médico associado Avaliação das operadoras de planos de saúde

Leia mais

1. Escolha do Tema. 2. Formulação do Problema. 1 Escolha do Tema II. PLANEJAMENTO DA PESQUISA

1. Escolha do Tema. 2. Formulação do Problema. 1 Escolha do Tema II. PLANEJAMENTO DA PESQUISA II. PLANEJAMENTO DA PESQUISA 1. Escolha do tema 2. Formulação do problema 3. Justificativa 4. Determinação dos objetivos 5. Referencial teórico 6. Referências 1 Escolha do Tema 1. Escolha do Tema Nesta

Leia mais

Marilene Sinder (Universidade Federal Fluminense) Renato Crespo Pereira (Universidade Federal Fluminense)

Marilene Sinder (Universidade Federal Fluminense) Renato Crespo Pereira (Universidade Federal Fluminense) A Pesquisa com Egressos como Fonte de Informação Sobre a Qualidade dos Cursos de Graduação e a Responsabilidade Social da Instituição Universidade Federal Fluminense (UFF) Eixo II Indicadores e instrumentos

Leia mais

25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1

25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 RECURSOS HUMANOS EM UMA ORGANIZAÇÃO HOSPITALAR COM PERSPECTIVA DE DESENVOLVIVENTO DO CLIMA ORGANIZACONAL: O CASO DO HOSPITAL WILSON ROSADO EM MOSSORÓ RN

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O FUNCIONAMENTO DO EAD I-UMA SOBRE O EAD

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O FUNCIONAMENTO DO EAD I-UMA SOBRE O EAD PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O FUNCIONAMENTO DO EAD I-UMA SOBRE O EAD 1. O que é EAD? EAD é a sigla para Ensino a Distância, ou Educação a Distância, uma modalidade de ensino que acontece a partir da união

Leia mais

Projetos de informatização educacional. Ketiuce Ferreira Silva 3º Período G1 Professora: Gilca

Projetos de informatização educacional. Ketiuce Ferreira Silva 3º Período G1 Professora: Gilca Projetos de informatização educacional Ketiuce Ferreira Silva 3º Período G1 Professora: Gilca O uso do computador como instrumento de educação ainda não é uma realidade para muitos no Brasil, mas aqui

Leia mais

COLETA DE DADOS PROFA. ENIMAR JERÔNIMO WENDHAUSEN

COLETA DE DADOS PROFA. ENIMAR JERÔNIMO WENDHAUSEN COLETA DE DADOS PROFA. ENIMAR JERÔNIMO WENDHAUSEN Objetivo da aula Conhecer os instrumentos de coleta de dados, suas vantagens e limitações. Caminhos Para a Obtenção de Dados Pesquisa em ciências sociais

Leia mais

A pesquisa de campo foi realizada com questões para os núcleos administrativo, pessoal e acadêmico e procura explorar duas situações distintas:

A pesquisa de campo foi realizada com questões para os núcleos administrativo, pessoal e acadêmico e procura explorar duas situações distintas: 4 Pesquisa de campo Neste capitulo será apresentado o resultado dos questionários da pesquisa de campo que serviu para o estudo de caso. A coleta de dados será dividida em: Núcleo administrativo Núcleo

Leia mais

PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE

PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE Sérgio Dal-Ri Moreira Pontifícia Universidade Católica do Paraná Palavras-chave: Educação Física, Educação, Escola,

Leia mais

PERFIL DOS USUÁRIOS DE E-COMMERCE EM GUAÍBA

PERFIL DOS USUÁRIOS DE E-COMMERCE EM GUAÍBA PERFIL DOS USUÁRIOS DE E-COMMERCE EM GUAÍBA João Antonio Jardim Silveira 1 Amilto Muller ¹ Luciano Fagundes da Silva ¹ Luis Rodrigo Freitas ¹ Marines Costa ¹ RESUMO O presente artigo apresenta os resultados

