Centro Universitário de Belo Horizonte UNI-BH Pró-reitoria de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão Especialização Lato Sensu em Marketing e Comunicação

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Centro Universitário de Belo Horizonte UNI-BH Pró-reitoria de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão Especialização Lato Sensu em Marketing e Comunicação"

Transcrição

1 Centro Universitário de Belo Horizonte UNI-BH Pró-reitoria de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão Especialização Lato Sensu em Marketing e Comunicação JORNAL MG TURISMO: INSTRUMENTO FACILITADOR DAS TROCAS TURÍSTICAS. CAROLINA ABREU DE OLIVEIRA Belo Horizonte 200

2 Centro Universitário de Belo Horizonte UNI-BH Pró-reitoria de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão Curso de Especialização Lato Sensu em Marketing e Comunicação JORNAL MG TURISMO: INSTRUMENTO FACILITADOR DAS TROCAS TURÍSTICAS Carolina Abreu de Oliveira 2 Elizabeth Sily Pestana 3 Joao Batista Martins 4 Belo Horizonte, 26 de outubro de 200. Resumo O objetivo deste artigo foi avaliar, por meio de estudo de caso como técnica metodológica e tendo como foco uma empresa jornalística inserida no trade turístico mineiro, a Tour Press Jornalismo LTDA, que publica o periódico MG Turismo. A reflexão foi desenvolvida com base em instrumentos de Marketing como o Composto de Marketing quatro Ps e a Análise Swot, somadas a definição de um perfil socioeconômico de seus consumidores. A pesquisa contou também com técnicas de entrevistas qualitativas com os diretores da organização para a definição de um perfil histórico da empresa. Sob estes ângulos de observação, verificou-se que Jornal MG turismo se constitui (por quê? e como?), em termos de suas potencialidades e desafios de mercado, como um instrumento para dar visibilidade ao trade turístico de Minas, bem como, promover o aumento das trocas econômicas no estado. Palavras-chave: trade, mídias turísticas, marketing, análise Swot, composto de marketing quatro Ps, perfil socioeconômico. Abstract The objective biggest of this article was to evaluate, by means of case study as metodologica technique and having as focus an inserted journalistic company in trade tourist miner, Tour Título do Artigo Científico 2 Aluno do Curso de Especialização em Marketing e Comunicação 3 Professora orientadora, Pós- Graduada em Comunicação Empresarial e Governamental 4 Professor co-orientador, Mestre em Análise do Discurso-UFMG, e Doutorando em Argumentação e Práticas de Leitura. PUC-MG. 2

3 Press Jornalismo LTDA, that publishes the periodic MG Tourism. The reflection was developed on the basis of instruments of Marketing as four Ps and Swot analysis, added the definition of a social economic profile of its consumers. The research also counted on techniques of qualitative interviews with the directors of the company for the definition of a historical profile of the company. Under these angles of comment, it was verified that Periodical MG tourism if constitutes (why? and as?), in terms of its potentialities and challenges of market, as an instrument to give visibility trade tourist of Minas as well as, to promote the increase of the economic exchanges of the state. Keywords: trade, tourist medias, marketing, Swot analysis, mixture of marketing fourps, social economic profile. 3

4 INTRODUÇÃO O Jornal MG Turismo, veículo de mídia turística da capital, atuante no mercado turístico há 25 anos como o único jornal de turismo no Estado de Minas Gerais, foi objeto deste artigo e para tal, foi analisado com base em alguns conceitos como Composto de Marketing quatro Ps e Análise Swot, buscando-se tematizar uma relação de interdependência entre o Jornal e o Marketing. Trata-se de uma relação de interdependência porque o turismo necessita dos meios de comunicação de massa e/ou segmentados para divulgar seus produtos; pois é necessário adotar técnicas de marketing para sua sobrevivência no mercado. Assim, ao ler o jornal MG Turismo, o leitor está diante do mundo do turismo? Esta pergunta surge com base na importância dos meios de comunicação de massa como por exemplo: jornais, rádio, cinema, televisão, revistas, livros. FERREIRA (Século XXI) afirma que massa é considerada um grande agregado de indivíduos ou pequenos grupos, desligados, anônimos e heterogêneos (diferentes idades, níveis culturais, sexo). Para CITELLI (200), os meios de comunicação de massa são usados pelas empresas para interagirem com a sociedade (público externo) e se inserirem no mercado veiculando propagandas e publicidades, já que estas constituem uma das formas de empresas fazerem marketing de seus produtos/serviços. Portanto, para esclarecer a pergunta acima, usa-se dois vocábulos: publicidade e propaganda de forma distinta, entendendo que a publicidade tem como principal objetivo o de informar os acontecimentos do setor turístico, e, por outro lado, entendendo a propaganda mais voltada para divulgar produtos/serviços das empresas do setor turístico através dos anúncios publicitários. É importante distinguir estes vocábulos uma vez que se encaixam na realidade do Jornal MG Turismo. 2 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA DE MARKETING APLICADA AO TURISMO. Para analisar a interdependência entre o produto MG Turismo e o Marketing se usa duas ferramentas chamadas: Composto de Marketing quatro Ps e a análise Swot do Marketing. Os quatro Ps é uma ferramenta auxiliar para o empreendedor determinar os meios de alcançar o sucesso para o negócio, e que entre outras fazse necessário conhecer e analisar o mercado no qual vai investir. Entre os vários instrumentos de análise que o marketing oferece para esta reflexão, ou para atender 4

5 esta necessidade de conhecer bem o negócio, deve-se proceder a uma análise específica que compõe o Marketing Mix, citado por LIMEIRA (2003), também conhecido como composto de marketing ou os quatro Ps, referem-se a quatro variáveis: praça, preço, promoção e produto; conta-se também com elementos que as empresas utilizam para obter informações sobre o que está acontecendo no mercado, a análise Swot do Marketing, conforme PARENTE (2003, p. 364) sistema de inteligência de marketing capaz de monitorar o desenvolvimento diário da concorrência e acompanhar os indicadores de mercado que afetam o comportamento do consumidor. Esse sistema consiste em avaliar a viabilidade e as perspectivas de permanência da empresa no mercado. 2. Definição do Composto de Marketing quatro Ps Praça (Canal de Distribuição) Conforme VAZ (995, p. 79), praça pode ser entendido como toda a estrutura de distribuição de produtos, no atacado e no varejo, englobando ainda o acompanhamento da qualidade após o ato da venda. É a rede de intermediários que coloca o produto ao alcance do público, presta assistência técnica e os serviços necessários ao bom entendimento do consumidor. Para COBRA (200, p. 46), praça entende-se como ponto. Para o autor é necessário ter pontos para levar esses serviços atraentes até o cliente, ou seja, é primordial considerar a logística por meio de lojas, agentes de viagem, internet, representantes autônomos entre outras maneiras de levar o serviço até o consumidor final. LIMEIRA (2003, p. 9) afirma que praça pode ser entendida por distribuição, que engloba a escolha dos canais de vendas e distribuição para que o produto esteja no lugar certo, no momento certo, e o cliente possa realizar a compra e satisfazer a sua necessidade. Praça ou distribuição é definida por KOTLER (998, p. 86) como ferramentachave, pois implica nas diversas atividades assumidas pela empresa, da qual o seu produto torna-se acessível e posicionado aos clientes-alvo. Baseado nos autores VAZ (995), COBRA (200) e KOTLER (998) citados anteriormente, verifica-se que o jornal MG Turismo localiza-se em um dos pontos mais nobres e privilegiados da cidade: zona Sul da capital mineira. É evidente que a 5

6 sua localização contribui para a distribuição dos exemplares e no decorrer da análise, citaremos o perfil do público-alvo, os seus anunciantes e seus clientes. Portanto, conclui-se que o jornal possui forte presença no trade, por estar integrado e bem instalado. Preço Para VAZ (995, p. 79), preço é quantificação monetária do valor do produto. E COBRA (200, p. 46), comenta que preço é uma arma para valorizar um produto ofertado ou mesmo para estimular a compra. LIMEIRA (2003, p. 9) ressalta que a importância do preço é envolver a seleção da estratégia que gera vantagem competitiva e diferenciação para cada produto ou linha de produto, bem como, maximizar o retorno para a empresa e para os parceiros do canal de distribuição. É preciso ressaltar através de análise e pesquisas realizadas que o jornal para o turista não tem preço, pois ele chega às mãos dos turistas por meio dos anunciantes. Exemplos: hotéis, agências de viagens, secretarias de Turismo e Cultura, etc. Por este motivo, não será analisado o preço do jornal, porque o mesmo tem distribuição gratuita para os turistas. Também não serão analisados elementos econômicos do balanço financeiro e nem os preços dos anúncios. Produto Para Prof. Jeronome Mc Carthy, citado por COBRA (200, p. 46), no setor de negócios turísticos terem um bom produto é o primeiro e mais importante passo para atender as expectativas dos consumidores. Considerando que a Tour Press Jornalismo LTDA atua no mercado há mais de vinte anos, certamente pode-se pensar que se trata de bom produto e para atender as expectativas do seu público anunciante, passou por diversas adaptações neste período de tempo. Estas adaptações foram melhores avaliadas anteriormente, quando se analisou o elemento adaptação. E para VAZ (995, p. 79) o conceito original de Produto, entendido basicamente como bem material, é o conjunto de atributos físicos e psicológicos que constituem e caracterizam o bem. Percebe-se no parágrafo anterior, que VAZ (995) identifica o produto como um bem material, mas vai além e esclarece que este bem se compõe de atributos 6

