EFEITO DO TRATAMENTO INTERDISCIPLINAR DA DEFORMIDADE DENTOFACIAL NA FORÇA DE MORDIDA: SEIS MESES DE SEGUIMENTO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EFEITO DO TRATAMENTO INTERDISCIPLINAR DA DEFORMIDADE DENTOFACIAL NA FORÇA DE MORDIDA: SEIS MESES DE SEGUIMENTO"

Transcrição

1 EFEITO DO TRATAMENTO INTERDISCIPLINAR DA DEFORMIDADE DENTOFACIAL NA FORÇA DE MORDIDA: SEIS MESES DE SEGUIMENTO Palavras chave: força de mordida, deformidade, cirurgia, tratamento TRAWITZKI, L.V.V; SILVA, J.B.; GIGLIO, L.D.; GRECHI, T.H.; REGALO, S.C.H.; VASCONCELOS, P.B.; MELLO-FILHO, F.V. INTRODUÇÃO Pacientes com deformidades dentofaciais apresentam alterações musculares e funcionais orofaciais. Quando comparados a indivíduos com oclusão dentária normal, observa-se que esses pacientes apresentam valores menores na atividade eletromiográfica nos músculos da mastigação (TRAWITZKI, 2004; TRAWITZKI et al., 2006a), poucos contatos oclusais (IWASE et al., 2006; NAKATA et al., 2007), menor eficiência mastigatória (KOBAYASHI et al., 1993), valores menores de espessura do músculo masseter (TRAWITZKI et al., 2006b) e valores menores de força de mordida (TATE et al., 1994; IWASE et al., 2006; NAKATA et al., 2007). A força de mordida é um dos componentes da função mastigatória e é exercida pelos músculos elevadores da mandíbula e regulada pelos nervos, músculos e dentes (OW et al., 1989). A mensuração da força de mordida pode ser um método adicional útil para entender a função mastigatória em indivíduos com distúrbios orofaciais (KOBAYASHI et al, 1993). O tratamento da deformidade dentofacial é feito pela cirurgia ortognática, ortodontia e terapia miofuncional orofacial, com a correção da desproporção maxilomandibular, alinhamento dentário e melhora dos aspectos miofuncionais orofacias (TRAWITZKI et al., 2006b; TRAWITZKI et al., 2006b). As modificações na função mastigatória ou em seus componentes, após a correção de deformidades dentofaciais, por meio da cirurgia ortognática, são evidentes, porém, o período em que isso ocorre é controverso e pode estar relacionado às diferenças nos métodos de avaliações e tratamentos (TRAWITZKI et al., 2009). OBJETIVO O objetivo do trabalho foi investigar a influência do tratamento interdisciplinar, em casos de deformidades dentofaciais, na força de mordida isométrica máxima, comparativamente a um grupo controle, em ambos os gêneros.

2 MÉTODO O estudo teve aprovação do comitê de ética em pesquisa da Instituição envolvida (processo nº 2506/2006) e os participantes concordaram em participar do trabalho. Participaram do estudo, voluntariamente, 71 pacientes, adultos, atendidos em um hospital terciário, 27 deles com o diagnóstico confirmado, em prontuário médico, de classe II esquelética (11 homens e 16 mulheres), nomeados de GII, e 44 pacientes classe III esquelética (19 homens e 25 mulheres), nomeados de GIII. Todos com indicação de cirurgia ortognática. Também participaram do trabalho 49 voluntários adultos (16 homens e 33 mulheres), sem alterações na oclusão dentária e sem sinais clínicos de disfunção na articulação temporomandibular, formando o grupo controle (GC). Os participantes foram submetidos a uma entrevista com as seguintes questões: cirurgias anteriores, tempo de uso do aparelho, falhas dentárias, dificuldade de mastigação, tipo de alimentação ingerida, preferência mastigatória, dores na articulação temporomandibular, uso de prótese dentária total ou parcial. Uma avaliação da morfologia orofacial foi realizada e foram investigados: presença de edema, alterações da sensibilidade e motora, medidas de movimentos mandibulares máximos, mobilidade e tonicidade de língua e lábios, avaliação das funções de respiração, mastigação, deglutição e fala. A avaliação e o diagnóstico oclusal foi realizada pela equipe de Ortodontia do serviço. As medidas de força de mordida isométrica máxima (FMIM) foram feitas por meio de um dinamômetro eletrônico (transdutor de força de mordida), posicionado na região dos dentes molares dos indivíduos (Figura 1), nos dois lados da arcada dentária, alternadamente, e os indivíduos foram instruídos a mordê-lo o mais forte possível, sendo o valor registrado em kgf. Figura 1 Equipamento usado para captação da Força de Mordida Isométrica Máxima (FMIM) e voluntário sendo submetido ao exame.

3 Foram selecionados indivíduos com boa compreensão da linguagem oral, sem déficits cognitivos e neuromusculares. Todos os pacientes foram submetidos ao tratamento ortodôntico, antes e após a cirurgia, e ao acompanhamento fonoaudiológico, fazendo parte da rotina do serviço de Cirurgia Craniomaxilofacial. Os procedimentos cirúrgicos realizados e a distribuição quanto ao gênero podem ser observados na Tabela 1. Tabela 1 - Distribuição dos pacientes de acordo com o procedimento cirúrgico realizado e gênero. Pacientes Cirurgia GII GIII Homens Mulheres Homens Mulheres Total Combinada (Le Fort I e sagital ou vertical de mandíbula bilateral) Avanço maxilar (Le Fort I) Avanço mandibular (Sagital do ramo bilateral) Recuo mandibular (sagital do ramo bilateral) Recuo mandibular (vertical do ramo bilateral) e FMM* Total *FMM = Fixação maxilomandibular O procedimento de avaliação da FMIM foi realizado antes da cirurgia (P1) e repetido nos pacientes seis meses após a cirurgia (P2), estando os mesmos em acompanhamento interdisciplinar de rotina do serviço. Os valores individuais de FMIM de cada grupo (GC, P1, P2) foram tabulados e calculadas as diferenças estatisticamente entre os grupos, por meio da Análise de variância (ANOVA). Foi usado o Programa Graph Pad InStat versão 3.0 for Windows 95, considerando as diferenças significativas P < 0,05. RESULTADOS Os valores de FMIM foram maiores no GC comparado aos valores dos pacientes, tanto antes, quanto seis meses após o tratamento integrado. Apenas no GC foi encontrada uma diferença estatisticamente significativa (P<0,05) da FMIM entre homens e mulheres. No grupo classe III, houve um discreto aumento nos valores de FMIM antes e após os tratamentos, já no grupo classe II houve um decréscimo, embora sem

4 diferença significativa (P>0,05). Esses dados podem ser visualizados na Tabela 2, Figura 2. Tabela 2 - Valores médios e desvio padrão da força de mordida isométrica máxima (FMIM), em Kgf, bilateralmente dos grupos controle (GC), classe II (GII) e classe III (GIII) -P1 (antes da cirurgia) e P2 (6 meses após a cirurgia), para ambos os gêneros. Masculino Feminino Lado Direito Lado Esquerdo Lado Direito Lado Esquerdo GC 52,82 ± 26,14 54,18 ± 27,37 28,27 ± 12,06 30,52 ± 13,90 GII GIII P1 19,51 ± 8,94 20,07 ± 12,38 12,44 ± 6,68 15,42 ± 8,59 P2 16,65 ± 9,87 15,33 ± 12,06 10,79 ± 6,14 11,21 ± 5,69 P1 18,45 ± 13,61 17,68 ± 15,74 9,93 ± 3,59 11,13 ± 5,56 P2 18,75 ± 14,16 17,84 ± 13,32 11,88 ± 7,28 13,00 ± 7,46 GC (Homens: n = 16; Mulheres: n = 33) GII (Homens: n = 11; Mulheres: n = 16) GIII (Homens: n = 19; Mulheres: n = 25) Figura 2 Valores médios da força de mordida isométrica máxima (FMIM), em Kgf, bilateralmente dos grupos controle (GC), classe II (GII) e classe III (GIII) -P1 (antes da cirurgia) e P2 (6 meses após a cirurgia), para ambos os gêneros. DISCUSSÃO Um dos propósitos do tratamento interdisciplinar na deformidade dentofacial é a melhora da função mastigatória. Em 1998, Tsuga et al. declararam ser a função mastigatória um parâmetro objetivo no nível de capacidade mastigatória, sendo a força de mordida um fator relevante para esta função e relacionada à saúde do sistema mastigatório.

