RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO"

Transcrição

1 Introdução. - O Estado é o sujeito responsável. - Na responsabilidade civil do Estado os princípios próprios são mais rigorosos (atuação Estatal é uma imposição, devendo o Estado ser responsabilizado de forma mais rigorosa). - Fundamento teórico da responsabilidade civil do Estado: a ordem jurídica é una e todos que causarem prejuízo deverão indenizar, assim, estando o Estado na mesma ordem jurídica, também deverá indenizar. 1 - EVOLUÇÃ O 1ª fase: (Monarquia) Teoria da irresponsabilidade civil do Estado: princípio da irresponsabilidade civil do Estado. Baseada na máxima: o Rei nunca erra. 2ª fase: Estado como sujeito responsável em situações específicas. Depois a responsabilidade civil passou a ser encarada pela Teoria Subjetiva, neste caso, a responsabilidade do Estado exigia do agente a culpa ou dolo. Teoria Subjetiva Teoria Objetiva - Presença de quatro elementos: (1) Conduta lesiva (só a conduta ilícita); (2) Dano; (3) Nexo de causalidade; (4) Comprovação de culpa ou dolo (elemento subjetivo). - Só gera dever para o Estado em condutas ilícitas. - Excludentes: Quando afastado qualquer um de seus elementos. - Presença de três elementos: (1) Conduta lesiva; (2) Dano; (3) Nexo de causalidade. - Pode gerar responsabilidade em condutas lícitas e ilícitas. - Excludentes: Quando afastado qualquer um de seus elementos. 3ª fase: responsabilidade civil do Estado pela TEORIA OBJETIVA (mantida na ordem jurídica atual). OBS: Gera reparação nas condutas ilícitas e lícitas, portanto, amplia-se o leque de responsabilidade do Estado. Excludentes da Responsabilidade Objetiva: há duas teorias. Teoria do Risco Integral: não admite excludente. Houve dano, o Estado deverá indenizar. Teoria do Risco Administrativo: admite excludente. Para excluir a responsabilidade basta afastar um dos elementos da teoria objetiva.

2 OBS: A responsabilidade objetiva é excluída quando há culpa exclusiva da vítima, caso fortuito e força maior (são exemplos de excludentes, nestes casos ficarão excluídos elementos da responsabilidade objetiva). CUIDADO, essas não são as únicas hipóteses de exclusão, mas exemplos. CUIDADO: Culpa exclusiva da vítima é diferente de culpa concorrente. Em caso de culpa concorrente o Estado responde, no entanto, a indenização é reduzida, partilhada entre as partes, de acordo com a sua participação no dano. Não sendo possível definir, geralmente resolve-se com metade para cada parte. 2 - Teoria do Risco Ãdministrativo O Brasil adota, como regra, a Teoria do Risco Administrativo, excepcionalmente pode-se ter a aplicação da Teoria do Risco Integral (caso de material bélico; substância nuclear e dano ambiental). 3 - ELEMENTOS Elementos definidores da responsabilidade civil do Estado. 1. Sujeito. - Art. 37, 6º. - Pessoa jurídica de direito público: entes políticos, autarquias, fundações públicas de direito público; - Pessoa jurídica de direito privado prestadora de serviço público, empresas públicas, sociedades de economia mista, concessionárias e permissionárias (esses dois últimos são particulares prestadores de serviço público). Quem responde é a pessoa jurídica (RE , STF), por dois fundamentos: Vale a teoria da imputação/órgão: o agente manifesta sua vontade, mas é o Estado, pessoa jurídica, que faz. As vontades se misturam, se confundem. Vale o princípio da impessoalidade, ou seja, o ato administrativo é impessoal, é da pessoa jurídica e não do agente. Se o ato é da pessoa jurídica, ela que deve ser responsabilizada. Portanto, a vítima deve ajuizar a ação contra a pessoa jurídica. Responsabilidade civil por ato de serventia (ato cartorário): serviço notarial (art. 236 da CF) esse serviço é delegado ao particular. O entendimento (STJ) é que a responsabilidade pelos danos é do titular da serventia, de quem presta a serventia. Responsabilidade equiparando-se a pessoa jurídica de direito privado, prestação de serviço privado. A responsabilidade do Estado é subsidiária (REsp ; REsp ; RE ). Se a vítima é usuária ou não do serviço, não interessa. Usuária ou não, o Estado responde (Teoria Objetiva) RE repercussão geral a pessoa atingida pelo dano não precisa provar ser usuária ou não do serviço (o entendimento que a responsabilidade objetiva só se aplicava ao usuário é ultrapassada). 2- Conduta lesiva: pode decorrer de uma ação ou omissão. - Conduta COMISSIVA (AÇÃO): aplica a responsabilidade objetiva. Pune condutas lícitas ou ilícitas. Para condutas lícitas, o fundamento é o princípio da isonomia. Para as condutas ilícitas, o fundamento é o princípio da legalidade. - Conduta OMISSIVA (OMISSÃO): prevalece ainda na jurisprudência que em caso de omissão aplica-se a Teoria Subjetiva, mas isso está sendo mudado, neste ponto tem muita divergência (RE : responsabilidade objetiva repercussão geral).

3 Para ter responsabilidade por omissão tem que haver um dano evitável (quando era possível para o ente público impedir o prejuízo, mas ele não o fez) e que esteja sendo prestado fora, de modo inferior, ao padrão normal exigível. 4 - Responsabilidade Atenção: se o serviço está sendo prestado dentro do padrão normal, o esperado, o possível, não há que se falar em responsabilidade para o Estado. O padrão normal de prestação do serviço público observa o Princípio da Reserva do Possível (ADPF 45, Informativo 579 princípio da reserva do possível X mínimo existencial). - Situações de risco produzidas pelo Estado: são situações que o Estado cria que propiciam decisivamente a ocorrência de um dano. É uma ação do Estado, fala em Teoria Objetiva (ex: defeito no semáforo e o carro bate - o Estado responde, a responsabilidade é objetiva, pois o Estado assumiu o risco). Ex: presos no presídio; internos nos manicômios, armazenamento de material bélico ou substância nucelar. 3. Dano: o dano precisa ser jurídico. Tem que ter lesão a um direito. Ex: lojinha vizinha ao museu. Caso o museu seja retirado daquele lugar, a lojinha terá dano, pois parou de vender. Contudo, nesse caso o dano é meramente econômico e, sendo assim, NÃO gera responsabilidade civil do Estado. - Dano certo: dano que pode ser determinável e possível. Para as condutas lícitas, o dano, além de ser jurídico e certo, precisa ser especial (particularizado, tem vítima certa). O dano tem que ser também anormal (ex: obra pública que gera poeira, isso é normal, se a obra durar 20 anos 5 - Ação judicial de reparação civil - Sujeito passivo: - Estado pessoa jurídica; - Agente pessoa física. Para o STF: é a pessoa jurídica que responde. - Vítima que ajuíza ação contra o Estado, a regra é a Teoria Objetiva. O agente só responde se agir com culpa ou dolo. OBS: Ação de regresso tem como base a Teoria Subjetiva. - Prescrição: Só falamos em prescrição da ação promovida pelo particular contra o Estado. O prazo é de 05 anos (Dec /32). -- Ação de Regresso: art. 37, 5º: imprescritível. 1 - Q ( Prova: FGV OAB - Exame de Ordem Unificado - VIII - Primeira Fase / Direito Administrativo / Sílvio, servidor público, durante uma diligência com carro oficial do Estado X para o qual trabalha, se env olve em acidente de trânsito, por sua culpa, atingindo o carro de João. Considerando a situação acima e a evolução do entendimento sobre o tema, assinale a afirmativa correta. a) João deverá demandar Sílvio ou o Estado X, à sua escolha, porém, caso opte por demandar Sílvio, terá que comprovar a sua culpa, ao passo que o Estado responde independentemente dela. b) João poderá demandar Sílvio ou o Estado X, à sua escolha, porém, caso opte por demandar Sílvio, presumir-seá sua culpa, ao passo que o Estado responde independentemente dela. c) João poderá demandar apenas o Estado X, já que Sílvio estava em serviço quando da colisão e, por iss o, a responsabilidade objetiva é do Estado, que terá direito de regresso contra Sílvio, em caso de culpa. d) João terá que demandar Sílvio e o Estado X, já que este último só responde caso comprovada a culpa de Sílvio, que, no entanto, será presumida por ser ele servidor do Estado (responsabilidade objetiva).