7 físicos e psicológicos. Sua afirmação está correta, porém esses atributos serão analisados mais adiante relacionados aos fatores motivacionais que atraem os leitores turistas e anunciantes na divulgação de matéria culturais e anúncios. O jornal MG Turismo jornal MG Turismo é um produto que passou por muitas transformações desde a sua fundação em 985. Fundado com o objetivo de fomentar o turismo, numa época em que o turismo não tinha tanta importância como atualmente. Inicialmente, este produto circulava em bancas de revistas, e como esta forma de distribuição de jornal escapava ao controle dos gestores, mais tarde, este jornal passou a ser distribuído para os anunciantes, que por sua vez, o repassa aos turistas leitores. Com o aparecimento das máquinas computadorizadas, o produto necessitou adaptar-se para conseguir atender às expectativas dos clientes, estas transformações possibilitaram, por exemplo, a inserção de dois encartes tamanho tablóide e no jornal tamanho standart. Outras mudanças que agregaram valor para o produto estão no acréscimo das matérias de anúncios existentes do caderno MG Turismo: as artes literárias e bibliográficas; festas e eventos sociais que são alvos de inspiração para a montagem dos encartes mencionados anteriormente, o MG Cultura e o MG Social. Menciona-se também que a empresa Tour Press Jornalismo LTDA proprietária da marca MG Turismo ampliou seu parque de máquinas e duplicou a sede com aquisição de mais uma loja. Por último, e também impulsionado pela informatização, o MG Turismo precisa buscar constantemente estar conectado com os variados perfis de leitores e anunciantes, para tal, implantou uma das ferramentas mais impulsionadoras de relacionamentos, a Internet. Conforme o Sr. Antônio Claret declarou em entrevista, ele criou condições para empresa tornar-se a pioneira a prestar este tipo de serviço no ramo jornalístico. Promoção Segundo LIMEIRA (2003, p. 9) as decisões de promoção são aquelas relativas aos investimentos em estratégias de atividades de comunicação (propaganda, marketing direto, relações públicas, publicidade, eventos, seminários) e promoção de vendas (sorteios, prêmios ao consumidor, descontos de preços, brindes e outros). 7

8 O Jornal MG Turismo foca na promoção dos seus próprios eventos (Prêmio MG Turismo e Troféu Mulher Influente), divulgação de produtos e serviços do trade turístico, na divulgação de eventos de terceiros e, produtos culturais de acontecimentos sociais. O Prêmio MG Turismo se caracteriza como um evento que agracia empresas de todo o Brasil e Exterior que se destacam durante o ano, em atividades que fomentam o turismo (hotéis, companhias aéreas, agências de viagens, órgãos públicos, entidades, associações, cooperativas, entre outros). O evento Troféu Mulher Influente se caracteriza como um evento de outorga de títulos que consiste em homenagear mulheres de todo o Brasil em reconhecimento pelo trabalho de destaque em seu ramo de atividade. Embasados em CITELLI (200), quando afirma que muitos signos da linguagem são usados para persuadir potenciais turistas a aderirem a eventos, para os quais seus méritos e razões de sucesso serão postos em posição de relevância por um jornal especializado em turismo e localizado em uma cidade que merece e oferece condições para ser visitada. 2-2 Análise Swot LAS CASAS (2006, p. 90) afirma que para traçar um planejamento, as organizações necessitam primeiramente estudar todo o seu ambiente de atuação, identificando quais as variáveis que mais interferem nas suas atividades e quais as principais tendências no setor. Para LAS CASAS (2006), a primeira análise que as empresas devem fazer é analisar o ambiente das forças e das fraquezas. Para ele, LAS CASAS (2006, p. 90), ressalta que os pontos fortes e fracos da empresa referem-se à análise de potencialidades e fraquezas que uma empresa possui em relação a outros concorrentes do mercado. As oportunidades e as ameaças significam os fatos positivos ou negativos que existem para determinado setor de atuação. Contudo, essas variáveis alteram de acordo com a situação mercadológica, levando em consideração as mudanças no setor da economia, política, concorrência, etc. Neste momento, faz-se uma análise dos seguintes elementos que se trata de uma análise do ambiente interno e externo da empresa, a análise Swot 8

9 Strenghts (forças), Weaknesses (fraquezas), Opportunities (oportunidades) e Threats (ameaças). Conforme KOTLER (998, p. 86) é necessário que a empresa monitore as forças macroambientais (demográficas, econômicas, tecnológicas, políticas, legais, sociais e culturais) e os atores microambientais importantes (consumidores, concorrentes, canais de distribuição, fornecedores) que interferem na obtenção de faturamento. Pode-se estabelecer por meio dos autores LAS CASAS (2006) e KOTLER (998), estes elementos são à base de uma leitura eficiente da saúde de uma empresa, de um produto, de uma campanha, etc. Para centrar a atenção sobre os quatros elementos da análise Swot: Força Para REBOUÇAS (2002, p. 89), é a diferenciação conseguida pela empresa (variável controlável) que proporciona uma vantagem operacional no ambiente empresarial. Essa variável controlável que REBOUÇAS (2002) ressalta significa gerar vantagens competitivas para com os concorrentes, ou seja, são os pontos fortes da empresa e o que ela tem de melhor em produtos e serviços para atender as necessidades e expectativas dos leitores e anunciantes. Fraqueza REBOUÇAS (2002, p. 89), afirma que fraqueza, é uma situação inadequada da empresa (variável controlável), que proporciona uma desvantagem operacional no ambiente empresarial. Esse elemento identifica-se nos pontos vulneráveis da empresa em comparação com os mesmos pontos de concorrentes. Ameaça REBOUÇAS (2002, p. 89), conclui que é a força ambiental incontrolável pela empresa, que cria obstáculo a sua ação estratégica, mas que poderá ou não ser evitada, desde que conhecida em tempo hábil. Isso corresponde às mudanças do ambiente que apresentam ameaças à sobrevivência da empresa. 9

10 Oportunidade REBOUÇAS (2002, p. 89), considera que é uma força ambiental incontrolável pela empresa, que pode favorecer sua ação estratégica, desde que conhecida e aproveitada satisfatoriamente, enquanto perdura. 3 ESTUDO DE CASO: HISTÓRIA DO JORNAL MG TURISMO - DA FUNDAÇÃO À INTERNET ( ) Em entrevista, verificou-se que o Jornal MG Turismo foi Fundado em 985 pelos jornalistas Antônio Claret Guerra, Ênio Fonseca e Elber Monteiro de Castro Araújo, e circula ininterruptamente desde então. Portanto, a empresa Tour Press Jornalismo LTDA está inserida como marca de sucesso no mercado há 25 anos, oferecendo aos seus leitores: informações culturais, sociais e de entretenimento, sempre com a preocupação voltada para serviços e, especialmente, eventos. divulgar temas culturais, produtos e Para tratar exclusivamente do tema cultural, o jornal dedica partes na divulgação de assuntos culturais como publicação de livros, entrevistas, exposições de artistas plásticos famosos. E para fazer cobertura de eventos sociais como festas beneficentes, aniversário, etc existe o MG social. Estas partes do jornal atuam como forças auxiliares dste instrumento facilitador das trocas no setor turístico do Estado de Minas Gerais, para os diversos estados da Federação e até para o exterior. A Tour Press Jornalismo LTDA, também é promotora de duas grandes iniciativas que divulgam o turismo de Minas Gerais para o trade turístico do país inteiro e do exterior: em 99 foi criado o Prêmio MG Turismo, atualmente na sua 20ª edição, envolvendo e promovendo oportunidades para a modalidade do trade turístico. Outro evento criado pelo jornal é a realização da promoção do Troféu Mulher Influente, desde 995. O Jornal MG Turismo calcado nesta vivência mercadológica há mais de 20 anos, adaptou-se ao mercado competitivo, buscando credibilidade para os seus produtos e marca. Para maior consolidação no mercado, o jornal, desde a sua fundação 985, constrói parcerias,às quais, reputa a razão maior para o sucesso, segundo afirma o Diretor-Jornalista Antônio Claret Guerra. Com a filiação aos órgãos representativos do jornalismo e do turismo como: a ABRAJET (Associação Brasileira de Jornalistas e Turismo), ABRARJ (Associação Brasileira de Revistas e Jornais), BH&CVB (Belo Horizonte Convention & Visitors 0

