Faculdade de Tecnologia ENIAC-FAPI

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Faculdade de Tecnologia ENIAC-FAPI"

Transcrição

1 Faculdade de Tecnologia ENIAC-FAPI Projeto Pedagógico de Curso - PPC GUARULHOS / SÃO PAULO

2 1. APRESENTAÇÃO 1.1. Denominação Curso Superior de T ecnologia em Logística 1.2. Vagas A Faculdade de Tecnoloiga Eniac-Fapi oferece 50 (cincoenta) vagas no turno matutino e 150 (cento e cincoenta) vagas no turno noturno por ano, totalizando 200 vagas anuais para o Curso Superior de T ecnologia em Logistica Dimensionamento das Turmas As turmas são dimensionadas para o máximo de 75 alunos, sendo que, nas atividades práticas, as turmas terão as dimensões recomendadas pela Coordenação do Curso Regime de Matrícula Periodicidade semestral por Módulo Turno Matutino e Noturno Duração do Curso O Curso Superior de terá a duração mínima de horas e máxima de 1830 horas, a serem integralizadas no prazo mínimo de 04 e no máximo de 08 semestres letivos. 2. NECESSIDADE SOCIAL DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA EM GUARULHOS 2.1. Caracterização Regional da Área de Inserção da Faculdade de Tecnologia ENIAC-FAPI O Curso Superior de T ecnologia em Logística da Faculdade T ecnologia ENIAC-FAPI, vem suprir a demanda por profissionais especializados e bem qualificados, visando atender a necessidade das empresas de possuírem profissionais da atividade logística. 2

3 A utilização cada vez maior de ferramentas mais eficazes e principalmente de recursos humanos mais preparados de gestão e administração em logística, com competência e visão empreendedora para desenvolver atividades de planejamento, da visão do todo, da visão do transporte, da visão do comércio, como um sistema integrado vem ao encontro c om esses objetivos em uma região metropolitana de alta densidade industrial e pós industrial. Guarulhos e cidades vizinhas formam um aglomerado urbano único, incluindo as regiões da capital que fazem limite com nosso município e concentra os contingentes populacional e empresarial mais importantes do Estado de São Paulo. Informações gerais da cidade de Guarulhos: Guarulhos é a segunda cidade paulista em população e em geração de riqueza, medida pelo Produto Interno Bruto (PIB), sendo superada nesses itens pela Capital do Estado. Em 2008, a população atingiu pessoas. Já o PIB municipal em 2006 (último ano disponível) chegou a R$ ,71 milhões. O tamanho de sua população faz de Guarulhos a maior cidade brasileira não capital de Estado. Seu PIB municipal é o oitavo do País. O valor adicionado principal componente na aferição do PIB, aumentou cerca de 93%, em termos nominais, nos últimos seis anos e 21% em termos reais (IPCA- IBGE). Além disso, a economia local apresentou dinamismo superior à do Estado de São Paulo: de 2000 a 2006, o PIB municipal cresceu o triplo do estadual (taxas reais de 3,0% contra 1,1%, respectivamente, segundo dados da Agência de Desenvolvimento de Guarulhos - Agende); o contraste é ainda maior com a queda de 13,4% ocorrida na Capital no mesmo período. POT ENCIAL DE CONSUMO: R$ 12,9 bilhões (Target Marketing 2007) 8ª posição no ranking estadual, 12ª posição no ranking nacional (Target Marketing 2008). PIB: R$ 25,6 BILHÕES (IBGE 2006) 2º maior do Estado de São Paulo, 8º maior do país. EMPREGOS FORMAIS: (Ministério do T rabalho 2008). COMÉRCIO EXT ERIOR EM 2008 (Fonte: MDIC): EXPORT AÇÕES: US$ 2,7 bilhão 5ª posição no ranking estadual e 16ª no ranking nacional. IMPORT AÇÕES: US$ 2,3 bilhão 6ª posição no ranking estadual e 19ª no ranking nacional. CORRENT E DE COMÉRCIO (EXP. + IMP.): US$ 5,1 bilhão 4ª posição no ranking estadual e 15ª no ranking nacional. EMPRESAS: indústrias, estabelecimentos comerciais e prestadores de serviços (Secretaria Municipal de Finanças/2006). 3

4 (FONT E: Sitio da Prefeitura Municipal de Guarulhos 12 de Abril de 2009.) O aeroporto internacional de Guarulhos, atualmente, já é o maior do País em número de passageiros por ano. Segundo informações da Infraero, concluída a terceira pista do Aeroporto Internacional, nos próximos anos será possível se duplicar a capacidade de movimentação anual de passageiros e 7 milhões para algo em torno de 15 milhões de pessoas. É previsto um grande crescimento regional na área de serviços. O município de Guarulhos carece de Centros de Educação T ecnológica que prestam serviços de ensino de T ecnologia em Logística, e que, principalmente, prestem um serviço que seja de Qualidade, aliado às novas necessidades e exigências do mercado de trabalho. Para atender aos anseios regionais da comunidade formada por empresários, alunos, e clientes potenciais necessitados de boa formação tecnológica para fazer frente às exigências do mercado de trabalho, e para atender a necessidade da formação de mão de obra necessária à evolução do Município frente aos desafios e oportunidades pelas tendências mundiais de globalização, decidiu -se pela criação da Faculdade de Tecnologia ENIAC-FAPI. Esta decisão, repetindo, levou em consideração a grande necessidade da região por cursos tecnológicos voltados a estas áreas, bem como a grande dificuldade que as pessoas que desejam estudar e/ou se aprofundar nestas áreas têm em se deslocar para municípios vizinhos, como é o caso de São Paulo, o que contribui para que haja um maio r dispêndio financeiro para o aluno, em função de gastos com locomoção, alimentação, e perda de tempo de transito, entre outros Políticas institucionais no âmbito do curso Como Instituição de ensino superior, a Faculdade de T ecnologia ENIAC-FAPI tem como principal objetivo a formação de profissionais nas diferentes áreas do conhecimento aptos a ingressar no mercado de trabalho utilizando metodologias capazes de garantir o processo de ensino-aprendizagem em área do conhecimento desejado pelo discente e a contribuir com o desenvolvimento do país. Para atender às exigências legais de demanda e para garantir a qualidade dos cursos que pretende desenvolver, contará com um corpo docente compatível, instalações físicas direcionadas ao ensino, biblioteca e laboratório de informática, preocupando-se em estimular o conhecimento dos problemas de sua comunidade e estabelecer com ela uma relação de reciprocidade. Isto se fará por meio do ensino, seja ele de extensão, graduação ou pós-graduação, bem como, por meio de projetos específicos de intercâmbio de experiências. 4

5 Politica de Ensino Projeto Pedagógico de Curso - PPC A política de ensino parte de um Plano Pedagógico Institucional (PPI) que, por sua vez, está articulado ao Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI). Com base nas orientaç ões do PPI, cada curso desenvolve um Projeto Pedagógico de Curso (PPC), que orienta as ações educacionais, pedagógicas e culturais e de avaliação a serem desenvolvidas, tanto na modalidade presencial, quanto a distância. A disseminação de informações sobre Missão Institucional; Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI); Projeto Pedagógico Institucional (PPI), Projeto Pedagógico de Curso (PPC) é processo contínuo desenvolvido por meio de: reuniões com representantes de alunos e visitas às salas de aula, p elos Coordenadores de Cursos; reuniões pedagógicas com docentes; reuniões com a participação de docentes, coordenadores, alunos e diretoria; reuniões com pais. 3. CONCEPÇÃO DO CURSO O Curso Superior de T ecnologia em Logística da Faculdade Eniac-Fapi, a ser ministrado no município de Guarulhos, Estado de São Paulo, foi concebido com base na Resolução CNE/CP nº 03/02 de 18/12/2002, publicada no DOU em 23/12/2002 (Institui Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Organização e o Funcionamento dos Cursos Superiores de T ecnologia); nos Pareceres CNE/CES 436/2001 e CNE/CP 29/2002 (homologado pelo Senhor Ministro da Educação em 12 de dezembro de 2002); na Lei nº 9.394/96 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional) e no Catálogo Nacional de Cursos, publicado pelo Ministério da Educação em 10 de maio de 2006, com base no Decreto 5.773/2006 de 09 de maio de O Curso Superior de T ecnologia em Logística da Faculdade Eniac-Fapi foi autorizado pelo Parecer 588/2004 SETEC publicado do DOU em 01/11/2004, e reconhecido pelo Parecer 447/2006 SET EC e publicado no DOU em 05/01/2007. A criação do Curso Superior de da Faculdade Eniac -Fapi está em consonância com a necessidade contínua de adequação às tendências contemporâneas de construção de itinerários de profissionalização, de trajetórias formativas, e de atualização permanente; de acordo com a realidade laboral dos novos tempos. O Curso Superior de contempla um projeto pedagógico que garante uma formação básica sólida, com espaços amplos e permanentes de ajustamento às rápidas transformações sociais geradas pelo desenvolvimento do conhecimento, das ciências e da tecnologia, apontando para a criatividade e a inovação; condições básicas ao atendimento das diferentes vocações e ao desenvolvimento de competências, e para a atuação social e profissional em um mundo exigente de produtividade e de qualidade dos produtos e serviços. 5