4 2 - Q ( Prova: FGV OAB - Exame de Ordem Unificado - VI - Primeira Fase / Direito Administrativo / Ambulância do Corpo de Bombeiros envolveu-se em acidente de trânsito com automóvel dirigido por particular, que trafegava na mão contrária de direção. No acidente, o motorista do automóvel sofreu grave lesão, comprometendo a mobilidade de um dos membros superiores. Nesse caso, é correto afirmar que a) existe responsabilidade objetiva do Estado em decorrência da prática de ato ilícito, pois há nexo causal entre o dano sofrido pelo particular e a conduta do agente público. b) não haverá o dever de indenizar se ficar configurada a culpa exclusiva da vítima, que dirigia na contramão, excluindo a responsabilidade do Estado. c) não se cogita de responsabilidade objetiva do Estado porque não houve a chamada culpa ou falha do serviço. E, de todo modo, a indenização do particular, se cabível, ficaria restrita aos danos materiais, pois o Estado não responde por danos morais. d) está plenamente caracterizada a responsabilidade civil do Estado, que se fundamenta na teoria do risco integral. 3 - Q ( Prova: FGV OAB - Exame de Ordem Unificado - V - Primeira Fase / Direito Administrativo / Tendo o agente público atuado nesta qualidade e dado causa a dano a terceiro, por dolo ou culpa, vindo a administração a ser condenada, terá esta o direito de regresso. A respeito da ação regressiva, é correto afirmar que a) em regra deve ser exercida, sob pena de afronta ao princípio da indisponibilidade. b) o prazo prescricional tem início a contar do fato que gerou a ação indenizatória contra a Administração. c) a prescrição será decenal, com base na regra geral da legislação civil. d) o prazo prescricional será o mesmo constante da esfera penal para o tipo criminal correspondente. 4 - Q ( Prova: FGV OAB - Exame de Ordem Unificado - IV - Primeira Fase / Direito Administrativo / Antônio, vítima em acidente automobilístico, foi atendido em hospital da rede pública do Município de Mar Azul e, por imperícia do médico que o assistiu, teve amputado um terço de sua perna direita. Nessa situação hipotética, respondem pelo dano causado a Antônio a) o Município de Mar Azul e o médico, solidária e objetivamente. b) o Município de Mar Azul, objetivamente, e o médico, regressivamente, em caso de dolo ou culpa. c) o Município de Mar Azul, objetivamente, e o médico, subsidiariamente. d) o Município de Mar Azul, objetivamente, e o médico, solidária e subjetivamente.

5 5 - Q ( Prova: FGV OAB - Exame de Ordem Unificado - III - Primeira Fase / Direito Administrativo / Um policial militar, de nome Norberto, no dia de folga, quando estava na frente da sua casa, de bermuda e sem camisa, discute com um transeunte e acaba desferindo tiros de uma arma antiga, que seu avô lhe dera. Com base no relatado acima, é correto afirmar que o Estado a) será responsabilizado, pois Norberto é agente público pertencente a seus quadros. b) será responsabilizado, com base na teoria do risco integral. c) somente será responsabilizado de forma subsidiária, ou seja, caso Norberto não tenha condições financeiras. d) não será responsabilizado, pois Norberto, apesar de ser agente público, não atuou nessa qualidade; sua conduta não pode, pois, ser imputada ao Ente Público. 6 - Q ( Prova: FCC TCE-AM - Analista de Controle Externo - Auditoria de Obras Públicas / Direito Administrativo / O direito de regresso da Administração em face de agentes públicos que, nessa qualidade, causem danos a terceiros a) independe de comprovação de dolo ou culpa, dada a sua natureza objetiva. b) depende da comprovação de conduta dolosa ou de culpa grave, afastada quando configurada responsabilidade objetiva do Estado. c) depende da comprovação de dolo ou culpa, que, quando inexistente, afasta também a responsabilidade da Administração perante o particular. d) depende da comprovação da responsabilidade subjetiva do agente, com a caracterização da conduta dolosa ou culposa. e) prescinde da comprovação do nexo de causalidade, bastando a configuração da falha na prestação do serviço. 7 - Q ( Prova: PUC-PR DPE-PR - Assessor Jurídico / Direito Administrativo / Responsabilidade Civil do Estado; ) A respeito da responsabilidade civil da Administração Pública, assinale a alternativa INCORRETA: a) O direito brasileiro adotou a teoria do risco integral, de modo que a Administração Pública responde objetivamente pelos atos perpetrados por seus agentes, independentemente da existência de dolo, culpa, caso fortuito e força maior. b) Para configurar a responsabilidade estatal afigura-se necessária a existência de relação de causa e efeito entre o comportamento do Estado (ação ou omissão) e o dano provocado. c) O Poder Público não responde apenas por seus atos administrativos; pode também responder por seus atos administrativos e jurisdicionais. d) Conforme assegura a Constituição Federal, o Estado indenizará o condenado por erro judiciário, assim como o que ficar preso além do tempo fixado na sentença. e) As pessoas jurídicas de direito privado prestadoras de serviços públicos responderão objetivamente pelos danos que seus agentes, nessa qualidade, causarem a terceiros.

DIREITO ADMINISTRATIVO

DIREITO ADMINISTRATIVO DIREITO ADMINISTRATIVO RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO Atualizado até 13/10/2015 RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO NOÇÕES INTRODUTÓRIAS Quando se fala em responsabilidade, quer-se dizer que alguém deverá

Leia mais

Conceito. Responsabilidade Civil do Estado. Teorias. Risco Integral. Risco Integral. Responsabilidade Objetiva do Estado

Conceito. Responsabilidade Civil do Estado. Teorias. Risco Integral. Risco Integral. Responsabilidade Objetiva do Estado Conceito Responsabilidade Civil do Estado é a obrigação que ele tem de reparar os danos causados a terceiros em face de comportamento imputável aos seus agentes. chama-se também de responsabilidade extracontratual

Leia mais

RESPONSABILIDADE CIVIL DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

RESPONSABILIDADE CIVIL DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA RESPONSABILIDADE CIVIL DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 1 Suponha se que Maria estivesse conduzindo o seu veículo quando sofreu um acidente de trânsito causado por um ônibus da concessionária do serviço público

Leia mais

Professor Gustavo Fregapani

Professor Gustavo Fregapani Professor Gustavo Fregapani E-mail: gustavofregapani@gmail.com Página de dicas no Facebook: https://www.facebook.com/gustavofregapani Curta a página e receba novidades, informações e dicas para concursos

