INFORMATIVO MENSAL DO PROGRAMA "A GAZETA NA SALA DE AULA" - ANO 14 - Nº AGOSTO/2011

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INFORMATIVO MENSAL DO PROGRAMA "A GAZETA NA SALA DE AULA" - ANO 14 - Nº 124 - AGOSTO/2011"

Transcrição

1 INFORMATIVO MENSAL DO PROGRAMA "A GAZETA NA SALA DE AULA" - ANO 14 - Nº AGOSTO/2011 Leia o Informe na internet: MUDAR É PRECISO! Antônio Carlos Leite, diretor de Conteúdo da Redação Multimídia, explica como ocorreu a mudança de formato de A Gazeta. Acompanhe a entrevista. Pág. 08 O trabalho das professoras Irinete Ponath e Brunelle Jastrow, de Santa Maria de Jetibá, foi o vencedor da Comenda da Categoria Jornal e Educação do Prêmio Mundial de Jovens Leitores, da Associação Mundial de Jornais. Confira na seção Registro. Pág. 07

2 Exercitando a mente Você tem dúvidas sobre o significado de uma palavra? Pretende aprofundar seus conhecimentos sobre determinado assunto? A expressão Joga no Google pode ser a solução para essas e outras dúvidas. As grandes enciclopédias foram substituídas por sites de buscas, ferramentas mais acessíveis para aqueles que estão com pressa e para os que não pretendem perder tempo pesquisando em um dicionário, por exemplo. O site de busca mais famoso do mundo virou febre também nas escolas. A facilidade de colocar palavras-chave nesses sites, e obter inúmeros conteúdos relacionados ao tema exigido em uma tarefa, traz preocupação para os professores que pretendem evitar que seus alunos plageiem os trabalhos. E há ainda outras preocupações. Segundo pesquisa realizada por cientistas ame- 35T3 P3QU3N0 T3XTO 53RV3 4P3N45 P4R4 M05TR4R COMO NO554 C4B3Ç4 CONS3GU3 F4Z3R CO1545 1MPR3551ON4ANT35! R3P4R3 N155O! NO COM3ÇO 35T4V4 M310 COMPL1C4DO, M45 N3ST4 L1NH4 SU4 M3NT3 V41 D3C1FR4NDO O CÓD1GO QU453 4UTOM4T1C4M3NT3, S3M PR3C1S4R P3N54R MU1TO, C3RTO? POD3 F1C4R B3M ORGULHO5O D155O! SU4 C4P4C1D4D3 M3R3C3! P4R4BÉN5! Na volta às aulas, alunos da rede pública sairão mais cedo (A GAZETA, 15/07/2011) No dia 20/07, os alunos da rede pública estadual voltaram às aulas com o horário de saída antecipado em vinte minutos. A mudança ocorreu porque o tempo de duração de cada aula caiu de sessenta para cinquenta e cinco minutos, atendendo a uma reivindicação dos professores, que se mostraram insatisfeitos com a ampliação da carga horária diária. Segundo eles, o tempo de deslocamento entre duas unidades de ricanos, publicada na revista Science, as pessoas tendem a ser mais preguiçosas na hora de memorizar informações ao saber que terão acesso a elas no futuro. A pesquisa revelou ainda que o acesso permanente à internet modificou a maneira como armazenamos o conhecimento. O comodismo torna nossa mente preguiçosa, e ao invés de tentarmos encontrar a resposta por nossa conta, recorremos a outras alternativas, como os sites de busca. Para evitar que isso aconteça, é possível exercitar o cérebro e estimular a criatividade através de atividades simples, como fazer palavras cruzadas, jogar xadrez ou quebra-cabeça, fazer cálculos matemáticos mentalmente, ler sobre diferentes temas e desenvolver atividades lúdicas como a pintura, o desenho e a música. Carolina Bragio Olhe abaixo e diga as CORES, não as palavras! Conflito no cérebro! O lado direito do seu cérebro tenta dizer a cor, mas o lado esquerdo insiste em ler a palavra. ensino ficava reduzido com a obrigatoriedade de permanecer com os alunos mais tempo na escola. Segundo a Secretaria de Educação (Sedu), o tempo livre terá que ser preenchido com atividades que relacionem mobilização social e conteúdo didático. Mas ficará a cargo de cada escola a forma como a carga horária será completada. Segundo o secretário Estadual de Educação, Klinger Barbosa Alves, o objetivo é aliar o conteúdo das disciplinas a questões relacionadas à realidade da comunidade, como meio ambiente e trânsito. No livro A boniteza de um sonho: ensinar-e-aprender com sentido, de Moacir Gadotti, podemos fazer uma profunda reflexão sobre ser professor. Essa é uma discussão feita por diversos outros autores, mas o que me marca nesta publicação, é quando o autor diz que só é professor quem tem um ideal de vida, quem tem um sonho, quem quer mudar o mundo. Não se trata de ser professor simplesmente. Trata-se de um projeto e, quando temos um projeto, ninguém nos impede, descobrimos que não temos limite. Este livro mexeu profundamente comigo. Me deixou a certeza que vale a pena ser educador, sim. Somos tão importantes que chegamos a incomodar. Porém, por vezes, tentam nos destituir desse papel, nos tornar impotentes, mas não somos. Não conseguimos fazer tudo o que gostaríamos, mas podemos fazer muita coisa. Podemos fazer a coisa mais importante: formar consciência. E o autor complementa: não se pode imaginar um futuro para a humanidade sem educadores. Os educadores, numa visão emancipadora, não só transformam a informação em conhecimento e em consciência crítica, mas também formam pessoas. Diante dos falsos pregadores da palavra, dos marqueteiros, eles são os verdadeiros amantes da sabedoria [...] porque constroem sentido para a vida das pessoas e para a humanidade e buscam juntos um mundo mais justo, mais produtivo e mais saudável para todos. Por isso, eles são imprescindíveis (p.19). Desta forma é uma leitura que alimenta nossos ideais, nossos sonhos. Faz-nos perceber o valor do nosso trabalho e nos fortalece a não desanimarmos, mesmo diante de tantas adversidades. Um povo que lê, incomoda e não aceita a injustiça. E todos sabem que a escola é o lócus, o terreno propício para munir de forças e de conhecimento, os milhões de estudantes, para fazerem acontecer um mundo menos desigual, menos injusto para a maior parte da população. Clemilda da Penha Bergamin Athayde de Souza é monitora do programa A Gazeta na Sala de Aula, em Vargem Alta. Serviço Livro: A boniteza de um sonho: ensinar-e-aprender com sentido Autor: Moacir Gadotti Editora: Positivo, 2005 l Atenção! Todas as matérias indicadas nesta edição estão disponíveis no perfil A Gazeta na Sala de Aula, no Orkut. AGOSTO DE

3 Reprovação: um bom começo? Matéria da Folha de São Paulo, de 11/07/2011, tornou pública uma realidade das escolas brasileiras. Em 2010, 75 mil crianças do primeiro ano do Ensino Fundamental foram reprovadas, apesar de um parecer formal contrário a essa prática ter sido aprovado pelo Conselho Nacional de Educação. Confira o que pensam educadores participantes do programa a respeito desse assunto, e forme você também sua opinião. Acho desnecessária a reprovação dos alunos no primeiro ano do Ensino Fundamental. O primeiro ano é um período de adaptação da criança, que está sujeita a obter ou não o sucesso no aprendizado, e isso precisa ser levado em consideração. Portanto, esses problemas podem ser trabalhados nos anos seguintes. Porém, impedir que o aluno seja reprovado, a partir do segundo ano, pode gerar problemas de aprendizagem no futuro. Um aluno do segundo ano já deve ser avaliado quanto ao aprendizado que obteve durante os dois primeiros anos de estudo, e precisa obter um nível de conhecimento mínimo para aprovação. Um grande problema que enfrentamos em sala de aula, são os alunos que não possuem o apoio da família na educação. As famílias que têm consciência da importância da educação contribuem para que o aprendizado dessas crianças seja cada vez melhor. Hoje, a única coisa que não nos impede de reprovar os alunos até o 3º ano do Ensino Fundamental são as faltas. Fora isso, o aluno tendo ou não adquirido um determinado nível de conhecimento durante esse período é aprovado e considerado apto para prosseguir seus estudos. Elizabeth de Almeida é professora de Matemática da Escola Municipal de Ensino Fundamental Bodart Júnior, em Rio Novo do Sul. A reprovação não é desejada pelo aluno, pela família e muito menos pelo professor. Para o professor, inclusive, pode representar um fracasso profissional. É claro que cada caso é um caso, mas nosso trabalho é baseado em resultados e isso envolve a aprovação dos alunos. Quanto ao fato de o Conselho Nacional de Educação não permitir a reprovação de alunos até o terceiro ano do Ensino Fundamental, vejo isso como uma prática perigosa. Esses alunos correm o risco de chegarem ao quarto ano não alfabetizados. É preocupante saber que um país como o nosso, que vem ganhando destaque internacional quando o assunto é desenvolvimento econômico, seja um país atrasado quando o assunto é educação. A educação de qualidade é um compromisso de toda a sociedade. Nossa realidade não é nada fácil. Em algumas escolas, as salas de aula estão lotadas e, muitas vezes, com instalações físicas inadequadas. Mas, todos os dias, nosso compromisso é vencer os desafios. Aqui, na Escola Maria Celeste Torezani Storch, em São Gabriel da Palha, temos um projeto chamado Bolsa Viajante. Nesse projeto, os alunos têm a oportunidade de levar para casa uma bolsa contendo materiais que estimulam a leitura, não só dos alunos, mas também a dos pais. A bolsa possui recorte de jornais, livros infantis, receitas, textos sobre futebol e cultura. Além disso, um caderno onde pais e o alunos podem registrar suas experiências com os materiais da bolsa. Tudo para que os pais dos alunos também possam participar do processo de aprendizagem de seus filhos. Os resultados serão sempre positivos quando todos reconhecerem a sua parcela de responsabilidade na educação de nossas crianças. Deusdete Benincar Pupim leciona na Escola Municipal de Ensino Fundamental Professora Maria CelesteTorezani Storch, em São Gabriel da Palha. Cadê a água? n Converse sobre a importância da água para nossas vidas. Em seguida, sonde se a turma acompanhou o problema de abastecimento de água enfrentando pela população da Grande Vitória. n Questione se os alunos possuem o hábito de poupar água. Peça que relatem as ações que são feitas dentro de casa para evitar o desperdício. Ressalte a importância dessas ações como atividades práticas diárias, e não somente em situações eventuais. n Peça que relatem como conseguiram realizar atividades comuns no nosso dia a dia, como escovar os dentes, tomar banho e cozinhar, com a ausência de água. n Converse a respeito da dificuldade encontrada por hospitais e escolas com a falta d água, para manter os serviços em ordem. Desafie a turma a pensar em estratégias que poderiam ser adotadas para auxiliar nesse processo. n Leia a matéria Falta d água: ainda dá tempo de cobrar seus direitos, publicada no dia 12/07/11, no jornal A GAZETA. Questione se os alunos concordam que as pessoas que se sentiram prejudicadas devem correr atrás dos seus direitos, e se conhecem pessoas que entraram em contato com a empresa que fornece água ou com outros órgãos públicos em busca de soluções imediatas. n Elabore um questionário para avaliar o serviço de abastecimento de água. Peça para os alunos, pais e a comunidade responderem. Tabule os resultados e confeccione gráficos para apresentar os resultados aos alunos. Encaminhe o material para a empresa responsável, com uma carta explicando o trabalho realizado na escola e com sugestões para evitar problemas futuros. n Estimule os alunos a produzirem uma cartilha informativa sobre a importância da água para nossas vidas, com sugestões para usufruir desse benefício de forma consciente. AGOSTO DE