5 Em nosso estudo os valores de FMIM foram maiores no grupo controle comparado aos valores dos pacientes, tanto antes, quanto seis meses após o tratamento integrado. A força de mordida diminui significantemente devido ao tratamento ortodôntico a que esses pacientes são submetidos. Antes da cirurgia há um aumento na severidade da má oclusão apresentada por esses pacientes (TATE et al., 1994). Alterações oclusais e adaptações à nova oclusão podem influenciar a FMIM, o que justificaria os baixos valores após a cirurgia (OHKURA et al., 2001). Diferenças na força de mordida entre os gêneros são resultantes de diferenças anatômicas. Nos homens o músculo masseter é constituído por fibras tipo II, apresenta um maior diâmetro e maior espessura do que as mulheres (TUXEN; BAKKE; PINHOLT, 1999). Algumas investigações mostraram que a diferença na força de mordida entre os gêneros inicia-se na puberdade: Shiau e Wang (1993) encontraram que os meninos apresentam maiores forças do que as meninas após os 13 anos de idade. No presente estudo observamos diferenças entre os gêneros apenas no grupo controle, sendo os maiores valores para os homens. No entanto nos grupos de deformidades dentofaciais, GII e GIII, não foram observadas essas diferenças. Nas deformidades dentofaciais são vistas severas alterações na oclusão, afetando assim à força exercida pela musculatura, em ambos os gêneros. Há uma melhora na atividade eletromiográfica do músculo masseter após 3 anos de correção cirúrgica, para as técnicas de avanço maxilar, recuo mandibular e combinada (TRAWITZKI et al., 2009; ZARRINKELK et al., 1996). Vários estudos verificaram que a FMIM alcança os níveis do pré-operatório 6 meses após a cirurgia (IWASE et al., 2006; KIM et al, 1997; OHKURA et al., 2001). Van den Brader et al., 2006, no entanto, não observaram alteração nos valores da força de mordida antes ou após a cirurgia nos indivíduos com deformidade dentofacial. Os autores não encontraram diferença nos valores da força de mordida obtidos antes da cirurgia e os obtidos 1 ano e 5 anos após a cirurgia. No grupo GIII, houve um discreto aumento nos valores de força de mordida isométrica máxima, já no grupo GII houve um decréscimo, embora não houve diferença significativa em nenhum dos casos entre os pacientes antes e após os tratamentos. CONCLUSÃO

6 O tratamento integrado não influenciou na força de mordida isométrica máxima no período analisado. REFERÊNCIAS 1. IWASE, M.; OHASHI, M.; TACHIBANA, H.; TOYOSHIMA, T.; NAGUMO, M. Bite force, occlusal contact área and masticatory efficiency before and after orthognathic surgical correction of mandibular prognathism. In J Oral Maxillofac Surg. Cidade, v.35, p KIM YG, HWAN SOH. Effect of Mandibular Setback Surgery on Occlusal Force. J Oral Maxillofac Surg, v 55, p , KOBAYASHI, T.; HONMA, K.; NAKAJIMA, T.; HANADA, K. Masticatory function in patients with mandibular prognathism before and after orthognathic surgery. J Oral Maxillofac Surg, v.51, n.9, p , NAKATA, Y.; UEDA, H.M.; KATO, M.; TABE, H.; SHIKATA-WAKISAKA, N.; MATSUMOTO, E., et al. Changes in stomatognathic function induced by orthognathic surgery in patients with mandibular prognathism. J Oral Maxillofac Surg, v.65, n.3, p , OHKURA, K.; HARADA, K.; MORISHIMA, S.; ENOMOTO, S. Changes in bite force and occlusal contact área after orthognathic surgery for correction of mandibular prognathism. Oral Surg Oral Med Oral Pathol Oral Radiol Endod, v.91, n.2, p , OW, R.K.; CARLSSON, G.E.; JEMT, T. Biting force in patients with craniomandibular disorders. Cranio, v. 7, n. 2, p , SHIAU, Y.Y.; WANG, J.S.; the effects of dental condition on hand strength and maximum bite force. J Cran Pract. V. 11, n.1, p.49-54, TATE, G.S.; THROCKMORTON, G.S.; ELLIS III, E.; SINN, D.P.; BLACKWOOD, M.S. Estimated mastigatory forces in patients before orthognathic surgery. J Oral Maxillofac Surg, v.52, n.2, p , TRAWITZKI, L.V.V. Efeito do tratamento da deformidade dentofacial na função mastigatória, atividade eletromiográfica e espessura dos músculos da mastigação Tese (Doutorado em Ciências) Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2004.

7 10. TRAWITZKI, L.V.V.; DANTAS, R.O.; MELLO-FILHO, F.V.; MARQUES, W. Effect of treatment of dentofacial deformities on the electromyographic activity of masticatory muscles. Int J Oral Maxillofac Surg, v.35, n.1, p.170-3, 2006a 11. TRAWITZKI, L.V.V.; DANTAS, R.O.; MELLO-FILHO, F.V.; ELIAS-JÚNIOR, J. Effect of treatment of dentofacial deformity on masseter muscle thickness. Arch. Oral Biol., v.51, n.12, p b. 12. TRAWITZKI, L.V.V; DANTAS, R.O.; MELLO-FILHO, F.V.; MARQUESJR, W. Masticatory muscle function three years ofter surgical correction of class III dentofacial deformity. Int J Oral Maxillofac Sur., 2009 (in press). 13. TSUGA, K.; CARLSON, G.E.; OSTERBERG, T.; KARLSSON, S.Self-assessed mastigatory ability in relation to maximal bite force and dental state in 80-yearold subjects. J Oral Rehab, v.25, p , TUXEN, A.; BAKKE, M.; PINHOLT, E.M. Comparative data from young men and women on masseter muscle fibres, function and facial morphology. Arch Oral Biol, v. 44, n. 6, p , VAN DEN BRADER, W.; VAN DER BILT, A.; VAN DER GLAS, H.; ROSENBERG, T.; KOOLE, R.; The influence of mandibular advancement surgery on oral function in retrognathic patients: a 5-year follow-up study. J Oral Maxillofac Surg. V 64, p , ZARRINKELK, H.M.; THROCKMORTON, G.S.; ELLIS III E.; SINN, D.P. Functional and morphologic changes after combined maxillary intrusion and mandibular advancement surgery. J Oral Maxillofac Surg, v.54, n.7, p , 1996.

Avaliação eletromiográfica e ultrassonográfica do músculo masseter em indivíduos normais: estudo piloto

Avaliação eletromiográfica e ultrassonográfica do músculo masseter em indivíduos normais: estudo piloto Avaliação eletromiográfica e ultrassonográfica do músculo masseter em indivíduos normais: estudo piloto Palavras chave: músculo masseter, eletromiografia, ultra-som Introdução Estudos recentes utilizaram

Leia mais

Verificação da força de mordida e da atividade elétrica dos músculos masseteres durante a mastigação em laringectomizados totais

Verificação da força de mordida e da atividade elétrica dos músculos masseteres durante a mastigação em laringectomizados totais ARTIGO ORIGINAL Verificação da força de mordida e da atividade elétrica dos músculos masseteres durante a mastigação em laringectomizados totais Verification of bite force and the electrical activity of

Leia mais

Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada?

Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada? Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada? A avaliação da estética facial, bem como sua relação com a comunicação e expressão da emoção, é parte importante no

Leia mais

Cirurgia Ortognática Bimaxilar: Relato de Caso

Cirurgia Ortognática Bimaxilar: Relato de Caso Cirurgia Ortognática Bimaxilar: Relato de Caso LUNA, Aníbal H. B.; ALVES, Giorvan Ânderson dos Santos; FIGUEIREDO, Ludmila Silva de; PAIVA, Marcos A. Farias; CAVALCANTI, Raquel Lopes; RESUMO Introdução:

Leia mais

MÁ-OCLUSÃO. Ortodontista: Qualquer desvio de posição do dente em relação ao normal

MÁ-OCLUSÃO. Ortodontista: Qualquer desvio de posição do dente em relação ao normal MÁ-OCLUSÃO Ortodontista: Qualquer desvio de posição do dente em relação ao normal Sanitarista: Inconveniente estético ou funcional de grande magnitude que possa interferir no relacionamento do indivíduo

Leia mais

INTERVENÇÃO FONOAUDIOLÓGICA NO SERVIÇO DE CONTROLE DA DOR OROFACIAL E DEFORMIDADES DENTOFACIAIS DO HULW/UFPB

INTERVENÇÃO FONOAUDIOLÓGICA NO SERVIÇO DE CONTROLE DA DOR OROFACIAL E DEFORMIDADES DENTOFACIAIS DO HULW/UFPB INTERVENÇÃO FONOAUDIOLÓGICA NO SERVIÇO DE CONTROLE DA DOR OROFACIAL E DEFORMIDADES DENTOFACIAIS DO HULW/UFPB ALVES, Giorvan Ânderson dos santos Alves LOPES SOBRINHO, Paulo Naati LUNA, Anibal Henrique Barbosa

Leia mais

A INFLUÊNCIA DA ALIMENTAÇÃO NA MASTIGAÇÃO EM CRIANÇAS* The food influence in chewing in children ADRIANA MARQUES SILVA 1

A INFLUÊNCIA DA ALIMENTAÇÃO NA MASTIGAÇÃO EM CRIANÇAS* The food influence in chewing in children ADRIANA MARQUES SILVA 1 A INFLUÊNCIA DA ALIMENTAÇÃO NA MASTIGAÇÃO EM CRIANÇAS* The food influence in chewing in children ADRIANA MARQUES SILVA 1 Especialização em Motricidade Oral pelo Centro de Especialização em Fonoaudiologia

Leia mais

CIRURGIAS ORTOGNÁTICAS

CIRURGIAS ORTOGNÁTICAS CIRURGIAS ORTOGNÁTICAS Informações ao paciente Contém: 1. Explicação geral sobre cirurgias ortognáticas, 2. Perguntas e respostas, A cirurgia ortognática, também chamada de ortodontia cirúrgica, é um tipo

Leia mais

ANALISE DO ÍNDICE DE DISFUNÇÕES TEMPOROMADIBULARES NOS ALUNOS DO CURSO DE FISIOTERAPIA DA FAP

ANALISE DO ÍNDICE DE DISFUNÇÕES TEMPOROMADIBULARES NOS ALUNOS DO CURSO DE FISIOTERAPIA DA FAP ANALISE DO ÍNDICE DE DISFUNÇÕES TEMPOROMADIBULARES NOS ALUNOS DO CURSO DE FISIOTERAPIA DA FAP ALMEIDA, A.A; FELIPE, D.M. RESUMO A síndrome da disfunção da ATM causada por processos multifatoriais, entre

Leia mais

Mordida Profunda Definição. Trespasse vertical

Mordida Profunda Definição. Trespasse vertical Mordida Profunda Definição Trespasse vertical Mordida Profunda Diagnóstico Os fatores que contribuem variam de acordo com a oclusão: u Em boas oclusões é determinda por fatores dentários: t Comprimento

Leia mais

Informações de Tratamento

Informações de Tratamento Informações de Tratamento 1. Introdução O tratamento orto-cirúrgico da deformidade dento-facial apresenta tanta complexidade que freqüentemente o paciente se sente perdido no meio de tantas informações.

Leia mais

UNIVERSIDADE VEIGA DE ALMEIDA

UNIVERSIDADE VEIGA DE ALMEIDA i UNIVERSIDADE VEIGA DE ALMEIDA Juliana Bartolomucci Angeli Pereira DEFORMIDADES DENTOFACIAIS: CARACTERIZAÇÃO DAS FUNÇÕES ESTOMATOGNÁTICAS E DISFUNÇÕES TEMPOROMANDIBULARES PRÉ E PÓS CIRURGIA ORTOGNÁTICA

Leia mais

DISPOSITIVO INTEROCLUSAL RESILIENTE E SUA INFLUÊNCIA NA FORÇA MÁXIMA DE MORDIDA E SINTOMATOLOGIA DA DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR: UM ESTUDO DE CASO.

DISPOSITIVO INTEROCLUSAL RESILIENTE E SUA INFLUÊNCIA NA FORÇA MÁXIMA DE MORDIDA E SINTOMATOLOGIA DA DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR: UM ESTUDO DE CASO. DISPOSITIVO INTEROCLUSAL RESILIENTE E SUA INFLUÊNCIA NA FORÇA MÁXIMA DE MORDIDA E SINTOMATOLOGIA DA DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR: UM ESTUDO DE CASO. Lucas Kleber Cazula Lopes¹; Mirieli Denardi Limana²;

Leia mais

HIPERMOBILIDADE X DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR: CASO CLÍNICO

HIPERMOBILIDADE X DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR: CASO CLÍNICO HIPERMOBILIDADE X DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR: CASO CLÍNICO Gustavo Dias Gomes da Silva(1); Alieny Cristina Duarte Ferreira (2); Ana Isabella Arruda Meira Ribeiro (3); Alcione Barbosa Lira de Farias (4);

Leia mais

- ADITEME - Atendimento Especial de Pacientes com Disfunção da Articulação Temporomandibular. Conceitos Restauradores de Oclusão: - Relação Cêntrica;

- ADITEME - Atendimento Especial de Pacientes com Disfunção da Articulação Temporomandibular. Conceitos Restauradores de Oclusão: - Relação Cêntrica; Universidade Federal de Pelotas Faculdade de Odontologia Extensão Universitária - ADITEME - Atendimento Especial de Pacientes com Disfunção da Articulação Temporomandibular Conceitos Restauradores de Oclusão:

Leia mais

Exame do Sistema Estomatognático usando Análise Oclusal e Índice Epidemiológico para DCMs. Ana Carla Rios

Exame do Sistema Estomatognático usando Análise Oclusal e Índice Epidemiológico para DCMs. Ana Carla Rios Exame do Sistema Estomatognático usando Análise Oclusal e Índice Epidemiológico para DCMs Ana Carla Rios O Exame do Sistema Estomatognático utilizando a análise oclusal é parte importante do processo diagnóstico

Leia mais

I - Criação das especialidades: 1. ACUPUNTURA Aprovado. 2. HOMEOPATIA Aprovado. 3. HIPNOSE Aprovado. 4. TERAPIA FLORAL Aprovado

I - Criação das especialidades: 1. ACUPUNTURA Aprovado. 2. HOMEOPATIA Aprovado. 3. HIPNOSE Aprovado. 4. TERAPIA FLORAL Aprovado I - Criação das especialidades: 1. ACUPUNTURA Aprovado 2. HOMEOPATIA Aprovado 3. HIPNOSE Aprovado 4. TERAPIA FLORAL Aprovado 5. FITOTERAPIA Aprovado 6. ODONTOLOGIA DO ESPORTE Aprovado II - CRIAÇÃO DE PRÁTICAS

Leia mais

INTERVENÇÃO FONOAUDIOLÓGICA EM PORTADORES DE MÁ OCLUSÃO DE CLASSE III (DENTÁRIA E/OU ESQUELÉTICA)

INTERVENÇÃO FONOAUDIOLÓGICA EM PORTADORES DE MÁ OCLUSÃO DE CLASSE III (DENTÁRIA E/OU ESQUELÉTICA) CEFAC CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA CLÍNICA MOTRICIDADE ORAL INTERVENÇÃO FONOAUDIOLÓGICA EM PORTADORES DE MÁ OCLUSÃO DE CLASSE III (DENTÁRIA E/OU ESQUELÉTICA) VERIDIANA PROSINI RECIFE 1998

Leia mais

FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA CETASE

FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA CETASE FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA CETASE CENTRO DE ESTUDOS E TRATAMENTO DAS ALTERAÇÕES FUNCIONAIS DO SISTEMA ESTOMATOGNÁTICO Área de Prótese Fixa e Escultura Dental FICHA CLÍNICA 1 - Dados Pessoais

