Redações e suas correções

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Redações e suas correções"

Transcrição

1 Redações e suas correções Nesta aula, trouxe dois exemplares de como se corrigem as redações em bancas como o Cespe e a FCC. Gostaria de salientar que nem tudo é seguido sempre do mesmo jeito, obedecendo aos mesmos processos a cada correção, isso ocorre porque cada avaliação corresponde a um edital diferente, a exigências diferentes para cada área, a concorrências diferentes etc. A despeito dessas diferenças, a aula tem a intenção, mais uma vez, de auxiliar os candidatos na composição de suas estratégias de estudo e de confecção de provas discursivas. Conforme disse nas aulas anteriores, mesmo que os textos sigam finalidades diferentes, alguns princípios prevalecem. Mostrei a todos que é importante sempre, antes de escrever, ter em mente o sujeito receptor do texto (o leitor), depois disso é preciso ser claro, ser organizado, uma vez que escrever, mesmo em diário secreto, é sempre tentar se comunicar com outro, e a comunicação nos pede clareza nos ações escritas ou faladas. Com todos esses quesitos, poesias e filosofias de sempre, sigamos à compreensão prática do que deixamos de fazer nas provas e do que temos que fazer nelas de fato. NA FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS Para nossa demonstração, pegaremos duas redações, uma avaliada pela FCC, a outra, pelo Cespe. Esclareço que não mencionarei os nomes dos autores dos textos para preservá-los. Também esclareço que os temas e as redações com que trabalharei já tiveram os resultados das etapas concernentes às provas abertas publicados pelas bancas responsáveis. Então, vamos lá... Nosso foco na primeira correção é o concurso para provimento de vagas no TRT 2ª região em 2008 (TRT/SP). A prova discursiva do TRT/SP foi destinada aos cargos de Analista Judiciário; foi uma prova de caráter Júnia Andrade Viana

2 classificatório e eliminatório a ser desenvolvida em 4h30 junto com a prova objetiva. Muito apertado! Difícil, mas, se a banca propôs e há pessoas sendo aprovadas, dá para se virar e produzir um excelente texto. A proposta para a prova discursiva foi a seguinte: 1. Atente para o texto que segue: REDAÇÃO Desculparia de bom grado em nosso povo e tendência para não admitir como modelo e regra de perfeição moral senão os próprios usos e costumes, pois é defeito generalizado, não somente no homem comum como em quase todos os homens, reconhecer e seguir apenas o que se praticou desde o berço. (Montaigne) 2. Aproveite as ideias desse texto para resolver uma dissertação, na qual você exporá seu ponto de vista acerca do seguinte tema: A transitoriedade das leis atende ao permanente senso de justiça. O texto deverá ter a extensão mínima de 20 linhas e máxima de 30 linhas. Entendendo o tema: A banca usou a palavra transitoriedade, ou seja, lembra trânsito, tendência a se deslocar, mudança etc. Já na segunda metade da frase, usa a expressão permanente senso de justiça. Juntando as duas partes, temos o seguinte: por desejarmos ser sempre justos, estamos sempre mudando nossas leis. Essa é uma boa inferência do tema. Veja que no texto de Montaigne, filósofo e ensaísta francês do sec. XVI, há algumas palavras-chave que nos ajudam a reforçar a ideia: o filosofo fala Júnia Andrade Viana

3 sobre bom grado, então fala de algo positivo; depois fala em não admitir a perfeição moral, senão os próprios usos e costumes. Vamos juntar tudo e,... traduzindo: o ensaísta considera bom o fato de não se acreditar em perfeição moral, salvo os costumes, as tradições etc. Vinculando tudo, temos o seguinte: Como não se acredita na perfeição moral as leis, por possuírem um vínculo com a moral, podem ser transitórias, mutáveis. Como os costumes e as tradições não mudam permanente senso de justiça. há um Assim, nossa redação deverá abordar, como unidade temática, o fato de as leis serem mutáveis em razão de nossa justiça vigilante. Não sei como você que está lendo o meu texto se comporta diante do que lê neste momento, mas gostaria muito de saber sua reação, pois decodificar um texto não exige muitos segredos. É preciso apenas um trabalho de refinamento das informações feito por meio da seleção de palavras-chave para se chegar ao que o tema está pedindo. Mesmo que banca apresente propostas temáticas ou leituras de base filosófica ou literária, é bom ter em vista que focalizar significados de determinadas palavras num texto é melhor que ler este texto por completo e interpretá-lo depois. Uma avaliação temática assim é difusa e pode acabar mal estruturada. Para quem não quiser perder tempo, preocupe-se em decodificar basicamente a proposta temática, visto que o texto de apoio margeia a proposta, fica no entorno dela. Aprendeu a decodificar o tema? Espero que sim. Agora, vamos de fato às redações, aquelas de que falei no início dessa conversa Júnia Andrade Viana

4 Júnia Andrade Viana

5 Redação 1: A evolução no entendimento das leis. Como vimos, pela soma do quadro final da redação, o candidato conseguiu um total de 75 pontos. A banca emprega dois quesitos básicos: Estrutura e Conteúdo (primeiro quadro) e Expressão (segundo quadro). Todavia, na prova, conforme expliquei no Toque 2, a FCC não costuma detalhar as razões que de fato levaram o candidato a perder pontos. Não sei se você percebeu, mas ao final da redação, em suas últimas linhas, o avaliador escreve algumas expressões técnicas referentes ao que não foi bem cumprido pelo candidato. Então vamos ao detalhamento e, posteriormente, às sugestões de melhoria. Estrutura e conteúdo Quesitos da FCC Desenvolvimento pertinente ao tema: esse quesito encontra-se sem muitos problemas, pois o candidato fala sobre a necessidade de mudanças nas leis para que o senso de justiça se mantenha. Todavia, ressalto que a banca espera de nós não um ensaio de um jurista para outro jurista; ela espera, apesar da obscuridade temática oferecida, que saibamos nos comunicar de forma simples e clara. Por isso, não importa o assunto tratado, seja claro e objetivo, procure acrescentar aos seus argumentos, sempre que puder fazê-lo, exemplos do que está defendendo. Modalidade de texto proposta: vimos que o candidato consegue adequarse à modalidade dissertativa, visto ter produzido um texto que analisa o assunto proposto, oferecendo argumentos para embasar suas explicações. Clareza e lógica na exposição das idéias: aqui está o pecado maior da redação apresentada. Veja que no cantinho esquerdo, no final da redação, o avaliador escreve umas expressões soltas ( Estrutura, frases/períodos ). O Júnia Andrade Viana