4 Minha, sua... nossas famílias n Ampliar o conhecimento do mundo. n Interessar-se pela leitura de imagens. n Conhecer diferentes formações familiares. n Explorar as características do jornal A GAZETA e familiarizar-se com a escrita por meio dele. n Apresentação do jornal como fonte de pesquisa. n Exploração e recorte de imagens previamente selecionadas, de diferentes formações familiares, no jornal A GAZETA. n Roda de conversa e estímulo à leitura das imagens recortadas. n Colagem coletiva das fotos em um cartaz. n Apreciação do cartaz no mural Fazendo arte. O jornal A GAZETA é um instrumento importante para a aprendizagem em todas as faixas etárias. Utilizou-se o jornal para dar continuidade ao trabalho com o projeto: Passo a passo construindo minha identidade. Foi de grande importância utilizar esse material, pois através dele foi possível perceber a autonomia das crianças, que se demonstraram interessadas pelo universo da leitura, manuseando de forma espontânea os jornais disponibilizados. Professora: Schuvanz Graziely Lemke Escola: CEI Maria Lóss Coser Série: Berçário I Município: Itaguaçu Bullying, what is this? (Bullying, o que é isso)? Lixo não! n Entender o processo de reciclagem do lixo e sua importância. n Perceber a necessidade da destinação correta dos resíduos. n Conhecer o tempo de decomposição de cada material na natureza. n Reconhecer o espaço ao redor da escola e realizar ações de combate à sua degradação. n Aprimorar o vocabulário e manter o idioma Inglês em dia. n Promover maior proximidade do aluno com o jornal A GAZETA e proporcionar um conhecimento amplo do tema proposto. n Informar os pais e os colegas sobre a importância do tema, sensibilizando-os sobre as consequências deste problema para a sociedade. n Conhecer experiências vividas pelos alunos. n Estimular o companheirismo, a amizade e o respeito ao outro. n Resgatar a importância de conviver com as diferenças. n Promover o diálogo entre os alunos, despertando neles a consciência crítica e reforçando o valor da ética nos dias atuais, bem como a necessidade de exercitá-lo em nossas atitudes diárias. da matéria Bullying chega às empresas, publicada no portal Gazeta Online, em 19/02/2011, e do texto Diga não ao bullying, publicado no Informe do programa A Gazeta na Sala de Aula em abril/ n Debate sobre o assunto, mostrando que aquilo que pensam ser uma simples brinn Leitura 4 cadeira pode trazer algum sofrimento para o colega e que, de acordo com a intenção, repetição e motivação, pode ser caracterizado como bullying. n Realização de atividades de compreensão e interpretação de perguntas em Inglês sobre o tema proposto. n Realização de uma entrevista na escola e na comunidade com as perguntas em Inglês/Português, e confecção de folders informativos bilíngues contendo os principais dados da entrevista. n Pesquisa na internet sobre práticas que podem caracterizar bullying no meio social. n Produção de uma versão em Inglês do jornal Informe, com frases e textos para apresentação dos depoimentos dos alunos, relacionados à prática do bullying na comunidade escolar e nas empresas. n Apresentação e distribuição dos trabalhos na comunidade, promovendo maior proximidade da sociedade com a escola. n Apresentação do jornal A GAZETA como fonte de pesquisa e informação, sondando o nível de conhecimento dos alunos sobre ele. n Leitura e debate da matéria Parque vira um depósito de lixo, publicada no jornal A GAZETA, de 03/04/2011. n Exploração de anúncios relacionados ao tema em questão. n Produção de cartazes com frases e imagens de jornal relacionados à temática do lixo. n Coleta de lixo ao redor da escola. n Roda de debate para socialização de experiências. Professora: Marcilene Piorotti Escola: EMEF Luiza Grimaldi Série: 9º ano Município: Itarana AGOSTO DE 2011 n Criação de uma tabela com o tempo de decomposição de cada elemento na natureza. n Leitura e produção de textos sobre o assunto. n Produção de cálculos envolvendo a tabela de tempo de decomposição do lixo. n Apresentação do processo de reciclagem, produzindo cartazes. n Reutilização de alguns objetos considerados lixo. Foi muito bom desenvolver esse tema com a turma. Houve participação, colaboração e conscientização para a mudança de hábito dos alunos e familiares. Todas as propostas foram idealizadas pelos próprios alunos. O resultado foi um sucesso! Professora: Symone Moschem Escola: EMEF Alto Icaraí Série: 1º e 3º anos Município: Pancas

5 Inclusão, processo de paz! n Trabalhar n Observar Promovendo a paz n Promover a conscientização do educando sobre a importância de cultivar a paz. n Promover o diálogo entre a escola e a família. n Desenvolver a criatividade. a diversidade textual. o processo inclusivo no meio de conversa sobre violência e bullying, envolvendo a comunidade escolar. n Apresentação e análise da música Utopia, de Padre Zezinho. n Leitura da imagem do jornal A GAZETA, de 08/04/2011: Loucura, horror e dor, seguida de questionamentos. n Leitura e comentário da notícia referente à imagem analisada. n Representação, através de desenhos, de formas de evitar a violência. n Confraternização. n Apresentação e interpretação oral do filme O mundo mágico de Pooh. n Trabalho com as palavras paz, amor, n Roda estudantil. n Propor melhorias na escola para a inclusão. n Diálogo sobre a promoção da paz por meio da inclusão. n Apresentação da história do Sr. Carlos, cidadão piumense que quando jovem perdeu a visão. n Apreciação com os alunos da entrevista Ninguém é irrecuperável, publicada no jornal A GAZETA, de 12/12/2010. n Debate com o tema A recuperação promove paz. n Apresentação do filme O livro de Eli. n Identificação de relação entre a história do Sr. Carlos, a entrevista com Roberto Carlos Ramos e a obra O livro de Eli. n Produção de entrevista a ser realizada com o Sr. Carlos, apelidado de Kalú na escola, como também paródias, poemas e relatos. n Palestra com o Sr. Carlos Figueira (Kalú) e apresentação das produções dos estudantes. Os alunos observaram o processo de inclusão que acontece na escola e a promoção da paz por essa atividade. A presença de Kalú na escola tornou os alunos mais observadores na questão de que ninguém é irrecuperável. Professora: Francisca Feres respeito, união, perdão e mansidão. n Pesquisa para casa, realizada com a família, de gravuras de jornal que demonstram a construção de uma cultura de paz. n Produção de mensagens e ilustração sobre a paz. n Confecção de painel com o que foi produzido. A participação da comunidade escolar foi fundamental para o sucesso da sequência didática, por provocar discussões sobre assuntos relacionados a problemas identificados em toda a sociedade. Isso permitiu ao aluno demonstrar interesse em participar das atividades propostas, já que o assunto diz respeito a uma realidade presente, muitas vezes, nos lares. Professoras: Edina, Elizabete e Lineade Escola: EMEF Bodart Júnior Série: 1º ano Município: Rio Novo do Sul Escola: EEEFM Professora Filomena Quitiba Série: 9º ano Município: Piúma Vida longa aos amigos n Demonstrar a importância de se cultivar uma boa amizade. n Aprender a respeitar as diferenças que existem entre as pessoas. n Mostrar os benefícios que uma boa amizade proporciona à nossa vida. n Apresentação e leitura da matéria Vida longa aos amigos, publicada no jornal A GAZETA, do dia 12/09/2010. n Roda de conversa sobre o que é ser um bom amigo. n Produção individual de textos sobre Ami- go. n Exposição dos textos, junto com ilustrações e fotos dos amigos. Os alunos participaram com entusiasmo da atividade, reconhecendo a importância de ter e ser um bom amigo. Professora: Elizangela Muniz Escola: EMEF Antonio Nicchio Série: 2º ano Município: Colatina AGOSTO DE