Leia mais

FORÇA DE MORDIDA EM PACIENTES COM FISSURA LABIOPALATINA REABILITADOS PROTETICAMENTE

FORÇA DE MORDIDA EM PACIENTES COM FISSURA LABIOPALATINA REABILITADOS PROTETICAMENTE FORÇA DE MORDIDA EM PACIENTES COM FISSURA LABIOPALATINA REABILITADOS PROTETICAMENTE BITE FORCE IN PATIENTS WITH CLEFT LIP AND PALATE WITH PROSTHETIC REHABILITATION Rafael D Aquino TAVANO 1 Mariana Vieira

Leia mais

ALTERAÇÕES ESTÉTICAS EM DISCREPÂNCIAS ÂNTERO- POSTERIORES NA CIRURGIA ORTOGNÁTICA

ALTERAÇÕES ESTÉTICAS EM DISCREPÂNCIAS ÂNTERO- POSTERIORES NA CIRURGIA ORTOGNÁTICA ALTERAÇÕES ESTÉTICAS EM DISCREPÂNCIAS ÂNTERO- POSTERIORES NA CIRURGIA ORTOGNÁTICA Recebido em 06/2004 Aprovado em 08/2004 Esthetic Changes in Anterior/Posterior Movements in Orthognathic Surgery José Rodrigues

Leia mais

Avaliação quantitativa da força axial da língua em indivíduos com grave diminuição da tensão lingual

Avaliação quantitativa da força axial da língua em indivíduos com grave diminuição da tensão lingual Avaliação quantitativa da força axial da língua em indivíduos com grave diminuição da tensão lingual Palavras-chave: língua, força muscular, biomecânica Introdução Na prática clínica fonoaudiológica, a

Leia mais

ROGÉRIO ALEXANDRE MODESTO DE ABREU EFICIÊNCIA MASTIGATÓRIA E FORÇA DE MORDIDA EM INDIVÍDUOS COM OCLUSÃO NORMAL.

ROGÉRIO ALEXANDRE MODESTO DE ABREU EFICIÊNCIA MASTIGATÓRIA E FORÇA DE MORDIDA EM INDIVÍDUOS COM OCLUSÃO NORMAL. ROGÉRIO ALEXANDRE MODESTO DE ABREU EFICIÊNCIA MASTIGATÓRIA E FORÇA DE MORDIDA EM INDIVÍDUOS COM OCLUSÃO NORMAL. Dissertação apresentada à Universidade Federal de São Paulo, para obtenção do Título de Mestre

Leia mais

MELHORA NO PADRÃO DE TONICIDADE MUSCULAR DE PACIENTES COM SÍNDROME DE DOWN ESTIMULADOS PRECOCEMENTE

MELHORA NO PADRÃO DE TONICIDADE MUSCULAR DE PACIENTES COM SÍNDROME DE DOWN ESTIMULADOS PRECOCEMENTE MELHORA NO PADRÃO DE TONICIDADE MUSCULAR DE PACIENTES COM SÍNDROME DE DOWN ESTIMULADOS PRECOCEMENTE Karla Larissa Vas Estero 1, Lizzie Ramos Moretti 1, Luciana Manzotti de Marchi 2, Maria Paula Jacobucci

Leia mais

TÍTULO: ANÁLISE DA ESPESSURA DOS MÚSCULOS MASTIGATÓRIOS POR MEIO DE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA HELICOIDAL

TÍTULO: ANÁLISE DA ESPESSURA DOS MÚSCULOS MASTIGATÓRIOS POR MEIO DE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA HELICOIDAL Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: ANÁLISE DA ESPESSURA DOS MÚSCULOS MASTIGATÓRIOS POR MEIO DE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA HELICOIDAL

Leia mais

ANÁLISE DA MASTIGAÇÃO EM INDIVÍDUOS QUE APRESENTAM MORDIDA CRUZADA UNILATERAL NA FAIXA-ETÁRIA DE 07 A 12 ANOS

ANÁLISE DA MASTIGAÇÃO EM INDIVÍDUOS QUE APRESENTAM MORDIDA CRUZADA UNILATERAL NA FAIXA-ETÁRIA DE 07 A 12 ANOS Análise acústica e índice de estimulabilidade ANÁLISE DA MASTIGAÇÃO EM INDIVÍDUOS QUE APRESENTAM MORDIDA CRUZADA UNILATERAL NA FAIXA-ETÁRIA DE 07 A 12 ANOS 351 Chewing analysis in subjects aged between

Leia mais

Tomografia Computorizada Dental

Tomografia Computorizada Dental + Universidade do Minho M. I. Engenharia Biomédica Beatriz Gonçalves Sob orientação de: J. Higino Correia Tomografia Computorizada Dental 2011/2012 + Casos Clínicos n Dentes privados do processo de erupção

Leia mais

Terapia miofuncional no tratamento de anquilose temporomandibular: análise de 7 pacientes

Terapia miofuncional no tratamento de anquilose temporomandibular: análise de 7 pacientes ARTIGO ORIGINAL Terapia miofuncional no tratamento de anquilose temporomandibular: análise de 7 pacientes Miofunctional therapy in management of temporomandibular joint ankylosis: analysis of 7 patients

Leia mais

ANEXO IV CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

ANEXO IV CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Curso de Especialização em: Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial Disciplina: Diagnóstico por Imagem da Articulação Temporomandibular. : I. Conceituar radiografias da ATM, explicando-as; II. Identificar

Leia mais

incisivos inferiores 1,3,4,6. Há também um movimento do nariz para frente, tornando o perfil facial menos côncavo e, conseqüentemente,

incisivos inferiores 1,3,4,6. Há também um movimento do nariz para frente, tornando o perfil facial menos côncavo e, conseqüentemente, Série Aparelhos Ortodônticos MÁSCARA FACIAL INTRODUÇÃO Inúmeras formas de tratamento têm sido relatadas para a correção precoce da má oclusão de Classe III. No entanto, talvez por muitos casos necessitarem

Leia mais

Revista CEFAC ISSN: 1516-1846 revistacefac@cefac.br Instituto Cefac Brasil

Revista CEFAC ISSN: 1516-1846 revistacefac@cefac.br Instituto Cefac Brasil Revista CEFAC ISSN: 1516-1846 revistacefac@cefac.br Instituto Cefac Brasil Ralin de Carvalho Deda, Marcela; Nara de Carvalho Picinato-Pirola, Melissa; Veríssimo de Mello- Filho, Francisco; Vitaliano Voi

Leia mais

Michel Luiz Harlos TRATAMENTO ORTO-CIRÚRGICO DE CLASSE II ESQUELÉTICA: RELATO DE CASO CLINICO FAMOSP

Michel Luiz Harlos TRATAMENTO ORTO-CIRÚRGICO DE CLASSE II ESQUELÉTICA: RELATO DE CASO CLINICO FAMOSP 1 Michel Luiz Harlos TRATAMENTO ORTO-CIRÚRGICO DE CLASSE II ESQUELÉTICA: RELATO DE CASO CLINICO FAMOSP Cuiabá - 2011 2 TRATAMENTO ORTO-CIRÚRGICO DE CLASSE II ESQUELÉTICA: RELATO DE CASO CLINICO * Michel

Leia mais

Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso

Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso Caso Clínico Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso José Euclides Nascimento* Luciano da Silva

Leia mais

Caso clínico: DTM articular

Caso clínico: DTM articular Caso clínico: DTM articular Profa. Ana Cristina Lotaif. São Paulo, SP http://www.clinicaacl.com Descrição: Paciente BXM, sexo feminino, 25 anos, advogada, apresentou-se para exame com queixa de dificuldade

Leia mais

Reabsorção condilar progressiva da articulação temporomandibular após cirurgia ortognática

Reabsorção condilar progressiva da articulação temporomandibular após cirurgia ortognática A r t i g o I n é d i t o 2005-119 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 Reabsorção condilar progressiva da articulação

Leia mais

MATERIAL E MÉTODOS. Objetivos:

MATERIAL E MÉTODOS. Objetivos: Rev. FOB V.9, n.3/4, p.139-144, jul./dez. 2001 ALTERAÇÕES OCLUSAIS E A SUA RELAÇÃO COM A DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR OCCLUSAL CHANGES AND THEIR RELATIONSHIP WITH TEMPOROMANDIBULAR DISORDERS Jefferson Ricardo

Leia mais

A VISÃO DO ALUNO DE ODONTOLOGIA DA IMPORTÂNCIA DA MULTIDISCIPLINARIDADE ODONTOLOGIA-FONOAUDIOLOGIA NOS CURSOS DE ODONTOLOGIA

A VISÃO DO ALUNO DE ODONTOLOGIA DA IMPORTÂNCIA DA MULTIDISCIPLINARIDADE ODONTOLOGIA-FONOAUDIOLOGIA NOS CURSOS DE ODONTOLOGIA 49 ISSN 2179-6998 Rev. Ibirapuera, São Paulo, n. 2, p. 49-53, Jul./Dez. 2011 A VISÃO DO ALUNO DE ODONTOLOGIA DA IMPORTÂNCIA DA MULTIDISCIPLINARIDADE ODONTOLOGIA-FONOAUDIOLOGIA NOS CURSOS DE ODONTOLOGIA

Leia mais

Breve Panorama Histórico

Breve Panorama Histórico Análise Facial Breve Panorama Histórico Norman Kingsley Kingsley (final do séc.xix): s a articulação dos dentes secundária à aparência facial. Breve Panorama Histórico Edward Angle (in (início séc. s XX)

Leia mais

Distância interincisiva máxima em crianças na dentadura mista

Distância interincisiva máxima em crianças na dentadura mista A r t i g o d e F o n o a u d i o l o g i a Distância interincisiva máxima em crianças na dentadura mista Débora Martins Cattoni*, Fernanda Dreux Miranda Fernandes** Resumo A distância interincisiva máxima

Leia mais

TRATAMENTO ORTODÔNTICO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR EM PACIENTES ADULTOS

TRATAMENTO ORTODÔNTICO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR EM PACIENTES ADULTOS TRATAMENTO ORTODÔNTICO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR EM PACIENTES ADULTOS Jorge Ferreira Rodrigues 1 Marcella Maria Ribeiro do Amaral Andrade 2 Ernesto Dutra Rodrigues 3 Resumo O tratamento ortodôntico da

Leia mais

TRATAMENTO CIRÚRGICO DE ASSIMETRIA MANDIBULAR RELATO DE CASO CLÍNICO SURGERY TREATMENTS OF MANDIBULAR ASYMMETRY REPORT OF CASE

TRATAMENTO CIRÚRGICO DE ASSIMETRIA MANDIBULAR RELATO DE CASO CLÍNICO SURGERY TREATMENTS OF MANDIBULAR ASYMMETRY REPORT OF CASE TRATAMENTO CIRÚRGICO DE ASSIMETRIA MANDIBULAR RELATO DE CASO CLÍNICO Recebido em 19/01/2004 Aprovado em 09/02/2004 SURGERY TREATMENTS OF MANDIBULAR ASYMMETRY REPORT OF CASE Emanuel DIAS de Oliveira e Silva*

Leia mais

18º Congresso de Iniciação Científica EFEITO DA MANIPULAÇÃO DA COLUNA CERVICAL ALTA SOBRE A DOR E SEVERIDADE DA DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR

18º Congresso de Iniciação Científica EFEITO DA MANIPULAÇÃO DA COLUNA CERVICAL ALTA SOBRE A DOR E SEVERIDADE DA DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR 18º Congresso de Iniciação Científica EFEITO DA MANIPULAÇÃO DA COLUNA CERVICAL ALTA SOBRE A DOR E SEVERIDADE DA DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR Autor(es) BRUNO MASCELLA RODRIGUES Orientador(es) DELAINE RODRIGUES

Leia mais

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO O (A) paciente, ou seu responsável, declara, para todos os fins legais, especialmente do disposto no artigo 39, VI, da Lei, 8.078/90 que dá plena autorização

Leia mais

VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX TRABALHO

VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX TRABALHO VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX TRABALHO Orientador Empresarial Dentistas-Consolidação das Normas para Procedimentos nos Conselhos de Odontologia-Alteração RESOLUÇÃO

Leia mais

Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa. o superiores e splint removível vel inferior

Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa. o superiores e splint removível vel inferior Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa o superiores e splint removível vel inferior MORO, A.; et al. Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de aço superiores

Leia mais

Tratamento ortodôntico - cirúrgico de um caso clínico de Classe III esquelética e Classe III dentária.

Tratamento ortodôntico - cirúrgico de um caso clínico de Classe III esquelética e Classe III dentária. Miguel da Nóbrega Médico Especialista em Estomatologia DUO Faculdade de Cirurgia Dentária Universidade Toulouse miguel.nobrega@ortofunchal.com Tratamento ortodôntico - cirúrgico de um caso clínico de Classe

Leia mais

TRANSTORNOS ESPECÍFICOS DO DESENVOLVIMENTO DA FALA E DA LINGUAGEM F80.0 DISLALIA (ARTICULAÇÃO; COMUNICAÇÃO FONOLÓGICA; FUNCIONAL ARTICULAÇÃO)

TRANSTORNOS ESPECÍFICOS DO DESENVOLVIMENTO DA FALA E DA LINGUAGEM F80.0 DISLALIA (ARTICULAÇÃO; COMUNICAÇÃO FONOLÓGICA; FUNCIONAL ARTICULAÇÃO) 27/12/2007 ANEXO 49 TABELA da CLASSIFICAÇÃO ESTATÍSTICA INTERNACIONAL DE DOENÇAS E PROBLEMAS RELACIONADOS À SAÚDE FONOAUDIOLÓGICA CID 10 /OMS /1997 6ª VERSÃO 2008 CÓDIGO F80 DESCRIÇÃO TRANSTORNOS ESPECÍFICOS

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS DE SOBRAL CURSO DE ODONTOLOGIA PATOLOGIA GERAL E ORAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS DE SOBRAL CURSO DE ODONTOLOGIA PATOLOGIA GERAL E ORAL SUB- PATOLOGIA GERAL E ORAL Estomatologia Métodos de Diagnóstico I e II Processos Patológicos PROGRAMA SUGERIDO (PROVA ESCRITA / DIDÁTICA / PRÁTICA) - TEMAS 1. Cistos dos maxilares. 2. Neoplasias benignas

Leia mais

OCLUSÃO! ! Posições mandibulares. ! Movimentos mandibulares. ! Equilíbrio de forças atuantes - vestibulolingual

OCLUSÃO! ! Posições mandibulares. ! Movimentos mandibulares. ! Equilíbrio de forças atuantes - vestibulolingual Universidade de Brasília Departamento de Odontologia OCLUSÃO! NOÇÕES DE OCLUSÃO! Estudo das relações estáticas e dinâmicas entre as estruturas do sistema mastigatório!! Movimentos mandibulares Disciplina

Leia mais

INFORMÁTICA ANS GUIA TISS CERTIFICADO DIGITAL TABELA TUSS TABELA DE ATOS ESPECIALIDADES

INFORMÁTICA ANS GUIA TISS CERTIFICADO DIGITAL TABELA TUSS TABELA DE ATOS ESPECIALIDADES INFORMÁTICA ANS GUIA TISS CERTIFICADO DIGITAL TABELA TUSS TABELA DE ATOS ESPECIALIDADES 21/06/2014 A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) é a agência reguladora vinculada ao Ministério da Saúde

Leia mais

CADEIAS MUSCULARES CADEIAS MUSCULARES CADEIAS MUSCULARES CADEIAS MUSCULARES. Dra. Adriana Tessitore. CADEIAS MUSCULARES aplicada à

CADEIAS MUSCULARES CADEIAS MUSCULARES CADEIAS MUSCULARES CADEIAS MUSCULARES. Dra. Adriana Tessitore. CADEIAS MUSCULARES aplicada à aplicada à 1 MOTRICIDADE OROFACIAL 2 MOTRICIDADE OROFACIAL Motricidade Orofacial é o campo da Fonoaudiologia voltado para o estudo/pesquisa, prevenção, avaliação, diagnóstico, desenvolvimento, habilitação,