6 que isso quer dizer? Na verdade, ele está pontuando as maiores falhas do candidato. Eis algumas delas: - primeiramente, veja que o candidato se vale de um vocabulário que tende mais ao rebuscamento linguístico do que à simplicidade (observe o uso de expressões como sucedâneo, hermenêutica dos tribunais, etc.). Isso atrasa a leitura e ofusca a clareza do texto. Devemos dar preferência sempre à clareza. - em segundo, apesar de ter feito parágrafos de curta extensão (fator positivo), o candidato não pensou o mesmo para a confecção dos períodos. Cada parágrafo da sua redação comporta praticamente um período inteiro, veja que quase não há pontos finais nos textos. A partir disso, caro aluno, atente-se para a seguinte lição: períodos curtos e diretos são mais fáceis de serem lidos, porque são mais claros e também não nos levam ao cometimento de erros gramaticais comuns. - em terceiro, bem que eu queria ter falado em primeiro plano, mas...agora vou apelar: a letra!!! Ajudemos o avaliador. Tenhamos cuidado com a letra. Com um pouquinho de esforço até que dá para ler bem o texto, mas ainda seria preciso um pouquinho de esforço. Então, pensemos: o cara que está lá na banca, com inúmeras redações, até que ponto ele estará disposto a esforçar-se um pouco mais para compreender nossas pequenas falhas de legibilidade? Melhor empregar letra de forma quando desconfiamos de que nossa letra cursiva não ajuda muito, não é? E posso usar letra de forma?! Quando quiser, para isso ela foi feita para levar ao receptor do texto legibilidade, clareza. O.K.? O que foi chato, no final das contas? No balanço final, a não observância desses pequenos detalhes que mencionei levou o candidato à perda de 15 pontos em 50, só no quesito Estrutura e Conteúdo. Vamos ao segundo e último quesito da FCC! Júnia Andrade Viana

7 Expressão Esse quesito avalia como o candidato lida com as regras do português formal, ou seja, a modalidade gramatical aplicada naturalmente à formalidade necessária aos textos escritos. Então, vamos lá... Adequação vocabular: falei sobre vocabulário quando avaliei a clareza do texto. Lendo a redação com mais cuidado, você verá que, em algumas passagens, é preciso um esforço maior para se concentrar na leitura, pois é preciso deduzir a informação escondida por trás do vocabulário empolado. Portanto, evitemos levar à banca mais esse trabalho. Uma curiosidade: percebeu que o avaliador grifou o termo através (no último parágrafo)? Explicando: devemos evitar o uso da expressão através e dar preferência à expressão de sentido próximo por meio de. Através é empregado sempre que fazemos alusão a um meio físico, tal como através da janela, vi as crianças brincarem. Como nas redações dissertativas trabalha-se com ideias, abstrações, melhor não errar, e empregar por meio de. Ortografia, morfologia, sintaxe e pontuação: em outras palavras, trata-se do bom emprego das regras gramaticais! Infrações pequenas pesaram na FCC, vejamos algumas: - adequa as obrigações : expressão meio esquisita, perdida no primeiro parágrafo. Nem com acento, o verbo adequar ficaria correto. Cuidado, muita gente boa emprega este verbo de modo incorreto. Segundo um dos mestres dos mestres, o professor Sérgio Nogueira, em livrinho bom para quem tem preguiça de ler gramática O Português do dia-a-dia, Ed.: Rocco -, o verbo adequar é defectivo, ou seja, no presente do indicativo, possuirá apenas as pessoas nós e vós. Assim, não existe adéqua ou adequa, melhor dizer que algo não está adequado. - no tocante à hermenêutica: esse eu nem classificaria como um erro, porque não há unanimidade quanto a se empregar crase após essa locução prepositiva. Gramáticos puristas, normalmente, condenam o emprego de duas preposições juntas, mas há os que defendam o emprego facultativo de Júnia Andrade Viana

8 crase após expressões como até e no tocante. Caberia, portanto, revisão do grifo feito pelo avaliador. - uma vez que torna-se: erro na colocação do pronome se. Quando há conjunção subordinativa antecedendo o verbo, o pronome oblíquo átono é atraído por essa conjunção, o que o obriga a situar-se à esquerda do verbo. - pelo fato dela constar: como ela é sujeito de constar, o correto seria retirar a preposição de do pronome ela, já que não há sujeito preposicionado no português. A soma dessas pequenas infrações pesa muito na FCC, tanto que a banca puniu os erros com a penalização de 10 pontos em 50. AGORA, NO CESPE Como havia dito anteriormente, por se menos formalista que a FCC, o Cespe centra sua correção em itens avaliativos como clareza, legibilidade, lógica na exposição temática e distribuição dos argumentos. Nem sempre as tabelas de avaliação, espelhos, empregados pelo Cespe são iguais, assim como também não são iguais os pontos máximos atribuídos a provas discursivas de diferentes concursos. Há concursos cuja nota máxima corresponde a 10 pontos, há concursos que valem 20 pontos, por exemplo. Para o nosso laboratório avaliativo, como não dá para eleger o mesmo tema, escolhi pelo menos uma redação produzida para outro concurso na área dos tribunais. Iremos, então, avaliar uma redação feita para o concurso do TRT/1ª Região (TRT/RJ). O concurso foi realizado em 2008 e trouxe como uma de suas propostas a seguinte:...redija um texto dissertativo acerca do seguinte tema. O ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO E A IGUALDADE DE TODOS PERANTE A LEI. Ao redigir seu texto, aborde, necessariamente, os seguintes aspectos: - a Constituição de 1988 e a defesa do ideal de cidadania; Júnia Andrade Viana

9 - a igualdade como fundamento da democracia; - o nepotismo como negação do espírito da cidadania. Antes de conhecermos uma redação analisada pelo Cespe para este tema, saibamos alguns detalhes importantes não mencionados com clareza no edital, mas que só conheceríamos após a entrega das notas, com a vista do espelho avaliativo: 1. Apresentação e estrutura textual (legibilidade, respeito às margens, paragrafação) e capacidade de interpretação e exposição são itens sempre avaliados pelo Cespe, e estes componentes, reunidos, correspondem a cerca de 10% do valor total da redação. 2. A exposição temática e aplicação dos aspectos, exigidos na complementação do tema (veja a proposta anterior) correspondem à quase totalidade dos pontos. 3. A pontuação restante nem sempre é igual para avaliar a abordagem de cada aspecto. Dependendo da prova, há aspectos que valem mais do que outros, não dá para saber qual o valor de cada um mais antes de a banca avaliá-los. Lembro que aspectos são os três subtemas que vêm abaixo do tema principal, citados na frase da banca: Ao redigir seu texto, aborde, necessariamente, os seguintes aspectos: 4. Quanto às formalidades gramaticais da língua, o que banca faz é contar o número de erros e aplicar esse quantitativo numa fórmula matemática que também leva em consideração o número de linhas efetivamente usadas pelo candidato. O.K., O.K., vamos para a análise da 2ª redação desta aula: Júnia Andrade Viana

10 Redação 2: Democracia e igualdade já! Nesta redação, conforme veremos a seguir no espelho das notas, o candidato alcançou um total de 7,70 pontos em 10. Algo parecido com o resultado, em termos proporcionais, com a nota do candidato da redação 1. Na FCC, um espelho pequenininho ficava na parte inferior da redação e nele o avaliador, preenchendo as bolinhas, mostrou como contou a nota do candidato. No Cespe, porém, um espelho detalhado, não preso à redação, vai apontando em minúcias as falhas e conquistas do candidato. E aí está a tabela de avaliações: TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1.ª REGIÃO TRT 1.ª Região 2008 Concurso Público para provimento de cargos de Analista Judiciário e de Técnico Judiciário ESPELHO DA AVALIAÇÃO DA PROVA DISCURSIVA Nome: XXXX Inscrição: Cargo: Técnico Judiciário área: Administrativa ASPECTOS MACROESTRUTURAIS - Discursiva - Técnico Judiciário área: Administrativa Quesitos avaliados Faixa de valor Nota 1 Apresentação e estrutura textual (legibilidade, respeito às margens, paragrafação) e capacidade de interpretação e exposição 0,00 a 1,00 1,00 2 Desenvolvimento do tema 2.1 a Constituição de 1988 e a defesa do ideal de cidadania 0,00 a 2,00 1, a igualdade como fundamento da democracia 0,00 a 3,50 2, o nepotismo como negação do espírito da cidadania 0,00 a 3,50 3, Júnia Andrade Viana

