Manual de Orientação para Redação de Monografias e TCC

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual de Orientação para Redação de Monografias e TCC"

Transcrição

1 1 Manual de Orientação para Redação de Monografias e TCC Elaboração: Prof. Ms. Ivan Ferrer Maia, Profa. Dra. Patrícia Vargas L. Araújo e Prof. Ms. Rafael Rodrigues de Souza Bibliotecária: Michele Francislene Kilo Versão 2009

2 2 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO MONOGRAFIA - Apresentação Gráfica ESTRUTURA DA MONOGRAFIA ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS Capa Lombada Folha de Rosto Ficha Catalográfica (verso da folha de rosto) Errata Folha de Aprovação Dedicatória Agradecimentos Epígrafe Resumo Sumário ELEMENTOS TEXTUAIS INTRODUÇÃO DESENVOLVIMENTO CONCLUSÃO Regras para citações, notas, ilustrações, tabelas e quadros Citação direta Citação indireta Citação de citação Notas de referência Notas de rodapé Notas explicativas Ilustrações Tabelas e quadros ELEMENTOS PÓS-TEXTUAIS Referências Bibliográficas Glossário Apêndice Anexos Índice Capa de Fundo REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS...32

3 3 LISTA DE ILUSTRAÇÕES Figura 1: Modelo de capa de Monografia...7 Figura 2: Lombada...8 Figura 3: Folha de rosto...10 Figura 4: Ficha Catalográfica...10 Figura 5: Folha de aprovação com banca...11 Figura 6: Folha de aprovação sem banca...12 Figura 7: Dedicatória...13 Figura 8: Agradecimentos...14 Figura 9: Resumo...15 Figura 10: Abstract...16 Figura 11: Resumen...17 Figura 12: Lista de Abreviaturas e siglas...18 Figura 13: Modelo de lista de ilustrações...18 Figura 14: Lista de tabelas...19 Figura 15: Lista de símbolos...20 Figura 16: Sumário...21 Figura 17: Região de Aceitação e Região Crítica...26

4 4 1. INTRODUÇÃO Este manual de orientação destina-se especificamente aos acadêmicos das Faculdades mantidas pela Fundação Cultural Campanha da Princesa/FCCP que se encontram em fase de elaboração de Trabalho de Conclusão de Curso - TCC ou de Monografia de Bacharelado. Os trabalhos acadêmicos de conclusão de curso de graduação, às vezes denominados Trabalhos de Conclusão de Curso, constituem-se em monografias, ou seja, estudo minucioso de um determinado tema. Segundo Tachizawa e Mendes (apud SERRA NEGRA, 2004, p.31), entende-se por monografia "o trabalho destinado a cumprir uma obrigação acadêmica e de caráter científico [...] e, em essência, delimitado, estruturado e desenvolvido em torno de um único tema ou problema". A monografia é precedida de um projeto de pesquisa constituído do planejamento das diferentes partes da monografia. O projeto consiste em um relatório apontando o que será feito e a monografia é o texto final que relata o que já foi feito. No entanto, já foi observado que, para alguns alunos, o projeto e o relatório não se relacionam, o que é um equívoco, pois, o projeto é como o esboço de um quadro artístico utilizado para guiar o pintor na elaboração de sua obra final (ACEVEDO, 2004, p.26). Nos cursos de bacharelados, o Trabalho de Conclusão de Curso, ou simplesmente, Monografia, é obrigatório. A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), por meio da NBR 14724, de agosto de 2002, normalizou e estabeleceu os princípios gerais para elaboração de trabalhos acadêmicos na forma de monografia para a graduação, visando a sua apresentação escrita e oral à instituição de ensino. Neste manual é apresentada, passo a passo, a estrutura recomendável para a elaboração dos trabalhos acadêmicos, priorizando o simples e o funcional, respaldando-se nas normas da ABNT. Além de oferecer subsídios básicos para a elaboração e apresentação do trabalho de conclusão de curso, este manual tem como objetivo padronizar as ações para elaboração das monografias exigidas ao término dos cursos oferecidos na Instituição.

5 5 2. MONOGRAFIA - Apresentação Gráfica O trabalho acadêmico de monografia deve ser apresentado em folha branca, formato A4, tinta preta e impresso somente na frente, com exceção da folha de rosto, que contém a ficha catalográfica no verso. Fonte: a fonte da letra utilizada para os textos é Times New Roman, tamanho 12, com espaçamento um e meio (1,5) e texto justificado. Entre seções e subseções, o espaçamento é duplo, exceto para as notas de rodapé, citações, legendas e tabelas em que é utilizado tamanho de letra menor, fonte 10 e espaço simples. Também é usada fonte 12 e espaço simples para a natureza do trabalho, o objetivo e a área de concentração. Parágrafos: com recuo de um e vinte e cinco (1,25). Margem: as folhas devem apresentar margem esquerda e superior de 3,0cm; direita e inferior de 2,0cm. Segundo a NBR 14724, as folhas do trabalho, a partir da folha de rosto, devem ser contadas seqüencialmente. No entanto, a numeração só é colocada a partir da primeira folha da parte textual, em algarismos arábicos, no canto superior direito, a 2,0cm da borda (de acordo com o modelo abaixo). Se houver apêndice e/ou anexo, as folhas devem ser numeradas de maneira contínua e sua paginação deve dar seguimento a do texto principal.

6 6 3. ESTRUTURA DA MONOGRAFIA Para a apresentação dos trabalhos de conclusão de curso nas Faculdades mantidas pela FCCP o aluno deverá elaborar sua monografia seguindo o roteiro preestabelecido abaixo. Estrutura Elementos Pré-textuais Capa Obrigatório Lombada Opcional Folha de rosto Obrigatório Ficha catalográfica Obrigatório Errata Opcional Folha de aprovação Obrigatório Dedicatória Opcional Agradecimento Opcional Epígrafe Opcional Resumo em língua portuguesa Obrigatório Resumo em língua estrangeira Obrigatório Lista de ilustrações, tabelas, abreviaturas, siglas e símbolos Sumário Opcional Introdução Obrigatório Desenvolvimento Obrigatório Conclusão Obrigatório Textuais Pós-textuais Obrigatório Referências Bibliográficas Obrigatório Glossário Opcional Apêndice(s) Opcional Anexo(s) Opcional Índice(s) Opcional Capa de fundo Obrigatório Citações Obrigatório Quadro 1: Estrutura do trabalho acadêmico Fonte: ACEVEDO, Cláudia Rosa. Monografia no Curso de Administração: guia completo de conteúdo e forma.

7 7 4. ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS 4.1. Capa A capa é elemento obrigatório da monografia. A fonte da letra utilizada é Times New Roman e deve seguir os padrões estabelecidos pela ABNT e normas definidas pelas Faculdades mantidas pela FCCP na ordem em que se apresentam: Identificação da Instituição e do curso, centralizada, no espaço superior da folha, a 3 cm, tamanho 14; Nome do autor, centralizado (em letras maiúsculas) em tamanho 14, uns 10 cm abaixo da identificação; Título do trabalho, centralizado e no centro da folha (letras maiúsculas), podendo ser utilizados caracteres em negrito, itálico ou sublinhado (deverá usar o mesmo para todo o trabalho, inclusive nas referências bibliográficas), tamanho 16; Subtítulo do trabalho, quando houver: (letras minúsculas), antecedido de dois pontos, tamanho 16; Número de volumes, quando houver; Local (cidade da instituição) na parte inferior da folha, centralizado (a primeira letra maiúscula e as demais minúsculas), tamanho 14; Ano de entrega, também centralizado, logo abaixo da cidade, tamanho 14. Figura 1: Modelo de capa de Monografia

8 Lombada A confecção da lombada é opcional. De acordo com as normas da ABNT e conforme NBR 12225: 1992 nº 42, é estipulada a apresentação do título na lombada em publicações, como meio de facilitar a visualização e identificação da obra quando exposta na biblioteca. Apresenta-se na seguinte ordem: Nome da instituição impresso longitudinalmente, podendo-se usar apenas as siglas do nome; Nome do autor impresso longitudinalmente e legível do alto para baixo; Título do trabalho e subtítulo impressos da mesma forma que o nome do autor; Elementos alfanuméricos de identificação, por exemplo: v. 2; Ano de entrega. Figura 2: Lombada