6 Sou amigo do meu melhor amigo n Proporcionar o desenvolvimento de sentimentos positivos em relação aos animais. n Trabalhar os medos dos alunos. n Explorar os cuidados vitais e a higiene necessária ao convívio com animais. n Produzir trabalhos de arte utilizando as linguagens do desenho, da pintura, da dobradura e da colagem, desenvolvendo o gosto pelo processo de criação. n Compreender a importância do jornal como veículo de informação e aprendizado. de uma caixa surpresa e indagação sobre o que havia dentro. n Abertura da caixa pelas crianças e manuseio da cachorrinha de pelúcia que estava dentro dela. Conversa sobre as impressões dos alunos, seus animais de estimação e os cuidados de que os bichos necessitam. n Leitura da matéria Essa cadelinha espera há quatro meses pelo dono que sumiu, publicada no jornal A GAZETA, em 06/02/2011. n Conversa sobre o comportamento do animal e do seu dono, ressaltando a amizade e fidelidade da cadela na sua longa espera. Levantamento de hipóteses sobre por que o dono não a levou. n Apresentação de cartaz com a música A carrocinha. Cantoria e movimento. n Conversa sobre os animais abandonados, os maus tratos e as responsabilidades de se ter um animal de estimação. n Montagem de um livrinho temático na forma de um cachorrinho, composto de capa, detalhes desenhados pelas crianças, música A carrocinha, dobradura de cachorro, recorte e colagem de figuras de animais domésticos, liga com números, cena de cachorro pulando a carrocinha colorida pelos alunos, texto ilustrado sobre os cuidados com os animais, gráfico de bichos que têm em casa, trabalho n Apresentação com a letra c. n Produção de um painel com fotos ou desenhos dos bichos de estimação dos alunos. n Realização do Jogo dos Animais Escolha com os alunos de cinco animais que produzem sons conhecidos. Apresentação desses animais através de fotos em fichas. Cada aluno recebe uma ficha, visualiza o animal, fecha os olhos e reproduz o som dele. Os alunos então se organizam por tipo de animal, formando pequenos grupos. n Trabalho com música do CD Saltimbancos Bicharia, cantoria e expressão corporal. n Apresentação da história com sequência Cachorrinho na chuva. n Visita da cachorrinha de pelúcia (batizada de Suzi) e dos quadros seriados Cachorrinho na chuva à casa de cada aluno, para que conte a história a seus familiares e traga no dia seguinte (sistema de rodízio entre os alunos). n Pintura de máscara de cachorro. n Brincadeira de roda com a máscara, cantando a música A carrocinha. Depois da leitura da matéria foi possível perceber como as crianças ficaram sensibilizadas com o caso da cadelinha. Algumas tinham os olhos brilhantes de lágrimas. No dia seguinte, eles ainda comentavam É, tia, eu contei à minha Viva a diferença n Informar aos alunos que a prática de qualquer tipo de preconceito e discriminação é crime. n Lembrar que somos todos iguais independente de raça, cor ou credo. n Incentivar a leitura de livros e textos informativos que valorizem as diferenças. n Promover discussões e reflexões para combater o preconceito. n Enfatizar os valores, destacando o respeito ao próximo. Desevolvimento: do poema: Pessoas são diferentes (Ruth Rocha), publicado no suplemento Gazetinha, encartado no jornal A GAZETA, de 30/05/11. n Reflexão oral sobre os diferentes tipos de pessoas que vivem ao nosso redor, enfatizando a importância de cada uma delas. n Apresentação da reportagem: Legal é n Leitura 6 Professora: Janiel Oliveira Escola: CMEI Emiliana Giles Bragança Série: 5 anos Município: Cariacica Produção de texto ser diferente, publicada na mesma edição do suplemento Gazetinha. n Leitura circular do livro Menina Bonita do Laço de Fita. n Leitura da Historinha do Quadradinho. n Produção de cartazes com dicas para eliminar qualquer forma de preconceito. n Apresentação e exposição dos cartazes. Este projeto foi muito produtivo pois os alunos entenderam que ser diferente é legal, e essa diferença faz com que cada um de nós seja um ser único e importante em todos os ambientes em que vivemos. E que as diferenças aumentam o nosso conhecimento. Professoras: Simone Reis, Alciene Silva, Ivanir e Andréia Menegueli Escola: EMEF Alberto Stange Junior Município: Sooretama mãe do homem que se mudou e deixou a cachorrinha. n Motivar o prazer pela leitura e estimular a criatividade. n Emitir opiniões pessoais a partir de informações de um texto. do texto A ilha perdida, publicada no suplemento Gazetinha do jornal A GAZETA, de 09/04/2011. n Representação da história por meio de desenhos. n Comentários a partir do trabalho produzido, trocando ideias com os colegas. n Exposição dos desenhos em um mural. n Apresentação AGOSTO DE 2011 n Reflexão sobre o perigo que as crianças correm quando tomam decisões sem a permissão dos pais. Foi muito importante mostrar para as crianças que jamais devem tomar iniciativas sem a autorização da família. A história fez com que eles refletissem bastante, foi muito bom. Professora: Angelita de Paula Escola: Pré Pequeno Polegar Série: Níveis I e II Município: Alfredo Chaves

7 Programa recebe prêmio internacional Quem é que não gosta de um filme? Pra você, que gosta de aliar diversão e reflexão, seguem duas sugestões de obras que o cinema dedicou à educação. Confira e bom filme! As matérias produzidas pela repórter Vilmara Fernandes, do jornal A Gazeta, sobre a venda de casas centenárias de Pomeranos, em Santa Maria de Jetibá, motivaram duas professoras da comunidade a mobilizarem-se em favor da causa. As professoras Brunelle Gaiba Jastrow e Irinete Ponath Henke utilizaram as matérias em sala de aula para conscientizar os alunos e toda a comunidade sobre o problema. Ano passado, essas professoras foram incentivadas a produzir um trabalho sobre o assunto, que obteve o primeiro lugar na Jornada do Programa A Gazeta na Sala de Aula. O projeto, entitulado Lar Doce Lar, quanto vale a sua história, recebeu uma Comenda na categoria Jornal e Educação, do Prêmio Mundial de Jovens Leitores, da Associação Mundial de Jornais, que premia e incentiva a leitura entre os jovens. Para a coordenadora de projetos da Rede Gazeta, Cristina Barbiero Moraes, o prêmio é um reconhecimento muito importante. São 16 anos de trabalho no III Encontro Regional Os monitores do Programa A Gazeta na Sala de Aula se reuniram no III Encontro Regional de 2011 para a apresentação da Oficina C com o tema Bem-me-quer, malmequer. O evento foi realizado no dia 5 de agosto, no restaurante do 2º piso da Rede Gazeta. Na ocasião, houve apresentação dos alunos da UVV, Lucas Nascimento e Neymara Carvalho, sobre o projeto com o Ensino Superior. O médico Lauro Monteiro, do Observatório da Infância, falou, por meio de videoconferência, sobre prevenção aos maus tratos e ao abuso contra crianças. A palestra sobre gravidez na adolescência foi proferida pela ginecologista Maria Angélica Belonia. Dando continuidade aos trabalhos do dia, a professora de Colatina Meirielyn Vago mostrou a atividade Meio ambiente. Um dos momentos mais esperados programa A Gazeta na Sala de Aula, junto aos professores, alunos e comunidade. O prêmio é uma demonstração de que é possível fazer um trabalho que merece reconhecimento mundial. Para isso, basta dedicação e esforço, diz. foi o bate-papo com os repórteres da TV Gazeta Nick Teixeira e Camila Domingues. Eles revelaram como é o dia a dia da emissora. O evento foi avaliado como ótimo por 86% dos participantes. A monitora Márcia Piassi, de São Domingos do Norte, também elogia. Cada encontro é diversificado. Sempre ganhamos mais conhecimento. Pro Dia Nascer Feliz O documentário mostra as situações que o adolescente brasileiro enfrenta nas escolas, envolvendo casos de preconceito, violência e esperança. São apresentados jovens de três Estados do País, de classes sociais diferentes, que falam de suas vidas na escola, seus projetos, sonhos e inquietações. Duração: 88 min Ano: 2006 País: Brasil O Sorriso de Mona Lisa O filme conta a história de uma professora recém-graduada, interpretada por Julia Roberts, que consegue emprego em um tradicional colégio feminino para lecionar história da arte. Incomodada com o conservadorismo do colégio, que educa as melhores e mais brilhantes jovens mulheres do Estados Unidos para serem esposas cultas e respeitáveis mães, ela decide lutar contra as normas e inspirar suas alunas a enfrentarem os desafios da vida. Duração: 117 min Ano: 2003 País: Estados Unidos Fonte: todospelaeducacao.org.br/. l IV ENCONTRO REGIONAL (PARA MONITORES) Data: 30/09 Horário: 8h30 às 15h30 Local: Rede Gazeta Cariacica realiza o I Encontro Intermediário Os professores de Cariacica, participantes do programa A Gazeta na Sala de Aula, se reuniram no I Encontro Intermediário de O evento aconteceu no dia 8 de junho, no auditório da Secretaria Municipal de Educação do município. Na ocasião, houve apresentações de trabalhos realizados com jornais em sala de aula que traziam temas variados como violência, dengue, alimentação saudável, entre outros. O objetivo foi estimular e valorizar os projetos desenvolvidos pelos professores. Após as apresentações, os participantes leram o texto Como queremos ser lembrados?, publicado no Informe de maio, e, em seguida os professores produziram um texto com o mesmo título. Ao final do encontro, foi apresentado o slide com a mensagem O voo da águia. A professora Andréia Teixeira declarou-se encantada com as diversas possibilidades que o trabalho com jornais pode proporcionar. Principalmente com as crianças da Educação Infantil, disse. A Gazeta na Sala de Aula Informe é uma publicação mensal da Gerência de Comunicação Empresarial da Rede Gazeta Gerente de Comunicação Empresarial da Rede Gazeta: Letícia Paoliello Lindenberg de Azevedo Coordenação do programa A Gazeta na Sala de Aula: Cristina Barbiero Moraes Telefone:(27) Hot site: Jornalista Responsável: Moniky Koscky (MTB ES 01456JP) Diagramação: Alessandra Moreira Leite Ilustração: Genildo, Gilson e Ilvan Colaboração: Carolina Bragio, Ana Paula Trindade e Luiz Zardini Jr * Acesse nosso perfil no Orkut: A Gazeta na Sala de aula * Mande sugestões para: * Entre em contato pelo MSN: com AGOSTO DE