11 ASPECTOS MICROESTRUTURAIS Tipo de erro linha --> Grafia/Acentuação (Língua Portuguesa) Morfossintaxe Propriedade vocabular RESULTADO Nota no conteúdo (NC = soma das notas obtidas em cada quesito) 7,80 Número total de linhas efetivamente escritas (TL) 21 Número de erros (NE) 1 NOTA NA DISCURSIVA - TÉCNICO JUDICIÁRIO ÁREA: ADMINISTRATIVA 7, Júnia Andrade Viana

12 Não sei se deu para entender, mas viu como a exposição dos aspectos pesa? Agora leiamos a redação 2 e façamos uma revisão dos elementos avaliados: Quesitos do Cespe Estrutura, apresentação e capacidade de interpretação: valia 1 ponto e o candidato o conseguiu. Tranquilamente, notamos que a redação é legível, apresenta parágrafos pequenos e, principalmente, períodos também de pequena extensão. A margem esquerda poderia ser um pouco maior, mas tudo bem, o avaliador não se centrou especialmente nisso Júnia Andrade Viana

13 Aspecto 1- a Constituição de 1988 e a defesa do ideal de cidadania: foi o aspecto menos valorizado, se comparado aos dois posteriores. A perda de 0,8 ponto deu-se em razão da desorganização de exposição temática. O assunto teve início no primeiro parágrafo e, de modo difuso, chegou ao segundo. Não houve clareza ao se falar especificamente desse aspecto. Aspecto 2 - a igualdade como fundamento da democracia: erro semelhante ao anterior aparece na exposição desse assunto, pois ele se mistura no 2º parágrafo com o aspecto 1. Isso não é bom. Entenda o seguinte: por mais que você aborde o assunto, ele parecerá difuso se não organizá-lo no texto; por isso misturar assuntos nunca é bom. É preciso abordá-los separadamente, cada aspecto terá seu parágrafo. Aspecto 3 - o nepotismo como negação do espírito da cidadania: como notamos na avaliação, esse foi o aspecto mais pontuado. O assunto nepotismo ocupa quase todo o penúltimo parágrafo, o que naturalmente faz a banca entender que o candidato soube falar mais sobre esse assunto. Balanço dos fatos: quando houver esse tipo de proposta temática, procure dedicar um parágrafo exclusivo à exposição de cada assunto em separado. Sei que muitos parecem estar falando de coisas parecidas ou pelo menos complementares, mas separá-los é muito importante, pois ajuda o leitor na percepção clara da abordagem que o redator fez do assunto proposto. Além disso, é bom trabalharmos com palavraschave da própria proposta, isso deixará mais claro para o leitor o fato de estarmos falando da proposta apresentada. Quanto aos sinônimos de tais palavras- chave, usaremos termos de significado próximo aos dos aspectos quando voltarmos ao assunto analisado. No mais um cálculo, estabelecido em edital, ajudará a somar a parte formalista da redação: a gramática e o número de linhas. Nosso candidato não cometeu muitas infrações gramaticais, mas deixou muita linha em branco. Isso não é bom, pois lemos um texto para o qual faltou Júnia Andrade Viana

14 gás, pois o candidato não aproveitou mais linhas para criar novas situações de análise ou dar mais exemplos para o leitor sobre o assunto apresentado. Assim, caro aluno, organizar aspectos em parágrafos separados garantiria ao texto uma exposição de assuntos de forma equitativa e organizada, sem se fazer uma breve citação e sem se aprofundar demasiadamente no assunto tratado. O candidato optaria pela simplificação na divisão de tarefas que a banca já havia dado a ele a partir do tema. Grande abraço! E até o próximo encontro. Profa. Júnia Júnia Andrade Viana

Como elaborar um recurso prova discursiva/susep

Como elaborar um recurso prova discursiva/susep Como elaborar um recurso prova discursiva/susep Profa. Júnia Andrade Elaborar recursos é tarefa bastante simples. E você pode cumprir com perfeição esta tarefa sozinho (a). Primeiramente, ao receber o

Leia mais

Redação: modelo expositivo Correção no Padrão Cespe

Redação: modelo expositivo Correção no Padrão Cespe Redação: modelo expositivo Correção no Padrão Cespe Ei pessoal, Daqui a alguns dias, um grupo de alunos estará fazendo provas para o TRT/ES, cujo edital, no que concerne à prova discursiva, alertou para

Leia mais

Redação: critérios de correção dos exames da Fuvest, Unicamp, Unesp e Enem. FUVEST e UNESP

Redação: critérios de correção dos exames da Fuvest, Unicamp, Unesp e Enem. FUVEST e UNESP Singular-Anglo Vestibulares Professora Natália Sanches Redação: critérios de correção dos exames da Fuvest, Unicamp, Unesp e Enem. Retirado do site oficial do vestibular. FUVEST e UNESP Na correção, três

Leia mais

Sumário. Parte I As exigências básicas das provas discursivas

Sumário. Parte I As exigências básicas das provas discursivas Sumário Prefácio à 2 a edição, revista e atualizada Apresentação XVII XXI Parte I As exigências básicas das provas discursivas Introdução 2 I. Itens mais gerais estipulados pelas bancas 2 II. Dois editais

Leia mais

DISSERTAÇÃO. A1: legibilidade A2: margens A3: parágrafos A4: fusão de letras A5: rasuras CRITÉRIOS DE CORREÇÃO EM PROVAS DISCURSIVAS. A.

DISSERTAÇÃO. A1: legibilidade A2: margens A3: parágrafos A4: fusão de letras A5: rasuras CRITÉRIOS DE CORREÇÃO EM PROVAS DISCURSIVAS. A. DISSERTAÇÃO CRITÉRIOS DE CORREÇÃO EM PROVAS DISCURSIVAS professor JONAS RODRIGO GONÇALVES 1 Mestre em Ciência Política; Especializado em Letras; Licenciado em Filosofia, História, Sociologia e Psicologia;

Leia mais

Discursivas do Cespe Tema específico: resposta fácil, organização complicada.

Discursivas do Cespe Tema específico: resposta fácil, organização complicada. Toque de Mestre 16 Discursivas do Cespe Tema específico: resposta fácil, organização complicada. Profa. Júnia Andrade Viana profajunia@gmail.com face: profajunia Autora do livro Redação para Concursos

Leia mais

Português- Prof. Verônica Ferreira

Português- Prof. Verônica Ferreira Português- Prof. Verônica Ferreira 1 Com relação a aspectos linguísticos e aos sentidos do texto acima, julgue os itens a seguir. No trecho que podemos chamar de silenciosa (l.15-16), o termo de silenciosa

Leia mais

Orientações de Como Estudar Segmento II

Orientações de Como Estudar Segmento II Orientações de Como Estudar Segmento II Aprender é uma tarefa árdua que exige esforço e método e por isso organizamos algumas dicas para ajudá-lo(la) a aprender Como Estudar! Você verá que as orientações