9 Folha de Rosto Na folha de rosto, são colocados os dados essenciais para a identificação da obra. É a única folha do trabalho que conta com informações no verso (a ficha catalográfica). De acordo com a NBR 14724:2002, n e , a folha de rosto deve conter os seguintes elementos: Identificação da Instituição e curso, centralizada, no espaço superior da folha, a 3 cm, tamanho 14; Nome do autor, centralizado (em letras maiúsculas) em tamanho 14, uns 10 cm abaixo da identificação; Título do trabalho, centralizado e no centro da folha (letras maiúsculas), podendo ser utilizados caracteres em negrito, itálico ou sublinhado (deverá usar o mesmo para todo o trabalho, inclusive nas referências bibliográficas), tamanho 16; Subtítulo do trabalho, quando houver: (letras minúsculas), antecedido de dois pontos, tamanho 16; Número de volumes (se houver mais de um, deve constar em cada folha de rosto a especificação do respectivo volume); Explanação clara acerca da natureza do trabalho (Trabalho de Conclusão de Curso, Monografia) e do objetivo (aprovação em disciplina, grau pretendido e outros), do nome da instituição, da área de concentração, todos localizados abaixo da metade da folha (sentido vertical) e à direita (sentido horizontal) com recuo de 8,25, utilizando espaçamento simples e fonte tamanho 12; Nome do professor orientador e, se houver, o do co-orientador, logo abaixo da natureza, à direita, após espaçamento duplo e com tamanho 12; Local (cidade da instituição) na parte inferior da folha, centralizado (a primeira letra maiúscula e as demais minúsculas), tamanho 14; Ano de entrega, também centralizado, logo abaixo da cidade, tamanho 14.

10 10 Figura 3: Folha de rosto 4.4. Ficha Catalográfica (verso da folha de rosto) A ficha catalográfica se encontra no verso da folha de rosto. A norma NBR 12899, de 1993, da ABNT, detalha os procedimentos, e o bibliotecário complementará e acrescentará novas informações à ficha catalográfica, como numeração de CDD e/ou CDU. A ficha catalográfica deve conter, conforme o Código de Catalogação Anglo Americano CCAA2, impresso na parte inferior da folha, um retângulo de 7,5cm X 12,5cm, normalmente mais exigido em teses e dissertações. De acordo com a lei nº 4.084/62, somente os bibliotecários estão capacitados para a catalogação de obras. Em caso de dúvida, procurar a bibliotecária para orientações. O tamanho da fonte deve ter corpo 10 e as informações da ficha catalográfica devem vir dentro de uma caixa de texto com linhas e espaçamento simples. Os elementos devem figurar na seguinte ordem: Nome do autor (responsável intelectual pelo trabalho); Título e subtítulo do trabalho; Autor do trabalho, lugar de publicação: Instituição de Ensino, ano e páginas; Indicação da natureza do trabalho; Palavras-chave, começando pela mais relevante e enumerando-as. Fonte: SERRA Negra, 2004, p. 51. Figura 4: Ficha Catalográfica

11 Errata Listagem de itens com erros de grafia ou outros, indicando a sua localização e a forma correta no texto. A errata, se houver, deve ser inserida logo após a folha de rosto. Exemplo: ERRATA Folha Linha 32 3 Onde se lê Leia-se Adiministração Administração 4.6. Folha de Aprovação A folha de aprovação é elemento obrigatório da monografia. Contém o nome do autor do trabalho, título e subtítulo, se houver, natureza, objetivo, nome da instituição, área de concentração. Contém ainda a data de aprovação, nome, titulação e assinatura dos componentes da banca examinadora e a instituição a qual pertencem, se houver banca. Caso contrário, pode-se substituir pelos nomes e assinaturas dos professores orientadores e do coordenador do curso. Figura 5: Folha de aprovação com banca

12 12 Figura 6: Folha de aprovação sem banca 4.7. Dedicatória É um elemento opcional da monografia. A dedicatória visa prestar homenagem às pessoas que estiveram relacionadas afetivamente com o pesquisador. Deve ser redigida de forma simples e direta. Ainda que a norma não estabeleça, e tomando como exemplo outras monografias, recomenda-se utilizar o final da página com a margem à direita e com recuo à esquerda.

13 13 Figura 7: Dedicatória 4.8. Agradecimentos Este elemento opcional presta homenagem àqueles que contribuíram de maneira relevante à elaboração do trabalho ou não têm ligação afetiva com o pesquisador. O texto deve ser redigido de forma simples, direta e ter uma forma elegante em sua distribuição na folha.

14 14 Figura 8: Agradecimentos 4.9. Epígrafe Elemento opcional onde o autor apresenta uma citação direta de um texto, seguida de indicação de autoria relacionada com o escopo do trabalho. Pode ocorrer também no início da seção primária Resumo Em língua portuguesa O resumo é obrigatório e consiste na apresentação sucinta dos pontos do assunto abordado. O resumo deve dar uma visão rápida e clara do conteúdo e das conclusões do trabalho por meio de uma seqüência de frases concisas e objetivas. Apresentação em parágrafo único, simples e com espaço simples entre as linhas. Não podendo ultrapassar 500 palavras. Devem ser usadas letras Times New Roman tamanho 16 para a palavra RESUMO e tamanho 12 para o conteúdo. As palavras-chave encontram-se logo após o resumo, distanciadas deste em dois espaços.

15 15 Figura 9: Resumo Em língua estrangeira Elemento também obrigatório. Segue as mesmas características do resumo em língua vernácula. Em geral, é escrito em inglês, devido à popularidade deste idioma no meio acadêmico, mas pode ser escrito em outras línguas. As palavras-chave devem ser escritas na mesma língua utilizada para escrever o resumo.

16 16 Figura 10: Abstract

17 17 Figura 11: Resumen Lista de Ilustrações, tabelas, abreviaturas, siglas e símbolos É um elemento opcional. Deve ser elaborada de acordo com a ordem apresentada na monografia. Dispensa-se confecção de lista com número de dados inferior a 10. A ilustração deve ser inserida o mais próximo possível do texto a que se refere. A reprodução de ilustrações retiradas de outros documentos deve ser feita com citação do autor. Quanto à lista de abreviaturas e siglas, ela consiste na relação alfabética das abreviaturas e siglas utilizadas no texto, seguidas das palavras ou expressões correspondentes grafadas por extenso. Recomenda-se a elaboração de lista própria para cada tópico, isto é, uma para ilustrações, outra para tabelas etc. A lista de símbolos deverá ser apresentada conforme aparece no texto e com o devido significado.

18 18 Figura 12: Lista de Abreviaturas e siglas Figura 13: Modelo de lista de ilustrações

19 19 Figura 14: Lista de tabelas

20 20 Figura 15: Lista de símbolos Sumário Elemento obrigatório que consiste na enumeração das principais divisões. A palavra sumário deve ser centralizada e maiúscula. O sumário contém três colunas: a da esquerda enumera as divisões e subdivisões do trabalho; a da direita indica o número das páginas; a do centro indica os itens do trabalho. Horizontalmente, as partes são ligadas por linhas pontilhadas. As margens esquerda e superior são de 3 cm; a da direita e inferior, de 2cm. As normas da ABNT de maio de 2003 não prevêem utilização de algarismos romanos para indicação de partes, capítulos e/ou seções. As Faculdades mantidas pela FCCP também não utilizarão.

21 21 Figura 16: Sumário

22 22 5. ELEMENTOS TEXTUAIS Os elementos textuais correspondem ao corpo do trabalho, momento em que o autor expõe e demonstra suas idéias e o resultado da pesquisa. Constitui-se de três partes fundamentais: Introdução, Desenvolvimento e Conclusão INTRODUÇÃO Para a elaboração da Introdução, segundo Fachim (apud SERRA NEGRA, 2004, p. 119), algumas perguntas, se bem respondidas, darão clareza para a condução do trabalho. De que trata o assunto? Qual a situação-problema levantada? Em que se fundamenta o estudo? Qual o objetivo do pesquisador? Qual o relato histórico do problema? Köche (apud SERRA NEGRA, 2004, p.121) define que, para a introdução, consideram-se os seguintes aspectos: Problema Em pesquisa, chama-se problema uma dificuldade, teórica ou prática, no conhecimento de algo, dificuldade para a qual se deve encontrar uma solução. Geralmente, o problema é apresentado em forma de enunciado interrogativo, situando a dúvida no contexto atual da ciência ou perante uma situação empírica Objetivos Têm por finalidade delimitar a pretensão do alcance da investigação, o que se propõe a fazer, que aspectos se pretende analisar Justificativa Destaca a importância do tema abordado, tendo em vista o estágio atual da ciência, suas divergências polêmicas ou a contribuição que pretende proporcionar a pesquisa para o problema abordado Hipóteses No caso de pesquisas descritivas e experimentais, as hipóteses devem ser apresentadas com as possíveis soluções ou explicações que orientaram o processo da investigação, mostrando o que a pesquisa pretendeu testar. Não há hipótese se a pesquisa for exploratória ou bibliográfica Metodologia Deve esclarecer a forma utilizada na análise do problema proposto. Em pesquisas descritivas e experimentais, detalham-se os principais procedimentos, técnicas e instrumentos utilizados na coleta de