11 Bureau) e ANETUR (Associação Nacional dos Editores de Turismo), o jornalista Claret, ressalta ser de grande valia a filiação destes órgãos e tê-los como parceiros. Segundo declaração do Sr. Claret, por meio de entrevista, a razão de marcar presença no mercado por tantos anos, é estar cada vez mais inteirado no trade, pois o que facilita tal processo é a troca de informações que se revela em forma de apoio para a divulgação do jornal. A Tour Press Jornalismo LTDA foi fundada em 985, contando com a colaboração de três sócios: ) Enio Fonseca, jornalista há 30 anos, peça chave" para a fundação, segundo Claret Guerra; trabalhou, também, na Radiobrás. Atualmente é considerado Diretor Emérito, mesmo após o desligamento deste da estrutura empresarial.2) Elber Monteiro de Castro Araújo, já falecido, e segundo Claret Guerra sem ele não haveria fundação da empresa, pois ajudou na aquisição da estrutura física, comprando o imóvel, investindo para pagar as despesas da fundação e administrando a empresa durante 4 anos, porém na gestão dele, o jornal não obteve lucro algum.3) Dos três gestores fundadores, somente, o jornalista Antônio Claret Guerra permanece à frente do negócio, e pode-se afirmar, está adiante do negócio há mais de 8 anos. Além de administrar o jornal, ele também exerceu a função de Presidente da ABRAJET do Estado de Minas Gerais durante 4 anos, 992 a 996. Em entrevista com o jornalista Antônio Claret Guerra, afirmou que foram duas as principais motivações para fundar-se um jornal para fomentar o Turismo, pois o turismo, há 25 anos, tinha pouca importância econômica. E eram focadas em promessas de crescimento. A outra razão é que o Ênio formara-se bacharel em Turismo, na primeira turma de graduandos em Turismo em Minas Gerais pela Factur (Faculdade de Turismo). Antônio Claret Guerra tornou-se o único proprietário do jornal há 22 anos e durante esta trajetória, o jornal MG Turismo passou por uma série de aperfeiçoamentos como a melhora do veículo exigida pelo surgimento do computador. Com o boom do surgimento das máquinas computadorizadas, ocorreu grande evolução para a construção dos encartes, pois antigamente, colavam-se as matérias em uma prancheta de arquiteto, em seguida levava-se este material para uma outra empresa colar.

12 Mais recentemente o avanço tecnológico da Internet, marca outro momento importante, destacando-se pelo pioneirismo no ramo jornalístico, pois antes dela circulava apenas o caderno MG Turismo. O advento da Internet facilitou a expansão da empresa em sua capacidade de oferecer serviços. Já em 200, a Tour Press Jornalismo LTDA inseriu no MG Turismo que passou a circular os dois encartes MG Cultura e Social. Desde aquela época conta com um site, cuja finalidade é proporcionar maior interação, informação e conteúdo com/para anunciantes e turistas, oferecendo inclusive, banners no site como bônus para o cliente que anunciar no jornal. O endereço eletrônico (www.mgturismo.com.br) e vale ressaltar que recebe mais de 5000 visitas por mês. Atualmente o jornal conta com uma tiragem de exemplares, com distribuição gratuita e segmentada nos bairros de população das classes A/B para empresários e formadores de opinião. Esta distribuição é realizada de acordo com o perfil dos leitores que iremos citar posteriormente. O objetivo do Jornal MG Turismo, segundo Claret Guerra em entrevista, fazer do jornal um meio de consulta sobre o Turismo, focado no trabalho em construir relacionamento com os leitores divulgando o turismo nacional e internacional, operando informações que orientem os passageiros na escolha de um local para a próxima viagem, além de informar empresários, executivos e profissionais liberais do segmento, sobre os mais diversos assuntos relacionados ao turismo. Para traçar-se um perfil atual do leitor do jornal MG turismo, verifica-se que além de ser distribuído em Minas Gerais, o jornal é veiculado para os demais estados do país: Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo. Para detalhar-se melhor um perfil sócio-econômico dos leitores do jornal em Belo Horizonte, verificamos que ele é distribuído nos seguintes bairros de Belo Horizonte: Barro Preto, Belvedere, Buritis, Cidade Jardim, Floresta, Funcionários Gutierrez, Lourdes, Mangabeiras, Pampulha, Prado, Santo Antônio, Santa Lúcia, Santa Tereza, Serra, Savassi, Sion, São Bento e São Lucas. Este perfil sócioeconômico dos leitores do jornal MG Turismo indica que 63% deles pertencem às classes A/B, 55% residem na região Sul da capital, 56% são do sexo feminino, 43% estão na faixa etária entre 40 e 55 anos, 48% possuem instrução de nível superior e por fim, 35% destes leitores têm renda situada entre 6 e 30 salários mínimos. 2

13 Por outro lado, é necessário lembrar que com a análise do jornal MG Turismo percebe-se um perfil dos anunciantes, que será descrito na parte das análises, devido à importância das informações para esclarecer os dados ali tratados a respeito dos elementos do trade que anunciam no jornal. Para atender a demanda dos anunciantes, interessada neste público-alvo citada anteriormente, a Tour Press Jornalismo LTDA busca oferecer produtos e serviços, sob forma de anúncios no formato de centímetros X coluna, projetos especiais, encartes, patrocínios publicidades em reportagens e em editoriais, em 2 edições mensais acompanhadas nos cadernos MG Cultura e Social e em dois cadernos especiais para a cobertura jornalística dos eventos: Troféu Mulher Influente e Prêmio MG Turismo. Interessante ressaltar a importância dos elementos do trade turístico, que buscam divulgar seus produtos e serviços no jornal. Este segmento do trade que anuncia no jornal MG turismo é constituído por: Companhias Aéreas, Agências de Viagens, Operadoras, Hotéis, Locadoras, Faculdades de Turismo, Restaurantes, Assembléia Legislativa de Minas Gerais, Secretarias de Estado do Governo de Minas Gerais, feiras e work-shops no Brasil e no exterior, Artistas Plásticos, Socialites, Jornalista e formadores de opinião, além do mais, estes anunciantes são intermediadores fundamentais para que o jornal chegue realmente aos olhos do turista; uma vez que, são eles que distribuem o jornal para o leitor-alvo, que ambos compartilham. A estratégia usada pela Tour Press Jornalismo LTDA para chegar aos olhares dos turistas, nos parece original, porque cabe aos assinantes o interesse em fazer chegar às mãos dos turistas, o leitor-alvo afinal de contas, os exemplares do MG Turismo, em que está contido seu anúncio. 3. Aplicação dos Conceitos de Marketing no Jornal MG Turismo No início do século XXI, a indústria turística pretende a proeza de ser o setor que mais gera emprego, renda e benefícios sociais, chegando mesmo à grandeza de obter um Ministério do Turismo. A realidade do mercado turístico, percebe-se que o país não cresceu economicamente como prometido, que os cursos de turismo estão se acabando, que não há postos de trabalho para todos os recém-formados e, que a expectativa salarial não é compatível com alto nível de qualificação profissional exigido. 3

14 Associa-se este quadro inicial e preocupante, exemplo de outros segmentos afetados por dados conjunturais e estruturais, tais como: o turista afasta-se da violência e das deficiências de operações aeroportuárias no Brasil. Diante desse quadro de muitas promessas, algumas realizações e muitas deficiências é que os empresários do trade turístico mineiro, alguns deles anunciantes do Jornal MG Turismo, precisam contar com o auxílio do marketing e da comunicação para oferecer seus produtos e serviços e manterem-se agentes ativos na atividade econômica ligada ao turismo. Afinal, ser empreendedor é encontrar soluções criativas em períodos de turbulência. Estas são as dificuldades estruturais enfrentadas pelo empresariado do trade e que necessita de um marketing turístico moderno, do qual opere com uma orientação para o mercado, já que é da competência dos profissionais e estudiosos de Marketing compatibilizar a oferta dos produtos e serviços, com os interesses e desejos dos consumidores por bens e serviços de qualidade. Para o caso específico do jornal MG turismo, considera-se importante saber quais empresas do segmento turístico interessa-se em oferecer seus produtos e serviços no Jornal MG Turismo no ano de 200. Esta análise quantitativa será realizada para traçar o perfil de captação de recursos por segmento de anunciantes e tipos de anúncios; ela nos trará, certamente, o entendimento e a compreensão de algumas empresas, ao oferecem produtos e serviços turísticos. 3.2 Aplicação da Análise Swot no Jornal MG Turismo Para estudar o jornal MG Turismo como um todo, é necessário aplicar uma ferramenta de Marketing que colabora para uma compreensão mais apurada, com a finalidade de afinar os movimentos, colocar em sinergia todas as partes envolvidas em uma empresa, melhorar os produtos, promover mudanças, visar a concorrência. Neste estudo não será necessário observar todas as recomendações dos livros, mas perceber o que eles somam à visão da pesquisa, como eles podem contribuir para com os objetivos do trabalho. Forças Ser o único jornal especializado em Turismo no mercado; Parcerias: afiliado ao Belo Horizonte Convention & Visitors Bureau (BHC&VB), Associação Brasileira de Jornalistas e Turismo (ABRAJET), Associação Brasileira de Revistas e Jornais (ABRARJ); 4