6 O curso visa à capacitação para o desenvolvimento de competências profissionais criando condições para articular, mobilizar e colocar em ação conhecimentos, habilidades, valores e atitudes para responder, de forma original e criativa, com eficiência e eficácia, aos desafios e requerimentos do mundo do trabalho. Com o pensar voltado para a formação prospectiva, antecipando os desafios que aguardam os egressos no futuro que ainda não se conhece o contorno, busca-se uma aprendizagem ativa e problematizadora voltada para autonomia intelectual, apoiada em formas criativas e estimulantes para o processo de ensino; formando um profissional comprometido com a curiosidade epistemológica e com a resolução de problemas da realidade cotidiana. O Projeto Pedagógico proposto pauta-se nos seguintes princípios: confluência dos processos de desenvolvimento do pensamento, sentimento e ação; formação baseada na captação e interpretação da realidade, proposição de ações e intervenção na realidade; sensibilidade às questões emergentes do desenvolvimento de uma proposta diferenci ada no ensino na área com um foco no desenvolvimento de competências para atuar com desenvoltura em ambientes globalizados de forma responsável e, sobretudo, ética e inovadora; valorização e domínio de um saber baseado no conhecimento já construído e que contemple o inédito; reconhecimento de que o aprendizado se constitui como um processo dinâmico, apto a acolher a motivação do sujeito e que contemple o desenvolvimento do próprio estilo profissional; O Curso proposto idealizado na área profissional de Gestão é permeado pelas crenças e valores a seguir descritos: a formação do tecnólogo em Logística deve buscar capacitar indivíduos para que tenham condições de disponibilizar durante seu desempenho profissional os atributos adquiridos na vida social, escolar, pessoal e laboral, preparando-os para lidar com a incerteza, com a flexibilidade e a rapidez na resolução de problemas; a formação do tecnólogo em Logística é um processo educacional que implica em coparticipação de direitos e responsabilidades de docentes, discentes e profissionais de campo, 6

7 visando o seu preparo para pensar e planejar estrategicamente, estruturar articulações políticas e analisar mercados e contextos; o desenvolvimento de competências, como padrão de articulação entre conhecimento e inteligência pessoal, solidificou-se nas instituições educacionais por exigência das Diretrizes e Bases da Educação Nacional e se tornou o eixo do processo de ensino e de aprendizagem; a educação formal do tecnólogo em Logistica inicia-se no curso de graduação e deverá ser continuada, de forma institucionalizada ou não, para aprimoramento e aperfeiçoamento profissional; o mercado de trabalho reclama, hoje, uma postura de fortes controles internos, melhorando a performance da empresa privada, impondo uma eficaz gestão e planejamento de riscos financeiros e empresariais, bem como o desenvolvimento de uma postura empresarial responsável que busque a diminuição de custos tributários através de mecanismos legais e adequados Articulação com o Projeto Pedagógico Institucional A missão da Faculdade Eniac-Fapi é Educar e formar cidadãos para obter sucesso na vida, sendo competentes no mercado de trabalho, responsáveis socialmente e atuantes na preservação do meio-ambiente, tendo como referência a ética, o diálogo e o respeito com as gerações futuras. As políticas acadêmicas institucionais contidas no PPI ganham materialidade no Projeto Pedagógico do Curso Superior de T ecnologia em Logistica da Faculdade Eniac-Fapi, construído com uma estruturação que revela as características das inter-relações existentes na instituição, nos cursos e entre os cursos, no sistema educacional superior e no contexto social do qual faz parte. As possibilidades e os limites da proposta passam por questões do contexto externo e da natureza interna da instituição. A filosofia dos projetos pedagógicos dos cursos, que fixam os objetivos e as metas a serem alcançados durante a formação dos alunos, os critérios norteadores para a definição do perfil do egresso tomam como base uma visão humanista, a internalização de valores de responsabilidade social, justiça e ética profissional. Integram, assim, os conhecimentos, as competências, as habilidades e talentos na formação do futuro profissional. A definição da matriz curricular levou em consideração o perfil desejado para o egresso do curso, observando a seleção de conteúdos necessários, as competências e as habilidades a serem desenvolvidas para se obter o referido perfil, como também a necessidade de: 7

8 preparação dos alunos para o mundo do trabalho, de atendimento às novas demandas econômicas e de emprego; formação para a cidadania crítica, de preparação para a participação social em termos de fortalecimento ao atendimento das demandas da comunidade, de formação para o alcance de objetivos comprometidos com o desenvolvimento harmônico; preparação para entender o ensino como prioridade fundamentada em princípios ético - filosóficos-culturais-pedagógicos, que priorizem efetivamente a formação de pessoas, reconhecendo a educação como processo articulador/mediador, indispensável a todas as propostas de desenvolvimento sustentável a médio e longo prazos, e propiciar formação ética, explicitando valores e atitudes, por meio de atividades que desenvolvam a vida coletiva, a solidariedade e o respeito às diferenças culturalmente contextualizadas. 4. OBJETIVOS DO CURSO O tecnólogo em Logística é o profissional especializado em aquisição, recebimento, armazenagem, distribuição e transporte. Atuando na área logística de uma empresa ou organização, planeja e coordena a movimentação física e de informações sobre as operações multimodais de transporte, para proporcionar fluxo otimizado e de qualidade para peças, matérias-primas e produtos. Ele desenvolve e gerencia sistemas logísticos de gestão de materiais de qualquer natureza, o que inclui redes de distribuição e unidades logísticas, estabelecendo processos de compras, identificando fornecedores, negociando e estabelecendo padrões de recebimento, armazenamento, movimentação e embalagem de materiais, podendo ainda controlar recursos financeiros e ocupar-se do inventário de estoques, sistemas de abastecimento, programação e monitoramento do fluxo de pedidos. As responsabilidades no exercício das atribuições exigem visão sistêmica e estratégica, capacidade de comando, liderança, além de densos conhecimentos de estratégias de segurança e respectivas tecnologias e equipamentos. - Objetivos Gerais. Capacitar profissionais especializados em sistemas de armazenagem, distribuição, transportes, análise e planejamento de materiais. 8

9 O profissional formado pela nossa Instituição planeja e coordena a movimentação física e a circulação das informações sobre operações intermodais e multimodais de transporte de cargas, produtos, insumos/matéria-prima, proporcionado um fluxo otimizado e de qualidade. - Objetivos Específicos Formar tecnólogos para atender as necessidades do mercado de trabalho de Guarulhos e na região metropolitana de São Paulo. Formar profissionais que assimilem: Os processos de funcionamento das organizações, relacionados a incrementos nos colaboradores da conscientização de ações voltadas a qualidade, a produtividade e ao empreendedorismo; Desenvolvimento e elaboração de estratégias e projetos voltados as atividades logísticas; Utilização de controles e orçamentos para a otimização dos diversos componentes das cadeias de suprimentos/abastecimento logístico; Uso de sistemas de tecnologia da informação logística para a melhoria da tomada de decisão; Apropriar-se da comunicação como ferramenta na excelência no atendimento aos clientes internos e externos; Atendimento a requisitos de procedimentos e fluxos dos subsistemas logísticos (gestão de armazéns, controles de suprimentos, gestão de transportes, planejamento e gestão de materiais, planejamento da distribuição física, identificação de modais adequados para transporte de produtos). Formar profissionais que possam atuar autonomamente como prestadores de serviço de consultoria em logística ou internamente como colaboradores de empresas públicas ou privadas, seja em funções de coordenação ou especializadas, de acordo com a estrutura organizacional das empresas envolvidas. 5. PERFIL PROFISSIONAL DO EGRESSO O Tecnólogo em Logística é o profissional especializado em armazenagem, distribuição e transporte, planejando e coordenando todas as movimentações físicas e informativas, relacionadas às operações multimodais de transporte. T oda esta ação propicia um fluxo otimizado e de qualidade para peças, matérias primas e produtos. 9