8 Nova A Gazeta para você Carlos Alberto Silva Antônio Carlos Batista Leite é diretor de Conteúdo da Redação Multimídia da Rede Gazeta. Kk, como é mais conhecido, já foi editor-chefe dos jornais Diário de São Paulo e Diário Popular, onde também exerceu as funções de editor-executivo e editor de Política, Economia e Opinião. Também foi editor e colunista de Política no Diário do Grande ABC e editor do Correio Popular, em Campinas. A mudança de formato de A GAZETA foi uma demanda dos leitores? De que forma ela foi identificada? A demanda pela mudança de formato por parte dos leitores é antiga. E vale para o Espírito Santo e grande parte do planeta.o formato compacto é mais ergonômico: a pessoa tem mais facilidade de visualizar as notícias. E isso foi comprovado cientificamente, com teste em que os leitores usavam óculos com pequenas câmeras. Eles movimentavam menos a cabeça do que na leitura do formato standard. Além disso, no formato standard as notícias de pé de página raramente ganhavam visibilidade. Daí a sensação de que o novo formato tem mais informação. A constatação do pedido dos leitores foi feita por meio de várias pesquisas. As realizadas em outros anos já apontavam esse caminho. As deste ano serviram para confirmar esse pedido. Além do formato compacto, A GAZETA trouxe outras novidades. Comente algumas que você considera mais relevantes. Olha, para o projeto A Gazeta na Sala O formato compacto é mais fácil para visualizar as notícias Reação positiva. Segundo o diretor, os leitores gostaram da nova A Gazeta Como foi o processo de passar do formato standard para o compacto, mantendo a qualidade e a credibilidade? Já vínhamos preparando a Redação há mais de seis meses para essa mudança. Mesmo silenciosamente: o ajuste gráfico do jornal em novembro praticamente transformou A GAZETA standard no formato compacto com a criação de barras de informação que diminuíram os espaços para as reportagens. Sobre a credibilidade, é natural que ela se mantenha porque a Redação não mudou, nossos princípios não mudaram. E o desenho do jornal deixa muito claro que não somos populares no sentido pejorativo da palavra. É um jornal de qualidade, produzido num formato bem mais agradável. Fale sobre a reação dos leitores que participaram dos grupos focais para definir a mudança de formato. Os leitores reagiram de uma forma até inesperada: não houve rejeição. O jornal chegou a ser aplaudido numa da sessões de pesquisa. Tudo foi elogiado. Houve somente um caso, nas muitas sessões, de um leitor que reprovou o projeto. Mas ao final da sessão, quando ele passeou um pouco mais pelo jornal, nos fez uma recomendação mais do que correta: vocês podem mudar, mas a qualidade do jornal deve ser mantida. AGOSTO DE 2011 de Aula, acho que o mais importante é o novo espaço chamado Hipertexto. Todos os dias trazemos uma reportagem de fôlego, explorando a fundo um tema. Enquanto respondo a essas questões, por exemplo, vejo a edição de hoje, que traz um material extenso sobre o impacto ambiental das sacolas de plástico, algo que pode render projetos pedagógicos criativos, imagino eu, porque lida com consumo, com consciência ecológica e outros pontos. Para os professores, acho importante destacar o novo caderno Pensar, pela sua carga cultural. Mas o jornal tem tanta coisa boa! Acho que os leitores vão achar mais caminhos para boas leituras do que nós, que estamos na Redação.

Direitos Humanos - Ensino Fundamental e Ensino Médio

Direitos Humanos - Ensino Fundamental e Ensino Médio Direitos Humanos - Ensino Fundamental e Ensino Médio Um projeto para discutir Direitos Humanos necessariamente tem que desafiar à criatividade, a reflexão, a crítica, pesquisando, discutindo e analisando

Leia mais

PROJETO ANIMAIS. 1. Tema: O mundo dos animais. Área de abrangência: 2. Duração: 01/06 a 30/06. 3. Apresentação do projeto:

PROJETO ANIMAIS. 1. Tema: O mundo dos animais. Área de abrangência: 2. Duração: 01/06 a 30/06. 3. Apresentação do projeto: PROJETO ANIMAIS 1. Tema: O mundo dos animais Área de abrangência: (x) Movimento (x) Musicalização (x) Artes Visuais (x) Linguagem Oral e Escrita (x) Natureza e Sociedade (x) Matemática 2. Duração: 01/06

Leia mais

SABER E ATUAR PARA MELHORAR O MUNDO: ÉTICA, CIDADANIA E MEIO AMBIENTE LIXO ORGANIZADO: UM SONHO POSSÍVEL. Vera Lúcia Alves.

SABER E ATUAR PARA MELHORAR O MUNDO: ÉTICA, CIDADANIA E MEIO AMBIENTE LIXO ORGANIZADO: UM SONHO POSSÍVEL. Vera Lúcia Alves. SABER E ATUAR PARA MELHORAR O MUNDO: ÉTICA, CIDADANIA E MEIO AMBIENTE LIO ORGANIZADO: UM SONHO POSSÍVEL Vera Lúcia Alves. RIO VERDE GO 2010 Identificação: EMEF José do Prado Guimarães. Localização: Rio

Leia mais

AMBIENTAÇÃO. SABENDO QUE ÉRA POSSÍVEL, ELE FOI LÁ E FEZ! Edio Schrader

AMBIENTAÇÃO. SABENDO QUE ÉRA POSSÍVEL, ELE FOI LÁ E FEZ! Edio Schrader AMBIENTAÇÃO SABENDO QUE ÉRA POSSÍVEL, ELE FOI LÁ E FEZ! Edio Schrader Como o empreendedorismo e a inovação podem mudar a sua vida! SORTE NÃO, SUCESSO SIM! UMA HISTÓRIA DE SUCESSO O JEITO SIMPLES DE SER

Leia mais

Plano de Trabalho com Projetos - Professor

Plano de Trabalho com Projetos - Professor PREFEITURA DE JARAGUÁ DO SUL SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO FUNDAMENTAL Plano de Trabalho com Projetos - Professor 1. Identificação Escola Municipal de Ensino Fundamental Anna Töwe

Leia mais

PROJETO DE INTERVEÇÃO: UM OLHAR DIFERENTE PARA O LIXO

PROJETO DE INTERVEÇÃO: UM OLHAR DIFERENTE PARA O LIXO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO-UFERSA NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CURSO :EDUCAÇÃO AMBIENTAL ALUNA:FRANCISCA IÊDA SILVEIRA DE SOUZA TUTORA: ANYELLE PAIVA ROCHA ELIAS PROFESSORA: DIANA GONSALVES

Leia mais

Alessandra Santana. Angélica Cristina da Silva Freire

Alessandra Santana. Angélica Cristina da Silva Freire Câmpus Alfenas 28 de novembro de 2011 SUMÁRIO Alessandra Santana... 2 Angélica Cristina da Silva Freire... 2 Bárbara Luiza Novais... 3 Bruna Aparecida Reis... 3 Carolina Esteves Martins... 4 Celsianne

Leia mais

Projetos 2013. Turmas: Maternal e Mini Maternal PROJETO AMIZADE. Justificativa

Projetos 2013. Turmas: Maternal e Mini Maternal PROJETO AMIZADE. Justificativa Projetos 2013 Turmas: Maternal e Mini Maternal Justificativa PROJETO AMIZADE Devido aos constantes conflitos e preconceitos que se encontram e que presencia-se no dia a dia das crianças no seu meio social,

Leia mais

MINHA HISTÓRIA, MINHA VIDA

MINHA HISTÓRIA, MINHA VIDA ESCOLA ESTADUAL ALMIRANTE TOYODA-2014 PROJETO IDENTIDADE MINHA HISTÓRIA, MINHA VIDA TURMA: 1º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL (AZALÉIA E ACÁCIA) PROFESSORAS: GENISMEYRE E LUCILEILA Projeto Identidade Público

Leia mais

Principais correntes psicológicas do Século XX. Profª Bianca Werner Psicologia

Principais correntes psicológicas do Século XX. Profª Bianca Werner Psicologia Principais correntes psicológicas do Século XX Profª Bianca Werner Gestalt A da Forma Representantes: Ernest Mach (1888-1916) Cristian Von Ehrenfels (1859 1932) Desenvolveram a psicofísica estudando as

Leia mais

PROJETOS CULTURAIS ELEIÇÕES. 5 0 a O - fu dame tal. Votar é uma forma de lutar pelos nossos direitos. Justificativa

PROJETOS CULTURAIS ELEIÇÕES. 5 0 a O - fu dame tal. Votar é uma forma de lutar pelos nossos direitos. Justificativa ELEIÇÕES ELEIÇÕES 5 0 a O - fu dame tal Votar é uma forma de lutar pelos nossos direitos. Justificativa PROJETOS CULTURAIS Estamos em época de eleições, em tempo de discutir ideias para fazer a melhor

Leia mais

Projeto Quem sou eu? Tema: Identidade e Autonomia Público alvo: Educação Infantil Disciplina: Natureza e Sociedade Duração: Seis semanas

Projeto Quem sou eu? Tema: Identidade e Autonomia Público alvo: Educação Infantil Disciplina: Natureza e Sociedade Duração: Seis semanas Projeto Quem sou eu? Image URI: http://mrg.bz/q6vqo3 Tema: Identidade e Autonomia Público alvo: Educação Infantil Disciplina: Natureza e Sociedade Duração: Seis semanas Justificativa: Tendo em vista a

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL ERNESTO SOLON BORGES Bandeirantes MS PROJETO VIDA SEM DROGAS: DIAS DE LUTA, DIAS DE GLÓRIA