15 Permutas com hotéis, gráficas, agências de viagem; Companhias aéreas e taxis, que auxiliam a produção do jornal em troca de produtos e serviços; Com uma tiragem de aproximadamente dez mil exemplares, o jornal MG Turismo é distribuído nos bairros cuja população é constituída por pessoas das classes A/B, e composta por empresários e formadores de opinião (artistas, políticos, executivos e profissionais liberais do segmento turístico). Esse modelo de distribuição colabora com a divulgação, pois será por meio destes anunciantes que o jornal chegará às mãos dos turistas e de forma gratuita; Promoção de um evento anual no qual se realiza duas premiações para dois segmentos relevantes para o trade mineiro: Troféu MG Turismo, voltado para os agentes de viagens, companhias aéreas, hoteleiros, e demais empresas inseridas no mercado turístico e o Troféu Mulher Influente, focado na premiação de mulheres que se destacam em suas profissões e áreas de influência política, social e cultural. Ambos os eventos são amplamente prestigiados por agentes políticos, o que comprova o imenso prestígio do jornal e do seu editor entre a classe política; Localização: situado na zona sul de Belo Horizonte possui sede própria; Possui endereço eletrônico, com mais de cinco mil visitantes. (www.mgturismo.com.br); Em 200 completa 25 anos de um trabalho feito com seriedade, gerando credibilidade a seus anunciantes em prol do turismo; Conta com colunistas renomados, conselho consultivo e conselho editorial compostos por personalidades políticas, intelectuais, empresários e profissionais; Os leitores são assinantes do jornal MG Turismo mantendo-se fieis por longos anos; Fraquezas Ser empresa de pequeno porte; Empresa familiar: se comparada às grandes empresas e pode ser uma FORÇA, pois facilita a gestão; Equipamentos deficientes, porém suficientes na elaboração e montagem do jornal. Não conta com parque gráfico própria, por isso a impressão é terceirizada. 5

16 Pode ser considerada uma Força, se o jornal for considerado pequeno, mas com nicho próprio de mercado, ou seja, é especializado; Ausência de plano de carreira, a empresa conta somente com a colaboração de estagiários, remuneração não atraente para profissionais especializados; O jornal não promove a marca e não busca publicidade em outros veículos de comunicação de massa; O valor dos anúncios não obtém lucro considerável para a expansão da empresa, pois os mesmos são de baixo custo. Não é comercializado em bancas (em termos de concorrência). Mas, pode-se considerá-la uma Força já que o jornal é distribuído pelos anunciantes, o que com que o jornal chegue às mãos dos turistas gratuitamente; Empresa familiar e não tem sucessor na família; Não possui missão e visão definidas. Ameaças A concorrência dos encartes dos grandes jornais em circulação da capital; Apesar de ter ocorrido crescimento da economia brasileira, não há manifestação de interesse das empresas do trade por anunciar; Ampliação da concorrência: com as promoções da Copa do Mundo 204 e das Olimpíadas 206, certamente que haverá interesse dos publicitários e jornalistas em inserir-se no segmento turístico e mudando o perfil das publicações para explorar o foco turístico que a oportunidade econômica oferecer; Infra-estrutura inadequada dos aeroportos e transportes públicos; Violência nas grandes cidades; hoteleiras; Oportunidades Oferecer estágio para o mercado crescente do turismo; Criação e a estruturação da Estrada Real planejamento estatal; O crescimento do mercado turístico, surgimento de empresas e redes Surgimento das escolas superiores de Turismo: traz mais oportunidade de divulgação do jornal nas faculdades; Crescimento do turismo de negócios na capital; Dólar enfraquecido faz com o turismo externo se torne atraente; 6

17 Juros estabilizados facilitam acesso ao crédito; Divulgação de outros eventos dos diversos estados; A presença relevante do turismo de negócios na capital (promovido pelas empresas estatais e privadas) gera oportunidades lucrativas na realização de congressos, feiras, treinamentos, workshops, etc. Além da descrição feita até o momento e para entender-se melhor nosso objeto de estudo, em termos de uma análise Swot mais completa desenvolve-se a seguir um amplo perfil panorâmico do leitor do jornal MG Turismo, baseado em pesquisa encomendada à Verso Comunicação, em janeiro de 2008, quando era preciso definir o perfil deste leitor com base em seis quesitos: ) classe social; 2) localização geográfica; 3) sexo; 4) idade; 5) renda e 6) grau de escolaridade. 7

18 3.3 GRÁFICOS ILUSTRATIVOS DE PERFIL SOCIOECONÔMICO DO LEITOR DO JORNAL MG TURISMO EM BELO HORIZONTE Pelo gráfico a seguir pode-se perceber que 63% dos leitores constituem-se de pessoas das classes A e B, sendo que desse total 5% está na classe A+. Os 22 % restantes estão localizados nas classes C 7% e D/E 5% deste percentual. Percebese que o jornal precisa ampliar seu relacionamento para as classes C, D e E, segmentos nos quais ainda têm pequenas inserções, além de continuar atendendo o maior segmento. 7% 5% 5% 63% A/B A+ C D/E (www.mgturismo.com.br) 3.3. Gráfico por localização geográfica dos leitores O gráfico a seguir aponta que o jornal é distribuído para 55% para leitores que residem na região sul da capital. O segundo maior agrupamento de leitores do jornal reside na região oeste e representa 3% do total de leitores. Na região leste estão localizados 2% dos leitores. O gráfico aponta também que % dos leitores residem na região norte. Por fim, na região central estão localizados 9%. Análise das informações descritas nesse gráfico apontam claramente para onde deve-se dirigir uma ação de divulgação para captação de novos assinantes, novos anunciantes e novos leitores: a região centro pelo fato de estar próximo da 8

19 Savassi, onde está a sede do jornal o que facilita o trabalho de captação e distribuição. 2% 55% 3% % Leste Oeste Norte Centro Sul (www.mgturismo.com.br) 9% 9

20 3.3.2 Gráfico que representa os leitores pelo critério Sexo. 36% 4% 28% 22% Feminino Masculino Casado Solteiro (www.mgturismo.com.br) Pelo gráfico nota-se que o público de leitores para o qual o jornal deve dirigir suas ações por novos anúncios e leitores é aquele em que estão localizados os leitores solteiros, 7% e masculinos, 44% Gráfico ilustrativo dos leitores do MG Turismo, critério Faixa Etária. % 24% 8 a 25 anos 22% 26 a 39 anos 40 a 55 anos 43% (w w w.mgturismo.com.br) Acima de 56 anos Conforme o gráfico acima, percebe-se que dois segmentos merecem atenção especial, uma vez que atingidos ainda de forma precária pelo jornal e que estão 2 0

Planejamento de Campanha Publicitária

Planejamento de Campanha Publicitária Planejamento de Campanha Publicitária Prof. André Wander UCAM O briefing chegou. E agora? O profissional responsável pelo planejamento de campanha em uma agência de propaganda recebe o briefing, analisa

Leia mais

REVISTA NACIONAL DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - RNTI

REVISTA NACIONAL DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - RNTI - RNTI (publicação oficial do Setor de TIC) Atualização desde documento: 12.08.2015 Todos sabem e principalmente nós que a tecnologia da informação e comunicação está presente no dia a dia de praticamente

Leia mais

Modelo de Briefing de Produto - Roteiro de Coleta de Informações - Completo

Modelo de Briefing de Produto - Roteiro de Coleta de Informações - Completo BRIEFING DE PRODUTO Modelo de Briefing de Produto - Roteiro de Coleta de Informações - Completo Modelo Extraído dos livros: Tudo o que você queria saber sobre propaganda e ninguém teve paciência para explicar

Leia mais

Análise de Mercado. Análise da Indústria/Setor. Descrição do Segmento de Mercado. Artigos de PN Como fazer Análise de Mercado. josedornelas.com.