Leia mais

Direito Administrativo Aulão_Responsabilidade Civil João Lasmar

Direito Administrativo Aulão_Responsabilidade Civil João Lasmar 1) A responsabilidade civil de um servidor público e a de um empregado de empresa privada concessionária de serviço público, ambos atuando no exercício de suas funções, por danos causados a um terceiro,

Leia mais

OAB 1ª Fase Direito Civil Responsabilidade Civil Duarte Júnior

OAB 1ª Fase Direito Civil Responsabilidade Civil Duarte Júnior OAB 1ª Fase Direito Civil Responsabilidade Civil Duarte Júnior 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. RESPONSABILIDADE CIVIL É A OBRIGAÇÃO QUE INCUMBE A ALGUÉM DE

Leia mais

Responsabilidade Civil do Estado. 1. Histórico

Responsabilidade Civil do Estado. 1. Histórico Responsabilidade Civil do Estado 1. Histórico a) Teoria da Irresponsabilidade do Estado - A primeira fase era da irresponsabilidade. O Estado não respondia por seus atos, era sujeito irresponsável. O monarca

Leia mais

Sumário NOTA À TERCEIRA EDIÇÃO... 15 NOTA PRÉVIA... 19 PREFÁCIO... 21 APRESENTAÇÃO... 23

Sumário NOTA À TERCEIRA EDIÇÃO... 15 NOTA PRÉVIA... 19 PREFÁCIO... 21 APRESENTAÇÃO... 23 Sumário NOTA À TERCEIRA EDIÇÃO... 15 NOTA PRÉVIA... 19 PREFÁCIO... 21 APRESENTAÇÃO... 23 CAPÍTULO I... 25 1. Novos riscos, novos danos... 25 2. O Estado como responsável por danos indenizáveis... 26 3.

Leia mais

RESPONSABILIDADE OBJETIVA

RESPONSABILIDADE OBJETIVA RESPONSABILIDADE DO ESTADO 1. EVOLUÇÃO 1.1. Primeira Fase Princípio da Irresponsabilidade do Estado 1.2. Segunda Fase Responsabilidade Subjetiva do Estado 1.3. Terceira Fase Responsabilidade objetiva do

Leia mais

Aula 10 Noções de Direito Administrativo p/ INSS - Técnico do Seguro Social - Com videoaulas

Aula 10 Noções de Direito Administrativo p/ INSS - Técnico do Seguro Social - Com videoaulas Aula 10 Noções de Direito Administrativo p/ INSS - Técnico do Seguro Social - Com videoaulas Professor: Daniel Mesquita AULA 10: Responsabilidade Civil do Estado SUMÁRIO 1) INTRODUÇÃO À AULA 10 2 2) DISCIPLINA

Leia mais

IRRESPONSABILIDADE DO ESTADO

IRRESPONSABILIDADE DO ESTADO RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO DIREITO ADMINISTRATIVO Fernanda Marinela + Matheus Carvalho + Marcelo Alexandrino e Vicente Paulo + Questões de Concurso (QC) CONCEITO - A responsabilidade civil do Estado

Leia mais

www.estudodeadministrativo.com.br

www.estudodeadministrativo.com.br DIREITO ADMINISTRATIVO RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO I - CONCEITO - A responsabilidade civil se traduz na obrigação de reparar danos patrimoniais, sendo que com base em tal premissa podemos afirmar

Leia mais

RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO

RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO Curso Online Intensivo OAB/FGV - V Exame Unificado Direito Administrativo Aula 7 Professora Giovana Garcia RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO CONTRATUAL: quando decorrente de avença contratual; EXTRACONTRATUAL:

Leia mais

DA RESPOSABILIDADE CIVIL DO ESTADO (PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS)

DA RESPOSABILIDADE CIVIL DO ESTADO (PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS) DA RESPOSABILIDADE CIVIL DO ESTADO (PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS) Toda lesão de direito deve ser reparada. A lesão pode decorrer de ato ou omissão de uma pessoa física ou jurídica. Quando o autor da lesão

Leia mais

RESPONSABILIDADE CIVIL NO PERIGO AVIÁRIO

RESPONSABILIDADE CIVIL NO PERIGO AVIÁRIO RESPONSABILIDADE CIVIL NO PERIGO AVIÁRIO OBJETIVO Conhecer a Responsabilidade Civil do Operador e do Estado em eventos decorrentes do Perigo Aviário. ROTEIRO RESPONSABILIDADE CIVIL NO PERIGO AVIÁRIO 1.

Leia mais

Aula 5 Pressupostos da responsabilidade civil (Culpa).

Aula 5 Pressupostos da responsabilidade civil (Culpa). Aula 5 Pressupostos da responsabilidade civil (Culpa). Pressupostos da responsabilidade civil subjetiva: 1) Ato ilícito; 2) Culpa; 3) Nexo causal; 4) Dano. Como já analisado, ato ilícito é a conduta voluntária

Leia mais

RESPONSABILIDADE CIVIL EXTRACONTRATUAL DO ESTADO

RESPONSABILIDADE CIVIL EXTRACONTRATUAL DO ESTADO RESPONSABILIDADE CIVIL EXTRACONTRATUAL DO ESTADO PROF. ELYESLEY SILVA www.econcursos.net www.elyesleysilva.com.br professor@elyesleysilva.com.br Material atualizado até 13/05/2010 Elyesley Silva, brasiliense,

Leia mais

RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO

RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO RESPONSABILIDADE CIVIL LATO SENSU Responsabilidade Civil é o dever jurídico derivado ou secundário de ressarcir ou reparar dano causado pela conduta culposa do agente a

Leia mais

7. Tópicos Especiais em Responsabilidade Civil. Tópicos Especiais em Direito Civil

7. Tópicos Especiais em Responsabilidade Civil. Tópicos Especiais em Direito Civil 7. Tópicos Especiais em Responsabilidade Civil Tópicos Especiais em Direito Civil Introdução A Responsabilidade Civil surge em face de um descumprimento obrigacional pela desobediência de uma regra estabelecida

Leia mais

INTERVENÇÃO DO ESTADO NA PROPRIEDADE

INTERVENÇÃO DO ESTADO NA PROPRIEDADE OAB - EXTENSIVO Disciplina: Direito Administrativo Prof. Flávia Cristina Data: 07/10/2009 Aula nº. 04 INTERVENÇÃO DO ESTADO NA PROPRIEDADE 1. Modalidades a) Requisição b) Servidão c) Ocupação Temporária

Leia mais

REVISÃO EM EXERCÍCIOS. Então, nobres alunos e alunas! Hoje finalizamos nosso curso, com a revisão de todas as questões vistas nas aulas.