Leia mais

CURSO DE DISCURSIVAS PARA ANAC

CURSO DE DISCURSIVAS PARA ANAC DISCURSIVAS PARA A ANAC - ESPECIALISTA EM REGULAÇÃO DA AVIAÇÃO CIVIL ÁREA 2 + BÔNUS - AULA AO VIVO EM VÍDEO Professores: o Marco Antônio e o Júnia Andrade. www.pontodosconcursos.com.br 1 Aula 00 Especialista

Leia mais

CURSO DE DISCURSIVAS PARA ANAC

CURSO DE DISCURSIVAS PARA ANAC DISCURSIVAS PARA A ANAC Técnico Administrativo + BÔNUS - AULA AO VIVO EM VÍDEO Professores: o Marco Antônio, o Júnia Andrade e o www.pontodosconcursos.com.br 1 Aula 00 DISCURSIVAS PARA A ANAC Aulas em

Leia mais

ESPAÇO DA REDAÇÃO Com Fabyana Muniz

ESPAÇO DA REDAÇÃO Com Fabyana Muniz ESPAÇO DA REDAÇÃO Com Fabyana Muniz Neste espaço, apresenta-se uma síntese de como será a metodologia utilizada no curso REDAÇÃO PARA CONCURSO. Com relação ao processo de correção e reescritura textual,

Leia mais

:: Cuidados na Elaboração de uma Redação Científica

:: Cuidados na Elaboração de uma Redação Científica :: Cuidados na Elaboração de uma Redação Científica José Mauricio Santos Pinheiro em 21/04/2005 Os princípios indispensáveis à redação científica podem ser resumidos em quatro pontos fundamentais: clareza,

Leia mais

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí UNIVALE

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí UNIVALE Faculdades Integradas do Vale do Ivaí UNIVALE Ivaiporã - PR Faculdades Integradas do Vale do Ivaí - UNIVALE COMISSÃO DO VESTIBULAR CONCURSO VESTIBULAR 2016 MATRÍCULA DOS APROVADOS NO VESTIBULAR A matrícula

Leia mais

Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO

Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO 1 Q236899 Prova: CESGRANRIO - 2012 - Caixa - Técnico Bancário Disciplina: Português Assuntos: 6. Interpretação

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 01/2011 RESPOSTA AOS RECURSOS DA PROVA DE REDAÇÃO

CONCURSO PÚBLICO 01/2011 RESPOSTA AOS RECURSOS DA PROVA DE REDAÇÃO CONCURSO PÚBLICO 01/2011 RESPOSTA AOS RECURSOS DA PROVA DE REDAÇÃO Inscrição: 15602625057-3 (Liminar) - MANTIDA de dissertação, cujos critérios de análise estavam descritos no edital de abertura que rege

Leia mais

Caro aluno! O CURSO AVANÇADO DE PORTUGUÊS (FGV) está voltado para o concursando que se destina a realizar as provas da banca FGV. Nossa estratégia é

Caro aluno! O CURSO AVANÇADO DE PORTUGUÊS (FGV) está voltado para o concursando que se destina a realizar as provas da banca FGV. Nossa estratégia é Caro aluno! O CURSO AVANÇADO DE PORTUGUÊS (FGV) está voltado para o concursando que se destina a realizar as provas da banca FGV. Nossa estratégia é que o aluno NÃO DECORE NADA em Língua Portuguesa. Se

Leia mais

As questões a seguir foram extraídas de provas de concurso.

As questões a seguir foram extraídas de provas de concurso. COMENTÁRIO QUESTÕES DE PORTUGUÊS PROFESSORA: FABYANA MUNIZ As questões a seguir foram extraídas de provas de concurso. 1. (FCC)...estima-se que sejam 20 línguas. (2º parágrafo) O verbo flexionado nos mesmos

Leia mais

Análise do Edital AFRFB 2014

Análise do Edital AFRFB 2014 Análise do Edital AFRFB 2014 Olá amigos concurseiros, Hoje (dia 10/03/2014) saiu o edital para o concurso de AUDITOR FISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL (AFRFB). Serão 278 vagas. Entretanto, já sabemos

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL. Sondagem 2014 6º ANO. Língua Portuguesa

ENSINO FUNDAMENTAL. Sondagem 2014 6º ANO. Língua Portuguesa ENSINO FUNDAMENTAL O processo de sondagem Colégio Sion busca detectar, no aluno, pré-requisitos que possibilitem inseri-lo adequadamente no ano pretendido. As disciplinas de Língua Portuguesa e são os

Leia mais

Enem. Dicas para você se dar bem na prova. A prova do ENEM está ai e você precisa de uma boa nota, certo? Verdade!

Enem. Dicas para você se dar bem na prova. A prova do ENEM está ai e você precisa de uma boa nota, certo? Verdade! Enem Dicas para você se dar bem na prova. A prova do ENEM está ai e você precisa de uma boa nota, certo? Verdade! Não tem mais para onde correr: O resto dos seus dias depende disso. Ou pelo menos é assim

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA Módulo Geral

LÍNGUA PORTUGUESA Módulo Geral Módulo Geral CONCURSO: Ministério do Trabalho e Emprego CARGO: Auditor-Fiscal do Trabalho PROFESSOR: Pablo Jamilk Este curso é protegido por direitos autorais (copyright), nos termos da Lei n.º 9.610/1998,

Leia mais

Edital Provas Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior para Maiores de 23 Anos 2008/2009

Edital Provas Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior para Maiores de 23 Anos 2008/2009 Edital Provas Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior para Maiores de 23 Anos 2008/2009 1. Curso Encontram-se abertas inscrições para a realização das provas especiais de acesso e ingresso nos

Leia mais

INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA Orientações para a Redação

INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA Orientações para a Redação I - Proposta de Redação INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA Orientações para a Redação A proposta de redação do vestibular do ITA pode ser composta de textos verbais, não verbais (foto ou ilustração,

Leia mais

Correção Avulsa de Discursivas para os Certames da Receita Federal do Brasil

Correção Avulsa de Discursivas para os Certames da Receita Federal do Brasil AULA DEMONSTRATIVA Correção Avulsa de Discursivas para os Certames da Receita Federal do Brasil Olá, amigos Sou o professor Daniel Magalhães e será uma prazer ajudá-los nessa caminhada rumo à aprovação

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS 2015 3.º CICLO DO ENSINO BÁSICO (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)» INTRODUÇÃO O presente documento visa divulgar as características da prova

Leia mais

Resumão de Português Receita Federal Auditor Fiscal e Analista Tributário

Resumão de Português Receita Federal Auditor Fiscal e Analista Tributário Resumão de Português Receita Federal Auditor Fiscal e Analista Tributário Profa. Júnia Andrade Olá candidatos, É com disposição e prazer imenso que participo desta etapa final do preparatório para as provas

Leia mais

Este documento vai ser divulgado na escola-sede do Agrupamento e na página eletrónica: www.aepjm.pt/joomla

Este documento vai ser divulgado na escola-sede do Agrupamento e na página eletrónica: www.aepjm.pt/joomla Agrupamento de Escolas Pedro Jacques de Magalhães INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS 2014 3.º Ciclo do Ensino Básico O presente documento divulga a informação relativa à prova de Equivalência

Leia mais

Atividade - Sequência Conrado Adolpho

Atividade - Sequência Conrado Adolpho Atividade - Sequência Conrado Adolpho Agora, eu quero lhe apresentar os 6 e-mails do conrado adolpho para vender o 8ps. Quero que você leia está sequência com muita atenção e, depois, responda às provocações

Leia mais

Especial TRT-MG. Prova discursiva da FCC: o que saber sobre questões, bancas, grades de respostas etc.