ESCOLA ESTADUAL ERNESTO SOLON BORGES Bandeirantes MS PROJETO VIDA SEM DROGAS: DIAS DE LUTA, DIAS DE GLÓRIA ESCOLA ESTADUAL ERNESTO SOLON BORGES Bandeirantes MS PROJETO VIDA SEM DROGAS: DIAS DE LUTA, DIAS DE GLÓRIA Turmas: 6º C, 7ºA e 8º A Número de alunos: 95 Professores Envolvidos: Patrícia Pinto PROBLEMÁTICA

Leia mais

Educação para o trânsito

Educação para o trânsito Material elaborado pelo Ético Sistema de Ensino Ensino Fundamental Publicado em 2011 Projetos temáticos 5 o ANO Data: / / Nível: Escola: Nome: Educação para o trânsito JUSTIFICATIVA O estudo do tema: Educação

Leia mais

Centro Educacional Linus Pauling

Centro Educacional Linus Pauling Centro Educacional Linus Pauling Projeto 2º SEmestre 2012 APRESENTAÇÃO Faz-se necessário entender que o equilíbrio da natureza é essencial para a vida na terra, e que atualmente a preocupação com a degradação

Leia mais

NOME DO PROJETO PROJETO MERGULHANDO NA LEITURA 2013 PÚBLICO ALVO Educação Infantil e Ensino Fundamental I

NOME DO PROJETO PROJETO MERGULHANDO NA LEITURA 2013 PÚBLICO ALVO Educação Infantil e Ensino Fundamental I NOME DO PROJETO PROJETO MERGULHANDO NA LEITURA 2013 PÚBLICO ALVO Educação Infantil e Ensino Fundamental I OBJETIVOS GERAIS: Promover o hábito da leitura entre os alunos; Proporcionar ao aluno o prazer

Leia mais

Na sala de aula com as crianças

Na sala de aula com as crianças O CD Rubem Alves Novas Estórias, volume 3, abre novas janelas de oportunidade para quem gosta da literatura. Através do audiolivro podemos apreciar encantadoras histórias e deixar fluir a imaginação. Rubem

Leia mais

Workshop da FAEL. aborda direitos humanos. e papel do educador

Workshop da FAEL. aborda direitos humanos. e papel do educador Workshop da FAEL aborda direitos humanos e papel do educador No 15 workshop da Faculdade Educacional da Lapa - FAEL, os acadêmicos do curso de pedagogia tiveram a oportunidade de aprender e praticar os

Leia mais

A Ética e o Idoso: Comemorando o Dia Internacional da Terceira Idade.

A Ética e o Idoso: Comemorando o Dia Internacional da Terceira Idade. Ministério da Educação Início do Conteúdo A Ética e o Idoso: Comemorando o Dia Internacional da Terceira Idade. Autor e Co-autor(es) Autor Fátima Rezende Naves Dias UBERLANDIA - MG ESC DE EDUCACAO BASICA

Leia mais

Escola em que trabalha e na qual será desenvolvido o Plano de Ação: Escola Estadual Santos Dumont E. F.

Escola em que trabalha e na qual será desenvolvido o Plano de Ação: Escola Estadual Santos Dumont E. F. CURSO GÊNERO E DIVERSIDADE NA ESCOLA PROJETO GDE APLICADO NA ESCOLA SANTOS DUMONT- PARANACITY- PR NÚCLEO PARANAVAI PROFESSORA: MARIA HILDA LIMA / DISCIPLINA: MATEMÁTICA Diagnóstico da Realidade: * Sabemos

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MONTANHA ES SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE

PREFEITURA MUNICIPAL DE MONTANHA ES SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE 0 PREFEITURA MUNICIPAL DE MONTANHA ES SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE PRORAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL PEA PLANO DE AÇÃO Montanha ES 2014 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 02 2. JUSTIFICATIVA... 03 3. OBJETIVO GERAL...

Leia mais

1ª a 5ª série. (Pró-Letramento, fascículo 1 Capacidades Linguísticas: Alfabetização e Letramento, pág.18).

1ª a 5ª série. (Pró-Letramento, fascículo 1 Capacidades Linguísticas: Alfabetização e Letramento, pág.18). SUGESTÕES PARA O APROVEITAMENTO DO JORNAL ESCOLAR EM SALA DE AULA 1ª a 5ª série A cultura escrita diz respeito às ações, valores, procedimentos e instrumentos que constituem o mundo letrado. Esse processo

Leia mais

Apresentação do projeto:

Apresentação do projeto: Apresentação do projeto: Este projeto tem o intuito do conhecimento global do ser humano: conhecendo seu corpo, ampliando conceitos de higiene e saúde, descobrindo que o indivíduo está presente em todas

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Bullyng - Brincadeira que não tem graça.

Mostra de Projetos 2011. Bullyng - Brincadeira que não tem graça. Mostra de Projetos 2011 Bullyng - Brincadeira que não tem graça. Mostra Local de: Arapongas. Categoria do projeto: Projetos em implantação, com resultados parciais. Nome da Instituição/Empresa: Colégio

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Abril2014

Atividades Pedagógicas. Abril2014 Atividades Pedagógicas Abril2014 II A Jogos As crianças da Turma dos Amigos, desde os primeiros dias de aula, têm incluídos em sua rotina as brincadeiras com jogos de encaixe. Vários jogos estão disponíveis

Leia mais

EMEI JP PASSARINHO DOURADO

EMEI JP PASSARINHO DOURADO Prof. CARLA CRISTIANE DE SOUZA Nossos Amiguinhos: Nossos Animais de Estimação! EMEI JP PASSARINHO DOURADO PROJETO: ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO MATERNAL 2 Colaboradores: Estagiário: DOUGLAS DUARTE Estagiárias:

Leia mais

NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL NTE VARGINHA PROJETO IDENTIDADE

NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL NTE VARGINHA PROJETO IDENTIDADE Projeto Identidade Quem sou eu??? NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL NTE VARGINHA PROJETO IDENTIDADE ELABORAÇÃO: Míria Azevedo de Lima Bartelega --------------------------------Agosto / 2010 I A Questão

Leia mais

PROJETO RECICLAGEM. 1. Tema: Reciclar é bom, Reutilizar é melhor e Reduzir é melhor ainda. Área de abrangência: 2. Duração: 01 /03 a 31/03

PROJETO RECICLAGEM. 1. Tema: Reciclar é bom, Reutilizar é melhor e Reduzir é melhor ainda. Área de abrangência: 2. Duração: 01 /03 a 31/03 PROJETO RECICLAGEM 1. Tema: Reciclar é bom, Reutilizar é melhor e Reduzir é melhor ainda. Área de abrangência: (x) Movimento (x) Musicalização (x) Artes Visuais (x) Linguagem Oral e Escrita (x) Natureza

Leia mais

LEITURA EM LÍNGUA ESPANHOLA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: COMPREENSÃO E EXPRESSÃO CRIATIVA

LEITURA EM LÍNGUA ESPANHOLA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: COMPREENSÃO E EXPRESSÃO CRIATIVA LEITURA EM LÍNGUA ESPANHOLA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: COMPREENSÃO E EXPRESSÃO Instituto Federal Farroupilha Câmpus Santa Rosa ledomanski@gmail.com Introdução Ler no contexto mundial globalizado

Leia mais

PLANO DE AÇÃO OFICINA DE SENSIBILIZAÇÃO DOS PROFESSORES SOBRE O CONCURSO TEMPOS DE ESCOLA

PLANO DE AÇÃO OFICINA DE SENSIBILIZAÇÃO DOS PROFESSORES SOBRE O CONCURSO TEMPOS DE ESCOLA PLANO DE AÇÃO OFICINA DE SENSIBILIZAÇÃO DOS PROFESSORES SOBRE O CONCURSO TEMPOS DE ESCOLA PROPOSTA DE AÇÃO Sensibilizar os professores sobre a importância de incentivar seus alunos a participarem do Concurso

Leia mais

Criança faz arte? ISTA. Gratuito! PROJETO EXPOSIÇÃO DE ARTE PALESTRAS VÍDEOS WEBSITE REDE SOCIAL MINISTÉRIO DA CULTURA APRESENTA

Criança faz arte? ISTA. Gratuito! PROJETO EXPOSIÇÃO DE ARTE PALESTRAS VÍDEOS WEBSITE REDE SOCIAL MINISTÉRIO DA CULTURA APRESENTA Criança faz arte? MINISTÉRIO DA CULTURA APRESENTA PROJETO ART EIRA ISTA EXPOSIÇÃO I - T - I - N - E - R - A - N - T - E 1 EXPOSIÇÃO DE ARTE PALESTRAS VÍDEOS WEBSITE REDE SOCIAL Gratuito! Elias Rodrigues

Leia mais

Educação para Sustentabilidade. Projeto Cultura Ambiental nas Escolas. Oficina

Educação para Sustentabilidade. Projeto Cultura Ambiental nas Escolas. Oficina Educação para Sustentabilidade Projeto Cultura Ambiental nas Escolas Oficina Auditório da Secretaria de Educação do Município de Santana do Ipanema Educador Ambiental: Marcos Wilson Cidade: Santana do

Leia mais

Áfricas no Brasil: aprendendo sobre os sons, as cores, as imagens e os sabores

Áfricas no Brasil: aprendendo sobre os sons, as cores, as imagens e os sabores Áfricas no Brasil: aprendendo sobre os sons, as cores, as imagens e os sabores Rosália Diogo 1 Consideramos que os estudos relacionados a processos identitários e ensino, que serão abordados nesse Seminário,

Leia mais

Conhecendo o Aluno Surdo e Surdocego

Conhecendo o Aluno Surdo e Surdocego I - [FICHA DE AVALIAÇÃO SOBRE O ALUNO SURDO E/OU COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA] Usar letra de forma É importante considerarmos que o aluno surdo da Rede Municipal de Ensino do Rio de Janeiro possui características

Leia mais

ALFABETIZAR PARA PRESERVAR O MEIO AMBIENTE, E RESGATAR O SABER POPULAR

ALFABETIZAR PARA PRESERVAR O MEIO AMBIENTE, E RESGATAR O SABER POPULAR ALFABETIZAR PARA PRESERVAR O MEIO AMBIENTE, E RESGATAR O SABER POPULAR Ana Carmem Miranda Silva Universidade Federal Rural de Pernambuco - UFRPE RESUMO A alfabetização de jovens e adultos utilizando a