REVISÃO EM EXERCÍCIOS. Então, nobres alunos e alunas! Hoje finalizamos nosso curso, com a revisão de todas as questões vistas nas aulas. REVISÃO EM EXERCÍCIOS Então, nobres alunos e alunas! Hoje finalizamos nosso curso, com a revisão de todas as questões vistas nas aulas. Desde já, desejo uma excelente prova a todos! Sucesso na caminhada

Leia mais

I. Lei n.º 8.429/92 (dispõe sobre as sanções aplicáveis aos agentes públicos nos casos de

I. Lei n.º 8.429/92 (dispõe sobre as sanções aplicáveis aos agentes públicos nos casos de I. Responsabilidade Civil do Estado. (1ª PARTE) I. Responsabilidade Civil do Estado. (2ª PARTE) I. Lei n.º 8.429/92 (dispõe sobre as sanções aplicáveis aos agentes públicos nos casos de enriquecimento

Leia mais

RESPONSABILIDADE DO SERVIDOR E DEVERES DO ADMINISTRADOR

RESPONSABILIDADE DO SERVIDOR E DEVERES DO ADMINISTRADOR RESPONSABILIDADE DO SERVIDOR E DEVERES DO ADMINISTRADOR A punição administrativa ou disciplinar não depende de processo civil ou criminal a que se sujeite também o servidor pela mesma falta, nem obriga

Leia mais

l www.editorajuspodivm.com.br

l www.editorajuspodivm.com.br Felipe Peixoto Braga Netto 151 lil EDITORA, juspodivm l www.editorajuspodivm.com.br STF00094947 SUMÁRIO NOTA PRÉVIA......... 11 PREFÁCIO............. 13 APRESENTAÇÃO...................... 15 CAPÍTULO I................................

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO UNIJUR CURSO REGULAR PARA CARREIRAS JURÍDICAS. PROF. HENRIQUE SAVONITTI www.savonitti.com.br twitter: @profsavonitti

DIREITO ADMINISTRATIVO UNIJUR CURSO REGULAR PARA CARREIRAS JURÍDICAS. PROF. HENRIQUE SAVONITTI www.savonitti.com.br twitter: @profsavonitti SERVIÇOS PÚBLICOS 1(OAB CESPE 2009 EXAME DE ORDEM 2009.2) Considere que, após o devido processo licitatório, a administração pública tenha delegado a execução de um serviço público a um particular para

Leia mais

L G E ISL S A L ÇÃO O ES E P S EC E IAL 8ª ª-

L G E ISL S A L ÇÃO O ES E P S EC E IAL 8ª ª- DIREITO PENAL IV LEGISLAÇÃO ESPECIAL 8ª - Parte Professor: Rubens Correia Junior 1 Direito penal Iv 2 ROUBO 3 - Roubo Qualificado/Latrocínio 3º Se da violência resulta lesão corporal grave, a pena é de

Leia mais

FATO TÍPICO. Conduta (dolosa ou culposa; comissiva ou omissiva) Nexo de causalidade Tipicidade

FATO TÍPICO. Conduta (dolosa ou culposa; comissiva ou omissiva) Nexo de causalidade Tipicidade TEORIA GERAL DO CRIME FATO TÍPICO Conduta (dolosa ou culposa; comissiva ou omissiva) Resultado Nexo de causalidade Tipicidade NEXO DE CAUSALIDADE O nexo causal ou relação de causalidade é o elo que une

Leia mais

AULA 01. Direito Civil, vol.4, Silvio Rodrigues, editora Saraiva.

AULA 01. Direito Civil, vol.4, Silvio Rodrigues, editora Saraiva. Turma e Ano: Flex A (2014) Matéria / Aula: Responsabilidade Civil / Aula 01 Professora: Andréa Amim Monitora: Mariana Simas de Oliveira AULA 01 CONTEÚDO DA AULA: Bibliografia. Estrutura da Responsabilidade

Leia mais

Evandro Guedes. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

Evandro Guedes. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br Evandro Guedes Graduado em Administração de Empresas pelo Centro Universitário Barra Mansa (UBM). Graduado em Direito pelo Centro Universitário Geraldo di Biasi (UGB) e pela Faculdade Assis Gurgacz (FAG-PR).

Leia mais

Configura hipótese de descentralização administrativa a criação de uma eventual Secretaria de Estado de Aquisições do DF.

Configura hipótese de descentralização administrativa a criação de uma eventual Secretaria de Estado de Aquisições do DF. Direito Adminstrativo- profs. Rafael Pereira e Dênis França 1. No que se refere ao ato administrativo, julgue os itens que se seguem. Caso determinado servidor, no exercício de sua competência delegada,

Leia mais

Responsabilidade Civil do Estado

Responsabilidade Civil do Estado material de apoio Responsabilidade Civil do Estado Todos os direitos reservados à Governet Editora Ltda., www.governet.com.br Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução total ou parcial, de qualquer

Leia mais

RESPONSABILIDADE CIVIL DAS PESSOAS JURÍDICAS DE DIREITO PRIVADO PRESTADORAS DE SERVIÇO PÚBLICO

RESPONSABILIDADE CIVIL DAS PESSOAS JURÍDICAS DE DIREITO PRIVADO PRESTADORAS DE SERVIÇO PÚBLICO 168 Série Aperfeiçoamento de Magistrados 13 10 Anos do Código Civil - Aplicação, Acertos, Desacertos e Novos Rumos Volume I RESPONSABILIDADE CIVIL DAS PESSOAS JURÍDICAS DE DIREITO PRIVADO PRESTADORAS DE

Leia mais

QUESTÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO

QUESTÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO QUESTÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO Prof. Alexandre Bastos Direito Administrativo 1 - O conceito de empresa estatal foi elaborado durante anos pela doutrina. Contudo, a edição do Decreto-Lei nº 200/67,

Leia mais

LFG MAPS. Teoria Geral do Delito 05 questões

LFG MAPS. Teoria Geral do Delito 05 questões Teoria Geral do Delito 05 questões 1 - ( Prova: CESPE - 2009 - Polícia Federal - Agente Federal da Polícia Federal / Direito Penal / Tipicidade; Teoria Geral do Delito; Conceito de crime; Crime impossível;

Leia mais

DA RESPONSABILIDADE CIVIL DO MÉDICO por Jackson Domenico e Ana Ribeiro - RESPONSABILIDADE CIVIL OBJETIVA E SUBJETIVA

DA RESPONSABILIDADE CIVIL DO MÉDICO por Jackson Domenico e Ana Ribeiro - RESPONSABILIDADE CIVIL OBJETIVA E SUBJETIVA DA RESPONSABILIDADE CIVIL DO MÉDICO por Jackson Domenico e Ana Ribeiro - RESPONSABILIDADE CIVIL OBJETIVA E SUBJETIVA A responsabilidade civil tem como objetivo a reparação do dano causado ao paciente que

Leia mais

Responsabilidade dos bancos por riscos/danos ambientais Demarest & Almeida Advogados Associados

Responsabilidade dos bancos por riscos/danos ambientais Demarest & Almeida Advogados Associados Responsabilidade dos bancos por riscos/danos ambientais Demarest & Almeida Advogados Associados São Paulo, 17 de maio de 2012 I. Apresentação II. Legislação Federal Básica III. Responsabilidade Ambiental

Leia mais

Responsabilidade civil médicohospitalar na jurisprudência do STJ

Responsabilidade civil médicohospitalar na jurisprudência do STJ Responsabilidade civil médicohospitalar na jurisprudência do STJ 4º Congresso Brasileiro de Aspectos Legais para Gestores e Advogados de Saúde São Paulo, 24 de maio de 2013 Ricardo Villas Bôas Cueva Ministro

Leia mais

RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO

RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO Aspectos gerais Fundamentos Hoje todos os povos, todas as legislações, doutrina e jurisprudência universais reconhecem, em consenso pacífico, o dever estatal de ressarcir

Leia mais

Programa Direito Administrativo: 1 (CESPE/TC-DF/Auditor/2012) CORRETO 2 - (CESPE/TC-DF/Auditor/2012) ERRADO 3 - (CESPE/TC-DF/Auditor/2012) CORRETO