Análise de Mercado. Análise da Indústria/Setor. Descrição do Segmento de Mercado. Artigos de PN Como fazer Análise de Mercado. josedornelas.com. Artigos de PN Como fazer Análise de Mercado Análise de Mercado A análise de mercado é um dos componentes do plano de negócios que está relacionado ao marketing da organização. Ela apresenta o entendimento

Leia mais

Ações com profissionais de turismo (Blogueiros e Agentes de Viagem) Fam Tours Press Trips Notícias

Ações com profissionais de turismo (Blogueiros e Agentes de Viagem) Fam Tours Press Trips Notícias Embarque na Viagem Seu portal de Turismo, Lazer, Entretenimento e Gastronomia. Media Kit Redes Sociais Palestras Viagens de inspeção Publicidade Difenciada Ações com profissionais de turismo (Blogueiros

Leia mais

A Comunicação Mercadológica como Fator de Vantagem Competitiva Empresarial 1

A Comunicação Mercadológica como Fator de Vantagem Competitiva Empresarial 1 A Comunicação Mercadológica como Fator de Vantagem Competitiva Empresarial 1 Tiago Miranda RIBEIRO 2 Kenney Alves LIBERATO 3 Thays Regina Rodrigues PINHO 4 PALAVRAS-CHAVE: comunicação; marketing; estratégia.

Leia mais

Melhor Prática vencedora: Monitoramento (Capital) Observatório do Turismo da Cidade de São Paulo

Melhor Prática vencedora: Monitoramento (Capital) Observatório do Turismo da Cidade de São Paulo 1 Melhor Prática vencedora: Monitoramento (Capital) Observatório do Turismo da Cidade de São Paulo DESTINO: São Paulo/SP INSTITUIÇÃO PROMOTORA: São Paulo Turismo S/A RESPONSÁVEL: Tasso Gadzanis Luiz Sales

Leia mais

MATRIZ SWOT VANTAGENS DE SUA UTILIZAÇÃO NO COMÉRCIO VAREJISTA

MATRIZ SWOT VANTAGENS DE SUA UTILIZAÇÃO NO COMÉRCIO VAREJISTA MATRIZ SWOT VANTAGENS DE SUA UTILIZAÇÃO NO COMÉRCIO VAREJISTA Daniela Vaz Munhê 1 Jenifer Oliveira Custódio Camara 1 Luana Stefani 1 Murilo Henrique de Paula 1 Claudinei Novelli 2 Cátia Roberta Guillardi

Leia mais

4/2/2008. 2) Tomar grandes decisões = 1)Analisar a situação externa e interna. Leitura do mercado e das condições internas da organização

4/2/2008. 2) Tomar grandes decisões = 1)Analisar a situação externa e interna. Leitura do mercado e das condições internas da organização PLANO DE MARKETING Ferramenta importante do plano estratégico de uma empresa. Deve estar em perfeita sintonia com os objetivos estabelecidos pela empresa. É um passo para a elaboração do PLANO DE NEGÓCIOS

Leia mais

PROJETO MULTIDISCIPLINAR DE COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL - 2013 - PLANO DE COMUNICAÇÃO -

PROJETO MULTIDISCIPLINAR DE COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL - 2013 - PLANO DE COMUNICAÇÃO - PROJETO MULTIDISCIPLINAR DE COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL - 2013 - PLANO DE COMUNICAÇÃO - A estrutura a seguir foi desenvolvida com base no escopo da disciplina de Planejamento Estratégico de Comunicação,

Leia mais

MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA

MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA Há muito se discute que o mercado de farmácias é ambiente competitivo e que a atividade vem exigindo profissionalismo para a administração de seus processos, recursos e pessoal.

Leia mais

Comunicação Empresarial

Comunicação Empresarial Comunicação Empresarial MBA em Gestão Empresarial MBA em Logística MBA em Recursos Humanos MBA em Gestão de Marketing Prof. Msc Alice Selles 24/11 Aula inicial apresentação e visão geral do módulo. Proposição

Leia mais

Traçando Cenários: Microambiente e Macroambiente. Prof. Marcopolo Marinho

Traçando Cenários: Microambiente e Macroambiente. Prof. Marcopolo Marinho Traçando Cenários: Microambiente e Macroambiente. Prof. Marcopolo Marinho A ORGANIZAÇÃO DA ESTRUTURA ESTRATÉGICA MISSÃO Impacto: 1. Organizacional 2. Ação de Mudança Nenhum Positivo Negativo OBJETIVOS

Leia mais

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES):

Leia mais

Pequenas e Médias Empresas no Canadá. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios

Pequenas e Médias Empresas no Canadá. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios Pequenas e Médias Empresas no Canadá Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios De acordo com a nomenclatura usada pelo Ministério da Indústria do Canadá, o porte

Leia mais

COLETA DE INFORMAÇÕES E PREVISÃO DE DEMANDA

COLETA DE INFORMAÇÕES E PREVISÃO DE DEMANDA COLETA DE INFORMAÇÕES E PREVISÃO DE DEMANDA 1) Quais são os componentes de um moderno sistema de informações de marketing? 2) Como as empresas podem coletar informações de marketing? 3) O que constitui

Leia mais

Em 2012, a Abril Mídia lançou a 1ª edição do HOTEL PRO, uma publicação focada nas necessidades da indústria hoteleira.

Em 2012, a Abril Mídia lançou a 1ª edição do HOTEL PRO, uma publicação focada nas necessidades da indústria hoteleira. Em 2012, a Abril Mídia lançou a 1ª edição do HOTEL PRO, uma publicação focada nas necessidades da indústria hoteleira. Um grande sucesso editorial, ela vai agora para a segunda edição (com lançamento em

Leia mais

Produto da Divisão Marketing

Produto da Divisão Marketing Marketing para o Terceiro Setor Produto da Divisão Marketing OBJETIVO Dispor ao mercado de entidades relacionadas ao Terceiro Setor, um leque de atividades relacionados ao marketing e comunicação voltados

Leia mais

FAZER ESTES ITENS NO FINAL, QUANDO O TRABALHO ESTIVER PRONTO

FAZER ESTES ITENS NO FINAL, QUANDO O TRABALHO ESTIVER PRONTO 1. CAPA 2. SUMÁRIO 3. INTRODUÇÃO FAZER ESTES ITENS NO FINAL, QUANDO O TRABALHO ESTIVER PRONTO 4. DESCRIÇÃO DA EMPRESA E DO SERVIÇO 4.1 Descrever sua Visão, VISÃO DA EMPRESA COMO VOCÊS IMAGINAM A EMPRESA

Leia mais

RÁDIO E TV TÉCNICO EM ATUAÇÃO NO MERCADO

RÁDIO E TV TÉCNICO EM ATUAÇÃO NO MERCADO O CEET - Centro Estadual de Educação Técnica Vasco Coutinho é uma Instituição de Ensino criada e mantida pelo Governo do Estado do Espírito Santo e transferido através da lei n 9.971/12, para Secretaria

Leia mais

A. Conceito de Trade Marketing, responsabilidades, atividades, amplitude de atuação e limites

A. Conceito de Trade Marketing, responsabilidades, atividades, amplitude de atuação e limites 5 Conclusão Trade Marketing é um termo conhecido por grande parte dos profissionais das áreas comercial e de marketing, principalmente entre as indústrias de bens de consumo. Muitas empresas já incluíram

Leia mais

BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA. Programa Setorial Integrado de Promoção às Exportações da Arte Contemporânea Brasileira.

BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA. Programa Setorial Integrado de Promoção às Exportações da Arte Contemporânea Brasileira. 1 PROJETO SETORIAL INTEGRADO BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA Programa Setorial Integrado de Promoção às Exportações da Arte Contemporânea Brasileira. 2 Introdução O Ministério da Cultura, sugeriu a Fundação

Leia mais

A Importância do Marketing nos Serviços da. Área de Saúde - Estratégias utilizadas para fidelizar o cliente

A Importância do Marketing nos Serviços da. Área de Saúde - Estratégias utilizadas para fidelizar o cliente A Importância do Marketing nos Serviços da Área de Saúde - Estratégias utilizadas para fidelizar o cliente Hellen Souza¹ Universidade do Vale do Rio dos Sinos UNISINOS RESUMO Este artigo aborda a importância

Leia mais

GESTÃO DE MARKETING RECAPITULANDO. Prof. Marcopolo Marinho

GESTÃO DE MARKETING RECAPITULANDO. Prof. Marcopolo Marinho GESTÃO DE MARKETING RECAPITULANDO Prof. Marcopolo Marinho Marketing: É a área do conhecimento que engloba todas as atividades referente às relações de troca de bens entre pessoas ou instituições, buscando

Leia mais

de Propaganda PARTE 2 UNIBAN Unidade Marte Disciplina: Planejamento de Campanha Prof. Me. Francisco Leite Aulas: 14 e 28.04.11

de Propaganda PARTE 2 UNIBAN Unidade Marte Disciplina: Planejamento de Campanha Prof. Me. Francisco Leite Aulas: 14 e 28.04.11 Etapas Planejamento de Campanha de Propaganda PARTE 2 UNIBAN Unidade Marte Disciplina: Planejamento de Campanha Prof. Me. Francisco Leite Aulas: 14 e 28.04.11 Agenda: Tipos de Campanhas Objetivo: Apresentar

Leia mais

&DPSDQKDV 3ODQHMDPHQWR

&DPSDQKDV 3ODQHMDPHQWR &DPSDQKDV 3ODQHMDPHQWR Toda comunicação publicitária visa atender a alguma necessidade de marketing da empresa. Para isso, as empresas traçam estratégias de comunicação publicitária, normalmente traduzidas

Leia mais

Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro.

Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro. PLANO DE MARKETING Andréa Monticelli Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro. 1. CONCEITO Marketing é

Leia mais

FUNDAMENTOS PARA A ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA

FUNDAMENTOS PARA A ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA FUNDAMENTOS PARA A ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA Abordagem da estratégia Análise de áreas mais específicas da administração estratégica e examina três das principais áreas funcionais das organizações: marketing,

Leia mais

Inteligência Competitiva

Inteligência Competitiva Inteligência Competitiva Prof. Patricia Silva psilva@univercidade.br Aula 6 Objetivos da aula 6 n Análise SWOT n Bibliografia: Estratégia de Marketing O C. Ferrell Cap. 4 Strenghts (forças), Weaknesses

Leia mais

Estratégias em Propaganda e Comunicação

Estratégias em Propaganda e Comunicação Ferramentas Gráficas I Estratégias em Propaganda e Comunicação Tenho meu Briefing. E agora? Planejamento de Campanha Publicitária O QUE VOCÊ DEVE SABER NO INÍCIO O profissional responsável pelo planejamento

Leia mais

A Tecnologia da Informação aplicada no Desenvolvimento do Turismo na região Centro Oeste: Contextualização.

A Tecnologia da Informação aplicada no Desenvolvimento do Turismo na região Centro Oeste: Contextualização. Apresentação Condomínio de TI é a entidade de empresas ligadas a Tecnologia da Informação (TI) provendo um conjunto de todas as atividades e soluções providas por recursos de computação que visam permitir

Leia mais

Utilização dos processos de RH em algumas empresas da cidade de Bambuí: um estudo multi-caso

Utilização dos processos de RH em algumas empresas da cidade de Bambuí: um estudo multi-caso III Semana de Ciência e Tecnologia do IFMG campus Bambuí II Jornada Científica 9 a 23 de Outubro de 200 Utilização dos processos de RH em algumas empresas da cidade de Bambuí: um estudo multi-caso Sablina

Leia mais

Plano de Negócios. Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa. Modelo de Planejamento prévio

Plano de Negócios. Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa. Modelo de Planejamento prévio Plano de Negócios Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa Modelo de Planejamento prévio Fraiburgo, 2015 Plano de Negócios Um plano de negócios é uma descrição do negócio

Leia mais

O executivo ou especialista na área de marketing deve identificar três níveis de sistemas:

O executivo ou especialista na área de marketing deve identificar três níveis de sistemas: PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO EAD MÓDULO IV A EMPRESA COMO SISTEMA Para o estudioso na área de marketing trabalhar melhor o planejamento nas organizações, ele precisa conhecer a empresa na sua totalidade e

Leia mais

Plano de Marketing e Vendas e a Análise Estratégica do Negócio Fabiano Marques

Plano de Marketing e Vendas e a Análise Estratégica do Negócio Fabiano Marques Plano de Marketing e Vendas e a Análise Estratégica do Negócio Fabiano Marques Nada é mais perigoso do que uma idéia, quando ela é a única que temos. (Alain Emile Chartier) Neste módulo, faremos, a partir

Leia mais

Passo 1 - Faça um diagnóstico da comunicação

Passo 1 - Faça um diagnóstico da comunicação Manual Como elaborar uma estratégia de comunicação Índice Introdução Passo 1 - Faça um diagnóstico da comunicação. Passo 2 - Defina os alvos da comunicação Passo 3 - Estabeleça os objetivos da comunicação

Leia mais

Modelo para elaboração do Plano de Negócios

Modelo para elaboração do Plano de Negócios Modelo para elaboração do Plano de Negócios 1- SUMÁRIO EXECUTIVO -Apesar de este tópico aparecer em primeiro lugar no Plano de Negócio, deverá ser escrito por último, pois constitui um resumo geral do

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico Análise externa Roberto César 1 A análise externa tem por finalidade estudar a relação existente entre a empresa e seu ambiente em termos de oportunidades e ameaças, bem como a

Leia mais

jornalismo a serviço da cidadania

jornalismo a serviço da cidadania Um investimento, muitos resultados Além de obter visibilidade em 15 mil exemplares que são distribuídos gratuitamente, de porta em porta, para um público de excelente poder aquisitivo, nos bairros Anchieta,

Leia mais

REGULAMENTO PRÊMIO ESTADÃO PME

REGULAMENTO PRÊMIO ESTADÃO PME REGULAMENTO PRÊMIO ESTADÃO PME 1. O PRÊMIO O Prêmio ESTADÃO PME é uma iniciativa pioneira e única do Grupo Estado e tem como objetivos valorizar as melhores histórias de pequenas e médias empresas e estimular

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego - PME

Pesquisa Mensal de Emprego - PME Pesquisa Mensal de Emprego - PME Dia Internacional da Mulher 08 de março de 2012 M U L H E R N O M E R C A D O D E T R A B A L H O: P E R G U N T A S E R E S P O S T A S A Pesquisa Mensal de Emprego PME,

Leia mais

5 Conclusões 5.1. Síntese do estudo

5 Conclusões 5.1. Síntese do estudo 5 Conclusões 5.1. Síntese do estudo Este estudo teve como objetivo contribuir para a compreensão do uso das mídias sociais, como principal ferramenta de marketing da Casar é Fácil, desde o momento da sua

Leia mais

FRANQUIA HOME OFFICE

FRANQUIA HOME OFFICE FRANQUIA HOME OFFICE SUMÁRIO QUEM SOMOS PREMIAÇÕES ONDE ESTAMOS NOSSO NEGÓCIO MULTIMARCAS MULTISERVIÇOS PERFIL DO FRANQUEADO VANTAGENS DA FRANQUIA CLUBE TURISMO DESCRITIVO DO INVESTIMENTO PROCESSO DE SELEÇÃO

Leia mais

O Amarelinho mantém liderança

O Amarelinho mantém liderança Mídia Kit O CAMPEÃO DAS BANCAS! O melhor jornal de empregos mídia exclusiva Empregos, estágios, cursos e concursos Páginas 6, 7 e 8 perfil do leitor Instituto define quem é o leitor do Amarelinho Página

Leia mais

Anunciar na AutoMOTIVO significa EXPOSIÇÃO a toda cadeia do MERCADO de Som e Acessórios

Anunciar na AutoMOTIVO significa EXPOSIÇÃO a toda cadeia do MERCADO de Som e Acessórios Perfil A REVISTA B2B DO MERCADO BRASILEIRO DE SOM E ACESSÓRIOS AUTOMOTIVOS A AutoMOTIVO é a revista mensal B2B de circulação dirigida do mercado brasileiro de som e acessórios automotivos. Já com 70 edições

Leia mais

Gestão e Marketing Análise SWOT - FFOA

Gestão e Marketing Análise SWOT - FFOA Gestão e Marketing Análise SWOT - FFOA SWOT Strengths (Forças), Weaknesses (Fraquezas), Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameaças) Forças Oportunidades Fraquezas Ameaças Interno Externo Ajudam Atrapalham

Leia mais

COMO ADQUIRIR UMA FRANQUIA

COMO ADQUIRIR UMA FRANQUIA COMO ADQUIRIR UMA FRANQUIA O que é Franquia? Objetivo Esclarecer dúvidas, opiniões e conceitos existentes no mercado sobre o sistema de franquias. Público-Alvo Pessoa física que deseja constituir um negócio

Leia mais

Unidade de Projetos. Grupo Temático de Comunicação e Imagem. Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais.

Unidade de Projetos. Grupo Temático de Comunicação e Imagem. Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais. Unidade de Projetos de Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais Branding Agosto de 2009 Elaborado em: 3/8/2009 Elaborado por: Apex-Brasil Versão: 09 Pág: 1 / 8 LÍDER DO GRUPO

Leia mais

Unidade IV. Marketing. Profª. Daniela Menezes

Unidade IV. Marketing. Profª. Daniela Menezes Unidade IV Marketing Profª. Daniela Menezes Comunicação (Promoção) Mais do que ter uma ideia e desenvolver um produto com qualidade superior é preciso comunicar a seus clientes que o produto e/ ou serviço

Leia mais

Crescimento significativo da população em idade economicamente ativa.