Leia mais

Diretrizes Clínicas Protocolos Clínicos

Diretrizes Clínicas Protocolos Clínicos Diretrizes Clínicas Protocolos Clínicos 043 Avaliação e Monitoramento Fonoaudiológico em Pacientes com Fratura de Côndilo Mandibular Não Cirúrgica Última revisão: 13/08/2013 Estabelecido em: 05/08/2011

Leia mais

Avaliação do Uso de placas de Avanço Mandibular e Força de Mordida em Pacientes Portadores de Bruxismo

Avaliação do Uso de placas de Avanço Mandibular e Força de Mordida em Pacientes Portadores de Bruxismo 15 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA DOUTORADO DE PRÓTESE DENTÁRIA VIVIAN CHIADA MAINIERI Avaliação do Uso de placas

Leia mais

Padronização de avaliação em cirurgia ortognática

Padronização de avaliação em cirurgia ortognática Padronização de avaliação em cirurgia ortognática ARTIGO ORIGINAL Padronização de avaliação em cirurgia ortognática Standardization of the evaluation in orthognathic surgery MAURÍCIO MITSURU YOSHIDA 1,

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DE PLACAS MIORRELAXANTE NO TRATAMENTO DAS DISFUNÇÕES TEMPOROMANDIBULARES

A UTILIZAÇÃO DE PLACAS MIORRELAXANTE NO TRATAMENTO DAS DISFUNÇÕES TEMPOROMANDIBULARES 5 A UTILIZAÇÃO DE PLACAS MIORRELAXANTE NO TRATAMENTO DAS DISFUNÇÕES TEMPOROMANDIBULARES USE OF MYORELAXANT PLATES ON TREATMENT OF TEMPOROMANDIBULAR DISORDENS VIANA SILVA, Jéssika Pereira 1 ; MIGUITA, Fernanda

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA RELAÇÃO DE RESUMOS DE MONOGRAFIAS E ARTIGOS DE PÓS- GRADUAÇÃO Lato sensu - Daniela Cristina dos Santos Alves O Uso do Spray de Fluorometano no Tratamento Prof. D. Sc.

Leia mais

TRATAMENTOS UTILIZADOS NO SERVIÇO DE CONTROLE DA DOR OROFACIAL HULW/UFPB, BASEADO EM EVIDÊNCIAS

TRATAMENTOS UTILIZADOS NO SERVIÇO DE CONTROLE DA DOR OROFACIAL HULW/UFPB, BASEADO EM EVIDÊNCIAS TRATAMENTOS UTILIZADOS NO SERVIÇO DE CONTROLE DA DOR OROFACIAL HULW/UFPB, BASEADO EM EVIDÊNCIAS ¹LUCENA, Luciana Barbosa Sousa ; ²DANTAS, Alana Moura Xavier Centro de Ciências da Saúde - CCS, Departamento

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: Ciclos mastigatórios; Guia canino; Função de grupo.

PALAVRAS-CHAVE: Ciclos mastigatórios; Guia canino; Função de grupo. 173 DISFUNÇÃO CRÂNIO MANDIBULAR: GUIA CANINO OU FUNÇÃO DE GRUPO? Carlos Henrique Ribeiro Rodrigues * Heron de Abreu Rebelo de Matos** José Boaventura Zumaêta Costa** RESUMO O presente estudo propôs-se

Leia mais

VERIFICAÇÃO DA AMPLITUDE DOS MOVIMENTOS MANDIBULARES EM CRIANÇAS* RANGE OF MOTION ANALISES IN CHILDREN

VERIFICAÇÃO DA AMPLITUDE DOS MOVIMENTOS MANDIBULARES EM CRIANÇAS* RANGE OF MOTION ANALISES IN CHILDREN 35 VERIFICAÇÃO DA AMPLITUDE DOS MOVIMENTOS MANDIBULARES EM CRIANÇAS* RANGE OF MOTION ANALISES IN CHILDREN Célia Miyuki Hamazaki 1 Raquel Kawaura 1 Esther Mandelbaum Gonçalves Bianchini 2 Vicente José Assencio-Ferreira

Leia mais

Os distúrbios miofuncionais orofaciais na literatura odontológica: revisão crítica

Os distúrbios miofuncionais orofaciais na literatura odontológica: revisão crítica A r t i g o d e F o n o a u d i o l o g i a Os distúrbios miofuncionais orofaciais na literatura odontológica: revisão crítica Camila Cardoso Pereira*, Cláudia Maria de Felício** Resumo Muitos estudos

Leia mais

BRUXISMO EXCÊNTRICO COMO FATOR ETIOLÓGICO DE DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR

BRUXISMO EXCÊNTRICO COMO FATOR ETIOLÓGICO DE DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR BRUXISMO EXCÊNTRICO COMO FATOR ETIOLÓGICO DE DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR Gustavo Dias Gomes da Silva(1); Anna Kássia Tavares Alves Chaves Santiago Ana Isabella Arruda Meira Ribeiro (3); Alcione Barbosa

Leia mais

Osteotomia Sagital e Terceiros Molares Inferiores: Mudança de Paradigma

Osteotomia Sagital e Terceiros Molares Inferiores: Mudança de Paradigma Recebido em 15/10/2013 Aprovado em 12/08/2013 V14N1 Osteotomia Sagital e Terceiros Molares Inferiores: Mudança de Paradigma Sagittal Split Osteotomy and Lower Third Molars: a Paradigm Shift Paola Fernanda

Leia mais

Tratamento cirúrgico da má oclusão de Classe III dentária e esquelética

Tratamento cirúrgico da má oclusão de Classe III dentária e esquelética Caso Clínico BBO Tratamento cirúrgico da má oclusão de Classe III dentária e esquelética Ione Helena Vieira Portella Brunharo 1 O preparo ortodôntico para tratamento cirúrgico do padrão esquelético de

Leia mais

ANA JÚLIA LENZ fonoaudióloga

ANA JÚLIA LENZ fonoaudióloga ANA JÚLIA LENZ fonoaudióloga R u a : L u c a s d e O l i v e i r a, 4 9 s a l a 601 C e n t r o N H R S - C E P : 9 3 5 1 0-110 B r a s i l e i r a, S o l t e i r a, s e m f i l h o s N a s c. : 2 5 /

Leia mais

LEVANTAMENTO DO PERFIL DO COMPLEXO ESTOMATOGNÁTICO DOS ALUNOS DA 3ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO INOVADOR DA EEEMIDR.

LEVANTAMENTO DO PERFIL DO COMPLEXO ESTOMATOGNÁTICO DOS ALUNOS DA 3ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO INOVADOR DA EEEMIDR. LEVANTAMENTO DO PERFIL DO COMPLEXO ESTOMATOGNÁTICO DOS ALUNOS DA 3ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO INOVADOR DA EEEMIDR. ANTONIO BATISTA SANTIAGO EM ITABAIANA-PB. Napoleão Fernando do Nascimento 1 Ana Karênina de

Leia mais

MOVIMENTOS MANDIBULARES

MOVIMENTOS MANDIBULARES MOVIMENTOS MANDIBULARES Alfredo Julio Fernandes Neto, et al. Univ. Fed. Uberlândia - 2006 Para o entendimento da dinâmica dos movimentos mandibulares, além dos quatro determinantes anatômicos do aparelho

Leia mais

A investigação da dor no paciente idoso e ardência bucal. Paulo Pimentel

A investigação da dor no paciente idoso e ardência bucal. Paulo Pimentel A investigação da dor no paciente idoso e ardência bucal Paulo Pimentel Sistema Estomatognático Mastigação, fala, digestão e deglutição Paladar, respiração Defesa e reconhecimento imunológico Estética,

Leia mais

Tratamento ortodôntico cirúrgico da assimetria facial causada por hiperplasia condilar

Tratamento ortodôntico cirúrgico da assimetria facial causada por hiperplasia condilar Recebido em 31 out. 2007 / aprovado em 13 dez. 2007 Tratamento ortodôntico cirúrgico da assimetria facial causada por hiperplasia condilar Orthodontic surgical treatment of facial asymmetry caused by condylar