Programa Direito Administrativo: 1 (CESPE/TC-DF/Auditor/2012) CORRETO 2 - (CESPE/TC-DF/Auditor/2012) ERRADO 3 - (CESPE/TC-DF/Auditor/2012) CORRETO Programa Direito Administrativo: Estado, governo e administração pública: conceitos, elementos, poderes e organização; natureza, fins e princípios. Organização administrativa da União: administração direta

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

ORGANIZAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 1 - Administraça o Indireta Administração Indireta: Autarquias* Fundações Empresas Públicas Sociedade de Economia Mista *Dentro do conceito de autarquias: Consórcios públicos, associações públicas, agências

Leia mais

Conflitos entre o Processo Penal E o Processo Administrativo sob O ponto de vista do médico. Dr. Eduardo Luiz Bin Conselheiro do CREMESP

Conflitos entre o Processo Penal E o Processo Administrativo sob O ponto de vista do médico. Dr. Eduardo Luiz Bin Conselheiro do CREMESP Conflitos entre o Processo Penal E o Processo Administrativo sob O ponto de vista do médico Dr. Eduardo Luiz Bin Conselheiro do CREMESP PRÁTICA MÉDICA A prática médica se baseia na relação médicopaciente,

Leia mais

www.apostilaeletronica.com.br

www.apostilaeletronica.com.br DIREITO PENAL PARTE GERAL I. Princípios Penais Constitucionais... 003 II. Aplicação da Lei Penal... 005 III. Teoria Geral do Crime... 020 IV. Concurso de Crime... 027 V. Teoria do Tipo... 034 VI. Ilicitude...

Leia mais

RESPONSABILIDADE ADMINISTRATIVA

RESPONSABILIDADE ADMINISTRATIVA RESPONSABILIDADE ADMINISTRATIVA DEFINIÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDAMENTAÇÃO LEGAL PERGUNTAS FREQUENTES DEFINIÇÃO Decorre da transgressão de normas administrativas pelo servidor,

Leia mais

FRAUDE PRATICADA PELA PARTE NO MOMENTO DA IDENTIFICAÇÃO E REPRESENTAÇÃO NA REALIZAÇÃO DOS ATOS NOTARIAIS

FRAUDE PRATICADA PELA PARTE NO MOMENTO DA IDENTIFICAÇÃO E REPRESENTAÇÃO NA REALIZAÇÃO DOS ATOS NOTARIAIS CENÁRIO ATUAL DA RESPONSABILIDADE CIVIL DO NOTÁRIO (LEI 8.935/94) FRAUDE PRATICADA PELA PARTE NO MOMENTO DA IDENTIFICAÇÃO E REPRESENTAÇÃO NA REALIZAÇÃO DOS ATOS NOTARIAIS RODRIGO TOSCANO DE BRITO COMO

Leia mais

O PAPEL DA PROVA NA AFERIÇÃO DO RESPONSÁVEL POR ACIDENTE DE TRÂNSITO

O PAPEL DA PROVA NA AFERIÇÃO DO RESPONSÁVEL POR ACIDENTE DE TRÂNSITO O PAPEL DA PROVA NA AFERIÇÃO DO RESPONSÁVEL POR ACIDENTE DE TRÂNSITO Por Fernando Oliva Palma 1) Introdução Os acidentes de trânsito, hoje em dia, constituem um dos principais motivos do elevado número

Leia mais

NEXO CAUSAL PROFESSOR: LEONARDO DE MORAES

NEXO CAUSAL PROFESSOR: LEONARDO DE MORAES NEXO CAUSAL PROFESSOR: LEONARDO DE MORAES 1 Conceito. Causa. É elemento do fato típico. É o vínculo entre conduta e resultado. O estudo da causalidade busca concluir se o resultado decorreu da conduta

Leia mais

O O CONFLITO ENTRE O PODER DE DIREÇÃO DA EMPRESA E A INTIMIDADE/PRIVACIDADE DO EMPREGADO NO AMBIENTE DE TRABALHO. Adriana Calvo

O O CONFLITO ENTRE O PODER DE DIREÇÃO DA EMPRESA E A INTIMIDADE/PRIVACIDADE DO EMPREGADO NO AMBIENTE DE TRABALHO. Adriana Calvo O O CONFLITO ENTRE O PODER DE DIREÇÃO DA EMPRESA E A INTIMIDADE/PRIVACIDADE DO EMPREGADO NO AMBIENTE DE TRABALHO Adriana Calvo Professora de Direito do Trabalho do Curso Preparatório para carreiras públicas

Leia mais

Excludentes de Responsabilidade Civil e sua aplicação no fornecimento de energia elétrica.

Excludentes de Responsabilidade Civil e sua aplicação no fornecimento de energia elétrica. Excludentes de Responsabilidade Civil e sua aplicação no fornecimento de energia elétrica. Art. 14, parágrafo 3º, II do Código de Defesa do Consumidor e art. 5º da Resolução ANEEL nº 61. Responsabilidade

Leia mais

TEORIAS DE RESPONSABILIDADE ESTATAL

TEORIAS DE RESPONSABILIDADE ESTATAL 1 TEORIAS DE RESPONSABILIDADE ESTATAL Thiago Dagostin Pereira 1 Área de Conhecimento: Direito Eixo Temático: Ciência do Direito, Teorias jurídicas e a relação do Direito com ciências afins RESUMO Grande

Leia mais

RESPONSABILIDADE CIVIL ROTEIRO DE AULA

RESPONSABILIDADE CIVIL ROTEIRO DE AULA RESPONSABILIDADE CIVIL ROTEIRO DE AULA Aspectos gerais Fundamentos Hoje todos os povos, todas as legislações, doutrina e jurisprudência universais reconhecem, em consenso pacífico, o dever estatal de ressarcir

Leia mais

SANÇÕES ADMINISTRATIVAS E RESCISÕES CONTRATUAIS

SANÇÕES ADMINISTRATIVAS E RESCISÕES CONTRATUAIS (41) 3087-6666 www.licidata.com.br SANÇÕES ADMINISTRATIVAS E RESCISÕES CONTRATUAIS PENALIDADES, PROCEDIMENTOS E ASPECTOS POLÊMICOS 11 e 12 de Dezembro de 2014 - Vitória - ES Apresentação: As hipóteses

Leia mais

RESPONSABILIDADE CIVIL NO EXAME DA ORDEM

RESPONSABILIDADE CIVIL NO EXAME DA ORDEM RESPONSABILIDADE CIVIL NO EXAME DA ORDEM [001 - CESPE - 2006 - OAB - Exame da Ordem] A respeito da responsabilidade civil, assinale a opção correta. a) A fixação judicial do valor da indenização a título

Leia mais

CRIME DOLOSO E CRIME CULPOSO PROFESSOR: LEONARDO DE MORAES

CRIME DOLOSO E CRIME CULPOSO PROFESSOR: LEONARDO DE MORAES CRIME DOLOSO E CRIME CULPOSO PROFESSOR: LEONARDO DE MORAES Espécies de Conduta a) A conduta pode ser dolosa ou culposa. b) A conduta pode ser comissiva ou omissiva. O tema dolo e culpa estão ligados à

Leia mais

Responsabilidade Civil dos Administradores das Sociedades. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Responsabilidade Civil dos Administradores das Sociedades. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Responsabilidade Civil dos Administradores das Sociedades Administrador Administrador é a pessoa a quem se comete a direção ou gerência de qualquer negócio ou serviço, seja de caráter público ou privado,