Crescimento significativo da população em idade economicamente ativa. O Brasil hoje é palco de um dos mais impressionantes fenômenos de empreendedorismo em todo o mundo. Esse movimento é reflexo de uma série de transformações demográficas e socioeconômicas que propiciam

Leia mais

ANÁLISE DOS RESULTADOS DAS OPERAÇÕES DE VENDA DA AGÊNCIA DE VIAGEM

ANÁLISE DOS RESULTADOS DAS OPERAÇÕES DE VENDA DA AGÊNCIA DE VIAGEM REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA TURISMO PERIODICIDADE SEMESTRAL ANO III EDIÇÃO NÚMERO 5 JUNHO DE 2006 ANÁLISE DOS RESULTADOS DAS OPERAÇÕES DE VENDA DA AGÊNCIA DE VIAGEM BARROS, Darci K. Y. de Curso de Turismo

Leia mais

Pós Graduação em Comunicação Organizacional Integrada

Pós Graduação em Comunicação Organizacional Integrada Público - alvo Pós Graduação em Organizacional Integrada Indicado para profissionais de comunicação organizacional, relações públicas, assessores de comunicação, gestores de comunicação, bem como para

Leia mais

Integrada de Marketing. UNIBAN Unidade Marte Disciplina: Planejamento de Campanha Prof. Me. Francisco Leite Aulas: 31.03.11

Integrada de Marketing. UNIBAN Unidade Marte Disciplina: Planejamento de Campanha Prof. Me. Francisco Leite Aulas: 31.03.11 O Planejamento de Comunicação Integrada de Marketing UNIBAN Unidade Marte Disciplina: Planejamento de Campanha Prof. Me. Francisco Leite Aulas: 31.03.11 Agenda: Planejamento de Comunicação Integrada de

Leia mais

Comunicação estratégica como diferencial competitivo para as organizações Um estudo sob a ótica de Administradores e Relações Públicas

Comunicação estratégica como diferencial competitivo para as organizações Um estudo sob a ótica de Administradores e Relações Públicas Comunicação estratégica como diferencial competitivo para as organizações Um estudo sob a ótica de Administradores e Relações Públicas Ana Carolina Trindade e-mail: carolinatrindade93@hotmail.com Karen

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» ADMINISTRAÇÃO (MARKETING) «

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» ADMINISTRAÇÃO (MARKETING) « CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» ADMINISTRAÇÃO (MARKETING) «21. É falacioso falar que o marketing é filho do capitalismo e, portanto, apenas ajudaria a concentrar a renda satisfazendo necessidades supérfluas

Leia mais

Entre esses eventos, destacam-se, recentemente:

Entre esses eventos, destacam-se, recentemente: Resumo Com a criação do Ministério do Turismo em 2003, o Brasil passa a ter, pela primeira vez em sua história, um ministério voltado exclusivamente para a atividade turística. A partir de então a Embratur

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE POS GRADUAÇÃO LATO SENSU 2014/2015

PROJETO PEDAGÓGICO DE POS GRADUAÇÃO LATO SENSU 2014/2015 PROJETO PEDAGÓGICO DE POS GRADUAÇÃO LATO SENSU 2014/2015 1- JUSTIFICATIVA O setor de eventos vem passando por uma grande reformulação. Dos eventos corporativos, hoje mais bem estruturados e com foco específico,

Leia mais

Prof. Marcopolo Marinho

Prof. Marcopolo Marinho Aula 05 Marketing Modelo E-C-D; Modelo de cinco forças de ameaças ambientais; Análise do Ambiente Externo; Ferramenta de mapeamento de processos e de planificação estratégica - 5w2h; O Plano Estratégico:

Leia mais

Planejamento de Marketing

Planejamento de Marketing PARTE II - Marketing Estratégico - Nessa fase é estudado o mercado, o ambiente em que o plano de marketing irá atuar. - É preciso descrever a segmentação de mercado, selecionar o mercado alvo adequado

Leia mais

A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras

A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras Por Marcelo Bandeira Leite Santos 13/07/2009 Resumo: Este artigo tem como tema o Customer Relationship Management (CRM) e sua importância como

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

Conceito de Marketing

Conceito de Marketing Conceito de Marketing Marketing é uma função organizacional e uma série de processos para a criação, comunicação e entrega de valor para clientes, e para a gerência de relacionamentos com eles de forma

Leia mais

FMU - FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS E-COMMERCE, SOCIAL COMMERCE, MOBILE MARKETING E MARKETING DE PERMISSÃO.

FMU - FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS E-COMMERCE, SOCIAL COMMERCE, MOBILE MARKETING E MARKETING DE PERMISSÃO. FMU - FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS E-COMMERCE, SOCIAL COMMERCE, MOBILE MARKETING E MARKETING DE PERMISSÃO. São Paulo - SP 2016 RENAN ROCHA ALVES - RA: 6448758 E-COMMERCE, SOCIAL COMMERCE, MOBILE MARKETING

Leia mais

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional.

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Empresa MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Nossa filosofia e oferecer ferramentas de gestão focadas na

Leia mais

Análise SWOT. Filipe Vana Leonardo Monteiro Marcus Voloch

Análise SWOT. Filipe Vana Leonardo Monteiro Marcus Voloch Análise SWOT Filipe Vana Leonardo Monteiro Marcus Voloch SWOT O significado ANÁLISE SWOT Criada por Kenneth Andrews e Roland Christensen, dois professores da Harvard Business School, e posteriormente aplicada

Leia mais

A ousadia traz em si o gênio, o poder e a magia. - Goethe

A ousadia traz em si o gênio, o poder e a magia. - Goethe MÍDIA KIT 2015 A ousadia traz em si o gênio, o poder e a magia. - Goethe [ CONCEITO ] ALÉM DA NOTÍCIA muito mais do que informação, a Revista Ouse representa um estilo de vida de bom gosto e bem-estar

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO RCVB (RECIFE CONVENTION &VISITORS BUREAU) PARA A CONSOLIDAÇÃO DO TURISMO DE EVENTOS EM RECIFE.

A IMPORTÂNCIA DO RCVB (RECIFE CONVENTION &VISITORS BUREAU) PARA A CONSOLIDAÇÃO DO TURISMO DE EVENTOS EM RECIFE. A IMPORTÂNCIA DO RCVB (RECIFE CONVENTION &VISITORS BUREAU) PARA A CONSOLIDAÇÃO DO TURISMO DE EVENTOS EM RECIFE. Autor: ANTÔNIO CARLOS DE SOUZA E SÁ FILHO Introdução O Turismo de Eventos está em plena ascensão

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR PROJETO INTEGRADOR 1. INTRODUÇÃO Conforme as diretrizes do Projeto Pedagógico dos Cursos Superiores de Tecnologia da Faculdade Unida de Suzano

Leia mais

Programa de Capacitação em Gestão da Responsabilidade Social Empresarial e Desenvolvimento PETROBRÁS

Programa de Capacitação em Gestão da Responsabilidade Social Empresarial e Desenvolvimento PETROBRÁS Programa de Capacitação em Gestão da Responsabilidade Social Empresarial e Desenvolvimento PETROBRÁS OFICINA 2 Professora: Izabel Portela izabel@institutoiris.org.br Novembro - 2007 1 M A R K E T I N G

Leia mais

Fam Tours Press Trips. Cliente Oculto

Fam Tours Press Trips. Cliente Oculto Embarque na Viagem Seu portal de Turismo, Lazer, Entretenimento e Gastronomia. Media Kit 2013 Notícias Fam Tours Press Trips Redes Sociais Publicidade Difenciada Projetos Especiais Perfil Cliente Oculto

Leia mais

JORNAL DO COMMERCIO 2014. Almanaque Publicitário JC FINANÇAS

JORNAL DO COMMERCIO 2014. Almanaque Publicitário JC FINANÇAS FINANÇAS APRESENTAÇÃO O Jornal do Commercio faz parte do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, empresa do grupo JCPM, que atua também nos setores de shoppings centers e empreendimentos imobiliários.