Especial TRT-MG. Prova discursiva da FCC: o que saber sobre questões, bancas, grades de respostas etc. Especial TRT-MG Prova discursiva da FCC: o que saber sobre questões, bancas, grades de respostas etc. Olá, candidatos! Mais uma vez digo que é um prazer escrever sobre as discursivas da Fundação Carlos

Leia mais

PROVA 358. (Dec.- Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) 2014/2015 1.ª e 2.ª Fases

PROVA 358. (Dec.- Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) 2014/2015 1.ª e 2.ª Fases PROVA 358 INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Formação Específica Anual 12.º Ano (Dec.- Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) 2014/2015 1.ª e 2.ª Fases Provas Escrita e Oral Cursos Científico-

Leia mais

INGLÊS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA CAPARICA. 1. Objeto de avaliação. 2. Caracterização da prova. Prova 06 2015. 2º Ciclo do Ensino Básico

INGLÊS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA CAPARICA. 1. Objeto de avaliação. 2. Caracterização da prova. Prova 06 2015. 2º Ciclo do Ensino Básico AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA CAPARICA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Prova 06 2015 2º Ciclo do Ensino Básico O presente documento visa divulgar as características do Exame de Equivalência

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul NÚMERO DA VAGA: 22 MOTIVO ALEGADO PELO CANDIDATO: alternativa

Leia mais

Uma chaminé esfumaçante em forma de arma apontada contra a cabeça só pode colocar a poluição como uma arma letal.

Uma chaminé esfumaçante em forma de arma apontada contra a cabeça só pode colocar a poluição como uma arma letal. 1. A legenda mais apropriada para a charge é: A poluição é uma arma que pode matar. Uma chaminé esfumaçante em forma de arma apontada contra a cabeça só pode colocar a poluição como uma arma letal. 02.

Leia mais

REDAÇÃO PARA VESTIBULAR

REDAÇÃO PARA VESTIBULAR REDAÇÃO PARA VESTIBULAR A principal técnica de redação utilizada é sem dúvida a dissertação. Na realidade nós fazemos dissertação todos os nossos dias, quando procuramos soluções para nossos problemas,

Leia mais

Informação Prova de Equivalência à Frequência da disciplina de FRANCÊS

Informação Prova de Equivalência à Frequência da disciplina de FRANCÊS Informação Prova de Equivalência à Frequência da disciplina de FRANCÊS Prova 16 2015 3º Ciclo do Ensino Básico Despacho normativo n.º 6-A/2015 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

AGRUPAMENTO DE CLARA DE RESENDE COD. 242 937 COD. 152 870

AGRUPAMENTO DE CLARA DE RESENDE COD. 242 937 COD. 152 870 CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO (Aprovados em Conselho Pedagógico de 16 outubro de 2012) No caso específico da disciplina de PORTUGUÊS, do 3.º ano de escolaridade, a avaliação incidirá ainda ao nível

Leia mais

Guia do Professor / Vozes da Cidade / Conhecendo.../ Eduardo Guimarães. Conhecendo a Cidade

Guia do Professor / Vozes da Cidade / Conhecendo.../ Eduardo Guimarães. Conhecendo a Cidade Guia do Professor / Vozes da Cidade / Conhecendo.../ Eduardo Guimarães 1 Guia do Professor Episódio Conhecendo a Cidade Programa Vozes da Cidade Apresentação Como já vimos nos trabalhos desenvolvidos para

Leia mais

Trabalho em Equipe. Teoria do Direito

Trabalho em Equipe. Teoria do Direito 2015 Trabalho em Equipe Teoria do Direito Caros alunos, A seguir colocamos as orientações para a realização do trabalho em equipe. Trabalho em Equipe O trabalho em equipe é uma atividade que deverá ser

Leia mais

FACULDADE DE CAMPINA GRANDE DO SUL M A N U A L D O C A N D I D A T O

FACULDADE DE CAMPINA GRANDE DO SUL M A N U A L D O C A N D I D A T O 1 FACULDADE DE CAMPINA GRANDE DO SUL M A N U A L D O C A N D I D A T O PROCESSO SELETIVO - INVERNO / 2014 Rua Profº Duílio Calderari, nº 600 Jardim Paulista CEP 83.430-000 Campina Grande do Sul PR. Fone:

Leia mais

Módulo 6 Parte 4.2 A aula que queremos dar Redação

Módulo 6 Parte 4.2 A aula que queremos dar Redação Módulo 6 Parte 4.2 A aula que queremos dar Redação Redação 1 o ou 2 o ano médio Tema: Corrigir uma redação Aula:! Olá, seja bem-vindo a Educare, meu nome é Professor Roberto e estou aqui para ajudá-lo.

Leia mais

Dissertar é expor determinada opinião em relação a um tema e defendê-la através de argumentos coerentes com a realidade.

Dissertar é expor determinada opinião em relação a um tema e defendê-la através de argumentos coerentes com a realidade. PROF. BRUNO AUGUSTO Dissertar é expor determinada opinião em relação a um tema e defendê-la através de argumentos coerentes com a realidade. Deve apresentar uma linguagem clara e condizente aopúblicoemqueotextoserádestinado.

Leia mais

AULA DEMONSTRATIVA. Concurso: Ministério do Trabalho Cargo: Auditor Fiscal do Trabalho Matéria: Redação Professor: Del Lima

AULA DEMONSTRATIVA. Concurso: Ministério do Trabalho Cargo: Auditor Fiscal do Trabalho Matéria: Redação Professor: Del Lima AULA DEMONSTRATIVA 1. APRESENTAÇÃO... 2 1.1. SOBRE O CURSO... 3 1.2. CONSIDERAÇÕES INICIAIS... 4 2. CRONOGRAMA... 5 3. O CONCURSO... 6 4. O PLANEJAMENTO... 6 5. OS ELEMENTOS DO TEXTO I... 9 6. QUESTÃO

Leia mais

& ENEM. em 30 minutos. A Redação do Vestibular. Os primeiros passos para dominar a parte mais crucial das provas. um ebook Express da

& ENEM. em 30 minutos. A Redação do Vestibular. Os primeiros passos para dominar a parte mais crucial das provas. um ebook Express da A Redação do Vestibular & ENEM em 30 minutos Os primeiros passos para dominar a parte mais crucial das provas um ebook Express da EscreverOnline Importante! Este ebook (livro eletrônico) é grátis. É o

Leia mais

AGRUPAMENTO VERTICAL DE REDONDO ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DR. HERNÂNI CIDADE INFORMAÇÃO- PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA (ORAL E ESCRITA)

AGRUPAMENTO VERTICAL DE REDONDO ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DR. HERNÂNI CIDADE INFORMAÇÃO- PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA (ORAL E ESCRITA) INFORMAÇÃO- PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA (ORAL E ESCRITA) 1. INTRODUÇÃO ENSINO BÁSICO 2ºCICLO O presente documento visa divulgar as características do Exame de Equivalência à Frequência Escrita e

Leia mais

Lição 4 A Revisão do Texto

Lição 4 A Revisão do Texto Redação Técnica 65 Ao fi nal desta lição, esperamos que você possa: reconhecer alguns cuidados para a revisão de um texto; reconhecer os vícios de linguagem mais frequentes. Conteúdo desta lição: Técnicas

Leia mais

2015/2016 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1.º CICLO 3.º ANO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO JACQUES DE MAGALHÃES

2015/2016 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1.º CICLO 3.º ANO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO JACQUES DE MAGALHÃES 2015/2016 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1.º CICLO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO JACQUES DE MAGALHÃES Disciplina: PORTUGUÊS Agrupamento de Escolas Pedro Jacques de Magalhães CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1.º CICLO - Ano

Leia mais

ANEXO I FUNÇÕES, VAGAS, PRÉ-REQUISITOS, VENCIMENTOS, JORNADA DE TRABALHO E LOTAÇÃO.