23 23 dados das observações ou testes das hipóteses, de tal forma que o leitor tenha uma visão do roteiro utilizado Dificuldades ou limitações Ao longo do processo de elaboração da monografia, dificuldades podem surgir, ou ainda, a não resolução de problemas ou a dificuldade da verificação de hipóteses. Neste caso, as dificuldades enfrentadas pelo pesquisador ou os redirecionamentos do trabalho devem ser expostos, desde que sejam julgados relevantes para o resultado final do trabalho e auxiliem a compreensão e o entendimento dos leitores DESENVOLVIMENTO Parte principal do texto que contém a exposição ordenada e pormenorizada do assunto. Para a elaboração do conteúdo do desenvolvimento, é permitida a inclusão de figuras, tabelas, fotos, citações e notas, de acordo com o estabelecido nas normas da ABNT Revisão da Literatura O autor procurará realizar a revisão bibliográfica obtida a partir da pesquisa bibliográfica e documental do tema discutido no trabalho e que servirá de base para a fundamentação do assunto Apresentação da Organização e da Metodologia Apresenta em breves palavras a organização à qual se refere o trabalho técnico final e descreve os objetivos do estudo (geral e específico), as questões e/ou hipóteses e sua relação com o referencial teórico escolhido. O capítulo deve ser concluído com o relato da metodologia utilizada, ou seja, quais os passos dados para a elaboração do trabalho científico. Dependendo do tipo de pesquisa realizada, a metodologia pode apresentar, por exemplo: população, objetivo de estudo, amostragem, tipos de dados, método de coleta, tipos de análise de dados, procedimentos estatísticos, datas e período de duração da pesquisa Resultados Apresenta os resultados do trabalho, a proposta de melhoria ou estudo de caso, e mostra as evidências que respondem às questões e hipóteses do trabalho, assim como outras que surjam a partir da pesquisa, tais como discussão mais ampla conectada ao contexto do tema e referencial teórico. Neste capítulo, é verificado o cumprimento dos objetivos CONCLUSÃO Para Ruiz (1982, p.75), a conclusão tem por finalidade reafirmar sinteticamente a idéia principal e os pormenores mais importantes já colocados em plena luz no corpo do texto. Segundo Boaventura (1997, p.55), "o primeiro cuidado de quem conclui é dizer o essencial. O assunto já foi dissecado por partes. Já foi esclarecido em minúcias; agora, nada de delongar [...] assim deve ser o resumo conclusivo: enérgico, breve, exato, impressionante e convincente". Dessa forma, a conclusão é a parte final do texto que ressalta as conclusões obtidas, o cumprimento dos objetivos e sua contribuição para a comunidade.

24 24 6. Regras para citações, notas, ilustrações, tabelas e quadros Citação é a menção de uma informação extraída de outra fonte. Sua localização poderá ser no texto ou em notas de rodapé. As citações são obrigatórias. Nas citações, as chamadas pelo sobrenome do autor, pela instituição, responsável ou título incluído na sentença devem ser em letras maiúsculas e minúsculas e, quando estiverem entre parênteses, devem ser letras maiúsculas. Veja alguns exemplos mais comuns, mas em caso de dúvida deverá ser consultada a NBR Citações em documentos da ABNT Citação direta A citação direta consiste na transcrição textual de parte da obra do autor consultado. Deve-se especificar no texto a(s) página(s), volume(s), tomo(s) ou seção(ões) da fonte consultada, devendo seguir a data, separada(s) por vírgulas e precedido(s) pelo termo, que o(s) caracteriza, de forma abreviada Citação direta com menos de três linhas Contida no texto, deverá aparecer destacada do mesmo entre aspas duplas. As aspas simples são utilizadas para indicar citação no interior da citação. EXEMPLO 1: Não se mova, faça de conta que está morta. (CLARAC; BONNIN, 1985, p. 72). EXEMPLO 2: O caráter religioso e transcendental da cidade é acentuado por vários historiadores. Mumford afirma que a cidade dos mortos antecede à cidade dos vivos (1961: 15), referindo-se aos cemitérios e templos que marcam solos sagrados e referenciais religiosos de comunidades protourbanas Citação direta com mais de três linhas Contida no texto, deverá aparecer destacada do mesmo através de um recuo de 4 cm da margem esquerda, com letra menor que a do texto utilizado e sem aspas. EXEMPLO: A cultura organizacional pode ser identificada e aprendida através de seus elementos básicos tais como: valores, crenças, rituais, estórias e mitos, tabus e normas. Existem diferentes visões e compreensões com relação à cultura organizacional. O mesmo se dá em função das diferentes construções teóricas serem resultantes de opções de diferentes pesquisadores, opções estas que recortam a realidade, detendo-se em aspectos específicos (FREITAS, 1989, p. 37). Observação: Devem ser indicadas as supressões, interpolações, comentários, ênfase ou destaques, do seguinte modo: 1. supressões [...] 2. interpolações, acréscimos ou comentários: [ ] 3. ênfase ou destaque: grifo ou negrito ou itálico Citação indireta Texto baseado na obra do autor consultado. A indicação da(s) página(s) consultada(s) é opcional. EXEMPLO 1:

25 25 Barras (1979) ressalta que, apesar da importância da arte de escrever para a ciência, inúmeros cientistas não têm recebido treinamento neste sentido. EXEMPLO 2: A literatura especializada tem sido alertada sobre uma possível crise no sistema tradicional de publicações científicas em papel, conforme citam Krzyzanowski e Taruhn (2001). EXEMPLO 3: Quanto ao uso de maiúsculas ao longo do texto, segundo Bastos et al. (1979) é recomendável a adoção das normas provenientes da Academia Brasileira de Letras Citação indireta de documentos on line com autor No corpo do texto, viria: Um dos principais pontos a ser levado em consideração por franqueados é conhecer muito bem o mercado local; fazendo isso, é possível para o franqueador explorar as oportunidades do negócio (ALVES, 12/05/98, p.4). Nas referências bibliográficas, a indicação completa da fonte seria da seguinte forma: ALVES, Tarcísio. É preciso conhecer o mercado. O Estado de São Paulo, São Paulo, 18 de maio Disponível em: <http//:www.estado.com.br/jornal/suplem/fran/98/05/12/fran012.html>. Acesso em: 02 de mar Citação de documentos on line sem indicação de autor No corpo do texto viria: Vendas do comércio crescem 0,59% em maio, e receita tem aumento de 0,38%, de 18/07/2006 (IBGE, 18/07/2006). Nas referências bibliográficas: INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Pesquisa Mensal de Comércio. 18/07/2006. Disponível em: <http://www.ibge.com.br.> Acesso em 19/07/2006. Quando o documento for de acesso exclusivo em meio eletrônico, no corpo do texto viria: Sobre os tributos [...] importante é obter orientação do contador sobre o enquadramento da empresa no que se refere aos impostos municipais, estaduais e federais (SEBRAE, ). Nas referências bibliográficas: SEBRAE. Quais os procedimentos para abertura de uma empresa de exportação e importação? São Paulo, Disponível em: %20negócio/orientações/criação%20de%20empresas/empresa_importação.aspx>. Acesso em: 20 de fev Citação de citação Transcrição direta ou indireta de um texto que não se teve acesso ao original, ou seja, retirada de fonte citada pelo autor da obra consultada. Indicar o autor da citação, seguido da data da obra original, a