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL X EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL X EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Francisco, servidor público que exerce o cargo de motorista do Ministério Público Federal da 3ª Região, localizada em São Paulo, há tempo vinha alertando o setor

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS DIREITO

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS DIREITO CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS DIREITO QUESTÃO 1 A respeito do controle de constitucionalidade das leis e dos atos normativos no ordenamento jurídico brasileiro, assinale a opção correta. a) Considerando as

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE CRISES Técnicas e Recomendações Práticas Para Preparação das Organizações para o Enfrentamento de Momentos Críticos

ADMINISTRAÇÃO DE CRISES Técnicas e Recomendações Práticas Para Preparação das Organizações para o Enfrentamento de Momentos Críticos Técnicas e Recomendações Práticas Para Preparação das Organizações para o Enfrentamento de Momentos Críticos C W M C O M U N I C A Ç Ã O WALTEMIR DE MELO ASPECTOS DA LEGISLAÇÃO AMBIENTAL ASPECTOS CRÍTICOS

Leia mais

Responsabilidade Civil nas Atividades Empresariais. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Responsabilidade Civil nas Atividades Empresariais. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Responsabilidade Civil nas Atividades Empresariais Para Reflexão Ao indivíduo é dado agir, em sentido amplo, da forma como melhor lhe indicar o próprio discernimento, em juízo de vontade que extrapola

Leia mais

RESPONSABILIDADE CIVIL DOS OPERADORES DE NEGÓCIOS IMOBILIÁRIOS

RESPONSABILIDADE CIVIL DOS OPERADORES DE NEGÓCIOS IMOBILIÁRIOS RESPONSABILIDADE CIVIL DOS OPERADORES DE NEGÓCIOS IMOBILIÁRIOS Atividade de intermediação de negócios imobiliários relativos à compra e venda e locação Moira de Toledo Alkessuani Mercado Imobiliário Importância

Leia mais

A RESPONSABILIDADE CIVIL OBJETIVA DO ESTADO NOS CASOS DE OMISSÃO

A RESPONSABILIDADE CIVIL OBJETIVA DO ESTADO NOS CASOS DE OMISSÃO A RESPONSABILIDADE CIVIL OBJETIVA DO ESTADO NOS CASOS DE OMISSÃO SILVA, R. M. Resumo: O tema apresentado é de muita importância tendo em vista todos os danos que o Estado causa aos seus cidadãos. Danos

Leia mais

Presidência da República. Indireta Empresas Públicas Sociedade de Economia Mista Fundações Públicas

Presidência da República. Indireta Empresas Públicas Sociedade de Economia Mista Fundações Públicas Da Administração Pública I Conceito A Administração Pública pode ser definida de duas maneiras:. Objetivamente ap sentido material.. Subjetivamente AP sentido formal. A Administração Pública objetivamente

Leia mais

EXTINÇÃO DA PUNIBILIDADE EXTINÇÃO DA PUNIBILIDADE EXTINÇÃO DA PUNIBILIDADE EXTINÇÃO DA PUNIBILIDADE EXTINÇÃO DA PUNIBILIDADE EXTINÇÃO DA PUNIBILIDADE

EXTINÇÃO DA PUNIBILIDADE EXTINÇÃO DA PUNIBILIDADE EXTINÇÃO DA PUNIBILIDADE EXTINÇÃO DA PUNIBILIDADE EXTINÇÃO DA PUNIBILIDADE EXTINÇÃO DA PUNIBILIDADE RETROATIVIDADE DA LEI QUE NÃO MAIS CONSIDERA O FATO COMO CRIMINOSO ART. 107, III ABOLITIO CRIMINIS O CRIME É APAGADO CONSIDERA-SE INEXISTENTE PRESCRIÇÃO ART. 107, IV CP PRESCRIÇÃO LIMITAÇÃO TEMPORAL DO

Leia mais

Plano de Ensino. Meses Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Aulas Regulares 08 18 14 18 14 08 Aulas de

Plano de Ensino. Meses Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Aulas Regulares 08 18 14 18 14 08 Aulas de Identificação Plano de Ensino Curso: Direito Disciplina: Responsabilidade Civil Ano/semestre: 2012-1 Carga horária: Total: 80 horas Semanal: 4 horas Professor: Renzo Gama Soares Período/turno: Matutino

Leia mais

1) RESPONSABILIDADE CIVIL NO CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR

1) RESPONSABILIDADE CIVIL NO CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR 1) RESPONSABILIDADE CIVIL NO CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR Lei nº 8.078, de 11.09.90 O conceito de consumidor vem estampado no art. 2º e o de fornecedor no art. 3º, ambos do CDC. Consumidor é a pessoa

Leia mais

BIZU DO PONTO CONCURSO DA POLÍCIA FEDERAL AGENTE DIREITO ADMINISTRATIVO - PROF. FABIANO PEREIRA

BIZU DO PONTO CONCURSO DA POLÍCIA FEDERAL AGENTE DIREITO ADMINISTRATIVO - PROF. FABIANO PEREIRA Olá! Seja bem-vindo ao nosso BIZU de Direito Administrativo para o concurso da Polícia Federal, mais precisamente para o cargo de Agente, cujas provas serão aplicadas em 06 de maio de 2012. A propósito,

Leia mais

São Paulo - SP Av. Nove de Julho, 5.109 3º Andar (55 11) 3254 0050 www.porto.adv.br

São Paulo - SP Av. Nove de Julho, 5.109 3º Andar (55 11) 3254 0050 www.porto.adv.br São Paulo - SP Av. Nove de Julho, 5.109 3º Andar (55 11) 3254 0050 www.porto.adv.br 86º ENIC: 2014 Comissão de Obras Públicas - COP Lei Anticorrupção Lei nº 12.846, de 01/08/2013 PORTO ADVOGADOS www.porto.adv.br

Leia mais

Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios - TJDFT

Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios - TJDFT Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios - TJDFT Circunscrição :1 - BRASILIA Processo :2014.01.1.006163-0 Vara : 2302 - SEGUNDO JUIZADO ESPECIAL DA FAZENDA PÚBLICA DO DISTRITO FEDERAL SENTENÇA

Leia mais

APLICAÇÃO DE SANÇÕES NAS CONTRATAÇÕES PÚBLICAS E A RESPONSABILIDADE DOS AGENTES PÚBLICOS POR AÇÕES E OMISSÕES

APLICAÇÃO DE SANÇÕES NAS CONTRATAÇÕES PÚBLICAS E A RESPONSABILIDADE DOS AGENTES PÚBLICOS POR AÇÕES E OMISSÕES APLICAÇÃO DE SANÇÕES NAS CONTRATAÇÕES PÚBLICAS E A RESPONSABILIDADE DOS AGENTES PÚBLICOS POR AÇÕES E OMISSÕES As sanções aplicáveis e o passo a passo dos procedimentos As repercussões da Lei Anticorrupção

Leia mais

2. EVOLUÇÃO LEGAL E DOUTRINÁRIA DA RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO A PARTIR DO CÓDIGO CIVIL DE 1916

2. EVOLUÇÃO LEGAL E DOUTRINÁRIA DA RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO A PARTIR DO CÓDIGO CIVIL DE 1916 UMA VISÃO LÓGICO-SISTEMÁTICA DA RESPONSABILIDADE CIVIL EXTRACONTRATUAL DO ESTADO da Bahia. Fabiana Maria Farias dos Santos- subtabeliã de notas do Estado SUMÁRIO: 1. Introdução. 2. Evolução doutrinária