ANEXO I FUNÇÕES, VAGAS, PRÉ-REQUISITOS, VENCIMENTOS, JORNADA DE TRABALHO E LOTAÇÃO. ANEXO I FUNÇÕES, VAGAS, PRÉ-REQUISITOS, VENCIMENTOS, JORNADA DE TRABALHO E LOTAÇÃO. Cargos/ Área de Atuação Hs/ Sem Nº de Vagas Nº de Vagas LOTAÇÃO Pré-Requisitos/ Escolaridade Vencimento Básico R$ Comuns

Leia mais

Agrupamento de Escolas de S. Pedro do Sul 161780 Escola-sede: Escola Secundária de São Pedro do Sul

Agrupamento de Escolas de S. Pedro do Sul 161780 Escola-sede: Escola Secundária de São Pedro do Sul Agrupamento de Escolas de S. Pedro do Sul 161780 Escola-sede: Escola Secundária de São Pedro do Sul INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA 2.º CICLO DO ENSINO BÁSICO ANO LETIVO: 2014/2015 1 ª /

Leia mais

ESCOLA BÁSICA FERNANDO CALDEIRA Currículo de Português. Departamento de Línguas. Currículo de Português - 7º ano

ESCOLA BÁSICA FERNANDO CALDEIRA Currículo de Português. Departamento de Línguas. Currículo de Português - 7º ano Departamento de Línguas Currículo de Português - Domínio: Oralidade Interpretar discursos orais com diferentes graus de formalidade e complexidade. Registar, tratar e reter a informação. Participar oportuna

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Disciplina Francês Tipo de Prova Escrita e oral Ano letivo 2014/2015 3.º Ciclo do Ensino Básico O presente documento divulga informação relativa à prova de

Leia mais

Turma EPE ANALISTA DE PESQUISA ENERGÉTICA ÁREA DE ATUAÇÃO: PETRÓLEO E ABASTECIMENTO PETRÓLEO E ABASTECIMENTO

Turma EPE ANALISTA DE PESQUISA ENERGÉTICA ÁREA DE ATUAÇÃO: PETRÓLEO E ABASTECIMENTO PETRÓLEO E ABASTECIMENTO Turma EPE ANALISTA DE PESQUISA ENERGÉTICA ÁREA DE ATUAÇÃO: PETRÓLEO E ABASTECIMENTO Banca: CESGRANRIO Edital de referência: 01/2014 (data da publicação: 04/02/2014) Carga horária (aulas presenciais): 200

Leia mais

INGLÊS LE I Código 21 abril 2015

INGLÊS LE I Código 21 abril 2015 PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS LE I Código 21 abril 2015 9º Ano de escolaridade (Decreto Lei 139/ 2012, de 05 de julho) O presente documento divulga informação relativa à prova de equivalência

Leia mais

Leitura e escrita são tarefas da escola e não só do professor de português

Leitura e escrita são tarefas da escola e não só do professor de português Leitura e escrita são tarefas da escola e não só do professor de português Paulo Coimbra Guedes e Jane Mari de Souza A tarefa de ensinar a ler e a escrever um texto de história é do professor de história

Leia mais

Inglesar.com.br Aprender Inglês Sem Estudar Gramática

Inglesar.com.br Aprender Inglês Sem Estudar Gramática 1 Sumário Introdução...04 O segredo Revelado...04 Outra maneira de estudar Inglês...05 Parte 1...06 Parte 2...07 Parte 3...08 Por que NÃO estudar Gramática...09 Aprender Gramática Aprender Inglês...09

Leia mais

Informação-Prova de Equivalência à Frequência

Informação-Prova de Equivalência à Frequência Informação-Prova de Equivalência à Frequência 2º Ciclo do Ensino Básico Prova de Equivalência à Frequência de Língua Estrangeira I Inglês Escrita e Oral Prova 06/ 2013 Despacho normativo nº 5/ 2013, de

Leia mais

Redação no ENEM: considerações preliminares e propostas passadas

Redação no ENEM: considerações preliminares e propostas passadas Redação no ENEM: considerações preliminares e propostas passadas Neste texto, vamos delinear o que se espera do participante do ENEM na situação específica de produção de textos. Para isso, nada melhor

Leia mais

Profa. Ma. Adriana Rosa

Profa. Ma. Adriana Rosa Unidade III ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO Profa. Ma. Adriana Rosa Aula anterior O fim das cartilhas em sala de aula; Comunicação e linguagem; Sondagem da escrita infantil; Ao desenhar, a criança escreve;

Leia mais

Critérios de Avaliação. 3º Ano. Agrupamento de Escolas Pedro Jacques de Magalhães 1º Ciclo

Critérios de Avaliação. 3º Ano. Agrupamento de Escolas Pedro Jacques de Magalhães 1º Ciclo Critérios de Avaliação 3º Ano 1º Ciclo Disciplina: PORTUGUÊS Domínio Parâmetros de Avaliação Instrumentos de avaliação Ponderação Oralidade Assimilar e expressar as ideias essenciais e as intenções de

Leia mais

PED LÍNGUA PORTUGUESA ORIENTAÇÕES ACADÊMICAS

PED LÍNGUA PORTUGUESA ORIENTAÇÕES ACADÊMICAS PED LÍNGUA PORTUGUESA ORIENTAÇÕES ACADÊMICAS Prezado aluno, O maior diferencial deste projeto pedagógico é o desenvolvimento da autonomia do estudante durante sua formação. O currículo acadêmico do seu

Leia mais

Língua Portuguesa 1ºEM

Língua Portuguesa 1ºEM ASSESSORIA DE EDUCAÇÃO PROVÍNCIA DO PARANÁ Colégio Social Madre Clélia Língua Portuguesa 1ºEM Prof. Eliana Martens A prova de redação é extremamente importante em vestibulares e em concursos Avalia diferentes

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul NÚMERO DA VAGA: 22 venho por meio deste pedir a anulação

Leia mais

COMBINADOS PARA O SEMESTRE:

COMBINADOS PARA O SEMESTRE: COMBINADOS PARA O SEMESTRE: Temas de redação serão dados durantes as aulas. É importante pesquisá-los e estudá-los, pois alguns deles serão utilizados para as produções em sala ou em simulados; Toda a

Leia mais

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS D. ANTÓNIO FERREIRA GOMES INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE INGLÊS 2º CICLO ANO 2015

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS D. ANTÓNIO FERREIRA GOMES INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE INGLÊS 2º CICLO ANO 2015 AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS D. ANTÓNIO FERREIRA GOMES INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE INGLÊS 2º CICLO ANO 2015 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da

Leia mais

AGRUPAMENTO ESCOLAS DE REDONDO Escola Básica e Secundária Dr. Hernâni Cidade. INGLÊS Abril de 2015 PROVA 06 2º Ciclo do Ensino Básico