Leia mais

A ARTE DE BRINCAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL. Estudante de Pedagogia pela FECLESC / UECE Resumo

A ARTE DE BRINCAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL. Estudante de Pedagogia pela FECLESC / UECE Resumo A ARTE DE BRINCAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL Maria Elany Nogueira da Silva Estudante de Pedagogia pela FECLESC / UECE Resumo Este presente artigo pretende refletir idéias sobre o brincar na Educação Infantil,

Leia mais

LUDICIDADE: UMA POSSIBILIDADE METODOLÓGICA PARA PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL E SÉRIES INICIAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA

LUDICIDADE: UMA POSSIBILIDADE METODOLÓGICA PARA PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL E SÉRIES INICIAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA LUDICIDADE: UMA POSSIBILIDADE METODOLÓGICA PARA PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL E SÉRIES INICIAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA RESUMO Edena Carla Dorne Cavalli UNIOESTE CAPES ed-cavalli@uol.com.br

Leia mais

REDE PRÓ-MENINO. ECTI - Escola no Combate ao Trabalho Infantil ATIVIDADE MÓDULO 2 (COLAGEM) EM INTEGRAÇÃO COM O MÓDULO 1- B (ENTREVISTA)

REDE PRÓ-MENINO. ECTI - Escola no Combate ao Trabalho Infantil ATIVIDADE MÓDULO 2 (COLAGEM) EM INTEGRAÇÃO COM O MÓDULO 1- B (ENTREVISTA) REDE PRÓ-MENINO ECTI - Escola no Combate ao Trabalho Infantil CURSISTA: JACKELYNE RIBEIRO CINTRA MORAIS CPF: 014275241-06 ATIVIDADE MÓDULO 2 (COLAGEM) EM INTEGRAÇÃO COM O MÓDULO 1- B (ENTREVISTA) Características

Leia mais

PCN em Ação Relatório 5ª a 8ª série

PCN em Ação Relatório 5ª a 8ª série 1 PCN em Ação Relatório 5ª a 8ª série Antonia Terra de Calazans Fernandes Mimoso do Sul - 02 a 05 de maio de 2000 Assistiu e ajudou na coordenação: Marísia Buitoni Caracterização do Grupo Estavam presentes

Leia mais

PLANO DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL PELA EDUCAÇÃO

PLANO DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL PELA EDUCAÇÃO PLANO DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL PELA EDUCAÇÃO Este documento é resultado do chamado do Ministério da Educação à sociedade para um trabalho voluntário de mobilização das famílias e da comunidade pela melhoria

Leia mais

PROJETO DE LEITURA E ESCRITA. Era uma vez... E conte outra vez.

PROJETO DE LEITURA E ESCRITA. Era uma vez... E conte outra vez. PROJETO DE LEITURA E ESCRITA Era uma vez... E conte outra vez. CARACTERIZAÇÃO DO PROJETO TEMA; PROJETO DE LEITURA E ESCRITA. Era uma vez... E conte outra vez. INSTITUIÇÃO Escola Estadual Lino Villachá

Leia mais

Dinâmicas para Jovens - Brincadeiras para Jovens Atividades para grupos. Quem sou eu? Dinâmica de Apresentação para Grupo de Jovens

Dinâmicas para Jovens - Brincadeiras para Jovens Atividades para grupos. Quem sou eu? Dinâmica de Apresentação para Grupo de Jovens Disponível no site Esoterikha.com: http://bit.ly/dinamicas-para-jovens Dinâmicas para Jovens - Brincadeiras para Jovens Atividades para grupos As dinâmicas de grupo já fazem parte do cotidiano empresarial,

Leia mais

PROJETO MEIO AMBIENTE E RECICLAGEM. CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL CRESCER

PROJETO MEIO AMBIENTE E RECICLAGEM. CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL CRESCER PROJETO MEIO AMBIENTE E RECICLAGEM. CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL CRESCER PERIODO: JULHO E AGOSTO JUSTIFICATIVA: A educação Ambiental não deve ser tratada como algo distante do cotidiano dos alunos,

Leia mais

ANIMAIS EM PERIGO! Andréia Taiza Sandri Machado¹ Aline Verardo Corrêa² INTRODUÇÃO

ANIMAIS EM PERIGO! Andréia Taiza Sandri Machado¹ Aline Verardo Corrêa² INTRODUÇÃO 1 ANIMAIS EM PERIGO! Andréia Taiza Sandri Machado¹ Aline Verardo Corrêa² Resumo Este texto tem por objetivo apresentar os resultados do projeto de pesquisa realizado na Escola Municipal de Ensino Fundamental

Leia mais

Educação para Sustentabilidade. Projeto Cultura Ambiental nas Escolas. Oficina

Educação para Sustentabilidade. Projeto Cultura Ambiental nas Escolas. Oficina Educação para Sustentabilidade Projeto Cultura Ambiental nas Escolas Oficina Educador Ambiental: Marcos Wilson Cidade: Taquarana (Alagoas) Data: 19 de Setembro Atividades realizadas: Interação com professores;

Leia mais

GRUPO FRESTAS: FORMAÇÃO E RESSIGNIFICAÇÃO DO EDUCADOR: SABERES, TROCA, ARTE E SENTIDOS

GRUPO FRESTAS: FORMAÇÃO E RESSIGNIFICAÇÃO DO EDUCADOR: SABERES, TROCA, ARTE E SENTIDOS Eixo: Políticas para a Infância e Formação de Professores Contempla as produções acadêmico-científicas que tratam de ações políticas e legislações referentes à Educação Infantil e a infância. Aborda pesquisas

Leia mais

9 Dinâmicas de Grupo para o início das Aulas Atividades Lúdicas

9 Dinâmicas de Grupo para o início das Aulas Atividades Lúdicas Disponível no site Esoterikha.com: http://bit.ly/dinamicasparaprimeirodiadeaula 9 Dinâmicas de Grupo para o início das Aulas Atividades Lúdicas Apresentamos o especial do site Esoterikha.com e Redemotivacao.com.br

Leia mais

Comissão Diocesana da Pastoral da Educação ***************************************************************************

Comissão Diocesana da Pastoral da Educação *************************************************************************** DIOCESE DE AMPARO - PASTORAL DA EDUCAÇÃO- MARÇO / 2015 Todo cristão batizado deve ser missionário Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos e fazei-me conhecer a vossa estrada! Salmo 24 (25) Amados Educadores

Leia mais

RELAÇÕES DA EDUCAÇÃO ÉTNICO-RACIAL NA PRÉ-ESCOLA: RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA

RELAÇÕES DA EDUCAÇÃO ÉTNICO-RACIAL NA PRÉ-ESCOLA: RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA EDUCAÇÃO, CURRÍCULO E DIVERSIDADE CULTURAL RELAÇÕES DA EDUCAÇÃO ÉTNICO-RACIAL NA PRÉ-ESCOLA: RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA Michelly Spineli de Brito Campos Vieira/Prefeitura de Itapissuma-PE Paloma Viana de

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1 TÍTULO DO PROGRAMA Balinha e Dentinho. 2 EPISÓDIO TRABALHADO Conhecendo o Rosquinha. 3 SINOPSE DO EPISÓDIO ESPECÍFICO Balinha e Dentinho encontram um cachorro perdido

Leia mais

PROGRAMA DE CONTEÚDOS 2014

PROGRAMA DE CONTEÚDOS 2014 C O L É G I O L A S A L L E Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Guarani, 2000 - Fone (045) 3252-1336 - Fax (045) 3379-5822 http://www.lasalle.edu.br/toledo/ PROGRAMA DE 2014 DISCIPLINA: LINGUAGEM

Leia mais

Projeto Paz na Escola

Projeto Paz na Escola Projeto Paz na Escola Olímpia Terezinha da Silva Henicka Dariléia Marin Em uma sociedade como a nossa, na qual a riqueza é tão mal distribuída, a preocupação com a sobrevivência deve ser maior que as preocupações

Leia mais

Momentos Pedagógicos 2015

Momentos Pedagógicos 2015 Momentos Pedagógicos 2015 Nossas excelentes profissionais formando os cidadãos do futuro! Coord. Pedagógica: Alessandra Barbosa Creche II Professora Janile e Professora Taynan Creche III Professora Dóris

Leia mais

Projetos Pedagógicos. Agosto 2012

Projetos Pedagógicos. Agosto 2012 Projetos Pedagógicos Agosto 2012 AMIZADE Amigo a gente cuida, faz carinho, brinca, sorri e até chora junto, e percebemos o quanto precisamos um do outro. A amizade é muito valiosa para nós que construímos

Leia mais

6 Dinâmicas de Grupo para o Dia das Mães

6 Dinâmicas de Grupo para o Dia das Mães Disponível no site Esoterikha.com: http://bit.ly/dinamicasdiadasmaes 6 Dinâmicas de Grupo para o Dia das Mães Apresentamos uma seleção com 6 dinâmicas de grupo para o Dia das Mães, são atividades que podem

Leia mais

Educação Infantil, que espaço é este?

Educação Infantil, que espaço é este? Educação Infantil, que espaço é este? O material do sistema de ensino Aprende Brasil de Educação Infantil foi elaborado a fim de oferecer subsídios para reflexões, informações e sugestões que auxiliem

Leia mais

Trabalhando com gráfico na Educação Infantil momentos em que brincar é coisa séria

Trabalhando com gráfico na Educação Infantil momentos em que brincar é coisa séria Trabalhando com gráfico na Educação Infantil momentos em que brincar é coisa séria Autora: Ana Cristina Fonseca Instituição: PUC-Campinas Fonseca.cris@uol.com.br Co -autor 1: Maria Auxiliadora Bueno Andrade

Leia mais

Jardim Escola Aladdin

Jardim Escola Aladdin Jardim Escola Aladdin Os 4 Rs da Sustentabilidade Rio de janeiro 2016 Objetivo geral Esse projeto tem como objetivo promover o envolvimento dos alunos, professores, pais e comunidade em defesa à sustentabilidade

Leia mais

PROJETO ANUAL. Tema Central: Mãe Terra, o que deixaremos para os nossos filhos?