Leia mais

DO REGIME DA RESPONSABILIDADE CIVIL POR DANOS À CARGA NA LEGISLAÇÃO BRASILEIRA

DO REGIME DA RESPONSABILIDADE CIVIL POR DANOS À CARGA NA LEGISLAÇÃO BRASILEIRA XVII CONGRESSO INSTITUTO IBEROAMERICANO DE DIREITO MARÍTIMO 05 A 07 DE NOVEMBRO DE 2012 - RIO DE JANEIRO - BRASIL DO REGIME DA RESPONSABILIDADE CIVIL POR DANOS À CARGA NA LEGISLAÇÃO BRASILEIRA Paulo Campos

Leia mais

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO JURISPRUDÊNCIA CIVIL. Ação Regressiva-Jurisprudência do STJ-Especial

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO JURISPRUDÊNCIA CIVIL. Ação Regressiva-Jurisprudência do STJ-Especial VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO JURISPRUDÊNCIA CIVIL Ação Regressiva-Jurisprudência do STJ-Especial Orientador Empresarial A JURISPRUDÊNCIA DO STJ SOBRE AÇÃO REGRESSIVA

Leia mais

27 e 28/03/2014 BRASÍLIA - DF. Critérios adotados e cuidados necessários para uma gestão segura. Apresentação. Objetivo.

27 e 28/03/2014 BRASÍLIA - DF. Critérios adotados e cuidados necessários para uma gestão segura. Apresentação. Objetivo. Apresentação O curso aborda as questões relativas à responsabilização de agentes públicos, tanto sob a ótica do auditor como sob a ótica do auditado, considerando os princípios e as regras de direito material

Leia mais

EMBARGOS INFRINGENTES EM APELAÇÃO CÍVEL nº 551137/RN (2007.84.02.000434-2/01)

EMBARGOS INFRINGENTES EM APELAÇÃO CÍVEL nº 551137/RN (2007.84.02.000434-2/01) EMBTE : DNIT - DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES REPTE : PROCURADORIA REGIONAL FEDERAL - 5ª REGIÃO EMBDO : SILDILON MAIA THOMAZ DO NASCIMENTO ADV/PROC : SILDILON MAIA THOMAZ DO NASCIMENTO

Leia mais

FATO TÍPICO CONDUTA. A conduta é o primeiro elemento integrante do fato típico.

FATO TÍPICO CONDUTA. A conduta é o primeiro elemento integrante do fato típico. TEORIA GERAL DO CRIME FATO TÍPICO CONDUTA A conduta é o primeiro elemento integrante do fato típico. Na Teoria Causal Clássica conduta é o movimento humano voluntário produtor de uma modificação no mundo

Leia mais

DOS FATOS JURÍDICOS. FATO JURÍDICO = é todo acontecimento da vida relevante para o direito, mesmo que seja fato ilícito.

DOS FATOS JURÍDICOS. FATO JURÍDICO = é todo acontecimento da vida relevante para o direito, mesmo que seja fato ilícito. DOS FATOS JURÍDICOS CICLO VITAL: O direito nasce, desenvolve-se e extingue-se. Essas fases ou os chamados momentos decorrem de fatos, denominados de fatos jurídicos, exatamente por produzirem efeitos jurídicos.

Leia mais

RESPONSABILIDADE CIVIL E PENAL NO ACIDENTE AÉREOA

RESPONSABILIDADE CIVIL E PENAL NO ACIDENTE AÉREOA JUSTIÇA FEDERAL RESPONSABILIDADE CIVIL E PENAL NO ACIDENTE AÉREOA Colisão entre dois ônibus: Acidente de Trânsito OBJETIVO Conhecer as principais conseqüências jurídicas de um acidente aéreo, a especialmente

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Aspectos penais em tópicos sintéticos: QUEM É O FUNCIONÁRIO PÚBLICO OU EQUIPARADO?

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Aspectos penais em tópicos sintéticos: QUEM É O FUNCIONÁRIO PÚBLICO OU EQUIPARADO? Do que trata? * Crimes contra a administração pública, cometidos por funcionário público. QUEM É O FUNCIONÁRIO PÚBLICO OU EQUIPARADO? Considera-se funcionário público, para os efeitos penais (Conforme

Leia mais

EMENDA AO PROJETO DE QUALIDADE/AGILIDADE DO CONTROLE EXTERNO

EMENDA AO PROJETO DE QUALIDADE/AGILIDADE DO CONTROLE EXTERNO EMENDA AO PROJETO DE QUALIDADE/AGILIDADE DO CONTROLE EXTERNO Referência - Of. Circular nº 21-SSA/2014/ATRICON, de 16/06/2014 - Of. nº 325-SSA/2014/ATRICON, de 02/07/2014 Em atenção aos oficios em referência,

Leia mais

AULA 07. CONTEÚDO DA AULA: Abuso de Direito Final. Art. 927, Parágrafo único. Art. 931. Responsabilidade pelo fato de terceiro 932 até Inciso III.

AULA 07. CONTEÚDO DA AULA: Abuso de Direito Final. Art. 927, Parágrafo único. Art. 931. Responsabilidade pelo fato de terceiro 932 até Inciso III. Turma e Ano: Flex A (2014) Matéria / Aula: Responsabilidade Civil / Aula 07 Professora: Andréa Amim Monitora: Mariana Simas de Oliveira AULA 07 CONTEÚDO DA AULA: Abuso de Direito Final. Art. 927, Parágrafo

Leia mais

RESCISÃO DO CONTRATO E APLICAÇÃO DE SANÇÕES, RESPONSABILIDADE DOS AGENTES PÚBLICOS POR AÇÕES E OMISSÕES E A LEI ANTICORRUPÇÃO

RESCISÃO DO CONTRATO E APLICAÇÃO DE SANÇÕES, RESPONSABILIDADE DOS AGENTES PÚBLICOS POR AÇÕES E OMISSÕES E A LEI ANTICORRUPÇÃO RESCISÃO DO CONTRATO E APLICAÇÃO DE SANÇÕES, RESPONSABILIDADE DOS AGENTES PÚBLICOS POR AÇÕES E OMISSÕES E A LEI ANTICORRUPÇÃO PASSO A PASSO DOS PROCEDIMENTOS PARA RESCISÃO E APLICAÇÃO DE SANÇÕES REPERCUSSÕES

Leia mais

Mini Curículo: Graduado pela UNIT (2002), pós-graduado em Direito

Mini Curículo: Graduado pela UNIT (2002), pós-graduado em Direito Contatos: Site: www.diogocalasans.com E-mail: contato@diogocalasans.com Facebook: www.facebook.com/ diogocalasans Twitter: http://twitter.com/@diogocalasans 1 Mini Curículo: Graduado pela UNIT (2002),

Leia mais

1) Pressupostos da responsabilidade civil: Conduta: ação ou omissão, própria ou alheia. Responsabilidade in vigilando e in eligendo.