10 Este profissional é também responsável pelo gerenciamento de redes de distribuição e unidades logísticas, estabelecendo processos de compras, identificando fornecedores, negociando e estabelecendo padrões de recebimento, armazenamento, movimentação e embalagem de materiais. É função do T ecnólogo em Logística ocupar-se do inventário de estoques, sistemas de abastecimento, programação e monitoramento do fluxo de pedidos. Deste modo, para o desenvolvimento das habilidades básicas do futuro profissional, o procedimento será: (1) Habilidade Técnica: durante o decorrer do curso serão criadas condições de aplicação dos conhecimentos técnicos, com métodos adequados e a utilização de máquinas e programas necessários à execução de atividades técnicas específicas; (2) Habilidade Humana: é o desenvolvimento da capacidade de trabalhar com pessoas, desenvolvendo trabalhos em grupo, entendendo o processo de administração de recursos humanos e utilizando técnicas de liderança; (3) Habilidade Conceitual: é a capacidade de perceber, dentro de uma visão sistêmica, a organização e sua sinergia entre as partes que a compõem, mantendo os interesses da organização acima dos individuais. Características fundamentais de atuação Consultoria e desenvolvimento de Programas relacionados com a Administração; Bancos Comerciais, Financeiras e Corretoras de Valores; Empresas de Logística e T ransporte T errestre/aérea/navegação; Empresas de Economia Mista, Pública e privada; Empresas multinacionais com subsidiária no país; A ocupação dos cargos, tais como: chefe, gerente, coordenador, diretor, nas áreas de assessoria, consultoria ou auditoria, ou ainda empreender seu próprio negócio. 6. ESTRUTURA CURRICULAR Os cursos de graduação da Faculdade de Tecnologia ENIAC-FAPI estão estruturados em módulos, sendo cada um deles formado por um conjunto de disciplinas, integradas num tema específico. Isto favorece uma concentração do conteúdo e dinamiza o processo de aprendizado, pois permite independência e rapidez entre os módulos. 10

11 Desde 2001, a Faculdade Eniac promove a formação de profissionais especializados, através de um processo pedagógico caracterizado pela fixação de bases tecnológicas, até então tratadas como conteúdos, e hoje utilizadas como auxílio na geração de competências e aquisição de habilidades. O Curso Superior de T ecnologia em Logística encontra-se organizado em 4 módulos semestrais independentes e dará direito a certificação que corresponde ao desempenho das competências necessárias ao desempenho de atividades específicas, sendo: Módulo Básico - Empreendedorismo Módulo: Bases Logísticas Módulo: Logística de Armazenagem e Distribuição Módulo: Análise e Planejamento de Materiais O diploma de T ecnólogo em Logística será concedido após a conclusão de todos os módulos. 7. FORMA DE ACESSO AO CURSO Extraído do Regimento: CAPÍT ULO II DO PROCESSO SELET IVO ART O Processo Seletivo destina-se a avaliar a formação recebida pelos candidatos e a classificálos dentro do estrito limite de vagas oferecidas. 1º - A Instituição oferece anualmente números de vagas aprovados conforme a legislação. 2º - As inscrições para o Processo Seletivo são abertas em edital. 3º - O Processo Seletivo abrange conhecimentos comuns às diversas formas de escolaridade do ensino médio, sem ultrapassar este nível de complexidade, a serem avaliados na forma disciplinada pelo Conselho Acadêmico. 4º - A classificação obtida é válida para a matrícula no mesmo período letivo dos primeiros colocados, para o número de vagas de cada turma oferecida. T orna-se nulo seus efeitos se o candidato classificado deixar de requerer a matrícula, ou em o fazendo, não apresentar a documentação necessária, dentro dos prazos fixados. 5º - Na hipótese de restarem vagas não preenchidas, poderão ser recebidos alunos transferidos de outro curso ou instituição ou portadores de diploma de graduação, mediante processo seletivo. CAPÍT ULO IV DA T RANSFERÊNCIA, DO APROVEIT AMENT O E DA ACELERAÇÃO DE EST UDOS 11

12 ART É concedida matrícula a aluno transferido de curso superior de instituição congênere, nacional, na estrita conformidade das vagas existentes e requerida nos prazos fixados em calendário escolar, mediante processo seletivo. 1º - O prazo para conclusão do processo de transferência é de 20 dias úteis a contar da data de emissão do atestado de vaga. 2º - Em caso de servidor público, civil ou militar, removido ex-officio para a sede da Instituição, e de dependentes seus, a matrícula é concedida independentemente da existência de vagas ou prazos 3º - A transferência de estudantes de uma instituição de ensino superior para outra será feita mediante a expedição de histórico escolar ou documento equivalente que ateste as disciplinas cursadas e respectiva carga horária, bem como o desempenho do estudante. ART O aluno transferido está sujeito às adaptações curriculares que se fizerem necessárias, aproveitados os estudos realizados com aprovação no curso de origem. 1º - Em caso de carga horária e/ou conteúdo programático e/ou competências ou habilidades insuficientes, o aluno deverá cumprir apenas a carga horária e/ou itens do programa necessários a completude da unidade curricular. 2º - O prazo máximo para requerer o aproveitamento de estudos é de 15 (quinze) dias úteis a contar do inicio do semestre letivo. 3º - Cada requerimento será feito de forma individualizada sendo instruído com os seguintes documentos: I - Histórico escolar II Competências e habilidades ou conteúdo programático da unidade curricular 4º - A análise do processo de aproveitamento de estudos será feita pela Coordenadoria de Área, podendo o professor da unidade curricular emitir parecer. 5º - O candidato ao aproveitamento de estudos poderá realizar prova de verificação de conteúdo, a critério da coordenadoria de Área. ART Os alunos que tenham extraordinário aproveitamento nos estudos, demonstrado por meio de provas e outros instrumentos de avaliação específicos, aplicados por banca examinadora especial, poderão ter abreviada a duração dos seus cursos de acordo com as normas dos sistemas de ensino. 1º O Conselho de Área de cada curso estabelecerá as condições para que o aluno pleiteie avaliações para aprovação em unidades curriculares sem a necessidade de cursá-las regularmente. 2º Os alunos que demonstrem possuir as competências requeridas serão dispensados dos módulos de nivelamento. 8. SISTEMA DE AVALIAÇÃO DO PROJETO DO CURSO 12

13 A CPA (Comissão Própria de Avaliação) composta de membros técnico-administrativos, docentes, representantes dos discentes e da comunidade, reúne-se bimestralmente com o objetivo de acompanhar e avaliar as atividades da IES, tendo como eixo central o PDI e o PPC. Baseado em relatórios são propostas ações pró-ativas junto à direção, coordenadores e discentes de cursos, visando à melhoria do ensino e demais dimensões da IES. A Faculdade de Tecnologia ENIAC-FApi, certificada pela ISO 9001, mantém a Pesquisa de Aferição de Qualidade PAQ que é um instrumento utilizado para coletar informações relacionadas à percepção e satisfação do discente e docente quanto aos serviços prestados. As informações coletadas por meio do instrumento PAQ são analisadas criticamente pela CPA. A pesquisa aplicada tem como principais elementos analisados: - corpo docente (desempenho, uso de recursos) - infra-estrutura (laboratórios,salas de aulas e outros espaços); - serviços da secretaria; - Eniac Fácil atendimento ao discente; - biblioteca; - Eniac Virtual, sistema de EAD desenvolvido pela IES (ambiente, qualidade do material e acesso); - cantina; - serviço de reprografia; - empregabilidade (colocação do discente no estagio e também do egresso do curso); - e outros questionamentos sobre interesse dos alunos que se envolverem em projetos sociais. A Pesquisa de Aferição de Qualidade é realizada semestralmente. Os planos de melhoria que dela são objetos de discussão nas reuniões da CPA e do Sistema de Gestão da Qualidade. 9. MATRIZ CURRICULAR TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA Módulo de Empreendedorismo - ME CH (hs) Informática Aplicada 60 Modelos de Gestão 60 Matemática 60 Organização e Processos Gerenciais 60 Comunicação Empresarial 60 Atividades Complementares 30 Empreendedorismo Projeto Integrador 100 TOTAL 430 Módulo de Bases Logísticas MBL CH 13