PROJETO ANUAL. Tema Central: Mãe Terra, o que deixaremos para os nossos filhos? PROJETO ANUAL Tema Central: Mãe Terra, o que deixaremos para os nossos filhos? I TRIMESTRE Turmas: Maternal ao 5º ano Enfatizando: Maternal e jardim I: O Circo {A magia do riso] Levar os alunos a compreender

Leia mais

REDE DE EDUCAÇÃO SMIC COLÉGIO SANTA CLARA SANTARÉM-PARÁ ENSINO FUNDAMENTAL I PROJETOS PARA FEIRA DO CONHECIMENTO 2014

REDE DE EDUCAÇÃO SMIC COLÉGIO SANTA CLARA SANTARÉM-PARÁ ENSINO FUNDAMENTAL I PROJETOS PARA FEIRA DO CONHECIMENTO 2014 Projeto: O MUNDO ENCANTADO DA ARTE - 1º ano A, B, C e D Professoras: Newman Miranda, Girlainy Aragão e Eliziana Monteiro A arte faz parte da vida das crianças como instrumento de leitura do mundo e de

Leia mais

3 a 5. 6 a 10. 11 a 14. Faixa Etária Prevista. Etapa de Ensino. Duração. Educação Infantil. anos. Ensino Fundamental: Anos Iniciais. 5 anos.

3 a 5. 6 a 10. 11 a 14. Faixa Etária Prevista. Etapa de Ensino. Duração. Educação Infantil. anos. Ensino Fundamental: Anos Iniciais. 5 anos. Etapa de Ensino Faixa Etária Prevista Duração Educação Infantil 3 a 5 anos Ensino Fundamental: Anos Iniciais 6 a 10 anos 5 anos Ensino Fundamental: Anos Finais 11 a 14 anos 4 anos EDUCAÇÃO INFANTIL EDUCAÇÃO

Leia mais

o pensar e fazer educação em saúde 12

o pensar e fazer educação em saúde 12 SUMÁRIO l' Carta às educadoras e aos educadores.................5 Que história é essa de saúde na escola................ 6 Uma outra realidade é possível....... 7 Uma escola comprometida com a realidade...

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA ONLINE: Avaliação dos Atores do Sistema de Garantia de Direitos participantes das Oficinas em São Paulo

RELATÓRIO DA PESQUISA ONLINE: Avaliação dos Atores do Sistema de Garantia de Direitos participantes das Oficinas em São Paulo RELATÓRIO DA PESQUISA ONLINE: Avaliação dos Atores do Sistema de Garantia de Direitos participantes das Oficinas em São Paulo APRESENTAÇÃO A SaferNet Brasil é uma associação civil de direito privado, com

Leia mais

Projetos. Outubro 2012

Projetos. Outubro 2012 Projetos Outubro 2012 Assunto de gente grande para gente pequena. No mês de outubro os brasileiros foram às urnas para eleger prefeitos e vereadores e a Turma da Lagoa não poderia ficar fora deste grande

Leia mais

Orientações de Como Estudar Segmento II

Orientações de Como Estudar Segmento II Orientações de Como Estudar Segmento II Aprender é uma tarefa árdua que exige esforço e método e por isso organizamos algumas dicas para ajudá-lo(la) a aprender Como Estudar! Você verá que as orientações

Leia mais

106 anos. educação de vanguarda. Para ler a realidade e escrever o futuro. A história de uma

106 anos. educação de vanguarda. Para ler a realidade e escrever o futuro. A história de uma 106 anos Publicação da Coordenadoria de Comunicação Social do Instituto Metodista Izabela Hendrix - imprensa@metodistademinas.edu.br Informativo do Colégio Metodista Izabela Hendrix - Outubro 2010 A história

Leia mais

Alfabetização e Letramento

Alfabetização e Letramento Alfabetização e Letramento Material Teórico A Escrita no Processo de Alfabetização Responsável pelo Conteúdo e Revisor Textual: Profª. Ms Denise Jarcovis Pianheri Unidade A Escrita no Processo de Alfabetização

Leia mais

ALFABETIZAÇÃO INTERDISCIPLINAR COM A LENDA DO BOTO RESUMO

ALFABETIZAÇÃO INTERDISCIPLINAR COM A LENDA DO BOTO RESUMO ALFABETIZAÇÃO INTERDISCIPLINAR COM A LENDA DO BOTO RESUMO Cristina Maria da Silva Lima cris86lima@yahoo.com.br Diana Gonçalves dos Santos dianasantos07@gmail.com (IEMCI/UFPA) Este estudo apresenta um relato

Leia mais

Conversando com os pais

Conversando com os pais Conversando com os pais Motivos para falar sobre esse assunto, em casa, com os filhos 1. A criança mais informada, e de forma correta, terá mais chances de saber lidar com sua sexualidade e, no futuro,

Leia mais

O início de minha vida...

O início de minha vida... Relato 1 Memórias de minha vida Juliana Pedroso 1 O início de minha vida... Perceber com clareza é o mesmo que ter a visão iluminada pela Luz da Alma. Podemos ficar livres da ignorância e ver corretamente

Leia mais

Dicas. do professor. Eliseu Gabriel. Como estudar? Incentivar a leitura e o estudo é um ato de amor e respeito ao ser humano

Dicas. do professor. Eliseu Gabriel. Como estudar? Incentivar a leitura e o estudo é um ato de amor e respeito ao ser humano Incentivar a leitura e o estudo é um ato de amor e respeito ao ser humano Eliseu Gabriel O vereador e professor Eliseu Gabriel conseguiu aprovar uma Lei para ajudar a despertar o gosto pelo estudo e a

Leia mais

Valores Educacionais. Aula 4 Respeito pelos Outros

Valores Educacionais. Aula 4 Respeito pelos Outros Valores Educacionais Aula 4 Respeito pelos Outros Objetivos 1 Apresentar o valor Respeito pelos Outros. 2 Indicar possibilidades de aplicação pedagógica do valor Respeito pelos Outros. Introdução Esta

Leia mais

EMTI JARDIM NOVO MUNDO Goiânia, 14 de junho de 2013 Tabulação do questionário Assembleia do Estudantes

EMTI JARDIM NOVO MUNDO Goiânia, 14 de junho de 2013 Tabulação do questionário Assembleia do Estudantes EMTI JARDIM NOVO MUNDO Goiânia, 14 de junho de 2013 Tabulação do questionário Assembleia do Estudantes Sim (32) Não (00) Sim (12) Nulo (20) 01 Está gostando das aulas? Estão atendendo suas expectativas?

Leia mais

AUTORRETRATO... EU COMO SOU? SOU ÚNICO!

AUTORRETRATO... EU COMO SOU? SOU ÚNICO! AUTORRETRATO... EU COMO SOU? SOU ÚNICO! Maria da Penha Rodrigues de Assis EMEF SERRA DOURADA No ano de 2010 escolhi como posto de trabalho a EMEF Serra Dourada para lecionar como arte-educadora de séries

Leia mais

Tipo de atividade: Passeio/visita e redação. Objetivo: Conhecer alguns centros e templos religiosos existentes no bairro/cidade e desenvolver

Tipo de atividade: Passeio/visita e redação. Objetivo: Conhecer alguns centros e templos religiosos existentes no bairro/cidade e desenvolver A série Sagrado é composta por programas que, através de um recorte históricocultural, destacam diferentes pontos de vista das tradições religiosas. Dez representantes religiosos respondem aos questionamentos

Leia mais

PROJETO CIDADANIA NA COMUNIDADE (COMUNIDADE DA ESCOLA SETE LÉGUAS)

PROJETO CIDADANIA NA COMUNIDADE (COMUNIDADE DA ESCOLA SETE LÉGUAS) PROJETO CIDADANIA NA COMUNIDADE (COMUNIDADE DA ESCOLA SETE LÉGUAS) Rio Verde 2010 MUNICÍPIO DE RIO VERDE-GO Professora responsável: Lílian Alves Rosa da Silva. Endereço: Rua Juarez Fernandes, nº. 178,

Leia mais

Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida

Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida SETEMBRO Regresso à escola/adaptação Facilitar a adaptação/readaptação ao jardim de infância Negociar e elaborar a lista de regras de convivência Diálogo sobre

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: ELEMENTO FUNDAMENTAL NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM 1

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: ELEMENTO FUNDAMENTAL NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM 1 EDUCAÇÃO AMBIENTAL: ELEMENTO FUNDAMENTAL NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM 1 Autora: Maria Thaís de Oliveira Batista Graduanda do Curso de Pedagogia Unidade Acadêmica de Educação/CFP/UFCG Email: taholiveira.thais@gmail.com

Leia mais

Uma ferramenta de comunicação é um meio, uma forma de transmitir uma informação, pensamento, ideia, opinião.