26 26 expressão latina "apud", o nome do autor consultado, a data da obra consultada e a página onde consta a citação. EXEMPLO: "O homem é precisamente o que ainda não é. O homem não se define pelo que é, mas pelo que deseja ser." (ORTEGA Y GASSET, 1963, apud SALVADOR, 1977, p. 160). Segundo Silva (1983 apud ABREU, 1999, p. 3) diz ser Notas de referência Notas que indicam fontes consultadas ou remetem a outras partes da obra onde o assunto foi abordado Notas de rodapé Poderão vir no pé da página, no final de cada capítulo ou no final de todo texto. Incluem explicações complementares ou comentários adicionais que fogem da linha de raciocínio que está sendo seguida no texto. Deverão ser digitadas em espaço simples e devem seguir uma numeração seqüencial e única para todo o texto. A fonte do corpo do texto deve ter o tamanho 10, justificado Notas explicativas Notas usadas para comentários, esclarecimentos ou explanações que não possam ser incluídos no texto. EXEMPLO: 4. Esse tipo de nota contribui para não sobrecarregar o texto com informações que, embora úteis, são acessórias ao tema ou apenas reforçam uma idéia cuja essência já foi devidamente discutida no corpo do texto (Eco, 1986, p ). 6.7.Ilustrações De acordo com a NBR 14724: 2005, são consideradas ilustrações: desenhos, esquemas, fluxogramas, fotografias, quadros, gráficos, mapas, organogramas, retratos, entre outros. Sua identificação aparece na parte inferior, precedida da palavra designativa, seguida de seu número de ordem de ocorrência no texto, em algarismo arábico, e do respectivo título e/ou legenda explicativa. EXEMPLO: RA RC X 2 tab Figura 17: Região de Aceitação e Região Crítica Fonte: Alves, 2006

27 Tabelas e quadros A diferença entre tabelas e quadros é que, segundo a ABNT (2002b, apud FRANÇA, 2003, p. 95) as tabelas apresentam informações tratadas estatisticamente, enquanto os quadros contêm informações textuais agrupadas em colunas. EXEMPLO 1: Tabela 1: Ramo de atividade das empresas pesquisadas Ramo de atividade Freqüência Percentual Serviços 20 55,6% Indústria 8 22,2% Comércio 7 19,4% Agropecuária 1 2,8% ,0% Total EXEMPLO 2: Quadro 2: Classificação das empresas de acordo o número de empregados Porte Número de funcionários Microempresa Na indústria, até 19 pessoas ocupadas; no comércio e serviços, até 09 pessoas ocupadas. Pequena empresa Na indústria, de 20 a 99 pessoas ocupadas; no comércio e serviços, de 10 a 49 pessoas ocupadas. Média empresa Na indústria, de 100 a 499 pessoas ocupadas; no comércio e serviços, de 50 a 99 pessoas ocupadas. Grande empresa Na indústria, acima de 499 pessoas ocupadas; no comércio e serviços, acima de 99 pessoas ocupadas. Fonte: SEBRAE/MG, 2002

28 28 7. ELEMENTOS PÓS-TEXTUAIS Os elementos pós-textuais têm relação com o texto e vêm logo após a parte textual. Estão dispostos na seguinte ordem: Referências Bibliográficas, Glossário, Apêndices, Anexos e Índice Referências Bibliográficas São obrigatórias e consistem em um conjunto de elementos que permitem a identificação de todas as obras e "sites" consultados como fonte de pesquisa para a realização do trabalho monográfico. Precisam ser apresentadas conforme o estabelecido na NBR 6023 de agosto de Lembra-se que no título do trabalho poderá ser utilizado o caractere em negrito, itálico ou sublinhado. O caractere escolhido deverá ser o mesmo para todas as referências bibliográficas. Abaixo, alguns casos mais comuns Obra com apenas um autor SOBRENOME, Nome. Título do livro em negrito: subtítulo. Tradução. Edição, Cidade: Editora, ano. EXEMPLO: MARTINS, Adriano da Silva. Como falar em público: para administradores. 2. ed. São Paulo: Atlas, SOBRENOME, Nome. Título do capítulo ou parte do livro. In: Título do livro em negrito. Tradução. Edição. Cidade: Editora, ano. EXEMPLO: RODRIGUES, José Honório. A revolução americana e brasileira: In: Brasil: Tempo e Cultura. João Pessoa, Secretaria da Educação e Cultura do Estado da Paraíba, SOBRENOME, Nome. Título do capítulo ou parte do livro. In: SOBRENOME, Nome (Org.). Título do livro em negrito. Tradução, edição, Cidade: Editora, ano. EXEMPLO: JANCSÓ, István. A fundação do Estado e da nação brasileiros (c.1770-c.1850). In: José Jobson ARRUDA e Luís Adão da FONSECA (org.). Brasil Portugal: História, agenda para o milênio. Bauru/ São Paulo; Portugal: EDUSC/FAPESP; ICCTI, SOBRENOME, Nome. Título do artigo. Título do periódico em negrito. Cidade, Editora, vol., fascículo, p.x-y, ano. EXEMPLO: MELO, Pedro Lucas de Resende; BORINI, Felipe Mendes; OLIVEIRA JR., Moacir de Miranda. Quando terceirizar o call center? Revista de Práticas Administrativas. Maringá/Paraná, UNICORPORE Educação e Comunicação Corporativas, vol. 3, n. 5, p , mar./abr

29 Obra com dois ou três autores SOBRENOME, Nome; SOBRENOME, Nome. Título do livro em negrito: subtítulo. Tradução. Edição, Cidade: Editora, ano. EXEMPLO: ADES, L.; KERBAUY, R. R. Obesidade: realidade e indignações. Psicologia USP, São Paulo, v. 13, n. 1, p , LAKATOS, E.M.; MARCONI, M. de A. Técnicas de pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisas, elaboração e interpretação de dados. 3ª ed. São Paulo : Atlas, Obra com mais de três autores SOBRENOME, Nome et all. Título do livro em negrito: subtítulo. Tradução. Edição, Cidade: Editora, ano. EXEMPLO: PETERSON, L. et al. Improvement in quantity and quality of prevention measurement of toddler injuries and parental interventions. Behavior Therapy, New York, v. 33, n. 2, p , Trabalhos publicados em CD SOBRENOME, Nome. Título: subtítulo (se houver) In: Nome do evento em negrito, número, ano. Local de realização do evento. Anais... Local de publicação dos Anais: Editora, ano. Descrição física do suporte. EXEMPLO: RIBEIRO, R. Psicologia social e desenvolvimento do terceiro setor: participação da Universidade. In: Congresso norte nordeste de psicologia, 2, 2001, Salvador. Anais... Salvador: Universidade Federal da Bahia, CD Artigo publicado em periódico eletrônico SOBRENOME, PRENOME(s) abreviado. Título: subtítulo (se houver). Nome do periódico, local de publicação, volume, número ou fascículo, mês(s) abreviado. Ano. <endereço da URL>. Data de acesso: EXEMPLO: PAIVA, G. J. Dante Moreira Leite: um pioneiro da psicologia social no Brasil. Psicologia USP, São Paulo, v. 11, n. 2, jul./ago Disponível em: <http://www.scielo.br/>. Acesso em: 12 mar Documento publicado na Internet AUTOR (ES). Título: subtítulo (se houver) Disponível em: <endereço da URL>. Data de acesso EXEMPLO: FACULDADE DE AGRONOMIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL. Manual de referências bibliográficas. Disponível em: Acesso em: 20 de ago

NBR 14724/2011 ABNT NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 19/10/2011. Objetivo

NBR 14724/2011 ABNT NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 19/10/2011. Objetivo Objetivo ABNT Normas para elaboração de trabalhos científicos Esta Norma especifica os princípios gerais para a elaboração de trabalhos acadêmicos, visando sua apresentação à instituição Estrutura Parte

Leia mais

Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico: de acordo com NBR 14724/2011. São Carlos

Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico: de acordo com NBR 14724/2011. São Carlos Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico: de acordo com NBR 14724/2011 São Carlos Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico As orientações abaixo estão de acordo com NBR 14724/2011 da Associação

Leia mais

- TCC A/B - ORIENTAÇÕES PARA ESTRUTURAÇÃO E FORMATAÇÃO (Versão 1.3 Agosto de 2008)

- TCC A/B - ORIENTAÇÕES PARA ESTRUTURAÇÃO E FORMATAÇÃO (Versão 1.3 Agosto de 2008) Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre Curso de Sistemas de Informação Trabalho de Conclusão de Curso Prof. Dr. Luís Fernando Garcia - TCC A/B - ORIENTAÇÕES PARA ESTRUTURAÇÃO E FORMATAÇÃO (Versão 1.3 Agosto

Leia mais

MONOGRAFIA ESTRUTURA DE MONOGRAFIAS

MONOGRAFIA ESTRUTURA DE MONOGRAFIAS MONOGRAFIA Trata-se de uma construção intelectual do aluno-autor que revela sua leitura, reflexão e interpretação sobre o tema da realidade. Tem como base a escolha de uma unidade ou elemento social, sob