14 T ecnologia da Informação aplicada a Logística 80 Modais de T ransporte 80 Estratégias de Mercado 80 Matemática Aplicada a Logística 80 Empreendedorismo 80 TOTAL 400 Módulo de Logística de Armazenagem e Distribuição MLAD CH Estratégias e Projetos de Armazenagem 80 Procedimentos Operacionais de Armazéns 80 Logística Internacional 80 Atualidades em Armazenagem e Distribuição 80 Logística de Distribuição 80 T OTAL 400 Módulo de Análise e Planejamento de Materiais MAPM CH Planejamento e análise de Estoques 80 Gerenciamento de Projetos e Processos através da T eoria das 80 Restrições Análise e Controle de Fluxos de Materiais 80 Cadeia de Suprimentos 80 Atualidades em Gestão e Planejamento de Materiais 80 TOTAL 400 T rabalho de Conclusão de Curso (*) 80 (*) deve ser realizado no último módulo cursado LIBRAS (Optativa) 60 Inglês Instrumental (optativa) 60 CARGA HORÁRIA TOTAL DO CURSO hs 1710 CARGA HORÁRIA TOTAL DO CURSO (com optativas)-hs 1830 EMENTÁRIO E BIBLIOGRAFIA 14

15 MÓDULO BÁSICO- EMPREENDEDORISMO Projeto Pedagógico de Curso - PPC COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL Estudos de comunicação: expressão, pensamento, linguagem, língua, sociedade e cultura. Diferenças entre falar e escrever. Estudo de textos escritos: interpretação e produção, tipos de composição, desenvolvimento de parágrafos e frases. Estudos de gramática: ortografia, concordância nominal, concordância verbal, flexões verbais, regência verbal, regência nominal, pronomes, pontuação. Redação empresarial. Orientações para o T CM. Bibliografia Básica FIORIN, J.L. & SAVIOLI, F.P. Lições de texto: leitura e redação, 4ª Edição. São Paulo: Ática, (Disponível na Biblioteca Virtual). T EIXEIRA, Leonardo. Comunicação na empresa. Rio de Janeiro: FGV SOUZA, Mauro Roberto Claro; PESSEGUINI, Adriana e outros. Empreendedorismo: módulo básico. 1a. ed. São Paulo: Pearson, Bibliografia Complementar GOLD, Miriam. Redação Empresarial: escrevendo com sucesso na era da globalização - 4ª edição. São Paulo: Pearson, (Disponível na Biblioteca Virtual.) GRION, L. 400 Erros que um Executivo comete ao Redigir, São Paulo: Edicta, LUIZARI, Kátia Regina. Comunicação Empresarial Eficaz: como falar e escrever bem, São Paulo: IBPEX. (Disponivel na Biblioteca Virtual.) MENDES, E. COST ACURTA JUNQUEIRA, L.A. Comunicação sem medo, 1ª Edição, SP, Gente, SCHULER, Maria, Coord. Comunicação estratégica. 1v. 1 ed. São Paulo: Atlas, EMPREENDEDORISMO- PROJETO INTEGRADOR Proposta, planejamento, desenvolvimento e apresentação do projeto integrador multidisciplinar do Módulo Básico (Empreendedorismo). T rata-se de um trabalho desenvolvido em equipe com no máximo três alunos e orientado por um professor responsável e equipe de tutores. A equipe deve realizar apresentações parciais ao longo do semestre e entregar um documento denominado T CM (Trabalho de Conclusão de Módulo), implementado de acordo com o padrão da Faculdade ENIAC e normas ABNT. Desenvolver na prática um plano de negócios, no qual será proposto para uma empresa de médio e pequeno porte. O desenvolvimento do plano de negócio será com o conceito de empreendedor, estruturando todos os pontos necessários, finalizando com o plano de marketing. Bibliografia Básica CHIAVENAT O, I. Administração : T eoria, Processo e Prática. 3a. Edição - São Paulo: Elsevier

16 CHIAVENAT O, I. T eoria Geral da Administração. 5a.Edição. Rio de Janeiro: Campus DEGEN, Ronald Jean. O Empreededor, São Paulo: Pearson Prentice Hall, (Disponível na Biblioteca Virtual). SOUZA, Mauro Roberto Claro; PESSEGUINI, Adriana e outros. Empreendedorismo: módulo básico. 1a. ed. São Paulo: Pearson, (Disponível na Biblioteca Virtual.) Bibliografia Complementar FIORIN, J.L. & SAVIOLI, F.P. Lições de texto: leitura e redação, 4ª Edição. São Paulo: Ática, (Disponível na Biblioteca Virtual). GOLD, Miriam. Redação Empresarial: escrevendo com sucesso na era da globalização - 4ª edição. São Paulo: Pearson, (Disponível na Biblioteca Virtual.) HABERKORN, Ernesto. Gestão empresarial com ERP. 1v. 1 ed. Microsiga, HISRICH, Robert D.; Peters, Michael P. Empreendedorismo - 5ª edição. São Paulo: Artmed. (Disponível na Biblioteca Virtual). Razzolini Filho, Edelvino. Empreendedorismo: dicas e planos de negócios para o século XXI.São Paulo: IBPEX. (Disponível na Biblioteca Virtual). INFORMÁTICA APLICADA Utilização adequada dos recursos de hardware dos computadores; Configurações nos softwares de aplicativos; Utilização adequada dos principais softwares aplicativos na resolução de problemas, analisando seu funcionamento; Utilização de ferramentas computacionais como apoio de todas as atividades desenvolvidas no processo de automação das demais unidades curriculares do curso. Bibliografia Básica CAPRON, H. L.; Johnson, J. A. Introdução à Informática - 8ª edição. São Paulo:Pearson. (Disponível na Biblioteca Virtual). SANT OS, A.A., Informática na Empresa. São Paulo: Atlas, SOUZA, Mauro Roberto Claro; PESSEGUINI, Adriana e outros. Empreendedorismo: módulo básico. 1a. ed. São Paulo: Pearson, (Disponível na Biblioteca Virtual). Bibliografia Complementar MCFEDRIES, Paul. Fórmulas e Funções com Microsoft Office Excel São Paulo: Pearson. (Disponível na Biblioteca Virtual). Microsoft Official Academic Course. Microsoft Office Excel 2003: básico. São Paulo: Artmed. (Disponível na Biblioteca Virtual). Microsoft Official Academic Course. Microsoft Office PowerPoint São Paulo: Artmed. (Disponível na Biblioteca Virtual). 16

17 NORT ON, Peter. Introdução à informática. São Paulo: Makron, WHIT E, R., Como funciona o computador. São Paulo: QUARK, MODELOS DE GESTÃO Conceitos de administração e suas tendências no Brasil e no mundo. Conceito de organização. Tipologia das organizações. Os papéis e habilidades dos gerentes. Fundamentos da administração; escola clássica, de relações humanas, burocráticas, estruturalistas, neoclássica, comportamental, desenvolvimento organizacional, de sistemas, contingencial, cibernética e administração. As organizações como sistemas abertos. As áreas funcionais da empresa. Bibliografia Básica CHIAVENAT O, I. Administração : T eoria, Processo e Prática. 3a. Edição - São Paulo: Makron Books CHIAVENAT O, I. T eoria Geral da Administração. 5a.Edição. Rio de Janeiro: Campus DEGEN, Ronald Jean. O Empreededor, São Paulo: Pearson Prentice Hall, (Disponível na Biblioteca Virtual). SOUZA, Mauro Roberto Claro; PESSEGUINI, Adriana e outros. Empreendedorismo: módulo básico. 1a. ed. São Paulo: Pearson, Bibliografia Complementar SOUZA, Mauro Roberto Claro; PESSEGUINI, Adriana e outros. Empreendedorismo: módulo básico. 1a. ed. São Paulo: Pearson, HABERKORN, Ernesto. Gestão empresarial com ERP. 1v. 1 ed. Microsiga, HISRICH, Robert D.; Peters, Michael P. Empreendedorismo - 5ª edição. São Paulo: Artmed. (Disponível na Biblioteca Virtual). RAZZOLINi Filho, Edelvino. Empreendedorismo: dicas e planos de negócios para o século XXI.São Paulo: IBPEX (Disponível na Biblioteca Virtual). MORGAN, G. Imagens da Organização. São Paulo: Atlas, ORGANIZAÇÃO E PROCESSOS GERENCIAIS Estudo dos conceitos de organização e modelos de gerenciamento com base em projeto, pessoas, tecnologia, estrutura. Conceitos de liderança. Desenvolvimento de habilidade para administrar pessoas e promover mudanças. Processo para tomada de decisões e minimização de conflitos. Ambientes, equipes e pessoas criativas com foco na função organizar da administração. Abordagem de estruturas tradicionais e inovativas e do processo de modelagem e construção de organogramas, detalhando critérios de divisão do trabalho e de estabelecimento de linhas de autoridade presentes em uma organização. Estudo de conceitos organizacionais e métodos instrumentais de interpretação, diagnóstico e intervenção, 17