Leia mais

UNIVERSIDADE VEIGA DE ALMEIDA

UNIVERSIDADE VEIGA DE ALMEIDA UNIVERSIDADE VEIGA DE ALMEIDA Renata Veiga Andersen Cavalcanti VERIFICAÇÃO E ANÁLISE MORFOFUNCIONAL DAS CARACTERÍSTICAS DA MASTIGAÇÃO EM USUÁRIOS DE PRÓTESE DENTÁRIA REMOVÍVEL RIO DE JANEIRO 2008 Renata

Leia mais

Cirurgia ortognática: orientações legais aos ortodontistas e cirurgiões bucofaciais

Cirurgia ortognática: orientações legais aos ortodontistas e cirurgiões bucofaciais A RTIGO I NÉDITO Cirurgia ortognática: orientações legais aos ortodontistas e cirurgiões bucofaciais Marina de Oliveira Ribas*, Luís Francisco Gomes Reis**, Beatriz Helena Sottile França***, Antonio Adilson

Leia mais

A Ortodontia Intercetiva nas Deformidades Dento-Maxilares

A Ortodontia Intercetiva nas Deformidades Dento-Maxilares A Ortodontia Intercetiva nas Deformidades Dento-Maxilares Teresa Pinho 1 RESUMO Existem más oclusões na criança, que quando abordadas precocemente pelo odontopediatra / ortodontista na fase de dentição

Leia mais

Clínica de Preparo Bucal: Indispensável para o Tratamento de Pacientes Parcialmente Desdentados

Clínica de Preparo Bucal: Indispensável para o Tratamento de Pacientes Parcialmente Desdentados Clínica de Preparo Bucal: Indispensável para o Tratamento de Pacientes Parcialmente Desdentados Frederico dos Reis Goyatá 1 Universidade Severino Sombra, curso de Odontologia, Professor de Dentística,

Leia mais

DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR: UMA ABORDAGEM FISIOTERAPEUTICA RESUMO

DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR: UMA ABORDAGEM FISIOTERAPEUTICA RESUMO DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR: UMA ABORDAGEM FISIOTERAPEUTICA ADRIELE FERNANDA BARBERA BASSI adrielebassi@hotmail.com REGIANE SAYURI MORIMOTO regiane_sayuri@hotmail.com RESUMO ANA CLÁUDIA DE SOUZA COSTA

Leia mais

UNIVERSIDADE DE CUIABÁ Programa de Pós-Graduação em Ciências Odontológicas Integradas ANDRÉ LUIS FERNANDES DA SILVA

UNIVERSIDADE DE CUIABÁ Programa de Pós-Graduação em Ciências Odontológicas Integradas ANDRÉ LUIS FERNANDES DA SILVA UNIVERSIDADE DE CUIABÁ Programa de Pós-Graduação em Ciências Odontológicas Integradas ANDRÉ LUIS FERNANDES DA SILVA AVALIAÇÃO BIDIMENSIONAL DA PREVISIBILIDADE ENTRE CIRURGIA DE MODELO TRADICIONAL E CIRURGIA

Leia mais

INCLUSÃO E ALTERAÇÃO DE PROCEDIMENTOS DA TABELA DE PROCEDIMENTOS, MEDICAMENTOS E OPM DO SUS

INCLUSÃO E ALTERAÇÃO DE PROCEDIMENTOS DA TABELA DE PROCEDIMENTOS, MEDICAMENTOS E OPM DO SUS Circular 275/2013 São Paulo, 3 de Julho de 2013. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) INCLUSÃO E ALTERAÇÃO DE PROCEDIMENTOS DA TABELA DE PROCEDIMENTOS, MEDICAMENTOS E OPM DO SUS Diário Oficial da União Nº 126,

Leia mais

OTIMIZAÇÃO DAS RELAÇÕES INTERMAXILARES POR MEIO DE CIRURGIA ORTOGNÁTICA E REABILITAÇÃO PROTÉTICA: RELATO DE CASO CLÍNICO

OTIMIZAÇÃO DAS RELAÇÕES INTERMAXILARES POR MEIO DE CIRURGIA ORTOGNÁTICA E REABILITAÇÃO PROTÉTICA: RELATO DE CASO CLÍNICO Marcela Leite Campos Marina Brunetti Rosalinski OTIMIZAÇÃO DAS RELAÇÕES INTERMAXILARES POR MEIO DE CIRURGIA ORTOGNÁTICA E REABILITAÇÃO PROTÉTICA: RELATO DE CASO CLÍNICO CURITIBA 2012 Marcela Leite Campos

Leia mais

Os efeitos do controle farmacológico no comportamento futuro de pacientes menores de três anos no consultório odontológico

Os efeitos do controle farmacológico no comportamento futuro de pacientes menores de três anos no consultório odontológico Os efeitos do controle farmacológico no comportamento futuro de pacientes menores de três anos no consultório odontológico Denise Espíndola ANTUNES; Luciane Ribeiro de Rezende Sucasas da COSTA; Cristiana

Leia mais

ORTODONTIA - ORTOPEDIA FACIAL E FONOAUDIOLOGIA UMA RELAÇÃO DE FORMA E FUNÇÃO

ORTODONTIA - ORTOPEDIA FACIAL E FONOAUDIOLOGIA UMA RELAÇÃO DE FORMA E FUNÇÃO CEFAC CENTRO DE ESPECIALIZAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA CLÍNICA MOTRICIDADE ORAL ORTODONTIA - ORTOPEDIA FACIAL E FONOAUDIOLOGIA UMA RELAÇÃO DE FORMA E FUNÇÃO ANDRÉA JÚNIA CANHETTI MEIRELLES LONDRINA 2000 1 RESUMO

Leia mais

GRADE OU ESPORÃO? UMA COMPARAÇÃO ENTRE OS PONTOS DE VISTA ENTRE ORTODONTISTAS DE BELO HORIZONTE

GRADE OU ESPORÃO? UMA COMPARAÇÃO ENTRE OS PONTOS DE VISTA ENTRE ORTODONTISTAS DE BELO HORIZONTE CEFAC CENTRO DE ESPECIALIZAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA CLÍNICA MOTRICIDADE ORAL GRADE OU ESPORÃO? UMA COMPARAÇÃO ENTRE OS PONTOS DE VISTA ENTRE ORTODONTISTAS DE BELO HORIZONTE ANA MARIA PARIZZI BELO HORIZONTE

Leia mais

Transplante Dental* Coordenador: MACEDO, Sérgio Bruzadelli

Transplante Dental* Coordenador: MACEDO, Sérgio Bruzadelli Transplante Dental* Coordenador: MACEDO, Sérgio Bruzadelli LIMA, Richard Presley 1 ; DOS SANTOS, Mateus Veppo 2 ; DE MOURA, Cariacy Silva 3 ; GUILLEN, Gabriel Albuquerque 4 ; MELLO, Thais Samarina Sousa

Leia mais

Lesões Músculo-esqueléticas na Medicina Dentária

Lesões Músculo-esqueléticas na Medicina Dentária Lesões Músculo-esqueléticas na Medicina Dentária Paula Carneiro, Mónica Barroso, Ana Cristina Braga Departamento de Produção e Sistemas Escola de Engenharia Universidade do Minho Workshop Atenção! Mais

Leia mais

Extração Seriada, uma Alternativa

Extração Seriada, uma Alternativa Artigo de Divulgação Extração Seriada, uma Alternativa Serial Extraction, an Alternative Procedure Evandro Bronzi Resumo A extração seriada é um procedimento ortodôntico que visa harmonizar

Leia mais

4.6 Análise estatística

4.6 Análise estatística 36 4.6 Análise estatística Na análise dos dados, foi utilizado o programa estatístico SPSS, versão 11.5 (Windows). Inicialmente, apresentou-se o resultado geral do grupo dos adolescentes obesos e de eutróficos,

Leia mais

CONCEITO ATUA TAMBÉM NA ÁREA DE SAÚDE COLETIVA,SAÚDE ESCOLAR/EDUCACIONAL E DISFAGIA. (Texto aprovado pelo Plenário do CFFa em março de 2004).