Leia mais

Manual para normalização de trabalhos técnicos científicos

Manual para normalização de trabalhos técnicos científicos Padrão FEAD de normalização Manual para normalização de trabalhos técnicos científicos Objetivo Visando padronizar os trabalhos científicos elaborados por alunos de nossa instituição Elaboramos este manual

Leia mais

ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA

ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA A elaboração da monografia deve ter como referência a ABNT NBR 14724/ 2006, a qual destaca que um trabalho acadêmico compreende elementos pré-textuais,

Leia mais

NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ABNT TRABALHOS ACADÊMICOS:

NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ABNT TRABALHOS ACADÊMICOS: MANUAL PARA TCC www.etecmonteaprazivel.com.br Estrada do Bacuri s/n Caixa Postal 145 Monte Aprazível SP CEP 15150-000 Tel.: (17) 3275.1522 Fax: (17) 3275.1841 NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ABNT

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO O trabalho deve ser digitado e impresso em papel formato A4. O texto deve ser digitado, no anverso das folhas, em espaço 1,5, letra do tipo

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIA

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIA ANEXO da Norma 004/2008 CCQ Rev 1, 28/09/2009 UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE QUÍMICA CURSO DE GRADUAÇÃO EM QUÍMICA Salvador 2009 2 1 Objetivo Estabelecer parâmetros para a apresentação gráfica

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO 1 Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003. Título do artigo, centralizado. COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Maria Bernardete Martins Alves * Susana Margaret de Arruda ** Nome do (s) autor

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA - UFSJ

GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA - UFSJ UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI UFSJ CAMPUS CENTRO-OESTE DONA LINDU CCO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA APRESENTAÇÃO NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS O trabalho deve ser digitado e impresso em papel

Leia mais

NORMAS DE FORMATAÇÃO DO TRABALHO FINAL (PIL) Apresentação Gráfica

NORMAS DE FORMATAÇÃO DO TRABALHO FINAL (PIL) Apresentação Gráfica UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA Faculdade de Educação UAB/UnB Curso de Especialização em Educação na Diversidade e Cidadania, com Ênfase em EJA Parceria MEC/SECAD NORMAS DE FORMATAÇÃO DO TRABALHO FINAL (PIL)

Leia mais

Escola de Administração Biblioteca. Normas para elaboração do TCC

Escola de Administração Biblioteca. Normas para elaboração do TCC Universidade Federal do Rio Grande do Sul Escola de Administração Biblioteca Normas para elaboração do TCC O que é um Trabalho de Conclusão de Curso? O TCC, é um trabalho acadêmico feito sob a coordenação

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS DO CET/UnB

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS DO CET/UnB UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA Centro de Excelência em Turismo MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS DO CET/UnB Por: Jakeline V. de Pádua APRESENTAÇÃO As páginas que se seguem especificam os princípios gerais

Leia mais

OBRIGATÓRIO= + OPCIONAL= *

OBRIGATÓRIO= + OPCIONAL= * Lombada* UFRGS FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS BIBLIOTECA GLÁDIS W. DO AMARAL ORIENTAÇÃO SOBRE A ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO Elementos póstextuais INDICES * PARTE INTERNA ANEXOS * APENDICES * GLOSSARIO

Leia mais

DISCIPLINA: PRÁTICA PROFISSIONAL E ESTÁGIO SUPERVISIONADO I, II E III CIÊNCIAS CONTÁBEIS ACADÊMICOS

DISCIPLINA: PRÁTICA PROFISSIONAL E ESTÁGIO SUPERVISIONADO I, II E III CIÊNCIAS CONTÁBEIS ACADÊMICOS DISCIPLINA: PRÁTICA PROFISSIONAL E ESTÁGIO SUPERVISIONADO I, II E III CIÊNCIAS CONTÁBEIS APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS PROF. DR. MARCOS FRANCISCO R. SOUSA PROF. Me. CELSO LUCAS COTRIM APRESENTAÇÃO

Leia mais

INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS PONTA GROSSA 2011 LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

Leia mais

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA MANUAL DE NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA FORMOSA/GO

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA UFSJ

GUIA PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA UFSJ UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI UFSJ CAMPUS CENTRO OESTE DONA LINDU GUIA PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA UFSJ DIVINÓPOLIS MG 2009 O Trabalho de

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA MESTRADO EM SAÚDE PÚBLICA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA MESTRADO EM SAÚDE PÚBLICA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA MESTRADO EM SAÚDE PÚBLICA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO CAMPINA GRANDE 2015 1 DISSERTAÇÃO A defesa pública da dissertação

Leia mais

Procedimentos para apresentação e normalização de trabalhos acadêmicos

Procedimentos para apresentação e normalização de trabalhos acadêmicos Procedimentos para apresentação e normalização de trabalhos acadêmicos Maria Bernardete Martins Alves Marili I. Lopes Procedimentos para apresentação e normalização de trabalhos acadêmicos Módulo 3 Apresentação

Leia mais

GESTÃO HOSPITALAR. PIM VI Projeto Integrado Multidisciplinar

GESTÃO HOSPITALAR. PIM VI Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO HOSPITALAR PIM VI Projeto Integrado Multidisciplinar 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Elaborar um estudo acerca Estrutura e Funcionamento do Sistema de Saúde Pública e Privada no Brasil.

Leia mais

Os trabalhos acadêmicos devem ser divididos em: elementos pré-textuais, textuais e

Os trabalhos acadêmicos devem ser divididos em: elementos pré-textuais, textuais e NORMAS PARA A REDAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA O projeto gráfico é de responsabilidade do autor

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO 1 Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003. Título do artigo, centralizado. COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Andersown Becher Paes de Barros * Ideraldo Bonafé ** RESUMO Este trabalho apresenta

Leia mais

ABNT NBR 14724 [terceira edição atualizada em 2011]

ABNT NBR 14724 [terceira edição atualizada em 2011] ABNT NBR 14724 [terceira edição atualizada em 2011] Professora Alcione Mazur 25/07/11 Cancela e substitui a edição anterior. ABNT NBR 14724: 2005 Não houve alterações na estrutura do trabalho, mas em uma

Leia mais

BIBLIOTECA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS. NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DOCUMENTOS CIENTÍFICOS: TRABALHOS ACADÊMICOS Aula 1

BIBLIOTECA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS. NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DOCUMENTOS CIENTÍFICOS: TRABALHOS ACADÊMICOS Aula 1 BIBLIOTECA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DOCUMENTOS CIENTÍFICOS: TRABALHOS ACADÊMICOS Aula 1 Paula Carina de Araújo paulacarina@ufpr.br 2014 Pesquisa Pesquisa Atividade básica da ciência

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSOS DE GESTÃO TECNOLÓGICA PIM - III

UNIVERSIDADE PAULISTA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSOS DE GESTÃO TECNOLÓGICA PIM - III UNIVERSIDADE PAULISTA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSOS DE GESTÃO TECNOLÓGICA PIM - III Projeto Integrado Multidisciplinar Cursos Superiores Tecnológicos G. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Trabalho

Leia mais

SISTEMA DE BIBLIOTECAS FMU/FIAM-FAAM/FISP NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA

SISTEMA DE BIBLIOTECAS FMU/FIAM-FAAM/FISP NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA SISTEMA DE BIBLIOTECAS FMU/FIAM-FAAM/FISP NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA São Paulo 2014 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO 1 ELEMENTOS EXTERNOS 1.1 CAPA 1.2 LOMBADA 2 ELEMENTOS INTERNOS PRÉ-TEXTUAIS

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - Unioeste PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS - PPGCA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - Unioeste PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS - PPGCA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - Unioeste PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS - PPGCA Normas para elaboração de Dissertações do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais MODELO

Leia mais

NORMAS PARA REDAÇÃO E IMPRESSÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM PRODUÇÃO VEGETAL

NORMAS PARA REDAÇÃO E IMPRESSÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM PRODUÇÃO VEGETAL NORMAS PARA REDAÇÃO E IMPRESSÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM PRODUÇÃO VEGETAL AQUIDAUANA MS 2009 1. PAPEL E PROCESSO DE MULTIPLICAÇÃO O papel

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003. Título do artigo, centralizado. COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Maria Bernardete Martins Alves * Susana Margaret de Arruda ** Nome do (s) autor

Leia mais

Apresentação de Trabalhos Acadêmicos ABNT

Apresentação de Trabalhos Acadêmicos ABNT Apresentação de Trabalhos Acadêmicos ABNT Editoração do Trabalho Acadêmico 1 Formato 1.1. Os trabalhos devem ser digitados em papel A-4 (210 X297 mm) apenas no anverso (frente) da folha. 2 Tipo e tamanho