18 possibilitando ao futuro profissional conhecer as técnicas de funcionamento dinâmico das organizações e alternativas de modificação da realidade. Bibliografia Básica ALVAREZ, M.E.B. Manual de organização sistemas e métodos: abordagem teórica e prática da engenharia de informação, São Paulo: Atlas, ASCENÇÃO, L.C.M. Organização, Sistemas e Métodos: análise, redesenho e informatização de processos administrativos. 1ª Ed., São Paulo: Atlas, SOUZA, Mauro Roberto Claro; PESSEGUINI, Adriana e outros. Empreendedorismo: módulo básico. 1a. ed. São Paulo: Pearson, JONES, Gareth R. Teoria das Organizações. 6a ed. São Paulo, Pearson Prentice Hall, (Disponível na Biblioteca Virtual). Bibliografia Complementar SOBRAL, F.; PECI, A. Administração: teoria e prática no contexto brasileiro. São Paulo: Pearson Prentice Hall, (Disponível na Biblioteca Virtual). BALLEST ERO-ALVAREZ, Maria Esmeralda. Manual de organização, sistemas e métodos. 1v. 2 ed. São Paulo: Atlas, MORGAN, G. Imagens da Organização. São Paulo: Atlas, CHIAVENAT O, I. Administração, T eoria, Processo e Prática, São Paulo: Makron Books, ROBBINS, Stephen P.; Judge, Tim; Sobral, Filipe. Comportamento Organizacional - 14 ª edição. São Paulo: Pearson. (Disponível na Biblioteca Virtual). MATEMÁTICA Utilizar o raciocínio matemático e algébrico para equacionar e solucionar problemas. Analisar criticamente funções matemáticas a fim de reconhecer pontos críticos e imbricações entre os quadros algébricos e geométricos. Utilizar os conjuntos numéricos. Bibliografia Básica CRESPO, A. A. Matemática comercial e financeira fácil. São Paulo: Saraiva. FLEMMING, D. M.; GONÇALVES, M. B. Cálculo A Funções, Limite, Derivação, Integração. 5ª ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, (Disponível na Biblioteca Virtual). GUÉRIOS, Ruy. CLARO, Mauro Roberto. FORT E, Charles David e outros. Empreendedorismo. São Paulo: Pearson. Bibliografia Complementar GIMENES, Cristiano Marchi, Matemática Financeira com HP 12C e Excel. 2a. ed. São Paulo, Pearson Prentice Hall,

19 GERST ING, L. Judith. Fundamentos Matemáticos para Ciência da Computação. 3ª Ed.Rio de Janeiro: LT C, IEZZI, G.; MURAKAMI, C. Fundamentos de Matemática Elementar: conjuntos e funções. São Paulo: Atual, MEDEIROS DA SILVA, Sebastião, Elio e Ermes. Matemática básica para cursos superiores. São Paulo: Atlas, ANT ON, Howard. BIVENS, I.DAVIS, Stephen.Cálculo.Porto Alegre: Bookman, 2007 MÓDULO BASES LOGÍSTICA MODAIS DE TRANSPORTES Tipos e meios de transporte; Custos nos Modais: Rodoviário, Ferroviário, Dutoviário, Aeroviário e Aquaviário; Intermodalidade e Multimodalidade; Modelos e contratos de transporte; Mapeamento de risco. Logística Internacional: conceitos básicos, visão geral sobre a política comercial brasileira. Bibliografia Básica CAIXET A, J. Vicente Filho. Gestão Logística de T ransporte de Cargas. 1ª Edição. São Paulo. Atlas ALVARENGA, Antonio Carlos. Logistica aplicada. Edgard Blucher, SANT OS, A. G. Gestão de Logística, Distribuição, T rade Marketing. 1ª Edição. São Paulo. FVG Bibliografia Complementar BALLOU, Ronald H. Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos / Logística empresarial. 5ª Edição. Porto Alegre: Bookman, (Biblioteca Física e Virtual). CHOPRA, Sunil. Gerenciamento da cadeia de suprimentos / Sunil Chopra, Peter Meindl. São Paulo: Prentice Hall, (Biblioteca Virtual). CHOPRA, Sunil. Gestão da cadeia de suprimentos: estratégia, planejamento e operações / Sunil Chopra, Peter Meindl. 4ª Edição. São Paulo: Pearson Prentice Hall, (Biblioteca Virtual). RAZZOLINI, Edelvino Filho. T ransporte e Modais: com suporte de T I e SI. 2ª Edição. Rev., Atual. e ampl. Curitiba: IBPEX, (Biblioteca Virtual). T AYLOR. David A. Logística na Cadeia de Suprimentos: Uma Perspectiva Gerencial, Pearson Brasil EMPREENDEDORISMO Organogramas, fluxogramas e cronogramas; Metodologia para elaboração de um planejamento; Custos e orçamentos; Técnicas de armazenamento de dados; Processos de agendamentos e cronogramas; Indicadores econômicos de mercado; Sistemas informatizados de processamento de textos, planilha eletrônica e banco de dados. 19

20 Bibliografia Básica DORNELAS, J. C. A. Empreendedorismo: T ransformando Idéias Em Negócio. São Paulo. Campus, DEGEN, RONALD. O Empreendedor. Makron, São Paulo, 2005 GUÉRIOS, Ruy. CLARO, Mauro Roberto. FORTE,Charles David e outros. Relações Humanas. 1a. edição. São Paulo. Editora:Pearson, Bibliografia Complementar DOLABELA, Fernando. Empreendedorismo - A viagem do sonho. AED, São Paulo, HISRICH, Robert D.; Peters, Michael P.Empreendedorismo - 5ª edição. São Paulo:Artmed. (Disponível na Biblioteca Virtual). MORGAN, G. Imagens da Organização. SãoPaulo: Atlas, PORT ER, Michael. Competição: Estratégias competitivas essenciais. São Paulo, RAZZOLINI FILHO, Edelvino. Empreendedorismo: dicas e planos de negócios para o século XXI.São Paulo: IBPEX. (Disponível na Biblioteca Virtual). ESTRATÉGIA DE MERCADO Métodos e técnicas de planejamento; Métodos e técnicas para identificação das variáveis da praça (distribuição): formas e canais de distribuição, distribuição física, transportes, armazenagem e outras; Métodos e técnicas para a identificação das variáveis de comunicação empresarial: propaganda, publicidade promoção de vendas, relações públicas e outras; Método para a identificação das variáveis de preços: preço básico, descontos, prazos, impostos, fretes e outras; Métodos e técnicas para identificação das variáveis de produtos: características, design, quantidade, embalagem e outras; Métodos e técnicas para organização de banco de dados sobre o mercado (sistema de informações sobre o mercado); Plano de marketing: planejamento comercial, organização estratégica comercial, marketing-mix. Bibliografia Básica KOTLER, P. J. Administração De Marketing: Análise, Planejamento, Implementação E Controle. São Paulo. Atlas, COBRA, M. C. Administração De Marketing. São Paulo. AT LAS, GUÉRIOS, Ruy. CLARO, Mauro Roberto. FORTE,Charles David e outros. Relações Humanas. 1a. edição. São Paulo. Editora:Pearson, Bibliografia Complementar SANDHUSEN, Richard L. Marketing básico. São Paulo: Saraiva,