Uma ferramenta de comunicação é um meio, uma forma de transmitir uma informação, pensamento, ideia, opinião. Uma ferramenta de comunicação é um meio, uma forma de transmitir uma informação, pensamento, ideia, opinião. Uma forma oral? Uma forma sonora? ou Uma forma visual/escrita?? Off-line: Revistas; Panfletos;

Leia mais

Camila Marchesan Cargnelutti, UFSM RESUMO: INTRODUÇÃO

Camila Marchesan Cargnelutti, UFSM RESUMO: INTRODUÇÃO MÍDIA E EDUCAÇÃO: RELATO DE EXPERIÊNCIA DAS OFICINAS DE JORNAL E RÁDIO ESCOLAR NO PROGRAMA MAIS EDUCAÇÃO NA ESCOLA IRMÃO JOSÉ OTÃO, EM SANTA MARIA (RS) Camila Marchesan Cargnelutti, UFSM RESUMO: Este trabalho

Leia mais

RELATÓRIO SOCIAL 2 SEMESTRE-2013 1

RELATÓRIO SOCIAL 2 SEMESTRE-2013 1 RELATÓRIO SOCIAL 2 SEMESTRE-2013 1 EQUIPE TÉCNICA/PROFISSIONAIS José Eugênio C. Fernandes Coordenador/Psicopedagogo Clínico e Institucional Rita Santos Pedagoga Escarlena Pacífico Psicóloga Aldáleia Santos

Leia mais

GINCANA JOVENS LINDEIROS LIGADOS À VIDA GRUPO: FAÇA A DIFERENÇA AÇÕES 5 E 6: JINGLE E AÇÃO NA COMUNIDADE

GINCANA JOVENS LINDEIROS LIGADOS À VIDA GRUPO: FAÇA A DIFERENÇA AÇÕES 5 E 6: JINGLE E AÇÃO NA COMUNIDADE GINCANA JOVENS LINDEIROS LIGADOS À VIDA GRUPO: FAÇA A DIFERENÇA AÇÕES 5 E 6: JINGLE E AÇÃO NA COMUNIDADE PATO BRAGADO 2011 1. AÇÃO 5: JINGLE O grupo FAÇA A DIFERENÇA elaborou a paródia da música Perigo

Leia mais

Mara Lucia da Silva 1 Marilene Parè ² Ruth Sabat.² RESUMO

Mara Lucia da Silva 1 Marilene Parè ² Ruth Sabat.² RESUMO PROREXT/PROJETO DE EXTENSÃO 2008/1 - TERRITÓRIO AFROSUL DESENVOLVENDO O DIÁLOGO ACADEMIA / ONG AFROSUL ATRAVÉS DE TRABALHO COM JOVENS DE COMUNIDADE POPULAR RESUMO Mara Lucia da Silva 1 Marilene Parè ²

Leia mais

Criança faz arte? ISTA KIT PROJETO ARTEIRARTISTA EXPOSIÇÕES ITINERANTES PALESTRAS E VÍDEOS

Criança faz arte? ISTA KIT PROJETO ARTEIRARTISTA EXPOSIÇÕES ITINERANTES PALESTRAS E VÍDEOS www.aviva.org.br Criança faz arte? ART EIRA ISTA PROJETO ARTEIRARTISTA EXPOSIÇÕES ITINERANTES PALESTRAS E VÍDEOS Aprovado no Edital LEIC 001/2013, da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais

Leia mais

Conheça quatro projetos de educação transformadores que foram premiados pelo Sinepe/PR

Conheça quatro projetos de educação transformadores que foram premiados pelo Sinepe/PR Conheça quatro projetos de educação transformadores que foram premiados pelo Sinepe/PR Projetos educacionais transformadores realizados por instituições de ensino particular do Paraná ganharam reconhecimento

Leia mais

Nós, alunos do 2º A, queremos tratar as pessoas com respeito e amor, estudar com muita dedicação e sempre pensar antes de tomar decisões.

Nós, alunos do 2º A, queremos tratar as pessoas com respeito e amor, estudar com muita dedicação e sempre pensar antes de tomar decisões. Como tratar as pessoas: de uma maneira boa, ajudar todas as pessoas. Como não fazer com os outros: não cuspir, empurrar, chutar, brigar, não xingar, não colocar apelidos, não beliscar, não mentir, não

Leia mais

FACULDADE EÇA DE QUEIRÓS

FACULDADE EÇA DE QUEIRÓS FACULDADE EÇA DE QUEIRÓS GISELE CRISTINA DE SANTANA FERREIRA PEREIRA JÉSSICA PALOMA RATIS CORREIA NOBRE PEDAGOGIA: PROJETO MENINA BONITA DO LAÇO DE FITA JANDIRA - 2012 FACULDADE EÇA DE QUEIRÓS GISELE CRISTINA

Leia mais

BULLYING EI! QUEM É VOCÊ?

BULLYING EI! QUEM É VOCÊ? CONCURSO PARA PROFESSORES do EM das Etecs: Trabalhando com os roteiros de aprendizagem ROTEIRO DE APRENDIZAGEM BULLYING EI! QUEM É VOCÊ? a) APRESENTAÇÃO: Este roteiro tem como objetivo geral, trabalhar

Leia mais

Palavras-chave: LEITURA E ESCRITA, CIDADANIA, PROTAGONISMO SOCIAL. OFICINA PALAVRA MAGICA DE LEITURA E ESCRITA

Palavras-chave: LEITURA E ESCRITA, CIDADANIA, PROTAGONISMO SOCIAL. OFICINA PALAVRA MAGICA DE LEITURA E ESCRITA OFICINA PALAVRA MAGICA DE LEITURA E ESCRITA ELAINE CRISTINA TOMAZ SILVA (FUNDAÇÃO PALAVRA MÁGICA). Resumo A Oficina Palavra Mágica de Leitura e Escrita, desenvolvida pela Fundação Palavra Mágica, é um

Leia mais

LINGUAGENS DA INFÂNCIA: PROJETO RECICLAR

LINGUAGENS DA INFÂNCIA: PROJETO RECICLAR LINGUAGENS DA INFÂNCIA: PROJETO RECICLAR ANNA PAULA SILVA (PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS), ELIANE FERREIRA PINTO (PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS). Resumo A reciclagem tem como principal foco a conscientização

Leia mais

HORA DO CONTO: NA EDUCAÇÃO INFANTIL... 1019

HORA DO CONTO: NA EDUCAÇÃO INFANTIL... 1019 HORA DO CONTO: NA EDUCAÇÃO INFANTIL... 1019 HORA DO CONTO: NA EDUCAÇÃO INFANTIL. Evelise Raquel de Pontes Mariane Soares Sana Orientadora: Renata Junqueira de Souza. Instituição: Universidade Estadual

Leia mais

CURIOSIDADE DE CRIANÇA: CONSTRUINDO CONHECIMENTOS NUMA TURMA DE PRÉ-ESCOLA 1

CURIOSIDADE DE CRIANÇA: CONSTRUINDO CONHECIMENTOS NUMA TURMA DE PRÉ-ESCOLA 1 CURIOSIDADE DE CRIANÇA: CONSTRUINDO CONHECIMENTOS NUMA TURMA DE PRÉ-ESCOLA 1 SILVEIRA, Lidiane 2 ; LIMA, Graziela Escandiel de 3 1 Relato de experiência 2 Pedagoga, Especialista em Alfabetização, professora

Leia mais

PRODUTORA DE NOTÍCIAS VESTIBULAR 1. Letycia CARDOSO 2 João Gabriel MARQUES 3 Márcio de Oliveira GUERRA 4

PRODUTORA DE NOTÍCIAS VESTIBULAR 1. Letycia CARDOSO 2 João Gabriel MARQUES 3 Márcio de Oliveira GUERRA 4 PRODUTORA DE NOTÍCIAS VESTIBULAR 1 Letycia CARDOSO 2 João Gabriel MARQUES 3 Márcio de Oliveira GUERRA 4 Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, MG RESUMO Como forma de estimular a criatividade

Leia mais

Coleção Verdeamarelo O que é a Coleção Verdeamarelo?

Coleção Verdeamarelo O que é a Coleção Verdeamarelo? Coleção Verdeamarelo O que é a Coleção Verdeamarelo? A Coleção Verdeamarelo é composta por material institucional de apoio pedagógico, elaborado na forma de HQ Histórias em Quadrinhos coloridos, para serem

Leia mais

PROGRAMA ESCOLA DA INTELIGÊNCIA - Grupo III ao 5º Ano

PROGRAMA ESCOLA DA INTELIGÊNCIA - Grupo III ao 5º Ano ... CEFF - CENTRO EDUCACIONAL FAZENDINHA FELIZ Rua Professor Jones, 1513 - Centro - Linhares / ES - CEP. 29.900-131 - Telefone: (27) 3371-2265 www.escolafazendinhafeliz.com.br... Ao colocar seu filho na

Leia mais

ENCARTE. www.educarede.org.br. Internet na escola. Caderno do capacitador

ENCARTE. www.educarede.org.br. Internet na escola. Caderno do capacitador DVD Vídeo-Aula Internet na escola ENCARTE www.educarede.org.br Internet na escola Caderno do capacitador Internet na escola 3 Pesquisar Acessar o conhecimento é condição para compreendermos a sociedade

Leia mais

A importância da leitura na fase infantil.

A importância da leitura na fase infantil. EDIÇÃO II VOLUME 3 01/04/2011 A importância da leitura na fase infantil. O desenvolvimento de interesses e hábitos permanentes de leitura é um processo constante, que principia no lar, aperfeiçoa-se sistematicamente

Leia mais

Fazer, colaborativamente, com os moradores dos condomínios, três projetos de

Fazer, colaborativamente, com os moradores dos condomínios, três projetos de Novembro, 2014 A genda Local 1. Projeto Coletivo Verde&Arte - Espaços de Convívio Social Fazer, colaborativamente, com os moradores dos condomínios, três projetos de convívio social, utilizando a arte,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DOCE CNPJ: 18.316.265/0001-69 CEP: 35442-000 ESTADO DE MINAS GERAIS

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DOCE CNPJ: 18.316.265/0001-69 CEP: 35442-000 ESTADO DE MINAS GERAIS I FEIRA GASTRO-CULTURAL DE RIO DOCE MG De 24/09 à 01/10/2011, o município de Rio Doce abrigará a I Feira Gastro-Cultural que movimentará a cultura, a arte e a culinária no interior na zona da mata mineira.

Leia mais

Dicas para você trabalhar o livro Menino brinca de boneca? com seus alunos

Dicas para você trabalhar o livro Menino brinca de boneca? com seus alunos Dicas para você trabalhar o livro Menino brinca de boneca? com seus alunos Caro professor, Este link do site foi elaborado especialmente para você, com o objetivo de lhe dar dicas importantes para o seu

Leia mais