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE INGRESSO E VITALICIAMENTO DOS NOVOS MEMBROS DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO CEARÁ

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE INGRESSO E VITALICIAMENTO DOS NOVOS MEMBROS DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO CEARÁ GESTÃO2010/2012 ESCOLASUPERIORDOMINISTÉRIOPÚBLICO(Art.1ºdaLei11.592/89) Credenciada pelo Parecer 559/2008, de 10/12/08, do CEC (Art. 10, IV da Lei Federal n.º 9.394, de 26/12/1996 - LDB) NORMAS PARA ELABORAÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO Centro de Ciências Humanas e Sociais CCHS Programa de Pós-Graduação em Educação Mestrado

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO Centro de Ciências Humanas e Sociais CCHS Programa de Pós-Graduação em Educação Mestrado UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO Centro de Ciências Humanas e Sociais CCHS Programa de Pós-Graduação em Educação Mestrado MANUAL DE DEFESA Exame de Qualificação: banca examinadora

Leia mais

REGRAS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO

REGRAS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO 1 REGRAS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO Os seguintes padrões atendem às exigências da FTC Feira de Santana, em conformidade com a NBR 14724:2002/2005 da Associação Brasileira de Normas Técnicas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC. Título

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC. Título UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC CENTRO DE CIÊNCIAS NATURAIS E HUMANAS Programa de Pós-Graduação em Biotecnociência Título Santo André dd/mm/aaaa Normas para Dissertações Mestrado em Biotecnociência - UFABC.

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO -TCC

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO -TCC UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE QUÍMICA NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO -TCC 1 APRESENTAÇÃO As recomendações a seguir resumem os princípios para a elaboração

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA (NBR 6022:2003)

PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA (NBR 6022:2003) PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA (NBR 6022:2003) Maio de 2012. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Biblioteca Universitária. Programa de capacitação. 2 NORMAS

Leia mais

Checklist da Estrutura de Monografia, Tese ou Dissertação na MDT UFSM 2010

Checklist da Estrutura de Monografia, Tese ou Dissertação na MDT UFSM 2010 1 Checklist da Estrutura de Monografia, Tese ou Dissertação na MDT UFSM 2010 Pré-textuais Textuais Pós-textuais Estrutura Elemento OK Capa (obrigatório) Anexo A (2.1.1) Lombada (obrigatório) Anexo H Folha

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE AGUDOS - FAAG BIBLIOTECA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS PARA O PERIÓDICO. REVISTA DiCA!

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE AGUDOS - FAAG BIBLIOTECA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS PARA O PERIÓDICO. REVISTA DiCA! CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE AGUDOS - FAAG BIBLIOTECA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS PARA O PERIÓDICO REVISTA DiCA! Biblioteca - FAAG Tel. (14) 3262-9400 Ramal: 417 Email: biblioteca@faag.com.br http://www.faag.com.br/faculdade/biblioteca.php

Leia mais

5 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS OU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)... 478 5.1 Ordenamento dos elementos da monografia ou TCC... 48 5.

5 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS OU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)... 478 5.1 Ordenamento dos elementos da monografia ou TCC... 48 5. 5 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS OU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)... 478 5.1 Ordenamento dos elementos da monografia ou TCC... 48 5.2 Capa... 48 5.3 Folha de rosto... 51 5.4 Errata... 53

Leia mais

METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO MATERIAL DIDÁTICO DA ABNT

METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO MATERIAL DIDÁTICO DA ABNT METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO MATERIAL DIDÁTICO DA ABNT www.abnt.org.br Objetivos da normalização Comunicação Simplificação Níveis de normalização Menos exigente (Genérica) INTERNACIONAL REGIONAL

Leia mais

DIRETRIZES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA TCC2

DIRETRIZES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA TCC2 UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS COORDENAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA COORDENAÇÃO ADJUNTA DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DIRETRIZES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

NORMAS PARA ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO NORMAS PARA ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Rosangela Alves de Oliveira * Nome do (s) autor (s) RESUMO Este trabalho estabelece as orientações para apresentação de um artigo científico. Todas as informações

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ - UESC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BOTÂNICA - PPGBOT. ANEXO 1 Normas de editoração e estruturação de dissertações

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ - UESC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BOTÂNICA - PPGBOT. ANEXO 1 Normas de editoração e estruturação de dissertações UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ - UESC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BOTÂNICA - PPGBOT ANEXO 1 Normas de editoração e estruturação de dissertações 1ª edição Ilhéus BA 2012 SUMÁRIO SUMÁRIO... 2 APRESENTAÇÃO...

Leia mais

Apresentação e formatação de artigo em publicação periódica científica:

Apresentação e formatação de artigo em publicação periódica científica: Apresentação e formatação de artigo em publicação periódica científica: Conforme NBR 6022:2003 Seção de atendimento ao usuário - SISBI Outubro 2013 Normas técnicas Norma técnica é um documento estabelecido

Leia mais

REGRAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO FORMAL DE TRABALHOS

REGRAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO FORMAL DE TRABALHOS F A C UL DA DE DE P R E S I DE N T E V E N C E S L A U REGRAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO FORMAL DE TRABALHOS APRESENTAÇÃO GRÁFICA - CONFIGURAÇÃO DAS MARGENS Ir ao menu Arquivo, escolher a opção Configurar

Leia mais

Título do trabalho: subtítulo do trabalho

Título do trabalho: subtítulo do trabalho Título do trabalho: subtítulo do trabalho Resumo Este documento apresenta um modelo de formatação a ser utilizado em artigos e tem como objetivo esclarecer aos autores o formato a ser utilizado. Este documento

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE CIÊNCIAS BÁSICAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MICROBIOLOGIA AGRÍCOLA E DO AMBIENTE

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE CIÊNCIAS BÁSICAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MICROBIOLOGIA AGRÍCOLA E DO AMBIENTE UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE CIÊNCIAS BÁSICAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MICROBIOLOGIA AGRÍCOLA E DO AMBIENTE Comissão Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em

Leia mais

Curso de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda NORMAS PARA ELABORAÇÃO / APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

Curso de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda NORMAS PARA ELABORAÇÃO / APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS Curso de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda NORMAS PARA ELABORAÇÃO / APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS 1 ESTRUTURA A estrutura e a disposição dos elementos de um trabalho acadêmico são as

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS 2013

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS 2013 NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS 2013 Jaciara-MT 2013 REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO FORMATO Os trabalhos acadêmicos devem ser em conformidade com os apontamentos a seguir. Papel branco, Formato A4 (21

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA MANUAL DO TCC ARUJÁ SP

CURSO DE PEDAGOGIA MANUAL DO TCC ARUJÁ SP CURSO DE PEDAGOGIA MANUAL DO TCC ARUJÁ SP 2011 ESTRUTURA 1 ELEMENTOS DE PRÉ-TEXTO 1.1 Capa 1.2 Lombada descendente 1.3 Folha de rosto 1.4 Folha de aprovação 1.5 Dedicatória 1.6 Agradecimentos 1.7 Epígrafe

Leia mais

universia.com.br/materia/img/tutoriais/ /01.jsp 1/1

universia.com.br/materia/img/tutoriais/ /01.jsp 1/1 5/12/2008 Monografias - Apresentação Fazer um trabalho acadêmico exige muito de qualquer pesquisador ou estudante. Além de todo esforço em torno do tema do trabalho, é fundamental ainda, adequá-lo às normas

Leia mais

Pré-texto. Texto. Pós-texto. Estrutura do Trabalho Final de Curso. A estrutura do Trabalho Final de Curso compreende: pré-texto, texto e pós-texto.

Pré-texto. Texto. Pós-texto. Estrutura do Trabalho Final de Curso. A estrutura do Trabalho Final de Curso compreende: pré-texto, texto e pós-texto. Estrutura do Trabalho Final de Curso A estrutura do Trabalho Final de Curso compreende: pré-texto, texto e pós-texto. Pré-texto Capa Folha de Rosto Dedicatória Agradecimentos Epígrafe Resumo Sumário Texto

Leia mais

Normas ABNT para Trabalhos

Normas ABNT para Trabalhos Normas ABNT para Trabalhos CAPA: Nome da Instituição: fonte tamanho 12 e centralizado. Nome dos autores: fonte tamanho 12, centralizado em ordem alfabética. Título: fonte tamanho 14 em negrito e centralizado.