Projeto Pedagógico Curso de Tecnologia em Logística

Projeto Pedagógico Curso de Tecnologia em Logística Projeto Pedagógico Curso de Tecnologia em Logística Guarulhos 2014 Aprovado pelo Conselho de Curso EDVAC SERVIÇOS EDUCACIONAIS S/C Instituição Mantenedora Prof. Ruy Guérios Presidente FACULDADE ENIAC Daniel

Leia mais

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO CURSO 1.1 Denominação Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas 1.2 Total de Vagas Anuais 80 vagas anuais 1.3 Regime Acadêmico de Oferta Seriado

Leia mais

Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC. Campus Ceilândia

Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC. Campus Ceilândia Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC Campus Ceilândia GESTÃO E PRÁTICAS EMPREENDEDORAS PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS Ceilândia, Fevereiro de 2014. CURSO DE FORMAÇÃO

Leia mais

Projeto Pedagógico Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos

Projeto Pedagógico Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos Projeto Pedagógico Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos Guarulhos- SP 2014 Revisado e Aprovado pelo Conselho de Área de Gestão e Negócios EDVAC SERVIÇOS EDUCACIONAIS S/C Instituição

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC de AUXILIAR ADMINISTRATIVO. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC de AUXILIAR ADMINISTRATIVO. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009. Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( )

PLANO DE ENSINO 2009. Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) PLANO DE ENSINO 2009 Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médio ( ) Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Graduação ( ) Pós-graduação ( ) I. Dados Identificadores Curso Superior de Tecnologia

Leia mais

APROVAÇÃO DO CURSO E AUTORIZAÇÃO DA OFERTA PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PROMOTOR DE VENDAS. Parte 1 (solicitante)

APROVAÇÃO DO CURSO E AUTORIZAÇÃO DA OFERTA PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PROMOTOR DE VENDAS. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA APROVAÇÃO DO CURSO E AUTORIZAÇÃO DA OFERTA PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec ETEC PAULINO BOTELHO EXTENSÃO EE ESTERINA PLACCO Código: 091.01 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnico

Leia mais

FACULDADE PASCHOAL DANTAS

FACULDADE PASCHOAL DANTAS FACULDADE PASCHOAL DANTAS PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO ÊNFASE GESTÃO DE PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SÃO PAULO - SP NOVEMBRO DE 2008 ÍNDICE 1. Visão e Missão da FPD...3 2. ORGANIZAÇÃO

Leia mais

FACULDADE PORTO DAS MONÇÕES PORTO FELIZ

FACULDADE PORTO DAS MONÇÕES PORTO FELIZ FACULDADE PORTO DAS MONÇÕES PORTO FELIZ COORDENADORIA DE EXTENSÃO E PESQUISA CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO LATO SENSU MBA Engenharia Logística 1. Nome do Curso e Área do Conhecimento Programa de Pós-Graduação

Leia mais

O que é uma Empresa Líder em Logística?

O que é uma Empresa Líder em Logística? 133 O que é uma Empresa Líder em Logística? É aquela que oferece maior agregação de valor aos seus clientes em relação aos seus concorrentes a partir de uma combinação harmônica de práticas logísticas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CENTRO DE ESTUDOS SOCIAIS APLICADOS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E TURISMO DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO PLANO DE DISCIPLINA DISCIPLINA: ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

NORMATIZAÇÃO E REGULAÇÃO DOS DOCUMENTOS OFICIAIS DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LASSALISTA CURSOS DE GRADUAÇÃO

NORMATIZAÇÃO E REGULAÇÃO DOS DOCUMENTOS OFICIAIS DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LASSALISTA CURSOS DE GRADUAÇÃO NORMATIZAÇÃO E REGULAÇÃO DOS DOCUMENTOS OFICIAIS DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LASSALISTA CURSOS DE GRADUAÇÃO PROVÍNCIA LA SALLE BRASIL - CHILE APRESENTAÇÃO O Setor de Educação Superior da Província

Leia mais

Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística

Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística - TLO 2005/1 Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística 1 DADOS LEGAIS: Reconhecido pela Portaria MEC 134 de

Leia mais

Projeto Pedagógico Curso de Tecnologia em Processos Gerenciais

Projeto Pedagógico Curso de Tecnologia em Processos Gerenciais Projeto Pedagógico Curso de Tecnologia em Processos Gerenciais Guarulhos 2014 Aprovado pelo Conselho de Curso EDVAC SERVIÇOS EDUCACIONAIS S/C Instituição Mantenedora Prof. Ruy Guérios Presidente FACULDADE

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO. Curso de Graduação Tecnológica em Marketing

PROJETO PEDAGÓGICO. Curso de Graduação Tecnológica em Marketing PROJETO PEDAGÓGICO Curso de Graduação Tecnológica em Marketing Porto alegre, 2011 1 1. Objetivos do Curso O projeto do curso, através de sua estrutura curricular, está organizado em módulos, com certificações

Leia mais

Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação Secretaria Executiva Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação Secretaria Executiva Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação Secretaria Executiva Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira INEP Diretoria de Avaliação da Educação

Leia mais

PPI PROJETO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL Política Pedagógica Institucional Faculdade Eniac Ver. 02 (2010 / 2011) APRESENTAÇÃO

PPI PROJETO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL Política Pedagógica Institucional Faculdade Eniac Ver. 02 (2010 / 2011) APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO O presente documento tem por finalidade apresentar o PPI que é o Projeto Pedagógico Institucional do ENIAC, conjunto das melhores práticas pedagógicas, tecnológicas, administrativas e de gestão

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO. 1. TURNOS: Matutino HABILITAÇÃO: Bacharelado em Administração Noturno. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos

ADMINISTRAÇÃO. 1. TURNOS: Matutino HABILITAÇÃO: Bacharelado em Administração Noturno. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos ADMINISTRAÇÃO 1. TURNOS: Matutino HABILITAÇÃO: Bacharelado em Administração Noturno GRAU ACADÊMICO: Bacharel em Administração PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos Máximo = 8 anos 2. HISTÓRICO DO CURSO

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Identificação do Curso Nome do Curso: Sistemas de Informação Titulação: Bacharelado Modalidade de ensino: Presencial

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC Assistente de Planejamento e Controle de Produção

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC Assistente de Planejamento e Controle de Produção MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 901491 - EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução da teoria organizacional

Leia mais

PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO

PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Produção Industrial PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO CURSO: Técnico em Móveis Integrado FORMA/GRAU:( x )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 72/2009 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Sistemas de Informação, modalidade

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Evolução de Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Nome da disciplina Evolução do Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação;

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ CÂMPUS CURITIBA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ CÂMPUS CURITIBA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ CÂMPUS CURITIBA Pró-Reitoria de Extensão, Pesquisa e Inovação Diretoria de Extensão e Políticas de Inclusão

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Liderança e Gestão de Pessoas

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Liderança e Gestão de Pessoas DESCRITIVO DE CURSO MBA em Liderança e Gestão de Pessoas 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ CEAP. Curso Administração

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ CEAP. Curso Administração Disciplina: Administração Recursos Materiais e PLANO DE ENSINO - 2 o SEMESTRE/2013 Curso Administração Turno/Horário 3ª Feira 3 o e 4 o h 4ª Feira 3º e 4ºh Professor(a) Nazaré da Silva Dias Ferrão Turma:

Leia mais

LOGÍSTICA EMENTAS DO CURSO

LOGÍSTICA EMENTAS DO CURSO LOGÍSTICA EMENTAS DO CURSO 1º P TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO ORAL E ESCRITA Técnicas de leitura, interpretação e produção de textos, expressão oral e apresentação de trabalhos acadêmicos, argumentação científica.