AGRUPAMENTO ESCOLAS DE REDONDO Escola Básica e Secundária Dr. Hernâni Cidade. INGLÊS Abril de 2015 PROVA 06 2º Ciclo do Ensino Básico AGRUPAMENTO ESCOLAS DE REDONDO Escola Básica e Secundária Dr. Hernâni Cidade INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA (ORAL E ESCRITA) INGLÊS Abril de 2015 PROVA 06 2º Ciclo do Ensino Básico I. INTRODUÇÃO

Leia mais

(46) 3243-1371 EDITAL N. 041/2014 VESTIBULAR UNILAGOS 2015

(46) 3243-1371 EDITAL N. 041/2014 VESTIBULAR UNILAGOS 2015 1 Fundação de Ensino Superior de Mangueirinha Faculdade Unilagos Rua Saldanha Marinho, 85 www.unilagos.com.br CNPJ 05.428.075/0001-91 (46) 3243-1371 EDITAL N. 041/2014 VESTIBULAR UNILAGOS 2015 A Diretora

Leia mais

Conteúdo Programático

Conteúdo Programático Conteúdo Programático Conhecimentos Básicos Português Básico Gramática Sobre o curso: Ele é direcionado a todo aluno que pretende construir uma base sólida de conhecimentos fundamentais para resolver as

Leia mais

COLETÂNEA CONTINUA...

COLETÂNEA CONTINUA... Natal, 05 de abril de 2011 PROVA DE REDAÇÃO A prova de redação apresenta uma proposta de construção textual: uma CARTA ABERTA. Com a finalidade de auxiliá-lo(a) na compreensão prévia da temática em foco,

Leia mais

Melhores Redações do ENEM Como fazer

Melhores Redações do ENEM Como fazer Melhores Redações do ENEM Como fazer Como fazer redação para o ENEM 2014 Você vai se inscrever no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM)? Uma das dores de cabeça ou pesadelos dos alunos é a redação do ENEM

Leia mais

Faculdade de Educação, Ciências e Letras D O N D O M Ê N I C O O QUE É UM ARTIGO CIENTÍFICO

Faculdade de Educação, Ciências e Letras D O N D O M Ê N I C O O QUE É UM ARTIGO CIENTÍFICO O QUE É UM ARTIGO CIENTÍFICO O artigo cientifico é um texto escrito para ser publicado num periódico especializado e tem o objetivo de comunicar os dados de uma pesquisa, seja ela experimental, quase experimental

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS PROVA 16 / 2015 9 º ANO 3 º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova final a nível de escola,

Leia mais

MANUAL VESTIBULAR SIMPLIFICADO 2015

MANUAL VESTIBULAR SIMPLIFICADO 2015 MANUAL VESTIBULAR SIMPLIFICADO 2015 AEDS Autarquia Educacional de Salgueiro Fone: (87) 3871 6040 FACHUSC Faculdade de Ciência Humanas do Sertão Central Rua Antônio Filgueira Sampaio, 134 - Salgueiro -

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria no 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: Português Instrumental

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria no 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: Português Instrumental CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria no 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: Português Instrumental Código: CTB - 112 Pré-requisito: - Período Letivo: 2015.2 Professor:

Leia mais

Edital Provas Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior para Maiores de 23 Anos 2013/2014

Edital Provas Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior para Maiores de 23 Anos 2013/2014 Edital Provas Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior para Maiores de 23 Anos 2013/2014 1. Curso Encontram-se abertas inscrições para a realização das provas especiais de acesso e ingresso no

Leia mais

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS ARACAJU 2012 2 PREFÁCIO A apresentação dos trabalhos acadêmicos

Leia mais

SELEÇÃO EXTERNA CARREIRA ADMINISTRATIVA - CARGO ESCRITURÁRIO DO BANCO DO BRASIL S.A

SELEÇÃO EXTERNA CARREIRA ADMINISTRATIVA - CARGO ESCRITURÁRIO DO BANCO DO BRASIL S.A SELEÇÃO EXTERNA CARREIRA ADMINISTRATIVA - CARGO ESCRITURÁRIO DO BANCO DO BRASIL S.A Confira todos os detalhes do edital de abertura do certame do BANCO DO BRASIL S.A elaborado pela equipe Gran Cursos.

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA VESTIBULAR FAETERJ'S E INSTITUTOS SUPERIORES DECISÃO DOS RECURSOS (INFRARRELACIONADOS)

Leia mais

LINGUAGEM E ARGUMENTAÇÃO JURÍDICA

LINGUAGEM E ARGUMENTAÇÃO JURÍDICA AULA 11 PG 1 Este material é parte integrante da disciplina Linguagem e Argumentação Jurídica oferecido pela UNINOVE. O acesso às atividades, as leituras interativas, os exercícios, chats, fóruns de discussão

Leia mais

OS CRITÉRIOS DE CORREÇÃO para a REDAÇÃO do ENEM

OS CRITÉRIOS DE CORREÇÃO para a REDAÇÃO do ENEM Disciplina Curso Profª Série REDACÃO Ensino Médio Silvia Zanutto 3º Lembre-se: ESTUDO APROVAÇÃO SUCESSO OS CRITÉRIOS DE CORREÇÃO para a REDAÇÃO do ENEM Aluno,LEIA COM ATENÇÃO! Na redação, o ENEM avalia

Leia mais

Análise do Edital ISS Salvador 2014

Análise do Edital ISS Salvador 2014 Análise do Edital ISS Salvador 2014 Olá amigos concurseiros, É com um carinho mais que especial que divulgo que no dia 15/09/2014) saiu uma BOMBA NORDESTINA, ou seja, o concurso para Auditor Fiscal do

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO JACQUES MAGALHÃES 1º CICLO. Critérios de Avaliação. 2º Ano

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO JACQUES MAGALHÃES 1º CICLO. Critérios de Avaliação. 2º Ano AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO JACQUES MAGALHÃES 1º CICLO Critérios de Avaliação 2º Ano Atitudes e Valores Conhecimentos e Capacidades Disciplina: PORTUGUÊS Domínio Parâmetros de Avaliação Instrumentos de

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Samora Correia Informação - Prova de Exame de Equivalência à Frequência de INGLÊS I Data: abril 2015

Agrupamento de Escolas de Samora Correia Informação - Prova de Exame de Equivalência à Frequência de INGLÊS I Data: abril 2015 Agrupamento de Escolas de Samora Correia Informação - Prova de Exame de Equivalência à Frequência de INGLÊS I Data: abril 2015 2ºCiclo - 6º Ano de Escolaridade (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS S DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE SECRETARIADO EXECUTIVO TRILÍNGUE DISCIPLINA: COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO Leitura e compreensão de textos. Gêneros textuais. Linguagem verbal e não verbal. Linguagem

Leia mais

PROGRAMAS PARA OS CANDIDATOS A VAGAS 2016 3 o Ano Ensino Fundamental

PROGRAMAS PARA OS CANDIDATOS A VAGAS 2016 3 o Ano Ensino Fundamental 3 o Ano Textos Ler, entender e interpretar contos infantis e textos informativos. Gramática Será dada ênfase à aplicação, pois ela é entendida como instrumento para que o aluno se expresse de maneira adequada

Leia mais

ANALISTA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Código 102 CADERNO 1 PROVA DISSERTATIVA