Leia mais

PIM I. Projeto Integrado Multidisciplinar

PIM I. Projeto Integrado Multidisciplinar PIM I Projeto Integrado Multidisciplinar PIM I - PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Descrição e Análise de Práticas de Gestão Organizacional em uma Empresa. OBJETIVOS: Favorecer aos alunos ingressantes

Leia mais

TRABALHO ACADÊMICO: Guia fácil para diagramação: formato A5. Formatação do Texto

TRABALHO ACADÊMICO: Guia fácil para diagramação: formato A5. Formatação do Texto TRABALHO ACADÊMICO: Guia fácil para diagramação: formato A5 Antes de iniciar a digitação de seu trabalho acadêmico configure seu documento com as especificações a seguir, facilitando a visualização e sua

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE DISSERTAÇÃO (FORMATO

Leia mais

2- DETALHES SOBRE A ESTRUTURA DO RELATÓRIO A seguir estão orientações sobre como formatar as diversas partes que compõem o relatório.

2- DETALHES SOBRE A ESTRUTURA DO RELATÓRIO A seguir estão orientações sobre como formatar as diversas partes que compõem o relatório. 1 - ESTRUTURA DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO O relatório do Estágio Supervisionado de todos os cursos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Minas Gerais Campus Formiga - irá mostrar

Leia mais

Guia para apresentação do trabalho acadêmico:

Guia para apresentação do trabalho acadêmico: BIBLIOTECA COMUNITÁRIA Guia para apresentação do trabalho acadêmico: de acordo com NBR 14724/2005 São Carlos 2010 Guia para apresentação do trabalho acadêmico As orientações abaixo são de acordo com a

Leia mais

Guia de Orientação para Apresentação de Projeto de Pesquisa para Alunos da FCC de acordo com as Normas da ABNT

Guia de Orientação para Apresentação de Projeto de Pesquisa para Alunos da FCC de acordo com as Normas da ABNT FACULDADE CRISTÃ DE CURITIBA Guia de Orientação para Apresentação de Projeto de Pesquisa para Alunos da FCC de acordo com as Normas da ABNT Elaborado pela bibliotecária Teresinha Teterycz - CRB 9 / 1171

Leia mais

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DE POUSO ALEGRE MANUAL DE RELATÓRIO CIENTÍFICO (MRC) (GRADUAÇÃO)

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DE POUSO ALEGRE MANUAL DE RELATÓRIO CIENTÍFICO (MRC) (GRADUAÇÃO) INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DE POUSO ALEGRE MANUAL DE RELATÓRIO CIENTÍFICO (MRC) (GRADUAÇÃO) O RELATÓRIO CIENTÍFICO 1. CONCEITO DE RELATÓRIO Exposição escrita na qual se descrevem fatos verificados

Leia mais

Normas para Redação da Dissertação/Tese

Normas para Redação da Dissertação/Tese Normas para Redação da Dissertação/Tese Estrutura A estrutura de uma dissertação, tese ou monografia compreende três partes fundamentais, de acordo com a ABNT (NBR 14724): elementos prétextuais, elementos

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS 2013

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS 2013 NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS 2013 Jaciara-MT COMPOSIÇÃO DA MONOGRAFIA MONOGRAFIA Recebe nº página CAPA FOLHA DE ROSTO FOLHA DE APROVAÇÃO DEDICATÓRIA (OPCIONAL) AGRADECIMENTO (OPCIONAL) EPIGRAFE

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE ALTA FLORESTA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIODIVERSIDADE E AGROECOSSISTEMAS

Leia mais

GUIA PARA CONFECÇÃO DE PROJETO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)

GUIA PARA CONFECÇÃO DE PROJETO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) GUIA PARA CONFECÇÃO DE PROJETO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) Mestrado Profissional em Metrologia e Qualidade Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial 2010 APRESENTAÇÃO

Leia mais

4 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO

4 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO 4 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO Este capítulo visa a orientar a elaboração de artigos científicos para os cursos de graduação e de pós-graduação da FSG. Conforme a NBR 6022 (2003, p. 2),

Leia mais

NORMAS DE REDAÇÃO PARA QUALIFICAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES

NORMAS DE REDAÇÃO PARA QUALIFICAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES 1 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/ DE 30 DE MAIO DE 2011/ PRODEMA-UFS DE Estas normas de redação foram definidas como diretrizes básicas pelo Colegiado do Núcleo de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Leia mais

NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (ABNT/NBR-14724, AGOSTO 2002)

NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (ABNT/NBR-14724, AGOSTO 2002) NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (ABNT/NBR-14724, AGOSTO 2002) DIRETOR: Profº. Daniel Jorge dos Santos Branco Borges COORDENADORA PEDAGÓGICA: Profª. Paloma Martinez Veiga Branco COORDENADORA

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA FORMATAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA FORMATAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA FORMATAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 1. APRESENTAÇÃO É essencial o uso de normas técnicas para uma boa apresentação e compreensão da leitura de um trabalho acadêmico-científico.

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC-SP. FACULDADE (do aluno) CURSO. TÍTULO DO PROJETO Subtítulo do Projeto AUTOR DO PROJETO

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC-SP. FACULDADE (do aluno) CURSO. TÍTULO DO PROJETO Subtítulo do Projeto AUTOR DO PROJETO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC-SP FACULDADE (do aluno) CURSO TÍTULO DO PROJETO Subtítulo do Projeto AUTOR DO PROJETO TÍTULO DO RELATÓRIO AUTOR(ES) DO RELATÓRIO SÃO PAULO 200_ NOTA PRÉVIA

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA (UESB) DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS (DCE) CURSO DE MATÉMATICA VANÊIDE ROCHA DIAS RIBEIRO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA (UESB) DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS (DCE) CURSO DE MATÉMATICA VANÊIDE ROCHA DIAS RIBEIRO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA (UESB) DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS (DCE) CURSO DE MATÉMATICA VANÊIDE ROCHA DIAS RIBEIRO FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (FTA) VITÓRIA DA CONQUISTA BA 2009

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PIRENÓPOLIS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PIRENÓPOLIS 0 UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PIRENÓPOLIS MANUAL PARA FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS DA UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PIRENÓPOLIS PIRENÓPOLIS 2012 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 1

Leia mais

Normalização de trabalhos acadêmicos para apresentação. Estrutura do trabalho acadêmico NBR 14724/2005

Normalização de trabalhos acadêmicos para apresentação. Estrutura do trabalho acadêmico NBR 14724/2005 Normalização de trabalhos acadêmicos para apresentação Estrutura do trabalho acadêmico NBR 14724/2005 Estrutura do trabalho Acadêmico: teses, dissertações, monografias, etc. Elementos: 1 Pré-textual 2

Leia mais

DIRETRIZES PARA A REDAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOENGENHARIA

DIRETRIZES PARA A REDAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOENGENHARIA 1 DIRETRIZES PARA A REDAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOENGENHARIA O projeto gráfico é de responsabilidade do autor do trabalho, ou seja, o que não consta no texto destas

Leia mais

Trabalhos Científicos Usuais: Caracterização e Estrutura

Trabalhos Científicos Usuais: Caracterização e Estrutura Trabalhos Científicos Usuais: Caracterização e Estrutura Iniciação à Pesquisa em Informática Profª MSc. Thelma E. C. Lopes e-mail: thelma@din.uem.br 2 Texto Científico: o que é? A elaboração do texto científico

Leia mais

PIM II. Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO FINANCEIRA DA EMPPRESA

PIM II. Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO FINANCEIRA DA EMPPRESA PIM II Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO FINANCEIRA DA EMPPRESA 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: O aluno deverá escolher uma empresa de qualquer porte ou segmento e, com base no cenário

Leia mais

PROJETO MULDISCIPLINAR DO CURSO DE BACHAREL EM ADMINISTRAÇÃO DA UNIESP FACULDADE DO GUARUJÁ. Prof. Marat Guedes Barreiros

PROJETO MULDISCIPLINAR DO CURSO DE BACHAREL EM ADMINISTRAÇÃO DA UNIESP FACULDADE DO GUARUJÁ. Prof. Marat Guedes Barreiros PROJETO MULDISCIPLINAR DO CURSO DE BACHAREL EM ADMINISTRAÇÃO DA UNIESP FACULDADE DO GUARUJÁ Prof. Marat Guedes Barreiros GUARUJÁ 2º semestre de 2013 PROJETO MULDISCIPLINAR Curso superior de BACHAREL em

Leia mais

Elaborado pelo Coordenador do curso de Gestão Empresarial Prof. Ms. Ricardo Resende Dias e pela professora Profª Drª Silvana de Brito Arrais Dias.