Leia mais

FACULDADE LEGALE RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO

FACULDADE LEGALE RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO FACULDADE LEGALE RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2013 DE ACORDO COM O MODELO DO: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - COMISSÃO NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR CONAES/INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS

Leia mais

> Folha Dirigida, 18/08/2011 Rio de Janeiro RJ Enem começa a mudar as escolas Thiago Lopes

> Folha Dirigida, 18/08/2011 Rio de Janeiro RJ Enem começa a mudar as escolas Thiago Lopes > Folha Dirigida, 18/08/2011 Rio de Janeiro RJ Enem começa a mudar as escolas Thiago Lopes Criado em 1998, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), inicialmente, tinha como objetivo avaliar o desempenho

Leia mais

PROFESSORES DO CURSO DE TECNOLOGIA EM HOTELARIA: CONHECENDO A CONSTITUIÇÃO DE SEUS SABERES DOCENTES SILVA

PROFESSORES DO CURSO DE TECNOLOGIA EM HOTELARIA: CONHECENDO A CONSTITUIÇÃO DE SEUS SABERES DOCENTES SILVA PROFESSORES DO CURSO DE TECNOLOGIA EM HOTELARIA: CONHECENDO A CONSTITUIÇÃO DE SEUS SABERES DOCENTES SILVA, Daniela C. F. Barbieri Programa de Pós-Graduação em Educação Núcleo: Formação de professores UNIMEP

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015

Plano de Trabalho Docente 2015 Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico ETEC MONSENHOR ANTONIO MAGLIANO Código: 088 Município: GARÇA / SP Eixo tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO EM ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

CENÁRIO BRASILEIRO DO MARKETING RELACIONADO A CAUSAS Atitudes e comportamento do consumidor

CENÁRIO BRASILEIRO DO MARKETING RELACIONADO A CAUSAS Atitudes e comportamento do consumidor CENÁRIO BRASILEIRO DO MARKETING RELACIONADO A CAUSAS Atitudes e comportamento do consumidor 2º Seminário Internacional de Marketing Relacionado a Causas 27 de setembro de 2005 1 O que pensa consumidor

Leia mais

Satisfação dos consumidores: estudo de caso em um supermercado de Bambuí/MG

Satisfação dos consumidores: estudo de caso em um supermercado de Bambuí/MG Satisfação dos consumidores: estudo de caso em um supermercado de Bambuí/MG Ana Clara Rosado Silva (1) ; Daiane Oliveira Borges (2) ; Tatiana Morais Leite (3) ; Vanessa Oliveira Couto (4) ; Patrícia Carvalho

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PATOLOGIA PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PATOLOGIA PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PATOLOGIA PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Porto Alegre, março de 2009. 1. O Programa O Programa de Pós-Graduação em Patologia (PPG-Patol) foi criado com o objetivo de formar pessoal

Leia mais

WWW.OUTSIDE.COM.BR Outside On-Line LTDA Telefone: +55 (19) 3869-1484 (19) 9 9441-3292 (claro) Email: carlos@outside.com.br

WWW.OUTSIDE.COM.BR Outside On-Line LTDA Telefone: +55 (19) 3869-1484 (19) 9 9441-3292 (claro) Email: carlos@outside.com.br MARKETING DIGITAL Ações de comunicação que as empresas podem se utilizar por meio da Internet e da telefonia celular e outros meios digitais para divulgar e comercializar seus produtos, conquistar novos

Leia mais

Conversando sobre a REALIDADE. Propostas Educação. Ano 1 - nº 3 - Nov/15

Conversando sobre a REALIDADE. Propostas Educação. Ano 1 - nº 3 - Nov/15 Conversando sobre a REALIDADE social do BRASIL Propostas Educação Ano 1 - nº 3 - Nov/15 Partido da Social Democracia Brasileira Presidente: Senador Aécio Neves Instituto Teotônio Vilela Presidente: José

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PLANO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA Flash Lan House: FOCO NO ALINHAMENTO ENTRE CAPITAL HUMANO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Leia mais