Leia mais

MBA em Marketing Estratégico

MBA em Marketing Estratégico MBA em Marketing Estratégico Público - alvo O MBA em Marketing Estratégico é indicado para profissionais com experiência profissional mínima de três anos, com formação universitária em qualquer área e

Leia mais

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana Gerência de Comunicação GCO tem por finalidade planejar, organizar, coordenar e controlar as atividades de comunicação e editoriais do Confea. Competências da GCO 1. Organizar e executar projetos editoriais:

Leia mais

A pluralidade das relações públicas

A pluralidade das relações públicas A pluralidade das relações públicas Carolina Frazon Terra Introdução Sétima colocada no ranking "As profissões do futuro" segundo a Revista Exame de 13 de abril de 2004, as relações públicas se destacam

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL REVISTA UTILITÀ DELIVERY DE MARCAS CINTA

PROPOSTA COMERCIAL REVISTA UTILITÀ DELIVERY DE MARCAS CINTA av. das américas 16.579, sala 201 recreio, 22790-701, rio de janeiro-rj tel: 21 2437 4222 21 2437 2669 www.utilitaonline.com.br PROPOSTA COMERCIAL REVISTA UTILITÀ DELIVERY DE MARCAS CINTA QUEM SOMOS Tudo

Leia mais

Pós Graduação em Gestão de Franquias. Carga horária e duração

Pós Graduação em Gestão de Franquias. Carga horária e duração Pós Graduação em Gestão de Franquias Público - alvo Indicado para profissionais, gestores, consultores e empreendedores ligados direta e indiretamente com negócios de franchising. Objetivo do Curso Preparar

Leia mais

Missão, Visão e Valores

Missão, Visão e Valores , Visão e Valores Disciplina: Planejamento Estratégico Página: 1 Aula: 12 Introdução Página: 2 A primeira etapa no Planejamento Estratégico é estabelecer missão, visão e valores para a Organização; As

Leia mais

Formulação da Visão e da Missão

Formulação da Visão e da Missão Formulação da Visão e da Missão Zilta Marinho zilta@globo.com Os grandes navegadores sempre sabem onde fica o norte. Sabem aonde querem ir e o que fazer para chegar a seu destino. Com as grandes empresas

Leia mais

COMUNICAÇÃO DE MARKETING

COMUNICAÇÃO DE MARKETING COMUNICAÇÃO DE MARKETING COMUNICAÇÃO INTEGRADA DE MARKETING Meio através do qual a empresa informa, persuadi e lembra os consumidores sobre o seu produto, serviço e marcas que comercializa. Funções: Informação

Leia mais

Atitude Empreendedora: Uma competência estratégica ao profissional de treinamento e desenvolvimento.

Atitude Empreendedora: Uma competência estratégica ao profissional de treinamento e desenvolvimento. Atitude Empreendedora: Uma competência estratégica ao profissional de treinamento e desenvolvimento. Por PAULA FRANCO Diante de um cenário empresarial extremamente acirrado, possuir a competência atitude

Leia mais

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS - FAN CEUNSP SALTO /SP CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL TRABALHO INTERDISCIPLINAR

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS - FAN CEUNSP SALTO /SP CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL TRABALHO INTERDISCIPLINAR APRESENTAÇÃO DO TI O Trabalho Interdisciplinar é um projeto desenvolvido ao longo dos dois primeiros bimestres do curso. Os alunos tem a oportunidade de visualizar a unidade da estrutura curricular do

Leia mais

Marketing Visão 360º. O nosso objetivo é ter uma visão ampla dos temas de Marketing, abordando os seguintes tópicos.

Marketing Visão 360º. O nosso objetivo é ter uma visão ampla dos temas de Marketing, abordando os seguintes tópicos. Marketing Visão 360º O Mundo do Marketing em parceria com a TNS Research International está realizando pesquisas mensais com profissionais da área de marketing para investigar temas relacionados ao dia-a-dia

Leia mais

cada fator e seus componentes.

cada fator e seus componentes. 5 CONCLUSÃO Conforme mencionado nas seções anteriores, o objetivo deste trabalho foi o de identificar quais são os fatores críticos de sucesso na gestão de um hospital privado e propor um modelo de gestão

Leia mais

FTAD FORMAÇÃO TÉCNICA EM ADMINISTRAÇÃO MÓDULO DE MARKETING. Professor: Arlindo Neto

FTAD FORMAÇÃO TÉCNICA EM ADMINISTRAÇÃO MÓDULO DE MARKETING. Professor: Arlindo Neto FTAD FORMAÇÃO TÉCNICA EM ADMINISTRAÇÃO MÓDULO DE MARKETING Professor: Arlindo Neto Competências a serem trabalhadas GESTÃO DE MARKETING PUBLICIDADE E PROPAGANDA GESTÃO COMERCIAL FTAD FORMAÇÃO TÉCNICA EM

Leia mais

ESTRATÉGIAS MERCADOLÓGICAS UTILIZADAS PELAS OPERADORAS, TIM, CLARO E VIVO.

ESTRATÉGIAS MERCADOLÓGICAS UTILIZADAS PELAS OPERADORAS, TIM, CLARO E VIVO. 1 ESTRATÉGIAS MERCADOLÓGICAS UTILIZADAS PELAS OPERADORAS, TIM, CLARO E VIVO. Juliana da Silva RIBEIRO 1 RESUMO: O presente trabalho enfoca as estratégias das operadoras de telefonia móvel TIM,VIVO e CLARO

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS 3ª Série Gestão em Marketing CST em Marketing A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensino-aprendizagem desenvolvido por meio de um conjunto de atividades

Leia mais

Aula 13. Roteiro do Plano de Marketing. Profa. Daniela Cartoni

Aula 13. Roteiro do Plano de Marketing. Profa. Daniela Cartoni Aula 13 Roteiro do Plano de Marketing Profa. Daniela Cartoni Plano de Marketing: Estrutura Capa ou folha de rosto 1. Sumário Executivo 2. Situação atual de marketing 3. Análise de oportunidades 4. Objetivos

Leia mais

Objetivos. Capítulo 16. Cenário para discussão. Comunicações de marketing. Desenvolvimento de comunicações de marketing eficazes

Objetivos. Capítulo 16. Cenário para discussão. Comunicações de marketing. Desenvolvimento de comunicações de marketing eficazes Capítulo 16 e administração de comunicações integradas de marketing Objetivos Aprender quais são as principais etapas no desenvolvimento de um programa eficaz de comunicações integradas de marketing. Entender

Leia mais

CLIENTE A Autoescola Paula está localizada na Avenida Paraná, nº 1641, no bairro Bacacheri, que compõe a região do Boa Vista. É um CFC de pequeno porte, que conta com 15 funcionários e 10 veículos. Oferecem

Leia mais

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE Palestra para o Conselho Regional de Administração 1 O QUE É O SEBRAE? 2 O Sebrae O Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas da Bahia

Leia mais

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB. Incubadora

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB. Incubadora Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB Incubadora 7. INCUBADORA 7.1 INCUBEM: desenvolvendo empresas de sucesso A Incubadora de Empresas do Sudoeste Baiano INCUBEM é uma instituição que tem por

Leia mais

9 Plano de Marketing 9.1 Estratégias de Produto

9 Plano de Marketing 9.1 Estratégias de Produto 1 Sumário Executivo (O que é o plano de negócios) 2 Agradecimentos 3 Dedicatória 4 Sumário ( tópicos e suas respectivas páginas) 5 Administrativo - Introdução (O que foi feito no módulo administrativo)

Leia mais

Estratégias em Tecnologia da Informação. Variáveis Ambientais e Diagnóstico Estratégico (Análise SWOT)

Estratégias em Tecnologia da Informação. Variáveis Ambientais e Diagnóstico Estratégico (Análise SWOT) Estratégias em Tecnologia da Informação Capítulo 5 Variáveis Ambientais e Diagnóstico Estratégico (Análise SWOT) Material de apoio 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina

Leia mais

*Todos os direitos reservados.

*Todos os direitos reservados. *Todos os direitos reservados. A cada ano, as grandes empresas de tecnologia criam novas ferramentas Para o novo mundo digital. Sempre temos que nos renovar para novas tecnologias, a Karmake está preparada.

Leia mais

E - Simulado 02 Questões de Tecnologia em Marketing

E - Simulado 02 Questões de Tecnologia em Marketing E - Simulado 02 Questões de Tecnologia em Marketing Questão 01: (ENADE 2009): Um fabricante de sapatos pode usar a mesma marca em duas ou mais linhas de produtos com o objetivo de reduzir os custos de

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS Roteiro

PLANO DE NEGÓCIOS Roteiro Anexo 3 PLANO DE NEGÓCIOS Roteiro 1. Capa 2. Sumário 3. Sumário executivo 4. Descrição da empresa 5. Planejamento Estratégico do negócio 6. Produtos e Serviços 7. Análise de Mercado 8. Plano de Marketing

Leia mais

Título: Pensando estrategicamente em inovação tecnológica de impacto social Categoria: Projeto Externo Temática: Segundo Setor

Título: Pensando estrategicamente em inovação tecnológica de impacto social Categoria: Projeto Externo Temática: Segundo Setor Título: Pensando estrategicamente em inovação tecnológica de impacto social Categoria: Projeto Externo Temática: Segundo Setor Resumo: A finalidade desse documento é apresentar o projeto de planejamento

Leia mais