Elaborado pelo Coordenador do curso de Gestão Empresarial Prof. Ms. Ricardo Resende Dias e pela professora Profª Drª Silvana de Brito Arrais Dias. Elaborado pelo Coordenador do curso de Gestão Empresarial Prof. Ms. Ricardo Resende Dias e pela professora Profª Drª Silvana de Brito Arrais Dias. Goiânia, 2010 SUMÁRIO SUMÁRIO...2 1. INTRODUÇÃO...3 1.1-

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA (ABNT - NBR 15287- válida a partir de 30.01.2006) 1 COMPONENTES DE UM PROJETO DE PESQUISA (itens em negrito são obrigatórios) ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS Capa

Leia mais

FACULDADE PAN AMAZÔNICA CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA. MANUAL ESPECÍFICO Projeto Integrado Multidisciplinar I PIM I

FACULDADE PAN AMAZÔNICA CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA. MANUAL ESPECÍFICO Projeto Integrado Multidisciplinar I PIM I FACULDADE PAN AMAZÔNICA CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA MANUAL ESPECÍFICO Projeto Integrado Multidisciplinar I PIM I Este manual atende todos os cursos de gestão 1º semestre, turmas ingressantes em fevereiro

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA Regulamento do TCC

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA Regulamento do TCC ANEXO A TERMO DE COMPROMISSO DE ORIENTAÇÃO DO TRABALHO DE Nome do Aluno: Matricula: Título do TCC CONCLUSAO DE CURSO (TCC) Solicito que seja designado como meu Orientador do Trabalho de Conclusão de Curso

Leia mais

Universidade Federal de Goiás Faculdade de Artes Visuais Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual

Universidade Federal de Goiás Faculdade de Artes Visuais Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual Universidade Federal de Goiás Faculdade de Artes Visuais Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIOS PARA QUALIFICAÇÃO (MESTRADO E DOUTORADO), TESES E TRABALHOS

Leia mais

Normas para Apresentação de Monografias

Normas para Apresentação de Monografias UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE DEPARTAMENTO DE SISTEMAS E COMPUTAÇÃO COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Normas para Apresentação de Monografias Campina Grande, dezembro 2010

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO RESUMO. Palavras-chave: Artigo Científico. Normalização. NBR 6022/03.

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO RESUMO. Palavras-chave: Artigo Científico. Normalização. NBR 6022/03. ARTIGO CIENTÍFICO Texto com autoria declarada que apresenta e discute ideias, métodos, técnicas, processos e resultados de diversas áreas do conhecimento (ABNT/NBR 6022:2003). 2.1.1 Modelo de artigo COMO

Leia mais

TÍTULO CLARO E OBJETIVO QUANTO ÀS PRETENÇÕES RELATIVAS AO OBJETO DE ESTUDO

TÍTULO CLARO E OBJETIVO QUANTO ÀS PRETENÇÕES RELATIVAS AO OBJETO DE ESTUDO FORMATAÇÃO GERAL PAPEL: A4 MARGEM: 3 cm à esquerda e superior e 2 cm à direita e inferior ESPAÇAMENTO: 1,5 texto corrido; entre parágrafo 6pts antes e depois FONTE: Times New Roman ou Arial TAMANHO DA

Leia mais

Guia para apresentação do trabalho acadêmico:

Guia para apresentação do trabalho acadêmico: BIBLIOTECA COMUNITÁRIA Guia para apresentação do trabalho acadêmico: de acordo com NBR 14724/2011 São Carlos 2011 Guia para apresentação do trabalho acadêmico As orientações abaixo são de acordo com NBR

Leia mais

FAJ FACULDADE DE JUSSARA COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (Artigo Científico) Instruções aos autores e orientadores

FAJ FACULDADE DE JUSSARA COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (Artigo Científico) Instruções aos autores e orientadores FAJ FACULDADE DE JUSSARA COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (Artigo Científico) Instruções aos autores e orientadores ESTRUTURA DO ARTIGO 1. Recomenda-se a utilização do processador

Leia mais

ANEXO IV RELATO DE EXPERIÊNCIA TÍTULO DO TRABALHO

ANEXO IV RELATO DE EXPERIÊNCIA TÍTULO DO TRABALHO ANEXO IV RELATO DE EXPERIÊNCIA TÍTULO DO TRABALHO Nome Sobrenome 1 Nome Sobrenome 2 RESUMO Este trabalho apresenta os elementos que constituem a estrutura do relato de experiência para o programa de apoio

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 002/2009/PEQ-UFS ANEXO I NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 002/2009/PEQ-UFS ANEXO I NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA N 002/2009/PEQ-UFS ANEXO I NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO 1. INTRODUÇÃO A Dissertação é a apresentação escrita do trabalho de pesquisa desenvolvido no âmbito do Programa de

Leia mais

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS ARACAJU 2012 2 PREFÁCIO A apresentação dos trabalhos acadêmicos

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE PRÉ-PROJETOS DE MONOGRAFIA DO CURSO DE DIREITO/FAJ

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE PRÉ-PROJETOS DE MONOGRAFIA DO CURSO DE DIREITO/FAJ Faculdade de Jussara FAJ Curso de Direito Coordenação de Trabalho de Conclusão de Curso MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE PRÉ-PROJETOS DE MONOGRAFIA DO CURSO DE DIREITO/FAJ Jussara 2013 APRESENTAÇÃO Este manual

Leia mais

Recomendações para a elaboração de um relatório técnico (Repare que algumas informações podem ou não se aplicar para o seu caso).

Recomendações para a elaboração de um relatório técnico (Repare que algumas informações podem ou não se aplicar para o seu caso). Recomendações para a elaboração de um relatório técnico (Repare que algumas informações podem ou não se aplicar para o seu caso). SUMÁRIO 1. CONCEITO DE RELATÓRIO 2. OBJETIVOS 3. TIPOS DE RELATÓRIOS 4.

Leia mais

TRABALHO ACADÊMICO. Apresentação gráfica

TRABALHO ACADÊMICO. Apresentação gráfica 2012 2 Núcleo de Apoio à Pesquisa na Graduação- NAP/UNIMAR Projeto de Pesquisa; Apresentação gráfica TRABALHO ACADÊMICO Apresentação gráfica Segundo normas estabelecidas pela Associação Brasileira de Normas

Leia mais

CAPA elemento obrigatório.

CAPA elemento obrigatório. CAPA elemento obrigatório. UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA NOME DO SETOR DO CURSO NOME DO DEPARTAMENTO OU COORDENAÇÃO NOME DO CURSO Nome da Instituição, do Setor, do Departamento e do Curso. Fonte

Leia mais

PIM V. Projeto Integrado Multidisciplinar

PIM V. Projeto Integrado Multidisciplinar PIM V Projeto Integrado Multidisciplinar PIM V - PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Propor a aplicação dos conhecimentos adquiridos nas disciplinas do semestre no funcionamento dos sistemas de Saúde

Leia mais

CAPA PARA ENCADERNAÇÃO

CAPA PARA ENCADERNAÇÃO CAPA PARA ENCADERNAÇÃO A partir de fevereiro de 2012, o Colegiado do Programa de Pós-Graduação em Administração optou por uma versão impressa mais sintética. Assim sendo, o aluno deverá imprimir os elementos

Leia mais

Informação e documentação Trabalhos acadêmicos Apresentação

Informação e documentação Trabalhos acadêmicos Apresentação AGO 2002 NBR 14724 ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas Informação e documentação Trabalhos acadêmicos Apresentação Sede: Rio de Janeiro Av. Treze de Maio, 13 2º andar CEP 20003-900 Caixa Postal

Leia mais

O TÍTULO DO TRABALHO DEVERÁ SER EM FONTE TIPO ARIAL 12, NEGRITO, CENTRALIZADO, ESPAÇO SIMPLES (ESPAÇAMENTO DE 1,0) SEM PONTO FINAL

O TÍTULO DO TRABALHO DEVERÁ SER EM FONTE TIPO ARIAL 12, NEGRITO, CENTRALIZADO, ESPAÇO SIMPLES (ESPAÇAMENTO DE 1,0) SEM PONTO FINAL O TÍTULO DO TRABALHO DEVERÁ SER EM FONTE TIPO ARIAL 12, NEGRITO, CENTRALIZADO, ESPAÇO SIMPLES (ESPAÇAMENTO DE 1,0) SEM PONTO FINAL Nome do autor principal (sigla da instituição a que pertence, entre parênteses)

Leia mais