1) Pressupostos da responsabilidade civil: Conduta: ação ou omissão, própria ou alheia. Responsabilidade in vigilando e in eligendo. 1 PONTO 1: Pressupostos da responsabilidade civil 1) Pressupostos da responsabilidade civil: Conduta: ação ou omissão, própria ou alheia. Responsabilidade in vigilando e in eligendo. Dano: material, moral

Leia mais

RESPONSABILIDADE DOS BANCOS POR RISCOS/DANOS AMBIENTAIS. Erika Bechara 17.05.2012

RESPONSABILIDADE DOS BANCOS POR RISCOS/DANOS AMBIENTAIS. Erika Bechara 17.05.2012 RESPONSABILIDADE DOS BANCOS POR RISCOS/DANOS AMBIENTAIS Erika Bechara 17.05.2012 POR QUE ULTIMAMENTE SE TEM FALADO TANTO DA RESPONSABILIDADE AMBIENTAL SOLIDÁRIA DAS INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS? 1. Não houve

Leia mais

RESPONSABILIDADE CIVIL E PENAL NA ÁREA DA SEGURANÇA DO TRABALHO

RESPONSABILIDADE CIVIL E PENAL NA ÁREA DA SEGURANÇA DO TRABALHO RESPONSABILIDADE CIVIL E PENAL NA ÁREA DA SEGURANÇA DO TRABALHO RESPONSABILIDADE CIVIL E CRIMINAL DECORRENTE DE ACIDENTES DE TRABALHO Constituição Federal/88 Art.1º,III A dignidade da pessoa humana. art.5º,ii

Leia mais

Direito Penal Emerson Castelo Branco

Direito Penal Emerson Castelo Branco Direito Penal Emerson Castelo Branco 2014 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. DIREITO PENAL CONCEITO DE CRIME a) material: Todo fato humano que lesa ou expõe a perigo

Leia mais

Responsabilidade Civil e Criminal em Acidentes de Trabalho. M. J. Sealy

Responsabilidade Civil e Criminal em Acidentes de Trabalho. M. J. Sealy Responsabilidade Civil e Criminal em Acidentes de Trabalho O Conceito de Acidente de Trabalho (de acordo com a Lei 8.213/91 Art. 19) Acidente do trabalho é o que ocorre pelo exercício do trabalho a serviço

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO 1 PARECER Nº 14.902 RESPONSABILIDADE CIVIL OBJETIVA EM DECORRÊNCIA DE OBRA: SE COMPROVADO O NEXO DE CAUSALIDADE ENTRE O DANO SOFRIDO PELO PARTICULAR E A ATUAÇÃO ESTATAL, HÁ DEVER DE INDENIZAÇÃO PELO PODER

Leia mais

A Responsabilidade civil objetiva no Código Civil Brasileiro: Teoria do risco criado, prevista no parágrafo único do artigo 927

A Responsabilidade civil objetiva no Código Civil Brasileiro: Teoria do risco criado, prevista no parágrafo único do artigo 927 A Responsabilidade civil objetiva no Código Civil Brasileiro: Teoria do risco criado, prevista no parágrafo único do artigo 927 Marcela Furtado Calixto 1 Resumo: O presente artigo visa discutir a teoria

Leia mais

CONTRATUAL Obrigação de meio X Obrigação de Resultado. EXTRACONTRATUAL (ex. direito de vizinhança, passagem, águas, etc)

CONTRATUAL Obrigação de meio X Obrigação de Resultado. EXTRACONTRATUAL (ex. direito de vizinhança, passagem, águas, etc) Artigo 186, do Código Civil: Aquele que, por ação ou omissão voluntária, negligência ou imprudência, violar direito e causar dano a outrem, ainda que exclusivamente moral, comete ato ilícito. CONTRATUAL

Leia mais

Tropa de Elite Polícia Civil Legislação Penal Especial CBT - Parte Especial Liana Ximenes

Tropa de Elite Polícia Civil Legislação Penal Especial CBT - Parte Especial Liana Ximenes Tropa de Elite Polícia Civil Legislação Penal Especial CBT - Parte Especial Liana Ximenes 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. CTB- Parte Especial Art. 302. Praticar

Leia mais

: MIN. DIAS TOFFOLI GRANDE

: MIN. DIAS TOFFOLI GRANDE RECURSO EXTRAORDINÁRIO COM AGRAVO 686.721 SÃO PAULO RELATOR RECTE.(S) PROC.(A/S)(ES) RECDO.(A/S) ADV.(A/S) INTDO.(A/S) ADV.(A/S) : MIN. DIAS TOFFOLI :MUNICÍPIO ESTÂNCIA BALNEÁRIA DE PRAIA GRANDE :PROCURADOR-GERAL

Leia mais

36) Levando-se em conta as regras da Lei 8.112/90, analise os itens abaixo, a respeito dos direitos e vantagens do servidor público federal:

36) Levando-se em conta as regras da Lei 8.112/90, analise os itens abaixo, a respeito dos direitos e vantagens do servidor público federal: Hoje, continuaremos com os comentários ao simulado da 2ª Feira do Concurso. 36) Levando-se em conta as regras da Lei 8.112/90, analise os itens abaixo, a respeito dos direitos e vantagens do servidor público

Leia mais

o mpf/sp e a unifesp notas para a audiência pública

o mpf/sp e a unifesp notas para a audiência pública o mpf/sp e a unifesp notas para a audiência pública unifesp, 23.04.2009 tópicos conhecendo o mpf unifesp e administração pública atuação do mpf/sp na unifesp tutela de direitos coletivos defesa do patrimônio

Leia mais

RESPONSABILIDADE CIVIL DO EMPREGADOR O DANO MORAL

RESPONSABILIDADE CIVIL DO EMPREGADOR O DANO MORAL Profa. Dra. Débora Vanessa Caús Brandão Doutora e Mestre em Direito Civil pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Professora Titular de Direito Civil da Faculdade de Direito de São Bernardo

Leia mais

RESPONSABILIDADE CIVIL DOS ADMINISTRADORES:

RESPONSABILIDADE CIVIL DOS ADMINISTRADORES: RESPONSABILIDADE CIVIL DOS ADMINISTRADORES: E A CORPORATE GOVERNANCE MARIA DA CONCEIÇÃO CABAÇOS ASSOCIAÇÃO INDUSTRIAL DO MINHO 18 de Novembro de 2015 PRESSUPOSTOS DA RESPONSABILIDADE CIVIL Para que os

Leia mais

A EFETIVIDADE DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NA PROTEÇÃO AMBIENTAL

A EFETIVIDADE DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NA PROTEÇÃO AMBIENTAL A EFETIVIDADE DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NA PROTEÇÃO AMBIENTAL FERNANDO REVERENDO VIDAL AKAOUI XIV Congresso Brasileiro do Ministério Público de Meio Ambiente - ABRAMPA RESPONSABILIDADE DO ESTADO PELA PROTEÇÃO

Leia mais

Atos administrativos Parte 1

Atos administrativos Parte 1 Parte 1 Todos os direitos reservados. A comercialização não autorizada desta obra, por qualquer meio, eletrônico ou reprográfico, ainda que parcial, constitui ato ilícito, respondendo os infratores nos

Leia mais

Direito Penal. Prof. Davi André Costa TEORIA GERAL DO CRIME

Direito Penal. Prof. Davi André Costa TEORIA GERAL DO CRIME TEORIA GERAL DO CRIME 1. Conceito de infração penal: a) Unitário (monista): infração penal é expressão sinônima de crime. Adotado pelo Código Penal do Império (1830). b) Bipartido (dualista ou dicotômico):

Leia mais

www.concursovirual.com.br

www.concursovirual.com.br DIREITO ADMINISTRATIVO TEMA: CONHECIMENTOS GERAIS CORREIOS/2015 CONHECIMENTOS GERAIS ESTADO UNITÁRIO - PODER CENTRAL (França) ESTADO COMPOSTO ESTADO UNITÁRIO (Formação histórica) ESTADO REGIONAL MENOS

Leia mais