CONCEITO ATUA TAMBÉM NA ÁREA DE SAÚDE COLETIVA,SAÚDE ESCOLAR/EDUCACIONAL E DISFAGIA. (Texto aprovado pelo Plenário do CFFa em março de 2004). FONOAUDIOLOGIA CONCEITO "A FONOAUDIOLOGIA É A CIÊNCIA QUE TEM COMO OBJETO DE ESTUDO A COMUNICAÇÃO HUMANA, NO QUE SE REFERE AO SEU DESENVOLVIMENTO, APERFEIÇOAMENTO, DISTÚRBIOS E DIFERENÇAS, EM RELAÇÃO

Leia mais

Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa. subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações

Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa. subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações 1 INTRODUÇÃO Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações desse padrão. Vale a pena relembrarmos a definição

Leia mais

LINK CATÁLOGO DE EXAMES

LINK CATÁLOGO DE EXAMES Porque pedir um exame radiográfico? LINK CATÁLOGO DE EXAMES O exame radiográfico é solicitado para a visualização clinica das estruturas ósseas da cavidade bucal. Para isso, existem as mais diversas técnicas

Leia mais

Disfunções Temporomandibulares Temporomandibular Disorders

Disfunções Temporomandibulares Temporomandibular Disorders Disfunções Temporomandibulares Temporomandibular Disorders Introdução As disfunções temporomandibulares (DTM) abrangem um grupo de condições musculoesqueléticas e neuromusculares que envolvem a articulação

Leia mais

Thaís Rosa Frazão Pereira. Mecanismo de Ação dos Aparelhos Oclusais Lisos e Planos

Thaís Rosa Frazão Pereira. Mecanismo de Ação dos Aparelhos Oclusais Lisos e Planos Thaís Rosa Frazão Pereira Mecanismo de Ação dos Aparelhos Oclusais Lisos e Planos Monografia apresentada à Faculdade de Odontologia de Piracicaba, da Universidade Estadual de Campinas, como requisito para

Leia mais

Speech therapy and the fitting of total dental prosthesis in the elderly: what dentists know about it?

Speech therapy and the fitting of total dental prosthesis in the elderly: what dentists know about it? 50 Oliveira JSR, Mattoso FCP, Oliveira ABC, Di Ninno CQMS FONOAUDIOLOGIA E ADAPTAÇÃO DE PRÓTESE DENTÁRIA TOTAL EM IDOSOS: O QUE OS DENTISTAS SABEM SOBRE ISTO? Speech therapy and the fitting of total dental

Leia mais

Semiologia Ortopédica Pericial

Semiologia Ortopédica Pericial Semiologia Ortopédica Pericial Prof. Dr. José Heitor Machado Fernandes 2ª V E R S Ã O DO H I P E R T E X T O Para acessar os módulos do hipertexto Para acessar cada módulo do hipertexto clique no link

Leia mais

Juliana Bartolomucci Angeli Pereira (1), Esther Mandelbaum Gonçalves Bianchini (2) RESUMO

Juliana Bartolomucci Angeli Pereira (1), Esther Mandelbaum Gonçalves Bianchini (2) RESUMO 1086 CARACTERIZAÇÃO DAS FUNÇÕES ESTOMATOGNÁTICAS E DISFUNÇÕES TEMPOROMANDIBULARES PRÉ E PÓS CIRURGIA ORTOGNÁTICA E REABILITAÇÃO FONOAUDIOLÓGICA DA DEFORMIDADE DENTOFACIAL CLASSE II ESQUELÉTICA Functional

Leia mais

I - ÁREA PROFISSIONAL FONOAUDIOLOGIA

I - ÁREA PROFISSIONAL FONOAUDIOLOGIA I - ÁREA PROFISSIONAL FONOAUDIOLOGIA FONOAUDIOLOGIA HOSPITALAR EM FUNÇÕES OROFACIAIS Titulação: Aprimoramento Supervisora: Profª Drª Cláudia Regina Furquim de Andrade Características: (duração 12 meses)

Leia mais

Análise das alterações miofuncionais na correção da mordida aberta anterior

Análise das alterações miofuncionais na correção da mordida aberta anterior Caso Clínico Análise das alterações miofuncionais na correção da mordida aberta anterior Joanna A. Binato*, Wagner S. Alviano**, Maria da Conceição A. Ferraz***, Margareth M. G. de Souza**** A mordida

Leia mais

Importância do exame radiográfico

Importância do exame radiográfico Exames e Indicações Importância do exame radiográfico O exame radiográfico de rotina associado ao exame clínico é a maneira mais efetiva de se obter o índice diagnóstico de 100% de cárie (segundo Estevam

Leia mais

Autor(es) BRUNO MASCELLA RODRIGUES. Orientador(es) DELAINE RODRIGUES BIGATON. Apoio Financeiro PIBIC/CNPQ. 1. Introdução

Autor(es) BRUNO MASCELLA RODRIGUES. Orientador(es) DELAINE RODRIGUES BIGATON. Apoio Financeiro PIBIC/CNPQ. 1. Introdução 19 Congresso de Iniciação Científica EFEITO DA MANIPULAÇÃO DA COLUNA CERVICAL ALTA SOBRE A DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR E A ATIVIDADE ELETROMIOGRÁFICA DOS MÚSCULOS CERVICAIS Autor(es) BRUNO MASCELLA RODRIGUES

Leia mais

Princípios de OCLUSÃO

Princípios de OCLUSÃO Aperfeiçoamento em Prótese Convencional e sobre Implantes Bibliografia Recomendada HOBO, S. et al. Osseointegração e Reabilitação Oclusal. 1 ed. São Paulo: Quintessence, 1997. Princípios de OCLUSÃO Princípios

Leia mais

FACULDADES UNIDAS DO NORTE DE MINAS (FUNORTE) CAIO HENRIQUE FEITOSA DE SOUZA

FACULDADES UNIDAS DO NORTE DE MINAS (FUNORTE) CAIO HENRIQUE FEITOSA DE SOUZA FACULDADES UNIDAS DO NORTE DE MINAS (FUNORTE) CAIO HENRIQUE FEITOSA DE SOUZA DESORDENS TÊMPORO-MANDIBULARES ARACAJU-SE 2009 CAIO HENRIQUE FEITOSA DE SOUZA DESORDENS TÊMPORO-MANDIBULARES Monografia apresentada

Leia mais

DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR: TRATAMENTO BASEADO EM EXPERIÊNCIA CLÍNICA OU EM EVIDÊNCIAS?

DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR: TRATAMENTO BASEADO EM EXPERIÊNCIA CLÍNICA OU EM EVIDÊNCIAS? DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR: TRATAMENTO BASEADO EM EXPERIÊNCIA CLÍNICA OU EM EVIDÊNCIAS? Alessandro Hyczy Lisboa 3 Elcy Pinto de Arruda 1 Leonardo Piazzetta Pellissari 4 Roberley Araújo Assad 2 Sylvio

Leia mais

A percepção do handicap em adultos candidatos ao uso de aparelhos. auditivos. Fabiane Acco Mattia Fonoaudióloga Especialização em Audiologia

A percepção do handicap em adultos candidatos ao uso de aparelhos. auditivos. Fabiane Acco Mattia Fonoaudióloga Especialização em Audiologia A percepção do handicap em adultos candidatos ao uso de aparelhos auditivos Fabiane Acco Mattia Fonoaudióloga Especialização em Audiologia Karlin Fabianne Klagenberg Fonoaudióloga Doutorado em Distúrbios

Leia mais

CIRURGIA ORTOGNÁTICA COMBINADA: RELATO DE UM CASO CLÍNICO COMBINED ORTHOGNATHIC SURGERY: REPORT OF A CASE

CIRURGIA ORTOGNÁTICA COMBINADA: RELATO DE UM CASO CLÍNICO COMBINED ORTHOGNATHIC SURGERY: REPORT OF A CASE Rev. Cir. Traumat. Buco-Maxilo-Facial, v.2, n.1, P. 31-41, Jan/jun - CIRURGIA ORTOGNÁTICA COMBINADA: RELATO DE UM CASO CLÍNICO COMBINED ORTHOGNATHIC SURGERY: REPORT OF A CASE FILHO, J.R.L.; CARVALHO, R.;

Leia mais