Leia mais

DISCIPLINA: EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO

DISCIPLINA: EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO PROCESSO SELETIVO DE MONITORIA - EDITAL Nº08/2013.2 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO PARA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINA: EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO Conteúdo Programático: UNIDADE I: O Universo Organizacional

Leia mais

Logística Empresarial

Logística Empresarial IETEC INSTITUTO DE EDUCAÇAO TECNOLÓGICA PÓS GRADUAÇAO LATU SENSU 15 a. Turma Gestão da Logística Logística Empresarial Elenilce Lopes Coelis Belo Horizonte MG Julho - 2006 2 SUMÁRIO INTRODUÇÃO À LOGÍSTICA...PÁGINA

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico ETEC PAULINO BOTELHO / E.E. ESTERINA PLACCO (EXTENSAO)

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico ETEC PAULINO BOTELHO / E.E. ESTERINA PLACCO (EXTENSAO) Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PAULINO BOTELHO / E.E. ESTERINA PLACCO (EXTENSAO) Código: 091.01 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnico

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL CÂMPUS CANOAS PROJETO PEDAGÓGICO CURSO FIC PRONATEC Canoas

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Matriz Curricular vigente a partir de 2010/1 Fase Cód. Disciplina Carga Horária Prérequisitos

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009

PLANO DE ENSINO 2009 PLANO DE ENSINO 2009 Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médio ( ) Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Graduação ( ) Pós-graduação ( ) I. Dados Identificadores Curso Superior de Tecnologia

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Planejamento e Controle de Estoque. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Planejamento e Controle de Estoque. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO REVOGADA PELA RESOLUÇÃO Nº 128/2014- COU/UNICENTRO. DISPOSITIVOS DO PROJETO PEDAGÓGICO APROVADO POR ESTA RESOLUÇÃO, ESTÃO ALTERADOS PELA RESOLUÇÃO Nº 26/2009-COU/UNICENTRO.

Leia mais

Informações sobre o Curso de Administração

Informações sobre o Curso de Administração Objetivo Geral do Curso: Informações sobre o Curso de Administração Prover a sociedade de profissional dotado de senso crítico e comportamento ético-profissional qualificado. Um Administrador criativo,

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico ETEC PAULINO BOTELHO EXTENSÃO EE ESTERINA PLACCO

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico ETEC PAULINO BOTELHO EXTENSÃO EE ESTERINA PLACCO Plano Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PAULINO BOTELHO EXTENSÃO EE ESTERINA PLACCO Código: 091.01 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnico Nível

Leia mais

GRADUAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING DENOMINAÇÃO: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING / ÁREA PROFISSIONAL: GESTÃO E NEGÓCIOS.

GRADUAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING DENOMINAÇÃO: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING / ÁREA PROFISSIONAL: GESTÃO E NEGÓCIOS. GRADUAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING CARACTERIZAÇÃO DO CURSO DENOMINAÇÃO: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING / ÁREA PROFISSIONAL: GESTÃO E NEGÓCIOS. DIPLOMA CONFERIDO: TECNÓLOGO DE

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DO PROFESSOR

PLANO DE TRABALHO DO PROFESSOR MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA CAMPUS SANTA ROSA Rua Uruguai, 1675Bairro Central CEP: 98900.000

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010 Curso: Pedagogia Disciplina: Metodologia Científica Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º 1 - Ementa (sumário, resumo) Conceito e concepção de ciência

Leia mais

RENOVAR PARA INOVAR! Plano de Gestão. Proposta de plano de gestão do candidato Érico S. Costa ao cargo de Diretor do Campus

RENOVAR PARA INOVAR! Plano de Gestão. Proposta de plano de gestão do candidato Érico S. Costa ao cargo de Diretor do Campus RENOVAR PARA INOVAR! Plano de Gestão Proposta de plano de gestão do candidato Érico S. Costa ao cargo de Diretor do Campus 2013-2016 0 1 Sumário Apresentação... 2 Análise Situacional... 2 Programas Estruturantes...

Leia mais

RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS

RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS SALVADOR 2012 1 CONTEXTUALIZAÇÃO Em 1999, a UNIJORGE iniciou suas atividades na cidade de Salvador, com a denominação de Faculdades Diplomata. O contexto

Leia mais

CHECK-LIST PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO

CHECK-LIST PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO CHECK-LIST PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO Com a finalidade de otimizar o processo de elaboração e avaliação dos Projetos Pedagógicos do Cursos (PPC), sugere-se que os itens a seguir sejam

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2015

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plano de Trabalho Docente 2015 Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos EE: Arlindo Bittencourt Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios

Leia mais

MBA Executivo - Gestão da Produção e Logística

MBA Executivo - Gestão da Produção e Logística MBA Executivo - Gestão da Produção e Logística Proposta do curso: O curso de MBA Executivo em Gestão da Produção e Logística proporciona ao participante o conhecimento sobre processos logísticos, compras,

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: Paulino Botelho EE Esterina Placo (Extensão) Código: 091.01 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional:

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Matriz Curricular aprovada pela Resolução nº 16/09-CONSUNI, de 1º de dezembro de 2009. MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Fase Cód. I

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Qualificação: Assistente de Logística

Plano de Trabalho Docente 2014. Qualificação: Assistente de Logística Plano de Trabalho Docente 2014 ETEC Paulino Botelho (Extensão Esterina Placco) Ensino Técnico Código: 091.01 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnico

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Fase Cód. Disciplina I Matriz Curricular vigente a partir de 2012/1 Prérequisito s Carga Horária

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2010. Componente Curricular: Tecnologia da Informação Aplicada à Logística. Professor: André Luiz Pilastri

Plano de Trabalho Docente 2010. Componente Curricular: Tecnologia da Informação Aplicada à Logística. Professor: André Luiz Pilastri Plano de Trabalho Docente 2010 Ensino Técnico ETEC RODRIGUES DE ABREU Código: 135 Município: Bauru Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnico em Logística Qualificação: Técnico

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: Paulino Botelho EE Esterina Placo (Extensão) Código: 091.01 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional:

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: SÃO CARLOS Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGÓCIOS Habilitação Profissional Técnica de Nível Médio de EM ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CENTRO DE ESTUDOS SOCIAIS APLICADOS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E TURISMO DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO PLANO DE DISCIPLINA DISCIPLINA: ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009. Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Superior de Tecnologia em Logística. 2 semestre de 2009 / Suprimentos

PLANO DE ENSINO 2009. Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Superior de Tecnologia em Logística. 2 semestre de 2009 / Suprimentos PLANO DE ENSINO 2009 Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médio ( ) Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Graduação ( X ) Pós-graduação ( ) I. Dados Identificadores Curso Disciplina Professor

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ECONOMIA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ECONOMIA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ECONOMIA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO PLANO DE ENSINO Disciplina: FUNDAMENTOS DE LOGÍSTICA. Carga Horária:

Leia mais

FACULDADE DE TALENTOS HUMANOS

FACULDADE DE TALENTOS HUMANOS FACULDADE DE TALENTOS HUMANOS PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UBERABA MG INSTITUTO EDUCACIONAL GUILHERME DORÇA PRESIDENTE: LUIZ HUMBERTO DORÇA FACULDADE DE TALENTOS HUMANOS DIRETOR

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO INTRODUÇÃO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO (PPC) Articulação com o Plano de Desenvolvimento Institucional PDI Projeto Político Pedagógico Indissociabilidade entre ensino, pesquisa

Leia mais

ASSISTENTE DE PLANEJAMENTO E CONTROLE DE PRODUÇÃO

ASSISTENTE DE PLANEJAMENTO E CONTROLE DE PRODUÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL CÂMPUS CANOAS PROJETO PEDAGÓGICO CURSO FIC PRONATEC Canoas

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Concepção do Curso de Administração A organização curricular do curso oferece respostas às exigências impostas pela profissão do administrador, exigindo daqueles que integram a instituição

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de GESTÃO E LIDERANÇA EM INSTITUIÇÕES PÚBLICAS DE ENSINO

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de GESTÃO E LIDERANÇA EM INSTITUIÇÕES PÚBLICAS DE ENSINO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CÂMPUS LAGES Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO

Leia mais

Design Manual do curso

Design Manual do curso Design Manual do curso Informações gerais INFORMAÇÕES GERAIS Nome: curso de Design, bacharelado Código do currículo: 2130 Nível: curso superior de graduação Início: o curso de Design com habilitação em

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO Introdução a Interpretação em Língua Brasileira de Sinais (libras/português)

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE BACHARELADO E LICENCIATURA DA UTFPR

DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE BACHARELADO E LICENCIATURA DA UTFPR Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE BACHARELADO E LICENCIATURA DA UTFPR Resolução

Leia mais

CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO

CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM ECOTURISMO Objetivo: O Curso tem por objetivo capacitar profissionais, tendo em vista a carência de pessoas qualificadas na área do ecoturismo, para atender,

Leia mais

Projeto Pedagógico do Curso

Projeto Pedagógico do Curso Projeto Pedagógico do Curso Fundamentação Diretrizes curriculares do MEC Diretrizes curriculares da SBC Carta de Princípios da UNICAP Projeto Pedagógico Institucional da UNICAP Diretrizes Curriculares

Leia mais

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PRAÇA DA REPÚBLICA, 53 - FONE: 3255-2044 CEP: 01045-903 - FAX: Nº 3231-1518 SUBSÍDIOS PARA ANÁLISE DO PLANO DE CURSO

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PRAÇA DA REPÚBLICA, 53 - FONE: 3255-2044 CEP: 01045-903 - FAX: Nº 3231-1518 SUBSÍDIOS PARA ANÁLISE DO PLANO DE CURSO 1 CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PRAÇA DA REPÚBLICA, 53 - FONE: 3255-2044 CEP: 01045-903 - FAX: Nº 3231-1518 SUBSÍDIOS PARA ANÁLISE DO PLANO DE CURSO 1. APRESENTAÇÃO É com satisfação que apresentamos este

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso março 2011. ESPM Unidade Porto Alegre. Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS.

MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso março 2011. ESPM Unidade Porto Alegre. Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS. MANUAL DO CANDIDATO Ingresso março 2011 ESPM Unidade Porto Alegre Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS. Informações: Central de Candidatos: (51) 3218-1400 Segunda a sexta-feira 9h00

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO CURSO TECNOLÓGICO EM LOGÍSTICA PROCESSO 201117635

PROJETO PEDAGÓGICO CURSO TECNOLÓGICO EM LOGÍSTICA PROCESSO 201117635 PROJETO PEDAGÓGICO CURSO TECNOLÓGICO EM LOGÍSTICA PROCESSO 201117635 BAURU 2011 1 PERFIL DO CURSO O Curso de Tecnologia de Logística tem por objetivo formar profissionais capazes de planejar, colocar em

Leia mais

Diretrizes Curriculares Nacionais e com a Legislação Interna, tendo como princípio a compreensão da informática em suas bases epistemológicas de

Diretrizes Curriculares Nacionais e com a Legislação Interna, tendo como princípio a compreensão da informática em suas bases epistemológicas de RESOLUÇÃO Nº 014/2010 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Informática, da Escola Superior de Tecnologia, da Universidade do Estado do Amazonas. O REITOR, EM EXERCÍCIO, DA UNIVERSIDADE

Leia mais

Bases Tecnológicas do curso de Logística 1991 3º Módulo

Bases Tecnológicas do curso de Logística 1991 3º Módulo Bases Tecnológicas do curso de Logística 1991 3º Módulo III.1 GESTÃO DE TRANSPORTES 1.1. O desenvolvimento econômico e o transporte. 1.2. A geografia brasileira, a infraestrutura dos estados, municípios

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico ETEC Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos (SP) Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional Técnica de Nível Médio de Auxiliar

Leia mais

GRADUAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL

GRADUAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL GRADUAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL CARACTERIZAÇÃO DO CURSO DENOMINAÇÃO: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL / ÁREA PROFISSIONAL: GESTÃO E NEGÓCIOS DIPLOMA CONFERIDO:

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Fase Cód. I II Matriz Curricular vigente a partir de 2010-1 Disciplina Prérequisitos Carga

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de

Leia mais

FACULDADES SPEI Curso de Administração MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DAS FACULDADES SPEI

FACULDADES SPEI Curso de Administração MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DAS FACULDADES SPEI FACULDADES SPEI Curso de Administração MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DAS FACULDADES SPEI CURITIBA 2009 Manual de Estágios Matriz Curricular 2009 2 1. APRESENTAÇÃO Este manual

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira INEP Diretoria de Avaliação da Educação Superior - DAES SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Marketing e Vendas

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Marketing e Vendas DESCRITIVO DE CURSO MBA em Gestão de Marketing e Vendas 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no início do ano 2000, para os matriculados no 1º semestre.

R E S O L U Ç Ã O. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no início do ano 2000, para os matriculados no 1º semestre. RESOLUÇÃO CONSEPE 30/99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso da atribuição

Leia mais

PROJETO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Gestão e Relações Internacionais

PROJETO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Gestão e Relações Internacionais PROJETO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Gestão e Relações Internacionais IDENTIFICAÇÃO DO CURSO Curso de Especialização em Gestão e Relações Internacionais Área de Conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas

Leia mais

MBA em Logística e Operações

MBA em Logística e Operações MBA em Logística e Operações Apresentação CAMPUS STIEP Inscrições em Breve Turma 07 --> - *Alunos matriculados após o início das aulas poderão cursar as disciplinas já realizadas, em outras turmas que

Leia mais

ETEC TAKASHI MORITA - EXTENSÃO PARELHEIROS HABILITAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO DE TÉCNICO EM MARKETING

ETEC TAKASHI MORITA - EXTENSÃO PARELHEIROS HABILITAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO DE TÉCNICO EM MARKETING ETEC TAKASHI MORITA - EXTENSÃO PARELHEIROS HABILITAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO DE TÉCNICO EM MARKETING PLANO TRABALHO DOCENTE 2º SEMESTRE 2013 1 ETEC TAKASORITA - EXTENSÃO PARELHEIROS INDICE

Leia mais

Missão. Objetivo Geral

Missão. Objetivo Geral CURSO: Curso Superior de Tecnologia em Logística Missão Formar profissionais de visão crítica e com conhecimentos e habilidades relativas às atividades logísticas, dotados de base para a atualização profissional

Leia mais

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: Conselho Nacional de Educação/Câmara de Educação UF: DF Superior. ASSUNTO: Instrumentos de avaliação para credenciamento

Leia mais

Documento de Referência

Documento de Referência P r ó - R e i t o r i a d e D e s e n v o l v i m e n t o I n s t i t u c i o n a l - I F A M 1 Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico ETEC PAULINO BOTELHO / E.E. ESTERINA PLACCO (EXTENSAO) Código: 091.01 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Nível

Leia mais

P L A N O D E T R A B A L H O D O C E N T E - 2 º S E M E S T R E 2 0 1 5 T É C N I C O E M L O G Í S T I C A

P L A N O D E T R A B A L H O D O C E N T E - 2 º S E M E S T R E 2 0 1 5 T É C N I C O E M L O G Í S T I C A ETEC TAKASHI MORITA P L A N O D E T R A B A L H O D O C E N T E 2 º S E M E S T R E 2 0 1 5 ETEC TAKASHI MORITA T É C N I C O E M L O G Í S T I C A Código: 200 Município: São Paulo Eixo Tecnológico: Gestão

Leia mais

Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística

Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística - TLO 2006/1 Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística 1 DADOS LEGAIS: Reconhecido pela Portaria MEC 134 de

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. RECONHECIDO conforme PORTARIA nº 295, de 25 de Junho de 2008.

CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. RECONHECIDO conforme PORTARIA nº 295, de 25 de Junho de 2008. CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS RECONHECIDO conforme PORTARIA nº 295, de 25 de Junho de 2008. Título: Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Turno: Noturno

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO. PROCESSO SELETIVO 2013 Cursos Técnicos a Distância 2 SEMESTRE

MANUAL DO CANDIDATO. PROCESSO SELETIVO 2013 Cursos Técnicos a Distância 2 SEMESTRE MANUAL DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO 2013 Cursos Técnicos a Distância 2 SEMESTRE APRESENTAÇÃO Neste Manual, desenvolvido pela Comissão de Processo Seletivo (COPESE) do Instituto Federal de Educação, Ciência

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 13, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2006 (*)

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 13, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2006 (*) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 13, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2006 (*) Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Turismo

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM COMUNICAÇÃO E MARKETING Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA EIXO TECNOLÓGICO: Gestão e Negocios Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Administração FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( x) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo MODALIDADE:

Leia mais

LOGÍSTICA. Instituição: SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL SENAC SÃO PAULO. 01. Nome do Curso: Habilitação Técnica de Nível Médio em Logística

LOGÍSTICA. Instituição: SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL SENAC SÃO PAULO. 01. Nome do Curso: Habilitação Técnica de Nível Médio em Logística LOGÍSTICA Instituição: SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL SENAC SÃO PAULO CNPJ: 03.709.814/0001-98 Data: 30 de novembro de 2006 Número do Plano: 111 Área do Plano: Gestão Plano de Curso para: 01.

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 6 ANEXO II METODOLOGIAS (A) CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 7 A) Metodologias utilizadas no Curso de Administração, bacharelado: a) Aulas Expositivas, Fórum de Debates, Dinâmica de Grupo, Seminários, Estudos de

Leia mais