ANALISTA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Código 102 CADERNO 1 PROVA DISSERTATIVA CONCURSO PÚBLICO Edital n. 01/2008-CMBH ANALISTA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Código 102 CADERNO 1 PROVA DISSERTATIVA ATENÇÃO Leia as instruções deste Caderno. Elas fazem parte da sua prova 1. Este caderno

Leia mais

Alemão Básico até Intermediário Superior, A1 B2

Alemão Básico até Intermediário Superior, A1 B2 Básico até Intermediário Superior, A1 B2 Esta folha trata de cursos de apenas uma vez por semana. Além deles nós temos no mesmo nível, um grande número de cursos intensivos. Nós o aconselhamos individualmente

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DE ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DE ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DE ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 124/2010/CONEPE Altera Art. 12 da Resolução nº 68/2010/CONEPE, quanto

Leia mais

PRÁTICAS PEDAGÓGICAS DOS PROFESSORES DE LÍNGUA PORTUGUESA DO ENSINO MÉDIO: PERSPECTIVAS DE MUDANÇA

PRÁTICAS PEDAGÓGICAS DOS PROFESSORES DE LÍNGUA PORTUGUESA DO ENSINO MÉDIO: PERSPECTIVAS DE MUDANÇA PRÁTICAS PEDAGÓGICAS DOS PROFESSORES DE LÍNGUA PORTUGUESA DO ENSINO MÉDIO: PERSPECTIVAS DE MUDANÇA SANTOS, Lilian 1 NUNES, Célia 2 O presente trabalho tem como objetivo apresentar algumas considerações

Leia mais

EDITAL Nº 006/2010 DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO PARA O QUADRO DE ESTAGIÁRIOS DO MP-AP.

EDITAL Nº 006/2010 DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO PARA O QUADRO DE ESTAGIÁRIOS DO MP-AP. EDITAL Nº 006/2010 DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO PARA O QUADRO DE ESTAGIÁRIOS DO MP-AP. A PRESIDENTE DA COMISSÃO instituída pela Portaria 0377/2010- GAP/PGJ, de 22 de Novembro de 2010, torna pública

Leia mais

COMPETÊNCIAS E HABILIDADES NA PRÁTICA ESCRITA: Trabalhando com a redação do ENEM

COMPETÊNCIAS E HABILIDADES NA PRÁTICA ESCRITA: Trabalhando com a redação do ENEM COMPETÊNCIAS E HABILIDADES NA PRÁTICA ESCRITA: Trabalhando com a redação do ENEM Mayara Myrthes Henriques Santos Universidade Estadual da Paraíba, mayara.mhs@gmail.com RESUMO: O processo de ensino e aprendizagem

Leia mais

Segredos da Redação Nota Mil

Segredos da Redação Nota Mil Lucas Martins Segredos da Redação Nota Mil Aprenda Como Utilizar Meu Método Testado e Aprovado e Aumente Suas Chances de Uma Boa Nota Índice Introdução... 5 Bem-vindo!... 5 Quem sou eu... 6 Por que você

Leia mais

PRINCÍPIOS PARA A REDAÇÃO DE UMA DISSERTAÇÃO OU TESE

PRINCÍPIOS PARA A REDAÇÃO DE UMA DISSERTAÇÃO OU TESE 1 PRINCÍPIOS PARA A REDAÇÃO DE UMA DISSERTAÇÃO OU TESE Prof. Dr. Flávio Villaça Professor Titular de Planejamento Urbano da FAU-USP Versão de 20/12/04 Flavila@uol.com.br INTRODUÇÀO Este texto foi elaborando

Leia mais

ESCOLA BÁSICA DOS 2º E 3º CICLOS DO ESTREITO DE CÂMARA DE LOBOS Ano Letivo 2014/2015

ESCOLA BÁSICA DOS 2º E 3º CICLOS DO ESTREITO DE CÂMARA DE LOBOS Ano Letivo 2014/2015 ESCOLA BÁSICA DOS 2º E 3º CICLOS DO ESTREITO DE CÂMARA DE LOBOS Ano Letivo 2014/2015 INFORMAÇÃO PROVA DE AVALIAÇÃO EXTRAORDINÁRIA DA DISCIPLINA DE LÍNGUA ESTRANGEIRA I - INGLÊS Componente de Formação:

Leia mais

M J AUDITOR CONCURSO PÚBLICO 2008 INFORMAÇÕES GERAIS CRITÉRIOS PARA AVALIÇÃO DA PROVA DISCURSIVA NF =A 3B TL

M J AUDITOR CONCURSO PÚBLICO 2008 INFORMAÇÕES GERAIS CRITÉRIOS PARA AVALIÇÃO DA PROVA DISCURSIVA NF =A 3B TL M J CONCURSO PÚBLICO 2008 AUDITOR INFORMAÇÕES GERAIS 1. Você recebeu o seguinte material: a) 1 (um) caderno destinado ao rascunho, contendo os 6 (seis) enunciados da Prova Discursiva I; b) 6 (seis) folhas

Leia mais

SIMULADO DE PORTUGUÊS

SIMULADO DE PORTUGUÊS SIMULADO DE PORTUGUÊS Professora: Fabyana Muniz Texto I O desafio da qualidade É uma conquista civilizatória para o Brasil ter a imensa maioria das crianças em idade escolar com acesso às salas de aula,

Leia mais

1. Linguagens e Códigos; 2. Raciocínio Lógico e Matemática; 3. Leitura e Interpretação de Textos; 4. Atualidades.

1. Linguagens e Códigos; 2. Raciocínio Lógico e Matemática; 3. Leitura e Interpretação de Textos; 4. Atualidades. ANEXO I - PROGRAMA DAS PROVAS DE CONHECIMENTOS GERAIS E DE REDAÇÃO Prova (Todos os Cursos) Trabalhando em consonância com as diretrizes curriculares nacionais, o UNIFEMM entende que as avaliações do processo

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL MAPA DE CONTEÚDOS E OBJETIVOS 1º BIMESTRE 2º ANO. Português

ENSINO FUNDAMENTAL MAPA DE CONTEÚDOS E OBJETIVOS 1º BIMESTRE 2º ANO. Português ENSINO FUNDAMENTAL Cruzeiro 3213-3838 Octogonal 3213-3737 www.ciman.com.br MAPA DE CONTEÚDOS E OBJETIVOS 1º BIMESTRE 2º ANO ESCUTA/ LEITURA/ PRODUÇÃO DE TEXTO ORAL E ESCRITO Textos narrativos Contos de

Leia mais

Desvios de redações efetuadas por alunos do Ensino Médio

Desvios de redações efetuadas por alunos do Ensino Médio Desvios de redações efetuadas por alunos do Ensino Médio 1. Substitua as palavras destacadas e copie as frases, tornando os fragmentos abaixo mais elegantes, além de mais próximos à língua padrão e à proposta

Leia mais

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER INTRODUÇÃO: Qualquer que seja meu objetivo, ler é a atividade básica do aprendizado. Alguém já disse: Quem sabe ler, pode aprender qualquer coisa. Se quisermos estudar a Bíblia,

Leia mais

Esperamos que este pequeno material seja esclarecedor e que possa levar mais gente a se interessar pela língua que falamos.

Esperamos que este pequeno material seja esclarecedor e que possa levar mais gente a se interessar pela língua que falamos. Apresentação Será que a Língua Portuguesa é mesmo difícil? Por que é comum ouvir brasileiros dizerem que não sabem falar português? Será que a experiência escolar com o ensino de Língua Portuguesa causa

Leia mais